You are on page 1of 20

CANALETE 90

www.eternit.com.br
Eternit S.A. - R. Dr. Fernandes Coelho, 85 - 8º and. - São Paulo - SP - CEP 05423-040 - Tel.: (11) 3038-3838

TELHA CANALETE 90 8 mm
Tecnologia avançada para obras de grande porte.
Canalete 90 é o perfil ideal para coberturas e fechamentos laterais com segurança e durabilidade. Permite a criação de vãos livres arrojados e amplos beirais. Apresenta design moderno e funcional, facilitando as composições arquitetônicas. É mais um produto com a tradicional qualidade Eternit. Até chegarem às suas mãos, as telhas Eternit passam por um rigoroso controle de qualidade, no qual são testadas e aprovadas. Eternit. Mais de meio século em produtos de sua confiança e respeito ao meio ambiente.

Aplicação Ideal
Projetos industriais, comerciais e institucionais de grande porte.

Dimensões

Características Básicas
Espessura Peso médio em cobertura Vão livre máximo Balanço longitudinal máximo Inclinação mínima com recobrimento Inclinação mínima sem recobrimento Sobreposição longitudinal mínima 8,0 mm 24 kg/m2 7m 2m 5° (9%) 2° (3%) 25 cm
Fixação Parafusos ou ganchos com rosca e trava, com vedação através de arruelas e buchas. Peças complementares Cumeeiras (normal, terminal, articulada e shed), terminal de aba plana, rufo e tampão, placa pingadeira, placa de ventilação, placa de vedação e pingadeira plástica.

Comprimento (m) 3,00 3,70 4,60 6,00 6,70 7,40 8,20 9,20

Pesos Nominais (kg) 55 67 83 109 122 134 149 167

Observações Consulte a filial ou revendedor mais próximo para verificar a disponibilidade do produto em sua região. Os dados constantes neste catálogo não devem ser considerados como normas para todas as construções. A Eternit coloca à disposição, em suas filiais de vendas, o Departamento de Atendimento ao Cliente para maiores orientações sobre seus produtos. Locais sujeitos a ventos fortes Recomenda-se atenção especial para assegurar que vãos livres, balanços e fixações atendam aos requisitos exigidos nestas condições, conforme as normas ABNT NBR 5639 e NBR 6123.

2

Inclinação mínima Sem recobrimento longitudinal: 2° (3%) Com recobrimento longitudinal: 5° (9%) Para apoio metálico usar trava nas inclinações iguais ou superiores a 3° (5%) Para apoio de madeira ou concreto usar trava nas inclinações iguais ou superiores a 5° (9%) * Sobrecarga acidental máxima (NBR 5639). Vão livre e balanço livre* Pela definição da ABNT (NBR 5639) vão livre é a maior das duas distâncias entre: • Orifícios de fixação ou • Entre as linhas do primeiro ponto de contato do canalete em cada apoio.1 mm/ + 2 mm Comprimento ± 15 mm NBR 5640 NBR 5639 NBR 8055 Normas para Projeto Cobertura Aplicação O Canalete 90 vence grandes vãos livres com suas peças resistentes.31 W/m °C 0.01 mm/m °C 2 mm/m (reversível) entre E = 15. Considerando recobrimentos. inerte a vibrações Espessura . Deve-se fazer cortes de cantos. 2 m Bom.TELHA CANALETE 90 8 mm Características Técnicas Composição básica Condutibilidade térmica Dilatação térmica Dilatação por absorção de água Módulo de elasticidade Peso específico Resistência ao fogo Resistência a agentes químicos Resistência à flexão Isolamento sonoro Tolerâncias dimensionais Normas ABNT Cimento e fibras de amianto (totalmente presas ao cimento) (20°C) K = 0. Recobrimento longitudinal Só admitido para inclinações iguais ou superiores a 5° (9%).000 Mpa (valor médio) = 1. Deve ser feito sempre sobre apoio. leves e econômicas e pode ser usado praticamente na horizontal. peças complementares e elementos de fixação. 7 m Até 1 kN (100 kgf) no balanço livre máx.000 e 20.6 g/cm3 até 300°C Imune a gases secos e a vapores úmidos (com pH superior a 6) Até 2. pois exige pequenas inclinações. deve-se adotar 24 kgf/m2 como carga permanente.) Em coberturas não usar apoio intermediário. Balanço livre é a maior das duas distâncias entre: * A extremidade livre (não apoiada) e o orifício de fixação ou • Entre a extremidade livre e a linha do primeiro contato do canalete com o apoio. 3 . (Sentido de observação: do meio do vão para os apoios. massa de vedação e trava.5 kN (250 kgf) no centro do vão livre máx. É indispensável o uso de: afastador (exceto quando usar gancho auxiliar).

cuja instalação segue as mesmas recomendações do domo. Nesses casos podem ser aplicados na posição normal: POSIÇÃO NORMAL COM OU SEM RECOBRIMENTO LONGITUDINAL POSIÇÃO INVERTIDA SEMPRE SEM RECOBRIMENTO LONGITUDINAL Vão livre e balanço livre Vão livre até 6 m Vão livre maior que 6 m Iluminação zenital Obtém-se iluminação zenital (em coberturas e paredes) intercalando-se domos ou telhas plásticas translúcidas (não fornecidos pela Eternit). Telha plástica ondulada (não fornecida pela Eternit). 2. Largura mínima de apoio Não apoiar o canalete sobre quinas ou arestas. etc. 3. Recobrimento longitudinal Posição normal Sobrecarga para luminárias Veja observações 1 e 2 para canaletes que recebem domo. Utilizar toda a superfície da peça de apoio. recomenda-se o balanço livre máximo de 20 cm.5 kgf)/m. deve-se observar os afastamentos mínimos e máximos.TELHA CANALETE 90 8 mm Afastamentos recomendados Para o encaixe perfeito das peças complementares. paredes. Se houver necessidade de vão maior que o máximo admitido (6 m). em locais sujeitos a choque. Observar a distância mínima de 4 cm entre as extremidades dos canaletes e caixas-d´água. Observar colocação de suportes de aba na sua aba livre. Junto ao solo.. para permitir a livre dilatação. Os canaletes devem ser fixados também nesse apoio.025 N (2. Observar a colocação de tirantes de contraventamento (veja pág. Fechamentos laterais Considera-se fechamento lateral (ou parede) canaletes colocados com inclinação mínima de 75°. 4. 10). que deve seguir a inclinação do canalete de ter no mínimo 5 cm. Devem estar solidários com pelo menos um canalete que não recebe domo. Carga máxima admissível na crista da aba: 0. Em fechamentos laterais com o canalete em posição invertida não é permitido o recobrimento longitudinal. 4 . Domo/Telha translúcida Observações sobre canaletes que recebem domos: 1. deve-se prever apoio intermediário coplanar com os outros dois.

por exemplo.TELHA CANALETE 90 8 mm Detalhes construtivos para fechamentos laterais Em posição normal ou invertida. o Canalete 90 requer arremates. juntas de dilatação e a observação de alguns detalhes para. a instalação de portas e janelas. Arremate de canto (posição normal) Arremate de canto (posição invertida) Junta de dilatação Pilares salientes Portas e janelas Arremate superior 5 .

Parafuso com rosca soberba 8 x 110 mm Parafuso com rosca soberba 8 x 150 mm • Somente em cobertura.TELHA CANALETE 90 8 mm Fixação Componentes essenciais 1. Gancho com rosca reto simples 8 x 250 mm com porca • Somente em cobertura. São colocados nas linhas de apoio. Suportes de abas Fixados no apoio e nas abas dos canaletes de extremidade (laterais). ou pelas abas (posição invertida). Tirantes de contraventamento Fixados nas abas dos canaletes. 3. Fixadores de abas Colocados no recobrimento lateral. • Canaletes de beiral lateral desprotegido. através de parafusos ou ganchos com rosca. em conjunto com canaletes. • Para canaletes de beiral lateral desprotegido (fixação pela nervura central). • Para apoio de madeira. fora das linhas de apoio. Em fechamentos laterais é feita pela área do canalete que fica em contato com o apoio. 6 . 2. • Para apoio metálico ou concreto. • Fixação de cumeeiras e peça terminal de aba plana. • Para apoio de madeira. no caso de cobertura. • Fixação de canalete pelo fundo (posição normal) com ou sem recobrimento longitudinal. Elementos de fixação .Dimensões e usos Gancho com rosca uma extremidade 8 mm com porca • Somente em cobertura. evitando o movimento provocado por ventos laterais. Complementam as funções dos suportes de abas. Ganchos com rosca Elementos principais de fixação. atravessando dois canaletes. 4. A fixação é feita sempre pelas abas laterais dos canaletes. • Para apoio de concreto com alça. • Fixação pela nervura central com recobrimento longitudinal. *Padronizados pela ABNT/NBR 8055. • Em coberturas ou fechamentos laterais. • Fixação pela nervura central sem recobrimento longitudinal. • Fixação de canaletes pelas abas com ou sem recobrimento longitudinal. Gancho com rosca reto simples 8 mm com porca Gancho com rosca reto "L" 8 mm com porca • Ganchos sob encomenda. sobre apoio. • Para apoio de madeira. Parafuso com rosca soberba 8 x 85 mm • Somente em fechamentos laterais.

• gancho com rosca. fixação pelo fundo. com: • parafuso com rosca soberba. com ganchos com rosca. 100 Em coberturas. 35 Em fechamentos laterais. fixação pelo fundo. fixação pelas abas laterais A=d+h A = comprimento do gancho h = altura da viga de apoio B = largura da viga de apoio 7 . fixação pelas abas. com: • gancho com rosca ou • parafuso com rosca soberba. Cálculo da medida "A" dos ganchos • Apoio de madeira Conjunto de vedação vertical Uso nos fechamentos laterais em posição invertida.TELHA CANALETE 90 8 mm Coberturas Distância mínima de furação No recobrimento dmm Utilização 295 Em coberturas. fixação pela nervura central (fixação tripla). com recobrimento longitudinal. fixação pela nervura central (fixação tripla). com recobrimento longitudinal. 120 Em coberturas. com ou sem recobrimento longitudinal. No beiral Uso de ganchos e parafusos Coberturas Os canaletes. devem ser fixados sempre pelas abas. Em coberturas. sem recobrimento longitudinal. sem recobrimento longitudinal. sem recobrimento longitudinal. em posição normal. No beiral Conjunto de vedação Dimensões e Usos Na fixação da trava (veja trava) No recobrimento Conjunto de vedação Uso em cobertura ou fechamento lateral. 60 Em fechamentos laterais. (posição invertida). fixação pelas abas laterais. 50 Em fechamentos laterais.

7). 2. pode-se prender o gancho com rosca em alças de metal embutidas no concreto (chumbadores) ou utilizar fixação com barra soldada ao longo da viga. se estiver na posição normal. Fechamentos laterais A fixação do canalete é feita na parte que está em contato com a superfície de apoio. Posição normal Fixação pelo fundo com ou sem recobrimento longitudinal. Se o número de canaletes da fiada for ímpar.TELHA CANALETE 90 8 mm • Apoio metálico Para cálculo do comprimento desenvolvido (veja pág. marcar 908 mm sucessivamente para a direita e para a esquerda. 8 . para a esquerda e para a direita. Marcar o centro da viga. 3. Posição invertida Fixação pelas abas sem recobrimento longitudinal. Esses já são dois pontos de colocação. marcar 454 mm do centro da viga. este já é um ponto de colocação. podendo ser pelo fundo. Fixação com barra soldada ao longo da viga • Apoio de concreto Além do perfil metálico ou de madeira fixado no apoio de concreto. Se o número de canaletes da fiada for par. ou pela aba se estiver na posição invertida. Para os outros pontos. Pontos de colocação dos chumbadores 1. A partir desses pontos marcar 908 mm para a esquerda e para a direita.

Canaletes sem recobrimento longitudinal • Apoio de concreto Canaletes com recobrimento longitudinal Quando a fixação é feita pelo fundo. Também para fixar peças complementares e alguns acessórios. Fixador de abas simples Para unir as abas dos canaletes nos recobrimentos laterais de modo a formar um conjunto estrutural uniforme. os acessórios servem apenas para encostar o canalete na estrutura.Tipos e usos • Apoio metálico Fixação pelas abas ou pelo fundo sem recobrimento longitudinal. 9 . Se é feita pelas abas. quando existe acesso por baixo ou por trás dos canaletes. o canalete é sustentado pelos próprios acessórios de fixação.TELHA CANALETE 90 8 mm • Apoio de madeira Fixação pelas abas ou pelo fundo. Fixadores de abas . Fixação pelas abas ou pelo fundo com recobrimento longitudinal. Neste caso a sustentação é feita com o uso de um consolo ou de gancho chato metálico. Fixador de abas autotravante Quando não há acesso por baixo da cobertura ou por trás do fechamento lateral.

Tirantes para canaletes de cobertura com domo/telha translúcida Vão livre até 3 m inclusive entre 3 e 5 m inclusive entre 5 e 7 m inclusive Nº de tirantes 1 2 3 Posição no meio do vão nos terços do vão nos quartos do vão 10 . Tirante de contraventamento Evita que a aba livre do canalete se deforme por ação do vento ou do peso próprio. quando este for maior ou igual a 5 m. usar 1 fixador por recobrimento lateral ao longo das linhas de apoio. colocado a 20 cm da extremidade do canalete. Utilizados para ancorar as abas livres dos canaletes.Tipos e usos Balanço Suporte de aba com base Suporte de aba simples Apoio de concreto. para qualquer vão.TELHA CANALETE 90 8 mm Suporte de abas .: se o canalete de extremidade lateral tiver balanço superior a 1 m. quando este for maior ou igual a 3 m e menor que 5 m. Em fechamentos laterais posição normal. Obs. Apoio de madeira ou metal. Fixadores em coberturas e fechamentos laterais Vão livre Usar 1 fixador por recobrimento lateral. usar 1 tirante no meio do balanço. nos casos em que os canaletes são afastados para formar área de ventilação ou receber domo/telha translúcida. Tirantes para canaletes de extremidade lateral Vão livre até 3 m inclusive entre 3 e 5 m inclusive entre 5 e 7 m inclusive Nº de tirantes 1 2 Posição no meio do vão nos terços do vão Usar 2 fixadores por recobrimento lateral nos terços médios do vão livre. Usar 1 fixador por recobrimento lateral. É obrigatório seu uso nos canaletes das laterais dos telhados e nos canaletes do meio da cobertura ou fechamento lateral quando afastados para ventilação ou colocação de domo/telha translúcida. A posição dos tirantes de contraventamento deve ser conforme as tabelas abaixo. no meio do vão livre. Essas abas podem estar na extremidade lateral ou no meio da cobertura e fechamentos laterais. quando o balanço tiver comprimento maior ou igual a 1 m.

Devem ter fixação tripla e tirantes todos os canaletes que avançam total ou parcialmente sobre beirais laterais desprotegidos. fixada sempre no apoio superior (veja Montagem). convém protegê-los conforme os exemplos a seguir. 1 2 Uso da trava • Apoio: concreto ou madeira Inclinação igual ou superior a 5° (9%). Utilizar uma trava para cada canalete. • Apoio: metálico Inclinação igual ou superior a 3° (5%). transmitindo a carga do canalete que recobre diretamente para o apoio (veja Montagem). Além de fixação tripla e tirantes. Monta Col Situações de uso Consumo Placa de ventilação nervura 1 kg para 80 peças Placa de ventilação 1 kg para 40 peças Afastador em fechamento lateral 1 kg para 66 peças Fixação em beiral lateral desprotegido Trava Peça que impede o deslizamento do canalete em coberturas.TELHA CANALETE 90 8 mm Afastador Peça que regulariza o contato entre dois canaletes no recobrimento longitudinal. 3 Massa de vedação Situações de uso Consumo 4 Recobrimento longitudinal de canaletes Cumeeiras (exceto shed) Cumeeiras shed (só na cobertura) Peça terminal de aba plana Placa pingadeira Tampão 400 g/recobrimento 600 g/peça 300 g/peça 300 g/peça 200 g/peça 300 g/peça Detalhe da fixação 5 11 .

necessárias para segurança. Placa de vedação nervura Cumeeira normal Tampão Rufo Placa de vedação (normal) Cumeeira normal terminal Peça terminal de aba plana (direita e esquerda) Placa pingadeira Placa de vedação (invertida) Cumeeira articulada (aba inferior e superior) Cumeeira shed Placa de ventilação Pingadeira plástica Cumeeira Normal e Cumeeira Normal Terminal A cumeeira normal é usada no recobrimento do encontro de duas águas do telhado.7 kg 14. Peças Cumeeira normal Cumeeira normal terminal Inclinação 2° (3%) 5° (9%) 2° (3%) 5° (9%) Pesos Nominais 13. estética e acabamentos de coberturas e fechamentos laterais. A cumeeira normal terminal deve ser usada nas extremidades da linha de cumeeira. A cumeeira é usada como gabarito de montagem.6 kg Fixação Deve ser feita pelas abas da peça. Para inclinações de 2° (3%) e 5° (9%). Fixação sobre apoio Feita com ganchos com rosca junto com os canaletes.9 kg 14.9 kg 15.TELHA CANALETE 90 8 mm Peças Complementares O Canalete 90 permite o uso de uma série de peças complementares. Montagem Para perfeito encaixe os canaletes das duas águas devem estar bem alinhados. 12 . de acordo com o tipo de apoio ou de montagem. Furo com broca Ø 16 mm (5/8"). Usar ganchos com rosca ou fixadores de aba.

4 kg Cumeeira Articulada Fixação Sobre o apoio Feita com ganchos com rosca junto com os canaletes. de acordo com o tipo de apoio ou de montagem. Afastada do apoio Feita com fixadores de abas. Furar com broca Ø 16 mm (5/8"). Peso Nominal Inclinação 2° (3%): 10. Instalar primeiro as inferiores. tanto das cumeeiras como dos canaletes (veja Montagem). Encomendar sempre uma peça a mais para arremate da última cumeeira.5° (50%).2 kg Aba Superior: 8. parafusos com rosca soberba ou fixadores de abas. porém com a possibilidade de ser utilizada em telhados com inclinações maiores. entre 2° (3%) e 22.6 kg Cumeeira Shed 13 . Para recobrimento na concordância entre cobertura e fechamento lateral. Montagem Colocação iniciada do mesmo lado em que forem iniciados os canaletes. Peso Nominal Aba Inferior: 8.continuação Fixação afastada do apoio Feita com fixadores de abas.2 kg Inclinação 5° (9%): 10. Antes da montagem devem ser feitos os cortes de cantos. Montagem A colocação das cumeeiras articuladas é iniciada do mesmo lado em que for iniciada a colocação dos canaletes. Furo com broca ø 13 mm (1/2”) Tem a mesma finalidade da cumeeira normal. É composta de duas peças: aba inferior e aba superior unidas por articulação. Furar com broca Ø 13 mm (1/2"). Fixação Usar ganchos com rosca.TELHA CANALETE 90 8 mm Cumeeira Normal e Normal Terminal . Pode ser usada também como acabamento de extremidade de canaletes.

com fixadores de abas. São dois tipos de peças: direita e esquerda. Como acabamento de beirais A fixação é feita sempre afastada do apoio. Peso Nominal 8. Montagem Iniciada do mesmo lado em que for iniciada a colocação dos canaletes. Furar com broca Ø 13 mm (1/2").TELHA CANALETE 90 8 mm Cumeeira shed . Terminal de Aba Plana Para arremate entre a extremidade do canalete e outra superfície. a peça esquerda para montagem no sentido oposto. Furar com broca Ø 13 mm (1/2"). Sobre a última peça colocada. Fixação Usar ganchos com rosca ou fixadores de abas. fixar a bolsa cortada da peça adquirida a mais.9 kg Fixação Afastada do Apoio Fixação sobre o apoio 14 . de acordo com o tipo de apoio ou de montagem. Furar com broca Ø 16 mm (5/8"). As extremidades que ficam em balanço são solidarizadas também com fixadores. Fixação afastada do apoio Feita com fixadores de abas. Fixação sobre o apoio Feita com ganchos com rosca junto com os canaletes. Fixação afastada do apoio Feita com fixadores de abas. Pode ser usada também como cumeeira shed. Usar um fixador de abas em cada aba e um na nervura central. A peça direita serve para montagem da esquerda para a direita.continuação Fixação sobre o apoio Feita junto com os canaletes. Furar com broca Ø 16 mm (5/8").

TELHA CANALETE 90 8 mm Para impedir a penetração de água entre extremidades de canaletes e faces de parede. impede a entrada de água de chuva. Os rufos proporcionam perfeito arremate com a parede. Fixação Feita com fixadores de abas autotravantes. Usar massa de vedação. É usada também como acabamento de beirais. Fixação Usar fixadores de abas autotravantes para fixar o rufo sobre as abas do canalete. Peso Nominal 3. Furar com broca Ø 13 mm (1/2"). A vedação é feita com um contra-rufo (não fornecido pela Eternit).0 kg Placa Pingadeira 15 . caixas-d'água. Furar com broca Ø 13 mm (1/2"). Fixação Feita com fixadores de abas autotravantes.0 kg Tampão Fixada na face inferior do canalete. Observar o afastamento de aproximadamente 2 cm da parede em virtude de possíveis dilatações do conjunto de cobertura. etc.1 kg O tampão veda a extremidade do canalete. Furar com broca Ø 13 mm (1/2"). Peso Nominal 2. Rufo Peso Nominal 2.

Aguardar alguns segundos e colar a pingadeira a 5 mm da extremidade do canalete. As pingadeiras plásticas servem para evitar o retorno da água pela face inferior nos beirais (em inclinações inferiores a 9%). Caso contrário. Antes de colar. Aplicar a cola na parte mais larga da pingadeira. a placa de ventilação deve ser usada quando o balanço do canalete for igual ou maior que 25 cm. 16 Peso Nominal 0. Para colar usar cola para pingadeira plástica (bisnagas de 85 g).19 kg Placa de ventilação nervura: 0.2 kg Pingadeira Plástica É necessário um conjunto de 2 peças por canalete. Impedem a penetração de aves ou pequenos animais sob a cobertura.9 kg Placa de Vedação (Normal) Placa de Vedação (Invertida) Usada para vedar o espaço entre o apoio e o canalete colocado em fechamentos laterais na posição invertida.TELHA CANALETE 90 8 mm Placa de Ventilação e Placa de Vedação Nervura Colocadas nos espaços existentes entre os canaletes e o apoio. Com calhas. permitindo ainda a renovação do ar graças às suas frestas. Fixação Feita com fixadores de abas autotravantes. verificar se a peça se encaixa perfeitamente. desbastar com uma grosa fina ou cortar e lixar. Para uma colagem perfeita. para evitar entrada de chuva. 3. limpar bem tanto o apoio como a peça antes de aplicar a cola. Pressionar para que a cola se espalhe uniformemente. Fixação Feita com fixadores de abas autotravantes.01 kg . Usada para vedar o espaço entre o apoio e o canalete colocado em fechamentos laterais na posição normal. 2. Peso Nominal 2. Peso Nominal 0. Fixação 1. Limpar bem as superfícies da pingadeira e do canalete.03 kg Para evitar completamente os respingos. Fixação Devem ser coladas com Monta Col (1 kg para 80 placas de vedação nervura ou 40 placas de ventilação). usar a placa pingadeira. Peso Nominal Placa de ventilação: 0.

cobertura 25 cm. Para maior precisão podem-se usar gabaritos feitos com pedaços de canalete. b. Usar a cumeeira como gabarito de montagem. Observar recobrimentos mínimos: . . Onde há sobreposição de 4 cantos de canaletes. Para manter o alinhamento das cristas dos canaletes na linha da cumeeira. 3. 17 . 2. deve-se fazer o corte de canto dos 2 intermediários. Inicia-se a montagem a partir do beiral para a parte alta do telhado. Nunca pise nas abas dos canaletes. Os cortes devem ser feitos antes do içamento dos canaletes. Os cantos a serem cortados dependem do sentido de montagem dos canaletes. A montagem deve ser feita no sentido contrário ao dos ventos predominantes na região. c. as águas opostas do telhado devem ser cobertas simultaneamente. d.fechamento lateral 20 cm. As faces das terças de apoio devem ser coplanares (ficar em um mesmo plano). Como andar sobre os canaletes Medidas dos cortes de cantos Observar que: 1. conforme esquema acima. para ter um contato uniforme e perpendicular aos canaletes. Ordem de colocação Os números referem-se à ordem de colocação dos canaletes.TELHA CANALETE 90 8 mm Instruções para Montagem Recomendações preliminares a.

1 2 908)+ 50 (mm) ( ) onde N = nº de canaletes por fiada. Canaletes em número ímpar Para calcular o número de canaletes: C2 = 454 + x (N . Para fixadores de abas usar broca Ø 13 mm (1/2"). Nas coberturas encaixadas entre paredes (platibandas) as folgas existentes entre os canaletes de extremidade lateral e as paredes devem ser recobertas com contra-rufos. A montagem será iniciada por um dos pontos A ou B. Canaletes entre paredes Regras básicas para fixação Coberturas A fixação é feita sempre pelas abas com ganchos com rosca. Furar a madeira com broca Ø 7.TELHA CANALETE 90 8 mm Disposição dos canaletes Os canaletes devem ser dispostos em módulos de 908 mm partindo do ponto médio da viga de apoio. 18 . A fixação tripla é usada somente para canalete de beiral lateral desprotegido (veja pág. Atenção Ao interromper uma montagem nunca deixar peças soltas sem fixação. Canaletes em número par Para calcular o número de canaletes: C1 = N x 908 + 50 (mm) 2 onde N = nº de canaletes por fiada. Os furos no canalete devem ser feitos com broca Ø 16 mm (5/8") para os parafusos e ganchos com rosca. sempre a 10 cm (no mínimo) da borda dos canaletes. 11). de acordo com o sentido dos ventos predominantes. pois podem ser deslocadas pela ação dos ventos.5 mm (19/64"). Fechamentos laterais Neste caso a fixação é feita pelo fundo (posição normal) ou pelas abas (posição invertida).

Posicionar o suporte de abas na base e colocar o canalete. Em fechamentos laterais são colados com Monta Col (1 kg/66 peças). Fixador de abas autotravante Suporte de abas simples Apoio de madeira Fixar o suporte no apoio com parafuso passante e porca (não fornecidos pela Eternit). na parte de baixo de cada canalete (veja pág. 11). Em coberturas. sempre sobre as linhas de apoio. com massa de vedação (veja pág. Afastador Colocar 2 afastadores entre canaletes que se recobrem longitudinalmente. 19 . Furar com broca Ø 8 mm (5/16"). 2. Tirante de contraventamento Fixar os tirantes com os fixadores de abas simples. 3. Fixar o canalete no suporte com os fixadores de abas. Ajustá-los e fazer o aperto final dos parafusos. Suporte de abas com base Apoio de concreto 1. Fixar a base do suporte com parafuso auto-atarraxante com bucha de nylon (não fornecido pela Eternit).TELHA CANALETE 90 8 mm Fixador de abas simples 4. 11). antes do içamento dos canaletes. antes da colocação do canalete. Trava Deve ser usada em coberturas. no apoio mais alto.

00 0.60 m .20 1. o mais próximo do local de içamento dos canaletes e de fácil acesso para o veículo de entrega. Em construções altas utilizar roldanas. Canaletes com mais de 4. Manuseio Canaletes de até 4. Pôr sarrafos (± 2.00 4.50 2.carregados um de cada vez. . Içamento Recomendados os processos indicados nas ilustrações.60 3. não varia de acordo com o comprimento dos canaletes. nunca pelas abas. Pisar sempre sobre as linhas de apoio e nunca nas abas.Para facilitar o manuseio. 3.80 1. empilhar os canaletes de modo que as bordas fiquem alternadas. guinchos ou elevador de obra. esses caibros servirão para deslizar cada canalete cuidadosamente até o chão.20 7.60 0.80 1. no sentido do comprimento.75 1.80 0. 4.70 3.Evitar remanejamento de pilhas. 20 .60 m carregados um de cada vez.A distância entre os calços e a quantidade é igual para todos. A retirada se faz levantando-se o canalete de modo que os sarrafos possam ser colocados por baixo (não apoiar o canalete sobre a aba dos outros). Atenção: evitar a torção da peça.70 1. conforme a tabela ao lado: Comprimento do canalete (m) Nº de calços por pilha Distância entre os calços "A" (m) Distância "B" (m) Nº máximo de canaletes por pilha 9.10 1. . a 5 cm uma da outra. Em fechamentos laterais Não há dificuldade desde que seja prevista uma plataforma para apoio do canalete a ser substituído.70 m a 9.00 4 4 4 4 4 2 2 2 2. Em coberturas 1. . por 2 homens segurando-os pelo fundo.80 0. Canaletes de 6.TELHA CANALETE 90 8 mm Armazenamento e Manuseio . . Estas devem ser feitas sobre calços de madeira e colocados sobre tábuas.50 2. erguer os canaletes segurando-os pelo fundo.Não colocar outros materiais sobre a pilha.85 0. por 4 homens com auxílio de caibros. Em coberturas Atenção: usar sarrafos para impedir o fechamento das abas.00 0. A colocação do novo canalete deve obedecer a mesma seqüência. Na mesma pilha pôr somente canaletes do mesmo comprimento.20 8. 2. Para facilitar a descarga pode-se utilizar caibros colocados debaixo do canalete e apoiados no chão. Em fechamentos laterais Substituição de canaletes No manuseio.Escolher lugar plano e firme.70 50 50 50 50 50 50 50 50 Descarga Para canaletes de até 6 m a descarga é feita por 2 homens em cima do caminhão e 2 no chão.70 6.20 m devem ser descarregados por 4 homens sobre o caminhão e 4 no chão.60 2. A retirada do canalete deverá ser feita por pelo menos 4 pessoas.5 cm x 10 cm) sobre as linhas de apoio do telhado. Sobre eles serão arrastados os canaletes retirados.40 6.