JORNAL DE GRANDE CIRCULAÇÃO NO SUL DO ONTÁRIO

Segunda -Feira, 12 de Dezembro 2011 | Ano II N.º78 www.pcnewsnetwork.com

Natal das Crianças
O Natal não é só das Crianças... Só que eles têm outra ternura quando chega o Natal.

PORTUGUESE CANADIAN NEWSPAPER

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

Asas do Atlântico

fala por si
O “jovem” casal Domingos e Isaura Carvalho

Cônsul Júlio Vilela

quer mais jovens

10

Onde se fala num Super-Herói 8

quase em fim-de-ano

6

2 . Nossa Gente

Questões Humanitárias

12 Dezembro 2011

Um “Turkey Drive” que é... mais do que isso...
Um “Turkey Drive”. Chamem-lhe, talvez, a Campanha do Perú… mas nós, por aqui, chamamos-lhe a campanha da solidariedade. CIRV Radio entendeu embarcar nesta onda da amizade, com o gesto solidário de fazer com que cada família tenha... uma consoada mais aconchegada, se assim nos podemos expressar. Uma consoada em que na mesa do Natal... haja uma mesa farta... passe a redundância. E fala-se em 25 dólares... Quem der vinte e cinco dólares... tem a certeza de que compra um perú para oferecer a alguém que não tenha dinheiro para o comprar. Mas para nós, porém, para além do dinheiro, há a noção de que estamos a ajudar os que, com as necessidades do dia-a-dia, não têm o suficiente para fazer o seu jantar de Natal. Numa Radio como a CIRV – a toda a hora dennominada a Rádio da familia - surgem, sempre, estes gestos altruistas. São gestos que, afinal, nos irmanam a todos, quase que a comungar da mnsagem natalícia que o Menino Deus veio trazer ao Mundo. grande Familia - a familia portuguesa - esteja mais unida, mais solidária, mais chegada.

Pedro Jorge Costa Baptista pedrojorgeri@gmail.com

Um leitor mandou-me um mail. Este mail de facto levanta questões muito relevantes. A questão de o «governo federal ter uma atitude muito descontraída para com a situação dos nativo-americanos», essa é a questão. Bem, eu devo dizer que fiz alguma pesquisa sobre o assunto, a única informação que encontrei ou tinha como base, ou derivava da fonte original. Essa fonte é a Cruz Vermelha do Canadá. Devo dizer o seguinte: se não encontro mais nenhum outro ponto de partida, como devo eu em boa consciência e por princípios falar do que só tem um lado. Quero dizer só se sabe uma verdade, o outro lado não tem advogado; claro que isso não é justo. Sobre o assunto, que posso eu dizer? Bem, a lei federal do Canadá tem em larga consideração dos aborígenes, o espirito das leis decorre segundo princípio expansivo. Quer dizer que se actos, tratados, acordos ou leis existem com a intenção de proteger esses povos, nada indica que essa protecção irá acabar. Pelo contrário essa protecção irá expandir-se para outras áreas acabando por adaptar-se a por exemplo leis provinciais e de cidade em relação à construção e desenvolvimento urbano. Quero dizer que se bem que se tem de admitir que o desenvolvimento e a construção sejam parte da realidade, não podemos é esquecer de que outras prioridades existem. Ignorar isso e nada mais somos que tiranos. Nenhuma lei, seja qual for a sua origem; cidade, província ou território, ou mesmo federal, pode comprometer o que já está em papel do passado. Agora a situação humanitária que é discutida, bem só conheço um lado, mas parece-me que se o problema for o governo federal, então a situação em breve será resolvida, pois por lei a sim o deve ser. Mas como se sabe temos que esperar, e ver ser vigilantes. É importante manter a pressão e saber se o governo federal faz o que se espera que faça. ATÉ PARA A SEMANA

Clubes e Associações
CASA DO ALENTEJO – Sábado, 17, com início às 14 h., tradicional Festa de Natal das Crianças, organização da CIRV FM 88.9, em conjunto com a Casa do Alentejo. Sábado, dia 31, a partir das 19.30, Jantar e Baile, grande Reveillon da Casa do Alentejo, baile abrilhantado pelo Conjunto “Unique Touch”. Faça as suas reservas pelo tel. 416 537 7766. CASA DA MADEIRA – 17 de Dezembro, haverá as Grande Festa de Natal das Crianças com o Presépio ao vivo e uma peça natalícia pelos Jovens da Casa da Madeira. CENTRO CULTURAL PORTUGUÊS DE MISSISSAUGA – Sabado, dia 17 de Dez., Natal da criança com Presépio ao vivo, e jantar. Conjunto Santa Fé. Reserve com antecedência pelo 905-286-1311. A Direcção do Centro Cultural Português de Mississauga deseja a todos os Sócios, Amigos e Patrocinadores, Feliz Natal e Próspero Ano Novo. GRANDE NOITE DE PASSAGEM DE ANO, com o conjunto Tabu. Jantar pelas 7:00 da noite. Buffet completo com toda a gama de marisco à meia noite. Faça a sua reserva o mais rapido possível, pelo 905-286-1311. FIRST PORTUGUESE – Segunda-Feira, 12, às 2 h da tarde, o Centro da III Idade do First vai levar a cabo um Workshop de Natal. Venha participar e faça com as suas mãos um Centro de Mesa ou Coroa de Porta para enfeitar a sua casa este Natal. Preços desde $5.00 a $10.00. GRACIOSA COMMUNITY CENTRE – 17 de Dezembro, Natal das Crianças, com Tony Silveira Band; 31 de Dezembro, Passagem de ano, com Tony Silveira Band. S.C. ANGRENSE –Sábado, dia 17, a partir das 5 da tarde, Matinée de Natal dedicada às crianças (até aos l0 anos), filhas e netas dos Sócios, que tenham sido inscritas para o efeito ate ao dia 3 de Dezembro. Às 8 e 30 da noite, Baile de Natal abrilhantado pelo DJ All Stars; Domingo, dia 18, às 13.30, Assembleia-Geral ordinária, para eleição dos Corpos Gerentes. ABRIGO CENTRE – Domingo, dia 18, a partir das 2 da tarde, o grupo de Seniores “Vida e Esperança”, do Abrigo Centre, vai realizar conjuntamente com a Casa dos Açores do Ontario a Festa de Natal 2011. Do evento vai constar a representacão de um presépio vivo, cancões alusivas à quadra natalícia e ainda baile com o D.J. Slider. O preço da entrada é de 10 dólares por pessoa.

Até porque, como diz a canção, “se os homens quisessem... seria Natal Uma mensagem que, nes- todo o ano”. ta altura do ano, vem, uma vez mais, à nossa mente e A Campanha do Perú é, ao nosso coração. afinal, isso mesmo. 25 dolares! Menos do que isso! A campanha do perú é Tudo serve para a iniciaisso mesmo. tiva de pôr mais algo na mesa dos que têm pouco... Dar algo do que eventu- ou não têm nada. almente tenhamos a mais ... àqueles que nada têm. Campanha do Peru! VaPor forma a que a nossa mos a isso?

Envie-nos a sua lista de eventos semanais
RANCHO FOLCLÓRICO DA NAZARÉ –

Cambios

Terça-feira, dia 13, a partir das 19.00, Festa de Natal. Evento a realizar no Salão da Igreja de Nossa Senhora de Fátima, no 101 Malta Ave., em Brampton.Convívio, entrega de prendas e gastronomia típica da Nazare e região. Pela primeira vez, haverá uma pequena surpresa para todos os presentes.

Propriedade:

Ficha técnica

ABC Portuguese Canadian Newspaper Ltd
Conselho Empresarial: Fernando Cruz Gomes, Presidente; Paulo Fernando, Vice-Presidente; Carlo Miguel, Tesoureiro; e Lara Ingrid, Secretária.

Director: Fernando Cruz Gomes Redacção e Cronistas:

António Pedro Costa (Ponta Delgada), António dos Santos Vicente, Carlo Miguel, Cristina Alves (Lisboa), Custódio António Barros, Edgar Quinquino (Hamilton), Fernando Cruz Gomes, Fernando Jorge, Guida Micael, Helder Freire (Lisboa), Humberto Costa (Luanda), Lara Ingrid, Luis Esgáio, Luky Pedro Maria João Rafael (Lisboa), Pedro Jorge Costa Baptista, Sérgio Alexandre, Sónia Catarina Micael.

Secretária de Redacção:
Sérgio Alexandre

Chefe Gráfico:

Lara Ingrid

Telefones: 416 995-9904 * 647 962-6568 * 416 828 6568. E-mail: admin@abcpcn.com director@abcpcn.com advertising@abcpcn.com
725 College St. PO Box 31064 TORONTO ON M6G 1C0

12 Dezembro 2011

Mensagem . 3

4 . Comunidades

12 Dezembro 2011

Angariação de Fundos para Sick Kids na Gruta
No Sábado fomos até à Gruta. Onde fica a Gruta? Já lhe contamos a semana passada... Fica na 860 da College Street em Toronto. Fomos até lá porque no palco passava uma artista chamada IZA, que ABC entrevistou, que parece estar cada vez melhor em palco, e com os espetáculos que o seu representante Manuel Pinto tem programado que inclui um piquenique em Janeiro, até nos admirou fazer um espaço de tempo para participar numa causa de mérito.

Constantino, o mestre de som, cego, pôs a sala de vai acompanhar durante a entrega prevista para boca aberta, visto que enquanto não dançavam. esta semana. Antes de mais queremos dar os angariaram fundos para o “Sick Kids” que ABC nossos parabéns.

Tratou se de uma angariacao de fundos para o Hospital das Criancas pensado e preparado em conjunto por uma linda jovem cantora, Sandy Correia, e um operador de som chamado Carlos Constantino. Desde os 9 anos que Sandy aprende a dançar, cantar e actuar em palco, a arte está-lhe nas veias. No Sábado, Sandy foi ao palco, encantou. Carlos

A acompanhar o dia-a-dia das comunidades

12 Dezembro 2011 EDITORIAL

Material editorial . 5
Ministros de Portugal... – estudavam as soluções que Portugal poderia impôr para o seu próprio futuro. Faziam-no em reunião quase clandestina. Como foi acontecendo, paulatinamente, nos anos subsequentes até 1975... altura em que Portugal achou que deveria retomar a sua apagada e vil tristeza na Europa dos “grandes”, ele que era “pequenino”. E os estudiosos de então torciam o nariz. É que à União Europeia que está agora a dar passos vários, em zizaguear constante, eles preferiam contrapôr, uma União Luso-Afro-Brasileira. Uma União que tinha, na altura, pernas para andar. Uma união que hoje já teria, há muito, atingido a maioridade e estaria, decerto, a dar cartas num Mundo global agora em crise. Falemos no Portugal, porta aberta para a Europa e para outros continentes onde pontificou. Falemos nas riquezas de uma Angola plena de oportunidades. Olhemos o Brasil, agora considerado como economia emergente de grande porte. Falemos, até, nas cabeças pensantes que os países luso-afro-brasileiros têm... e que, em muitos casos, estão a ser aproveitadas em todo o mundo. Falar nisto, aqui e agora, mais não é do que chorar sobre leite derramado. Ninguém quis, na altura, parar para... pensar. Acharam preferível atirar-se de cabeça para a Europa. E integrar-se – mais ou menos... mas mais menos do que mais... – num conjunto de nações que, para além do continente, pouco tinham (e têm) em comum. Tudo visto, estamos a acordar para a realidade. Com a Europa rica a fechar-nos portas e mais portas. E com Portugal a ficar mais pobre, cada vez mais pobre. E à Comunidade Luso-Afro-Brasileira... contrapômos nós uma chamada Comunidade de Países de Língua Oficial Portuguesa. Quase apenas com princípios do coração. Com conceitos do Passado. Sem fio condutor nos domínios económicos e sem a “cola” financeira e económica que, noutra altura e com outros condimentos, nos faria maiores e, decerto, mais felizes.

Comunidade Luso-Afro-Brasileira

Lemos. Pasmamos. Talvez pela idade... há coisas que preferimos nem tentar entender. “Santos Pereira diverge de Passos e quer BCE mais activo”. “Banco chinês prepara entrada em Portugal”. “Portugal com recessão de 0,4% no terceiro trimestre”. “Merkel evita comentar ameaça de descida do rating da Alemanha”. “CGTP e UGT opõem-se à revisão dos tratados europeus”. “Passos aceita rever Constituição para tornar disciplina orçamental vinculativa”. São títulos de Jornais. Títulos bem elucidativos de um certo desnorte que reina em Portugal e noutros países da Europa. Títulos que fazem pensar, pelo menos aos que ainda pensam... Não sabemos porquê, damos connosco a pressionar o teclado do retrocesso e a demandar os anos de 62. Em certa capital de um País lusófono, os estudiosos de então – que seriam, hoje, talvez

Fernando Cruz Gomes fgomes@rogers.com

Helder Freire Jornalista(Lisboa)

Levem-nos os subsídios mas deixem-nos os símbolos
No mês do ano com mais feriados em Portugal, vem a propósito falar dos ditos e da polémica que se estabeleceu em torno da proposta do Governo para os reduzir e que volta a ser debatida nas vésperas do Natal. Tudo indica que, depois do corte de metade do subsídio de Natal, teremos garantido mais um triste presente no sapatinho: o fim de quatro feriados: a Igreja cedeu dois religiosos (15 de Agosto e o feriado móvel do Corpo de Deus) e o Governo propôs dois dos seus para abate: o 5 de Outubro e o 1º de Dezembro. Recentemente, comemorámos – muito provavelmente pela última vez com um dia sem nada para fazer – o dia da Restauração da Independência. Olhando para a denominação do feriado, temos que concordar que a sua existência não faz sentido, porque já a perdemos outra vez. Sendo assim, para quê festejarmos a recuperação da mesma em 1640 aos espanhóis, se estamos agora dependentes dos alemães e dos franceses?!... Com a supressão deste feriado, o 1º de Dezembro vai provavelmente cair no esquecimento, porque é uma data demasiado datada, mas a história tende a repetir-se. A situação actual tem demasiadas parecenças: a Troika é a nossa Espanha, a dívida é o nosso Alcácer Quibir e Passos Coelho é a nova Duquesa de Mântua. Para o presidente da Sociedade Histórica da Independência de Portugal a proposta do Governo de extinguir o feriado do 1º de Dezembro é “um murro ao patriotismo e Portugal

Curioso como numa altura em que se aproxima o final de um ano tenebroso para os portugueses e com isso, também o começo de um ano horrível que aí vem, os portugueses preocupam-se em saber e discutir (muito gostamos nós de discutir demais e agir de menos) se a Constituição deve ser ou não modificada, por forma a acomodar o que a União Europeia decidiu, empurrada pela senhora Merkel, no que respeita a inscrever no texto fundamental, a necessidade de balizar o défice. À falta de mais argumentos, a esquerda, desorientada, sem espaço para a política, retirado pela burocracia dos tecnocratas, faz cavalo de batalha da ingerência externa nos nossos assuntos. Mas, como digo noutro local desta edição, a soberania, o cantar de galo, já foi chão que deu uvas, uma vez que acabaremos por fazer o que nos manda quem nos empresta o dinheiro. Posto isto, vamos ao assunto que hoje aqui me trouxe. Fechamos o ano com os furos do cinto todos apertados. Mas, o que aí vem, não augura nada de bom, temos que pensar em usar suspensórios. Se não, vejamos: Se todo este nosso penar, foi para baixar o défice para 5,9%, talvez uns pós a menos, em 2012 temos de baixar para os 4%. E como? Aumentar os impostos, já não dá. Para além de termos uma carga fiscal excessiva, a rapaziada contraiu os gastos e fugiu para a economia paralela e com isso, bem pode o governo aumentar os impostos que, por aí não aumenta a receita. Vender património? Também não me parece já que se verificou que, em caso de necessidade, como é o nosso, as vendas são ao desbarato, as críticas mais que muitas e os efeitos diminutos. Receitas extraordinárias, também já deram o que tinham a dar, com a incorporação dos fundos de pensões dos bancários. Não há mais onde ir buscar e a medida não se repetirá, portanto. Resta então o quê? Aqui é que a porca torce o rabo. Incapaz no curto prazo, de emagrecer mais o Estado, o governo terá de se virar para as duas únicas rubricas com alguma expressão, embora dolorosas para os portugueses: salários e prestações sociais. Gostava de não ter razão, e que os fatos me desmentissem, mas, palpita-me que vamos ter reduções ou anulação do abono de família, baixas médicas não remuneradas, subsídios de desemprego mais curtos e mais baixos, rendimento social de inserção mais apertado, menor apoio às IPSS e por aí fora. Quanto aos salários da função pública, já se ouve falar à boca pequena em rescisões de contratos por mútuo acordo, mas não estão de parte despedimentos, aumentos na idade de reforma e cortes no valor das pensões. Não vai ser fácil este 2012.

seria caso único no mundo” se não celebrar o seu dia da independência. Se não tivesse havido 1º de Dezembro, não havia 5 de Outubro, nem 25 de Abril nem 1º de Maio. Haveria, eventualmente, o dia 10 de Junho como Dia da Região Autónoma de Portugal. Na minha opinião, se era para acabar com feriados deviam ter apostado no 1º de Maio que, sendo o dia do trabalhador, já só é festejado por uma minoria. O argumento para a redução dos feriados é que se trata de uma medida de combate à crise para melhorar a produtividade e poupar alguns milhões de euros, mas, na verdade, a medida é irrelevante, face à dimensão da crise... além de que o problema não são os feriados, mas sim as pontes. Corte-se isto e aquilo em nome da economia, mas não se mexa nos símbolos que são parte da nossa identidade nacional! Abolir feriados religiosos poderia ser mais aceitável, pois o Estado é laico, mas apagar os feriados da restauração da independência e implantação da República é apagar a História e a memória. Como dizia um cartoon do Correio da Manhã: “Se os revoltosos do 1º de Dezembro tivessem adivinhado ao que Portugal chegaria, em vez de restabelecerem a independência teriam ido trabalhar!”

Cristina Alves jornalista (Lisboa)

Para quê empresas municipais?
A criação de empresas municipais começou a ver a luz do dia, há já mais de 30 anos. Foi com a aprovação da Lei n.º 79/77, de 25 de Outubro, que se atribuiu à Assembleia Municipal a competência para autorizar as Câmaras a formarem empresas municipais, prevendo-se expressamente naquela altura a existência de empresas municipais ou empresas públicas municipais. No entanto, só partir de 2007, com a entrada em vigor da Lei n.º 53-F/2006, foi aprovado o Regime Jurídico do Sector Empresarial Local, que veio dar uma reviravolta na gestão municipal, numa reforma profunda que constituiu uma forma de se ultrapassar a complexidade da burocracia que se instalou no país, exigindo, no entanto ao Município inúmeras condições que passavam a ter de cumprir para a criação de empresas. Aprovado que estava o regime legal de enquadramento para a criação de empresas municipais e à boa maneira portuguesa, esmiuçaram-se as entrelinhas e os juristas começaram a encontrar confusões na sua interpretação, que houve necessidade de definir de forma mais rigorosa as condições para a criação das novas entidades municipais. A partir de então, por esse país fora e depois também pela nossa Região foi “um ver se te avias”, criando-se empresas municipais por “tutti quanti”, com justificações, por vezes estapafúrdias, chegando-se a uma situação completamente insustentável para a respetiva viabilidade económica-financeira, chegando algumas a endividamentos colossais, quantas vezes encapotando défices camarários.
António Pedro Costa Deputado Regional dos Açores

2012

Por isso, torna-se urgente rever quanto antes esse regime jurídico de forma a definir as condições de sustentabilidade das atividades desenvolvidas pelas empresas, devendo esclarecer-se de forma transparente a relação entre as empresas e as respetivas autarquias locais. Nos Açores existem 31 empresas municipais, em todos os Concelhos, salvo a ilha do Corvo, sendo a Câmara Municipal Vila Franca do Campo aquela com mais empresas, ou seja cinco. Muitas destas entidades não têm receitas e já esgotaram a sua capacidade de endividamento. Se para o Governo da República há que reduzir drasticamente o número de empresas, cargos e custos, para os autarcas, a proposta governamental vem colocar em causa a sustentabilidade do poder local, mesmo conhecendo-se que há municípios em dificuldades, que resultam de passivos assumidos por essas empresas. Face à conjuntura económica em que vivemos, é natural e saudável que ocorram extinções de algumas empresas municipais nos Açores, havendo já em curso nalguns municípios processos de fusão. Temos que viver com os recursos que dispomos, pois já lá vai o tempo, sobretudo na escola Socrática, em que todas as dívidas eram eternas…

Se não vejamos…

6 6 .Comunidades . Comunidades Ciclo de Cinema Portugal/Brasil
O III Ciclo de Cinema Portugal/Brasil, aberto à participação de toda a comunidade Portuguesa, está incluído no plano de ações de divulgação da língua e cultura portuguesas, estando já a decorrer. Um programa vasto e rico está delineado para o Ciclo de Cinema Portugal/Brasil. Assim: Uma Abelha na Chuva, 27 de Janeiro 2012, 6:00-9:00 pm, Larkin Building, room 341 - 15 Devonshire Place, Toronto; Peões, 16 de Fevereiro 2012 - 6:00-9:00 pm, Nat Taylor Cinema, Ross Building N102 - York University - 4700 Keele Street; Sophia de Mello Breyner Andresen, 30 de Março 2012 - 6:00-9:00 pm, Centro de Língua Portuguesa Instituto Camões - 800 Landsdowne Av, Toronto; e Liga da Língua, 3 de Maio - 6:00 – 7,30 pm, no mesmo Centro de Língua Portuguesa Instituto Camões, 800 da Lansdowne Ave, O poster oficial do Ciclo, contendo imagens, sinopses, elencos e fichas técnicas dos filmes, encontra-se disponível em http://cgptoronto.blogspot.com

20 de Junho 2011 12 Dezembro 2011
Cônsul-Geral em entrevista de quase fim-de-ano

A Juventude de cá como “imagem de marca...”
*Uma vocação de promoção económica e comercial
Fernando Cruz Gomes
Ao Cônsul-Geral de Portugal em Toronto, dr. Júlio Vilela, lembrámos nós, há dias, que ele, de facto, veio para cá quando talvez ninguém pensasse no que dele se poderia esperar. Vestido do seu casaco institucional, normalmente, começou desde logo a integrar-se no todo geral da comunidade. Fê-lo quase em estilo popular – sem ser “popularucho” - e integrando-se, bem à sua maneira, no viver geral da nossa gente. Como “imagem de marca”, se assim nos podemos expressar, fala muito nos jovens. E explica porquê. “Porque é o futuro da comunidade neste País. Cabe aos mais jovens, quer tenham nascido cá ou em Portugal, vincarem aquilo que é a nossa raiz e levantarem a Bandeira Portuguesa. E para isso temos nós, os mais velhos, de os acompanhar...” Será que o Cônsul, pelo menos neste último ano, conseguiu alguma coisa nesse sentido? – “Não é tão importante que eu o consiga. O que é mais importante é que a comunidade consiga. E aquilo que eu acho que a comunidade tem de fazer é estar junto da comunidade em geral, para que esses jovens que se afirmam em todos os sectores da sociedade canadiana, quer a nível académico ou profissional, continuem a dar indicações dos seus interesses pessoais, mas também daquilo que nos pode marcar, ou seja, as suas raízes e, simultaneamente, os seus interesses”. É, afinal, uma imagem de marca de Júlio Vilela. Ou não será? “Por mim – diz-nos – não me preocupo muito com as minhas imagens de marca. Preocupome, sim, é que a imagem do Consulado seja uma imagem de projecção dentro da comunidade e que este Consulado seja apenas um elo de ligação entre todos os elementos da nossa comunidade, entre todas as sensibilidades e entre todas as vontades. Cada vez acho mais que é esse o trabalho do Consulado”. precisa de ter no próprio Consulado.” Os serviços consulares – as Embaixadas, portanto – têm agora como que um braço económico. “As Embaixadas sempre tiveram, ao longo da História, uma vocação de promoção económica e comercial. Este Consulado também o tem, está previsto no reguilamento consular, e no passado houve seguramente actividades com esse propósito, existe uma delegação do ICEP em Toronto e eu estou em contacto permanente com o ICEP e com o sr. Embaixador, para que nós possamos, na nossa esfera de acção, promover também Portugal no sectores económicos. É isso que continuaremos a fazer...”

Conselhos para casais (17)
Rev. João Duarte
Nos tempos atuais, a ideia de que Deus quer que o marido seja o dirigente do lar, é ofensiva aos olhos de muitas mulheres. O movimento feminista escreveu livros acerca dos abusos dos maridos em casa, e dos limitados papéis das mulheres na sociedade. Muitas coisas que o movimento feminista diz são verdade. Houve abusos no passado contra as mulheres e ainda continua em muitos países como o Canadá. Nos tempos antigos as mulheres não tinham direitos. O direito de votar foi dado ás mulheres sómente no século dezanove. Ainda existem alguns países que não permitem às mulheres participar na política. Os salários das mulheres foram sempre inferiores aos dos homens, mesmo fazendo o mesmo trabalho. Durante séculos, os homens comandaram o monopólio da sociedade e ditavam o quê, quando e como as mulheres deveriam agir. Ainda hoje há muitos maridos que pensam que podem fazer o que os seus antecessores fizeram às mulheres. Alguns até pensam que é privilégio seu abusar das suas mulheres fisicamente. Por causa destes e de outros abusos, muitas mulheres decidiram juntar-se e formar o movimento feminista. O problema é que o pêndulo foi para o extremo oposto. O movimento feminista, na sua luta contra as injustiças do passado, formulou certas ideias que vão directamente contra os ensinamentos da Bíblia. Uma destas ideias é de que as mulheres não precisam dos homens, e, de acordo com este movimento, uma mulher é igual a um homem em todos os aspectos. Tal filosofia é ilógica e não Bíblica. Quem quer que olhar para uma mulher e a comparar com um homem, vê imediatamente diferenças físicas. Embora há excessões, o homem tem tendência a ser mais alto e ter musculos, o que lhe dá uma força superior à mulher. Isto significa que o homem tem a capacidade de trabalhar em empregos que são difíceis às mulheres, tais como a construção. Ambos, homens e mulheres precisam e dependem um do outro. O que seria este mundo sem o toque das mulheres? E o que fariam as mulheres se não houvesse homens? A raça humana desaparecería em uma geração. Assim, um homem ou uma mulher dizerem que não precisam um do outro é absurdo. Ou, uma mulher dizer que é igual ao homem em todos os aspectos da vida, é ridículo. O movimento feminista, no seu desejo de se livrar dos abusos e opressão de uma sociedade dirigida pelos homens, também sugeriu que, dentro de casa, uma mulher é igual ao homem em tudo. Isto significa que ela não vai permitir ao marido ser o líder do lar, nem ela se vai submeter à sua liderança. O que acontece é que, as mulheres que trazem estas ideologias para dentro dos seus casamentos, ao praticarem aquilo em que acreditam, encontram-se constantemente em conflitos com os seus maridos. Se estes não aceitarem as suas filosofias, elas acusam-nos de serem antiquados e de ser incompatível viver com eles. O resultado é que estas mulheres querem ser totalmente independentes dos maridos, porque independência significa igualdade. Por isso, o movimento feminista, apesar de estar certo em protestar certos abusos do passado, inventou certas ideias que são contrárias à Bíblia, e que causam sérios conflitos dentro dos casamentos. Uma das razões para haver tantos divórcios é devido á ideia de que a mulher não precisa de se submeter ao marido. Nenhum marido aceita tal papel. Há excepções. Alguns maridos, em prol de paz, permitem às mulheres dirigirem o lar. Mas estes são excepções, não a regra. (Na proxima semana continuaremos com o nosso tema).

Religião e Fé

Ajudar mais?
Às vezes diz-se que as comunidades espalhadas pelo mundo nem sempre ajudam o rectângulo português... a pergunta foi no sentido de sabermos se há hipótese de ajudarmos ainda mais. “Eu acho que a comunidade ajuda, em muito, tem-no feito no passado e vai continuar a fazê.lo. Os compromissos e as mostras evidentes que se vêem no dia-a-dia, ao longo do ano, de que a comunidade ajuda, são conhecidos de todos. Basta lembrar a tragédia na Madeira, basta lembrar aquilo que representa uma ou outra empresa que importa produtos de Portugal, estamos sistematica e continuadamente a fazer alguma coisa pelo nosso País. E por alguma razão, todas as instituições bancárias portuguesas importantes têm escritórios nesta cidade. Portanto, se têm escritório, obviamente é porque há algum interesse comercial nessa matéria também. O que significa que os Portugueses continuam a apostar no nosso País e eu estou certo e seguro que assim continuarão no futuro”. No final, ainda perguntámos ao dr. Júlio Vilela se haveria alguma pergunta a que ele gostasse de responder... e que nós não tivéssemos feito. Que não, disse-nos “mas se me lembrar de alguma... eu depois digo-lhe”.

Imagem positiva dentro da comunidade
Às vezes ficamos a pensar sobre se essa imagem – assim retratada – está mais positiva junto da comunidade. “Nós fazemos sempre tudo para que isso aconteça. Espero, portanto, que essa seja uma realidade que se mantenha no futuro e, é evidente, cada Cônsul põe o cunho pessoal naquilo que faz, e estou certo que, no dia em que eu parta, outro me sucederá com a mesma intenção e a mesma vontade”. E já que falou nisso... como é que Júlio Vilela gostava de ser lembrado, quando for embora? “Cabe à comunidade determinar isso. Eu não me preocupo muito com essas circunstâncias. A mim o que me importa, fundamentalmente, é o trabalho dos Portugueses, no cumprimento das orientações que recebo de Lisboa, das orientações que o sr. Embaixador em Otava me transmite, porque, ao fim e ao cabo, é esse o trabalho que a própria comunidade

Mensagens de Natal em destaque
Nesta época plena de festividades e de significado profundo, gostaria de desejar a todos os portugueses e luso-canadianos um excelente Natal e um próspero Ano Novo.

12 Dezembro 2011

Comunidades . 7

Embaixador de Portugal no Canadá
a entreajuda e o respeito pelo outro. Dirijo uma palavra especial de conforto e amizade a todos os que, por razões profissionais ou de saúde, irão celebrar este Natal longe das suas famílias. É com confiança no presente e esperança no futuro que expresso os mais

sinceros votos de um Feliz Natal e de que o ano de 2012 traga a todos paz e prosperidade. Bem Hajam!

Cônsul-Geral de Portugal em Toronto
Por todo este Canadá, milhares de famílias portuguesas e luso-canadianas recriam tradições e costumes dos quatro cantos de Portugal e dão a conhecer aos mais novos os hábitos de outrora, perpetuando memórias antigas vindas de gerações anteriores. Agradeço a todos os que individual ou coletivamente prestigiam o nome de Portugal mantendo vivas a cultura e a língua portuguesas. Congratulo o trabalho empenhado desenvolvido pelo movimento associativo português espalhado por terras canadianas cuja participação na vida social, cultural e recreativa das nossas comunidades permite encurtar distâncias, suavizar saudades e incentivar importantes gestos de solidariedade. Saúdo os mais jovens pela sua criatividade, energia e generosidade. Tenho a maior confiança nas vossas capacidades e gostaria de vos encorajar a serem audazes, a enveredar por novos caminhos, a seguir os vossos sonhos. Conheci muitos e bons exemplos em várias localidades canadianas de gente nova de origem lusa ocupando funções nas mais diversas áreas: política, economia e gestão, ensino superior, ciência e tecnologia, medicina, entre outras. Está nas vossas mãos transformar esta minoria numa maioria, só assim poderão responder às novas exigências que os tempos de hoje carregam. Em Portugal, o ano que agora se aproxima do fim foi de grandes dificuldades e desafios, enfrentados com sacrifício e elevado sentido de dever por todas as famílias portuguesas. É inegável que os efeitos das contrariedades do momento atual continuarão a ser sentidos em 2012 e por essa razão, mais do que nunca, é essencial avivar e reforçar o Espírito Natalício que envolve esta quadra, em especial

Pedro Moitinho de Almeida Embaixador de Portugal em Otava

Estimados compatriotas. Aproxima-se mais um voltar de página nos nossos calendários, coincidente com a entrada num novo ano. O que agora termina, foi marcado no seio da comunidade portuguesa por mostras inequívocas de dinamismo, integração e participação social. E tais manifestações tanto sucederam com a presença das gerações mais antigas da comunidade portuguesa, como pelo envolvimento de jovens luso-canadianos. Espero que tais manifestações se mantenham no futuro, se possível com um maior envolvimento cívico e político no Canadá. Na verdade, o futuro da comunidade neste País dependerá, em larga medida, do compromisso que os mais jovens quiserem vir a assumir, quer no envolvimento associativo, tão

importante na preservação das nossas raízes e tradições culturais, quer no assumir de mais ambiciosos compromissos profissionais e de cidadania na sociedade canadiana. As Comunidades Portuguesas são hoje, como no passado, representantes privilegiados de Portugal nos países onde se encontram. Essa é uma responsabilidade muito particular que cabe a todos, portugueses e lusodescendentes. A sua presença, nas sociedades onde se encontram, pode e deve afirmar-se mediante uma maior participação a todos os níveis da sociedade local: económico, social, cultural, político e educacional. Os mais jovens são, por isso, parte essencial para o desenvolvimento do País de acolhimento, e para uma maior afirmação e defesa dos interesses da Comunidade

Portuguesa e promoção de Portugal. Auguram-se tempos complexos no seio da economia mundial; quer em Portugal quer no Canadá, sentem-se os efeitos de uma crise mundial que teima em não desaparecer. E é por isso nestes momentos mais difíceis que se impõe manter viva a solidariedade e amizade entre todos: em tempos de dificuldades sistémicas, os que mais sofrem são sempre os que menos têm. Estou certo que os portugueses e luso-canadianos estarão atentos aos desafios que localmente se apresentem e, simultaneamente, dispostos a apoiar a sua Pátria em momentos tão complexos. Bem hajam por tudo quanto

têm feito para engrandecer a imagem de Portugal no Mundo e neste País em particular, e porque a história é feita por cada um de nós no decurso da vida quotidiana, não se abstenham nunca de nela participar de forma interventiva. Na companhia de todos os vossos familiares e amigos, com votos de muita Paz e Saúde, desejo-vos um Santo Natal e um Feliz Ano 2012.

O Cônsul Geral Júlio Vilela

CONSULTANTS
cabaz
1 866 479 9604

8 . Comunidades Um Super-Herói que já lá vai...

12 Dezembro 2011

Hospital das Crianças com mais “razão” para a luta contra o cancro
Uma história que poderia bem ser contada de outra maneira. O menino chamava-se Sebastian Oliveira. Em Maio de 2011 sucumbiu a uma forma de cancro que, pelos vistos, não perdoa. Vivia em London, uma cidade onde as pessoas Um grupo de elementos ligados à campanha que teve lugar em London. Uma campanha que acabaria por “produzir” um bom apoio para a causa da luta contra o cancro. De facto, o Sebastian foi-se embora, mas o “seu grupo” fez o “milagre” de juntar tanto dinheiro, talvez para salvar outros meninos. “Sim se ajudar nem que seja só uma criança, vale a pena... o trabalho que todos tivemos. E eu sei que ele está cá, neste momento, connosco”. Ao pai do Sebastian, Luis Oliveira, não conseguimos nós arrancar uma palavra. Emociona-se demasiado, ainda hoje. O mesmo em relação à avó Leonor Cardoso. Elementos da comissão angariadora de fundos estavam por ali. E estavam, afinal, a ver coroada de êxito uma campanha que valeu a pena. Como nos dizia Marlene Gonçalves, tudo se deve a toda uma cidade. “Número um... as pessoas da nossa comissão são conhecidas e temos muita família e muitos amigos. Unimo-nos todos...”

são solidárias para estas causas. E há dias, por entre o bruá das pessoas, os familiares mais chegados – avó, pai e mãe do menino, para não falar na irmãzinha que esteve em foco – foram levar ao Hospital das Crianças um cheque de 104.591.20 dólares. Um cheque que não era, afinal, mais do que o expoente de toda uma série de angariação de fundos a que a cidade de London meteu ombros. Nas conversas que fomos mantendo com as pessoas presentes, a certeza de que a organização Sebastian´s Superheroes vai continuar. E vai continuar para que outros meninos – de outras comunidades – possam ser salvos da terrível doença. No fundo, trata-se de mais uma manifestação de solidariedade. Manifestação de solidariedade de que a nossa gente, por norma, dá nota a todo o momento. E então quando se trata de

A verdade é que, de vez em quando, neste mundo mais ou menos material... surgem casos que nos fazem pensar. Que são capazes de alterar um sistema, uma maneira de ser, uma forma de pensar até. No Hospital das Crianças, assistimos a uma entrega de um volumoso cheque àquela instituição. Quem era Sebastian Oliveira? Era, afinal, um menino como muitos outros. Aos 5 anos... soube-se que tinha Neuroblastoma. Uma doença terrível que o levou em pouco menos de dois anos. A dor surgiu, naturalmente, mas também surgiu a ideia de angariar fuindos para que a terrível doença fosse vencida. Era um menino feliz e contente Tudo começou no Clube Português de London. Com a presença de mais de 400 pessoas. E de London para Toronto a ideia era a de que, em nome do Sebastian, vale a pena ajudar outras crianças. E não é fácil angariar 100 mil dólares... mas o grupo unido conseguiu isso e vai conseguir ainda mais. Sid Birrell, fundador do chamado James Fund, assim o acredita. Tudo em honra de Sebastião Oliveira. A mãe, Mónica Oliveira, a fazer-se forte… e a contar-nos um pouco da história de um menino que teimava em agarrar-se à vida. “O Sebastião era um menino muito feliz e contente e ficou doente no dia dos anos dele, quando fez os 5 anos, e passou os dois anos, depois, em hospitais, a fazer químio, radiações e operações e ele sempre levava tudo contente e a sorrir, era incrível até na confiança que tinha...” Perguntámos à mãe se os meninos da Escola o acompanhavam e lhe davam um pouco de ânimo. “Ele sempre quis ir à escola e, quando ele estava bom, sempre passava o tempo na escola, o que foi muito bom. E as próprias crianças estava contentes, quando ele passava o dia com elas”.

uma criança – e o Super-herói Sebastião não chegou a fazer seis anos – essa mesma onda de solidariedade alarga-se. “Super-Herói” que London considera como seu Vamos todos fazer força para que a investigação continui. Para que no Hospital das Crianças haja sempre possibilidades de tratar um menino... que esteja a sofrer do terrível mal. Por isso... esta recolha de fundos. Por isso a entrega de um cheque de 104 mil dólares em nome do Sebastião Oliveira, de London. Um menino que a comunidade considera como seu. Boas Festas para todos os Clientes e Amigos

E a irmã do Sebastian? Será que ela estava satisfeita? É que ela estava por ali a segurar nas suas mãos a indicação do cheque... Para ela, houve, decerto, sofrimento – e muito – quando o irmãozito se foi mas houve, também, a satisfação de saber que o dinheiro angariado pode fazer avançar a pesquiza da cura para a terrível doença. Era, de facto, uma jornada de glória, no melhor sentido do termo.

Ervanária Mundial
425 Rogers. Rd. Toronto 416 654-9133

Bento´s Auto & Tire

2000 Dundas St. W., Toronto (416) 533-2500

Tony L. Dutra
533 College Street, Suite 306 – Toronto

A desejar a Clientes e Amigos Felizes Festas de Natal e Ano Novo

Tel 416 532-8400

A desejar FESTAS FELIZES

Na Casa das Beiras... Pai Natal
reinou e... alegrou os mais pequenos!

12 Dezembro 2011

Comunidades . 9

Lara Ingrid/Sérgio Alexandre

Foi no sábado. A Casa das Beiras encheu-se de jovens. Jovens mesmo. Desde meia dúzia de meses até aos 12 anos… Apesar desses jovens de terna idade, também lá havia outros tipos de jovens à espera do tão ansiado Pai Natal. E mesmo que no seu saco não coubessem todos os presentes... a verdade é que, pelo menos a tal saudação calorosa do OH::: OH...OH... houve para todos. Com o ABC teve dois reporters, Sergio Alexandre e Lara Ingrid, mas tambem o ABC levou consigo uns ajudantes que andaram, de há muito, a contar os dias que faltavam para o tal sábado... para receberem o seu presente. Connosco esteve Clara Bernardo, Fabio Maria, Adriana Batista e o mais novinho do grupo, o caçula Sergio Maria. Durante o jantar não se falava de outra coisa. Quando é que chega o Pai Natal? Enquanto se comia a sopa, notava-se nos olhos dos miúdos... a ansiedade. E a felicidade, claro. A sala encheu-se de alegria com as gargalhadas e vozes das crianças. Era o som de festa que pairava no ar. No fundo, todos estávamos lá para o mesmo, para festejar a Festa do Natal das Crianças. Todas elas se esqueceram dos seus eventuais medos. Esqueceram-se das suas diferenças. Não importava se a criança era magra, gorda, que usasse óculos ou não... Todos estavam lá para o mesmo, ver o Pai Natal. Todos estavam lá para receber a sua prendinha. E todos eram importantes. Houve quem tivesse que lutar (com palavras) para os

seus filhos comerem, quase como se tivesse que pôr alguma cola na cadeira... para não sairem da mesa sem jantar. Com tanta euforia... qual comida, as crianças queriam era brincar entre si. De fazer novos amigos. Esquecer os que lá deixaram na escola ou perto de casa, por umas horas, e conhecer novos… Antes da “função”, também houve uma espécie de Mae Natal… Edite Molina e Augusto Ribeiro estiveram presentes, e trouxeram consigo um saco tambem com umas curiosidades para criancas…e elas encheram-se de alegria enquanto esperavam quase desesperadamente pela sua prenda…Isso lá ia ajudar a entreteremse enquanto o tempo passava. A sala estava bonita com enfeites de Natal incluindo uma linda arvore. É nestas Alturas que uma pessoa consegue ver a verdadeira beleza sobressair…O som foi entregue a DJ 5 Star Productions. Depois do jantar ele puxou as pessoas para dançar com as suas selecções de musica. Tambem não esqueceu os mais novinhos e pôs canções que levaram as criancas a saltar e a dançar. Falámos com os nossos ajudantes, e Adriana Batista disse-nos que estava a gostar bastante e queria voltar para o ano que vem. Fabio Maria disse logo que este era o melhor natal para ele. Entretanto, a Clara Bernardo contou que nunca teria ido a uma festa de Natal tao divertida como aquela das Casa das Beiras…Agora o pequenito Sergio Maria, nao chorou, so se ria, e mesmo com a musica muito

alta, pareceu com a sua boa disposição pela noite toda que não o incomodava. Finalmente, o tal anfitrião que todos esperavam apareceu. Trouxe consigo dois ajudantes e o seu saco cheio de prendas diversas, claro. Não iria aparecer de mãos a abanar. A sala pareceu ter parado… só se ouvia os gritos dos mais jovens… Gritos de algreia…Há quem tenha tentado engana-los a fazer acreditar que ele nem vinha, ou ate que ele vinha doutra porta….mais os mais pequenitos embora pequenitos, sao espertos. Nada os enganava. Estavam determinados para ver o Pai Natal e viram. Sentaram-se ao lado do Pai Natal. Todos à espera que a próxima prenda que ele tirava do seu saco fosse com o nome deles. Um por um, lá iam ter a sua prenda…Há quem abrisse logo a prenda. Há quem esperasse que os companheiros abrissem as deles. Há quem achasse que a sua prenda era pesada. Há quem chorasse ao ver o Pai Natal. No fundo, os mais novos foram os reis da festa. A festa foi para eles. E lá eles reinavam. Brincaram. Dançaram. Mostraram as sua prendas aos familiares e compararam a sua prendas com os outros. Foi uma noite bem passada e muito divertida… Nós os reporteres até dançámos, já que musica a isso puxava... e quando assim é... para o ano há mais, e se Deus quiser, estes mesmos reporteres irão estar presentes. Feliz Natal a todos….e que o Menino Jesus vos traga tudo o que os vossos coracoes desejarem.

Na Caldense

Festa de Natal “à maneira...”

VEJA MAIS FOTOS NA PÁG. 30

É assim todos os anos. A Caldense Bakery – hoje com várias Padarias-Pastelarias em Toronto e não só – reune, todos os anos, o seu pessoal para uma Festa de Natal. Uma Festa bem “à maneira”. Com un jantar servido com requinte, umas bebidas e... muita música

e dança. Estivemos lá na quarta-feira. E mesmo já indo fora de horas, anotámos o entusiasmo que por lá havia entre as muitas dezenas de empregados que a Caldense já vai tendo. Entusiasmo e alegria. E nem falámos com ninguém...

porque, na altura, o que dava era... dançar. Helder Costa era um homem satisfeito. E ele próprio lá ia também dando um pèzinho de dança. Ele e o irmão Joe, com as trespectivas “caras metades...” Por nós... gostámos. Para o ano vai ser ainda melhor.

S AN R A T D A I L 416 530 1777 N NATAL FELIZ PARA SI E PARA OS SEUS! H 1213 Dundas St. West, Toronto A
ÓS CRESCEMOS COM A COMUNIDADE N NOSSA CHURRASQUEIRA SERVIMOS O MELHOR AL ALEGRAMOS TODOS OS LARES MOS A ALEGRIA DE TODOS E CONNOSCO! NO NA PARTILH CHAME E FA

Ervanária Lagoa Azul
1227 Dundas St. W., Toronto (416) 533-8907 A desejar a Clientes e Amigos Felizes Festas de Natal e Ano Novo

Jack´s Bakery
352 Oakwood Ave. 416 651-1780

Boas Festas para todos os Clientes e Amigos

Europa Duct Cleaning

Boas Festas para todos os Clientes e Amigos

Manuel ou Mike 416 536-3828 416 537- 4296

10 . Comunidade Um Clube adulto e a cumprir

12 Dezembro 2011

Asas do Atlântico à procura de mais juventude
na direcção do clube, como é o caso da secretária que tem vinte e poucos... e estamos a tentar trazer para cá... todas essas pessoas”. Fernando Dias é, actualmente, o director das Relações Públicas. Entende que o clube está a cumprir a sua missão. “Mas pode ir mais longe, desde que haja mais pessoas a ajudar, mais amigos. Temos uma sala boa para fazer festas. Precisamos que, todos os anos, haja mais gente para ajudar, sobretudo mais juventude”. Lembra-nos que a festa decorreu bem com cerca de 40 crianças e para aí uma centena de pessoas adultas. “Um convívio familiar interessante”, diz-nos. O presidente do Executivo, José dos Santos, andava numa roda viva. Partem dele muitas das iniciativas, sendo ele quem vai apresentando tudo o que há a apresentar. O que será ser Presidente de uma colectividade como o Asas do Atlântico? “Ser presidente do Asas do Atlântico – diz-nos – é trabalhar com a direcção, e a direcção e o presidente é tudo uma família... para fazer o melhor para as pessoas que vêm conviver connosco”. Espera que, este ano, no seu mandato, “tudo corra bem... como está a correr. A direcção é boa, entendemo-nos uns com os outros”. Também acredita que é preciso mais gente jovem, embora não seja fácil, já que “a gente jovem quer outros divertimentos...”

Os Corpos Gerentes
ASSEMBLEIA GERAL – Presidente, João Goulart; vicepresidente, Teresina Baptista, e secretário, Manuel Lopes. DIRECÇÃO EXECUTIVA – Presidente, José dos Santos; vicepresidente, José Ernesto Macedo; Secretárias, Beatriz Martins Macedo, Liliana Silvestre e Rosa Maria da Silva; Tesoureiros, Manuel Machado e Tomaz Baptista; Relações Públicas, Fernando Dias; Director Musical, Jorge Bettencourt; Cultura, Ana Maria Dias. Directores, António Oliveira, Maria Jorge, Maria Pereira, Lúcia Oliveira e Adelina dos Santos. CONSELHO FISCAL – Presidente, Cristiano Macedo; vicepresidente, Guilherme Jorge; e secretário, Carlos Macedo.

O Asas do Atlântico Social & Sports Club vai a caminho dos 40 anos. Quatro dezenas a preservar os usos e costumes da terra distante. Com sede no 1573 Bloor Street West, é servido por um punhado de voluntários que tenta levar a cabo a sua missão. E que, de momento, a avaliar pelo que ouvimos, sábado, durante uma das suas festas, está a tentar cativar mais juventude. O presidente da Assembleia-Geral, João Goulart, diz-nos desde logo, que “o clube é tudo... ajuda-nos a preservar o que trouxemos da nossa terra”. O folclore é bem popular. “E é isso que vamos tentar agora. Trazer a juventude. Já fizemos hoje o Baile de Natal e, como pode ver, temos por cá muita criança”. E é importante, de facto, trazer a juventude, para seguir os passos dos mais velhos. “E isso é possível, se nós fizermos mais coisas para a juventude, mais actividades em suma. E isto sem esquecermos que os clubes, hoje em dia, estão a sofrer um bocadinho por não haver quem queira ser director e isso é mesmo o problema maior”. João Goulart já foi presidente da colectividade e está agora como presidente da Assembleia-Geral. Conta-nos que há por ali, naquela festa e noutras que se vão fazendo, gente da terceira geração... “dos que foram fundadores, há 39 anos, ainda continuam cá connosco, e temos de meia idade e temos também jovens até já integrados

Do “Farm” A sua Mesa...

FRUTA/ VEGETAIS/ MERCEARIA FINA/ CARNES FRIAS/ PEIXE E MARISCO/ E MUITO MAIS...

... E só um passo ao Joe’s

416 656 7250

JOE’S GARDEN 1921 Davenport Road CENTRE & GRAPES (Esquina com a Laughton Um bloco a oeste da Symington) GROCERY

Quando Faltar leite já sabe por onde passar...

Comunidade de Moçambique em “encontro familiar” de Natal
Os naturais e amigos de Moçambique estão, entre nós, a dar os passos necessários a uma integração plena. Integram-se nos mais variados misteres e, em ocasiões especiais, a exemplo do que acontece com outros cidadãos, de outras origens, fazem as suas festas de convívio. Sábado, no restaurante-churrasqueira Aveirense, juntaram-se alguns em festa de Natal. Passámos por lá... e reparámos no são convívio que por lá havia. Uma festa pequenina, em termos de número de pessoas presentes, mas uma festa que serviu, afinal, para unir mais as pessoas.

12 Dezembro 2011

ACAPO

Comunidades . 11

* Perspectivando o futuro

muda de sede
A Aliança dos Clubes e Associações Portuguesas do Ontario (ACAPO) está a mudar de sede. Uma informação a que tivemos acesso diznos que a ACAPO vai instalar-se agora, já a partir de hoje, segunda-feira, para o 337 da Symington Avenue, Suite 200.

muitas pessoas, entre os Moçambicanos, que estão num impasse, “talvez até por não saberem o que é esta família Moçambicana”. Lembra que o próximo encontro será por alturas do 25 de Junho “e vamos então trazer mais um bocadinho de Moçambique, talvez com Cultura da nossa terra, Música Moçambicana,

culinária típica Moçambicana. Talvez assim possamos atrair mais pessoal, simpatizantes e amigos de Moçambique. Este é o nosso objectivo”. Conversas entre amigos. Amigos jovens e menos jovens. De resto até vimos por lá crianças, como que a mergulharem raízes nas suas próprias raízes.

Inácio Natividfade diznos tratar-se do Natal dos Moçambicanos de cá. “É uma tradição que já levamos a cabo há uns vinte anos”. Lembra que “somos muito antigos, já desde a Casa de Moçambique, que

comunidade” – passou a existir desde então. A Câmara de Comércio, que é outra coisa, foi criada há aproximadamente três anos. E a comunidade reunese, anualmente, para celebrar o Natal. “Somos uma comunidade

deixou de existir, mas entretanto mantivemos as nossas actividades comunitárias”. Lembra-nos que “Moçambicanos propriamente ditos, não somos muitos, como

sã. Somos poucos mas com convicções fortes, sabedores do que queremos, donde vimos e norteamo-nos por este princípio de anualmente nos reunirmos em família, com amizade, para celebrarmos o Natal. Fazemo-lo

comunidade, embora saiba que há muitos Portugueses que, através do chamado mercado da saudade, gostam da terra, embora, repito, Moçambicanos somos muito poucos”. A verdade é que, recebendo familiares e amigos, como tem vindo a acontecer, “leva a comunidade a crescer e a comunidade é mesmo sólida”.

Um pouco de História
Inácio Natividade lembra que a Casa de Moçambique terminou por alturas de 1993 e a Comunidade – “esta

também no dia 25 de Junho, que é uma data importantíssima, o nosso Dia”. Um grupo pequeno de Moçambicanos, interessados em conviver e em celebrar a amizade. Carlota Pereira, que também estava presente, diznos que tudo aquilo é mesmo um encontro familiar, “tratamonos todos como irmãos, somos como que uma família. Chamo a isto mesmo um encontro familiar”.

25 de Junho vai ser melhor
Todos acham que há ainda

Uma Festa (de Natal) diferente no Arsenal do Minho
Por esta altura do ano, torna se fácil de encontrar clubes e associações da comunidade a celebrar a época em que vivemos, e ainda bem que assim é. No Sábado, ABC foi até ao Arsenal do Minho para ver como se celebrava com a família Minhota. Ficamos surpreendidos por vários motivos, mas talvez mais por encontrar mais de 60 crianças, sem exagero no local onde a festa era dirigida por Jovens. Normalmente por onde passamos nesta altura do ano, encontramos festas para crianças que normalmente são mais para adultos, sem querer ofender pois também somos adultos (normalmente). Disseram-nos que este ano os jovens do Arsenal do Minho quiseram fazer uma festa diferente. Diferente porque foi feita a pensar naquilo que uma criança possa gostar e preferir fazer e não em outras coisas extras como grandes jantares etc., que se calhar até são mais para adultos ou famílias inteiras e não necessariamente para crianças. E esta?! Uma ideia simples, e perfeitamente lógica. Falamos com muitas pessoas e muitos jovens que orientavam os mais novos nas varias estações de divertimento que criaram por volta da sala. Uma destas jovens com quem falamos foi Jessica Da Cunha, uma jovem que em parte foi uma das grandes impulsionadoras deste “movimento jovem” que disse a ABC que foi fácil isto tudo acontecer pois a maior parte dos jovens que andam no Rancho sempre tiveram esta ideia, foi só preciso a direção deixar experimentar a ideia. Jessica disse-nos que experimentaram a ideia em ponto pequeno durante um jantar o ano passado e resultou por isso “em vez dos nossos mais novos estarem sentados á mesa a comportarem-se como adultos, assim é mais fácil, eles podem ser o que são... Crianças.”

12 . Comunidade

12 Dezembro 2011

Depois de quase 16 anos de envolvimento no clube, Jessica achou que importava “dar aos mais novos a festa de Natal que nos próprios nunca tivemos.” Quem ganhou no Sábado foram as Crianças e o Arsenal respira juventude. Feliz Natal. Carlo Miguel Cruz Gomes/ Sonia Micael

O NOVO NOME DE COMPETÊNCIA E HONESTIDADE É

PAULO

Sutton Group Innovative Realty Inc.
ON L8W 3J6 escritório

Paulo Antunes
124 Gage Av- $142,900 Lar completamente renovado com dois quartos de banho 3 quartos de dormir, perto de lojas escolas e transporte público. Perfeito lar para começar a sua vida como proprietário.

20-1750 King st. - $39,900 Sim, o preço é verdade. Além disso os custos mensais são de apenas $195.00 por mês, incluindo praticamente tudo.

101 Steven St-$129,900 Perfeito lar para se aposentar. Cave completamente acabada, jardim enorme, Furnace e AC praticamente novos. Um mimo

1423 Upper Ottawa St.

HAMILTON

905 575 7070

Fax: 905 575 8878 Telefone Directo:

10 St. Matthews $ 172,900

289 440-1319

Lar em excelente estado. bem no meio da zona Portuguesa. Sala de jantar e sala de estar enormes. Estacionamento para 2 carros. Um mimo

31-1759 King st. - $53,900 Apartamento de 1 quarto renovado por completo. Situado numa zona excelente de Hamilton. Paz e segurança...

12 Dezembro 2011

Desporto . 13

14 . De tudo um pouco

12 Dezembro 2011

A levedura
António Custódio Barros
A levedura ou levedo (de maneira geral) é na verdade um fungo utilizado na fermentação do açúcar de cereais, o que leva à produção de álcool, muito utilizado na indústria de bebidas. A espécie mais importante de levedura é a saccharomyces cerevisiae, vulgarmente chamada de levedo de cerveja. Quando a levedura perde sua utilidade para a indústria cervejeira é vendida para outras empresas, pois ainda preserva inúmeras propriedades nutritivas, inclusive sendo vendida como complemento para alimentação humana (quase sempre na forma de cápsulas e comprimidos). Dentre os benefícios do levedo podemos citar os seguintes. • Complementa a dieta. • Reduz a queda de cabelo. • Combate acne, pele oleosa, furunculose, eczema, psoríase, diabetes, fadiga, estresse. • Equilibra a flora intestinal. • Regula o intestino (deve ser consumido, para isso, pela manhã, com bastante água). • Proporciona ação desintoxicante no organismo. • Fortalece o sistema imunológico e os nervos. • Auxilia no tratamento de artrite, artrose, reumatismo e gota (para tanto deve ser ingerido ao final das refeições). • Na antiguidade os monges o utilizavam para tratar chagas (feridas, e não a doença de Chagas, transmitida pelo barbeiro, e que só foi identificada pelo sanitarista Carlos Chagas no século passado). ATE PARA A SEMANA

Ervanária Lagoa Azul Flora Universal Inc.

Temos e aconselhamos

Recommended doses: Apply Onypen ™ Nail Solution once daily to afected nails; covering each nail with a thin layer of the solution.

ONYPEN™ is an effective new treatment for infected, discoloured or damaged finger nails and toe nails. It was created and first sold in Sweden but has now been brought to Canada by Medical Futures Inc.

Two clinical trials with ONYPEN™ indicate that you should begin to see visible improvements in your nails in two to four weeks. Look around the edges of your cuticles as this is where new growth will first appear. It may take a number of months to grow a complete new nail and may take up to a year. Prescription topical and oral preparations may take 6 months to a year to show improvement. ONYPEN™ may be used along with oral prescription medications however, two topical solutions are not recommended as they may interfere with each other.

ONYPEN™ comes as a 10 ml tube with a roll-on tip (like a pen). It is applied as a topical solution to the nails. The most common use is for nail fungus which is called Onychomycosis (the Ony part of ONYPEN™ is derived from this condition).

1227 Dundas St. W. Toronto 416 533 8907 FAÇA A ENCOMENDA E GANHE $10.59 DE DESCONTO

12 Dezembro 2011

Fernando Gomes foi no sábado eleito presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), vencendo o acto eleitoral com 46 votos contra 36 de Carlos Marta. Vítor Pereira, actual presidente da Comissão de Arbitragem da Liga, vai presidir ao Conselho de Arbitragem da FPF, tendo derrotado por apenas um voto a lista liderada por Luís Guilherme (42 contra 41), presidente da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF). De resto, Fernando Gomes viu todos os órgãos por si convidados vencer as respectivas eleições.

Fernando Gomes é o novo presidente da Federação Portuguesa de Futebol
«Este é um momento importante para o futebol português», considerou Fernando Gomes, salientando que a lista que lidera vai procurar «integrar todas as ideias, valências, pessoas e sócios para concretizar o objectivo fundamental de promover e abrir um novo ciclo no futebol português». Fernando Gomes pretende «continuar a fazer crescer o que de muito bom foi feito nos últimos 15 anos», mas apontou para a necessidade de «criar a ruptura» com o que, no seu entendimento, «não correu tão bem» durante a presidência de Gilberto Madail.. Fernando Gomes, porém, deixou desde já o alerta. «Adivinham-se tempos de mudança e de grandes dificuldades», avisou, justificando: «O paradigma do finaciamento das Federações desportivas vaise alterar de forma radical, a diminuição do valor dos contratos, a dificuldade de angariação de patrocínios, exigirá um esforço redobrado para estabilizar a estabilidade financeira da Federação Portuguesa de Futebol, mas também projectar um plano de desenvolvimento concreto na defesa do jogador português e na evolução da pirâmide de sustentação do futebol português para, a partir da quantidade, termos a melhor qualidade possível». O candidato vencedor deixou, ainda, uma «palavra de desportivismo ao Dr. Carlos Marta pela decisão de se candidatar e pela forma como soube lutar». «Desta vez eu ganhei, mas quem eu penso que ganhou com esta nossa candidatura e este processo foi o futebol português», concluiu.

Barcelona derrota Real Madrid por 3-1

Desporto . 15

Fernando Gomes aludiu ainda à participação da Selecção Nacional no Campeonato da Europa em 2012, vincando a intenção de «continuar o bom trabalho que ao longo destes 15 anos foi feito» e definindo como meta «desenvolver esforços no sentido de criar as melhores condições para que a participação da nossa Selecção continue a ser um êxito».

Fernando Gomes será empossado no próximo sábado. Até lá, o sucessor de Gilberto Madaíl - no cargo desde 1996 - na Federação Portuguesa de Futebol terá de renunciar à presidência da Liga. Fernando Gomes, eleito este sábado presidente da Federação Portuguesa de Futebol, alertou, entretanto, para «as grandes dificuldades» que estão reservadas ao futebol português no futuro.

Carlos Marta pede «total apoio» para direcção de Fernando Gomes
Carlos Marta aceitou a vitória de Fernando Gomes sem qualquer contestação e frisou que a direcção eleita para a presidência da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) deve merecer «total apoio». «Felicito Fernando Gomes e a sua equipa. Todos os que estamos deste lado estamos disponíveis para trabalhar pelo futebol nacional.

Esta direcção deve merecer total apoio», sublinhou Carlos Marta, elogiando o «voto secreto, livre e democrático» que definiu o novo presidente do organismo que tutela o futebol português. O candidato aceitou os resultados sem qualquer contestação, inclusive o que elegeu a lista de Vítor Pereira para o Conselho de Arbitragem por apenas um voto (42 contra os 41 do elenco liderado por Luís Guilherme). «Com muito gosto apoiámos a lista de Luís Guilherme. Respeitamos a decisão livre e democrática», frisou. Carlos Marta referiu, ainda, que «cabe agora aos clubes profissionais escolherem um novo presidente» para a Liga, ocupando a vaga deixada em aberto por Fernando Gomes, que terá de renunciar ao cargo até ao próximo sábado, dia em que será empossado presidente da FPF.

Barcelona derrotou o Real Madrid por 3-1. Aléxis Sanchéz, Xavi e Fàbregas fizeram os golos dos blaugrana. Ao Real Madrid de nada valeu o golo madrugador de Karim Benzema. Intenso e jogado até aos limites. Foi assim o Clássico entre Real Madrid e Barcelona, relativo à 16.ª jornada da Liga espanhola. Depois de uma primeira parte dominada pelo Real Madrid, o Barcelona ressurgiu na etapa complementar e impediu o 16.º triunfo consecutivo do rival de Madrid. A equipa da casa entrou na partida literalmente a vencer. Logo aos 22 segundos, Karim Benzema aproveitou da melhor forma um erro grosseiro de Victor Valdês para colocar a equipa anfitriã em vantagem. O guarda-redes chutou a bola contra Di Maria, que a endossou para o remate de Ozil, a bola embateu em Busquets e sobrou para Benzema, que fez o mais fácil. Manietado pela forte pressão do meio-campo do Real Madrid, o Barcelona demorou a reagir. Porém, e numa altura em que a equipa de José Mourinho controlava a partida, os catalães chegaram ao empate. Cavalgada de Messi, que depois de ter fugido a três adversários, assistiu Alexis Sanchéz, que logrou o empate com um remate rasteiro à passagem dos 30 minutos. A equipa da casa não acusou o golo do empate e poucos minutos volvidos podia ter chegado, novamente, à vantagem mas Victor Valdés defendeu o míssil de Cristiano Ronaldo.

Barcelona mais forte na segunda parte
A equipa de Pep Guardiola entrou na segunda parte com mais posse de bola e consolidou esse domínio com dois golos. Xavi, com muita sorte à mistura, fez o 1-2 e Cesc Fàbregas à passagem do minuto 66 dilatou a vantagem blaugrana. Um minuto antes, Cristiano Ronaldo, sem oposição, falhou o empate. Com este triunfo, os catalães passam a ter 37 pontos, os mesmos que o rival merengue, que tem um jogo a menos.

16 . Mensagem

12 Dezembro 2011

Cardozo garante vitória (1-0) do Benfica nos Barreiros
Nove dias depois de ter sido eliminado da Taça de Portugal pelo Marítimo, o Benfica voltou aos Barreiros, desta feita para alcançar suada vitória por 1-0 para o campeonato. Cardozo apontou o único golo do encontro, no qual os encarnados jogaram a segunda parte em vantagem numérica devido à expulsão de Olberdam, aos 47 minutos. Primeira parte dividida, com oportunidades de parte a parte mas com o Benfica por cima, a dispor das melhores ocasiões. Pertenceu a Cardozo o lance mais perigoso: o paraguaio recebeu da direita de Maxi Pereira mas, isolado e de frente para a baliza, acabou por rematar ao lado, desperdiçando de forma incrível o golo que podia ter feito a diferença e confirmado a superioridade do Benfica nos primeiros 45 minutos. A segunda parte arrancou com a expulsão de Olberdam, mas nem assim o Benfica teve tarefa mais facilitada. Muito pelo contrário: foi o Marítimo, mesmo em inferioridade numérica, que maior perigo criou na área contrária, quase sempre em contra-ataque. Com o aproximar do final da partida, e com a tensão a aumentar, quis Cardozo redimir-se do falhanço da primeira parte e aparecer oportuno para desviar para o fundo das redes, na sequência de um lance confuso na área do Marítimo. Mesmo sem jogar bem, o Benfica acabou por conseguir a vitória que o coloca lado a lado com o FC Porto na frente da tabela com 30 pontos. O Marítimo caiu para quinto com os mesmos pontos (22)do SC Braga, que é quarto.

12 Dezembro 2011

Desporto . 17

FABRICANTES DE ENCHIDOS
Sexta-feira, 09 dez: Sporting de Braga – Paços Ferreira, 5-2 Sábado, 10 dez: Beira-Mar – FC Porto, 1-2 Sporting – Nacional, 1-0 Domingo, 11 dez: Rio Ave – Gil Vicente, 2-0 Vitória de Setúbal – Feirense, 1-1 União de Leiria – Vit. Guimarães, 1-0 Marítimo – Benfica, 0-1 Segunda-feira, 12 dez: Olhanense – Académica, 3:15 (Sport TV) Programa da 13.ª jornada: Sexta-feira, 16 dez: Benfica - Rio Ave, 3:15 (SportTV) Sábado, 17 dez: Vitória de Guimarães - Gil Vicente, 1:15 (SportTV) FC Porto – Marítimo, 3:30 (TVI) Domingo, 18 dez: Feirense - União de Leiria, 11:00 Nacional - Vitória de Setúbal, 11:00 Paços de Ferreira - Beira-Mar, 11:00 Académica – Sporting, 2:15 (SportTV) Segunda-feira, 19 dez: Olhanense - Sporting de Braga, 3:15 (SportTV)

RESULTADOS

UD Leiria interrompe série vitoriosa do Guimarães

A equipa da casa entrou melhor, dominou os primeiros minutos mas o Vitória foi acordando aos poucos, tendo sido mesmo dos vimaranenses uma das melhores oportunidades da primeira parte, com um remate de cabeça de Edgar a proporcionar uma boa defesa a Gottardi. No entanto, e apesar do Vitória estar bem no jogo, foi o União de Leiria a marcar, aos 38 minutos, por Leo Santos depois de um brilhante passe de Manuel Curto. Na segunda metade e à medida que o tempo ia passando, o Vitória de Guimarães caiu em cima do adversário, criou oportunidades mas também arriscou muito na defensiva, dando muito espaço aos velozes atacantes de Leiria para sair em contra-ataques perigosos. A equipa da casa teve mesmo várias hipóteses de matar o jogo, quase todas em contra-ataques de superioridade numérica. No entanto, nenhuma das equipas conseguiu concretizar as oportunidades que teve na segunda parte pelo que a União de Leiria garantiu os três pontos. Com a vitória, a equipa de Leiria subiu do 14.º para o 11.º lugar, enquanto o Vitória de Guimarães manteve a 8.ª posição.

O Vitória de Guimarães já não perdia há três jogos para o campeonato mas foi este domingo derrotado pelo União de Leiria, na Marinha Grande, em partida da 12.ª jornada.

FABRICANTES DE ENCHIDOS PARA TODO O CANADÁ 1831 Mattawa Ave., Mississauga www.borgesfoods.com 905 277 0677 SEMPRE À SUA MESA

BORGES

18 . Desporto
Para esquecer a “Champions”

12 Dezembro 2011

FC Porto vira resultado e vence (2-1) em Aveiro

Onyewu dá vitória ao Sporting sobre Nacional (1-0)
O Sporting bateu o Nacional em Alvalade por 1-0, com um único golo de Onyewu, em partida da 12.ª jornada do campeonato. Os primeiros 20 minutos foram interessantes, sem grandes oportunidades mas jogados com muita luta e a grande velocidade. Carrillo e Capel entraram a todo o gás provocando muitas dores de cabeça aos laterais do Nacional. Aos 22 minutos, o Sporting marcou por Onyewu, de cabeça, após livre de André Martins e desvio de cabeça de Insúa. Depois do golo a partida ficou menos interessante, mais lenta, com a grande oportunidade a ser para o Nacional, com Mihelic a enviar a bola à barra quando na verdade pretendia cruzar. Na segunda parte, o Nacional cresceu no jogo, esteve mais perto da baliza de Rui Patrício e criou perigo com Mateus e principalmente Rondón (por duas vezes) muito perto do golo que daria o empate aos madeirenses. Aos 77 minutos, contrariedade para o Nacional, com a expulsão de Stojanovic por falta sobre Capel. Pensou-se que com 10, a equipa de Caixinha iria deixar de atacar como vinha a fazer mas a expulsão serviu para abrir o jogo visto que o Nacional não deixou de tentar o golo que, até final, não viria a conseguir.

O FC Porto reagiu da melhor forma ao afastamento da Liga dos Campeões e venceu (2-1) o Beira-Mar de virada, em Aveiro. James e Hulk a marcaram depois de Zhang ter colocado os aveirenses em vantagem. Bom início de jogo para a equipa de Rui Bento, a conseguir jogar longe da sua área e a causar alguns calafrios ao sector mais recuado do FC Porto. Artur teve uma boa oportunidade quando surgiu isolado na área de Helton mas não conseguiu controlar a bola e o guarda-redes portista acabou por resolver. O FC Porto reorganizou-se e conseguiu acercar-se da área aveirense, mas esbarrou na inspiração de Rui Rego, que se destacou com intervenções vistosas após remates de James e Belluschi. Com os azuis e brancos por cima no jogo, o Beira-Mar chegou ao golo de bola parada, com Zhang a surgir entre Maicon e Rolando e a cabecear com sucesso após livre marcado por Cristiano. Pouco depois, em lance praticamente idêntico, Yohan Tavares cabeceou à figura de Helton. O golo do empate nasceu da estratégia a que a equipa de Vítor Pereira mais recorreu: o remate de fora da área. Disparo de James, bem colocado, após boa combinação com Hulk. Começou melhor o FC Porto na segunda parte, com Hulk a ameaçar com remate que quase tirou tinta ao poste da baliza de Rui Rego e a marcar pouco depois após um passe excelente de Álvaro Pereira. Em vantagem no marcador, o FC Porto foi controlando o jogo e Belluschi e Maicon também estiveram perto do golo. No último lance do jogo, o Beira-Mar perdeu de forma incrível uma oportunidade de igualar o marcador. Élio foi incapaz de aproveitar um mau atraso de Maicon e, isolado, de frente para a baliza, cabeceou ao lado. Com este resultado, o FC Porto isolou-se na frente da tabela com 27 pontos, na altura, mais três que o Benfica que jogou ontem com o Marítimo nos Barreiros.

O Sporting sofreu para vencer o Nacional mas o mais importante, os três pontos, ficaram em Alvalade.

BOAS FESTAS E FELIZ ANO NOVO SÃO OS NOSSOS VOTOS

Rio Ave deixa último lugar
Uma vitória por 2-0 sobre o Gil Vicente, este domingo, valeu ao Rio Ave um salto na classificação e o abandono do último lugar da Liga, agora entregue ao Paços de Ferreira. Wires marcou o primeiro aos 17 minutos, com um grande pontapé de fora da área, a pelo menos 25 metros, de pé direito, a bater Adriano. Na segunda parte, Yazalde aumentou a contagem, aos 52, concluindo uma insistencia de Atsu, que cruzou para a zona de penalty onde Yazalde aparece a encostar de primeira com Adriano desamparado.

NINGUÉM E SUPER-HOMEM MAS…PODE APROXIMAR-SE
Max-Vigor para Homens e Max-Vigor Plus para Mulheres

Ervanaria MUNDIAL

● CHÁS MEDICINAIS ● PRODUTOS NATURAIS ● PRODUTOS ALIMENTARES DIETÉTICOS Temos ainda:

425 ROGERS RD

FEITA POR MRS. SANTOS

A AJUDA ESPIRITUAL

ERVANARIA MUNDIAL

(416) 654-9133

12 Dezembro 2011

Mensagem . 19

20 . Mensagem

12 Dezembro 2011

Sorteio de uma viagem ao Pic-nic de Inverno da CHIN por compra de 4 pneus!

12 Dezembro 2011 Fogo posto

Se bem me lembro disse aqui há algumas semanas, que António José Seguro estava metido numa camisa de onze varas, entalado entre um grupo parlamentar e uma comissão política socratista, logo, hostil ao líder. O primeiro sinal foi na votação do Orçamento do Estado na generalidade, em que surgiu uma mão cheia de declarações de voto, contrárias à vontade do Secretário Geral. Disse nessa altura que, na especialidade, a «revolta» da bancada socialista contra Seguro, seria maior. Foi o que aconteceu. Antecipando-se a uma chuva de declarações de voto, o líder socialista resolveu que a declaração de voto seria conjunta, de todo o grupo parlamentar, diluindo assim, a onda de protestos que se adivinhava.

Entalado

Portugal . 21

Na opinião do antigo primeiro-ministro, Portugal não precisava de pagar a dívida, só não disse como iríamos fazer, para obter dinheiro para pagar salários e pensões, uma vez que já ninguém confiava em nós para nos emprestar dinheiro.

TAP eleita melhor companhia aérea da Europa

Há, de fato, no PS, quem não se conforme com a estrondosa derrota eleitoral e procure, a todo o custo, criar dificuldades ao SecretárioGeral, mas sem indicar alternativas, apenas para afrontar quem sempre contestou, umas vezes mais explicitas que outras, a liderança de Sócrates, o tal que acha que as dívidas dos países não são para pagar, mas para gerir. E o embaraço de Seguro é tanto maior quanto Sócrates, seis meses depois de ter perdido as eleições, resolveu quebrar o silêncio para criticar a postura do governo e do PS, que acham que Portugal deve honrar os seus compromissos e pagar o que deve. Vieram alguns socialistas tentar bolinar as declarações do agora aluno de Relações Internacionais em França, afirmando que as palavras de Sócrates foram tiradas do contexto e que ele não queria dizer o que disse. Puro jogo de sombras, porque em boa verdade, todos viram na TV que Sócrates disse o que disse, no contexto em que foi.

A companhia aérea portuguesa (TAP) foi distinguida pela revista norte-americana de turismo “Global traveler” como a melhor companhia aérea da Europa. A concurso estavam outras 30 companhias aéreas e o prémio resulta de um inquérito feito a mais de 36 mil passageiros frequentes e passageiros executivos que fazem em média 16 viagens internacionais e 16 viagens domésticas por ano. Este prémio surge numa altura em que a TAP está a braços com dois períodos de greve dos pilotos: um já em meados deste mês e o outro no início de Janeiro. O porta-voz da TAP António Monteiro sublinha o prémio e lamenta que a imagem da empresa possa ficar atingida com greves.

É uma ideia peregrina que entalou o PSD e António José Seguro. Empenhado em dizer que a inscrição na Constituição de um limite ao défice, não é uma atitude necessária, o líder socialista escusouse a comentar ou explicar como é que o anterior líder achava que as dívidas não são para pagar, mas para gerir, como se não faltasse quem nos quisesse emprestar dinheiro, sabendo que não íamos pagar, mas sim gerir o dinheiro dos outros. Se de um lado chove, do outro troveja... – Helder Freire

Novas toponímias em Santa Clara
*Destacada coragem de antigos Pontadelgadenses
Delgada que morreram ao serviço da Pátria (19611974) – arruamento em construção a sul da Rua Direita do Ramalho (junto à Rua António Borges Coutinho), com intervenção alusiva por Carlos Cordeiro; e com o descerramento da placa toponímica da “Rua António Borges Coutinho” – Lutador pela Democracia (19232011) – arruamento em construção a sul da Rua Direita do Ramalho (junto à Rua Combatentes do Ultramar), com intervenção alusiva de Carlos Melo Bento. As intervenções sobre os homenageados serão proferidas em sessão conjunta na zona nascente da urbanização Príncipe do Mónaco, pouco depois das 16h00, hora para que estão previstas as inaugurações das toponímias. Os nomes dos novos arruamentos de Ponta Delgada foram anunciados em Santa Clara, ao final da tarde de quarta-feira, pelo Vereador da Cultura e responsável da Comissão Municipal de Toponímia, José Andrade. A homenagem toponímica a Luís Botelho da Mota foi proposta pelo vice-presidente da Comissão Municipal de Toponímia, Rubens Pavão, “no reconhecimento dos seus relevantes serviços prestados a Ponta Delgada”. A homenagem na toponímia de Ponta Delgada a António Borges Coutinho foi proposta pelo vogal da Comissão Municipal de Toponímia Carlos Melo Bento pela “dimensão histórica” de quem “é no século XX a mais forte personalidade que durante o Estado Novo se impõe como defensor da Democracia e que, durante décadas, vai representar aqui os seus ideais até que estes saíram vitoriosos da revolução do 25 de Abril de 1974”.
Boas Festas para todos os Clientes e Amigos

O médico e antigo Presidente de Câmara, Luís Botelho da Mota, os jovens de Ponta Delgada que pereceram na Guerra do Ultramar, e António Borges Coutinho vão ser homenageados pelo Município na toponímia da cidade. Será a 19 de dezembro, com o descerramento da placa toponímica da “Rua Dr. Luís Botelho da Mota” – Médico, Reitor do Liceu e Presidente da Câmara Municipal (1867-1946) – no arruamento em construção a norte da Rua Direita do Ramalho (junto à Rua Professor José da Costa), com intervenção alusiva por Rubens de Almeida Pavão; com o descerramento da placa toponímica da “Rua Combatentes do Ultramar” – Homenagem aos 60 jovens de Ponta

Finalmente, a homenagem aos Combatentes do Ultramar (entre 1961 e 1974), proposta por Carlos Cordeiro, Professor, do Departamento de História da Universidade dos Açores, que chama a atenção para a guerra nas então províncias ultramarinas iniciada há precisamente 50 anos. Segundo o docente “seria uma homenagem muito justa aos ex-combatentes”, na toponímia de Ponta Delgada, e assim o será, no próximo dia 19 de dezembro. Recorde-se que, na mesma data, será descerrada uma placa memorial na casa onde viveu Fernando Aires (1928-2010). As homenagens municipais são abertas a todos quantos queiram estar presentes.

Pedro Maia Tel 416 419 5984 e Carla Tavares Tel 647 283 6737

Ferma Food Products
44 Atomic Ave. Toronto 416 533-3591

Churrasqueira VILA VERDE

A desejarem a Clientes e Amigos FESTAS FELIZES

206 Weston Road – 416 763 2515 869 Dundas St. W. – 416 603-2515 A desejarem FESTAS FELIZES

22 . Ainda a tempo PRESS RELEASE

12 Dezembro 2011 Natal dos Idosos PCCM

Durval Terceira no Sindicato dos Carpinteiros
Sou Durval Terceira e sintome satisfeito por anmunciar que, desde 24 de Outubro de 2011, me juntei à Local 1030 da União dos Carpinteiros. Isto marca o começo de um novo capítulo na minha carreira. Pretendo servir os membros da União dos Carpinteiros no seu todo. Nos últimos 5 anos, fui CoAdministrador e, depois, Business Manager, da Local 183. Durante este período, eu, juntamente com a minha equipa, conseguimos atingir muitos e importantes objectivos que melhoraram grandemente as vidas dos membros da Local 183 e suas famílias. A seguir, um resumo de algumas das realizações: Aquisição dos melhores acordos colectivos, negociados na história da Local Negociação dos maiores aumentos para os membros Negociação dos melhores pacotes de benefícios para os membros Providenciámos protecção a trabalhadores indocumentados Providenciámos um pacote de benefícios para os trabalhadores indocumentados Providenciámos iguais pacotes de benefícios para os reformados Abertura de um escritório e um centro de treinos em Barrie para servir os membros da região norte Abertura de algumas farmácias à volta da GTA para melhor servir os membros A Local 183 foi a primeira agência sindical na LIUNA a admitir em tempo inteiro um CFO para assegurar práticas financeiras apropriadas D e i x á m o s $47,817,878.04 na conta bancária Durante a severa recessão económica, a Local 183 aumentou o número dos seus membros em 18% (somando mais 4,800 novos membros) enquanto outras locais na LIUNA perderam membros. Este aumento em novos membros foi maior do que o actual número de membros em muitos locais da LIUNA Providenciámos o sector de telhas com o certificado de qualificações (Red Seal) Em apreciação do trabalho árduo e compromissos dos membros, foi implementado o Dia da Família para os membros e suas familias,

Festa da Alegria não escolhe idades

providenciando um dia para todos se juntarem num espírito de família e onde se registaram records de presenças para ambos os locais, Ontario Place e Canada’s Wonderland Providenciámos casacos, capuzes, luvas e “tuques”, no sentido de dar de volta algo aos membros Providenciámos novos programas de treino em “high rise forming” e “low rise forming” O torneio de golfe da Local 183 comprometeu-se a angariar $1,000,000.00 para o Hospital for Sick Children, no espaço de 10 anos. Conseguimos metade do montante em apenas 4 anos. É este desejo, através de trabalho árduo, com o objectivo de atingir grandes objectivos, que eu pretendo levar para o meu novo trabalho no Sindicato dos Carpinteiros. Serão sempre as necessidades dos membros que constituirão a minha primeira prioridade e eu tentarei trabalhar com os membros da Local 1030 e todas as outras agências sindicais da União dos Carpinteiros de toda a Província. Estou confiante de que, juntos, vamos construir e tornar maior a Local e julgo dever agradecer a confiança que a União dos Carpinteiros depositou em mim e nas minhas capacidades. Eu quero também agradecer a todos os membros da Local 183 que me apoiaram, pessoal e profissionalmente, ao longo dos anos. Estarei sempre ao seu dispor para os apoiar em tudo o que puder. Podem contactar-me pelo 416-844-7355 ou através do e-mail dterceira@thecarpentersunion.ca. Minha família e eu desejamos a todos um Feliz Natal, fazendo votos para um Próspero e Feliz Ano Novo. Durval Terceira

O Portuguese Cultural Centre of Mississauga parece que pensa em tudo. Enquanto esperamos para celebrar o nascimento do menino Jesus, o PCCM mais uma vez realizou a Festa de Natal dos Idosos. Este ano, a festa teve lugar no Domingo à tarde, com muita animação, e um gosto simples e familiar. A convite da direcção, dois grupos de deficientes portugueses, um da cidade de Hamilton e o outro da GTA-Toronto, também marcaram presença para rechear ainda mais a sala de calor humano que se faz sentir semana após semana naquele centro quando por lá passamos. A tarde de Domingo dia 11 de Dezembro foi uma tarde

ilusionista, chamado Buck Macleod, que trouxe ainda mais boa disposição, alegria e gargalhadas na sala, onde foi muito apreciado pelos grupos da terceira idade e não só. José Pereira o grande responsável pelo grupo de terceira idade do PCCM esteve sorridente juntamente com Gilberto Moniz que lhe tentou chamar ao microfone por umas vezes. Presidente Gilberto Moniz lembrou que o grupo da terceira idade do PCCM marca presença no clube (onde os dirigentes parecem não dormir) Terça as Sextas das 9 da manha as 3 da tarde todas as semanas.

bem passada no PCCM, e viu-se no rosto dos nossos mais idosos que apreciaram o esforço e como todos na sala gostaram daquilo que viram e ouviram. Tony Câmara cantou ou encantou, que talvez seja melhor dito, com o seu Pai António Tabico que também esteve presente para acompanhar o seu filho momentaneamente em palco. Seguiu-se com mais uma surpressa agradável da tarde com a presenca de um

Durante este ano descobrimos que o Portuguese Cultural Centre of Mississauga tem um fantastico grupo de jovens, um belo Rancho Folclórico, traz espetáculos únicos a comunidade, tem uma equipa de futebol, e um grupo de terceira idade. Bem, de verdade ja sabiamos mais ou menos tudo isto, mas por vezes é bom relembrar. O PCCM respira saúde. Feliz Natal para todos membros, dirigentes e Amigos do PCCM da família ABC. Carlo Miguel Cruz Gomes / Sonia Micael

Quer um “Natal Branco” este ano?
Pelos vistos… “Natal Branco”, cá pelas nossas bandas… nem por isso. De acordo com o service do Meio Ambiente, o “White Christmas” só se for lá mais para o Norte, ou então, nas palavras dos locutores da Rádio e da Televisão… que vão falando nisso – até com a canção do Bing Crosby – mas sem efeitos práticos. branco… o resto de nós não podem aspirer a mais do que uns flocos, assim a modos que anémicos. Enquanto isso, há cidades como Calgary, Edmonton, Regina e Winnipeg, que já tiveram umas boas camadas de neve. Mas mesmo assim… menos do que em anos anteriores.

Flocos, sim, flocos haverá nas cidades e vilas A verdade é que este ano, contrariamente ao que mais próximas da costa atlântica. Em cidades muitos desejariam, haverá muito mais zonas como Toronto, Quebec City e Vancouver. É verdes – ou, no mínimo, amarelecidas – do que mesmo caso para perguntar “onde é que anda o no ano passado. E depois dão-nos a dimensão do Inverno. Wwhere’s winter? – E isto – atenção! – tal “Natal Branco” que teria de ter, pelo menos, não quer dizer que não vamos ter neve… lá mais uns dois cent´metros. para a frente! O que não vai acontecer. Com a excepção dos nossos compatriotas, lá de cima - Yellowknife, Whitehorse ou Iqaluit – que nunca viram um Natal que não fosse branco… “De facto, para que os Canadianos tenham um “Natal Branco” garantido… só se forem lá mais para o norte”, como disse um especialistas nestas coisas, falando à CTV.

12 Dezembro 2011

Mensagem . 23

24 . Ler e contar

12 Dezembro 2011

Essa é a sua opinião...!
Carlo Miguel Cruz Gomes

Galinhas nos quintais de Toronto?
O que? Galinhas nos quintais? É verdade. Este tópico esteve (e está) nas agendas na câmara municipal de Toronto. O plano introduzido pelos Vereadores Joe Mihevc e Mary-Margaret McMahon com a intenção de ganhar suporte entre os burocratas da cidade para permitir que os residentes da cidade possam ter nos seus quintais uma pequena quantidade de galinhas. avante,” disse Mihevc. A sua moção inclui uma petição de um grupo de residentes que querem ter o direito de ter galinhas nos seus quintais para produzirem ovos para consumo próprio. Leis existentes proíbem os pássaros coabitarem em casa domesticas da cidade. “Ter galinhas no quintal não e nada de parvoíce, desde que haja as condições necessárias e segurança para garantir nenhum problemas para a saúde publica. A câmara devia considerar deixar residentes puderem ter galinhas nas suas propriedades dentro das leis,” diz Mihevc. O reporte apresentado inclui muitos nomes de grandes cidades nos Estados Unidos onde e permitido aos residentes criarem galinhas em suas propriedades. A vereadora Mary-Margaret McMahon disse que acredita que pode haver outros vereadores interessados em apoiar este assunto, e também pode haver outros que ainda não decidiram. “Tem tudo haver com segurança publica e alimentar, se houver essa segurança e leis criadas então a cidade devia permitir que cada residente possa ter o direito de criar galinhas em suas propriedades.” “Isto não quer dizer que os residentes de Toronto vão todos começar a criar galinhas, isto quer dizer que não devia haver leis a impedir que residentes possam faz

Se eu lhe dissesse que a sua vida, a sua própria existência, faz parte da minha, e de algum modo afecta o meu dia também... o que e que você diria? Será que estou maluco? Não, por enquanto estou bastante lúcido, graças a DEUS. Por vezes, não sabemos como a nossa vida afecta outros à nossa volta. Conheci uma senhora que me contou uma historia que me fez pensar em escrever este artigo. A senhora disse me que tinha lido uma historia sobre alguém que tinha sofrido um acidente terrível de automóvel, os doutores disseram lhe que nunca mais podia andar e, se calhar, podia até ficar paralisado. A história conta que o tal senhor, depois de ouvir o que os doutores lhe diziam, respondeu, “essa é a vossa opinião.” A atitude que o senhor tinha escolhido para enfrentar o problema combinado com muito esforço, trabalho, e muita fé, serviram de exemplo para aquela mulher com quem eu falava. Algum tempo atrás, aquela mesma senhora ouviu do seu médico a recomendação de que ela fizesse um aborto, e se ela decidisse continuar com a gravidez até ao fim, tanto ela como a criança não sobreviviam por causa do estado da sua saúde. As palavras, “essa é a vossa opinião” saíram desta vez, depois do exemplo deixado pela historia daquele senhor, da sua boca. Mesmo com medo e dúvidas, aquela mulher cuidou de si, do que comia, rezava bastante, lembrava se sempre da historia daquele senhor e assim nasceu a sua linda filha. Tanto ela como a bebe recém-nascida, cheias de saúde e sem qualquer complicação. Falei com a senhora mais algum tempo e ela perguntoume se eu conhecia o tal senhor do livro. Por vezes acontecem coisas, e, por acaso, enquanto falávamos entrou o senhor que escreveu o livro. Eu assisti a uma cena muito bonita e especial. A senhora começou a chorar e a contar àquele senhor o que a historia que ele escreveu sobre sua vida fez na sua própria vida. Os dois choraram, e durante aquela conversa o senhor virou-se para ela e disse lhe que gostava imenso de ler os artigos de meu pai. “Por acaso” disse ele para mim, “os artigos que o teu pai escreve, serviram de motivação para eu poder superar a minha condição e escrever o meu livro”. Se eu lhe dissesse que a sua vida, a sua própria existência faz parte da minha, e de algum modo afeta o meu dia também o que e que você me diria? Será que aquela criança que nasceu estava viva só por causa de umas simples palavras que o Meu próprio Pai, Diretor do ABC, tinha lido aos microfones da CIRV e de algum modo influenciaram aquele senhor para escrever a sua historia e também influenciar aquela senhora? De qualquer modo acredito que qualquer ação mesmo sem significado aparente tem uma contra-reação em algum lado. Que as suas accoes sejam boas, positivas, e possam ajudar a florescer a nossa comunidade e o nosso mundo para o melhor. Até outro dia Se DEUS Quiser.

A proposta que não e nova mas que esta agora ser trabalhada com mais atenção, vai ser introduzida com o objetivo de aprovação ate dia 24 de Fevereiro. “Isto e uma coisa que penso ser útil para a cidade e precisa de ser levado

elo em suas propriedades onde pagam, impostos se quiserem desde que haja os mínimos de condições criadas,” disse McMahon. Quando confrontado com este assunto, o “Vice” Presidente da cidade de Toronto Doug Holyday disse que a proposta era “ridícula” Uma coisa e certa, ainda vão rolar muitos ovos, sobre este assunto.

Analistas do Brasil fazem balanço

Governo de Dilma chega ao fim de 2011 com balanço positivo
No Brasil, o governo da presidente Dilma Rousseff chega ao final de 2011 com um balanço positivo, apesar dos escândalos de corrupção e quedas de ministros. A opinião é do cientista político Oswaldo Dehon que aponta no entanto como aspectos negativos do seu governo a falta de discussão da reforma agrária e de outros temas sociais. O analista político começa lembrando que Dilma Rousseff conseguiu, apesar dos muitos escândalos, apoio em diversas frentes. “Do ponto de vista da população o primeiro ano da presidente Dilma foi muito bom, pelos níveis de popularidade que se comparado com os governos FHC e Lula são até mais altos. Mas, não é apenas do ponto de vista de popularidade que um governo sobrevive. Ele também sobrevive da relação com o parlamento e com a sociedade organizada, no que diz respeito aos que são beneficiários das políticas públicas e daqueles que se articulam no intuito da formulação e avaliação das políticas públicas. Curiosamente, ela vem dando demonstração de força”, afirma. Para o analista, a presidente superou as expectativas também no que diz respeito ao jogo político. “É preciso pensar nas instituições e no coletivo de pessoas, não apenas ministros, mas assessores mais próximos do Palácio do Planalto para que a gente possa entender da capacidade política da presidente em se desvencilhar das armadilhas que a política brasileira estabelece para qualquer presidente da república. É surpreendente a maneira pela qual ela tem buscado superar as contradições, as dificuldades. Houve uma organização do meio de campo do governo, do Palácio do Planalto e, nesse momento, a despeito de todas as contradições, a presidente está conseguindo fazer com que os partidos não deixem a base aliada. Mesmo com fortes críticas, eles têm se mantido fiéis.” O analista político avalia também que a presidente Dilma conseguiu dar continuidade à agenda de Lula e dar sinais de que pode ir além. “A presidente tem sido identificada como alguém que tem tentado combater a corrupção, tem deixado que seus ministros se expliquem, especialmente no parlamento, e tem construído uma agenda de políticas públicas, que, se um lado representa continuidade, por outro, sinaliza para algumas áreas que não estavam tão claras assim no governo anterior.”

essa doença que temos no sistema económico brasileiro que são as taxas de juros tão elevadas. Com a diminuição das taxas, talvez, possamos voltar ao crescimento de 2010, que foi mais de 7%. Esse ano, há sinalização de crescimento muito aquém. Isso pode facilitar o acesso da classe média nesta área do consumo em que as famílias precisam tanto, para o conforto e bemestar, mas também para o desenvolvimento do país. Então, nesse caso, pode ser que ela assuma uma identidade própria.” Oswaldo Dehon afirma que, como todo governo, o da petista também foi marcado por muitos problemas: “a política de reforma agrária, a dificuldade no que diz respeito a poder colocar esse tópico na agenda com o intuito de modernizar o campo brasileiro. Há também dificuldade no que diz respeito ao relacionamento da União e as partes da federação, dos Estados. Há muitas disputas, no que diz respeito às questões do petróleo, problemas relacionados, por exemplo, com a divisão dos royalties da mineração.” Mas, na opinião do especialista, colocar na balança pontos positivos e negativos do governo não adianta muito quando se trata de prever uma possível reeleição da presidente. Qualquer projeção sobre o futuro da presidente Dilma tem relação ainda com as eleições municipais de 2012. “O desenho das eleições de governador e de presidente estabelece um nexo com as eleições que teremos no ano que vem. Precisamos esperar para saber qual será a posição relativa dos partidos ao final do pleito de 2012 para que possamos avaliar as chances. Agora, do ponto de vista do PT e dos partidos da base aliada, a presidente Dilma tem certa vantagem pelo fato de estar bem avaliada pela população e também por contar conta com boa vontade das principais lideranças para continuar esse governo, caso ele termine bem,” prevê Dehon. No Brasil, a presidente Dilma Rousseff está quase a terminar o seu primeiro ano à frente da nação , e, segundo muitos analistas ela conseguiu demonstrar que uma mulher conseguia dar conta do recado. O primeiro ano do governo Dilma Rousseff no Brasil já serviu para a governante colocar fim aos questionamentos sobre a capacidade de uma mulher governar um país da dimensão, territorial e de problemas, do Brasil. A análise é da socióloga Agenita Ameno. “Pelo fato de ser mulher, todo mundo espera uma postura rigorosa e ao mesmo tempo suava na gestão. Eu acho que já existe uma dificuldade inicial e ela já está deixando bem claro que ninguém pode pisá-la destruí-la pelo fato de ser mulher,” lembra Ameno.

A área económica
Mas, para especialistas em geral, o grande sucesso do governo Dilma foi na área económica. Oswaldo Dehon concorda que a presidente conseguiu resultados positivos, em um momento de tantos problemas económicos no mundo. “Ela conseguiu resolver o problema da inflação que no ano passado era gravíssimo. As pressões inflacionárias sobre esse natal não serão tão graves quanto às do natal de 2010. Ainda do ponto de vista da economia, ela conseguiu driblar aspectos externos, como a crise nos Estados Unidos e Europa. A presidente tem tentado superar essas dificuldades elevando as taxas de juros, tentando diminuir o crédito de certo lado e agora, neste fim de ano, fazendo com que haja mais consumidores na economia para que o natal seja com menos arrocho do que se esperava no meio do ano,” explica. Para Deon, essa postura na economia pode significar, ainda, uma espécie de trajetória que visa corrigir algumas distorções do governo Lula, especialmente, o combate tímido da alta taxa de juros. “Tanto Dilma como Guido Mantega já sinalizaram mais claramente que devem vir a combater

12 Dezembro 2011

O Natal chegou à Casa Branca
Barack Obama presidiu à 89.ª Cerimónia Nacional de Iluminação da Árvore de Natal na Casa Branca, ao lado da mulher, Michelle, e das filhas, Sasha e Malia. O Presidente dos Estados Unidos e a família reuniram-se para um espetáculo que é já uma tradição e que se celebra desde 1923, com o então Presidente John Calvin Coolidge. Este ano com uma árvore nova - a que estava no jardim da Casa Branca há 30 anos caiu em em fevereiro passado durante uma tempestade - a cerimónia foi apresentada por Carson Daly e juntou a família presidencial, o Pai Natal, Cocas, o sapo e atuações de Black Eyed Peas, Rodney Atkins, Ellie Goulding, OneRepublic e Big Time Rush.

Ler e contar . 25

O Menino que se foi...
Fernando Cruz Gomes

e honrar os nossos militares e famílias que tanto se sacrificaram por nós. E vamos dar as boas vindas aos que regressam a casa”, afirmou o presidente. Este ano parte da decoração natalícia da Casa Branca é dedicada aos militares, com fotos, cartas e medalhas a servirem de ornamentos. A primeira-dama leu um conto infantil com Cocas, que fez as delícias das crianças presentes neste evento e, antes de acender as luzes da árvore de Natal, Obama falou para os americanos. “Nesta época de esperança vamos ajudar quem mais precisa. Nesta época de abundância vamos ajudar os que têm mais dificuldades. Nesta época de generosidade vamos agradecer “Nesta época festiva vamos reafirmar o nosso compromisso uns com os outros, enquanto famíliares, vizinhos, americanos, independentemente da nossa cor, credo ou fé. Lembremo-nos que somos um e que somos uma família. Por isso, em nome da Malia, da Sasha e da Michele e da nossa avó ‘chefe’, Marian, desejo-vos boas festas e um feliz Natal. Que Deus vos abençoe e abençoe os Estados Unidos da América”, disse Obama.

Falta-me o tempo, eu sei. Se o tivesse – se o dono do tempo me desse um pouco mais... – era capaz de encetar uma cruzada para pôr, de novo, no centro das atenções de agora, a figura do tal Menino Jesus. Era capaz de dizer ao mais novo que anda lá por casa, quase a gatinhar... – que tudo é muito bonito, mas que a figura do Menino deveria, de facto, estar em primeiro lugar. Bem vêem, cresci com noções estranhas. Estranhas porque se combinadas com as de hoje, perderam o valor, o significado, o simbolismo. O Natal era a data que simbolizava para mim o nascimento do Menino Jesus. Era assim como que o seu aniversário. E os meninos do meu tempo, nas lareiras frias do serão, ouviam contar aos mais novos as santas patranhas de que ele vinha, de noite, pé-ante-pé, possivelmente até pela chaminé nas casas onde a havia, deixar a prenda no sapatinho dos que o tinham... e que, durante o ano, se portaram bem. Uma prendinha só... que os tempos não eram de moldes a grandes despesas. Uma prendinha só... que valia mais do que todas as prendas com que enchemos, hoje, as Árvores de Natal e empobrecemos o erário doméstico. Uma prendinha só... que os pais desses tempos – como nós o sabíamos – compravam com o maior Amor. Aos mais velhos já os pais – e sobretudo as Mães – diziam que era o Menino Jesus, sim, que dava as prendas, porque era Ele que dava saúde, e sorte, e trabalho aos pais para comprar as prendas... E de tal forma ficaram arreigados em mim esses conceitos que dou comigo a esquecer esse tal Pai Natal que os novos tempos fizeram nascer. Dou comigo a fazer de advogado do Menino-Deus. Dou comigo, afinal, a perguntar se o Natal não é mesmo o aniversário do Jesus que admiramos. Se não é dele – deveria ser dele, eu sei – o lugar maior da festa. E até dou comigo a fazê-lo entrar em determinadas casas. E dou comigo a ouvir-lhe os queixumes. -Então este Natal... não é o meu aniversário? Porque é que me não convidaram? E aquele ali, gordo, rubicundo de faces, vermelhuço no trajo... é o quê? Chamam-lhe quê? Pai Natal? Mas... a festa não é a minha? Não é o meu aniversário? Perguntas. E se Ele, Deus como é, nos abandonasse? Se não desse aos meninos de hoje, não os brinquedos caros, mas... a saúde, a sorte, o trabalho aos pais?! Onde estaria o Pai Natal? Palavras simples. Palavras de um Natal 2011... que ainda acreditamos seja o Natal do Jesus Menino... que veio há mais de 2000 anos e que muitos de nós já esquecemos...!

Alberto e Charlene dão as boas-vindas ao Natal
O Porto Hércules, no Mónaco, recebeu mais uma Aldeia do Natal e contou com a presença dos príncipes Alberto e Charlene no dia da inauguração. Para além de visitar esta “aldeia do século XIX”, o casal aproveitou também para conhecer as especialidades natalícias que se vendem no local. Hoje o casal vai estar em Durban, na África do Sul, onde o príncipe Alberto vai participar na Conferência das Nações Unidas sobre as Alterações Climáticas.

*Os príncipes presidiram à inauguração da Aldeia do Natal.

A República Dmocrática do Congo continua à espera

*A oposição prometeu organizar grandes manifestações de protesto
Os dirigentes da oposição prometeram organizar grandes manifestações de protesto no caso do presidente Kabila ser declarado vencedor, e muitos receiam que todo o país possa regressar ao conflito que, durante décadas, envolveu a RDC. Freddy Nguliko é vice secretário do candidato da oposiçao Vital Kamerhe. Segundo os resultados preliminares, ele encontra-se em terceiro lugar, embora seja muito popular localmente. Ele refere que fraude eleitoral e deficiente contagem devem produzir resultados que não irá reflectir a vontade popular. Nguliko adianta que o presidente terá de ser ditador para governar o país sem apoio da população. Responsabiliza a comunidade internacional por ter testemunhado as eleições e feito apelos à calma, em vez de pedir uma nova votação. Nguliko insiste em que os observadores internacionais parecem apoiar o presidente e não a paz. Dirigentes locais que apoiam Etienne Tshisekedi – o candidato da oposição mais popular – afirmaram já ter concluido que o sufrágio foi viciado encontrando-se preparados para descer às ruas quando o homem que chamam presidente o ordenar. Tshisekedi encontra-se com 33 por cento dos sufrágios. Nos mercados de Goma, a capital da provincia do Kivu Norte – uma provincia ainda afectada pela guerra – os vendedores indicam aguardar pelos resultados – e apenas os resultados que desejam. Nesta cidade empobrecida, é fácil encontrar pessoas que exigem uma mudança. Fred Kagerwe, de vinte e cinco anos de idade, sustenta que a população de Goma está farta. Kagerwe declara que no caso de Kabila for declarado vencedor, ele pessoalmente irá declarar a eleição uma farsa. Quando inquirido sobre tenciona protestar nas ruas contra os resultados, Kagerwe limita-se a olhar para um soldado fortemente armado atento a qualquer sinal de problema.

Com quase noventa por cento das secções de voto escrutinadas, o presidente congoles Joseph Kabila parece ter obtido um novo mandato de cinco anos – com práticamente metade dos sufrágios expressos. Todavia a Republica Democrática do Congo não irá conhecer, oficialmente, até amanhã quinta-feira, devido a um atraso de 48 horas no anúncio dos resultados finais. Agentes da polícia anti motim, armados com AK-47, encontramse estacionados no exterior da universidade de Goma. Ainda ontem estavam muito atentos, tentando antecipar qualquer sinal de problemas. Hoje, parecem aborrecidos, alguns deles descansando à sombra das árvores. Passado está o dia 6 de Dezembro - o dia em que a Republica Democrática do Congo deveria conhecer quem será o próximo chefe de Estado - e a crise de segurança continua. A Human Rights Watch refere que pelo menos 18 pessoas foram mortas e uma centena de outras ficaram feridas no decurso de actos de violencia que antecederam a votação de 28 de Novembro.

26 . Automobilismo Lotus anuncia Romain Grosjean como companheiro de Raikkonen para 2012

12 Dezembro 2011

Ferrari lança série especial do 599 GTB
Para comemorar seis décadas de vitórias na Fórmula 1 a Ferrari criou uma série especial para o 599 GTB. Chama-se 60 F1 e não é muito mais do que uma nova pintura e opções de acabamentos interiores, mas assenta-lhe muito bem. Vivia-se o mês de Julho de 1951, quando Froilan Gonzalez venceu o primeiro Grande Prémio de F1 para a Ferrari, ao volante de um 375. Seis décadas depois, Fernando Alonso conduzia o F150 Itália ao lugar mais alto do pódio do Grande Prémio de Inglaterra. Pode ter sido a única vitória do construtor de Maranello na temporada, mas foi suficiente para justificar a criação de uma série especial. As primeiras imagens disponibilizadas pela marca ainda são geradas por computador, mas dão a conhecer os três novos esquemas de cores. Há uma variante toda vermelha, inspirada no 375 F1 dos anos 50. Num apontamento mais moderno, a lembrar o F150 de Fernando Alonso, é possível encomendar o 599 GTB 60 F1 com o deflector

Paulo Alves – Carlos Moreira

dianteiro e o pilar A pintados de branco. Há também uma versão mais discreta com o pilar A da cor da carroçaria. Não faltam as jantes de 20 polegadas, os logos da Scuderia ou uma placa no tablier com as assinaturas de Froilan Gonzalez e Fernando Alonso. Só fica a faltar mesmo é saber o preço.

Fim da novela: Romain Grosjean será o parceiro de Kimi Raikkonen na Lotus em 2012. O piloto francês, atual campeão da GP2, foi confirmado nesta sexta-feira pela equipe, que renovou o contrato de patrocínio com a petrolífera francesa Total – o que ajudou nas negociações. Mas não se enganem: dos três pilotos na disputa pela vaga, Grosjean é o que menos tinha “dinheiro” para vencer a disputa. Porém, a escolha pelo francês era o desejo claro de Eric Boullier, cuja empresa da qual ele é presidente, passou a gerenciar a carreira de Grosjean desde setembro do ano passado. Enquanto o torcedor brasileiro perde a oportunidade de ver Bruno Senna em uma temporada completa, a F1 garante que o talento de Grosjean não vá para outras categorias, o que seria uma injustiça depois de tudo o que ele mostrou nas categorias de base. Grosjean levou o título da GP2 em 2011 com 35 pontos de vantagem sobre Luca Filippi. Enquanto isso, o companheiro de equipe, Pâl Varhaug não marcou pontos e teve como melhor resultado um oitavo lugar, na Espanha. O francês também foi duas vezes campeão da GP2 asiática e ganhou a AutoGP no ano passado, depois de vencer seis das doze corridas. Subiu ao pódio em 11 delas. Em 2009, fazia bela temporada na GP2 quando foi chamado para substituir Nelson Piquet Jr na Renault. Pagou pela inexperiência e por ter Fernando Alonso como companheiro. Porém, olhando para trás, a diferença dele para Alonso não era tão maior do que a do espanhol para Felipe Massa. Com uma diferença: Grosjean entrou em um momento de crise na equipe, pressionado por resultados, com um carro ruim e pagando o preço de não poder testar. Em 2012, certamente será um piloto totalmente diferente. Enquanto isso, abrem os pontos de interrogação sobre o futuro de Bruno Senna e Petrov. Os rumores indicavam que Bruno poderia continuar como terceiro piloto da Lotus. Não houve nenhuma declaração nesse sentido. Boullier apenas agradeceu o trabalho da sua atual dupla de pilotos e disse desejar o melhor para o futuro deles. Com os patrocínios que levou para a Renault em 2011, uma opção para ele seria buscar vaga na Williams em 2012. Porém, parece pouco provável, uma vez que Frank Williams afirmou que contratará um piloto mais experiente para ser companheiro de Pastor Maldonado. Leia-se: Rubens Barrichello ou Adrian Sutil. Já Petrov, os rumores indicavam uma possível ida para a Marussia. Não é impossível, mas é pouco provável que seja na vaga de Timo Glock, como se especulou. O alemão tem contrato até 2014 e é aposta da equipe para ajudar na evolução do carro nos próximos anos. Nesse sentido, sobraria a HRT para Petrov ou a Williams, caso ele convença o “tio Frank” que tenha experiência suficiente para liderar o time no próximo ano.

Sistema desliga o telemóvel a condutores infractores
smartphones enquanto se conduz, não impedindo o funcionamento normal dos telefones dos restantes ocupantes. A equipa liderada por Chen Stevens, Marco Gruteser e Richard Martin, Investigadores da Stevens Institute of Technology and Rutgers em Nova Jersey criou um sistema baseado em algoritmos que mede os sinais acústicos emitidos pelo rádio do carro, assim como a proximidade do telefone em relação ao receptor de Bluetooth, essencialmente para determinar o local preciso onde o telefone está a ser utilizado. Se os sinais partirem do banco do condutor, existem 95 por cento de hipóteses de o telefone ser desligado automaticamente (ou cerca de 80 por cento caso o telefone esteja guardado no suporte para copos ou num dos compartimentos

frontais do carro). O maior obstáculo para o funcionamento correcto deste sistema, agora divulgado recentemente pela CNET Car Tech, poderá ser o vento e o ruído de fundo na estrada, que poderá interferir com os sinais acústicos e quebrar a ligação Bluetooth na maioria dos veículos. O passo seguinte será um fabricante interessar-se por este projecto.

Recorrendo à tecnologia Bluetooth existente e o áudio do veículo, os investigadores descobriram como bloquear o uso de

Conselho da FIA confirma GP dos EUA e mudanças nas regras para 2012
Mas outro assunto também esteve pauta no Conselho: o regulamento de 2012. Como era previsto, a utilização do escapamento para ganho aerodinâmico será mais restrita no próximo ano, o que deverá ser um baque e tanto para a Red Bull, que explorou bastante o sistema nos últimos dois anos. Outras mudanças anunciadas/confirmadas hoje:  Os novos carros não poderão testar na prétemporada antes de passar por todos os crash tests;  O tempo máximo de uma corrida (em caso de interrupção) passa de oito para quatro horas; o tempo limite da prova permanece em duas horas;  Durante o safety car, será permitido que os carros de trás, que tomaram volta, sejam ultrapassados pelos demais para que se tenha uma relargada “limpa”, sem interferência dos retardatários no pelotão de frente;  Em caso de corrida suspensa, será permitido aos carros que estavam no pit lane retornarem ao grid na posição que estavam quando a corrida foi suspensa;  Os pilotos não poderão retornar à linha de corrida depois de terem saído dela para defender posição;  Haverá um teste de três dias durante a temporada (conforme se especulava anteriormente);  Todos os pneus poderão ser utilizados no primeiro treino livre – antes eram permitido apenas três jogos. Outro anúncio importante do Conselho da FIA foi a confirmação do primeiro campeonato de Fórmula E para 2013. A nova categoria terá apenas carros elétricos.

O Conselho Mundial da FIA se reuniu nessa quarta-feira, em Nova Déli, para discutir a próxima temporada da F1. No encontro, ficou confirmado o retorno do GP dos Estados Unidos para a próxima temporada. Segundo o site Pitpass, os organizadores do evento conseguiram a quantia de dinheiro necessária para levar o evento adiante. O insider Joe Saward estima que eles tenham depositado pelo menos 25 dos 35 milhões de dólares exigidos por Bernie Ecclestone.

Joe`s Garden Centre & Grapes
1921 Davenport Rd – 416 656 7250
A desejar a Clientes e Amigos Felizes Festas de Natal e Ano Novo

Boas Festas para todos os Clientes e Amigos

Aroma Mediterranean Restaurant e Wine Cellar Adega Lounge
717 Richmond St Unit 1 LONDON, Ont 519 435-0616

Nature´s Guide (905) 712-2211
A desejar a Clientes e Amigos Felizes Festas de Natal e Ano Novo

12 Dezembro 2011

De tudo um pouco . 27

Saiba “dicas” de importância quase vital

Os automóveis mais roubados no Canadá
*Os roubos de carros podem atingir (com tudo) o bilião de dólares por ano
É difícil parar um ladrão que realmente quer roubar um carro. Mas sabendo quais os veículos-alvo dos ladrões, bem como as suas tendências, dá ao motoruista proprietário uma certa vantagem. Ter o seu automóvel roubado é como ser roubado. Não é fatal, mas... extremamente desagradável. E, enquanto ambos são fatos infelizes da vida nas grandes cidades, proteger-se é mais fácil do que possamos pensar. Ao comprar um carro novo ou usado no Canadá, faça esta pergunta: Quais foram os 10 veículos mais roubados no ano passado? - De acordo com o Bureau de Seguros do Canadá (IBC), estes foram os veículos mais roubados do Canadá em 2010: 1. 2000 Honda Civic SiR 2 portas 2. 1999 Honda Civic SiR 2 portas 3. 2002 Cadillac Escalade 4WD 4 portas 4. 2004 Cadillac Escalade 4WD 4 portas 5. 2005 Acura RSX Tipo S 2 portas 6. 1997 Acura Integra 2 portas 7. Audi S4 Quattro 2000 4 portas AWD 8. 2003 Hummer H2 4 portas AWD 9. Porta 2-2006 Acura RSX Tipo S 10. 2004 Hummer H2 4 portas AWD Em novembro de 2010, o governo canadiano fez aprovar uma lei - o Bill S-9 – que pretende combater estes casos, dando aos serviços de fronteiras do Canada (CBSA) a autoridade para apreender veículos roubados destinados à exportação. Roubo de carros é um dos motivos que fazem com que os seguros subam às vezes exageradamente. “IBC felicita o governo federal por reprimir o crime organizado e o roubo de carros para exportação, e por fazer da segurança dos canadianos uma prioridade”, disse o vicepresidente do IBC Investigative Serviços, Rick Dubin. Para ele, “IBC irá continuar a trabalhar vigorosamente na aplicação da lei, por forma a combater roubo de carros e recuperar veículos roubados antes de deixar o país.” O Bill S-9, com atualizações do Código Penal, tornando o roubo de veículos um crime separado, criando o delito de alterar, destruir ou remover um número de automóveis de identificação do veículo (VIN); e criar os crimes de propriedade obtido por crime e posse de propriedade obtido por crime com a finalidade de tráfico.

Canadianas $419 milhões. Se adicionarmos as respostas de emergência, tribunais, policiamento, aspectos legais e outras despesas, o custo total de roubo de carros em cada ano, no Canadá, é capaz de atingir qualquer coisa como um bilião de dólares. Um ladrão profissional sem que o auto esteja suficientemente preparado, leva cerca de 30 segundos para roubar um carro ou camião, embora um imobilizador eletrónico, que exige desbloqueio, tornatudo mais difícil. O IBC tem algumas sugestões para frustrar a intenção dos ladrões. • Fechar janelas do carro, trancar as portas, e pôr no bolso a chave. • Manter o registo do veículo e comprovativo de seguro numa bolsa ou carteira a manusear e não no porta-luvas. • Nunca deixe objetos de valor ou pacotes à vista. Coloqueõs no porta-malas. • Nunca deixe um veículo a funcionar – mesmo quando estiver a receber um café, por exemplo. Cerca de 20 por cento dos carros são roubados com as chaves da ignição neles. • Estacione sempre numa área bem iluminada e movimentada. • Em casa, parque, ou uma garagem, se disponível, trave as portas da garagem e do carro. Se um ladrão decidir roubar o seu veículo, é provável que seja bem sucedido. Mas saber como proteger o seu investimento rolando - e de compreensão que os ladrões de veículos como alvo - vai ajudar a causa. Nenhum veículo, não importa a idade ou a conveniência, é completamente seguro. Mas prevenir roubo de carros é como impedir o roubo pessoal. Um pouco de planeamento ajuda muito.

Alergias e doencas são provocadas pelo pó, por pelos de animais, ou por bacterias e fungos que permanecem no sistema...

A SOLUÇÃO SERÁ CONTACTAR

Manuel ou Mike
telf: (416) 536 3828

(416) 537 4296

EUROPA DUCT CLEANING
(Uma divisão de EUROPA HEATING & AIR CONDITIONING) Email - info@europaair.net europa@rogers.com Webpage - www.europaair.net

Roubo de carros pelos números
• De acordo com as Estatísticas do Canada, 108.172 veículos foram roubados no Canadá em 2009, uma queda de 15 por cento relativamente a 2008. • Em 2009, o roubo de carros custou às seguradoras

Deslocações a várias cidades do Ontário T.L.DUTRA Professional Legal Services
Immigration - Small Claims Court- Criminal Summary Landlord & Tenant / Ontario Court of Justice / Labour

PEQUENOS ANÚNCIOS - PRECISA-SE...
-Serralheiro/mecânico e soldador em regime de part-time, com oportunidade de full-time. 905257-6918. -Operadores de máquinas de costura com experiência. Contactar Madalena. 905-828-1480. -Vendedor para stand de automóveis, oferecem bons benefícios. Enviar resumé para jgoldberg@ oldmillgm.ca -Ajudante com ou sem experiência para instalação de portas e janelas de alunínio. 416-651-1432. -Condutores e ajudantes para remoção de neve. 416-783-3500. -Carpinteiros de acabamentos com experiência. 647-884-1476. -Empregados de limpeza com experiência. 416-939-8279. -Carpinteiro de cofragem. 416624-5309. -Padeiro/pasteleiro para a área de Brampton. 905-459-5641. -Carpinteiro de acabamentos com ou sem experiência. 416-919-7538. -Ajudante para trabalhar em renovações. 647-500-4384. -Carpinteiro de acabamentos com experiência. 647-215-7727. -Empregados de limpeza, para Toronto e Markham. 416-873-2534. -O First Portuguese tem em aberto uma posição a tempo parcial para Assistente de Educadora Infantil com experiência (Child Care Assistant). Para o Programa “After School”. -Cozinheira portuguesa, precisa-se para clube português, localizado no seio da comunidade. Domingos de folga. As interessadas devem ter experiência da cozinha portuguesa e telefonarem para 416 294 5014 e deixarem na caixa de respostas, o nome e numero de telefone.

Tony L. Dutra
533 College Street , Suite 306, Toronto ON, Canada M6G 1A8 Telephone: (416) 532-8400 - Fax (416) 532-6906 E-Mail: dutralegal@sympatico.ca L.S.U.C - P00405

-Senhora portuguesa (fala Francês e pouco Inglês) procura emprego na costura ou em limpeza. Precisa com urgência. Contactos: 4167329869.

OFERECE-SE

ADVOGADA em Portugal Pode resolver-lhe todos os assuntos em qualquer área jurídica CONTACTE E TERÁ BONS RESULTADOS Tel: 214418910 (Lisboa) Cel: 918825577 e-mail: emaseca@netcabo.pt

Dra. Ema Secca

EXPERIMENTE USAR ABC O seu anúncio irá ainda mais longe!

416 995 9904

O Rancho Folclorico “ As Tricanas “ está a aceitar Dançarinos/as de qualquer idade que estejam interessados em juntar-se ao nosso grupo. Se gostas de dançar Folclore, junta-te a nós. Esperamos por ti. - Para mais informaçoes ligue para Isabel 416 389 2932, Ilidio 905 846 4690 ou Tina 416 538 9050

28 . Passatempos

12 Dezembro 2011

Gossip
Volkswagen transforma escada do metro em piano
Imagine que está a descer as escadas do metro, como faz habitualmente todos os dias, e começa a ouvir sons de piano, tocados em ritmo que vai de acordo com os seu passos. Essa foi a proposta da DDB, em parceria com a Volkswagen. As duas empresas reuniram-se para criar uma experiência chamada, Fun Theory, uma tentativa bem ambiciosa de mudar os hábitos sedentários dos moradores da capital da Suécia, Estocolmo. Para isso, transformaram as escadas de uma estação de metro num piano, o que aumentou surpreendentemente o uso destas em 66 por cento.

Horóscopo
Carneiro - 21-3 A 20-4 Touro - 21-4 A 20-5
A sua capacidade de divulgar uma ideia ou um projecto vai estar reforçada, assim como os seus contactos sociais. Não perca a oportunidade de conhecer novas pessoas. É como se houvesse uma oportunidade rara para se reunir.

Gémeos - 21-5 A 20-6

Aproveite para trabalhar em equipa e dar maior importância à sua vida social ou à sua relação com grupos ou política.

Caranguejo - 21-6 A 20-7 Leão - 21-7 A 20-8

Poderá desenvolver um novo aspecto na sua vida: a relação com o trabalho em equipa ou com alguém que lhe é especial.

Tem à sua frente um período que promete ser de renovação, solucionados que estão problemas que pareciam eternizar-se.

Virgem - 21-8 A 20-9

Sudoku
4 9 3 6 4 9 1 5 7 2 5 6 9
2 3

Palavras Cruzadas
5 6 3 2 9 1 6 1 1 2 3 4 5 6 9 6 4 7 4
8 7 6 4

Já “limpou a casa”, agora tirará proveito dessa situação. A paz e será a nota dominante neste início de um novo ciclo.

Balança - 21-9 A 20-10

8 5

2

3

4

5

6

7

8 9 10 11

Pode ter um sentimento de libertação e uma percepção mais nítida e realista em relação a planos futuros que possa vir a ter.

Escorpião - 21-10 A 20-11 Sagitário - 21-11 A 20-12

Esta semana trará um momento positivo e que beneficiará o seu potencial de afirmação, de avanço, de expansão.

Momento de harmonia, de bem-estar interior, de tranquilidade, de segurança, de intuições mais precisas, percepções profundas.

Capricórnio - 21-12 A 20-1 Aquário - 21-1 A 20-2 Peixes - 21-2 A 20-3
Verticais
1- Conclusão/Enxugara; 2- Deus do amor (Mitol.)/ Concessora; 3- Fio metálico (pl.); 4- Perfumes/Cálcio (s.q.); 5- Modificara/Aves corredoras; 6- Utilizo/Interj. de dor (pl.); 7- Gaivota (zoo.)/Assusta; 8- Prep. indicativa de várias relações, como lugar, tempo, modo, causa, fim, etc./Febre que se repete de oito em oito dias; 9- Aplana; 10- Aquele que trabalha em louça de barro/Elemento de formação de palavras, de origem latina, que exprime a ideia de todo, inteiro; 11- Espécie de lã comprida (s.f.)/Vogais da palavra bolota;

7 8 9 10 3 11
Horizontais
1- Religião/Talismã; 2-Fúria/Utilizam/Naquele lugar; 3- Inquilino/Suco doce que as abelhas depositam no favo; 4- Cura/O sono das crianças (s.f.)/Titânio (s.q.) (inv.); 5- Atraso no pagamento de uma dívida/Dispendioso; 6- Infiltração de serosidade nos tecidos do organismo, que produz inchação/Escuros; 7- Habitação/Prender-se com elos; 8Pref. indicativo de movimento, direcção, junção, etc./Catedral/Homem baixo; 9- Lista/Apatia profunda; 10- Atmosfera/Homem mau/ Duração dos onze meses; 11- Misturar/Andava;

Momento positivo e feliz. O seu gosto de reformar poderá trazer um desejo de reestruturar ou de modificar algo na profissão.

7 3 7
5 1

5 2

A sua criatividade e tendência expansiva estarão sublinhadas. Mas pode ter tendência para actuar apenas de vez em quando.

1
9 4 2 3 7 8 5 6 1

Não faça planos demasiado rigorosos, abra-se ao exterior, pois a sua sintonia com os valores colectivos está no máximo.

Receita
Ingredientes: -2 litros de água -450 gr de batata -500 gr de couve galega -1 colher (de sopa) de sal -2,5 dl de azeite Confecção: Põem-se ao lume numa caçarola a água e o sal; logo que comece a ferver, deitamse as batatas descascadas e cortadas aos bocados. Estando cozidas esmagamse voltando a colocá-las na água da cozedura, juntando as folhas de couve cortadas para caldo verde, depois de

Caldo Verde

Sudoku

leia e divulgue o abc

HORIZONTAIS 1-Fé; Amuleto 2-Ira; Usam; Lá 3-Morador; Mel 4-Sara; Oó; Ti 5-Mora; Caro 6-Edema; Atros 7-Casa; Elar 8-Ad; Sé; Anão 9-Rol; Marasmo 10-Ar; Caim; Ano 11-Amassar; Ía

6 5 1 2 4 7 3 9

4 1 3 6 9 2 5 8

VERTICAIS 1-Fim; Secara 2-Eros; Dadora 3-Arames 4-Aromas; Ca 5- Mudara; Emas 6-Uso; Áis 7-Laró; Alarma 8-Em; Octana 9-Arrasa 10-Oleiro; Omni 11-Altoso; Ooa

3 2 4 5 1 9 8 7

1 7 8 9 6 3 2 5

8 9 2 7 3 4 6 1

2

7 6 9 3 8 5 4

5 8 6 4 7 9 3
1

9 4 5 1 2 8 7 6

bem lavadas em duas ou três águas. Junte o azeite e deixe levantar fervura por dois ou três minutos com a caçarola destapada, para a couve ficar bem verde. Sirva em tigela juntando uma rodela de chouriço para dar gosto. Acompanhe com broa de milho ou pão de centeio.

Palavras Cruzadas

12 Dezembro 2011
Comentário Semanal de Economia e Mercados – Semana de 5 a 9 de dezembro

Ainda a tempo . 29
O que ocorreu como se temia, levando os 17 países da Zona Euro a procurar uma solução alternativa, a qual passou pela consagração das novas regras num acordo intergovernamental, abrangendo a totalidade dos Estados-Membros da União Económica e Monetária (UEM) e aberto a todos os países interessados, como foram os casos da Polónia, Dinamarca, Letónia, Lituânia, Bulgária, Roménia e a Hungria.

Parceria ABC/Montepio
desvalorização dos instrumentos tidos por ativos de refúgio, no âmbito do desfazer parcial do movimento de procura de segurança. No dia anterior, quinta-feira, o banco central europeu (BCE) já tinha vindo a terreiro com uma série de medidas visando impulsionar as condições financeiras na Zona Euro, designadamente baixando a taxa a que o BCE cede liquidez aos bancos (de 1.25% para 1.00%), anunciando a inédita cedência de liquidez a linhas de 3 anos, baixando as exigências em termos de colaterais aceites nas operações de cedência de liquidez e reduzindo o valor que os bancos têm de ter depositados no BCE ou em reserva de liquidez nos seus balanços (rácio de reservas), de 2% para 1%. Medidas interessantes e invulgarmente corajosas, para os padrões conservadores da autoridade monetária, mas que pouco mais conseguiram do que ser classificadas como insuficientes e recebidas com frieza e pessimismo por parte dos investidores, os quais, de uma maneira geral, advogam um papel mais interventivo na crise da dívida, intensificando o programa de compra de obrigações soberanas. Aparentemente, o BCE terá procurado, acima de tudo, e designadamente por esta reunião ter decorrido poucas horas antes do início da já referida cimeira europeia dos dias 8 e 9 de dezembro, de enorme importância para o futuro da UEM, deixar claro que teriam que ser os Estados-Membros a assumir a responsabilidade de encontrar soluções para a atual crise europeia. Há no comportamento do BCE um comprometimento com o que está escrito nos tratados, que impossibilitam atualmente o financiamento direto dos Estados, pelo que, sem uma alteração dos tratados, a autoridade monetária se deverá restringir ao seu mandato: garantir a estabilidade de preços na Zona Euro. João Fernandes (Joao.Jose.Fernandes@Montepio.pt

Cimeira europeia traz algum alívio onde o banco central europeu falhou Reino Unido – a voz isolada
O sentimento dos mercados financeiros continua a ser dominado pelos desenvolvimentos em torno da crise da dívida pública da Zona Euro, num momento em que começam a ser pensados planos de contingência para a eventualidade do fim da moeda única, cenário impensável algumas semanas atrás, mas que algumas casas de research internacionais teimam em dar como certo, geralmente esgrimindo argumentos pouco fundamentados ou reveladores de fracos conhecimentos da realidade europeia. Situação que não altera a sua importância pois, num contexto de elevada incerteza e desconfiança, as previsões podem resultar num processo auto realizável. Neste sentido, as atenções dos mercados centraram-se na semana passada nos trabalhos preparatórios (ou jogos de bastidores) e sequente cimeira europeia de quinta e sexta-feira últimas. A convergência da posição franco-germânica terá sido alcançada logo no início da semana, incluindo a imposição de sanções mais rígidas aos países que se desviem dos critérios de estabilidade orçamental e a aproximação ao que poderá ser entendido como uma união orçamental. À partida sabia-se que muito dificilmente existiria acordo para introduzir alterações ao Tratado de Lisboa, uma vez que o Reino Unido predisponha-se a usar uma posição de bloqueio em proveito de medidas que o favorecessem, designadamente, que a city londrina ficasse com um regime de exceção às regulamentações financeiras mais apertadas.

A Suécia e a República Checa também manifestaram interesse, mas a decisão tem de ser confirmada pelos respetivos parlamentos. Esta solução, mais fraca e incerta do que a alteração do Tratado de Lisboa, tem pelo menos o condão de mostrar que a Europa está unida na procura de uma solução para a crise da dívida e de um futuro para o euro, sendo que o Reino Unido é cada vez mais uma voz mais isolada e à parte das decisões tomadas. De entre as medidas apresentadas pela carta de intenções do acordo intergovernamental salientam-se: i) a adoção do princípio de que o saldo orçamental deverá ser equilibrado ou excedentário, o que exigirá cumprir a regra de um défice estrutural anual não superior a 0.5% do PIB nominal; ii) a inclusão de disposições constitucionais ou equivalentes para limitar o endividamento e estabelecer os mecanismos de correção em caso de desvio; iii) a antecipação para julho de 2012 da entrada em funcionamento do Mecanismo Europeu de Estabilidade (ESM); iv) o reforço dos meios do FMI até 200 mil milhões de euros, no espaço de 10 dias, através de empréstimos bilaterais. Este novo quadro legal, com maior responsabilização dos países que não cumpram as regras, abre espaço para a emissão conjunta de dívida pública, algo que já foi reconhecido por políticos alemães e que se constituía como uma das principais reivindicações de vários quadrantes do sistema financeiro. Globalmente, a cimeira acabou por ter um impacto bastante favorável no sentimento do mercado, propiciando a valorização dos títulos com maior risco e flutuações cíclicas, por oposição à

LOMBO DE PORCO RECHEADO COM BACON E CHOURICO $2.99LB BIFES DE VITELA PANADOS $3.99LB FIAMBRE DA CASA TIPO PORTUGUES $3.99LB BIFANAS TEMPERADAS $2.99LB

Já viram o Natal...?
Por mim... já o vi e conto muito do que vi, sábado, na Casa das Beiras, ali atrás na página 9. O Natal é mesmo isso. Alegria. Entusiasmo. Um pouco de fé... no Menino Deus e, vamos lá, no que os homens conseguiram transportar para o imaginário dos mais novos... o tal Pai Natal.

30 . Comunidades

12 Dezembro 2011

Um grupo de muitos meninos que receberam as suas prendas das mãos do Pai Natal da Casa das Beiras. E que estavam, afinal, felizes. Difícil... difícil... foi pô-los todos juntos.

Vi, de facto, o Natal nos olhos dos meninos. Vi o Natal na alegria dos pais. Vi o Natal, até, na alegria daquele senhor – quem era ele? – que vestiu a “farda” do Pai Natal e, aos olhos dos mais novos, passou mesmo por ser o Pai Natal. De resto, o que se passou, sábado, na Casa das Beiras, passou-se, afinal, em muitas outras colectividades onde as Festas de Natal... eram para as crianças. Talvez com resquícios do que se passava, lá longe, nas terras dos pais e avós.

Saturday Dec 3rd Johnny Toronto O Natal é isso tudo. Mas é também, se todos souberem transmitir a mensagem, a recordação do Menino Jesus, nascido há mais de dois mil anos. E que, vivendo a cumprir a vontade do Pai, acabou por sucumbir às mãos dos algozes.

Unicycle Juggling clown /
Este é, de facto, o Natal que todos devemos viver e recordar. E, vá lá, transmitir aos mais novos. – LI/SA

Random Gift Distribution /

Treats for Children

12 Dezembro 2011

Mensagem . 31

Já deve haver poucas pessoas que não conheçam. Mas, de facto, a nossa Peixaria é mesmo a MELHOR e MAIS completa. É só experimentar...