Grupo Parlamentar do Partido Socialista

___________________________________________________________________________

Declaração Politica
Exmo. Senhor Presidente da Assembleia Municipal Exmos. Senhores Deputados Municipais Exmo. Senhor Presidente da Câmara Municipal Exmos. Senhores Vereadores Exmos. Senhores Presidentes das Juntas de Freguesia

Minhas senhoras e meus senhores,

No actual contexto económico e financeiro, a introdução de portagens na A23 e A25 representa um novo custo para as famílias, mas muito em especial para as empresas, com a consequente redução da sua competitividade. Desta forma, assistiremos a uma redução significativa do volume de negócios destas empresas, bem como dos lucros pela incorporação nos seus balanços de custos muito relevantes em deslocações e transportes. Como temos vindo a afirmar, esta medida viola claramente os princípios de igualdade e coesão económica, encarecendo a mobilidade de mercadorias para os pontos de exportação bem como a recepção de matérias-primas. Entre muitos sectores de actividade, não podemos deixar de destacar os custos enormes que sofrerão as empresas de transportes, as empresas de distribuição alimentar e as do sector do turismo. Tendo em conta que as empresas da nossa Região enfrentam uma crescente dificuldade no acesso ao credito, que existe um generalizado incumprimento dos prazos de pagamento, que o clima económico tem batido novos mínimos, e que o decréscimo generalizado do poder de compra influencia negativamente a actividade económica, o custo das portagens irá ter um reflexo claro na
1

Grupo Parlamentar do Partido Socialista
___________________________________________________________________________

travagem do crescimento económico regional, com o previsível aumento de insolvências e o consequente aumento dos números do desemprego. A construção da Auto Estrada no regime SCUT, foi decisiva paraa afirmação do desenvolvimento regional e local, possibilitando uma clara integração do tecido empresarial regional com a entrada em novos mercados que se aproximaram. Hoje assistimos impotentes ao fenómeno inverso, com as portagens levantamse barreiras, a mobilidade enfraquece e a vantagem competitiva de que dispúnhamos desaparece. Neste sentido, o Grupo Parlamentar do PS nesta Assembleia Municipal, vem através desta Declaração Politica mostrar total solidariedade com as populações, mas muito em especial com os diversos movimentos cívicos de defesa do Interior e das suas populações, nomeadamente: - “A Comissão de Utentes da Auto-Estrada da Beira Interior”, a qual muito recentemente entregou na residência do Senhor Primeiro Ministro, mais de 20 mil assinaturas contra a introdução de portagens - o Movimento “Empresários Pela Subsistência do Interior” que através de uma acção administrativa contra o Estado vão tentar ressarcir os empresários pelos impactos adversos na competitividade e lucros cessantes, resultantes da introdução de Portagens na A23,

Helder Morais

Grupo Parlamentar do PS na Assembleia Municipal da Covilhã 09 de Dezembro de 2011

2