You are on page 1of 19

[Ano

]

Questões éticas contemporâneas e ética profissional

Campus Virtual Cruzeiro do Sul | www.cruzeirodovirtual.com.br

cruzeirodovirtual.com.br 2 .Unidade: Questões éticas contemporâneas e ética profissional Unidade: Colocar o nome da unidade aqui Unidade: Questões éticas contemporâneas e ética profissional MATERIAL TEÓRICO Campus Virtual Cruzeiro do Sul | www.

Segundo afirmava Aristóteles. A ÉTICA DO CONSUMO http://analululodi. os economistas mostravam-se preocupados com a possibilidade de chegar o dia em que as famílias seriam proprietárias de todos os bens disponíveis no mercado.blogspot. e suas tentativas de resolvê-lo nunca tiveram muito sucesso. ela em geral se reduz ao consumo de bens materiais. apesar de haver sentenciado a realização material. a idéia da realização sempre esteve ligada à satisfação material.cruzeirodovirtual. Parece que. ou para ostentar a aparência de poder. tudo que o homem precisava para ter uma vida cômoda já havia sido descoberto ou inventado. pois assim o sistema entraria em colapso. a economia de mercado encontra-se hoje a pleno vapor. Nas economias de mercado.com/2009/05/consumo-excessivo.com. O homem encontrava-se materialmente realizado e só lhe restava dedicar-se à elevação do espírito. o filósofo grego indicava a impossibilidade da satisfação absoluta do homem. No início do século XX. de algum modo. Graças à impossibilidade da satisfação humana. O mal parece pertencer àquelas coisas sobre as quais até os homens mais cultos e inventivos não podem saber quase nada”. ou para proporcionar mais lazer. Acesso em 16/02/2011.html. Portanto. Hannah Arendt 1. Campus Virtual Cruzeiro do Sul | www.br 3 .Unidade: Questões éticas contemporâneas e ética profissional Unidade: Colocar o nome da unidade aqui “Qual é a causa do mal? Todo esse problema atormentou os filósofos.

. E esse "vencer" é basicamente acumular bens materiais e ostentar poder. "o que os outros conseguem fazer impunemente deve estar certo". A obsessão pelo vencer − que é a mesma pelo poder − é uma das principais características das sociedades modernas.. se alguns atletas usam drogas (anabolizantes) para aumentar sua performance se não estão prejudicando ninguém. Mesmo que aceitássemos como válido esse estilo de vida. Os meios de comunicação de massa ainda reforçam esta dinâmica social como sendo "a realidade". além deles mesmos? O que há de errado em receber seguro desemprego e trabalhar ao mesmo tempo? Afinal. acreditam que devem ter como objetivo o lucro a qualquer custo...cruzeirodovirtual. o governo pode pagar por isso. onde a maioria da população vive abaixo da linha de pobreza? Não se percebe que. mas apenas a uma minoria. freqüenta os locais badalados. a possibilidade de vencer é uma ilusão construída e incentivada pela própria sociedade de consumo. veste-se com as melhores grifes e. De qualquer modo.br 4 . quantas pessoas em nossa sociedade conseguiriam acompanhá-lo? Como seria possível imaginar encontrar tal realização num país como o Brasil. Com certeza aos cinco ou dois por cento mais ricos da população. está tudo bem". Neste mundo de individualismo. A criação dessa expectativa esconde um fato fundamental: esse "paraíso dos vencedores" não é destinado a todos. Essa nova forma de encarar o mundo passou a ser corriqueira em nossa sociedade e já está interiorizada em cada um de nós. a ética pode muito facilmente se transformar em "o que não prejudica ninguém está OK". É "vencedor" aquele sujeito que possui carro do ano. Símbolo da civilização moderna. ou apenas se submetem a uma angústia? Não seria por acaso essa a causa dos desajustes sociais nos países ricos? O universo empresarial é o que mais reflete este modelo e muitas organizações.com. O que há de errado em contratar um engenheiro só para assinar um projeto? Todo mundo faz isso e sai tão mais barato. O que há de errado. o consumismo egocêntrico dita a regra .vence o mais forte ou o mais esperto. de preferência. por exemplo. para a maioria da população. ou. ou mesmo "se ninguém souber. será que esses "vencedores" encontram efetivamente uma realização no consumismo. principalmente se puderem ser conseguidos em detrimento da concorrência e Campus Virtual Cruzeiro do Sul | www. dentro de nosso processo de socialização.Unidade: Questões éticas contemporâneas e ética profissional Unidade: Colocar o nome da unidade aqui É comum ouvirmos que realização significa "vencer na vida".

Mudança de paradigmas É exatamente esse individualismo e falta de ética predominante na sociedade contemporânea que está provocando uma nova corrida ao seu estudo. já que a questão costuma ser considerada pela administração mais como fonte de problemas que de oportunidades. pois existe a crença de que a conduta ética pode não ser a melhor para os negócios. para levar as pessoas a deixar de lado o seu costume atual de concentrar-se nas crises imediatas e a voltar-se com esperança para o futuro . exige coragem. a destruição de espécimes animais. o crime. a violência familiar. que levou a problemas atuais como poluição. ao caráter sagrado da vida e cooperação global. o armazenamento de resíduos sólidos. E num ambiente em que vale tudo. A Sociedade industrial cresceu arraigada no materialismo e na supremacia do homem sobre a natureza. prova disso é o aumento da bibliografia sobre "Ética nas Empresas" e de cursos de Gestão de Negócios que agora estão incluindo em seus currículos a disciplina "Ética". nas questões sociais e econômicas. pois nossa sociedade. o terrorismo internacional.1. A ética está se tornando um tema corrente em nosso dia a dia. como no competitivo mundo empresarial. o simples levantar-se de uma consideração ética numa discussão. ao enfrentar os graves desafios deste início de século. Dentro desse novo contexto Campus Virtual Cruzeiro do Sul | www. 1. Na maioria das empresas.um futuro em que a saúde e o bem estar da Terra e dos seus habitantes estejam assegurados. inspiradoras e vigorosas o bastante. fome e direitos humanos são exemplos significativos da necessidade de uma mudança ética em todos os campos da vida social. As inúmeras conferências internacionais sobre ecologia. O debate sobre a Ética na política. ressurgiu com muita força nos últimos anos. os buracos na camada de ozônio e as milhares de pessoas que morrem de inanição todos os dias por conta do crescimento populacional fora de controle e de uma perversa distribuição de riquezas. O estudo e a preocupação com questões éticas vem tomando uma importância cada vez maior.Unidade: Questões éticas contemporâneas e ética profissional Unidade: Colocar o nome da unidade aqui até mesmo dos clientes. a devastação das florestas. Estamos mais sensíveis às questões de conservação.br 5 . precisa de visões do futuro que sejam atraentes.cruzeirodovirtual.com. as considerações éticas são as primeiras a perder o valor.

que era o nome de um instrumento formado por três paus aguçados. por exemplo. se de fato nos preocuparmos com os outros e vivermos além dos limites de nossas próprias famílias e instituições. esfiapálos. Muitas pessoas.html.com/2009/06/regras-basicas-de-etica-no-trabalho. O fato é que este Campus Virtual Cruzeiro do Sul | www.br 6 . em especial jovens. as espigas de milho.Unidade: Questões éticas contemporâneas e ética profissional Unidade: Colocar o nome da unidade aqui só teremos chances de sobrevivência se dedicarmos algum tempo a olhar por cima de nossos próprios ombros. mas são também de natureza ética. contudo. um computador. ÉTICA E TRABALHO http://ifsulrh. polui o meio ambiente. A maioria dos dicionários. as exigências do cidadão não recaem apenas por produtos ou serviços de qualidade.blogspot. o que teria sido no início ou se tornado depois. mas que também estejam preocupadas com a solução de problemas mais amplos como a preservação do meio ambiente e bem estar social. Ou seja: ao comprar um carro. As necessidades de mudanças. estão dispostas a contribuir com boas causas e começam a optar por empresas não apenas voltadas para a produção e lucro. atende as eventuais reclamações da sua clientela e participa de forma positiva de sua comunidade. 2. para rasgá-los. uma latinha de refrigerante ou um serviço financeiro procura-se saber se aquela empresa recolhe seus impostos. trata a concorrência com lealdade. remunera justamente seus empregados.com. com o qual os agricultores batiam o trigo. já estão ocorrendo. que nos conduzam a uma nova visão de mundo são urgentes e. A origem da palavra trabalho deriva do latim vulgar tripalium. Hoje em dia. de certa forma. registra tripalium como um instrumento de tortura. cesso em 16/02/2011.cruzeirodovirtual. o linho.

br 7 . virtual prisioneiro da terra em que vivia.Unidade: Questões éticas contemporâneas e ética profissional Unidade: Colocar o nome da unidade aqui termo está ligado à idéia de tortura e sofrimento. O cidadão grego não exercia o trabalho braçal pois tinha de ter tempo livre para se dedicar à filosofia e ao exercício da cidadania. colocando-a a seu serviço. entre o trabalho manual e as atividades intelectuais e políticas. A atividade de um engenheiro.cruzeirodovirtual. é uma profissão. a idéia de trabalho também está ligada a do sofrimento e de punição: "Ganharás o seu pão com o suor de seu rosto" (livro do Gênese). Os gregos consideravam o trabalho como a expressão da miséria do homem. Pelo trabalho o homem se torna capaz de modificar a própria natureza. ou seja. por exemplo. é por um esforço doloroso que o homem sobrevive na natureza. extração mineral e comércio. as relações de produção na Europa Ocidental evoluíram do escravismo puro ao servilismo. Para que isso fosse possível os escravos executavam todas as atividades inferiores determinadas pela vontade das classes superiores. valorizando a única atividade considerada digna de um homem livre. transformadora do homem em "servo de gleba". desde o surgimento da propriedade privada dos meios de produção. Na linguagem bíblica. consumindo quase Campus Virtual Cruzeiro do Sul | www. podemos entender o trabalho como sendo a aplicação da energia humana (física e mental) em uma atividade determinada e útil. mediante um preparo técnicocientífico. os latinos opunham o otium (lazer. principalmente nos povos de língua latina. passando-se a outra menos direta. específico para determinada atividade é comumente chamado de profissão. não havendo qualquer contradição na divisão existente. o emprego do trabalho escravo na agropecuária. pois exigiu a capacitação de alguém para exercê-la. deixando-o para os escravos. O trabalho exercido de forma qualificada. Para Aristóteles a diferença entre os homens era natural. Mas será que sempre foi assim? Há milênios. sentido esse que se perpetua até hoje.com. negócio). Os gregos antigos desprezavam o trabalho. Assim. Buscavam inclusive inúmeras justificativas éticas para a escravidão. abrandava-se a sujeição homemhomem. ou seja. atividade intelectual) ao vil negotium (trabalho. período que foi da desagregação do Império Romano à Idade Média. A profissão supõe continuidade e não uma atividade ocasional e também status social. a prática dominante nas relações de trabalho ocidentais foi o escravismo. Durante cerca de mil anos. que era o ócio dos filósofos. De uma forma muito simplificada.

ela condenava o trabalho como forma de enriquecimento. A crise da ordem feudal. desaparece. A ociosidade entre as classes senhoriais. Preocupada em organizar e manter seu poder temporal.Unidade: Questões éticas contemporâneas e ética profissional Unidade: Colocar o nome da unidade aqui tudo que produzia.com. fundada na subsistência e na servidão. e o burguês. o trabalho livre era a forma ideal. A novidade em relação aos modelos anteriores de sociedade é que. assim como ocorrera na Grécia antiga. que vive exclusivamente de seu trabalho. a caça. Desse modo. A Igreja Católica. Mas. não era sinônimo de preguiça. que na manufatura medieval detinha as ferramentas e uma autonomia no uso de seu tempo.cruzeirodovirtual. a guerra. ao trabalhador europeu era concedido o direito soberano da liberdade. ou seja. Essa separação criou dois tipos de homens livres: o trabalhador livre assalariado. O crescimento do mercado não só irá conviver por algum tempo com antigas formas de servidão. como fará renascer a escravidão: o trabalho compulsório de africanos nas colônias da América. Como seria possível o trabalhador sobreviver numa economia de mercado. submetendose ao capital. ou capitalista. de disciplina do corpo e purificação da mente. Se ao escravo na América não era dada a oportunidade da escolha. mas de abstenção às atividades manuais para se dedicarem a funções mais nobres como a política. o sacerdócio e o exercício do poder. para as elites que comandavam a implantação desse sistema. e produzindo por suas próprias mãos quase tudo de que necessitava. Essa é por excelência a concepção burguesa da liberdade individual do homem: ele é livre para usar a força de seu corpo como uma máquina natural e para escolher de forma soberana o que deseja para si mesmo. Assim servia como instrumento de dominação social e de condenação a qualquer rebeldia contra a ordem estabelecida. podemos afirmar que a essência do sistema capitalista encontra-se na separação entre o capital e o trabalho. proprietário dos meios de produção. e o desenvolvimento do comércio e das atividades manufatureiras deu origem a uma nova estrutura social: a sociedade capitalista. da venda de sua força de trabalho. O trabalho era visto apenas como meio de subsistência. senão submetendo-se às imposições de quem detinha os recursos que o sistema exigia? Aquele artesão. ao conceder a liberdade para todos os Campus Virtual Cruzeiro do Sul | www. pregando a adoração a Deus defendia o desapego às riquezas terrenas.br 8 .

a sociedade estabeleceu uma espécie de contrato social. “O homem é dominado pela produção do dinheiro. tão irracional de um ponto de vista ingênuo. Ele deixa de existir apenas para atender às necessidades humanas básicas. em que ficavam definidos os direitos e deveres de cada parte.1. Trata-se de uma vontade que se confunde com os interesses do mercado e do lucro. Campus Virtual Cruzeiro do Sul | www. 1974. ela expressa um tipo de sentimento que está inteiramente ligado a certas idéias religiosas". 2. e que valoriza o trabalho enquanto força passível de gerar riqueza. é evidentemente um princípio orientador do capitalismo. Quem se resignasse à pobreza não merecia a salvação divina. tão seguramente quanto ela é estranha a todos os povos fora da influência capitalista. mas como estando de acordo com a vontade de Deus. p. o trabalho é glorificado como a essência da sociedade do trabalho.Unidade: Questões éticas contemporâneas e ética profissional Unidade: Colocar o nome da unidade aqui indivíduos. uma concepção de vida. Max Weber.cruzeirodovirtual.com. Sua finalidade principal é produzir riqueza acumulada. Só se mostrava a verdadeira fé pelo trabalho incessante e produtivo. Com a produção mecanizada. passou a ser sinônimo de negação de Deus. A ética capitalista do trabalho A riqueza não é mais vista como pecado. O trabalho era a oração moral burguesa e capitalista. Não se concebe mais a possibilidade de existir ordem social fora da moral do trabalho produtivo. A aquisição econômica não mais está subordinada ao homem como meio de satisfazer as suas necessidades materiais. um ethos. Esta inversão do que poderíamos chamar de relação natural. mesmo entre as classes abastadas. ao mesmo tempo. Mas.br 9 . pela aquisição encarada como finalidade última de sua vida. (WEBER. em sua "Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo" diz que esta necessidade de acumulação de riquezas ultrapassou os limites do bom senso comercial e passou a ser um fim em si mesmo.187) A ociosidade.

Impôs-se um modelo de sociedade em que só o trabalho produtivo fabril imperava. tão inevitavelmente quanto o trabalhador que não puder ou não quiser adaptar-se a elas será lançado à rua sem trabalho (WEBER. Desta forma o egoísmo (defesa do interesse próprio) é apresentado como a melhor forma de solucionar os problemas de um grupo social. As bases para a construção dessas regras são criadas a partir de uma espécie de "jogo de interesses". A Nova ética Empresarial Há quem afirme que as organizações de sucesso devem se afastar de uma época marcada por contratos e litígios e entrar na era do "aperto de mão".br 10 . A ordem burguesa da produtividade tornava-se a regra que deveria gerir todas as instâncias do social. A ética capitalista defende a idéia de que o bem estar da coletividade é melhor obtido se apelarmos não ao altruísmo das pessoas. passou a ser sinônimo de preguiça e degeneração. na medida em que ele é envolvido no sistema de relações de mercado. as sociedades elaboraram regras e leis morais para regular as ações humanas. Só o trabalho produtivo. A empresa dos dias atuais obriga o indivíduo. Quem se encontrasse fora desse modelo era expurgado da sociedade. procurou-se eliminar qualquer forma de resistência. Para que essa sociedade voltada para o trabalho se viabilizasse.cruzeirodovirtual. O fabricante que permanentemente se opuser a estas normas será economicamente eliminado.com. 1974. p.188).Unidade: Questões éticas contemporâneas e ética profissional Unidade: Colocar o nome da unidade aqui Existindo a necessidade de cooperação.2. a se conformar às regras de ação capitalistas. 2. mas à defesa de seus interesses em relações de mercado. Para tornar vitoriosa a nova ordem. mas tendo de conviver com seus impulsos egoístas. O uso do tempo que não de forma útil e produtiva. fundado na máxima utilização do tempo dignificava o homem. conforme o ritmo imposto pela fábrica. houve necessidade de construir um corpo disciplinar que envolvesse todos os indivíduos dentro e fora da fábrica. As empresas devem estabelecer altíssimos padrões de integridade e depois aplicá-los sem incertezas. Campus Virtual Cruzeiro do Sul | www.

e a necessidade de assegurar que não afetem adversamente as vidas e o bem-estar das gerações futuras. Além disso.cruzeirodovirtual.com. aumenta suas chances de sobrevivência. um item fundamental para aumentar a produtividade da empresa. pois a sociedade desenvolve uma imagem positiva em relação a este tipo de organização. quando o espírito da defesa do interesse próprio é o mais forte numa empresa. que empresa teria condições de sobreviver e prosperar num clima de falência econômica. a empresa. dos seus próprios empregos. como efeito colateral. os indivíduos que trabalham nas empresas começaram também a defender os seus interesses particulares sem levar em consideração o interesse da coletividade em questão.Unidade: Questões éticas contemporâneas e ética profissional Unidade: Colocar o nome da unidade aqui Os próprios ardorosos defensores da cultura capitalista perceberam que não se pode levar muito a sério a tese de que a defesa do interesse individual gera o bem-estar da coletividade. portanto. Perceberam que a ausência de ética e a simples defesa do interesse próprio põem em perigo a sobrevivência das empresas e. cada qual com força independente: a necessidade de suprir os bens de consumo e serviços requeridos. ao aplicarem uma espécie de "ética do egoísmo" conseguissem. preocupações evidentemente éticas. atingir de forma benéfica o conjunto da Campus Virtual Cruzeiro do Sul | www. Quando a empresa se preocupa com as questões ambientais e bem estar social. como se a necessidade de sobrevivência estivesse impondo às empresas uma urgente retomada de atitudes e valores éticos. tão necessária num mercado competitivo.br 11 . Afinal. Com isso. é impossível criar o espírito de equipe. A referência comum é o efeito sobre o meio ambiente. a necessidade de assegurar que essa produção e seu uso e consumo não exerçam um efeito adverso sobre o atual bem-estar do público em geral. conflito esse fortemente manifesto na economia e na política diárias. os executivos passaram a defender mais os seus interesses particulares do que o dos acionistas. gerando sérios problemas de corrupção e investimentos "duvidosos" de dinheiro das empresas privadas. Estes problemas levaram os executivos e os teóricos da administração a se debruçar sobre questões éticas. social e ambiental? A sociedade justa tem três exigências econômicas estreitamente relacionadas. É como se as empresas. Com a difusão e aceitação generalizada desta tese na sociedade. As duas últimas exigências estão em freqüente conflito com a primeira. É o instinto de sobrevivência falando mais alto que teorias aprendidas na escola.

ocorrem seriíssimos problemas. partindo da ausência de conduta virtuosa de minorias poderosas. visando ao benefício de terceiros.com. etc. pode assumir proporções asfixiantes para os profissionais menores. A tutela do trabalho. porque estas devem estar apoiadas em princípios de virtude. Esse movimento poderia ser chamado de "responsabilidade social" de empresas e organizações. ataque a nomes de líderes para ganhar prestígio. mais por interesse de defesa do que por vontade imparcial.br 12 . de toda uma sociedade. 3. geralmente. A força do favoritismo. muitas vezes. com denúncias falsas pela imprensa para ganhar eleições.Unidade: Questões éticas contemporâneas e ética profissional Unidade: Colocar o nome da unidade aqui sociedade. quando esses interesses são de natureza pouco recomendável. A conduta profissional. influenciar o destino de nações. Por outro lado. através delas. em primeiro lugar. passa a existir a expressão social do mesmo. podem ser armadas tramas contra instituições de classe. preocupadas apenas com seus lucros. Campus Virtual Cruzeiro do Sul | www. acionada nos instrumentos do poder através de agentes intermediários. de corrupção. mas. para o benefício geral. INDIVIDUALISMO E ÉTICA PROFISSIONAL Defender. então. O egoísmo desenfreado de poucos pode atingir um número expressivo de pessoas e até. adequado.cruzeirodovirtual. a Ética tem sido o caminho justo. seus interesses próprios. que são a maioria. pois. A consciência de grupo tem surgido. Sabemos que a conduta do ser humano pode tender ao egoísmo. parece ser uma tendência do ser humano e. dentro de vasto raio de ação. imposta através dos conselhos profissionais e de agremiações classistas. tende a ter menor consciência de grupo. para os interesses de uma classe. nos serviços realizados com amor. pode tornar-se agressiva e inconveniente e esta é uma das fortes razões pelas quais os códigos de ética quase sempre buscam maior abrangência. Como as atitudes virtuosas podem garantir o bem comum. Para dar espaço a ambições de poder. com consciência do bem comum. é preciso que se acomode às normas. de artimanhas políticas. Aquele que só se preocupa com os lucros. processa-se pelo caminho da exigência de uma ética. quase sempre.

Só pessoas que tenham auto-estima e um sentimento de poder próprio são capazes de assumir responsabilidade.Unidade: Questões éticas contemporâneas e ética profissional Unidade: Colocar o nome da unidade aqui 3. consegue incorporá-las à sua personalidade. procurando vivenciálas ao lado dos deveres profissionais.cruzeirodovirtual. Elas sentem um sentido na vida. É algo que fortalece a auto-estima de cada pessoa. Uma pessoa que se sinta responsável pelos resultados da equipe terá maior probabilidade de agir de maneira mais favorável aos interesses da equipe e de seus clientes. Seu comportamento é regido pelas recompensas e sanções de outras pessoas . A consciência de que se possui uma influência real constitui uma experiência pessoal muito importante.br 13 . os quais são obrigatórios. dentro e fora da organização. Campus Virtual Cruzeiro do Sul | www. responsabilidade e iniciativa como fundamentais para a formação de recursos humanos. de maneira consciente. no decorrer de sua atividade. aumentando neste caso o mérito do profissional que.chefes e pares. Podemos fazer uma associação entre as virtudes lealdade. Muitas destas qualidades poderão ser adquiridas com esforço e boa vontade.1.com. Virtudes profissionais Além dos deveres de um profissional. Vejamos: O senso de responsabilidade é o elemento fundamental da empregabilidade. nem espírito de iniciativa. As pessoas que optam por não assumir responsabilidades podem ter dificuldades em encontrar significado em suas vidas. devem ser levadas em conta as qualidades pessoais que também concorrem para o enriquecimento de sua atuação profissional. alcançando metas sobre as quais concordam previamente e pelas quais assumiram responsabilidade real. algumas delas facilitando o exercício da profissão. Sem responsabilidade a pessoa não pode demonstrar lealdade. O futuro de uma carreira pode depender dessas virtudes. Pessoas desse tipo jamais serão boas integrantes de equipes.

Um funcionário leal se alegra quando a organização ou seu departamento é bem sucedido. São elas: Campus Virtual Cruzeiro do Sul | www. seria desleal deixar de expressar o sentimento de que algo está errado.com. demonstrar lealdade pela organização. fala positivamente sobre ela e a defende contra críticas.cruzeirodovirtual. Lealdade não é sinônimo de obediência cega. capaz de colocá-las em movimento. ser leal às vezes pode significar a recusa em fazer algo que você acha que poderá prejudicar a organização ou a equipe de funcionários. Lealdade significa fazer críticas construtivas. tem orgulho de fazer parte da organização. tomando medidas concretas quando ela é ameaçada. Assim. Significa agir com a convicção de que seu comportamento vai promover os legítimos interesses da organização. Na verdade. É importante ainda.br 14 . tomar iniciativas não quer dizer apenas iniciar um projeto de interesse da organização ou da equipe. defende a organização. Lealdade não quer dizer necessariamente fazer o que a pessoa ou organização à qual você quer ser fiel quer que você faça. mas também assumir responsabilidade por sua complementação e implementação. acrescentar outras qualidades que consideramos importantes no exercício de uma profissão. Em um contexto de empregabilidade. a iniciativa. Tomar a iniciativa de fazer algo de interesse da organização significa ao mesmo tempo. As virtudes da responsabilidade e da lealdade são completadas por uma terceira.Unidade: Questões éticas contemporâneas e ética profissional Unidade: Colocar o nome da unidade aqui A lealdade é o segundo dos três principais elementos que compõe a empregabilidade. se é isso que você sente.

com a responsabilidade perante o bem de terceiros e a manutenção de seus direitos. sem entregar-se a decepções ou mágoas. dos negócios. É muito fácil encontrar a falta de honestidade quanto existe a fascinação pelos lucros. sem levar em conta possíveis atitudes ou atos de desagrado dos chefes ou colegas.Unidade: Questões éticas contemporâneas e ética profissional Unidade: Colocar o nome da unidade aqui Honestidade: A honestidade está relacionada com a confiança que nos é depositada. É bom. Uma informação sigilosa é algo que nos é confiado e cuja preservação de silêncio é obrigatória. para ser executado. A prudência é indispensável nos casos de decisões sérias e graves. pois trata-se de algo muito importante. contribui para a maior segurança. A prudência. pelo enriquecimento ilícito em cargos que outorgam autoridade e que têm a confiança coletiva de uma coletividade. quando injustas. pois todo trabalho está sujeito a incompreensões. não confundir compreensão com fraqueza. Sigilo: O respeito aos segredos das pessoas. deve ser desenvolvido na formação de futuros profissionais. para a eficiência do trabalho. Perseverança: Qualidade difícil de ser encontrada. planos de marketing. pesquisas científicas. principalmente das decisões a serem tomadas. O conhecimento da ciência. privilégios e benefícios fáceis. Competência: Competência. nem sempre válidas para eficiência do seu trabalho. Coragem: A coragem nos ajuda a reagir às críticas. mas necessária. tão importante no relacionamento profissional. porém. Temos que ter coragem para tomar decisões. Ajuda a não ter medo de defender a verdade e a justiça. exige muita segurança. das técnicas e práticas profissionais é prérequisito para a prestação de serviços de boa qualidade. hábitos pessoais. principalmente quando estas forem de real interesse para outrem ou para o bem comum. prosseguindo o profissional em seu trabalho. principalmente em calor humano pode realizar muito em benefício de uma atividade profissional. A compreensão que se traduz. sob o ponto de vista funcional.br 15 . dependendo de ser convenientemente dosada. para que o profissional não se deixe levar por opiniões ou atitudes. e a nos defender dignamente quando estamos conscientes de nosso dever. indispensáveis e importantes. Compreensão: Qualidade que facilita a aproximação e o diálogo. registros contábeis. mas é necessário que se tenha a postura ética de recusar serviços quando não se tem a devida capacitação para executá-lo. fazendo com que o profissional analise situações complexas e difíceis com mais facilidade e de forma mais profunda e minuciosa. da tecnologia.com. Devemos buscá-la sempre. Campus Virtual Cruzeiro do Sul | www. devem ser mantidos em sigilo e sua revelação pode representar sérios problemas para a empresa ou para os clientes do profissional. Documentos. para que não se percam os verdadeiros objetivos a serem alcançados pela profissão.cruzeirodovirtual. pois evita os julgamentos apressados e as lutas ou discussões inúteis. insucessos e fracassos que precisam ser superados. das empresas. é o exercício do conhecimento de forma adequada e persistente a um trabalho ou profissão. Prudência: Todo trabalho. Nem sempre é possível acumular todo conhecimento exigido por determinada tarefa. dentre outros.

assumindo principalmente uma posição justa nas situações que terá que enfrentar.br 16 . Otimismo: Em face das perspectivas das sociedades modernas. no poder do desenvolvimento. a defender os verdadeiros valores sociais e éticos.cruzeirodovirtual. enfrentando o futuro com energia e bom humor. se tiver esta necessidade. numa busca constante de aperfeiçoamento.Unidade: Questões éticas contemporâneas e ética profissional Unidade: Colocar o nome da unidade aqui Humildade: O profissional precisa ter humildade suficiente para admitir que não é o dono da verdade e que o bom senso e a inteligência são propriedade de um grande número de pessoas. Representa a auto-análise que todo profissional deve praticar em função de sua atividade profissional. pois muitos a confundem com subserviência. logo a justiça depende muito da imparcialidade. dada a sua importância. Humildade é qualidade que carece de melhor interpretação. o profissional precisa e deve ser otimista. dispor-se a aprender coisas novas. Campus Virtual Cruzeiro do Sul | www. para acreditar na capacidade de realização da pessoa humana. porém aqui foram apresentadas as principais. Para ser justo é preciso ser imparcial. Imparcialidade: É uma qualidade tão importante que assume as características do dever. buscando a colaboração de outros profissionais mais capazes. dependência − quase sempre lhe é atribuído um sentido depreciativo. a fim de reconhecer melhor suas limitações. pois se destina a se contrapor aos preconceitos.com. Obviamente existem outras virtudes que aqui não foram citadas.

br 17 .cruzeirodovirtual.com.Unidade: Questões éticas contemporâneas e ética profissional Unidade: Colocar o nome da unidade aqui Anotações _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ Campus Virtual Cruzeiro do Sul | www.

147 livro:339 fl:306. PESSANHA. A ética nas empresas. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor. PIRES MARTINS. ALENCASTRO. 2º Ed. São Paulo: Moderna.Unidade: Questões éticas contemporâneas e ética profissional Unidade: Colocar o nome da unidade aqui Referências AGUILAR. José Américo Motta. Francis J. 1996. Registrado na Fundação Biblioteca Nacional sob n. 1987.br 18 .cruzeirodovirtual.com. Vida e obra de Aristóteles: Tópicos dos argumentos sofísticos. Maria Lúcia de. artigo publicado em 1997. São Paulo: Nova Cultural. 1993. A Importância da Ética na Formação de Recursos Humanos. Maria Helena. Mario. Campus Virtual Cruzeiro do Sul | www. Filosofando: Introdução à Filosofia. ARRUDA ARANHA. São Paulo. 197.

cruzeirodovirtual.com. 868 01506-000 São Paulo SP Brasil Tel: (55 11) 3385-3000 Campus Virtual Cruzeiro do Sul | www.cruzeirodosul.edu.www.br Campus Liberdade Rua Galvão Bueno.br .