Aula de Hoje

O que é um sinal?

Sistemas e Sinais

Como representamos matematicamente um sinal? Qual a diferença entre um sinal contínuo e um sinal discreto? Qual a diferença entre intervalo de amostragem e frequência de amostragem? O que é um sistema? O que é um espaço de funções? Qual a diferença entre o modelo matemático para um sinal e para um sistema?

Sinais e Sistemas
Luís Caldas de Oliveira
lco@ist.utl.pt

Instituto Superior Técnico

Luís Caldas de Oliveira

Sistemas e Sinais – p.1/19

Luís Caldas de Oliveira

Sistemas e Sinais – p.2/19

Sinal Acústico
Se s for um sinal acústico: s : T empo → Press˜ o a Podemos representá-lo na forma de uma função: ∀t ∈ s:
Pressão

Sinal em Tempo Contínuo
Um sinal x(t) em tempo contínuo é uma função de uma variável contínua. ∀t ∈ x: , x(t) = . . . →

, s(t) = . . . →

Passaremos a denominar estes sinais pela forma abreviada de sinais contínuos.

Tempo

Luís Caldas de Oliveira

Sistemas e Sinais – p.3/19

Luís Caldas de Oliveira

Sistemas e Sinais – p.4/19

4 -0.5/19 Luís Caldas de Oliveira Sistemas e Sinais – p.4 0.6 0. 7315. . y) Para uma imagem a cores: ImagemCores : E spacoVert × E spacoHoriz → Intensidade3 Valor de Fecho do PSI-20 O valor inicial (base) do PSI-20 é de 3000 pontos e é calculado por referência aos preços de fecho da sessão de bolsa de 31 de Dezembro de 1992.2 0.2 -0.4 -0.8 0. . 7325.2 -0.6 0. 7309.7/19 Luís Caldas de Oliveira Sistemas e Sinais – p.6 -0. x(t) = sin(2π × 440t) ∀t ∈ x: 1 0.Tom Puro Um tom puro é um sinal sinusoidal: ∀t ∈ .4 0. x(t) = sin(2π × 440t) → [−1. 7327. .8 -1 0 -1 0 1 2 3 4 5 Tempo em milisegundos 6 7 8 1 2 Problema Calcular o intervalo de tempo entre dois máximos consecutivos do sinal x: .8 -0. .} Luís Caldas de Oliveira Sistemas e Sinais – p.8 0. i = ImagemPB(x. . 1] 1 3 4 5 Tempo em milisegundos 6 7 8 Luís Caldas de Oliveira Sistemas e Sinais – p. .6/19 Imagem Uma fotografia a preto e branco pode também ser representada por uma função: ImagemPB : E spacoVert × E spacoHoriz → Intensidade ou seja.2 0 0 -0.6 -0. Exemplo: {.8/19 . 7321.

. . Qual a frequência a que é feita a amostragem da ocupação da linha? Codificação da amplitude Para além da amostragem temporal. . . . . ∀n ∈ em que xc (t) é uma função da variável t ∈ período de amostragem.. eT éo Passaremos a denominar estes sinais pela forma abreviada de sinais discretos.. . .9/19 Luís Caldas de Oliveira Sistemas e Sinais – p. T Luís Caldas de Oliveira Sistemas e Sinais – p. . . . a amplitude do sinal pode também ser codificada usando um número finito de bits. .10/19 Problema Um determinado programa indica a ocupação de uma ligação ADSL com intervalos de 500 milisegundos. 32767} No caso de uma imagem quadrada com 512x512 pixeis de com 8 bits por cada componente RGB (24 bits): i : {0. No caso de uma codificação linear de 16 bits em complemento para 2: s: → {−32768. . x(n) = .12/19 .. 511}2 → {0. → Amostragem de Sinais Contínuos Muitos dos sinais em tempo discreto resultam da amostragem de sinais em tempo contínuo (xc (t)): x(n) = xc (nT ).Sinal em Tempo Discreto Um sinal x(n) em tempo discreto é uma função de uma variável discreta: ∀n ∈ x: . 255}3 Luís Caldas de Oliveira Sistemas e Sinais – p. . . ..11/19 Luís Caldas de Oliveira Sistemas e Sinais – p.

realçar parte da informação do sinal. Luís Caldas de Oliveira Sistemas e Sinais – p. conversão de formatos.13/19 Luís Caldas de Oliveira Sistemas e Sinais – p.15/19 Luís Caldas de Oliveira Sistemas e Sinais – p. Algumas operações realizadas por sistemas: armazenamento de sinais.16/19 . codificação e descodificação. encriptação e desencriptação.14/19 Video Digital Um sinal de video digital é uma sequência de imagens (frames) associadas a instantes de tempo: VideoDigital : T empo×VertDiscr×HorizDiscr → Intensidade 3 Sistemas Os sistemas são funções que transformam sinais.Problema Determinar taxa de compressão de uma faixa de música de um disco compacto ao ser codificada em mpeg-3 a 128 Kb/s. Imagem Digital ImagemDigital : VertDiscreto × HorizDiscreto → Inteiros Luís Caldas de Oliveira Sistemas e Sinais – p. detecção de informação. controle de processos físicos.

18/19 Problema Considere uma função f x tal que: fx : X → Y em que X = {a.Espaço de Funções Sendo x um sinal com domínio D e contra-domínio C: x:D→C Se o sistema S aceitar à sua entrada sinais do tipo x podemos dizer que o seu domínio é um espaço de funções ou espaço de sinais X a que x pertence. Representaremos o espaço de funções envolvendo em parenteses rectos o domínio e o contra-domínio dos sinais que ele representa: X = [D → C] Sistemas como Funções Um sistema faz o mapeamento de um espaço de sinais para outro espaço de sinais. Por exemplo.17/19 Luís Caldas de Oliveira Sistemas e Sinais – p. Luís Caldas de Oliveira Sistemas e Sinais – p.19/19 . um microfone é um sistema que converte sinais acústicos em sinais eléctricos: S : [T empo → Press˜ o] → [T empo → T ens˜ o] a a Pressão Tensão Tempo Tempo S Luís Caldas de Oliveira Sistemas e Sinais – p. c} Y = {0. 1} Neste caso pode dizer-se que: f x ∈ [X → Y] Determine o número de elementos de [X → Y]. b.