MISSA PRO DEFUNCTIS (MISSA DE "REQUIEM

")
Igreja de Nossa Senhora da Lapa, Falagueira, Amadora, 9 de
Dezembro de 2011
Capella Gregoriana Ut unum sint
FOLHA PARA O COMENTADOR LITÚRGICO
( IGMR 105.b )
INTRÓITO (cf. Esdras 2,34.35; v. Ps.64,2.3)
Senhor, dai-lhes o eterno descanso, nos esplendores da luz
perpétua.
SALMO RESPONSORIAL
Dai-lhes, Senhor, o eterno descanso, e a luz perpétua reluza sobre
eles. V. A sua vida decorrerá feliz, e os seus descendentes
possuirão a terra.
OFERTÓRIO
Habitará no Vosso tabernáculo, descansará no Vosso monte santo.
COMUNHÃO
A luz eterna os ilumine, Senhor, na companhia dos Vossos santos
para sempre, porque Vós sois Santo!
INTRÓITO REQUIEM
Senhor, dai-lhes o eterno descanso, nos esplendores da luz
perpétua.
Ps. A Vós, ó Deus, é devido um hino em Si-ão, * e em vossa honra
se cumprem as promessas.
Ps. Vós es-cu-tais a nos-sa oração * e todo o mortal se apresentará
di-ante de Vós.
KYRIE "PRO DEFUNCTIS" (XVIII B)
Senhor, misericórdia. Senhor, misericórdia. Senhor, misericórdia.
Cristo, misericórdia. Cristo, misericórdia. Cristo, misericórdia.
Senhor, misericórdia. Senhor, misericórdia. Senhor, misericórdia.
Código CABG da 1ª Leitura
name:1ª Leitura na 6ª feira da 2ª Semana do Advento (ano B);
commentary:Is 48, 17-19;
%%
(c3)LEi(h)tu(h)ra(h) do(h) Li(h)vro(h) d'<alt>Punctum.</alt>I(h)sa(h)í(h.)as.(d.) (:) Eis(h)
o(h) que(h) diz(h) o(h) Se(h)nhor(h.) ,(,) o(h) teu(h) re(h)den(h)tor(h.) ,(,) o(h) San(h)to(h)
de(h) Is(h)ra(h)el(h.) :(;) «Eu(h) sou(h) o(h) Se(h)nhor(h.) ,(,) teu(h) Deus(h.),(,) que(h)
te(h) en(h)si(h)no(h)<alt>Flexa num monossílabo.</alt> o(h) que(h) é(h) pa(h)ra(g) teu(f)
bem(h.g.) (;) e(h) te(h) con(h)du(h)zo(h) pe(h)lo(h) ca(h)mi(h)nho(h) que(h)
de(h)<alt>Punctum.</alt>ves(h) se(h)guir(d.) .(:) Se(h) ti(h)ves(h)ses(h)
a(h)ten(h)di(h)do(h) às(h) mi(h)nhas(h) or(h)dens(h) ,(,) a(h) tu(h)a(h) paz(h)<alt>Flexa
num monossílabo.</alt> se(h)ri(h)a(h) co(g)m'um(f) rio(h.g.) (;) e(h) a(h) tu(h)a(h)
jus(h)ti(h)ça(h) co(h)mo(h) <alt>Punctum num monosílabo.</alt>as(h) on(h)das(h) do(f)
mar(g.) .(:) A(h) tu(h)a(h) des(h)cen(h)dên(h)ci(h)a(h) se(h)ri(h)a(h) co(h)<alt>Flexa
(comum).</alt>mo(h) a(h) a(h)rei(h.)a(g.) (;) e(h) co(h)mo(h) os(h) seus(h) grãos(h) a(h)
tu(h)<alt>Punctum (comum).</alt>a(h) pos(h)te(h)ri(h)da(h.)de(d.) .(:) Nun(h)ca(h) o(h)
teu(h) no(h)me(h) se(h)ria(h) ti(h)ra(h)do(h) (,) nem(h) ris(h)ca(h)do(h) da(h) mi(h)<alt>No
fim.</alt>nha(i) pre(h)sen(gxg)ça»(g.) .(:) Pa(h)la(h)vra(h) do(h) Se(d.)nhor.(d.)
<sp>V/</sp>(::) Gra(h)ças(h) a(d.) Deus(d.) .(::)
1
»
Lii1ii» w» 6
»
iiii» i» 2
»
Si:»w» io
Aiviw1o t»wo B·
Is 48, 17-19
L
.
Ei
.
tu-
.
ra
.
do
.
Li
.
vro
.
d’I-
Punctum.
.
sa-
.
í-
.

as.
.


Eis
.
o
.
que
.
diz
.
o
.
Se
.
nhor
.

,

.
o
.
teu
.
re
.
den
.
tor
.

,

o
.
San
.
to
.
de
.
Is
.
ra-
.
el
.

:

«Eu
.
sou
.
o
.
Se
.
nhor
.

,

teu
.
Deus-
.

,

.
que
.
te
.
en
.
si
.
no-
.
o
Flexa num monossílabo.
.
que
.
é
.
pa-
.
ra
.
teu
.
bem

e
.
te
.
con
.
du
.
zo
.
pe-
.
lo
.
ca
.
mi
.
nho
.
que
.
de
.
ves
Punctum.
.
se
.
guir
.

.

.
Se
.
ti-
.
ves
.
ses
.
a-
.
ten
.
di-
.
do
.
às
.
mi
.
nhas
.
or
.
dens
.
,

a
.
tu-
.
a
.
paz
.
se-
Flexa num monossílabo.
.
ri-
.
a
.
co
.
m’um
.
rio

.
e
.
a
.
tu-
.
a
.
jus
.
ti-
.
ça
.
co
.
mo
.
as
Punctum num monosílabo.
.
on
.
das
.
do
.
mar
.
.

A
.
tu-
.
a
.
des
.
cen
.
dên
.
ci-
.
a
.
.
se-
.
ri-
.
a
.
co
.
mo
Flexa (comum).
.
a
.
a
.
rei-
.

a
.
e
.
co
.
mo
.
os
.
seus
.
grãos
.
a
.
tu-
.
a
Punctum (comum).
.
pos
.
te-
.
ri-
.
da-
.

de
.

.

.
Nun
.
ca
.
o
.
teu
.
no
.
me
.
se
.
ria
.
ti-
.
ra
.
do
.

nem
.
ris
.
ca
.
do
.
da
.
mi
.
nha
No m.
.
pre-
.
sen
.. .
ça»
.
.

.
Pa-
.
la
.
vra
.
do
.
Se-
.

nhor.
.

B

Gra-
.
ças
.
a
.

Deus
.

.

GRADUAL REQUIEM ÆTERNAM (cf. Esdras 2,34.35; v. Ps.24,13)
Dai-lhes, Senhor, o eterno descanso, e a luz perpétua reluza sobre eles.
V. A sua vida decorrerá feliz, e os seus descendentes possuirão a terra. (solista)
ALLELUIA
Do pro-fundo abismo chamo por Vós, Se-nhor,
* Senhor, escu-tai a mi-nha voz.
OFFERTORIUM
Habitará no Vosso tabernáculo, descansará no Vosso monte santo.
1. A-que-le que leva uma vida sem mancha,
* e pra-ti-cá jus-ti-ça.
2. Quem diz a verdade com todo co-ra-ção,
* cuja língua não le-van-ta ca-lú-ni-as.
3. Não faz mal ao seu pró-ximo,
* nem causa preju-í-zua nin-guém.
4. Quem as-sim proceder
* não há-de su-cum-bir pa-ra sem-pre.
SANCTUS XVIII
Santo, Santo, Santo, Senhor Deus do Universo, cheios estão os
céus e a terra da Vossa glória. Hossana nas alturas. Bendito O Que
vem em nome do Senhor. Hossana nas alturas.
PATER NOSTER VISIGÓTICO-MOZARÁBICO
Pai Nosso, Que estais nos céus, santificado seja o vosso nome;
venha a nós o vosso reino; seja feita a vossa vontade, assim na
terra como no céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-
nos as nossas dívidas assim como nós perdoamos os nossos
devedores; e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do
mal.
AGNUS DEI XVIII B PRO DEFUNCTIS
Cordeiro de Deus, Que tirais os pecados do mundo, dai-lhes o
descanso.
Cordeiro de Deus, Que tirais os pecados do mundo, dai-lhes o
descanso.
Cordeiro de Deus, Que tirais os pecados do mundo, dai-lhes o
descanso sempiterno.
COMUNHÃO LUX ÆTERNA
1. Do pro-fundo abismo chamo por Vós, Senhor,
* Senhor, escutai a mi-nha voz.
2. 'Ste-jam os vossos ouvidos a-ten-tos
* à voz da mi-nha sú-plica.
3. Se ti-verdes em conta as nossas faltas,
* Senhor, quem pode-rá sal-var-se?
4. Mas em Vós está o perdão,
* para serdes temido com re-ve-rência.
5. Eu con-fio no ↓ Senhor, a minha alma confia na sua pa-la-vra
* A minha alma espera pelo Se-nhor.
6. Mais do que as sentinelas pela au-ro-ra,
* espera Israel pelo Se-nhor.
7. Por-que no Senhor está a miseri-cór-dia
* e com Ele abundante re-den-ção.
8. Ele há-de libertar Isra-el
* de todas as su-as fal-tas.
9. Re-qui-em æternam dona eis, Do-mine,
* et lux perpetua lu-ce-at e-is.
ITE MISSA EST XVIII
Ide, (a nossa oração) foi enviada. V/. Graças a Deus.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful