You are on page 1of 6

Universidade Estadual Vale do Acaraú Graduação Tecnológica em Processos Gerenciais

Tecnologia da Informação
Orientador: Prof° Jhonata Tabosa

Paraipaba – CE Julho, 2011

8. Introdução Teoria de Garvin Teoria de Sveybi Teoria de Stweart Teoria de Teoria de Conclusão Referências Bibliográficas . 6. 2.Sumário 1. 7. 4. 5. 3.

1. Introdução .

Teoria de Garvin .2.

ou seja. não tem preconceitos e nem está diretamente vinculada a equipamentos ou a avançados sistemas de informação. que. informação. uma das características da organização que aprende seria o fato de que seus ativos físicos têm menos importância que seus ativos intangíveis – os talentos dos seus funcionários. com uma eficiente gestão de hard e soft do que necessariamente com os itens do balanço patrimonial de uma organização. terrenos. intensificaram a necessidade de pessoas qualificadas e preparadas para uma nova economia. Stewart defende que eles não podem ser negligenciados. na qual a cessão da propriedade do capital humano fosse ser voluntária. experiência– capaz de gerar riqueza. Reengenharia e Capital Intelectual. as organizações procurariam formas de avaliar os custos de tais ativos e. Em vista disso. A terceira idéia é o capital intelectual.Segundo ele. a relação entre aprendizado individual e capital humano de uma empresa – entendido como estoque de conhecimento e capacidade de inovar – envolveria grupos informais de trabalho. como a “economia do conhecimento”. Considerado por Stewart como matéria intelectual. os ativos tangíveis. representados pelos talentos. conforme descritas por Stewart (1998). Edwards Deming e Joseph M. dinheiro. propriedade intelectual. Assim. Teoria de Stweart Nos últimos 20 anos. A propriedade de idéias e de know-how pertenceria ao que ele denomina comunidade de prática. são elas: Gestão da Qualidade Total. instalações e equipamentos. a vantagem competitiva estaria relacionada. A gestão do conhecimento. localizariam o custo de treinamento e a experiência adquirida em curvas de aprendizado. as empresas precisariam ter „propriedade virtual do funcionário‟. habilidades. o capital intelectual da empresa. a eficácia de seus sistemas gerenciais. investir em empresas de conhecimento significaria adquirir talentos. reconstruir novas estruturas mais enxutas e eficientes. O movimento da Qualidade surge nas décadas de 1950 e 1960. habilidade e idéias. teriam como características específicas o fato de serem grupos informais. Para Stewart. é bem verdade. como a capacidade organizacional de criar/adquirir. disseminar e usar o conhecimento em prol da competitividade. capacidade mental coletiva – conhecimento. o caráter de seus relacionamentos com os clientes – os quais constituem o seu capital intelectual. . necessariamente. por exemplo. e a aprendizagem. Assim.3. know-how e relacionamentos utilizados para criar riqueza. A segunda idéia é a Reengenharia. ou seja. Para proteger seus ativos intelectuais. o que se expressaria nos sistemas de remuneração e administração. passaram a não ser os únicos responsáveis pelo sucesso de uma empresa e o fato de possuí-los não implica. A Reengenharia surgiu com o propósito de sensibilizar as organizações a repensarem seus processos internos e. seus principais trabalhos relacionados à formação de capital humano seriam a transparência do conhecimento e a inovação. capacidades. Desta perspectiva economicista. tais conceitos e filosofia foram absorvidos pela cultura japonesa e tiveram papel fundamental na reconstrução do país pós segunda guerra mundial. cunhada por Stewart . três grandes idéias transformaram profundamente o funcionamento das organizações. segundo Stewart (2002). Juran. A partir desta concepção. o capital intelectual consistiria da associação entre capital humano. voluntários e de vida longa. Imunes à gerência no seu sentido convencional. definido por Stewart (2002) como os ativos do conhecimento. O gerenciamento do capital intelectual se tornaria palavra de ordem. capital estrutural e capital cliente. mais estreitamente. sua força-motriz. Por considerar que o poder econômico dos ativos intangíveis é tão real quanto o das máquinas e outros bens de produção físicos. numa vantagem competitiva de uma organização. a partir de um diagnóstico inicial. prédios. Com a participação efetiva de W. Estes recursos. o desafio para as empresas seria encontrar uma forma de tornar o capital humano uma vantagem proprietária. que foi concebida por Thomas Davenport e popularizada por Michael Hammer na década de 1990 no mundo ocidental.

com isso. observa-se o deslocamento da temática da „produção‟ do conhecimento para sua „transmissão e apropriação‟ a . Recurso econômico enquadrado como „recurso de capital‟. de seus proprietários. Estes autores assumem como universal e atemporal a concepção de homemindivíduo originária da visão liberal da sociedade. o conhecimento humano precisaria ser permanentemente apropriado pela organização para manter e ampliar seu capital intelectual. a explicação resultante ignora o antagonismo implícito entre a competitividade característica da busca da sobrevivência (sucesso) empresarial e a necessária cooperação subjacente ao processo de conhecer. o pensamento é fragmentado e. como conseqüência. Com isto.Para atender a requisitos do „modelo cartesiano‟. .sujeitada. Assim. pouco considerando os aspectos sinérgicos e específicos das organizações enquanto sujeitos sociais. tornar-se-ia imprescindível encontrar alternativas para viabilizá-lo como propriedade da organização.

.8 #0.3.H3.59././0.9073.425099.47.0.30../0 54:.20394/.432.9403970. 8908.8:.4 .7908.!....390347. 882 9473.3.3828840 ..07 42 894 4-807. 2..34570. 574/:4 /4.4574.3039020390.438/07.20394F17./.088E7.85..44507...39070.847./. 4.424574570/. 84-70.48:-. /080:85745709E748  .0390.0884 025708.4.7 80 .7.907J89../.57457..430.43.2039.078..203945.902E9.34 45038.7. 8:09.903/07./40 .706:8948/4 24/04.7.7.4382425J.9:.48/.42884 .:784 /0.3948:094884.0. 97.57457.. .850./7.88:202.054/04202  3/.39.430.59.780:./.7..424./450.-:8.J1./.-E 4.4 .47..0884/0.20394:2. 804/084.4708:9.4.902547.3/J.08036:.:94708.430.7.4397..25..25708.480 0850.3.0/. 8:.94883F7.9..4036:.003.424:3.43806QH3.424 70.7.J/:4473E7.84-07.45..3/448.:7840./0/.84./4./.7. 05.....8.3900.8075072.