Eimeria sp

Eimeria sp é um gênero que reune protozoários parasitas intracelulares que atacam principalmente os tecidos epiteliais de moluscos, anelídeos, artrópodos e até em alguns vertebrados. Possuem zigoto imóvel, esporos com uma ou muitas paredes. A reprodução ocorre por uma alternância de fases de esquizogonia assexual, seguida de esporogonia.

Classificação científica Reino: Protista Filo: Protozoa Subfilo: Sarcodina Classe: Rhyzopoda Subclasse: Telosporidia Ordem: Coccidia Família: Eimeriidae Género: Eimeria

1. ETIOLOGIA
A Eimeria sp causa a coccidiose que é uma doença infecciosa transmitida por protozoários do gênero Eimeria, que parasitam com freqüência os ruminantes, suínos, aves e canídeos, e se caracteriza por causar alterações gastrintestinais, anorexia, redução do desenvolvimento corporal e às vezes a morte. A eimeriose é uma doença produzida pela interferência do homem quando modifica as condições do meio ambiente ou implanta sistema de produção cada vez mais intensivo para aumentar a produtividade. A Eimeria parasita o epitélio intestinal e promove lesões irreversíveis na mucosa, o que promove o aparecimento de sangue nas fezes. Como o órgão parasitado é o intestino grosso, o sangramento das fezes sempre aparece de a cor avermelhada.

Os principais sinais clínicos provocados pela Eimeria são: . 2. .Diminuição no apetite. com casca protetora e um poro numa das extremidades (micrópilo).Como as lesões intestinais causadas pela Eimeria são irreversíveis a prevenção se torna mais importante que o tratamento devido a perda de produtividade dos animais já parasitados. No seu interior possui uma massa protoplasmática (oocisto não esporulado) ou quatro corpos cônicos chamados de esporocistos (oocisto esporulado). .1 Morfologia Oocisto possui forma esférica ou oval.Fezes aquosas com presença de sangue. .Retardo no crescimento e anemia crônica. BIOLOGIA 2. .Perda de peso. A Eimeria produz alterações da mucosa intestinal. .Desidratação. muco e fragmentos de epitélio. cuja gravidade está relacionada à densidade parasitária e à localização dos parasitos na mucosa.Diminuição na absorção de nutrientes (lesão intestinal). .

quando eles se tornam oocistos infectantes. Uma vez ingerido oocistos esporulados. os canteiros de grama em viveiros para bezerros.2. que esporula no meio ambiente como as condições favoráveis de temperatura e umidade dentro de sete dias. Merozoítos de segunda e terceira geração invadir novas células para formar microgametes e zigotos que formam nas paredes para se tornar oocistos. que são ingeridas com água. os esporozoítos infecta as células do epitélio intestinal para dar lugar a esquizontes de primeira geração. criadas em ambientes fechados ou lambedura de pele contaminada. o oocisto rompe as células intestinais e é liberado nas fezes. Estes são liberados pela ruptura do intestino onde invadem novas células e se tornar a segunda geração de esquizontes. .2 Ciclo Biologico O ciclo de vida da Eimeria sp é descrito da seguinte forma: os oocistos eliminados nas fezes do hospedeiro. que se dividem para produzir a primeira geração de merozoítos. se um animal ingere oocistos esporulados que não há infecção eo ciclo não é executado.