>BoletimVERMOIM

w w w.jf vermoim.org
Boletim Informativo da Junta de Freguesia de Vermoim - Maia | Distribuição gratuíta número 2 | fevereiro 2007

»Editorial
Cá t em o s, c o n f o r m e prometemos, o segundo número do nosso Boletim, que, tal como a Nau Catrineta, traz muito para contar. Impõe-se, antes de mais, um a gr ade c im ent o a todos aqueles - e não foram poucos - que nos fizeram chegar a sua opinião e muitas palavras de incentivo, acerca do p r im e ir o núm e r o d o Boletim Vermoim, e sobre o portal internet “Tudo Sobre Vermoim. Não sendo isso que nos move, é no entanto reconfortante e animador verificar que o nosso trabalho encontra eco na nossa comunidade e, sobretudo, é-lhe útil . Neste número, o destaque vai, como não podia deixar de ser para aquela que é, para Vermoim, a notícia mais importante dos últimos anos: O Centro de Saúde Maia vai mudar as suas instalações para a nossa freguesia. Não, não é uma extensão de saúde, ou um posto médico, ou mesmo uma unidade de saúde familiar. É mesmo um Centro de Saúde, com todas as suas valências. Damos igualmente conta daquilo que por cá foi acontecendo, depois da saída do número anterior. Uma palavra final para uma grande estrela nascida em Vermoim... há centenas de anos: o nosso venerando freixo. A sua ”vida e obra” tem sido objecto da atenção de jornais e televisão. Com toda a justiça, diga-se. E pronto, o Boletim é seu.

Centro de Saúde da Maia:
Será em Vermoim!
Já muito se escreveu, disse e protestou acerca daquilo que para todos constitui uma evidência: As péssimas condições em que são prestados os cuidados de saúde primários no concelho da Maia, e, muito particularmente, em Vermoim. Inconformada, há quase dois anos que a Junta de Freguesia ofereceu as instalações da sua sede para serem melhoradas as condições físicas da Unidade de Saúde de Vermoim, embora não se possa esquecer que às autarquias não compete financiar o Serviço Nacional de Saúde. Nem, já agora, a Justiça ou a Segurança Pública. Não é possível calar o desalento que é verificar que na Maia, os investimentos nos serviços públicos essenciais, da responsabilidade da Administração Central, dependem sempre mais da Administração Local do que dos Ministérios e Direcções Gerais. E não é só de agora. Uma vez mais, assim acontece com o Centro de Saúde da Maia, há muito referenciado nas estatísticas pelas piores razões: a pouca qualidade. Igualmente inconformadas com a situação, a Câmara e a Assembleia Municipal aprovaram a cedência, à Administração Regional de Saúde do Norte, do direito de uso do edifício municipal situado na Avª Luís de Camões, em Vermoim, para aí ser instalado o novo Centro de Saúde. As minutas estão aprovadas. Agora é só instalar. Vermoim vai passar de um inenarrável Posto Médico a um moderno Centro de Saúde com todas as valências, incluindo o atendimento de situações urgentes, que há muito a população merece. Estamos contentes com o resultado, porém não conformados com o permanente esquecimento a que somos votados .

Presidente da Junta de Freguesia

Aloísio Maia Nogueira

» STCP: Junta repõe Cavaco no mapa » NATAL: 800 Crianças no Fórum » Reciclar tampinhas = solidariedade » Filarmonia de Natal
» Orçamento de 2007 aprovado » Planear a cidade

>Boletim VERMOIM
w w w.jf vermoim.org

número 2 | fevereiro 2007

Projecto Tampinhas

Ambiente e Solidariedade

A Junta de Freguesia de Vermoim associou-se ao movimento nacional de recolha de tampinhas, estando neste momento a receber os vedantes de plástico, que canaliza para a LIPOR para reciclagem, a qual, por sua vez, utilizará o valor de venda na doação de equipamentos médicos, ortopédicos ou similares a instituições de solidariedade social. As tampinhas podem ser entregues na sede da Junta de Freguesia de Vermoim. Devem ser obrigatoriamente de plástico, preferencialmente de líquidos alimentares (águas, sumos, etc) e acondicionadas em sacos plásticos transparentes ou garrafões de água, limpos. As tampinhas serão depois recicladas e utilizadas para a produção de novos objectos, como tubos, vasos para plantas e cabides. Reciclar significa que os materiais podem ter uma nova vida e que entram num novo ciclo, o que se traduz na poupança de recursos naturais. O Projecto Tampinhas começou já a dar os seus frutos para Vermoim. Na sequência da recolha e entrega para reciclagem das tampinhas plásticas, a

Lipor reconhecendo o empenho da Junta na campanha e a importância do trabalho social da autarquia entregou a 8 de Novembro, ao presidente Aloísio Nogueira, uma cadeira de rodas e uma cama articulada, que passarão a estar à disposição da população necessitada, no âmbito do programa VAMOS ATÉ SI! A nossa autarquia foi uma das 6 instituições contempladas, na Àrea Metropolitana do Porto. A cadeira de rodas entregue pela Lipor à Junta de Freguesia de Vermoim, entrou de imediato ao serviço da população. No próprio dia em que foi entregue ao Vamos até si! por Silva Tiago, administrador da Lipor e Vice-Presidente da Câmara da Maia, o equipamento foi transportado a casa de um utente, que dias antes havia solicitado ajuda à autarquia para a aquisição de uma cadeira de rodas. Silva Tiago fez questão de acompanhar o Presidente da Junta à residência do utente para proceder à entrega. Recolher e entregar as tampas significa congregar num só gesto a defesa do ambiente e a prática de um acto de solidariedade social. Participe! Vale muito e não custa nada.

Festa de Natal da Junta

800 crianças no Fórum

No dia 16 de Dezembro passado, a Junta de Freguesia de Vermoim ofereceu a todas as crianças do Agrupamento de Escolas de Vermoim, a já tradicional Festa de Natal, que este ano decorreu sob o signo da magia e dos palhaços. Na manhã soalheira que se fazia sentir, o centro da cidade da Maia conheceu uma animação inusitada, proporcionada pela algazarra dos mais novos que, a pé ou nos transportes da Junta, iam chegando à Praça do Município, correspondendo ao convite da Junta de Freguesia. A Câmara Municipal, como sempre faz, cedeu gratuitamente o auditório grande do Fórum da Maia, que foi pequeno para albergar 800 sorrisos de orelha a orelha. No final do espectáculo, o Presidente da Junta, Aloísio Nogueira, num breve discurso, desejou boas festas à plateia de palmo e meio e anunciou ao Presidente do Agrupamento de Escolas, Prof. António Carneiro, que a Junta de Freguesia, apesar de não ser a proprietária, iria renovar o sistema de aquecimento da Escola de Currais.

Também estivemos lá

Há 749 anos

Escola da Cidade Jardim

Infantário do Sobreiro

Sarau da Comissão de Festas

Afinal, a quem pertence Vermoim?

2

Em 1258, El-Rei D. Afonso III, o bolonhês, preocupado com o estado das finanças da coroa, que recebia cada vez menos rendimentos, ordenou que fossem feitas inquirições gerais, para se apurar a titularidade das terras. Representantes do Rei calcorrearam Portugal fazendo perguntas. S. Romão de Vermoim não escapou à Inquirição e, na hora devida, cá esteve o procurador real. Foi recebido pelo prelado da Igreja, de seu nome Julião, o qual foi sujeito a interrogatório ajuramentado. Respondeu que o proprietário da Igreja eram os descendentes de Pedro Pais, o famoso Alferes, poderoso terra-tenente do Julgado da Maia. Mais disse que em Vermoim existiam 23 casais (casas de lavoura), 13 da própria Igreja e os restantes 10, de particulares. Em nenhum deles entrava o mordomo do Rei ( isto é, não pagavam impostos à Coroa). Finalmente, informou que de El-Rei eram apenas 2 leiras - Eiró e Revoredo cujos possuidores pagavam anualmente ao Rei uma terça parte dos seus frutos. Ou seja, há 749 anos, em Vermoim o El-Rei tinha quase uma mão cheia de...nada.

A Junta de Freguesia de Vermoim, em estreita cooperação com a Legião da Boa Vontade e usando exclusivamente a recursos disponibilizados através de doações de bens alimentares, angariou e distribuiu 100 cabazes de Natal por famílias vermoenses de menores recursos. A ident i f ic aç ão e sinali z aç ão do s agregados familiares contemplados foi feita com recurso a informações colhidas de instituições assistênciais que actuam directamente na àrea geográfica da freguesia. O trabalho em prol da coesão social nunca estará terminado e sempre será possível apontar algumas imperfeições. Porém, o caminho faz-se....caminhando.

100 cabazes de Natal

número 2 | fevereiro 2007

>Boletim VERMOIM
w w w.jf vermoim.org

603

STCP Regresso ao CAVACO

Rede dos STCP

Junta de Freguesia obtém retorno do serviço ao Cavaco
reformulação da rede iria abandonar o Cavaco, de imediato entabulou negociações com a Administração dos STCP e solicitou o apoio da Câmara Municipal, que foi inexcedível. A intervenção da Junta de Freguesia de Vermoim serviu aliás de mote para a reivindicação de outras freguesias maiatas. Nas reuniões que manteve com os responsáveis dos STCP, nomeadamente com a Dr.ª Fernanda Meneses, o Presidente Aloísio Nogueira teve a oportunidade de apresentar rota alternativa, por forma a que a zona do Cavaco continuasse a ser servida, alternativa essa que foi aceite, permitindo que o Cavaco voltasse a ter serviço de transportes públicos dos STCP, através da linha 603. Salienta-se que a via do diálogo institucional acabou por revelar-se a via mais adequada à resolução do problema concreto que se apresentava. Como, aliás, sempre deveria ser. Aloísio Nogueira foi, entretanto, eleito para pertencer à Comissão criada na Assembleia Municipal da Maia para acompanhamento dos impactos da nova rede dos STCP.

Tem sido objecto de protesto generalizados por parte dos utentes, a recente reformulação de rede de transportes públicos operada pelos Serviços de Transportes Colectivos do Porto. Esta sociedade de capitais exclusivamente públicos, reformou, no passado dia 1 de Janeiro do corrente, a totalidade da sua rede de linhas de autocarros de passageiros. E desde logo se iniciaram os protesto populares. Muitas ligações foram extintas; muitas linhas foram cindidas, aumentando consequentemente o número de transbordos a efectuar para atingir o mesmo destino. Tudo com o propósito, anunciado, de integrar as ofertas proporciondas pelas redes dos STCP e de Metro do Porto. No caso concreto de Vermoim, foram extintas 2 linhas que iam directamente ao Porto e a fusão das linhas 73 e 97 teve como consequência o fim do serviço no Cavaco, deixando a população e as indústrias aí existentes sem qualquer alternativa. Esta última foi a consequência mais gravosa para Vermoim, pois se a extinção das referidas 2 linhas, não sendo uma boa notícia, pelo menos às zonas por elas servidas ainda deixou algumas alternativas ainda que deficientes, já no Cavaco é que nenhuma alternativa restou. A Junta de Freguesia, logo que suspeitou, em Novembro passado, que a

Precisa?

Nós “Vamos até Si!”

Correio do Leitor

Ora faça o favor de dizer, freguês!

O programa VAMOS ATÉ SI! é um serviço de apoio social à população sénior de Vermoim. A Junta de Freguesia de Vermoim e a Santa Casa da Misericórdia da Maia, através de um protocolo de cooperação, desenvolveram um mo delo inovador de ser viç o de apoio domiciliário. Este ser viço disponibiliza, na residência, alimentação, serviços de lavandaria e serviços de estafeta. Oferece igualmente descontos em serviços de análises clínicas, e empréstimo de camas articuladas.Podem recorrer a este serviço todos os cidadãos com idade igual ou superior a 65 anos e que se encontrem recenseados na freguesia de Vermoim.

Última Hora

Milhares “entopem” Porco no Parque
Os primeiros dois dias do 2º Festival Gastronómico de Vermoim "Há Porco no Parque" foram literalmente "entupidos" por milhares de visitantes ávidos por provar as iguarias que aí estão disponíveis, sempre acompanhadas por constante animação de raiz popular. Depois da Oficina de Teatro de Vermoim e do Fado Amador, na sexta feira, ontem sábado Augusto Canário arrastou uma multidão de convivas para uma noite animada com música do Minho, como há muito não se via em Vermoim. O evento será objecto de edição especial do Boletim Vermoim.

"Oh! que pena eu não ter sabido..." É assim que começa o seu primeiro Editorial o Sr. Presidente Aloísio Maia Nogueira. Efectivamente, neste Editorial, pequeno mas grande no seu arquétipo, tudo ou quase tudo se diz do presente e se augura algo de novo para o futuro, quer na Terra que representa, o que não é pouco, já que nos estamos a referir a uma localidade com cerca de 992 anos de História. A interpretação heráldica de Vermoim, é bem o espelho duma história cheia de História, que dúvidas não deixa a todos quantos nela nasceram ou habitaram e já partiram, mas deixaram para os que ainda por cá vão estando, algo para os vindouros que vão, com certeza, honrar os seus antepassados. Mas quem sou eu para falar de Vermoim e das suas gentes? Ninguém, ou apenas alguém que mensalmente frequenta os saraus de poesia, que têm lugar no Salão Nobre da Junta de Freguesia, sendo assim poucos os conhecimentos culturais e individuais de tão histórica gente. No entanto, tenho-me apercebido do seu plano cultural, que muitos gostariam de poder usufruir nas terras onde residem, muitas com mais possibilidades para uma dedicação à CULTURA, se bem que, cidades há, que não consideram a poesia cultura. Salvo se, os poetas intervenientes, forem os chamados poetas consagrados, que, sem nada dizer ou fazer, são falados pela imprensa e estão sempre presentes, gratuitamente, nos grandes banquetes apelidados de "repastos de cultura". Esses, não se deslocam dezenas de quilómetros para dizerem um ou dois poemas, tudo por amor à poesia, como aliás terá sido o caso daquele poeta do Cartaxo, que aí apareceu há meses para dizer poesia. E pronto, esta é a minha vaga apreciação global ao Boletim, endereçando a toda a Direcção os meus parabéns e faço votos para que prossigam (...) . Se não fosse a poesia Portugal não tinha História.
Armindo Cardoso - Senhora da Hora

“Noites de Poesia em Vermoim” é um espaço cultural dinamizado por Movimentum - Arte e Cultura, em parceria com a Junta de Freguesia e com o apoio da Paróquia, que acontece no primeiro sábado de cada mês, no Salão Nobre da Junta de Freguesia de Vermoim.

2

>Boletim VERMOIM
w w w.jf vermoim.org

número 2 | fevereiro 2007
Foto: Martinho Vides

A orquestra da Filarmonia de Vermoim deu no dia 7 de Dezembro, o seu primeiro concerto de Natal, com o já habitual brilhantismo. No Fórum da Maia, a jovem orquestra, dirigida pelo maestro vermoense António Ferreira, apresentou com reconhecida competência o seu reportório, perante uma plateia repleta e entusiasta, que no final exigiu encore. Para este concerto de enceramento do ano, a novidade, além dos barretes de Pai Natal que os instrumentistas usaram na última peça do programa, acabou por constituir a integração, pela primeira vez na sua formação, de um contra-baixo.

Plano de Pormenor do Novo Centro da Maia
A Câ m a r a Munic ip a l da Ma ia apresentou e colocou em discussão pública o Plano de Pormenor do Novo Centro Direccional da Maia. Este instrumento, desenvolve e concretiza propostas de organização espacial de qualquer área específica do território municipal definindo com detalhe a concepção da forma de ocupação e servindo de base aos projectos de execução das infra-estruturas, da arquitectura dos edifícios e dos espaços exteriores, de acordo com as pr ioridades est abelecidas nos programas de execução constantes do plano director municipal e do plano de urbanização. O Plano de Pormenor do Novo Centro Direccional da Maia, tem uma área de inter venção que coincide com o coração da cidade da Maia, e quase na sua totalidade, com território de Vermoim. Pretende-se com ele desenhar uma nova cidade e um novo conceito de modernidade. Trata-se de dinamizar e definir, um espaço urbano polarizador e qualificado, formal e funcionalmente, em que o espaço público desempenha um papel estruturante, configurando uma expansão urbana contínua e integrado na totalidade. Mas a sua maior vantagem, prende-se com a resolução de problemas urbanísticos e sociais gravíssimos no centro da c i d a d e, c o n c r et a m e n t e a á r e a correspondente ao Bairro do Sobreiro, que apresenta um parque habitacional degradado e que não resistirá por muitos mais anos, fruto de um modelo de habitação social há muito falido e que levou à sua estigmatização social, Padre José Silva

Planear para melhorar
motivando comportamentos anti-sociais levados a cabo por uma escassíssima minoria, mas que acaba por ter reflexos em todos os moradores do bairro e na comunidade maiata em geral. Estes vermoenses, merecem melhor qualidade de vida, que será seguramente facilitada através da atribuição de novas habitações sociais com qualidade e devidamente integradas na malha urbana, de forma a não se repetir um erro histórico. Naquela área, nascerá um imenso espaço verde com equipamentos de ap oi o, p a r a la zer e r ec r ei o, actividades culturais, desportivas e de va l o r i z a ç ã o a m bi e n t a l, q u e s e enc ont rará ao disp or de to da a comunidade maiata e que tanta falta faz no centro da cidade. Este Plano, porque assente num modelo de cooperação, não poderá prejudicar nenhum dos actuais moradores ou proprietários, mas antes garantirá uma equidade plena que permitirá aos que entenderem, estabelecer parcerias com o propósito de edificarem de acordo com a s r e gr a s im p o s t a s, c o m p l exo s habitacionais de elevada qualidade, numa zona amplamente desejada por muitos. O nosso país sofre de crónica falta de planeamento da ocupação do território e de uma grave incapacidade para tomar decisões difíceis e inadiáveis: «deixa andar que alguém há-de resolver» tem sido a “motu” nacional. O Executivo Municipal ao avançar com um projecto deste fôlego dá provas de não se conformar com essa aparente fatalidade e, como noutras ocasiões, aponta o caminho a seguir. Com planeamento rigoroso e credível a comunidade só tem a ganhar. E muito!

Concerto no Fórum da Maia

Filarmonia de Natal

Plano de Actividades e Orçamento 2007

Aprovado

A Assembleia de Freguesia de Vermoim aprovou na sessão ordinária de Dezembro, passado, o Plano e Orçamento da Junta para 2007, que contempla a previsão de despesas globais, no montante de € 393 700,00, sendo €135 500,00 de capital. Os documentos apresentados pelo Executivo de Aloísio Nogueira foram aprovados por maioria, com a abstenção da oposição, que solicitou alguns esclarecimentos. O presidente, na defesa das opções tomadas, definiu-as como uma aposta na valorização das pessoas. A Assembleia apreciou igualmente a Informação sobre a da Actividade da Autarquia no último trimestre. Marta Peneda, Presidente da Assembleia, em jeito de balanço, assinalou a passagem do primeiro ano do mandato saído das últimas eleições. Os documentos podem ser consultados em www.jfvermoim.org 11 de Fevereiro

Referendo
Referendo Nacional convocado para 11-Fevereiro-2007 «Concorda com a despenalização da interrupção voluntária da gravidez, se realizada, por opção da mulher, nas primeiras 10 semanas, em estabelecimento de saúde legalmente autorizado?» Esta é a pergunta colocada aos portugueses. Os eleitores de Vermoim exercem o seu direito de voto num único local: Escola EB2,3 - Frente ao Complexo de Ténis.

13 anos de Vermoim
O Pároco José Silva comemorou no início do mês de Janeiro o 13º aniversário do seu sacerdócio em Vermoim. A Comissão de Festas, para assinalar a efeméride, ofereceu um jantar no qual marcaram presença, além do homenageado, Bragança Fernandes e Aloísio Nogueira e o Executivo da Junta.

JUNTA DE FREGUESIA DE VERMOIM
Largo da Igreja Vermoim 4470-303 MAIA Portugal Telefone: + 351 22 944 80 88 Fax: + 351 22 941 98 98 email: geral@jf vermoim.org w w w.jf vermoim.org

>Ficha Técnica
Propriedade:, redacção, concepção e execução gráfica > Junta de Freguesia de Vermoim - Maia Fotos > Aloísio Nogueira, Martinho Vides e Rui Rodrigues