You are on page 1of 11

Trabalho de laboratório de texto

Professora: Sonia Cury Matrícula: 004740 Laboratório de textos: EB047 Turma: EB011N Curso de engenharia : 07016

Membros do grupo:

Alunos: Alex Bezerra Diogo Alegrete Douglas Henri de Paiva Jonathan Cruz

Matrículas:

Assinaturas:

Existem oito países lusófonos no mundo. que faz com que a língua portuguesa esteja entre as 10 mais faladas do mundo.Países Lusófonos São considerados países lusófonos todos aqueles que têm o idioma Português como primeira língua. Número que deverá melhorar ainda mais visto que. Trata-se de uma grande comunidade constituída por mais de 240 milhões de pessoas espalhadas nos mais diversos continentes. segundo a UNESCO. 2 . São eles:         Angola Brasil Cabo Verde Guiné Bissau Moçambique Portugal São Tomé e Príncipe Timor Leste Significado da palavra lusofonia: quer dizer aquele que tem a capacidade de falar a língua dos lusos ou lusíadas ou portugueses. o português é a segunda língua com maior crescimento no planeta. Esses países integram a CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa).

pois todas seriam grafadas "sesão". "ezato" e "portugueza". justiça. O por quê de um novo acordo ortográfico ? Desde muito tempo. ciência e tecnologia. Seria impossível. o que dificultaria bastante a compreensão dos textos. Assim. para reforçar a presença do conjunto no cenário internacional. Assim. as palavras exceção. o fonema /s/. Embora com objetivos comuns os países da CPLP vivem realidades bem diferentes. XC e SC. Ç. As palavras casa. fixados em seus estatutos. distinguir sessão. passariam a ser grafadas "esesão". Após conquistar a independência em 2002. X. que evoluíram de forma diferente ao longo dos anos. com o fonema /s/. seria representado apenas pela letra S. Brasil. mas linguistas chegaram à conclusão que isso traria muitos problemas na diferenciação das palavras. A CPLP decidiu que dia 5 de Maio seria comemorado o Dia da Cultura Lusófona pelo mundo. 3 . Moçambique. que tem como objetivo manter alianças e cooperação entre seus membros para alcançar objetivos em comum. A CPLP foi criada em 17 de Julho de 1996 por Angola. a cooperação em diversos domínios. seção e cessão. agricultura. Guiné-Bissau. Brasil e Portugal tentam aperfeiçoar e unificar novamente as regras ortográficas. e não mais por C. SS. Timor-Leste foi acolhido como país integrante. Guiné-Bissau e Timor-Leste integram uma lista de 25 países onde o aumento da fome é alarmante. exato e portuguesa. Moçambique. Angola. desporto e comunicação social. Novo acordo ortográfico português. administração pública. saúde. com destaque para educação. e a elaboração e materialização de projetos de difusão da língua portuguesa. comunicações. "senoura" e "creser". passariam a ser grafadas "caza". Portugal e São Tomé e Príncipe. cultura. defesa. eram promover a articulação política e diplomática entre seus membros. segurança pública. Uma das propostas mais radicais foi a simplificação da língua através da representação de cada fonema (som) por apenas um único grafema (forma gráfica . com o fonema /z/. por exemplo.letra). é o que indica um relatório do Instituto Internacional de Pesquisa sobre Políticas Alimentares. cenoura e crescer. Essa simplificação seria até prática. por exemplo. Seus propósitos. Cabo Verde.Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP): É uma organização assinada entre países lusófonos.

que deram origem ao Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa de 1990. exigindo traduções diferentes para Brasil e Portugal. já que ele acaba sendo tratado como duas línguas diferentes. Assim. a evolução diferenciada no Brasil e em Portugal acabou gerando duas línguas portuguesas: O Português de Portugal. e as sucessivas reformas ortográficas ocorridas no Brasil e em Portugal passaram a adotar critérios mistos. que tinham características fonéticas mas também consideravam até certo ponto a etimologia da palavra (sua origem gráfica). que é adotado apenas no Brasil. que. foi caso da língua espanhola (ou castelhano) que. exclusividade do Brasil. 4 . e o Português do Brasil. São Tomé e Príncipe e Timor Leste. os representantes dos 8 países que usam o português como língua oficial se reuniram no Rio de Janeiro. Entretanto. a falta de unidade gráfica também enfraquece o prestígio do idioma. Guiné-Bissau. Um dos exemplos que motivaram a unificação da grafia da língua portuguesa. que foi assinado em Lisboa. A língua portuguesa. pois dificulta não só a divulgação de informações e as relações comerciais. cujo texto foi publicado no mesmo ano. usado em Portugal e nos países africanos de língua portuguesa. Desse encontro resultaram as bases do Novo Acordo da Língua Portuguesa. facilitando o intercâmbio cultural entre os países da CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa) e aumentando seu prestígio internacional. mas também de Angola. no plano internacional. descartou-se um critério exclusivamente fonético. e que foi bastante citado à época das negociações. Portugal. dando início aos trabalhos que tinham com o objetivo criar uma ortografia unificada para a Língua Portuguesa. apesar das diferenças de pronúncia e vocabulário entre Espanha e os países da América.Assim. Além disso. na Academia Brasileira de Letras. usada em Portugal e nos demais países de língua portuguesa. não só por representantes de Brasil e Portugal. é a 5ª língua mais falada no mundo. e a 3ª no ocidente. foram necessárias algumas alterações e correções. Cabo Verde. o objetivo é tornar a língua portuguesa mais forte. Entretanto. Isso dificultaria a pretensão de se incluir a língua portuguesa como um dos idiomas oficiais da Organização das Nações Unidas (ONU). no dia 16 de dezembro de 1990. como também a difusão cultural entre os países de língua portuguesa. A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) afirma que essa dupla grafia acaba limitando a dinâmica do idioma. Em maio de 1986. era dividida por duas grafias oficiais diferentes. que davam origem ao Português de Portugal. com cerca de 210 milhões de falantes. e ao Português do Brasil. enfraquecendo a língua. Moçambique. o que possibilitaria sua entrada no rol dos idiomas oficiais da ONU. é regida por uma só norma ortográfica.

primeiro. Para manter o prestígio e para que seja mais bem ensinado e compreendido por todos. publicações científicas.Argumentos pró o acordo Opiniões de especialistas : Segundo o Ministério de Educação. Maurício Silva defende a implantação do Acordo. expressa no fato de a unificação ortográfica supostamente contribuir com a identidade lingüística lusófona. 2008.” (COLOMBO. que mantém também sua opinião favorável ao assunto: “Para [Evanildo] Bechara. A colunista Sylvia Colombo cita o gramático Evanildo Bechara em seu artigo publicado no jornal Folha de S. apoiando-se. tudo sem que houvesse necessidade de adaptações. o português impulsionaria os paises lusófonos rumo ao mundo desenvolvido. instrumentos lingüísticos (gramáticas e dicionários). sob um ponto de vista amplo: ”Mas nem só de contestações vive o referido Acordo. sobretudo. como a redução dos custos de produção e adaptação de livros. na idéia geral de que. uma ortografia padronizada facilitaria o intercâmbio de livros. 57-58).“ (SILVA. Paulo. pedagógico e administrativo. uma vez unificado do ponto de vista ortográfico. 2008). alguns aspectos positivos podem ser apontados. 5 . a reforma ortográfica é necessária para defender a língua portuguesa. a medida deve facilitar o processo de intercâmbio cultural e científico entre os países que falam a língua portuguesa e ampliar a divulgação do idioma e da literatura portuguesa.. já que os argumentos utilizados por seus defensores são igualmente amplos e convincentes. Semelhante afirmação tem. além de colaborar com a afirmação idiomática nacional e internacional. p. documentos oficiais etc. material didático. facilitando-lhes o intercâmbio cultural. uma implicação editorial: para aqueles que apóiam o novo Acordo. Além disso. É essencial que o português se apresente com uma única vestimenta gráfica. a facilitação na aprendizagem da língua pelos estrangeiros e a simplificação de algumas regras ortográficas.mais de 230 milhões de pessoas no mundo a ter duas grafias diferentes. Há ainda uma implicação mais ideológica. Trata-se do único idioma falado por um grupo majoritário .

professora e euro deputada portuguesa: “Não existe nenhuma razão lógica para que uma mesma língua mantenha tantas divergências ortográficas entre duas normas nacionais. “ É necessário pôr termo a esta singularidade de termos uma língua com dupla ortografia. Paulo. aprendendo e aplicando as novas regras. ouso perguntar: não teria sido melhor esperar que tudo estivesse realmente pronto para cortar a fita do Acordo?” (CIPRO NETO. mas..(. [.) Enquanto isso. político e professor da Universidade de Coimbra e Edite Estrela.. mas é o primeiro passo para uma política da língua coerente” (ESTRELA. Sem o chapeuzinho. as regras do hífen – que são complexas. podemos destacar os principais motivos por essas opiniões. Acompanhemos algumas críticas publicadas no jornal Folha de S. “O atroz dilema do hífen (co-abitar ou coabitar?). cujo custo supera o suposto benefício. (MOREIRA. como conjugar verbos como coar e moer? Eu coo. outro motivo bastante constante na opinião de especialistas é a questão econômica. que são: o fato de todas as pessoas já possuírem interiorizadas as normas gramaticais.. quer em organismos em que Portugal e o Brasil têm assento.] e do professor Evanildo Bechara. Argumentos contra o acordo Dentre os vários argumentos contrários à implantação do Acordo. como Pasquale Cipro Neto e Ruy Castro: “Nesta Folha e em outros veículos. 2009). situação que tem dificultado a internacionalização do nosso idioma.. com a Reforma. Respeito profundamente a posição (. o degredo do acento agudo de palavras como jiboia e averigue e a horrível morte de certos circunflexos estão levando gramáticos às fuças. já expressei claramente minha oposição a esse estéril e inoportuno Acordo. elas terão a obrigatoriedade de se adaptar. no mês de janeiro do ano de 2009. pois deverão ser adaptados muitos documentos e publicações. por exemplo. do baixo da minha insignificância.. brasileiros a se adaptar – também temos muitas opiniões favoráveis à implantação do Acordo.. quando elas não correspondem a uma divergência real na sua expressão oral”. 2009). 2009).) de homens da estatura e dignidade do lexicógrafo Mauro Villar.Em Portugal – mesmo que eles tenham mais mudanças do que nós.. eu moo? (. como Vital Moreira. o novo Acordo também propicia o surgimento de várias dúvidas. A unificação ortográfica não faz milagres. como as muitas duplas grafias que permanecem mesmo depois do Acordo.. quer em universidades estrangeiras. 6 .).

” (PERROTTI. quinquênio. pinguim etc foram varridos pelos linguístas sem a menor contemplação. 2009).os dois inocentes pontinhos sobre linguiça.windsurf. playground. 2009). b) na escrita de palavras estrangeiras (e seus derivados): show.William. são usadas em várias situações. O alfabeto passa a ter 26 letras. w e y. Kafka. w e y. kung fu. que na verdade não tinham desaparecido da maioria dos dicionários da nossa língua. kg (quilograma). yang. Certamente tanto dinheiro seria bem mais aproveitado se fosse destinado à capacitação dos professores para o trabalho com a leitura e a escrita. Edna Maria Barian Perrotti deixou sua contribuição sobre o Acordo: “O fato é que uma infinidade incalculável de papel está sendo literalmente inutilizada justamente em uma época em que tanto se fala da proteção às nossas árvores. Algumas das mudanças do acordo. principalmente no nosso país. Mudanças no alfabeto. kafkiano 7 . yin. W (watt). Por exemplo: a) na escrita de símbolos de unidades de medida: km (quilômetro). Em publicação na Revista Múltiplas Leituras. Foram reintroduzidas as letras k. O alfabeto completo passa a ser: A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V WX Y Z As letras k. playboy. kaiser.” (CASTRO. do cuidado com o lixo ambiental.

gui. continuam a ser acentuadas as palavras oxítonas e os monossílabos tônicos terminados em éis e ói(s). Assim. Antes agüentar argüir bilíngüi Atual aguentar arguir bilíngui Mudanças nas regras de acentuação. sinal colocado sobre a letra u para indicar que ela deve ser pronunciada nos grupos gue. Não se usa mais o acento nos ditongos abertos éi e ói das palavras paroxítonas (palavras que têm acento tônico na penúltima sílaba). Antes alcatéia andróide apóia ( verbo apoiar ) jóia platéia Atual alcateia androide apoia joia plateia Atenção: essa regra é válida somente para palavras paroxítonas. que. Exemplos: papéis. dói (verbo doer). 8 . heróis. qui. sóis etc. herói. Não se usa mais o trema (¨).Mudanças na Trema.

péla(s)/pela(s). Esse gato tem pêlos brancos Comi uma pêra. 2) se o i ou o u forem precedidos de ditongo crescente. Atual Ele para o carro esse gato tem pelos brancos Comi uma pera. 9 . Antes bocaiúva feiúra baiúca Atual bocaiuva feiura baiúca Atenção: 1) se a palavra for oxítona e o i ou o u estiverem em posição final (ou seguidos de s). Exemplos: guaíba. Exemplos: tuiuiú. Não se usa mais o acento que diferenciava os pares pára/para. pólo(s)/polo(s) e pêra/pera. abaixo veremos uma como foi a mudança da língua portuguesa com o passar dos anos. Essas são algumas da novas regras. o acento permanece. Guaíra. não se usa mais o acento no i e no u tônicos quando vierem depois de um ditongo decrescente.Nas palavras paroxítonas. tuiuiús. pêlo(s)/pelo(s). Piauí. o acento permanece. Antes Ele pára o carro.

mas percebe sinais de uma jibóia. mas percebe signais de uma jibóia. começa a tomar seu cafêzinho. Os vizinhos os vêem correndo pela auto-estrada e oferecem abrigo na igreja. olha e tenta sair tranqüilamente da sala sem assustá-la. prompta para dar o bote. olha e tenta sahir tranqüilamente da sala sem assustal-a. pronta para dar o bote. Ele para. Até nos anos de 1970 João acorda na manhã de sábado. começa a tomar seu cafêzinho. mas percebe sinais de uma jibóia. olha e tenta sair tranquilamente da sala sem assustá-la. Os vizinhos os veem correndo pela auto-estrada e oferecem abrigo na igreja. começa a tomar seu cafezinho. 10 . olha e tenta sair tranqüilamente da sala sem assustá-la.Até nos anos 1930 João acorda na manhan de sabbado. Até 2008 João acorda na manhã de sábado. Êle pára. começa a tomar seu cafezinho. Os vizinhos os vêem correndo pela auto-estrada e oferecem abrigo na igreja. Ele pára. Os vizinhos os vêem correndo pela auto-estrada e oferecem abrigo na egreja. mas percebe sinais de uma jiboia. Êle pára. pronta para dar o bote. pronta para dar o bote. A partir de 2009 João acorda na manhã de sábado.

O que muda com o novo acordo ortográfico. Evanildo.html.aspx?content_id=1683157&seccao =CPLP. Acesso em: 27 de agosto de 2011. 2009.com. São Paulo: Melhoramentos.br/noticias/vidae.org/id-46.. Acesso em: 27 de agosto de 2011.aspx.Referências bibliográficas: ACADEMIA Brasileira de Letras. Douglas. ed.2009 Bibliografia virtual Disponível em: http://www. Acesso em: 27 de agosto de 2011.br/conexao-onu/acordo-ortografico-fortalece-relacoes-entrepaises. 2008. Vocabulário ortográfico da língua portuguesa (VOLP).0. Disponível em: http://www. 11 . TUFANO.estadao.cplp. Acesso em: 27 de agosto de 2011. Douglas. 2008. 5. São Paulo: Global. São Paulo: Melhoramentos. Disponível em: http://pt. TUFANO.wikipedia.dn. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 2.173993. Acesso em: 27 de agosto de 2011. BECHARA.ed. Guia prático da nova ortografia: saiba o que mudou na ortografia brasileira. Disponível em: http://www. Disponível em: http://www.pt/inicio/globo/interior.org/wiki/CPLP.org.acordo-ortografico-divide-opinioes-deespecialistas. Guia prático da nova ortografia: saiba o que mudou na ortografia brasileira.ecodesenvolvimento.

7.8.4 6:0 902/1.4 .5479::08.  40890303:2./0/080.80..8 6:070247.307.47708543/02 . 089. 574108847.390 3.  54J9. 6:0894 0.30248. 208246:0008903. 4707.078/.4O.3/4.974 /02. 23.0/3/.4/.0J.7 6:09:/4 089.8 3472.47/4  54/0248 /089.E7.8F45720745.:20394805:-..#01472../0/042-7. 0 .:4 342H8 /0.89H2./48 2:948 /4.1.:31048 0894 0.479.39.4.424 .  89:.. 47947.7J9. :2..7.7. /.8 F ...54J9.07H3.424. 4534 /0 0850.5.59.4 /4 ./..2E9. 83:. J3:.5703/03/40.424!.4. 2.0880 70.4250.8  .7.7.8 .4 /4 .7 34907. 4 8:720394 /0 .424.9./4.447947E1.07H3.8  $02 4 ./08 0897.43:.44 0:244 36:.7.432.078/./.J3:. 477J..8  6:..:894 8:507..20390 ..-9..702407:.82:/.7 9.2.8 6:05072....8 2:9.47/4  .8 45308  6:0 84 4 1. 0./.. .7.19.3903./.7/.8 45308 1.2-F290248 2:9.. 089.8 E 5488:J702 390747.8 50884.43.34/0  . 2./.0/908970.6:0:2.8 3472./0/40. 5484  /0 42038 /.  548 /0.39.4397E748  25.9470/...42 /:5.4/434884/42.424 '9.708 2.20390 23. 0 02 4:9748 .074 807 .8 3.4-7.. 45484 ..50:34 54700254 ..E748 .:/4 /05.89074.20390574394 5.39.834473..30.14.7.48 547 088.3. 8/4 204708507.5.00:74/05:9.8/46:03O8 -7.39073.7.07:0 0 ..8.2082.47/4 9.4 -.:9.8 34 .85:-.89.8 /.86:. 0880 089F7 0 345479:34 .:2.4  #085094 5741:3/.9./.8 03970 /:.2.7 4: .42.4.38248026:0!479:.847947E1.48 8 1:.3074/4.8 34.22.394884        ./4 J103 . 4:84507:39..59.87.4. &3..47/4  !# %   .8 /4-.47E..880394 :31.8845.   ##      A 30.-9.  2!479:.3831.02 20824 /0548 /4 .08 . 4...088E74 57 90724 .:74'.0 24790 /0 .. 4 8:54894 -0301J.9:7.3/4 7.8 /:5.8 . 70. 6:0702:3.8 4:974 249.424 -4.4389.7 .07-48.94 /0 94/.:4 .5.4 0 574108847 /.8 707..7 48 573.341.47/4   03970 48 . 3.8/../0 /0 907248 :2.4070390  $%#     7:203948..43.8 249.3.7:203948 .59.89./0$ !.:48  E 0570880 .8707.3/4 0./.47/4  .O7.47/4 .2-F2 5745.4397.80748.07948 .8974  089.8 /4 J103  6:084 .:2.4 .047..08  25. 0570884 47./.7.7 4/070/4 /4 .0394 .8 4 34.1.425.8 . 8:./4.7  (0/4574108847.3/40.390 .J3:.05740940#:.8 7.

8 0 6:03..47/4   :/./..#0.  48/4834.4  $%#       1.8 47.J3:.79.42./08J2-448/0:3/.-094   .43.4 .3. 02 6:09.8802./.80897.2039002:2.74:3/ 3/8:71 :31: 3 .2/08.5.34          .3 .3.88. 574904 8 3488.-0945.-094./4/.2 6:20974  6:47.08. .394801.4/48574108847085..1.47../4 ..9. /.2 . 3. 20347.5.1.802.88.7.8 0  .307.7./05./48014880/0893.08.8/.E7..79..439025..4708  /4 .2.95..807 .3488.  3.94F6:0:2.09:7..203903:9...0./4.809:7.:E.2039034348845.807   !"#$%&'  8097./03.907097.08 !4700254  .-4  5.89./03493./48/. 573.4397-:484-704.43E748/. 6:36:H34 53:209./48 84 5.  ./08/020//.2.8 E7.0/05.20390 9.8 080:8/07.09.8097.2703974/:/.  079.03908543934884-703:.5.42 44 ..7.08.77/4850483:J89.1. F54.1.-022.8.:89. 84 :8.2-039.497..147.3!077499 /04:8:.2..47/4 :2..99   .7.82:/..4250945.8.J8  !## %%     25:-.313/.70.79.394/3074807.8/4.574..834.-.8 /3.1.:/.07/.50089E803/4907.889:.

7... 3/.8 5.83...8J.90.2 .0 807 5743:3.-4893.. 2. F .   4 80:8..8 .Q039.0394 348 /94348 .8 5..54. 097.8 4 .5O.90.74J943.%702.. . ./.4   4 80 :8.9F.83. 4.43.7:7 -J3: :/..   3908 .8/0.9F.. .-.4890723. 707.7.7 6:0 0.44... .8  882  .:039.8 5.3/74/0 ..7.50392.039:.74J943.7 ..0394 93.8 5.  9034 088. 5./.3/7O/0 ./4802F80O 8 025485.8 6:0 9H2 .039:.54./0.7 .     9:.7.84J943. 8420390  5. 348 7:548:0 : 6:0 6:  3908 . : 5.5F8 07O 07O8 /O ../484-70 ..4393:.7  O.8707. 2.    .E/. 807 . 5.7..3.3. . .07-4.8048243488J.  :/.8 49702.   83.8 5.07-4/407 8O809.-07948 F 0 O /..7Q7 -J3Q  9:..7. 5.

30..0702 /0548 /0 :2 /9434/0.0//48/0/9434.7085E7.0390 4.7..8  34 80 :8..0394 5072..85. -.0702 02 548413.708.2.74J943..:J 8044:4:14702570. 107...0394 5072. 2..485.8 4 .  . 5..0390   3908 -4.   480:8.03946:0/10703..708..0394 34  0 34 : 93.0 025489:: 9::8 !. 0 4  4: 4: 089..85.3/4 .J-.147 4J943...48 6:.  9034  80 ..J7.7.. 4:80:/48 /0 8  4.84.0 02548:.30. :.

7. 8 .5. 5F.

50. 8 5H4 8 .

504 8 5O4 8 .

544 8  05H7.

42 4 5.4../..7.48 42:2.88. 05.... 2:/.348  9:.:2.48 42:2.5H7.507. 10:7.34.4..8707..949025H48-7.-.5479::08.4..884.774 0880.  9:.:. -.3.J3:.774  880.070248:2.949025048-7.3.3.8/.42414.        ..   88.   3908 05E7. -4.8 .507.7/48.

7.-743. 2.3/08E-.02.  9F  44.780:.7 97.1034  2.8507.780:.-O. /.  574259. 2./4  .88:89E ..47/.7 97.  4.47/./.7 4 -490  0 5E7.348/0  44.70.8 507.:94 0897.47703/450..34848 .H02 . 8.5. 2.797.041070.88:89.36Q.942. 57439. 942.8507.  8 .70.36:.47703/450.  9F348.:94 0897.88:89E .0-083.-743.420.8 /0 :2.3. 57439.  4.  4..7. 8.3 /0 8.. 5.  8..7.  8 .47703/450.47703/450.3/08E-.H02 .8/0:2.88:89E .47/.8/0:2.36Q.36Q.7.47/... 57439. 0 9039.7 4 -490  0 5E7..8/0:2. 5.70.8507..420.942..20390 /..20390 /. 0 9039. -O.8.:94 0897.7 97./4 .3.070.7 80: .-O. /.348 48 .  8 .780:.02.802.420.02.420..3/08E-.                .H02.041070.20390 /.3./.0-083./.  5. .0-083. 2./. 8./.-4. 3..0-0 83.-743. 8.348 48 ./4 . 4.942..--.348 48 . 802 .3.8. 8.1034  2..041070.:94 0897. 0 9039.. 8.74-490  05E7..797/0  44..002 .1H34  2.348  44 . . 5.-743.7 4 -490  0 5. 09039./4 .02.  9F348.20390/. 802 .7. 802 . /.041070..1H34  2.

1..3/4  6:02:/.8  :. 4 6:0 2:/4: 3..30744.807.    # . 34. 8.4.1...  8543J. 47947. 57E9.  $4 !.1.:4047. 57E9.8  7.002995.. 8.203948     %&  4:. -7.4 /. 47947. ' !  0/ $4!.4/.807.-:E7447947E1.4 #4/0 ..    %&  4:. -7.1.1. 4 6:0 2:/4: 3.:44-..8  :.:4047. 34.47/447947E1.  $4 !..4 /. 47947./0097.743907..-.-.203948  0/    -47.J3:. 47947.5479::08..79:.8 '4.  #0107H3.42434.807.8--47E1.

.

55 47. .

4894/0   8543J.85 .088402/0.002995./  .

.

59 50/. 47.

.

088402/0.!! .002995.4894/0   8543J.

.

 /3 59.

3.4.

4-4.

088402/0.390747 .439039*/ 80.85.4894/0   8543J..4 !! .0 02 995..

.

20394 47 -7.4/0803.4. 0.

4 43:.430..

808 ..0 02 995.408 03970 5.088402/0.1.0 70.4894/0   8543J.47/4 47947.0..4 1479..

.

42 -7./.4 . 089.

8.349..

47/4 47947./0 453408 /0 0850.4 /./.0 .1.088402/0.8  92 ....4894/0       .89.