You are on page 1of 2

3 PROF.

:
IMPACTO: A Certeza de Vencer!!!

Blocos Econômicos - Basia do Pacífi co - II China
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
KL 260510 PROT: 4009

13

A China um Tigre com direito a Categoria Espacial
A China é hoje reconhecidamente uma das economias que mais cresce no planeta, uma média entre 8% a 10% ao ano. Alguns autores comparam-na com uma locomotiva. Podemos dividir a história da China, para entendermos melhor as características atuais da política econômica deste país milenar.

no controle de armas nucleares no mundo socialista, acabando com a hegemonia soviética, o que ela não aceitou ocorrendo então a ruptura entre os dois países.

NOSSO SITE: www.portalimpacto.com.br

1. Da China Imperial a China Comunista
A China é um país milenar, que durante muito tempo foi governada por várias dinastias. No início do século XX, o país se encontrava bastante decadente e era governado pela dinastia Manchu, o imperador era uma fi gura sem expressão e o país estava partilhado por várias potências estrangeiras, que tinham grandes interesses no território chinês principalmente os ingleses. No início do século XX, surgiu um movimento nacionalista que era contrário a dinastia Manchu e a ocupação estrangeira, esse movimento era liderado pelo médico Sun Yat-Sen e em 1912 ocorreu a revolução que proclamou a república e estruturou o Partido Nacionalista Chinês, também conhecido como KUOMITANG, mas a unidade não foi completada e o país permaneceu fragmentado, com áreas ligadas a potências estrangeiras. Nessa época uma pequena industrialização surgiu, entretanto a invasão japonesa e a instabilidade interna impediram a indústria de se desenvolver, após a primeira guerra a intelectualidade chinesa começou a ser fortemente infl uenciada pela EXURSS e os ideais revolucionários se fortaleceram . Em 1921, foi criado o PCC (Partido Comunista Chinês), tendo entre os fundadores Mao Tse-tung, que mais tarde se tornaria seu líder. Em meados dos anos 20, Chiang Kai-Shek assumiu o poder do Partido nacionalista, que colocou o PCC na clandestinidade e logo após começou uma guerra civil que durou 22 anos, em 1949 após a 2ª Guerra Mundial, ocorreu a Revolução Chinesa, que culminou com a vitória dos comunistas liderados por Mao. Os nacionalistas se refugiaram em Formosa (Taiwan).

Os EUA então entram em cena, o afastamento sino-soviético abre espaço para os americanos, que passam então a se aproximar da China e em 1976 quando morre Mao Tse-tung chega ao poder Deng Xiao Ping, estavam começando novos tempos para a China.

3. A Economia Socialista de Mercado
Após a chegada de Deng Xiao Ping ao poder, iniciou uma nova era na China. Começavam assim em 1978 as reformas econômicas que foram executadas nos campos e nas cidades, paralelamente iniciava a abertura econômica da China que fi cou fi rmada no Congresso do Partido Comunista Chinês realizado em 1982, onde se fi rmou o comprometimento de “ integrar a verdade universal do marxismo com a realidade concreta de nosso país, seguir nosso próprio caminho e construir um socialismo com peculiaridades chinesas”. Nesta frase, está a verdadeira essência do que viria a se confi gurar na China, a ideia é abrir o país para o grande capital, estruturando-se reformas econômicas que fi zessem a absorção da iniciativa privada ou de parcerias entre o Estado e a iniciativa privada, mantendo-se, entretanto o modelo socialista do partido único no plano ditatorial. Em resumo, no plano político teremos a manutenção da ditadura, enquanto que no plano econômico temos a abertura, a esse modelo denominamos Socialismo de Mercado.

2. A China Comunista
A China tornou-se socialista e obedeceu inicialmente o modelo soviético, até porque era apenas esse o modelo a seguir, portanto o modelo marxista-leninista. As características do modelo eram governo centralizado, planos quinquenais, terras coletivizadas em comunas (semelhantes as kolkhozes), estatização dos meios de produção, incentivo a industrialização de base, indústria bélica e infra-estrutura. Entretanto, como o modelo soviético a cópia feita na China dava os mesmos problemas: baixa qualidade do produto, baixa produtividade, concentração de capitais no setor armamentista e burocratização. Além dos problemas gerados pelo modelo, entre 1966 e 1976 houve a chamada revolução cultural, que gerou um caos político no país agravando também as questões econômicas. Os problemas entre a ex-URSS e a China se ampliaram quando em 1964 a China explodiu sua primeira bomba nuclear e em 1967 a bomba de hidrogênio, determinando um novo contexto

CONTEÚDO - 2011

não podia ser diferente. assim começaram pelo campo. ♦ há diferença salarial entre as regiões ampliando ainda mais as contradições. o nível de escolaridade é sofrível. Essa nova China segue passos muito parecidos com os dos Tigres. dá-se localização estratégica as indústrias. a democracia é um sonho e a carga horária de trabalho é elevada. o fundamental portanto era atrair as empresas.com. pois se incentiva as exportações.br As reformas foram instituídas nos campos e nas cidades. dessa forma esse modelo tem múltiplas faces tais como: ♦ o desempenho dos setores estatal e privado é profundamente diferente por exemplo: enquanto o setor estatal cresce 3%. tornando a situação extremamente favorável a investimentos. os coletivos 9. contratação de mãodeobra e aumento dos preços dos produtos agrícolas.NOSSO SITE: www. pois socialmente não. com a permissão da propriedade rural privada. para isso preparou o espaço para recebê-lo. ♦ ocorre um aprofundamento das diferenças regionais e isso está alavancando um processo de imigração das regiões interiores para as ZEEs. ou seja. nas áreas próximas ao litoral. REVISÃO IMPACTO . o que gerou uma ampliação da produção. uma vez que o Estado autoritário está empenhado em atrair o capital estrangeiro.2011 . dessa forma a China chega muitas vezes a atrair indústrias localizadas na região do Pacífi co. A grande reforma chegou com a implantação das Zonas Econômicas Especiais (ZEEs).4% e as empresas mistas e privadas 57. a legislação trabalhista de controle das massas permaneceu autoritária. por isso o espaço foi preparado. O modelo chinês em resumo. A instalação das ZEEs. A economia chinesa continua crescendo a níveis muito fortes. se paga salários baixos. os salários são baixos. mas o crescimento tem se mostrado apenas em quadro econômico. constitui uma mudança de curso do socialismo chinês.portalimpacto.A CERTEZA DE VENCER!!! CONTEÚDO . associa o Capital estrangeiro e o Estado autoritário liderado pelo partido comunista.7%. mas as leis ligadas a investimentos estrangeiros em território chinês foram alteradas.