Importantes Dicas Empesariais    Procurar não deixar clientes aguardando por muito tempo na linha ou na recepcão.

Seja sempre cortez e educado, é muito fundamental no atendimento quanto pelo telefone ou pessoalmente. O Cumprimento sempre deve estar munido de um sorriso, e seguido por um bom dia ou uma boa tarde, que tambem fara toda a diferenca seja com o cliente ou com os fornecedores até mesmo com os colegas de trabalho. Pergunte sempre o nome do cliente ou fornecedor antes mesmo de qualquer contato mas serio retribua- com o seu nome e quando possivel fale sempre olhando em sua face.(rosto). Para o cliente o mais importante no atendimento é a cortesia e a rapidez. Todo cliente deve ter um atendimento personalizado,alguns gostam de conversa ou desejam rapidez o melhor a fazer é adaptar ao proprio com vigor e qualidade. Saiba administrar seu tempo, voc~e terá 8 horas diarias para exercer sua funcão. Organize-se perante suas prioridades diarias. Urgente X Importante. Aprenda com os erros dos outros profissionais. A qualidade é feita dos detalhes. Se empenhew por inteiro naquilo em que voc~e faz com competencia, vem a importancia do fazer e conferir. De sempre o melhor de você pra q sempre mereca o melhor. Principio da persistencia: Errou tenta quantas veses for necessario. O Segredo da vitoria é Estar preparado para vencer. O importante é sonhar alto e transformar os sonhos em realidade. Aja agora só você pode assegurar o seu futuro assim você ira se preparar para o sucesso. Não Basta só vestira a camisa e sim fazer o gol.acões são extremamente importantes com raciocinio e logica. Seja criativo , pense no que esta fazendo de errado e o que esta fazendu certo,o que deve dar prioridade assim obtera erros e acertos q se tornaram visiveis para as solucões. Só ira colher quem plantar!Pense no que esta plantando por que sera o seu ``Futuro`` O Sucesso da Empresa depende da integracao e da harmonia de todos integrantes da empresa.A briga é la fora e com a concorrencia. Vendas para 30 60 e 90 dias no maximo sob consulta. Selecionar clientes sob criterios, pontualidade de pagamentos, gastos mensais, empresas . Vendas a vista com lucro minimo equivalente de 30% do mesmo. Vendas a prazo com margem minima de 70%. Criar um fundo reserva para emergencias( boletos vencidos e entre outras opcoes). Evitar atraso de boletos a todo custo os memso geram muito juros dos quais podem retirar todo o lucro obtido.

             

       

        

Vendas feitas sempre com notas fiscais ou notas comprovantes de entrega para comfirmacao de pagamento e baixa de estoque. Formar uma carteira de clientes e sempre os manter informados de preços e promoçoes ativas. Divulgar promoçoes por e-mails juntamente com flyers. Diariamente e semanalmente fazer visistas as empresas associadas e pesquisar preços ,marcas,onde estao sendo compradas. Quantidade utilizada no mês . Formas de pagamentos. Pesquisar qualidade e satisfacao no atendimento e fazer o pós venda. Atender regioes proximas. Divulgar por redes sociais que tenham mtos filiados

Conheça o que todo bom vendedor deve saber 1 – Goste do que faz: não esteja na profissão por falta de opção ou porque é o que lhe dá dinheiro. 2 – Saiba ouvir: trata-se do melhor caminho para descobrir as necessidades do potencial cliente. Em vez de dar as sugestões, pergunte mais. 3 – Seja objetivo: não tente enrolar o cliente; vá direto ao ponto que interessa 4 – Seja ético: não minta ou engane para efetivar uma venda; a credibilidade vale mais do qualquer contrato fechado. 5 – Seja ambicioso e positivo: pense grande e sempre acredite no sucesso das suas vendas. Não venda o preço, venda a solução 6 – Seja humilde: nunca ache que possui todo o conhecimento sobre a sua área; sempre é preciso aprender. 7 – Seja ousado: tenha a audácia para inovar e empreender dentro da sua empresa; muitas vezes será preciso improvisar. 8 – Busque a empatia: seja sempre educado e agradável com o potencial cliente; a gentileza abre portas. 9 – Busque o conhecimento: a constante capacitação pessoal e profissional leva à diferenciação. 10 – Planeje-se: defina onde quer chegar e como atingirá sua meta; organização, comprometimento e persistência ajudam a obter o sucesso

Cinco regras para fidelisar novos clientes 1-Crie experiências inesquecíveis Gerir um negócio bem sucedido envolve muito mais que a venda de produtos ou serviços. Crie promoções e estratégias capazes de promover uma experiência diferente para o seu cliente. Pode ser a oferta de uma bebida, um jogo que permita ao ganhador levar um brinde para casa. A ideia é ser diferente e lembrado por algo marcante também no atendimento e não somente na qualidade do seu produto ou serviço. 2- Se você cometer um erro, faça a coisa certa Resolvendo com eficiência as reclamações de clientes é uma ótima maneira de conquistar sua fidelidade. Pedidos de desculpas sinceros e disposição em resolver o problema criam uma conexão emocional com o cliente. Nem sempre devolver um produto ou oferecer o dinheiro de volta é a melhor solução. A maior parte dos consumidores que se sentem lesados quer mesmo que a empresa assuma a responsabilidade.

Constua um relacionamento pessoal Uma estratégia emprestada dos grandes cassinos americanos também têm servido para empresas que querem fidelizar mais clientes. ou até mesmo do acesso. por exemplo.Recompense melhor os seus clientes É muito fácil para o consumidor trocar de fornecedor por causa do preço. mas para incentivar os consumidores a responder. 92% são encaminhados. Por exemplo. e não focar apenas em uma determinada campanha. 2. A melhor estratégia. 5. utilzando as redes sociais. Pense em maneiras diferentes de fazer isso. ou “re-twitados”. e dê sua opinião. enquanto convida clientes a participar do bate-papo. dos 140 milhões de comentários postados no Twitter todos os dias. oferecer uma pequena doação a alguma organização social por cada avaliação preenchida. Pode ser uma avaliação simples. é interagir com seus “amigos”. “seguidores” ou “fãs”. Lá. nos primeiros 60 minutos.Quantifique o amor dos clientes Peça a opinião de seus clientes mais importantes. o relacionamento é praticamente pessoal. Outra maneira de evitar que isso aconteça é criar programas de recompensa (como aqueles cartões de fidelidade amplamente adotados por restaurantes). a doação brindes ou a oferta de uma experiência memorável.Apresente um novo produto ou serviço . Comece com perguntas que realmente importam: “Você voltaria ao meu estabelecimento?”.3. Mostre que o cliente poderá contar com você. Ou seja. Como anunciar em redes sociais Dinamismo Uma das maiores vantagens que o marketing nas redes sociais oferece é o dinamismo nas interações. os apostadores mais importantes recebem cartões com informações pessoais de representantes do cassino para que entrem em contato quando houver algum pedido especial ou problema a ser resolvido. a seguir: 1. portanto. ou “Você indicaria para seus amigos?”. Veja seis maneiras de fazer isso. Interprete as notícias. use uma estratégia que os estimule como.Responda aos eventos da semana Procure engajar seus clientes com diálogos sobre os eventos que tenham qualquer relação com o seu ramo de atuação. 4.

A mensagem que você estará enviando é que você está prestando atenção ao que eles pensam e querem. principalmente.Agradeça às mensagens de agradecimento e aos elogios Vale a pena dizer aos clientes “Nós só queremos agradecer”. Assim você descobre o que é importante para eles.Ofereça informações relevantes de graça Você não precisa pedir aos clientes que lhe deem atenção ou comprem da sua empresa o tempo todo.Se s sua empresa tem qualquer novo produto ou serviço. A lei da qualidade . 4. Qualquer novidade ou melhoria na sua empresa é bom motivo para se comunicar com consumidores em potencial. você vai entrar nas mídias sociais para saber o que seus clientes querem. Ter uma mídia social bem focada e uma estratégia de marketing de conteúdo ajuda a ter uma marca forte. informe aos seus clientes. Você pode fazer isso oferecendo conhecimento ou dicas no formato “como fazer”. Depois de saber o que seus clientes querem.Convide consumidores para uma promoção especial. e não o contrário.Divulgue vídeos sobre a empresa Essa é outra maneira de criar uma oportunidade de marketing engajadora. Você tem mais chances de acertar se mirar em um alvo específico do que se ficar atirando para todos os lados. Tente também estar conectado aos eventos locais com alguma relação com o seu negócio. sua ou de algum de seus empregados. Conheça dez leis das mídias sociais A lei de escutar Escute mais e fale menos. Isso o fará ter mais chances de sucesso do que uma estratégia ampla que tenta funcionar com todo mundo. 6. Produzir um vídeo pode ser divertido e. Isso vale também para reclamações. A lei do foco Especialize-se. por exemplo. crie conteúdos e conversas que sejam úteis para eles. ou até mesmo um vídeo com o testemunho de um cliente. é claro. demonstração ou evento Você não precisa planejar um convite para uma demonstração de um produto ou evento promocional com meses de antecedência. Pesquise e leia os conteúdos postados pelo seu públicoalvo e participe das discussões. Afinal. Divulgue uma mensagem casual em vídeo. 3. eficaz no engajamento de clientes. Às vezes você tem que oferecer algo de graça. 5.

Qualidade não é quantidade. passe adiante. Sempre dê atenção e converse com todos que chegam a você. Se você não estiver disponível para seu público. Isso é o que traz o sucesso em mídias sociais. nunca ignore nenhum contato online. Assim. Procure criar conteúdos úteis para seus seguidores. A lei do valor Agregue valor ao que publica na internet. faça o mesmo que você quer que façam com você. participam e compartilham do possuir que muitos que desaparecem depois de se conectar uma vez ou duas vezes apenas. . A lei da paciência Os resultados nas mídias sociais não acontecem de um dia para o outro. esses influenciadores poderão compartilhar o conteúdo da sua empresa com milhares de outras pessoas. Não basta falar o tempo todo de seus produtos e serviços apenas. A lei da influência Faça contatos e construa uma relação com os chamados “formadores de opinião” – pessoas e instituições com credibilidade e público de qualidade. Com isso. falarão de você. LinkedIn. A lei da reciprocidade Compartilhe e fale sobre o conteúdo dos outros. Gaste um tempo lendo o conteúdo publicado por outras empresas. sua empresa estará mais acessível a um número maior de pessoas e aparecerá com mais facilidade em ferramentas de busca. A lei da acessibilidade Esteja disponível ao público. Você precisa se comprometer a fazer ações em longo prazo para alcançar seus objetivos. em blogs e muito mais. não desapareça depois. participe. ele vai abandoná-lo. A lei da composição Publicar conteúdo de qualidade fará com que seus seguidores compartilhem as informações com seus contatos pessoais no Twitter. Enfim. como o Google. certo? Por isso. É melhor ter poucos contatos que de fato leem. Se você disponibilizar conteúdo de qualidade e tiver bons produtos ou serviços a oferecer. A lei da atenção Você não ignoraria alguém que fosse pessoalmente à sua empresa. Construa bons relacionamentos. Participe das conversas. Sempre que publicar algum conteúdo. Facebook. pois as pessoas se cansam de mera propaganda.

As decisões devem se basear em características do público-alvo. programadores visuais.Mala direta: Divulgação de produtos e serviços pelo correio ou por e-mail. 5.Conheça ferramentas de divulgação para a sua empresa Conheça o seu público . hábitos de consumo e hábitos de lazer. . . são difíceis de se fugir. idade. folhetos. TV.Assessoria de imprensa: Divulga notícias sobre os produtos/serviços e a empresa por meio de jornais. internet.Concursos e sorteios: Prêmios e brindes para os clientes. como sexo. revistas. publicitários autônomos. revistas. 3. ônibus. materiais de ponto de venda: Divulga produtos e serviços e fixa a sua marca na mente do consumidor. rádio.Cartazes. 2. Antes de escolher uma mídia para a divulgação. sua idade e hábitos de consumo. etc.TV: Alcança todas as classes sociais. outdoor.Propaganda: Anúncios em jornal. . Outra opção são as empresas e profissionais de comunicação especializadas no desenvolvimento de materiais de divulgação: agências de propaganda. eventos.Contato pessoal: Visitas aos clientes feitas por promotores de venda ou divulgadores. . 6. é preciso conhecer o público que se pretende atingir. faixas.Jornal: Oferece credibilidade junto ao público. As mídias mais utilizadas na promoção de um produto ou serviço são: 1. . festas populares: O contato direto com o produto é uma ótima forma de divulgação. rádio.Placas e painéis públicos: Distribuídos em lugares públicos. 4. degustações.Rádio: Pode estar junto ao público a qualquer hora e em qualquer lugar. . .Telemarketing: Divulgação de produtos e serviços pelo telefone. páginas amarelas. TV e internet. classe social. . demonstrações.Promoções.Revista: Tem tempo de vida mais longo para divulgar a sua mensagem.Internet: Apresenta várias possibilidades para anunciar produtos.

Ela é uma boa opção para quem não pode visitar clientes pessoalmente. Especialistas em mídia podem dar a visibilidade que o seu produto ou serviço precisa.Qual seu grau de diversificação? . uma possibilidade é profissionalizar a comunicação. Pouco investimento Os especialistas também recomendam aproveitar as características pessoais de cada pessoa Pouco investimento envolvida na ação de divulgação. Um catálogo de produtos ou uma loja virtual são outras maneiras de divulgar a sua empresa que não exigem grandes investimentos. As dicas que podem responder como fazer isso são os consultores em inovação do Sebrae.Saiba como divulgar o seu produto gastando pouco Muitos empreendedores nos perguntam como divulgar seus produtos com poucos recursos. Se a sua empresa já não é tão pequena assim. Vai dar certo? Confira a seguir alguns do aspectos que devem ser analisados: . no post de Fernanda Peregrino.Há segmentação de mercado . Quais os cuidados no lançamento de um novo produto? Se você tem uma ideia para um novo produto ou serviço que pretende comercializar. entre outras coisas. Mas é possível divulgar seu negócio sem gastar muito.Existe alguma necessidade de atualização tecnológica do produto ou serviço? -Qual poderá ser o incremento de vendas? . pode se dedicar mais ao contato pessoal com os clientes. Outra recomendação é usar a mala-direta. se o dono da empresa é uma pessoa comunicativa. por que ele deve ser lançado. Antes de investir na sua ideia para um novo produto no mercado. Edson Pereira e José Miguel Chaddad. A segunda dica é justamente essa: segmentar o público para direcionar o marketing corretamente. no Mundo Sebrae. é importante atentar para agumas técnicas recomendadas pelo Sebrae para o lançamento de produtos. principalmente quando esses produtos são diferenciados. A primeira dica é que divulgação não é caro porque traz retorno.Qual será o posicionamento frente à concorrência? . Por exemplo. qual é a necessidade real do cliente em relação a este produto e o que será necessário fazer para lançá-lo. você precisa prestar atenção em alguns pontos e definir. Estratégias de marketing e divulgação ainda soam para muitos como iniciativas além da capacidade de investimento das pequenas empresas.

Previsão de custos subestimada . Ou corre-se o sério risco de perder tempo e dinheiro.Há oportunidade de mercado? .Estratégia de preço adotada . Por meio de suas . criou um modelo para a análise de oportunidades que contém 10 perguntas sobre a sua ideia.Lançamento em época errada . Marty Cagan.Tecnologia fácil de ser imitada . Mas como fazer isso? O escritor e consultor de marcas.Falta de regulamentação governamental . Acreditar nessa ideia é fundamental para o sucesso de qualquer negócio.Possíveis problemas tecnológicos .Qual o ciclo de vida dos produtos? É comum que alguns problemas aconteçam nos primeiros meses do lançamento de um novo produto..Limitação de recursos O novo produto também pode apresentar problemas decorrentes de deficiências na sua fabricação. mas para garantir que isso aconteça é fundamental fazer uma análise detalhada do projeto e avaliar seriamente a sua viabilidade.Inacessibilidade para certos clientes .Análise de mercado inadequada .Alto custo de desenvolvimento .Falta de um sistema de informação em marketing .Erros na política de distribuição . como por exemplo: .Escassez de inovações .Posicionamento incorreto em relação ao público-alvo . os mais comuns são os seguintes: .Reação da concorrência Avalie a sua ideia respondendo a estas 10 perguntas Todo empreendimento começa com uma ideia. Segundo o Sebrae.Esforço de marketing ineficiente .

Trata-se de um software auto-explicativo e tem na sua estrutura todo o conteúdo de um plano estratégico de marketing. Para tirar as dúvidas. um programa on-line que ajuda o empreendedor a elaborar e acompanhar um plano de marketing para sua empresa. gratuitamente. Planejamento para crescer O Click Marketing foi desenvolvido especialmente para atender as necessidades das pequenas empresas.Qual problema vai resolver? (proposição de valor) 2. vai ser possível descobrir se a sua ideia é boa ou não.Por que agora? (janela de oportunidade) 7.Qual o tamanho dessa oportunidade? (tamanho do mercado) 4. O objetivo principal é orientar decisões de mercado com base num planejamento de marketing monitorado e interativo. como para o desenvolvimento de um produto ou serviço diferente. há dicas e exemplos que podem ser aplicados na prática.Como levaremos essa oportunidade ao mercado? (estratégia de lançamento) 8. O plano preenchido fica disponível para download em PDF ou Word a qualquer momento.Para quem esse problema será resolvido? (mercado alvo) 3.Que alternativas existem? (cenário competitivo) 5. ou se esse é o melhor momento para colocá-la em prática. Grátis As micro e pequenas empresas ganharam mais uma ferramenta gratuita de apoio do Sebrae para garantirem sua competitividade: o Click Marketing. de acordo com o objetivo de cada uma. um blog sobre empreendedorismo criado por jovens engenheiros.respostas. As dicas são do Saia do Lugar.Que fatores são críticos para o sucesso? (requisitos essenciais) 10. Essas perguntas servem tanto para uma ideia de um novo negócio. exclusivo para cada negócio. . No site.Por que somos os mais qualificados para perseguir essa oportunidade? (nossa diferenciação) 6. Responda a estas perguntas e boa sorte: 1.Como vamos medir o sucesso e ganhar dinheiro com esse produto? (métricas e receita) 9. qual a recomendação? (ir adiante ou não) Faça um plano de marketing para sua empresa. um tutorial a distância está disponível para os empreendedores.Dado o acima.

basta fazer um cadastro. mas as dicas deste post servem para todas as pequenas empresas que atuam no varejo. 2. 3. O uso de aromatizantes. o micro e pequeno empresário vai entender o escopo completo de um plano de marketing. É o que ele chama de “regras de ouro” sobre ambiente de consumo. o perfil do consumidor é a base para se escolher as instalações do empreendimento. ou seja. nas fachadas e na vitrine. sem exageros. Veja quais são elas. e divulgar a importância do planejamento para o sucesso da sua empresa. o que ela vende o onde estão os produtos. além de receber dicas de como definir e atender seu público alvo e acessar um quadro comparativo da concorrência. algumas práticas eficazes se aplicam a todos os casos. no interior. Ela deve ser clara e facilitar a vida do cliente.No Click Marketing. Segundo Militelli. 1. Entre os fatores que influenciam a decisão de compra é o ambiente que ele encontra na sua loja. Saiba como montar uma loja que conquiste os clientes O consultor Marco Aurélio Militelli costuma aconselhar empreendedores sobre a gestão de franquias no portal da ABF (Associação Brasileira de Franchising). Limpeza Além de estar sempre limpo. e seguir as instruções. Com elas. Segmentação de produtos por nichos de consumo . o Sebrae quer contribuir para a redução das principais causas da mortalidade das micro e pequenas empresas brasileiras. Facilidade de visulização dos produtos É fundamental que os produtos estejam organizados da maneira que fiquem o mais visíveis possível. A desorganização passa a ideia de descaso. informando o seu número de CNPJ. é uma opção para proporcionar essa sensação de limpeza. médio ou longo prazo. 4. Com mais essa ferramenta. as chances de criar uma experiência agradável para o cliente e trazê-lo de volta serão bem maiores. Comunicação visual adequada A comunicação visual deve ser adequada ao público alvo e ao produto dentro e fora da loja. Ela deve transmitir ao cliente a proposta da loja. O contato visual com o produto é que gera o impulso da compra. Para participar. o ambiente deve parecer limpo para o cliente. No entanto. 5. Organização do espaço A falta de espaço adequado para examinar os produtos e decidir é um dos erros que prejudicam a relação do cliente com a loja. Também é possível preencher um quadro de metas e objetivos a serem atingidos a curto. tanto com os produtos quanto com os consumidores.

Agrupar produtos por nichos de consumo é outra estratégia recomendada pelo especialista. Os produtos para os consumidores que valorizam aspectos ecológicos ou fashion. o local onde é aberta a empresa é uma das escolhas mais importantes que empreendedores têm que fazer.Faça um estudo do local para saber se há serviços de transporte público para clientes e empregados. por exemplo. visando às condições mais compatíveis com o empreendimento. estacionamentos e local para carga e descarga de mercadorias. Itens como estacionamento.Selecionado um local em potencial. data de pagamento. Seja indústria. prazo de locação e demais cláusulas com o locador. Também é preciso verificar se a energia elétrica e as . quando bem aplicadas. para determinar qual o seu público-alvo e se a localidade desejada atende esse público. facilidade de acesso para quem vem de carro. O planejamento do negócio serve para identificar as demandas do negócio quanto à localização. 4. 6. independente do tamanho. levando em conta o tempo de retorno do investimento. mas é geralmente voltada para unidades de varejo maiores. 7. As dicas são da cartilha As 40 perguntas mais frequentes ds empresários. porém. Fazer isso estimula o consumo por impulso e as vendas. fácil acesso e segurança estão se tornando obrigatórios em muitos casos. Segmentação de produtos por perfil de consumidor O consumo de produtos diferentes pode ser estimulado agrupando-os com base nos diferentes perfis de consumidores. Outras questões importantes: o local favorece o transporte de mercadorias e a circulação de pessoas? 3. Conforto e Comodidade Comodidade e conforto são atributos que todo consumidor valoriza. por exemplo. comércio ou serviço.Não tenha pressa para fazer a escolha do ponto comercial 2. Como escolher o ponto comercial certo em 6 passos A escolha do ponto comercial para o seu negócio é fundamental para o sucesso do empreendimento. Alguns passos devem ser seguidos para facilitar esse processo e garantir que o espaço escolhido atenda às necessidades da sua empresa. Deve-se.Faça um bom planejamento do futuro negócio para identificar o tipo de imóvel mais apropriado. Ele deve servir.Militelli garante que. negocie o valor do aluguel. conhecer bem a linha de produtos e os propósitos de consumo. Essa forma de segmentação se fundamenta no conhecimento do perfil do cliente. porque as menores podem já estar voltadas para perfis específicos e representarem uma segmentação. assim como cadeiras para descanso de acompanhantes e ar condicionado. do Sebrae. essas “regras de ouro” vão contribuir com o aumento das vendas e a fidelização dos clientes da sua empresa. As seis dicas 1.

se as atividades a serem desenvolvidas no local respeitam a lei de zoneamento do município. . de preferência com datas definidas. empreendedores precisam saber como vender seus produtos ou serviços e como conquistar um número crescente de clientes. se possui o Habite-se. 2. que oferece cursos técnicos à distância. tais como bares.demais instalações do edifício atendem às demandas do negócio. Persistiram e não desistiram. dependem de alvará da Vigilância Sanitária Estadual e Municipal. Eles visualizam o objetivo. Também certifique-se de que o local não é afetado por enchentes. Fazer as perguntas certas . Persistência Vender requer uma boa dose de persistência. determinam como será alcançado e executam as ações necessárias para alcançá-los. a possibilidade de estabelecer a sua empresa no local. As pessoas mais bem sucedidas nos negócios aprenderam a lidar com os obstáculos que se apresentaram e procuraram soluções. selecionou as 10 principais características que todos os bons vendedores têm. antes de assinar o contrato é necesssário certificar-se das seguintes questões com a Prefeitura: . . junto aos órgãos Estadual e Municipal do Meio Ambiente e de Controle de Atividades Poluentes. e que podem ser desenvolvidas por quem quer vender mais e melhor. restaurantes e farmácias. Verifique também quais são as exigências do Corpo de Bombeiros. Eles definem os objetivos de uma forma específica e viável.se o imóvel está regularizado. Mas como vender bem? O talento para as vendas é nato ou pode ser adquirido? O Instituto Denver. 5.É preciso verificar ainda. mas a forma como são ultrapassados determinam o nível de sucesso que poderá ser alcançado. Os obstáculos são comuns. É importante ressaltar que as atividades relacionadas à saúde. Ainda que sem desempenhar diretamente a função. 3.Depois desses primeiros passos.qual a legislação municipal que trata da instalação de anúncios 6. . Saber definir objetivos Os melhores vendedores sabem o que querem conseguir e se planejam para alcançar seu objetivo. ITR). Veja a seguir. 1. mesmo que seja para saber como orientar ou supervisionar seus vendedores.se os impostos que recaem sobre o imóvel estão em dia (IPTU. Conheça as 10 características dos bons vendedores Qualquer pessoa que administra o próprio negócio precisa entender de vendas.

Ele sabe que é o seu trabalho que vai determinar os resultados.Vendedores eficientes fazem perguntas aos clientes (atuais e futuros) para determinar a sua situação atual e as suas necessidades de compra. Enviam e-mail marketing e boletins informativos (newsletters). contatar clientes em potencial. 8. Vendedores talentosos costumam mostrar orgulho ao falar sobre seus produtos ou serviços. Ser apaixonados pelo seu produto Quem gosta da empresa e do produto que vende terá muito mais facilidade para convecer outra pessoa de que vale a pena comprar. 9. nem coloca a culpa nos problemas internos da empresa ou na economia. Estar sempre em contato com os clientes O contato constante ajuda a manter os clientes. Saber demonstrar o valor dos seus produtos e serviços Nem sempre o preço é o único fator que motiva o cliente a escolher o seu produto ou serviço. 7. Enviam mensagens de agradecimentos. Trabalhar muito Grandes vendedores procuram novos negócios e não ficam esperando que os negócios venham bater na sua porta. é possível discutir com mais objetividade as características e benefícios do produto que se adaptam melhor ao cliente. Eles nunca falam negativamente sobre sua empresa ou negócio. 10. Saber ouvir Para vender bem é importante lembrar que os clientes vão informar tudo que você precisa saber se tiverem a oportunidade para falar. 6. Bons vendedores sabem fazer perguntas e ouvir as respostas com atenção para identificar as verdadeiras necessidades do cliente. Assumir responsabilidade pelos resultados Quem sabe vender não se deixa abater pela responsabilidade das cotas. etc. fazer muitos telefonemas. maiores as chances de sucesso. Estão sempre procurando novas formas de manter seu nome e o da sua empresa na mente da clientela. de aniversário. A melhor maneira de apresentar seus produtos ou serviços é descobrir os objetivos. preocupações e hesitações dos seus clientes. conversar com muita gente e fazer mais apresentações de vendas do que os colegas são algumas das atividades de quem é bom de venda. 5. Assim. Vendedores atentos usam vários artifícios para estar sempre em contato. e faz o que for preciso para alcancá-los. avisos de promoções. Um bom vendedor sabe que o comprador bem informado baseia sua decisão no . Começar a trabalhar cedo. Ser entusiasta Bons vendedores têm uma atitude positiva e contagia com seu entusiasmo. Quando enfrentam situações negativas ou ruins eles focalizam nos pontos positivos. Quanto mais entusiasta for. 4.

a. mas o número de candidatos será muito maior. Aprenda em 10 passos como contratar um bom vendedor A contratação de vendedores que correspondam às expectativas de venda é um dos maiores desafios de micro e pequenos empresários. para ter em mente o que evitar. Divulgue sua busca . Muitos dos melhores vendedores no mercado são exatamente aqueles com muito mais anos de experiência. a equipe do portal Lideraonline sugere os 10 passos a seguir. Agências de emprego e recolocação c. religião e. e não no preço. Faça o mesmo com o pior vendedor com quem você já se deparou. Campanhas de indicação d. Mercado informal e. Universidades e escolas g. Quanto mais gente souber que você está contratando. 1. tentando identificar porque era o melhor. Sites de recolocação (inclusive os gratuitos) b. Saber como valorizar o seu produto para cada cliente ou comprador é fundamental para fechar o negócio. invista em qualidade.Anuncie a vaga constantemente. você saberá exatamente o que procura. principalmente idade. Trata-se de uma estratégia para o desenvolvimento de uma equipe de vendas que pode ajudar no sucesso desse importante processo de seleção e facilitar a vida de muitos empreendedores. mais chances terá de econtrar a pessoa certa. Anúncios de jornal 4. Identifique o perfil do vendedor ideal para sua empresa – Analise as características do melhor vendedor com quem você já trabalhou. Para solucionar o problema da contratação de profissionais capacitados. siga as seguintes etapas: . Antiga placa “precisa-se de vendedores” na porta da empresa h. cor.valor da proposta apresentada pelo vendedor. 2. 5. Bolsões de empregos sociais i. Assim. 3. Concorrência f. Invista em publicidade – Para os anúncios em classificados. Aja sem preconceitos – Liberte-se dos preconceitos de raça. Pode custar mais. Selecione os currículos – Para ganhar tempo e fazer a melhor triagem possível. Os melhores vendedores não costumam responder a anúncios pequenos.

como: pontualidade. antes de contratar busque referências em empregos anteriores e pergunte por que ele saiu da empresa. Coloque em uma folha de papel aquilo de que você faz questão.1. etc. disse: “Eu contrato pessoas melhores do que eu naquilo que elas fazem. 6. Preferem colocar-se em uma posição superior que refletem pensamentos do tipo: “Ele precisa desse emprego. O fato é que com esse pensamento não se conquista comprometimento e muito menos uma boa imagem para sua companhia. e solicite comprovação de ganhos anteriores. Por isso. Se não quiser. tem um monte de gente que vai fazer fila”. Os principais erros na contratação de funcionários Muitos empreendedores acreditam que não é preciso conquistar seus funcionários. . por menor que ela seja. Uma ligação telefônica. Aplicação de um teste psicológico simples para obter mais detalhes sobre a personalidade do interessado. 3. honestidade.” Outra dica importante é pagar bem – os melhores vendedores não são baratos. Você mesmo pode ter decidido deixar um emprego e abrir sua própria empresa porque se sentia tratado assim. 10. 2. Verifique os diplomas e certificados. fazer perguntas abertas para conhecer um pouco os candidatos e eliminar os que estão claramente fora do perfil que você procura. acabam se pagando. disponibilidade. Depois de ter aprendido algumas dicas de como recrutar funcionários. após apresentar a empresa. Pergunte se o candidato concorda com esses valores e peça que ele assine uma via. Entreviste coletivamente – Uma boa estratégia é organizar em uma sala cerca de 10 vendedores e. 9. seguida de um rápido bate-papo. Seu patrão perdeu um bom colaborador e ganhou um concorrente melhor ainda. posso ficar de fora gerenciando as pessoas e não as tarefas. como pessoas que moram em outras cidades. A preocupação com essas duas conquistas pode ser o diferencial para que novos talentos e bons profissionais possam ocupar o quadro de funcionários da sua empresa. Explique os não-negociáveis – Esclareça aquilo que é o mais importante para a empresa. Procure só os melhores – Maria Silvia Bastos. Uma leitura detalhada eliminando os “paraquedistas”. Assim. do qual ela não abre mão em nenhuma hipótese. 8. para ter uma idéia do nível do candidato. mas se forem bons mesmo. o trabalho e as condições de ganhos. Últimas precauções – Alguns candidatos são especialistas em se sair bem nas entrevistas de emprego. 7. ex-presidente da CSN (Companhia Siderúrgica Nacional). Entreviste individualmente – Converse francamente e em um ambiente informal com o candidato para descobrir quais suas pretensões e qualidades.

Chame o candidato da sala sem se levantar da cadeira ou mande a secretária levá-lo até você. é importante que você tenha todas as questões elaboradas. Ele pode ser um pouco limitado. não diga nada ao candidato. 14. Não dê abertura para discutir sobre a entrevista e suas impressões. O que um entrevistador não deve fazer 1.I. aplique todos os testes necessários. “vamos lá bater um papo”. em artigo para o portal Empregos. Pergunte se o candidato está entendendo. Cumprimente o candidato como um velho amigo: “Oi cara. Convide-o para bater um papo: “Vamos lá conversar”. O efeito surpresa é fundamental.confira 20 erros que podem levar o entrevistado a fechar as portas na sua cara. Ele está aqui para ouvi-lo. Avon e Brastemp. Se no processo houver “dinâmica de grupo” ou “prova situacional”. “Vamos lá. Mostre que você tem boa cultura. Não pergunte nada fora do roteiro. Afinal. amigão!” 3. o candidato tem que saber tudo mesmo e você não precisa saber nada sobre ele. Afinal. pois devemos manter essas informações em segredo. Nunca deixe o candidato perceber que você tem algo de humano (sentimentos. 7. Não se esqueça de comentar sobre outras empresas. 8. 6. Mostre que você tem grandes conhecimentos do mercado. É importante saber muito sobre a vida sexual do candidato. inclusive os de habilidades. 5. Você sempre sabe o que é importante conhecer sobre ele. aptidões e Q. 9. com mais de 28 anos de experiência em empresas nacionais e multinacionais como Coca-Cola. emoções. 15. . Você faz isso há tanto tempo que não tem mais dúvidas: a sua opinião é a melhor do mundo. 11. Em nenhuma hipótese discuta o que “descobriu” nas avaliações psicológicas. 4. Se precisar perguntar algo ao candidato. ambigüidades). Já pensou o que ele poderá pensar de você? 10. A crença de que o homem deve ser racionalmente medido é tradicional. Discurse sobre o cargo. você é muito importante. 2. Não se esqueça: isso pode ser um fator decisivo para a contratação. As dicas são de Mauro Hollo. O candidato precisa perceber o quanto você sabe. 13. Fale só da empresa e não deixe o candidato falar. tudo legal?”.. 12. sócio-diretor da Konsult Consultoria em Recursos Humanos. Antes da conversa.

avaliadas desde a sua capacidade de atrair e reter talentos até a eficácia na condução dos negócios.Amazon. Afinal. Como conquistaram sua reputação com o público? Engajamento O foco da pesquisa foi o engajamento dos profissionais com o trabalho.com . Pode prometer que a vaga é dele. outros fatores também diferenciam as 20 empresas da lista: capacidade de atrair e reter talentos. pois tudo já foi explicado. 17. Afinal. O resultado mostrou que as empresas mais admiradas valorizam o engajamento e cobram resultados de seus gestores e dos profissionais de Recursos Humanos. Seja sempre “o professor” ou o “papai-sabe-tudo”. 65% das empresas mais admiradas avisam os entrevistados sobre o engajamento interno. algumas até em garagens: 1. nos noticiários. contra 56% das empresas com reputação menos positiva. Isso pode dar ideias de como lidar com sua empresa também.Johnson & Johnson 5. Foram pesquisadas 667 empresas em 33 países. mas a informação mais importante dessa pesquisa é o que essas empresas estão fazendo certo. por exemplo. Ah! Não permita que o candidato pergunte. resultado da pesquisa Empresa mais Admirada do Mundo (ou WMAC).16.Apple 2. liderança. Além disso. gestão de desempenho. 19. não? Se você também conhece mais algum erro para compartilhar. O candidato poderá até se apaixonar por você! 20.Berkshire Hathaway 4. Veja a lista a seguir. Encerre com um abraço fraternal e com um “até breve” Provavelmente você já tem uma ideia do porquê de seu candidato pode não ter aceitado aquela vaga tentadora. Aprenda com as 20 empresas mais admiradas do mundo A revista norte-americana Fortune fez um ranking das 20 empresas mais admiradas no mundo. comente. boa estratégia e execução. Nos processos de seleção. Não deixe claro que sua torcida é só para ele.Google 3. você é ótimo! 18. Confira a seguir quais são as empresas mais admiradas do mundo e procure. praticamente todas elas começaram pequenas. acompanhar o que elas fazem.

que podem ajudá-lo com a “chuva de ideias”.Walt Disney 20.FedEx 14. É o momento em que a criatividade pode ser usada com total liberdade (e um pouquinho de prudência. por causa da importância da internet na promoção de sua empresa.Microsoft 12.Toyota Motor 8. Escolher o nome de um filho não chega aos pés.Mc Donald’s 15. Steve Cone.Cisco Systems O que levar em conta para dar um nome à sua empresa Uma das partes mais prazerosas no processo de abrir um negócio próprio é a escolha de um nome para a sua empresa.Procter & Gamble 7. para ele. Mas outros travam nesse momento. às vezes. Outra dica é consultar amigos e familiares. é claro).6.Southwest Airlines 13. Um último recurso (mas não para quem tem mais recurso para investir nesta etapa) é contratar um profissional de propaganda e marketing para ajudá-lo. é fazer uma pesquisa de domínio na internet antes de decidir por um nome.General Electric 17. tem algumas informações que podem ajudar aqueles que têm um pouco mais de dificuldade nessa tarefa.JP Morgan Chase 19.Wal-Mart Stores 10.3M 18. O primeiro passo. profissionais ou não.Coca-Cola 11. uma agência de marketing sediada em Dallas. Algumas pessoas têm muita facilidade em criar nomes interessantes e criativos que possam captar a essência do negócio e a imaginação do público.IBM 16. da angústia que o empreendedor sente antes de batizar sua empresa. colunista da revista norte-americana BusinessWeek.Goldman Sachs Group 9. Texas. Um artigo de Karen Klein. Diferencie sua empresa das outras . Segundo o vice-presidente da Epsilon. todos os grandes nomes na história do marketing foram criados por grandes rerdatores.

É o registro de toda entrada e saída de dinheiro. você pode adotar a prática de fazer um relatório do fluxo de caixa. “O nome deve relfetir a personalidade e atitude sobre o negócio. • Verificar se os recursos financeiros são suficientes para tocar o negócio em determinado período ou se há necessidade de obtenção de capital de giro. siga as dicas a seguir: . Relatório O relatório de fluxo de caixa serve principalmente para: • Planejar e controlar as entradas e saídas de caixa em um determinado período de tempo. Outro consultor e co-fundador da empresa NameStormers (também no Texas). incluindo o seu. Outra recomendação é focar em palavras curtas e fáceis de soletrar. Frases e palavras longas devem ser evitadas. Para controlar melhor as finanças. • Planejar melhores políticas de prazos de pagamentos e recebimentos. • Avaliar se o recebimento das vendas é suficiente para cobrir os gastos assumidos e previstos no período considerado. Ele vai ajudar e muito a administrar os momentos mais críticos na vida financeira da sua empresa. recomenda. e que isso esteja o mais claro possível. O importante é tentar fazer com que o nome reflita o objetivo da empresa. investimentos ou salário. Para melhorar a gestão do seu fluxo de caixa. Veja como com as dicas do blog do Sebrae. • Conhecer previamente (planejamento estratégico) os grandes números do negócio e sua real importância no período considerado. Ele deve resumir toda a proposta de sua empresa”. palavras-chave e traduções podem sugerir nomes inteligentes e criativos. Mike Carr. • Avaliar a capacidade de pagamentos antes de assumir compromissos.Karen também aponta para a importância de estabelecer um diferencial sobre sua empresa que esteja explícito no nome. Por isso. • Auxiliar o empresário a tomar decisões antecipadas sobre a falta ou sobra de dinheiro na empresa. • Verificar se a empresa está trabalhando com aperto ou folga financeira no período avaliado. Saiba como controlar melhor o seu fluxo de caixa O fluxo de caixa é uma ferramenta de gestão financeira que auxilia na visualização e no entendimento das movimentações financeiras da empresa em um determinado período de tempo. Beco com Saída. ele é fundamental para controlar os recursos à disposição para custos de operação. Sinônimos. aconselha uma consulta aos dicionários e tradutores para ajudar nas ideias de nomes para empresas.

principalmente se o seu negócio depende de temporadas de vendas » Quando o fluxo de caixa é negativo por muito tempo. mas baixar demais os preços a ponto de causar perdas para o negócio só vai fazer seu fluxo de caixa ficar no vermelho. Crie outros produtos ou serviço Se a sua oferta não está agradando aos clientes. consultor e colunista do site norte-americano Entrepreneur para manter no azul o seu fluxo de caixa. Se for este o caso. pense em fazer uma promoção de vendas à vista.» Registre TODO e QUALQUER movimento financeiro ocorrido e a ocorrer em determinada data » Tire a primeira hora do seu dia de trabalho para verificar. isto indica que seu capital de giro está comprometido. não possuir o necessário para pagar um fornecedor hoje e ter mais do que o suficiente para receber amanhã. O blog Papo de Empreendedor publicou algumas dicas de Brad Sugars. Quatro dicas para deixar o seu fluxo de caixa no azul A maioria dos donos de pequenas empresas vive às voltas com problemas de fluxo de caixa – ou seja. analisar e registrar o saldo em dinheiro no caixa e os saldos bancários. pode até matar um negócio promissor. o equilíbrio entre o dinheiro que entra e o que sai da conta em um determinado período de tempo. tarifas e encargos » Lance valores realistas no seu fluxo de caixa » Analise as disponibilidades de caixa e defina qual a data mais oportuna para saques e retiradas pessoais » Tenha muito cuidado com o planejamento das despesas. você terá tempo para negociar melhores prazos e condições de pagamento para suas obrigações financeiras » Lembre-se de que um caixa em nível adequado também evita surpresas quando inadimplências ocorrem em sua empresa. encontre maneiras de criar produtos ou serviços de maior valor agregado. para evitar problemas de caixa insuficiente. É comum. Conheça os seus gastos Está certo que oferecer descontos ajuda a atrair clientes. Caso não seja. que são mais caros e permitem aumentar a . Esse tipo de situação impede novos investimentos e. cada vez mais. com descontos. » A previsão do fluxo de caixa permite que você saiba quanto capital será necessário para cobrir os custos e se ele pode ser gerado com as vendas e contas a receber. e inclua as “perdas” com taxas. por exemplo. Lembre-se de que o preço ideal é quando se equilibra o custo do que você oferece e a margem de lucro para a empresa. Conheça exatamente os seus custos e o impacto que o desconto terá sobre seu lucro. quando ela é crônica.

permita que o cliente faça uma reserva de produtos mais procurados. Ele é necessário não só antes da abertura da empresa. como durante toda a sua vida. e continuar a obter a sua fonte de renda mais importante. você poderá subir o preço. mas isso garante que na sua empresa não falte o tal produto. muitas vezes o lucro com um consumidor vem só depois da terceira ou quarta compra. ou seja. mas por toda a equipe. No varejo. o que pode gerar uma demanda desnecessária por muito capital de giro: » Compras em excesso » Retração das vendas » Aumento da produção » Produção em excesso . Fora de controle O blog Mundo Sebrae listou algumas das causas mais comuns do descontrole das finanças. O colunista cita como exemplo o que os fabricantes de automóveis vêm fazendo. você pagará mais caro. quando acabar o estoque dos concorrentes. Com isso. É o capital necessário para continuar a adquirir os produtos e bens que são revendidos no volume que o seu mercado consumidor poderá absorver. A tomada de decisões só leva aos resultados certos quando há um plano estratégico. O comprador prefere pagar mais pelo carro em troca da sensação de segurança de não ter de desembolsar uma quantia de surpresa no futuro. Segundo o consultor.margem de lucro. O capital de giro é a soma dos valores que a empresa necessita para fazer seus negócios acontecerem (ou “girar”). implante programas de fidelidade com ofertas exclusivas. financeiro e de marketing. Saiba como controlar melhor o seu capital de giro A gestão de qualquer negócio depende de planejamento. cobrança dos fornecedores. estendendo garantias e oferecendo revisões grátis ou com preço fixo. Faça pré-vendas Caso você queira estimular vendas antes do lançamento de um produto. Fidelize o cliente Se o seu negócio está indo bem. como falta de dinheiro. atraso no pagamento de impostos. que está sendo seguido não só pelo dono do negócio. Ele é um recurso gerado pela empresa e que financia a atividade principal do negócio. é importante conquistar cliente para que ele volte mais vezes e com mais frequência. e seu fluxo de caixa vem crescendo. Naturalmente. faça uma pré-venda. Da ausência de planejamento podem surgir vários problemas comuns aos pequenos empresários. dificuldade para o pagamento dos salários ou necessidade de empréstimo para cobrir o capital de giro.

é uma das ferramentas que pode ajudar nesse processo. do lucro líquido da empresa e também do ponto de equilíbrio » Analisar diariamente o Fluxo de Caixa. do Sebrae. mas alguns aspectos do negócio exigem um controle individual mais rigoroso. que discutimos há alguns posts. empresários acabam ficando sem saber qual a verdadeira situação financeira do seu negócio. Eles devem avaliar o que ocorre desde o atendimento até o controle de estoque e o pós-venda. Aproveite. de preferência de maneira informatizada. São eles: » Cadastro de clientes. Você sabe quais são os controles básicos de gestão Todo empreendedor precisa usar algum tipo de controle empresarial para tomar decisões e gerir o seu negócio de forma eficaz. através da margem de contribuição. Isso dificulta a gestão e a tomada de decisões no momento certo. reuniu os controles empresariais mais importantes. O blog Beco com Saída. Seja por puro desconhecimento desses conceitos e técnicas ou por considerarem estes controles muito trabalhosos e burocráticos. Gestão do conhecimento Esses controles devem ser monitorados diariamente. fornecedores e produtos » Controle do estoque e as informações inerentes a ele » Analisar o Demonstrativo de Resultados do Exercício. Esses controles devem analisar os processos de relacionamento da empresa tanto com os clientes quanto com os fornecedores. pois ele irá proporcionar as condições adequadas às decisões financeiras da empresa Confira algumas dicas para cortar os custos A maior parte dos micro e pequenos empreendedores não possui um mecanismo de rotina para avaliar e medir os custos e despesas reais da empresa. .» Compra de itens que demoram a girar ou que não giram » Compras com prazos muito curtos para pagamento » Vendas com prazos longos para recebimento » Vendas com margens de contribuição aquém dos custos fixos » Imobilizações acima da capacidade » Retiradas por sócios sem o devido planejamento Evite essas situações e seu negócio será capaz de funcionar com menos capital de giro. A gestão do conhecimento. O empreendedor necessita ter o controle sobre todas as atividades e rotinas da empresa.

Esgote seus estoques Estabeleça um padrão para os pedidos conforme o estoque. 5. e ao mesmo tempo dimensionar corretamente qual o volume que será comprado e estocado. não pense duas vezS três. Certifique-se de que a troca é mesmo uma necessidade. 2. Bob Fifer. um funcionário escolhido para fazer isso. não deixe as negociações nas mãos somente dos encarregados das compras. por precaução.Os mecanismos de controle finaceiro podem ser especialmente úteis na hora de cortar despesas. Convencer o vendedor de que a transação depende do preço vai garantir um bom negócio para você e para sua empresa. O autor do best seller norte-americano Dobre seus lucros. Organize concorrências Quando for adquirir os itens que pesam mais no caixa da empresa. aumentar seus lucros. Essa pessoa fará o trabalho de avaliar minuciosamente o custo de cada operação e cada item comprado. Aceitar a primeira resposta negativa em uma negociação é um erro. Isso enfraquece o fluxo de caixa. 4. o fornecedor pode acabar cedendo. Confira algumas delas a seguir. matéria-prima ou mercadorias para venda. Mais dinheiro 1. O investimento pode não justificar o resultado. Isso vale para suprimentos de escritório. 3. Reconsidere os gastos com equipamentos Antes de trocar os computadores. Isso permite mais rapidez de giro e é essencial para manter o caixa equilibrado. Se você repetir sua proposta e suas exigências várias vezes. Comece pelos fornecedores A melhor maneira de começar a diminuir as despesas é negociar na hora das compras. É muito comum encomendar mais do que o necessário. Não desista no primeiro “não” As recusas dos fornecedores não significam necessariamente um “não” definitivo. com isso. promova uma concorrência entre os fornecedores pelo menos uma vez por ano. Evite reuniões fora da empresa . principalmente aqueles com maior volume. Eleja um vilão Alguém tem que ser “chato”. para que as compras sejam feitas somente quando o estoque for o mais baixo possível. ou até um consultor especialmente contratado para a função. 7. Se você simplesmente disser a cada um deles que está fazendo uma concorrência. 6. Por isso. Pode ser o presidente da empresa. e definir limites aos preços cobrados pelos fornecedores. o efeito é o mesmo. tem ótimas dicas para enxugar os custos e.

mas podem fazer uma bela diferença no resultado do fluxo de caixa. móveis.Reuniões externas demandam um gasto na maior parte das vezes desnecessário. Saiba quanto custa para vender o que você vende Gastos com propaganda. Empréstimos são uma obrigação clara. afastam funcionários das atividades mais produtivas. A base desse controle é o fluxo de caixa. mas é importante saber quanto do pagamento representa os juros. por exemplo. o cálculo será bem mais complexo. 2. fazem parte desse controle financeiro. Saber quanto custa para vender o seu produto é tão importante quanto saber quanto custa para fabricá-lo. Saber como avaliar custos. Além disso. e mostra o saldo disponível para uso. 4. você tem que levar em consideração as mudanças que o valor desses bens sofreram com o tempo. Ele é a base para que o empreendimento opere e gere lucro. Muitas outras tarefas. ele permite saber quanto a empresa está gerando e se ela está no caminho certo. Saúde financeira Para deixar mais claro o que isso significa. Além disso. esse valor é fácil de calcular. Joseph Anthony. mão-de-obra. como computadores e móveis de escritório. 3. Saiba quais são os seus custos Tudo o que a empresa deve não é tão fácil de calcular quanto a conta do aluguel. 1. Se você tiver que calcular todos os fatores que entram na fabricação de um produto. Existem os impostos sobre os salários dos funcionários. tem 10 recomendações para pequenos empreendedores saberem como lidar melhor com os números e manter um fluxo de caixa positivo e rentável. . porém. O artigo traz algumas ideias de como melhorar a saúde financeira do seu negócio e saiu no blog Pensando Grande. desenvolver estratégias para aumentar as vendas ou planejar os gastos com estoque também são ações das quais a gestão eficiente das finanças do seu negócio dependem. que podem ser menos óbvios. imóveis e outros pertences da sua empresa e dos seus negócios. Saiba como controlar melhor as finanças da sua empresa O controle das finanças é a coluna vertebral de uma empresa. armazenamento e outras despesas devem ser detalhadamente conhecidas. Muitas empresas pequenas ocupam um ponto que vale mais do que a própria empresa. Também é bom acompanhar a desvalorização de bens (ou depreciação). Saiba quais são os seus bens Para saber exatamente qual o valor real dos equipamentos. que contabiliza o que está entrando e saindo de dinheiro. da Microsoft. o especialista em finanças para pequenas empresas. Saiba quanto custa para produzir o que você vende Se você compra mercadorias prontas e as revende. como a mão-de-obra ou matéria-prima.

10. Saiba o que está acontecendo com o seu estoque Há momentos em que é bom manter um estoque grande. você precisa saber quantas vendas são feitas por dia. os preços das mercadorias que sua empresa vende. As bolas-de-neve crescem sem que as pessoas percebam. além de dizer também quanto dinheiro poderia ser usado em outros pagamentos ou investimentos. 7. simplesmente não dá para organizar tudo na cabeça ou num caderno. pode ser um alerta de que a saúde financeira da sua empresa está entrando em crise. 6. Saiba qual é o seu índice de dívidas Esse valor permite que você saiba quantas coisas na sua empresa pertencem a outras pessoas. porém. Calcule quanto tempo leva para você cobrar as contas a receber Para calcular esse tempo. Dedique-se à área da sua empresa com a qual você tenha mais experiência e afinidade. Se. 8. Ele mostra quantos dias sua empresa funciona como um “banco” para as pessoas que devem a ela. o controle das finanças pode ser feito por um contador profissional ou com a ajuda de programas de computador especializados para a gestão financeira. Para quem não tem prática com contabilidade. é uma boa ideia investir no estoque. pode ser um mau sinal. e dividir esse número pelo número de contas a receber. ou usa na produção. por exemplo. Pode significar que você está expandindo. Um aumento não planejado ou sem controle. mas também pode indicar que você perdeu o controle. Se aumentarem as contas a receber. em média. estiverem baixos. Saiba qual é o valor das suas contas a receber Esse é o total de dinheiro que devem a você. E nem sempre isso é tão óbvio quanto possa parecer. Conheça sua margem de lucro A margem de lucrio se calcula dividindo as vendas totais pelo lucro. Se esse índice subir. Isso sem . mas que foi gasto com o estoque que agora está parado. pode ser um aviso de que seus clientes não estão pagando. Acompanhar o seu estoque e quanto tempo demora para ele ser vendido pode dizer se os seus negócios estão crescendo ou encolhendo. Se a sua margem de lucro for quase a mesma todos os meses ou estiver aumentando. de salários a aluguel. você terá que ajustar seus preços ou seus custos. você está cobrando os preços certos (aqueles que refletem o que você gasta para vender ou produzir). como consquistar clientes Conheça cinco programas grátis para as suas finanças Você já reparou que praticamente todo dia você tem uma conta para pagar? De fornecedor a contador. isso pode estar refletindo uma demora maior para pagar essas contas ou um aumento das compras. Saiba quais são as suas contas a pagar Se há um aumento nas contas a pagar. sob pena de cometer um erro e esquecer algo importante.5. 9. Se a margem diminuir com o tempo.

clique aqui. precisam de ajuda. Com o uso de cores. permitindo que se trabalhe com informações de fornecedores. O Empreendedores testou e recomenda. organizando o fluxo de caixa. Mas como escolher? O site da revista Época Negócios analisou vários e publicou há poucos dias uma seleção de cinco softwares de finanças gratuitos. em uma única tela. Além de tocar o negócio no dia a dia. clientes. como celular. condomínio e TV a cabo. também faz cálculos financeiros e organiza contas bancárias diferentes. Para saber mais e baixar. salários e faturas. A realidade é que as pequenas empresas brasileiras não estão inovando o suficiente. na prática. contas a pagar e a receber. Um . FinanceDesktop Este programa importa dados do extrato bancário e até avisa você por e-mail do vencimento das contas. clique aqui. com várias modificações feitas com base em sugestões dos usuários. clique aqui. Hábil Pessoal Este programa tem uma modalidade paga. por esse motivo.contar as obrigações pessoais. Para usar o software. Para saber mais e baixar. O software traz agenda de contatos e de compromissos. Os outros trazem outras opções. GNUCash Ele foi feito para ajudar a contabilidade de pequenas empresas. Ao clicar no link ao final deste parágrafo. clique aqui. Sua interface é bonita e agradável. fica claro visualizar o que é despesa e o que é receita. Orçamento Mensal Pessoal Este programa é da Microsoft e. como orçamento doméstico. de faculdade e até para casamento. é uma planilha do Excel padronizada e preparada para você lançar receitas e despesas. clique aqui. entre tantas outras. o quanto está sendo gasto em cada item. Ele ainda gera um gráfico que mostra. de contas a pagar e a receber e de receitas e despesas. Para saber mais e baixar. controle de contas bancárias.0. com transferências bancárias. é preciso preencher um cadastro no site do desenvolvedor. entre outros. ele permite controlar o fluxo de caixa. que está na versão 2. Personal Finances Free Bastante intuitivo e com interface agradável. Para saber mais e baixar. Confira. Uma vantagem do software é que ele pode rodar direto de um pendrive. Existem no mercado diversos programas de computador. Criatividade e inovação alavancam as vendas Ser criativo e inovar no negócio é fundamental para garantir a competitividade. Baseado em princípios profissionais de contabilidade. Para saber mais e baixar. a avançada. os donos de micro e pequenas empresas têm de administrar as finanças da empresa e. e uma gratuita. observe que a planilha é a número dez de um total de 20 modelos.

É preciso entender a resistência à inovação e os fatores culturais. Frequentemente. atrás de Cuba (44º). Carlos Alberto. O futuro chegou e a inovação passa a ser um imperativo de mercado para sobreviver à concorrência em uma economia aberta”. uso e tempo e quão rápido eles sentem que recuperam o dinheiro que foi gasto com seu produto ou serviço. Concentre-se no processo de adoção e implementação da ideia. Antônio Carlos de Matos. recomenda as práticas de controle a seguir para equilibrar o caixa e organizar as finanças da sua empresa. Isso acontece em grande parte porque saber usar o dinheiro em caixa é um desafio tão grande quanto faturá-lo. Você conseguiu atingir sua meta de vendas. O segredo está em fazer experimentos de negócios para averiguar como os clientes alinham os conceitos de valor. Matos é consultor do Sebrae. mas não lhe dão ouvidos. Desejo de compra A maneira mais rápida de se destacar dos concorrentes é a inovação. colunista do blog sobre pequenas empresas Ágil + Frágil e coautor da série “Comece Certo“ do Sebrae. o presidente do Sebrae em exercício. . tomando o cuidado de identificar a diferença entre o que as pessoas dizem que querem e o que estão dispostas a fazer para consegui-lo. foi enfático: “Temos que superar uma inércia e problemas graves de gestão nas pequenas empresas. econômicos e sociais que levam a ela. realizado em Campo Grande (MS). É preciso detectar as verdadeiras demandas dos consumidores.relatório preparado pela revista inglesa Intelligence Unit colocou o Brasil na 49ª posição no ranking dos países mais inovadores do mundo. O consultor em gestão de negócios. mas por que está faltando dinheiro no caixa? Muitos micro e pequenos empresários com bons volumes de vendas estão se fazendo essa pergunta diante do descontrole do seu fluxo de caixa. Saiba o que fazer para ter mais dinheiro em caixa Muito bem. Argentina (41º) e Portugal (33º). Por isso.A inovação é a implementação de novos conceitos. . O novo chama a atenção e desperta o desejo de compra. Organização . No XX Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas. funcionários propõem soluções interessantes para os problemas. Empreendedores que querem inovar devem estudar os processos de criação. Essa situação pode ser resolvida com algumas soluções adotadas na operação diária da empresa.As empresas precisam alinhar seu plano de negócio ao modelo de inovação a ser adotado. o Sebrae reuniu algumas dicas para empresas que descobriram a necessidade de inovar: . analisar os processos de adoção e ensinar potenciais consumidores a usar os novos produtos ou serviços.Novas ideias surgem o tempo todo.

em cada data Com isso. 2. não importa o ramo. têm dificuldades para lidar com dinheiro. ele se torna um instrumento de projeção para que você possa determinar mais facilmente suas necessidades financeiras. Se você faz um relatório correto do seu fluxo de caixa. imóveis. Mas também é preciso acompanhar a depreciação desses bens. por exemplo. ele trata da importância do tema e dá outras dez dicas de finanças. Só que a vida de empreendedor não é bem assim e. Considerado um dos instrumentos mais importantes para avaliar o desempenho de uma empresa. etc. Em outras palavras. mas não vê três minutos de um filme sem legenda. Em artigo publicado no site da Microsoft. O controle das contas a receber também deve ser feito inicialmente por ordem de datas de vencimento 4. Daqui a quantos anos será . O Empreendedores destaca sete deles. é a medida da quantidade de dinheiro que realmente existe na empresa. A gestão do fluxo de caixa depende da boa organização da empresa e do seu gestor. você percebe com antecedência se haverá valor de pagamento superior ao valor de recebimento em determinada data. sete dicas de finanças para pequenas empresas Muitos empreendedores. Equipamento. Isso é possível. Afinal. é como espanhol: todo mundo acha que entende. O consultor tributário norte-americano Joseph Anthony afirma que as pequenas empresas não prestam atenção a esse “quase desconhecido” fluxo de caixa. A entrada e saída de capital precisam ser organizadas a partir do lema “primeiro recebe. Fluxo de caixa. tem que estudar e entender de gestão. depois paga”. médio e longo prazos. jornalistas ou designers –. uma alternativa é adiar alguns pagamentos ou tentar conseguir a antecipação de alguns recebimentos. a curto. estratégia facilitada hoje pela grande disponibilidade de recursos de tecnologia da informação 3. fluxo de caixa são as movimentações das contas da sua empresa – como receitas e despesas e o pagamento ou recebimento efetivo do dinheiro. aquele dinheiro que entrou de verdade no caixa da empresa e está disponível. Fazer o cruzamento da sequência de recebimentos com a sequência de pagamentos.1. Quais são seus ativos? Ativos são tudo aquilo que a empresa possui. O controle das contas a pagar deve ser feito inicialmente por ordem de datas de vencimento. São ótimos em sua arte – sejam cozinheiros ou arquitetos. mas fogem como o diabo da cruz quando o assunto é números (e acham que já sabem o suficiente para tocar o seu negócio). com organização. por incrível que possa parecer. se gostassem de finanças. teriam estudado administração de empresas. Quando isso acontece. mobília.

Como anda a relação entre dívidas e ativos? Essa relação pode permitir que você conheça a quantidade de itens que existem na empresa e que pertencem à outra pessoa – seu banco. Não siga esse caminho. o lucro bruto e a margem bruta desaparecem totalmente. Essa capacidade também indica o valor que poderia ser usado em outros pagamentos e investimentos e que está atrelado a bens improdutivos Dez passos para transformar uma ideia em negócio Uma grande ideia de negócio não é garantia de uma empresa de sucesso. essa é uma das informações mais importantes para empresas em contenção de despesas. existem inúmeros desafios para serem vencidos pelos empreendedores de . por exemplo. é provável que você esteja ajustando os preços adequadamente para refletir as mudanças entre o preço pago e o custo da venda ou produção. você será como a pessoa que perdeu dinheiro em todas as vendas. mão-de-obra e estoque. Mas um aumento não planejado ou gerenciado pode ser um aviso interno de que a estrutura financeira da empresa está enfraquecendo. você precisará conhecer a média diária de vendas e dividi-la pelo número de contas a receber. Nesse caso. Qual é o tempo médio de cobrança das contas a receber? Provavelmente. é claro. Quanto custa vender? É essencial saber quanto custa colocar um produto no mercado. Para que isso aconteça. Um aumento nessa relação pode ser um mau sinal: ele tanto pode ocorrer devido a uma grande expansão como indicar que você está dando um passo maior que a perna. publicidade. Se a margem de lucro bruto permanecer consistente ou tender a subir. O que está acontecendo com o estoque? A capacidade de controlar o estoque e de saber quanto tempo ele demora para ser vendido ou transformado permite identificar se o negócio está crescendo ou minguando.necessário substituir os computadores. entre outros. mas imaginou que pudesse compensar no volume. Qual é a sua margem de lucro bruto? Este cálculo é feito dividindo-se o total de vendas pelo lucro bruto. marketing. Qual é o valor das contas a pagar? Um aumento nas contas a pagar pode significar apenas que você comprou mais ou que negociou prazos mais longos. Na pior hipótese. o que inclui desde o custo de sua produção. A possibilidade de identificar uma margem em declínio permite que você ajuste seus preços ou custos. porque ela indica o tempo durante o qual você atuará como “banqueiro” para quem tem em você um credor. por exemplo? E será que sua empresa não está localizada em um imóvel que vale mais do que o próprio negócio? Esse pode ser um problema. Para calculá-lo.

Reaja às opiniões Faça as modificações necessárias no seu plano de negócios ou na sua ideia inicial com base nas opiniões e recomendações que ouviu.Peça opiniões Encontre pessoas que conhecem esse mercado. 3. Não se apaixone por ela ainda. ela é geralmente inovadora e cheia de novidaes. Deixe essa imagem um pouco de lado e faça o exercício de reduzir a sua ideia ao mais básico para satisfazer as necessidades do consumidor principal. e procure especular sobre o que funciona e o que não funciona. Tenha em mente que sua ideia inicial é apenas uma hipótese. Desenvolva um produto principal. 6.com. Você vai obter informações extremanente valiosas. gastando tempo e dinheiro com pouca habilidade de saber como os consumidores vão reagir. Um bom plano de negócios é o primeiro passo. mas os procedimentos necessários para abrir uma empresa podem não estar muito claros nessa fase.Construa um produto básico Quando você tem uma ideia de produto ou serviço. e gerar estresse e desânimo. Confira a seguir. 5. 1. com o menor custo possível. você estará andando às cegas. Trabalhe com os números e descubra também de quanto capital você vai precisar. preparou um guia com 10 passos que você deve seguir para transformar a sua ideia em um empreendimento lucrativo. Desenvolva um plano de implementação com seus objetivos mais importantes a curto prazo. Fale também com consumidores e descubra o que pensam da sua ideia. Construa esse produto básico primeiro.Escolha uma boa ideia Selecione uma ideia que se encaixe com seus interesses. e seu modelo de negócio.Pense em todos os ângulos diferentes Avalie a oportunidade como um investidor o faria. recursos. Quem serão os consumidores e do que eles precisam? É o momento certo? Qual é o tamanho dessa oportunidade? O que será preciso para executar essa ideia? Um plano de negócios detalhado é a melhor maneira de garantir que você cobriu todos os pontos importantes. O consultor de start-ups do portal norte-americano Inc.primeira viagem. 4. 2. de maneira objetiva e analítica. 7.Comece a vender rapidamente É tentador esperar até que seu produto esteja perfeito para começar a vendê-lo.Teste a sua criação . paixões. e lance-o no mercado rapidamente. e tolerância para os riscos.Mas até que seu produto esteja no mercado. Os princípios incluídos nesse guia podem se aplicar a qualquer setor do mercado. David Ronick.

seu potencial e como é a concorrência. é preciso primeiro ter conhecimento sobre o seu negócio e a sua área de atuação e. Outra maneira de conhecer melhor o seu mercado é visitar algumas feiras ou exposições sobre o setor para avaliar clientes. 9. teste elementos como preço. Mas um outro recurso pode ajudar a minimizar os riscos do negócio não dar certo: testar a sua ideia de produto ou serviço.Acelere a sua equipe Com um plano testado no mercado e os recursos aplicados no lugar certo. Associações comerciais também podem fornecer esses dados. Para Brad Sugars. 10. é fundamental ter um plano de negócios detalhado. Recolha recursos de que você irá precisar para expandir.Prepare-se para crescer Reavalie agora seu plano de negócios. experimentando com mensagens de marketing. e canais de distribuição. além de muita informação sobre o setor no qual irá atuar e dedicação para a pesada carga de trabalho que os primeiros meses de funcionamento da empresa vão exigir. 8. características do produto e experiências do consumidor. Veja se todos entendem claramente o que é esperado deles e de que eles podem oferecer o que você precisa. você deve saber agora exatamente do que precisa para crescer.com.Enquanto o produto está no mercado. esta é uma boa hora. atualize seu produto ou serviço e suas estratégias financeiras. Assegure-se de que sua equipe. saber como se faz a gestão de uma empresa. sabe e acredita onde você quer chegar. é hora de expandir. se ela já existe. faça os ajustes necessários. um dos maiores erros dos pequenos empreendedores é basear a sua ideia de negócio no que eles pensam que os clientes querem. Se você estiver seguro quanto aos itens anteriores e fez o trabalho direitinho. você pode descobrir como casar o seu produto com as necessidades do consumidor. Para ter mais segurança sobre a viabilidade da sua empresa. O que seus clientes em potencial . 1. o que irá facilitar a obtenção de capital. colunista do Entrepreneur. Para isso. siga os quatro passos a seguir. É um mercado novo? Essas questões podem ser respondidas com algumas horas de pesquisa na internet. Depois descubra uma maneira eficiente de atrair clientes.Faça ajustes Uma vez que você descobriu quais os aspectos do seu produto e de sua divulgação podem ser melhorados. informe-se sobre o tamanho do mercado para o seu produto ou serviço. Se você pretende levantar capital. Para fazer isso. marca.Identifique seu mercado Antes de mais nada. promoções. Como testar a sua ideia de negócio Para aumentar as chances do negócio dar certo. além disso.

2.Prepare-se para cobrir as despesas pessoais dos primeiros meses. casado ou solteiro. 4. dedique algum tempo para testar a sua ideia e a demanda pelo seu produto ou serviço. faça uma lista de perguntas que você deve responder sobre seu cliente em potencial.Teste e avalie a demanda Para evitar perdas futuras. ter algum dinheiro. mas criar um relacionamento com esse contato para levar a indicações de outros possíveis clientes mediante boca-a-boca. você já deve ter uma lista de fornecedores. você está no caminho certo. vendedores ou possíveis clientes. Sua lista de contatos pode ser o seu bem mas valioso na fase inicial do negócio. Veja como com as dicas da equipe do blog da rede Sou Empresário. Os contatos de hoje podem ser seus clientes de amanhã. Algumas maneiras acessíveis de fazer isso são: fechando uma parceria com pequenos fornecedores locais. considere a hipótese de começar a desenvolver a sua ideia ainda enquanto mantém um emprego. 3. Continue construindo essa lista e comece a desenvolver uma estratégia de comunicação para manter contato com essa lista regularmente. Mesmo que haja algum gasto envolvido. Empreenda mesmo sem dinheiro. Muitos empreendedores em potencial deixam de concretizar o sonho de ser dono do próprio negócio por falta de capital para investir. Para levantar essas informações. vale mais a pena investir um pouco agora do que lidar com o prejuízo de errar na estimativa da demanda. idade e qual a sua motivação para a adquirir seu produto ou serviço. É preciso. O desafio de prosperar será maior.Comece a fazer uma lista de contatos A partir deste momento da sua fase de planejamento. Mas é possível minimizar esse problema e empreender mesmo sem todos os recursos necessários. se é homem ou mulher. Além disso. pelo menos para sobreviver nos primeiros meses até que a empresa comece a gerar lucro. do Sebrae. Mãos à obra 1. Se esse for o caso. Parte dessa preparação inclui certificar-se de que a sua ideia tem . conhecimento detalhado sobre seu consumidor-alvo vai ajudar você a estruturar melhor sua estratégia de vendas. participando de exposições e feiras de negócios. frequentando encontros do setor para fazer contatos e pesquisas sobre as tendêcias do mercado. O verdadeiro objetivo de fazer “networking” não é vender diretamente para aquele contato. mas a falta de capital pode ser um estímulo à inovação. sim.querem? Quem são eles? O que a concorrência está oferecendo? Será que você pode oferecer o mesmo a um custo menor? Responda e esse tipo de pergunta para aproveitar melhor as oportunidades do mercado em questão.Identifique seu cliente Saber quem é o seu cliente e quais suas necessidades é imprescindível para alcançar sua meta de vendas. Se você não possui uma reserva para isso.

uma grande parte dos empresários paulistas (27%) fecha as portas antes de completar dois anos de vida. e o discurso também. muitos desistem antes de começar.Tenha um plano de ação Você deve ser flexível se está tentando abrir um negócio sem muito dinheiro. pesquisando o público-alvo e tente identificar um diferencial para o seu negócio. mas isso não significa que você não precisa de planejamento. pois. divulgar a sua ideia de negócio ou seu produto boca-a-boca.mais ainda quando não se tem todo o capital necessário. O especialista em empreendedorismo. .potencial para dar certo. Elabore um detalhado plano de negócios. Não importa. O investidor pode ser um banco. Se eles concordarem com a sua ideia de negócio. Faça isso conversando com empresários do segmento. Ofereça boas condições para que a oferta seja mais atrativa. Não é para menos. José Dornelas. entidade do g. se a ideia é boa.Faça parcerias estratégicas Parcerias com clientes e fornecedores pode ser uma boa maneira de cortar custos. 5.Invista em networking Ter uma boa rede de contatos é fundamental para empreender. É fundamental ser capaz de colocar a ideia no papel. Apesar do potencial do brasileiro para o empreendedorismo. Seus contatos podem ajudá-lo a encontrar potenciais investidores.Utilize o dinheiro dos outros Se a sua ideia é boa. Para a colunista da revista Pequenas Empresas Grandes Negócios Julia Zullig. Uma das causas mais comuns dessas falências é a falta de planejamento. Perder o medo de abrir um negócio Abrir uma empresa envolve risco. 3. 4. pode aceitar correr o risco com você e receber o pagamento depois que o negócio já estiver operando. . sem segurança de retorno. o motivo que leva muitos candidatos a empreendedor a desistir de forma prematura é o medo. principalmente no que diz respeito à administração dos recursos. Tente todas as avenidas possíveis. Veja a seguir as dicas da colunista para driblar o medo e apostar no seu potencial empreendedor. É por isso que. o que é muito importante para criar uma reputação para a sua empresa.ioverno ou pessoa física. Por isso. Procure definir metas e descobrir o que você não sabe sobre o negócio. É o receio de investir o capital acumulado com sacrifício numa ideia. é possível minimizar os riscos. o dinheiro vai aparecer. 2. apesar das milhares de pessoas que sonham em se tornar o próprio patrão. recomenda transformar a oportunidade que você identificou no mercado em um discurso de venda capaz de atrair pessoas que tenham dinheiro para investir. você não terá muita dificuldade para vendê-la a possíveis investidores.

não tem capital para investir em uma pesquisa de mercado. Estude. e qual deles você está disposto a aceitar. pois elas vão simplificar a sua escolha. plano de negócios. Mantenha a mente aberta e considere várias opções. 3.Explore várias ideias e faça o que gosta Não se feche na primeira ideia boa.Prepare-se bem Só vai ganhar tempo e confiança se dedicar algum tempo somente para se preparar. gestor (que administra a empresa) e operador (que executa as tarefas). Quanto maior a afinidade que você tiver com o tema. É muito difícil desempenhar todos os papéis com eficiência. Ter interesse e prazer naquilo que você faz também é importante. 4. Explorar várias ideias minimiza a possibilidade de erros na montagem do seu plano de negócios. Quanto maior seu conhecimento. Isso pode ser um erro. Isso torna mais fácil a administração do negócio. além de como e por quem todas elas serão executadas. porém. mais oportunidades de negócio podem surgir. 5. É preciso saber de antemão em qual delas você se encaixa melhor.Avalie seu próprio perfil As suas chances de sucesso irão aumentar se você tiver bem claro quais os papéis que devem ser desempenhados por um empreendedor. já que empreendedores costumam trabalhar muito mais horas que funcionários. A maior parte dos empreendedores. A atividade de empresário envolve três figuras: empreendedor (que decide e direciona o negócio para um rumo ou para outro). 2. Essa fase também serve para identificar quais as áreas em que você precisa se preparar melhor. mas outras fontes podem ajudar muito. marketing e o máximo de informações possível sobre os temas ligados ao seu ramo de atuação.Planejamento 1.Procure atuar com temas que você conhece e o motivam Muitos empreendedores não aproveitam a experiência que adquiriram em anos de trabalho remunerado em outras empresas e partem para algo novo na hora de abrir um negócio. menor será o medo de o negócio não dar certo. finanças. . como livros. pesquisa de campo e a internet. faça cursos e busque conhecimento sobre empreendedorismo. revistas do setor. administração.Estude o mercado e avalie a viabilidade da sua ideia É fundamental estudar o mercado no qual você quer atuar para saber se a sua ideia não é uma ilusão.

revistas. publicações profissionais e técnicas. naturais. É possível desenvolver um programa formal de avaliação do mercado utilizando. A análise do mercado e o entendimento dos fatores externos e internos que podem afetar o desempenho da sua empresa. Um post do blog do Sebrae Beco com Saída indica quais os aspectos que você deve levar em conta quando for pesquisar o mercado. regulamentações (que cobrem áreas relevantes. universidades. Responsabilidade Social: Aqui estão representados os interesses da empresa. legais. O que avaliar? Ambiente econômico: Economia de uma forma geral. políticos. renda dos consumidores. Veja a seguir. Forças Competitivas: Rivalidade entre os concorrentes existentes. tecnológicos e competitivos. ameaça de novos concorrentes. A pesquisa (ou a análise) do mercado é fundamental para a competitividade do negócio. Sebrae ou qualquer outra entidade setorial. por exemplo. ameaca de produtos alternativos ou substitutos e o poder de barganha de compradores e fornecedores. padrões de gastos e flutuações da moeda. por exemplo.Como analisar o mercado antes de abrir sua empresa Não importa o tamanho da empresa. Tendências demográficas: Mudanças na estrutura e no tamanho das famílias. Ambiente político e social: Leis. como embalagem. A empresa pode. Ambiente Natural: Esse aspecto envolve os recursos naturais que estão disponíves para a empresa ou que podem ser afetados por ela. as vendas. Muitas organizações tomam iniciativas positivas com o objetivo de beneficiar a comunidade e melhorar a relação com os clientes. Ao contrário do que muitos empreendedores pensam. propaganda e vendas para menores) e outras mudanças sociais que podem afetar o desempenho das empresas. que podem ser fatores econômicos. por exemplo. portanto. destruir ou criar recursos aumentando ou diminuindo a poluição. as informações relevantes sobre o ramo de atuação do seu negócio em jornais. . sociais. Valores culturais: Os valores e tendências culturais modificam os hábitos de consumo e. preços. pesquisa de mercado nao é exclusividade dos economistas.

Bom atendimento ao cliente Um bom atendimento ao cliente é fundamental para o sucesso de qualquer negócio. Algumas pessoas querem fazer a transação rápidamentge e ir embora. Entenda os seus clientes Trate os cleintes de maneira diferenciada dependendo do perfil. Ele tem o poder de afetar a reputação da empresa positivamente ou negativamente mais do que qualquer outro fator. Depois de resolver um problema. Você pode usar questionários ou um telefonema. principalmente o Twitter. 3. O melhor caminho para garantir um bom atendimento ao cliente é. Outras. ele é a geralmente a primeira exposição da sua empresa para o cliente. Perceber isso é fundamental para dar um atendimento satisfatório a cada cliente. Esteja atento e reaja antes do cliente perceber que algo está errado Você vai ganhar imediatamente a lealdade dos clientes se resolver um problema antes que ele faça uma reclamação. Afinal de contas. um bom atendimento ao cliente pode ser a chave para a sobrevivência. Comece pela sua equipe Quando for contratar. Confira a seguir. identificar do que o seu cliente precisa e o que é mais importante para ele. Por isso. 2. vão dar a você outras ideias de como garantir um atendimento de excelência ao seu cliente. Nào é preciso ser uma grande empresa para ter uma estratégia de “serviço de atendimento ao consumidor”. a impressão que fica para o cliente é muito ruim. 1. abaixar os preços ou diversificar os produtos. do site norteamericano para pequenas empresas Inc. mantenha contato Adote algum procedimento para ouvir como o cliente se sente depois que um problema foi resolvido. Use as ferramentas online para personalizar o atendimento Se você tem um site. e se o encontro for desagradável. uma compra é um ato de relacionamento. são os “práticos”.com. ele deve ser fácil de acessar e atraente. melhorar o produto ou serviço que você oferece e. Você pode fazer promoções. mas se você não . mais emocionais. em primeiro lugar. Algumas outras dicas. Pense na possibilidade de adicionar os perfis dos vendedores.Cinco dicas para melhorar o atendimento ao cliente No mercado competitivo em que vivemos. para construir um relacionamento um pouco mais íntimo com os clientes. Use as redes sociais. 5. empatia e consistência (a troca constante de vendedores afeta o desempenho da equipe). 4. preste atenção nas seguintes qualidades: paciência. em segundo. valorizam uma boa conversa antes de tomar qualquer decisão.

a sua empresa não vai gerar lucro por muito tempo. Quem liga está sempre esperando falar com alguém. Atenda o telefone Se você não está perto da telefone. Quem é bom de vendas é capaz de vender qualquer coisa para alguém uma vez. certamente você tem muito mais chances de satisfazer o cliente descontente. Mas como fazer isso? Certifique-se de que sua empresa está seguindo estas regras simples. Em último caso. utilize o serviço de “call forward”. ou não. preparou uma lista de regras simples que vão ajudar a sua empresa a oferecer um atendimento ao cliente que certamente irá fazer a diferença entre a sua empresa e a concorrência. 3. Não prometa o que não pode cumprir Confiança é uma das chaves para a fidelização e um bom relacionamento com o cliente. Os oito passos Um dos segredos de um atendimento de qualidade é estabelecer um relacionamento com seus clientes. certo? Pois isso se aplica também ao atendimento ao cliente. e você verá o resultado. e aumentar a possibilidade de que ele volte. Deixe o cliente falar a vontade e mostre que você está ouvindo. 4. selecione alguém para fazer isso. 1. formas de pagamento. é muito mais fácil conquistar as pessoas. Seja prestativo – mesmo que não haja ganho imediato com isso Quando você mostra vontade de ajudar. 2. Escute e tente solucionar o problema.conseguir fazer os seus clientes voltarem. 5. A colunista Susan Ward. que automaticamente transfere as ligações de um telefone para outro. etc. mas um relacionamento que pareça vantajoso. e não encontrar sempre uma mensagem gravada. Isso envolve não só a qualidade do produto. Clientes tendem a voltar a estabelecimentos onde eles sentem que os vendedores não estão tentando agradar . Faça perguntas complementares e sugira soluções. fazendo comentários sobre o que é dito. mas é a política de atendimento ao cliente adotada pela empresa que irá determinar se os clientes vão comprar outra vez. Saiba lidar com as reclamações Ninguém gosta de ouvir reclamações. do portal norte-americano About.com. Atendimento de qualidade é aquele que deixa o cliente feliz e com vontade de voltar. mas se você der atenção a quem reclama. Escute com atenção seus clientes Não há nada mais frustrante que perceber que o seu interlocutor não estava prestando atenção ao que você dizia. mas prazos de entrega. Ele precisa saber que pode confiar no que você e sua empresa prometem. Ligações não atendidas podem ser oportunidades de vendas perdidas. sem interesse em ganhar alguma coisa em troca imediatamente.

simplesmente para conseguir uma venda naquele momento, mas onde percebem que o bom atendimento é uma prática constante na empresa. 6. Treine seus funcionários para serem sempre prestativos, atenciosos e bem informados Você mesmo pode fazer isso, ou contratar alguém com experiência em treinamento de pessoal. Fale com os vendedores regularmente sobre bom atendimento e o que isso significa. Tão importante quanto isso é sempre oferecer informação sobre produtos e serviços para que eles estejam sempre preparados para responder às perguntas dos clientes. 7. Vá um passo além Se alguém entra em sua loja e pergunta se você pode ajudar a encontrar algo, não diga nunca “está logo ali”, e continue o que estava fazendo. Acompanhe o cliente até o local e enquanto isso vá conversando e perguntando sobre o que mais ele precisa. Se você quer atender bem, esse é o caminho. 8. Faça alguma coisa extra Pode ser um cupom de desconto, informações adicionais dobfre o produto ou serviço, e como usá-lo, ou simplesmente sorrisos. Faça mais do que é esperado de você. Pequenos gestos como esses causam uma ótima impressão nos clientes e aumentam significativamente as chances de retorno. Seguindo essas regras simples, seu negócio ficará conhecido como exemplo de atendimento de qualidade ao cliente.

Atendimento excelente Se a propaganda é a alma do negócio, o atendimento ao cliente é o corpo. Em um mercado cada vez mais competitivo, a qualidade do atendimento é fundamental para diferenciar o seu negócio dos demais. Com isso, as expectativas dos consumidores aumentam, assim como os estudos e pesquisas sobre o assunto. A Anthropos Consulting é uma empresa fundada pelo consultor em motivação Luiz Marins, autor de livros sobre o assunto. Entre as centenas de artigos que publica regularmente em seu site, estão 10 dicas para um atendimento excelente. Confira. Seu atendimento é excelente? 1. Só prometa o que puder cumprir e cumpra o que prometer 2. Fale a verdade em qualquer circunstância, mas com “jeitinho” 3. Respeite e cumpra os prazos e horários prometidos 4. Seja ágil. Faça o seu cliente ganhar tempo com você 5. Ouça com atenção e intenção real de escutar

6. Fale olhando nos olhos do cliente 7. Tenha calma e paciência. A ansiedade é a maior inimiga do bom atendimento 8. Dê retorno das solicitações. Informe e acompanhe os pedidos dos clientes 9. Cuidado com a arrogância. Tenha um sentimento de servir 10. Sorria sempre!

Como atender o cliente com elegância. E conquistá-lo O mundo dos negócios costuma ser reconhecido pelo estereótipo de ser um ambiente em que a competição é selvagem e a ética está em segundo plano. Mas quem administra o próprio negócio sabe que não é bem assim. No atendimento ao cliente, por exemplo, quanto mais tranquilo e honesto você for, mais chances você tem de conquistar o freguês. Um cliente que se sentir enganado pode trazer problemas futuros. Por esse motivo, é muito importante manter a calma, mesmo em momentos de tensão e desconforto. Essas são algumas das dicas são de Vagner Molina, colunista do Canal Executivo, do UOL. Ele oferece algumas reflexões importantes sobre o que ele chama de “atender o cliente com elegância”. O cliente nem sempre tem razão? Para manter um cliente satisfeito, segundo Molina, é preciso estar ciente do que a maioria deles espera ao entrar em seu estabelecimento: “atenção e compreensão para resolver problemas e apontar soluções”. Ter isso em mente é fundamental para um bom relacionamento interpessoal com o seu consumidor final. Manter o controle emocional é o próximo passo, contornando situações complicadas com flexibilidade e bom humor (quando possível). Para facilitar nessa tarefa, uma dica é substituir na sua cabeça o jargão “o cliente sempre tem razão” por “o cliente deve ser tratado como se tivesse sempre razão”. Assim, vai ficar mais fácil lidar com os problemas corriqueiros do atendimento direto ao consumidor. Treinamento constante, normas de conduta que estejam claras, boa educação e cursos socioculturais são algumas ferramentas que auxiliam na criação de um padrão de qualidade no atendimento. O artigo também alerta para a existência de outros bens que ”vendemos” ao cliente, além do produto com que trabalhamos. São eles: - Imagem profissional - Cordialidade - Respeito

- Confiança - Fidelidade ao produto e à empresa Além disso, um atendimento personalizado também é importante. Quando um vendedor ou atendente despeja um discurso que foi decorado, o cliente se sente prejudicado. Olhar nos olhos de cada um, ser cordial, e dedicar a atenção que você dedicaria a um amigo são as melhores maneiras de iniciar o contato. Outra dica interessante é chamar o cliente pelo nome (depois de um respeitoso Sr. ou Sra.). Isso conquista a simpatia das pessoas. Molina também alerta para “gafes” comuns que devem ser evitadas a qualquer custo, na frente do cliente. Entre elas: - Bocejar - Mascar chiclete - Debruçar sobre a mesa ou balcão - Mau-humor - Poluição verbal (apelidos aos colegas, palavrões) - Tratar o cliente com muita intimidade

Aumentar a clientela e as vendas Em um mundo perfeito, você teria dinheiro sobrando para investir em estratégias de marketing para conseguir novos clientes e aumentar as vendas de sua empresa. Mas a realidade é que a maior parte dos micro e pequenos empresários tem muito mais ideias na cabeça do que recursos para executá-las. Entretanto, para conquistar novos clientes você precisa ter um plano, que pode incluir desde ligações telefônicas até o uso de técnicas de otimização da busca pelo site de sua empresa na internet. Um artigo de Elizabeth Wasserman no portal sobre empreendedorismo Inc.com traz boas dicas de como fazer uma pesquisa informal de mercado e aumentar o movimento usando algumas estratégias simples, como conhecer bem do que sua clientela precisa ou oferecer novos produtos e serviços para clientes já existentes. Cinco dicas 1- Identifique o seu público-alvo Antes de pensar em aumentar o número de clientes, você precisa saber quem são eles, o que você lhes oferece em matéria de atendimento e o que a concorrência está oferecendo, a fim de detectar possíveis brechas no mercado para um novo serviço ou produto. Isso é uma pesquisa de mercado simplificada. Para atrair clientes novos, é preciso saber ouvi-los e identificar suas necessidades. Sempre haverá problemas esperando pelas soluções que você pode vir a oferecer.

a decisão de compra de seu produto ou serviço pode não estar inteiramente nas mãos do cliente com quem você está lidando diretamente no ponto comercial (marido ou filhos. Isso pode ser feito com a ajuda de um simples questionário que os clientes podem preencher. Quais são as suas características demográficas? Qual a faixa etária? E a renda? Isso significa que é importante dedicar algum tempo levantando esses dados. diz ele.Defina qual o mercado para seu produto ou serviço Com as informações que você tem sobre seus clientes. CEO da Strativity Group. Essa é. em propaganda. citado pelo site da revista Consumidor Moderno. e ligar diretamente para eles. você está acomodado e ultrapassado na relação que estabelece com seu cliente. Algumas técnicas podem ajudar. como cartões que acumulam pontos e dão direito a um produto ou desconto. Nem todo telemarketing é feito de um call center. É preciso enviar a mensagem certa ao público certo. por exemplo. pelo menos. você precisa primeiro estar ciente de como são os que você já tem. Nos dias de hoje. o que significa que você deve pensar nesta terceira e importante pessoa para a transação.Como ampliar as vendas Ao lado das ferramentas da tecnologia moderna. adotar um sistema de premiação dos clientes. por pouco que seja. . você pode desenvolver um perfil de público-alvo para seu negócio. a opinião de Lior Arussy. por exemplo). é uma dessas técnicas. assegure-se de que eles recebam o melhor treinamento possível. ou seja. ou artigos em revistas e jornais. pessoalmente ou pela internet. os clientes querem é a chamada “experiência de consumidor”. Outra delas é networking. como fazer “pacotes” de vários produtos e serviços por preços especiais. Também é importante investir. ou oferecer amostras grátis. e isso é um grande trunfo para o aumento das vendas. Se você depende de vendedores. que deve ser mais abrangente e explorar setores do mercado além dos que já estavam sendo considerados. na internet ou fora dela. 3. algumas técnicas de venda tradicionais ainda são válidas. Como melhorar sua relação com os clientes Você acredita que para sua empresa crescer basta baratear seus produtos? Se a resposta for sim. empresa de pesquisa e consultoria internacional.2-Descubra como são seus clientes Para desenvolver um plano de marketing que atraia novos clientes. 4. Essas informações podem ser úteis porque alguns produtos ou serviços são mais atraentes para um certo tipo de público do que para outros. Por exemplo. Selecionar clientes em potencial através de contatos de terceiros.Venda mais para os clientes que você já tem Ainda é mais fácil vender algo mais para um cliente que já é seu do que conquistar um novo. Eles já confiam em você. 5.

o que houve?” Só então o freguês explica que se esqueceu do seu aniversário de casamento. 10 mandamentos para vender mais Você já parou para pensar por que os vendedores têm. Ricardo reforça que algumas das ideias mais inteligentes são. “Tem tudo a ver com memória”. Ele diz: “Uma queixa não quer dizer um cliente insatisfeito. não se preocupa em desenvolver algumas habilidades essenciais para o desempenho da tarefa de vender qualquer produto ou serviço. responsável por lançar a bebida gaseificada H2O.” Mas o lojista insiste: “Sério. “Não é à toa que empresa dele seja líder em sua área”. mas resolver o problema é experiência do consumidor”. determinado a transformar queixas em oportunidades relevantes de negócios. Ele relata. que em almoço com o presidente de uma empresa. Com isso Arussy explica o que é a experiência de consumidor. uma experiência pessoal da qual ele não vai se esquecer. Então o vendedor dá uma ideia: “Vamos fazer assim: eu mando as rosas com uma caixa de chocolates e um pedido de desculpas por tê-las enviado no endereço errado ontem. simples e de baixo custo. significa algo que precisa ser consertado”. Um sujeito chega todo esbaforido e pede mil rosas. e seus supervisores. diretor de marketing para a PepsiCo do Brasil. Ou seja. uma má reputação junto aos clientes? Para os consultores do site norte-americano. Apesar de afirmar que os consumidores não sabem geralmente o que querem. Por conta disso. explica Arussy: “O que eu quero criar? E quanto isso vai durar?” O especialista dá um exemplo. o empreendedor deve sempre buscar dar ao seu cliente. isso acontece porque a maior parte dos profissionais de vendas. em geral. como já abordado em reportagem do Empreendedores.” O cliente fica pasmo: “Você faria isso por mim?”. Para fazer as pazes. e ele está todo dolorido. elogia. a mulher o fez dormir no sofá da sala.com. Entrepreneur.aquilo que ele sente. vale a pena perguntar aos clientes o que eles querem. algo para relembrar no futuro. “Vender mil rosas faria um cliente satisfeito. em artigo publicado no Portal HSM On-line e reproduzido pelo site Partner Consulting. É a mesma opinião de Carlos Ricardo. segundo ele. muitas vezes. 10 mandamentos . Elimine as queixas Arussy recomenda que a palavra “queixa” seja eliminada no vocabulário do empreendedor. além de um bom produto ou serviço. O vendedor pergunta: “Por que você está tão nervoso?”. o que os deixa indiferentes e o que os irrita. quer mandar mil rosas. quando se trata da difícil tarefa de ter insights. Ao que o cliente responde: “Não é da sua conta. o executivo contou que passava várias horas ouvindo os consumidores de call center. O melhor seria substituí-la por “ideia”. Imagine uma floricultura.

Veja a seguir quais as ferramentas mais utilizadas hoje por empresários para atrair a atenção dos clientes.Venda com perguntas e não respostas. 7.Preste bastante atenção ao que o seu cliente NÃO está dizendo. depois de feito tudo isso.Só depois de descobrir as necessidades e interesses do cliente.Finalmente. 6. 4. o Sebrae Nacional tem algumas dicas.Cartazes. 9. . faixas.Se fizerem uma pergunta a você. internet. materiais de ponto de venda: Divulga produtos e serviços e fixa a sua marca na mente do consumidor. Algumas características pessoais e atitudes vão fazer a clientela mudar a visão que tem dos vendedores e. 10. com isso. dependendo dos recursos disponíveis. aumentar sua disposição de comprar. convide o cliente a tomar uma decisão. Veja quais as regras a seguir para que isso aconteça: 1.Procure saber quais são os obstáculos ou empecilhos para a tomada de decisão do cliente pela compra.Vender pode ser uma tarefa gratificante. 5.Aja como se estivesse em um primeiro encontro com o seu cliente. A divulgação pode envolver uma ou mais ferramentas.Fale com o cliente como você fala com seus familiares e amigos. Pergunte sobre ele. 8. ônibus. . folhetos. Conheça ferramentas de divulgação para a sua empresa São inúmeras as ferrramentas de comunicação à disposição de empreendedores para divulgar produtos e serviços e atrair a atenção do consumidor. 2. . responda brevemente e siga em frente. revistas. outdoor.Evite dar palestras e sermões sobre seu produto. da natureza do negócio ou do público com que se quer dialogar. Conheça o seu público . e não se imagine apenas um vendedor.Mantenha a boca fechada e os ouvidos bem abertos. TV. Coloque-se no papel de uma pessoa comum oferecendo uma solução a outra pessoa. Para saber qual a melhor estratégia de divulgação para a sua empresa. rádio. páginas amarelas. 3.Propaganda: Anúncios em jornal.Concursos e sorteios: Prêmios e brindes para os clientes. fale sobre o produto ou serviço que você oferece. seja curioso.

Telemarketing: Divulgação de produtos e serviços pelo telefone. ele deve ser complementado pela qualidade do produto e pela capacidade de resolver um problema ou facilitar a vida do cliente. eventos. é preciso conhecer o público que se pretende atingir. .Revista: Tem tempo de vida mais longo para divulgar a sua mensagem. rádio. O bom atendimento não garante o retorno do cliente. 6. Um dos principais mandamentos do marketing fala da necessidade de não apenas vender um produto ou serviço. O que fazer para conhecer melhor os seus clientes Para conquistar novos clientes é preciso saber quem são eles e quais as suas necessidades.Contato pessoal: Visitas aos clientes feitas por promotores de venda ou divulgadores.Internet: Apresenta várias possibilidades para anunciar produtos. mas de satisfazer as necessidades do consumidor.Mala direta: Divulgação de produtos e serviços pelo correio ou por e-mail.TV: Alcança todas as classes sociais. como sexo. Por isso. publicitários autônomos.Placas e painéis públicos: Distribuídos em lugares públicos. . As decisões devem se basear em características do público-alvo. sua idade e hábitos de consumo. 4. etc. festas populares: O contato direto com o produto é uma ótima forma de divulgação. degustações. são difíceis de se fugir. revistas.. Um cadastro atualizado de clientes pode ajudar a planejar as ações que vão gerar os resultados que você deseja para o seu negócio. idade. TV e internet. programadores visuais. Antes de escolher uma mídia para a divulgação.Promoções.Assessoria de imprensa: Divulga notícias sobre os produtos/serviços e a empresa por meio de jornais. Outra opção são as empresas e profissionais de comunicação especializadas no desenvolvimento de materiais de divulgação: agências de propaganda.Jornal: Oferece credibilidade junto ao público.Rádio: Pode estar junto ao público a qualquer hora e em qualquer lugar. 2. 5. 3. hábitos de consumo e hábitos de lazer. . classe social. Expectativas diferentes . . As mídias mais utilizadas na promoção de um produto ou serviço são: 1. demonstrações.

Além disso. e-mail. para que todos que necessitem saber detalhes sobre o cliente possam utilizá-lo. se gosta de retirar o produto na loja ou prefere entrega em domicilio. número. Clientes atuais Agrupe os clientes que compram frequentemente e aqueles que compram com menos frequência.Onde estão localizados (rua. de acordo com o perfil e as expectativas. vai ficar muito mais fácil saber qual o tratamento que cada um deve receber. que deve definir as providências que você pode tomar para gerar mais vendas.Histórico do volume de compras por mês e ano .Hábitos de compra (quais os produtos que prefere. esse o cadastro deve conter as seguintes informações do cliente: . Clientes que nunca compraram Esses clientes podem estar comprando produtos semelhantes ao seu de algum concorrente. Clientes que não compram mais Estes clientes podem ter ido para a concorrência ou trocado seu produto por um substituto.O primeiro passo para descobrir como satisfazer as expectativas dos seus clientes. Cada situação merece um plano de ação específico. Sabendo disso. 3. o cadastro deve estar sempre atualizado. Assim. você pode dividir os clientes em três grupos: 1.Relação de concorrentes que também fornecem para esse cliente O cadastro deve ser acessado com facilidsade por qualquer funcionário da sua empresa.Telefones. Ou talvez eles não consumam seu produto ou serviço por desconhecê-lo. etc) . bairro.Número total de clientes . fax. Para facilitar a organização do cadastro. segundo o Sebrae. cidade. Para que isso seja possível. estado) . você terá mais chances de recuperá-lo.Nome de cada um ou razão social . . endereço da página na internet (se houver) . é organizar um cadastro que permita que você os conheça e identifique as diferentes categorias a que eles pertencem. 2.

Não comece a fazer nada sem fazer isso antes. você é afastado de sua atividades constantemente para resolver imprevistos. e quanto é gasto em pensamentos. atividades e conversas que produzam mais resultado. Com base nisso. conversas e atividades mais importantes. seja profissionalmente ou na vida pessoal. 2. Agende reuniões com você mesmo e crie horários que são dedicados aos pensamentos. você o cria e o controla.Acostume-se a usar uma agenda e anote todos os seus pensamentos. Como empreendedor. existem dois tipo de tempo: o tempo do relógio e o tempo real. Isso vai ajudar você a entender o quanto você consegue realizar durante um dia e para onde seus minutos preciosos etão indo. eles pensaram em 10 atitudes que vão fazer o seu tempo render mais.A cada atividade realizada. mas você pode controlar quanto tempo irá gastar com elas. Você terá uma boa visão de quanto tempo é gasto realmente produzindo algo. 5. aquele que realmente importa para a nossa produtividade. conversas e atividades para uma semana. Existem diversos cursos e livros sobre gerenciamento de tempo. É praticamente impossível evitar as interrupções. efetivamente. o que faltou? O que poderia ter sido feito diferente? . isso é completamente relativo. um dia tem 24 horas e um ano tem 365 dias. conversas e ações improdutivas. por exemplo. Ele se arrasta ou voa dependendo do que você está fazendo. ou seja.Tente agendar tempo para as interrupções. é mental. e quanto tempo vai dedicar às coisas que realmente importam. Se não. Para fazer isso. Mas no tempo real.com Joe Mathews.Qualquer atividade ou conversa que seja importante para o seu sucesso deve ter uma hora designada para ele.Dez dicas para administrar melhor o seu tempo Um dos maiores desafios de quem tem que manter a produtividade em alta (que é o caso de todos os empreendedores) é administrar bem o tempo e conseguir conciliar o trabalho com a vida pessoal. tome cinco minutos para refletir se você alcançou o resultado desejado.Dedique ao menos 30 minutos de todos os seus dias para planejar o seu dia. tirar o máximo proveito do tempo para cuidar do seu negócio? Para os colunistas do site norte-americano Entrepreneur. 6. No primeiro. 3. e decidir o que quer realizar. Don Debolt e Deb Percival. mas o que pode ajudar você a.Planeje-se para expandir em pelo menos 50% o tempo que você dedica a pensamentos. o conceito de ter “horário comercial”. 4. É tudo relativo A boa notícia que essa diferença entre tempo do relógio e tempo real traz é que o tempo real. Ele é um sinônimo de “interrupções planejadas”. um minuto tem 60 segundos. Utilize. pratique as seguintes técnicas: 1.

Seja independente Quem precisa tomar decisões deve manter uma certa independência de pensamento. 10. MSN. pensamentos e conversas geram 80% dos resultados que você deseja. Não dê atenção instantânea aos outros se não for importante de verdade para o seu negócio. Se você tirar sua mente do problema por alguns momentos. decida . saiba desligar-se dos canais de comunicação. mas nunca depender dela para tomar uma decisão. Mantenha em mente que 20% de suas ações.Desligue o seu cérebro As melhores ideias vêm quando a gente menos espera. 2. 8. a melhor saída pode surgir inesperadamente. Decida-se A capacidade de decidir também é uma das características principais dos líderes. 4. Para muitos empreendedores. Confira.Evite trabalhar com páginas de mídias sociais abertas.Não resolva um problema. fazer escolhas com rapidez e convicção é fundamental para adiministrar bem uma empresa. Saiba como tomar decisões melhores e com rapidez Quem está a frente de um negócio precisa tomar decisões importantes o tempo todo. Para tomar decisões com mais segurança. é preciso saber “deixar pra lá”. porém. decidir não é tão fácil assim. seja sobre a devolução de um produto a determinado fornecedor. rádios ou e-mails. Isso não significa ser relapso na gestão do negócio. É importante consultar a opinião dos outros. mas sim priorizar a resolução dos problemas e parar de esperar pela perfeição.Lembre-se de que é praticamente impossível fazer tudo o que você quer no tempo que deseja. faça o seguinte: 1. selecionamos 5 dicas do portal Entrepreneur para quem quer tomar decisões melhores com mais facilidade. Pessoas que sabem decidir confiam que os possíveis ajustes necessários podem ser resolvidos no decorrer do tempo.Pare de buscar a perfeição Para tomar decisões com agilidade. como telefone celular.Completando a dica anterior. pare de pensar no assunto por algum tempo.Saiba o momento de se isolar e não deixar ninguém o interromper quando você precisa se dedicar a algo importante.7. Se está difícil tomar uma determinada decisão. Seja sobre um desconto para um cliente mais insistente. 9. Por isso. 3.

Clique aqui e confira a série Saiba Mais: Contratos de Trabalho.Não confie somente nos seus instintos Independentemante das tarefas que seu funcionário irá desempenhar. 1. O que fazer antes de contratar pela primeira vez Se você é um empreendedor que faz tudo sozinho. O Sebrae tem uma publicação que explica tudo sobre modelos de contratos de trabalho. você precisa se preparar antes de fazer sua primeira contratação . 4. para confirmar informações oferecidas durante a entrevista ou conhecer um pouco melhor a personalidade do candidato. alguns desses recursos podem ajudá-lo a selecionar a pessoa certa. Muitos recrutradores.Considere adquirir um seguro . mas já está pronto para obter uma mãozinha.Reconheça seus erros Tão importante quanto tomar a decisão certa é saber voltar atrás quando fez a escolha errada. 2.Uma decisão pode resolver um problema. é preciso se certificar das opções legais de contratação. As dicas são do portal norte-americano Entrepreneur.Estude e defina o modelo de contratação Além de se preocupar com as habilidades e características pessoais do funcionário. Reconhecer os erros é tão importante para construir a sua credibilidade quanto tomar a decisão certa. Hoje. 5. tome alguns cuidados para evitar as dores de cabeça que vai ter se selecionar a pessoa errada. Decisões são baseadas mais em intuição do que em análise. faça uma consulta com um advogado. 3. muito importante para prevenir problemas é checar os dados fornecidos pelo candidato. especialmente os menos experientes. Na hora de contratar um funcionário pela primeira vez. Na internet você pode encontrar alguns desses testes e usá-los no processo de contratação.Procure identificar comportamentos indesejáveis Existe um número enorme de testes psicológicos para avaliar o comportamento humano. É um sinal de que sua empresa cresceu e precisa ser mais rigorosa quanto aos procedimentos de gestão. deixam o procedimento de ligar para ex-empregadores e referências e confiam na impressão pessoal para contratar. Esse é um momento decisivo na trajetória da sua empresa. Quem quer que venha se juntar ao seu negócio deve ter . as características pessoais que vão contribuir com a sua empresa. mas nem todo problema pode ser resolvido com uma decisão. Se for possível. Bem informado Siga estes passos e tome as seguintes precauções para tomar as decisões certas na hora de contratar. além de alguma afinidade com você. De análise de caligrafia a testes de aptidão. faz parte desse processo checar os perfis dos candidatos nas redes sociais.

Apreciar bajulação . 2. gerando frustração e desconfiança em ofertas futuras. é recomendável fazer um seguro contra possíveis acidentes que possam envolver funcionários. do Fantástico. Evitando esses erros. muitos chefes cometem o erro de prometer o que não podem cumprir. que. 5.Não elogiar Se um funcionário não recebe nenhum reconhecimento quando faz um trabalho bem feito. e promessas futuras não serão levadas a sério. 4. e não sair apressadamente contra os funcionários. 1. pois a falta de conhecimento ou prática na função de “comandante” pode trazer sérios problemas na gestão da sua empresa. reuniu os 10 erros mais comuns dos chefes.A partir do momento em que uma pessoa está trabalhando na sua empresa. são chefes e líderes.Má comunicação O primeiro erro da maioria dos chefes. mas valem igualmente para os empreendedores. É preciso também estar apto para ser chefe a comandar uma equipe. sua credibilidade é abalada diante dos funcionários. O clima de desconfiança pode acabar com o trabalho em equipe. não terá estímulo para fazer melhor. em vez de dirigirse a ele diretamente. Essa é uma tarefa que deixa muitos empreendedores aflitos. não basta apenas ter perfil empreendedor.Não defender os funcionários O chefe deve ser um escudo para a sua equipe.Não cumprir o que prometeu Quando o chefe esquece o que falou ou não cumpre uma promessa. segundo Gehringer.Criar um ambiente de desconfiança Isso acontece quando o chefe critica um funcionário para outro funcionário. As dicas foram feitas para funcionários em postos de chefia. é não dizer claramente a seu funcionário o que espera que seja feito.Prometer o que não pode cumprir Para incentivar os funcionários. Max Gehringer. 3. 6. 7. além de patrões. Você não poderá cobrar um resultado que não ficou bem claro para o empregado. em defesa dos críticos. consultor e apresentador do quadro “O Conciliador”. você também pode melhorar os resultados de sua equipe e criar um ambiente mais positivo na sua empresa. É melhor prevenir do que ser pego de surpresa por uma ação judicial que pode colocar o seu empreendimento em uma situação indesejada Saiba quais são os 10 erros mais comuns dos chefes Para administrar o próprio negócio.

2.“o chefe é apenas um igual que tem um título temporário e provisório”. consultor em liderança. erra o chefe que deixa seu ego ser maior que o seu cargo. ou se é ou não a hora certa para contratar. 9. quando e quanto investir.Cite uma boa estratégia para fazer mudanças . A revista Business Week perguntou a Scott Eblin. Capacidade de liderar é fundamental para quem tem um negócio e quer prosperar como empreendedor.Cuidado para não favorecer aqueles que o bajulam. 3.Falta de educação Os chefes que tratam os funcionários com gritos e ofensas não estão demostrando poder. além de criar um clima de terror na empresa que é extremamente improdutivo. Se o seu objetivo é crescer. investir em liderança às vezes é visto como um luxo desnecessário. 10. é preciso aprender a pensar como um líder de verdade. Empurrar problemas com a barriga e não oferecer as respostas para os questões impostas pelos funcionários é outro erro comum de muitos chefes. O chefe que gosta de ser bajulado pelos “puxa-sacos” de plantão perdem o respeito dos outros funcionários.Quais os hábitos que empreendedores devem adotar? Uma das questões mais importantes na cabeça de um empreendedor é: o que só eu posso fazer? É preciso saber definir como aproveitar seu tempo e a sua atenção o melhor possível.Qual é a melhor maneira para empreendedores aprenderem novas habilidades? Nada melhor para aprender como se faz do que o exemplo. Mas não é bem assim. mas sim insegurança. Use o networking para estabelecer contato regular com empreendedores de sucesso a fim de saber quais as melhores práticas de gestão e quais os hábitos dos maiores líderes. Na lista de prioridades de um empreendedor. Cinco ideias para melhorar a sua capacidade de liderar Para administrar uma empresa é preciso definir prioridades o tempo todo e fazer escolhas sobre onde.Fugir da responsabilidade Os funcionários esperam que o chefe esteja no comando e saiba tomar decisões. e não apenas chefes ou patrões. Veja a seguir o que o especialista sugere. Muitos administradores de pessoas sentem-se como verdadeiros “deuses”. Descubra o que realmente só você pode fazer e ponha outras pessoas para trabalhar no resto. 8.Soberba Por último. 1. Nas palavras de Gehringer. o que empreendedores podem fazer para serem líderes.

radicado em San Diego. Aristóteles já disse: “Nós somos o que fazemos repetidamente. Você se considera um bom líder? Se você acredita que para ser um bom líder. é possível que sua equipe não compartilhe da sua ideia. Dê força aos seus membros e estimule sempre o espírito de iniciativa para que a sua criatividade flua. E você pode ir mais além.O que todo mundo precisa fazer para ser um bom líder? Peça feedback para sua equipe..Sonhe e faça Crie e mantenha sua visão. fica tudo claro. Analise cuidadosamente a situação. Saiba preencher e antecipar as necessidades em seu trabalho. destemor e empatia. pense nas duas coisas que fariam a maior diferença na sua efetividade e faça um plano de como implementá-las. mas sim um hábito. você aprenderá a sentir as emoções dos outros à sua volta. Cultive metas inteligentes. seus colegas e clientes.Defina prioridades e não tente implementar muitas mudanças ao mesmo tempo. Em caso de sucesso. Você não pode imaginar os milagres que acontecem quando você é capaz de fazer isso.Empowerment (capacitar ou delegar) Com flexibilidade. Para desenvolver melhor sua liderança.Olhe e ouça Observe com atenção tudo à sua volta. A excelência não é um ato. basta saber delegar. de acordo com a edição de agosto da Época Negócios. na Califórnia. . afirma Deepak Chopra. 3 . aprenda a delegar e promover sempre sua equipe. sem certo ou errado. 2 . entregue os louros ao time. confira o mapa do líder do futuro.” 4. Você deve responder cuidadosamente as seguintes questões: Quem sou eu? O que eu quero? O que eles querem? O que todos nós queremos? 4 . sem medo nem julgamentos. médico e pensador indiano. 6 – Responsabilidade Saiba colocar seu ego de lado. sinta com empatia a abertura emocional. e seja sempre você mesmo. Depois.Estado de alerta É um estado de consciência expandida. segundo Chopra. 1 . 5 . Escolha as que parecem mais importantes e que você pode fazer com maior facilidade. Você já parou para pensar: por que sou um bom líder? Como quero estar daqui a 12 meses? O que quero realizar? Quando você reflete sobre essas questões. Ao entrar em contato com suas emoções.Conexão emocional Aprenda a resolver conflitos desenvolvendo a ressonância com o outro.

Os verdadeiros líderes não estão atrás de ganho pessoal. Outra recomendação é se concentrar no presente e agir de acordo com seus princípios. Desenvolver habilidades de liderança nem sempre é fácil. mas sim de servir aos outros. de modo que eles deem o máximo e o melhor de si pela empresa. é preciso trabalhar duro e de forma direcionada. Se você estiver presente e envolvido. Além disso. é ter capacidade de realização. Manter relacionamentos positivos também é muito importante. ser um bom seguidor para ser um bom líder. Confira algumas dicas de como melhorar sua liderança Liderança é um assunto importante para quem já é ou quer ser um empreendedor. “Importante. determinação e uma capacidade de fazer as coisas acontecerem através das pessoas.7. . O que faz de uma pessoa um líder? O que é ser líder em sua opinião? Bem. “o direito de liderar”). Outra dica: Cuidado com o ego. Para ser um líder melhor O artigo também reúne algumas recomedações extraídas do livro “The Right to Lead” (ou em português. É por isso que o escritor e consultor Evaldo Costa se preocupou em discutir o que faz de alguém um bom líder no artigo “O que nos habilita a liderar“.Sincronicidade Acompanhe o ritmo dos fatos. Saiba usar o poder do foco. disse ele à revista Amanhã. mas existem algumas recomendações que podem melhorar seu desempenho como líder. É preciso. pois é uma característica essencial para quem quer se dar bem no mundo competitivo dos negócios. é comum pensar que o carisma faça parte do perfil de um bom líder. porém. estará na hora certa. mas não é essencial para um líder”. de modo a conquistar a admiração de seus seguidores. mas tornar-se o tipo de pessoa que todo mundo quer seguir. indústria norueguesa de fertilizantes. Uma caracterísica comum de grandes líderes é a paixão pelo trabalho. “O carisma até ajuda a abrir a porta. muita gente acha que liderar é atrair o apoio de seus funcionários. pois a liderança é uma atividade relacional. publicado no portal do Instituto Endeavor. Para isso. afirma Lair Hanzen. e não apesar delas”. na qual o relacionamento com outras pessoas tem um peso enorme. isso é um erro. Segundo alguns especialistas. mesmo. diretor financeiro do Grupo Yara. É ter credibilidade. A primeria dica de Evaldo é não se concentrar em fazer as pessoas seguirem você. por exemplo. no lugar certo.

Mas só parecem. Mas a vida não é assim. E isso. tirar o melhor proveito das pessoas e fazer com que elas façam a coisa acontecer”. que se importassem com eles como empregados e indivíduos e os ajudassem a crescer”. O perfil de liderança é outro: » Tenha bom senso para os negócios » Conheça a indústria » Saiba monitorar as atividades » Ouça o que as pessoas têm a dizer para saber qual decisão tomar » Tenha muita disciplina » Seja PEP: persistente. As características de um líder Muitos empreendedores parecem compreender que não podem confundir uma coisa com outra. Confundem carisma com o tratar bem. Para isso. acreditar que algo é possível quando todos à sua volta pensam o contrário . como simpatia. escola de negócios sediada na Suíça. com frequência. É o que Hazen pontua. (Institute for Management Development. em português. ou. um dos autores do livro Como ótimos chefes fazem grandes profissionais falharem. “O essencial é dar a direção correta. Ele conta que não conhece nenhuma evidência confirmando que esses líderes maravilhosos sejam mais eficazes – ou até mesmo mais admirados por seus funcionários. ousadia » Liderar também significa. a maioria de nós gostaria de trabalhar para líderes que delegassem poder de decisão a seus funcionários. segundo ele. meta que só pode ser atingida por meio de uma equipe engajada e motivada. professor do IMD. diferentes expectativas e novas maneiras de ver as coisas » Filtre o que interessa em meio ao ruído que o cerca. que não vale a pena ser visto como um sujeito legal pelos colaboradores? “Num cenário em que nada mudasse. afirma. é preciso autoconfiança e. não tem relação com características pessoais. diz o especialista.Isso quer dizer. Mazonzoni concorda. acolhessem de bom grado e até mesmo pedissem a opinião de seus subordinados. acrescentando que o líder tem de ter foco na realização. às vezes. eficiente e proativo » Saiba interpretar o cenário competitivo em constante evolução. levando em conta possíveis novos concorrentes » Esteja atualizado em relação às mudanças tecnológicas e às expectativas dos clientes » Mobilize energia de públicos diversos propondo. afirma em artigo para a Época Negócios Jean-François Manzoni. então. por vezes. presidida por John Wells. Instituto para o Desenvolvimento de Gestão). que também dá suas dicas de liderança.

1. por vezes até. 4. e sim contribuir para encontrar caminhos alternativos. uma boa ideia e uma boa equipe. o primero passo é um elaborar um completo e detalhado plano de negócios. as quatro dicas a seguir da revista BusinessWeek vão ajudar a mostrar a investidores a diferença entre um mau e um bom negócio.Bom timing Mesmo com liderança. seus esforços podem ser em vão. Dificilmente você vai conseguir o dinheiro de que precisa na primeira tentativa.Liderança Um bom líder sabe ter paciência. para assegurar que o negócio não fique paralisado até que o investimento esteja assegurado.Uma boa ideia Se a sua ideia não tiver nada de original ou não responder a uma demanda específica do mercado.Uma grande equipe Para que um negócio tenha sucesso. a habilidade de enfrentar a incerteza e a resistência e escolha rumos de ação que talvez sejam impopulares e. 2. se você não souber o momento certo para buscar investimento.» Não seja inflexível e emocionalmente distante e não tenha expectativas irracionais » Tenha um ego sólido. O que fazer para o seu negócio dar certo? . Mas. Procure cercar-se de pessoas comprometidas que não vão abandonar o barco diante da primeira dificuldade. ou seja. é preciso ter uma excelente equipe ao seu lado. » Nunca deixe de aprender Como convencer investidores a aplicar no seu negócio Para atrair investimentos para sua empresa é preciso convencer os potenciais investidores de que é seguro e rentável aplicar dinheiro no seu negócio. 3. Para capitalizar o seu empreendimento. vai ficar bem mais difícil convencer os investidores de que vale a pena apostar no seu negócio. rumos que tragam desconforto a pessoas e grupos. além disso. Você deve ter um plano B.

com. Veja como fazer isso a seguir. Com um planejamento detalhado sobre a atividade da sua empresa. e c) Dedicar-se integralmente ao negócio. Frequentemente.Autoconfiança Acreditar na sua ideia e na sua capacidade de administrar o negócio é fundamental para que os consumidores também acreditam. e descreve os quatro aspectos nos quais empresários devem focar sua atenção para que o negócio dê certo. Veja quatro dicas para construir o seu capital social Como bom empreendedor. O segredo do sucesso 1. é preciso tomar os mesmos cuidados com o capital social (que nada mais é que o valor por trás dos nossos contatos) que temos com o capital financeiro da empresa. Seu e de todos os envolvidos. Quanto mais comprometido você estiver. isso quer dizer: a) Fazer um plano de negócios o mais detalhado possível. saber o que o mercado demanda. Batista Gigliotti.Iniciativa É preciso ser proativo para ser um empresário de sucesso.Planejamento Planejar ainda é a melhor maneira de minimizar os riscos de abrir um negócio. Segundo ele. no entanto.Comprometimento Compromisso é essencial. e como ela será operada. Trocando em miúdos. 4. Isso significa antecipar-se às tendências. o famoso networking não recebe a atenção que deveria. e agir antes que o problema aconteça. o especialista em desenvolvimento de negócios e presidente da Fran Systems. Só tome cuidado para não deixar o excesso de autoconfiança atrapalhar. como finanças. b) Estudar e se informar sobre os aspectos mais importantes da administração de uma empresa. mais facilidade terá para enfrentar as surpresas que virão.A fórmula para o sucesso de um empreendimento passa inevitavelmente pelo trinômio planejamento + capacitação + dedicação. já que buscar e manter relacionamentos é a maneira mais rápida e eficaz de gerar novos negócios. Confira a seguir. marketing. você já deve estar acostumado a interagir com o público fazer contatos com novos clientes e fornecedores. É o que pensa Ivan Misner. Some a isso tudo a predisposição a correr riscos. vê o empreendedorismo sob uma perspectiva diferente. sabendo conciliar a atividade de empreendedor com a vida pessoal. 3. gestão de recursos humanos e vendas. colunista do portal Entrepreneur. Parece muito? Em entrevista ao portal Infomoney. fica bem mais fácil enfrentar as dificuldades inerentes à gestão do negócio. impedindo-o de ouvir outras opiniões ou procurar ajuda. 2. Mantendo contato .

a empresa é que sai perdendo se você não dedicar um pouquinho do seu tempo que seja para estabelecer novos relacionamentos. Como fazer isso? 1. Mas algumas práticas podem fazer seus funcionários sentirem-se parte da sua empresa de verdade e responsáveis pelos resultados que ela venha a produzir. participou de um evento de networking? Mesmo com a falta de tempo e a seleção de prioridades. Doze dicas . Pergunte se há algo mais em que pode ajudar. ou algum empreendedor que você conhece. O capital social é a moeda internacional do momento. talvez você possa marcar um encontro para um café para descobrir mais sobre as suas necessidades. Saiba como transformar seus funcionários em parceiros Todo mundo conhece a expressão “vestir a camisa”. ligue e veja como estão. mas ver essa atitude na prática nos empregados da sua empresa nem sempre é fácil. Veja.Faça o “follow up” Duas semanas depois de enviar o cartão para seus contatos. A equipe do Sebrae selecionou uma lista de pequenas ações que vão ajudar a gerar uma transformação na maneira que a sua equipe trabalha.Dê um telefonema pessoal para o seu cliente Dedique algum tempo para saber como anda seu cliente e qual foi o grau de satisfação com seu produto ou serviço. agora pode ser o momento perfeito para pedir uma indicação de outro cliente. Se o seu contato é um cliente do passado ou alguém com quem já conversou antes. Procure saber sobre as atividades atuais que estão desenvolvendo para que você saiba quais produtos ou soluções pode oferecer.Qual foi a última vez que você. na íntegra. e também quaisquer outros clientes em potencial com quem entrou em contato recentemente. Nesse telefonema. Seja pessoal e mostre preocupação com o bem estar do seu cliente. cansaço. Pequenos descontentamentos. conflitos com colegas ou superiores podem ir “desengajando” a sua equipe do trabalho e da missão do seu negócio. Pergunte como vão as coisas.Faça uma lista de 50 pessoas para manter contato Inclua nessa lista qualquer pessoa com quem fez negócio nos últimos 12 meses (dos passos 1 e 2 acima). 3. Telefone e envie cartões em datas comemorativas para as pessoas nesta lista. 2.Ligue para as pessoas que alguma vez o indicaram Não deixe de manter contato com essas pessoas também. Se a pessoa para quem está ligando é um cliente em potencial. não peça por indicações de outros clientes em potencial. Depois de algumas semanas seguindo essas recomendações você deve ter capital social suficiente para o resto do ano. 4.

O custo de reposição de pessoas competentes é maior do que aumentar um pouco os dispêndios e conceder alguns benefícios. Se isso ocorrer.Empresas de sucesso são feitas por pessoas vitoriosas. Leis e Decretos devem ser entendidos. criando um ambiente de cooperação sadio. a motivação para novas conquistas pode ser redobrada. experimente fazer com que as notas de transferência sejam consideradas como vendas de uma loja para outra. siga algumas dicas: – Mantenha e segure o seu pessoal treinado e habituado na empresa. – Torne transparente sua política salarial. ou faça com que os gerentes abram uma conta-corrente financeira. ainda que em proporção menor). Se você ultrapassar o número ideal para eles. – Tenha a equipe na medida certa. evitando a sonegação de mercadorias entre as lojas. a empresa estará pagando comissões e prêmios que não deveria. como no caso de o gerente efetuar toda a operação de venda e atribuí-la a um vendedor. Caso existam problemas. Para conseguir isto. cada vendedor ganha sobre as vendas de outro. haverá sabotagem e “pressão psicológica” sobre os recém-admitidos. O aumento de vendas nominais é um bom indicador para você reajustar salários e também para que todo o pessoal associe seus ganhos com o desempenho de vendas. registrando a transferência e recebimento de mercadorias. . Quando a vitória é partilhada por todos. Não permita pactos entre vendedores e. – Nas comissões ao pessoal de vendas. pois a falta de informação geralmente é formadora de boatos comumente negativos. às vezes. – Antecipe todo mês um pouco de aumento ao pessoal fixo em vez de seguir as leis dos dissídios não mensais para reposição de perdas salariais. Exemplo: um quinto vendedor absorverá aproximadamente 20% dos ganhos de cada um dos quatro vendedores já existentes. Fique atento aos ganhos médios de seus vendedores e não aumente a equipe se não houver certeza de aumento de vendas reais. atribuindo premiação para quem mais contribuir. – Não cometa o erro de impor metas inatingíveis. A equipe divide as vendas da loja pelo número de vendedores em atuação. – Mantenha comunicações abertas e integração sadia entre as lojas e filiais. mostre reconhecimento de bons resultados obtidos. – Evite paternalismo. – Em reuniões de confraternização com todo o pessoal. A premiação por objetivos atingidos é instrumento fundamental para a continuidade da motivação e entusiasmo de seu pessoal. Prêmios-surpresa ou sorteios dão bons resultados. implante um sistema de remuneração em que parte dos ganhos seja oriunda da venda total da empresa ou das lojas (por exemplo. com o próprio gerente para “ajudar” um vendedor a atingir sua meta e depois dividir as comissões.

escalas.Resultados pobres. se for o caso. comprometendo a produtividade e a qualidade do trabalho. .com Burton Goldfield conta quais são alguns desses sinais e o que fazer em cada caso. festas de confraternização. optando por atitudes práticas.– Tenha uma organização simples. Páscoa e dias festivos e pagamento de 13º salário. 1. você pode conduzir uma pesquisa interna para descobrir as causas do problema. ameaça de demissão e a necessidade de estar sempre atualizado quanto às demandas de um um mercado que exige cada vez mais dos profissionais são alguns dos fatores que têm gerado estresse entre funcionários de empresas pequenas. chame o funcionário para uma conversa particular e descubra qual o motivo da falta de motivação. O que fazer: Qualquer sinal desse tipo de comportamento deve ser resolvido o mais rápido possível. considere alguma medida alternativa de punição antes da demissão. 2. horários de Natal. Muita informação só computador guarda. Descreva claramente aos envolvidos quais as atitudes que não serão aceitas e as consequências do comportamento em questão. – Decida e divulgue seu calendário e horários no início do ano quanto à escala de férias (individuais e coletivas). Planeje encontros e reuniões periódicas entre gerentes. É possível saber quando isso está acontecendo se observarmos alguns sinais. Veja a seguir. – Comunique sistematicamente a toda a empresa as admissões e demissões ocorridas com as suas causas. Se não ser certo. folgas/prêmios. sem muitos níveis de mando. Use manuais de procedimentos o mínimo possível.Grosserias e linguagem agressiva Esse comportamento é um sinal de assédio ou bullying entre os empregados. Vacine-se contra a burocracia. médias e grandes. Mantenha a atenção redobrada para o clima entre os colaboradores. 3.O que fazer: Se for um comportamento isolado. longos intervalos. fuga de responsabilidades e qualidade de trabalho ruim Isso já é um sinal de problemas de desempenho. Ano Novo.Falta de pontualidade. O que fazer: Convide o funcionário em questão para uma conversa e desenvolva com ele um plano de crescimento que inclua objetivos bem definidos e prazo para conclusão. Evite boatos inconvenientes. ou informe os próprios funcionários para avaliações de desempenho e oportunidades de confraternização. Se é um problema generalizado. O especialistas em recursos humanos e colunista da revista norte-americana Entrepreneur. excesso de faltas Atitudes que revelam baixa motivação e moral baixa. datas de inventários. Identifique e solucione os seus problemas com a equipe Acúmulo de funções. dias e horários de compensações.

Alguns erros comuns podem aumentar a probabilidade de problemas de relacionamento no ambiente de trabalho. Seja concise e claro ao se comunicar e aja om mais profissionalmente possível para dar a oportunidade a todos de saber em que estão falhando. ofereça um período de férias para que os problemas se resolvam.Colocar as pessoas umas contra as outras Provocar competição entre os funcionários não vai ajudar a melhorar o desempenho da equipe. Todo mundo tem potencial para criar soluções criativas. O que fazer: Aborde o funcionário com empatia para saber mais sobre o que está acontecendo. dar respostas genéricas ou atribuitr a outro a tarefa de transmitir as más notícias. Procure evitar. 3. quando insatisfeito. 1-Motivação Negativa Se você é um daqueles chefes que.Ficar até tarde da noite no escritório sem motivo aparente. 4.Monopolizar as ideias Duvidar da habilidade de um empregado de contribuir para o seu sucesso pode ser um grande erro. começa cada sentença com uma agressão. Mostre que você observa o comportamento dos seus colaboradores e lembre-o de qual a atitude esperada no ambiente de trabalho. baixa produtividade Esse comportamento assinala problemas pessoais ou em casa. . por exemplo.Ser vago Ser misterioso pode funcionar bem no início das relações amorosas. mas no ambiente de trabalho esse comportamento vai causar frustração. descuido com a aparência. seus empregados irão produzir muito mais e estarão mais aptos a corrigir as suas falhas quando você utiliza comentários positivos e respeitosos. Os consultores do site da revista Business Week recomendam 5 comportamentos que devem ser evitados para minimizar o risco de conflitos com a equipe. Se for o caso. estresse e baixa na produtividade. Ficar aberto às ideias do maior número de fontes possível é diminuir as chances de insatisfação e conflito. Na verdade. Diminuir os funcionários não funciona. o resultado é ansiedade. a gestão da sua empresa. Em vez de usar a competição como estratégia de motivação.4. em consequência. Ao contrário. Confira. Cinco maneiras de evitar problemas com a equipe Os conflitos com ou entre os funcionários atrapalha o rendimento da equipe e. distribua tarefas que explorem os talentos individuais. você é quem pode estar prejudicando a sua empresa (e não adianta dizer que você não foi tão grosso assim ou que aquele colaborador merecia). 2. independentemente de sua função na organização. Expresse preocupação.

. Se você apresentar o seu erro como uma experiência de aprendizado. sua equipe estará mais apta a ajudar e se envolver na resolução do problema.Ser defensivo Nunca admitir que cometeu um erro ou ignorar o fato de que não soube resolver um problema pode dar muito mais trabalho que admitir o erro e fazer o que for necessário para corrigí-lo.5.

f ¾n   f°¾.n°€f ¾ ½ ¯ f ° ¾f f€ nff¾½f¾°f¾fnff  ¯f–½ff ½f¯½ –¾ ¾ nf¾¾j .

°¾f ¯  n¾¾¯f°¾ n¯¯f¾ f°¾  ½ y°nf ¯ ¯½ ¾f¾°fn°f¾  ¯°fn°f¾n¯.

nf .

f °  f¾ ¯½    ¯ ° ¾f °j  €f   .

f¯ nf°  f f¾ff¾ ¯¾  f°f fnf f¯f° f¾ n hf h fx ny €°f nyx¯¯½f°   .

¯½¯ ° nf°  fn¯¯ f¯– #nff   –f"# #If¯¾h  f¯–j"#  .

¾  ny ¯ fnf nf°  f½ n¾f½ n f°ny¾f   -j¾  ¾ sf n¯ °f¾  f¾ ¯½ ¾f¾ .  n °sf  ¯ ¯  ¾ fn°f¯ ° ¯  xf n°f   ¯° °¯f½ ¾  ¾nf # ¾n #°f¾fffsµ ¾½¾n–nf¾ ½¾  ¯¾ ¯f°  ¾¾f¾°€¯fsµ ¾ ¯¾ –    -j yf f½ff ¾n¾  f ° ¾f ¾f¾¯½ ¾¾µ ¾ Iny€f¾¾hf°  ¯½ °j ¯¯f¾  f¾ f¾f½°jxf¯  ¯°     °½n ¾¾ # °i¯nf –½##½f¾fn°f# °j –f°f ff nf°  f  € ¾½ ¾fx€° f¯ °f  .¾  ny ¯–f° ¾ n° n¯ °¾ ¯ nf    9 –° ¾ nf°  f ¾h ° ° °   ½ ¾ ¯½n¯f    -°nf  nf°  f½ n  ny ¯f– ¯f°%¾ °¯ °¾  ¯sµ ¾  f¯ – f ¾% h½ °¾   ½ h½ °¾f ny"   ½ n¾f½ –°ff–fnf°  f x¯½f°  ny °f f¾f¾ ¾µ ¾ f f f¾ -j½ –° °f f€f   Iny¾ ¯½ ¾f  x¯½f°  n° n ¾      ¯½f° ¾f ¯¾  f f¾ f nf°  f -j¾  ¾ sf ¾¾½ ¾  ¯€f n¾½fffn°ffsj   ° ¾ fn° ¾f f½  ¾¾ ¾ ¾° n ¾¾h¾ °n¾ ¾ f  f ¾  f½ µ ¾ .° ½ff f ¯½f½ #If¯¾hn° ¾f# #f¯¾h f ¯½f½#   f ¾ f ¯½ ¾f °j  nf°  f€ff   ¾hf½ff    ¾n¾ ¾  nf– €°f nf°  f ¯ ¾f  ¯ ¾¯ ny°j½ n¾f ¾f °f f¾      .

.  ©f¾ ¯½ #½€ ¾¾##½f½f ¾f  #   "-j½ ¯f nf°  f½ –° ½¾ ©h€ ½nf  €°f nyx¯"  9 ½¯   ff–fx    -j  nf ¾fn fx¾½ff  nf°  f½ hfx¾ f½f°f½ ny"  °n  n¯¯f fs€f °f n¯¯#fx   # 9f ¯ ° ny©h ¯¯f f ½y ¾ nf°  f½ °j fn f  f ff–f °f f °j" nyf¯ x¯n° n ¯f¾f–¯ ½ffn¯½ff  n¯ °   ½ ° fn¯f¾ ¯½ ¾f¾¯f¾f ¯f f¾ ¯°   ¾f° f¯ nf°f° € ¯f°°– f¾ ¯½ ¾f¾¯f¾f ¯f f¾° ¯°   ¾f  f½ ¾¾f¯½ ¾f¯f¾ ¯f f .° %J.

% f¯ ½ ¾¾f f¾ ¯½ ¾f¾ ¯½f¾ ¾ fff f¾ ¾ f¾fnf½fn f  ff    f °¾fxf €nhnf°fn° sj ¾° –n¾ I ©ff¾ff¾ – ¯f¾f°€¯fsj¯f¾ ¯½f°  ¾¾f½ ¾¾fx  ¾¾f¾ ¯½ ¾f¾ ¾j€f ° n  .

¯n°¾ff¯ ¾f ½fsjn¯½ n" °–f©f¯ ° €n f½ ¾¾f€ °–f©f¯ ° ¾½€¾¾°f¾n¯f f  ¾f  ¯¾ f¾ ¯½ ¾f¾¯f¾f ¯f f¾ff¯ °–f©f¯ ° n f¯ ¾f ¾  ¾ ¾– ¾ ¾  ¾½€¾¾°f¾  n¾¾¯f°¾ -¾½n ¾¾¾ ¾  sj ½  ¯½   f¾ ¯½ ¾f¾¯f¾f ¯f f¾f¾f¯¾ ° ¾f ¾¾   °–f©f¯ ° ° ° n°f  f¾ ¯½ ¾f¾n¯ ½fsj¯ °¾½¾f  x¯ ¾¾ ¾€f ¾f¯ x¯ €  °nf¯f¾ ¯½ ¾f¾ f¾f nf½fn f  ff   f °¾  f°sf – ¾j  ¾ ¯½ °  f ¾fx–f   nsj  .

°€ff¾ –f¾¾jf¾ ¯½ ¾f¾¯f¾f ¯f f¾ ¯°  ½n °¾ °nh¾ fn¯½f°f  f¾€f ¯ ¾¾½  f f¾ n¯ fn¯¾f ¯½ ¾f f¯ x¯ €°f ½fnf¯ °  f¾ f¾n¯ sff¯½  °f¾ f–¯f¾fx ¯–ff– °¾    ½½   –   ¾ fff  °¾° °¾°  ¯f° n¯ .

 9n  f¯    @f.   ¯f°fn¾½  Jf .f ¾  .

nf .

n°f #¾   .n¾€   ¾° ¾     .  9.   ° f nn  .–f°.f  .

f¾   Jf¾°   .

¾n¾ ¯¾    f ¯n°f½ff f¯°¯ g¾f ¯½ ¾f D¯f f¾½f ¾¯f¾½f ¾f¾°½n ¾¾ f ¯° –n½½xf ¾nf ¯°¯ ½fff¾f ¯½ ¾f ¯¯ ° ¯ fnf f ½ ¾ ¾f fn¯ f  f % ¯½° ½ y°nf xnf% –¯f¾½ ¾¾f¾y¯¯f€fn f  ¯nf°¯ ¾°  ¾¾f° ¾ nf¾ ½¾¾f¯nf½ff ¾¾y°nf ° –n f ¯f–°fsj ½ n .f¾¾ff¯° ¾¾ ¯¯ ° ¾n °¯  ¯€°j n –ff¾½x¾ g¾  ¾  ff°–¾f  ¯½ ° ¾ ° f° ¾  ff¾f ¯½ ¾f  D¯f– f ° ° n°¾f f ¾f° f¯ nf°f ¾° ¾¾J   ¯f–¯f¾ °€¯fsµ ¾ ½ ¯f© ff  ¾ y¯¯½n¯f¾  €n f ° ¾¾ff €f   –° n ½ ¾ °  f½¾° ¯ff–y°nf ¯f °–¾ f f ¯ff¾  @ f¾   .

°  ¾¾–f° ¾°¯ ¾°f¾f ¯f °–€f¯nf ¾½ –f° ¾  f ¾ ½€¾¾°f¾°j ½¯ ½f¾¾ ½ff  x€f ¯f½ ¾¾f  ¯°°f° ° f° ¾  n ½¯°¯ ½nf¾f f¯½i°nf f° ° °f ½¯sj ¾f ¯½ ¾f f nfxn°¾ff¯–¾ €f¯f ¾  ½ ¯f© h  n¯f#nf  f¾# D¯¯ n¾%¯f¾°j½ff ¯ ¯¯f¾ n¾½ff ° ¾° ¾f f½f%xn°ff¯½€¾¾°f ½½f–f° f ¯f °–½fff© h   €  °n ¾f ¯½ ¾f f¾f¾ .

f °f¯ x¯f½°f½fff¯½i°nf  ¾f  n ¯ €  °nf¾  ¾f ¯½ ¾f  ¾ ©f ½n°°¯ #°¯    € f½ ¾°f f  f ¾   ° –n     ¾¯ ff½½¾f ¾f ¯½ ¾f#  n¯ ° f  n°¾ n €° f  f ¯½ ¾f-f¯ ¯ ¾%f¯ x¯°@ f¾% .  .

f fn°¾ f¯fn°¾ff¾ n°h¾ f  ¾½fff© f°f¾ f¾ °¯ ¾ ½ff ¯½ ¾f¾ °´°¯¾ ½fff¾ nf  f sµ ¾½ ¯¾– °¯ ¾° – ° ¾  nf¾ f n¯ ° fsjx€nf ¯½fff¾nf¾ €hn ¾ ¾ f f¾ ¾  ½fff¾°–f¾  ¯¾  f f¾ ¯½f° x °f€f n¯ °¯  €f  ©  f ¯½ ¾f   ¾¾ ¾ ©f¯f¾nf½¾¾    f fn¯n°f¯ ¾ € nff € nffx¯f€ f¯ °f – ¾j€°f°n f ff°f¾ffsj  ° ° ° ¯ ° f¾¯¯ °fsµ ¾€°f°n f¾ f ¯½ ¾f ¯¯  ¯°f ½     ¯½  –¾  f °f f ¾f f  °  9¾¾   x€° f¯ °f½ff n°f¾ n¾¾g ¾½¾sj½ffn¾¾ ½ fsj ° ¾¯ °¾¾fh °n°  ¾   9ffn°f¯ f¾€°f°sf¾ ny½ f ff½hnf €f ¯ f  € nff  ff© f ¯ff ¯°¾f¾¯¯ °¾¯f¾nn¾°f f €°f°n f f¾f ¯½ ¾f I ©fn¯n¯f¾ nf¾  –  f  nn¯f f   f  f € nff¾  ½°n½f¯ ° ½ff  %9f° ©f n°ff¾ °f f¾ ¾f f¾ nff ¯¯  ¯°f ½    ¯½  %f ¯½ ¾hf¯f n¾µ ¾f° n½f f¾¾  f€ff¾ f  ° °f ¯½ ¾f  %I €nf¾ f ¯½ ¾f ¾hf ff° n¯f½ €–f€°f°n f°½  fff   %I €nf¾ ¾ n¾¾€°f°n ¾¾j¾€n ° ¾½ffnf° –n ¯  ¯°f  ½  ¾ h° n ¾¾ f    °sj nf½f –  %9f° ©f¯  ¾½nf¾ ½f¾ ½f–f¯ °¾  n ¯ °¾  %fffnf½fn f  ½f–f¯ °¾f° ¾ f¾¾¯n¯½¯¾¾¾  %.

° n ½ f¯ ° %½f° ©f¯ ° ¾fx–n%¾–f° ¾°¯ ¾ ° –n ¾f f ¯½i°nf°½  n°¾ f   %ff¾  n ¯ ° f¾ ° f¾x¾€n ° ½ffn ¾–f¾¾f¾¾¯ ¾ ½ ¾¾ °½  n°¾ f    9ff¯ ff– ¾j ¾ € nff ¾–ff¾ nf¾f¾ –  .

D. –¾ @ .f° € nffx° –f½¯ ¯½ ¾° nf ¾ nf½f – ¾h n¯½¯    € ¾ nf¾ ½ °¾  ¯€f ¯f½¯sj  ° f¾g¾f n¯ ¾n°¾  ½ ¾j € nff½ ¯  ny¾f ff°nf½f¾ h° n ¾¾h½ff n ¾n¾¾ ¾   ½ ¾ – f n¯f¾ ° f¾ n°f¾f n  .D¯¯ °€°f°n n  fn  ¯  ¯°f f ff @ f½¯ ff ¾  f f f½ff €nf f°f¾f  –¾f¾f  ¯ ° °nff ¾¾f ¾ f°nh¾  °nff¾#½  f¾#n¯ff¾ f€f¾  °nf–¾ f°n f ¾ f¾f¾°¾ € nff °f¾ f¾ ¾½°  f ¾ nff  €°fff ff¯f¾½°f½ff¾f ¾   f f¾½ ¾¾f¾ @ °f¯n f n¯½f° ©f¯ ° f¾ ¾½ ¾f¾ ½ff f½  ¯f¾ nff °¾€n ° ½°n½f¯ ° ¾ ¾ ° –n ½ °   ¯½f f¾  ° f¾ .

f nf¾½ff f¾ € nff°f ¯ff ¾ °¾ ½  °f¾ ¯½ ¾f¾ g¾f¾n¯½  ¯f¾ € nff ¾ ©f    °  °   °f  ¾f fn°f ¯¯  ¯°f ½    ¯½ n¯¯ ½  ¯½ °j½¾¾° n ¾¾h½ff½f–f ¯€° n ©   ¯f¾  ¾€n ° ½ff n f¯f°j ¾¾ ½ ¾fsj ¯½ °¾° ¾¯ °¾ f°  fxn´°nf ½ fx¯ff¯° –n½¯¾¾  –9f½ ¯½ ° ½ nf–¯f¾ nf¾  f –f¾ n°¾ n°¾f  ¾ ° f¯ nf°° ½ ° ½ff¯f° °f¾ € nff  .f¾°j¾ ©f  ny h ¯½½ff° –nf¯  ¾½f¾ n° sµ ¾ ½f–f¯ °½ff¾f¾  –fsµ ¾€°f°n f¾  ¯  ¾   ¯nff ¯° f f f¯ x¯ f¾½ ¾f¾f°  °f ¯½y°nf¾n ¯ ¯¾f ¯½ ¾f   .

° sf¾¾ ¾–f¾¾ ¾hn  €  n  ¾n°¾f© ffffn ° ¾ ¯f¾ ff ¯f¾¾ ½ s¾f½° nf¾f½  f¾½ff° –n¾f€f ¾ € nff€nf°  ¯  nf f ¯f¾ .

° sf ff¯ ° ¾¾ ¾n¾¾ ¯½fn  ¾n° h ¾  ¾ n  ¯  ¾   ½ s fxf° ¾   fn¾  ny €  n  f¯f– ¯ n½fff ¯½ ¾f  .

 ¾½ ¾¾ s  f¾f€ f°j ¾hf–f f° f¾n ° ¾  °n° ¯f° f¾ nf ½ ¾¾ s¾ ¯fff– –f   ¾j¯f¾nf¾ ½ ¯ ¯f¯ °ff .

¯f– ¯ n n°¾fnfn¯  ¯½ ¾€f nf° ¾ f¯ ¾y¯ €f °   ¾ ° ° –ff°f¾ €  n °  ¾µ ¾–h¾n¯½ s€ n¯½f  ½ €  ½f–f¯f¾½ nf ¯nf f¾ °¾fsj ¾ –f°sf °j   ¾ ¯ ¾f ¯ff°f ¾½ ¾f°€    n °   ¾ ° –n ¾h°  ¯  ¾ € nff ¯n ¾n °  ¯½f°  ½–f¯f¾ €  f n¯€ f¾ n¾f¾ -f © x¯½f° n°¾fn °  ½ff    ¯f¾  ¾ n¯¯f¾€ y°nf  –° n°¾ ¯f¾  ¾ nn¯¯n°¾¯  ¯¾ ½¾ f n fffn¯½f  fsf½x  ° f¾ .

f¾ny f ¾¯f ° f¾f° ¾ f°sf¯ ° ¯½  €fsf¯f ½x  ° f ¾ ©f ½ ¯f n ° €fsf¯f ¾ f ½ ¾¯f¾½nf ¾  -ff¯ ° ny½f–fh¯f¾nf ¯f¾¾¾–ff°  °f¾f ¯½ ¾f°j€f f ½  .

°  f ¾f–¯f¾ f¾nf¾f¾¯f¾n¯°¾  ¾n°  f¾€°f°sf¾   ½ – f¯f ¯f° f ¾° n ¾¾hf½¯nf½f –  .¯¾¾ f° fnf f ¾  ¾n°n ° ¾ ny½ h¾ ½ s   f fn¯n°f¯ ¾ nf½f – – ¾j f ° –n ½ °  ½f° ©f¯ °  x° n ¾¾h°j¾ f° ¾ ff f f ¯½ ¾f n¯ f°  ff¾f f ¯f f  n¾µ ¾¾ f f¾ ¾f ¾n ¾f° h¯½f° ¾fx–n €°f°n   ¯f °–   ¾h ¾ ° ¾ – °j¾½  ° ° –n ¯f¾½ ff ½  ff¾y°nf ½f° ©f¯ °½ ¯¾–h¾½  ¯f¾n¯°¾f¾ ½  °¾ ¯½ ¾h¾ n¯€ff  °  n f°sf ¾€° n  ¾ ff¾° ½f–f¯ ° ¯½¾¾  €n f ½ff½f–f¯ ° ¾¾fh¾° n ¾¾ f   ¯½x¾¯½ffn nf½f – nf½f –xf¾¯f ¾f ¾ f ¯½ ¾f ° n ¾¾f½ff€f ¾ ¾° –n¾fn° n  ¯%#–f#%  x¯ n¾– f ½ f ¯½ ¾f  €°f°nfff f ½°n½f ° –n nf½f° n ¾¾h½ffn°°f ff ¾½ ¾  °¾ ¾j  °  ¾°¯  ¾ ¯ nf n°¾¯  ½ hf ¾   n°°ff  f¾f€°   ° f¯f¾¯½f°  f n°   –.

¯½f¾ ¯ n ¾¾  fsj f¾ ° f¾ ¯ ° f½ sj 9 sj ¯ n ¾¾ .

.

¯½f  °¾  ¯f¯f–f °j–f¯ .

¯½f¾n¯½f¾¯n¾½ff½f–f¯ ° I ° f¾n¯½f¾°–¾½ff n ¯ ° I ° f¾n¯¯f– °¾ n° sjfx¯ ¾n¾¾€¾ ¯ fsµ ¾fn¯f fnf½fn f   f f¾½¾n¾¾ ¯  ½f° ©f¯ °   ¾¾f¾¾fsµ ¾ ¾ ° –n¾ hnf½f €°n°fn¯¯ °¾nf½f –  Iny¾f f¾¾j¾n° ¾ h¾n¾ – ¾j @  ¯½ ° ½ n¾f¾ff–¯½ n°  ¯½ ¾ff½ff¯f n¾µ ¾ – ¾ ° –n €¯f €nf ¾¾ ¾n° ¾  ¯f°f¾f¾½n ¾¾¾   fn°f¯ ° f ¯½ ¾ff°n¯¾n ° ¾f°n¯¾€° n  ¾  ¾  ¯ fff n  ¾ f ° ¯ °fxn°   ¾  ½¾  ° f  – nn¯f f   f  °¾n° ¾ ¯½ ¾ff¾¯f¾¯½f° ¾ ½    ¾j n° n¯ ° ¾¾ ¾n° ¾  ¯¾ ¯°f ¾ ff¯ °  ½ € y°nf ¯f° f °€¯ff f – ¾j n° n¯ °   ¾n¯¾hf–°¾½¾¾ x¯f f¾ € f¯ °f¾ ½ f© f° ¾¾ ½n ¾¾  ¯½ ° ° n ¾¾f n° ¾    f¾f¾f f ¾ °f¾ f ¯½ ¾f ¯f¾f–°¾f¾½ n¾ ° –n – ¯¯n°  °  f¯f¾–¾ j  ¾  .

f f¾ n ° ¾ €° n  ¾ ½ ¾ .

°   ¾  f¾°€¯fsµ ¾°  ° ¾f   °f¾f ¯°¾f  ¾f ¾  nn ffx¾ f¯f– ¯ n° sj   n  f ¯½ ¾f f¯ x¯ ½°    °f¾f ff¯ °  .

ff ½¾  h½½n°ff¾n° sµ ¾f f f¾g¾ n¾µ ¾€°f°n f¾ f ¯½ ¾f  .

°€ff–¯f¾ nf¾½ffnf¾n¾¾ ¯f½f  ¾¯n ½  °¾ ¯½ °  ¾°j½¾¾¯¯ nf°¾¯  °f½fffff ¯ ¾n¾¾  ¾½ ¾f¾ f¾ f ¯½ ¾f ¾¾ €nff– ¾j f ¯f f  n¾µ ¾°¯¯ °n   ©f½½ ¾n° n¯ ° ¾¾ ¾n°n ¾  xn°nf¾½n°¾ f ¯ ¾ ¾n° ¾¯f f¾¾  nhn¾  ¯½ ¾h¾ fnf f¯€nf° ¾ ¯¾f ff  f f¾fsj€°f°n f ¾ ° –n  .

¾¯ nf°¾¯¾ n° €°fn ½ ¯¾  ¾½ nf¯ °  ¾°ff  nf ¾½ ¾f¾ f  ¾¾  ° f¯ nf°  ¾ ¾n¾   €   ¯ ¯f¾ nf¾½ff °–f¾n¾¾ n¯¾¾ f¯ °f¾ ¾n¾ .

°€ff–¯f¾ f¾f ¾ –  .f¾ °   .

f° €f ¾ °¾ ½ ¾f¯¯f¾°nff f ¯½ ¾f ½¯f¯fn°ny°nf ° ¾€° n  ¾½ ¯ °¾¯f ½f°  ny¾¯½ ¾¯ °  ¾¾ fnf f¯  ¾  ¾h€f ° ¯fn°ny°nf  € x¯ ¾¯   ¾– ¾ ¾ ¾ ¾ ¾f  sf¯½f j½ff¾½  ¾n°€¯  ¾ ½ff f¾n¯½f¾¾ ©f¯€ f¾ ¾¯ ° f°  ¾ €¯f¾ f½¾¾  ¾¾f ½ff¾½¯ °¾  ¾n  ¯fxf ½¯f¯ nf f¾½ff ° f ¯n¯¯ °n¯ ° f¯f¾   ° n ¾¾h ½½ nfsj ¾¾ °€f n € nff    n°¾  ¾–f¾¾n¯ ½f¯ °¾ ° ¾ nf¾n¯½f  ¾ °j½ °¾  f¾ y¾ .¯ n ½ ¾€° n  ¾ ¯ ¯f° f n¯ sff ¯°f¾ ¾½ ¾f¾x° –nf°ff f¾n¯½f¾  f ¯ ¾¯ ¯½ ¯ °¾°fn f¯ ° f¯  ¾ hn¯½f   ¾nf  ¾¾ ½ ¯ ¯f¾f½  – x ¾¾ °nf½ff¯f° nff  f  9¾¾ °j   f¾° –nfsµ ¾°f¾¯j¾¾¯ °  ¾ °nf –f ¾ f¾n¯½f¾    ©f¯j –x¯ ¯ ¾ #nf# 9 ¾ ½ ¾ °  f ¯½ ¾f ¯€°n°h ¾n  ½ff€f ¾¾ fx¯n°¾ ¾½ nf¯ ° n°ff ½fff€°sj ¾¾f½ ¾¾f€fh f f fff¯°n¾f¯ ° n¾ nf f½ fsj nf f ¯n¯½f   ½°n½f¯ ° f  ¾n¯¯f¯   €°¯ ¾f¾½ s¾n f ¾½ ¾ €° n  ¾   –f° n°ny°nf¾ .

€ ¾   fnfx ¯ ¾¯¯f° n ¾¾ f ° ¾¯ °½ °j©¾€nf ¾f    -j ¾¾f°½¯ #°j# ¾ n¾f¾ ¾€° n  ¾°j¾–°€nf¯° n ¾¾ff¯ ° ¯#°j# €° n ff ½¯ f ¾½¾f° –ff ¯¯f° –nfsjx¯   ny ½ ¾f½½¾f ¾f¾ –y°nf¾hf¾  ¾ €° n ½ fnf fn °  .

° °n  °   f f°¾fsj ½ °  ½ sf–ff°¯ ¯° –n½ffny ½ff¾f ¯½ ¾f     °µ ¾€f f ¯½ ¾f .

f¾ ¯½ ¾f¾½  °f¾ n½f¯¯½° f ¯f¾  f½½f ¯½ ¾f @f¯ x¯x ¯fn¯½f°ff ¾ffsj  °¾% ½ nfsj% n¯n¯½f  ¾ ¯ ¾  ¾n   f ff¾¾j¾¾ ¾n¾¾ @  f ¯½ ¾f  °jxj€hn nfnff°fn°f f–  ¾ ¯¾ ¯½¾¾¾  ¾¾fh¾ ¾€°n°h¾  ½ ¯¾ ¯ °¾ ¾ ¯f¾½ ¯€f  ¯f f €  °sf° ¾f  € nff ¯½x¾¯¾¾j¯f –fsjnff ¯f¾ x¯½f° ¾f f° ½f–f¯ ° ½ ¾ °f¾©¾ ½  ¯½   f ff°n¾f½ff½  ny °   nyn¯½f¯ nf f¾½°f¾ f¾  °  ¾¾ fx€hn nfnf  ny   nfnf ¾¾€f ¾  °f¯°f€f nfsj ¯½  n¯f¯j  f ¯fxf ½¯f nhn¾ h ¯¯f¾n¯½    f ff°n¾f½ff °  ny °  f¾¾n¯½½f–f° f ¯j  f f¯f °f¯ ° f¾ ¾½ ¾f¾  ¯¾  ff f¯ ° n° n f¾ f f°n¾f½ff ° ¾ ½ xj¯½f°  f°¾f f°n¾f½ff€f nh   . °µ ¾  °f¾ ¯f° f¯¯–f¾°f¯f½f  f¾  ¾ ¾° n ¾¾h x¯ ¾¾  f€f¾f¯€°n°h¾ f¾f f ¾¯f¾½ f¾   f fn¯n°f¯ f¾€°f°sf¾ f¾f ¯½ ¾f n°  f¾€°f°sf¾xfn°f  f ¯f ¯½ ¾f  xf f¾ ½ff  ¯½ ° ¯ °½   –  n  f¾  ¾¾ n° x€ nff  n°f f   ¾h °f°  ¾f°   °   ¯¾f¾f  ¾½° ½ff¾ x¯ ¾¾    ½ ¯ ¾f f°f ¯½ ¾f ¾h– f°  ¾  f ¾h°nf¯°n  .n¾€   f ff¾¾j¾¾ ¾ °¾ 9ff¾f  ff¯ ° ff f ¾ ½f¯ °¾ ¯ ¾ ¯ ¾ ¾ ½  °n ¾ f¾f ¯½ ¾f  ¾¾ ¾° –n¾ ny ¯  f ¯n°¾ fsjf¾ ¯ f°sf¾ f ¾¾ ¾ °¾¾€ f¯n¯ ¯½ .f¾f¾ f €f¾ ½x¯ €f ¯½f  ¾¾ n° €°f°n  f n¯fffn¾¾  ¾ °  ¾fx–f¾½fff¯ °ff¾ ° f¾½f° ©f¾–f¾¾n¯ ¾ f¯ x¯¾jfsµ ¾ f¾f¾f– ¾j €n °  f¾€°f°sf¾ ¾ ° –n ½ ° ¯  f €°f°n f 9ff f¯f¾nf ¾¾¾–°€nf  ¾½ nf¾f ¯€°f°sf¾½ff½  °f¾ ¯½ ¾f¾ ¾ ½°°  ¯ n¯ ° fsµ ¾½ff½  °¾ ¯½ °  ¾¾f  ¯ n¯ f¯ n¯¾°¯ ¾ ¯f° ¯€ nff½¾  °h  f– ff–¯f¾ f¾ n¯¯ ff¾f €°f°n f ¾ ° –n ¾f° – 9 °¾f° f°  f.

 .

° sf¾f¯f– ¯ n ¯f– ¯ n¾ nfnf  ° f¾ ° f¾f¾½ n  f¾f¯f– ¯ n €f¾ f¯ ¾¯f ¾¾¯ ¾ ¾ ¾ f¯ °f°  ny ¾hn f° ¾½ s¾ n ¾%f  ¾  €  ¯ ny–f¾f½ff ° ½ %  f¯f– ¯ ¯° n¯ ¯½ ny h f©¾f¾ ¾½ s¾¾ ¾n¾¾   f ffx¾ ° n    f¾ ¾¾ f½ ¯  ny¾f ff°f¾n¾f¾°f¾f ¯½ ¾f½  °n ¯ff¾½ ¾¾f¾    ¾¾ ° n ¾  ½ ¾ ¯¯f¾°f 9 ¾–°€nf ny ¾h ½f° °  ¯f¾ f¯ x¯½ ° nf ny½  n°   f ffxf f¾¾f¾n°f¾f n  ¾¾ xf  °    ¯fny  f¯ °f ¯f¾n°f¾f n  ½ ¾ ¯ f¾  ¾ ¾n ° ¾°j ¾j½f–f°  ° ¯¾ ¯½ ¾¾xj f°½¾¾f ½f n  ¾ f¾ °  n ¾n ¯¾ ¯ f¾½ ¾¾f¾½ n f¯   .

fn f° ¯½ f½ffnyn ff¾n°f¾f n  9ffnfnf ¾¾  ¯½ ny½ n¾f¾f f°f¾ ° f¾¾j€ f¾½ f  ¯¯x f     ¾¾ °¯ ½ °¯  n°f¾f n   ¯¾ff°¾ f¾¾f ¯½ ¾f €°n°fn¯¯# f°n#½fff¾½ ¾¾f¾   ¯f f   f ff¾¾jf¾¾f¾n°f¾f½f–f  h¯f¯ °°f¾n°f¾f½f–f ¾¾½  ¾f € ° ¯f ¯f¯f½ff ½f–f ¾¾f¾n°f¾¯f¯ ° f¾n¯½f¾ D¯f¯ °°j½f° ©f ¾ ¯n°  ½x¯ ½ ¾ ¯f f  f¾f €°f°n f f¾f ¯½ ¾f ¾h °f°  ¯n¾   f f  ¾hfn° n ° n¯¾  ¾  h¯¯ °¾ ¯ x ¯¯f° ¯ ¾ –f°  ½  ¯½ ¾½ s¾ f¾ ¯ nf f¾ ¾f ¯½ ¾f ° ¾f°f½ sj  ¾  ¯ f¾ x¯f f f ° ¾° ¾ n¯½f°f¾  ¾  f° ¯½ ¯f½ff  ¾  °   ½   ¾ ¾¾ ¾° –n¾ ¾jn ¾n °  °n °  fx¯   f¯ x¯f° ° ½ f¾ ¾f  ¯¾½f–f¯ °¾° ¾¯ °¾ ¯f¾ €–f¾n¯ ¾  f–f ¾h½ff   9ff ¯°j ¯½hnfn¯n°f  f n°  f¾€°f°sf¾½ ¾ € ½¯ n°f ½€¾¾°fn¯ff© f ½–f¯f¾ n¯½f  ¾½ nff ¾½fff – ¾j€°f°n f   ¾ gh f f¾f ¯½ ¾fn¯ffny °f¯f¾ ½ y°nf  f€° f n¯n°¾¾fn ° ¾ .

° sfn°n½–f¯f¾–h¾½fff¾¾f¾€°f°sf¾ Iny©h ½f ½fnf¯ °   fny ¯¯fn°f½ff½f–f"  €° n fn°f   ¾fh¾ff–  ¾¯½ ¾¯ ° °j h½ff–f°f °f nf sf°¯nf ° ¾ ½ °f n¯  ¯   ¾ n f–¯½f° ¾¾¾ ¯ .

n°ff¾ –fsµ ¾½ ¾¾f¾ n¯n f n° ¯° @Ifnf   ° f°f¾f¾  x¯ nf° –n° ff f ¾ °¾ ¯n ½  °f¾ ¯½ ¾f¾y¯  f ¯°¾ff¾€°f°sf¾ f ¯½ ¾f ½ ¾¾ ¯ ½ n¾f¯ f© f ¾ ¯° ¯ nf   ¾¾½–f¯f¾ n¯½f  .f¾n¯ ¾n "¾  f ¾f½nf - –n¾f°f¾h¾ ½ nh½n¾ f¾¯f¾  sj n°n¾€f ¾ €°f°sf¾ –f¾ .

°€f  °f°n  ¾½ ¾ ½–f¯f¯½f f ¾  f f°nh fxf¾fny½ ¯f   °n¯ ° f¾n°f¾ 9ff¾f¾€f x½ n¾½ °n ¯nf f¾°¾   ¾ °  f° €fn x °f f–f h  ¯½ °  ¾ ¾  n¯ ° f  9ff¾f ¯f¾  ff n f  -D.

°¾f9 ¾¾f ¾ ½–f¯fx f.n¾€ °f½hnf x¯f½f°f n ½f °f f  ½ ½ff f½ffnyf°sf n f¾  ¾½ ¾f¾ nnf°°f€°f ¾ ½fh–f€   ¾   f½f°fxf°¯   ¯f ¯ ¾ ¾¾f ¯f¾ ½sµ ¾ n¯sf¯ ° ¯x¾n  €fn f  fx½ffnf¾f¯ ° 9ff¾f ¯f¾  ff n f  9 ¾°f°f°n ¾   f¾f° ° n¯° €fn f–f h    ½ ¯ n°f€ nff  n¯f°¾€ y°nf¾ f°nhf¾ .f¾  €€ ½fff© ffn°f  f  ½  °f¾ ¯½ ¾f¾ –f°f° € nff ½ ¯°  ¾ f f n¯°€¯fsµ ¾ €° n  ¾ n ° ¾ n°f¾f ½f–f f n  ¾fh¾ €ff¾  f¾ f  ¯½°n½¾½€¾¾°f¾ n°f  f  f¯ x¯€fnhn¾€°f°n ¾ –f°fn°f¾ f°nhf¾ €  ° ¾ 9ff¾f ¯f¾  ff n f  h 9 ¾¾f ¾ ½–f¯f ¯¯f¯ f f ½f–f fff°sf f  ¯f–ff   ¾h°f  ¾j  n¯hf¾¯ €nfsµ ¾€ f¾n¯ f¾  ¯¾– ¾µ ¾ ¾¾h¾ ¾€f  ff– ° f n°f¾  n¯½¯¾¾¾ n°  n°f¾ f°nhf¾  n°f¾f½f–f  f n    n f¾  ¾½ ¾f¾  ° ¾ 9ff¾f ¯f¾  ff n f  sf¯ °.

¯¾ n ¾ €nfnf¾ff x ¾½ ¾f   x n f  f° f– f¯–h€n ¯¾f  ¯¯f°nf f f° ¾h¾ ° –f¾ ¯nf f ¯ D¯ff°f– ¯ ¾€f x   ½  f   ¯½ °  9ff ¾f ¯f¾  ff n f  .

f f  °fsjfff°nf¯f¾ ° f¾  nf °f°° –nx€° f¯ °f½ff–ff°fn¯½  f   f f x f¾½  °f¾ ¯½ ¾f¾ f¾ f¾°j ¾j°f° ¾€n ° D¯ .

 f½ ½ff ½ f ¾f°– ¾f° – °n D°nn f¾°f½¾sj° f°°– ¾½f¾ ¾¯f¾°f  ¾ ¯°  fh¾ .

 f%% – °°f%% 9–f %%  -OO ¯°h-fn°f 9f ¾@ n°–n¾ °n f f¾ ¯½ ¾f¾   ff  ¯.

% ½ ¾ °   f  ¯  nn .f¯½f° %.

f¾  € °€hn #@ ¯¾ ¾½ f¯f°xnf ½  ¯f¾–f ¾ – ¾j°f¾½  °f¾ ¯½ ¾f¾ €n – f°fsj½f¾¾ff¾ ¯¯½ f ¯ nf ½ff ¾   gn°ny°nf ¯¯f n°¯ff f#   ¾ © n¯½f ¯f° f¯f¾h½ f ¾  ¾fnf ¾n°n ° ¾xf°fsj °nf¯f ff °sj  ¾½ f ¾ © n¯½f 9¾¾  f  °f–¯f¾ nf¾½ff ¯½ ¾f¾  ¾n f¯f° n ¾¾ f  °f  °fsjxf¯½ ¯ °fsj °¾n°n ¾ ½ n¾ ° ° f ¾¾y°nfg °fsj ¾€f ¾nf¾  n°´¯n¾ ¾nf¾  f¯f f ¯½ °  ¾    ¯°f  ¯ ¾ f¾½n ¾¾¾ nfsj f°f¾f¾½n ¾¾¾ f sj  °¾°f½ °nf¾n°¾¯  ¾f¾f¾°¾½ ¾¾ s¾  -f¾ f¾¾– ¯ ¯½  .

°n ° ¾ °½n ¾¾ f sj ¯½ ¯ °fsj f  f   ° ¯ ° €°n°h¾½½µ ¯¾sµ ¾°  ¾¾f° ¾½ff¾½  ¯f¾ ¯f¾ °j  j ¾ ½ n¾  nff¾  f f¾ ¯f° f¾ ¾n°¾¯  ¾ ¯f°  n f   °€nff €  °sf °  f¾½ ¾¾f¾  ¯   ¯   ¾j ¾½¾f¾f€f ½ffn°¾ –   ¾ ¯½ ¾f¾½ n¾f¯f°f¾ ½f° ° –nf¯  °fsjf¾ f f   ¾ –  ¾h ¯€f  ½ ¯ °¾ ° –n¾½fff –fn¯¾n ° ¾f°f¯¾ n°n ¾ f ¾  ¯½ jh½   ¾¾ ° ¯  n½ f¯ °  € –f¾n¯¾ ½ ¾ s   f f €f ½ff ¯f¾ °  ¯nff . ¯ Inyn°¾ –f°–¾f¯ f  ° f¾ ¯f¾½  ¾h€ff°  ° °nff".¾¯n ½  °¾ ¯½ ¾h¾n¯ °¾¯ ¾  ° f¾ ¾j ¾ €f °  ¾¾f½ –°f f°   ¾n°  ¾ € nff ¾¾fn° n  ¯ –f° ½f ½ ¾f ¾f °  ¯nffx¯ ¾f€j–f° f°€fh   ¾¾f¾fsj½ ¾  ¾ fn¯f–¯f¾¾sµ ¾f f f¾°f½ fsj hf f ¯½ ¾f n°¾ ¯– ¾j ° –n¾ °´°.

f¾xn°¾  f n°¾f  –¾  ½  °f¾ ¯½ ¾f¾–+h– n f f¾x #.f¾ .f¾  n¯ ° ff¾ ½hnf¾ n° f¾ –½ff  fnff –f°ff¾€°f°sf¾ f¾f ¯½ ¾f  .

¯ n .

#  f  –f°fsj .

  °f f ¾f f nf½f½ n¾f¯¾ –f°f f¾f½f  ¯f#½¯  n  ½¾½f–f#   n°  f¾n°f¾f½f–f  ¾ € °nf¯ ° ½ ¯  ff¾   °n¯ °  ¾fx–f€fnf f© ½ f–f°  ¾½°  f   n¾¾  n°–f f °€¯fsj  n°  f¾n°f¾f n f¯ x¯  ¾ € °nf¯ ° ½ ¯  ff¾   °n¯ °  f nf¯ ° f¾ y°nf  n ¯ °¾n¯f¾ y°nf ½f–f¯ °¾  ¯ nf f ff .

¾ ¯½ °  ¾ ½°n  ½¾¾f½f n  y¯ €n f ¾½ff f n¯ °  j¯¾ ¯¾ff  ¾ ©f¯n° ¾f ¾ ©°f¾f¾ ¾–° ¾ ¯f¾€– ¯n¯ f  fnf° f¾¾°x°¯ ¾% fnf¯ ©h ¾f ¯¾€n ° ½ffnf¾ ° –n% €°f ¾ –¾f¾¾ ¯ €°f°sf¾  f¯ ¾ f f ¯°¾fsj  ¯½ ¾f¾  f f  ¯½ ° °jx ¯f¾¾¯ °j ¯½ff¯  ¯  ¾ f  ° °  – ¾j   nff ½  ¯½ xn¯ ¾½f°  ¯° fnf  ° ° ¯f¾ °jyy¾¯°¾ ¯€¯ ¾ ¯ – ° f .¯¾¾ ny½ n n¯f° n y°nf¾ f hf ½f–f¯ °¾½ f f  n ¯ ° ¯  ¯°f f ff .f° ¾¾fn° n ¯ff °ffxf f f–°¾½f–f¯ °¾ °fn°¾ –ff° n½fsj f–°¾ n ¯ °¾ ¾¾x½¾¾   n¯–f°fsj – ¾j € nff ½ °  f f–f°fsj f ¯½ ¾f  ¾  – ¾   ¾   nf¾ €°f°sf¾½ff½  °f¾ ¯½ ¾f¾ .

n¾€   ff f¯½i°nf  ¯f  hf¾  nf¾  €°f°sf¾ ¯½ °  ¾ ¾fnf¾    ¾  .°¾ f ¯ ¾°¾¯ °¾¯f¾ ¯½f° ¾½fffff ¾ ¯½ ° ¯f ¯½ ¾f € nff¾jf¾ ¯¯ °fsµ ¾ f¾n°f¾ f¾f ¯½ ¾f n¯ n f¾  ¾½ ¾f¾ ½f–f¯ °  n ¯ ° €   °  ¯f¾½fff¾ xf¯  f ff° f   °    f¯ °  ¾ °f ¯½ ¾f f   °   °   f °nff f ¯½ ¾f  ¾h ¾½°   ny€f¯ fn  ¾ € nff   ¾ °f¯ °¾¯ ° ½© sj½ff ny½¾¾f  ¯°f¯f¾€fn¯ ° ¾f¾° n ¾¾ f ¾ €°f°n f¾ fn ¯x  °–½f¾  n°¾ h° f¯ nf°¾ ½°°f€¯f f¾½  °f¾ ¯½ ¾f¾°j½ ¾f¯f °sjf ¾¾ #f¾  ¾n° n #€ nff ¯f– ½ nf °¾  f.f¾¾j¾ ¾f¾" ¾¾j f f ¯½ ¾f½¾¾ ½f¯ ° ¯ f ¯ ¾  n .f¾ f¯ x¯x½ n¾fn¯½f°ff ½ nfsj ¾¾ ¾ °¾ fff°¾f°¾¾ h .

° n ¾¾h¾ ¾¾n¯½f  ¾ ½  ¯½"¾ h ¾f ¯½ ¾f°j ¾h nff f ¯¯¯  f ¯f¾  ½½° –n"¾¾ ½ ¾ ¯½  ¯f  .fxf¾f¯f– ¯ n " ¾ nhnx€   °  ¾ f  ° f¾½ n   f¯f– ¯ n ½ ¯f° n n°¾¾ °  ° f¾  x½h  ny ¾ ©ff©¾f° ¾ ½ s¾f f f¯ ° ½ff € f¾¯ f°sf¾ ° ½ s½f– n¾ f ° f ½ sj ½¾¾  f   °€nf¯f¯f– ¯ ¯ n°½ ¯  ny f©¾ ¾ ¾½ s¾n¾¾ -f½½ ¾ xnf n  f¯f– ¯ f ¾f½f n ¯f¯ ° - ¾¾ nf¾ ny¾ hn¯f½ ¾¾f ½   °  ¯  f¾f¾ ° f¾ ¯f¾¯f–° ½ ¾¾ n¯½ °¾f°¯ -j¾–f ¾¾  nf¯°  .f°n¾f ° "  ¾¾ °nf¾f f°n¾fnnf¯½ °¯ nf   °n ¾ n¾ ¾f½ sj ½ n f ¯f °– ¯j  f  ¾  ° ¾  .

fx ¯½¯x  n f°sf f¾n°f¾f n " 9f ¯ °  ¾¾fx¯f f¾°€¯fsµ ¾¯f¾¯½f° ¾½ff ¯½ ¾f¾ ¯ n° °sj  ¾½ ¾f¾ ½  f° nf ¯½ f° fnyffhn¯ # f° #½ff ¯ ¯ ¯ny¯n  9ffnfnh  ny½ n¾fhn° n f ¯x f hf  ° f¾    f½ °¯  n°f¾f n   .fxf f¾n°f¾f½f–f" D¯f¯ °°f¾n°f¾f½f–f½ ¾–°€nff½ °f¾ nyn¯½¯f¾  ° –n½f¾¯f¾°–¾ .f¾¯f¯ °°j½f° ©f –  °nf ½ ¾ ¯ f¾° °  f ¾f€°f°n f f ¯½ ¾f ¾h °€f n °     ¾hfn° n ° n¯ ¾ " nf½fn f  n°f ¾   ¾f f° ¯½   ¯f½ff¾   °  f°¾€¯f ½ ¯  °€nf¾ ° –n ¾hn ¾n ° ¯°–f°   ¾¾fnf½fn f f¯ x¯° nff ½ f¾ ¾f  ¯¾½f–f¯ °¾  ° ¾¯ °¾   ¾hf f f °¾¯½ ¾  ½f¾¾¾½fff°¾€¯f¯f f ¯° –n D¯f–f°  f ° –n°jx–ff°f ¯f ¯½ ¾f ¾n ¾¾ 9ff  ¾¾fn° sf  ¾ ¯°¯ ¾ ¾f€¾½ff¾  ¯ °n ¾½ ¾ ¯½ °  ¾  .¯f° ff fsj °   f¾ f¾" ¾¾f fsj½ ½ ¯ nyn° sfff° f   °¾  ¾ ¯°f ¯½ ¾f  ½  °n ¯gf½ ¾¾f ¾  f°n ½  ¯½ D¯f¯ °° ¾¾f  fsj½ ¾ ¯¯f¾°f   f°½ n   f¯f–f°  ½f°¾j n¯° nf ny ¾h f° ¯½f¾¾¯f f½ °f  .

½¯ ff– ¯ D¯ ¯½f° ° –n¾x½¯ ½f¾¾ ¯f¾¾½n ¯ °¾ ° n ¾¾h¾½fff ¯f ¯½ ¾f½ ¯°j ¾f¯nf¾° ¾¾f€f¾  – f ¾ ¾¾   ¾i°¯ n°¾ ¾f ½¾ ½f° f¯ nf°°n n¯ f °n  ½ ½f¯–fn¯½f¾¾¾ ny  ¾ –½fff°¾€¯ff¾f f ¯¯ ¯½ ° ¯ °nf ¾½°n½¾°n ¾° ¾¾ –f½ ¯¾ f½nfff  ¾  ¯ nf  .

fxf¯f° ¾¾f ½° f " ¾ h½ n¾½ff  nf ¾¾f f"D¯½f° ° –n¾ ff x f¯ ¯f° f –ff° nyn  ¾¾½°¾¯½f° ¾   9 sf½°µ ¾ °n° ½ ¾¾f¾ n° n ¯ ¾¾ ¯ nf   ¾ ¯  ° –n  ½n  ¾½ nf ¾   €°n°f  °j€°n°f f f¯ x¯n¯n°¾¯  ¾  ¾n f  ½ °¾f¯ f¾f f Inyf  °€¯fsµ ¾  ¯f° ° f¾f¾    f©fg¾½°µ ¾ fsff¾¯ €nfsµ ¾° n ¾¾hf¾°¾ ½f° ° –n¾°f¾f f°nfn¯ f¾ °f¾ ½°µ ¾  n¯ ° fsµ ¾  @f f n¯¾°¯ ¾  ¾n ff¯ x¯  f°nf½fnyf½ n¾f  ¾ °f¯½f° ¯½ ¯ °fsjn¯¾ ¾ © ¾ ¯f¾¯½f° ¾fn½f   . ¯ ¾ j¾n°¾¯  ¾     ¾½ n¾f¯"¯¯ °n ".°€ff¾ –   ¾nf¯f f f   n° ¯f f ¾  °nf n¯¾ ¾°  ¾¾ ¾ ½fµ ¾  n¾¾   i°nf½ff¾ ¾n¾ @ °f ¯¯ °  ¾f f°nfxf½ °f¾¯f½ ¾ -j¾ f½f° ½ f f° f   9 °¾  ¯ ¾¾i°–¾ €  ° ¾ f f½° f n¯¯° ¾ €ff  ¯f° f © f f°fnf .

°¾f¯½  h¾n .f° ny ¯¯f f ½ ¾ s  fx– f¯ ° °f f n f  ° f ¾    ¾¾f¯f– ¯¯½n f  €fsf  nn  f¾f ff ¯f¾ h¾n½ff¾f¾€f f¾° n ¾¾ f ¾ n°¾¯ ½°n½f .

°¾f ¾¾ ½  h¾n½¯  n¯¯ °n¾½¾¾    .

f¾fx  ¾ ½  ¾ ©f°¯ nf  ny ¾fhf° f° g¾n –f¾ –f¾f°  ¯½  °  n¯½nff  f  ¾f n¯¾n°¾¯  ¾j f–  ¾ °f¯½  ½°n½f  f°n °¯ nf f½ f¯ °   @ ¾ f¾fnfsj .¯ n f ° f½ f¯ °   °f  ¾½ ffx ¾ ½  ¾ ©f½ € ½ffn¯ sff ° y  .

°f°½  ¾h°¯ nf  ny½  ¾n n¯nf¾f¾ ½ n¯f¾ ° n ¾¾ f ¾ n°¾¯  9ff€f ¾¾  ¾   ¯ °¾n¯½ s ¯fnf  nffn ¾nf¾ ½   ½ y°nf¾ n°¾¯   ½¾ ¾n f¯f¯f° f €n °  ffn ° ¾  ½ ¯ °f° n¯¯ °¾f– °¾ ¯f °– ½¯sµ ¾   nf°f¾  ¾ sj   fsff©¾ ¾ D¯f  ny ¾n f¾¾f¾½ n¾ ¾ ½   ¾f –fsj½ ¯¾  ¯ f ¾ €fsf¾f©¾ ¾° n ¾¾h¾   9 ½f ¾ ½ffn ¾n   ff f–f¾ ½f° ° –n¾ ff ¾ ½ ¾ s ¾f¾ ¾fx–f¾ €°f°n f¾  nf n¾¾  nyh½ n¾f½ff ½f°   ny½  °   f°fnf½f  ¾fx¯f ff  ny ¾ ¾ –f°f¾ °¾f°  ¾ €  f f  ° ny  ¾f f–f ff¯ °   ½ n¾f½ffn ¾n   h €fnff  °sj nf½f   n   f¾f ½  .

¯¯½f° ¾f °¯ nf  ¾ n¾¾f½nf ¾°–fn  xf  ½f°   ¾¾ – ¾   ¾f ½ ¾  f©h ¾ ¾f  fn f° ny n –f I ©f¾   ¾ ° ° ¯nff¯ °  x ¾½ f   ¾     ¾½ ¯€  n  ny ½ n¾f   .

¯ ¾ff¾f f ° –n 9fff¯ °ff¾nf°n ¾ ° –n fn  x€° f¯ °f ¯½f°  ° –n¾ ff  fx¯ ¯f°€¯fsj¾  ¾ °fhff  nfsj ½fff½ ¾f fnf–f f f ¾½¯ ¾¯ ¾ ¾ €°n°f¯ ° f ¯½ ¾fj – .f¾¯ n¾½ f© ff¯°¯f¾¾n¾ ° –n°j fn    ¾ff¾f f ½ ¾ s  9ff¾¾ x½ n¾½¯  n° n¯ °¾  ¾ ° –n f¾fh f  ffsj fx¯ ¾¾ ¾f n¯¾ €ff– ¾j ¯f ¯½ ¾f 9ff f –f¾ n°¾f ° ½ °  n¯ ¯ ¾¯f ¾ ¾ ¾½  °¾ ¯½ °  ¾x f¾ ff¾f  f ° –n°   ¾½ °¾f¯ ¾n ° ¾  ¯ 9ff ¯f¾¾ –f°sf¾  f f  f  f¾f ¯½ ¾f ¾–f¾f½f¾¾¾f¾ –    °€ ¾ ¯ nf  ° ¾ ¯f¾°f f °€¯ ¾ ¾  f¯f° ¯ nf ½ff¾ ½ ¾ s  ¯¯ nf °"¾¾f¾ ¾µ ¾½ ¯¾  ¾½°  f¾n¯f–¯f¾f¾ ½ ¾¾f°f ° °  ¾¾nfsµ ¾n¯ nf¾f¯ x¯½ ¯€° n  ¾¾ ¾ f ¾ f¯f° f  n° n ¯ ¾ ¯ nf x¾ff–¯f¾€ f¾ ½¾sµ ¾¾  ¾ ½ff fffn ° ¾ ¾ ½ °nf n¯xfn°ny°nf  ¾ ¾n ° ¾ ¯½ °nf .

¾¯  f©ff–¯–f¾ °  f ¯f¾f½ °f° ¾¯½nf–f   fn¯ ½ ©  f°f ¾¯ff f ¯f° f   .  ¯". ¯¾j  ¾" fn°ny°nf ¾h€  n ° " h ny½ €  n  ¯ ¾¯f¯n¾¯ °" ¾½° f  ¾¾ ½ ½ –°f½fff½ f¯ f¾ ½° f ¾ ¯ nf  ¯ ¾j    °€ ¾ n °  f  ¯x¾ n °  f¾¾f¾° n ¾¾ f ¾x¯½ ¾n°  ½fffnf°sf¾f¯ f  ° f¾ x¯ ¾¾ n° n¯ ° ff ¾  ¾ n°¾¯  fff© fnyf ¾f¯ ¾f ¾fx–f  ° f¾ 9ff f°f ¾¾f¾°€¯fsµ ¾ €fsf¯f¾f  ½ –°f¾ ny   ¾½° ¾  ¾ n °  ¯½ °nf ¾ x¯ ¯¯   nf¾f ¾   f  ff¾f¯fsj½ffff ¾ ½ ¾ s   @ ¾  ff f ¯f° f 9ff f½  f¾€f¾   f–¯ ¯½½ff ¾ff¾f f f ¯f° f½ ¾  ½ ¾ s –¯f¾¯f° f¾fn ¾¾ ¾ €f ¾¾¾j € nf° ¯f½fn fn¯ ½  °¾€° n  ¾nf¾ ½fn½f°   ½¾sµ ¾ € f¾ ° –n¾ €  °f°  °n°¾ ¾ ½ff€f n°f¾ ½ ¾¾f¾¾  f¾ ° ynf¾ ¯ nf  .

¯ n f€f ¯f¾f n°f¾ ½f ¾ ¯¯ ° f¾f€f¾  ½f° ©f¯ ° ny©h   ¯f¾f  €° n  ¾  °  ¾½¾¾ ¾n ° ¾   ¾¾ €nf¾ ny ¾h°nf¯° n  .

f¾x ½¾¾ ¯°¯f ¾¾ ½  ¯f  ¯½ ° ¯ ¾¯¾ ¯ ¾¾ n¾¾° n ¾¾h¾  ¾f€ ½¾½ f¾ h¯f ¯f¾f€ff nf½f½ ¾ ¯ ¾¯g°fsj I ©f n¯n¯f¾ nf¾ f ½   – f ¯½ ¾h   f  .°° n°¾°  ¾¾f¾f n¯ n f ¾ ° ¯f ¾fx–f n¯°nfsj ½ff¯f° n°fn¯ ¾¾f¾f –f¯ ° ¾n°f¾ © ½ ¯¾ ¾ ¾n ° ¾ f¯f°j   f  ©  €f #° °–#°jx °   f¯ ° ½ff f  n°f ¯f¾nf¯ fn°f¯ °n¯ ¾¾ n°f½ff ff° nfsµ ¾  ¾½¾¾ ¾n ° ¾¯ f°  nf f nf f¾f n°f¾½ ¾ ¾  ¯¯f¾ f¾°f€f¾ °nf ° –n   ¯½ ° f¯ ¾¯¾ ¯ °   .¾ ¯½ °  ¾ ¯½ °nf f¯ n°n f¾° ¾  °  ½½° –n½€ff nf½f½ff° ¾ ½ n¾ ¾¯  f–¯ °  ½  ¯ °¾½ff¾   °¾½¯ ¾¯ ¾ ¾fx f ¯½ ¾fn¯ n f– fn .j¾g f  9 ½f ¾ ½ffn f¾ ¾½ ¾f¾½ ¾¾f¾ ¾½¯ ¾¯ ¾ ¾  ny°j½¾¾¯f  ¾ f½ff¾¾ n°¾  f½ ¾  n¯ sff ¾ ° f¾f ff° f °f° ¯f°x¯¯ ¯½ – 9f  ¾¾f½ ½ffsj°nn €nf ¾   f¾f f ¯ .

½ °nf½ff fn  fsf¾¾n° ¾f° n¯ ¯½ ¾h¾ ¾ –¯ ° ½ ¾¾f°  ½ n f  °  °€nf¯ €  °nf½ff¾ ° –n   D  °  ¾¾  f¾f fx f ny°j h¯f €n f ½ff ° y ff½¾¾ ¾° ¾  ¾  ¾½ nf¾f ¯ ¯½ ° ¾¯ ¾x° f¾  n¯ ° ff°¾€¯ff½° f   ny °€n°¯ nf  ¯¯ ¾n¾  ° fnf½f ff½ ¾¾f¾   °f¯ ° ½ff° ¾ ° ¾ ½ ¾ ¯ f°n  ° f  –  ° ½ ¾¾f€¾nf -j¯½f @ °  f¾f¾f ° f¾½¾¾ ¾ ½¾ ¾ f fx f   ¾n¾f¯ x¯  ° ff½f n    fsf½fn f¾ ¾fx–nf¾ 9fn f¾n¯n ° ¾ €° n  ¾½ ¾ ¯f f¯f° f nfn¾¾    ¾ n°n f ¯n¯f¾f f ° –n ½ fn fn ¾nn¯ny  n  ½f–f¯ ° ½¾ ° –n©h ¾ ½ f°  €  sf f¾n° sµ ¾½ff f € f¾ ©f¯f¾fff   °¾f ¯° °– @ ¯f f  n°f¾x€° f¯ °f½ff ¯½ °   ¯f¾f° ff° °j¾   ¯ nf½f° n ¾¾h  ¾n°f¾½ ¯f© h f °n°f½ °nf¾ ° ¾  ¾  –ff¾f f ° –n¾ ½  nf f nf  x¯ ¯½f° ½ffnf¯f ½fsj½fff¾f ¯½ ¾f   @ °f¯½f° fsj Iny  ¾ €  ¾  ¾h °f° f ¯° –n¾ ¯¯ °  ¯f¾¾¾°j ¾–°€nf ny°j½ n¾f ½f° ©f¯ ° ½°n½f¯ ° °   ¾½ g f ¯°¾fsj ¾ n¾¾ 9n  €°¯ f¾  ¾n  ny°j¾f ¾   ° –n f  ¯ ff ½f° ° –n¾ €° f¯ °f¾ nf½f nnff f °½f½    9  ¯  f ¯° –n  ¯f ¯½ ¾f ° ¾n ½¾¾ f½ ¾f f¾¯f ¾ ½ ¾¾f¾  ¾°f¯ ¯¾ °f½½½fj ¯¾ ¾¾ ¯f° ¾ n¯ sf 9fff n°¾f f ¾f9  °f¾¯½ ¾f¾f° ¾- –n¾f– ¯  f ¯¾nf°  f¾f ¯½ ° f ¾¾ €¯f½ ¯ffx¯   n   ° ¾nf½ffn¯f n¯¾fn€n°¯f f ¾ ¯¾ –f°sf  °  -jx½ff¯ °¾ ½ ¾f ½ °nf  f¾ ½ff ¯½ ° ¾¯  ¯f–f° ½f  ¾ ¯½ ¾h¾½f¾f¾% %€ nff¾½f¾f° ¾ n¯½ f ¾ f°¾  f D¯f f¾nf¾f¾¯f¾n¯°¾ ¾¾f¾€fy°nf¾xf€ff ½f° ©f¯ ° 9 ¾¾ x½¾¾ ¯°¯f¾¾n¾ I ©ff¾ –f¾ nf¾ fn°¾f½ff  f¯   f½¾f°¾ ½ °nf ¯½ °   .

f°¯fff€° f  ny n¯ ¯f ¯f¾½° f ¾ ° –n½ ¯¾–   ¾ ¯ nf  ff ff  f  f¾f f €° f¯ °f ¾ f¯ nf °fny ff½ff¾f ¾ f¾f f°jx¯f ¾j ¯f½f  ¾ ¯½ °  ¾ ½x¯ °j ¯nf½f½ff° ¾ ¯¯f ½ ¾¾f ¯ nf  ¯f¾f¾€° ¾½ ¯f© f¯ n¯¾  ¾f¾ ¾   ½ ¾¾f nf¯½ f° °       .f°¯f¾ n° n¯ ° ¯ °¾ h¯  ° –n °j fn  ¾¾f€f¾ f¯ x¯¾  ½ff °€nff¾f¾h f¾ ¯ ny½ n¾f¾  ½ ½ff¯    9n ffn¯ ¯f¾ nyn° n  ¯f¯ .¾ ¯½ °  ¾°jf½ f¯f ½ y°nf f f¯ ¯f°¾ f f  ¯° f  ¯f¾ ¯½ ¾f¾ ½f ¯½fff–°°ff f ¯° –n ¾¾ ½ ¾ ¯  .f° °ff¯ ° f f n°¾  hf¾½sµ ¾ ½¾ f¾j¾¯½€nff¾f ¾nf ½fhf¾ f¾¯°¯ff½¾¾  f   ¾°f ¯°f– ¯ ¾ ½f° ° –n¾ @ °  ¾¾  ½f °f ny€ff¯ x¯x ¯½f° ¾¾°f¯f¾€hnff ¯°¾fsj ° –n ©h  ¯½ °  ¾ n¾¯f¯f ff¯¯f¾f¾ €°n°h¾   9 ½f ¾  ¯ f–f°f ¯½ n°€f°sf¾  nff–¯ ¯½¾¯ ° ½ff¾ ½ ½ff ¾  €fsfn¾¾  ¾ n° n¯ °¾   ¯½ ° ¾¯ ½f° ° –n¾  f ¯°¾fsj €°f°sf¾ ¯f °– ¯h¯ °€¯fsµ ¾½¾¾ ¾  ¾ ¯f¾–f ¾ f¾ f¯ ffsj .9f° ©f¯ °  f ¾ ½½½ € ¾¾f¾nf°n ¾ ¾n ¾¾jf¯ °f¾ ny  ¯nff¾¾½f½x¾   ¯ ¾  ¾ ¯½ °f ¾½¯ ¯½ °   f  ¾ny ¾h ¾½¾ffn f  f f   ¯½ ¾h ° y¾€–f¾  ¯½ ° %  n    n°f° –n ½ff¯¯½ff% – ¾% f ¯°¾ff ¯½ ¾f% ½ f %   nff¾ f €f¾% ½ n¾¾f  f° ¯j ¯f f¾ny¾  °nff¯  fx¯ n¯  ½ ¯ f¾ f¾¾ j  nf f¾ ¯ €n ¾ ¯½ °f ¾¾½f½x¾n¯ €ny°nf   ½ hf¾ f¾ €fsf –¾f -j¾ € n °f½¯ f f f .

.

¯f°f¾f¯ nf f° ¾ f ¾f ¯½ ¾f -j¯½ff¯f° f ¯½ ¾f ½ ¾¾f%ff°h¾ % ¯ nf x €° f¯ °f½fffn¯½  f  ° –n n°h  ¯¾ ¯½ °  ¾ ½ °¾f¯ ½ ¾¾f ¯ nf °fx n¾ f  ¾ n°¯¾f¾ ½¾¾  ¾ ° ¯ ½–f¯f€¯f fffsj ¯ nf f°  ½  ¯½ f¾°€¯fsµ ¾  f° ¾ ¾  f¯ ffsj ¾ ° –n ¯©°f¾  ¾f¾ ½ nfsµ ¾½€¾¾°f¾  xn°nf¾ ° ¾ f ¾  f f f ° f ¾ f  f°h¾  ¯ nf   ° ° ¯ ° ¾€f ¾  °¾ ° °¾ ½ ¯ f€ f ¾ ¯½ ° f¾f ¯½ ¾f  ½ ¯¾ €f ¾ n°´¯n¾ ½n¾  –f¾  ¾nf¾ °ff¾  n°–n¾ n¯½ ¾ D¯½¾  –  f  nn¯f f ° nff¾¾f¾½ n¾ ny   f ¯n°ff° €½ ¾¾f¯ nf  I ©ff ¾ –   fff" ¯  °  n°´¯n n°¯f ¯f€¯f– f  ° f ¾n°¾¯  ¾  ½f µ ¾ –f¾¾ €fsµ ¾ f¯ f  @ ° y°nf¾ ¯–h€nf¾ .f¾ –f°fsµ ¾¯f¯°nff¾½¾f¾n¯ ©   ° €nffn¯° f   ¯ ff fsjn¯¾n ° ¾  ¯  ° -ff ¾¾ f¾½ n ° ¾ n¾¾°ff¾  ¾j ¾½° ¾ ½fff ¯½ ¾f ½ ¯¾ f€ f ¾½ f  ¯½ ¾f½ ½  ¯½  ¾ nf n¾¾f¯ °f°  ¯°° f½sj  sf¾. f°sf¾°f ¾f °f¯f° f¾€f¯f¾ ½  ¯½  ¯  ° ½n ¾nf  ¾  –f¯ °fsµ ¾% n  ¯h f¾  f° ¾  n¯ ¯ ff– ¯ ½ s¾ ½½f–f° f  ° f¾½ff¯ ° ¾% f¾¯ f°sf¾¾nf¾  ½ ¯f€ f ¾ ¯½ ° f¾ ¯½ ¾f¾  If ¾nf¾ ¾f ¾  ° y°nf¾nf¾¯ €nf¯¾h ¾ n°¾¯ ½f° f¾ ° f¾   ¾½°¾f  f nf  ¾j ½ ¾ °f ¾¾°  ¾¾ ¾ f ¯½ ¾f .

¯½ f¾ f f  ° ¾n°n ° ¾ ¾ ° ¾ f¯ fsf °¾ n°n ° ¾ f¯ fnf ½ ¾f °f¾¾ ¾¾ ½   f–f°f  n¯½f  ¾ €° n  ¾      .

.

°n nf¾½ff¯ ff ° ¯ °fn °  -¯ nf n¯½  ¯  ¯¾ ¯ ¯f ° ¯ °fn ° ½ ¾ f nf ½fff¾  y°nf   ¯½  f€ ff ½fsj f ¯½ ¾f½¾f¯ °  ° –ff¯ ° ¯f¾  f €f €°f n°f¾ ¯fn¯½fx¯f  fn°f¯ °  ¾  °n°€ ¾f–f h  f¯½ ¾¾j €nf½ffn ° x ¯¯  ¯ nf¯°½ff–ff°¯ ¯f ° ¯ °fn ° x  ¯½¯ –f  ¯ f½ ¾ s ny€  n   ¯¾ –°   °€nf  ¾  n ° ½ n¾f  x¯f¾¯½f° ½ff  –¯f¾f¾ nf¾  ¾ ° f¯ nf°½ff½  °f¾ ¯½ ¾f¾°n n¯ j ffnyf¾ f¾ n¯–ff°¯ f ° ¯ °  n y°nff¾ n ° .

°€ff¾ –   .

f° €n°ff ½ ¾ f °sj°f¾¾ –° ¾f f ¾ ½fny°nf  ¯½ff  n°¾¾y°nf%fnfn°¾f°   °  ¾f€ f ¾ ¯½ ° f ½ %   ° ° f¾¾ ¾n ° ¾ @f ¾n ° ¾ ¯f° f €  °nf f ½ ° °  ½ € –¯f¾½ ¾¾f¾  ¯ €f ff°¾fsjh½ f¯ °–   ¯ f ¾j¾#½hn¾# f¾ ¯f¾ ¯n°f¾  ff¯¯f fn° ¾ff° ¾ ¯ff  n¾j 9 n ¾¾x€° f¯ °f ½ff f¯f ° ¯ °¾f¾€ffnf fn °   D¾ f¾€ f¯ °f¾°° ½ff½ ¾°fff ° ¯ °  ny ¯¯¾   xf– f¯ ° f½¯ f ½¾sj f¾f ¯½ ¾f½ffn °  9¾¾     ¾ €hn fn ¾¾f ff ° 9 °¾ °f½¾¾  f  f n°f¾½ €¾ ¾ °  ¾ D¾ f¾ ¾¾nf¾ ½°n½f¯ ° @  ½ffn°¾¯  fn°f¯ °¯½n¯f¾°¯n¯¾n ° ¾   ¾ ©ff °  f©ff° ¾ n ° ½ n  f– ¾h f  Inyf–f°f¯ ff¯ ° f f f  ¾n ° ¾¾  ¾ ¯½  ¯ff° ¾    €fsf¯f nf¯fsj    ½¾  ¾ ¯½  ¯f ¯f° °fn°f   f–¯½n ¯ °½ffn¯n ° ¾ ¾ °  ½¾ ¯½  ¯f€  ¾  Iny½ ¾f ¾°h¾¯  €° ¯f -gx½ n¾¾ ¯f–f°  ¯½ ¾f½ff ¯f ¾fx–f #¾ s f ° ¯ °fn°¾¯ #    ¯f ° ¯ °fn °  D¯ ¯f ° ¯ °fn ° x€° f¯ °f½ff¾n ¾¾ f ° –n  Iny½ €f ½¯sµ ¾ f ff¾½ s¾  ¾€nf¾½ ¾ ¯f¾¾ ny°j .¯ n ½ f¾f ½  .

 ¯x ¯  ° f¾xnf½f  ° f n¾f½fff–x¯¯f   ¯f¾xf½nf f ° ¯ °fn ° f f f½ f ¯½ ¾f h  ¯°f¾ ¾ n ° ¾jn¯½ff  °j n°¾f¾f°Jf  ½f° f¯ nf°   n¯ ½ ½f¯f¾f  –f¾¾¯½ ¾ jf© ff¾f ¯½ ¾ff€  n ¯ f ° ¯ °fn °  n f¯ ° h€f f €  °sf ° f¾f ¯½ ¾f f n°ny°nf  ¾½f¾¾¾ D¯ ¾¾ – ¾ ¯f ° ¯ ° f f x ¾f  n ¯  fn°f¯ °n¯¾ ¾n ° ¾ ¯f¾¯ fn°f¯ ° ½f sff°f©¾ .n°¾ –€f ¾¾ ¾n ° ¾f ¯ f¾f ¯½ ¾f°jf– fn½¯ ¯½   ° ¯ ° f f xf    fn ° €  n¯°f  f  .f¾n¯ €f ¾¾".

 ¯–f ¾h¾ ¯½  ¾½ f° €ffn¯f–x¯  °j °n°f¾ ¯½ ¯f¯ °¾f– ¯ –ff f   -j½¯ f °j½ n¯½ . € ¾   ¾f ¯½ ¾f ¾h¾ –°  ¾f¾ –f¾¾¯½ ¾  ny h  ¾f     ° f  €°   ny°j ¾h½  f  €° ¾  n° f–x¯½ff€f ¾¾ ¯¯ nf¾  ¾ s #nf€f #  f¯fnf¯ ° f°¾€  f¾–fsµ ¾ ¯   €° ½ff –fsµ ¾°jf °  f¾½ ¯¾ ½° f ¾  ° f¾½   f¾  .

°€f°sfx¯f f¾nf ¾½fff€ fsj ¯ ¯ fn°f¯ °n¯ n °  ½ n¾f¾f  ½ n°€f° ny ¾f ¯½ ¾f½¯  ¯ ¾¾ °  °j¾ff f  ½  ¯f¾½f¾  ° –f €¯f¾ ½f–f¯ °  n   ¾n n¯f °sj¾ ¾n ° ¾ -jh°f f¯f¾€¾f°  ½ n  ¾ ° n°j ¾ff ½ ¾f° f °sjf ny f n "9¾¾¾¾ f½nff¯ x¯ff ° ¯ °f n °   n ° €fff°f  ¯¾  ny ¾h°  €f ° n¯ °h¾ ¾   x  fsf½ –°f¾n¯½ ¯ °f ¾ ¾–f¾sµ ¾   f f fn¯f¾ nf¯fsµ ¾ -°–x¯–¾f  nf¯fsµ ¾ ¯f¾¾ ny f °sjf ¯ nf¯f  n f¯ ° ny ¯¯¯f¾nf°n ¾ ¾f¾€f n °  ¾n° °  f¯ °ff ½¾¾  f      ¾n   ° ¾n°f½  ¯f    ©f½ ¾f ¯ ¾¯ °jf©f–f°¯ fn¯¾¾ .f° ny¯¾f°f  f© f ¾ ¯°  ¾¾  ¯–f°ff–¯fn¾f ¯ nf¯ ff¯ ° x¯¯f¾€hnn°¾ff¾½ ¾¾f¾ .

 ° ¾ ° ¯fff ¾f  n¯ °¾°   ¾¾ ° ¯ ¾ °  ¾°j ¾j °f° f–f f .

¾¯½ ¾¯ ° ½ffn°¾ –¯f ° f°f  ¯¯ ° ¯f¾° ½ n ¯  ¯ f ° ¯ °x¯f½hnfn°¾f° °f ¯½ ¾f   @ ° ¾ ¾€°n°h¾½ff¾  ¯¾ ¯½ ½ ¾f¾ f °n¾¾  ¯°€¯f ¾ Iny¯ ¾¯½ €f ¾¾ n°fff–x¯n¯ ½ y°nf ¯ °f¯ °  ½ ¾¾f f n¯¾ °  ¾ –f¯ ° ¾   ¯f ° ¯ °  ¾¾¾–°€nf  @j¯½f° f°¾¾x¾ ¯½ €  n °€¯fsj¾  ½ ¾ ¾ s¾½ff   ¾ ¾ ©f¯¾ ¯½ ½ ½ff ¾½ff ¾½° g¾½ –°f¾ ¾n ° ¾   Ih¯½f¾¾fx¯  f–x¯ °f ¯¾f©f ½ –°f¾ ny½ f© ff °n°ff– °j –f°°nf # ¾h–f#  n°°   ¾ff€f °  n¯½f° n ° fxnf  °f° ¾¾hn° ¾f°  ½ –°f° ¾   ¯f¾  ½ n¾f  ny f °  ¯  ¾¾ xnf¯°   fsff–¯fn¾f f 9 ¾ ¯n½¯  ¾n° °€¯fsµ ¾f n°f¾  € ½ ¾ s  n¯ ¾h  ¾¯½ ¾¯ ° ¾¾¾ fsf¯f¾  x ¾½ f  ny 9  °¾– ¾¾ n¯ ¾¾ ¾nf¾f¯¯f¯f¯½ ¾¾j°¾n ° ¾ f¯ °f¯¾–°€nff¯ ° f¾ nf°n ¾  °   –°  ¾¾f¾ –f¾¾¯½ ¾ ¾ ° –n€nfhn° n n¯  ¯½  f ° ¯ ° f f fn °    ° ¯ ° n  °   f½½f–f° fxff¯f ° –n f ° ¯ °fn ° xn½ ¯¯ ¯ nf nf f ¯f¾n¯½  ff f  f ° ¯ °x€° f¯ °f½ff €  °nf¾ ° –n ¾ ¯f¾ .

¯¾¾ f¾ ½ nff¾ ¾n°¾¯  ¾f¯ °f¯  f¾¾¯n¯¾ ¾ ¾ ½ ¾¾f¾¾  f¾¾° °½¾.

°¾°–x¯f ¯½ ¾f €° f f½ n°¾ ¯¯fsj.f°¾ f ¾¾  f¾¾° ° f¾ n ° °f¾ f–¾ ½ nf –f¯ °  ¯¾ ¾  ¾j nf¾½ff¯ f ° ¯ ° n  ° .

°€f   f ° ¯ °x n  ° "  ½¯ f ½ n¯½ n¯½f ½¯    f f  f  ¯f nn°¾i°nf ¯f¾n¯#© °#   ¾½   n¯½f¾½f¾ h¾½¯  ¾   ©fh– fsf¾ n ° –f°f ¯½n¯ny  sfn¯f °sj ° °sj f  ¾nf .

 f f° °¾¾ n °   @ °fnf¯f ½fny°nf f°¾ f xf¯f°¯–f  ¯f ° ¯ °  y ° f¾¾nfsµ ¾ °€¯  fn¯½f° ¾½  ¾ ¾n ° ¾  .

 f n¯ff–i°nf @ °f¯¾ °¯ ° ¾   f¾ ¯½ "   .

¯f ° n ° n¯  –i°nf n°¾h  ¯°  ¾° –n¾n¾¯f¾  n° n ½  ¾  ½ ¾ ¯ f¯  °  ¯ fn¯½ sjx¾ f– ¯ fxnf ¾h ¯¾ –° ½f° .°f n°¾f .f¾ ¯ f ¯°¾f½½° –n¾f  °jx ¯f¾¾¯ -f ° ¯ °fn ° ½  ¯½ f°¯f¾f° ° ¾ny€ ¯f¾nf°n ¾ny ¯ n°¾f € –y¾  D¯n °  ¾ ¾ ° °–f°f ½ f ½  ¯f¾€¾ 9 ¾¾ ¯ x ¯¯½f° ¯f° fnf¯f ¯ ¾¯ ¯¯¯ °¾  °¾j  ¾n°€ ¾¾f¾¾j f–¯f¾ f¾ nf¾¾j If–° .

f° n°  ¯n°fx ½¯½f¾¾ n°°f° ¾fsµ ¾n¯½nf f¾n¯€   f   ¯¯%f°  ½¾¾ %  9ff€fnf° ¾¾ff €f ¯f nfx¾ ¾°f¾fnf sf©f–j#n °  ¾ ¯½  ¯fj#½#n °   ¾ ff n¯¾  ¾¾ ¾ ¯½ fj# ¾¾¯ f €nf¯f¾€hn fn¯¾½  ¯f¾n ¾ f ° ¯ °  fn°¾¯   @ °f¯ °n°¾f° °¯f¾ n° f  ¾ ©f¯nff¾  f nfsj n¾¾ ¾nnf¾¾jf–¯f¾€ f¯ °f¾ ff¯°fnfsj ¯½f j f f ° f ° ¯ °  f–f¯ x¯f f½fff ¾y°nf ¾ °¾ # ° ¯¾#f n ° fx¯ ½ n¯ f ff¯¾ j  ¾  ¯f– ¯½€¾¾°f .f°f n  D  €  n  f–¯f¾ € µ ¾¯½f° ¾¾     nf¯f #f ° n ° n¯  –i°nf#  n ° ° ¯¾ ¯½  ¯fj" 9ff¯f° ¯n ° ¾f¾€  ¾ –° .°f x½ n¾ ¾fn °   f ¯ff  ¾ ¾½ ff °f ¯¾  ¾f  n¯ ° #f °sj n¯½ °¾j½ff  ¾ ½  ¯f¾ f½°f¾sµ ¾# @ ¾¾ ¯¯ ° x€° f¯ °f½ff¯ ¯  fn°f¯ °° ½ ¾¾fn¯¾ n°¾¯ €°f .

 f f   ¾½  .

.

f° ¯  ° f ° °  ¾½ ©f¯ ¾n¾ € nf  n ° ¾ ¾ ° ½ © nf   f°¾¾ nf f¯ ¾ n f   nfff °sj ny nfff¯f¯– ¾jf¾¯  ¾¯f° f¾ °nfn°f f nf°  ¾¾f° xnf¯fn ° ½  °¯ % ½¾ ¯ ¾½ ¾ f % ¾¾n°¾ff¾¯½ff f¾½ ¾¾f¾  .f¾f  f f x f¯f½f  ¾¯n ½  °¾ ¯½ ¾h¾ ¯¯¯f¾ f¾°f nf sf   n¾¾½ff  nh f¾ ° f° ½ffn°¾f°¾n ° ¾ny ½ n¾f ¯½f°  ½ °n ¾ –fsµ ¾  €´°nf¾fx¾ xn°nf¾  ¯fsj f ¾nf½ ¾  ¾f ¯½ ¾f°f° °   D¯f– f Jf¾¾ ¯f°°½f¾   ¯½ ° ¾¯°n n¯f f¾ nf¾ n¯€f ¯f½ ¾¾f°€¯f ¯ nf  f¯ °f¯¯ °¾f°  f–¯f¾ ¾fx–f¾¾¯½ ¾ n¯n° n  ¯  ¾fn ° f½ n¾f€  n  °¾½ ¾ ¾ s¾½ffn ° ¾©h ¾ ° ¾  .°ff¯ x¯f f½ff#–f€ ¾#n¯°¾   ¯¾  f f¾ff  n¾ °f€ °  n ° °  f¾   n ©f .f¾nfnn    sf¾  f¯ ¾f fnj .°€f°sf   f f½  g ¯½ ¾f x¯ ¾¾ ¯f ° ¯ °½ ¾°ff f¯ x¯x¯½f° .f ¯ 9sj  f%f½  ¾f¾n –f¾ ½ffµ ¾% @ffn ° n¯¯f°¯ f   ¯ °ffn ° f f¾ ° f¾ ¯¯¯° ½ €  ny f ° ¾ f° ½ff° ¾ ¯ ¾fx–f¾  ¯f °–½ffn°¾ –°¾n ° ¾ f¯ °ff¾ ° f¾ ¾f ¯½ ¾f .

°n nf¾   °€ ¾ ½ n f ° ¾ ½ °¾f ¯f¯ °f°¯  n ° ¾ ny½ n¾f¾f  ¯¾j  ¾   ny ¾€  n  ¯¯fxf f ° ¯ °  fn°ny°nf ¾h€  n °  f€¯   nf½¾¾ ¾  nf¾°¯ nf ½ff¯°¾ s½  ¾¾x¯f ½ ¾¾f ¯ nf ¾¯½€nf f 9ffffn ° ¾°¾ x½ n¾¾f  ¾   °€nf¾f¾° n ¾¾ f ¾  ¯½ f h½  ¯f¾ ¾½ f° ½ f¾¾sµ ¾ ny ½ f€  n   .

f¾¾jf¾¾f¾nffn ¾nf¾ ¯–h€nf¾".ff €ff hf"f ° f"¾¾¾–°€nf x¯½f°  nff–¯ ¯½ f°f°  ¾¾ ¾ f ¾ ¾¾½ ¾ € n¯ff© f ¯¾¯½ ¾ ¾°h ¾n ° ¾½ ¯ ½ °n  ½ ¾¾f¯ ° ½ f° °  ½  ¯½ ¾¾f¾°€¯fsµ ¾½ ¯¾  ¾ ½ f–°¾½ ¾¾ s¾¾j¯f¾ff ° ¾½ff¯n ½ ½ n   ½ff¾    €°ff¯ nf ½ff¾ ½ ¾ s .  ¾n fn¯¾j¾ ¾n ° ¾ 9ff ¾ ° ¯½f° ¯f °– fff°¾n ° ¾ ny½ n¾f½¯  ¾f n °  n¯¾j¾ ny©h ¯ .

¯f¾°€¯fsµ ¾ ny ¯¾  ¾ ¾n ° ¾ ny½  ¾ ° ¯½ €  ½ n f½ff¾ ° –n    ¾ ¯f¾f f°– °   ½f¾  ¾ ¯ nf  fx¯ ¾ ©h ¾ff¯¾ ° n°¾ f ¾ 9  ¯½ f n¾j n¯½f ¾  ½ ¾ s½ °j ¾f° f¯ ° °f¾¯j¾ n ° n¯ ¯ny ¾h  f°   f¯ ° °½°n¯ nf%¯f €¾ ½  ¯½%  ¾–°€nf  ny  ½ °¾f° ¾f n f ¯½f° ½ ¾¾f½ffff°¾fsj ½ n¾ °ff ¯ °¾f– ¯n ff½ nn    .

¯f¯½ff¾ ° f¾ f  f¾€ f¯ °f¾ f n°–f¯ °f f–¯f¾xn°nf¾  ° ff n°f¾f° f ¾jh f¾ - ¯   ¯f °–x€  ¯nfn °    n°fn ° ¾ ¯½ °nf ffx¾ n°f¾  n ¾ f–¾ ¯ ¾f¾ ©°f¾  –f  f¯ ° ½ff  ¾  x¯f ¾¾f¾xn°nf¾ f f¾x° °– °f° ° €f f @f¯ x¯x ¯½f° ° ¾ ½½n ¾ ©f  ¯½½f–f° f  ny ½ °   °  ¾  f¾¾ – ¾     ¾ n f¯¯  °f¯ °½¾¾    I ° f¯f¾½ff¾n ° ¾ ny©h ¯ ° fx¯f¾€hn ° f–¯f¾½ff¯n °  ©hx¾   n°¾f¯°   ¾©hn°€f¯ ¯ny  ¾¾x¯–f° °€½fff¯ ° f¾ ° f¾ –¯f¾ xn°nf¾½ ¯f© f n¯€f #½fn ¾# h¾½ ¾ ¾ s¾½½ s¾ ¾½ nf¾ f f¯¾¾ ¯f ½ ¯fsj ¾n ° ¾ n¯nfµ ¾ fn¯f¯½°¾  j  f¯½  ¾n° €  n f¯¾f¾–h¾    .

¯¯ f¾f fsjn¯¾n ° ¾ Inyfn f ½ff¾f ¯½ ¾fn ¾n  f¾f ff f¾ ¾½ ¾" f  ¾½¾f€¾¯ ny ¾hfn¯ f  f½f¾¾f °f fsj  ¾f  n n¯¾  n ° ¾¾fx ½ ¯ °¾ f½°j ¾¾ .

 ff½  ¯½ ¾f  ½ ¾¾f n°¾f° °fn°f nf ½ ¾  f ¾f.

°¾¯ . ° -¾ f¾ ©    ¾n ° ¾  ¯xfnf¯f f# ½ y°nf n°¾¯ # ¾ ©f  .

f   ¾ ° f–½ff  ¯ f°€ #@ ¯ f n¯¯ ¯f#  ½nf ¾¾ #   nf"f°¾¾f f"#  ¾½ nf¾f h¯  ¯½ ¯f–° ¯f€nf D¯¾© n –f  ¾ f€  ½ ¯¾f¾  ° ½ –°f #9 ny ¾hj° ¾"#   n °  ¾½° #-jx f¾fn°f #.f¾©¾f°¾¾ #x   "# °j € –y¾ ½nf ¾  ¾ n  ¾ f° ¾h nf¾f¯ ° 9n°f ¾¾ f¯  €  ¯°¾€h f¾ff     ¾h    9ff€f f¾½f ¾  ¯f° f¯¾f¾  °j °  h¯f f #If¯¾€f f¾¾¯  ¯f° f¾¾f¾n¯¯fnff  nnf ¾ ¯½    ¾n½f¾½y f¾ °f ° °  s f ° ¯ #n °  €nf½f¾¯ #Iny€ff¾¾½¯¯"#  .

¯¾¾¾¾ ½nf xf ½ y°nf n°¾¯  #I ° ¯¾f¾ €ff¯n ° ¾f¾€  ¯f¾ ¾ ½  ¯fx ½ y°nf n°¾¯ # ¾ ©f  ¾ –°    ¯½ °   ¾ ¯½  ¾nf ff¾ n ° fx¯ ¯ ¯ ½ ¾ s ¯f ½ y°nf½ ¾¾f ff  °jf¾  ¾ n   ¯° f¾ f¾ ¾¾ n¯ ° f f½fff# f#¾ ©f ¯°f f°nf h  ¯½ °  ¯ ¾ f¾ ¾ f½# f#    #D¯f f°j   ¯ n ° °¾f¾€  ¾–°€nff– ½ n¾f¾ n°¾ f #  f¯ ¾¯f½°j .

f¾nf     ¯f °–½fff9 ½¾.

° °   ½  ½ ¾ 9f° .  f¾  ¾½°¾h ½f°sff  f–f¾ €nf f   ff  ¯f–½ nf ° 9f.

°¾°–   ¯f¯sn¯ ½ ¾ °  ¯f ¯½ ¾f   nn° ½f¾¾ffhf¾f¾° ¾ n°¾¯  ¾ nfn °    ¯°f ff°¾€¯f f¾ ¯½° f ¾  f° ¾ ° –n¾ #-jxgf  ¯½ ¾f  ¾ ©f  ¯¾fh f#  –f nf  €sf  f–¯f¾ f¾ f¾¯f¾° – ° ¾¾j ¯f¾  ¾ ¾¯½ ¾   fn¾  ½ ¾f f€¯f ¾n°¾¯  ¾°j¾f ¯– f¯ °    ¯  n¯©hf  f  ¯ ½f– ¯ ¯½ °  ¾ f° ¾ ff f €nf €f   °¾–¾ f f½ °f½ –°ff¾n ° ¾   ¾  ¯  ¾ f° €  ° ¾   ¾f   ¯f° f¯ °¾½ff ° ¯f¾ Iny©h½f½ff½ °¾f½ ¾ °  ¾y¯  ¯– f ¯f¯h  ½fsj©°f¾n ° ¾"9ff¾n°¾ ¾ ¾ ° f¯ nf° ° ½ °  n¯  ¾¾fn° n ½ f¯f½f  ¾½€¾¾°f¾  ° f¾  ¾ ¾¾½ ¾ ¾ °j¾  ½ n½f ¯ ¾ ° f–¯f¾f  f ¾ ¾¾ °nf¾½ff ¾ ¯½ ° ff €f   ° f ½ ¾ s  ¯f° f¯ °¾ .

f° °ff nf€ nf f ¾ ¾ ¯f ¾   I ° fn¯½ –°f¾ °j ¾½¾f¾   ©fn¯¾  ¾ ¾¾  ¯¯½¯  °n°n¯¾ n ° 9 –° ¾    ¾ ©f n¾   f n¯n ° n¯ny€ffn¯¾ ¾€f¯f ¾ f¯–¾   9 ¾  f¾f° f °sjf ¾ n ° - ¾h  °     €  ¯¯f½ –°ffny  ¾½° f   ¯ °  ¾–f ¯€ °    ½¾  ¾n f¾° n ¾¾ f ¾ °  ¾¾ ¾ n ° €f ¾  ½  ¾ s ny€  n     f½f ¾f¾ ¾ ¯µ ¾¾  ¾ ½    9n ¾f f¾¾j¾ ¾hn¾ ¯½ n¾½fff¯f f  n¾j n °  ½ fn¯½f   °f¯ °  ½¾ €  ¾¾ n° n ° f¯f¯f n¾j .I ° ½ ¾ ¯ff €f–f€nf° –¯f¾nffn ¾nf¾½ ¾¾f¾ f ¾j€f  fn ° f¯ ff¾j  ¯ ¾ °  ¾ n¯¾¾ f¯ °f¾f ¾½¾sj  n¯½f I ©ff¾f¾ –f¾f¾ –½ff ¾¾fn° sf   .

 ¾  °½f½  ¯f½ ¾¾fn¯¯€  n ° ¯f¾sjff½ ¾¾f  °j¾ ¯f–°  f½ °f¾¯ °    .

° sf€ f¯ °f¾  –fsj½fff¾f ¯½ ¾f j°¯ f¾f¾€ f¯ °f¾ n¯°nfsjg ¾½¾sj  ¯½ °  ¾½ff –f½ ¾ ¾ s¾ ffff °sj n°¾¯  9ff¾f ff¯  ¾fx–f  –fsj½fff¾f ¯½ ¾f  f -fn°f ¯f–¯f¾ nf¾   –fsj½  ° ¯f¯f¾€ f¯ °f¾  ½ ° °  ¾ n¾¾ ¾½° ¾  f°f f ° –n ½ nn¯ ¾   f–f I ©ff¾ – f¾f¾€ f¯ °f¾¯f¾f f¾© ½ ¯½ ¾h¾½ffffff °sj ¾n ° ¾  .

° sf¾ ½ n 9½f–f° f °°n¾ ¯©°f  ¾f¾ ´° ¾   ½h–°f¾f¯f f¾ h  @I  ° °   .

°n¾¾ ¾ ¾ 9y¯¾  ° ¾½ff¾n ° ¾  .

ff ¾ €ff¾ € ¾ ¯f f¾ ½°  ° f –f½ ¾ ¾ s¾ €ff ¾f¯fnf°f¯ °  n°¾¯   .

ff  f –fsj ½ ¾ ¾ s¾½ n ½ ¯f  .¾¾ ¾¾f ¯½ °¾f –f°nf¾¾  ¾½ ¾$¾ s¾ f ¯½ ¾f½¯   ©°f¾  ¾f¾ h  @I ° °   @  ¯f °– –fsj ½ ¾ ¾ s¾½   €°  .

°f½ ¾¾f I¾f¾f¾n ° ¾€ f¾½½¯ ¾  ° f –f  ¾  9¯sµ ¾  ¯°¾fsµ ¾  –¾fsµ ¾   °¾ € ¾f¾½½f ¾ n°f  n¯ ½ x¯f¯f€¯f  –fsj  ° ¾  ¾n ¯f¯ f½fff –fsj x½ n¾n° n ½ n ¾  ½  ° f°– ¾f f  h ¾ n°¾¯ ¾ n¾µ ¾  ¯¾  f¾ f ¯ nffn ¾nf¾ ½ n f n¯¾   f nf¾¾ ¾nf h ¾ n°¾¯ h ¾ f   f½sj¾jf¾ ¯½ ¾f¾ ½€¾¾°f¾ n¯°nfsj ¾½ nff f¾° ¾ °¯ ° ¯f f¾  –fsj f–y°nf¾ ½½f–f° f ½ nh¾ f´°¯¾ ½–f¯f  ¾¾f¾  n ¾¯ f¾¯f¾f f¾°f½¯sj ¯½  ¾ s¾j   °f €  n n   f ©°f½ n    ¾f @ ¯ ¯½  f¯f¾°–½ff –ff¾f¯ °¾f– ¯   @I nf°sf f¾f¾nf¾¾ ¾¾nf¾   h  9  ¾f©°f½ nff f  ¯f –f   9fnf¾ ½f°x¾½ n¾ ¾  ¾ ¯–f ¾½ n¾ ¾j €n ¾ ¾ €–   ° °  ½ ¾ °fhf¾½¾¾  f ¾½fff°°nf½ ¾     €f ½ffn° n ¯ ¾¾ ¾n ° ¾ 9ffn°¾f°¾n ° ¾x½ n¾¾f  ¯¾j  ¾ f¾f¾¾f¾ ° n ¾¾ f ¾ D¯nf f¾fff  n ° ¾½ f© ff½f° ©ff¾fsµ ¾ j – f¾ ¾f ¾ ny ¾ ©f½ff¾ ° –n  D¯ ¾½°n½f¾¯f° f¯ °¾ ¯f °–€ff f° n ¾¾ f  °jf½ °f¾  ° ¯½ ¾ s ¯f¾ ¾f¾€f f¾° n ¾¾ f ¾ n°¾¯   ¯ f ° ¯ °°j–ff°  ° n ° 9¾¾     ¾ n¯½ ¯ °f ½ f f f  ½  ½ fnf½fn f   ¾ ¯½  ¯f€fnff f n °   ½ nff¾ €  ° ¾ .

½¯ ½f¾¾½ff ¾n n¯¾f¾€f f¾ ½ nff¾ ¾¾ ¾n ° ¾  ¾ –°  f x–f°f¯nf f¾ ½ ¯f ny¾n° sf  °€ f¾ €  ° ¾nf –f¾f   ¾½  °n ¯ ¾¾¯ f€nf¯¯f¾€hn¾f f ff¯ ° nf f¯   n   fn n¯½ € f¾ ½ nff¾  9ff ¾¾¾ ©f½¾¾   ¾¾ nf f¾  n° f¾¾ –° ¾°€¯fsµ ¾ n °  -¯ f n ° ¾ -¯  nf f¯fj¾nf °  ¾jnff ¾%f °¯   f n f  ¾f % @  €° ¾ €f  ¯f  °  s f½h–°f°f° ° %¾  % ¾n ¯  n¯½f¾½¯y¾ f° h ¾ n¯½f%f¾¾½ ¾ ½ €  ¾ –¾f  f½ °f©f ½ €   ° –f ¯ ¯n  n%  fsj n°n ° ¾ f¯ x¯€° n ¯½ff ¾¾ n °  nf f¾  ¾ fn ¾¾f n¯€fn ¾f ½f €°n°h f¾f ¯½ ¾f ½ff  ¾ ° n ¾¾ ¯¾f  f ¾¾  n ° ½¾¾f¯h   x¯ ¾¾ nf f¾   ¾f¾ ¯½ fff   9ff€fnff–f°fsj nf f¾ ny½   ¾n ° ¾ ¯y¾ –½¾   .

 ° ¾ff¾ –½ ¾n ° ¾ n¯½f¯€  ° ¯ °  f  ¾ n¯½f¯n¯¯ °¾ € y°nf   .

 ° ¾ °jn¯½f¯¯f¾ ¾ ¾n ° ¾½ ¯  ½fffn°ny°nfnf ¾ ½ ½¯¾ ¾  f °  ¾¾ ny h¯f¾nf°n ¾  n½ h    .

 ° ¾ °°nfn¯½ff¯ ¾¾ ¾n ° ¾½ ¯ ¾fn¯½f° ½ ¾¾ ¯ f° ¾f¾  f–¯n°n °  f   ¾°jn°¾¯f¯¾ ½ ¾ s½ ¾n° ny  .

f f¾fsj ¯  n ¯½f° fsj ¾½ n€n     €°f¾½ y°nf¾ ny½ ¯f ½ff– f¯f¾ ° f¾     .

f¾°  ¯½ f ¾¾xn¯½ f¯ °  f  ¾ ff¾ff ½ ° °   ny ¾h €f °  .  nf¾½fff ¯°¾f¯ ¾  ¯½ D¯ ¾¯f ¾ ¾f€¾  ¯ ¯ ¯f° f½  f  ¯ff% x nf¾  ¾¾ ¯½ °  ¾%xf ¯°¾f ¯ ¯½ n°¾ –n°nff f n¯f f½ ¾¾f ¾ ¯  ¾¾n¾¾ ¾¾  –  °nf¯ °  ¯½ ¯f¾  ½ f© fnyf  € f¯ ° f¯h¯½   ¯½½ffn f ¾  ° –n" 9ff¾n°¾f¾ ¾ ° f¯ nf°° ½ °  n¯ .f ¾ °    9 nf  ¾ ¯ ¾½  ¯½  ¯½  –  ¯½ f - ½¯  ¯¯° ¯¾ –° ¾ ¯ f ¯f¾ ¯f° ¯ f¾ .

¯ f¾ °¾¾   ¾½ °¾ff¯ ¯f ¾ j€f ¾  ¯½ °  ¯f¾    f  f°nf  ¾¾f €  °sf °  ¯½  –  ¯½ ffx   ¯½ f f    f¯ ° ¯½f½fff°¾¾f½  f x¯ °f ¾ ©f ny nf n°f .

¯ ¯½ °  nyxf€f¾f  ¾ff f ¾n°¾f° ¯ °  ½ff ¾ ¯½ ¾¾ ½fnf¯ ° ¯½¾¾  ff¾° ½sµ ¾ ¯f¾ny½  n°ff° ¯½h–f¾fn¯ f¾  f° ¯½f nfg¾n¾f¾   f¯ ° ¯½f¯ ¾ ©f½€¾¾°f¯ ° °f f½ ¾¾f  9ff€f ¾¾ ½f f¾¾ –° ¾xn°nf¾   n¾¯ ¾ f¾f¯ff– ° f f°  ¾¾¾ ¾½ °¾f¯ °¾ n° ¾f¾ f f ¾ ½ff¯f¾ ¯f°f ¾¾ff© fnyf ° ° f°nyn°¾ –  ff f°  ¯ f ½ff° ¾ ¾¯°¾½ n¾¾ j°  Iny h¯f f¾j f°  ¯½x–f¾ f¯ ° ½ ° f–  f°x–f¾ ¯½ °¾f¯ °¾ n° ¾f¾  fsµ ¾¯½ f¾   .f f f n° ¾f ¾ ©f¯½f° ½ff¾ ¾n ¾¾   ¯ff ¾–°f f½ff  – °  °µ ¾n¯ny¯ ¾¯ n h¾ ¾j nf ¾f¾ ½ °¾f¯ °¾ n° ¾f¾ f f ¾¯f¾¯½f° ¾   9f° © ¾ ½ff ½f°  ¯½ ¯ °¾  ¯½ ny nff½ °¾f¯ °¾  f f ¾ n° ¾f¾ ½ f¯¯f¾ ¾f    @ ° f– ° f ¯½½fff¾° ½sµ ¾ D ½  ¯½ n°n   #h n¯ nf#  x¯¾°´°¯ #° ½sµ ¾½f° ©f f¾#     f¯ °¾¯°¾  ¾¾¾ ¾ f¾½ff½f° ©f¾  f   n     ff -jn¯ n f€f °f f¾ ¯€f ¾¾f° ¾   nf ff f  ff f ¯ n°n¯°¾½ff € ¾ nyfnf°s ¾f  ¾ ©f   °j  €f" ½ f ¾ €  €  ° " .

 f f¯¯ ° ¾ ¾f °j f°°–x¯° ¯½ f° ny½ n¾f¾  nfff–¯½f°   .

h ¾ ¯f¾ -j yf °sj°¾f°i° ff¾¾¾ °j€¯½f°    f ½ff¾ ° –n    f ffn¯½h–°f¾ ¯ f¾¾nf¾f f¾     ¯  ¾   x½fnf¯ ° ¯½¾¾ €f   ny ° ¯½  ¾ ©f ..¯½ f° f nff°  ¾f f ¾–f ¾  ¾nf°f¾ n¯°nfsj n¯  €°  n f .f° °f ¯¯ °    ¾f¾fsµ ¾ ½ °¾f¯ °¾ n° ¾f¾– f¯  ¾ ¾f ¾ ny ¾ ©f   f fn¯¯f n¾µ ¾¯  ¾ n¯f½  . ¯ ¾hf€ °  ¯° –n½ n¾f¯f n¾µ ¾¯½f° ¾ ¯½    ©f¾  ¯ ¾n°½ff¯n ° ¯f¾°¾¾ ° ¾ ©f¾  f sj ¯ ½ f  ¯°f €° n  €f  ¾nf¾n¯f½  n°nsjx€° f¯ °f ½fff ¯°¾f ¯¯f ¯½ ¾f 9ff¯¾ ¯½ °  ¾ ½x¯  n °jxj €hnf¾¾¯ 9¾¾ ¾  n°f¯¾ nf¾ ½f° ½ ° ½ff ¯ ¯f n¾µ ¾¯  ¾n¯¯f¾€fn f .

 ¯½ n¾f¯f n¾µ ¾  ¯f° ¯fn f° ½ ° y°nf ½ °¾f¯ °  ¯½f° n°¾ff½°j ¾¾ ¯f¾°°nf ½ °  f½ff¯f¯f n¾j    ¾– ¾ nx  ¾¯  ¾ f¾y¯f° f– ° ¯ °¾ ¾½ f   ¾h €n¯f¯f  ¯°f f n¾j ½f  ½ °¾f°f¾¾°½f–¯ ¯½  nyf¾f¯ °   ½  ¯f½f–°¾¯¯ °¾ f¯ ¾f f½ ¾–° ¾½ f f¯ °   -j ¾f¯½  ¯f  n f .°€f   n f ¾  nf½fn f   n f¯ x¯x¯f f¾nffn ¾nf¾½°n½f¾ ¾  ¾ 9ff ¯f n¾µ ¾n¯¯f¾¾ –f°sf €fsf¾ –°   9f   ¾nff½ € sj 9ff¯f n¾µ ¾n¯f– f x½ n¾¾f # f½fh# ¾¾°j¾–°€nf ¾  f½¾°f– ¾j ° –n ¯f¾¾¯½ff ¾sj ¾½  ¯f¾ ½ff  ¾½ f½ f½ € sj 9 ¾¾f¾ ¾f ¯ n n°€f¯ ¾½¾¾ ¾f©¾ ¾ ° n ¾¾h¾½ ¯¾  ¾ ¾° n   ¯½    ©f° ½ ° °  .

¾ nf  ¾  ¾½ nf¯ ° ¾¯ °¾ ½  ° ¾  f¯½n ¯ ° –f½ff  ¯½ –f  ¾   € y°nf¾ n°€f¯°f¯½ ¾¾j½ ¾¾f½ffn°ff © €f½f  ¾¾ ½n ¾¾ n nf¾½ €¾ ¾nf°  f¾°f¾ ¾¾nf¾ ½ffn°€¯f°€¯fsµ ¾€  n f¾ f° f ° ¾fn° n ¯½n¯ f½ ¾°f f  nf°  f   9n  °€nfn¯½f¯ °¾° ¾ ©h ¾ ¾ ¯°¯  °¯   ¾ ¾½¾n–n¾½fffffn¯½f¯ °¯f°   f°h¾  nf–f€ff ¾ ¾ f½ j f–°¾ ¾¾ ¾ n¾¾½ ¯f© h f¾  n°ff ½ ¾¾fn f . ¯   °f¾ ©°ff¾ ° –n    fx¯ f–¯f f€° f n¯ny f¾nffn ¾nf¾½ ¾¾f¾ jn° n¯f¾f ¯½ ¾f -f ° ° ny½  °n°ff–°¾ ¾¾ ¾ ¾ ¾ ¾h ¾°½n ¾¾ n°ffsj   ¾   €°f¯  n°ffsj x¯ ¾ ½ n½fn¯f¾f  f ¾ nffn ¾nf¾½ ¾¾f¾ €°n°h x½ n¾ ¾ n €nf f¾½sµ ¾ –f¾ n°ffsj  €½¾¾  €fsf¯fn°¾fn¯¯ f –f   f  ¯¯f½ nfsj  ½nf ¾  ¯ ¾ n°f¾  f f .D¯f n¾j½  ¾ ¯½  ¯f ¯f¾° ¯ ½  ¯f½ ¾   ¾ n¯¯f n¾j  n¾µ ¾¾j f¾ f f¾¯f¾ ¯°sj   ¯f°h¾    n° sf¾ ¾ ¾ @j¯½f° f°¯ff n¾jn fx¾f ffh¾f° € f ¾nf f f  n° n ¾ ¾xj¯½f° ½ffn°¾f¾fn   f  f°¯ff n¾jn f    €f f° ¾ n°ff½ f½¯ f   nyx¯ ¯½ °  €f ¾° ¯f¾©h ¾h½°½ff   ¯f¯j°f ny½ n¾f¾ ½ ½fff° ¾ €f ¾f½¯ fn°ffsj ¾¾ x¯ ¯¯ ° n¾°ff© f f¾f ¯½ ¾f ¯¾°f  ¾f ¯½ ¾fn ¾n   ½ n¾f¾ ¯f¾–¾ff°f¾½n ¯ °¾ – ¾j -ff n°ff¯ €°n°h½ f½¯ f  ¯ f–°¾n f ¾½ff ff¾  ¾ nf sf f  ¾ ¾  n°ff½ ¾¾f f f ¾ nf¾¾j ½f° f¯ nf°° ½ °   ¯°€¯f  –f ¾ ¾½f¾¾¾ ¯ f¾¾ –° ¾½ nfsµ ¾½ff¯ff¾ n¾µ ¾n f¾°ff  n°ff   -jn°€ ¾¯ ° °¾¾ ¾°¾°¾ ° ½ ° ° ¯f°  f¾f €f¾ ¾ €°n°hh ¾ ¯½ °f ¯¯½f° ½ff ½  °½  ¯f¾xn nf¾ f ¾€° n ¾½ nf°  f .

 f n°€ff¾x f f.f¾ .

°f¾ @f f   .

°¾  f ¯¾ – .

f °–   n°¾ f½ ¾ °f  f #.½f ¯¯ ° ¯ ¯f½ ¾¾f ¾hf ff° °f¾f ¯½ ¾f x n¯ ° h  €f ¯¾ –n°f½¾¾ ¾fn ° ¾ ½¾¾f¯ ° €°n°h¾ ¯  ½  °  ¾ ½ – ¾½ ¾f½¯ffsj© nf ½ nnf¾  ¯½ ° ¯ ° ¯¯f¾fsj° ¾ ©f f  f ff¾¾j¾ ¾¯f¾n¯°¾ ¾n € ¾ 9fff ¯°¾f½½° –n °j f¾ff½ °f¾ ½ € ¯½ °   ½ n¾f¯ x¯ ¾ff½½ff¾ n € fn¯f° f¯f ½ ¾¾fx¯ff €f  f¯¾ ¯½ °  ¾f€¾ ½¾f€ff n° n¯ °½hnf°f€°sj  #n¯f° f° #½ f ¾x¾½  ¯f¾°f– ¾j f¾f ¯½ ¾f .

hn¯°nfsj ½¯   f¯ff ¾n € ¾ ¾ –°  °–  x°j  nff¯ ° f¾  €°n°h  ¾½ f ¾ ©f€  Iny°j½ hn f¯ ¾f  °j€n ¯nf½ff ¯½ –f    -j –f  ¯€°n°h°j n ° °¯ n° n¯ °f° €f¯f f ¯€   °j h ¾¯½ff€f ¯    .°nf #  f°h¾n  °¾ ¾¯f¾ n¯°¾ ¾n € ¾ ¾ nf¾€f¯€ f¾½ff€°n°h¾ ¯½¾¾ n €f ¯f¾f ¯ –f¯ ° ½ff¾ ¯½ °  ¾  fx¯ ½fµ ¾ ¾jn € ¾   ¾ f°  ¾¾ ¾ ¾ nyf¯ x¯½ ¯ f¾ ¾f ¾ ¾f ½  nf¯f¯  °  ¯f¾½¾°f¾f ¯½ ¾f   .

f° n €  ¾ n  €f°jn¯½ ¯f½¯ ¾¾f ¾fn   f x f ff f f°  ¾€°n°h¾  ½¯ ¾¾f¾€f¾°j¾ j f f¾f¾x   ½ nf f©fsj .f¯f¯  °   ¾n°€f°sf ¾¾fn° n f° n € nnf¯€°n°h½ff€°n°h  ¯   – ¾ f    f¯ ° n¯f  ¾n°€f°sf½ fnf fn¯f f ¯ ½   -j € ° ¾€°n°h¾ n €   ¾ ¯ ¾n ½fff¾f ½  °j¾ff½ ¾¾f f¯ ° n°f¾ €°n°h¾  ¯ € ¾f ¾nn¾   9¯   °j½ n¯½ 9ff°n °f¾€°n°h¾ ¯¾n € ¾n¯  ¯  ½¯   °j½ ¯ n¯½ – f° €¾fsj  ¾n°€f°sf ¯€ f¾€f¾   -jn¯½ ½¯   .

.

¾f ¯°¾f  ¾ ½ ¾¾f¾¾ ° ¯ ¾ n¯  f ¾# ¾ ¾# -f¾½fff¾  °–  #n € x f½ °f¾¯–f  ¯¯ ¯½h ½¾#    . f ½ff°j€f n f  ¾  f©f¯ n €  –¾f ¾  f©f ½ ¾ #½f ¾fn¾# ½f°j½  ¯ ¾½  ¾¾€°n°h¾   ff  nfsj ¾n € ¾ ff¯¾€°n°h¾n¯–¾ € °¾f¾°j ¾j ¯¾f° ½  ¯f¾ ¾¯°¾ –f°sf fx¯ nf¯n¯f  °f ¯½ ¾f x  ¯f¯ °  ¯½    – f ¾½°¾f  f  ¾€°n°h¾ ¾½ f¯ n €  ¾ ©f°n¯f°  ¾f f¯f n¾µ ¾ ¯½f ½  ¯f¾n¯f f–f °j€  n f¾ ¾½¾f¾½ff¾ ¾µ ¾¯½¾f¾½ ¾ €°n°h¾x n¯¯ ¯¾n € ¾     f 9¯  fn €   f¾  –¾ ¯f ¾ nf– .

°n f¾½ff¯ ff¾fnf½fn f   f 9fff ¯°¾f¯f ¯½ ¾fx½ n¾ €°½ f ¾ ¯½  €f  ¾nf¾¾  ° f°  f°° ¾ ¾ x°jffn f½ffn°ff -f ¾f ½ f ¾ ¯ ¯½ °  ° ¾ ¯ f°sfg¾  ¾x¾n¯¯ ¾° n ¾¾h .f¾°jx ¯f¾¾¯ .

f½fn f   fx€° f¯ °f½ff ¯ ¯¯ ° –n  ½¾½ fn¯ ¯½ °   ¾  © xn ¾n  x½ n¾ f½ ° f½ °¾fn¯¯    f   ¾f ¾° ¾¾J ½ –°fn ° n°¾ ¯ f°sf   ¯½ °  ¾½ ¯€f ½ff¾  ¯  ¾  °jf½ °f¾n € ¾½fµ ¾ I ©ff ¾ –  ¾½ nf¾f¾–    .fxf¯ ¯f° f½ff ¯½ °  ¾f½ °  ¯°f¾f  f ¾" -f f¯ ½fff½ ° n¯¾ €f    ¯½ D¾ ° °–½ff ¾f  n  n°f –fn¯ ¯½ °  ¾ ¾n ¾¾f€¯ ¾f f¾f¾¯  ¾½hnf¾  – ¾j f¾¾h ¾ ¾¯f ¾  ¾   .f¾¾h ¾  ¯½ °  ¾  ¯f f" D¯f f¾ ¾µ ¾¯f¾¯½f° ¾°fnf sf ¯ ¯½ ° x  ¾ ½¾¾ €f "½ n¾¾f  €°n¯f½ f¾  ¯½ f¾ff °sj¯ ½¾¾    ¾n f  f¯ ° ¾ny½ €f  ½°ff¾½ ¾¾f¾½fff ff° ¾   .

 ¯f f ¾fx–f½ff€f ¯ f°sf¾ .

 €°f½ f ¾ °j ° ¯½ ¯ °f¯f¾¯ f°sf¾f¯ ¾¯ ¯½ ¾nff¾  ½f n ¯¯f¾¯½f° ¾  ny½ €f n¯¯f€fn f ¾  ¾©h ¾¾ #-¾¾¯¾ €f ¯¾ ½  f¯ °  n y°nf°jx¯f ¯f¾¾¯¯ h  #    ¯° ½ n¾f€f ½ff¾ ¯ ¯ " 9 sf€ fn½ff¾f ½ ¾ ¾n –f¾ n ° ¾  ½¾ ½ °¾ °f¾ f¾n¾f¾  €ff¯f¯f €  °sf°f¾f €  f  €fsf¯½f° n¯¯½ ¯ °h f¾  Iny¾ n°¾ f¯ ¯ "  nyfn f ½ff¾ ¯ ¯   f¾f¾f   –f x½¾¾  ¾f ½  °jn¯½f  f¾f f Iny©h½f½ff½ °¾f ½ ¾¯ ¯ ".

¯   ¾f ff¯ ¾ ¾"   ff".f° ny €  ¾   ¾¾f¾  ¾µ ¾ €nf nf f€¯f ½f.

½f ¯x n ½ °¾f ° f° f nf  ¯f°  – °f.

f€°f  fn n¯f sj f–¾ f½nf- –n¾ ny½ ¯f¾ fx¯ 9ff ¾ ° ¯ ¾f f°sf n°€f¯f½f   € ¾ –°  .

½f     sf  ¾  n¯f °sj g¾ff °f¾ n f ¾f¯ ° f¾fsj ¾°fn¯ ¯½ff ff f ¯n°f  ¾ ©f¾ ¯½ ny¯ ¾¯   .

 ¯¾ "   "   ¾  ¯"  ¾°¾  ¯¾"  °  €fsf .° j ¯n°f ½ ° ff ¾ n°€¾ ¾ ° ° f ¾¾°i°nfn¯ ¾ ¯¯ ° ¯ ©–f¯ °¾ ¾ ¯n  f   °f ¯n°fn¯¾f¾ ¯sµ ¾ nyf½ ° hf ¾ °f¾ ¯sµ ¾ ¾¾g¾ff   ¾f  f f ¯ ¾f  n°¾ny°nf ½f°  f Iny   ¾½° n f ¾f¯ ° f¾¾ –° ¾  ¾µ ¾ .

  ¯f° °f¾f¾j f f½ °n  f° n½ff¾° n ¾¾ f ¾ ¯¾ f f  .

 ¯ f¾° – ° ¾   ¯½ ¯ °%nf½fnf  –f% .

¯€   f  ¾ ¯  ¯½ff f½ ° ff  –f ½¯ ¾ ¯½ ¾f ½ y €sff¾¾ ¾¯ ¯ ¾  ¾¯ ¾ ¯½  ¾½ °nff½ff f¾fnf f  €f    ¾½°¾f  f  f fnnf¾  – f  ¯nf¾ ¾n ¾¾  ° – ¾¾f¯ Iny°j½  ¯f–°f¾¯f– ¾ fn° n ¯f° nyxnf½f €f ¾¾  .

 °n°n f  n¯½f° ¯ ¾€f¾  ny ¾ ½ ¾ °   °   ¾fh°ffn f ° –fn  f f¾f½  €n   .

°€ff–¯f¾ nf¾ n¯¯ f¾f f°sf  f°sfx¯f¾¾°¯½f° ½ff ¯©hx ¾ ¯ ¯½ °   ½¾x¯fnffn ¾nf ¾¾ °nf½ff ¯ ¾  f ¯°¯° n¯½  ¾ ° –n¾ ½¾¾  ¾n n°¾f .

¾f¾ ½ n½ ¯ ¾n €f f–x¯¯ ¯ °f–# °¾f ff f# ½ nf °½f  °¾° f   ¾ ° f  f ¾  f°sf° ¯¾ ¯½ x€hn ¯f¾ ¾ ¯f–¯f¾  n¯ ° fsµ ¾ ½ ¯¯ f¾  ¾ ¯½ °n¯  ½¯ f nf f x °j¾ n°n °f ¯€f f¾½ ¾¾f¾¾ – ¯ny ¯f¾°f ¾ ½ ½ ¾¾f   ¯°  ¾ – f n¯ ° fsjx¾ n°n °f°½ ¾ °  f– fn n¯ ¾ ¾½°n½¾  9ff¾ ¯ ¯  f–f¯ x¯ ° f–¯f¾ n¯ fsµ ¾ f f¾ #@ – f # % ¯½–y¾ #    f#% ½ n¾ ½  ¯½ ¾ ¯ ¯¾ – ½ff ¾ ¯ ¯   f nf .

 f n¯ – ¾  f ¾  ¾°j ¾jfh¾ –f° ½ ¾¾f ¯f¾¾¯ ¾ f¾¾ .f°  fn°f¯ °¾½¾¾f¯ x¯x¯ ¯½f° ½¾f f°sfx¯ff f  fn°f °ff fn°f¯ °n¯f¾ ½ ¾¾f¾ ¯¯½ ¾ °¯  x¯ ¾¾ x½ n¾f ff   €¯f  n°f f D¯fnffn ¾nf n¯¯ –f° ¾  ¾xf½fj½ f f    €f ¯f½ ¾¾f¯ "  x¾   ¯¾f½°j" ¯ ¯f– ° fnf  fxff f½ ¾ ¾€°n°h¾  ¯    ¾ ¯¯h¯ ¯  ¾½ f ¯½ ¾f  9ff¾¾ xn¯¯½ °¾f nf¾¯f€fsf½f  ½ € ¯ ¯   ¯ f n°¾fff ¯fsj ¾ ¾¾ –  ¾  –° f–°¾ ¾½ nf¾f¾ ½x¯ ¾¾x¯  #nf¾¯ffxf© fff f½f ¯f¾°jx ¾¾ °nf½ff¯ # f€¯ff f° °   €°f°n  ½ff ° ¾f° – ¾f € f° ¾ #¯½f°  ¯ ¾¯ x nf½fn f   ffsj  n   f   ¯°fsj ¯fnf½fn f   €f f¾n¾f¾fn° n  ¯ffx¾ f¾½ ¾¾f¾  °jf½ ¾f f¾#  ¾¾   g ¾f ¯f°j  .

f°f– ¯ °  ½¯ °   ¯ ½–y¾ °¾½ff ¾ °¯ °  ¾j%  ¾nf ° –n¾¾ f f°fsf  ½ ¾  f½°J ¾  f¯ x¯ h¾f¾ nf¾  f°sf .f°° ½€ ¾¾ . %°¾ €.f¾f f°jxf¾¾¯   ¾½ nf¾f ¯ ¾f ¾ .¾¾     °j  °jf f½ °f¾ ¾n¯¯¾©  –f½ ¾ nf f  ¾"#-¯n °h ¯ °f f¯ f¾¾ f¯ff °¾–¾ff f ff ½ff  ¾   –f¾¾ ¯½   n¾jf¾ ¾€°n°h¾ fn ¾¾ ¯  ¯–f   fx¯ ¾¯½ ¾¾ ¯f½°j ¾ ¾¾  °f ¾  ¾ ¯½f¾¾ ¯n¯  ¾n¯ ¯½ –f ¾ °  ¾ ¾f© f¾¾ ¯fn ¾n # f€¯f ¯f–½fff½nf- –n¾  f° f°s¾.

¯¯¾n € ¾€f ¯–f° ¾½€¾¾°f¾ €ff ¯  ¾nffn ¾nf¾ ¯  .f¾¾½f n ¯ .¾ ¯½ °  ¾½f n ¯n¯½ °  °j½ ¯n°€° ¯f n¾fn¯f .

f°°n°n f  n°f °jn° n ° °¯f  y°nfn°€¯f°   ¾¾ ¾   ¾¯ff¾¾¾ ©f¯¯f¾ €nf ¾ fx¯ ¾¯¯f¾f ¯f ¾½¾ ¾ €°n°h¾ ½ €  f°sfx  @ °f ¯¾ °¾½ff¾° –n¾ .°€° ¯nf¾¯fn¯ff ¯  f ° ½°f fn ¾n °f°    ¯  €n°f ffsj ¯ f ¾½ ¾  f°– f½¯  ¯f ½  °–f©f f ¯f f # ¾¾ °nfx ff  sjn f  f¯ ½  f¾½ ¾¾f¾ €f n¯  f¾€fsf¯fn¾ffn° n # f€¯f  ¾¾ ¾ –°   °j ¯ fsjn¯nffn ¾nf¾½ ¾¾f¾ n¯¾¯½ff  .

   ° –f ½ n¾  ¾¾½½°  n¯€ y°nf  €  ° ¾ ½ nff¾  °f¾¯f° f¾  f¾n¾f¾   °  ¾¾f ¯¯ f  n nf 9ff¾¾ x½ n¾fn°€f°sf ½   ¾ ¾f f  ff¯ x¯¾–°€nf g¾  ¾ fn f f–x½¾¾ f°  ¾g¾ff ½ °¾f¯n°h .° sff° ¾f f f¯°ff¾f f ¾ sf f¾½ ¾¾f¾y¯f  ½ff¾f f n¾j¯f @ °f¯f ¾n½°f  ©f99 ½ ¾¾ °  €n °  ½f f f° ½ fn °hn¯½  ¯n°¾f°  sj  f°  ¯n°f½¾¾ ¾ °¾n°n ° ¾ ¾ ©ffff  ¯ fsjg¾¯ f°sf¾ n°–nf¾ g¾ ½ nff¾ ¾n ° ¾ .

-j¾ ©f°€    ¯n°f¯ °  ¾f°  °j °f ½ nff¾fn°f¾ @ °f¯ –¾  ¾ ©f ff  f   °€ °ff°n  f f ¾¾y°nf  ¾nf ¯¾ fsj f ¾ ©f¯¯½½f ¾ ½  ¾fx ¯¾ f–f¯ ¾n°€ f½ ¾¾f¾ –½¾  -°nf   f½ °    .

f¾ fx¯ ¾¾ f¾f nf¾f¾ – f ¾f ¾° ¾¾J jf© ff ¯¾ff° ¾  ¾f €  °sf ° ¯¯f ¯ ¯° –n   D¯f f f  f¾f f°j °f f –°f°j ¾½° f¯f ¯f° f ¾½ n€nf  ¯ nf  f€nf ¯¯f¾ €nn° °n ¾° ¾  ¾  f f½ °ff½¾f° ¾ ° –n    f°sf D¯ ¯ ¾f  ½fny°nf €n¯ ° nyfn°¾ – °   ½ n¾f°f ½¯ f °ff Iny   ¯½f° ½fff¾¾ –f ° –n°j€  ½ff¾f fx ° ¾¯ ° ¾ ©ff¾¾ –f    D¯f–f°  ½  9ff ¯° –n °f¾n ¾¾ x½ n¾ ¯f n  °  ½ f¾ f  9n  n nf ¾  ½ ¾¾f¾n¯½¯  f¾ °jjf f° °f fn f°  f½¯ f €n f  ¾¯n° ½ff °n°fnf¯°¾f °f¾    ¯¯°– .¯n° °n ° ¾  ¾ff½nf°¾ ° –n 9ffff° ¾¯ °¾½ff¾f ¯½ ¾fx½ n¾n° °n ¾½ °nf¾ ° ¾  ¾  x¾ –  °h f½nf ° °¾ ° –n 9ffnf½ff¾  ¯½ ° ¯ ° ½¯ ½f¾¾x¯ f f¯n¯½   ff ½f°  ° –n¾ . ¾¯n¯ f°sf ¯f f f ¯f f ½ ¾ ny°j¾ ¯¯ °n  ½ff ¾nf° ¾¯ ° ¾ ¾ ¾€s¾½ ¯¾  ¯j      €f ½ff¾ ° –n fn " .

€¯f½ff¾n ¾¾ ¯ ¯½ ° ¯ °½f¾¾f° f ¯ ° ½  °´¯½f° ©f¯ °+nf½fnfsj+ nfsj @nf°  ¯¯ ¾ ¾¾    f% f ¯½f° ° –n¾¯f¾ ff ½¾¾   %¾ f ¾ °€¯f¾  ¾ f¾½ n¾¯f¾¯½f° ¾ ff ¯°¾fsj ¯f ¯½ ¾f n¯€°f°sf¾ ¯f °–  – ¾j  n¾¾¯f°¾  ° f¾  n% nf ¾ ° –f¯ ° f° –n ¾f °  n°nfff f   ¯½ ° n¯f f½ ¾¾f ¯ f¾¾ f½ ¾½¾sjf n ¾n¾  9f n ¯"¯ ° ¾ff½f°€¯°   ¾½ nf¾f ¯ ¾ °¯ ° ° –n¾ ½ ¾ °  ff°¾ ¯¾  f¾f– y ¯½ ° ¾¯¾ ¯f½ ¾½ nf €  °   ¾n  ¾ff¾½ n¾°¾f¾ ¯½ ¾h¾  ¯€nf¾ff °sj½ff ° –n yn  .

°€ff¾ –  ¾ –  ¾n ¾¾  n°€f°sf n f°f¾f f °f¾fnf½fn f  f ¯°¾f° –nx€° f¯ °f½ff  ¾n°¾¯  ¾f¯ x¯fn f¯ ¯ n f ½ff°j f n ¾¾  fn°€f°sfff½ff ¯½ °   f¾½°µ ¾½nff© f   9f° ©f¯ ° 9f° ©ff° fxf¯ ¯f° f ¯°¯f¾¾n¾ f ¯° –n .

¯¯ ½f° ©f¯ ° ff ¾  ff f  f¾f ¯½ ¾f  n¯ f¾ h½ f f €nf ¯ ¯f¾€hn °€ °ff¾ €n f ¾°  ° ¾g– ¾j ° –n   .

¯½¯ ¯ ° .

¯½¯¾¾x ¾¾ °nf     ¾¾ ° ¾ .f°¯f¾n¯½¯  ny ¾  ¯f¾€fn f  h½ff °€ °ff¾¾½ ¾f¾ j   °nff ½ n¾¾ ½f½ff¾ ¯ ¯½ ¾h ¾n ¾¾ ¾¾¾–°€nff° n½f ¾ g¾  ° y°nf¾ ¾f  ¯ nf  ¯f° f  f–f° ¾ ½  ¯ffn° sf   I ©ff nf¾½ffn°¾¾ nf½f¾nf .

f° ° n°f .¾°  n°¾f  ½f° ½ °  n¯  –°   x½ n¾¯f¾¯ ¾¯¾n f ¾n¯nf½f ¾nf% °f f¯f¾x f½h¾ ¾°¾¾¾n°f¾%  ¯¾n¯nf½f €°f°n  f ¯½ ¾f I ©fn¯€f ¾¾f¾ –  .¯ ¯ ¯½ °  ny©h   ¾ffn¾¯f f° f–n¯½ n €f n°f¾n¯°¾n ° ¾ €° n  ¾   ° ¯ ° ° °f° €f¯¾ ° °–°j n ff °sj   f ©h  ¾nf ¯f°  fn°f¯ °¾xf ¯f° f¯f¾h½ f  €nf – f°¾° –n¾  ½ °¾ff°.

. ¾¯n¯f€ff  ¯½ f¾  sj ½ f ¾ f ¯½ ¾fx ¾f½  ° ¾ ny°j nf¯½° ¾  ¯½ ¾ ©f½ff ¾f  n °¾ fn°f¯ °¾ .f€f¯f  ny f–¯ ¯½ °  nyn° n ½fn½ ¯  ° ° °–".

f¾f–¯f¾½hnf¾½ ¯€f ¾ ¾€°n°h¾¾ ° ¯ ¾ ½f  f¾f ¯½ ¾f   f   ¾½°¾h ¾½ ¾ ¾f ¾  f °ff½   ½   f ¾  n°¯f¾f ½  °f¾fsµ ¾ jf© ff– f¯ff°¾€¯fsj °f¯f° f f¾f ½ f ff I ©f °f° –f    nf¾ .¯€f ¾¾"  y¯  €° ¯f½ ¾¾f½ff¾ n °    f–¯ ¯½½ff¾f n¯f° f¾ n °  f€–f ¾f¾€fsjn¯ ¾ ½ ¾ s 9 –° ¾ hf–¯f¾ ¯ ½ f© f - ¾¾   €° ¯f °j ½ sf½° nfsµ ¾ ¾n ° ¾ ¯½ °nf  ©f½ ¾¾f ¯¾ ½ n½fsjn¯  ¯ ¾f ¾ n °   – ½fff¾½ ¾¾f¾ f–¯f ° nff¯ -j   ¯f° n°fn¯ ¾¾f¾½ ¾¾f¾f¯ x¯ 9 –° n¯jf¾n¾f¾  9n ¾f ¾  f¾f f ¾ff¾  ¾j ¾ ° ° ½ff ny¾f ff¾ ½ ¾¾sµ ¾½ €  n    fsf¯f¾f ½ ¾¾f¾½ff¯f° n°f °nf° ¾¾f¾ff ½ ¾¾fn¯ ¯€ ° –n°¾¯¾¯ ¾ ¾% ¾½f¾¾¾  fn¯f%  f¯ x¯f¾ ¾n ° ¾ ¯½ °nfn¯ ¯ ° ¯n°f  n ° ¯ ° @  €°   ° nfµ ¾ ¯ ff¾n¯ ¯ff¾½fff¾½ ¾¾f¾° ¾f¾f   fsf#€½# f¾¾ ¯f°f¾ ½¾  °fnfj½ff¾ ¾n°f¾ –   ©fn¯ ¾j  ¾  n°fx¯n °  ½f¾¾f f–x¯n¯ ¯©hn° ¾f° ¾ f–f½ ¾  ¯¯ °½ € ½ff½ ¯f° nfsj n °  f½ ¾¾f½ff ¯ ¾h –f° x¯n °  ¯½ °nf f ny½¾¾f¯fnf¯ °n°½ff¯nf€x½ff ¾n ¯f¾¾  f¾¾f¾° n ¾¾ f ¾  nf½f¾nfxf¯ f° °fn°f ¯¯ °  ½¾ f–¯f¾¾ ¯f°f¾ ¾ –°  ¾¾f¾ n¯ ° fsµ ¾ny   nf½f¾nf¾€n ° ½ff ¾ f°    f fn¯f°¾€¯f¾ ¾€°n°h¾ ¯½fn ¾ @ ¯° n° n f ½ ¾¾j# ¾fnf¯¾f# ¯f¾  ¾¾ff °f½hnf °¾ ¯½ –f ¾ f¾f ¯½ ¾f° ¯¾ ¯½ x€hn 9  °¾ ¾n° °f¯ °¾ nf°¾fs  n°€¾n¯n –f¾¾½  ¾½ ¯# ¾ °–f©f° #f¾f ½  f f  f ¯¾¾j ¾ ° –n .

f° ffx½ff f ½ ¾ f¯fsj½ff°f¾n°¾f¾½ ¾   f f  9ffn°¾ –¾ ¾–ff–¯f¾ nf¾  .f° °fn¯°nfsµ ¾f f¾ ° –fsj¾f f ° f¾©f¾ €f¾ .¯½ ¾f¾ ¾n ¾¾¾j€ f¾½½ ¾¾f¾¾f¾ .f° °f ¾ – ¾ ½ ¾¾f °f  f f °f ¯½ ¾f n¾  ½¾sj  ½ ¾¾f¾n¯½  ° ¾x¯f  f¯ °f¯½n¾ ¾½y° ¾ n°n f–°¾ ° €n¾  ¯ °µ ¾ n°€f °fsjn¯ ½ ¾¾f ¯¾  n° n¯ °  °¾  ¾f ¾  ¾ ½ ¯fsj½ © ¾f°– ¾x°¾¯ °€° f¯ °f½fff n°° f  f¯fsj  °¾f¾¯ ¾ ½ ¾¾f 9y¯¾ ¾½ ¾f¾ ¾ j °¾ ¾f ¾  -jn¯ f  ¯½¯ f¾°f°– ¾  -f¾n¯¾¾µ ¾f½ ¾¾f  ° f¾ ¯½f° ¯¾¾ ¯f  ¯° fsj ¯ ½f  ¾–f°¾¾ ©f° f f ° ff f ¯½ ¾f f¾©f¾%½  ¯½ nf f °  –f°f¾  f¾ ° f¾  f° f  ¯½½sj¯ °% nf° ¯f¯  °   n½ fsj¾f   f° f¾° –fsj ¯ nf f¾ ° f¾©f¾  .

f¾ ¾f¯ ½  ¯f¾  ½ ¯ ° €f n¯ f¾°f¾ f°¾€ y°nf¾ ©f¯n°¾ f f¾n¯  ° f¾ ¯f©f½fff f ° ½ ¯fsj½ff ¯¯f¾n°  €fsfn¯  ¾–  ° ¾f f¯¯fn°f n ° €°f°n f  –¾f° ff°¾€ y°nf   n ¯ ° ¯ nf f¾   ½f °f¾¯ -j½ ¯f½fn¾ °  °  ¾ g¾  ¾ n¯½½–  °  ½ff#f© f#¯ ° ff°–¾f¯ f  ½¾  f¾n¯¾¾µ ¾  ¾¾n  f ¯½ ¾f ¾fh½f–f° n¯¾¾µ ¾ ½y¯¾ °j  f n¯°nf¾ –  °  € f ff½ fsj  ° f f  ff¯ °   @ °ff ½ °f¯  fn f  f °f¾–f°¾¯x ¾ ¾ ¾ °  ¾ °j f¯ ° f ½ ¾ °j n  f f¯ °  ° f¾ f¾  ½   f¾  ° f¾ f©f½ °¯   °  ¾ ¯ffsj  nyf½f¾¾f°¯  f ½ff  ¾ f h¾f f– ¯ #½ ¾¾j½¾n–nf#¾  ¾ nx¯ f ¯ ¾  ¯½ ¯ ° ° f ¾ hf½¯f f¯ °   ¾–f°¾ nf f¯ ¾f  °  ¾©h ¾ ° ¾  @° f°¾½f ° ¾f½nf¾fff  ¾  n ¾  ¯¾  ° °  ¾ ½¾f€ff  °€¯fsj– f¯ ° x€¯f f  f¾n¯¯ ° ° –f¾  ° n½  ¯y¾¯½n f¯ °f½ ¾¾f€ ¯  ¾ –f¾ ¾ ¾ ¾¾ ¾°j¯ °¾f¾½ff ½¾sj ½  f¾¾fff¾ f¯ °  ° f¾°¯°f¾x¯ ¯° nf ½ffny f©¾f¾fh¾ f¯ x¯½ff  ½ ¾¾ff¾¾n ¾ ¾ –f°¾n¯ ¾ ¯½ °  ° f¾  .

@ °f¯f–f°fsj¾¯½ ¾ ¾ ¯¯¾° ¾ ¯f°  D¾ ¯f°f¾  ½n ¯ °¾¯°¯½¾¾  ½f° ½f ¾½hnf¾ .f°€¯fsj¾ n¯½f –f f Ifn° ¾ n°ff nfnf  .

f ¾°f ¾¾ ½ n¯½f¯ °  ¾  ¾ ¯f¾h½  ½¾¾   ¾n fnff¯ ° f¾ ° ¾f¾f¾f ¾ °j¾ jfn f¾ f¾ n°¾ y°nf¾ n¯½f¯ ° ¯ ¾j 9f° ©  °n°¾  °µ ¾½  nf¾ °  –  ° ¾ ¾ €nf¾ °€¯ ¾½½¾€°n°h¾½fffffsµ ¾  ¾ ¯½ °  ½° f ¾ n°€f °fsj .¯° ¾¾ ¯fnf¯ ° f ff ¯½ ¾ff¾f ¯¾¾µ ¾  ¯¾¾µ ¾n f¾n¯f¾ ¾f¾nf¾f¾   f¾°n° ° ° ¾   n f  – ¾ nf ° h h¾°°n f°f°g ¾nff €xf¾ %°  f¾ n f¾%  ff¾ ° °h¾  f¾ h¾ n¯½ °¾fsµ ¾  ¾nff¾  €–f¾$½y¯¾ € ¾f¾ n°€f °fsj h¾ -ff °- 9h¾nf  f¾€ ¾¾ ½f–f¯ ° ¾fh    °€  ¾n° ¾¾ ¾½  ¯f¾n¯f ½  n¯ €°sµ ¾ f¯ fsf  ¯¾¾j f° n ¾¾ f   ¾f¾ ¯½ fff  f°g¾ ¯f° f¾ ¯¯¯ nf   – nf f ¯f¾ ¾½€¾¾°f¾¾jf–°¾ ¾€f ¾ y¯– f  ¾ ¾¾  ° €°n°h¾  ¯½ ¾f¾½  °f¾ ¯x f¾  –f° ¾ n¯½¯  ° f½  f  ff f  f f  ½¾¾ ¾f f° ¾¾ ¾hfn° n ° ¾  ¾ f¯¾f–°¾¾°f¾  ¾½ nf¾f¾ ¯ n¾¾¯f°¾ n°¾f f ¾f° f¯ nf°f° ½ °  n¯ ° €  n°ff¾¾jf–°¾ ¾¾ ¾¾°f¾  €f  ¯nf fnf¾ I ©ff¾ –   ¾¾ f¾ °–f– ¯f– ¾¾f ¾¾ n¯½f¯ °x¯¾°f f¾¾x  °– ° ¾ ¯½ –f ¾   €f  .f° °fff °sj  f f½ffn¯f ° ¾ nf f  ¾    ¾f ¾½  ¾ €–f  ¾½°¾f  f ¾ f f  f f¯ ¾¾©hx¯¾°f ½  ¯f¾  ¾ ¯½ °   €f  .

° €°n°h ¯ ¾j½ff¯fn° ¾f  ¾ °fn¯  ¯ ½f° n ¾n¯ ° °nf © ¾ ¯ €° ¾ ½f½ffn°n¾j  °j¾  n  n°¾  f–¯f¯  ff °ff ½°sjf° ¾ f ¯¾¾j   ff ½°f f °–¾° f¾  n ¾¾ €ff¾  ¾   f¯ ff¯fsj ¯f ff  €f   €¯n¯½f¯ ° ¾f  nf¯ €°n°h½ff¯fn° ¾f½fnf  ¾n ff¯ f€ff ¯fsj  x¯½  ¯f– ° ff  ny½ n° ¯f½ ¾¾f° °f½ff ¾n f¾nf¾f¾ ½  ¯f  .

 nffxf  f° ° ¾n¾ ¯¯f½f °  ¾n n¯ff½fy°nf  ff ½  f  ¾¾ n¯½f¯ °f¾¾°ff½  ¯f¾½ ¾¾f¾ ¯nf¾f   €f    €°n°hn¯ ¯½ff½ff¾f ¯f¾¾    ¾h fn° n °  .¾  ny ¾ fn¯½f¯ ° ¾¾ ¾nf f  ¾  ¯   fff  ¾½ f f°f¯  °  f f ½ ¾¾ ½ n½fsj  €nf¾  €  sf¯½   €xf¾½ff ¾½  ¯f¾¾  ¾f¯   .

°n¯f° f¾  f½  ¯f¾n¯f ½  ¾n°€¾n¯ ° ¾€°n°h¾ff½ff ° ¯ ° f ½   ¯ n°¾ y°nf f– ¾j f¾f ¯½ ¾f –°¾ ¾n¯°¾½ ¯f¯ °ff ½ f  f  ½  ¯f¾  fn°f¯ °°f¯  °  f f ¾n°¾ ¾  ¾  f ¾f ¾° ¾¾J  n¯ ° f¯n¯½f¯ °¾   ¯¾  f ¾½ff ¯°¯f¾n n°€¾n¯f ½ .

fsj- –ff  nyx¯ f  ¾n € ¾ f° °¾f¾€  n¯ sfnf f¾ ° °sfn¯¯f f– ¾¾j nyx ¯½  ¾f½ © nf° f¾f ¯½ ¾f% °jf f°f   ny °j€j–¾¾f¾¾¯ f  nf f ¯  nf% ¯°¾€°n°h¾°j €°n°f -f  f ¾ ¾ ¯½ –f ¾j½ ¯¯f¾  ¾fj¯f¾f½¾f n–f¾¾f¾€ff¾f° nyfn¯ °h¾½¾¾  ¾½ ¾¾   .°€f   .°½ff¾ f¾  f ff  f  ¯ ¯½ –f  n° ½ff¾ ¾n ¾¾½ ¾ ¯–f°   @ ¯°  ¯½ °nf½ffnf¾sµ ¾nff¾ ° ½ ° ° ¯ °  ¾f €°sj°f–f°fsj nff g¾ f¾ ¯f°¯  €° ¾½¾¾ x ¯°f¾ nf°n ¾ °¾f¾€fsj n°€   .

nff¾½ ¾¾f¾¯f¾n°ff¾f¾ 9nfn¯½ sj ° ¾€°n°h¾°jff© ff¯ f ¾ ¯½ ° f ½ n°h  ¾f xf°¾ f  ¾ ¾¾   ff°f½  f ¯   ¾ffn¯½ sjn¯ ¾fx–f ¯fsj  ¾ ff €f¾  ½ ¯¾f °¾ °  f¾    f–  ¯¾ ¾½ €°n°f ¯°°n f¾ fsµ ¾f¯¾f¾ ¯f¾°f¯  °   f f ¾¾ n¯½f¯ °fnf¾f€¾fsj 9n  f ½  ¯½  f  ¾½¾f¾– °xnf¾f fff €f f°¾¯f¾¯h¾°nf¾  ©fn°n¾   nff¾ n¯°nf f©f¯¯f¾½€¾¾°f¯ ° ½¾¾ ½ff ff½° f f  ¾ ¾f  ¯  ¾j€ff°   .

   € °¾ -°nff ¯ n¯  ¯ –°f€f  °j¾  ¾ ¯½  ¯f ½  f¯¯f¾f f f ¯  €f  €° n ¾¾h½ffn–    nyf½ ¾ °f¾  n¯¯f ½ y°nf f½ ° f  ¾f ½  ¾fh¯f¾ f½fff© f ¾  ° °f ¾sj ½  ¯f                 .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful