______________________________________________________________________

REGULAMENTO DO PROJECTO ACESSO AO DIREITO PAD

______________________________________________________________________

www.projectoacessoaodireito.webs.com

______________________________________________________________________

REGULAMENTO
Artigo 1º (Denominação e Natureza) É criado o grupo de trabalho PROJECTO ACESSO AO DIREITO, adiante designado abreviadamente por PAD, movimento independente, que se estrutura de forma não hierárquica e especialmente vocacionado para o tratamento específico de questões relacionadas com o exercício da advocacia no âmbito do sistema de acesso ao direito e aos tribunais. Artigo 2º (Competências) 1. O PAD propõe-se analisar, debater, inventariar e solucionar os problemas que especialmente afectam os Advogados no exercício da profissão, enquanto defensores/patronos oficiosos, com vista ao desenvolvimento profissional das suas funções de forma digna e prestigiada. 2. No desenvolvimento da sua actividade o PAD propõe-se nomeadamente a: a) Incentivar os Advogados inscritos no Sistema de Acesso ao Direito a integrar o grupo, a participar activamente nas suas actividades e a contribuir para o desenvolvimento das suas competências. b) Identificar e enquadrar as especificidades do exercício da advocacia no âmbito do sistema de acesso ao direito. c) Tomar iniciativas e fazer propostas conducentes à resolução concreta dos problemas com que os Advogados se deparam no exercício específico destas suas funções profissionais, perante os órgãos de soberania, a Ordem dos Advogados e demais entidades públicas ou privadas. d) Elaborar inquéritos nas matérias respeitantes ao Sistema de Acesso ao Direito. e) Avaliar o sistema de acesso ao direito e aos tribunais de forma a contribuir para uma maior, mais justa e equitativa acessibilidade dos cidadãos ao direito e à justiça. f) Colaborar na promoção de iniciativas desenvolvidas por entidades externas, públicas ou privadas, bem como, participar nas mesmas se assim solicitado. g) Colaborar no combate à procuradoria ilícita e pugnar pela dignificação do exercício da Advocacia.

______________________________________________________________________

www.projectoacessoaodireito.webs.com

______________________________________________________________________ Artigo 3º (Membros) 1. O PAD poderá ser integrado por todos aqueles que se propuserem contribuir para o desenvolvimento das suas atribuições. 2. O PAD designará os membros que o representam, de acordo com critérios geográficos, técnicos, ou outros que entender adequados ao desenvolvimento das suas atribuições. 3. A representação geográfica será tendencialmente definida de acordo com os critérios territoriais definidos pelo Estatuto da Ordem dos Advogados. Artigo 4º (Gratuitidade) A integração no PAD é gratuita e não sujeita os seus membros ao pagamento de qualquer quantia monetária a título de inscrição ou quota. Artigo 5º (Funcionamento) 1. Compete ao PAD remeter um exemplar do presente regulamento a cada novo membro, sendo que a permanência do mesmo no grupo implica a sua aceitação. 2. Todas as iniciativas e propostas do PAD a apresentar a entidades externas, deverão ser alvo de exposição e debate na sua página Web por forma a que os seus membros se possam pronunciar sobre as mesmas e a quem devem ser dirigidas, dando o seu assentimento ou discordância, propondo melhorias ou alterações, bem como, a oportunidade da sua apresentação. Artigo 6º (Representação) 1. O PAD é representado a nível nacional pelas Dra. Isabel Alves Roçadas, Dra. Mafalda de Oliveira, Dra. Sandra Horta e Silva e Dra. Inês Soares de Castro, sendo que as últimas três delegam funções na primeira e na Dra. Dolores Rodrigues por tempo indeterminado, às quais incumbe nomeadamente, coordenar os projectos e iniciativas entre todos os representantes, moderar os debates, constituir e organizar grupos de trabalho e representar o grupo nas relações com as instituições. 2. A representação a nível distrital caberá aos membros identificados na Lista I, anexa ao presente regulamento e que dele faz parte integrante. ______________________________________________________________________

www.projectoacessoaodireito.webs.com

______________________________________________________________________

ANEXO Lista I a que se refere o nº 2 do art.º 6º 1. Conselho Distrital de Coimbra: Dra. Carla Oliveira 2. Conselho Distrital de Évora: Dra. Maria Joana Correia e Dra. Maria João Mendes 3. Conselho Distrital de Lisboa: Dra. Helena Sebastião 4. Conselho Distrital do Porto: Dra. Otília Rodrigues, Dr. Andronico Cerqueira

______________________________________________________________________

www.projectoacessoaodireito.webs.com