AAEP – FICHA Nº1

ESC. SECUNDÁRIA FERNÃO MAGALHÃ

O texto que vais ler contém inúmeros erros ortográficos. Procura detectá-los e propõe uma correcção para os mesmos. De seguida, procura encontrar no texto palavras que, com a implementação do Acordo Ortográfico, passaram a grafar-se de forma diferente.

Hades
– São os anos do Rodrigo e a gente faz o que ele quiser. Foi o que eu disse e é o que se faz. Agora calas-te e andas para a frente. E cara alegre e não arrastas os pés. – Por que é que hadem estar sempre a discutir, mesmo no dia dos meus anos? – Olha-me aquele, – disse o pai – parece o Guilherme nosso vizinho. Só lhe falta o boné. Todos se riram a olhar para o peixe vermelho, até o Rolando, embora contrariado. – Fechastes o carro? – perguntou a mãe. – Tudo sobre controle – disse o pai. – Não te debruces, Rodrigo Tiago, parece que fazes de prepósito! Os peixes rebolavam pela água esverdeada. Estavam muito feitos a serem visitados. O Rodrigo queria perguntar ao pai como é que eles conseguiam ver, só com um olho de cada lado da cabeça. Mas teve medo que ele empreendesse uma explicação demorada e agora queria mais que tudo despachar-se. E teve sorte, porque não havia muita gente a querer entrar no Aquário Vasco da Gama. – Tens dinheiro destrocado? – perguntou a mãe. E o pai tirou da carteira uma nota de mil e deu-a ao guarda. O Rolando ficou de costas, distraído a olhar para a montra das conchas envernizadas e de cavalos-marinhos para sempre empertigados. Entraram pelas anémonas logo a seguir. – Isto é que era uma coisa boa lá para casa – disse o pai. – Esta luz que só acende enquanto a gente carrega no botão. Era um grande poupar de energia. Depois leu: – Anemonia Sulcata, nome vulgar, anémona. – A cabeleira delas até parece a do Rolando – disse a mãe a querer brincar. – E logo, para o Rodrigo . – Não lambuzes o vidro, pá, que é poribido. Ainda vem aí o homem e nos põe a todos fora. – Ih, mãe, olha-me esta lula! – gritou o Rodrigo. – Olha-me esta lula! Ficaram todos pasmados com a lula gigante. – Isto dava uma caldeirada para uma casa de família – disse o pai. E leu depois, no cartaz iluminado: – Oito metros e vinte e duzentos e sete quilos! Os olhos têm vinte e cinco centímetros de diâmetro... – A oitocentos paus o quilo – calculou a mãe – vê lá tu quanto é que aí não está de lulas. – Assim congelada é capaz de ser mais barato – disse o pai. Foram pelo corredor conscienciosos, acendendo luzes, espreitando anémonas e cavalosmarinhos, juntando as cabeças sobre as janelinhas redondas dos aquários. O Rolando acompanhavaos à distância, como se não lhes pertencesse, de mãos nos bolsos, deitando olhares descomprometidos aos espécimes quando não podia mesmo deixar de ser, absorto num grave problema íntimo que nenhuma visita, nenhuma festa, nenhuma palavra podiam resolver. Depois começavam os peixes. – Olha-me aquele todo às pintinhas. Ó pai, podemos ter um? – Isto não são uns peixes quaisquers, não se arranjam assim do pé para a mão – explicou o pai. – Se calhar há para aí um ou dois no mundo inteiro. – São muito feios os peixes – disse a mãe. – Têm um ar muito estúpido. – Há quem diga que vimos deles, sabias? – disse o pai ao Rodrigo.

1

. – Coisas da minha madrinha. Nem nos anos do teu irmão nos fazes o favor de estares contente.. até que ele resolveu ir mais para baixo no rio. – Mas eu já sou crescido – ripostou o Rodrigo. – Sai lá daí. Então caíu na água. Assim dizendo chegaram a uma grande sala. – Do que eu mais gosto de me lembrar é do meu tio Olindo. a criatura às voltas no frasco.. – Não são coisas para a tua idade – disse a mãe. e quando o Rodrigo. No carro. – Ó pai. Depois vejo-o cair estatelado dentro de água. era pequeno. mas o melhor foi que o tio Olindo se despiu todo e ficou só em ceroulas e pôs a roupa a secar numa pedra e vieram uns miúdos e roubaram-lhe tudo. na viagem para casa.. pelo andar da carruagem. Na sala das otárias. Encostou-se ao muro que rodeava o tanque. mas não acaba aqui . –. com um copito a mais. muito gordo. a mãe deixou-se embevecer pela decoração marinha de conchas e barrocos búzios. que grandes cágados! O Pedro tem um. –. – Tinha-lhe entrado uma rã para a galocha e estava-lhe a fazer uma comichão danada. que chegava. 2 . e eu a ver. todo nu só com as ceroulas. lembrava-se de ouvir o pai contá-la em casamentos e baptizados da família. pegando no Rodrigo ao colo para lhe mostrar as focas. Bom. SECUNDÁRIA FERNÃO dar um – Só se fores tu. Abrandavam o passo porque o Rolando não descolava do tanque educativo e também porque ainda era cedo para o almoço e. incrédulo. A certa altura só o vejo começar assim como que a dançar. – Ih.disse o pai. com o Rodrigo no colo. onde a água ia com mais força. para o Rolando. tinha para aí a tua idade. mas não. No tanque havia tartarugas. vai o tio Olindo por ali abaixo. Uma vez a minha madrinha até me quis MAGALHÃ peixinho vermelho.. mas aquilo fazia-me espécie. – Era pequena – disse a mãe. o tio Olindo – concedeu a mãe. admirando ainda as convolutas da decoração da sala. – Lembro-me de andar um dia na pesca com o meu tio Olindo. E aqueles ali.. – Isto está um luxo. que fixe! – disse o Rodrigo. O Rolando aproximou-se. estivemos para ali a manhã toda e nada. repousou a cara na mão direita e observou desapaixonadamente o namoro daqueles bichos. poças! – Agora por poças . já vistes? Está lindo. Conhecia de cor a história do tio Olindo. que é que eles estão a fazer? O pai e a mãe olharam para as duas tartarugas que o menino apontara. e não pescávamos nada. O Rolando emprestava àquela história uma orelha meio ausente. o pai contara a história do tio Olindo e a mãe chorara a rir. – Já lá está. – Hades ficar sempre para trás e andares de trombas. – Deixa lá os promenores e despacha-te – disse a mãe. mas é pequeno. de cana de pesca ao ombro e a rir-se para as mulheres que chegavam à porta e se benziam como se tivessem visto o diabo. depois de ter estado muito doente em bébé. saíra finalmente do Hospital. Agora só o Rodrigo é que se ria a ouvir o pai. deitei-o pela pia abaixo.disse o pai com o seu ar das festas. descalço a passear-se todo contente pela aldeia. – Já vi na Televisão. Viraram à direita e puseram-se a subir para as focas. coitado. levantava uma perna. calculavam que não houvesse ali muito mais para ver.ESC. – Bom. chega aonde a corrente era mais forte e posta-se de perna aberta e lança o isco e fica à espera. – Deitastes fora o peixe? – perguntou o pai. O Rodrigo debruçou-se para ver. ao comprido. porque de repente sentira uma grande motivação para ver tartarugas.. Bom. E. eu cá não venho com certeza.. – Lá vem a história do tio Olindo! – suspirou a mãe a rebolar os olhos. – Era muito bom homem. depois outra e eu pensei que ele estava todo contente porque tinha apanhado algum.

e começou a descer para o tanque das tartarugas. o que é que ele tinha gostado mais de ver. – Mas que vigarice. Mas quando a mãe lhe perguntou. este jejua até ao nascimento das larvas. – Estragas os sapatos todos. que controlou. O pai demorava-se a ler as legendas. – Isto está visto – disse a mãe. Luísa Costa Gomes http://www. – Não é hades. é hás-de. polvo! Só faltam as batatas e os grelos! – disse o pai. que me deforma as Levis – queixou-se ela. – Não se percebe nada! – disse a mãe. Mas o pai ainda estava com a memória noutro lado. e rebenta com tudo. SECUNDÁRIA FERNÃO MAGALHÃ – Ó pai. almoçava-se já aqui! – Ih! – gritou o Rodrigo – olha-me só a tromba daquele! Mas os pais tinham parado diante de um cardume de peixinhos vermelhos e a mãe encostara a ponta do dedo indicador ao vidro. Ficara sonhadora. enquanto lia no cartaz: – Descargas de duzentos a trezentos volts. como é que se dá de comer às enguias eléctricas? – perguntou o Rodrigo. Riram-se. desde quando é que o bacalhau é peixe de aquário? – Se tivéssemos azeite.luisacostagomes.htm _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ 3 . A mãe também estava já farta de peixes. Rolando Bruno! Portanto. – Não sei porquéque hades estar sempre a fazer isso – disse a mãe ao Rolando. ó mãe quero uns Nike. cherne. o Rodrigo lembrou-se dos peixes. dando-lhe um beijo de boa-noite. a mãe estava a ficar com fome. é hás-de – disse o Rolando. cruzou os braços sobre o peito e repetiu. badejo! Anchovas. O Rolando mudou o peso do corpo para a outra perna. Os outros três estacaram. batia com as biqueiras dos ténis no chão.. ele é garoupa. – Lembram-se de cada uma! Poderia-se lá pensar! Nessa noite. numa ameaça: – Não é hades.net/contos_outra_vez_hades. – Ele é bacalhau. ficaram parados a olhá-lo. no fim do dia em que fez cinco anos. o Rolando não conseguia disfarçar a impaciência. depois o pai afastara-se e premira o botão da luz noutro aquário. pargo. a ninguém em especial – depois é. Ainda bem que tinham chegado a uma sala cheia de peixes comestíveis. expelindo-as então".. ora uma. respondeu: – Do que eu gostei mais foi do bolo de chocolate do restaurante. ora outra e assobiava entre dentes. perguntou-se como podiam respirar debaixo de água. Levanta os pés. ao adormecer.ESC. que vão ser incubados na boca do macho. é o mesmo que pôr a mão na tomada. – Estou farta de le dizer para não pôr tanta porcaria nos bolsos. – Que porcaria! – disse a mãe. para o resto dos visitantes – "a fêmea expele os ovos (envoltos numa substância gelatinosa que os mantém unidos num aglomerado). – Apogon Imberbis – leu em voz alta. ó mãe quero umas Levis.

têm de estar em casa às dezoito horas. o Miguel. ____. porque ____ uma exposição interessante. à. Se tiverem sorte. haverá música e tudo! ____. faz dez anos e ____ um jantar de festa para toda a família. SECUNDÁRIA FERNÃO MAGALHÃ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ Faz o resumo deste texto em cerca de sete linhas _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ Ortografia . 4 . ficaram tão contentes quando a mãe os autorizou! Que pena terem de regressar cedo . ainda bem que chegaram ____ escola cedo! Vamos ____ Sala Polivalente. Assim. ninguém vai ____ escola. e foram para as aulas. como vai ser divertido! Amanhã é sábado e por isso não ____ aulas. o João e a Laura pediram ____ mãe que os deixasse ir ____ piscina. É que o primo. Na Sala Polivalente encontram vários colegas que ____ muito tempo andavam a preparar a exposição. ____.Ah. há Escreve nos espaços em branco as palavras adequadas. Desejaram bom trabalho ____ equipa. podem assistir ____ festa até mais tarde. porque vão jantar a casa dos tios.ESC. ____ tarde.

. Começando a frase por "É aqui que. 1 .o ão em sílaba tónica: estarão . N___ sejas t___ antipático sen___ os amigos fugir___ de ti.Aqui não se brinca? . * Seria bom que ele brincasse com os amigos. pela conjugação verbal: .brinca-se é o presente do indicativo. O irm___ e a irmã n___ quiser___ aceitar a sugest___ dos pais..ESC. O Cristóv___ e o Estêv___ sair___ deste clube no próximo ano. Em resumo. brinca_____ muito! 5 . 5. Pela negativa: não se brinca / não brincasse. Ontem chegar___ tarde. adjectivos. . etc. 2.. .o am em sílaba átona: estavam Nas restantes classes de palavras (nomes. No sót___ lá de casa as crianças encontr___ de tudo um pouco. Este ditongo pode escrever-se de duas maneiras: Nos verbos emprega-se: . ou am?. ou brincasse? Como saber quando usar "brinca-se" ou "brincasse"? 1. Exemplos: * Aqui brinca-se muito. A vossa participaç___ e motivaç___ durante a última liç___ entusiasmar___ o professor. 4. / Seria bom que ele não brincasse com os amigos.) emprega-se sempre ão: irmão.brincasse é o imperfeito do conjuntivo. E. / Aqui não se brinca muito.Completa os espaços com as terminações correctas. com a forma "brincasse" não é possível ter uma frase. Completa os espaços com as terminações correctas. amanhã chegar___ a horas. lição. 3. naturalmente.. Pela pronúncia: brinca-se / brincasse. Esta manhã falar___ muito.). logo à tarde falar___ menos." (Neste caso.Sim. SECUNDÁRIA FERNÃO MAGALHÃ Escrever ão. Brinca-se. O c___ do capit___ é ferocíssimo. Quando descerem a escada agarrar-se-___ bem ao corrim___. a grafia am só se emprega nas sílabas átonas de formas verbais. Pelo plural: (não tem) / brincassem . Eles er___ irm___s gémeos mas n___ eram nada parecidos.

Neste livro _______ dos problemas dos jovens. g) Por favor. já saberia o que se passa.Talvez a juventude _______ mais se não fosse a televisão._______ pouco em Portugal hoje em dia. seguindo o modelo. Completa o texto de acordo com o modelo apresentado. m) Aquela senhora vive numa _________________ constante. ______________ mais uma cadeira. ____________________ confusão no pátio. havia dois limoeiros no nosso quintal. 6 . . 2. 3 . Que problemas de surgir naquelas férias! 3.Se ela _______ com a mãe resolvia tudo. mostra-se escrevesse escreve-se vendesse arruma-se mostrasse risse arrumasse vende-se falasse ri-se fala-se participa-se participasse lê-se lesse damos dá-mos a) Agora.2 . sabem pouco sobre os países. c) Por causa do barulho. ____________ várias soluções possíveis. ____________ muitos campistas nacionais e estrangeiros. Antigamente. l) O inspector vai ________________ a licença ao vendedor ambulante. _____________ muito de problemas ecológicos. ESC. ._______ muito de derrames de petróleo. h) A ________________ que fizemos correu bem. não se _________________ o telefone. No parque de campismo.Se ela _______ os jornais. b) Embora eles _______________ com frequência.Completa as frases com fala-se ou falasse: . f) O caçador vai _______________ coelhos. SECUNDÁRIA FERNÃO MAGALHÃ II 1. completa as frases. por estes dias. houve viagem trás assento ouve viajem tenção traz caçar acento tensão cassar a) A palavra “nós” escreve-se com um ______________ agudo. Mas logo nesse dia eles ____________ de ter o carro-cisterna avariado. j) Ele fez _______________ de estar contigo ontem. c) “Hábito” ________________ com h. . Partindo da lista de formas verbais apresentadas. / Logo hoje eles haviam de chegar cedo. . Como não ____________ água suficiente. Partindo da lista de palavras apresentada. d) O carro tem um furo num dos pneus de _____________________. completa as frases abaixo. i) Este caderno onde eu _______________ as despesas é pequeno. b) _____________ sempre com alegria neste torneio.Completa as frases com lê-se ou lesse: . alguns deles não sabiam o que _________________ de fazer. e) Esta tarde. Optou-se por pedir o apoio dos bombeiros.Este livro _______ muito bem. não achas? .

q) Se ele _________________ o Cavaleiro da Dinamarca ficaria a conhecer melhor Veneza. g) Nós _____________ presentes às crianças necessitadas. i) Insisti com o João para que ________________ os brinquedos na caixa. ________________. Assinala-os. Assinala as frases simples e as frases complexas. menino mulher carinho pardal medo café livro entusiasmo árvore juventude flor gato noite saudade sinceridade mina cão barco mesa candeeiro melancolia cadeira nostalgia camisola 5. c) Aqueles amigos encontraram-se no café. b) Os três amigos estão a estudar. e) Os jovens tinham dinheiro por isso foram viajar _______________________________________ _______________________________________ _______________________________________ _______________________________________ _______________________________________ 6. n) Se ele _______________ com mais afinco no torneio. d) O Pedro e o Luís tiraram o livro aos colegas.d) Faria um mau negócio se _____________ o carro novo. o) ________________ sempre uma imagem negativa da educação. s) Tu tens muitos livros de aventuras. 4. p) Se ele _____________________ muito interesse no assunto. r) Gostava que o Rui ______________ mais comigo. Em cada conjunto de nomes concretos há dois intrusos. Lê as seguintes frases: a) O João era o mais esperto da turma. h) _____________ um bom pão na padaria. 7 . d) Estava bom tempo mas não saí de casa. ganhá-lo-ia facilmente. e) Contei-lhe uma anedota para que ele _____________ a valer. a) O autocarro chegou e os alunos saíram. falaria com o professor. f) Depois da aula. e) Comenta-se que o professor ficou zangado. c) Disse à minha mãe que ia ao cinema. SECUNDÁRIA m) Ele ______________ FERNÃO MAGALHÃ às bandeiras despregadas com os filmes do Jerry. ESC. j) ________________ um bom livro com agrado. l) Gostava que o meu pai me _______________ uma carta. _____________ o material. b) Aquele rapaz não tinha amigos.

amigos desempenha a função de: sujeito [ ] predicado [ ] complemento directo [ ] • Na alínea c). o sujeito é: composto [ ] simples [ ] nulo [ ] subentendido [ ] • Na alínea d).6. o sujeito é: nulo subentendido [ ] nulo indeterminado [ ] composto [ ] ESC. o Pedro e o Luís desempenha a função de: sujeito simples [ ] sujeito composto [ ] sujeito expletivo [ ] • Na alínea e). o mais esperto desempenha a função de: sujeito [ ] predicativo do sujeito [ ] complemento directo [ ] • Na alínea b). O Professor Yann Sèvegrand . SECUNDÁRIA FERNÃO MAGALHÃ Bom trabalho. Assinala com uma cruz (X) a alternativa correcta: • Na alínea a).1.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful