You are on page 1of 31

1

Optativa III

Introdução a Sensores & Transdutores
Faculdade de Engenharia, Arquitetura e Urbanismo Prof. Wiltgen
1o Semestre de 2007 1o Semestre de 2007

Prof. Wiltgen - 2007

Módulo 1

Introdução a Sensores & Transdutores
Prof. Dr. Luis Filipe Wiltgen Barbosa

2

Objetivo:
Introduzir os estudantes de Engenharia Elétrica no mundo dos sensores, detectores e transdutores. Possibilitando assim, conhecer os tipos de sensores, modelos e aplicações.

Prof. Wiltgen - 2007

Introdução a Sensores & Transdutores
Conteúdo Programático:
Introdução; Definição de Atuadores, Sensores e Transdutores; Definições Básicas de Sensores e Sensoriamento; Sensores Orgânicos Humanos; Tipos de Transdutores (Definições e Classificação); Elementos Funcionais de um Sistema de Medida; Sensores nos Sistemas de Medida; Transdutores nos Sistemas de Instrumentação; Características (estáticas, dinâmicas, confiabilidade, e ambientais); Divisão de Sensores pelo Princípio Físico; Divisão de Sensores pela Grandeza a ser Medida; Aplicações.

3

Prof. Wiltgen - 2007

Introdução a Sensores & Transdutores Bibliografia Recomendada:
ERNEST DOEBLIN, Measurements Systems: Application and Design, McGraw Hill, 1990. H. R. EVERETT, Sensors for Mobile Robots: Theory and EVERETT Applications, A. K. Peters, 1995. JACOB FRADEN, Handbook of Modern Sensors: Physics, FRADEN Designs and Applications, AIP Press Springer, 1996. R. S. FIGLIOLA and D. E. BEASLEY, Theory and Design for BEASLEY Mechanical Measurements, Wiley & Sons, 2000. H. N. NORTON, Sensor and Analyzer Handbook, Prentice-Hall, NORTON 1982. J. P. BENTLEY, Principles of Measurements Systems, John BENTLEY Wiley & Sons, 1988.
Prof. Wiltgen - 2007

4

Introdução a Sensores & Transdutores Páginas da Internet:

5

http://www.omega.com/ http://www.extech.com/ http://www.agilent.com/ http://www.keithley.com/ http://www.tegam.com/ http://www.edsci.com/ http://www.murata.com/ http://www.pacific.net/~brooke/Sensors.html
Prof. Wiltgen - 2007

Introdução a Sensores & Transdutores Critério de Avaliação:
Prova 100% Prova 100% Prova 100% TOTAL 100% TOTAL 100% TOTAL 100%

6

1°Bimestre 2°Bimestre Exame

Prof. Wiltgen - 2007

Introdução a Sensores & Transdutores O que é sensoriamento? • Obtenção de informações sobre o mundo; • É obtido através de sensores; • Sensores podem ser elétricos, mecânicos ou químicos; • O ambiente é apresentado conforme os valores ou quantidades medidas; • Cada sensor é baseado no princípio da transdução – conversão de uma forma de energia em outra.
Prof. Wiltgen - 2007

7

Introdução a Sensores & Transdutores O que é um sensor? • Algo que tem a capacidade de detectar o estado do ambiente; • Um sensor dispositivo que detecta e sinaliza uma condição que se altera na presença ou ausência de um objeto ou material; • Um sensor pode detectar uma quantidade que seja mensurável como uma distância, um tamanho ou uma cor.
Prof. Wiltgen - 2007

8

Introdução a Sensores & Transdutores

9

Sensores Orgânicos Humanos: • VISÃO – Olhos (óptico e luz); • AUDIÇÃO – Ouvidos (acústica e sons); • OLFATO – Nariz (cheiros e química); • TATO – Pele (mecânica e aquecimento); • PALADAR – Língua (gosto e química).
Prof. Wiltgen - 2007

Introdução a Sensores & Transdutores Definições Básicas:
TRANSDUTORES: São dispositivos que convertem uma forma de
energia ou quantidade física em outra, muitas vezes esta energia ou quantidade física são as mesmas. A energia ou estímulo determina a quantidade do sinal. Existem transdutores do tipo sensores e do tipo atuadores.

10

SENSORES: São dispositivos usados para detectar, medir ou monitorar
fenômenos físicos, tal como: temperatura, radiação, etc., respondendo a estes estímulos e transmitindo a informação para inicializar sistemas ou controlar operações.

DETECTORES: São dispositivos usados para sentir a presença do
calor, radiação ou qualquer outro fenômeno físico.
Prof. Wiltgen - 2007

Introdução a Sensores & Transdutores Definições Básicas:

11

Transdutores
Grandeza Não Elétrica Sinal Elétrico SENSOR Sinal Elétrico Grandeza Não Elétrica

ATUADOR

Prof. Wiltgen - 2007

Introdução a Sensores & Transdutores Definições Básicas:
Sensor

12

VOZ

MICROFONE

Sinal Elétrico FRACO

AMPLIFICADOR & FILTRO Sinal Elétrico

Sinal Elétrico FORTE
Prof. Wiltgen - 2007

Atuador

AUTOFALANTE

VOZ

Introdução a Sensores & Transdutores
Classificação de Sensores:
• • • Pelo Construção Física (Tipo): – Elétrico, Mecânico ou Eletromecânico (mais comum). Pelo Princípio Físico Empregado: Empregado – Resistivos, Capacitivos, Indutivos, Luminosos, Sonoros, etc. Pela Aplicação ou Funções: – Proximidade, Contato, Rápido ou Lento, Faixa Operacional (Estreita ou Longa), Fixo ou Móvel, etc. Pela Característica Eletrônica: – Digital ou Analógico. Pela Grandeza a ser Medida: – Temperatura, Distancia, Velocidade, Deslocamento, Aceleração, Posição, Pressão, Umidade, etc. Pela Natureza: – Ativos ou Passivos.

13

• •

Prof. Wiltgen - 2007

Introdução a Sensores & Transdutores Classificação dos Sensores quanto a Natureza: TRANSDUTORES ATIVOS:

14

Necessitam alimentação externa. Exemplo: Strain-gages, Chaves de Contato, Semicondutores, etc.

TRANSDUTORES PASSIVOS:
Não necessitam de fonte externa, a diferença de potencial (ddp) é gerada devido as características do material. Exemplo: Termopares, Cristais Piezoelétricos, Células Fotovoltaicas.
Prof. Wiltgen - 2007

Introdução a Sensores & Transdutores Tipo de Classificação para Sensores pela Característica Eletrônica: • DIGITAIS (DISCRETOS)
– O objeto existe ou não existe? – O sinal de saída é 0 ou 1. – São simples.

15

• ANALÓGICOS
– Onde o objeto esta? Qual a quantidade? – A saída pode ser representada de forma analógica ou digital. – Podem ser complexos.
Prof. Wiltgen - 2007

Introdução a Sensores & Transdutores
Escolha dos Sensores: • Determinar onde o sensor é necessário:
– – – – Identificar as funções do sistema. Que condições devem ser necessárias para que as funções ocorram? É necessária a realimentação para que a função ocorra? Qual condição deve ocorrer para saber se a função foi realizada com êxito? Condições ambientais; Condições de operação; Alimentação disponível; Características da aplicação.

16

• Verificar se o sensor pode ser aplicado:
– – – –

• Verificar as característica físicas do objeto a ser detectado.
Prof. Wiltgen - 2007

Introdução a Sensores & Transdutores
Definição das Características Básicas:
• • • • • • • • • PRECISÃO – Valor estatístico da variação das leituras. RESOLUÇÃO – Mínima variação do sinal de entrada necessária para que ocorra uma alteração do sinal de saída. REPETIBILIDADE – Capacidade do sensor repetir as medidas nas mesmas condições. FREQÜÊNCIA de CHAVEAMENTO – Número de operações em segundos que o sensor pode operar, esta relacionado a velocidade de funcionamento. TEMPO de RESPOSTA – Tempo decorrido entre a detecção do alvo e a mudança de estado. DISTÂNCIA NOMINAL de SENSIBILIDADE – Taxa operacional de distância para qual o sensor foi construído. HISTERESE – Diferença de valores obtidos do sinal de saída em relação ao sinal de entrada durante o incremento e decremento de valores de entrada. FAIXA OPERACIONAL (MEDIÇÃO) – Largura da faixa de operação de um sensor (Ex. espectro de luz, magnético,sonoro,etc). SENSIBILIDADE – Qual a capacidade do sensor para detectar sinais.

17

Prof. Wiltgen - 2007

Introdução a Sensores & Transdutores • HISTERESE – Diferença de valores obtidos do sinal de saída em relação ao sinal de entrada durante o incremento e o decremento de valores de entrada.

18

Prof. Wiltgen - 2007

Introdução a Sensores & Transdutores • FREQÜÊNCIA de CHAVEAMENTO – Número de operações em segundos que o sensor pode operar. Esta relacionado a velocidade de funcionamento.

19

Prof. Wiltgen - 2007

Introdução a Sensores & Transdutores

20

Prof. Wiltgen - 2007

Introdução a Sensores & Transdutores

21

Elementos Funcionais:
MEIO MEDIDO SENSOR
CONVERTE VARIÁVEL MANIPULA VARIÁVEL TRANSMITE DADOS APRESENTA DADOS

ANALISE

QUANTIDADE MEDIDA

OBSERVADOR

• • • • • •

Elemento sensor Elemento conversor de variável Elemento manipulador de variável Elemento transmissor de dados Elemento apresentador de dados Elemento armazenador/reprodutor de dados

Estágio Sensor/Transdutor Estágio Sensor/Transdutor Estágio Intermediário Estágio Intermediário Estágio Final Estágio Final

Prof. Wiltgen - 2007

Introdução a Sensores & Transdutores

22

Elementos Funcionais:
Estágio Sensor/Transdutor - Realiza a detecção da variável física e a
converte em um sinal mais apropriado para a medição, normalmente mecânico ou elétrico. O sensor deveria ser, idealmente, insensível a cada uma das outras possíveis entradas interferentes não desejadas.

Estágio Intermediário - Realiza uma modificação do sinal que vem do

estágio anterior através de amplificação, filtragem, etc. Isto é, o estágio intermediário deve realizar a transdução da informação para torná-la aceitável. A filtragem deste sinal serve para remover os ruídos. A amplificação do sinal faz a adequação do nível do sinal para o sistema de armazenagem e visualização. armazenamento e, se necessário, o controle da variável medida. Isto é, no estágio final está o visualizador (painel ou display), o banco de memória no qual os dados são armazenados, além, do controle do processo e eventuais analises.

Estágio Final - Realiza a apresentação final dos dados, o seu

Prof. Wiltgen - 2007

Introdução a Sensores & Transdutores

23

Elementos Funcionais:
Elemento Sensor - Recebe a informação do meio físico medido e gera um sinal de
saída que depende de algum modo da quantidade medida. Elemento Conversor de Variável - Converte o sinal de saída do elemento sensor primário em um outro sinal mais apropriado para a medição, sem entretanto alterar a informação contida no sinal original. Elemento Manipulador de Variável - Opera uma mudança no valor numérico associado ao sinal de saída do elemento conversor de variável segundo uma regra precisamente definida, mantendo entretanto a natureza física do sinal. Elemento Transmissor de Dados - Transmite dados entre os elementos funcionais do sistema de medição quando estes se encontram fisicamente separados. Elemento Apresentador de Dados - Coloca os dados em uma forma reconhecida por um dos sentidos humanos (pelo observador) para efeito de monitoramento, controle ou análise. Elemento Armazenador/Reprodutor de Dados - Armazena e Reproduz os dados para que possa ser utilizado na análise ou interpretação dos sinais.
Prof. Wiltgen - 2007

Introdução a Sensores & Transdutores

24

Métodos de Medição:
Método de Nulo:
A saída é uma comparação direta entre dois sinais. Possui maior precisão, não requer calibração, tem maior sensibilidade, mas é instável em medidas dinâmicas. Exemplo: balança de braço articulado, manômetro de tubo em U e ponte de Wheatstone.

Método de Deflexão:
A saída é proporcional a uma deflexão provocada pela excitação do sinal de entrada. Este requer calibração, possui fundo de escala, tem menor precisão, mas é adequado para medidas dinâmicas, mesmo com existência de histerese. Exemplo: calibrador manual de pneus e medidores de pressão.
Prof. Wiltgen - 2007

Introdução a Sensores & Transdutores

25

Seleção de um Transdutor:
• Qual a variável física que se quer medir?
É através desta resposta que se determina a natureza das variáveis, e a faixa de valores que e deseja medir, ou seja, o faixa que se quer varrer.

• Qual o melhor princípio físico que pode ser aplicado para tomar os sinais da variável a ser medida?
Tem que se considerar que tipo de dispositivo vai se adequar melhor à saída do transdutor, e qual o melhor método para se realizar tal medida, tomando como referência qual o tipo de dispositivo utilizado para fazer a indicação ou o registro da medida.

• Qual a exatidão que se requer da medida realizada?
Quando se pensa em exatidão, deve ser levado em consideração determinados fatores que afetam a exatidão. Exemplo: condições ambientais e resposta em freqüência.
Prof. Wiltgen - 2007

Introdução a Sensores & Transdutores

26

Características Dinâmicas de um Transdutor:
Estão relacionadas com a resposta do elemento transdutor com relação a variações da medida com o tempo. Estas são definidas como a faixa operacional do elemento transdutor. Resposta em freqüência Tempo de resposta Tempo de amortecimento Overshoot (sobre sinal) Freqüência natural
Prof. Wiltgen - 2007

Introdução a Sensores & Transdutores

27

Características Ambientais de um Transdutor:
Afetam as características estáticas e dinâmicas de um transdutor. Especificação e calibração em relação a temperatura ambiente. Ensaios realizados em campo Temperatura Vibração Aceleração Montagem

Prof. Wiltgen - 2007

Introdução a Sensores & Transdutores Características de Confiabilidade de um Transdutor:

28

• Vida Operacional: Tempo mínimo de vida, operação
contínua ou ciclos sem alterar o desempenho dentro das tolerâncias especificadas.

• Ciclo de Vida: Número mínimo de excursões de fundo de
escala, ou escala parcial, sem alterar o desempenho além das tolerâncias especificadas.

Prof. Wiltgen - 2007

Tipos de Robôs:

Introdução a Sensores & Transdutores

29

Manipulador

Moveis com Rodas

Múltiplas Pernas

Aquático
Prof. Wiltgen - 2007

Humanóide

Aéreo

Tipos de Sensores:
Giroscópio Acelerômetro Pendulo Resistivo

Introdução a Sensores & Transdutores
Piezoeleletrico Sensor Gás Gieger-Muller Sensor de Radiação

30

Camera

Detector de Metal Tiristor Detector Piroelétrico UV Detector Miniature Polaroid Sensor SONAR

LDR Infra Vermelho Digital

Sensor Fita Resistiva

Chave de Pressão Microchave Sensor IV com Lente Chave de contato Sensores de Mercúrio Diodo Infra Vermelho Infra vermelho IV Sensor Amplificador Sensor Refletor de IV Modulator Receiver IV Célula Solar Bússola Bússola Bússola Sensor Magnético Sensors de Efeito Hall Polaroid Sonar

Sensor Magnético Reed Switch

Encoder Linear

Chave de Nivel

Magnetometro

Receptor IV Remoto

Sensor de Pressao Varredor LASER Encoder GPS
Transdutor Piezo Ultrassonico

Prof. Wiltgen - 2007

Introdução a Sensores & Transdutores Próxima Aula:
Eletricidade e Eletrônica Básica para Sensores; Caracterização de Sensores; Classificação e Especificação de Sensores; Características Detalhadas de cada Tipo de Sensor.

31

Prof. Wiltgen - 2007