You are on page 1of 5

Lógica combinacional

• Projeto lógico
• Trabalha com circuitos digitais que executem uma determinada tarefa • Em termos de lógica booleana, isso é equivalente a implementar uma determinada função • O projeto de lógica digital pode ser resumido através dos seguintes passos:
• • • • Especificação do problema Criação da lógica que implementa as funções desejadas Construção do circuito Teste e verificação do circuito

Introdução à Organização de Computadores
Prof. Dr. Luciano José Senger

Aula 5 Lógica combinacional

Lógica combinacional
• Lógica combinacional
• A lógica combinacional trabalha com circuitos que utilizam portas lógicas para combinar as variáveis de entrada, conectadas de maneira a produzir funções lógicas. • Em um circuito combinacional, o valor de saída é determinado pelo valor atual das entradas • O projeto de um circuito usualmente inicia pelo conjunto de especificações das variáveis de entrada utilizadas para produzir uma ou mais saídas

Lógica combinacional
• Especificando o problema
• O problema pode ser enunciado através de tabelas verdade ou expressões booleanas • As duas abordagens são equivalentes – são formas diferentes de analisar a mesma informação

• Formas canônicas
• A lógica estruturada (formas canônicas) é baseada na capacidade de escrever equações booleanas de maneira que ela utilize vários tipos de formas regulares e repetidas • Equações estruturadas são suficientes para criar um circuito lógico em certos tipos de componentes eletrônicos

Lógica combinacional
• Formas canônicas são expressas através de:
• Soma de produtos (SDP) • Produto de somas (PDS)
• Qualquer função lógica pode ser expressa na forma de uma SDP ou PDS

Lógica combinacional
• Soma de produtos
• Exemplo 1: suponha que tenhamos as variáveis A,B e C. As seguintes funções estão em suas formas canônicas de SDP:
F = A.B.C + A’.B.C + A.B’.C + A.B.C’ G = A’.B’.C’ + A’.B.C’ + A.B’.C’ • A estrutura canônica é devida ao fato que todos os termos A, B e C estão contidos na equação

• Soma de produtos (SDP)
• Uma expressão em soma de produtos consiste em efetuar operações OR sobre termos contendo operações AND. • A terminologia SDP vem do fato que operações AND, tais como A.B, são semelhantes a produtos (multiplicações) e que a operação OR (A+B) é parecida com a soma. • Uma equação SDP é dita uma forma AO (AND/OR) • Para a função estar em uma forma canônica SDP, todas as variáveis devem aparecer em cada um dos termos, em sua forma normal ou complementar; caso contrário, a função estará simplesmente em sua forma SDP

• Exemplo 2: considere a expressão booleana F(A,B,C) escrita como:
F = A.B + A’.C + B.C’ • A equação está na forma soma de produtos, mas não em sua estrutura canônica, pois cada termo tem apenas duas de três possíveis variáveis

y. os quais são formados com a operação AND aplicada a todas as variáveis em suas formas normais e complementares • Cada termo da equação é codificado como um valor binário.z’ + x. através de um número maior de termos – a vantagem é a utilização de uma abordagem estruturada no projeto de sistemas digitais grandes e complexos • e aplicando a propriedade distributiva nos termos.c’ + a. portanto G não está na forma canônica Lógica combinacional • Soma de produtos H(x. todos os termos têm a mesma forma • Este conceito pode ser formalizado através de mintermos.y.z) H(x.c’ = 0 .z • Apesar de ser uma estrutura em SDP.b’.c = 7 • F = m0 + m7 • F=Σ m(0. (x+y’) Lógica combinacional • Extração de formas canônicas • Uma situação importante é quando o problema é especificado pela tabela verdade da função e queremos extrair a expressão lógica dos dados: • Equação é obtida através da soma dos produtos e • 1 + qualquercoisa = 1 Lógica combinacional • Questão: obter a equação a partir da função especificada pela tabela verdade: A 0 0 0 0 1 1 1 1 B 0 0 1 1 0 0 1 1 C 0 1 0 1 0 1 0 1 A•B 0 0 0 0 0 0 1 1 C' 1 0 1 0 1 0 1 0 R 1 0 1 0 1 0 1 1 Lógica combinacional • Mintermos e maxtermos • Em expressões descritas em termos de SDP.y.c) = a’. Lógica combinacional • Produto de somas (PDS) • Essa operação consiste em efetuar operações AND sobre termos contendo operações OR • F(x.c’ + a.z) H(x.y.y) = (x’+y) .b’.z) H(x.z + x’.z) = = = = x.z x. c + a.b.y.y.c’ + a.b.y. z) = x.y. a função é criada pela soma de termos em AND • Uma vez que temos o número e o nome das variáveis.b.1 + 1.c • a’.y. b’.b.c .7) R = a’.c + a’.c) = a.y. que representa a relação das variáveis no termo: • F(a.c’ + a’.b.b’.y.z’ + x’.c • Apesar dos dois primeiros termos satisfazerem o critério para a forma canônica.(z+z’)+ (x+x’).c’+a.z + x.b.z + x.y.z • Formatação de uma função para a forma canônica • Considere a função: H(x.b’.z x.z x. o último tem apenas as variáveis a e c. y.b.Lógica combinacional • Soma de produtos • Exemplo 3: Considere a expressão: G(a.y.b.y. a.y + y. • Entretanto a formatação insere complexidade na expressão lógica. Esta equação pode ser colocada em sua forma canônica usando as identidades: • (x+x’) = 1 • (y + y’) =1 • Esta técnica pode ser aplicada em qualquer expressão em SDP para formatá-la em sua forma canônica. ela não é classificada como sendo a forma canônica.y.

7) Lógica combinacional • Maxtermos • Em funções na forma PDS.b’.c + a. que foi obtido pela regra de Morgan Lógica combinacional • Propriedades de SDP e PDS • F = m1+m2+m5+m6 F=Σm(1.5.b.b’ • Apesar de ser uma porta derivada.b’. correspondendo a 010.b.7) • A lista de maxtermos é igual ao complemento da lista de mintermos • Uma função expressa em termos de PDS pode ser escrita de forma simplificada usando maxtermos.c) = m1 + m2 + m5 G(a.b.7) Lógica combinacional • Operação Exclusive-OR Lógica combinacional • Operação Exclusive-nor: • A descrição lógica desta porta pode ser obtida da tabela verdade da função.b.b.6) • A expressão em termos de PDS é obtida pela relação Mi=mi’ (deve-se procurar na tabela verdade as linhas que tem valor igual a zero de saída) G=ΠM(0.b’.c + a’.b.2.M3.c’. em suas formas normais ou complementares: • Representações: maxtermo (M) e mintermo (m) Maxterm A+B+C A+B+C' A+B'+C A+B'+C' A'+B+C A'+B+C' A'+B'+C A'+B'+C' Maxterm Code 000 001 010 011 100 101 110 111 Maxterm Number M0 M1 M2 M3 M4 M5 M6 M7 • Exemplo 2: • • • • expandir a função g(a.(a’+b’+c’) • G= M1.b.0) • A XOR B = a’. um maxtermo consiste na operação OR aplicada a todas as variáveis.c) =Σ m(1.(a+b’+c’).1) e (1. o maxtermo será determinado por: • M2=m2’ • = (a’.b.3. ela ocorre com tanta frequência que tem um símbolo algébrico e uma porta lógica associada • A função XNOR é chamada de função equivalência • XOR = função ímpar • XNOR = função par .2.c’ + a’. 4.4.c • F = m0 + m3 + m4 + m7 • F=Σ m(0.b’.c’ + a.5) G(a.M7 • G=ΠM(1.c Minterm A'B'C' A'B'C A'BC' A'BC AB'C' AB'C ABC' ABC Minterm Code 000 001 010 011 100 101 110 111 Minterm Number m0 m1 m2 m3 m4 m5 m6 m7 Lógica combinacional • Maxtermos • Relação entre maxtermo e mintermo: • M = m’ • Exemplo: considere o maxtermo de três variáveis M2. Por exemplo: • G= (a+b+c’).b.b + a. 3.c) = a’.3. Como m2= a’.c) = 001 + 010 + 101 G(a. Os dois casos que resultam em saída igual a 1 são (0.c’ + a.Lógica combinacional • Mintermos • Exemplo 1: • F = a’. c’)’ • = (a+b’+c).

c + a.b’.b’.c’ + a. Lógica combinacional • Exemplo • Decodificador BCD para 7 segmentos • O código BCD (binary coded decimal) é um sistema de contagem binário para dígitos decimais.b.c + a’.b.b’. c’ R = a.c + a’. que permite representar algarismos de 0a9 ABCD 0000 0001 0010 0011 0100 Decimal 0 1 2 3 4 ABCD 0101 0110 0111 1000 1001 Decimal 5 6 7 8 9 . utilizando uma palavra de 4 bits.c’ Lógica combinacional • Aplicação de arranjos lógicos • Arranjos lógicos são úteis para a implementação e fabricação de protótipos • A desvantagem é que o número de portas não é o mais eficiente que pode ser alcançado.c’ G = a.c + a’.b.c’ Y = a’.Lógica combinacional • Portas XOR e XNOR Lógica combinacional • Arranjos lógicos • Circuitos estruturados que podem ser configurados para produzir formas específicas de expressões lógicas • Exemplo: Arranjos AND e OR Lógica combinacional • Arranjos de SDP e PDS • Arranjos podem ser combinados para criar circuitos estruturados Lógica combinacional • Exemplo • Construir o circuito combinacional que têm as seguintes saídas: • • • • H = a.b’.c + a.b’.c + a’.b.c’+ a’.b’.b’.b’.

Lógica combinacional • Exemplo • Display de 7 segmentos: Lógica combinacional • Exemplo • Utilização do PLA para implementação do codificador BCD para display de 7 segmentos • A partir da tabela verdade pode-se obter as equações para cada um dos segmentos .