You are on page 1of 15

PRIMEIRO DIA

Manhã: Recepção e apresentação
Este é o momento de dar as boas-vindas a todos e acolher os novos professores e funcionários de apoio.

Proposta de reunião

Peça aos participantes que se apresentem, contando rapidamente em que área trabalham e um pouco do histórico profissional. Em seguida, fale sobre o perfil da comunidade e das famílias atendidas. Com base no regimento da escola, explique como são combinadas as regras e como funciona a divulgação de informações administrativas. Fale um pouco da rotina da escola. Compartilhe também os novos materiais e equipamentos adquiridos e, caso tenha havido alguma reforma ou construção, convide o grupo para uma visita ao local. Divulgue a programação da semana pedagógica para que a equipe saiba de quais reuniões participarão e os assuntos que serão abordados. Assim, todos podem se preparar. Separe um tempo para esclarecer dúvidas.

Convide a equipe gestora, os professores e os funcionários dos serviços de apoio para estar presentes o dia todo, reunidos em um grupo único.

Providenciar...
- Crachá se houver muitos novatos. - Um espaço adequado para todos os participantes e o material necessário (cartazes, data show ou retroprojetor, microfone, giz, papel e caneta). - Cópias do PPP. - Planilhas com os dados da escola. - As metas da rede, que devem estar contempladas nas da escola.

Tarde: Análise dos resultados da escola
Com todos inteirados do funcionamento da escola, é hora de refletir sobre as metas da unidade e os passos que precisam ser dados durante o ano para atingi-las.

Proposta de reunião
Inicie uma discussão com base no PPP e nos dados da escola do ano anterior, tanto os revelados pelos diagnósticos internos como os de avaliações externas, como Índice de Desenvolvimento Básico da Educação (Ideb). Depois de expor os números, levante questões que levem à reflexão: qual é o quadro atual da escola? Aonde queremos chegar e como fazer para ir da atual realidade à meta desejada? O envolvimento de todos nesse debate é essencial. Esclareça que até as funções administrativas têm papel educador.

A discussão do PPP na EE Arnaldo Guassieri
Em 2007, quando Catia de Freitas Oliveira assumiu a direção da EE Arnaldo Guassieri, em Franco da Rocha, na Grande São Paulo, ela traçou um perfil dos alunos com base em diagnósticos e questionários respondidos por eles e pelos pais. Na semana pedagógica, ela expôs o resultado desse estudo e perguntou aos educadores que tipo de alunos eles gostariam de formar. A resposta foi: pessoas críticas, participativas e competentes. O grupo resolveu então implantar um grêmio estudantil e adequar o currículo à matriz estadual. "Antes, os professores entendiam que produção de texto, leitura e oralidade estavam implícitos nas atividades de escrita. Passamos a ter um tempo específico para cada uma das habilidades citadas na matriz curricular", conta a diretora.

Fonte: http://revistaescola.abril.com.br

Proposta de reunião Apresente os bons projetos institucionais realizados e as contribuições deles para a aprendizagem. Quando escolhidas as propostas. preparadas e em número suficiente para que os participantes trabalhem em grupo. Providenciar. "Criamos o programa Soltando a Língua.Salas adequadas. peça que cada um analise se sua área terá um bom funcionamento diante da programação sugerida. mas sentimos a necessidade de envolver toda a escola. Reúna professores e funcionários para os informes gerais e. inclusive. a agenda dos professores que lecionam em outras escolas.Projetos elaborados em outras escolas ou encontrados em bibliografia especializada para serem adaptados. Os temas escolhidos devem enriquecer o currículo. que já foi previamente elaborada com o coordenador. Para isso. que publica os textos dos alunos sobre os projetos desenvolvidos em outras áreas. na região metropolitana de Aracaju. o diretor Gilzo Nascimento Bispo prioriza projetos ligados às áreas que os alunos necessitam de reforço. poesia e produção de artigos. em 2009. Tarde: Avaliação de projetos institucionais Acertados os horários. cabe avaliar as alterações. . por exemplo. a equipe deve planejar os projetos institucionais. por área de atuação. mobilizar a comunidade e ser coerente com o PPP. as . conseguirão providenciar a merenda nos intervalos escalonados? E o pessoal da limpeza dá conta de preparar o laboratório para as aulas de Química se elas são em sequência? Defina os horários de formação permanente em que toda a equipe docente deverá estar presente e os que serão realizados somente com os professores de uma disciplina ou ciclo. em Nossa Senhora do Socorro. Abra a discussão para novas sugestões e promova a análise de cada uma sempre de olho na intencionalidade: quais os resultados esperados? Como os pais podem se envolver? Que responsabilidades os alunos terão na organização? Essa é a melhor forma de alcançar os objetivos? Também é interessante levar para a equipe projetos realizados em outras escolas ou encontrados em bibliografia especializada (e que possam ser adaptados).SEGUNDO DIA Manhã : Organização de agendas Use o segundo dia para apresentar o calendário escolar e definir a grade horária das salas.Cópias e relatórios de projetos realizados no ano anterior que deram bons resultados. tomando o cuidado de escolher data e hora em que todos possam estar presentes. Caso surjam propostas de mudança. defina com o grupo os professores e gestores que farão o acompanhamento. . . As merendeiras.Cópias do calendário da escola.. No caso da grade horária das turmas. Então." Segundo ele.. A montagem de projetos no CE Professor Leão Magno No CE Professor Leão Magno. Em 2007.Grade com o horário de aulas das turmas. lançamos o jornal Fala Leão. é essencial levar em conta. . E não se esqueça de registrar as intenções no PPP. com teatro. os resultados já são percebidos: "Nas mais recentes avaliações. . depois. as avaliações externas mostravam que a maior dificuldade estava em Língua Portuguesa. divida a equipe em grupos. Proposta de reunião Entregue uma cópia do calendário à equipe e explique os itens marcados.

segundo um roteiro definido pelo coordenador pedagógico. Por isso. os estudantes são da escola e não somente de um professor". diz. afirma Cristina. um membro da equipe gestora deve assumir a tarefa. Certifique-se de que sejam abordadas as características gerais da turma. "O professor que vai dar aula para uma turma é o mais interessado nessa apresentação.com. Fonte: http://revistaescola. como os conteúdos trabalhados e os resultados das avaliações. no site do Ministério da Educação (MEC).abril. eles detalham o que os alunos aprenderam e os que precisam ser retomados. Recupere documentos como mapas de aprendizagem e fichas de alunos para a análise dos docentes. vamos pensar em projetos nessa disciplina". Reflexão sobre a rotina Enquanto o coordenador orienta os professores na passagem de turma. e avaliar se alguém da equipe pode fazer os cursos a distância oferecidos. "Cada um tem uma experiência e um olhar particular que ajudam a compor o quadro sobre o grupo". Na próxima semana pedagógica. a diretora. Alerta Fique atento para que os grupos mantenham foco no pedagógico e evite que o momento seja usado para disseminar ideias pré-concebidas sobre determinada turma ou aluno. Além de lembrar os conteúdos trabalhados. A passagem de turma na EE Maria Pereira Martins A escola tem apenas 24 professores de Ensino Fundamental. Nas escolas que tenham o Ensino Fundamental completo. Monte com eles um cronograma das reuniões ao longo do ano para deixar claro que você vai acompanhar o andamento das tarefas. É possível visitar o programa Profuncionário. o diretor pode dividir o tempo entre os grupos de docentes e os de funcionários. pede que todos ouçam os relatos dos colegas sobre as turmas para as quais lecionaram no ano anterior. é essencial que o professor do antigo 5º ano converse com todos os do 6º ano para ajudar os colegas a criar um ambiente que facilite a adaptação ao novo ciclo. Preveja um orador para falar sobre os avanços em cada área e outro para discorrer sobre o perfil das turmas dos últimos anos do Ensino Fundamental e do Ensino Médio. Cristina Hermógenes de Andrade.pontuações em Língua Portuguesa foram maiores que as de Matemática.br TERCEIRO DIA O dia todo: Passagem de turma Este é o dia em que os professores se dedicam a conhecer as turmas com as quais vão trabalhar durante o ano e os funcionários dos serviços de apoio analisam a rotina de trabalho. Afinal. Proponha que todos avaliem os aspectos positivos e as dificuldades enfrentadas na rotina durante o último ano e façam sugestões. . Proposta de reunião Aqui. Uma conversa sobre como eles podem contribuir nos projetos institucionais e em outras áreas certamente vai aumentar o envolvimento com as metas da escola. Se um educador saiu da escola. o foco está no passado: cada professor fala da sala com a qual trabalhou no ano anterior. É uma maneira de a equipe acompanhar a trajetória de todos os alunos. Porém faço questão de que todos estejam presentes.

um professor de Arte apresentava o barroco enquanto o outro falava de modernismo para a mesma série. Para ele. . Porém eles trabalharão separadamente..Mapas de aprendizagem e fichas dos alunos..com exceção das merendeiras -. Os docentes de cada disciplina se reuniram na semana de planejamento durante um dia inteiro para buscar um consenso. sempre usando como base o PPP. logo após concluir um mestrado em Educação e Currículos. Pergunte se alguém vai precisar de material e disponibilize a sala de informática. Fonte: http://revistaescola. sequências e projetos didáticos separados por disciplina e/ou por série. .Pastas com propostas de atividades permanentes. "Antes.Sala de informática em condições de uso para a produção de apresentações. Uma de suas primeiras providências foi investir na reformulação da semana pedagógica.Salas para as reuniões dos professores (em duplas ou grupos) e para os grupos de funcionários das diversas áreas. Agrupe os professores dos anos iniciais do Ensino Fundamental por série e os dos anos finais e do Ensino Médio por disciplina. com acompanhamento do coordenador pedagógico e da direção. .A proposta curricular da rede. . . Os funcionários de apoio podem ser dispensados neste dia . Ao acompanhar as discussões. os gestores garantem que os objetivos da escola sejam contemplados no plano de ensino de todas as áreas. . a matriz curricular da rede e as experiências de cada profissional. papel e canetas hidrográficas. . separados por turmas.com. Os docentes começam reunidos com toda a equipe e depois se organizam em série.abril. No ano seguinte.. Proposta de reunião Neste dia. mas deverão estar presentes no encerramento.. se for o caso.br QUARTO DIA O dia todo: Plano de ensino Mais sobre planejamento Momento de os professores se dedicarem ao planejamento geral da disciplina que ensinam. o aluno transferido podia ter um conteúdo repetido ou ficar sem informação sobre algo". distribuindo os conteúdos que serão trabalhados por bimestre (ou trimestre) e definindo os principais projetos e sequências didáticas. no dia seguinte. Providenciar. Providenciar. "Foram oito horas de conversa até chegar a um acordo. .Portfólios de alunos e professores. em São Paulo.Chame professores e funcionários administrativos e dos serviços de apoio para a reunião. lembra. Como a EE João Amos Comenius elabora o plano de ensino O diretor João Cavallaro Júnior foi transferido em 2009 para a EE João Amos Comenius. em turmas diferentes. a função do diretor e dos coordenadores pedagógicos durante esses dias é mediar o diálogo para que a equipe docente chegue a um consenso sobre os conteúdos. A equipe de gestão acompanha o trabalho como mediadora entre os colegas que vão compartilhar o mesmo plano e supervisiona os resultados. os professores alinham os planos de ensino. Proponha que eles preparem uma apresentação com as linhas gerais para o dia seguinte. .Cartolina.Espaço adequado para que os professores trabalhem em grupos.

Tarde: Encerramento Reserve o último período para planejar a recepção dos alunos e avaliar as atividades desenvolvidas durante a semana de planejamento. no portão da escola ou na entrada da sala de aula? Como devem ser recebidos os pais que acompanham os filhos? Uma revisão do que foi feito nos anos anteriores ajuda a pensar nos ajustes. por escrito".Espaço adequado para reunir toda a equipe. professores e funcionários de apoio). participar dos debates e.e durante todo o ano. os pontos que precisam ser retomados durante o ano e as informações que ajudarão os gestores na avaliação da organização do tempo. Proposta de reunião É possível começar a tarde lendo com a equipe um texto sobre a importância da acolhida nos primeiros dias . eles tiraram material para o começo das aulas e também para organizar o plano de ensino oficial. Mantenha o rumo durante o ano todo A semana pedagógica acabou. O papel do gestor neste dia é contribuir para o aprimoramento do planejamento e estimular a equipe a dar sugestões.Atualização dos documentos Faça a revisão dos documentos que foram alterados no encontro. Um membro da equipe gestora pode anotar as opiniões.Textos que tratem da importância do acolhimento dos alunos nos primeiros dias de aula.Equipamentos como retroprojetor ou data show para as apresentações. As reuniões de trabalho pedagógico.. conhecer o plano de ensino de toda a escola. Não se esqueça de imprimir cópias para todos e distribuir. algumas providências são necessárias: . . É hora de reunir toda a equipe novamente (gestores.com. Não se esqueça de combinar com os professores um prazo para a entrega final dos planos de ensino e reforçar que haverá reuniões de formação durante o ano para tirar dúvidas e aprimorar o planejamento das aulas. Promova um debate sobre como será a recepção dos estudantes. Fonte: http://revistaescola.. como a agenda da escola (caso tenham sido revistos os horários dos encontros de formação propostos inicialmente ou a grade horária). Para encerrar. Convoque todos os professores para ouvir as exposições dos colegas. os professores precisam de um espaço para apresentar os planos e discuti-los com os colegas.br QUINTO DIA Manhã: Apresentação do plano de ensino Depois de um dia de discussão. Para garantir que a rotina não deixe que as decisões tomadas caiam no esquecimento. Providenciar. lembra Cavallaro Júnior. Porém a discussão coletiva do trabalho pedagógico deve continuar por todo o ano. definindo questões práticas: onde receber os alunos. reserve um tempo para que todos falem sobre a semana pedagógica.Dessa conversa. . servem para aprofundar muitas questões disparadas durante o planejamento.abril. . . Esse procedimento ajuda a dar unidade ao currículo. dessa forma. Proposta de reunião O coordenador pedagógico pode montar uma proposta para que todos os professores apresentem os planos de ensino para o ano que começa. que foi entregue posteriormente. realizadas com regularidade. do espaço e dos trabalhos propostos.

br A indisciplina como aliada Paola Gentile (pagentile@abril. Pesquisa realizada no ano passado pelo Observatório do Universo Escolar. a equipe gestora deve oferecer ajuda aos educadores na consolidação das atividades e sequências didáticas. em parceria com o Ministério da Educação. Se possível.Revisão e arquivamento Depois de entregues. os pais e os alunos. pelos programas de TV. criar condições para que todos aprendam.Revisão do PPP Com as ideias que surgiram. Quando fizer isso. as agressões verbais e físicas. novos desafios. a mensagem fica reforçada para a equipe. Veja aqui sugestões para transformar o pátio num verdadeiro ambiente educativo. capaz de reduzir a agressividade dos estudantes e ajudá-los a se tornar mais participativos e menos indisciplinados. cada vez mais violentos. preparamos duas reportagens para começar as aulas com o pé direito. "A família não impõe limites!" "É a televisão que educa as crianças.abril." "Eles não estão a fim de nada.com.Consolidação dos planos de ensino Os planos de ensino debatidos para cada área entre os professores também devem ser entregues impressos para facilitar o acompanhamento durante o ano e ajudar na definição das pautas dos encontros de formação. provavelmente. Como lidar com os grupinhos que não param de conversar e não participam das atividades? E com os que.. Por isso. Fonte: http://revistaescola. não têm jeito!" Quantas vezes você já não ouviu (ou proferiu) essas frases? Não há dúvidas de que boa parte do problema passa mesmo pela família. constatou que a indisciplina é uma das causas mais apontadas pelos professores para o fracasso do planejamento inicial. semana após semana. e pelo próprio jovem. use uma linguagem clara para que ele seja compreendido por todos. o PPP vai precisar de modificações. mas se for trabalhada de forma adequada pode ajudálo a conquistar a turma neste novo ano Ano novo. como a falta de respeito dentro da classe. e coloque-o em exposição em local para que todos tenham acesso. . ausente e desestruturada. os planos de ensino precisam ser revisados . O maior deles. Enquanto a versão final não fica pronta. o tema desta página. . Guarde cópias para serem consultadas pela equipe a qualquer momento. imprima-o. conforme os professores forem realizando as atividades propostas e dando andamento aos projetos institucionais. Com isso. cujo caráter ainda está em .com. deixam de fazer a lição? Sem falar nos problemas mais graves. .Montagem do calendário da escola Use as reuniões de formação para retomar alguns pontos e aprofundar as discussões pedagógicas que merecem nova análise ou aprofundamento.prestando atenção se as ideias debatidas pela equipe docente estão presentes . fazê-la produzir mais do que o esperado. é conquistar a turma.e colocados em prática. os xingamentos e. o pior. com destaque para as partes novas e as atualizadas.br) Ela atrapalha e incomoda.

.. Dizer "não faça isso". Um professor com autoridade. ela encontrou sua classe de 7ª série em pé de guerra por causa de uma discussão entre os meninos. professora de História do Colégio Albert Sabin. Nesta reportagem...procura adequar os métodos às necessidades da turma.... Quando a desordem se instala.escuta e dialoga.. Maria Isabel Fragoso. Um deles desafiou-a a "botar moral".exige silêncio para ser ouvido. .. E é impossível falar de autoridade sem fazer uma ressalva: ela não é dada de mão beijada.. . mas um bom caminho é discutir o caso com os envolvidos e aplicar sanções relacionadas ao ato em questão.. ordem). Só quem tem certeza da importância do que está ensinando e domina várias metodologias consegue desatar esses nós. adverte Julio Aquino. . Como fazer isso? Não há fórmulas prontas.. . .. Certo dia.. Um dos obstáculos mais frequentes na hora de usar o mau comportamento a favor da aprendizagem é uma atitude comum a muitos professores: encarar a indisciplina como agressão pessoal.mostra os objetivos dos exercícios sugeridos. Tudo para transformar a indisciplina em aliada. sem exceção.quer apenas passar conteúdos. "Não podemos nos colocar na mesma posição do jovem". Mas saber disso não resolve o problema. diz ele. .pede tarefas descontextualizadas.vê o aluno como um ser humano.vê o aluno como um a mais.. em São .quer que a classe aprenda do jeito que ele sabe ensinar.. ela pediu que todos se sentassem e deu início a uma conversa sobre o sentido de "moral" (no caso.formação. constata a professora. mas é algo que se constrói. ameaçar e castigar são atitudes inúteis. em São Luís. Calmamente. . .. dá uma boa amostra de como fazer isso... a importância de compreender a necessidade que o jovem tem de se expressar e as vantagens de construir pactos com a garotada (tema também da coluna de estréia de Julio Groppa Aquino). "Eles não esperavam esse encaminhamento e o debate serviu para a gente pensar sobre os limites de nossos atos".adapta os conteúdos aos objetivos da educação e à realidade do aluno..valoriza o conteúdo de sua disciplina na construção do conhecimento. . Ou seja. O estudante precisa aprender a noção de limite e isso só ocorre quando ele percebe que há direitos e deveres para todos.. professor de Psicologia da Educação na Universidade de São Paulo (USP)... .... são apontados três caminhos para compreender e resolver a questão: a diferença entre autoridade e autoritarismo..conquista a participação com atividades pertinentes.. O professor precisa desempenhar seu papel o que inclui disposição para dialogar sobre objetivos e limitações e para mostrar ao aluno o que a escola (e a sociedade) esperam dele.. é fundamental agir com firmeza. Um professor autoritário.. . que leciona Língua Portuguesa na Escola Crescimento. ter autoridade é muito diferente de ser autoritário (leia o quadro abaixo).não tem certeza da importância do que está ensinando. ... Autoridade se constrói É impossível falar de indisciplina sem pensar em autoridade. Ana Kennya Félix.. .ameaça e pune.

então com 12 anos. Ou um aviso de que o estudante não está integrado ao processo de ensino e aprendizagem. "A adolescência. analisa Cintia Freller. Na hora do debate.Paulo. Passou a prestar atenção. Bagunça ou inquietação? Cintia Copit Freller. a freqüentar as classes de reforço e a oferecer-se para executar as mais variadas tarefas. Ok. as escolas consideram rebeldia as transgressões às regras de convivência ou a não adequação a um modelo ideal seja em relação ao ritmo de aprendizagem (bom é quem aprende rápido) seja em relação ao comportamento (só queremos os obedientes). Cely sabia que o problema estava em casa. autor de Indisciplina: Um Signo Geracional. Tudo em vão". Faltava muito e. O truque é transformar a contestação em aliada. em Belém. O segundo. O primeiro passo é tomar consciência de que a inquietação é inerente à idade e faz parte do processo de desenvolvimento e de busca do conhecimento. Cerca de 95% dos casos atendidos pelo Serviço de Orientação à Queixa Escolar. são resolvidos na própria classe. Márcio expôs o próprio drama: pai desempregado. Mas ela notou que não conseguia atenção suficiente ao falar diante do quadro-negro. mostrou que ele pode ser útil". conta o que fez para "domar" um garoto tido como o terror em pessoa. da Escola Municipal Ciro Pimenta. era conhecido desde a 1ª série como agressivo e desinteressado. Ana Paula começou a pedir ajuda na arrumação da sala e na distribuição e recolhimento de material. dando atenção ao jovem e ajudando-o a entender o que o incomoda. alcoólatra e violento. A saída foi propor à garotada a criação de encenações sobre alguns períodos históricos. "A indisciplina é uma das maneiras que as crianças e os adolescentes têm de comunicar que algo não vai bem". ele não tinha amigos. Só com carinho e atenção. regente de uma turma de 4ª série da Escola Municipal de Ensino Fundamental Vianna Moog. Por ocasião do Dia dos Pais. "Augusto*. O passo seguinte foi elogiar as colocações do menino e propor discussões . Com 13 anos. em especial. diz o psicólogo português Daniel Sampaio. A mãe freqüentemente assistia às aulas a seu lado e ajudava nas lições de casa. a contestação é natural em crianças e jovens. ameaçava os colegas e se dizia "do mal". Resultado: o desinteresse e a bagunça logo se transformaram em mais concentração. Por trás de uma guerra de papel podem estar problemas psíquicos ou familiares. Ana Paula fez com que Augusto superasse o estigma de aluno-problema. Ana Cely Monteiro da Silva. De maneira geral. lembra a professora. sabe que sua disciplina requer muitas aulas expositivas. "Ela incentivou o lado bom do estudante. "Quando há relacionamento afetuoso. qualquer caso pode ser revertido em pouco tempo". em São Paulo. "Ele tinha bom vocabulário e gostava de expor suas idéias". ela decidiu trabalhar um texto sobre relacionamento familiar. precisou de apenas três meses para incluir Márcio* na turma de 2ª série. professora de Psicologia Escolar do Instituto de Psicologia da USP. Em pouco tempo. coordenado por Cintia. contestava tudo. mas como lidar com ela? Ana Paula Gama. nos ajuda a compreender essa pergunta. psicóloga e pesquisadora em educação. é a fase de descobrir e de testar limites". aceitar as diferenças. quando aparecia. afirma Tânia Zagury. lembra a professora. ele tomou a iniciativa de abandonar as carteiras do fundão e a sentar-se na frente.

Não abra mão do objeto de seu trabalho. Pode chamar de contrato mesmo. As regras podem valer para o ano todo ou para uma atividade específica. garante Nívea Maria de Carvalho Fabrício. diz. que levem a turma a refletir sobre o comportamento de um ou mais colegas. psicóloga e pesquisadora em Educação Como enfrentar os "rebeldes" Esqueça a imagem do aluno "ideal". Como todos os acordos que celebramos na vida (aluguel. ressaltando as qualidades do jovem e mostrando que ele pode ter liderança positiva" Cintia Copit Freller. não se trata de definir o que não é permitido fazer na sala de aula e na escola. Os especialistas e o nó da disciplina "A escola precisa quebrar o círculo vicioso e instalar o benigno. e não apenas factuais e conceituais. sem expô-los. com histórias ou brincadeiras. Esclareça as conseqüências para a aprendizagem das atitudes consideradas inadequadas. da Associação Brasileira de Psicopedagogia "Quando há relacionamento de afeto e um professor atencioso. presidente da Associação Brasileira de Psicopedagogia. "É nossa função dizer à turma tudo o que cabe a ela para facilitar o ensino". todos devem dizer o que querem e o que não querem que aconteça neste ano letivo que se inicia. este também é um pacto com aspirações e obrigações. Converse com os que atrapalham a aula. Contrato pedagógico Finalmente. "Aliar as necessidades de ensinoaprendizagem às preferências da turma é uma estratégia que sempre dá certo"." Com responsabilidade. Procure criar situações.sobre outros temas. ou de combinado. que é o conhecimento. do Serviço de Queixa Escolar da USP "Encontrar o centro de interesse da turma como um todo é uma excelente estratégia para integrar os jovens no processo de aprendizagem" Nívea Maria Fabrício. Assim. Ao ver seus interesses contemplados na classe. E a indisciplina. o jovem se tornou assíduo e participativo. que antes incomodava. Lembre-se de que os conteúdos podem ser atitudinais. mas de abrir um diálogo entre professor e alunos para estabelecer o que é bom para todos e aqui. todos vão incorporar e cumprir as normas de conduta. o exemplo de uma escola talvez não sirva para outra. Observe a criança e o grupo com atenção. se transforma numa grande aliada. Só assim os jovens encontram sentido nos conteúdos e participam mais. chegamos ao contrato pedagógico. se necessário. devemos mostrar empenho em fazer todos aprenderem. Vale a pena redigir essa carta de intenções.). em hipótese alguma. Como em todo diálogo. "Em contrapartida. Não rotule o aluno. . Diferencie as aulas. casamento etc. Como escreve Julio Aquino. ouvindo suas razões. qualquer caso pode ser revertido em pouco tempo" Tânia Zagury. evitando rotinas. esse também pressupõe a possibilidade de rever posições.

Com mais de 500 seguidores. Outras instituições de ensino também estão se relacionando de forma efetiva no Twitter – embora com mais timidez do que o @colband: Parthenon (@tparthenon). Talvez isso ocorra porque poucos conhecem a verdadeira utilidade das ferramentas sociais: propagar discussões e. Provavelmente. você já leu esta definição em dezenas e dezenas de artigos. além de noticiar informações institucionais. o Twitter do Colégio Bandeirantes foi estruturado após muito planejamento e é decorrência de uma ampla pesquisa da instituição para a escolha do conteúdo a ser propagado. entender as funcionalidades e sua essência é requisito básico. por exemplo. Na área de Educação. No Brasil. Parece óbvio.com. utiliza o Twitter para divulgar informações dos departamentos. exige um planejamento preciso. A nova Educação. Bilac (@colegiobilac). não se tem eficácia. usuários seguem outros sem qualquer critério. o @colband. ao mesmo tempo. as poucas ações sérias e de qualidade merecem destaque. com 90 seguidores. Já no exterior. Mas poucas apresentam soluções ou caminhos a serem seguidos para obter resultados significativos. calcada principalmente nos elementos humanos e na real troca de experiência.br O Twitter na nova Educação Luciana Maria Allan Um olhar crítico sobre os recursos tecnológicos disponíveis deve ser uma prática permanente na nova Educação O Twitter é uma ferramenta de microblogging que permite a troca de mensagens. recentemente. um olhar crítico sobre os recursos tecnológicos disponíveis deve ser uma prática permanente. são mais evidentes. Caso contrário. com 270 seguidores. Com uma proposta clara ("o nosso propósito de formação integrada valoriza o desenvolvimento de potencialidades intelectuais e afetivas dos nossos alunos").Fonte: http://revistaescola. O resultado: alunos seguem. com 157 seguidores. no Twitter. que ensinamentos relacionados ao Twitter farão parte do currículo das escolas primárias do Reino Unido. por exemplo. Portanto. Muitos deles ensinando como redigir o conteúdo a ser compartilhado. segue especialistas e repassa para os alunos as últimas tendências. tirando dúvidas e fazendo considerações. propagam as informações divulgadas pelo @colband e têm a oportunidade de enviar mensagens diretas para o Twitter. Além dos colégios aderirem à ferramenta para propagar informações. curiosidades e convites. essa revolução deve demorar para acontecer. é comum lermos mensagens questionando a qualidade do ensino ("O ensino no Brasil tem qualidade?") ou defendendo a sua importância ("Educação é fundamental"). e links são postados sem acrescentar conteúdo. Dessa forma. O Colégio Bandeirantes. outros questionando as funcionalidades desta rede social. oferecer elementos para o aprimoramento contínuo.abril. ações eficazes como estas e do Colégio Bandeirantes são muito limitadas. os próprios alunos estão sendo incentivados a utilizá-la. No Brasil. Por . Neste contexto. mas poucos fazem desta forma! Na maioria das vezes. O The Guardian noticiou. e Dante Alighieri (@colegiodante). mensagens sem propósitos povoam as páginas. com até 140 caracteres.

promovendo a rápida discussão de temas. os livros que leu. é importante destacar que o processo de formação de um professor começa muito antes do curso de graduação. explore o NING. como eternos aprendizes e de nossa percepção da questão aprendizagem/ensino (enquanto aluno) e de ensino/aprendizagem (enquanto professor). As estratégias usadas para aprender durante sua vida antes e durante o ciclo escolar. por exemplo. simples e sintética! No próximo artigo.org. recentemente. pois são muitas as variáveis envolvidas para que consigamos chegar a uma resposta clara quanto ao tipo de professor que somos. E-mail: luciana@institutocrescer. como. blog ou podcast da instituição de ensino. este é um tema que exige bastante reflexão. abra discussões. os tipos de ensino a que foi exposto. e reforça a necessidade do Twitter ser utilizado como ferramenta educacional. os desafios que superou entre tantos outros acontecimentos. reenvio de tweets interessantes e divulgação de mensagens com os links do site.abril. o meio em que foi criada. Detalhe: o documento foi lançado pelas pesquisadoras Gabriela Grosseck e Carmen Holotescu em 2008. falaremos sobre as outras ferramentas que discutem as novas tecnologias aplicadas à Educação. há comunidades interessantes sobre Educação. O estudo defende.aqui. certamente nos questionaremos a respeito do tipo de professor que somos. professores atuantes no ensino-aprendizagem de qualquer disciplina. Aproveite! (*) Luciana Maria Allan é diretora do Instituto Crescer Para a Cidadania e doutoranda na Faculdade de Educação da USP. Mais importante do que divulgar informações é fazer com que a mensagem seja compreendida de forma clara. Lá.br Fonte: http://educarparacrescer.com. troque experiências com os alunos e aproveite a oportunidade para despertar o senso crítico e o poder de síntese dos discentes – uma das competências mais privilegiadas hoje no mercado de trabalho. atestando. são peças nesta construção por acabar que é o ser professor. a falta de agilidade brasileira. Além disso. o "Can we use Twitter for educational activities?" ("Podemos usar o Twitter para atividades educacionais?". de certa forma. o debate de estudos antigos. a influência das diversas pessoas que passaram por sua vida. ele tendo noção quanto a isso ou não. Devemos levar em consideração que somos o resultado de nossas experiências como seres humanos. em português). por exemplo.br/ Que tipo de professor eu sou? Data de Publicação: 26 de maio de 2008 Nós. . começou. Enquanto isso. as decepções que sofreu. De fato. a necessidade de se twittar dentro das salas de aulas. em dado momento de nossas vidas. novas tecnologia e inclusão digital. Não esqueça: faça enquetes. Outras dicas interessantes: compartilhamento de vídeos de aprendizagem.

. da falta de . ocupação ou emprego1. Já dizia o cantor e compositor Renato Russo em uma de suas músicas bastante conhecida da população brasileira. a vontade de fazer diferença na sociedade tendo o poder de influenciar positiva ou negativamente outro ser. esta disciplina tão sonhada está longe de ser compartilhada na escola.vocação. também. a motivação pela escolha da carreira . isto porque já não se tem mais controle dos atos de vandalismo. No entanto. Mas. infelizmente. . opressora. coragem e ousadia. que tipo de docente você quer ser e o que precisa fazer para atingir isto. a fé no outro (neste caso os alunos).Registre as mudanças que for percebendo e . meio de subsistência. são itens que mostram que tipo de professor você é. mas aquela que seja dialética. sua busca por aprimoramento. Colaboração . não a disciplina rígida. Graduada em Letras pela Universidade do Vale do Paraíba e Pós-graduanda no curso Teachers’ Links: Reflexão e Desenvolvimento para Professores de Inglês pela PUCSP. aquela que deve ser vista como um processo de conquista na relação aluno/professor. no minuto seguinte já há a possibilidade de ser um docente melhor sendo este ser em eterna evolução. Aqui vão algumas dicas: .Crie metas. vale muito a reflexão sobre que tipo de docente você é hoje.Lembre-se de que sempre é tempo de deixar para trás modelos que nos prendem e seguir adiante resignificando nossas práticas. o reflexo deles no modo como se ensina. onde o respeito seja mútuo. Qual estratégia preservou em seu ensinar. quais substituiu e o que o motivou a isso. Esta afirmação revela que quando se tem disciplina a liberdade é conquistada. enfim. fruto do desejo de todos de conviverem em harmonia. Uma única resposta para esta pergunta “que tipo de professor eu sou?” é algo que é difícil de definir.NADIA CRISTINA DEARO PRESIDENTE PRUDENTE A INDISCIPLINA NA ESCOLA Vale a rebeldia como sinônimo de protesto. quais aboliu por discordar.O breve olhar de um professor em seu passado já lhe permite lembrar os muitos modelos que passaram por sua vida e. quais resignificou? É clara a influência destes modelos ou é preciso uma observação mais metódica para se enxergar estes outros docentes que o compõem? Suas crenças do que é ser um bom ou mau docente. castradora.Trace paralelos. Sueli Bittencourt Belisário da Silva Diretora Pedagógica de uma escola de idiomas. Por Eliete Carvalho "Disciplina é liberdade”. carreira. pois. consciente.

acordo. Ninguém mais controla. bancas aparecem quebradas. buscam afirmar uma identidade insubmissa”. Estudar passa ser monotonia ou até mesmo perda de tempo. Para esses jovens. Infelizmente. Diante desta questão. passou a ser objeto de discussão mas também de preocupação para a escola. todos os anos diretores. estes desafiam a tudo e a todos com seus comportamentos subversivos. E a cada dia que passa diretores. desempregados. a chatice e a monotonia na proporção que os alunos se . E ainda aparecem aqueles que segundo Os Parâmetros Curriculares Nacionais apontam: “Alunos com histórico de diversas reprovações são encarados como alunos fracos e aceitar essa condição significa construir uma autoimagem negativa. Eles estão sempre em evidência. pois a intenção é justamente chamar a atenção. Suas atitudes revelam uma espécie de autodefesa. coordenadores e professores se veem ameaçados com suas insatisfações. castigam e ameaçam. E cada vez mais se procuram as razões que têm levado crianças e adolescentes a praticarem tantos atos de vandalismo na escola. a escola parece não ter importância alguma. nos últimos anos. Muitos são oriundos de um ambiente familiar desequilibrado. chutes. A indisciplina virou uma bola de neve. São capazes de desconsiderar quaisquer tipos de regra. A impressão que dá é que os alunos estão cada vez mais insatisfeitos com a escola. Muitos desses alunos não aceitam tal condição. Não adianta ficar se queixando ou se lamentando pelos cantos. praticam.respeito. bombas e mais bombas explodem dentro dos banheiros.o que se sabe é que a indisciplina. ou melhor. Assim. recusa-se a assumir uma postura humilde. visto que os alunos já não temem mais ao professor. onde seus pais os maltratam. queixas. o motivo ou mesmo as razões que têm levado crianças e adolescentes a praticarem tanta insubordinação . de quem se reconhece como um “fracassado” e. Ou mesmo aqueles que têm pais separados. pontapés nos cestos de lixo e nas portas. coordenadores e professores buscam encontrar respostas para uma das questões intrigante e constrangedora: a indisciplina. o que muitas vezes não fazem em casa. Reclamações. destacam-se como “perturbadores” da ordem. na escola. prédios são depredados. quando vemos jovens que se revelam insubordinados. uma identidade inferiorizada. na medida em que paredes são riscadas. principalmente. O que se vê constantemente na escola é que o problema da indisciplina parece não ter solução. expulsões e até mesmo violência têm sido presenciada no espaço escolar. não aceitando o que a escola propõe. para muitos. a escola vai convivendo com crianças e adolescentes que transgridem suas normas. por meio da indisciplina. nem ao coordenador. Desta maneira. alcoólatras. percebe-se a falta de sentido da escola. É daí que vemos constantemente acontecer a desordem. nem mesmo ao diretor. Aparentemente não se sabe a causa. contrato. mas uma coisa é certa: quanto mais punição mais agressões irão acontecer. do mau comportamento dos alunos em relação à escola e aos professores. ela representa.

Muitas vezes. vemos uma crítica acirrada à escola no que diz respeito a sua função. muito menos direitos e deveres. coragem e ousadia. ao meu ver. de fato. até porque a chamada “crise” da juventude é um reflexo da sociedade. É urgente a (re)signação do espaço escolar. Eles estão sem perspectivas. não preparam para vida. a escola termina deixando de ocupar o lugar do conhecimento e do sonho. Desta forma. propondo atividades que. a escola é desafiada a encontrar caminhos que visem atrair os jovens a respeitarem o ambiente escolar. Será que é pra aprender? Ou será que é pra aceitar me acomodar e obedecer?” Diante deste refrão. É necessária uma mudança de postura em relação ao que chamamos de “educar”. Neste sentido. A escola deve procurar entender as causas e os motivos que levam os jovens a praticarem tanta insubordinação. que a escola termina sendo o lugar onde os alunos extravasam suas desesperanças. Caso contrário. Ou ainda está sendo capaz de superar suas crises e seus desencontros. eles são capazes de expulsar o professor da sala de aula só para não assistirem às aulas. São desses questionamentos que podemos verificar até que ponto a escola está ou não cumprindo com o seu papel social que é o de educar. Uma coisa é certa: uma vez estabelecida uma relação de confiança entre aluno/professor pode-se romper barreiras antes mesmo inatingíveis. pois o mundo lá fora é muito mais atraente e estimulante. o problema da indisciplina não se recupera apenas por uma relação de confiança. nem mesmo capaz de atender às suas curiosidades. Assim. É como se a escola tivesse situada na música do cantor Gabriel o Pensador quando ele diz: “Estou aqui pra quê?”. Outras vezes. que nada acontece por acaso. mais urgente ainda é dá vida ao projeto político-pedagógico da . É. esses conteúdos não contribuem em nada com a sua realidade. sinceramente. favoreça a integração do jovem à escola. ou melhor. Acredito. Por outro lado. o desestímulo é tanto nenhum aluno aceita mais aula de quinto horário. desejos e expectativas. neste sentido. corre-se o risco de se criar uma geração de revoltados ou indiferentes. o problema da indisciplina não pode ser deixado de lado. Mas isto só não basta. na proporção que não consegue educar para o presente. pois de nada adiantaria ensinar e ensinar se nossos alunos ainda não aprenderam uma das coisas que considero básica e fundamental na vida de cada pessoa: o respeito ao outro. não sabem o que são valores. Os nossos jovens não têm culpa de ser o que são. vale a rebeldia como sinônimo de protesto. já que ela não consegue ser interessante. Quando não fogem ou escondem-se nos banheiros. seus desafetos. É preciso (re) significar o espaço escolar.veem obrigados a cumprirem tarefas sem sentidos. a ficarem sentados do primeiro ao quinto horário vendo “conteúdos" isolados e pouco interessante. deve ser ainda condição primeira para que se compreendam as razões não explícitas da indisciplina na escola.

Portanto. a escola necessita estar aberta ao diálogo com os seus alunos e com a comunidade. a escola não resolverá o problema da indisciplina. Caso contrário.escola. estará exposta às críticas de que é desinteressante e desorganizada.NADIA CRISTINA DEARO PRESIDENTE PRUDENTE . precisa sair do anonimato de suas ações. Colaboração . Mais ainda de que seus alunos e professores se sentem perdidos ou mesmo sem ideais. enfim precisa ser mais incisiva quanto a sua real função. Acredito que sem o diálogo e com a falta de projeto. de seus projetos.