You are on page 1of 6

AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DE VILA FLOR

AVALIAÇÃO EFECTUADA PELO PRESIDENTE DO CONSELHO EXECUTIVO _______________ A _____________

AVALIADOR: ____________________________________________________________________

AVALIADO: _____________________________________________________________________ GRUPO DE RECRUTAMENTO ____

COORDENADOR DO DEPARTAMENTO CURRICULAR


2007/2008 2008/2009
A – Nível de assiduidade e cumprimento do serviço distribuído N
A.1 Serviço lectivo -grau de cumprimento do serviço e dos respectivos objectivos individuais
Cumprimento de 100% do serviço lectivo distribuído 10
Cumprimento de 98% a 99,9% do serviço lectivo distribuído 8
Cumprimento de 95% a 97,9% do serviço lectivo distribuído 7
Cumprimento de 90% a 94,9% do serviço lectivo distribuído 6
Cumprimento de menos de 90% do serviço lectivo distribuído 3
A.2 Empenho para a realização da totalidade das aulas previstas
Compensações, permutas, preparação das substituições
Execução de 100% das aulas em falta 10
Execução de 95% a 99,9% das aulas em falta 8
Execução de 90% a 94,9% das aulas em falta 7
Execução de 85% a 89,9% das aulas em falta 6
Execução de menos de 85% das aulas em falta 3
A.3 Apoio às aprendizagens dos alunos – grau de cumprimento do serviço e dos respectivos individuais
Apoio às aprendizagens dos alunos
Concretizou 100% dos objectivos no que respeita ao apoio às aprendizagens dos alunos, evidenciando
10
competências excepcionais ou implementando práticas inovadoras
Concretizou entre 95% e 99,9% dos objectivos no que respeita ao apoio às aprendizagens dos alunos 8
Concretizou entre 90% e 94,9% dos objectivos no que e ao apoio às aprendizagens dos alunos 7
Concretizou entre 85% e 89,9% dos objectivos no que respeita ao apoio às aprendizagens dos alunos 6
Concretizou menos de 85% dos objectivos no que respeita ao apoio às aprendizagens dos alunos 3

1
A.4 Grau de cumprimento do serviço na componente não lectiva
Concretiza 100% dos objectivos no que respeita ao apoio às aprendizagens dos alunos, evidenciando 10
competências excepcionais ou implementando práticas inovadoras
Concretiza entre 95% e 99,9% dos objectivos no que respeita ao apoio às aprendizagens dos alunos 8
Concretiza entre 90% e 94,9% dos objectivos no que e ao apoio às aprendizagens dos alunos 7
Concretiza entre 85% e 89,9% dos objectivos no que respeita ao apoio às aprendizagens dos alunos 6
Concretiza menos de 85% dos objectivos no que respeita ao apoio às aprendizagens dos alunos 3

B- Melhoria dos resultados escolares dos alunos e redução da taxa de abandono


escolar, tendo em conta o contexto sócio educativo
B.1 Melhoria dos resultados escolares dos alunos – contributo do docente e cumprimento dos respectivos objectivos
individuais
Concretiza entre 90% e 100% dos objectivos individuais no que respeita à melhoria dos resultados
10
escolares, evidenciando competências excepcionais ou implementando práticas inovadoras
Concretiza entre 80% e 89,9% dos objectivos individuais no que respeita à melhoria dos resultados 8
escolares
Concretiza entre 70% e 79,9% dos objectivos individuais no que respeita à melhoria dos resultados 7
escolares
Concretiza entre 60% e 69,9% dos objectivos individuais no que respeita à melhoria dos resultados 6
escolares
Concretiza menos de 60% dos objectivos individuais no que respeita à melhoria dos resultados escolares 3
B.2 Redução do abandono escolar – contributo do docente e cumprimento dos respectivos objectivos individuais
Concretiza entre 90% e 100% dos objectivos individuais, desenvolvendo estratégias próprias de combate
10
ao abandono escolar que reforçaram as directrizes emanadas dos diferentes órgãos
Concretiza entre 80% e 89,9% dos objectivos individuais, cumprindo as directrizes emanadas dos
8
diferentes órgãos de combate ao abandono escolar
Concretiza entre 70% e 79,9% dos objectivos individuais, cumprindo estratégias emanadas do
Departamento de combate ao abandono escolar que reforçaram as directrizes emanadas dos diferentes 7
órgãos
Concretiza entre 60% e 69,9% dos objectivos individuais, não cumprindo suficientemente as directrizes
6
emanadas dos diferentes órgãos a que pertence
Concretiza menos de 60% dos objectivos individuais, não manifestando, enquanto professor do aluno/da
3
escola, envolvimento no combate ao abandono escolar

2
C- Participação na vida do agrupamento/escola não agrupada
C.1 Participação nos projectos e actividades previstas no Projecto Educativo, no Plano Anual de
Actividades e no (s) Plano (s) Curricular de Turma
O docente dinamizou e participou em projectos ou actividades previstas no PE, PAA, PCT e, no 1º Ciclo
também nas AEC os quais se tornaram uma efectiva mais-valia para o Agrupamento, promovendo a sua 10
divulgação
O docente dinamizou e participou em projectos ou actividades previstas no PE, PAA, PCT e, no 1º Ciclo
8
também nas AEC, tendo promovido a articulação curricular dentro do Agrupamento
O docente participou em projectos ou actividades previstas no PE, PAA, PCT e, no 1º Ciclo também nas
7
AEC, tendo promovido a articulação curricular dentro do Agrupamento
O docente participou em projectos ou actividades previstas no PE, PAA, PCT e, no 1º Ciclo também nas
6
AEC, tendo promovido a articulação curricular dentro do Departamento
O docente não participou em projectos e nas actividades previstas no PE, PAA, PCT e no 1º Ciclo
3
também nas AEC
C.2 Participação no âmbito de outros projectos e actividades extracurriculares
O docente destacou-se na construção, dinamização e participação de vários projectos e actividades
10
extracurriculares
O docente dinamizou e participou num projecto e/ou numa actividade extracurricular 8
O docente não dinamizou, mas participou em vários projectos e/ou actividades extracurriculares 7
O docente não dinamizou, mas participou num projecto e/ou numa actividade extracurricular 6
O docente não dinamizou nem participou em actividades extracurriculares 3
C.3 Participação nas estruturas de orientação educativa e nos órgãos de gestão
O docente dinamizou com qualidade e inovação e colaborou num elevado número de actividades das
10
estruturas / órgãos de que faz parte, respeitando os prazos e avaliando criticamente a sua participação
O docente dinamizou, sem falhas, uma actividade desenvolvida pelas estruturas / órgãos de que faz
8
parte e participou/colaborou em várias iniciativas, avaliando a sua participação
O docente não dinamizou nenhuma actividade desenvolvida pelas estruturas / órgãos de que faz parte,
7
mas participou, sem falhas, em iniciativas desenvolvidas pelas estruturas/órgãos de que faz parte
O docente não dinamizou nenhuma actividade desenvolvida pelas estruturas / órgãos de que faz parte,
6
mas participou, com falhas, numa iniciativa
O docente não dinamizou e nunca colaborou nas actividades desenvolvidas pelas estruturas / órgãos de
3
que faz parte

3
C.4 Participação e dinamização de projectos de investigação, desenvolvimento e inovação educativa
O docente concebeu, dinamizou e participou em vários projectos de investigação, desenvolvimento e
10
inovação educativa
O docente concebeu, dinamizou e participou num projecto de investigação, desenvolvimento e inovação
8
educativa
O docente dinamizou e participou num projecto de investigação, desenvolvimento e inovação educativa 7
O docente participou num projecto de investigação, desenvolvimento e inovação educativa 6
O docente não participou em qualquer projecto de investigação, desenvolvimento e inovação educativa 3

D-PARTICIPAÇÃO DO DOCENTE EM ACÇÕES DE FORMAÇÃO CONTÍNUA


D-1-Nº DE CRÉDITOS DE FORMAÇÃO CONTÍNUA
NÚMERO DE CRÉDITOS DE Nº DE CRÉDITOS CLASSIFICAÇÃO QUANTITATIVA 2007/2008 2008/20009 PONDERAÇÃO
FORMAÇÃO CONTÍNUA NO
ÂMBITO DAS ÁREAS
PRIORITÁRIAS DEFINIDAS
PELA
ESCOLA/AGRUPAMENTO OU
NAS DISCIPLINAS QUE O
DOCENTE LECCIONA

E- Relação com a comunidade


Avaliação da relação com a comunidade e do cumprimento dos respectivos objectivos individuais
Concretiza entre 90% e 100% dos objectivos individuais, evidenciando competências excepcionais ou
10
implementando práticas inovadoras
Concretiza entre 80% e 89,9% dos objectivos individuais, implementando práticas inovadoras 8
Concretiza entre 70% e 79,9% dos objectivos individuais 7
Concretiza entre 60% e 69,9% dos objectivos individuais 6
Concretiza menos de 60% dos objectivos individuais 3

4
F- Avaliação de desempenho de docentes
Função de avaliador dos outros docentes
Executa a actividade de avaliação com autonomia, evidenciando competências excepcionais ou
10
implementando práticas inovadoras
Executa a actividade de avaliação com eficácia, promovendo a mudança e a melhoria contínuas 8
Organiza e planeia a actividade de avaliação recorrendo a dispositivos de supervisão e
acompanhamento das actividades lectivas dos docentes. Diferencia com rigor e equidade promovendo a 7
valorização de desempenho no processo de avaliação
Revela dificuldades, mas mostra disponibilidade e capacidade para a aquisição de competências no
6
domínio da avaliação de desempenho
Revela deficiências graves, atitudes e comportamentos muito desajustados no processo da avaliação de
3
desempenho

G- Coordenação do conselho de docentes ou do departamento curricular


G.1.1 Funções de coordenação
Executa a actividade de coordenação com autonomia, evidenciando competências excepcionais ou
10
implementando práticas inovadoras
Executa a actividade de coordenação com eficácia, promovendo a mudança e a melhoria contínuas 8
Organiza e planeia a actividade de coordenação recorrendo a dispositivos de supervisão e
acompanhamento das actividades lectivas dos docentes. Institui mecanismos de trabalho cooperativo e 7
planeamento conjunto entre todos os docentes do departamento
Revela dificuldades, mas mostra disponibilidade e capacidade para a aquisição de competências no
6
domínio da coordenação
Revela deficiências graves, atitudes e comportamentos muito desajustados no processo de coordenação 3
G.1.2 Articulação com outras estruturas
Articula com as outras estruturas de forma autónoma, evidenciando competências excepcionais ou
10
implementando práticas inovadoras
Articula com as outras estruturas de forma eficaz, promovendo a mudança e a melhoria contínuas 8
Articula com as outras estruturas instituindo mecanismos de trabalho e planeamento conjunto 7
Articula com dificuldades, mas mostra disponibilidade e capacidade para a aquisição de competências
6
neste domínio
Revela deficiências graves, atitudes e comportamentos muito desajustados no processo de articulação
3
com outras estruturas

5
G.1.3 Dinamização e acompanhamento do trabalho dos docentes
Executa a actividade de acompanhamento do trabalho dos docentes com autonomia, evidenciando
10
competências excepcionais ou implementando práticas inovadoras
Executa a actividade de acompanhamento do trabalho dos docentes com eficácia, promovendo a
8
mudança e a melhoria contínuas
Executa a actividade de acompanhamento do trabalho dos docentes sem falhas. 7
Revela dificuldades, mas mostra disponibilidade para o acompanhamento dos docentes, embora o
6
realize com falhas
Revela deficiências graves e comportamentos muito desajustados no acompanhamento do trabalho dos
3
docentes
G.1.4 Avaliação e diagnóstico
Organiza com qualidade e inovação e dinamiza as actividades planeadas, utilizando instrumentos e
10
recursos variados e diversificados
Organiza com qualidade e sem falhas e dinamiza as actividades planeadas, utilizando instrumentos e
8
recursos disponíveis
Dinamiza sem falhas as actividades planeadas, utilizando instrumentos disponíveis 7
Dinamizou poucas vezes e com falhas as actividades planeadas 6
Não dinamiza as actividades planeadas 3
G.1.5 Avaliação pelos outros docentes do departamento
Os outros docentes do departamento concluíram que o avaliador fez a avaliação dos colegas de forma
objectiva e com isenção, utilizando estratégias inovadoras que contribuíram para uma melhoria do 10
processo
Os outros docentes do departamento concluíram que o avaliador fez a avaliação dos colegas de forma
objectiva e com isenção, utilizando estratégias disponíveis que contribuíram para uma melhoria do 8
processo
Os outros docentes do departamento concluíram que o avaliador fez a avaliação dos colegas de forma
7
objectiva
Os outros docentes do departamento concluíram que o avaliador fez a avaliação dos colegas de forma
6
pouco objectiva e nem sempre com isenção
Os outros docentes do departamento concluíram que o avaliador não fez a avaliação dos colegas de
3
forma objectiva

O avaliador ____________________________________, em ____/____/______