You are on page 1of 24

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com

I.P.D

Introdução ao processamento de dados

O inicio de tudo, suponho que você já ouviu falar da origem dos computadores, no passado ocupavam enormes prédios eram caros e muito difíceis de utilizar, e também eram lentos, o microcomputador surgiu com a idéia da grande empresa IBM, o microcomputador foi chamado de PC, (Personal Computer), ou seja, computador para uso pessoal. Nos dias de hoje é muito difícil viver sem utilizar computadores e internet, os computadores estão presentes em todas as partes no banco, supermercados, farmácias, escritórios, residências, escolas e por toda parte praticamente quase tudo depende do uso dos computadores. Bom minha sugestão é que você pesquise em bons livros a origem e o caminho que os computadores percorreram ate chegar a caber nas palmas das mãos. Aqui tentarei apenas ajudar você iniciante a descobrir este fascinante mundo digital.

Hardware:

A grande dificuldade do iniciante em informática é os termos usados nesta área é claro que se o leitor possui conhecimentos básicos da língua inglesa isso o ajudara bastante, mas tropeçara em outro problema à linguagem técnica, mas tudo bem, vamos iniciar nossos estudos. Os componentes físicos que fazem parte ou estão ligados ao microcomputador são chamados de hardware.

Software:

Todo trabalho realizado nos microcomputadores atuais é feito com a ajuda de programas específicos o que chamamos de software. Agora sabemos que o hardware é os componentes físicos ligados no microcomputador e todos os programas são chamados de software. Mas como saber que componentes fazem parte do hardware, e quais são os programas?

Componentes do hardware:

Microprocessador:

Este é o componente principal do microcomputador é o responsável em processar as instruções dos programas, certamente você já deve ter ouvido pessoas comentando sobre o microprocessador Pentium, ou Amd. Sobre velocidade de processamento e coisas assim. Os microprocessadores também podem ser reconhecidos com a sigla (CPU) que é a unidade central de processamento. Os microprocessadores usam os seguintes termos para medir sua velocidade MHz, ou GHz, o que você precisa saber é o seguinte:

1

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com

suponhamos que você possui um microcomputador e que seu microprocessador trabalhe com 100 MHz, isso quer dizer que teoricamente ele pode realizar 100 milhões de ciclos por segundo ou digamos para melhor esclarecimento que ele possa executar 100 milhões de instruções por segundo. Então um amigo diz a você que possui um microcomputador com microprocessador com velocidade de 1.0 GHZ, então você descobre que o microcomputador do seu amigo é mais veloz que o seu. Observe um bilhão de ciclos por segundo, ou seja, este computador teoricamente pode realizar um bilhão de instruções em um segundo. Atualmente existe dois principais fabricantes de microprocessadores a Intel com o Pentium quatro e a AMD com o Atholon 64. Nos dias de hoje o microprocessador é feito com a unidade de medida nanômetro, ou seja, muito pequeno e usa alta tecnologia. Observe as figuras abaixo elas mostram microprocessadores Intel e AMD:

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com suponhamos que você possui um microcomputador e que seu microprocessador
Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com suponhamos que você possui um microcomputador e que seu microprocessador

Os microprocessadores atuais são muito rápidos e trabalham com uma tecnologia nova de duplo processamento ou Dual Core. Que praticamente são dois processadores em um. Outra coisa é que consomem muita energia e dissipam muito calor o que se faz necessário uso de refrigeradores ou (coolers), um refrigerador é acoplado por cima do microprocessador para dissipar o calor produzido e manter a temperatura do microprocessador constante se esta aumentar muito queima o microprocessador, observe as figuras abaixo exemplos de refrigeradores (coolers):

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com suponhamos que você possui um microcomputador e que seu microprocessador
Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com suponhamos que você possui um microcomputador e que seu microprocessador

2

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com

Geralmente os refrigeradores ou coolers de qualidade possuem ventoinhas de alta velocidade e durabilidade e montadas sobre dissipadores de cobre ou alumínio, dissipador é a placa onde a ventoinha é montada, observe a figura abaixo:

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Geralmente os refrigeradores ou coolers de qualidade possuem ventoinhas de

Placa-mãe ou (mainboard)

Avançando nos estudos sobre os componentes que fazem parte do hardware é neste momento que tomamos conhecimento da placa central do microcomputador onde todos os outros componentes inclusive o microprocessador, é montado sobre a placa-mãe ou (mainboard). Este componente não é muito discutido ou observado na compra de muitos microcomputadores o que causa prejuízos futuros ou chateações e aborrecimentos constantes. O mercado oferece praticamente dois tipos de placas-mãe ou (mainboard), são elas a onboard e a offboard.

Placa-mãe onboard: este modelo de placa-mãe é voltado para o mercado de baixo custo onde o microcomputador realizará tarefas simples, como editar textos, planilhas eletrônicas e internet, este é o uso mais comum em escritórios e residências. As placas-mãe onboard não precisam de placas auxiliares para funcionar, como placa de vídeo, placa de som, placa de rede e placa de fax- modem, estas placas já estão presentes na placa-mãe onboard o que faz esta placa ter o preço baixo. As desvantagens neste tipo de placa-mãe seria o desempenho do microcomputador que fica prejudicado e a qualidade oferecida dependendo do fabricante da placa-mãe.

Placa-mãe offboard: geralmente este modelo de placa-mãe é desejado por usuários avançados e gamers (viciados em jogos de computador), onde o desempenho faz diferença e é muito exigido, é claro o custo pode variar muito dependendo dos recursos disponibilizados na placa-mãe, em uma placa-mãe offboard é necessário comprar placas auxiliares, como placa de vídeo, placa de som, placa de rede e etc. Mas com isto o usuário pode personalizar seu microcomputador com que existe de mais moderno em recursos tecnológicos e garantir que seu equipamento tenha uma vida útil maior e não terá dores de cabeça tão cedo, supondo que este usuário não seja pego por maus técnicos

3

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com

de informática na hora de montar seu microcomputador, isto também faz diferença um profissional bem qualificado poderá auxiliar você leitor no momento da compra. Vale lembrar que bons fabricantes de placa-mãe são:

ASUS, GIGABYTE, EPOX, MSI, INTEL e etc. Cuidado com o contrabando e placas-mãe fabricadas em lugares duvidosos. Exija sempre as embalagens, os CDS de instalação e manuais de todos os componentes comprados.

Observe a figura abaixo de uma placa-mãe offboard ASUS:

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com de informática na hora de montar seu microcomputador, isto também

Os modelos de placas-mãe modernas são o BTX e o ATX placas mais antigas são do modelo AT. Nas placas-mãe encontramos fendas que também são chamadas de slots de expansão que são encaixes onde pode ser inseridas novas placas auxiliares, soquete para o encaixe do processador, slots para encaixe dos módulos de memória Ram, ou seja, todos os componentes possuem encaixes para fixação na placa-mãe. Vale lembrar que em uma placa- mãe offboard temos a possibilidade de fazer upgrade que na verdade é substituir ou melhorar o desempenho trocando peças velhas por novas que provavelmente tem melhor desempenho assim aumentando a vida do microcomputador e investindo pouco.

Gabinetes:

Os gabinetes são as caixas onde montamos nosso microcomputador, estas caixas podem ser de metal, alumínio ou acrílico e podem ter vários formatos, cores, mas o comum é ter modelos de gabinetes verticais e horizontais do tipo AT, ATX, ou BTX.

4

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Á esquerda temos um gabinete AT horizontal e á direita
Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Á esquerda temos um gabinete AT horizontal e á direita

Á esquerda temos um gabinete AT horizontal e á direita um ATX vertical.

Lembre que os gabinetes BTX começaram a ser introduzidos no mercado recentemente é o novo modelo de gabinetes e formato de placas-mãe que logo serão o padrão do mercado. O Gabinete AT é completamente obsoleto e utilizado por computadores antigos. O Gabinete ATX será aposentado em breve deixando os BTX em seu lugar Para identificar os modelos dos gabinetes é simples basta observar alguns critérios, placas-mãe antigas usam conectores de teclado Dim e mouse serial, então o gabinete para este microcomputador tem que ser AT, algumas placas-mãe como os computadores da IBM usam teclado e mouse Ps2 ou mini Dim que são modelos empregados nos gabinetes ATX, mas seu gabinete é AT. As placas-mãe ATX foram projetas para um melhor layout, ou seja, organização dentro do gabinete para acomodar os cabos e placas, um gabinete ATX que segue as normas técnicas o microcomputador é montado com mais flexibilidade e sua aparência interna bem organizada o que não acontecia na época dos microcomputadores AT. e há uma melhor circulação de ar já que caso seja necessário pode-se colocar resfriadores ou coolers dentro do gabinete ATX, como foi dito anteriormente os microprocessadores geram muito calor. A identificação de um gabinete ATX e fácil os conectores do teclado geralmente os Ps2 ou mini Dim é identificado pela cor roxa, o mouse Ps2 ou mini Dim e de cor verde há presença de portas USB traseiras e frontais em alguns casos e entre outros fatores como a fonte de alimentação que é inteligente e pode desligar o computador automático, se você perceber computadores AT não desligam sozinhos e exibem a tela com a mensagem seu computador já pode ser desligado com segurança.

Fontes de alimentação:

Esse é outro componente muito importante na hora de comprar microcomputadores à fonte de alimentação fornece energia para todos os componentes do microcomputador em diversas voltagens, comprar um microcomputador com fonte de alimentação genérica, ou seja, de baixa qualidade pode gerar problemas muito sérios para o equipamento, como travamentos constantes, superaquecimento e até queima total. As fontes de

5

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com

alimentação atuais são do padrão ATX e BTX, microcomputadores mais antigos utilizam fontes do padrão AT que estão completamente obsoletas.

Observe as figuras abaixo são fontes de alimentação:

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com alimentação atuais são do padrão ATX e BTX, microcomputadores mais

Placas auxiliares:

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com alimentação atuais são do padrão ATX e BTX, microcomputadores mais

Lembra que a pouco falei sobre placas auxiliares, então chegou à hora de apresentá-las:

As placas auxiliares também chamadas placas de expansão, são usadas na hora de fazer um upgrade no microcomputador, ou seja, substituir peças ultrapassadas por novas ou simplesmente substituir peças defeituosas ou danificadas, melhorar o desempenho do microcomputador.

Placa de vídeo:

Usada para gerar imagens na tela do monitor do microcomputador, atualmente existem vários modelos de placa de vídeo o usuário comum utilizará a placa de vídeo onboard sem problemas, mas um usuário avançado e o gamer (viciados em jogos de computador) descartaram a placa de vídeo onboard porque seu desempenho é muito baixo e não consegue realizar trabalhos mais exigentes como jogos ou desenhar figuras vetoriais ou plantas no caso de engenheiros. As placas-mãe possuem varias fendas ou slots de expansão para encaixar placas auxiliares.

6

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Placa de som: Responsável por reproduzir os sons gerados no

Placa de som:

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Placa de som: Responsável por reproduzir os sons gerados no

Responsável por reproduzir os sons gerados no microcomputador existem muitos modelos agradando ao mais exigente usuário ou o simples usuário que apenas deseja ouvir seu cd.

Abaixo figura de uma placa de som e suas caixas acústicas:

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Placa de som: Responsável por reproduzir os sons gerados no
Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Placa de som: Responsável por reproduzir os sons gerados no

Lembre-se no microcomputador podemos ligar na placa de som caixas acústicas, microfones e até outros aparelhos para se trabalhar com edição de arquivos de áudio. Os joysticks usados para jogar jogos também se encaixam na placa de som.

Placa de rede:

A placa de rede é utilizada para interligar computadores em rede, hoje é comum nas residências existir dois computadores então é interessante ligar os

7

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com

microcomputadores em rede para que possam trocar informações compartilhar impressora ou outros acessórios e até mesma conexão com a internet.

Hoje existem redes com cabos e sem fio abaixo placas de rede que utiliza cabos e outra sem cabo:

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com microcomputadores em rede para que possam trocar informações compartilhar impressora

Placa de fax-modem:

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com microcomputadores em rede para que possam trocar informações compartilhar impressora

Utilizada principalmente para conexão com a internet discada, usada por muitos usuários no Brasil afora apesar do grande avanço e barateamento dos serviços de banda larga, internet com alta velocidade não conseguiu ainda fazer o modem ir para o museu.

Veja a figura abaixo de uma placa de fax-Modem:

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com microcomputadores em rede para que possam trocar informações compartilhar impressora

Modelos de Microcomputadores:

Nos dias de hoje existem muitos tipos de microcomputadores que cabem na mesa, no colo e até nas palmas da mão.

8

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com

Vejamos através das figuras os vários Modelos de microcomputadores:

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Vejamos através das figuras os vários Modelos de microcomputadores: Então
Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Vejamos através das figuras os vários Modelos de microcomputadores: Então
Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Vejamos através das figuras os vários Modelos de microcomputadores: Então
Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Vejamos através das figuras os vários Modelos de microcomputadores: Então

Então temos microcomputadores montados em gabinetes verticais e horizontais, notebooks e palmtops.

Cabos de alimentação e conexão:

Geralmente precisamos conectar cabos para utilizarmos o microcomputador aqui mostrarei vários tipos de cabos que utilizados para ligar o microcomputador na corrente elétrica e até mesmo os dispositivos como impressoras, cabos de rede e etc ... Para se ter um microcomputador é necessário ter uma instalação elétrica apropriada aterramento e uso de alguns equipamentos como filtro de linha no- breaks e filtro de linha observe as figuras:

9

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com 10
Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com 10
Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com 10
Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com 10
Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com 10
Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com 10
Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com 10
Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com 10

10

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com

Se você tiver a oportunidade de ver um microcomputador aberto Vera todos estes cabos é claro que alguns são utilizados externamente e então logo você os identificará com facilidade. Estes são apenas alguns cabos.

Memórias e dispositivos de armazenamento:

Quando estamos iniciando o sistema operacional ou salvando figuras na internet geralmente não sabemos onde o microcomputador armazena estas informações.

Na verdade toda informação é armazenada na memória Ram. Esta memória é responsável pelo desempenho dos programas, e também armazena todos os dados no momento que utilizamos o microcomputador. A memória Ram é conhecida como memória de escrita ou temporária porque se acontecer uma queda de energia elétrica todos os dados se perderam não podendo ser resgatados. Quanto mais memória Ram o microcomputador tiver mais rápido será a execução dos programas e o desempenho dos mesmos as memórias Ram são distribuídas na forma de pentes ou módulos e são fixadas na placa- mãe através dos slots de encaixe. Também é usada varias tecnologias para as memórias sendo as mais comuns hoje em dia SDRAM, DDR e DDR2.

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Se você tiver a oportunidade de ver um microcomputador aberto
Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Se você tiver a oportunidade de ver um microcomputador aberto

As capacidades dos pentes ou módulos de memória Ram são 128 MB, 256 MB, 512 MB, 1GB e já existem módulos de memória RAM de 4GB.

Memória Rom: responsável pelo autoteste do microcomputador conhecida como apenas de leitura porque seu conteúdo somente é acessado pelo fabricante da placa-mãe. Seu conteúdo não é apagado quando o microcomputador é desligado. Ao contrario da memória Ram que é distribuída na forma de pente ou módulos a memória Rom é soldada na placa-mãe.

11

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com

Dispositivos de armazenamento ou memórias auxiliares:

Se as informações que são armazenadas na memória Ram são perdidas ao desligar o microcomputador onde então podemos guardá-las para acessar mais tarde é nesta hora que entram em ação os dispositivos de armazenamento ou memórias auxiliares. Disco rígido: este dispositivo na verdade é uma caixa que é montada no interior do gabinete e é responsável por armazenar grandes quantidades de informação, por exemplo, o sistema operacional, os programas e suas informações são gravados neste disco, possui vários nomes como: Disco rígido, HD que é a abreviação de Hard Disk ou também pode ser chamado de Winchester. Este dispositivo sofreu muitas transformações em sua jornada e hoje tem capacidades e velocidade surpreendentes. Sua capacidade de armazenamento hoje esta na casa dos 500 GB ou mais quando foi inventado sua capacidade de armazenamento era de 10 MB. Vejamos a figura abaixo de um HD e seus componentes:

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Dispositivos de armazenamento ou memórias auxiliares: Se as informações que
Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Dispositivos de armazenamento ou memórias auxiliares: Se as informações que

12

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com

Então você já sabe onde é armazenado o sistema operacional e todos os programas do microcomputador, mas e se você precisar retirar as informações do microcomputador e levar para outro lugar ou mesmo se prevenir de falhas que possam acontecer como queimar o HD, ou simplesmente um ataque por vírus de microcomputador para estas eventualidades e outras que possam surgir guardamos nossas informações em meios externos como disquetes, CDs e até mesmo DVDS, hoje em dia se tornaram muito populares com a queda de preços dos gravadores de CD e DVD, também podem ser utilizados outros meios de armazenamento como os pendrives ligados em portas USB.

Leitor de disquetes: Ainda não foram parar nos museus, mas com a popularização dos pendrives descritos anteriormente quem sabe, o leitor de

disquetes é

o

meio

mais

comum

de transportar pequenos volumes de

informação como textos, por exemplo. Vejamos o leitor de disquetes nas

figuras abaixo:

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Então você já sabe onde é armazenado o sistema operacional
Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Então você já sabe onde é armazenado o sistema operacional

Disquetes: usados nos leitores de disquete, são muito frágeis e geralmente causam dor de cabeça ao usuário, é preciso tomar cuidado com o manuseio e armazenamento sua capacidade de armazenar informações é de 1,44 MB os disquetes usados nos dias de hoje são de três polegadas e meia, mas no passado usamos disquetes de cinco polegadas eram mais frágeis e causavam mais dores de cabeça ainda. Veja as figuras abaixo:

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Então você já sabe onde é armazenado o sistema operacional
Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Então você já sabe onde é armazenado o sistema operacional

Á esquerda um disquete de três polegadas e meia e a direita um de cinco polegadas.

13

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com

Gravadores de DVD e CD: Os gravadores ópticos tornaram-se muito populares graças à queda dos preços é praticamente encontrado em muitos microcomputadores, além dos gravadores é possível ter leitores de CD ROM e DVD que apenas fazem leitura dos programas, mas não possuem capacidade para gravar informações como no caso dos gravadores lembrando que é muito importante ter gravadores de CD ou DVD no microcomputador, pois podemos nos prevenir de ataques de vírus e podermos fazer cópias de segurança dos nossos arquivos mais importantes assim prevenindo qualquer acidente ou fatalidade. Veja as figuras abaixo:

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Gravadores de DVD e CD : Os gravadores ópticos tornaram-se
O
O

Os gravadores de Cd podem ser reconhecidos com a seguinte serigrafia 52x32x52x isto indica que um gravador pode gravar CDR a 52x e CDRW a 32x e ler CD a 52x, a letra x representa velocidade quanto maior mais rápido. Lembre-se que os fabricantes também disponibilizam gravadores combo que na verdade são gravadores multitarefa, por exemplo, grava CD e Lêem DVD ou Grava CD ou DVD. Os gravadores de DVD podem gravar e ler DVDS e também fazem gravação e leitura de CDS. Tanto os CDS e DVDS encontrados no mercado possuem tarefas distintas como o CDR que é o CD usado para fazer gravação de dados e áudio, o CD RW que pode ser gravado e apagado para fazer uma nova gravação existe ainda os mini CDs a capacidade de dados que um CD pode armazenar é de 650 MB ou 700 MB, o DVD pode armazenar 4.0 GB.

Pendrives: Este dispositivo tem tudo para aposentar os disquetes de vez podem levar grandes quantidades de informação e são portáteis e podemos transportá-los para qualquer lugar sem problemas devido ao seu tamanho, também podem armazenar fotos digitais, músicas no formato MP3. Veja a figura abaixo:

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Gravadores de DVD e CD : Os gravadores ópticos tornaram-se

14

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com

Dispositivos de entrada, saída, entrada e saída.

Dispositivos ou periféricos de entrada, Saída, entrada e saída. São utilizados no microcomputador para diferentes tarefas como:

Dispositivos de entrada de informações ou (INPUT DEVICE): o teclado, o mouse, a multifuncional ou scanner; câmeras digitais. Estes dispositivos inserem dados no microcomputador, por exemplo, você coloca uma foto no scanner e a digitaliza daí pode ter a foto na forma de um arquivo no microcomputador e utiliza-la na internet ou envia-la para um amigo.

Dispositivos de saída de informações: são dispositivos que nos mostram o resultado dos nosso trabalhos realizados no microcomputador, como o texto que digitamos é visualizado no monitor e depois impresso na impressora.

Dispositivos de entrada e saída (INPUT/OUTPUT DEVICE): estes dispositivos podem receber entrada de informações e também saída de informações como a placa de fax-modem que usamos na conexão com a internet recebe informações da internet como também pode enviar informações na internet, a placa de rede que é usada para interligar dois ou mais computadores tanto pode receber informações como pode sair informações.

Teclado: pode ser um grande obstáculo para o iniciante é necessário conhecer algumas funções das principais teclas:

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Dispositivos de entrada, saída, entrada e saída. Dispositivos ou periféricos

Os teclados mais usados têm pouco mais que 100 teclas, mas a distribuição das letras e acentos não segue o mesmo padrão em marcas diferentes. Têm formato retangular, embora o teclado ergonômico se adapte melhor a estrutura anatômica do corpo humano, pois as mãos ficam em uma posição mais confortável, o que alivia a tensão dos pulsos, braços e ombros e diminui os riscos de lesões por esforço repetitivo.

O teclado pode, funcionalmente, ser dividido em seções:

15

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com

Teclado principal - contém as letras, os números e a maioria dos símbolos e algumas teclas especiais.

Teclado acessório - traz os números, símbolos matemáticos e algumas outras teclas muito utilizadas; seu comportamento depende da tecla NUMLOCK (no canto superior esquerdo) estar ativada (gera os números) ou não (gera as setas, e as funções inserir - ins, deletar - Del, início - home, fim - end, uma página acima - PGUP e uma página abaixo - PGDN).

Teclado central - em que aparecem novamente teclas do teclado acessório (pode ser usado quando a tecla NUMLOCK está ativada).

Teclado superior - contém teclas de função de [F1] a [F12] e algumas teclas especiais.

Tecla Esc - localizada no canto superior esquerdo.

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Teclado principal - contém as letras, os números e a

Teclas especiais:

ENTER - é usada para dar "entrada" nos comandos. Aparece no

lado direito, tanto do teclado principal como no acessório.

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Teclado principal - contém as letras, os números e a

BACKSPACE - Volta um espaço, sendo muito quando se

digita textos. Funciona como a tecla corretora de uma

máquina de escrever (volta uma posição removendo o

dígito que antecede o cursor).

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Teclado principal - contém as letras, os números e a

DELETE - Aparece no teclado central e no acessório sendo

muito usada em textos para eliminar os caracteres que estão

adiante do cursor ou selecionados. Em programas diferentes

tem funções também diferentes: No Windows Explorer elimina arquivo. Em telas do Windows apaga ícones.

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Teclado principal - contém as letras, os números e a

SETAS - Para cima, baixo, direita e esquerda.

Também estão no teclado central e no acessório.

São utilizadas para deslocar o cursor pela tela.

CAPSLOCK - Está à esquerda do teclado principal. Fixa o teclado em caixa

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Teclado principal - contém as letras, os números e a

alta,

para

se

escrever

em

maiúsculas.

16

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com

As três seguintes (ctrl, shift e alt) aparecem redundantemente de cada lado do teclado principal.

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com As três seguintes (ctrl, shift e alt) aparecem redundantemente de

SHIFT - gera letras maiúsculas ou os símbolos que aparecem no teclado principal, acima dos números. Em alguns teclados, é simbolizada por uma seta para cima.

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com As três seguintes (ctrl, shift e alt) aparecem redundantemente de

CONTROL (ctrl) - esta tecla é neutra, ou seja, quando

pressionada isoladamente nada acontece. Gera códigos especiais, com funções variadas, dependendo do programa em uso. Quando se usa ctrl+ letra, a tecla ctrl deve ser mantida pressionada e apenas um toque deve ser dado na tecla da letra indicada.

  • ALT - também é neutra e gera códigos especiais que dependendo Do programa que está em uso.

    • TECLAS
      programa. Sob acionar textos de ajuda.

DE

FUNÇÃO

-

F1,

F2,

,

F12

-

sua

ação depende do

para

...

o Windows, [F1] costuma estar reservada

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com As três seguintes (ctrl, shift e alt) aparecem redundantemente de

INS (INSERIR) - sua função depende do programa,

costuma ser usada quando há entradas de texto, servindo

para ativar ou desativar o modo de escrita: de inserção (que vai deslocando os caracteres que aparecem adiante do cursor) ou destrutivo (que os vai sobrepondo).

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com As três seguintes (ctrl, shift e alt) aparecem redundantemente de

ESC - É usada, por exemplo, quando se ativa alguma

janela

e

aparecem

botões

como

"Sim",

"Não"

e

"Cancela". Costuma equivaler a este último botão.

Mouse: Pequena peça deslizante que serve para movimentar o cursor na tela o que é facilitado pela sua movimentação sobre um apoio de borracha retangular denominado mouse pad. À medida que o mouse é movimentado por meio de

17

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com

uma pequena bola (track ball), seus sensores internos reproduzem na tela a movimentação do cursor.

Com o mouse se pode apontar comandos na tela e ativá-los pressionando (clicando) seu botão esquerdo, bastando o cursor estar sobre uma palavra ou ícone que represente o comando.

O cursor pode também assumir o papel de uma ferramenta de trabalho e executar as mais diversas funções: selecionar textos, redimensionar figuras, arrastar. Vale lembrar que também existem mouses sem fio e com sensor o que dispensa o uso de cabos e a pequena bola (track ball) veja as figuras:

Assim, o mouse tornou-se fundamental com a

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com uma pequena bola ( track ball ), seus sensores internos

criação

das

interfaces

gráficas.

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com uma pequena bola ( track ball ), seus sensores internos
Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com uma pequena bola ( track ball ), seus sensores internos

18

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com

Software:

Finalmente chegamos aos softwares programas de computador. Os softwares se dividem em várias categorias para uso em diferentes especificações, aqui apenas descreverei sobre os aplicativos. Os aplicativos também são divididos em categorias, por exemplo, se quero fazer desenhos vetoriais usarei o Corel Draw da empresa Corel ou o Freehand da Macromedia. Abaixo a tela de abertura do Corel Draw Versão 12. E o Macromedia Freehand versão 10:

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Software: Finalmente chegamos aos softwares programas de computador. Os softwares
Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Software: Finalmente chegamos aos softwares programas de computador. Os softwares

Para trabalhar com fotos digitais o mercado disponibiliza o Photoshop ou Fireworks. Vejas as telas de abertura destes aplicativos abaixo:

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Software: Finalmente chegamos aos softwares programas de computador. Os softwares
Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Software: Finalmente chegamos aos softwares programas de computador. Os softwares

Atualmente existem ótimos aplicativos nas mais variadas áreas cada um com seu propósito. No nosso curso de informática usaremos os programas do pacote Office 2000 Premium da Microsoft que geralmente é o primeiro contato dos iniciantes com os programas do microcomputador. Nesse pacote encontramos o Microsoft Word que é um editor de texto muito conhecido, o Microsoft Excel usado para fazer planilhas eletrônicas, e o Microsoft Power Point usado para fazer apresentações de slides ou apresentação na tela do microcomputador. Também faz parte desse pacote o Microsoft Acess um banco de dados. Em nosso curso trabalharemos apenas com o Microsoft Word para edição de textos e o Microsoft Excel para edição de planilhas e cálculos. Os passos descritos neste guia poderão ser usados em qualquer versão do Microsoft Office que atualmente esta na versão 2003. O que pode mudar é aparência do programa e a adição de novos recursos. Mas nada impedira o

19

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com

leitor de

usar uma versão

recente ou anterior para executar os passos

ensinados.

Sistema Operacional: o sistema operacional é o responsável pela execução correta dos programas e gerenciamento das configurações e funcionamento correto do hardware. Existem muitos sistemas operacionais, como o Unix, Linux e o Windows que é o mais conhecido. Á que estamos falando de Microsoft Windows mostrarei as varias versões que surgiram ao passar dos anos. Talvez você pense que exista apenas o Microsoft Windows, mas não é verdade o Linux é um sistema que não pertence a uma corporação ou empresa privada, possui seu código fonte aberto o que significa que o Linux pode ser alterado e melhorado por qualquer um basta saber programação de computadores isso não acontece com o Microsoft Windows todos os anos apresenta uma nova versão diferente e como sempre você deve comprá-la. Veja a evolução do Microsoft Windows através dos anos:

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com leitor de usar uma versão recente ou anterior para executar

Lembro-me muito bem dessa versão 3.11 que maravilha rodava sobre o MS- DOS um sistema operacional muito conhecido a. Oprimeiro da Microsoft era o Máximo na época do seu lançamento: confira o surgimento das janelas do Microsoft Windows, na figura abaixo a área de trabalho do Windows 3.11:

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com leitor de usar uma versão recente ou anterior para executar

20

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com

A

revolução

veio

com

a

chegada

do

Windows

95

com

ícones

mais

arredondados trabalha sem precisar do MS-DOS, me lembro de ter jogado o campo minado um jogo que está presente até hoje no Microsoft Windows e foi o meu primeiro contato com a Internet:

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com A revolução veio com a chegada do Windows 95 com
Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com A revolução veio com a chegada do Windows 95 com

Em 1998 surgiu o Microsoft Windows 98 que no inicio foi um fiasco recordo que neste período troquei meu Microsoft Windows 95 pelo Microsoft Windows 98, foi um horror o sistema travava muito, mas como sua aparência era mais elegante que o Microsoft Windows 95 acabei ficando com o microcomputador assim até surgir o Microsoft Windows 98SE, ou seja, segunda edição com muitas correções e melhorias. Veja figura abaixo:

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com A revolução veio com a chegada do Windows 95 com

21

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Em 2000 surgiu o Microsoft Windows ME e 2000, o

Em 2000 surgiu o Microsoft Windows ME e 2000, o primeiro substituindo o Microsoft Windows 98SE e o Microsoft Windows 2000 substituindo a família NT que é usada pelas empresas e apresenta melhor desempenho e segurança para trabalhar em rede de computadores.

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Em 2000 surgiu o Microsoft Windows ME e 2000, o
Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Em 2000 surgiu o Microsoft Windows ME e 2000, o

A aparência do Microsoft Windows Millenium e idêntica ao Microsoft Windows 2000: Com isso a Microsoft reduziu a dificuldade do usuário doméstico, trabalhar em casa ou em seu escritório na empresa, pois este não encontraria dificuldades em utilizar o Windows 2000.

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Em 2000 surgiu o Microsoft Windows ME e 2000, o

22

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com

Em 2002 com o avanço dos microcomputadores em relação à velocidade de processamento e memória Ram mais rápidas surgiu o Microsoft Windows XP que esta no mercado até o presente momento em que escrevo este guia. A revolução fica pelo novo visual e instabilidade que o Microsoft Windows XP apresenta comparado às versões anteriores do Windows. O Windows XP apresenta duas versões a Home e a Profissional:

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Em 2002 com o avanço dos microcomputadores em relação à
Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Em 2002 com o avanço dos microcomputadores em relação à

Apesar deste processo evolutivo na plataforma Microsoft Windows nos últimos tempos o Linux também evoluiu muito tornando capaz o usuário iniciante a usá- lo sem problemas e complicações fica a pergunta será que o Linux ira passar a perna no Windows. Isso ninguém sabe, mas que o sistema do pingüim tem lá suas vantagens e atrativos isso tem. Por exemplo, a distribuição Linux do Carlos Morimoto do guia do hardware batizada de Kurumin vem ganhando grande destaque na mídia o Kurumin é totalmente Brasileiro e é ótimo por sinal qualquer um pode utilizá-lo desde um usuário avançado e conhecedor do sistema operacional linux ou não o visual do sistema é muito superior ao Microsoft Windows XP e melhor, os programas que acompanham o Kurumin Linux são muito bons, você quase não precisa comprar nada o Open Office é extraordinário e às vezes mais fácil de utilizar que o Microsoft Office também estão presentes programas compatíveis com o Photoshop e Corel Draw.

23

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com

Programa para gravação de CDS e DVDS e muito mais Confira as figuras abaixo do Kurumin versão 5.1:

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Programa para gravação de CDS e DVDS e muito mais
Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Programa para gravação de CDS e DVDS e muito mais

Outra poderosa distribuição do Sistema operacional Linux é o Conectiva que atualmente está na versão 10 que por sinal é muito boa, pode ser utilizada por iniciantes no sistema operacional Linux ou Administradores de sistema o Conectiva já existe há muitos anos e incluse é respeitado fora do Brasil, Observe a figura mostrando a área de trabalho do Conectiva Linux 10:

Elaborado por Luciano Von Doom lucianovondoom@hotmail.com Programa para gravação de CDS e DVDS e muito mais

24