A celebração da Roda do Ano no norte do Brasil: a escolha da roda do norte versus a roda do sul para pagãos nortistas.

As celebrações que marcam o ano de um pagão são fatores de fundamental importância para as vivências de um pagão que celebra os oitos Sabbats: Samhain, Yule, Imbolc, Ostara, Beltane, Litha, Lammas, Mabon. Sobre estas datas, Sabin (2009, p.125) afirma:
Os wiccanos comemoram seus dias sagrados (chamados Sabbats), e as luas cheias. Já que a Wicca é uma religião orientada pela natureza, coloca-se grande ênfase no ciclo das mudanças de estações, a que os wiccanos se referem como a “Roda do Ano”

Os Sabbats representam as estações do ano, marcando nestas a presença de Deusa e Deus em um ciclo perfeito e sem fim. Estes dias de poder são marcos deixados por povos antigos que celebravam suas colheitas e ritos de fertilidade muito antes da existência do cristianismo. Prieto (2009, p. 69) destaca a importância da celebração da roda do ano para os wiccanos:
A Wicca vê uma relação profunda entre o ser humano e o ambiente onde ele vive. Acreditamos que a natureza é a própria manifestação da Deusa e dessa forma celebramos as mudanças das estações. A Roda do Ano é vista como um ciclo ininterrupto de vida, morte e renascimento. Assim, reflete a passagem das estações do ano, bem como as mudanças interiores e exteriores provocadas por elas e a nossa própria ligação com o mundo. Para nós, tudo que vive e respira é divino e celebrando a vida através das mudanças das estações estabelecemos contato com o mundo dos Deuses, atraindo as energias do mundo natural para dentro de nós, alcançando assim a unidade com o mundo divino.

A roda do ano adotada pelos praticantes do Hemisfério Norte pode ser observada na figura 1, ela representa as mudanças das estações neste hemisfério.

Figura 1 – Roda do Ano do Hemisfério Norte.

Fonte: SABBATS, [2---?].

A fim de atender as necessidades de celebração da Wicca no Hemisfério Sul, onde as estações diferem foi criada a Roda do Ano do Hemisfério Sul, a adoção desta Roda e debatida por Ceridew ([2---?]):
Quem, afinal, determinou que a Roda do Ano funcionaria com datas invertidas no Hemisfério Sul, simplesmente? Certamente isso surgiu quando a Wicca começou a ser praticada na Australia, de acordo com critérios advindos de grupos que seguiam a wicca garderiana ou alexandrina. Não é absurdo crer que ninguém realmente pensou na Roda e como ela funcionaria, que podia haver muitas diferenças. Simplesmente alguém que morava no Hemisferio Norte e nada sabia da natureza do Hemisfério Sul, quando foi orientar os novos praticantes do Sul, agiu racionalmente e simplesmente trocou as datas de acordo com a estação do ano. Mas será que isso é válido mágica e energeticamente ou é uma simples operação mental sem grande fundamento?

A partir dessa inversão a Roda do Sul passou a ser adotada por grande parte dos pagãos wiccanos, assim também aconteceu no Brasil com a disseminação da Wicca em território nacional. Podemos verificar a Roda do Ano no Hemisfério Sul na figura 2:

Figura 2 – Roda do Ano do Hemisfério Sul

Fonte: Magnus, 2009. Os Sabbats wiccanos marcam o inicio meio e fim das estações do ano. O Brasil é um dos maiores países do mundo e sua enorme área geográfica que por sua vez traz uma enorme diversidade de climas. O norte do Brasil destaca-se aqui por apresentar as estações completamente diferenciadas das demais regiões como a região sul, como afirma o Centro de Divulgação da Astronomia (2000):
As estações acontecem de forma diferente nos estados do norte e do sul. Nos estados do sul é mais fácil dividir o ano em quatro estações, pois a natureza apresenta as quatro predominâncias. Já nos estados do norte do Brasil é mais fácil dividir o ano em duas estações, verão e inverno ou chuvas e seca, pois este é o comportamento predominante da natureza na região norte.

O pagão residente na Região Norte do Brasil termina por adotar a Roda do Hemisfério Sul para seus ritos, no entanto, as estações do ano no norte muitas vezes parecem se inverter o que acaba gerando muita dúvida a estes bruxos e bruxas. Coelho (2011) disserta sobre verão e inverno no norte do Brasil:
Devido sua grande extensão territorial, a região Norte de o Brasil ser influenciada pela linha do Equador, enquanto a região Sul pelo Trópico de Capricórnio, as características climáticas e o período de ocorrência da mesma estação nessas regiões são diferentes.

Por exemplo, os verões na Amazônia são caracterizados por chuvas abundantes, umidade elevadíssima e temperaturas acima de 25ºC e ocorrem quando é Inverno no Sul do país. Enquanto nos verões do Sul a umidade é muito menor, as chuvas, apesar de abundantes, têm volume pluviométrico menores e as temperaturas acima dos 20ºC têm variações maiores. Sua ocorrência acontece no período conhecido como Inverno na Amazônia.

Neste quadro confuso entre equinócios, solstícios e estações do ano, um pagão que more no norte muitas vezes pode optar pela roda do norte em detrimento da roda do Sul, uma vez que a natureza amazônica “rode” em um circulo perfeito próprio. Uma vez que no norte as estações estejam dividas de forma diferente da que a Roda do Hemisfério do Sul apresenta, a pagãos nortistas fica a duvida de qual época do ano melhor representaria cada Sabbat. Pela Roda do Hemisfério Sul temos:
Figura 3 – Roda do Ano do Hemisfério Sul e as estações do ano.

Fonte: O autor, 2011

Podemos perceber na figura 3, o ajuste das festas pagãs ao calendário das estações no Hemisfério Sul, no entanto para o norte as estações se dividem em chuvosas e secas, na época de Litha, por exemplo, 21/12 ponto máximo do poder do Deus, inicio do verão no norte seria a época mais chuvosa do ano geralmente conhecida como inverno. Assim sendo, a Roda do Hemisfério Sul talvez não fosse a mais adequada para a Região Norte do Brasil. Verifica-se na figura 4 o uso da Roda do Ano do Hemisfério Norte frente ao clima da Região Norte do Brasil:
Figura 4 – Aplicação da Roda do Hemisfério Norte para Região Norte do Brasil

Fonte: O autor, 2011.

Percebe-se aqui que pela Roda do Hemisfério Norte, as questões climáticas se encaixariam de uma maneira mais completa o Sabbat de Litha já citado anteriormente seria celebrado no período onde o poder do sol se evidencia na região, onde o verão se faz presente na percepção das pessoas. Conclui-se que a utilização da Roda do Hemisfério Norte para pagãos da região Norte do Brasil pode ser uma opção válida e altamente justificável em relação a sentir-se a natureza. Em momento algum busca-se aqui definir um jeito certo ou errado de se celebrar a Roda do Ano, sabe-se que a outras questões envolvidas nas escolhas de covens ou bruxos solitários, o que se busca é demonstrar o ponto de vista de um praticante e levantar uma questão talvez pouco discutida que merece um pouco mais de atenção dada a importância da Roda do Ano para as praticas wiccanas. O autor aqui deixa clara a importância da percepção de como cada época do ano nos afeta e de como casa uma delas se manifesta ao nosso redor e a partir desta percepção se lançar mão do esquema que melhor atenda a realidade de cada praticante. REFERÊNCIAS

CENTRO DE DIVULGAÇÃO DA ASTRONOMIA. Astronomia Parte 2: Estações do Ano. São Carlos: CDA, 2000. Disponível em: <http://www.cdcc.usp.br/cda/ensino-fundamental-astronomia/parte2.html >. Acesso em: 29 Dez. 2011.

CERIDWEN, Mavesper Cy. A Roda do Ano e sua Celebração. [S.l.: s. n.], [2--?]. Disponível em: <http://www.abrawicca.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id =115&Itemid=183>. Acesso em: 29 Dez. 2011.

COELHO, J. Estação Verão. [S.l.: s. n.], 2011. Disponível em: <http://www.recantodasletras.com.br/artigos/2302025>. Acesso em: 29 Dez. 2011. MAGNUS. Sabás: Festivais ou Festividades da "Roda do Ano". [S.l.: s. n.], 2009. Disponível em: <http://www.abrawicca.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id =115&Itemid=183>. Acesso em: 29 Dez. 2011.

PRIETO, Claudney. Wicca para todos. [S.l.: s. n.], 2009.

SABIN, Thea. Wicca para iniciantes: conheça os segredos da Magia e da Bruxaria em detalhes. São Paulo: Universo dos Livros, 2009. SABBATS. [S.l.: s. n.], [2---?]. Disponível em: <http://clubewicca.blogspot.com/2009/08/sabbats.html>. Acesso em: 29 Dez. 2011.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful