GESTOR FAZENDÁRIO TRIBUTAÇÃO E ARRECADAÇÃO (TRAR

)

INSTRUÇÕES GERAIS
• Você recebeu do fiscal: - Um caderno de questões contendo 80 (oitenta) questões objetivas de múltipla escolha; - Um cartão de respostas personalizado. • É responsabilidade do candidato certificar-se de que o nome do cargo/área de especialização/código informado nesta capa de prova corresponde ao nome do cargo/área de especialização/código informado em seu cartão de respostas. • Ao ser autorizado o início da prova, verifique, no caderno de questões se a numeração das questões e a paginação estão corretas. • Você dispõe de 4 (quatro) horas para fazer a Prova Objetiva. Faça-a com tranqüilidade, mas controle o seu tempo. Este tempo inclui a marcação do cartão de respostas. • Após o início da prova, será efetuada a coleta da impressão digital de cada candidato (Edital 01/2007 – Subitem 9.9 alínea a). • Não será permitido ao candidato copiar seus assinalamentos feitos no cartão de respostas. (Edital 01/2007 – subitem 9.9 alínea e). • Somente após decorrida uma hora do início da prova, o candidato poderá entregar seu cartão de respostas da Prova Objetiva e retirar-se da sala de prova (Edital 01/2007 – Subitem 9.9 alínea c). • Somente será permitido levar seu caderno de questões faltando 20 (vinte) minutos para o término do horário estabelecido para o fim da prova (Edital 01/2007 – Subitem 9.9 alínea d). • Após o término de sua prova, entregue obrigatoriamente ao fiscal o cartão de respostas devidamente assinado. • Os 3 (três) últimos candidatos de cada sala só poderão ser liberados juntos. • Se você precisar de algum esclarecimento, solicite a presença do responsável pelo local.

INSTRUÇÕES - PROVA OBJETIVA
• Verifique se os seus dados estão corretos no cartão de respostas. Solicite ao fiscal para efetuar as correções na Ata de Aplicação de Prova. • Leia atentamente cada questão e assinale no cartão de respostas a alternativa que mais adequadamente a responde. • O cartão de respostas NÃO pode ser dobrado, amassado, rasurado, manchado ou conter qualquer registro fora dos locais destinados às respostas. • A maneira correta de assinalar a alternativa no cartão de respostas é cobrindo, fortemente, com caneta esferográfica azul ou preta, o espaço a ela correspondente, conforme o exemplo a seguir:

A

B

C

E

CRONOGRAMA PREVISTO
ATIVIDADE Divulgação do gabarito preliminar da Prova Objetiva (PO) Interposição de recursos contra o gabarito preliminar (RG) da PO Divulgação do resultado do julgamento dos recursos contra os RG da PO e o resultado preliminar das PO DATA 09/07/2007 10 e 11/07/2007 23/07/2007 LOCAL www.nce.ufrj.br/concursos www.nce.ufrj.br/concursos Fax: (21) 2598-3300 www. nce.ufrj.br/concursos

Demais atividades consultar Manual do Candidato ou endereço eletrônico www.nce.ufrj.br/concursos

Mas a teoria do multiverso é de difícil comprovação.“. 7 . localização precisa de fatos informados. “Ainda não é ciência”. segundo os ambientalistas. (B) as aspas do último parágrafo indicam a fala de alguém.período – apelo sentimental.“Os tempos mudam. agosto-2003) 1 .“A foca-da-groenlândia é um dos mamíferos marinhos mais caçados do mundo”. as mortes vão muito além. 1o. o número foi recorde – 350 mil animais – mas. período – constatação de um fato. indicação clara de informações prestadas. copiada da fala. (B) uma forma superlativa que envolve diferenças no espaço geográfico. as teorias evoluem. (B) a caça da foca-da-groenlândia deve trazer vantagens para seus praticantes.] Esse multiverso contém incontáveis bolhasuniversos. a reformulação correta desse segmento do texto é: (A) (B) (C) (D) (E) à medida que os tempos mudam. A característica abaixo que NÃO corresponde à sua estruturação é: (A) (B) (C) (D) (E) recursos lingüísticos que atraem a atenção do leitor. mas as teorias evoluem.”.O texto traz uma série de marcas que indicam a posição contrária à caça das focas por parte do autor do texto.. 8/2003). clareza e objetividade na formulação do texto. (D) uma forma de superlativo ampliada pela repetição do advérbio. os tempos mudam.. (E) há focas em outras regiões que também são muito caçadas. (E) o travessão do primeiro parágrafo indica uma explicação. Em 2003. (Revista Superinteressante. ocorre na expressão sublinhada: (A) uma referência à passagem progressiva do tempo. as teorias evoluem”. (C) os colchetes com pontos indicam a supressão de um segmento do texto original. e algumas das quais certamente abrigam observadores inteligentes tentando entender seu próprio cosmo louco. 6 . 2o. diz Michael Turner. a caça é uma fonte de recursos importante para o Canadá.. 4 .. assinale o item em que a correspondência das partes e seu papel textual NÃO é correto: (A) (B) (C) (D) (E) título – referência metafórica ao conteúdo do texto. (National Geographic Brasil. (D) o hífen em “bolhas-universos” mostra a formação de um composto. as teorias evoluem. (D) há outros mamíferos marinhos que não são caçados. 2 . assinale o item em que essa finalidade foi ERRADAMENTE destacada: (A) as aspas do título indicam um neologismo. Indique o item que NÃO confirma essa afirmação: (A) (B) (C) (D) (E) o título dado ao texto. [. embora os tempos mudem. seqüência cronológica com os fatos informados. LÍNGUA PORTUGUESA TEXTO 1 MAR SANGRENTO A foca-da-groenlândia é um dos mamíferos marinhos mais caçados do mundo. TEXTO 2 O “MULTIVERSO” A cada dia o universo torna-se mais e mais complexo. da Universidade de Chicago. as teorias evoluem e os astrônomos descobrem novos objetos – mas o universo sempre acaba se mostrando mais vasto do que se suspeitava. 3 . os tempos mudam para que as teorias evoluam.. a informação da grande quantidade de animais mortos. a humanização da foca-da-groenlândia como “mamífero”. a designação de “órfãos” aplicada aos filhotes.onde o governo fornece subsídios. 3o. Uma nova teoria sustenta que ele é apenas um dentre inúmeros universos – como uma bolha em um enorme tanque borbulhante de cerveja. infere-se dessa frase do texto que: (A) o mamífero marinho mais caçado do mundo é a foca-dagroenlândia. as focas-da-groenlândia são caçadas com apoio do governo canadense. Os tempos mudam. 4o. os tempos mudam porque as teorias evoluem.. Várias focas atingidas escapam para morrer logo depois e os filhotes órfãos não conseguem sobreviver. o Canadá protege legalmente os caçadores.SECRETARIA DE ESTADO DE FAZENDA-MG Concurso Público 2007 5 . O Canadá está entre os poucos países que permitem a matança e onde o governo fornece subsídios e estabelece uma cota para a caça. em que cada uma das outras bolhas seria outro universo. 8 . (E) uma maneira coloquial de superlativo. 2 . a referência à caça como “matança”.O texto “mar sangrento” é do tipo informativo. (E) as focas-da-groenlândia são vítimas de caçadores ilegais.período – quantificação com valor de protesto.Neste texto 2 há uma série de sinais gráficos com finalidades bem definidas. período – exceção em relação à afirmação anterior.“A cada dia o universo torna-se mais e mais complexo”.O texto é composto por um título e 4 períodos. (C) a foca-da-groenlândia só é caçada em momento de reprodução. (C) uma indicação de uma qualidade do universo vista como pejorativa. com esse segmento o autor do texto informa ao leitor que: (A) (B) (C) (D) o Canadá ajuda economicamente os caçadores.

desperdício e beleza. (D) a evolução científica é causa da mudança dos tempos. 10 . 13 .0 kg. 7.ele é apenas um dentre inúmeros universos” (texto 2). 6 min. MATEMÁTICA 16 . “dentre” só é empregado onde há necessidade da preposição de.”. O tempo necessário para que esta substância se reduza a 1/3 da quantidade inicial (no instante t =0) é: (A) (B) (C) (D) (E) 2 min. e algumas das quais certamente abrigam observadores inteligentes tentando entender seu próprio cosmo louco. (C) “Faz-se ciência com fatos.” (texto 1). (B) todos os seres do universo consideram-se loucos. (B) a mudança de tempo leva obrigatoriamente ao progresso científico.Na comparação do universo – “como uma bolha em um enorme tanque borbulhante de cerveja.. como se faz uma casa com pedras.2 kg.”.7 kg de ração. como se tem dito freqüentemente. mas uma acumulação de fatos não é uma ciência. cruzam-se as idéias de: (A) (B) (C) (D) (E) quantidade e movimento. Spencer). considera-se que “ciência” está ligada a um conceito que aparece repetido na seguinte citação: (A) “Ciência sem consciência não passa de ruína da alma” (Rabelais). 9. (E) “O alvo da ciência é prever. ordem e desperdício. Concurso Público 2007 14 . 11 . da Universidade de Chicago”. (B) “A ciência permanecerá sempre a satisfação do desejo mais alto da nossa natureza. (C) o progresso na ciência é conseqüência da evolução das teorias. “dentre” só é empregado após numerais.3 kg.0 kg. em que cada uma das outras bolhas seria outro universo”. 3 . (E) uma evolução teórica se apresenta sempre após curto período de tempo. num mundo sem sentido.3 −0.“O Canadá está entre os poucos países. assim como um montão de pedras não é uma casa” (Poincaré). (C) “de que se suspeitava” – do que era suspeitado.. Segundo essa recomendação. movimento e ordem. “entre” e “dentre” são empregados como sinônimos.”.5t. 15 .. nesse segmento inclui-se a idéia de que: (A) mudanças cronológicas e evolução de conhecimento são fatores interdependentes. a curiosidade” (Renan). (B) “os astrônomos descobrem novos objetos” – novos objetos são descobertos pelos astrônomos. (D) em todas as bolhas-universos do universo maior há seres inteligentes que se questionam sobre sua posição no mundo. esse universo havia contido incontáveis bolhas. esse universo tinha contido incontáveis bolhas. 3 min.“Esse universo contém incontáveis bolhas. (C) só onde há inteligência. “Ainda não é ciência”.A alimentação de um cavalo com nível leve de atividade deve conter 70% de fibra e 30% de ração.. 5 min. a frase em que a forma verbal do verbo conter é conjugada de forma INADEQUADA é: (A) (B) (C) (D) (E) quando esse universo contiver incontáveis bolhas.Uma certa substância se desintegra seguindo a lei: M(t) = k. há vida.. 6.“Os tempos mudam. (E) o desconhecimento da formação do universo e de seu destino distingue os seres inteligentes dos não-inteligentes no universo.SECRETARIA DE ESTADO DE FAZENDA-MG 9 . nesse segmento do texto. A partir desses exemplos pode-se ver que: (A) (B) (C) (D) (E) “dentre” é usado com verbos de movimento. (E) “como uma bolha em um enorme tanque borbulhante de cerveja” – como uma bolha de cerveja em um enorme tanque borbulhante.O item cuja reformulação ALTERA o sentido original do segmento é: (A) “Os tempos mudam” – mudam os tempos. “entre” refere-se a dois elementos e “dentre” a mais de dois. segundo esse segmento do texto: (A) a incompreensão do mundo em que vivem os seres leva-os a uma permanente curiosidade. as teorias evoluem. onde M (t) é a massa da substância (gramas) presente no instante t (minutos) e k é uma constante. 4 min.0 kg. diz Michael Turner. “. beleza e quantidade. 17 . deverá consumir de fibra neste mesmo dia: (A) (B) (C) (D) (E) 3.“Mas a teoria do multiverso é de difícil comprovação. (D) “ele é apenas um dentre inúmeros universos” – dentre inúmeros universos ele é somente um... 3. compreender” (Leconte du Noüy).“Esse multiverso contém incontáveis bolhas-universos. esse universo continha incontáveis bolhas. se o cavalo consumir em um dia 2. 12 . se esse universo contesse incontáveis bolhas.. (D) “Ciência é conhecimento organizado” (H. e não.

0 12. 100. analise as afirmativas a seguir: I. notadamente as normas relativas aos direitos e garantias fundamentais. mandado de segurança. ação civil pública. De acordo com a Constituição.A tabela abaixo informa preços (em mil dólares) praticados pelos Estados Unidos e por alguns países asiáticos no procedimento médico de substituição de válvula cardíaca: País Estados Unidos Índia Tailândia Cingapura Malásia Preço (em mil dólares) 160. II. A Constituição permite que sejam criados territórios federais.Uma pirâmide será desenhada numa folha de papel a partir de cópias de um triângulo eqüilátero segundo o modelo abaixo: 22 . partição de competências. III. sem autonomia e vinculados à União.0 9. Considerando-se os dados da tabela. é competente para promover a intervenção nos Estados e em todos os municípios. II e III. pois tem uma parte rígida e outra flexível. 23 -João da Silva. 90. 6 vezes. dois reais investidos pelo governo estadual. III. São verdadeiras somente as afirmativas: (A) (B) (C) (D) (E) I e II. tem um direito previsto na Constituição e não pode exercê-lo em razão da ausência de norma regulamentadora.Sobre a federação brasileira. 16 vezes.Sobre a Constituição brasileira.Na Constituição foi assegurado o princípio da Separação entre os Poderes. altura=1 altura=2 altura=3 Para que a pirâmide atinja altura 20. 15 vezes. 20 . O mínimo que o governo estadual deverá investir nesta obra.Uma obra será financiada pelo governo estadual em parceria com uma empresa privada e com um banco. 200. freios e contrapesos. o direito de João da Silva poderá ser preservado através da seguinte garantia: (A) (B) (C) (D) (E) mandado de injunção. II e III. I e III. II. nenhuma. I. habeas data. no mínimo. A União. é: (A) (B) (C) (D) (E) 4 5 6 7 8 Concurso Público 2007 DIREITO CONSTITUCIONAL 21 . auto-tutela. I e II. ação popular. 400. no entanto.0 24 . brasileiro. Sabe-se que: (I) a obra custará nove milhões de reais. 19 . Existe. A Constituição brasileira é considerada semi-rígida. a atual Constituição Brasileira é considerada como outorgada.SECRETARIA DE ESTADO DE FAZENDA-MG 18 . o número de triângulos necessários é: (A) (B) (C) (D) (E) 60. É/são verdadeira(s) somente a(s) afirmativa(s): (A) (B) (C) (D) (E) I. Levando-se em consideração o órgão encarregado da sua elaboração.0 10. A doutrina denomina esse sistema de: (A) (B) (C) (D) (E) controle. 5 vezes. e as diversas classificações existentes. (II) o banco exige que a cada real investido por ele exista uma contrapartida de. de acordo com a Constituição. procura advogado em busca de orientação. A Constituição é classificada como analítica em razão do conteúdo do seu texto. em milhões de reais. pode-se afirmar que a média de preços incluindo os Estados Unidos é maior que a média de preços excluindo os Estados Unidos em aproximadamente: (A) (B) (C) (D) (E) 4 vezes. II e III. 4 . Insatisfeito. II. os municípios são considerados entes estatais e são dotados de autonomia. analise as seguintes afirmativas: I. (III) a empresa privada participará com 1/3 do total da obra. um sistema de controle recíproco no qual cada poder controla e fiscaliza os demais. III. Na federação brasileira. monitoramento.5 9.

(B) I e III. 29 . (B) I e III.O mandado de segurança é um mecanismo de controle judicial da atividade estatal que se mostra lesiva ao direito líquido e certo. passe a descumprir as normas a ele inerentes. cassação. ao patrimônio histórico e cultural e à moralidade administrativa. por particulares. pois. (E) nenhuma. de forma absoluta. (B) o ato administrativo discricionário não pode ser anulado. aquele que está regularmente habilitado para votar. (A) I e II. analise as afirmativas a seguir: I. analise as afirmativas a seguir: I. os alimentos não poderiam ter sido inutilizados sem prévia autorização judicial. III. auto-executoriedade. declaração de caducidade. a revogação de um ato administrativo que revogava ato administrativo anterior não restaura a validade do primeiro ato revogado. (D) I. Considera-se cidadão para efeito de propositura da ação popular o eleitor. sob pena de decadência do direito. mas somente revogado. 27 . II. O Poder Legislativo será representado pela Câmara Legislativa onde atuam os deputados estaduais. contraposição. II.Ao verificar que um restaurante vendia alimentos impróprios para consumo humano. O Poder Judiciário de cada Estado será representado pelos Tribunais de Justiça e de Alçada. São verdadeiras somente as afirmativas: Concurso Público 2007 28 . ( E) a Administração Pública não pode. II e III. (E) nenhuma. (C) em princípio. violadora do direito de propriedade. de ofício. São verdadeiras somente as afirmativas: (A) I e II. III. (D) I. no seu entender. isentou o autor popular do pagamento de custas e honorários de sucumbência. II.SECRETARIA DE ESTADO DE FAZENDA-MG 25 . de atividades submetidas ao seu controle. O atributo do ato administrativo que legitima tal conduta é: (A) (B) (C) (D) (E) presunção de legitimidade.Sobre a organização dos poderes no âmbito estadual. Caso se verifique que o particular.Sobre as formas de extinção dos atos administrativos e seus efeitos. A lei prevê o prazo de quatro meses para impetração do mandado de segurança. Não cabe mandado de segurança contra lei em tese.A ação popular é um dos instrumentos de controle judicial da Administração Pública. analise as seguintes afirmativas: I. A Constituição de 1988 ampliou o campo de utilização da ação popular. (C) II e III. Sobre o tema. O governador do Estado será eleito entre brasileiros natos com mais de trinta anos. (D) os órgãos do Poder Judiciário não podem revogar seus próprios atos administrativos. (C) II e III. imperatividade. (D) I. 30 . a forma correta de extinção é: (A) (B) (C) (D) (E) anulação. é correto afirmar que: DIREITO ADMINISTRATIVO 26 . Na hipótese acima retratada. após obter de forma legal ato negocial. permitindo o seu ajuizamento também para anular ato lesivo ao meio ambiente. (A) a revogação do ato administrativo possui efeito retroativo. um fiscal sanitário inutilizou os alimentos e aplicou a multa cabível. A Constituição. anular seus atos administrativos. coercibilidade. (C) II e III. a Administração deve promover a extinção do ato. II e III. III. discricionariedade. II e III. 5 . revogação. (E) nenhuma. São verdadeiras somente as afirmativas: (A) I e II. O proprietário do estabelecimento alegou ter sido abusiva a conduta do fiscal. atingindo o ato a contar da sua elaboração. Considera-se direito líquido e certo para efeito de impetração do mandado de segurança aquele que pode ser comprovado de plano no momento da impetração. (B) I e III.Os atos administrativos negociais são aqueles nos quais a Administração Pública concorda com o desempenho. Sobre o tema. ou seja.

fato que gerou prejuízo ao erário. (B) José da Silva deve ser excluído do processo e a ação deve prosseguir contra os servidores que deram causa ao processo fraudulento. ou não. é correto afirmar que: (A) o processo deve ser extinto por ter sido proposto de forma indevida contra quem não ostenta a condição de servidor. pois a lei equipara a agente público todos que participaram do ato impugnado. só será válida se houver falta residual. figurando no pólo passivo os servidores públicos que participaram da fraude e José da Silva como beneficiário direto. para si ou para outrem. mas em razão dela. 6 . José da Silva alega que não poderia responder a processo de improbidade administrativa por não ser servidor público. analise as afirmativas a seguir: I. pratica advocacia administrativa. pratica o crime denominado concussão. valendo-se da qualidade de funcionário. ÉTICA DO SERVIDOR NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 31 . Na análise das situações a seguir enumeradas e considerando que o agente que comete a figura típica é um funcionário público. prática vedada no ordenamento jurídico brasileiro. O servidor público não pode ser punido na esfera administrativa e criminal sobre o mesmo fato sob pena de caracterização de dupla punição.Sobre as sanções que podem ser aplicadas aos agentes públicos em razão da prática de atos de improbidade administrativa. 32 . comete corrupção ativa. somente após sua defesa prévia.José da Silva celebrou contrato com a Administração Pública. (D) aquele que retarda. Constatou-se. de forma discricionária. As penalidades disciplinares que podem ser aplicadas ao servidor público estadual em processo administrativo disciplinar devem ser expressamente previstas na legislação federal. ato de ofício para satisfazer sentimento pessoal. III.SECRETARIA DE ESTADO DE FAZENDA-MG Concurso Público 2007 (C) a Administração Pública.Um Servidor Público foi absolvido por falta de provas em processo penal instaurado por suposta prática de crime contra a Administração Pública. (E) o princípio da separação entre os poderes permite que a Administração Pública deixe de cumprir as decisões judiciais sobre servidores públicos. (C) aquele que solicita ou recebe. (E) aquele que patrocina. mas em razão dela. (C) o processo deve prosseguir normalmente. deverá decidir sobre a inclusão ou não de José da Silva no processo. direta ou indiretamente. Na sua defesa. entretanto. 33 . indevidamente. Foi proposta ação para apuração da prática de ato de improbidade administrativa. ainda que fora da função ou antes de assumi-la. a decisão judicial para rever a punição administrativa. II. (E) a prisão do agente público em ação de improbidade administrativa somente poderá ser decretada nos casos mais graves e ser for constatado prejuízo ao erário. poderá acatar. (D) a decisão judicial não interfere na apuração administrativa no caso em exame. (E) o Ministério Público. fraude no procedimento licitatório que deu origem à contratação. foi aplicada ao servidor a pena de demissão pelo mesmo fato. com preservação dos princípios do contraditório e da ampla defesa. ainda que fora da função ou antes de assumila. interesse privado perante a Administração Pública. (D) o regulamento administrativo define as punições que serão aplicadas aos agentes públicos. se for considerado culpado em processo judicial. II. Sobre a matéria. II e III. ou aceita promessa de tal vantagem. vantagem indevida. decidir sobre sua exclusão do processo. vantagem indevida. ainda que não sejam servidores ou empregados públicos. (C) a obrigação de ressarcir o erário poderá ser transmitida aos herdeiros do agente público acusado. (B) a indisponibilidade dos bens pertencentes ao agente público poderá ser determinada através de processo administrativo ou judicial. (B) a decisão administrativa. 34 . É/são verdadeira(s) somente a(s) afirmativa(s): (A) (B) (C) (D) (E) I. é correto afirmar que: (A) a decisão administrativa é nula por ser conflitante com a decisão judicial. até o limite da herança. (B) aquele que exige para si ou para outrem direta ou indiretamente. é correto afirmar que: (A) o servidor poderá perder seus direitos políticos. I e II. está prevaricando.O servidor público pode responder penalmente por crimes e contravenções cometidos em razão da sua condição funcional. de forma discricionária. (D) o juiz deverá notificar José da Silva e.Sobre a responsabilidade do servidor público. III. sob pena de nulidade de todo processo. O servidor público somente responderá patrimonialmente por danos resultantes de sua atuação quando for comprovado que agiu com culpa ou dolo. indique a alternativa INCORRETA: (A) aquele que extravia qualquer documento de que tem a guarda em razão do cargo pratica crime de extravio. direta ou indiretamente. no presente caso. 35 . Sobre a matéria. Independentemente da conclusão do processo penal.

pressionar a tecla “ ← “ (backspace). 2. através do comando Tabela → Selecionar →Tabela. sua cor de fundo será: (A) (B) (C) (D) (E) azul. usar a seqüência de comandos Editar > Excluir. (C) a remoção das linhas horizontais das bordas do cabeçalho da tabela. sem afetar o restante da planilha. na sua versão em Português. o MS-Excel vai gerar um erro porque o valor da célula não foi previsto. imprevisível. o da segunda (condição2) é vermelho e que o branco é a cor padrão.SECRETARIA DE ESTADO DE FAZENDA-MG Concurso Público 2007 39 . 36 .Observe os seguintes itens: · arquivo de documento · programa executável · atalho para uma pasta · arquivo de imagem · uma pasta A quantidade de itens acima que pode ser encontrada dentro de uma pasta do MS-Windows 2000 é: (A) (B) (C) (D) (E) 1. pressionar a tecla Delete. A caixa de diálogo aberta é mostrada na figura a seguir: A seqüência de comandos que cria a aparência mostrada é: (A) Arquivo > Configurar página > aba Bordas > Caixa (B) Formatar > Bordas e sombreamento > aba Bordas > Caixa (C) Formatar > Bordas e sombreamento > aba Sombreamento > Caixa (D) Formatar > Fonte > aba Bordas > Caixa (E) Formatar > Parágrafo > aba Bordas > Caixa 37 . A esta tabela foi aplicado o comando Formatar → Bordas e sombreamento. branco. considere as configurações típicas de instalação dos softwares especificados. a maneira correta de remover os dados e a formatação de uma célula selecionada. 5.Observe a seguinte caixa de diálogo extraída do MS-Excel 2000: Ao clicar na linha horizontal mais ao alto do painel de visualização. 3. (B) a remoção da linha horizontal da borda superior da tabela. 40 . Considere também que a tabela foi inteiramente selecionada. 38 . como por exemplo. Assuma que o resultado da primeira seleção (condição1) é azul. o resultado será: (A) a inclusão de uma linha horizontal na borda superior da tabela.O texto a seguir foi editado usando-se o MS-Word 2000. usar a seqüência de comandos Editar > Limpar > Tudo. vermelho. 4.Considere a seguinte tabela de um documento do MS-Word 2000: INFORMÁTICA Nas questões de número 36 até 40. (D) a remoção de todas as linhas das bordas da tabela. Se o valor da célula em questão for 0 (zero). (E) a inclusão de todas as linhas horizontais das bordas da tabela. é: (A) (B) (C) (D) (E) pressionar a barra de espaços. 7 .No MS-Excel 2000.

o exercício da competência tributária fundamenta-se na prestação que lastreia o tributo (serviço público. apenas os Estados têm competência tributária restrita para a instituição de tais contribuições com contribuintes definidos e critérios de sistema de previdência e assistência social em proveito de seus servidores.333. é INCORRETO afirmar que: (A) nos tributos que exigem prestação estatal.00 6. CONTABILIDADE GERAL 41 .750. 44 . de: (A) (B) (C) (D) (E) $15. para a instituição de outros impostos. Na apuração de seu resultado no final do ano.500. (E) a Constituição atribui apenas à União a competência para instituir empréstimo compulsório.33. foram efetuadas compras no valor de $ 100. importação de produtos. poder de polícia. Em 31/12/06. transmissão causa mortis de bens. ao final do exercício.00.00. é tudo despesa e receita minha mesmo”.400.00. pagos antecipadamente.33. o Resultado Bruto com Vendas de mercadorias da Cia corresponde a: 8 . via pública que o Poder Público conserva e o indivíduo utiliza ou realização de obra pública). ao preço de $ 32. traduz-se na seguinte técnica: arrolados os tipos atribuídos a cada um dos entes. o critério de partilha se apóia na tipificação de situações materiais (fatos geradores) que servirão de suporte para a incidência: renda. $ 3.00. optou a Constituição por um sistema misto de partilha de competência e de partilha do produto da arrecadação. O andar térreo do prédio é ocupado por uma panificação.00. então. $ 6. DIREITO TRIBUTÁRIO 46 .000.00 23. (D) a chamada competência residual. mas só entrou efetivamente em operação na data de 01/09/X6. os tipos remanescentes (residuais) são atribuídos à competência da União.000. (C) quanto aos tributos que não dependem de determinada atuação do Estado (como se dá. Oportunidade.00.250. $ 2.250.666.67.375.00.00.00 19. $ 83. Nesta situação. Competência. valor líquido $ 155.00 (7.000. também de sua propriedade. na data de 31/12/X6: RUBRICAS Receita de vendas de mercadorias Custo das mercadorias vendidas (CMV) Devoluções de vendas Despesas com vendas Impostos sobre a venda de mercadorias Descontos comerciais concedidos Despesas gerais e administrativas Despesas e receitas financeiras. com os impostos).00.00.000. o inventário físico apurou que os estoques totalizavam $ 75.SECRETARIA DE ESTADO DE FAZENDA-MG Concurso Público 2007 (A) (B) (C) (D) (E) $ 106. o CMV (custo das mercadorias vendidas) apurado no período foi de: (A) (B) (C) (D) (E) $ 527. “afinal de contas.750.575.00.O quadro a seguir contém algumas rubricas extraídas da Demonstração do Resultado do Exercício da Companhia Vencedora.00. $ 4.666.Em 01/04/06 a Cia Previdente contratou por $ 15. Tem-se assim a competência tributária de todos os entes estatais dentro de certos limites.000.133. obedecidos os critérios estabelecidos pela Constituição.250. $ 99. Disso resulta que a lista de situações materiais que ensejam a incidência de impostos da União não é taxativa. e que a Cia adota o sistema de inventário periódico para o controle contábil de seus estoques. Entidade. José não se preocupa com o fato de misturar suas contas pessoais com as da panificação já que.00. $ 6. sendo que 2% delas foram canceladas.00 54. a calamidade ou o investimento público relevante não justificam empréstimos compulsórios estaduais ou municipais. pode-se afirmar que o valor da depreciação acumulada do veículo em 31/12/X6 é de: (A) (B) (C) (D) (E) $ 2.000.José Oliveira possui um imóvel de 2 andares. 42 .67.250.000.67.00. $ 372. por isso.De acordo com o professor Luciano Amaro. (B) em relação às contribuições sociais.00. $ 172. $ 264.800. em geral. Registro pelo Valor Original. um seguro contra incêndio de suas instalações com período de cobertura de 18 meses. 45 . Em relação aos critérios de partilha da competência tributária. Sabendo-se que a vida útil estimada do veículo é de 5 anos e que a Companhia utiliza o método da linha reta para calcular a depreciação de seus bens.075.800.075.550.575. a guerra.00.00) Fazendo uso somente das rubricas necessárias para o cálculo.Um veículo foi adquirido pela Cia Meridional em 25/08/X6. $ 7.O estoque inicial da Companhia Certinha no exercício de 20X6 era de $ 350. Sabendo-se que.500.000. no que se refere às receitas de natureza tributária. Durante o exercício. o valor da conta Prêmios de Seguros a Apropriar será. segundo alega. 43 . o Princípio Fundamental de Contabilidade que está sendo frontalmente desrespeitado denomina-se: (A) (B) (C) (D) (E) Prudência. $ 76.750. $ 4.00. $ 6.00 1.000. em cujo sobrado reside. $ 476. $ 99.266. prestação de serviços de qualquer natureza são alguns dos tipos identificados pela Constituição e partilhados entre os vários entes políticos.00 3.075.

53 . De acordo com a classificação que divide os tributos em diretos e indiretos. administrar e fiscalizar o tributo. podem ser criadas novas modalidades de lançamento tributário. II e III. cada um com direito. II e III. está obrigado por lei a pagar o tributo. São verdadeiras somente as afirmativas: (A) (B) (C) (D) (E) I e II. II. (E) na solidariedade tributária o pagamento feito por um dos obrigados aproveita os demais. A regra é no sentido da liberdade de eleição do domicílio tributário pelo sujeito passivo. I e III. I e III. São verdadeiras somente as afirmativas: (A) (B) (C) (D) (E) I e II. considera-se domicílio tributário da pessoa física a sua residência habitual. (C) no lançamento por homologação o contribuinte presta informações. (D) o lançamento por arbitramento ocorre quando forem omissas as informações ou não merecerem fé as declarações. analise as seguintes afirmativas: I. II e III. I.Sobre o domicílio tributário. obrigação contratual assumida voluntariamente. analise as seguintes afirmativas: I. 50 . calcula o montante do tributo e efetua o seu pagamento. São verdadeiras somente as afirmativas: (A) (B) (C) (D) (E) I e II. (C) o responsável é aquele que. 51 . basta que o sujeito possua capacidade tributária. analise as afirmativas a seguir: I. o centro habitual de sua atividade. (C) a solidariedade legal decorre da previsão expressa na lei. II. 52 . Considera-se sujeito ativo da obrigação tributária a pessoa jurídica de direito público titular da competência para exigir o seu cumprimento. sem necessitar de previsão legal. II. II e III. das exigências relativas às atividades submetidas ao controle do Poder Público. A chamada Taxa de Serviço somente pode ser cobrada em razão da efetiva prestação de serviço público considerado específico e divisível. os esclarecimentos prestados ou os documentos expedidos pelo sujeito passivo ou pelo terceiro legalmente obrigado. I. I. III. III. III. o ICMS é considerado tributo direto. A Taxa de Polícia é cobrada em razão da atividade estatal na qual se verifica o atendimento. é INCORRETO afirmar que: (A) o sujeito passivo pode ser o contribuinte ou o responsável. a constituição do crédito tributário ocorre a partir das informações prestadas pelo devedor quanto ao fato gerador. ou sendo esta incerta ou desconhecida. Lei específica do tributo pode excluir ou restringir a eleição do domicílio pelo contribuinte. ou com o fato gerador ou com o contribuinte. não sendo necessário que possua competência tributária para criar o tributo. A taxa e a contribuição de melhoria são consideradas pela doutrina tributos vinculados. nenhuma. apesar de não realizar o fato gerador. I e III. I. (E) através de regulamento específico. O tributo extra-fiscal é aquele cuja instituição tem por finalidade viabilizar a intervenção do Estado na ordem econômica ou social. ou obrigado à dívida toda. II e III. de competência do chefe do Poder Executivo. nenhuma. III.SECRETARIA DE ESTADO DE FAZENDA-MG 47 . é aquele realizado pela Fazenda Pública independentemente de informações prestadas pelo contribuinte ou responsável. é INCORRETO afirmar que: (A) no lançamento por declaração. II e III. além de executar as leis tributárias. 9 .Quanto aos tributos e suas espécies. A taxa como tributo não se confunde com preço público. II. Se não houver opção pelo sujeito passivo. (D) a responsabilidade tributária pode ser presumida ou decorrente de analogia ou equidade. nenhuma. (E) o responsável tributário tem uma relação indireta. De acordo com a posição predominante na doutrina. 48 .Sobre o sujeito passivo da obrigação tributária. Capacidade tributária é a função de arrecadar.Sobre o sujeito ativo da obrigação tributária. II e III. O pagamento fica sujeito à concordância da Fazenda Pública. nenhuma. Concurso Público 2007 São verdadeiras somente as afirmativas: (A) (B) (C) (D) (E) I e II. pelo particular. (B) o lançamento de ofício. por razões de praticidade fiscal. analise as afirmativas: I. também conhecido como unilateral. de acordo com o Código Tributário Nacional. para figurar no pólo ativo da obrigação tributária. 49 . II e III. (B) a solidariedade natural decorre da própria situação de fato.Sobre os tipos de lançamento tributário. é INCORRETO afirmar que: (A) há solidariedade quando na mesma obrigação concorrem mais de um credor. ou mais de um devedor. (D) na solidariedade tributária é possível a invocação de benefício de ordem.Sobre as diversas espécies tributárias. a exemplo do que ocorre no direito civil.Sobre a solidariedade na obrigação tributária. I e III. (B) o contribuinte é aquele que possui relação pessoal e direta com a situação que constitua o respectivo fato gerador.

isonomia. (E) no caso de prestação onerosa de serviço de comunicação: o do estabelecimento da concessionária ou da permissionária que forneça ficha. (B) a incidência do IPVA.Quanto ao fato gerador do ICMS. por pessoa física ou jurídica. analise as afirmativas a seguir: I. mercadorias ou valores. cujo fato gerador é a propriedade do veículo. 57 . (D) o momento de desembaraço aduaneiro da mercadoria importada do exterior. por exemplo. 59 . nenhuma. assinale a alternativa que NÃO indica o momento da sua ocorrência: (A) a saída da mercadoria de estabelecimento do contribuinte. ainda que as destine ao consumo ou ao ativo permanente do estabelecimento.Sobre a Lei Complementar nº 87. legitimidade. (E) entrada de mercadoria importada do exterior. 58 . (C) no caso de mercadoria ou bem: o local do estabelecimento na hipótese de captura de peixes. São verdadeiras somente as afirmativas: (A) (B) (C) (D) (E) I e II. comercial ou de outra espécie. Seu texto prevê que. I e III. de pessoas. NÃO se trata de uma das hipóteses de incidência do tributo: (A) fornecimento de mercadorias com prestação de serviços sujeitos ao imposto sobre serviços. a entrada de mercadoria ou bem no estabelecimento do adquirente ou em outro por ele indicado. retributividade. (D) contribuintes do IPVA são apenas as pessoas físicas proprietárias de veículos automotores.A Lei Complementar nº 87 enumera os critérios sobre o local da operação ou da prestação para efeitos da cobrança do imposto e definição do estabelecimento responsável. II. Concurso Público 2007 (C) a pessoa que adquira em licitação mercadorias apreendidas ou abandonadas. de qualquer natureza. o sujeito ativo e o passivo. também. (D) no caso de serviços prestados ou iniciados no exterior: o do estabelecimento ou do domicílio do destinatário. poderá ser atribuída a terceiros a responsabilidade pelo pagamento do imposto e acréscimos devidos pelo contribuinte ou responsável. (B) o fornecimento de alimentação. Para efeito de exigência do imposto por substituição tributária. II e III. (C) o ato final de transporte iniciado no exterior. (B) no caso de mercadoria ou bem importado do exterior: o do estabelecimento onde ocorrer a entrada física. quando não destinados a comercialização. (D) fornecimento de mercadorias com prestação de serviços não compreendidos na competência tributária do município. como fato gerador do imposto. I. pela utilização de vias conservadas pelo Poder Público. LEGISLAÇÃO TRIBUTÁRIA 56 . não impede a exigência do pedágio. com habitualidade ou não. (C) operações de qualquer natureza de que decorra a transferência de propriedade de estabelecimento industrial. por lei. III. à exemplo das demais áreas do direito.O Direito Tributário. 60 . A doutrina denomina esse princípio: (A) (B) (C) (D) (E) vinculabilidade da tributação. por qualquer via. ainda quando se tratar de bem destinado a consumo ou ativo permanente do estabelecimento. inclui-se. 55 . que é cobrado. quando os atos e omissões daqueles concorrerem para o não recolhimento do tributo. (C) o IPVA apresenta fim predominantemente extra-fiscal. (B) a pessoa que seja destinatária de serviço prestado no exterior. de competência municipal. (E) a Constituição Federal estabelece alíquota progressiva em relação ao IPVA. quando a lei complementar aplicável expressamente o sujeitar à incidência do imposto estadual. a base de cálculo. (D) a pessoa que adquira lubrificantes e combustíveis líquidos e gasosos derivados de petróleo oriundos de outro Estado.Segundo a Lei Complementar nº 87. A Lei Federal poderá atribuir a contribuinte do imposto ou depositário a qualquer título a responsabilidade pelo seu pagamento. moluscos e crustáceos. (E) qualquer pessoa física ou jurídica que realize. operações de circulação de mercadoria ou prestação de serviço de transporte. NÃO corresponde à figura do contribuinte no ICMS: (A) a pessoa física ou jurídica que importe mercadorias do exterior. tipicidade tributária.Em relação ao Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). está sujeito a princípios que regem a sua atuação. 10 . (E) o início da prestação de serviço de transporte interestadual e intermunicipal. bens. o fato gerador.A Lei Complementar nº 87 dispõe sobre o imposto dos Estados e do Distrito Federal sobre operações relativas à circulação de mercadorias e sobre prestações de serviços de transporte interestadual e intermunicipal e de comunicação. pode-se afirmar que: (A) a Constituição Federal atribui competência privativa aos Estados e municípios para a instituição desse imposto. no momento do fato gerador. A lei define regras quanto à incidência do tributo. salvo se for destinada a outro estabelecimento do mesmo titular. hipótese em que o contribuinte assumirá a condição de substituto tributário. Indique o critério INCORRETO: (A) no caso de mercadoria ou bem: o do estabelecimento onde se encontre. como. Um dos princípios prevê que a lei tributária deve conter em seu texto todos os elementos da hipótese de incidência tributária. II e III. bebidas e outras mercadorias por qualquer estabelecimento. (B) prestação de serviços de transporte interrestadual e intermunicipal.SECRETARIA DE ESTADO DE FAZENDA-MG 54 . cartão ou assemelhados com que o serviço é pago.

Sobre as hipóteses de não-incidência do imposto de transmissão causa mortis e doação de quaisquer bens ou direitos. a qualquer título.O imposto de transmissão causa mortis e doação de quaisquer bens ou direitos incide também sobre a transmissão de bens móveis. o Estado ou o município. nenhuma. São interdependentes as empresas quando uma delas. era residente ou domiciliado ou teve seu inventário processado no exterior. 65 . I. A base de cálculo do ICMS é o preço do serviço na hipótese de prestação de serviço interestadual e intermunicipal e de comunicação. legatário ou donatário for: (A) (B) (C) (D) (E) a União. Fica isenta de imposto a doação de roupa.Sobre o ICMS. Concurso Público 2007 64 . é possível aplicar o critério da seletividade na cobrança do imposto. (C) a instituição ou extinção de usufruto não oneroso. cobrado por estabelecimento pertencente ao mesmo titular da mercadoria ou por outro estabelecimento de empresa que com aquele mantenha relação de interdependência. I. e respectivos cônjuges ou filhos menores. 11 . São interdependentes das empresas quando uma delas locar ou transferir a outra. sobre o montante de cada meação. quando duas empresas são interdependentes. veículo destinado ao transporte de mercadorias. ainda que em adiantamento da legítima. (E) o donatário. I e III. (B) a desistência de herança ou legado com determinação do beneficiário. empresas públicas e sociedades de economia mista.De acordo com a legislação do Estado de Minas Gerais. II. analise as afirmativas: Fica isenta do imposto a transmissão causa mortis de imóvel residencial. São interdependentes as empresas quando uma mesma pessoa fizer parte de ambas. III. 66 . NÃO haverá incidência do imposto quando: (A) o doador residir no Estado. quando se tratar de doação de bem móvel. De acordo com a Constituição e com a Lei Complementar 87.A Lei nº 14. 67 . na qualidade de diretor ou sócio. (B) o inventário ou arrolamento se processar neste Estado. III. título ou crédito.000 UFEMGs. constantes de tabelas elaboradas pelos órgãos competentes. analise as afirmativas a seguir: I. II e III. na transmissão por sucessão legítima ou testamentária. por sucessão legítima ou testamentária. para serviço semelhante. São verdadeiras somente as afirmativas: (A) (B) (C) (D) (E) I e II. onde foi processado o inventário ou arrolamento. na aquisição por doação. I. utensílio agrícola de uso manual. ainda.000 UFEMGs. I e III. analise as afirmativas a seguir: I.941/2003 dispõe a respeito do Imposto sobre Transmissão causa mortis e doação de quaisquer bens ou direitos no Estado de Minas Gerais.SECRETARIA DE ESTADO DE FAZENDA-MG 61 . 63 . desde que seja o único transmitido. O imposto NÃO incidirá quando o herdeiro. II. Sobre o tema. Sobre a matéria. (D) o herdeiro ou legatário for domiciliado no Estado. Compete a cada Estado estabelecer as alíquotas que serão aplicadas na cobrança do ICMS em seu território. II e III. templos de qualquer culto. II e III. São verdadeiras somente as afirmativas: (A) (B) (C) (D) (E) I e II. NÃO se trata de contribuinte do imposto de transmissão causa mortis e doação de quaisquer bens ou direitos: (A) (B) (C) (D) o donatário. II. A lei define. o cessionário. e levando-se em consideração a legislação do Estado de Minas Gerais. o herdeiro ou legatário. (E) o herdeiro ou legatário for domiciliado no Estado. II. urbano ou rural cujo valor não ultrapasse 45. ainda que não seja residente no Estado. desde que os familiares beneficiados não possuam outro imóvel. móvel e aparelho de uso doméstico que guarneçam as residências familiares. exceder os níveis normais de preços em vigor. ainda que os bens estejam localizados em outro Estado da federação brasileira. no mercado local. entidades sindicais. (C) o doador não tiver domicílio ou residência no país. (E) a partilha de bens da sociedade conjugal e da união estável. for titular de mais de trinta por cento do capital da outra. o usufrutuário. Fica isenta de imposto a transmissão causa mortis de imóvel cujo valor não ultrapasse 30. I e II. ainda que sem função de gerência. assinale a alternativa FALSA. partidos políticos. na cessão a título gratuito. o valor excedente será havido como parte do preço da mercadoria”. II e III.De acordo com o art. III. 17 da Lei Complementar 87. III. nenhuma. e o donatário for domiciliado no Estado. (D) a doação a qualquer título. 62 . seus sócios ou acionistas. mesmo que exercidas sob outra denominação. “ quando o valor do frete. se o de cujus possuía bens.Sobre as hipóteses de isenção do imposto de transmissão causa mortis e doação de quaisquer bens ou direitos. II e III. por si. NÃO se trata de uma das hipóteses de sua incidência: (A) a transmissão da propriedade de bem ou direito. É/são verdadeira(s) somente a(s) afirmativa(s): (A) (B) (C) (D) (E) I.

por período nunca superior a um ano. I. Entre as obrigações exigidas na lei para as pessoas físicas. (B) veículo de pessoa portadora de deficiência física adaptado por exigência do órgão de trânsito para possibilitar sua utilização pelo proprietário. 72 . do capital de outra empresa.219/2004 estabelece uma série de exigências para empresas optantes pelo Simples. (D) que possua filial ou empresa interligada situada fora do Estado. É/são correta(s) somente a(s) afirmativa(s): (A) (B) (C) (D) (E) I. II. na forma prevista em regulamento. De acordo com a lei. I. São verdadeiras somente as afirmativas: (A) (B) (C) (D) (E) I e II. sem a exigência de taxa para renovação de cadastro. II e III. algumas empresas não serão alcançadas pelo regime ali previsto.Sobre as normas aplicáveis ao processo administrativo tributário no Estado de Minas Gerais. 69 . I e II. NÃO se encontra: (A) requerer inscrição cadastral na Secretaria de Estado de Fazenda. responde solidariamente com o proprietário anterior pelo pagamento do IPVA. (D) enviar arquivos eletrônicos contendo registro dos documentos fiscais. São verdadeiras somente as afirmativas: (A) (B) (C) (D) (E) I e II. O arrendatário responde solidariamente em relação ao veículo objeto de arrendamento mercantil. conforme dispuser o regulamento. salvo se o fato tiver ocorrido até 31 de dezembro de 2003. (D) veículo roubado no período entre a data da ocorrência do fato e a data de sua devolução ao proprietário. É possível o uso da equidade no julgamento dos processos administrativos. nenhuma. analise as afirmativas a seguir: I. preste serviço para outra empresa transportadora. (C) cujo sócio participe. 71 .A Lei nº 15. e considerando a legislação do Estado de Minas Gerais. desde que usado exclusivamente para a consecução dos objetivos da entidade. ocorre o fato gerador no momento de seu registro junto ao Departamento de Trânsito. Para o veículo usado. analise as seguintes afirmativas: I. o fato gerador ocorre no dia 1º de janeiro de cada exercício.Sobre o fato gerador do IPVA – Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores. 74 . O adquirente de veículo em leilão. (B) emitir documentos fiscais sem destaque do ICMS. II. a legislação prevê a hipótese de responsabilidade solidária.SECRETARIA DE ESTADO DE FAZENDA-MG 68 .219/2004 estabelece o tratamento diferenciado à empresa de pequeno porte e empreendedor autônomo. com qualquer percentual. (E) que tenha sido desmembrada ou resulte do desmembramento de outra empresa ou da transmutação de qualquer de seus estabelecimentos em empresa autônoma. O devedor fiduciário responde solidariamente em relação ao veículo objeto de alienação fiduciária. mediante contrato. I e III. o fato gerador ocorre na data de seu desembaraço aduaneiro. no prazo decadencial. nenhuma. 12 . (C) pagar a taxa de expediente relativa à fiscalização. sem aplicação de prazo decadencial. (C) veículo declarado de valor histórico pela Fundação Instituto Estadual do Patrimônio Histórico de Minas Gerais. ainda que promovido pelo poder público. (E) veículo de turista estrangeiro. desde que tal veículo não esteja sujeito a registro. II e III.O contribuinte do IPVA é o proprietário do veículo automoto.NÃO se trata de uma das hipóteses de isenção do IPVA previstas na lei do Estado de Minas Gerais: (A) veículo de embaixada ou consulado ou de seus integrantes de nacionalidade estrangeira. Os órgãos julgadores têm autonomia para deixar de aplicar lei por eles considerada inconstitucional. II e III. III. Sobre o tema. de forma permanente. analise as afirmativas a seguir: I.A Lei nº 15. Para o veículo novo. A impetração de mandado de segurança sobre a matéria prejudica o processo administrativo tributário. Entretanto. (E) conservar.O regime previsto na Lei nº 15. 73 . Concurso Público 2007 (C) emitir regularmente documento fiscal para acobertar operação ou prestação que realizar. (E) manter à disposição do fisco as notas fiscais relativas às entradas de matérias-primas e de mercadorias. I e III. matrícula nem licenciamento no Estado. (D) entregar declarações de suas atividades. I e III. II. (B) que seja gerida por procurador. durante sua permanência no País. os documentos relativos aos atos negociais que praticar. II. (B) prestar as declarações exigidas pelo Fisco e aquelas com vistas à apuração da quota-parte do ICMS devida aos municípios. III. III. 70 . Para o veículo importado. NÃO se trata de uma dessas exigências: (A) fazer o cadastramento fiscal.219/2004 pode ser aplicado à pessoa física que atenda aos requisitos previstos na lei. NÃO se enquadra em uma das hipóteses de exclusão a empresa: (A) de transporte que. III. II e III.

analise as afirmativas a seguir: I. (C) os prazos serão contínuos. 3%. (D) os adquirentes ou sucessores do domínio do imóvel são responsáveis de forma subsidiária pelo pagamento do tributo. O órgão competente para apreciação do recurso é o Conselho de Contribuintes. a alíquota do IPVA será de: (A) (B) (C) (D) (E) 6%. o contribuinte poderá apresentar defesa a partir da sua intimação do Auto de Infração ou Notificação Fiscal. 10 dias. sujeito aos seus princípios e normas. (E) se o prazo previsto na lei estadual terminar em dia considerado feriado. incluindo-se na contagem o dia do ínicio e excluindo-se o do vencimento. 5%. uma vez proferida decisão na primeira instância contrária ao contribuinte. 80 . Concurso Público 2007 79 .No processo administrativo tributário. (C) a contribuição de melhoria será cobrada do proprietário ou possuidor. Sobre a matéria e levando-se em consideração a legislação do Estado de Minas Gerais. (E) nos casos de enfiteuse. II e III. 76 . taxa relativa à Fiscalização da Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos de Minas Gerais.Um dos tributos que podem ser instituídos pelos entes estatais é a contribuição de melhoria. taxa Judiciária.O processo administrativo tributário é modalidade de processo administrativo. São verdadeiras somente as afirmativas: (A) (B) (C) (D) (E) I e II.937/2003. veículo utilitário e outros não especificados na Lei nº 14. a qualquer título. é correto afirmar que: (A) a contribuição de melhoria pode ter como fato gerador a prestação de serviços públicos que acarretaram valorização de um determinado bem. (D) o servidor público que por culpa ou dolo não observar os prazos destinados a instrução e julgamento do processo estará sujeito a apuração de sua responsabilidade administrativa. 30 dias. taxa de Fiscalização das Construções. é correto afirmar que: (A) a inobservância dos prazos destinados à instrução e julgamento do processo. haverá antecipação para o primeiro dia útil anterior. (B) a contribuição de melhoria. nenhuma.SECRETARIA DE ESTADO DE FAZENDA-MG 75 . é causa de sua nulidade. taxa de Controle de Fiscalização Ambiental. III. II. 4%. Sobre o tema. (B) a declaração de ponto facultativo nas repartições públicas do Estado de Minas Gerais não interfere no início da contagem dos prazos aplicáveis ao processo administrativo tributário. cabe recurso administrativo no qual a matéria objeto do recurso poderá ser reformada. O prazo para interposição do recurso é de: (A) (B) (C) (D) (E) 60 dias. 2%. EXCETO: (A) (B) (C) (D) (E) taxa Florestal. 77 . I e III. II e III. O prazo para interposição do recurso será de quinze dias contados da intimação da decisão recorrida. veículo de uso misto. estando. 13 . 78 . do imóvel que sofreu a valorização. O recurso voluntário interposto pelo contribuinte terá efeito suspensivo. Sobre o tema e com base na legislação do Estado de Minas Gerais. são de sua competência as taxas a seguir. por não se confundir com imposto.Para automóvel.Na legislação tributária de Minas Gerais. I. previstos na lei. portanto. pode ser cobrada em razão da valorização de imóvel onde está instalado templo religioso. 20 dias. 15 dias. o tributo será cobrado do enfiteuta.Segunda a legislação tributária de Minas Gerais.

Universidade Federal do Rio de Janeiro Núcleo de Computação Eletrônica Divisão de Concursos .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful