You are on page 1of 7

Central de Cases

E-COMMERCE COMO FERRAMENTA DE VENDAS

www.espm.br/centraldecases

Vicente Martin Mastrocola. Direitos autorais reservados ESPM. da ESPM SP. Maio 2010 www. cuja elaboração é de exclusiva responsabilidade do autor. Disciplinas a que se aplica: Planejamento Web. Mídia Digital e Web Marketing Este é um caso fictício. Desenvolvido unicamente para fins de estudo em ambiente acadêmico.br/centraldecases . Eventuais semelhanças com fatos reais terão sido mera coincidência.espm.Central de Cases E-COMMERCE COMO FERRAMENTA DE VENDAS Preparado pelo Prof.

Ao final da leitura. ferramenta que se popularizou rapidamente nos últimos anos na internet. internet.RESUMO Estudaremos neste case o uso de e-commerce. web. PALAVRAS-CHAVE E-commerce. e-business. | Central de Cases 3 . Iremos analisar as principais características do e-commerce. comércio eletrônico. Veremos os passos de implementação dessa ferramenta. seja ela de pequeno. médio ou grande porte. é esperado que o leitor esteja familiarizado com esses conceitos do meio digital e como eles podem ser úteis para o planejamento de uma empresa. criada exclusivamente para os propósitos deste trabalho). a importância de ampliar um canal de vendas físico para a internet e pretendemos discutir possibilidades de como divulgar esse tipo de serviço usando como apoio outras plataformas que a web oferece. feitos pela empresa “O34” (empresa fictícia do ramo de entretenimento.

..................................................................................... 5 História da empresa e da marca ................................SUMÁRIO Introdução ............................... 7 | Central de Cases 4 ......................................................................... 6 A implantação e o lançamento da campanha ...................... 6 Questões para discussão ...................................................................... 7 Referências............................................. 6 Linha de produtos ................................................................................................ 5 Público-alvo .....................................................................................

a empresa conseguiu reinventar seu negócio. a empresa conseguiu criar um público bem fiel que frequentava a loja com periodicidade alta e gastava grandes somas de dinheiro mensalmente. desde sempre. em que além de entregar seus produtos nas casas dos clientes. também se expandiu para a web. Visa também analisar que outros benefícios esta prática digital pode trazer para uma empresa. escritórios administrativos no andar de cima e há um pequeno prédio de estoque nos fundos. além de passar por uma renovação da logomarca e do ponto-de-venda. Porém. ganhando um fôlego extra para continuar existindo no ramo de entretenimento. em que a comunicação digital está tão presente o tempo todo. a marca deseja criar internautas que se tornem fiéis compradores dessa plataforma de e-commerce. Pela praticidade ou falta de tempo de ir até uma loja. Visando atingir um nicho específico criou também uma área da loja destinada à venda de LPs de vinil para aficionados por esse tipo de produto. A empresa concentrou seus esforços. que se especializou na venda de produtos de entretenimento. Pelo fato de ser uma ferramenta on-line. localizado na cidade de São Paulo. não basta para algumas empresas possuírem somente um ponto-de-vendas físico para vender seus produtos. em 2007. também poderia importar títulos que não estão disponíveis na loja para aqueles que não possuem cartão de crédito internacional ou intimidade com sites de língua estrangeira. mais especificamente CDs de música e DVDs de filmes e shows. Porém. iniciou um processo de modernização da loja que. de maneira mais pontual. o produto certo aos clientes certos. Em nosso case. A empresa possui somente uma loja de grande porte. História da empresa e da marca A “O34” (empresa fictícia e criada para os propósitos dessa análise de case) é uma empresa da cidade de São Paulo. com o passar dos anos. Assim. Pensando nisso a empresa apostou em uma estratégia de e-commerce. surgida em 2002. mas não conseguia ver uma saída para essa situação. onde funciona o espaço comercial no andar de baixo. A “O34” vinha sentindo uma diminuição significativa de vendas em seu pontode-vendas físico. No início.Introdução No cenário contemporâneo. | Central de Cases 5 . Em parte culpava o mercado ilegal de produtos piratas. a “O34” consegue medir em tempo real o que está vendendo mais ou vendendo menos e oferecer. a empresa “O34” (empresa fictícia criada exclusivamente para os propósitos deste trabalho) encontrou na ferramenta de comércio eletrônico mais um espaço para ampliar suas vendas de CDs de música e DVDs de shows e filmes. Este case se propõe a analisar como é possível usar e-commerce para maximizar os esforços de vendas de uma empresa. muitas pessoas estão comprando produtos pela internet. a ampliação do mercado de produtos ilegais e sites que entregam produtos importados no Brasil começaram a ameaçar o movimento da loja. em produtos importados e material raro para colecionadores. pagando com cartão de crédito (ou boleto bancário) e recebendo no conforto de seus lares aquilo que pediram. localizada na cidade de São Paulo. Mais do que consolidar sua imagem perante o consumidor usuário da internet. A “O34” criou um site bastante atraente que oferecia todo o catálogo da loja e a possibilidade de seus usuários comprarem on-line e receberem o produto em casa.

A maioria possui o hobby de colecionar CDs e DVDs e fazem questão de adquirir o produto original. O comércio eletrônico também pode incluir todas as funções internas e externas da empresa (como marketing. Linha de produtos A linha de produtos da “O34” é bastante abrangente e disponibiliza os maiores lançamentos de CDs. Vale ressaltar que qualquer produto que não esteja disponível na loja pode ser pedido pela internet por sites estrangeiros específicos. música e cinema.00.com que aponta o faturamento da área de e-commerce. será utilizada uma ferramenta gratuita de e-commerce.webshoppers. É importante ressaltar nessa parte do nosso estudo uma definição de e-commerce que segundo REEDY e SCHULLO (2007). a transferência eletrônica de fundos. EDI (Electronic Data Interchange). a “O34” percebeu a necessidade de oferecer um serviço de vendas pela internet para os seus clientes. disponibilizada como conteúdo colaborativo na web. chegou em $ 10. A “O34” contratou uma empresa que vai criar o site de comércio eletrônico e implementar o projeto. com um ticket médio de $ 336. O e-commerce tem crescido 30% ao ano. é o ato de realizar comunicação corporativa e transmissões por redes e computadores e. Trata-se do Magento. o dinheiro digital e todas as outras maneiras de se fazer negócio pelas redes digitais (pg. Como a “O34” não é uma empresa grande e tem uma verba limitada. a compra e venda de bens e serviços e a transferência de fundos por comunicação digital. Somente o ponto-de-venda físico não basta para gerar a receita da empresa. possui CDs de variados estilos musicais e DVDs de shows e filmes de sucesso. Essencialmente o público é interessado em cultura pop. de ambos os sexos. Pensando em agradar a todos os gostos. 3 e 4). Em 2008. | Central de Cases 6 . A implantação e o lançamento da campanha Como supracitado. os smart cards. avaliada nos fóruns de negócios eletrônicos como a melhor ferramenta gratuita para comércio eletrônico.6 bilhões. condenando o download do conteúdo via web ou a compra do produto pirata. A projeção pra este ano de 2010 é de $ 13 bilhões. numa crescente que vem desde 2007. O comércio eletrônico pode incluir compra e venda pela internet como um todo. mais especificamente. DVDs e LPs da atualidade. finanças e vendas) que possibilitem o comércio e usem correio eletrônico. Outro ponto que chamou a atenção do grupo foi o último relatório (2009) do site www. com idades entre 18 e 35 anos.Público-alvo A “O34” possui como público-alvo moradores da cidade de São Paulo.

já é possível fazer e-commerce utilizando celulares e iphones. Sabendo que a empresa do caso atua vendendo CDs e DVDs. Por melhor que o comércio eletrônico funcione. Vimos neste caso o uso da ferramenta de e-commerce.br/ | Central de Cases 7 . que parcerias seriam possíveis de se fazer para incrementar vendas? Pense em empresas parceiras e estruture um fluxo de informação de como o processo funcionaria. A partir disso responda: a) Como você divulgaria um e-commerce on-line? b) Como você divulgaria um e-commerce em um ponto-de-venda? 2. hoje. Marketing Eletrônico – Integrando recursos eletrônicos ao processo de marketing.webshoppers. Que vantagens você analisa na possibilidade de criar comércio eletrônico em mídias móveis? 4. Ed.com. que deseja implementar um e-commerce? 3. precisa ser divulgado. Você acha que redes sociais como Twitter e Blogs podem apoiar um serviço de ecommerce? 5. Shauna. Joel / SCHULLO. Referências REEDY. Que vantagens há para uma empresa. como a do caso.Questões para discussão 1. Thomson. A comunicação digital evolui a cada dia e. 2007 Site: http://www.