Ministério da Saúde Coordenação Geral da Política de Alimentação e Nutrição CGPAN/DAB/SAS/MS

Novas Curvas de Crescimento OMS

1 ano

2 anos

3 anos

4 anos

5 anos

N O V A S C U R V A S D A O M S C G P A N

Novas Curvas de Crescimento OMS Histórico do processo – 1993: Comitê OMS ressaltou que padrão de crescimento utilizado (NCHS) tinha problemas técnicos e biológicos graves • aleitamento artificial (maior problema) – 1994 na AMS • Resolução WHA47.5 • Desenvolvimento de novo padrão internacional

N O V A S C U R V A S D A O M S C G P A N

Novas Curvas de Crescimento OMS Objetivo

Estabelecer novo padrão internacional mediante a elaboração de um conjunto de curvas adequadas para avaliar o crescimento e estado nutricional tanto de grupos de população quanto de crianças em idade pré-escolar.

N O V A S C U R V A S D A O M S C G P A N

Novas Curvas de Crescimento OMS Metodologia – Estudo de vários continentes: África, Américas, Ásia e Europa – 8500 mil lactentes e crianças sadias – Combinação de estudo longitudinal entre nascimento e 24 meses e estudo transversal de crianças entre 18 e 71 meses.

N O V A S C U R V A S D A O M S C G P A N

Novas Curvas de Crescimento OMS Metodologia Critérios de Inclusão no Estudo Populações
• Condições socioeconômicas favoráveis • Altitude <1500m • Baixa mobilidade da população para permitir acompanhamento • Pelo menos 20% mães dispostas a seguir as recomendações de Aleitamento materno • Existência de suporte ao AM • Presença de Instituições colaborativas qualificadas

socioeconômicos. limitadores do crescimento • Mães não fumantes • Mães dispostas a amamentar • Gravidez não gemelar .N O V A S C U R V A S D A O M S C G P A N Novas Curvas de Crescimento OMS Metodologia Critérios de Inclusão no Estudo Individuais • Ausência de problemas de saúde.

N O V A S C U R V A S D A O M S C G P A N Novas Curvas de Crescimento OMS Metodologia – Controle de qualidade: reuniões regulares de coordenação. cuidadosa seleção e treinamento de entrevistadores. equipamentos de medição de grande confiabilidade – Apoio às práticas de amamentação .

Novas Curvas de Crescimento OMS Metodologia Países Participantes • • • • • • Brasil Estados Unidos Gana Davis Noruega Omã Índia Oslo MUscat Accra Pelotas Nova Delhi .

2.N O V A S C U R V A S D A O M S C G P A N Novas Curvas de Crescimento OMS Metodologia Parte longitudinal do Estudo • 21 visitas nos 24 meses: – Semanas 1. 4 e 6 – Mensalmente entre 2 e 12 meses – A cada 2 meses no segundo ano .

N O V A S C U R V A S D A O M S C G P A N Novas Curvas de Crescimento OMS Cronograma Cronograma de Lançamento Primeira fase (2006) – Peso/idade – Altura(comprimento)/idade – Peso/altura(comprimento) – IMC/idade – Desenvolvimento motor .

N O V A S C U R V A S D A O M S C G P A N Novas Curvas de Crescimento OMS Modelos Novas Curvas • Peso/idade • Comprimento-altura/idade • IMC/idade .

.

.

.

.

.

.

N O V A S C U R V A S D A O M S C G P A N Novas Curvas de Crescimento OMS Referência OMS em relação aos dados de cada país .

nos 6 países Mean of Length (cm) Brazil Ghana India Norway Oman USA 50 0 60 70 80 200 400 Age (days) 600 .Novas Curvas de Crescimento OMS Referência OMS em relação aos dados de cada país Concordância entre as médias de comprimento para idade. entre meninos de 0-24 meses.

entre meninos de 0-24 meses Excelente ajuste entre os dados brutos e as curvas alisadas P97 P90 P50 P10 P3 Length (cm) 60 70 80 90 Fitted Empirical 50 0 2 4 6 8 10 12 14 16 18 20 22 24 Age (months) .Novas Curvas de Crescimento OMS Referência OMS em relação aos dados de cada país Concordância entre os dados brutos e alisados (smoothed) de comprimento para idade.

Novas Curvas de Crescimento OMS Referência OMS em relação aos dados de cada país Comprimento em alguns centis para a amostra toda e para a amostra excluindo o Brasil Pooled P3 Pooled P25 Pooled P50 Pooled P75 Pooled P97 Exc Brazil P3 Exc Brazil P25 Exc Brazil P50 Exc Brazil P75 Exc Brazil P97 90 Length (cm) 60 70 80 50 A exclusão dos dados do Brasil não afetou as curvas 0 200 400 Age (days) 600 .

Novas Curvas de Crescimento OMS Referência OMS em relação aos dados de cada país Comprimento em alguns centis para a amostra toda e para a amostra excluindo a India Pooled P3 Pooled P25 Pooled P50 Pooled P75 Pooled P97 Exc India P3 Exc India P25 Exc India P50 Exc India P75 Exc India P97 90 Length (cm) 60 70 80 A exclusão dos dados da Índia igualmente não afetou as curvas 50 0 200 400 600 Age (days) .

N O V A S C U R V A S D A O M S C G P A N Novas Curvas de Crescimento OMS Referência OMS em relação aos dados de cada país O padrão OMS em relação aos dados de cada país Grande uniformidade entre os Grande uniformidade entre os 6 centros 6 centros .

N O V A S C U R V A S D A O M S C G P A N Novas Curvas de Crescimento OMS Comparação das Novas Curvas OMS com NCHS e CDC Demonstração com dados das DHS .

N O V A S C U R V A S D A O M S C G P A N Novas Curvas de Crescimento OMS Comparação das Novas Curvas OMS com NCHS e CDC Peso por Idade .

entre os meninos Os valores da OMS são maiores entre crianças mais jovens Mas essa tendência não permanece a partir de 8 meses As novas curvas são assimétricas em termos de desvio-padrão. refletindo a assimetria (skewness) da distribuição de pesos .Novas Curvas de Crescimento OMS Peso por Idade Comparação – Peso por Idade Comparação das curvas OMS e NCHS para peso por idade em escores Z.

entre os meninos A partir da idade de 3-4 meses a velocidade de ganho de peso é mais lenta nas novas curvas .Comparação das curvas OMS e NCHS para peso por idade em escores Z.

tenderá a .N O V A S C U R V A S D A O M S C G P A N Novas Curvas de Crescimento OMS Comparação – Peso por Idade Impacto sobre as prevalências de P/I em relação ao NCHS Déficit: tendência de nos primeiros meses de vida. após ± 8 meses.

6% +3.6% Aumento NCHS OMS gua 0 1 Bras Co lo m Re p.4% +4.8% +10.7% +5.0% +2.1% +3.2% +5. 0 2 Equa d or 0 4 Gua te ma la 0 2 bia 0 5 Ho nd ur as 01 Boliv ia 03 Ha iti 00 il 96 +2.Peso por Idade (-2DP) .7% +3.7% +3. D Nica rá Peru 00 .Déficit menores 6 meses 14 12 10 8 % 6 4 2 0 omin ic.

Peso por Idade (-2DP) .3% 10 5 0 -2.4% Redução 25 20 % 15 -3.7% -1.6% -1.8% -2. 0 2 Ha iti 00 gua 0 1 il 96 Bras Co lo m Re p.2% +2.Déficit menores 5anos 30 -5. D Nica rá Peru 00 .5% -4.4% NCHS OMS Equa d or 0 4 Gua t e ma la 0 2 bia 0 5 Ho nd ur as 01 Boliv ia 03 omin ic.6% -4.6% -3.

N O V A S C U R V A S D A O M S C G P A N Novas Curvas de Crescimento OMS Comparação – Peso por Idade Impacto sobre as prevalências de P/I em relação ao NCHS Excesso: semelhantes ou maiores a partir de 24 meses. .

Excesso menores 5anos 12 10 8 % 6 4 2 0 Equa d or 0 4 Gua t e ma la 0 2 bia 0 5 Ho nd ur as 01 Boliv ia 03 omin ic.9% +5.4% Aumento NCHS OMS gua 0 1 Bras Co lo m Re p.0% +3. D Nica rá Peru 00 .7% +3.6% +1.7% +1.Peso por Idade (+2DP) . 0 2 Ha iti 00 il 96 +2.6% +1.8% +1.4% +1.5% +0.

Novas Curvas de Crescimento OMS Comparação – Peso por Idade Comparação das curvas OMS e CDC para peso por idade em escores Z. entre os meninos Em relação ao padrão CDC: OMS mostra menores valores de peso nas idades mais tardias CDC subestima obesidade e desnutrição para cças mais velhas .

N O V A S C U R V A S D A O M S C G P A N Novas Curvas de Crescimento OMS Comparação das Novas Curvas OMS com NCHS e CDC Altura por Idade .

.Novas Curvas de Crescimento OMS Comparação – Altura por Idade Comparação das curvas OMS e NCHS para comprimentoaltura por idade em escores Z. entre os meninos As novas curvas são mais estreitas Os pontos de corte para déficit de A/I são um pouco superiores nas novas curvas.

.N O V A S C U R V A S D A O M S C G P A N Novas Curvas de Crescimento OMS Comparação – Altura por Idade Efeitos sobre as prevalências de comprimento-altura/idade em relação ao NCHS Déficit de altura/idade (nanismo) tendência a aumentar em toda a faixa etária.

Altura por Idade (-2DP) .1% +2.Déficit menores 5 anos 70 60 50 40 % 30 20 10 0 ia 03 00 Bras il 96 Dom inic. Guat e Hond Colo Pe ru Haiti .5% +4.4% +2.6% Aumento NCHS OMS 01 Nica rágu a Boliv Equa mala Rep.7% +2.9% +5. 02 mbia 05 dor 0 4 02 uras 0 00 1 +1.9% +5.9% +5.0% +2.4% +4.

Novas Curvas de Crescimento OMS Comparação – Altura por Idade Comparação das curvas OMS e CDC para comprimentoaltura por idade em escores Z. entre os meninos Similar ao observado em relação ao NCHS. as curvas OMS são mais estreitas e as medianas ligeiramente superiores .

N O V A S C U R V A S D A O M S C G P A N Novas Curvas de Crescimento OMS Comparação das Novas Curvas OMS com NCHS e CDC Peso/Comprimento .

Para crianças mais altas essa tendência se inverte. . entre os meninos As novas curvas apresentam maiores valores de P/A para desvios abaixo da mediana em crianças mais baixas.Novas Curvas de Crescimento OMS Comparação – Peso para Comprimento Comparação das curvas OMS e NCHS para peso para comprimento em escores Z.

N O V A S C U R V A S D A O M S C G P A N Novas Curvas de Crescimento OMS Comparação – Peso para Comprimento Impacto sobre as prevalências de P/C em relação ao NCHS Déficit de peso/comprimento: entre crianças de menor comprimento. entre crianças de maior comprimento (>70 cm) Sobrepeso: entre crianças menores de 24 meses .

Peso por Altura(-2DP) . Guat Nica rágu a Bras Hond Colo Peru 00 il 96 Hait i 01 .3% +3.0% +3.6% NCHS OMS 03 Equ a do r 0 4 2 0 00 uras 01 5 02 ema l a0 mb ia 0 Bol iv ia Dom i nic .2% Aumento % 6 4 2 +2.Déficit menores 6 meses 12 10 8 +3.7% +9.8% +4.9% +2. Rep.1% +0.2% +2.8% +2.

Novas Curvas de Crescimento OMS Comparação – Peso por Comprimento Comparação das curvas OMS e CDC para peso para comprimento em escores Z. CDC Admite maiores valores de peso para comprimento: subestima excesso de peso . entre os meninos Para comprimentos inferiores a 50 cm os pesos da OMS são maiores ou iguais aos do CDC A partir de 65 cm a tendência se inverte.

N O V A S C U R V A S D A O M S C G P A N Novas Curvas de Crescimento OMS Comparação das Novas Curvas OMS com NCHS e CDC Peso/Altura .

o peso passa a ser praticamente inferior ou igual às novas curvas . entre os meninos Os valores de peso da OMS são maiores no desvio mais inferior (-3) A partir de -1 desvio.Novas Curvas de Crescimento OMS Comparação – Peso para Altura Comparação das curvas OMS e NCHS para peso para altura em escores Z.

prevalências similares Sobrepeso: .tendência a aumentar a prevalência .N O V A S C U R V A S D A O M S C G P A N Novas Curvas de Crescimento OMS Comparação – Peso para Comprimento Impacto sobre as prevalências de P/A em relação ao NCHS Déficit de peso/altura: .

Dom inic.1% +0. 02 Equa dor 0 4 Gu a tema la 02 bi a 0 5 0 Hond uras 01 Nica rágu a 01 03 96 Boliv ia Bras il Colo m Peru 00 Haiti 0 .1% -0.0% +0.4% +0.Peso por Altura(-2DP) .2% +0.7% Similares 2 1 0 NCHS OMS Rep.0.2% +0.3% 0.2% -0.5% .Déficit menores 5 anos 6 5 4 % 3 +0.

Novas Curvas de Crescimento OMS Comparação – Peso para Altura Comparação das curvas OMS e CDC para peso para altura em escores Z. a partir dos 100 cm os valores da OMS ficam muito aquém daqueles do CDC. entre os meninos A OMS apresenta sistematicamente valores de peso menores. para os desvios maiores. .

N O V A S C U R V A S D A O M S C G P A N Novas Curvas de Crescimento OMS Comparação – Peso para Comprimento Impacto sobre as prevalências de P/A em relação ao CDC Déficit de peso/altura e Sobrepeso: .prevalências muito maiores .

N O V A S C U R V A S D A O M S C G P A N Novas Curvas de Crescimento OMS Comparação das Novas Curvas OMS com NCHS e CDC Índice de Massa Corporal IMC .

.Novas Curvas de Crescimento OMS Comparação – IMC Comparação das curvas OMS e CDC para IMC por idade em escores Z. particularmente para +2 e +3 desvios padrão. entre os meninos As novas curvas apresentam valores de IMCs sempre inferiores aos do CDC.

Desaceleração a partir desta idade .Ganho de peso rápido até os 4-6 meses . as prevalências de déficits aumentarão nos primeiros meses.Curva mediana similar ou superior às atuais .Em relação ao NCHS.N O V A S C U R V A S D A O M S C G P A N Novas Curvas de Crescimento OMS Conclusões Peso/idade . decrescendo posteriormente Comprimento-altura/idade .Prevalência de déficit aumentará em toda a faixa etária .

Comparados com o CDC-2000.N O V A S C U R V A S D A O M S C G P A N Novas Curvas de Crescimento OMS Conclusões Peso/Comprimento-altura Prevalências de déficit serão substancialmente mais elevadas do que com NCHS Prevalências de sobrepeso também aumentarão Índice de Massa Corporal . a partir de 24 meses os valores de IMC da OMS são sistematicamente inferiores: Prevalências de sobrepeso superior Prevalências de déficit também maiores .

N O V A S C U R V A S D A O M S C G P A N Novas Curvas de Crescimento OMS Conclusões O conjunto das novas curvas da OMS é um instrumento tecnicamente robusto e representa a melhor descrição existente do crescimento físico para crianças menores de 5 anos de idade. .

N O V A S C U R V A S D A O M S C G P A N Novas Curvas de Crescimento OMS Conclusões • O novo padrão representa o crescimento infantil normal sob condições ambientais ótimas • O padrão da OMS deve ser usado para avaliar crianças de qualquer país. condição socioeconômica e tipo de alimentação . independente de etnia.

int/childgrowth O site apresenta também: • publicações sobre o estudo • software para cálculo dos índices em escore Z e percentil • respostas às perguntas mais comuns sobre o tema .who. .N O V A S C U R V A S D A O M S C G P A N Novas Curvas de Crescimento OMS Divulgação As novas curvas de crescimento já estão disponíveis no site da OMS: www.

.

br/nutricao Telefone: 61-3448-8040 E-mail: cgpan@saude.gov. cuja pesquisa representou o Brasil nas novas curvas de crescimento. Universidade Federal de Pelotas.CONTATOS: CGPAN/DAB/SAS/MS Site: www.br Apresentação preparada com a colaboração dos Prof César Victora e Cora Araújo.gov. .saude.