Coordenação e Subordinação

Porto Editora

Frase simples complexa Porto Editora .

Exs.: A Maria brinca muito com o irmão. – frase simples (constituída por um verbo) O Jorge continua a ler aquele livro. – frase complexa (constituída por um complexo verbal) Porto Editora .Frase simples Constituída apenas por um verbo ou por um complexo verbal.

: A mãe usa óculos e o pai tem bigode.Frase complexa Constituída por dois ou mais verbos ou complexos verbais. – frase complexa (constituída por dois verbos) O Jorge já estava em casa. – frase complexa (constituída por um verbo e um complexo verbal) Porto Editora . mas a Inês acabou de chegar. ou seja. por duas ou mais orações. Exs.

A relação entre orações pode ser estabelecida por: coordenação subordinaçã o Porto Editora .

: O professor corrige as respostas e esclarece as dúvidas do aluno. Porto Editora .Coorden Relação entre duas orações da mesma categoria por ação meio de conjunções ou locuções conjuncionais coordenativas. Ex.

Orações coordenadas Recebem o nome da conjunção com o sentido expresso: copulativas ou locução conjuncional coordenativa que as liga. de acordo adversativas disjuntivas conclusivas Porto Editora .

Oração coordenada copulativa Expressa ligação ou adição de informações. Ex. nem. Conjunções coordenativas copulativas e. nem… nem Locuções conjuncionais coordenativas copulativas não só… mas também.: Infelizmente. não só… como também Porto Editora . o Jorge não comeu sopa nem fruta.

Conjunções coordenativas adversativas mas Outras palavras/expressões com o mesmo valor porém. ainda assim Porto Editora . não obstante. no entanto.Oração coordenada adversativa Estabelece uma oposição. mas esqueci-me de te dizer. Ex.: Telefonaram ontem. todavia. contudo. assim.

seja… seja Porto Editora . Ex.: Podemos jogar à bola ou ficar a conversar. quer… quer. Conjunções coordenativas disjuntivas ou.Oração coordenada disjuntiva Estabelece uma alternativa. ora… ora. ou… ou.

logo vai ter uma boa Conjunções coordenativas conclusivas logo Outras palavras/expressões com o mesmo valor pois. Ex.: A Inês estudou bastante. assim. portanto. por isso. nota.Oração coordenada conclusiva Indica uma conclusão. por consequência Porto Editora .

Ex. o professor explicalhe o exercício.: Quando o aluno tem dúvidas.Subordin orações. uma subordinante e uma Relação entre duas ação por meio de conjunções ou locuções subordinada. conjuncionais subordinativas. Porto Editora .

Ex.: Mal acabou a aula. a turma saiu. antes que Porto Editora . apenas Locuções conjuncionais subordinativas temporais Outras palavras/expressões com o mesmo valor logo que. enquanto. mal. depois de até que. antes de. Conjunções subordinativas temporais quando. assim que.Oração subordinada adverbial temporal Exprime uma ideia de tempo relativamente ao afirmado na oração subordinante.

que.Oração subordinada adverbial causal Transmite a causa do que se afirma na oração subordinante. porque gostei da capa. dado Porto Editora . como visto que.: livro. visto. Ex. já que por. Conjunções Comprei oLocuções Outras subordinativas conjuncionais palavras/expressões causais subordinativas com o mesmo valor causais porque.

a fim de que para. cinema. para que pudéssemos ir ao Conjunções subordinativas finais Locuções Outras conjuncionais palavras/expressões subordinativas finais com o mesmo valor para que. Ex. a fim de que Porto Editora .: A Rita veio cedo.Oração subordinada adverbial final Expressa a finalidade da ideia indicada na oração subordinante.

caso Ex. explico-te o exercício. a menos no caso de que Porto Editora .: Caso queiras.Oração subordinada adverbial condicional Indica uma condição que permitirá a realização do que é expresso na subordinante. Conjunções subordinativas condicionais se. Locuções conjuncionais Outras subordinativas palavras/expressõe condicionais s com o mesmo valor a não ser que.

Em síntese: Oração coordenada Copulativa Adversativa Disjuntiva Conclusiva Oração subordinada adverbial Temporal Causal Final Condicional Porto Editora .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful