o PROFETA

DIGITAL'
Os originais do Livro de Isafas (nafoto) e outros Manusçritos do Mar Morto já podem ser consultados na intemet com alta resolução e tradução imediata
GABRIELA CARELLi

"Porque o menino foi nascido para nós, um filho foi dado para nós, e a soberania estará sobre o seu ombro; e chamará o seu nome: algo extraordinário, o que aconselha, Deus valente, pai de tempo futuro, C) principe da paz" (Para alguns estudiosos judeus, o trechQ refere-se ao nascimento de um rei de Judá. Para os cristãos, o versículo prevê o nascimento

de Jesus)
A publicação na internet é uma iniciativa para ampliar o ácesso aos originais, com os quais só um seleto grupo de estudiosos tem contato direto. Eles estão guardados numa espécie de caixa-forte construfda para esse propósito em Jerusalém. Imagens dos manuscritos já foram publicadas antes na internet, inclusive pelo Museu de Israel. Mas o programa desenvolvido pelo Google é o mais completo, com melhor resolução de imagem e o de mais rápido acesso. "Recuperamostrechosperdidos,queeramin~s~ veis a olho nu. Os versículos 9 e IOdo capítulo 2 do Livro de Isafas, por exemplo, estão ilegíveis nos pergaminhos ori-

.

D

ois milênios depois de terem sido escritos e seis décadas após sua descoberta no deserto da Judeia, os mais famosos Manus-

tfmetros) e em melhor estado de conservação, é o maior destaque. Datado de 125 a.c., é também um dos mais antigos textos bíblicos, provavelmente 1000 anos anterior à versão mais velha da Bí-

blia hebraica conhecidaantes de - sua
descoberta. Os Manu~critos,. cujo nome decorre de terem sido encontrados em onze cavernas às margens do Mar Morto no período de 1947 a 1956; reúnem 950 pergaminhos e papiros, escritos em hebraico, aramaico e grego entre o século m a.C. e a década de 60 do primeiro século. Muito do material está reduzido a fragmentos, que têm sido arduamente remontados por especialistas.

critos do Mar Morto podem agora ser lidos on-line. As reproduções integrais e em alta definição dos originais,. colocadas na rede na semana passada graças a uma parceria entre o Google e o Museu de Israel, incluem o Livro de Isafas, o Livro das Regras da Comunidade, o Comentário sobre (o profeta) Habakkuk, o Livro do Templo e o Livro da Guerra. O Livro de Isafas, o mais extenso (734 cen-

98 I 5 DEOUTUBRO. I veja 2011

"Por isso, dará YHWH (o Senhor), ele próprio, um sinal para vós: eis que a jovem está grávida, e gera filho, e chama, o seu nome Emanuel" (Pela ótica cristã,o versículoé uma profeciado nascimentode Jesus)

"Osquedizem:quese apresse,
acelere as suas obras, para que as vej~os; e que se aproxime evenha o conselho do 'sagrado de

,

Israel, e o conheçamos"

-

"E julgará entre as nações e repreendera entre os muitos povos; e biturarão as suas espadas em enxadões, e as suas lanças em podadeiras, e nação não erguerá espada contra nação, e nem aprenderão mais guerra"
(Sobre. a visão universal da paz no fim dos tempos, um dos fundamentos da civilização judaico-cristã)

(O trecho refere-se aos moradores de Judá, que, em meio a dificuldades, pedem a Deus que manifeste seu poder)

ginais, mas aparecem na versão digital", disse a VEJA Yossi Matias, diretor do Centro de Tecnologia e Desenvolvimento do Google em Israel. O resultado é que agora qualquer pessoa pode examinar esse patrimÔnio histórico com a acuidade de quem dispõe do original. Para facilitar a consulta, basta um clique para obter a tradução para o inglês dos versículos (a tradução nestas páginas foi' feita diretamente do hebraico para o português pelo professor Edson de Faria Francisco, da UniversidadeMetodista). . O fascínio exercido pelos manuscritos decorre do que revelam sobre o contexto histórico e religioso em que se desenvolveu o cristianismo. Eles são, nas palavras do historiador inglês Paul Johnson, "a chave da compreensão tanto de Deus quanto do homem". Como

uma máquina do tempo, os escritos re- do exílio na Babilônia. O profeta marca metem diretamente às vozes do passa- a transição do judaísmo de uma crença do, sem o ruído dos cronistas posterio- local para uma religião universalista. res. Só no Livro de Isaías foram encon- Sob a ótica cristã, suas profecias refetradas 2600 variantes em relação ao rem-se à concepção e vida de Cristo. O Texto Massorético, manuscritos medie- . fato é que muitas das profecias do Livais que serviram de base para as bí- vro de Isaías se tomaram o alicerce da blias modernas. "São letras, palavras e civilização judaico-cristã. Talvez a versos que divergem do Massorético", mais exemplar seja a visão de paz unidiz o professor Francisco, autor de Ma- versal no fim dos tempos. Ainda é um nual da Bfblia Hebraica - Introduçao mistério quem reuniu e escondeu os ao TextoMassorético. O Livro de Isaías Manuscritos do Mar Mono. A maioria é composto de 66 capítulos distribuídos dos historiadores acredita que tenha sipor 54 colunas. Estudos modernos indi- do uma seita ascética judaica, os essêcam que se trata,. na verdade, de uma nios. Uma possibilidade é que tenham antologia. A primeira parte; do capítulo sido sacerdotes judeus, para proteger 1 ao 39, é atribuída ao próprio Isaías, o os textos das legiões romanas. Seja mais popular dos profetas de Israel. A quem for, deixou um espetacular legasegunda é creditada a um anônimo, que do à humanidade, que agora pode ser teria vivido 150 anos depois, no período

apreciado on-line.
veja

.

I 5 DE OUTUBRO. 2011 I 99

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful