You are on page 1of 6

PANORAMA DO MERCADO

1 de setembro de 2006
EMPRESAS: NOTÍCIAS E COMENTARIOS

ANATEL Anuncia Para 2008 a Portabilidade do Número de


Telefone ao Trocar de Operadora
Ricardo Araujo, CNPI & Victor Mizusaki, CNPI

Notícia: No próximo dia 5 de setembro, a ANATEL divulgará as regras para implementar a portabilidade do número
telefônico. Essas regras ficarão disponíveis para o público em geral durante 45 dias – isso se aplica tanto para linha
fixa quanto celulares. A agência reguladora informou que um número de telefone de uma linha fixa não poderá ser
transferido para um celular, ou vice e versa. Além disso, a portabilidade do número no segmento de linha fixa ficará
restrita à cidade de origem. No segmento de telefonia móvel a portabilidade do número se restringirá à região que
possui o mesmo código para chamadas de longa distância. Esse sistema deverá estar plenamente operacional em
meados de 2008.

Nossa opinião: Na indústria de telefonia fixa, podemos esperar um aumento na taxa de desconexão por conta do
aumento da concorrência. Convém lembrar que, em 2008, todas as operadores de celular deverão estar operando
com a tecnologia GSM e as empresas precisarão aumentar os subsídios nas vendas de aparelhos e propor
agressivos pacotes de assinatura. Desta forma, mantemos nossa classificação de UNDERWEIGHT (peso abaixo do
mercado) para o segmento de telefonia portátil, apesar de acreditarmos que a Vivo continua oferecendo uma
oportunidade de investimento interessante, devido à possibilidade de a Sonaecom comprar o controle da Portugal
Telecom.

Para as empresas de telefonia fixa, por outro lado, a portabilidade do número de telefone parece ser apenas
ligeiramente desfavorável. Primeiramente, a estrutura atual do mercado, com suas três empresas (Telemar, Brasil
Telecom e Telefônica, que ainda controlam a rede de linha fixa), limita a capacidade de uma concorrente oferecer um
produto com preço competitivo. Em segundo lugar, estas três empresas já demonstraram antes uma forte
capacidade de prever as tendências do mercado, lançando por exemplo pacotes alternativos para reter os clientes.

1 Itaú Corretora
1 de setembro de 2006 Panorama do Mercado

Celesc – Juros Sobre o Capital


Sergio Tamashiro, CNPI

Sector Rating ST / LT Ticker Last Price(R$) YTD in R$ (%) Target 06YE (R$) Total Return (%)
Utilities HOLD / MP CLSC6 1.66 19.0 2.20 35.9

PE P/CF EV/EBITDA Div. Yield (%)


06 07 06 07 06 07 2006
6.5 4.9 (87.3) 44.7 5.8 4.3 3.4%

Notícias: A Celesc anunciou o pagamento de R$50 milhões de juros sobre o capital referente ao FY06. Estes juros
representam R$0.06/ação ordinária e R$0.07/ação preferencial, o que resulta em um dividend yield de 4% para
ambas ações.

A data de registro será 31 de Agosto de 2006. As ações serão negociadas ex-dividendos a partir de 1 de Setembro
de 2006 e os pagamentos serão feitos em 9 de Setembro de 2006.

A empresa também anunciou um aumento de R$59 milhões na estimativa de investimetos para o FY06,
principalmente devido a um aumento de R$50 milhões em investimentos no progama governamental Luz para todos.

Nossa Opinião: O pagamento dos juros sobre o capital está 14% acima de nossa estimativa de R$44 milhões para
os dividendos do FY06, mas o aumento anunciado do capex do FY06 está 20% acima de nossa estimativa.
Consequentemente, mantemos nossa recomendação de MNUTENÇÃO para a Celesc com um preço-alvo de
R$2.20/ação para o YE06.

Itaú Corretora 2
Panorama do Mercado 1 de setembro de 2006

Energias do Brasil – Reunião com Analistas sem Novidades


Sergio Tamashiro, CNPI

Sector Rating ST / LT Ticker Last (R$) YTD in R$ (%) Target 06YE (R$) Total Return (%)
Utilities HOLD / OP ENBR3 27.10 2.2 41.00 58

PE P/CF EV/EBITDA Div. Yield (%)


06 07 06 07 06 07 2006
12.0 8.4 18.4 8.7 5.94 4.78 7.0%

Notícia: A Energias do Brasil (ENBR3) realizou uma reunião com analistas de mercado a fim de comemorar o
primeiro aniversário de sua oferta pública inicial (IPO). Não foram divulgadas notícias novas na ocasião, mas a
empresa revelou suas expectativas de que o preço de geração elétrica seja de R$135/MWh no leilão de “energia
nova”, previsto para outubro, reiterou seu orçamento de investimentos para o ano fiscal de 2006 de R$751 milhões –
um aumento de R$103 milhões, ou seja 16% superior à sua estimativa anterior, e indicou igualmente seu interesse
em projetos de usina termelétrica, desde que não sejam unidades abastecidas por gás natural. Levando em conta a
falta de novas informações, conservamos nossa recomendação de MANUTENÇÃO para os papéis da Energias do
Brasil com um preço-alvo ao final deste ano de R$41,00/ação.

Preço de geração de eletricidade de R$135/MWh no próximo leilão de “energia nova”. A empresa revelou suas
estimativas de um preço de geração de energia de cerca de R$135/MWh no próximo leilão de “enrgia nova”,
marcado para outubro. Este preço está acima de nossa projeção de R$120/MWh, que se encontra entre o preço do
leilão do ano passado de R$116/MWh (para entrega em 5 anos – A-5) e o preço do leilão de junho R$125/MWh
(para entrega em 3 anos – A-3).

Aumento de 16% nos investimentos estimados para 2006. A empresa reiterou sua indicação de investimentos no
ano fiscal de 2006, fornecida na conference call em que comentou os resultados do 2T06, de R$754 milhões, ou seja
16% superior à estimativa anterior. O aumento mais importante será observado no programa governamental “Luz
para Todos” (aumento de R$51 milhões), seguido pelo setor de geração elétrica (aumento de R$30 milhões) e de
distribuição de energia (aumento de R$22 milhões). As informações sobre os investimentos previstos para o ano
fiscal de 2007 de R$650 milhões – sendo R$350 milhões para o setor de distribuição, R$100 milhões para o de
geração e R$200 milhões para o programa “Luz para Todos” – indicam um aumento de 73% acima de nossas
estimativas anteriores.

Interesse em usinas termelétricas. A empresa revelou seu interesse em projetos de usinas termelétricas, porém,
somente se o combustível utilizado não for o gás fornecido pela Petrobras, o que restringe seu interesse a usinas
abastecidas por carvão e biomassa. A empresa continua interessada em projetos hidrelétricos, assim como em
pequenos projetos de usinas hidrelétricas, que são menos arriscados do que aqueles de grandes usinas.

Conservando recomendação de MANTER. Na ausência de notícias frescas nesta reunião, conservaremos nossa
recomendação de MANUTENÇÃO para as ações da Energias do Brasil com preço-alvo ao final de 2006 de
R$41,00/ação, equivalente a um potencial de valorização de 51%.

3 Itaú Corretora
1 de setembro de 2006 Panorama do Mercado

FECHAMENTO DO MERCADO 31/08/06

Bolsa: Ibovespa Acompanha Nova York e Fecha em Queda


O Ibovespa fechou em queda de 0,22%, aos 36.232 pontos. O volume financeiro negociado foi de R$ 2,519 bilhão,
maior devido a mudança quadrimestral da carteita teórica do Ibovespa.

O dia foi de grande volatilidade. Na maior parte do pregão, o Ibovespa manteve-se no campo positivo graças ao
corte de meio ponto percentual da taxa básica de juros (Selic). No entanto, a queda de Nova York prevaleceu sobre
o cenário doméstico.

Nos Estados Unidos, os gastos com consumo registraram alta de 0,8% em julho. A renda teve expansão de 0,5%. As
encomendas à indústria tiveram queda de 0,6% em julho. O presidente do Federal Reserve, Ben Bernanke, disse
que o forte aumento de produtividade nos Estados Unidos deve prosseguir.

O índice Dow Jones fechou em queda de dois pontos, aos 11.381 pontos, e o Nasdaq recuou dois pontos, aos 2.184
pontos.

Segundo o IBGE, o PIB registrou crescimento de 0,5% no segundo trimestre de 2006 em relação ao trimestre
anterior. Em comparação com o segundo trimestre de 2005, o crescimento foi de 1,2%.

As maiores altas do dia foram: Cesp PNA (3,71%), Sadia PN (2,67%), Perdigão ON (2,22%), Braskem PNA (2,19%),
Telemar ON (1,90%). As maiores quedas do dia foram: Souza Cruz ON (-3,47%), Contax ON (-3,34%), Aracruz PNB
(-2,98%), Klabin PN (-2,73%), Telemar Norte Leste PNA (-2,49%).

Dólar: Corte da Selic Pressiona Cotação


O dólar comercial fechou em alta de 0,32%, cotado a R$ 2,143 na compra e a R$ 2,145 na venda, na mínima do dia.
Na BM&F, o contrato de dólar futuro de setembro subiu 0,07%, cotado a R$ 2,139. O Banco Central realizou leilão de
compra dólares no mercado à vista com taxa de corte de R$ 2,1445.

Juros: Taxas Futuras Sofrem Forte Ajuste Após Decisão do Copom


Na BM&F, o contrato de Depósito Interfinanceiro com vencimento em setembro de 2006 registrou queda de 40
pontos, com taxa anual de 14,06% e dez contratos negociados. O DI de janeiro de 2008 recuou 23 pontos, com taxa
anual de 13,99% e 294.106 contratos negociados. Surpreendendo o mercado, o Copom decidiu reduzir em 0,5 ponto
percentual a taxa básica de juros (Selic) Este corte acima do esperado pela maioria dos agentes de mercado causou
um forte movimento de ajuste nasa taxas futuras.

Itaú Corretora 4
1 de setembro de 2006 Panorama do Mercado

EXONERAÇÃO DE RESPONSABILIDADE
CLASSIFICAÇÕES: DEFINIÇÕES, DISPERSÃO E RELAÇÕES BANCÁRIAS (3)

Classificação Definição Cobertura (1) Relação Bancária (2)

Outperformer Retorno total projetado pela Itaú Corretora 10% maior que a projeção de retorno
total da Itaú Corretora para o Índice IBOVESPA
28% 19%
(Compra)

Market Performer Retorno total projetado pela Itaú Corretora entre + 10% e -10% que a projeção
(Manutenção) de retorno total da Itaú Corretora para o Índice IBOVESPA
51% 34%

Underperformer Retorno total projetado pela Itaú Corretora 10% menor que a projeção de retorno
(Venda) total da Itaú Corretora para o Índice IBOVESPA
21% 14%

1. Percentual de empresas no universo de cobertura da Itaú Corretora de Valores S.A.dentro desta categoria de classificação.
2. Percentual de empresas dentro desta categoria de classificação para as quais foram prestados serviços de banco de investimentos nos últimos 12 (doze) meses,
ou que serão prestados durante os próximos 3 (três) meses.
3. As classificações de COMPRA, MANUTENÇÃO e VENDA de curto prazo refletem o juízo do analista sobre o desempenho da ação em relação ao desempenho do
universo de cobertura da Itaú Corretora S.A. no curto prazo. Uma recomendação atual de curto prazo será válida até que o analista altere sua classificação, como
resultado de quaisquer notícias ou simplesmente em função de uma alteração na cotação da ação (não existe um horizonte de tempo pré-determinado).

INFORMAÇÕES RELEVANTES
Para obter outras informações de exoneração de resposabilidade sobre as empresas descritas neste relatório, favor contatar a Itaú Corretora de Valores S.A. no
telefone (55-11) 5029-4903 ou e-mail itaucorretora@itau.com.br.

INFORMAÇÕES GERAIS DE EXONERAÇÃO DE RESPONSABILIDADE


1. Este relatório foi elaborado pela Itaú Corretora de Valores S.A., uma subsidiária do Banco Itaú S.A. Este relatório está sendo distribuído (i) nos Estados Unidos da
América pela Itaú Securities Inc., uma empresa membro da NASD e SIPC; e (ii) no Reino Unido e na Europa pelo Banco Itaú Europa S.A., Agência de Londres,
autorizada pelo Banco de Portugal e regulamentada pela Financial Services Authority para certos tipos de negócios de investimento no Reino Unido. Este
relatório tem como único propósito fornecer informações, e não constitui ou deve ser interpretado como uma oferta ou solicitação de compra ou venda de
qualquer instrumento financeiro ou de participação em qualquer estratégia de negócios específica, qualquer que seja a jurisdição. Embora as informações
contidas neste relatório sejam consideradas confiáveis na data da divulgação deste relatório e tenham sido obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis, a
Itaú Corretora de Valores S.A., Itaú Securities Inc. e o Banco Itaú Europa S.A., Agência de Londres não declaram ou garantem, de forma expressa ou implícita, a
integridade, confiabilidade ou exatidão de tais informações. Este relatório não é uma declaração completa ou resumo dos valores mobiliários, mercados ou
desdobramentos aqui abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas neste relatório refletem o atual julgamento do analista de investimento
responsável pelo conteúdo do relatório na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. As cotações e disponibilidades dos
instrumentos financeiros são meramente indicativas e sujeitas a alterações sem aviso prévio. A Itaú Corretora de Valores S.A. não está obrigada a atualizar,
modificar ou corrigir este relatório e informar ao leitor a tais alterações, com exceção do encerramento da cobertura das empresas analisadas neste relatório.
2. O analista de investimento responsável pela elaboração deste relatório garante que as opiniões expressas neste relatório refletem de forma precisa suas visões e
opiniões pessoais a respeito de todo e qualquer emitente analisado neste relatório ou seus títulos e foram produzidas com independência e autonomia, incluindo
no que se refere a Itaú Corretora de Valores S.A. Uma vez que as opiniões pessoais dos analistas de investimento podem ser divergentes entre si, a Itaú
Corretora de Valores S.A. e suas empresas afiliadas podem ter publicado ou vir a publicar outros relatórios que não apresentem uniformidade e/ou que cheguem
a diferentes conclusões em relação às informações fornecidas neste relatório.
3. A remuneração do analista de investimento é determinada com base no total de receitas da Itaú Corretora de Valores S.A., uma parcela da qual é gerada através
da prestação de serviços de banco de investimento. Assim como todos os funcionários da Itaú Corretora de Valores S.A. e suas empresas afiliadas, a
remuneração dos analistas de investimento é influenciada pelo resultado geral desta(s) companhia(s), razão pela qual a remuneração de um analista de
investimento pode ser considerada como relacionada indiretamente a este relatório. Entretanto, o analista de investimento responsável pela elaboração deste
relatório garante que nenhuma parcela de sua remuneração esteve, está ou estará, direta ou indiretamente, relacionada a quaisquer recomendações ou opiniões
específicas contidas neste relatório ou atrelada à precificação de quaisquer dos valores mobiliários emitidos pela Companhia. Adicionalmente, o analista de
investimento declara que não mantém vínculo com qualquer pessoa natural que atue no âmbito da Companhia e que não recebe remuneração por serviços
prestados ou apresentam relações comerciais com a Companhia, ou pessoa natural ou jurídica, fundo ou universalidade de direitos, que atue representando o
interesse da Companhia. Por fim, o analista de investimento declara que não é titular, direta ou indiretamente, de valores mobiliários de emissão da Companhia
que representem 5% (cinco por cento) ou mais de seu patrimônio pessoal, ou está envolvido na aquisição, alienação e intermediação de tais valores mobiliários
no mercado e que a Itaú Corretora de Valores S.A., bem como os fundos, carteiras e clubes de investimentos em valores mobiliários por ela administrados não
possuem participação acionária direta ou indireta, igual ou superior a 1% (um por cento) do capital social da Companhia, e não estão envolvidos na aquisição,
alienação e intermediação de tais valores mobiliários no mercado.
4. Os instrumentos financeiros discutidos neste relatório podem não ser adequados para todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos
de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer indivíduo em particular. Os investidores devem obter orientação financeira em
caráter individual, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento baseada nas informações contidas neste relatório.
Caso um instrumento financeiro seja expresso em uma moeda que não a do investidor, uma alteração nas taxas de câmbio podem impactar adversamente o
preço ou valor do instrumento financeiro, assim como a rentabilidade obtida com o mesmo, e o leitor deste relatório assume quaisquer riscos de câmbio. A
rentabilidade dos instrumentos financeiros pode apresentar variações, e seu preço ou valor podem, direta ou indiretamente, subir ou cair. Os desempenhos
anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros, e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste relatório
em relação aos desempenhos futuros. A Itaú Corretora de Valores S.A. se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que
venham a decorrer da utilização deste relatório ou de seu conteúdo.
5. Este relatório não pode ser reproduzido ou redistribuído para qualquer outra pessoa, no todo ou em parte, e para qualquer propósito, sem o prévio consentimento
por escrito da Itaú Corretora de Valores S.A. Maiores informações relativas aos instrumentos financeiros discutidos neste relatório se encontram disponíveis
quando solicitadas.
Observação Adicional aos Investidores nos EUA: A Itaú Securities Inc. aceita a responsabilidade pelo conteúdo deste relatório. Todo e qualquer investidor nos
Estados Unidos que receba este relatório e deseje realizar uma transação envolvendo qualquer dos títulos e valores mobiliários discutidos neste relatório deve fazê-lo
através da Itaú Securities Inc., localizada na 540 Madison Avenue, 23rd Floor, New York, NY. Favor consultar a Página de Contatos para maiores informações.
Observação Adicional aos Investidores no Reino Unido e na Europa: A Itaú Corretora de Valores S.A., uma subsidiária do Banco Itaú S.A., concedeu autorização
ao Banco Itaú Europa S.A. para distribuir este documento através de sua agência de Londres aos investidores que sejam contrapartes e clientes intermediários, de
acordo com as normas e regulamentos da FSA. Caso você não se enquadre, ou deixar de se enquadrar, na definição de contraparte ou cliente intermediário, você não
deve se basear nas informações contidas neste relatório e deve notificar imediatamente o Banco Itaú Europa S.A., Agência de Londres. As informações contidas neste
documento não se aplicam a, e não devem ser utilizadas por, clientes privados.

Itaú Corretora 6
www.itautrade.com.br
Contatos

ROBERTO M. NISHIKAWA CEO - GLOBAL HEAD OF BROKERAGE BUSINESS

Análise
DIRETOR DE ANÁLISE E ESTRATEGISTA
RECURSOS NATURAIS (MINERAÇÃO, SIDERURGIA PAPEL E CELULOSE)
Marcos De Callis, CFA, CFP, CNPI
Paolo Di Sora, CNPI
ANÁLISE ECONÔMICA Fabiano R. dos Santos, FRM, CNPI
Guilherme da Nóbrega, CNPI - Head
SMALL CAPS
Tarsila S. Afanasieff
Renata Faber, CNPI
AGRONEGÓCIO Renato Salomone
Paolo Di Sora, CNPI
TELECOM, MÍIDIA & TECNOLOGIA
Fabiano R. dos Santos, FRM, CNPI
Ricardo Araujo Silva, CNPI
PETRÓLEO, PETROQUÍMICA E GÁS Victor Mizusaki, CNPI
Gilberto Pereira de Souza, CNPI ESTRATÉGIA PARA PESSOA FÍSICA
Luiz Carlos Cesta, CNPI
Flavio R. Conde
ELÉTRICO E SANEAMENTO
CRÉDITO DE RENDA FIXA
Sergio Tamashiro, CNPI
Boanerges Pereira Ciro Shoiti Matuo, CNPI

BANCOS, TRANSPORTES E CONSTRUÇÃO CIVIL ESTRATÉGIA DE RENDA FIXA


Tomás Awad, CNPI Paulo F. Hermanny, PhD ABD - Head
Vanessa Ferraz, CNPI Paulo Eduardo Mateus

Vendas e Mesa de Operações


DIRETOR DE VENDAS DIRETOR DE RENDA FIXA E FUTUROS
Eduardo Sancovsky Elias Mota Lima Jr.

RENDA FIXA LOCAL


AÇÔES - VENDAS Rogerio Queiroz - Head
Patricia Cruz Bilezikjian
Alexandre Guedes
Mauricio Silveira
Ricardo Schneider
Regina Jordão RENDA FIXA INTERNACIONAL E PROJETOS ESTRUTURADOS
Rodrigo Pace Alex Low - Head
Rodrigo Fontes Formoso
Vinicius Pasquarelli
AÇÕES - MESA DE OPERAÇÕES Rogerio Figueiredo

Eduardo Sancovsky COMMODITIES


Eduardo Borro Alexandre Mariano
Christian Lemos Manoel Gimenez
Gustavo M. Rosa Antonio Paro
Eduardo Guiherme dos Santos
MERCADOS DOMÉSTICOS DE FUTUROS - ATIVOS FINANCEIROS
Danuse Corradi
Octavio C. Caruzo Alan Jacob Eira
Aureo Eduardo Bernardo Douglas Jacob
Luciana Eugenio
Sandro Nogueira Carotini
MERCADOS DOMÉSTICOS DE DERIVATIVOS DE AÇÕES Roberto Pacheco Motta
Fábio Oliveira M. Monteiro Fernando Mormillo Juliano
Celso Azem Rodrigo Mendes

A WHOLLY OWNED SUBSIDIARY OF ITAU CORRETORA DE VALORES S.A.


ITAU SECURITIES, INC. MEMBER: NASD/SIPC - NEW YORK
U.S. INVESTORS MUST CALL ITAU SECURITIES, INC. IN NEW YORK

PRESIDENTE AÇÕES - MESA DE OPERAÇÕES


Thomas Decoene Andre Teixeira Soares
Alec Cunningham
AÇÕES - VENDAS RENDA FIXA INTERNACIONAL E PROJETOS ESTRUTURADOS
Jeffrey Noble Valeria Achoa
Renato Lobo Augusto C. Castilho

DIRETOR AÇÕES - VENDAS

Carmo Cal André Luiz Dreicon Vieira


Fabio Faraggi
ANÁLISE DE RENDA FIXA
Ana Esteves RENDA FIXA INTERNACIONAL E PROJETOS ESTRUTURADOS
Luis Vaz Irina Goreva
María Insausti Salvador Valadares

LICENSE PENDING WITH SECURITIES AND FUTURES COMMISSION

Julia Chen - Director

As informações contidas neste documento são consideradas confiáveis, mas a Itaú Corretora de Valores S.A. não garante que elas sejam completas ou precisas. As opiniões e estimativas constituem nosso
julgamento e estão sujeitas a mudança sem aviso prévio. O Banco Itaú S.A. pode deter posições nos títulos mencionados a qualquer momento. Os desempenhos anteriores não garantem resultados futuros. Este
documento não representa uma oferta ou solicitação de compra ou venda de nenhum instrumento financeiro. Este relatório foi elaborado pela Itaú Corretora de Valores S.A. e distribuído nos E.U.A. pela Itaú
Securities, Inc. e a Itaú Securities Inc. assume a responsabilidade correspondente a seu conteúdo. Qualquer pessoa que receber este material nos E.U.A. e desejar realizar transações de qualquer título
discutido neste documento deverá fazê-lo apenas através da Itaú Securities,Inc. Analistas que não são CNPI, apenas fazem parte da equipe técnica e não emitem opiniões pessoais.