You are on page 1of 2

Homossexualidade

Homossexualidade está relacionada a característica ou qualidade de um ser, humano ou não, que sente atração física, estética e/ou emocional por outro ser do mesmo sexo. Enquanto orientação sexual, a homossexualidade se refere a "um padrão duradouro de experiências sexuais, afetivas e românticas principalmente entre pessoas do mesmo sexo"; o termo também se aplica a indivíduo com senso de identidade pessoal e social com base nessas atrações, manifestando comportamentos e aderindo a uma comunidade de pessoas que compartilham da mesma orientação sexual." A homossexualidade é uma das três principais categorias de orientação sexual, juntamente com a bissexualidade e a heterossexualidade, sendo também encontrada em muitas espécies animais. A prevalência da homossexualidade entre os humanos é difícil de determinar com precisão; na sociedade ocidental moderna, os principais estudos indicam uma prevalência de 2% a 13% de indivíduos homossexuais na população, enquanto outros estudos sugerem que aproximadamente 22% da população apresente algum grau de tendência homossexual. Ao longo da história da humanidade, os aspectos individuais da homossexualidade foram admirados, tolerados ou condenados, de acordo com as normas sexuais vigentes nas diversas culturas e épocas em que ocorreram. Quando admirados, esses aspectos eram entendidos como uma maneira de melhorar a sociedade; quando condenados, eram considerados um pecado ou algum tipo de doença, sendo, em alguns casos, proibidos por lei. Desde meados do século XX a homossexualidade tem sido gradualmente desclassificada como doença e descriminalizada em quase todos os países desenvolvidos e na maioria do mundo ocidental. Entretanto, o estatuto jurídico das relações homossexuais ainda varia muito de país para país. Enquanto em alguns países o casamento entre pessoas do mesmo sexo é legalizado, em outros, certos comportamentos homossexuais são crimes com penalidades severas, incluindo a pena de morte. As principais organizações mundiais de saúde, incluindo muitas de psicologia, não consideram mais a homossexualidade uma doença, distúrbio ou perversão. Desde 1973 a homossexualidade deixou de ser classificada como tal pela Associação Americana de Psiquiatria. Em 1975 a Associação Americana de Psicologia adotou o mesmo procedimento, deixando de considerar a homossexualidade uma doença. No Brasil, em 1985, o Conselho Federal de Psicologia deixou de considerar a homossexualidade um desvio sexual e, em 1999, estabeleceu regras para a atuação

isexp.br/ciencia/interna/0.terra. lesbianismo. ou pode estar inteiramente ausente”. se tratando de uma sociedade machista. Fontes: http://pt. sendo que não há associação comportamental direta quanto à preferência na hora dessas relações e também não há a permanência de posição. pois a relação sexual nasce de um sentimento profundo que tem sua base no amor. Por fim. lésbica.OI2956373-EI238. nem distúrbio e nem perversão" e que os psicólogos não colaborarão com eventos e serviços que proponham tratamento e/ou cura da homossexualidade. como se identifica na mídia escrita ou falada. passarem a ser usados como sinônimos de tribadismo (ato de uma mulher “roçar” em outra). senão a busca de níveis profundos de comunicação.artigonal. A essência do amor lésbico é a pura sensibilidade.html .wikipedia. Nesta mesma perspectiva.00. em 1991.com. Seu objetivo não é tanto o sexo. Daí os nomes safismo. o preconceito contra o homossexualismo feminino ainda persiste na sociedade e nas leis que ainda fecham os olhos para sua existência. No dia 17 de maio de 1990. Em geral as relações sexuais ocorrem com um passivo e o outro ativo..com/adolescentes-artigos/algumas-reflexoessobre-a-homossexualidade-masculina-1867156. a Assembleia-geral da Organização Mundial de Saúde (sigla OMS) retirou a homossexualidade da sua lista de doenças mentais. ilha grega que tinha como chefe uma poetisa de nome Safo.dos psicólogos em relação às questões de orientação sexual.html http://www. tão a ponto de considerar as mulheres como incapazes de dar prazer aos seus maridos. Ao contrário. Homossexualidade Feminina A expressão lesbianismo deriva de Lesbos. a Classificação Internacional de Doenças (sigla CID).br/si/site/1658 http://noticias. sáfico.org/wiki/Homossexualidade http://www. Lílian Federmam (1981) define o amor sáfico: “O lesbianismo descreve uma relação na qual duas mulheres trocam fortes emoções e afetos entre si. Poderia se dizer que a lesbiana sexualiza a amizade. A aceitação de casais homossexuais masculinos sempre foi maior. a Anistia Internacional passou a considerar a discriminação contra homossexuais uma violação aos direitos humanos. Esta musa escreveu versos que contam livremente o amor entre mulheres e. safista e lesbismo. o “Grupo de Luta pela Libertação Lesbiana” de Barcelona (1981) aprofundou: “A lésbica não persegue o prazer sexual como finalidade única na relação com a companheira. lesbiana. esferas de ternura. declarando que "a homossexualidade não constitui doença. O contato sexual pode ser parte dessa relação num maior ou menor grau.” Homossexualidade Masculina Na Grécia Antiga era comum a práticas homo afetivas entre homens. sendo que a maioria dos casais alternam seus papeis. carinho e delicadeza. seus amores e paixões por sua companheiras ( seis séculos atrás).com.