CÂMARA DOS DEPUTADOS

PROJETO DE LEI N.º 2.621, DE 2003
(Do Sr. Eduardo Paes) "Regulamenta o exercício profissional de Desenhista Industrial, e dá providências".

DESPACHO: ÀS COMISSÕES DE EDUCAÇÃO E CULTURA; TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO; E CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE REDAÇÃO (ART. 54 RICD) - ART. 24 II APRECIAÇÃO: Proposição Sujeita à Apreciação Conclusiva pelas Comissões - Art. 24 II

PUBLICAÇÃO INICIAL
Art. 137, caput - RICD

Coordenação de Comissões Permanentes - DECOM - P_6612

2

O Congresso Nacional decreta:

Art. 1º Desenhista industrial é todo aquele que desempenha atividade especializada de caráter técnico-científico, criativo e artístico, com vistas à concepção e desenvolvimento de projetos de objetos e mensagens visuais que equacionam sistematicamente dados ergonômicos, tecnológicos, econômicos, sociais, culturais e estéticos que atendam concretamente às necessidades humanas.

Parágrafo único - Os projetos de desenhista industrial são aptos à seriação ou industrialização que mantenha relação como ser humano quanto ao uso ou percepção, de modo a atender necessidades materiais e de informação visual.

Art.2º São atribuições do desenhista industrial: a) planejamento e projeto de sistemas, produtos, ou mensagens visuais ligadas à produção industrial objetivando assegurar sua funcionalidade ergonômica, sua correta utilização, qualidade técnica e estética

racionalização estrutural, fabricação ou reprodução; b) projetos, aperfeiçoamento, formulação, reformulação e elaboração de modelos industriais ou sistemas visuais sob forma de desenho, diagramas memoriais, maquetes, artes-finais, protótipos e outras formas de representação; c) estudos, projetos, análises, avaliações, vistorias, perícias, pareceres e divulgação de caráter técnico-científico ou cultural no âmbito de sua formação: d) ensaios, pesquisas, experimentações em seu campo de atividade, e, em campos correlatos, quando atuar em equipes multidisciplinares; e) desempenho de cargos e funções junto a entidades públicas e privadas cujas atividades envolvam desenvolvimento de modelos industriais e mensagens visuais;
Coordenação de Comissões Permanentes - DECOM - P_6612 PL-2621/2003

3

f) coordenação, direção, fiscalização, orientação, consultoria, assessoria e execução de serviços ou assuntos de seu campo profissional; g) exercício do magistério em disciplinas em que o profissional esteja devidamente habilitado; h) desempenho de cargos, funções e comissões em entidades estatais, paraestatais, autárquicas, de economia mista e de economia privada.

Art.3º É assegurado o exercício da profissão de desenhista industrial, observadas condições de capacidade e exigências legais: a) aos que possuem, devidamente registrado, diploma faculdade ou escola de Desenho Industrial, Comunicação Visual ou Programação Visual, oficial ou reconhecida, existentes no País; b) aos que, até a data de publicação desta lei, comprovarem o exercício ininterrupto da profissão por período superior a 5(cinco) anos; c) aos que possuam, devidamente revalidado e registrado no País, diploma de faculdade ou escola estrangeira de ensino superior de Desenho Industrial, ou os que tenham esse exercício amparado por convênio internacionais de intercâmbio.

Parágrafo único - Fica estabelecido o registro da profissão, no prazo de 180(cento e oitenta) dias a contar da data de regulamentação desta lei, àqueles que atendam à alínea “b” deste artigo. Art.4º A denominação “desenhista industrial” é reservada aos profissionais de que trata esta lei e deve obrigatoriamente ser acompanhada da formação básica do profissional, em “desenho de produção” ou “programação visual”.

Parágrafo único - A qualificação de que trata este artigo poderá ser acrescida de títulos referentes a cursos de especialização, aperfeiçoamento e pós-graduação.

Coordenação de Comissões Permanentes - DECOM - P_6612 PL-2621/2003

4 Art.5º A expressão “Desenho Industrial” só poderá constar da denominação de firma comercial, industrial e de prestação de serviços cuja maior parte da Diretoria for de profissionais registrados nos Conselhos Regionais como desenhistas industriais. Parágrafo único – Serão considerados nulos, de pleno direito, os contratos firmados por entidades pública ou particular como pessoa física ou jurídica não habilitada nos termos desta lei.

Art.6º Direitos de autoria e responsabilidade legal do projeto de Desenho Industrial são do profissional que elaborar, a quem caberão sempre os prêmios e distinções honoríficas.

Parágrafo único - A menção do título, assinatura do autor e o número de seu registro profissional são componentes obrigatórios do projeto, que só poderá sofrer alterações se executadas pelo profissional que o assina ou, por outro, com a sua anuência formal.

Art.7º A concepção geral de plano ou registro elaborada em conjunto por profissionais habilitados até a todos eles os direitos e deveres de co-autores, inclusive com seus nomes constando da respectiva documentação.

Art.8º Os Conselhos Regionais criarão registros de autoria de projetos, para salvaguarda dos direitos autorais, resguardada a competência do Instituto Nacional da Propriedade Industrial e de escolas de Belas Artes com relação à proteção dos direitos à propriedade industrial ou artística.

Parágrafo único - Os conselhos regionais criarão Câmaras de Desenho Industrial para tratar dos assuntos específicos da categoria desenhista industrial.

Coordenação de Comissões Permanentes - DECOM - P_6612 PL-2621/2003

5

Art.9º Ficam os desenhistas industriais vinculados ao Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia(CONFEA) e Conselhos Regionais de Engenharia, Arquitetura e Agronomia(CREA), para efeito de registro, controle e fiscalização do exercício e atividade profissionais.

Art.10º A profissão de desenhista industrial passa a integrar como grupo, a Confederação Nacional dos Profissionais Liberais a que ser refere o art. 577 da Consolidação das Leis do Trabalho.

Art.11 Esta lei será regulamentada pelo Poder Executivo no prazo de 120(cento e vinte) dias a contar da publicação da lei.

Art.12 Revogam-se todas as disposições em contrário.

J U S T I F I C AÇ Ã O A presente medida que ora apresento visa dar dignidade a uma categoria profissional tão sofrida. Antiga aspiração dos profissionais da área, a regulamentação da profissão de desenhista industrial torna-se necessária e urgente, como forma de resguardar os direitos e salários desses profissionais, que ainda não disponham de regras.

Sala das Sessões, em 27 de novembro de 2003.

Deputado Eduardo Paes PSDB/RJ

Coordenação de Comissões Permanentes - DECOM - P_6612 PL-2621/2003

6

LEGISLAÇÃO CITADA ANEXADA PELA COORDENAÇÃO DE ESTUDOS LEGISLATIVOS - CEDI

DECRETO-LEI Nº 5.452, DE 1º DE MAIO DE 1943
Aprova a Consolidação das Leis do Trabalho. ...................................................................................................................................................... TÍTULO V DA ORGANIZAÇÃO SINDICAL .................................................................................................................................................... CAPÍTULO II DO ENQUADRAMENTO SINDICAL .................................................................................................................................................... Art. 577. O Quadro de Atividades e Profissões em vigor fixará o plano básico do enquadramento sindical. CAPÍTULO III DA CONTRIBUIÇÃO SINDICAL Seção I Da Fixação e do Recolhimento da Contribuição Sindical Art. 578. As contribuições devidas aos Sindicatos pelos que participem das categorias econômicas ou profissionais ou das profissões liberais representadas pelas referidas entidades serão, sob a denominação de "contribuição sindical", pagas, recolhidas e aplicadas na forma estabelecida neste Capítulo. .................................................................................................................................................... ....................................................................................................................................................
FIM DO DOCUMENTO

Coordenação de Comissões Permanentes - DECOM - P_6612 PL-2621/2003

http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/prop_imp?idProposicao=1...

PL 2621/2003
Projeto de Lei
Situação: Arquivada na Mesa Diretora da Câmara dos Deputados (MESA)

Identificação da Proposição
Autor Eduardo Paes - PSDB/RJ Apresentação 27/11/2003

Ementa Regulamenta o exercício profissional de Desenhista Industrial, e dá providências. Indexação Regulamentação, exercício profissional, Desenhista, desenho industrial, competência, formação profissional, registro profissional, Conselho Federal, Conselho Regional, Engenharia, Arquitetura, Agronomia, inclusão, Confederação, Profissional Liberal, registro, direitos autorais.

Informações de Tramitação
Forma de apreciação Proposição Sujeita à Apreciação Conclusiva pelas Comissões - Art. 24 II Regime de tramitação Ordinária

Despacho atual:
Data 05/12/2003 Despacho Às Comissões de Educação e Cultura, Trabalho, de Administração e Serviço Público e Constituição e Justiça e de Redação (Art. 54 RICD) - Art. 24II

Documentos Anexos e Referenciados
Avulsos Destaques (0) Emendas (0) Histórico de despachos (1) Legislação Citada Histórico de Pareceres, Substitutivos e Votos (2) Recursos (0) Redação Final Mensagens, Ofícios e Requerimentos (0) Relatório de conferência de assinaturas

Tramitação
Data 27/11/2003 Andamento PLENÁRIO (PLEN)

Apresentação do Projeto de Lei pelo Deputado Eduardo Paes (PSDB-RJ).

05/12/2003

09/12/2003

Mesa Diretora da Câmara dos Deputados (MESA) • Às Comissões de Educação e Cultura, Trabalho, de Administração e Serviço Público e Constituição e Justiça e de Redação (Art. 54 RICD) - Art. 24II Comissão de Educação e Cultura (CEC) • Recebimento pela CEC. COORDENAÇÃO DE COMISSÕES PERMANENTES (CCP)

09/12/2003

Encaminhada à publicação. Publicação Inicial no DCD de 10/12/2003.

11/12/2003

Comissão de Educação e Cultura (CEC) • Abertura de Prazo para Emendas ao Projeto a partir de 12/12/2003 Comissão de Educação e Cultura (CEC)

18/02/2004

Encerrado o prazo para emendas. Não foram apresentadas emendas.

1 de 3

1/10/2011 20:55

http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/prop_imp?idProposicao=1...

29/04/2004

Comissão de Educação e Cultura (CEC)

Designado Relator, Dep. Eduardo Seabra (PTB-AP)

16/03/2005

Comissão de Educação e Cultura (CEC) • Devolvida sem Manifestação. Comissão de Educação e Cultura (CEC)

21/03/2005

Designada Relatora, Dep. Iara Bernardi (PT-SP)

02/06/2005

Comissão de Educação e Cultura (CEC) • Apresentação do Parecer do Relator, PRL 1 CEC, pela Dep. Iara Bernardi

Parecer da Relatora, Dep. Iara Bernardi (PT-SP), pela aprovação.

09/06/2005

Comissão de Educação e Cultura (CEC)

Apresentação do Parecer Reformulado pela Dep. Iara Bernardi Parecer Reformulado, Dep. Iara Bernardi (PT-SP), pela rejeição.

23/06/2005

Comissão de Educação e Cultura (CEC)

Devolvida à Relatora, Dep. Iara Bernardi (PT-SP)

14/12/2006

Comissão de Educação e Cultura (CEC)

Devolvida sem Manifestação.

31/01/2007

Mesa Diretora da Câmara dos Deputados (MESA) • Arquivado nos termos do Artigo 105 do Regimento Interno. DCD de 01 02 07 PÁG 208 COL 01. Suplemento A ao Nº 21. COORDENAÇÃO DE COMISSÕES PERMANENTES (CCP)

06/03/2008

Ao Arquivo - Memorando nº 44/08 - COPER

Detalhamento dos Documentos Anexos e Referenciados PL 2621/2003
Data 05/12/2003

Histórico de Despachos
Despacho

Às Comissões de Educação e Cultura, Trabalho, de Administração e Serviço Público e Constituição e Justiça e de Redação (Art. 54 RICD) - Art. 24II

PL 2621/2003

Pareceres apresentados

Comissão de Educação e Cultura (CEC)
Pareceres, Substitutivos e Votos Tipo de proposição Data de apresentação Autor Descrição

PRL 1 CEC => Parecer do PL 2621/2003 Relator

02/06/2005 Iara Bernardi

Parecer da Relatora, Dep. Iara Bernardi (PT-SP), pela aprovação.

2 de 3

1/10/2011 20:55

http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/prop_imp?idProposicao=1...

PRR 1 CEC => Parecer PL 2621/2003 Reformulado

09/06/2005 Iara Bernardi

Parecer Reformulado, Dep. Iara Bernardi (PT-SP), pela rejeição.

3 de 3

1/10/2011 20:55

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful