You are on page 1of 254

EDITAL

Modalidade da Licitação: CONCORRÊNCIA

Número: CO.DAQ.G.00011.2011

OBJETO: Serviços de construção e adequação de caixas separadoras de água e

óleo, construção de parede corta fogo, substituição de lastros de britas e construção de caixas de contenção na área industrial da usina hidrelétrica de Itumbiara.

Edital
Número da Licitação
CO.DAQ.G.00011.2011

Folha
1/253

CONDIÇÕES COMERCIAIS SEÇÃO I SEÇÃO II - INSTRUÇÕES AOS LICITANTES - HABILITAÇÃO - DECLARAÇÃO (Inciso XXXIII do Art. 7º da Constituição) - ATESTADO DE VISITA TÉCNICA

ANEXO I ANEXO II SEÇÃO III SEÇÃO IV

- ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DA PROPOSTA - MODELO DE TERMO CONTRATUAL E CONDIÇÕES DO SEGURO GARANTIA

CONDIÇÕES ESPECÍFICAS SEÇÃO V SEÇÃO VI - DESCRIÇÃO E CONDIÇÕES DE EXECUÇÃO DOS SERVIÇOS - DISPOSIÇÕES DE ENGENHARIA DE SEGURANÇA INDUSTRIAL

Este Edital, composto das seções acima relacionadas, foi expedido em 06 de julho de 2011.

Marcelo Thompson Tavares Departamento de Aquisição

Edital
Número da Licitação
CO.DAQ.G.00011.2011

Folha
2/253

CONDIÇÕES COMERCIAIS

SEÇÃO I SEÇÃO II

- INSTRUÇÕES AOS LICITANTES - HABILITAÇÃO - DECLARAÇÃO (Inciso XXXIII do Art. 7º da Constituição) - ATESTADO DE VISITA TÉCNICA

ANEXO I ANEXO II

SEÇÃO III - ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DA PROPOSTA SEÇÃO IV - MODELO DE TERMO CONTRATUAL E CONDIÇÕES DO SEGURO GARANTIA

Edital
Número da Licitação
CO.DAQ.G.00011.2011

Folha
3/253

SEÇÃO I

INSTRUÇÕES AOS LICITANTES

1. PREÂMBULO 2. OBJETO DA CONCORRÊNCIA 3. DEFINIÇÕES 4. APRESENTAÇÃO DA DOCUMENTAÇÃO DE HABILITAÇÃO E DAS PROPOSTAS – DATA E LOCAL 5. ESCLARECIMENTOS SOBRE O EDITAL 6. DOCUMENTAÇÃO DE HABILITAÇÃO E PROPOSTAS EM ANÁLISE 7. RECURSOS ADMINISTRATIVOS

Edital
Número da Licitação
CO.DAQ.G.00011.2011

Folha
4/253

1.

PREÂMBULO

1.1. Esta LICITAÇÃO será regida por este EDITAL e de conformidade com a Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, e suas alterações posteriores, e subsidiariamente pela Lei Complementar nº 123, de 14 de dezembro de 2006, sendo realizada, exclusivamente, entre as empresas habilitadas, conforme critérios definidos na Seção II - HABILITAÇÃO. 1.2. 1.1.1. Esta licitação obedece, também, aos Princípios e Normas de Conduta Empresarial na relação de Furnas com seus Fornecedores, que encontram-se disponíveis no site da empresa (www.furnas.com.br) na opção Fornecedores. 1.3. A modalidade adotada para esta será a de Concorrência, do tipo Menor Preço, e os serviços a serem contratados serão realizados sob o regime de Empreitada por Preço Unitário. 1.4. A presente Concorrência tem âmbito nacional e não será aceita a participação de empresas em consórcio. 1.5. Os recursos financeiros para a presente Concorrência são próprios de FURNAS. 1.6. O LICITANTE não pode, em hipótese alguma, modificar o preço e as condições de sua Proposta sob alegação de insuficiência de informações relativas à contratação dos Serviços. 1.7. A documentação necessária à Habilitação e às PROPOSTAS deverá atender a todas as exigências contidas neste EDITAL. Qualquer descumprimento, por parte do LICITANTE, implicará na sua inabilitação ou desclassificação. 1.8. O prazo total de execução dos serviços é de 10 (dez) meses.

1.9. Para a adjudicação será escolhida a PROPOSTA que resultar no menor Preço Total, verificado o disposto no Item 7 - CRITÉRIOS DE ANÁLISE, ACEITABILIDADE E JULGAMENTO DAS PROPOSTAS, da Seção III – ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DA PROPOSTA. Entende-se como menor preço total aquele obtido através do somatório dos produtos dos preços unitários propostos pelas quantidades constantes no item Planilha de Preços Unitários da Seção III. 1.10. O local onde poderá ser adquirida a Documentação Técnica (CD ROM incluindo os desenhos, especificações de FURNAS e planilhas para preenchimento dos LICITANTES), será na Central de Atendimento ao Fornecedor – CAF, situada na rua São João Batista, 60 – Térreo, Botafogo, Rio de Janeiro – RJ, no horário de 9:00 às 11:30hs e das 13:30 às 16:00hs, em dias úteis. 2. OBJETO DA CONCORRÊNCIA

2.1. Constitui objeto da presente Concorrência a contratação, sob o regime de empreitada por preço unitário, de empresa especializada para a execução de construção e adequação de caixas separadoras de água e óleo, construção de parede corta fogo, substituição de lastros de britas e construção de caixas de contenção na área industrial da Usina Hidrelétrica de Itumbiara, localizada no município de Araporã/MG. Os SERVIÇOS contratados contemplam o fornecimento de todos os materiais, equipamentos e mão de obra, necessários para a total execução do objeto do presente EDITAL Nota: O detalhamento do escopo dos serviços está contido na Seção V.

sobressalente(s). PROJETO BÁSICO E DESENHOS – Objeto compreendendo todos os documentos técnicos necessários à perfeita execução dos SERVIÇOS objeto desta LICITAÇÃO.DAQ. apêndices e Anexos. terão o seguinte significado: BENS – Material(ais). após o decurso do prazo de observação ou vistoria que comprove a adequação do objeto aos termos contratuais. jurídica que adquiriu o presente EDITAL e seus elementos PROPOSTAS .Acordo formal celebrado entre FURNAS e a consubstanciando as regras e condições que regerão a prestação dos SERVIÇOS. RECEBIMENTO DEFINITIVO – Documento a ser emitido por FURNAS.Projetos. especificações técnicas e demais documentos emitidos por FURNAS que estabelecem os requisitos e procedimentos técnicos necessários à execução dos SERVIÇOS. inclusive tabelas de preços. 69 da Lei 8. SERVIÇOS .Área onde serão executados os SERVIÇOS e localizadas instalações provisórias de apoio da CONTRATADA e de FURNAS.Conjunto completo de documentos. Para efeito do EDITAL e de quaisquer documentos relativos a esta LICITAÇÃO. no singular ou no plural. sucessores e cessionários. entre outras. análise e avaliação da Documentação de Habilitação e da PROPOSTA para prestação de SERVIÇOS objeto desta LICITAÇÃO. desenhos. diagramas.Atividades a serem desenvolvidas pela CONTRATADA. compreendendo todos os dados e informações relacionadas à prestação de SERVIÇOS de que trata o EDITAL. acessório(s). quando aplicáveis. sociedade civil. inerentes ao objeto desta e definidas no EDITAL. ESPECIFICAÇÃO .1. assinado pelas partes.Pessoa constitutivos/anexos. a ser(em) fornecido(s) pela CONTRATADA. CANTEIRO DE OBRAS .G. mediante termo circunstanciado. . sociedade anônima. fornecidos por FURNAS. catálogos e outras informações complementares apresentadas pelo LICITANTE. aparelho(s). peça(s) e componente(s). grafados em maiúsculas. observando o disposto no art. mediante termo circunstanciado. dados técnicos. apresentação. em até 30 (trinta) dias da comunicação escrita da CONTRATADA. incluindo os seus representantes legais. dados comerciais. assinado pelas partes.2011 Folha 5/253 3. BDI – Bônus e Despesas Indiretas. contendo os procedimentos e requisitos a serem observados na preparação. a serem observados pela CONTRATADA. EDITAL . TERMO CONTRATUAL .00011. CONTRATADA.666/93.Conjunto de documentos emitidos por FURNAS. os termos abaixo. à qual tenha sido adjudicada a prestação dos SERVIÇOS. equipamento(s). CONTRATADA . RECEBIMENTO PROVISÓRIO – Documento a ser emitido pela fiscalização de FURNAS. LICITANTE . ferramenta(s). DEFINIÇÕES 3.Edital Número da Licitação CO.Sociedade de responsabilidade limitada.

....1...DAQ..DAQ..... portanto............. consideradas aquelas transmitidas por e-mail......... 1a Via 2a Via 3a Via 4.. bem como enviadas pelo correio ou qualquer outro meio antecipado de entrega........1..G..1..3. em ato público...3.. deverão ser entregues a FURNAS pelo representante do LICITANTE...2. Data e hora para entrega:. 4.... FURNAS informará a data..... .... Documentação de Habilitação: Concorrência CO...1.....2011 Documentação de Habilitação Licitante: .. os envelopes da referida Documentação de Habilitação e lacradas as Propostas: Às 10h do dia 16 de agosto de 2011 4. ocasião em que serão abertos...G. não transparentes. Proposta Concorrência CO.. através do Diário Oficial da União.G..... não sendo..00011.......... A Documentação de Habilitação... APRESENTAÇÃO DA DOCUMENTAÇÃO DE HABILITAÇÃO E DAS PROPOSTAS ..2011 Folha 6/253 4......2011 Proposta Licitante: .... Tanto a Documentação de Habilitação como as Propostas deverão ser apresentadas em 3 (três) vias...00011...Edital Número da Licitação CO.. Estão previstos os seguintes eventos e datas: 4. em envelopes distintos e lacrados.. local e hora da abertura das PROPOSTAS das empresas habilitadas....00011.. Recebimento da Documentação de Habilitação e das Propostas..3........ 1a Via 2a Via 3a Via 4...DAQ...... identificados da forma abaixo indicada: 4.. bem como a PROPOSTA......... Data e hora para entrega: .2.2..DATA e LOCAL 4.. fax ou telegrama.....1............ Após a publicação do resultado de Habilitação no Diário Oficial da União – DOU e decorrido o prazo de recurso........

O LICITANTE que desejar usufruir dos benefícios concedidos pela Lei Complementar 123/06 deverá atender aos requisitos da referida Lei. Se. mediante ato público.00011.CENTRAIS ELÉTRICAS S. quando da preparação da Documentação de Habilitação e das Propostas.3.CENTRAIS ELÉTRICAS S.RCJ.4 desta Seção. das condições estabelecidas neste EDITAL. FURNAS não assumirá qualquer responsabilidade pela abertura de envelopes que não mostrem a correta identificação ou que sejam entregues em outro local que não o descrito no subitem 4.Sala 703 Botafogo . no 219 . será considerado. para todos os fins. serão realizados. 5.Bloco C .6.br . 219. 5. surja qualquer dúvida com relação ao seu conteúdo.Edital Número da Licitação CO. juntamente com a Declaração de Habilitação que é microempresa (ME) ou empresa de pequeno porte (EPP). dirigindo-se da seguinte forma: Por fax: FURNAS . 4.2 acima. O LICITANTE deverá examinar cuidadosamente o Edital e respeitar todos os requisitos e condições nele estabelecidos. 4.5.A.7. do regime diferenciado e favorecido previsto na mencionada lei.DAQ. ESCLARECIMENTOS SOBRE O EDITAL 5. na Rua Real Grandeza. qualquer reclamação e/ou recurso visando alterar essa situação. o LICITANTE poderá consultar FURNAS. para todos os efeitos. após exame do EDITAL.2011 Folha 7/253 4.G.9. não cabendo. A alegação de desconhecimento dos mesmos não será aceita como razão para o seu descumprimento. por escrito.3. Departamento de Aquisição Rua Real Grandeza. 4. Caso as microempresas (ME) ou empresa de pequeno porte (EPP) não declare que cumpre os requisitos estabelecidos na Lei Complementar no 123/06.A. (0XX) 21 2528-3582 Por carta: FURNAS . prevalecerão estes últimos.1.1. nesta licitação. que a mesma optou por não se beneficiar. e manifestar. 4. Os eventos descritos nos subitens 4.com.8.4. sala 908 – Botafogo – Rio de Janeiro . Bloco C.1. posteriormente. 4. Ocorrendo qualquer divergência entre o conteúdo das Propostas e os termos deste EDITAL.Rio de Janeiro – RCJ .22283-900 Por E-mail: dccpg@furnas.1 e 4. Fica desde já perfeitamente entendido que a simples apresentação das Propostas implicará na aceitação integral pelo LICITANTE.

5. será disponibilizada no seguinte endereço: www..2011 Folha 8/253 5. 5. Concluída a fase de avaliação das PROPOSTAS. 5.1. através de publicação no Diário Oficial da União..1. 5.2.furnas.1. 6. por escrito. Eventuais recursos administrativos. FURNAS publicará no Diário Oficial da União – D. Esclarecimentos sobre a Documentação de Habilitação e a PROPOSTA. respectivamente. a LICITANTE deverá abster-se de entrar em contato com empregados de FURNAS para assuntos ligados a presente concorrência.U.1. manter-se atualizado de quaisquer alterações e/ou esclarecimentos sobre o EDITAL. deverão ser a esta dirigidos. Os prazos de interposição de recursos serão contados a partir da data de publicação. findo o qual serão inutilizadas.1. DOCUMENTAÇÃO DE HABILITAÇÃO E PROPOSTA EM ANÁLISE 6. Botafogo – Rio de Janeiro – RCJ) 6. É de responsabilidade do LICITANTE. 5.2. não cabendo a FURNAS a responsabilidade pela não observância desse procedimento.1 desta Seção.3.1.G.4. “Fornecedores”. desta Seção I.666/93 deverão ser encaminhados à Comissão Especial de Licitação. 7. o resultado do julgamento desta LICITAÇÃO.5.furnas. dos resultados da Habilitação e da LICITAÇÃO. 6.1.com. As PROPOSTAS das empresas inabilitadas serão devolvidas depois de decorrido o prazo para recurso. o número e o objeto desta concorrência. o resultado da fase de Habilitação a data/local de abertura dos envelopes com a indicação dos nomes das empresas inabilitadas e habilitadas para concorrer à licitação. RECURSOS ADMINISTRATIVOS 7. Durante esse período. a resposta de FURNAS não identificará a fonte que solicitou os esclarecimentos.Edital Número da Licitação CO.00011.O.2. 6. devendo a mesma ser recebida por FURNAS até cinco (05) dias úteis antes da data prevista para a entrega da Documentação de Habilitação e das Propostas.00011. para o endereço indicado no subitem 5.2011”. ou após sua denegação. A resposta de FURNAS. . devendo ser retiradas no endereço mencionado no subitem 5. estes serão disponibilizados somente no sítio de FURNAS www.1.DAQ.1. “Editais”.6. que não identificará a fonte que solicitou os esclarecimentos. “Em aberto”. “COConcorrência”. “Selecione a situação”. “CO.U.DAQ. desde que formalmente solicitados por FURNAS.4.5. nas condições em que foram recebidas. “Esclarecimentos/Suplementos”. data a partir da qual os autos do processo estarão com vista franqueada aos interessados. no prazo de 30 (trinta) dias. A Documentação de Habilitação e a PROPOSTA serão consideradas "em análise" a partir de suas aberturas até a publicação na imprensa oficial. 7. através de consulta permanente ao site acima indicado. a Comissão divulgará em ato público.2.br – opção EDITAIS e na Central de Atendimento ao Fornecer – CAF (Rua São João Batista – 60.br. Após análise e julgamento da Documentação de Habilitação recebida.com.1. quaisquer informações ou esclarecimentos obtidos de forma diversa da estabelecida acima. no Diário Oficial da União – D.O. No caso de esclarecimentos sobre o edital.1. conforme previstos na Lei 8.1. Não deverão ser considerados pelos participantes na formulação de suas Propostas. observando o endereço citado no subitem 5. 6. sem quaisquer formalidades.3. “Consultar”. dos atos que os ensejarem. Na correspondência deverão ser indicados.G. Caso furnas venha a emitir suplemento ao EDITAL e/ou esclarecimentos sobre o mesmo.

MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE ANEXO I – DECLARAÇÃO (INCISO XXXIII DO ART.DAQ. INFORMAÇÕES SOBRE FATO SUPERVENIENTE 4. DOCUMENTAÇÃO DE HABILITAÇÃO 3. OBJETO 2.Edital Número da Licitação CO. 7º DA CONSTITUIÇÃO) – MODELO ANEXO II – ATESTADO DE VISITA TÉCNICA .G.2011 Folha 9/253 SEÇÃO II .HABILITAÇÃO 1.00011.

2011 Folha 10/253 1. e. Nota: Toda a documentação apresentada pelo LICITANTE. deverá pertencer à empresa que efetivamente irá fornecer o(s) BEM(ns) ou o(s) SERVIÇO(s). pertinente ao seu ramo de atividade e compatível com o objeto do certame. Esta Seção II contém as instruções a serem observadas pelo LICITANTE no preparo e apresentação da Documentação de Habilitação. em se tratando de sociedades empresariais. DOCUMENTAÇÃO DE HABILITAÇÃO Os documentos necessários à Habilitação.2. acompanhado de documentos de eleição de seus administradores.00011. ou publicado em órgão da imprensa oficial. b) Ato constitutivo. e as demais vias em cópia. estatuto ou Contrato Social em vigor. e ato de registro ou autorização para funcionamento. acompanhada de prova da diretoria ou equivalente em exercício. prevista nos subitens “a”.G. em caso de sociedades simples. demonstrando situação regular no cumprimento dos encargos sociais instituídos por lei. . pela própria natureza. comprovadamente.1. c) Prova de regularidade para com a Fazenda Federal. d) Decreto de autorização. no caso de empresa individual.1. acima. ficará dispensado da apresentação da Documentação de Habilitação Jurídica. “b” e “c”. se houver. b) Prova de inscrição no Cadastro de Contribuintes Municipal e Estadual. Nota: O LICITANTE que apresentar o Certificado de Registro Cadastral de FURNAS.DAQ. devidamente registrado. 2. deverão ser apresentados da seguinte forma: original ou por qualquer processo de cópia autenticada ou por empregado credenciado de FURNAS. em se tratando de empresa ou sociedade estrangeira em funcionamento no país. OBJETO 1. o número de inscrição no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPCJ) deverá ser o mesmo em todos os documentos. Documentação relativa à Habilitação Jurídica a) Registro comercial. a autenticação será feita por FURNAS mediante confirmação de sua veracidade no sítio do órgão emissor. devidamente atualizado. se houver. exceto aqueles documentos que. No caso específico das certidões emitidas através da internet. no caso de sociedades por ações. c) Inscrição do ato constitutivo.Edital Número da Licitação CO. quando a atividade assim o exigir. relativa ao domicílio ou sede do LICITANTE. forem emitidos somente em nome da matriz. ou seja. expedido pelo órgão competente. obrigatoriamente. d) Prova de regularidade relativa à Seguridade Social (CND) e ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço – FGTS (CRF). 2. para fins de Habilitação. 2. Documentação relativa à Regularidade Fiscal a) Prova de inscrição no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica do Ministério da Fazenda (CNPCJ/MF). listados abaixo. Estadual e Municipal do domicílio ou sede do LICITANTE.

00011. a execução de atividades pertinentes e em quantidade compatível com os serviços listados abaixo: Execução de pelo menos 100 m³ (quatrocentos metros cúbicos) de estruturas em concreto. de engenheiro detentor de Certidão de Acervo Técnico . Um engenheiro que atenda as condições aqui estabelecidas deverá ser o responsável técnico pela execução dos serviços ora licitados. em nome do próprio LICITANTE fornecido(s) e emitido(s) por pessoa jurídica de direito público ou privado.G. cumulativamente. conforme o caso. 2. b) Comprovação pela empresa LICITANTE.1. c.CAT emitida pelo CREA.1) A não apresentação desse documento comprobatório junto com a Documentação de Habilitação. 2. implica em desclassificação da LICITANTE. devidamente registrado no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia – CREA.000 kg (quarenta e três mil quilogramas) de aço. que comprove. em um único Termo Contratual. NOTA: Não serão admitidos atestados de Capacidade Técnica de obras em execução.4. Instalação de pelo menos 70 m (cento e cinqüenta metros lineares) de tubulação de ferro fundido (diam. No caso do profissional ser sócio ou diretor da Empresa. documento comprobatório fornecido por FURNAS. d. que comprove ter executado serviços semelhantes aos especificados na alínea "b" deste subitem. Execução de pelo menos 725 m² (hum mil e seiscentos e cinqüenta metros quadrados) de formas para concreto.Edital Número da Licitação CO.2011 Folha 11/253 Nota: O LICITANTE que apresentar o Certificado de Registro Cadastral de FURNAS. expedida pelo distribuidor da sede da pessoa Jurídica. Documentação relativa à Qualificação Técnica a) Comprovação da inscrição ou registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA). dobra e instalação de pelo menos 18. c) Comprovação de registro. devidamente registrada na Junta Comercial ou no Registro Civil de Pessoas Jurídicas.400 m² (três mil e trezentos metros quadrados) de impermeabilização. conforme Anexo II – Seção II. em um único Termo Contratual. .) A comprovação acima referida deverá ser efetuada por meio de cópia autenticada do Contrato de Trabalho na Carteira Profissional ou cópia autenticada da Ficha de Registro de Empregados ou contrato de prestação de serviços regidos pela legislação civil comum. em um único Termo Contratual. prevista nos subitens “a” e “b” acima. a comprovação poderá ser efetuada por meio de cópia autenticada do Contrato Social ou da ata que comprove a sua eleição no cargo.3. devidamente atualizado. d) Atestado de Visita Técnica. = 300 mm). através de Certidão(ões) e/ou de Atestado(s) de Capacidade Técnica. em um único Termo Contratual. Fornecimento. ficará dispensado da apresentação da Documentação de Regularidade Fiscal. Execução de pelo menos 1.DAQ. em um único Termo Contratual. Documentação relativa à Qualificação Econômico-Financeira a) Certidão Negativa de Falência e Recuperações Judiciais e Extra Judiciais. corte.

vedada a sua substituição por balancetes ou balanços provisórios.638/07. ii. Liquidez Corrente (LC).00 e R$2. todos emitidos pelo Programa Validador e Autenticador (PVA). nos termos do artigo 3º da Lei nº11. outras formas societárias: por fotocópia.00. o índice GCT exigido será no mínimo 0. da sede ou domicílio da licitante. os Termos de Abertura e Encerramento do livro digital e o Termo de Autenticação na Junta Comercial.25. sociedades de grande porte. o Balanço Patrimonial. exigíveis e apresentados na forma da lei.G.404/76 (vide item i acima).000.publicados em jornal de grande circulação.O balanço patrimonial e as demonstrações contábeis deverão estar assinados por contador ou por profissional de contabilidade.404/76.Das empresas constituídas no exercício social será exigida a apresentação de fotocópia do balanço de abertura. Grau de Endividamento (GE) e de Garantia de Capital de Terceiros (GCT): LG = LC = GE = GCT = Ativo Circulante + Realizável a Longo Prazo ≥ 0. devidamente autenticados na Junta Comercial ou pelo órgão competente do Registro de Comércio.00. iii. devidamente registrado no Conselho Regional de Contabilidade e pelo titular ou representante legal da empresa licitante.Serão considerados aceitos como. que comprovem que a empresa possui Patrimônio Líquido Positivo e a boa situação financeira da empresa. acompanhado de cópia dos termos de abertura e de encerramento do Livro Diário do qual foram extraídos.35 Exigibilidades d) Observa-se ainda. Observações: .20. . que a empresa que possuir Patrimônio Líquido entre R$500.As empresas sujeitas à apresentação da Escrituração Contábil Digital (ECD) nos termos do art. com relação ao índice GCT. . sociedades regidas pela Lei nº 6.00011. devidamente registrado na Junta Comercial.000. publicado em Diário Oficial.5 Passivo Circulante + Exigível a Longo Prazo Ativo Circulante ≥ 0.022/2007. . o índice GCT exigido será ≥ 0. .Edital Número da Licitação CO. 2º do Decreto Federal nº 6. na forma da lei.000.DAQ. deverão seguir as disposições da Lei nº6.000. ou .2011 Folha 12/253 b) Balanço Patrimonial de Demonstração de Resultado do último exercício social. No caso do Patrimônio Líquido da empresa ser superior a R$2. com a utilização do Sistema Público de Escrituração Digital (SPED) deverão apresentar em fotocópias autenticadas extraídas do livro digital. c) A comprovação da boa situação financeira da proponente será aferida com base nos valores obtidos pela aplicação das fórmulas a seguir.5 Passivo Circulante Exigibilidades ≤ 1 Ativo Total Patrimônio Líquido ≥ 0. a Demonstração de Resultado.000. resultando no quociente de Liquidez Geral (LG). o balanço patrimonial e contábeis assim apresentados: demonstrações i.

implicará decadência do direito à contratação. cujo termo inicial corresponderá ao momento em que o proponente for declarado o vencedor do certame.666. 7º da Constituição Federal. 81 da Lei no 8. observada a legislação em vigor. será assegurado o prazo de 04 (quatro) dias úteis.DAQ.1. A verificação de ser(em) o(s) signatário(s) representante(s) legal(is) do LICITANTE (Contrato/ Estatuto. 2. A conferência da(s) respectiva(s) assinatura(s) caso não reconheça(m) a firma (cópia da identidade ou outro documento equivalente).3. no máximo.5.1.2. e emissão de eventuais certidões negativas ou positivas com efeito de certidão negativa. deverá ser enviada cópia de toda a documentação necessária. 3.1.2. 299 do Código Penal. de 21 de junho de 1993. no prazo previsto no subitem 4. sendo facultado à FURNAS convocar os licitantes remanescentes. conforme Anexo II.5. Documento relativo ao cumprimento do disposto no inciso XXXIII do art.1. 4. a informar a FURNAS qualquer circunstância ou fato ocorrido após a apresentação da Documentação de Habilitação que importe em alteração de suas condições de Habilitação.Edital Número da Licitação CO.1. sem prejuízo das sanções previstas no art. MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE 4. . 2. Havendo alguma restrição na comprovação da regularidade fiscal.5.1. na ordem de classificação. pagamento ou parcelamento do débito. somente serão aceitas se emitidas. sob as penalidades legais. As microempresas (ME) e empresas de pequeno porte (EPP) deverão apresentar toda a documentação exigida para as demais empresas. desta Seção juntamente com esta declaração. 4. A falsidade de declaração prestada no sítio http://www. que permita: 2.4.br objetivando os benefícios da LC nº123/06.1. 60 (sessenta) dias antes da data de entrega da PROPOSTA. INFORMAÇÃO SOBRE FATO SUPERVENIENTE 3.3.00011. 4. Procuração. Documentação relativa ao cumprimento do Artigo 7º da Constituição Federal 2. O LICITANTE fica obrigado. 4.5.5. ou outro documento equivalente).2 acima. sem prejuízo do enquadramento em outras figuras penais e das sanções previstas neste Edital. A não regularização da documentação.G. mesmo que a regularidade fiscal apresente alguma restrição. caracterizará o crime de que trata o art. para a regularização da documentação. Caso as citadas certidões não possuam validade específica.5. devidamente autenticada. As Certidões mencionadas deverão estar válidas na data de entrega da PROPOSTA. 2.licitacoes-e.2011 Folha 13/253 2.com.

para fins do disposto no inciso V do art. ______________________________________________ (representante(s) legal(is) . a partir de quatorze anos.666. na condição de aprendiz ( ).DAQ. .: CO. perigoso ou insalubre e não emprega(m) menor de dezesseis anos.firma reconhecida) (observação: em caso afirmativo. que não emprega(m) menor de dezoito anos em trabalho noturno. 27 da Lei nº 8.00011.G.2011 ______________________ (LICITANTE).Edital Número da Licitação CO.00011.____ de _____________ de 2011. portador(es) da(s) identidade(s) nº(s) ____________________________ e do(s) CPF(s) nº(s)___________________.2011 Folha 14/253 ANEXO I DA SEÇÃO II DECLARAÇÃO (MODELO) Ref.DAQ. acrescido pela Lei nº 9. de 27 de outubro de 1999. Ressalva: emprega(m) menor. DECLARA(M). _____________. de 21 de junho de 1993._______________________________. por intermédio de seu(s) representante(s) legal(is) o(s) Sr(s).G.854. inscrito no CNPCJ nº _______________________. assinalar a ressalva acima).

da Seção III – ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DA PROPOSTA. o ATESTADO DE VISITA TÉCNICA é parte integrante da Documentação de Habilitação.00011. Portanto. __________________________________________________ Assinatura do Representante da EMPRESA LICITANTE _____________________________________________ Assinatura do Representante de FURNAS ___________. representante da empresa ________________________________._______ de_____________________ de 2011. • Conforme subitem 2. foi realizada visita pelo Sr. ______________________________ portador da identidade n° ________________. a via da empresa deverá ser anexada à DOCUMENTAÇÃO DE HABILITAÇÃO.00011.2011 Folha 15/253 ANEXO II DA SEÇÃO II ATESTADO DE VISITA TÉCNICA . construção de parede corta fogo.CONHECIMENTO DO LOCAL DOS SERVIÇOS.3 alínea “d” desta Seção. substituição de lastros de britas e construção de caixas de contenção na área industrial da usina hidrelétrica de Itumbiara.MODELO Atestamos que. • .G.G.DAQ.DAQ. seguindo as determinações do item 2 . O LICITANTE inspecionou os locais de prestação dos SERVIÇOS.Edital Número da Licitação CO. para conhecimento das condições de execução dos Serviços objeto da CO.2011 – Serviços de construção e adequação de caixas separadoras de água e óleo. expedida pelo ___________________.

7. 11. 6. 5. CRONOGRAMA FÍSICO-FINANCEIRO – FURNAS 11.00011. 8. 10. 4.DAQ.1. PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DOS PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 11. 2. OBJETO CONHECIMENTO DO LOCAL DE EXECUÇÃO DOS SERVIÇOS CONTEÚDO DA PROPOSTA VALIDADE DA PROPOSTA PREÇOS DA PROPOSTA ABERTURA DAS PROPOSTAS CRITÉRIOS DE ANÁLISE ACEITABILIDADE E JULGAMENTO DAS PROPOSTAS ADJUDICAÇÃO DO TERMO CONTRATUAL ORÇAMENTO CRITÉRIOS DE MEDIÇÃO E PAGAMENTO PLANILHAS DE FURNAS 11. 3.G. 9.2011 Folha 16/253 SEÇÃO III ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DA PROPOSTA 1.4. PLANILHA DE ADMINISTRAÇÃO LOCAL E CANTEIRO DE OBRAS – FURNAS .3.Edital Número da Licitação CO.2. PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 11.

PLANILHA DOS ENCARGOS SOCIAIS HORISTA – LICITANTE .7.G.3. PLANILHA DE MOBILIZAÇÃO – FURNAS 11. PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – LICITANTE 12.6. 12. PLANILHA DE DESMOBILIZAÇÃO – FURNAS 11.00011.Edital Número da Licitação CO.DAQ.5. PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DO BDI – FURNAS 11.6.2.LICITANTE 12. CRONOGRAMA FÍSICO-FINANCEIRO .9. PLANILHA DOS ENCARGOS SOCIAIS HORISTA – FURNAS PLANILHAS PARA PREENCHIMENTO DOS LICITANTES 12.1.5.4. PLANILHA DOS ENCARGOS SOCIAIS MENSALISTA – FURNAS 11.LICITANTE 12. PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DO BDI – LICITANTE 12.2011 Folha 17/253 11. PLANILHA DOS ENCARGOS SOCIAIS MENSALISTA – LICITANTE 12. PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DE PREÇOS UNITÁRIOS .8.

DAQ. 2. agência bancária e outros) que deverão ser contratados por ônus da CONTRATADA. tais como: • localização(ões) e dimensionamento(s) de seu(s) canteiro(s) de obras e alojamentos.1. o LICITANTE deverá realizar visita aos locais de execução dos SERVIÇOS. no Município de Araporã / MG. referente a SERVIÇOS de terceiros (hotel. comércio local. CONTEÚDO DA PROPOSTA 3. km 1. • • 2. conhecimento da estrutura local existente. A LICITANTE. o representante designado pela LICITANTE deverá apresentar carta de credenciamento atribuindo-lhe poderes para representá-la. localizada à Rodovia BR 153.00011.2. de suas particularidades. No ato da visita. condições de transporte da mão-de-obra necessária para as diferentes etapas das frentes de SERVIÇOS. conforme Anexo deste EDITAL. OBJETO 1. restaurantes. bem como obter quaisquer informações que entenda necessárias ao estudo e preparo da citada PROPOSTA. 2.1 desta Seção III.C. Para efeito de elaboração de sua PROPOSTA. .7. sob a alegação de desconhecimento do local. Km 1. das características específicas da região e as respectivas condições. para ter conhecimento das condições atuais da(s) área(s). canteiro(s) de SERVIÇOS.1.2011 Folha 18/253 1. transporte.G. Para agendar visita ao(s) local(is) de prestação dos SERVIÇOS os contatos poderão ser efetuados através do(s) número(s) (64) 3432-2242 / 3432-2256 / 3432-2436. propor posteriores modificações nos preços e/ou condições de suas PROPOSTAS. 2.“Atestado de Visita Técnica”. Os LICITANTES não poderão. em hipótese alguma. insuficiência de dados e informações sobre os SERVIÇOS e condições de realização dos mesmos e/ou quaisquer outras relativas ao objeto deste EDITAL.Edital Número da Licitação CO. 3. condições climáticas. ou Wellington Santos Correa. conforme modelo constante no item 12. 2. SERVIÇOS de comunicação.4.1 Os SERVIÇOS objeto da presente CONCORRÊNCIA serão executados na Usina Hidrelétrica de Itumbiara. FURNAS não fornecerá apoio logístico aos LICITANTES no decorrer da visita ao local de prestação dos SERVIÇOS.3. postos de combustíveis. 2. com a apresentação dos seguintes documentos: • Planilha de Preços Unitários. 2.6. abastecimento(s) de água e energia elétrica. o LICITANTE deverá contatar os engenheiros Geraldo Magela Pedra Jr. Esta seção III contém as instruções a serem observadas pelo LICITANTE na elaboração e apresentação da Proposta. no município de Araporã – MG. obterá o documento comprobatório . aprovisionamento de materiais. para atendimento às suas responsabilidades perante a execução dos SERVIÇOS. situado à Usina Hidrelétrica de Itumbiara. A PROPOSTA deverá atender integralmente as disposições deste EDITAL e seus Anexos. CONHECIMENTO DOS LOCAIS DE PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS 2. o qual deverá ser anexado a Documentação de Habilitação. Para tanto. localizada à Rodovia BR 153. A visita deverá ser efetuada antes da data prevista para entrega da Documentação de Habilitação e da PROPOSTA. critérios de análise e julgamento das PROPOSTAS e forma de adjucação do TERMO CONTRATUAL. restaurantes e para as cidades no entorno do empreendimento. no Departamento de Construção de Geração Corumbá – DGB.5. através de representante por ela oficialmente credenciado.

4 desta Seção III.br . 3.5. os valores compatíveis com as Cláusulas Preço e Faturamento e Condições de Pagamento do Modelo de TERMO CONTRATUAL da Seção IV. porém. portanto. recomendamos a leitura dos Acórdãos 325/2007 e 762/2007.1. que poderão ser obtidos no site www. ensaios.3 desta Seção III.1.2.2011 Folha 19/253 • • • • Planilha de Composição de Preços Unitários. conforme modelo constante no item 12. Planilha de Encargos Sociais.5 e 11. 3. rejeitadas. devidamente preenchida com o Preço de cada item cotado. no cálculo dos valores a serem apresentados em sua PROPOSTA de Preços. tributos.3. necessárias à total e perfeita prestação dos SERVIÇOS. 3.Edital Número da Licitação CO. FURNAS poderá. impostos. 3. Cronograma Físico-Financeiro. Planilha de Composição do BDI. O LICITANTE deverá considerar.1. 3. A PROPOSTA deverá ser apresentada pelo LICITANTE numerada. A Proposta deverá ser válida pelo prazo de 90 (noventa) dias corridos. 3.3. em papel timbrado. A apresentação da PROPOSTA implicará na plena aceitação. a menos que sejam ressalvadas pelo LICITANTE sob a rubrica do signatário da PROPOSTA. conforme modelo constante no item 12.1.2 desta Seção III. das condições estabelecidas neste EDITAL. a qualquer tempo. No preenchimento da Planilha de Preços o LICITANTE deverá contemplar a totalidade dos custos necessários à execução dos SERVIÇOS a serem contratados. o fornecimento de materiais diversos e equipamentos para as obras civis. Mobilização e Desmobilização.5 e 12.6 desta Seção III são meramente exemplificativos.INSTRUÇÕES AOS LICITANTES. 11.1.1.G. contados a partir da data fixada para sua entrega. lucro e quaisquer outras aqui não mencionadas. por parte do LICITANTE. despesas operacionais e administrativas.4. Para atendimento ao item acima. conforme modelo constante no item 12.DAQ. . identificando a Empresa. nas condições estabelecidas no Modelo de TERMO CONTRATUAL da Seção IV.4. ônus referente à diferenciais de alíquotas do ICMS.gov. conforme constante no subitem 4. PROPOSTAS que apresentarem rasuras ou emendas em seu texto serão consideradas irregulares e. e com a rubrica autorizada.00011. datada e assinada. Nota: O(s) LICITANTE(s) deverá(ão) apresentar as Planilhas de Administração Local e Canteiro de Obras. VALIDADE DA PROPOSTA 4. solicitar a composição detalhada dos preços apresentados na PROPOSTA. transportes.1. devendo ainda incluir despesas financeiras. As Planilhas de FURNAS referentes a estes itens e constantes nos subitens 11. informando os respectivos quantitativos com valores unitários e BDI conforme especificações constantes neste EDITAL. da Seção I .6 desta Seção III.2. com descrição detalhada e correta dos itens que a compõem. 4.tcu. conforme modelos constantes dos itens 12. tudo conforme escopo detalhado na Seção V – DESCRIÇÃO E CONDIÇÕES DE EXECUÇÃO DOS SERVIÇOS. 3.

1 desta Seção. ACEITABILIDADE E JULGAMENTO DAS PROPOSTAS 7.1. 7.G.1. 7. equipe de apoio e administração geral da sede. trabalhistas e previdenciários. materiais. armazenamentos. mobilização. Apresentem preços manifestamente inexequíveis. inclusive seguros. colocação dos materiais nos locais de aplicação. ferramentas.3. repouso semanal e feriados.2. ocasião em que serão lidos os preços.1. ônus referentes ao diferencial de alíquotas do ICMS eventualmente devido. b) os salários diretos e indiretos constantes da legislação e dos acordos sindicais vigentes.DAQ. substituto. fretes. conforme subitem 4.00011. do Modelo de TERMO CONTRATUAL.2011 Folha 20/253 5. acrescidos dos respectivos encargos.1.2.1.Edital Número da Licitação CO. FURNAS não se obriga a efetuar pagamentos na totalidade estimada. 6.3. d) remuneração e despesas necessários para execução de SERVIÇOS. subitem 12. 5. inclusive todos os encargos correspondentes ao representante. impostos.3. O preço indicado na Planilha de Preços. incompatíveis com os preços dos insumos e salários de mercado. pagando apenas o valor correspondente aos SERVIÇOS comprovadamente executados e aceitos pela mesma. .1. A abertura dos envelopes contendo as PROPOSTAS das empresas habilitadas será efetuada em sessão pública. c) todos os encargos sociais. verbas rescisórias. CRITÉRIOS DE ANÁLISE. na forma da legislação vigente. ABERTURA DAS PROPOSTAS 6. administração. os valores compatíveis com as Cláusulas “FATURAMENTO E CONDIÇÕES DE PAGAMENTO”. mas necessárias à perfeita execução dos SERVIÇOS ora contratados. “CONTRIBUIÇÕES PARA O INSS e FGTS” e “TRIBUTOS”. Serão desclassificadas as PROPOSTAS que: 7. 7. O LICITANTE deverá considerar ainda. assim considerados aqueles que não venham a ter demonstrada sua viabilidade através de documentação que comprove que os custos dos insumos são coerentes com os de mercado e que os coeficientes de produtividade são compatíveis para a execução dos SERVIÇOS ora licitados. além do lucro. equipamentos. implantação e desmobilização de canteiro. PREÇOS DA PROPOSTA 5. da Seção IV. irrisórios ou de valor zero. no cálculo dos valores a serem apresentados em sua PROPOSTA de Preços. 5. ensaios e todos os demais custos relacionados à execução dos SERVIÇOS objeto deste EDITAL. Apresentem preços unitários ou globais simbólicos. e) outras despesas não expressamente previstas.. Não atendam às exigências deste EDITAL. contempla: a) todos os FORNECIMENTOS de mão-de-obra. Seção I – INSTRUÇÕES AOS LICITANTES.1.

“Mobilização” e “Desmobilização”. . dos itens de preços referentes a “Administração Local e Canteiro de Obras”.G.4. desprezando-se as restantes.valores da Planilha de Preços Unitários orçados e atualizados por FURNAS. FURNAS considerará para o preço omitido. será considerada a média aritmética dos preços ofertados pelos LICITANTES até 03 (três) que apresentarem PROPOSTA de preços menores. "o" – correspondem a dois meses imediatamente anteriores ao da base de referencia do orçamento de FURNAS. 7.2011 Folha 21/253 7.2.6. para a execução dos SERVIÇOS. Na licitação será assegurada. Em caso de discrepância entre o conteúdo da Planilha de Preços e o de outra parte da PROPOSTA. prevalecerão os primeiros. obtidos pela multiplicação dos preços unitários pelas quantidades.00011. sem arredondamento.4. a seu exclusivo critério.4. desse EDITAL. sendo adotados os seguintes índices como referencias: "i" – correspondem a dois meses imediatamente anteriores ao de apresentação da PROPOSTA.1. Em caso de discrepância entre os preços unitários e preços totais. 7. na Cláusula “REAJUSTAMENTO DE PREÇOS”.6. No entanto. preferência de contratação para as Microempresas e Empresas de Pequeno Porte no ato de abertura das PROPOSTAS.1 desta Seção III. entre essas. 7. o maior valor cotado entre os demais LICITANTES. c) Preço Total – Não poderá ultrapassar o valor orçado e atualizado de FURNAS. para adjudicação. unitários e total. corrigir e/ou alterar a(s) quantidade(s) na PROPOSTA(s) do(s) LICITANTE(s) que não esteja(m) de acordo com o(s) quantitativo(s) expresso(s) na Planilha de Preços Unitários. aquelas situações em que as PROPOSTAS apresentadas pelas Microempresas e Empresas de Pequeno Porte sejam iguais ou até 10% (dez por cento) superior à PROPOSTA mais bem qualificada. Seção IV. nem preços ou vantagens baseadas nas ofertas dos demais LICITANTES. objeto deste EDITAL. d) A atualização a que se referem as alíneas anteriores será efetuada pela aplicação da fórmula paramétrica constante da minuta do TERMO CONTRATUAL. prevalecerá o primeiro. conforme Nota constante do item 3. que é o resultante do somatório dos preços totais obtidos para cada item. Entende-se por empate. conforme abaixo: a) Limite Máximo de Preços .2. No caso de omissão na cotação de qualquer item da Planilha de Preços.DAQ. FURNAS poderá. 7.1.1.Edital Número da Licitação CO. Não apresentem a composição detalhada.5. para efeito de comparação. FURNAS selecionará as PROPOSTAS consideradas válidas e. sob a forma de Planilhas.3. apresentados na PROPOSTA. 7. 7. como critério de desempate.1. será considerada vencedora aquela que resultar no menor preço total geral. Apresentem preços que não atendam ao estabelecido no critério de aceitabilidade de preços máximos. b) Preços Unitários – Não poderão ultrapassar os valores orçados e atualizados por FURNAS. Nota: No cálculo dos fatores de reajuste serão consideradas 2 (duas) casas decimais.5. Uma vez procedidos os exames e as verificações com base nas condições estabelecidas neste EDITAL. cujo(s) item(s) esteja(m) contemplado(s). 7.1. 7.5. Não serão consideradas quaisquer ofertas de vantagens não previstas no EDITAL. 7.

após o seu recebimento. eficiência. FURNAS convocará a LICITANTE vencedora para que. base dezembro/2010. 10. nos termos observados no item 4. O preço da PROPOSTA do LICITANTE será considerado vigente na data limite de apresentação da mesma.G.1.2. ORÇAMENTO 9.2011 Folha 22/253 7.6.2. 7. venha assinar o TERMO CONTRATUAL. 7. para o exercício do mesmo direito. Construção de Parede Corta Fogo. situação em que será adjudicado em seu favor o objeto licitado. Na hipótese da não contratação nos termos previstos no item 7. ADJUDICAÇÃO DO TERMO CONTRATUAL 8. 9. cento e setenta e quatro mil e trezentos reais). proceder-se-á da seguinte forma: I – a Microempresa ou Empresa de Pequeno Porte mais bem classificada poderá apresentar proposta de preço inferior àquela considerada vencedora do certame.. II – não ocorrendo a contratação da Microempresa ou Empresa de Pequeno Porte.6.2. ocorrendo o empate. III – no caso de equivalência dos valores apresentados pelas microempresas e empresas de pequeno porte que se enquadrem nos intervalos estabelecidos no item 7.6 acima.6.6. CRITÉRIOS DE MEDIÇÃO E PAGAMENTO A medição será composta dos itens que compõem a Administração Local e Canteiro de Obras. serão convocadas as remanescentes que porventura se enquadrem na hipótese do item 7.2.2. somados aos serviços previstos para a Construção e Adequação de Caixas Separadoras de Água e Óleo.TERMO CONTRATUAL E GARANTIAS – MODELO e ANEXOS. O TERMO CONTRATUAL a ser firmado seguirá o modelo contido na Seção IV . 8. onde serão observados aspectos relacionados à produtividade. na forma do Inciso I.00011.1.1 desta Seção III.300. desde que no ato de abertura das PROPOSTAS manifeste intenção de exercer o direito de preferência e comprove sua condição de Microempresa ou Empresa de Pequeno Porte. em 3 (três) vias. somente se aplicará quando a melhor oferta inicial não tiver sido apresentada por Microempresa ou Empresa de Pequeno Porte.1.6.Edital Número da Licitação CO. será realizado sorteio entre elas para que se identifique aquela que primeiro apresentar melhor oferta.CND) e ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) atualizadas à época da assinatura. na ordem classificatória. . 8. FURNAS somente assinará o TERMO CONTRATUAL com a LICITANTE vencedora se esta estiver com as provas de regularidade relativas à Seguridade Social (Certidão Negativa de Débito . conforme resumo constante das Planilhas de Preços – Furnas desta seção.00 (cinco milhões. mão de obra e equipamentos.6.6. 7. O valor total orçado é de R$ 5. o objeto licitado será adjudicado em favor da proposta originalmente vencedora do certame.1. Mobilização e Desmobilização. O disposto no item 7.3.174.7. 8. dentro de 5 (cinco) dias. Seção I. Para efeito do disposto no item 7. sendo a medição referenciada aos apontamentos de campo da FISCALIZAÇÃO de FURNAS. e ao bom desenvolvimento da Engenharia.1 desta Seção III.2. consumo adequado de materiais.DAQ. Substituição de lastros de britas e Construção de Caixas de Contenção.

os materiais oriundos das obras das obras serão reutilizados. Quando pertinente. equipamentos e materiais necessários à execução dos serviços objeto do presente termo contratual. com exceção dos relacionados no item Fornecimentos de FURNAS.Edital Número da Licitação CO. Também serão disponibilizados locais apropriados para o armazenamento temporário de materiais reaproveitáveis.TERMO CONTRATUAL E GARANTIAS – MODELOS. conforme descrito nos itens constantes na Seção IV – CLÁUSULA CRITÉRIOS DE MEDIÇÃO. local apropriado para abrigar as instalações do Canteiro de Obras. O detalhamento dos critérios está contido na CLÁUSULA “CRITÉRIOS DE MEDIÇÃO E PAGAMENTO” constante da Seção IV .00011. . próximo às obras. conforme CLÁUSULA – OBRIGAÇÕES DE FURNAS. conforme indicação e a exclusivo critério de FURNAS.G. bem como um ponto para captação de água e um ponto de energia (110/220v) em cada local onde serão executados os serviços objeto do presente termo contratual. Fornecimentos da Contratada: Toda a mão de obra.DAQ.2011 Folha 23/253 Fornecimentos de FURNAS: Será disponibilizado.

1 C.R$ A A.50 72.99 89.1.703.66 h mês 191.4.8 C.00 23.3.20 C. LANÇAMENTO.00011.088. Quant.50 1.32 15. EPÓXI 28.1 LIMPEZA GERAL DA OBRA 509.3. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-25.1.96 3.6 C.2.1 C.2 C.49 0.1.6.00 168.00 4.514.45 462.46 71.50 789. UMA DEMÃO PINTURA DE TUBULAÇÃO COM ESMALTE SINTÉTICO. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.793. Ø 6.1 C.5 C.00 78.73 146.77 65.547.378.250.48 459.36 720.858. INCLUSIVE DESFORMA JUNTA DE DILATAÇÃO COM ISOPOR 10MM CONCRETO ESTRUTURAL FCK 30 MPA.8. INCLUSO MONTAGEM E DESMONTAGEM SISTEMA DE TUBULAÇÃO SISTEMA DE TUBULAÇÃO PARA FLUIDOS PINTURA TRATAMENTO ANTICORROSIVO COM ZARCÃO EM TUBULAÇÃO.70 394.2 C.82 m unid.1 B B.2 C. Quant.60 349.5.4 C. Preços Unitário C/ com BDI Total c/ BDI C C.00 94.2 C.377.98 57.5 C.00 168.3 C.00 146.8.98 ITEM Descrição dos serviços Unid. ROGERTEC OU SIMILAR ANDAIMES LOCAÇÃO DE ANDAIME TIPO TORRE.65 m² 579.00 100.1.43 kg kg kg m² m m³ 182.9 C.002.3.00 1.00 50.1 C.245.14 8.52 m² m m² m² m² 250.32 166.5 A 25 MM CORTE.R$ Total c/ BDI .20 18.12 4.48 m 150. ADENSAMENTO E CURA METÁLICOS ESCADA MARINHEIRO PERFIL DE FERRO COM ANCORAGEM COM PROTEÇÃO IMPERMEABILIZAÇÃO IMPERMEABILIZAÇÃO COM APLICAÇÃO DE EPÓXI INDUSTRIAL. 120.45 28.94 98.221.308.56 m 10.1 C.04 5.00 8.88 12.1 C.75 13.344. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.00 57.2 C. Ø 12.481.08 1.7.1 C.9.48 63.4 C.3.00 48.Edital Número da Licitação CO.193.00 19.00 110.703.2011 Folha 24/253 11.00 10.G.28 m² m² 44.00 168.14 10.703.1.349.80 1.41 cj 1. Preços Unitário c/ com BDI .1 ADMINISTRAÇÃO LOCAL E CANTEIRO DE OBRAS ADMINISTRAÇÃO LOCAL E CANTEIRO DE OBRAS MOBILIZAÇÃO MOBILIZAÇÃO A 1.5 MM CORTE.7 C.937.10 CONSTRUÇÃO DE CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO PRÓXIMA A CASA DE FORÇA SERVIÇOS INICIAIS LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS DE TÁBUAS CORRIDAS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1.137.1 C.3 A 12.24 3.4 C.95 789.344.3.00 11. Ø 16 A 25 MM EXECUÇÃO DE FORMA DE CHAPA COMPENSADA RESINADA PLASTIFICADA PARA CONCRETO APARENTE.349.10.5 C.60 4.9.60 747.3 C.95 57.00 44.34 1.40 84.00 72.2 C.1 C.6 C.00 15.220.60 .28 23.00 60.1.934. PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS FURNAS ITEM Descrição dos serviços Unid.36 13. DUAS DEMÃOS ATERRAMENTO INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NU DE 4/0 AWG (120 MM²) SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO SERVIÇOS FINAIS m² 280.1 C.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR APICOAMENTO DE SUPERFÍCIE DE CONCRETO LIMPEZA DE SUPERFÍCIES COM JATO DE ALTA PRESSÃO DE AR E ÁGUA PREPARAÇÃO DE PONTE DE ADERÊNCIA COM ADESIVO ESTRUTURAL A BASE DE EPÓXI CARGA / TRANSPORTE TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK TRANSPORTE VERTICAL DE MATERIAIS COM GUINCHO ELÉTRICO COM OPERADOR ESTRUTURA CORTE.3 C. FORNECIMENTO.00 6. PLANILHAS DE FURNAS 11.98 A 10.2.061.3.65 426.DAQ.892.

2 D.9 COLOCAÇÃO.71 12.915.70 6.23 25.5 D.137. MÍNIMO DE 150 KG DE CIMENTO POR M³ D.96 51.88 853.01 6.370.5.63 31.4 D.93 491.36 D.06 3.2 D.60 D.3.88 284.51 26.1 D.5.19 8.00 10.78 191.5.36 D. INCLUSO TRANSPORTE.5.1 D.15 7. LANÇAMENTO.1.7.19 2.11 587.01 1. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA.6 D.5 MM D.28 42.05 371. Quant. ADENSAMENTO E ACABAMENTO DESFORMA DE ESTRUTURA ARMADURA EM TELA TELCON Q138 EXECUÇÃO DE LASTRO DE CONCRETO MAGRO m² m² m² m³ m² kg m³ m³ m³ kg 4.391.1 CORTE.3 RETIRADA DE LASTRO DE BRITA MOVIMENTAÇÃO DE TERRA E BRITA m³ 34.3.90 19.332.44 EXECUÇÃO DE CONCRETO SIMPLES.4.5.400.918.32 D.92 245.458.BLOCO 19X19X39 CM REVESTIMENTO m² 32.40 115. LANÇAMENTO. ESPESSURA 5 MM REBOCO MASSA ÚNICA TRAÇO 1:2:8.77 85.4.92 19.78 7.00011.55 0.75 13.54 26.36 60.28 108.5.60 6.3 D.85 237.39 2.31 58.25 D.8 CHAPISCO PARA PAREDE TRAÇO 1:3.345. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.6. TRANSPORTE E DESCARGA MECÂNICA DE MATERIAL ATÉ 20 KM TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK ESTRUTURA m³ m³ h 2.1 CONSTRUÇÃO DE CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO E SISTEMA DE DRENAGEM PARA OS REATORES DA LT EMBORCAÇÃO/ITUMBIARA NA SE 500 kV SERVIÇOS INICIAIS 300.7.10 5.26 3.00 847.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR DEMOLIÇÕES E RETIRADAS m m² m 93.DAQ.2011 Folha 25/253 ITEM Descrição dos serviços Unid.49 31.67 6.1 D.78 32.3.3.4.04 309.82 716.20 94.4 ESCAVAÇÃO MECANIZADA DE SOLO DE 1a CATEGORIA EXECUÇÃO DE LASTRO DE BRITA COM MATERIAL DE REAPROVEITAMENTO REGULARIZAÇÃO E COMPACTAÇÃO DE SOLO ESCAVAÇÃO MANUAL DE SOLO DE 1a CATEGORIA EXECUÇÃO DE COLCHÃO DE AREIA REATERRO COMPACTADO COM PLACA VIBRATÓRIA EM CAMADA DE ATÉ 30 CENTÍMETROS CARGA / TRANSPORTE m³ m³ m² m³ m³ m³ 356.38 3.5. INCLUSO D.00 248.49 D.2.2 LOCAÇÃO DE REDE DE DRENAGEM COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS DE TÁBUAS CORRIDAS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1.74 12.01 4.8 DE CONCRETO.5.70 18.40 9.527. ADENSAMENTO E ACABAMENTO D.1 D.3.66 .679.19 4.42 43.57 166.G.3.4 D.1. Preços Unitário C/ com BDI Total c/ BDI D D.3 D. BOMBEADO.57 431.56 4.85 1.640.5.Edital Número da Licitação CO.97 285.55 826.8.58 79.28 24. INCLUSO TRANSPORTE.5 CARGA MANUAL E TRANSPORTE DE BRITA ATÉ 1 KM CARGA.202.90 67.2 D.1 D.1 D. Ø 16 MM GALVANIZADO ( ESCADA TIPO MARINHEIRO) kg 85. INCLUSO TRAVAMENTO E CONTRAVENTAMENTO ESCORAMENTO DE FORMAS CONCRETO ESTRUTURAL 25 MPA VIRADO NA OBRA.1 D.10 CORTE.14 183. ESPESSURA 2 CM METÁLICOS m² m² 32.19 904.868.1. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-25.22 27.6 ALVENARIA D.3 A 12.49 25.3 D.7 EXECUÇÃO DE ALVENARIA ESTRUTURAL COM BLOCOS DE CONCRETO.47 23.6 D.904.2 D.3 D.94 123.20 1.00 17.5.32 305.918.78 67.045.98 427. ESPESSURA 19 CM .802.2 D.47 77. Ø 6.7 EXECUÇÃO DE FORMA DE TÁBUAS PARA FUNDAÇÃO EXECUÇÃO DE FORMA DE MADEIRIT RESINADO 12 MM.5 D.24 D.

675.57 E.29 16.56 187.75 13. Preços Unitário C/ com BDI Total c/ BDI D.00 237.3 E.1 CORTE E RETIRADA DE CABOS DE ATERRAMENTO D.358.24 48. Quant.1.34 4.10 PREPARO DA SUPERFÍCIE DE CONCRETO PARA IMPERMEABILIZAÇÃO APLICAÇÃO DE PRIMER SIKAFLOOR 161 DA SIKA OU SIMILAR IMPERMEABILIZAÇÃO DE ESTRUTURAS COM SIKAGARD-62 OU SIMILAR ANDAIMES m² m² m² 197.3 E.35 9.28 23. REAPROVEITAMENTO DEMOLIÇÃO DE PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA MOVIMENTAÇÃO DE TERRA E BRITA m³ m³ kg m³ 94.12 ATERRAMENTO cj 1.1 LIMPEZA FINAL DA OBRA m² 248.3.00 17.28 395.17 1.22 1. UTILIZANDO DISCO DE CORTE DEMOLIÇÕES E RETIRADAS m m² m m 83. COM IMPERMEABILIZAÇÃO E COLOCAÇÃO DE BRITA.5 POR SOLDA.12.12.19 7.00 630.99 27.4.28 42.92 19.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR DEMARCAÇÃO E DEFINIÇÃO DA ÁREA DO PAVIMENTO A SER DEMOLIDO.00 11.543.23 76.69 E.137.2.522.3 SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM ESTRUTURA DE D.702.2 E.3 CARGA MANUAL E TRANSPORTE DE BRITA ATÉ 1 KM CARGA.2 INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NU DE 4/0 AWG (120 MM²) D. unid.3 E.3 D.1 D.103.2.2 E.279.1.48 102.36 1.06 E.239.43 20.76 1.50 E CONSTRUÇÃO DAS BACIAS DE DRENAGEM.84 0.38 17.96 1.756.12.758.1.61 96.94 90.1 E.758.1.3. SERVIÇOS INICIAIS 395.00 29.91 11.31 2.G.51 58.20 94.77 2.31 12.4 CONCRETO POR PARAFUSO FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM ESTRUTURA METÁLICA D.00 122.9.13.84 24.9.1 E.70 63. 44.4 E.2 E.56 4.34 12.2.88 30.60 574.00011.4 E.87 35.16 .270.9 IMPERMEABILIZAÇÃO D.62 740.3.34 333.00 23.00 0.116.3.4.25 7.4 E.658.12.11 9.65 2.1 E.84 6.73 103.11 SISTEMA DE TUBULAÇÃO m 96.34 405.2 D.45 26.56 11.78 279. INCLUSO MONTAGEM E DESMONTAGEM D.DAQ.11.41 450.00 10.92 E.960.08 1.20 D. PARA OS REATORES DA SE 500 kV.2.2 E.42 43.066.458.1 E.42 238. TRANSPORTE E DESCARGA MECÂNICA DE MATERIAL ATÉ 20 KM TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK m³ m³ h 63.57 53.3 DEMOLIÇÃO DE CONCRETO ARMADO COM ROMPEDOR RETIRADA DE LASTRO DE BRITA DESMONTAGEM E RETIRADA DE TRILHOS DE AÇO.4 ESCAVAÇÃO MECANIZADA DE SOLO DE 1a CATEGORIA ESCAVAÇÃO MANUAL DE SOLO DE 1a CATEGORIA EXECUÇÃO DE LASTRO DE BRITA Nº 3 (38 A 50MM). COM TERMINAL RETO D.4.12.13 SERVIÇOS FINAIS m m unid.88 1.343.1 LOCAÇÃO DE ANDAIME TIPO TORRE.316.84 238.2 LOCAÇÃO DE TRILHOS DE AÇO EM CAMINHOS DE ROLAMENTO COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS DE TÁBUAS CORRIDAS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1. unid.336.Edital Número da Licitação CO.10 272.10.32 14.2011 Folha 26/253 ITEM Descrição dos serviços Unid.70 288.40 D.51 D.476. COM FORNECIMENTO DE BRITA REGULARIZAÇÃO E COMPACTAÇÃO DE SOLO CARGA / TRANSPORTE m³ m³ m³ m² 217.57 D.9.00 53.1 SISTEMA DE TUBULAÇÃO PARA FLUIDOS D.1 E.50 8.

2 E.76 14.56 7.338.756.3 E.2 INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NU DE 4/0 AWG (120 MM²) E.60 4.42 8.1 E. 4.838.03 484.G.56 751.00 4.DAQ. FIO 12.202.BLOCO 19X19X39 CM REVESTIMENTO m² 118.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR LIMPEZA DE SUPERFÍCIES COM JATO DE ALTA PRESSÃO DE AR E ÁGUA DEMOLIÇÕES E RETIRADAS m m² 210.089.9.1 E.891.27 42.28 23.00 4.8.8.3 E.343.92 E.70 2.5.32 8.40 67.064.225. unid.39 46.85 857.7.11.7 E.00 491.49 27.56 F.01 6.5.95 13. COLOCAÇÃO E MONTAGEM DE TRILHOS DE AÇO.5 MM E. ESPESSURA 5 MM REBOCO MASSA ÚNICA TRAÇO 1:2:8.77 0.6 ALVENARIA E. FORMADA EM CANTONEIRA "L" 2X2X5/16" E TELA DE AÇO COM MALHA DE 1".230.24 19.56 118.5.05 E.57 427.433.03 30.8.1 E.978.00 97.75 49.69 5.18 7.82 1.VIRADO NA OBRA.158.810. INCLUSO COLOCAÇÃO.810.5 E.5.19 7.12 SERVIÇOS FINAIS m m unid.29 E.1 E.2011 E.00 4.51 21.586.78 E.19 3.14 1.90 7. REAPROVEITAMENTO COLOCAÇÃO DE CHUMBADORES GALVANIZADOS DE 1" X 12".92 3.5.9. COM ROSCA E PORCA CONFECÇÃO DE ESTRUTURA PROVISÓRIA PARA MANOBRA DOS REATORES MONTAGEM E DESMONTAGEM DE ESTRUTURA PROVISÓRIA PARA MANOBRA DOS REATORES CONFECÇÃO E INSTALAÇÃO DE DISPOSITIVO DE ACOPLAMENTO PARA TRANSLADO DE REATORES IMPERMEABILIZAÇÃO unid.1 F.297.11 ATERRAMENTO m² 23. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.47 325.Edital Número da Licitação CO.7.297.2 TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1.70 E.06 4.5.6.04 333.6 E.8.53 22.83 144.87 7. BOMBEADO.VIRADO NA OBRA. GALVANIZADA. Ø 16 A 25 MM m² m² m² kg m³ m³ m³ m³ kg kg 27. INCLUSO COLOCAÇÃO.8 E. INCLUSO TRAVAMENTO E CONTRAVENTAMENTO DESFORMA DE ESTRUTURA ARMADURA EM TELA TELCON Q138 EXECUÇÃO DE LASTRO DE CONCRETO MAGRO CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA.8 CHAPISCO PARA PAREDE TRAÇO 1:3.1 RETIRADA DE LASTRO DE BRITA m³ 845.82 8.12.20 26.258.79 1.48 7.9 CESTA METÁLICA.48 35.5 ESTRUTURA Folha 27/253 E. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA.53 130.24 48.05 371.9 EXECUÇÃO DE FORMA DE TÁBUAS PARA FUNDAÇÃO EXECUÇÃO DE FORMA DE MADEIRIT RESINADO 12 MM. SERVIÇOS INICIAIS F.489.5.22 479.966.164. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 20 MPA. INCLUSO COLOCAÇÃO.00011.83 869.998.11.94 11.3 A 12.181.4 E.044.11.6 E.40 14.8.10.1 E.84 133.23 49.20 4.5 E.1 m² 574.19 22.12 521.43 63. ESPESSURA 19 CM .135. kg kg unid.3 SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO E.854.5.72 E.47 77.8.83 SUBSTITUIÇÃO DA BRITA E IMPERMEABILIZAÇÃO DE TODAS AS CAIXAS DE CONTENÇÃO DOS TRAFOS DA SE 500 kV. ESPESSURA 2 CM METÁLICOS m² m² 118.68 635.43 799.1 PAVIMENTAÇÃO EM CONCRETO ASFÁLTICO CAP 85/100 A QUENTE E.738.56 67. 140. 80X40X40 CM.2 E.99 2. unid.81 42.10 APLICAÇÃO DE PRIMER SIKAFLOOR 161 DA SIKA OU SIMILAR IMPERMEABILIZAÇÃO DE ESTRUTURAS COM SIKAGARD-62 OU SIMILAR PAVIMENTAÇÃO m² m² 484.00 1.2 F.1 LIMPEZA FINAL DA OBRA F F.753.48 102.28 1.00 2.5.00 10.94 10.4 E.23 25.1 CORTE E RETIRADA DE CABOS DE ATERRAMENTO E.7 EXECUÇÃO DE ALVENARIA ESTRUTURAL COM BLOCOS DE CONCRETO.00 27.5.2 E.10 CORTE. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.1.2 E.54 2.92 E.2.06 1. Ø 6.79 .73 1.1.702.00 199. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CORTE.

1 F.93 27.3.806.2 G.1.57 431.450.75 192.7 F.86 22. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA.742.67 39.80 27.95 5.05 104.5 G.6.00 1.4 G.3 F. BOMBEADO.6.161.392.20 71.31 CONSTRUÇÃO DE CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO E SISTEMA DE DRENAGEM PARA OS TRAFOS DA SE 500 kV SERVIÇOS INICIAIS LOCAÇÃO DE REDE DE DRENAGEM COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS DE TÁBUAS CORRIDAS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1.52 1.92 19. UTILIZANDO DISCO DE CORTE DEMOLIÇÕES E RETIRADAS DEMOLIÇÃO DE PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA DEMOLIÇÃO MANUAL DE CONCRETO SIMPLES MOVIMENTAÇÃO DE TERRA ESCAVAÇÃO MECANIZADA DE SOLO DE 1a CATEGORIA REATERRO COMPACTADO COM PLACA VIBRATÓRIA EM CAMADA DE ATÉ 30 CENTÍMETROS COMPACTAÇÃO DE FUNDO DE VALA CARGA / TRANSPORTE CARGA.3 G.76 130.1 G G.7 G.75 13.531.7.607.2 F.23 224. COM FORNECIMENTO DE BRITA TRATAMENTO DE SUPERFÍCIES TRATAMENTO DE TRINCAS E FISSURAS NO CONCRETO CARGA / TRANSPORTE CARGA MANUAL E TRANSPORTE DE BRITA ATÉ 1 KM TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK IMPERMEABILIZAÇÃO APLICAÇÃO DE PRIMER SIKAFLOOR 161 DA SIKA OU SIMILAR IMPERMEABILIZAÇÃO DE ESTRUTURAS COM SIKAGARD-62 OU SIMILAR SERVIÇOS FINAIS LIMPEZA FINAL DA OBRA m² 100.5.Edital Número da Licitação CO.6 G.99 192.00 0.40 5.838.06 4.5.5.02 238.DAQ.49 31.95 2.219.00 135.96 m³ m³ m² 2.1 F.3 A 12.84 360.362.730. Ø 6.2 G.20 94. INCLUSO TRAVAMENTO E CONTRAVENTAMENTO ESCORAMENTO DE FORMAS DESFORMA DE ESTRUTURA EXECUÇÃO DE LASTRO DE CONCRETO MAGRO EXECUÇÃO DE CONCRETO SIMPLES.02 12. Preços Unitário C/ com BDI Total c/ BDI F.1.5.98 427.00 1.3 G.3 G.1 G.48 1.559.2011 Folha 28/253 ITEM Descrição dos serviços Unid.82 182.71 440.00 m² m² 2.00 10.956.482.00 1.95 30. LANÇAMENTO.942.77 86.317.3.367.77 2.51 24.3 G.5.2 G.6 G.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR DEMARCAÇÃO E DEFINIÇÃO DA ÁREA DO PAVIMENTO A SER DEMOLIDO. Ø 16 MM GALVANIZADO ( ESCADA TIPO MARINHEIRO) kg 474.22 m³ 845.1 MOVIMENTAÇÃO DE TERRA E BRITA EXECUÇÃO DE LASTRO DE BRITA Nº 3 (38 A 50MM).4. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.95 241.00 17.1.1.5.574.6 F.47 2.450.76 86.74 50.723.86 m m² m m 243.2.6.38 6.306.1 G.86 12.003.2 G.1 G.4 G.1 F.00011.16 m² 1.4 F.5.043.793.47 9. TRANSPORTE E DESCARGA MECÂNICA DE MATERIAL ATÉ 20 KM TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK ESTRUTURA EXECUÇÃO DE FORMA DE MADEIRIT RESINADO 12 MM. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CORTE.01 371. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-25.05 7.42 94.96 14.00 20.80 301.541.455.95 321.2 G.16 112.20 m² m² m² m³ m³ m³ kg 1.4 G.4.00 43. MÍNIMO DE 150 KG DE CIMENTO POR M³ DE CONCRETO.614.1 G.5 G.838.5.040.1 G.20 291.50 m³ h 845.2 G.1 F.167.34 201.02 6. INCLUSO COLOCAÇÃO.3.G.2 F. Quant.5.4. INCLUSO TRANSPORTE.058.20 90.92 35.14 m³ h 1.48 102.2.96 1.31 m³ m³ 5.1 G.5 F.04 4.5 MM METÁLICOS CORTE.56 76.40 95.29 .3.25 3.44 30.165.66 77.95 192.

5 MM H.43 0.1 I.967. 34.5. INCLUSO TRAVAMENTO E CONTRAVENTAMENTO ESCORAMENTO DE FORMAS DESFORMA DE ESTRUTURA ARMADURA EM TELA TELCON Q138 ARMADURA EM TELA TELCON Q283 EXECUÇÃO DE LASTRO DE CONCRETO MAGRO CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA.844.14 834.57 427.40 5.250.51 H.044.2 H.5.49 31.809.95 23.20 962.65 1.5.3 H.117.8 H. INCLUSO TRANSPORTE.6 H.26 H.9 H.187.5.Edital Número da Licitação CO.5. Ø 16 MM GALVANIZADO ( ESCADA TIPO MARINHEIRO) IMPERMEABILIZAÇÃO PREPARO DA SUPERFÍCIE DE CONCRETO PARA IMPERMEABILIZAÇÃO APLICAÇÃO DE PRIMER SIKAFLOOR 161 DA SIKA OU SIMILAR IMPERMEABILIZAÇÃO DE ESTRUTURAS COM SIKAGARD-62 OU SIMILAR ANDAIMES m² 21.7 H.6 H.025.64 7.00011.64 296.12.52 814.3 A 12.1 H.75 13.85 6.8 H.82 67.85 315.54 95.20 52.41 348.3 SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM ESTRUTURA DE H.20 19.611. COM TERMINAL RETO H.330. unid.137.68 202.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR m² 387. unid.64 43.9.09 20.4 CONCRETO POR PARAFUSO FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM ESTRUTURA METÁLICA H.1 H.29 371.1 SISTEMA DE TUBULAÇÃO PARA FLUIDOS H.90 12.4 H. INCLUSO COLOCAÇÃO.28 23.9.09 m² m² 43.9 ESTRUTURA EXECUÇÃO DE FORMA DE TÁBUAS PARA FUNDAÇÃO EXECUÇÃO DE FORMA DE MADEIRIT RESINADO 12 MM.00 84.2 H.1 H.52 1. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50. ESPESSURA 2 CM METÁLICOS CORTE. Ø 6.13 SERVIÇOS FINAIS m m unid.12.697.5. ESPESSURA 19 CM .48 2.39 66.120.2 INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NU DE 4/0 AWG (120 MM²) H.12 ATERRAMENTO cj 1.1 H.00 23.76 1.19 1.11 22.77 3.82 704.83 166.11.23 25.128.241.5.92 5.5. Preços Unitário C/ com BDI Total c/ BDI H.73 103.7.9.49 58. ESPESSURA 5 MM REBOCO MASSA ÚNICA TRAÇO 1:2:8.00 10.48 102.13 15.00 24.79 8.2 CONSTRUÇÃO DE PAREDE CORTA-FOGO NOS REATORES DA SE 345 kV SERVIÇOS INICIAIS LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS DE TÁBUAS CORRIDAS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1.61 196.055.5 POR SOLDA.1.1 H.27 1.52 H.5 H.G.79 .20 718.87 H.72 6. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-25.58 m² m² m² 181.10.1 CORTE E RETIRADA DE CABOS DE ATERRAMENTO H.5.8.93 27.47 77.00 11.73 42.7 H.1 LIMPEZA FINAL DA OBRA I I.05 9. ADENSAMENTO E ACABAMENTO m² m² m² m² kg kg m³ m³ m³ kg 19.466.13.799.5.10 CORTE.BLOCO 19X19X39 CM REVESTIMENTO CHAPISCO PARA PAREDE TRAÇO 1:3.12.11 SISTEMA DE TUBULAÇÃO m 80.90 m² m 187.6.28 42.00 491.00 35.16 4.83 102.01 6.79 207.00 H.70 54.42 303.2 H.1 LOCAÇÃO DE ANDAIME TIPO TORRE. INCLUSO MONTAGEM E DESMONTAGEM H. Quant.DAQ.2011 Folha 29/253 ITEM Descrição dos serviços Unid.044.00 35.22 10.52 1.5 H.1.88 30.09 kg 78. LANÇAMENTO.12.80 1.892.12.52 35. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CONCRETO ESTRUTURAL 25 MPA VIRADO NA OBRA.26 2.10 ALVENARIA EXECUÇÃO DE ALVENARIA ESTRUTURAL COM BLOCOS DE CONCRETO.84 17.24 48. BOMBEADO.3 H.1 I.7.

52 26.30 38.2.4.144. TRANSPORTE E DESCARGA MECÂNICA DE MATERIAL ATÉ 20 KM TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK ESTRUTURA EXECUÇÃO DE FORMA DE MADEIRIT RESINADO 12 MM.2 I.7.1 I.25 m² 117.01 371.93 .47 25. Ø 6.16 m³ m³ m² 95. PARA OS REATORES DA SE 345 kV SERVIÇOS INICIAIS LOCAÇÃO DE TRILHOS DE AÇO EM CAMINHOS DE ROLAMENTO COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS DE TÁBUAS CORRIDAS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1.4. 242.645.82 340.BLOCO 19X19X39 CM ANDAIMES LOCAÇÃO DE ANDAIME TIPO FACHADEIRO.4 J.6 I.G.37 242.1 J.2 J.94 24.3 I.86 817.3 I.06 443.901.36 58. INCLUSO TRAVAMENTO E CONTRAVENTAMENTO DESFORMA DE ESTRUTURA EXECUÇÃO DE LASTRO DE CONCRETO MAGRO CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA. Preços Unitário C/ com BDI Total c/ BDI I.370.4.4 I.7. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CORTE.3.1.1 I.5 MOVIMENTAÇÃO DE TERRA ESCAVAÇÃO MANUAL DE SOLO DE 1a CATEGORIA REATERRO COMPACTADO COM PLACA VIBRATÓRIA EM CAMADA DE ATÉ 30 CENTÍMETROS COMPACTAÇÃO DE FUNDO DE VALA CARGA / TRANSPORTE CARGA.24 69.66 390.06 4.3.1 I.2011 Folha 30/253 ITEM Descrição dos serviços Unid.86 288.80 60.19 7.27 1.4 I.116.38 m² 136.56 3.00 0.907. COM IMPERMEABILIZAÇÃO E COLOCAÇÃO DE BRITA.28 7. ESPESSURA 19 CM .3 A 12.568.84 256.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR DEMOLIÇÕES E RETIRADAS RETIRADA DE LASTRO DE BRITA DESMONTAGEM E RETIRADA DE TRILHOS DE AÇO.41 m unid.1 I.20 1.656.31 5.2 I.3 I.28 9. BOMBEADO.87 7.00 43.3 I.1.1 J. INCLUSO COLOCAÇÃO.49 27.15 96.60 67.2 J.62 18.29 8.476.3 J.00 48.77 3.518.1 J J.73 1.28 23.43 60.06 290.2.00011.92 19.00 77. INCLUSO MONTAGEM E DESMONTAGEM ATERRAMENTO INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NÚ DE 4/0 AWG (120 MM²) SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM ESTRUTURA DE CONCRETO POR PARAFUSO SERVIÇOS FINAIS LIMPEZA FINAL DA OBRA m² 187.14 24.75 13.70 3.30 3. unid.62 1.2.180.57 427.234.24 26.82 84.41 6.2.29 5.4.62 2.2.546.8 I. Ø 16 A 25 MM CORTE.96 1.7 I.4.4.487.894.184.2.35 678. 23. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.2 I.7 I.600.1 J.5 MM PERFURACÃO (10 CM) DE CONCRETO PARA FIXAÇÃO DE AÇO 6.54 m² m² m³ m³ kg kg unid.20 94.56 18.77 169.45 m m² m 184.4.3 J.78 61.70 484.59 CONSTRUÇÃO DAS BACIAS DE DRENAGEM.19 5.37 17.2 J.40 192.357. Quant. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.781.19 7.94 10.6.39 363.00 387.3mm COM COMPOUND ADESIVO ALVENARIA EXECUÇÃO DE ALVENARIA ESTRUTURAL COM BLOCOS DE CONCRETO.290.92 8.00 8.2 I.6 I.5 I.5 I.5.28 42.1.16 m³ h 44.Edital Número da Licitação CO.2.645.1 I.00 6.7.25 6.2 I. REAPROVEITAMENTO DEMOLIÇÃO DE ALVENARIA EM BLOCO DE CONCRETO 19X19X39 DEMOLIÇÃO MANUAL DE CONCRETO SIMPLES DEMOLIÇÃO DE CONCRETO ESTRUTURAL COM ROMPEDOR m³ kg m³ m³ m³ 128.DAQ.2.8.43 52.1 I.

3.10.5 J.894.7.18 m² m² 151.36 9.56 8.1 LIMPEZA FINAL DA OBRA m² 387.4.05 371.68 m² m² 207.94 24.9 J.82 705.11.234.993.30 9.09 21. REAPROVEITAMENTO COLOCAÇÃO DE CHUMBADORES GALVANIZADOS DE 1" X 12".54 .7 J.4 J.8 J.42 43.69 30.11 SERVIÇOS FINAIS J.53 90. FORMADA EM CANTONEIRA "L" 2X2X5/16" E TELA DE AÇO COM MALHA DE 1".09 90.3 J.49 57.00011. BOMBEADO.3 J.10.22 unid.3 J.1 J.1 J.4.4 J.00 6.489.10 MOVIMENTAÇÃO DE TERRA E BRITA ESCAVAÇÃO MANUAL DE SOLO DE 1a CATEGORIA REATERRO COMPACTADO COM PLACA VIBRATÓRIA EM CAMADA DE ATÉ 30 CENTÍMETROS EXECUÇÃO DE LASTRO DE BRITA Nº 3 (38 A 50MM).6 J.38 1.50 329. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.3.9 J.22 8.70 172.5.5.Edital Número da Licitação CO.57 427.23 25.59 115.68 207.00 24.80 133.85 1.19 J.1 J.7 J.1 J.2 INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NÚ DE 4/0 AWG (120 MM²) J.5.910.31 1.5.884.01 6.2 J.2 J.356.28 5.06 90.6.66 1.158.653.67 3.00 491. GALVANIZADA.3 J. Ø 6.47 77. INCLUSO TRANSPORTE.8.73 199.6 J.4 J.8 J.24 48. INCLUSO TRAVAMENTO E CONTRAVENTAMENTO DESFORMA DE ESTRUTURA ARMADURA EM TELA TELCON Q138 EXECUÇÃO DE LASTRO DE CONCRETO MAGRO CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA.31 13. kg kg 4.39 32.00 17.76 1.4. 24.1 J.28 23. Ø16 A 25 MM CORTE.94 151. COM ROSCA E PORCA IMPERMEABILIZAÇÃO APLICAÇÃO DE PRIMER SIKAFLOOR 161 DA SIKA OU SIMILAR IMPERMEABILIZAÇÃO DE ESTRUTURAS COM SIKAGARD-62 OU SIMILAR ATERRAMENTO m m unid. INCLUSO COLOCAÇÃO.3 SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO J.783.14 624.10.65 m² 75.516. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CONCRETO ESTRUTURAL 25 MPA VIRADO NA OBRA. LANÇAMENTO.95 42. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CORTE.330.72 139. ESPESSURA 19 CM .96 1.00 187.5 J.7. ESPESSURA 5 MM REBOCO MASSA ÚNICA TRAÇO 1:2:8.116.9. FIO 12.29 2. 80X40X40 CM.G.06 24.2 J.48 12.328.064.48 38.09 210.76 6.5 MM ALVENARIA EXECUÇÃO DE ALVENARIA ESTRUTURAL COM BLOCOS DE CONCRETO.90 2. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.098.07 779.08 4.00 5.87 7.00 10.830.94 10. COM FORNECIMENTO DE BRITA REGULARIZAÇÃO E COMPACTAÇÃO DE SOLO CARGA / TRANSPORTE CARGA MANUAL E TRANSPORTE DE BRITA ATÉ 1 KM CARGA. Preços Unitário C/ com BDI Total c/ BDI J.2 J.4 J.5.73 130.909.53 96.1 J.42 m² m² m² kg m³ m³ m³ kg kg 14.28 245.95 909.876.666.43 94.2011 Folha 31/253 ITEM Descrição dos serviços Unid.48 799.3. TRANSPORTE E DESCARGA MECÂNICA DE MATERIAL ATÉ 20 KM TRANSPORTE HORIZONTAL DE ENTULHO A 30 METROS DE DISTÂNCIA COM CARRINHO OU GERICA TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK ESTRUTURA EXECUÇÃO DE FORMA DE TÁBUAS PARA FUNDAÇÃO EXECUÇÃO DE FORMA DE MADEIRIT RESINADO 12 MM.1 CORTE E RETIRADA DE CABOS DE ATERRAMENTO J.2 J.19 5.95 58. Quant.5.1 J.3 A 12.04 9.5.115.39 m³ m³ m³ h 105.8.97 67.43 63. COLOCAÇÃO E MONTAGEM DE TRILHOS DE AÇO.5.2 J. ESPESSURA 2 CM METÁLICOS CESTA METÁLICA.4.53 3.5.50 12.104.56 4.927.49 27.342.3 J.16 m³ m³ m³ m² 32.20 31.94 7.BLOCO 19X19X39 CM REVESTIMENTO CHAPISCO PARA PAREDE TRAÇO 1:3.DAQ.8.39 105.48 102.3.845.47 7.9.

33 31.1 L.3. ESPESSURA 19 CM .085.3 L.75 0.3.77 55.1 L.00 491.7.00 472.75 67.1.49 3.5.598. Preços Unitário C/ com BDI Total c/ BDI L L.360.402. LANÇAMENTO E ACABAMENTO L.906.143.21 5.33 19. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CONCRETO ESTRUTURAL 25 MPA VIRADO NA OBRA.179.22 431.75 16.27 594.BLOCO 19X19X39 CM REVESTIMENTO CHAPISCO PARA PAREDE TRAÇO 1:3.64 m² m m 766.38 11.3.55 3. INCLUSO COLOCAÇÃO.58 10.5 L.136.45 397.5.196.11 CORTE. ESPESSURA 2 CM m² 433.9 LANÇAMENTO.5.5.70 9.5. INCLUSIVE TRAVAMENTO E CONTRATRAVAMENTO ESCORAMENTO DE FORMAS DESFORMA DE ESTRUTURA ARMADURA EM TELA TELCON Q138 EXECUÇÃO DE LASTRO DE CONCRETO MAGRO m² m² m² m² m² kg m³ m³ m³ m³ kg 80.DAQ.15 15.34 1.3 L.948.Edital Número da Licitação CO.07 193.990.494.16 3.57 427.611.08 42.77 644.6 L.8 CONSTRUÇÃO DE CAIXAS E SISTEMA DE DRENAGEM PARA OS TRANSFORMADORES E TANQUE DE ÓLEO ISOLANTE NA SE 345 kV SERVIÇOS INICIAIS LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS DE TÁBUAS CORRIDAS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA LOCAÇÃO DE REDE DE DRENAGEM .752.42 43. L.41 CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA.5 L.23 25.130.2 L.2.2 L.5.2 L.01 6.29 8.82 242.2011 Folha 32/253 ITEM Descrição dos serviços Unid.75 433.98 10.3.5.3.28 24.7 L.1 L.GABARITO TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1.19 29.35 20.74 30.50 19.6 L.3 A 12.96 m³ m³ m³ m³ m² m³ m³ 621.2.3 L. ADENSAMENTO E ACABAMENTO EXECUÇÃO DE CONCRETO SIMPLES.48 321.290.51 58.70 233.698.10 7.1 L.336.2.52 10.1 L.35 2.957.00 17.58 8.09 144. INCLUSO TRANSPORTE.5 L.4.09 2.02 188.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR DEMOLIÇÕES E RETIRADAS RETIRADA DE LASTRO DE BRITA DEMOLIÇÃO DE ALVENARIA DE TIJOLOS MACIÇOS SEM REAPROVEITAMENTO DEMOLIÇÃO DE PISO DE ALTA RESISTÊNCIA MOVIMENTAÇÃO DE TERRA E BRITA ESCAVAÇÃO MECANIZADA DE SOLO DE 1a CATEGORIA ESCAVAÇÃO MANUAL DE SOLO DE 1a CATEGORIA EXECUÇÃO DE LASTRO DE BRITA COM MATERIAL DE REAPROVEITAMENTO EXECUÇÃO DE LASTRO DE BRITA Nº 3 (38 A 50MM). MÍNIMO DE 150KG DE CIMENTO POR M3 L.32 7.1.688.2 ALVENARIA EXECUÇÃO DE ALVENARIA ESTRUTURAL COM BLOCOS DE CONCRETO.09 1.92 13.66 m² m² 433.33 13.47 98.6 L.70 1.212.93 27.44 .684.25 67.63 440.7 L.5.7.3 L.4 L.28 132.419.2 L.1 L.3 L.31 123.3.498.30 26.06 m³ m³ m² 532. BOMBEADO. COM FORNECIMENTO DE BRITA REGULARIZAÇÃO E COMPACTAÇÃO DE SOLO EXECUÇÃO DE COLCHÃO DE AREIA REATERRO COMPACTADO COM PLACA VIBRATÓRIA EM CAMADA DE ATÉ 30 CENTÍMETROS CARGA / TRANSPORTE CARGA MANUAL E TRANSPORTE DE BRITA ATÉ 1 KM CARGA. INCLUSIVE DESFORMA EXECUÇÃO DE FORMA CURVA DE MADEIRIT PLASTIFICADO DE 12MM.12 654.482. Ø 6.046.00011.49 151.19 59.4.1 L. TRANSPORTE E DESCARGA MECÂNICA DE MATERIAL ATÉ 20 KM TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK ESTRUTURA EXECUÇÃO DE FORMA DE TÁBUAS PARA FUNDAÇÃO EXECUÇÃO DE FORMA DE CHAPA COMPENSADA RESINADA PLASTIFICADA PARA CONCRETO APARENTE.7 L.4 L.05 371.506.3 L.51 15.4.6.94 26.5.5.54 1.56 4. INCLUSIVE TOPÓGRAFO .75 7. Quant.01 11.45 29.2 L.12 12. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.10 DE CONCRETO .48 6.748.5 MM L.05 5.88 54.INCLUSIVE TRANSPORTE.30 99.60 64.85 3.5.14 m³ m³ h 10.2 L.08 175.1 L.20 94.72 12.G.19 90.3.1.12 1.4 L. ESPESSURA 5 MM REBOCO MASSA ÚNICA TRAÇO 1:2:8.81 743.36 1.

66 1.95 3.73 103.144 KG / M²) COLOCAÇÃO DE BANDEJA METÁLICA 1800 X 830 X 350 CM.817.13.3 L.87 319.18 3.13. EM CHAPA DE AÇO 7/16" (87.688.00 13.28 17.70 m² m² m 484.78 L.55 105.13 PINTURA PINTURA EM EPÓXI EM ESTRUTURA DE AÇO CARBONO APLICADO A REVOLVER.460.48 102.251.1 L.60 m unid.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR REMOÇÃO DO TANQUE DE AÇO DESMONTAGEM E REMOÇÃO DE ESTRUTURA METÁLICA DE APOIO DO TANQUE DE AÇO SISTEMA DE TUBULAÇÃO INSTALAÇÃO DE TUBO DE AÇO GALVANIZADO 2" INSTALAÇÃO DE REGISTRO DE GAVETA 2" MONTAGEM E COLOCAÇÕES SOLDA EM BANDEJA METÁLICA EM CHAPA DE AÇO 7/16" (87.1.1.00 1.61 3.00 115.00 1.41 189.1 L.2 L. 0. unid.1 M.1 M.82 1.11 SISTEMA DE TUBULAÇÃO L.40 2.60 217.1.00 54.9.877.83 CONSTRUÇÃO DE BACIA DE CONTENÇÃO PARA O TANQUE DE ÓLEO DIESEL DO GRUPO MOTO-BOMBA SERVIÇOS INICIAIS TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1.3 SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM ESTRUTURA DE L.1 LOCAÇÃO DE ANDAIME TIPO TORRE.36 978.64 L.00 108. m² unid. unid. Preços Unitário C/ com BDI Total c/ BDI L.18 m unid.16 30.1 M. CORTE E DOBRA DE CHAPA MONTAGEM DE ESTRUTURA METÁLICA DE APOIO DO TANQUE RECOLOCAÇÃO DO TANQUE DE AÇO SOBRE A ESTRUTURA DE APOIO m unid.09 1.00 199.753.2 M.2 M.41 189.8.25 1.13 8.2 INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NÚ DE 4/0 AWG (120 MM²) L.4 L. Quant. 10.62 1.1 M. 80X40X40 CM.1 SISTEMA DE TUBULAÇÃO PARA FLUIDOS L.8.95 3.144 KG / M²).87 105. 0.8.28 42.41 358.76 unid. unid.76 14. ESPESSURA 25 MICRA ATERRAMENTO cj 1.4 CONCRETO POR PARAFUSO FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM ESTRUTURA METÁLICA L.817.14 182.14.3 M.3X0.12.00 1.46 1.12 L.77 189.00 3.2 M.1/2''.12 8.2 L.3 M.5 POR SOLDA.1 LIMPEZA FINAL DA OBRA M M. INCLUSO MONTAGEM E DESMONTAGEM L.3.76 13.2 M.10.65 425.41 137. PARA CAIXA RALO IMPERMEABILIZAÇÃO APLICAÇÃO DE PRIMER SIKAFLOOR 161 DA SIKA OU SIMILAR IMPERMEABILIZAÇÃO DE ESTRUTURAS COM SIKAGARD-62 OU SIMILAR IMPERMEABILIZAÇÃO COM MASTIQUE ELÁSTICO À BASE DE SILICONE ANDAIMES m 18.03 1.3X0.3M GRELHA DE FERRO FUNDIDO.160. UMA DEMÃO. INCLUSO PINTURA GRELHA DE FERRO FUNDIDO GALVANIZADO.28 23.9.3 L.Edital Número da Licitação CO.00 9.13. unid.70 189.35 182.117.251.9 L. FORMADA EM CANTONEIRA "L" 2X2X5/16" E TELA DE AÇO COM MALHA DE 1".567.9.28 384.35 1.143.00 32. GALVANIZADA.00 10.1 CORTE E RETIRADA DE CABOS DE ATERRAMENTO L.838.84 26.68 605. COM TERMINAL RETO L.251. unid.647.10 METÁLICOS CESTA METÁLICA.2.18 .00 1.G.14 SERVIÇOS FINAIS m m unid.13.251.2011 Folha 33/253 ITEM Descrição dos serviços Unid.13.05 m² 2.11.160.8.3.41 40.2.26 599.00 11.18 3.17 1. 35.1 L.DAQ. INSTALAÇÃO DE GUARDA-CORPO EM TUBO DE AÇO GALVANIZADO 1''.24 48.3. INCLUSO USINAGEM.3 M. 3. FIO 12.8 L.36 326.23 114.00 23.00011.92 106.66 L.9M.4 m² 628. unid.3.05 108.57 2.00 26. 0. 6.

487. Quant.5 M.82 36.00 1.4.1 PINTURA TRATAMENTO ANTICORROSIVO COM ZARCÃO EM TUBULAÇÃO.76 67. bem como a “nota” constante no subitem 3.45 28.1. Total c/ BDI O O.766.70 189.79 TOTAL GLOBAL (A + B + C + D + E + F + G + H + I + J + L + M + N + O) .300.1. .Edital Número da Licitação CO. Preços Unitário c/ com BDI .4.487.R$ 5.4. UMA DEMÃO PINTURA DE TUBULAÇÃO COM ESMALTE SINTÉTICO.2011 Folha 34/253 ITEM Descrição dos serviços Unid.40 67. 18. DUAS DEMÃOS SERVIÇOS FINAIS LIMPEZA FINAL DA OBRA PROJETO "COMO CONSTRUÍDO" ELABORAÇÃO E FORNECIMENTO DE PROJETO "AS BUILT" CADASTRAL FORMATO A1 Descrição dos serviços unid.49 ITEM Unid.766.1 e O.1 DESMOBILIZAÇÃO DESMOBILIZAÇÃO DE INSTALAÇÕES PROVISÓRIAS E SERVIÇOS FINAIS A 1.76 m² m² 6.5.4 M.174.41 69.1. Quant.79 10.82 Preços Unitário C/ com BDI m² 20.00 3.2 M.174. deverá ser observado o disposto no subitem 7.1 da mesma Seção.R$ VALOR ADOTADO PARA ORÇAMENTO .00 5.1 da Planilha acima. Seção III.1 N N.67 6.296.R$ Total c/ BDI .DAQ.R$ M.00 (A)Nota: Para os itens A.G.764.487.00 10. B.00011.1 M.67 10.79 10.

UMA DEMÃO PINTURA DE TUBULAÇÃO COM ESMALTE SINTÉTICO.37 551.82 509.115.892.00 0. PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DOS PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS Preços com BDI ITEM Descrição dos serviços Unid.2 C.1.19 1.06 115. unitário A A. Ø 12.00 0.867.02 44.00 0.45 264.703.R$ 426.002.60 h mês 191.03 3.34 1.937. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.1.00 0.00 0.00 0.00 0. Ø 6.00 35.1 CONSTRUÇÃO DE CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO PRÓXIMA A CASA DE FORÇA SERVIÇOS INICIAIS LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS DE TÁBUAS CORRIDAS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1.2 C.50 998.2011 Folha 35/253 11.00 20.00 7.08 m² 250.76 65.00 113. Quant.245.82 37.00 2.193.10 m m² m² m² 100.70 382.40 637.00 0.00 2.46 71.089.1 C.855.20 84.5 C.18 27.52 1.00 0.60 747.3.12 C.00 0.04 0.98 A 10.236.39 15.77 692.20 131.91 1.50 total A Preços com BDI EQUIPAMENTOS unitário total 1.858.00 0.20 3.08 1.2.9.49 0.67 496.5.46 18.28 5.514.1 C.78 72.50 total 789.23 4.11 6.00 0.87 14.547.405.00 0.00 32.250.703.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR APICOAMENTO DE SUPERFÍCIE DE CONCRETO LIMPEZA DE SUPERFÍCIES COM JATO DE ALTA PRESSÃO DE AR E ÁGUA PREPARAÇÃO DE PONTE DE ADERÊNCIA COM ADESIVO ESTRUTURAL A BASE DE EPÓXI CARGA / TRANSPORTE TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK TRANSPORTE VERTICAL DE MATERIAIS COM GUINCHO ELÉTRICO COM OPERADOR ESTRUTURA CORTE.52 18.991.00011.50 4.7 C.3 C. Quant.544.00 0.377.53 4.00 11.1 C.338.00 78. LANÇAMENTO.00 4.50 0.84 310.00 11.450.63 4. ROGERTEC OU SIMILAR ANDAIMES LOCAÇÃO DE ANDAIME TIPO TORRE.00 51.80 47.945.00 50.00 8.00 12.3 C.4 C.4 C.1 C.50 m² 579.60 0.1.82 24.7.1 B B.DAQ.002.851.2.70 1.3.00 59.349.5 A 25 MM CORTE.13 0.36 13.40 kg kg kg m² m m³ 182.308.00 0.00 44.32 166.00 0.45 112.54 4.00 5.249.50 3.80 1.00 168. 120.3.70 51.5 C.00 168.00 110.1 C. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-25.025.943.00 0.60 1.98 57.50 16.00 0.528.56 16.20 m² m² 44.35 344.64 65.00 0.00 0.481.3 C.12 60.3.00 57.40 0.82 31.8 C.60 509.48 m 150.9.76 4.11 7.98 Preços com BDI MÃO DE OBRA.319. ADENSAMENTO E CURA METÁLICOS ESCADA MARINHEIRO PERFIL DE FERRO COM ANCORAGEM COM PROTEÇÃO IMPERMEABILIZAÇÃO IMPERMEABILIZAÇÃO COM APLICAÇÃO DE EPÓXI INDUSTRIAL.9 C.32 161.228.73 146.04 0.071.41 8.3.00 0.061.00 5.29 2.344.40 217.60 m unid. EPÓXI 28.00 0.2 C.97 10.95 789.78 20.6 C.28 43.00 0.00 0.00 2.1 C.441.00 0.882.80 18.00 0.95 57.13 3.00 0. INCLUSIVE DESFORMA JUNTA DE DILATAÇÃO COM ISOPOR 10MM CONCRETO ESTRUTURAL FCK 30 MPA.00 12.2 C.03 0.00 0.60 349.793.00 11.5 C.00 0.Edital Número da Licitação CO.97 1.00 0.2.00 60.00 0.3 A 12.111.1. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50. DUAS DEMÃOS ATERRAMENTO INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NU DE 4/0 AWG (120 MM²) SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO SERVIÇOS FINAIS m² 280.39 11.72 178.36 720.8.2 C.221.29 930.1 ADMINISTRAÇÃO LOCAL ADMINISTRAÇÃO LOCAL E CANTEIRO DE OBRAS MOBILIZAÇÃO MOBILIZAÇÃO Preços com BDI MATERIAIS ITEM Descrição dos serviços Unid.934.6 C.1 C.48 63.10.985.20 1. FORNECIMENTO.113.088.220.3.G.46 2.1 C.00 9. c/ ENCARGOS unitário total Total com BDI.32 15.1 C.63 431.00 78.00 0.405.70 0.00 6.04 cj 1.943.00 0.20 109.40 459.20 C.703.137.00 0.2 C.8. Ø 16 A 25 MM EXECUÇÃO DE FORMA DE CHAPA COMPENSADA RESINADA PLASTIFICADA PARA CONCRETO APARENTE.00 0.24 m 10. unitário C C.5 MM CORTE.03 2.86 0.96 30.00 0.00 0.00 1.00 15.20 130. INCLUSO MONTAGEM E DESMONTAGEM SISTEMA DE TUBULAÇÃO SISTEMA DE TUBULAÇÃO PARA FLUIDOS PINTURA TRATAMENTO ANTICORROSIVO COM ZARCÃO EM TUBULAÇÃO.80 5.90 0.00 15.6.00 3.00 168.1.344.1 LIMPEZA GERAL DA OBRA .64 0.4 C.4.132.

00 2.4.14 205.00 0.34 16.00 3.97 2.28 108.19 786.00 0.84 0.64 15.6 D.20 7.13 3.01 1.00 0.77 2.00 0.1.00 0. INCLUSO TRANSPORTE. c/ ENCARGOS unitário total Total com BDI.212. Ø 16 MM GALVANIZADO ( ESCADA TIPO MARINHEIRO) IMPERMEABILIZAÇÃO PREPARO DA SUPERFÍCIE DE CONCRETO PARA IMPERMEABILIZAÇÃO APLICAÇÃO DE PRIMER SIKAFLOOR 161 DA SIKA OU SIMILAR IMPERMEABILIZAÇÃO DE ESTRUTURAS COM SIKAGARD-62 OU SIMILAR ANDAIMES LOCAÇÃO DE ANDAIME TIPO TORRE.7 D.4 D.28 12.2 D.08 67.58 79.904.918.00 39.58 10.84 24.424.28 0.854.69 331.94 35. Quant.15 7.97 15.36 183.92 245.00 847.1 D.56 237.5. ESPESSURA 5 MM REBOCO MASSA ÚNICA TRAÇO 1:2:8.00 0. Ø 6.21 0.00 0.29 46.00 0.70 1. INCLUSO TRAVAMENTO E CONTRAVENTAMENTO ESCORAMENTO DE FORMAS CONCRETO ESTRUTURAL 25 MPA VIRADO NA OBRA.71 243.86 186.4.640.00 0.879. unitário total Preços com BDI MÃO DE OBRA.5 MM D. Quant.1 D. INCLUSO COLOCAÇÃO.32 305.6 D.10 CORTE.00 0.27 0.400.72 0.5.90 67.88 2.9.00 608.66 m² m² m² 197.5.00 0.14 74.3 D.00 8.345.270.74 12.88 1.612.00 0.64 751.5 D.5.57 166.202.67 5.63 31.81 1.12 3.2 D.1 CONSTRUÇÃO DE CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO E SISTEMA DE DRENAGEM PARA OS REATORES DA LT EMBORCAÇÃO/ITUMBIARA NA SE 500 kV SERVIÇOS INICIAIS LOCAÇÃO DE REDE DE DRENAGEM COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS DE TÁBUAS CORRIDAS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1.00 30.9 m 284.00 0.466. ADENSAMENTO E ACABAMENTO DESFORMA DE ESTRUTURA ARMADURA EM TELA TELCON Q138 EXECUÇÃO DE LASTRO DE CONCRETO MAGRO EXECUÇÃO DE CONCRETO SIMPLES.679.5.38 D.4 D.00 0.918. INCLUSO TRANSPORTE.00 16.56 D.64 0.21 3.03 131. ESPESSURA 19 CM .00 0.5 D.00 0.77 689.00 15.00 0.686.167.3 D.49 25.358.111.49 m² m² 32.54 0.00 0. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.68 1.66 1.36 13.39 2.6 D.00 0.00 0.1.868.00 0.12 11.99 4.137.40 115. c/ ENCARGOS unitário total Total com BDI.1 D.3.927. MÍNIMO DE 150 KG DE CIMENTO POR M³ DE CONCRETO.57 2.1 D.54 18.06 395.5.60 6.44 D.32 598.91 165.9 D.458.484.3 D.40 300.39 m³ m³ m² m³ m³ m³ 356.BLOCO 19X19X39 CM REVESTIMENTO CHAPISCO PARA PAREDE TRAÇO 1:3.2011 Preços com BDI EQUIPAMENTOS unitário total Folha 36/253 Preços com BDI MATERIAIS ITEM Descrição dos serviços Unid.93 1.84 238.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR DEMOLIÇÕES E RETIRADAS RETIRADA DE LASTRO DE BRITA MOVIMENTAÇÃO DE TERRA E BRITA ESCAVAÇÃO MECANIZADA DE SOLO DE 1a CATEGORIA EXECUÇÃO DE LASTRO DE BRITA COM MATERIAL DE REAPROVEITAMENTO REGULARIZAÇÃO E COMPACTAÇÃO DE SOLO ESCAVAÇÃO MANUAL DE SOLO DE 1a CATEGORIA EXECUÇÃO DE COLCHÃO DE AREIA REATERRO COMPACTADO COM PLACA VIBRATÓRIA EM CAMADA DE ATÉ 30 CENTÍMETROS CARGA / TRANSPORTE CARGA MANUAL E TRANSPORTE DE BRITA ATÉ 1 KM CARGA.370.4.113. ESPESSURA 2 CM METÁLICOS CORTE.13 3.05 m³ m³ h 2.391.7.45 60.7.5.G.02 16.69 3.98 31.279.78 4.63 7.78 32.39 0.32 0.01 0.30 803.42 238. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-25.41 0.04 309.10.00 1.3.00 0.82 716.00 0.01 4.00 0.5 D.00 5.904.00 0.3.59 8.R$ D D.31 58.40 0.8 D.11 587.19 8.DAQ.67 6.025.3 D.08 10.00 87.07 78.45 112.42 253.04 1.849.3 A 12.26 99.88 17.97 285.9.19 904. BOMBEADO.1 D.00 0.3 D.5.74 47.00 0.59 137.1 D.68 248.1.70 18.03 259.693.00 1.70 6.400.527.29 m³ 34.00 0.87 1.3.8 D.00 5.00 0.25 7.8.24 85.24 2.00 0.1 ALVENARIA EXECUÇÃO DE ALVENARIA ESTRUTURAL COM BLOCOS DE CONCRETO.10 5.93 0.332.4 D.00011.2.00 0.20 m 96.R$ .1 D.30 26.46 1.00 2.00 0.05 3.014.00 0. LANÇAMENTO.16 0. TRANSPORTE E DESCARGA MECÂNICA DE MATERIAL ATÉ 20 KM TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK ESTRUTURA EXECUÇÃO DE FORMA DE TÁBUAS PARA FUNDAÇÃO EXECUÇÃO DE FORMA DE MADEIRIT RESINADO 12 MM.32 51.00 6.00 0.32 862.339.00 0.25 904.71 38.00 0.5.85 1.55 826.00 0.90 19.9.60 m 93.1 D. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA.6.00 0. INCLUSO MONTAGEM E DESMONTAGEM m² 32.120.31 171.5.7 D.19 4.11 51.04 24.00 3.88 853.58 0.16 0.78 191.04 0.17 785.93 5.206.212.543.Edital Número da Licitação CO.3 D.40 0. ADENSAMENTO E ACABAMENTO m² m² m² m³ m² kg m³ m³ m³ kg 4.25 0.55 11.00 26.71 998.10 D.53 4.00 26.2 D.00 0.36 60.91 21.13 16.62 314.71 9.00 97.96 0.40 17.62 826.212.00 0. LANÇAMENTO.3.82 716.00 0.80 0.3.00 0.2 m² 248.94 0.692.00 8.52 840.80 74.370.39 27.78 40.67 6.045.2 D.00 0.915.36 kg 85.00 0.066.92 0.00 Preços com BDI EQUIPAMENTOS unitário total 0.00 2.00 10.97 6.291.71 5.60 3.54 14.26 3.00 0.2 D.00 0.69 1.09 463.00 0. unitário total Preços com BDI MÃO DE OBRA.802.16 20.03 18.40 Preços com BDI MATERIAIS ITEM Descrição dos serviços Unid.88 244.47 23.34 28.37 3.2 D.1 D.

COM IMPERMEABILIZAÇÃO E COLOCAÇÃO DE BRITA.387.10 272.35 9.02 16.343.22 1.00 0.07 5.37 171.21 0.00 0.845.62 740.00 0.8 E.87 14.89 4.80 16.17 1.137.2.663.00 0.00 44.4 E. 44.702.549.07 53.56 40.94 26.87 4.52 36.30 58.82 7.00 113.88 0.60 574.03 258.04 333.BLOCO 19X19X39 CM m² 118.540.181.74 19.978. BOMBEADO.390.91 11.441.34 405.1 E.57 CONSTRUÇÃO DAS BACIAS DE DRENAGEM.522.00 261.50 395.336. UTILIZANDO DISCO DE CORTE DEMOLIÇÕES E RETIRADAS DEMOLIÇÃO DE CONCRETO ARMADO COM ROMPEDOR RETIRADA DE LASTRO DE BRITA DESMONTAGEM E RETIRADA DE TRILHOS DE AÇO.12.00 0.59 0.2 E.01 3.83 144.12 0.705.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR DEMARCAÇÃO E DEFINIÇÃO DA ÁREA DO PAVIMENTO A SER DEMOLIDO.066.29 16. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CORTE.658.13.10 CORTE.43 0.58 0.3 A 12.046.705. INCLUSO TRAVAMENTO E CONTRAVENTAMENTO DESFORMA DE ESTRUTURA ARMADURA EM TELA TELCON Q138 EXECUÇÃO DE LASTRO DE CONCRETO MAGRO CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA.702.7 m² 248.51 21.467.2 E.21 0.42 8.09 1.00 8.20 4.66 39.552.84 0.00 0.83 869.4 E.3.07 78.00 0.418.00 0.46 0.5.00 0.19 7.12.1.00 0.25 334.00 0.024.00 0.11 SISTEMA DE TUBULAÇÃO cj 1.50 740.758.053.29 4.64 1. unid.56 187.12 193.5.20 158.6.37 0.5 E.00 0.00 4.19 0.00 0.42 26.00 0.6 E.1 SISTEMA DE TUBULAÇÃO PARA FLUIDOS D.69 2.00 0.1 E.87 35.76 6.338.5.71 38.4 E.84 m³ m³ m³ m² 217.258.404.08 1.03 705.5.29 0.58 0.94 11.91 27.00 0. COM FORNECIMENTO DE BRITA REGULARIZAÇÃO E COMPACTAÇÃO DE SOLO CARGA / TRANSPORTE CARGA MANUAL E TRANSPORTE DE BRITA ATÉ 1 KM CARGA. TRANSPORTE E DESCARGA MECÂNICA DE MATERIAL ATÉ 20 KM TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK ESTRUTURA EXECUÇÃO DE FORMA DE TÁBUAS PARA FUNDAÇÃO EXECUÇÃO DE FORMA DE MADEIRIT RESINADO 12 MM.00 0.904.00 0.00 1.4.87 35.00 8.36 1.78 1.19 0.080.852.07 2.00 1.48 m³ m³ h 63.92 1.45 0.63 314.5 ESTRUTURA METÁLICA POR SOLDA.1 CORTE E RETIRADA DE CABOS DE ATERRAMENTO D.57 7.56 751.00 0.00 5. PARA OS REATORES DA SE 500 kV SERVIÇOS INICIAIS LOCAÇÃO DE TRILHOS DE AÇO EM CAMINHOS DE ROLAMENTO COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS DE TÁBUAS CORRIDAS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1.3 E.26 30.9 m³ kg kg 8.065.13 SERVIÇOS FINAIS m m unid.32 3.31 15.998.17 14.2 E.00 0.90 7.38 12.67 108.756.54 2.67 2.2 E.00 0.00 0.00 27.29 995.94 0.272. REAPROVEITAMENTO DEMOLIÇÃO DE PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA MOVIMENTAÇÃO DE TERRA E BRITA ESCAVAÇÃO MECANIZADA DE SOLO DE 1a CATEGORIA ESCAVAÇÃO MANUAL DE SOLO DE 1a CATEGORIA EXECUÇÃO DE LASTRO DE BRITA Nº 3 (38 A 50MM).00 2.77 1.316.00 29.00 2.00 11.589.27 300.DAQ.00 173.120.00 11.82 12.00 1.39 46.VIRADO NA OBRA.69 5.00 0. ESPESSURA 19 CM .00011.488.2 E.12.00 0.00 0.12 450.VIRADO NA OBRA.45 60.50 0.93 10.00 0.70 0.1 E.00 16.61 96.06 27.00 0.00 0.00 0.5.24 1.05 .00 0.39 847.00 0. Ø 16 A 25 MM m² m² m² kg m³ m³ m³ 27.00 0.054.3 E.1 ALVENARIA EXECUÇÃO DE ALVENARIA ESTRUTURAL COM BLOCOS DE CONCRETO.30 66.50 48.28 395.52 0.00 0.78 279.11 2.854.56 11.14 205.960.00 0.4 FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM ESTRUTURA DE CONCRETO POR PARAFUSO FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM D. INCLUSO COLOCAÇÃO.70 E.81 42.476.3 E.28 m m² m m 83.00 0.272.00 0.00 10.12.00 0.83 6.5.00 5.13 16.21 105.02 26.96 5.4 E.50 333.88 9.32 450.053.1 E.24 12.86 395.5 E.60 76.00 0.98 7.56 3.675. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA.92 E.74 3.00 630.2.16 1.00 0.22 1.158.31 12.69 791.55 0.00 64.464.57 Folha 37/253 D.3.07 64.13 0. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.12 ATERRAMENTO D.1.6 E.3 E.68 2.1 E.91 165.784.71 5.658.239.14 432.2 INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NU DE 4/0 AWG (120 MM²) D.53 22. COM TERMINAL RETO D.164.19 4.1.3 E.36 8.1 E.5. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 20 MPA.00 262.57 174.4.00 0.32 3.771.12 0.089. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.4.51 D.1.00 12.5.50 8.3.24 19.G.966.00 5.Edital Número da Licitação CO.12 3.00 0.00 1.00 1.11.30 0.2011 D.225.43 4.00 0.00 0.00 35.90 0.75 49.4 E.03 1.01 0.32 14.00 0.12.5.92 m³ m³ kg m³ 94.2.00 0.11 0.52 2.00 0.32 15.00 0.1 LIMPEZA FINAL DA OBRA E E.011. Ø 6.103.617.3.2.34 12.38 17.055.5.458.41 8.343.00 237.53 2.2 E. unid.00 0.31 24.04 751.00 48. INCLUSO COLOCAÇÃO.00 0.713.34 4.3 E.86 1.50 7.12 0. INCLUSO COLOCAÇÃO.3 SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO D.00 0.00 0.92 706.71 31.00 26.5 MM E.34 333.116.77 11.563.42 29.31 282.00 122.70 63.00 0.607.

1.253.52 0.24 2.00 0.00 .60 1.00 0.00 0.2011 Preços com BDI EQUIPAMENTOS unitário total Folha 38/253 Preços com BDI MATERIAIS ITEM Descrição dos serviços Unid.164.8.278.79 m³ 845.00 3.09 1.2 F.11.50 182.57 15.810.64 0.00 0.00 0.94 0.5 E.29 5.81 1. 4.96 0.405.03 16.42 0.710.00 0.50 478.1 m² 574.1 E.810.1 E.32 993.18 7.2 F.99 13.6 E.19 22.1 F.79 76.57 0.95 2.51 58.061.297.39 4.820.61 2.1 F.1 CORTE E RETIRADA DE CABOS DE ATERRAMENTO E. unid.98 14. 80X40X40 CM.00 0.9 E.08 7.343.3 F.1 LIMPEZA FINAL DA OBRA F F.95 4.3 SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO E.31 130. ESPESSURA 5 MM REBOCO MASSA ÚNICA TRAÇO 1:2:8.12 521.72 799.00 35.838.20 64.00 0.39 2.87 0.R$ E.41 8.40 14.57 5.68 635.2 E.6 F.38 6.00 14.24 12.00011.84 133.65 210.23 49.43 2.044.00 0.56 4.00 2.4 F.00 26.856.00 370.445.585.79 m m² 210.68 40.422.19 22.17 2.738.3 E. REAPROVEITAMENTO COLOCAÇÃO DE CHUMBADORES GALVANIZADOS DE 1" X 12".54 81.421.20 0.00 0.035.3.03 484.67 0.00 0.230.00 97. 140. COM FORNECIMENTO DE BRITA TRATAMENTO DE SUPERFÍCIES TRATAMENTO DE TRINCAS E FISSURAS NO CONCRETO CARGA / TRANSPORTE CARGA MANUAL E TRANSPORTE DE BRITA ATÉ 1 KM TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK IMPERMEABILIZAÇÃO APLICAÇÃO DE PRIMER SIKAFLOOR 161 DA SIKA OU SIMILAR IMPERMEABILIZAÇÃO DE ESTRUTURAS COM SIKAGARD-62 OU SIMILAR SERVIÇOS FINAIS LIMPEZA FINAL DA OBRA m² 100.64 0.93 320.8.8 E.00 0.00 0.00 10.37 54.541.34 28.367.489.531.68 1.19 3.2.00 0.5.00 0.00 0.00 m² m² 2.723.00 0.56 22.8.2 F.00 1.83 SUBSTITUIÇÃO DA BRITA E IMPERMEABILIZAÇÃO DE TODAS AS CAIXAS DE CONTENÇÃO DOS TRAFOS DA SE 500 Kv SERVIÇOS INICIAIS TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1.59 497.202.40 2.1.2 E.00 0.00 0.00 3.12.8.942.67 1.906.00 26.DAQ.00 0.09 m³ h 845.12 SERVIÇOS FINAIS E.838.1 F.11.044.06 7.495.4.30 m³ 845.70 2.742.343.00 0.82 1.11.702.00 0.1 E.7 F.24 35.52 1.00 0.47 104.756.53 37.93 0.940.04 26.30 0.1 F.43 7.337.73 1.71 78.00 0.67 0.812.7.14 74.433.08 45.39 1.48 35.20 7.00 0.34 28.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR LIMPEZA DE SUPERFÍCIES COM JATO DE ALTA PRESSÃO DE AR E ÁGUA DEMOLIÇÕES E RETIRADAS RETIRADA DE LASTRO DE BRITA MOVIMENTAÇÃO DE TERRA E BRITA EXECUÇÃO DE LASTRO DE BRITA Nº 3 (38 A 50MM).47 325.76 0.6.9.00 0.96 554.92 m² 23.14 74.32 8.00 0.5 F.03 0.92 unid.753.838.1 F.00 1.60 2.24 0.28 0.433.6.135.06 4. c/ ENCARGOS unitário total Total com BDI.95 11.68 6.91 857.54 203.00 0.00 0.064.00 0.00 85.00 0.8.13 0.24 35.7.235.156. FORMADA EM CANTONEIRA "L" 2X2X5/16" E TELA DE AÇO COM MALHA DE 1".135.00 0.22 14.72 104.28 1.12 151. kg kg unid.20 71.061.00 0.82 182.135.93 122.7.60 4.4 E.40 76.00 4.59 m² 1.00 0.71 16.00 0.881.00 0.5.2 F.00 2.00 4.8.20 291. FIO 12.309.00 0. GALVANIZADA.G.00 80.00 0.40 60.1 E.2 INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NU DE 4/0 AWG (120 MM²) E. unid.10.Edital Número da Licitação CO.00 0.1 F.00 14.10 E.00 0. Quant.95 16.9. unitário total Preços com BDI MÃO DE OBRA.7 E.29 13.11 REVESTIMENTO CHAPISCO PARA PAREDE TRAÇO 1:3.00 19. COLOCAÇÃO E MONTAGEM DE TRILHOS DE AÇO.87 14.00 0.00 4.73 1.00 0.05 5. ESPESSURA 2 CM METÁLICOS CESTA METÁLICA.448.72 m² m² 118.810.00 7.95 899.00 0.725.26 359.586.03 18.56 118. COM ROSCA E PORCA CONFECÇÃO DE ESTRUTURA PROVISÓRIA PARA MANOBRA DOS REATORES MONTAGEM E DESMONTAGEM DE ESTRUTURA PROVISÓRIA PARA MANOBRA DOS REATORES CONFECÇÃO E INTALAÇÃO DE DISPOSITIVO DE ACOPLAMENTO PARA TRANSLADO DE REATORES IMPERMEABILIZAÇÃO APLICAÇÃO DE PRIMER SIKAFLOOR 161 DA SIKA OU SIMILAR IMPERMEABILIZAÇÃO DE ESTRUTURAS COM SIKAGARD-62 OU SIMILAR PAVIMENTAÇÃO PAVIMENTAÇÃO EM CONCRETO ASFÁLTICO CAP 85/100 A QUENTE ATERRAMENTO m m unid.00 1.235.00 92.730.78 E.16 86.891.1 F.00 56.29 m² m² 484.00 119.00 0.2 E.

35 75.91 8.72 985.04 2.1.91 21.2 G.35 15.06 395.7.482. LANÇAMENTO. unitário G G.Edital Número da Licitação CO. UMA DEMÃO PINTURA DE TUBULAÇÃO COM ESMALTE SINTÉTICO.2 G.00 0.00 4.86 9.5.67 44.92 m² m² m² 985.75 101.77 11.1. REJUNTADO COM ARGAMASSA 1:4 CIMENTO AREIA.14 74.10.00 0.00 0.14 0.00 2.94 0.209.5.25 3.00 0.30 PAVIMENTAÇÃO EM CONCRETO ASFÁLTICO CAP 85/100 A QUENTE MEIO FIO DE CONCRETO PRÉ MOLDADO DIMENSÕES 12 X 15 G.00 0.95 321.80 16.14 15.92 35.00 22.9.75 192.74 m³ m³ 5.00 0.52 342.45 12.00 6. INCLUSO TRANSPORTE.8 G.40 5.61 252.05 104.5.74 50.040.17 4.78 6.93 1.4.00 0.3 G.3 G.60 175.5 MM METÁLICOS CORTE. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.92 22.00 1.552.80 27.4.11 24.52 1.29 100.5. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-25.354.13 0.246.044.7 G.5 G.607.63 4.06 250. Ø 16 MM GALVANIZADO ( ESCADA TIPO MARINHEIRO) IMPERMEABILIZAÇÃO PREPARO DA SUPERFÍCIE DE CONCRETO PARA IMPERMEABILIZAÇÃO APLICAÇÃO DE PRIMER SIKAFLOOR 161 DA SIKA OU SIMILAR IMPERMEABILIZAÇÃO DE ESTRUTURAS COM SIKAGARD-62 OU SIMILAR SISTEMA DE TUBULAÇÃO SISTEMA DE TUBULAÇÃO PARA FLUIDOS PINTURA TRATAMENTO ANTICORROSIVO COM ZARCÃO EM TUBULAÇÃO.47 0.66 16.03 1.5.44 30.51 19.50 1.1 G.04 4.86 23.86 22.3.71 243.00 0.1 G.082.2 G.00 19.85 6.08 335.00 0.06 0.00 0.62 2.00 0.68 6.00 0.165.532.00 0. c/ ENCARGOS unitário total Total com BDI.29 6.06 25.00 0.9 G.16 112.29 5.63 7.022.01 39.00 0.253.362.229.00 0.47 2.67 39.3.167.10.5 G.00 446.37 3.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR DEMARCAÇÃO E DEFINIÇÃO DA ÁREA DO PAVIMENTO A SER DEMOLIDO.392.438.36 0.37 56.806. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CORTE.98 31.00 0.246.00 1.1.7.2.302.4 G.013.52 104.80 1.320.56 79.040.8.1 G.221.50 1.450.450.1 G.614.82 24.793.00 0.446.23 234.61 14.02 6.00 0. INCLUSO ESCAVAÇÃO E REATERRO CANALETA DE DRENAGEM EM MEIA CANA DE CONCRETO.19 13.1 Preços com BDI MÃO DE OBRA.37 0.72 .00 60.95 241.30 13.00 125.00 7.7 G.6 G.2 X 30 X 100 CM.93 29.00 16.25 86.221.47 0.00 238.64 1.00 38.59 0. MÍNIMO DE 150 KG DE CIMENTO POR M³ DE CONCRETO. UTILIZANDO DISCO DE CORTE DEMOLIÇÕES E RETIRADAS DEMOLIÇÃO DE PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA DEMOLIÇÃO MANUAL DE CONCRETO SIMPLES MOVIMENTAÇÃO DE TERRA ESCAVAÇÃO MECANIZADA DE SOLO DE 1a CATEGORIA REATERRO COMPACTADO COM PLACA VIBRATÓRIA EM CAMADA DE ATÉ 30 CENTÍMETROS COMPACTAÇÃO DE FUNDO DE VALA CARGA / TRANSPORTE CARGA.83 m² m² m² m³ m³ m³ kg 1.317.48 m² m² 9.3 G.2 G.09 4.161.2011 Preços com BDI EQUIPAMENTOS unitário total Folha 39/253 Preços com BDI MATERIAIS ITEM Descrição dos serviços Unid.897.48 1.47 0.1 G.53 273. Quant.72 985.00 2.030.00 0.34 28.02 238.10 G.34 201.00 0.468.135.2 G.54 14.66 993.71 440.054.05 7.45 kg 474.7.2 G.00 0.00 0.4 G.00 2.22 28.00011.185.31 27.66 0.G.18 0.3 G.34 16.86 m m² m m 243.574.463.72 0.25 cj 1. G. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA.058.043. BOMBEADO.00 0.00 0.00 135.1 G.00 0.956.4 G.53 2.772.02 12.991.1 G.33 2.219.53 162.00 0.R$ total CONSTRUÇÃO DE CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO E SISTEMA DE DRENAGEM PARA OS TRAFOS DA SE 500 kV SERVIÇOS INICIAIS LOCAÇÃO DE REDE DE DRENAGEM COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS DE TÁBUAS CORRIDAS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1.00 0.24 4.77 86.30 39.455.041.97 0.6 G.2 G.86 186.96 1.75 30.72 5. INCLUSO COLOCAÇÃO.81 4.5.00 0.00 533. DUAS DEMÃOS PAVIMENTAÇÃO m² m m 99.746.58 10.80 301.77 m³ h 1.23 107.95 192.2 G.559.6.00 0.60 0.03 88.3 DIÂMETRO 400 MM 6.334.909.003.55 0.885.12 0.00 0.25 29.2.00 8.40 192.62 9.00 10.165.00 3.59 78.00 0.90 315.07 5.84 360.00 81.21 10.07 78.00 0.00 0.00 1.00 60.55 0.306.00 205.72 0.00 224.9.58 5.00 8.10.3 G.161.00 3.1.00 0.86 25. TRANSPORTE E DESCARGA MECÂNICA DE MATERIAL ATÉ 20 KM TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK ESTRUTURA EXECUÇÃO DE FORMA DE MADEIRIT RESINADO 12 MM.77 153.3 A 12.1 G.DAQ.01 165.3.781.31 3. INCLUSO TRAVAMENTO E CONTRAVENTAMENTO ESCORAMENTO DE FORMAS DESFORMA DE ESTRUTURA EXECUÇÃO DE LASTRO DE CONCRETO MAGRO EXECUÇÃO DE CONCRETO SIMPLES.09 m³ m³ m² 2.270.829.292.31 0.745.00 0.52 73.95 5.00 56.00 0.45 0.81 20.075.5.68 192.30 195.1 G.20 0.1 G.62 0.00 0. Ø 6.13 16.

53 2.41 8. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CONCRETO ESTRUTURAL 25 MPA VIRADO NA OBRA. 29.20 0.08 0.39 m³ m³ m³ m³ m² m³ 346.5 H.00 0.69 130.1.3.14 125.00 11.43 0.13 15.61 5.5 MM H.70 41.54 95.00 0.00 1.G.760.92 0.00 0.126.45 60.00 0.01 0.76 total Preços com BDI MÃO DE OBRA.293.Edital Número da Licitação CO.42 303.648.187.236.5.00 0.48 2. PARA EXTINTOR DE INCÊNDIO MOVIMENTAÇÃO DE TERRA E BRITA ESCAVAÇÃO MECANIZADA DE SOLO DE 1a CATEGORIA ESCAVAÇÃO MANUAL DE SOLO DE 1a CATEGORIA REATERRO COMPACTADO COM PLACA VIBRATÓRIA EM CAMADA DE ATÉ 30 CENTÍMETROS EXECUÇÃO DE LASTRO DE BRITA COM MATERIAL DE REAPROVEITAMENTO REGULARIZAÇÃO E COMPACTAÇÃO DE SOLO EXECUÇÃO DE COLCHÃO DE AREIA CARGA / TRANSPORTE CARGA MANUAL E TRANSPORTE DE BRITA ATÉ 1 KM CARGA.00 0.91 21.52 358.71 5.45 0.00 0.94 13.00 0.00 0.00 35.49 58.5.5 H.785.49 0.12 121.00 0.5.38 205.1 H.069. ADENSAMENTO E ACABAMENTO m² m² m² m² kg kg m³ m³ m³ kg 19.3 H.00011.64 35.57 5.26 2.00 52.23 0.3.11 ATERRAMENTO m m unid.97 547.05 782.120.19 41.00 0.2.00 0. c/ ENCARGOS unitário total Total com BDI.784.6.00 0.00 0.9 m² 360. TRANSPORTE E DESCARGA MECÂNICA DE MATERIAL ATÉ 20 KM TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK ESTRUTURA EXECUÇÃO DE FORMA DE TÁBUAS PARA FUNDAÇÃO EXECUÇÃO DE FORMA DE MADEIRIT RESINADO 12 MM.00 0.3 H.00 0.00 26.4 H.466.11 CONSTRUÇÃO DE CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO E SISTEMA DE DRENAGEM PARA OS REATORES DA LT PORTO COLOMBIA NA SE 345 kV SERVIÇOS INICIAIS LOCAÇÃO DE REDE DE DRENAGEM COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS DE TÁBUAS CORRIDAS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1. unitário G.4 H.38 0.2 H.12 425.15 705.55 1.96 6.00 0.41 16.14 8.2 H.00 332.02 65.00 0.257.13 16.00 0.31 944.4 H.36 450.58 0.1 LIMPEZA FINAL DA OBRA H H.5 H.00 0.5.2011 Preços com BDI EQUIPAMENTOS unitário total Folha 40/253 Preços com BDI MATERIAIS ITEM Descrição dos serviços Unid.26 547.2 H.5.053.12.95 387.84 26.13 0.842.00 5.4.2 H.32 0.6 H.02 16.187.40 5.1 H.11 236.00 2.7 H.1.00 0.2.2.28 G.1.04 18.00 0.401.10 m m² m 44.072.58 10.88 6.00 303.00 30.30 58.35 7.00 0.00 0.83 166.27 55.37 171.78 0.07 78.5.6 H.03 38.97 0.00 0.00 0. BOMBEADO.00 0.463.1 H.27 240.00 2.40 4. 35.61 196.61 3.31 35.31 27.914. INCLUSO TRANSPORTE. Ø 6.86 395.32 574.73 12.241. INCLUSO TRAVAMENTO E CONTRAVENTAMENTO ESCORAMENTO DE FORMAS DESFORMA DE ESTRUTURA ARMADURA EM TELA TELCON Q138 ARMADURA EM TELA TELCON Q283 EXECUÇÃO DE LASTRO DE CONCRETO MAGRO CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA.00 0.00 10.5.65 377.00 0.00 0.18 m³ m³ h 3.00 0.R$ G.20 2.415.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR DEMOLIÇÕES E RETIRADAS RETIRADA DE LASTRO DE BRITA DEMOLIÇÃO MANUAL DE CONCRETO SIMPLES DEMOLIÇÃO DE CONCRETO ESTRUTURAL COM ROMPEDOR RETIRADA E RECOLOCAÇÃO DE ABRIGO EM FIBRA DE VIDRO.809.00 0.00 1.63 314.707.19 4.52 605.03 598.00 0.82 655.5.29 54.54 14.84 17.146.967.00 0.00 5.111.00 0.26 H.00 0.00 0.91 165.1 H. LANÇAMENTO.67 5.00 0.00 0.3 H.88 0.00 262.3.76 0. Quant.43 0.2 H.03 3.89 769.10 3.41 20.02 3.47 68.40 16.1 H.00 0.86 227.00 5.637.025.41 8.25 7.3 H.39 3.00 0.283.6 H.30 0.00 0.11 22.57 529.27 0.01 0.12 0.3.BLOCO 19X19X39 CM m² 21.573. INCLUSO COLOCAÇÃO.24 12.71 31.00 0.257.00 0.39 174.52 358.2 H.79 191.32 8.2 INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NU DE 4/0 AWG (120 MM²) G.00 26.DAQ.2.334.12 SERVIÇOS FINAIS 0.80 16.00 0.79 8.07 4.117.45 3.11.45 0.5.5.00 0.3 SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO G.3.534.91 0.799.17 1.97 15.86 0.3 H.93 18.32 59.92 7.20 130.91 15.92 5.4 H.1 ALVENARIA EXECUÇÃO DE ALVENARIA ESTRUTURAL COM BLOCOS DE CONCRETO.71 38.99 m³ m³ m³ unid.56 17.44 169.00 87.00 0.00 0.00 0.42 150.00 1.04 871.00 0.00 0.15 3.21 0.03 38.00 0.00 81. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.4.00 2.40 21. ESPESSURA 19 CM .173.87 14.86 26.3 A 12.11.11 1.64 296.92 178.4.58 2.89 769.00 0.62 0.95 23.1 CORTE E RETIRADA DE CABOS DE ATERRAMENTO G.11.19 192.30 1.78 247.00 10.00 0.45 0.82 40.231.20 782.00 2.00 0.27 200.87 891.78 655.36 834.70 54.09 .3.39 66.57 57.00 1.09 26.77 11.8 H.1 H.3 H.00 0.74 2.10 CORTE.137.

51 m² m² 43.84 m³ m³ m² 95.76 6.290.00 6.55 14.07 962.46 1.00 0.5 ESTRUTURA METÁLICA POR SOLDA. INCLUSO TRAVAMENTO E CONTRAVENTAMENTO DESFORMA DE ESTRUTURA EXECUÇÃO DE LASTRO DE CONCRETO MAGRO CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA.11.31 0.00 0.2011 Preços com BDI EQUIPAMENTOS unitário total Folha 41/253 Preços com BDI MATERIAIS ITEM Descrição dos serviços Unid.60 40.180.7.645.24 12.BLOCO 19X19X39 CM ANDAIMES LOCAÇÃO DE ANDAIME TIPO FACHADEIRO.055.600.37 17.7.8 H. Quant.1 I.DAQ.64 3.12.5 I.22 363.70 m unid.00 11.1 I.901.00 0.00 8. INCLUSO COLOCAÇÃO.13 5.26 m² 117.09 20.892.806.85 0.07 78.85 253.00 0.27 809.00 24.32 5.00 0.00 205.128.983.01 165.00 4.28 39.00 0.588.2 H.07 4.236.06 290.9.52 36.85 34.844.1 m² 387.90 9.23 796.16 18.00 0.00 0.4 FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM ESTRUTURA DE CONCRETO POR PARAFUSO FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM H.10.66 39. unid.G.00 84.1 H.2 H.62 2.9.63 6.32 348.781.00 0.00 0.52 814.00 35.49 1. TRANSPORTE E DESCARGA MECÂNICA DE MATERIAL ATÉ 20 KM TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK ESTRUTURA EXECUÇÃO DE FORMA DE MADEIRIT RESINADO 12 MM.70 3.96 0.4.3 SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO H.00 0.00 889.60 159.52 1.52 H.85 m 80.16 1.477.2 INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NU DE 4/0 AWG (120 MM²) H.59 1.00 0.00 0.5.64 4. c/ ENCARGOS unitário total Total com BDI.97 0.144.817.09 0.25 1.00 3.563.27 0.3 A 12.84 256.00 0.00 0.1 H.1 CORTE E RETIRADA DE CABOS DE ATERRAMENTO H.03 10.4.00 0.12.00 0.00 0.7.54 14.552.67 1.2 I.20 2.78 61.00 0.00 0.645.96 15.00 0.00 34.67 889.00 0.00 0.19 0.6.07 305.00 35.00 678.80 m² m² m² 181.23 m² m² m³ m³ kg kg unid.974.03 18.00 3. INCLUSO MONTAGEM E DESMONTAGEM ATERRAMENTO INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NÚ DE 4/0 AWG (120 MM²) SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM ESTRUTURA DE CONCRETO POR PARAFUSO SERVIÇOS FINAIS LIMPEZA FINAL DA OBRA m² 187.00 15.54 580.4.02 43.53 2.812.4 I.83 102.00 0.1 SISTEMA DE TUBULAÇÃO PARA FLUIDOS H.86 395.00 60.027. 34.4. 23. COM TERMINAL RETO H.12 3.79 5.12.00 H.07 64.72 6.884.82 340.116.00 0.43 60.59 183.025.54 1.081.12 348.9.08 616.36 0.00 38.74 1.1 I.99 0.08 61.00 0.06 443.71 31.00 3.67 5.487.7 I.25 6.00 0.3 I.87 4.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR MOVIMENTAÇÃO DE TERRA ESCAVAÇÃO MANUAL DE SOLO DE 1a CATEGORIA REATERRO COMPACTADO COM PLACA VIBRATÓRIA EM CAMADA DE ATÉ 30 CENTÍMETROS COMPACTAÇÃO DE FUNDO DE VALA CARGA / TRANSPORTE CARGA.24 0. INCLUSO MONTAGEM E DESMONTAGEM SISTEMA DE TUBULAÇÃO cj 1.00 0.45 0.24 69.00 58.761.20 0.13 518.87 14.137.2.2 I.00 0.08 508.80 1.8.17 723.00 0.56 18.1 I.00 35.645. ESPESSURA 19 CM .1 I.1. 242.31 5.11 14.87 315.00 0.1 I.34 16.7 H.15 96.79 207.330.42 137.00 0.611.54 1.81 3.00 0.2 I.00 0.00 0.62 2.58 0.00 26.00 0.90 CONSTRUÇÃO DE PAREDE CORTA-FOGO NOS REATORES DA SE 345 kV SERVIÇOS INICIAIS LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS DE TÁBUAS CORRIDAS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1.7 I. unid.00 0.87 14.76 6.4 I.37 2.19 655. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-25.00 0.3.27 1.978.2 I.20 1. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CORTE.5 I.77 11.34 28.00 0. ESPESSURA 2 CM METÁLICOS CORTE.00 0.00 0.1 H.6 I.64 43.4.7.09 4.68 705.83 704.7.546.90 m³ h 44.16 7.84 432.3 H.52 36.00 0.00 0.22 26.12.476.00 0.2.00 0.3 I.546.00 0.250.70 .81 3.00 1.32 3.82 84.11 REVESTIMENTO CHAPISCO PARA PAREDE TRAÇO 1:3.99 4.56 216.762.79 7.41 8.41 6.66 839.58 0.3mm COM COMPOUND ADESIVO ALVENARIA EXECUÇÃO DE ALVENARIA ESTRUTURAL COM BLOCOS DE CONCRETO.41 2.47 25.00 16.154.00 0.82 7.095.13 16.8 I. Ø 16 A 25 MM CORTE. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50. unitário H.1 LIMPEZA FINAL DA OBRA I I.00 0.12 ATERRAMENTO 0.14 74.1.00 0.38 340.10 H.907.094.018.82 704.67 35.07 557.1 I.26 132.00 10. Ø 6.29 331.2.154.1 H.03 239.6 I.55 622.00 0.00 0.00011.Edital Número da Licitação CO.3 I.697.17 0.9 H.351.044.91 2.44 306. ESPESSURA 5 MM REBOCO MASSA ÚNICA TRAÇO 1:2:8.91 27.00 1.39 363.14 23. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.00 12.68 1.R$ total 0.2 I.16 4.92 0.4.3.188.49 0.00 0.42 m² 136.51 H.28 9.12.00 0.23 Preços com BDI MÃO DE OBRA.2 I.37 242.33 1.52 1.00 0.86 817.20 52.00 0.00 0.59 m² m 187.26 0.888.13.00 2. BOMBEADO.4.29 226.3 I.1 I.00 6. unid.21 189.680.29 8.00 16.68 202.76 6.29 0.00 84.00 0.41 8.87 0.20 865.94 13.20 718.20 7.13 kg 78.00 10.8.00 0. Ø 16 MM GALVANIZADO ( ESCADA TIPO MARINHEIRO) IMPERMEABILIZAÇÃO PREPARO DA SUPERFÍCIE DE CONCRETO PARA IMPERMEABILIZAÇÃO APLICAÇÃO DE PRIMER SIKAFLOOR 161 DA SIKA OU SIMILAR IMPERMEABILIZAÇÃO DE ESTRUTURAS COM SIKAGARD-62 OU SIMILAR ANDAIMES LOCAÇÃO DE ANDAIME TIPO TORRE.13 SERVIÇOS FINAIS m m unid.5 MM PERFURACÃO (10 CM) DE CONCRETO PARA FIXAÇÃO DE AÇO 6.

49 57.00 64.19 m³ kg m³ m³ m³ 128.385.37 171.59 638.241.894.00 0.37 0.00 6.446.24 12.22 245.DAQ.09 90.4 J.00 0.96 0.00 0. Ø 6.66 0.00 0.00 0.82 705.76 0.817.67 179.82 7.73 130.88 87.00 0.1 J.298.30 38.489.53 90.6.00 0.789.073.00 7. c/ ENCARGOS unitário total Total com BDI.00011.02 3.89 0.1 J. ESPESSURA 2 CM METÁLICOS CESTA METÁLICA.693.516.70 3. COM IMPERMEABILIZAÇÃO E COLOCAÇÃO DE BRITA.02 1.95 12.26 460.884.8.14 205.56 3.68 207.32 15.9.19 7. 24.99 2.93 1.00 2. LANÇAMENTO.00 0.00 849.370.00 0.47 7.00 387.42 1.43 7.25 6.3 J.14 74.5.7.86 26.12 0. COM FORNECIMENTO DE BRITA REGULARIZAÇÃO E COMPACTAÇÃO DE SOLO CARGA / TRANSPORTE CARGA MANUAL E TRANSPORTE DE BRITA ATÉ 1 KM CARGA.43 52.978.Edital Número da Licitação CO.12 3.00 0.08 174.00 0. COLOCAÇÃO E MONTAGEM DE TRILHOS DE AÇO.77 11.56 0. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CORTE.4.01 0.64 0.650.52 5.56 993.68 705.00 0.76 m m² m 184.00 0. REAPROVEITAMENTO DEMOLIÇÃO DE ALVENARIA EM BLOCO DE CONCRETO 19X19X39 DEMOLIÇÃO MANUAL DE CONCRETO SIMPLES DEMOLIÇÃO DE CONCRETO ESTRUTURAL COM ROMPEDOR MOVIMENTAÇÃO DE TERRA E BRITA ESCAVAÇÃO MANUAL DE SOLO DE 1a CATEGORIA REATERRO COMPACTADO COM PLACA VIBRATÓRIA EM CAMADA DE ATÉ 30 CENTÍMETROS EXECUÇÃO DE LASTRO DE BRITA Nº 3 (38 A 50MM).351.57 0.36 9.158.00 0.4 J.10.29 2.00 0.9 J. FORMADA EM CANTONEIRA "L" 2X2X5/16" E TELA DE AÇO COM MALHA DE 1".2 J.07 0.53 96.58 0.00 0.00 0.54 .63 314.894.00 1.5.104.38 1.00 0.00 0.568. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CONCRETO ESTRUTURAL 25 MPA VIRADO NA OBRA.2 J.00 0.55 unid.00 355.36 1.35 678.86 395.20 7.32 1.00 80.13 5.G.3.87 3. BOMBEADO.71 5.356.00 0. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.69 2.45 0.2 J.30 38.00 0.00 0.00 5.5 MM ALVENARIA EXECUÇÃO DE ALVENARIA ESTRUTURAL COM BLOCOS DE CONCRETO.184.886.328.3 J.07 779.4 J.999.1 J.00 1. COM ROSCA E PORCA IMPERMEABILIZAÇÃO APLICAÇÃO DE PRIMER SIKAFLOOR 161 DA SIKA OU SIMILAR IMPERMEABILIZAÇÃO DE ESTRUTURAS COM SIKAGARD-62 OU SIMILAR ATERRAMENTO CORTE E RETIRADA DE CABOS DE ATERRAMENTO INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NÚ DE 4/0 AWG (120 MM²) SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO SERVIÇOS FINAIS LIMPEZA FINAL DA OBRA m² 387.00 0.03 447.00 0.12 m² m² 207.783.00 0.00 58.2 J. 80X40X40 CM.00 0.656. INCLUSO COLOCAÇÃO.3 A 12.87 7. PARA OS REATORES DA SE 345 kV SERVIÇOS INICIAIS LOCAÇÃO DE TRILHOS DE AÇO EM CAMINHOS DE ROLAMENTO COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS DE TÁBUAS CORRIDAS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1.32 0.39 5.00 0.02 16.29 5.65 799.39 32.1 J.566.82 1.1 J.00 6.1.9 J.00 0.00 7.563. ESPESSURA 5 MM REBOCO MASSA ÚNICA TRAÇO 1:2:8.8.48 0.2 J.08 3.4 J.58 0.666.5 J.1 J.19 5.07 423.40 192.28 0.11 176.76 0.342.894.61 m² m² 151.00 0.91 27.04 9.09 210.39 105.09 26.34 28.71 31.80 133.00 0.00 0.70 0.10.41 169.00 0.00 78.00 53. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.628.60 484.184.00 22.552.4.00 0.6 J.1 J.54 m m unid.43 320.1.57 0.50 12.00 0.39 2.24 38.00 0.098. REAPROVEITAMENTO COLOCAÇÃO DE CHUMBADORES GALVANIZADOS DE 1" X 12".5 J.2.30 9.53 m² m² m² kg m³ m³ m³ kg kg 14.5.5.24 0.00 0.68 0.41 8.7.00 35.3 J.73 119.476.845.30 3.1 J.00 0.00 0.00 0.234.16 26.00 1.62 10. TRANSPORTE E DESCARGA MECÂNICA DE MATERIAL ATÉ 20 KM TRANSPORTE HORIZONTAL DE ENTULHO A 30 METROS DE DISTÂNCIA COM CARRINHO OU GERICA TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK ESTRUTURA EXECUÇÃO DE FORMA DE TÁBUAS PARA FUNDAÇÃO EXECUÇÃO DE FORMA DE MADEIRIT RESINADO 12 MM.00 0.00 0.96 464.13 0.82 4.993.4 J.70 172.876.894. INCLUSO TRANSPORTE.3.53 2.330.14 39.89 22.56 3.00 14.66 390.518.4.927.00 26.67 3.31 1.38 299.43 0.16 624.3 J.31 13.38 2.R$ total CONSTRUÇÃO DAS BACIAS DE DRENAGEM.22 0.00 0.09 21.80 60.11.18 6. kg kg 4.495.00 0.42 m² 75.94 13.05 478.42 2.00 0.00 0. unitário J J.3.52 245.74 2.71 38.00 5.00 0.97 40.76 1.3 J.408.3 J.15 1.116.00 0.94 4.00 0.6 J.00 0.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR DEMOLIÇÕES E RETIRADAS RETIRADA DE LASTRO DE BRITA DESMONTAGEM E RETIRADA DE TRILHOS DE AÇO.99 0.774.2 J.851.43 16.5.064.03 18.13 31. Quant.24 0.45 60. FIO 12.00 0.00 3.340.29 1.08 4.029.68 2.041.00 0. Ø16 A 25 MM CORTE.00 0.56 8.064.830.90 2.104.00 0.00 187.17 1.2011 Preços com BDI EQUIPAMENTOS unitário total Folha 42/253 Preços com BDI MATERIAIS ITEM Descrição dos serviços Unid.01 0.00 0.21 27.764.541. INCLUSO TRAVAMENTO E CONTRAVENTAMENTO DESFORMA DE ESTRUTURA ARMADURA EM TELA TELCON Q138 EXECUÇÃO DE LASTRO DE CONCRETO MAGRO CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA.357.94 151.72 139.7 J.87 682.9.1 Preços com BDI MÃO DE OBRA. ESPESSURA 19 CM .00 0.52 26.34 1.5.10 J.00 0.20 6.35 678.19 4.7 J.00 24.69 16.00 0.5.00 0.BLOCO 19X19X39 CM REVESTIMENTO CHAPISCO PARA PAREDE TRAÇO 1:3.38 87.28 5.97 0.45 0.91 165.00 30.2 J.50 329.4.910.3.3 J.2.5 J.00 6.2 J.00 10.95 909.80 16.10.06 24.87 14.985.00 5.06 7.611.1 J.2.1.8.59 115.28 7.2.96 15.8 J.31 909.00 262.00 0.48 1.845.153.19 1.5.84 m³ m³ m³ m² 32.76 308.2.2 J.1 J.00 0.653.77 3. GALVANIZADA.115.00 0.2 J.00 0.00 10.752.00 0.64 147.40 m³ m³ m³ h 105.95 0.1 J.00 56.8 J.357.11 J.84 52.234.53 3.5.59 91.956.909.48 38.909.00 1.3 J.48 12.00 0.

39 334.00 0.64 13.13 16.3.00 0.00 0.00 344.143.1 L.70 0.8.00 0.00 11. FIO 12.416.74 17. unid.662.00 29.91 1.00 0.00 0.1/2''. Quant.06 176.196.212.33 13.3 L.41 m² 433.32 77.046. 0.00 0. INCLUSO COLOCAÇÃO.DAQ.3 L. 3.47 1. ESPESSURA 2 CM METÁLICOS CESTA METÁLICA.128.611.38 0.93 0.06 1.52 10.00 0.752.49 151.3M GRELHA DE FERRO FUNDIDO.957.25 63.00 0.00 0.75 40.BLOCO 19X19X39 CM REVESTIMENTO CHAPISCO PARA PAREDE TRAÇO 1:3.9M.2 L.45 60.00 8.4 ALVENARIA EXECUÇÃO DE ALVENARIA ESTRUTURAL COM BLOCOS DE CONCRETO.2 L.11 1.3 L.72 0.65 397.68 21.21 m² m m 766. Ø 6.94 0.96 79.419.87 17.77 0.759.97 963.78 .32 7.00 0.54 1.00 16.58 8.00 0.00 0.44 906.2 L.2.02 37.65 177.25 67.00 16.5 L.45 L.51 6.5.4.253.70 4.149.57 25.45 29.09 m³ m³ m³ m³ m² m³ m³ 621. m² unid.869.33 19.5.1 L.61 3.34 1.65 737.08 186.688.07 15.1 L.00 5.00 3.66 m² m² 433.5 L.480.085.5.5.136.01 m³ m³ h 10.70 1.494.54 599.2 L.00 7.30 0.13 2.00 30.7 L.GABARITO TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1.00 26.8.00 0.00 47.179.886.25 19. LANÇAMENTO.65 1.182.45 0.17 4.36 13.74 4.973.5.20 7.31 35.24 0.38 11.130.570.52 45.4.00 0.698.91 165.75 4.70 233.10 CIMENTO POR M3 DE CONCRETO .567.00 0.00 0.06 7.4 L.7 L.748. LANÇAMENTO E ACABAMENTO L.67 17.75 16. ESPESSURA 5 MM REBOCO MASSA ÚNICA TRAÇO 1:2:8.3.72 12.16 3.5.35 6.00 0.81 743.59 1.292.64 12.22 0.56 2.3 L.122.32 11.02 188.65 10.71 5.5.00 64.00 0.96 237.00 0.6 L.00 0.94 3.12 654.990.48 321.00 0.8 L.29 8.28 3.36 978.1 L.63 314.74 30.5.00 0.6 L.688.46 14.44 unid.00 5.07 193.28 132.81 59.3.97 5.00 0.53 0.00 3.19 26.56 8.00 0.80 2.40 247.69 0. INSTALAÇÃO DE GUARDA-CORPO EM TUBO DE AÇO GALVANIZADO 1''.91 2. MÍNIMO DE 150KG DE L.698.03 18.00 0.00 0.4 L.879.98 3.00 0.67 6.00 0.12 428.8.47 115.336.53 0.12 0.00 0.63 440.8.58 10.75 3.00 0.065.00 0.046. INCLUSIVE TRAVAMENTO E CONTRATRAVAMENTO ESCORAMENTO DE FORMAS DESFORMA DE ESTRUTURA ARMADURA EM TELA TELCON Q138 EXECUÇÃO DE LASTRO DE CONCRETO MAGRO CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA.17 1.5 MM L.738.555.7.821.3 L.02 m³ m³ m² 532.30 58.3X0.71 38.05 5.49 3.00 0.77 55.00 0.G.2 L.00 0.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR DEMOLIÇÕES E RETIRADAS RETIRADA DE LASTRO DE BRITA DEMOLIÇÃO DE ALVENARIA DE TIJOLOS MACIÇOS SEM REAPROVEITAMENTO DEMOLIÇÃO DE PISO DE ALTA RESISTÊNCIA MOVIMENTAÇÃO DE TERRA E BRITA ESCAVAÇÃO MECANIZADA DE SOLO DE 1a CATEGORIA ESCAVAÇÃO MANUAL DE SOLO DE 1a CATEGORIA EXECUÇÃO DE LASTRO DE BRITA COM MATERIAL DE REAPROVEITAMENTO EXECUÇÃO DE LASTRO DE BRITA Nº 3 (38 A 50MM).00 0.2 L.60 64.00 0.8 L.00 10. GALVANIZADA.3X0.598.00 0.75 433.09 807.00011.5 L.82 242.29 158.92 0.00 0.00 0.21 0.229.1 L.727.27 594.039. unitário L L.25 49.098.37 171.49 3.00 0. ADENSAMENTO E ACABAMENTO m² m² 80. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.00 0.00 1.39 11.1 L.00 0.31 27.00 1.01 11.593.684.57 142.37 0.14 205.2 L.R$ CONSTRUÇÃO DE CAIXAS E SISTEMA DE DRENAGEM PARA OS TRANSFORMADORES E TANQUE DE ÓLEO ISOLANTE NA SE 345 kV SERVIÇOS INICIAIS LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS DE TÁBUAS CORRIDAS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA LOCAÇÃO DE REDE DE DRENAGEM .26 1.00 0.28 0. INCLUSIVE TOPÓGRAFO .36 1.08 175.19 4.27 594.04 459. 0.402.3.20 1.00 11.71 31. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CONCRETO ESTRUTURAL 25 MPA VIRADO NA OBRA.00 0.439.5.1.2.38 155.50 2.94 26.9 m² m² m² kg m³ m³ m³ 7.62 0.3.35 2.1 L.498.30 29.00 119.35 20.18 240.63 440.7.290.663. FORMADA EM CANTONEIRA "L" 2X2X5/16" E TELA DE AÇO COM MALHA DE 1".360.029.00 0.4 L.86 395.12 1.258. 80X40X40 CM.00 0.1.5.INCLUSIVE TRANSPORTE.314.2.00 0.03 2.01 0.3 A 12. INCLUSIVE DESFORMA EXECUÇÃO DE FORMA CURVA DE MADEIRIT PLASTIFICADO DE 12MM.36 0.Edital Número da Licitação CO.48 6.4.7 L.18 1.11 CORTE.00 26.620.09 1.71 1. c/ ENCARGOS unitário total Total com BDI.79 4.00 0.44 0.00 0.906.00 87.16 0.3.247. TRANSPORTE E DESCARGA MECÂNICA DE MATERIAL ATÉ 20 KM TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK ESTRUTURA EXECUÇÃO DE FORMA DE TÁBUAS PARA FUNDAÇÃO EXECUÇÃO DE FORMA DE CHAPA COMPENSADA RESINADA PLASTIFICADA PARA CONCRETO APARENTE.482.19 59. ESPESSURA 19 CM .30 99.070.24 0.3.216.1.00 5.00 472.15 15.6.58 0. INCLUSO TRANSPORTE. COM FORNECIMENTO DE BRITA REGULARIZAÇÃO E COMPACTAÇÃO DE SOLO EXECUÇÃO DE COLCHÃO DE AREIA REATERRO COMPACTADO COM PLACA VIBRATÓRIA EM CAMADA DE ATÉ 30 CENTÍMETROS CARGA / TRANSPORTE CARGA MANUAL E TRANSPORTE DE BRITA ATÉ 1 KM CARGA.55 EXECUÇÃO DE CONCRETO SIMPLES.07 78.08 358.26 7.1 L.419.2 total Preços com BDI MÃO DE OBRA.506.00 0.1 L. BOMBEADO.6 L.14 182.00 6.16 5.920.58 1.40 644.40 177.10 12.59 0.98 0.00 243. PARA CAIXA RALO m³ kg 8.09 144.948.00 0.07 0.5.09 2.40 741.12 12.00 80.948.3 L.2011 Preços com BDI EQUIPAMENTOS unitário total Folha 43/253 Preços com BDI MATERIAIS ITEM Descrição dos serviços Unid.51 15.3 L.21 5. INCLUSO PINTURA GRELHA DE FERRO FUNDIDO GALVANIZADO.

838.2 M.12 0.13 0.00 0.00 10.174.14. ESPESSURA 25 MICRA ATERRAMENTO 0.00 111.12 3.08 12.1 M.42 425.12 0.41 m unid.2 M.35 52.021.00 1.00 15. 35.05 17.G.00 0.715.101.00 15.12 358.251.00 0.51 1.00 0.715.300.00 2.67 2.1 L.08 m 18.16 162.9 L.00 0.13.101.41 8.00 8.3.57 2.00 0.9.52 36.940.251.1 CORTE E RETIRADA DE CABOS DE ATERRAMENTO L.04 Preços com BDI MÃO DE OBRA.66 39.40 179.84 26.1 L.41 26.251.00 9.06 3.92 0.487.00 0.160.70 L.76 6.00 0.9.18 69.00 14.13.24 100.10 L.56 1.12 8.00 0.64 179.97 108.2 m² 628.DAQ.12 358.05 m² 2.24 12.49 0.00 107.1 N N.90 4.00 10.02 7.4 M.487.13.24 82.74 6.812.72 25.3 L.97 1.061.28 384.00 0. INCLUSO MONTAGEM E DESMONTAGEM SISTEMA DE TUBULAÇÃO cj 1.00 0.41 189.00 15.9.1 M.00 0.5.00 0.08 107.R$ VALOR ADOTADO PARA ORÇAMENTO .06 3. c/ ENCARGOS unitário total Total com BDI.12 1.00 0.766.40 705.82 1.753.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR REMOÇÃO DO TANQUE DE AÇO DESMONTAGEM E REMOÇÃO DE ESTRUTURA METÁLICA DE APOIO DO TANQUE DE AÇO SISTEMA DE TUBULAÇÃO INSTALAÇÃO DE TUBO DE AÇO GALVANIZADO 2" INSTALAÇÃO DE REGISTRO DE GAVETA 2" MONTAGEM E COLOCAÇÕES SOLDA EM BANDEJA METÁLICA EM CHAPA DE AÇO 7/16" (87.46 m² 20.28 m² m² m 484.2 INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NÚ DE 4/0 AWG (120 MM²) L.1 M.55 105.88 227.00 7.1.276.817.97 705.79 377.07 64.00 0.49 36.1 LIMPEZA FINAL DA OBRA M M.5 M.00 54.92 106.13.00 10.877.00 1.4 M.1 ITEM O O.03 1.3.00 9. 0.40 m² m² 6.143.40 2.79 5.18 11.4.3 M.00 1.1.16 455.68 605.95 M.06 3.1 unid.08 0. unid.25 1.29 0.34 28.54 27.12 0.00 5.766.41 179.72 23.52 324.00 1.00 TOTAL GLOBAL (A + B + C + D + E + F + G + H + I + J + L + M + N + O) .66 L.67 6. 18.2 M.688.R$ total 0. unid.00 48.05 25.2. CORTE E DOBRA DE CHAPA MONTAGEM DE ESTRUTURA METÁLICA DE APOIO DO TANQUE RECOLOCAÇÃO DO TANQUE DE AÇO SOBRE A ESTRUTURA DE APOIO PINTURA TRATAMENTO ANTICORROSIVO COM ZARCÃO EM TUBULAÇÃO.143.41 179.00 0.24 m unid.00 10.941.20 2.76 67.144 KG / M²) COLOCAÇÃO DE BANDEJA METÁLICA 1800 X 830 X 350 CM.00 11.00 0.00 0.46 278.00 26.174.2011 Preços com BDI EQUIPAMENTOS unitário total Folha 44/253 Preços com BDI MATERIAIS ITEM Descrição dos serviços Unid.12.72 0.63 1.3 M.12 L.3 SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO L.60 217.460.97 455. 313.00 0.03 1.2 M.00 0.99 32.79 10.02 3. UMA DEMÃO PINTURA DE TUBULAÇÃO COM ESMALTE SINTÉTICO. EM CHAPA DE AÇO 7/16" (87.00 10.19 147.82 36.11 IMPERMEABILIZAÇÃO APLICAÇÃO DE PRIMER SIKAFLOOR 161 DA SIKA OU SIMILAR IMPERMEABILIZAÇÃO DE ESTRUTURAS COM SIKAGARD-62 OU SIMILAR IMPERMEABILIZAÇÃO COM MASTIQUE ELÁSTICO À BASE DE SILICONE ANDAIMES LOCAÇÃO DE ANDAIME TIPO TORRE.54 0.1.16 16. 1.95 184.00 0. unitário L.30 0.09 0.4 FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM ESTRUTURA DE CONCRETO POR PARAFUSO FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM L.1 M.00 15. unid.00 0. 10.06 17.5 ESTRUTURA METÁLICA POR SOLDA.3.00 1.251.00 0.00 0.00 10.00 0.83 CONSTRUÇÃO DE BACIA DE CONTENÇÃO PARA O TANQUE DE ÓLEO DIESEL DO GRUPO MOTO-BOMBA SERVIÇOS INICIAIS TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1. 6.00 0.79 A 1.00 35.00 0.00 0.00 0.13 5.40 67.175.28 17.06 3. Quant. COM TERMINAL RETO L.487.00 0.76 59.97 Quant.87 14.14 SERVIÇOS FINAIS m m unid.70 189.1 SISTEMA DE TUBULAÇÃO PARA FLUIDOS L.4.731.13 PINTURA PINTURA EM EPÓXI EM ESTRUTURA DE AÇO CARBONO APLICADO A REVOLVER.35 1.15 79.72 14.10.3 M.00011.14 74.70 189.18 3.1 M.00 0.251.R$ .13.94 1.46 1.117.63 4.2.00 0. UMA DEMÃO.23 114.88 17.82 24.815.39 Unid.41 137.68 1.00 1.00 0.00 1.1 L.3.2 L.144 KG / M²).00 67.76 Descrição dos serviços DESMOBILIZAÇÃO DESMOBILIZAÇÃO DE INSTALAÇÕES PROVISÓRIAS E SERVIÇOS FINAIS Preços com BDI unitário total 10.71 1.71 106. INCLUSO USINAGEM.00 0. DUAS DEMÃOS SERVIÇOS FINAIS LIMPEZA FINAL DA OBRA PROJETO "COMO CONSTRUÍDO" ELABORAÇÃO E FORNECIMENTO DE PROJETO "AS BUILT" CADASTRAL FORMATO A1 unid.76 0.296.00 0.66 1.41 40.647.00 0.00 0.00 0. 67.50 79.251.46 278.36 705. unid.667.88 m unid.Edital Número da Licitação CO.64 L.00 0.11.

.DAQ.1.4.1 da mesma Seção.1.1 deverá ser observado o disposto no subitem 7. bem como a “nota” constante no subitem 3. B. Seção III.Edital Número da Licitação CO.2011 Folha 45/253 (A)Nota: Para as alíneas A.00011.1 e O.G.1.

Edital
Número da Licitação
CO.DAQ.G.00011.2011

Folha
46/253

11.3. CRONOGRAMA FÍSICO-FINANCEIRO – FURNAS
ITEM Descrição Unid. Valor Total (R$) 789.344,95 Valor (R$) % mês B MOBILIZAÇÃO 57.703,98 Valor (R$) 1,12% 57.703,98 100,00% 426.245,12 C CONSTRUÇÃO DE CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO PRÓXIMA A CASA DE FORÇA % 300.868,24 D CONSTRUÇÃO DE CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO E SISTEMA DE DRENAGEM PARA OS REATORES DA LT EMBORCAÇÃO/ITUMBIARA NA SE 500 Kv % 395.476,57 E CONSTRUÇÃO DAS BACIAS DE DRENAGEM, COM IMPERMEABILIZAÇÃO E COLOCAÇÃO DE BRITA, PARA OS REATORES DA SE 500 Kv % 635.230,83 F SUBSTITUIÇÃO DA BRITA E IMPERMEABILIZAÇÃO DE TODAS AS CAIXAS DE CONTENÇÃO DOS TRAFOS DA SE 500 kV % 1.003.392,00 G CONSTRUÇÃO DE CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO E SISTEMA DE DRENAGEM PARA OS TRAFOS DA SE 500 kV % 247.126,11 H CONSTRUÇÃO DE CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO E SISTEMA DE DRENAGEM PARA OS REATORES DA LT PORTO COLOMBIA NA SE 345 kV % 102.611,90 I CONSTRUÇÃO DE PAREDE CORTA-FOGO NOS REATORES DA SE 345 kV % 484.518,41 J CONSTRUÇÃO DAS BACIAS DE DRENAGEM, COM IMPERMEABILIZAÇÃO E COLOCAÇÃO DE BRITA, PARA OS REATORES DA SE 345 kV % 644.684,51 L CONSTRUÇÃO DE CAIXAS E SISTEMA DE DRENAGEM PARA OS TRANSFORMADORES E TANQUE DE ÓLEO ISOLANTE SE 345 kV % 8.838,83 M CONSTRUÇÃO DE BACIA DE CONTENÇÃO PARA O TANQUE DE ÓLEO DIESEL DO GRUPO MOTO-BOMBA % 67.766,76 N PROJETO "COMO CONSTRUÍDO" % 10.487,79 O DESMOBILIZAÇÃO % Valor (R$) 0,20% 10.487,79 100,00% Valor (R$) 1,31% 6.776,68 10,00% 10.165,01 15,00% 13.553,35 20,00% 16.941,69 25,00% 13.553,35 20,00% 6.776,68 10,00% Valor (R$) 0,17% 8.838,83 100,00% Valor (R$) 12,46% 32.234,23 5,00% 48.351,34 7,50% 161.171,13 25,00% 161.171,13 25,00% 225.639,58 35,00% 16.117,11 2,50% Valor (R$) 9,36% 169.581,44 35,00% 218.033,29 45,00% 96.903,68 20,00% Valor (R$) 1,98% 28.218,27 27,50% 38.479,46 37,50% 35.914,16 35,00% Valor (R$) 4,78% 24.712,61 10,00% 49.425,22 20,00% 74.137,83 30,00% 81.551,61 33,00% 17.298,83 7,00% Valor (R$) 19,39% 80.271,36 8,00% 120.407,04 12,00% 210.712,32 21,00% 230.780,16 23,00% 331.119,36 33,00% 30.101,76 3,00% Valor (R$) 12,28% 158.807,71 25,00% 476.423,12 75,00% Valor (R$) 7,64% 39.547,66 10,00% 168.077,54 42,50% 187.851,37 47,50% Valor (R$) 5,81% 22.565,12 7,50% 60.173,65 20,00% 105.303,89 35,00% 90.260,47 30,00% 22.565,12 7,50% Valor (R$) 8,24% 31.968,38 7,50% 85.249,02 20,00% 149.185,79 35,00% 127.873,54 30,00% 31.968,38 7,50% MÊS Peso (%) 1 15,26% 78.934,50 10,00% 78.934,50 10,00% 78.934,50 10,00% 78.934,50 10,00% 78.934,50 10,00% 78.934,50 10,00% 78.934,50 10,00% 78.934,50 10,00% 78.934,50 10,00% 78.934,50 10,00% 2 3 4 5 6 7 8 9 10 mês A ADMINISTRAÇÃO LOCAL E CANTEIRO DE OBRAS

Edital
Número da Licitação
CO.DAQ.G.00011.2011

Folha
47/253

11.4. PLANILHA DE ADMINISTRAÇÃO LOCAL E CANTEIRO DE OBRAS – FURNAS
Item 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 C 13 14 15 16 17 18 D B A Grupo Descrição Aluguel de casa para alojamento (2 unid) Locação de Container para banheiro coletivo Locação de 2º Container para banheiro coletivo Locação de Container com banheiro Locação de 2º Container com banheiro Locação de Sanitário Químico Despesas de manutenção do alojamento (2 unid) Locação de veículo para o representante com combustível Locação de veículo tipo Kombi com motorista e combustível (2 unid.) Locação de ônibus 45 lugares com motorista e combustível para transporte de funcionários Salário do Engenheiro Civil Senior com encargos e periculosidade Salário do Auxiliar Administrativo com encargos Salário do Técnico em Edificações com encargos e periculosidade Salário do Técnico de Segurança com encargos e periculosidade Material de escritório e limpeza Ferramentas e pequenos equipamentos Despesas com telefone, internet, correios Móveis para escritório/refeitório e equipamentos de informática Unid. mês mês mês mês mês mês mês mês mês mês mês mês mês mês cj cj mês cj Quant. 10 10 5 10 5 5 10 10 10 10 10 10 10 10 1 1 10 1 Preço com BDI unitário 2.319,02 734,35 734,35 489,57 489,57 805,21 1.288,34 3.014,79 9.018,42 10.306,76 26.134,51 2.771,51 10.114,85 9.146,24 3.057,36 6.822,42 966,25 6.273,42 total 23.190,20 7.343,50 3.671,75 4.895,70 2.447,85 4.026,05 12.883,40 30.147,90 90.184,20 103.067,60 261.345,10 27.715,10 101.148,50 91.462,40 3.057,36 6.822,42 9.662,50 6.273,42 789.344,95

TOTAL DA PLANILHA - R$

11.5. PLANILHA DE MOBILIZAÇÃO – FURNAS
Item 1 2 3 A Grupo Descrição Relatórios (LTCAT, PCMSO, PGR, PCMAT, PPRA) Anotação de Responsabilidade Técnica - CREA Exames admissionais Montagem de Barracão de obras em tábua de madeira com banheiro, cobertura em fibrocimento incluso instalações hidráulicas e elétricas (Refeitório / Escritório / Depósito) Transporte de container e sanitários químicos C Fornecimento e colocação de Placa na Obra Unid. cj unid. cj Quant. 1 2 1 Preço com BDI unitário 3.865,03 1.019,08 3.156,44 total 3.865,03 2.038,16 3.156,44

4

B

200

224,29

44.858,00

5 6

unid. m²

5 4

558,27 248,75

2.791,35 995,00 57.703,98

TOTAL DA PLANILHA - R$

Edital
Número da Licitação
CO.DAQ.G.00011.2011

Folha
48/253

11.6. PLANILHA DE DESMOBILIZAÇÃO – FURNAS
Item 1 2 3 Grupo A B C Descrição Exames demissionais Transporte de container e sanitários químicos Desmobilização de instalações provisórias, limpeza e remoções Unid. cj unid. m² Quant. 1 5 200 Preço com BDI unitário 3.156,44 558,27 22,70 total 3.156,44 2.791,35 4.540,00 10.487,79

TOTAL DA PLANILHA - R$

11.7. PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DO BDI – FURNAS

⎧⎡ ⎤ ⎫ ⎪⎢ ⎥ ⎪ ⎪⎢ (1 + AC% / 100) x (1 + EF% / 100) x(1 + RG% / 100)x (1 + L% / 100) ⎥ ⎪ BDI = ⎨ − 1⎬ x 100 ⎢ ⎥ ⎪ ⎛ (IT %) ⎞ ⎪ 1− ⎜ ⎟ ⎥ ⎪ ⎪⎢ ⎝ 100 ⎠ ⎦ ⎭ ⎩⎣
Itens Componentes do BDI: 1. Administração Central da Contratada (AC%) ...................... 2. Taxa de Risco e Garantia (RG%) ..........................................
2.1 2.2 Taxa de Risco ................................................................................................. Seguro e Garantia da Obra ............................................................................ 1,20% 0,40%

8,00% 1,60%

3. Encargos Financeiros (EF%) ................................................
Taxa de juros anual (SELIC) ........................................................................... 10,75% Período de processamento dos pagamentos em dias corridos .................. 3.1 3.2 3.3 Juros pelo período de processamento dos pagamentos ............................ Financiamento da obra .............................................................................. Proteção dos preços dos insumos por anuidade do reajuste ..................... 30 0,84% 0,00% 0,25%

1,09%

4. Impostos e Tributos (IT%) .....................................................
4.1 4.2 4.3 PIS ................................................................................................................... Seguridade Social (COFINS) .......................................................................... ISSQN ........................................................................................................... 0,65% 3,00% 5,00%

8,65%

5. Lucro (L%) .............................................................................. 6. BDI sobre o Custo Total Direto da Obra ..............................

6,10% 28,83%

Edital
Número da Licitação
CO.DAQ.G.00011.2011

Folha
49/253

11.8. PLANILHA DE ENCARGOS SOCIAIS MENSALISTA – FURNAS
ITEM
A1 A2 A3 A4 A5 A6 A7 A8 A9 Previdência Social (INSS) Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) Salário Educação Serviço Social da Industria (SESI) Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) Serviço de Apoio a Pequena e Média Empresa(SEBRAE) Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) Seguro Contra os Acidentes de Trabalho (INSS) Serviço Social da Industria da Construção e do Mobiliário (SECONCI)

DESCRITIVO

MENSALISTA

20,00 8,00 2,50 1,50 1,00 0,60 0,20 3,00 0,00

A
B1 B2 B3 B4 B5

Total de Encargos Sociais Básicos
Repouso Remunerado e Feriados Auxílio enfermidade Licença paternidade 13° Salário Dias de chuva / faltas justificadas na obra / outras dificuldades / acidentes de trabalho / greves / falta ou atraso na entrega de materiais ou serviços

36,80
---8,22 --

B
C1 C2 C3

Total de Encargos Sociais que recebem as incidências de A
Depósito por despedida injusta 50% sobre [ A2 + (A2 x B)] Férias indenizadas Aviso-prévio (indenizado)

8,22
4,32 10,93 10,20

C
D1 D2

Total de encargos que não recebem a incidência de A
Reincidência de A sobre B Reincidência de A (A - A9) sobre C3

25,45
3,02 3,75

D
E1 E2

Total de taxas de reincidências
Refeições EPI (Equipamento de Proteção Individual)

6,77
6,31 0,63

E

Total de Encargos Complementares Percentagem total

6,94

84,18

Edital
Número da Licitação
CO.DAQ.G.00011.2011

Folha
50/253

11.9. PLANILHA ENCARGOS SOCIAIS HORISTA – FURNAS
ITEM
A1 A2 A3 A4 A5 A6 A7 A8 A9 Previdência Social (INSS) Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) Salário Educação Serviço Social da Industria (SESI) Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) Serviço de Apoio a Pequena e Média Empresa(SEBRAE) Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) Seguro Contra os Acidentes de Trabalho (INSS) Serviço Social da Industria da Construção e do Mobiliário (SECONCI)

DESCRITIVO

HORISTAS

20,00 8,00 2,50 1,50 1,00 0,60 0,20 3,00 0,00

A
B1 B2 B3 B4 B5

Total de Encargos Sociais Básicos
Repouso Remunerado e Feriados Auxílio enfermidade Licença paternidade 13° Salário Dias de chuva / faltas justificadas na obra / outras dificuldades / acidentes de trabalho / greves / falta ou atraso na entrega de materiais ou serviços

36,80
22,90 0,79 0,34 10,57 4,57

B
C1 C2 C3

Total de Encargos Sociais que recebem as incidências de A
Depósito por despedida injusta 50% sobre [ A2 + (A2 x B)] Férias indenizadas Aviso-prévio (indenizado)

39,17
5,56 14,06 13,12

C
D1 D2

Total de encargos que não recebem a incidência de A
Reincidência de A sobre B Reincidência de A (A - A9) sobre C3

32,74
14,41 4,82

D
E1 E2

Total de taxas de reincidências
Refeições EPI (Equipamento de Proteção Individual)

19,23
16,60 2,21

E

Total de Encargos Complementares Percentagem total

18,81

146,75

R$ Total c/ BDI R$ A A.1.1 C.3 A 12.4 C.4 C.00 168.00 .1 C.36 720.2011 Folha 51/253 12.1.6.3.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR APICOAMENTO DE SUPERFÍCIE DE CONCRETO LIMPEZA DE SUPERFÍCIES COM JATO DE ALTA PRESSÃO DE AR E ÁGUA PREPARAÇÃO DE PONTE DE ADERÊNCIA COM ADESIVO ESTRUTURAL A BASE DE EPÓXI CARGA / TRANSPORTE TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK TRANSPORTE VERTICAL DE MATERIAIS COM GUINCHO ELÉTRICO COM OPERADOR ESTRUTURA CORTE.00 m² 579.4.2 C. Preços Unitário C/ com BDI .00 ITEM Descrição dos serviços Unid.00 m² m m² m² m² 250. Ø 6.00 60.5 C.73 146.3 C.00 4. PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – LICITANTE ITEM Descrição dos serviços Unid.3.3.2.G.3.4 C.DAQ.3.00 m 10.1 ADMINISTRAÇÃO LOCAL E CANTEIRO DE OBRAS ADMINISTRAÇÃO LOCAL E CANTEIRO DE OBRAS MOBILIZAÇÃO MOBILIZAÇÃO A 1. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.1. ROGERTEC OU SIMILAR ANDAIMES LOCAÇÃO DE ANDAIME TIPO TORRE. INCLUSO MONTAGEM E DESMONTAGEM m 150.5 MM CORTE.1 C. LANÇAMENTO.1.00011.00 h mês 382.Edital Número da Licitação CO.3 C.0 100. PLANILHAS PARA PREENCHIMENTO DOS LICITANTES 12.5 C.70 kg kg kg m² m m³ 182.1 B B. Quant.1 C. FORNECIMENTO.1 C.00 168.3.2 C. Ø 12.00 110. Preços Unitário C/ com BDI .1. INCLUSIVE DESFORMA JUNTA DE DILATAÇÃO COM ISOPOR 10MM CONCRETO ESTRUTURAL FCK 30 MPA.R$ Total c/ BDI R$ C C.221.2 C. Ø 16 A 25 MM EXECUÇÃO DE FORMA DE CHAPA COMPENSADA RESINADA PLASTIFICADA PARA CONCRETO APARENTE.00 168.5 A 25 MM CORTE. ADENSAMENTO E CURA METÁLICOS ESCADA MARINHEIRO PERFIL DE FERRO COM ANCORAGEM COM PROTEÇÃO IMPERMEABILIZAÇÃO IMPERMEABILIZAÇÃO COM APLICAÇÃO DE EPÓXI INDUSTRIAL.6 C.1 CONSTRUÇÃO DE CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO PRÓXIMA A CASA DE FORÇA SERVIÇOS INICIAIS LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS DE TÁBUAS CORRIDAS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-25.5. EPÓXI 28.1. Quant.2.5 C.6 C.00 A 10. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.2 C.1 C.00 6.3 C.

20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR DEMOLIÇÕES E RETIRADAS m m² m 93.5 D.2 D.2 C. TRANSPORTE E DESCARGA MECÂNICA DE MATERIAL ATÉ 20 KM TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK m³ m³ h 2.7.3 CARGA MANUAL E TRANSPORTE DE BRITA ATÉ 1 KM CARGA.7 SISTEMA DE TUBULAÇÃO C.2.R$ Total c/ BDI R$ C.3.1.00 CONSTRUÇÃO DE CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO E SISTEMA DE DRENAGEM PARA OS REATORES DA LT EMBORCAÇÃO/ITUMBIARA NA SE 500 kV SERVIÇOS INICIAIS D.2 D.6 D.00 44.9.3 D. UMA DEMÃO PINTURA DE TUBULAÇÃO COM ESMALTE SINTÉTICO.3 RETIRADA DE LASTRO DE BRITA MOVIMENTAÇÃO DE TERRA m³ 34.1 D.2011 Folha 52/253 ITEM Descrição dos serviços Unid. Quant.2 C.8. Preços Unitário C/ com BDI .00 15.3 D.92 245.G.1 D.8.60 6.2 D.00 248. DUAS DEMÃOS ATERRAMENTO m² m² 44.3.1 D.9.1.1 D.28 108.57 166.3.1 m² 280. 120.88 284.00 C.00011.3.8 SISTEMA DE TUBULAÇÃO PARA FLUIDOS PINTURA cj 1.1.4.63 31.4.97 285.55 D.3.54 D.78 382.9 TRATAMENTO ANTICORROSIVO COM ZARCÃO EM TUBULAÇÃO.1 LIMPEZA GERAL DA OBRA D D.1 C.00 .2 LOCAÇÃO DE REDE DE DRENAGEM COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS DE TÁBUAS CORRIDAS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1.40 D.Edital Número da Licitação CO.DAQ.00 C.10.4 D.4.1 C.1 C.10 INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NU DE 4/0 AWG (120 MM²) SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO SERVIÇOS FINAIS m unid.4 ESCAVAÇÃO MECANIZADA DE SOLO DE 1a CATEGORIA EXECUÇÃO DE LASTRO DE BRITA COM MATERIAL DE REAPROVEITAMENTO REGULARIZAÇÃO E COMPACTAÇÃO DE SOLO ESCAVAÇÃO MANUAL DE SOLO DE 1a CATEGORIA EXECUÇÃO DE COLCHÃO DE AREIA REATERRO COMPACTADO COM PLACA VIBRATÓRIA EM CAMADA DE ATÉ 30 CENTÍMETROS CARGA / TRANSPORTE m³ m³ m² m³ m³ m³ 356.3.00 C.

1 SISTEMA DE TUBULAÇÃO PARA FLUIDOS cj 1. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA.84 238. INCLUSO TRANSPORTE.5.R$ Total c/ BDI R$ D.78 D. Preços Unitário C/ com BDI .3 A 12.00 D. INCLUSO MONTAGEM E DESMONTAGEM SISTEMA DE TUBULAÇÃO m 96.84 D.2 D.11 LOCAÇÃO DE ANDAIME TIPO TORRE. ESPESSURA 5 MM REBOCO MASSA ÚNICA TRAÇO 1:2:8.10 CORTE.9.8.3 D.5.7 D.11.15 7.10.71 D.BLOCO 19X19X39 CM REVESTIMENTO m² 32.5 ESTRUTURA D.10 PREPARO DA SUPERFÍCIE DE CONCRETO PARA IMPERMEABILIZAÇÃO APLICAÇÃO DE PRIMER SIKAFLOOR 161 DA SIKA OU SIMILAR IMPERMEABILIZAÇÃO DE ESTRUTURAS COM SIKAGARD-62 OU SIMILAR ANDAIMES m² m² m² 197.1 D.00011.3 D. ESPESSURA 19 CM .04 309.01 4. LANÇAMENTO.58 79.G.5. MÍNIMO DE 150 KG DE CIMENTO POR M³ DE CONCRETO.70 6. ADENSAMENTO E ACABAMENTO m² m² m² m³ m² kg m³ m³ m³ kg 4.1 D.2 D.1 D. INCLUSO TRANSPORTE.78 32.5 D.9 CORTE.2011 Folha 53/253 ITEM Descrição dos serviços Unid.1 D. BOMBEADO.1 D.4 D.5. ADENSAMENTO E ACABAMENTO DESFORMA DE ESTRUTURA ARMADURA EM TELA TELCON Q138 EXECUÇÃO DE LASTRO DE CONCRETO MAGRO EXECUÇÃO DE CONCRETO SIMPLES.5.5 MM D.Edital Número da Licitação CO.7.8 CHAPISCO PARA PAREDE TRAÇO 1:3.8 D.6.5.36 60. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-25.90 19.42 238. INCLUSO TRAVAMENTO E CONTRAVENTAMENTO ESCORAMENTO DE FORMAS CONCRETO ESTRUTURAL 25 MPA VIRADO NA OBRA.85 1.2 D. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.5.6 ALVENARIA D.9. LANÇAMENTO. Quant. Ø 6.5.640.78 D.7.00 .DAQ.9 EXECUÇÃO DE FORMA DE TÁBUAS PARA FUNDAÇÃO EXECUÇÃO DE FORMA DE MADEIRIT RESINADO 12 MM.32 305. INCLUSO COLOCAÇÃO.28 D.6 D.7 EXECUÇÃO DE ALVENARIA ESTRUTURAL COM BLOCOS DE CONCRETO.5.5. Ø 16 MM GALVANIZADO ( ESCADA TIPO MARINHEIRO) IMPERMEABILIZAÇÃO kg 85. ESPESSURA 2 CM METÁLICOS m² m² 32.1 D.9.

756.4 E.1 E.2.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR DEMARCAÇÃO E DEFINIÇÃO DA ÁREA DO PAVIMENTO A SER DEMOLIDO.2 E.00 122.4 E.12.2011 Folha 54/253 ITEM Descrição dos serviços Unid.00 237.1.1.1 E. TRANSPORTE E DESCARGA MECÂNICA DE MATERIAL ATÉ 20 KM TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK m³ m³ h 63.60 574. REAPROVEITAMENTO DEMOLIÇÃO DE PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA MOVIMENTAÇÃO DE TERRA ESCAVAÇÃO MECANIZADA DE SOLO DE 1a CATEGORIA ESCAVAÇÃO MANUAL DE SOLO DE 1a CATEGORIA EXECUÇÃO DE LASTRO DE BRITA Nº 3 (38 A 50MM).1 CORTE E RETIRADA DE CABOS DE ATERRAMENTO D.31 12.1 E.2 E. Preços Unitário C/ com BDI .2.13 SERVIÇOS FINAIS D.34 4.DAQ.1.4 E. unid.1 LIMPEZA FINAL DA OBRA m² 248. COM TERMINAL RETO D. Quant.00 29.34 12.12.12 ATERRAMENTO m m unid.3 SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO D.70 63.4.3.2 INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NU DE 4/0 AWG (120 MM²) D.G.4.2.3 E.1.2 E.1 E.00 E.00 m³ m³ m³ m² 217.11 m³ m³ kg m³ 94.00 630.00 11.2 E.12.34 405. 44.70 m m² m m 83.84 0.3 E. COM IMPERMEABILIZAÇÃO E COLOCAÇÃO DE BRITA. COM FORNECIMENTO DE BRITA REGULARIZAÇÃO E COMPACTAÇÃO DE SOLO CARGA / TRANSPORTE CARGA MANUAL E TRANSPORTE DE BRITA ATÉ 1 KM CARGA.R$ Total c/ BDI R$ D.2.12.3.3.12.00011.3.61 192.00 D.88 E CONSTRUÇÃO DAS BACIAS DE DRENAGEM.5 ESTRUTURA METÁLICA POR SOLDA. UTILIZANDO DISCO DE CORTE DEMOLIÇÕES E RETIRADAS DEMOLIÇÃO DE CONCRETO ARMADO COM ROMPEDOR RETIRADA DE LASTRO DE BRITA DESMONTAGEM E RETIRADA DE TRILHOS DE AÇO.56 187.28 395. unid.3 E. SERVIÇOS INICIAIS LOCAÇÃO DE TRILHOS DE AÇO EM CAMINHOS DE ROLAMENTO COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS DE TÁBUAS CORRIDAS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1.4 FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM ESTRUTURA DE CONCRETO POR PARAFUSO FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM D.4.3 .1 E.13.2 E.3 E.4 E.Edital Número da Licitação CO. PARA OS REATORES DA SE 500 kV.

56 unid.56 m² m² 118.10 E.2 E.8.3 E.10. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CORTE.5. Quant.6.27 E. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.VIRADO NA OBRA.56 118.6 E.5.20 4.5 E.9 E. INCLUSO TRAVAMENTO E CONTRAVENTAMENTO DESFORMA DE ESTRUTURA ARMADURA EM TELA TELCON Q138 EXECUÇÃO DE LASTRO DE CONCRETO MAGRO CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA.756.5.1 E.4 E.00011.R$ Total c/ BDI R$ E.5.3 A 12.7 ESTRUTURA EXECUÇÃO DE FORMA DE TÁBUAS PARA FUNDAÇÃO EXECUÇÃO DE FORMA DE MADEIRIT RESINADO 12 MM.5 E.00 4.84 133.2011 Folha 55/253 ITEM Descrição dos serviços Unid.5 E.5.8.8 E. 4. COLOCAÇÃO E MONTAGEM DE TRILHOS DE AÇO.8. INCLUSO COLOCAÇÃO.04 333.00 m² m² 484. FIO 12. Preços Unitário C/ com BDI .1 ALVENARIA EXECUÇÃO DE ALVENARIA ESTRUTURAL COM BLOCOS DE CONCRETO.1 E.164. FORMADA EM CANTONEIRA "L" 2X2X5/16" E TELA DE AÇO COM MALHA DE 1".82 E.75 49.5.00 27.BLOCO 19X19X39 CM REVESTIMENTO CHAPISCO PARA PAREDE TRAÇO 1:3. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA. Ø 6.6 E.83 869. ESPESSURA 19 CM . INCLUSO COLOCAÇÃO.VIRADO NA OBRA.G. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 20 MPA.9 m³ kg kg 8.Edital Número da Licitação CO. ESPESSURA 2 CM METÁLICOS CESTA METÁLICA.DAQ.8.7.39 46.5. Ø 16 A 25 MM m² m² m² kg m³ m³ m³ 27.40 .24 19.5 MM E. REAPROVEITAMENTO COLOCAÇÃO DE CHUMBADORES GALVANIZADOS DE 1" X 12".3 E. COM ROSCA E PORCA CONFECÇÃO DE ESTRUTURA PROVISÓRIA PARA MANOBRA DOS REATORES MONTAGEM E DESMONTAGEM DE ESTRUTURA PROVISÓRIA PARA MANOBRA DOS REATORES CONFECÇÃO E INSTALAÇÃO DE DISPOSITIVO DE ACOPLAMENTO PARA TRANSLADO DE REATORES IMPERMEABILIZAÇÃO APLICAÇÃO DE PRIMER SIKAFLOOR 161 DA SIKA OU SIMILAR IMPERMEABILIZAÇÃO DE ESTRUTURAS COM SIKAGARD-62 OU SIMILAR PAVIMENTAÇÃO PAVIMENTAÇÃO EM CONCRETO ASFÁLTICO CAP 85/100 A QUENTE m² 118.7.9.1 E.8. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50. ESPESSURA 5 MM REBOCO MASSA ÚNICA TRAÇO 1:2:8. INCLUSO COLOCAÇÃO.7 E. GALVANIZADA.10 CORTE.2 E.5. unid.2 E.03 484.1 E.8 E.03 m² 23. unid.5.5.1 E.6 E. 80X40X40 CM. BOMBEADO.2 E.73 1.00 4.4 E.00 4.8. kg kg unid.9.83 144.

2 INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NU DE 4/0 AWG (120 MM²) E.6.5 F.1 F.40 m³ 845.4 F.00 135.3 F.75 192.1 G G.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR LIMPEZA DE SUPERFÍCIES COM JATO DE ALTA PRESSÃO DE AR E ÁGUA DEMOLIÇÕES E RETIRADAS RETIRADA DE LASTRO DE BRITA MOVIMENTAÇÃO DE TERRA EXECUÇÃO DE LASTRO DE BRITA Nº 3 (38 A 50MM).20 m³ 845.4 m² 574.1. UTILIZANDO DISCO DE CORTE m m² m m 243. SERVIÇOS INICIAIS TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1.00 .2 F.3.2011 Folha 56/253 ITEM Descrição dos serviços Unid.2 F.DAQ.95 m³ h 845.4.1 LIMPEZA FINAL DA OBRA F F.Edital Número da Licitação CO.5.3 G.1 F.2 F.00 m² m² 2.R$ Total c/ BDI R$ E.71 440.838.838.20 142.11 ATERRAMENTO m m unid.1 F.00 E.6.367.838.1.3 SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO E.7.11.1 F.00 m² 1. Preços Unitário C/ com BDI .00 2.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR DEMARCAÇÃO E DEFINIÇÃO DA ÁREA DO PAVIMENTO A SER DEMOLIDO.00 97.1.1 F.1. Quant.1.1 F.2.95 2.1 G.12 SERVIÇOS FINAIS E.12.2 G.1 F.00011.00 SUBSTITUIÇÃO DA BRITA E IMPERMEABILIZAÇÃO DE TODAS AS CAIXAS DE CONTENÇÃO DOS TRAFOS DA SE 500 kV.6 F.1 G.5.2 F.1 CORTE E RETIRADA DE CABOS DE ATERRAMENTO E.1.11.40 14.20 m m² 210.G.11. 140. COM FORNECIMENTO DE BRITA TRATAMENTO DE SUPERFÍCIES TRATAMENTO DE TRINCAS E FISSURAS NO CONCRETO CARGA / TRANSPORTE CARGA MANUAL E TRANSPORTE DE BRITA ATÉ 1 KM TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK IMPERMEABILIZAÇÃO APLICAÇÃO DE PRIMER SIKAFLOOR 161 DA SIKA OU SIMILAR IMPERMEABILIZAÇÃO DE ESTRUTURAS COM SIKAGARD-62 OU SIMILAR SERVIÇOS FINAIS LIMPEZA FINAL DA OBRA m² 100.95 CONSTRUÇÃO DE CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO E SISTEMA DE DRENAGEM PARA OS TRAFOS DA SE 500 kV SERVIÇOS INICIAIS LOCAÇÃO DE REDE DE DRENAGEM COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS DE TÁBUAS CORRIDAS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1.7 F.

66 kg 474.9.34 201.R$ Total c/ BDI R$ G.G.DAQ.7 G.95 241.00011. MÍNIMO DE 150 KG DE CIMENTO POR M³ DE CONCRETO.4 G.62 cj 1 m³ m³ 5.8.2.48 1. TRANSPORTE E DESCARGA MECÂNICA DE MATERIAL ATÉ 20 KM TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK ESTRUTURA EXECUÇÃO DE FORMA DE MADEIRIT RESINADO 12 MM.95 642.00 1.02 238.5 MM METÁLICOS CORTE.3.1 G.5.3 G.1 G. Ø 16 MM GALVANIZADO ( ESCADA TIPO MARINHEIRO) IMPERMEABILIZAÇÃO PREPARO DA SUPERFÍCIE DE CONCRETO PARA IMPERMEABILIZAÇÃO APLICAÇÃO DE PRIMER SIKAFLOOR 161 DA SIKA OU SIMILAR IMPERMEABILIZAÇÃO DE ESTRUTURAS COM SIKAGARD-62 OU SIMILAR SISTEMA DE TUBULAÇÃO SISTEMA DE TUBULAÇÃO PARA FLUIDOS PINTURA TRATAMENTO ANTICORROSIVO COM ZARCÃO EM TUBULAÇÃO.6 G.7. UMA DEMÃO PINTURA DE TUBULAÇÃO COM ESMALTE SINTÉTICO.47 m³ h 1.1 G.4 G.2 G.6 G.86 m² m² m² 985.5.00 m³ m³ m² 2.161.5 G.2 G.8 G. INCLUSO TRANSPORTE.167.5.3 G.5.72 985. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-25.1 G.2 DEMOLIÇÕES E RETIRADAS DEMOLIÇÃO DE PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA DEMOLIÇÃO MANUAL DE CONCRETO SIMPLES MOVIMENTAÇÃO DE TERRA ESCAVAÇÃO MECANIZADA DE SOLO DE 1a CATEGORIA REATERRO COMPACTADO COM PLACA VIBRATÓRIA EM CAMADA DE ATÉ 30 CENTÍMETROS COMPACTAÇÃO DE FUNDO DE VALA CARGA / TRANSPORTE CARGA.9 G. DUAS DEMÃOS m² m² 9. INCLUSO TRAVAMENTO E CONTRAVENTAMENTO ESCORAMENTO DE FORMAS DESFORMA DE ESTRUTURA EXECUÇÃO DE LASTRO DE CONCRETO MAGRO EXECUÇÃO DE CONCRETO SIMPLES.96 1.1 G.2011 Folha 57/253 ITEM Descrição dos serviços Unid.5.5. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA.7. Preços Unitário C/ com BDI .00 m² m² m² m³ m³ m³ kg 1.9.1 G. INCLUSO COLOCAÇÃO.1 G.5 G.450. Quant.4.7.3 A 12.3.72 .450.92 35.62 9.5.2.559.2 G.2 G.317. BOMBEADO.2 G.2 G.40 5. LANÇAMENTO.Edital Número da Licitação CO.7 G.02 12.3.1 G.3 G. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CORTE.72 985. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.6.4.3 G. Ø 6.

12 SERVIÇOS FINAIS m m unid.10 G.DAQ.2. 35.4.32 CONSTRUÇÃO DE CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO E SISTEMA DE DRENAGEM PARA OS REATORES DA LT PORTO COLOMBIA NA SE 345 kV SERVIÇOS INICIAIS LOCAÇÃO DE REDE DE DRENAGEM COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS DE TÁBUAS CORRIDAS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1.1 PAVIMENTAÇÃO m² m m 99.1 H.3 H.1.00 G.5 H.2 H.1 H.4.20 2.G.1 CORTE E RETIRADA DE CABOS DE ATERRAMENTO G. Preços Unitário C/ com BDI .1 LIMPEZA FINAL DA OBRA H H.1 H. PARA EXTINTOR DE INCÊNDIO MOVIMENTAÇÃO DE TERRA ESCAVAÇÃO MECANIZADA DE SOLO DE 1a CATEGORIA ESCAVAÇÃO MANUAL DE SOLO DE 1a CATEGORIA REATERRO COMPACTADO COM PLACA VIBRATÓRIA EM CAMADA DE ATÉ 30 CENTÍMETROS EXECUÇÃO DE LASTRO DE BRITA COM MATERIAL DE REAPROVEITAMENTO REGULARIZAÇÃO E COMPACTAÇÃO DE SOLO EXECUÇÃO DE COLCHÃO DE AREIA CARGA / TRANSPORTE CARGA MANUAL E TRANSPORTE DE BRITA ATÉ 1 KM CARGA.2 X 30 X 100 CM.2 H.92 178.2 H. REJUNTADO COM ARGAMASSA 1:4 CIMENTO AREIA. TRANSPORTE E DESCARGA MECÂNICA DE MATERIAL ATÉ 20 KM TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK m³ m³ h 3.6 H.3 DIÂMETRO 400 MM G.4 H.1.45 .11.00 PAVIMENTAÇÃO EM CONCRETO ASFÁLTICO CAP 85/100 A QUENTE MEIO FIO DE CONCRETO PRÉ MOLDADO DIMENSÕES 12 X 15 G.84 26.3 H.3.2 H.3. Quant.00 332. 29.45 m³ m³ m³ unid.00 m m² m 44.2.10.2 INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NU DE 4/0 AWG (120 MM²) G.3.Edital Número da Licitação CO.3 m² 360. G.27 200.3.4 H.41 20.00 m³ m³ m³ m³ m² m³ 346.11 ATERRAMENTO G.4 H.3.27 55.2011 Folha 58/253 ITEM Descrição dos serviços Unid.2.1 H.10.3.3 H.11.1 H. INCLUSO ESCAVAÇÃO E REATERRO CANALETA DE DRENAGEM EM MEIA CANA DE CONCRETO.91 8.R$ Total c/ BDI R$ G.1.95 387.27 240.3 H.12.11.20 0.86 0.45 3.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR DEMOLIÇÕES E RETIRADAS RETIRADA DE LASTRO DE BRITA DEMOLIÇÃO MANUAL DE CONCRETO SIMPLES DEMOLIÇÃO DE CONCRETO ESTRUTURAL COM ROMPEDOR RETIRADA E RECOLOCAÇÃO DE ABRIGO EM FIBRA DE VIDRO.44 169.79 382.00 8.2 H.2.10.3 SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO G.00011.4.

79 207.10 H.12. INCLUSO TRANSPORTE.3 H.5 ESTRUTURA METÁLICA POR SOLDA.8 H.11 ALVENARIA EXECUÇÃO DE ALVENARIA ESTRUTURAL COM BLOCOS DE CONCRETO.8 H. ESPESSURA 19 CM .5.5.1 H.13 15.39 66.64 kg 78. 34.6 H.64 43.2 H.70 54.1 H.BLOCO 19X19X39 CM REVESTIMENTO CHAPISCO PARA PAREDE TRAÇO 1:3.1 SISTEMA DE TUBULAÇÃO PARA FLUIDOS H.5. BOMBEADO.84 17.64 296.7 H.3 A 12.40 5.12.R$ Total c/ BDI R$ H.82 m² m² 43.73 H.5.00 H.90 m² m² m² 181.5.5. unid. COM TERMINAL RETO m m unid. ADENSAMENTO E ACABAMENTO m² m² m² m² kg kg m³ m³ m³ kg 19.5.5.00 84.7.12.10 CORTE.1 H. LANÇAMENTO. unid.6.7.9. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.DAQ.5 H.42 303. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CONCRETO ESTRUTURAL 25 MPA VIRADO NA OBRA.9.2 H. Preços Unitário C/ com BDI .4 ESTRUTURA DE CONCRETO POR PARAFUSO FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM H.9 ESTRUTURA EXECUÇÃO DE FORMA DE TÁBUAS PARA FUNDAÇÃO EXECUÇÃO DE FORMA DE MADEIRIT RESINADO 12 MM. INCLUSO MONTAGEM E DESMONTAGEM SISTEMA DE TUBULAÇÃO m² 21.12.9 H.68 202. ESPESSURA 5 MM REBOCO MASSA ÚNICA TRAÇO 1:2:8.6 H.4 H.8.1 H.3 SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM H.12 ATERRAMENTO cj H. Ø 16 MM GALVANIZADO ( ESCADA TIPO MARINHEIRO) IMPERMEABILIZAÇÃO PREPARO DA SUPERFÍCIE DE CONCRETO PARA IMPERMEABILIZAÇÃO APLICAÇÃO DE PRIMER SIKAFLOOR 161 DA SIKA OU SIMILAR IMPERMEABILIZAÇÃO DE ESTRUTURAS COM SIKAGARD-62 OU SIMILAR ANDAIMES LOCAÇÃO DE ANDAIME TIPO TORRE.00 11.11.1 H.5.5 MM H.5 H. INCLUSO TRAVAMENTO E CONTRAVENTAMENTO ESCORAMENTO DE FORMAS DESFORMA DE ESTRUTURA ARMADURA EM TELA TELCON Q138 ARMADURA EM TELA TELCON Q283 EXECUÇÃO DE LASTRO DE CONCRETO MAGRO CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA.2011 Folha 59/253 ITEM Descrição dos serviços Unid.7 H. Ø 6. Quant.10.00011.85 m 80.43 0.2 INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NU DE 4/0 AWG (120 MM²) H. ESPESSURA 2 CM METÁLICOS CORTE.00 35. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-25.3 H.G.1 CORTE E RETIRADA DE CABOS DE ATERRAMENTO H.00 .Edital Número da Licitação CO.00 24. INCLUSO COLOCAÇÃO.9.2 H.92 5.1 H.5.799.12.

13.1. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CORTE.6 I.13 SERVIÇOS FINAIS m² 387.4. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.3mm COM COMPOUND ADESIVO ALVENARIA EXECUÇÃO DE ALVENARIA ESTRUTURAL COM BLOCOS DE CONCRETO.2.5 I.8.82 84.00 m² 136.6. INCLUSO TRAVAMENTO E CONTRAVENTAMENTO DESFORMA DE ESTRUTURA EXECUÇÃO DE LASTRO DE CONCRETO MAGRO CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA.37 242.78 61. TRANSPORTE E DESCARGA MECÂNICA DE MATERIAL ATÉ 20 KM TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK ESTRUTURA EXECUÇÃO DE FORMA DE MADEIRIT RESINADO 12 MM.7 I.00 m³ h 44.20 .1 I.5 MM PERFURACÃO (10 CM) DE CONCRETO PARA FIXAÇÃO DE AÇO 6.Edital Número da Licitação CO.8 I.3.20 52.43 60.5 I. INCLUSO COLOCAÇÃO.7.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR MOVIMENTAÇÃO DE TERRA ESCAVAÇÃO MANUAL DE SOLO DE 1a CATEGORIA REATERRO COMPACTADO COM PLACA VIBRATÓRIA EM CAMADA DE ATÉ 30 CENTÍMETROS COMPACTAÇÃO DE FUNDO DE VALA CARGA / TRANSPORTE CARGA.R$ Total c/ BDI R$ H.37 17.86 817.15 192.G.2 I. Ø 6.3 A 12.3 I.1 I.1 I. Preços Unitário C/ com BDI .3 I.00 6.6 I.4. Ø 16 A 25 MM CORTE.5.70 3.1 I.1.06 290.92 m² 117.1 CONSTRUÇÃO DE PAREDE CORTA-FOGO NOS REATORES DA SE 345 kV SERVIÇOS INICIAIS LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS DE TÁBUAS CORRIDAS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1. INCLUSO MONTAGEM E DESMONTAGEM ATERRAMENTO INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NÚ DE 4/0 AWG (120 MM²) SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM ESTRUTURA DE CONCRETO POR PARAFUSO SERVIÇOS FINAIS LIMPEZA FINAL DA OBRA m² 187.00011.00 m³ m³ m² 95.4.36 m² m 187.1 I.3 I. unid.2 I.4 I.2 I.4 I.2 I.60 m² m² m³ m³ kg kg unid.2.2011 Folha 60/253 ITEM Descrição dos serviços Unid. BOMBEADO.20 m unid.1 I.2 I.2.4.2 I.1 I.BLOCO 19X19X39 CM ANDAIMES LOCAÇÃO DE ANDAIME TIPO FACHADEIRO.DAQ.7.1 LIMPEZA FINAL DA OBRA I I.4. 23. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.3. Quant. 242.1 I.7. ESPESSURA 19 CM .56 18.4.27 H.3 I.7 I.4.

20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR DEMOLIÇÕES E RETIRADAS RETIRADA DE LASTRO DE BRITA DESMONTAGEM E RETIRADA DE TRILHOS DE AÇO. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50. Quant.00 387.3.4.3 J.DAQ.24 m m² m 184.G.5. INCLUSO TRAVAMENTO E CONTRAVENTAMENTO DESFORMA DE ESTRUTURA ARMADURA EM TELA TELCON Q138 EXECUÇÃO DE LASTRO DE CONCRETO MAGRO CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA.6 J.4.1 J.52 26.50 12. INCLUSO COLOCAÇÃO.2 J.2 J.5.1.1 J. BOMBEADO.00011.09 90.3 J.50 329.2.5. Ø 6.7 J.1 J.4.5 J.5.9 CONSTRUÇÃO DAS BACIAS DE DRENAGEM. REAPROVEITAMENTO DEMOLIÇÃO DE ALVENARIA EM BLOCO DE CONCRETO 19X19X39 DEMOLIÇÃO MANUAL DE CONCRETO SIMPLES DEMOLIÇÃO DE CONCRETO ESTRUTURAL COM ROMPEDOR MOVIMENTAÇÃO DE TERRA ESCAVAÇÃO MANUAL DE SOLO DE 1a CATEGORIA REATERRO COMPACTADO COM PLACA VIBRATÓRIA EM CAMADA DE ATÉ 30 CENTÍMETROS EXECUÇÃO DE LASTRO DE BRITA Nº 3 (38 A 50MM).8 J.09 210.2 J.5. TRANSPORTE E DESCARGA MECÂNICA DE MATERIAL ATÉ 20 KM TRANSPORTE HORIZONTAL DE ENTULHO A 30 METROS DE DISTÂNCIA COM CARRINHO OU GERICA TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK ESTRUTURA EXECUÇÃO DE FORMA DE TÁBUAS PARA FUNDAÇÃO EXECUÇÃO DE FORMA DE MADEIRIT RESINADO 12 MM.2 J.66 390. Preços Unitário C/ com BDI .2011 Folha 61/253 ITEM Descrição dos serviços Unid.3 J.5 MM m² m² m² kg m³ m³ m³ kg kg 14.1 J.2 J.04 9.49 57.3.1 J.Edital Número da Licitação CO.48 12.5.1 J.4 J.1. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CORTE.3.R$ Total c/ BDI R$ J J.876.47 7.5.53 192.5.2 J.2.39 105.70 172.3 J. LANÇAMENTO.5 J.00 m³ m³ m³ m² 32.00 .95 m³ kg m³ m³ m³ 128. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CONCRETO ESTRUTURAL 25 MPA VIRADO NA OBRA.77 3.3 J.95 m³ m³ m³ h 105.5 J.234.1. Ø16 A 25 MM CORTE.4 J. INCLUSO TRANSPORTE. COM FORNECIMENTO DE BRITA REGULARIZAÇÃO E COMPACTAÇÃO DE SOLO CARGA / TRANSPORTE CARGA MANUAL E TRANSPORTE DE BRITA ATÉ 1 KM CARGA.3 A 12.5.4 J.3 J. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.2.4 J.3.2.53 90.80 60. COM IMPERMEABILIZAÇÃO E COLOCAÇÃO DE BRITA.4.39 32.19 5. PARA OS REATORES DA SE 345 kV SERVIÇOS INICIAIS LOCAÇÃO DE TRILHOS DE AÇO EM CAMINHOS DE ROLAMENTO COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS DE TÁBUAS CORRIDAS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1.2.00 187.4 J.884.

58 10. INCLUSIVE TOPÓGRAFO . ESPESSURA 2 CM METÁLICOS CESTA METÁLICA.1 J. ESPESSURA 19 CM .2011 Folha 62/253 ITEM Descrição dos serviços Unid.73 J.94 151.2 L.00 6.3 SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO J. FORMADA EM CANTONEIRA "L" 2X2X5/16" E TELA DE AÇO COM MALHA DE 1".2 J. ESPESSURA 5 MM REBOCO MASSA ÚNICA TRAÇO 1:2:8.94 m² 75.1 J.00011.Edital Número da Licitação CO. 80X40X40 CM.02 188.6.9 J.50 . COM ROSCA E PORCA IMPERMEABILIZAÇÃO APLICAÇÃO DE PRIMER SIKAFLOOR 161 DA SIKA OU SIMILAR IMPERMEABILIZAÇÃO DE ESTRUTURAS COM SIKAGARD-62 OU SIMILAR ATERRAMENTO m m unid.2.1 L.11.DAQ.1 L.00 472.00 m² m² 151.3 m² 387.8.2 L.10.R$ Total c/ BDI R$ J.1.2 J.2.1 ALVENARIA EXECUÇÃO DE ALVENARIA ESTRUTURAL COM BLOCOS DE CONCRETO.6 J.G.9. FIO 12.1 LIMPEZA FINAL DA OBRA L L.00 m² m² 207.2 J.1 J.1 L.69 unid.1.66 CONSTRUÇÃO DE CAIXAS E SISTEMA DE DRENAGEM PARA OS TRANSFORMADORES E TANQUE DE ÓLEO ISOLANTE NA SE 345 kV SERVIÇOS INICIAIS LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS DE TÁBUAS CORRIDAS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA LOCAÇÃO DE REDE DE DRENAGEM . GALVANIZADA.10.3 J.7.2 L.2. 4.00 24.8.8.7 J.09 144.8 J. COLOCAÇÃO E MONTAGEM DE TRILHOS DE AÇO.11 SERVIÇOS FINAIS J. Preços Unitário C/ com BDI .9.1 CORTE E RETIRADA DE CABOS DE ATERRAMENTO J.234.1.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR DEMOLIÇÕES E RETIRADAS RETIRADA DE LASTRO DE BRITA DEMOLIÇÃO DE ALVENARIA DE TIJOLOS MACIÇOS SEM REAPROVEITAMENTO DEMOLIÇÃO DE PISO DE ALTA RESISTÊNCIA m³ m³ m² 532.2 INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NÚ DE 4/0 AWG (120 MM²) J.10.97 J. REAPROVEITAMENTO COLOCAÇÃO DE CHUMBADORES GALVANIZADOS DE 1" X 12".7.3 L.10 kg kg 5.68 207.30 m² m m 766. 24.BLOCO 19X19X39 CM REVESTIMENTO CHAPISCO PARA PAREDE TRAÇO 1:3. Quant.GABARITO TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1.80 133.

Quant.3 L.Edital Número da Licitação CO. INCLUSO TRANSPORTE.30 99.290. LANÇAMENTO E ACABAMENTO L.2 L.3.7.1 L.5.990.10 CIMENTO POR M3 DE CONCRETO .1 L. TRANSPORTE E DESCARGA MECÂNICA DE MATERIAL ATÉ 20 KM TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK ESTRUTURA EXECUÇÃO DE FORMA DE TÁBUAS PARA FUNDAÇÃO EXECUÇÃO DE FORMA DE CHAPA COMPENSADA RESINADA PLASTIFICADA PARA CONCRETO APARENTE.07 193.5.29 m³ m³ h 10.3 L.09 1.2 L.7 L. INCLUSIVE DESFORMA EXECUÇÃO DE FORMA CURVA DE MADEIRIT PLASTIFICADO DE 12MM.5 L.75 m² m² 433.2011 Folha 63/253 ITEM Descrição dos serviços Unid.4 L.INCLUSIVE TRANSPORTE.10 7.7.45 29.5 MM L.3 A 12.82 242.2 L.5. BOMBEADO.70 EXECUÇÃO DE CONCRETO SIMPLES.12 654.3. MÍNIMO DE 150KG DE L.5.3 L.9 MOVIMENTAÇÃO DE TERRA ESCAVAÇÃO MECANIZADA DE SOLO DE 1a CATEGORIA ESCAVAÇÃO MANUAL DE SOLO DE 1a CATEGORIA EXECUÇÃO DE LASTRO DE BRITA COM MATERIAL DE REAPROVEITAMENTO EXECUÇÃO DE LASTRO DE BRITA Nº 3 (38 A 50MM).75 16. COM FORNECIMENTO DE BRITA REGULARIZAÇÃO E COMPACTAÇÃO DE SOLO EXECUÇÃO DE COLCHÃO DE AREIA REATERRO COMPACTADO COM PLACA VIBRATÓRIA EM CAMADA DE ATÉ 30 CENTÍMETROS CARGA / TRANSPORTE CARGA MANUAL E TRANSPORTE DE BRITA ATÉ 1 KM CARGA.3.DAQ.3.32 7.6. INCLUSO COLOCAÇÃO.4. Ø 6.336. INCLUSIVE TRAVAMENTO E CONTRATRAVAMENTO ESCORAMENTO DE FORMAS DESFORMA DE ESTRUTURA ARMADURA EM TELA TELCON Q138 EXECUÇÃO DE LASTRO DE CONCRETO MAGRO CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA. LANÇAMENTO.5. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.3.4 L.7 L. ESPESSURA 5 MM REBOCO MASSA ÚNICA TRAÇO 1:2:8.11 CORTE.5.3. Preços Unitário C/ com BDI .12 12.4 L.08 m² 433.1 L.72 12.BLOCO 19X19X39 CM REVESTIMENTO CHAPISCO PARA PAREDE TRAÇO 1:3.4.6 L.75 433.3 L.81 743.5.2 ALVENARIA EXECUÇÃO DE ALVENARIA ESTRUTURAL COM BLOCOS DE CONCRETO.5 L.1 L.5.R$ Total c/ BDI R$ L.6 L.49 151.1 L.5.5.G.5 L.7 L.3. ESPESSURA 19 CM .00011.36 1.4.6 L.48 642.75 .05 5. ESPESSURA 2 CM m³ kg 8.54 1.00 m³ m³ m³ m³ m² m³ m³ 621. ADENSAMENTO E ACABAMENTO m² m² m² m² m² kg m³ m³ m³ 80.5.8 L. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CONCRETO ESTRUTURAL 25 MPA VIRADO NA OBRA.

INCLUSO MONTAGEM E DESMONTAGEM SISTEMA DE TUBULAÇÃO cj 1 unid. 0. INSTALAÇÃO DE GUARDA-CORPO EM TUBO DE AÇO GALVANIZADO 1''.9 L.84 26.8.Edital Número da Licitação CO.14.14 SERVIÇOS FINAIS m m unid.13.R$ Total c/ BDI R$ L. 0.2 L.G.3 SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO L.1 CORTE E RETIRADA DE CABOS DE ATERRAMENTO L. PARA CAIXA RALO IMPERMEABILIZAÇÃO APLICAÇÃO DE PRIMER SIKAFLOOR 161 DA SIKA OU SIMILAR IMPERMEABILIZAÇÃO DE ESTRUTURAS COM SIKAGARD-62 OU SIMILAR IMPERMEABILIZAÇÃO COM MASTIQUE ELÁSTICO À BASE DE SILICONE ANDAIMES LOCAÇÃO DE ANDAIME TIPO TORRE.3 L.11 METÁLICOS CESTA METÁLICA.00 9.11. 80X40X40 CM.00 11.9. unid.8 L.12. FIO 12.8.3X0.00 26.10.3M GRELHA DE FERRO FUNDIDO.9.3X0.13.4 FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM ESTRUTURA DE CONCRETO POR PARAFUSO FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM L.2011 Folha 64/253 ITEM Descrição dos serviços Unid.12 L. UMA DEMÃO.3 L.09 . m² unid.16 m 18.00 m² m² m 484. Quant.9M.13 PINTURA PINTURA EM EPÓXI EM ESTRUTURA DE AÇO CARBONO APLICADO A REVOLVER. COM TERMINAL RETO L.10 L.13.03 1. 3.4 L.1 L.DAQ. ESPESSURA 25 MICRA ATERRAMENTO m² 2.92 106.5 ESTRUTURA METÁLICA POR SOLDA.1 L.8.117.1 LIMPEZA FINAL DA OBRA m² 628.00 54.1 SISTEMA DE TUBULAÇÃO PARA FLUIDOS L.00011. GALVANIZADA.1 L.00 L.1/2''.2 INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NÚ DE 4/0 AWG (120 MM²) L. unid.13.13. unid.00 3.17 1.8.1 L.00 L. Preços Unitário C/ com BDI .9.2 L.13 L. FORMADA EM CANTONEIRA "L" 2X2X5/16" E TELA DE AÇO COM MALHA DE 1". 35. INCLUSO PINTURA GRELHA DE FERRO FUNDIDO GALVANIZADO.

1 CONSTRUÇÃO DE BACIA DE CONTENÇÃO PARA O TANQUE DE ÓLEO DIESEL DO GRUPO MOTO-BOMBA SERVIÇOS INICIAIS TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1.R$ (A)Nota: Para as alíneas A.3 M.00 Preços Unitário C/ com BDI m² 20.1 M. CORTE E DOBRA DE CHAPA MONTAGEM DE ESTRUTURA METÁLICA DE APOIO DO TANQUE RECOLOCAÇÃO DO TANQUE DE AÇO SOBRE A ESTRUTURA DE APOIO PINTURA TRATAMENTO ANTICORROSIVO COM ZARCÃO EM TUBULAÇÃO.3 M.1 M. B. unid. DUAS DEMÃOS SERVIÇOS FINAIS LIMPEZA FINAL DA OBRA PROJETO "COMO CONSTRUÍDO" ELABORAÇÃO E FORNECIMENTO DE PROJETO "AS BUILT" CADASTRAL FORMATO A1 Descrição dos serviços unid. Preços Unitário C/ com BDI .00011. Quant. UMA DEMÃO PINTURA DE TUBULAÇÃO COM ESMALTE SINTÉTICO.1.144 KG / M²) COLOCAÇÃO DE BANDEJA METÁLICA 1800 X 830 X 350 CM.1 M.1 M.00 1. . 0.3.4.2. INCLUSO USINAGEM.1 DESMOBILIZAÇÃO DESMOBILIZAÇÃO DE INSTALAÇÕES PROVISÓRIAS E SERVIÇOS FINAIS A 1.2 M.DAQ.Edital Número da Licitação CO.144 KG / M²).3. unid.67 6.00 m² m² 6.2 M.00 1.35 1. 18.2011 Folha 65/253 ITEM Descrição dos serviços Unid. 10.4 M.1.5 M.1.1 deverá ser observado o disposto no subitem 7.1.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR REMOÇÃO DO TANQUE DE AÇO DESMONTAGEM E REMOÇÃO DE ESTRUTURA METÁLICA DE APOIO DO TANQUE DE AÇO SISTEMA DE TUBULAÇÃO INSTALAÇÃO DE TUBO DE AÇO GALVANIZADO 2" INSTALAÇÃO DE REGISTRO DE GAVETA 2" MONTAGEM E COLOCAÇÕES SOLDA EM BANDEJA METÁLICA EM CHAPA DE AÇO 7/16" (87.3.00 m unid.00 TOTAL GLOBAL (A + B + C + D + E + F + G + H + I + J + L + M + N + O) .66 1.4.67 m unid.2 M.00 1. EM CHAPA DE AÇO 7/16" (87. Quant. 6. Seção III.00 ITEM Unid.5.00 1.00 m unid.1 M.1 da mesma Seção.2.3 M.3. bem como a “nota” constante no subitem 3.2 M.4 M.1 e O.R$ Total c/ BDI R$ M M.1. unid. Total c/ BDI O O.1.4.2 M.G.1 N N.

Edital Número da Licitação CO.6 C.1 ADMINISTRAÇÃO LOCAL ADMINISTRAÇÃO LOCAL E CANTEIRO DE OBRAS MOBILIZAÇÃO MOBILIZAÇÃO Preços com BDI MATERIAIS unitário C C.5 MM CORTE.00 168.36 720.9.00 m² 579. Ø 16 A 25 MM EXECUÇÃO DE FORMA DE CHAPA COMPENSADA RESINADA PLASTIFICADA PARA CONCRETO APARENTE.9.3.1 C.8.00 C.1 LIMPEZA GERAL DA OBRA .1.1 C.3 C. LANÇAMENTO.8 C. Quant.00 total A Preços com BDI EQUIPAMENTOS unitário total 1.G. INCLUSIVE DESFORMA JUNTA DE DILATAÇÃO COM ISOPOR 10MM CONCRETO ESTRUTURAL FCK 30 MPA.5 C. ADENSAMENTO E CURA METÁLICOS ESCADA MARINHEIRO PERFIL DE FERRO COM ANCORAGEM COM PROTEÇÃO IMPERMEABILIZAÇÃO IMPERMEABILIZAÇÃO COM APLICAÇÃO DE EPÓXI INDUSTRIAL.4.5 C. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50. Total com BDI.3.00 m² 250. Quant.2. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-25.2 C.00 h mês 382.6 C. c/ ENCARGOS unitário total A 10.2 C.1 C.7.5 C.00 m 150.4 C.5.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR APICOAMENTO DE SUPERFÍCIE DE CONCRETO LIMPEZA DE SUPERFÍCIES COM JATO DE ALTA PRESSÃO DE AR E ÁGUA PREPARAÇÃO DE PONTE DE ADERÊNCIA COM ADESIVO ESTRUTURAL A BASE DE EPÓXI CARGA / TRANSPORTE TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK TRANSPORTE VERTICAL DE MATERIAIS COM GUINCHO ELÉTRICO COM OPERADOR ESTRUTURA CORTE.1.00 m² m² 44.1 C.00 m unid.00 168.3.8.221.1.2.00 44. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.DAQ. EPÓXI 28.2 C.00 total ITEM Descrição dos serviços Unid.4 C. INCLUSO MONTAGEM E DESMONTAGEM SISTEMA DE TUBULAÇÃO SISTEMA DE TUBULAÇÃO PARA FLUIDOS PINTURA TRATAMENTO ANTICORROSIVO COM ZARCÃO EM TUBULAÇÃO. ROGERTEC OU SIMILAR ANDAIMES LOCAÇÃO DE ANDAIME TIPO TORRE.73 146.1 C.00011.1 C. DUAS DEMÃOS ATERRAMENTO INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NU DE 4/0 AWG (120 MM²) SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO SERVIÇOS FINAIS m² 280. UMA DEMÃO PINTURA DE TUBULAÇÃO COM ESMALTE SINTÉTICO.R$ C.1 C.00 4. unitário A A. Ø 12.7 C.3 A 12.3.1 C. Ø 6. PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DE PREÇOS UNITÁRIOS – LICITANTE Preços com BDI ITEM Descrição dos serviços Unid.1 C.2 C.00 15.1 CONSTRUÇÃO DE CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO PRÓXIMA A CASA DE FORÇA SERVIÇOS INICIAIS LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS DE TÁBUAS CORRIDAS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1.1.00 m 10. 120.00 cj 1.00 6.00 Preços com BDI MÃO DE OBRA.70 kg kg kg m² m m³ 182.1.3.00 168.10.9 C.6.3 C.3.10 m m² m² m² 100.2. FORNECIMENTO.3 C.00 60.00 110.2011 Folha 66/253 12.2 C.2 C.1 B B.4 C.5 A 25 MM CORTE.

Quant. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA.1 CONSTRUÇÃO DE CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO E SISTEMA DE DRENAGEM PARA OS REATORES DA LT EMBORCAÇÃO/ITUMBIARA NA SE 500 kV SERVIÇOS INICIAIS LOCAÇÃO DE REDE DE DRENAGEM COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS DE TÁBUAS CORRIDAS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1.88 D.92 245.84 .3 D.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR DEMOLIÇÕES E RETIRADAS RETIRADA DE LASTRO DE BRITA MOVIMENTAÇÃO DE TERRA E BRITA ESCAVAÇÃO MECANIZADA DE SOLO DE 1a CATEGORIA EXECUÇÃO DE LASTRO DE BRITA COM MATERIAL DE REAPROVEITAMENTO REGULARIZAÇÃO E COMPACTAÇÃO DE SOLO ESCAVAÇÃO MANUAL DE SOLO DE 1a CATEGORIA EXECUÇÃO DE COLCHÃO DE AREIA REATERRO COMPACTADO COM PLACA VIBRATÓRIA EM CAMADA DE ATÉ 30 CENTÍMETROS CARGA / TRANSPORTE CARGA MANUAL E TRANSPORTE DE BRITA ATÉ 1 KM CARGA. Ø 16 MM GALVANIZADO ( ESCADA TIPO MARINHEIRO) IMPERMEABILIZAÇÃO PREPARO DA SUPERFÍCIE DE CONCRETO PARA IMPERMEABILIZAÇÃO APLICAÇÃO DE PRIMER SIKAFLOOR 161 DA SIKA OU SIMILAR IMPERMEABILIZAÇÃO DE ESTRUTURAS COM SIKAGARD-62 OU SIMILAR m² 32. INCLUSO TRANSPORTE.01 4.70 6.2 D.78 32.6 D.71 m² m² m² 197. ESPESSURA 2 CM METÁLICOS CORTE.2 D. LANÇAMENTO.4.55 D.9.4.78 kg 85.40 m³ 34.7.9 D.6.5 D.3 ALVENARIA EXECUÇÃO DE ALVENARIA ESTRUTURAL COM BLOCOS DE CONCRETO.6 D.2 D.54 m 93.1.8 D.3.9.640.9 m 284.3 A 12.28 m³ m³ h 2.5.00 D.4 D.1 D. INCLUSO TRAVAMENTO E CONTRAVENTAMENTO ESCORAMENTO DE FORMAS CONCRETO ESTRUTURAL 25 MPA VIRADO NA OBRA. MÍNIMO DE 150 KG DE CIMENTO POR M³ DE CONCRETO.1 D. Ø 6. ESPESSURA 19 CM . ADENSAMENTO E ACABAMENTO DESFORMA DE ESTRUTURA ARMADURA EM TELA TELCON Q138 EXECUÇÃO DE LASTRO DE CONCRETO MAGRO EXECUÇÃO DE CONCRETO SIMPLES.5.2 m² 248.90 19.57 166.2 D.36 60.00011.5.1 D.7 D.3 D.5.2 D.7 D.G.3.1 D.5.1 D.85 1.8 D.5.3.04 309.2.1 D.00 m³ m³ m² m³ m³ m³ 356.1 D. ADENSAMENTO E ACABAMENTO m² m² m² m³ m² kg m³ m³ m³ kg 4.6 D.28 108.5 D.3 D.5.3.3 D.42 238. TRANSPORTE E DESCARGA MECÂNICA DE MATERIAL ATÉ 20 KM TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK ESTRUTURA EXECUÇÃO DE FORMA DE TÁBUAS PARA FUNDAÇÃO EXECUÇÃO DE FORMA DE MADEIRIT RESINADO 12 MM.1.60 6.78 m² m² 32.3 D.1. c/ ENCARGOS unitário total Total com BDI. ESPESSURA 5 MM REBOCO MASSA ÚNICA TRAÇO 1:2:8.3.10 CORTE.15 7.4.9.5 MM D.1 D.2011 Preços com BDI MATERIAIS unitário total Preços com BDI EQUIPAMENTOS unitário total Folha 67/253 ITEM Descrição dos serviços Unid.58 79.32 305.84 238.97 285.63 31. INCLUSO COLOCAÇÃO. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-25. INCLUSO TRANSPORTE.R$ D D.5. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.1 D.5.4 D.2 D.8.Edital Número da Licitação CO.3.4 D.78 382.5. Preços com BDI MÃO DE OBRA.DAQ.BLOCO 19X19X39 CM REVESTIMENTO CHAPISCO PARA PAREDE TRAÇO 1:3.7. BOMBEADO. LANÇAMENTO.5 D.

3 E.2.83 144. unid. INCLUSO MONTAGEM E DESMONTAGEM SISTEMA DE TUBULAÇÃO cj 1.3 E. REAPROVEITAMENTO DEMOLIÇÃO DE PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA MOVIMENTAÇÃO DE TERRA E BRITA ESCAVAÇÃO MECANIZADA DE SOLO DE 1a CATEGORIA ESCAVAÇÃO MANUAL DE SOLO DE 1a CATEGORIA EXECUÇÃO DE LASTRO DE BRITA Nº 3 (38 A 50MM).70 63. COM TERMINAL RETO D.2. COM FORNECIMENTO DE BRITA REGULARIZAÇÃO E COMPACTAÇÃO DE SOLO CARGA / TRANSPORTE CARGA MANUAL E TRANSPORTE DE BRITA ATÉ 1 KM CARGA.12. Quant.5.10.28 395.4 E.34 12.2011 Preços com BDI MATERIAIS unitário D.88 CONSTRUÇÃO DAS BACIAS DE DRENAGEM.12.12.1 D.5.4 E.84 0.9 m³ kg kg 8. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.00 27.4 E.00 122.2.3 E.1.5.70 m m² m m 83. INCLUSO TRAVAMENTO E CONTRAVENTAMENTO DESFORMA DE ESTRUTURA ARMADURA EM TELA TELCON Q138 EXECUÇÃO DE LASTRO DE CONCRETO MAGRO CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA.2 E.5. 44.1.2 INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NU DE 4/0 AWG (120 MM²) D. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 20 MPA. PARA OS REATORES DA SE 500 kV SERVIÇOS INICIAIS LOCAÇÃO DE TRILHOS DE AÇO EM CAMINHOS DE ROLAMENTO COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS DE TÁBUAS CORRIDAS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1. c/ ENCARGOS unitário total Total com BDI.2 E.1.1 LIMPEZA FINAL DA OBRA E E.20 4.6 E.13 SERVIÇOS FINAIS m m unid.DAQ.24 19. INCLUSO COLOCAÇÃO.83 869.5.39 46.3.04 333.00 630.2.4 E.00 m³ m³ m³ m² 217.12.12.4.5. COM IMPERMEABILIZAÇÃO E COLOCAÇÃO DE BRITA.1 E.10 CORTE.4 ESTRUTURA DE CONCRETO POR PARAFUSO FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM D.11 m³ m³ kg m³ 94. UTILIZANDO DISCO DE CORTE DEMOLIÇÕES E RETIRADAS DEMOLIÇÃO DE CONCRETO ARMADO COM ROMPEDOR RETIRADA DE LASTRO DE BRITA DESMONTAGEM E RETIRADA DE TRILHOS DE AÇO. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA.00 11. unid.2 E.3.1 E.VIRADO NA OBRA.60 574. Preços com BDI EQUIPAMENTOS unitário total Preços com BDI MÃO DE OBRA.8 E.3 E. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.00 D.1. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CORTE.1 E.10 D.4.2 E.00 29.27 E.5 E.34 405.2 E.5 ESTRUTURA METÁLICA POR SOLDA.3.5.164.4.G.3 E.00 Folha 68/253 ITEM Descrição dos serviços Unid.3 E.11.7 m² 248.13.5 MM .756.1 E.5.3. BOMBEADO.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR DEMARCAÇÃO E DEFINIÇÃO DA ÁREA DO PAVIMENTO A SER DEMOLIDO.VIRADO NA OBRA.11 ANDAIMES LOCAÇÃO DE ANDAIME TIPO TORRE.12 ATERRAMENTO D.5.3 SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM D. Ø 16 A 25 MM m² m² m² kg m³ m³ m³ 27. TRANSPORTE E DESCARGA MECÂNICA DE MATERIAL ATÉ 20 KM TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK ESTRUTURA EXECUÇÃO DE FORMA DE TÁBUAS PARA FUNDAÇÃO EXECUÇÃO DE FORMA DE MADEIRIT RESINADO 12 MM. Ø 6.1 E.3 A 12. INCLUSO COLOCAÇÃO.R$ total D.5 E.34 4.00011. INCLUSO COLOCAÇÃO.31 12.2 E.00 m 96.1 E.1 CORTE E RETIRADA DE CABOS DE ATERRAMENTO D.00 E.00 237.4 E.1 SISTEMA DE TUBULAÇÃO PARA FLUIDOS D.56 187.Edital Número da Licitação CO.75 49.61 192.82 m³ m³ h 63.5.

838.00 4.10.5.56 118.7.6 E.56 E.6 E.10 E.40 m² m² 484.8.20 m m² 210.1.1 F.367.7.R$ E.1 F.8.1 F.9.2011 Folha 69/253 ITEM Descrição dos serviços Unid.40 m³ 845.1 E.6. COM FORNECIMENTO DE BRITA TRATAMENTO DE SUPERFÍCIES TRATAMENTO DE TRINCAS E FISSURAS NO CONCRETO CARGA / TRANSPORTE CARGA MANUAL E TRANSPORTE DE BRITA ATÉ 1 KM TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK IMPERMEABILIZAÇÃO APLICAÇÃO DE PRIMER SIKAFLOOR 161 DA SIKA OU SIMILAR IMPERMEABILIZAÇÃO DE ESTRUTURAS COM SIKAGARD-62 OU SIMILAR SERVIÇOS FINAIS LIMPEZA FINAL DA OBRA m² 100.1 F.Edital Número da Licitação CO.95 m³ h 845.00 m² m² 118. REAPROVEITAMENTO COLOCAÇÃO DE CHUMBADORES GALVANIZADOS DE 1" X 12".8.00 4.95 .4 F.3 SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO E. 80X40X40 CM.3.2 F.4.7 E.6 F.1.9.6.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR LIMPEZA DE SUPERFÍCIES COM JATO DE ALTA PRESSÃO DE AR E ÁGUA DEMOLIÇÕES E RETIRADAS RETIRADA DE LASTRO DE BRITA MOVIMENTAÇÃO DE TERRA E BRITA EXECUÇÃO DE LASTRO DE BRITA Nº 3 (38 A 50MM).2 F.7.1 F. unid.12. COLOCAÇÃO E MONTAGEM DE TRILHOS DE AÇO.56 m² 118.2 E.2 F. FIO 12.00011.2 F.9 E.8.1 CORTE E RETIRADA DE CABOS DE ATERRAMENTO E.6.00 m² m² 2.03 484.20 142.838.3 E.03 unid.00 SUBSTITUIÇÃO DA BRITA E IMPERMEABILIZAÇÃO DE TODAS AS CAIXAS DE CONTENÇÃO DOS TRAFOS DA SE 500 Kv SERVIÇOS INICIAIS TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1.5 E.1 E.DAQ. ESPESSURA 2 CM METÁLICOS CESTA METÁLICA.12 SERVIÇOS FINAIS E.84 133. FORMADA EM CANTONEIRA "L" 2X2X5/16" E TELA DE AÇO COM MALHA DE 1".7 F.95 2.40 14.73 1.3 F.1 m² 574. unid.5. Preços com BDI MATERIAIS unitário total Preços com BDI EQUIPAMENTOS unitário total Preços com BDI MÃO DE OBRA.756. ESPESSURA 19 CM .8.00 2.00 4.11.1 F.11.4 E.BLOCO 19X19X39 CM REVESTIMENTO CHAPISCO PARA PAREDE TRAÇO 1:3.1 E. 4.00 97. COM ROSCA E PORCA CONFECÇÃO DE ESTRUTURA PROVISÓRIA PARA MANOBRA DOS REATORES MONTAGEM E DESMONTAGEM DE ESTRUTURA PROVISÓRIA PARA MANOBRA DOS REATORES CONFECÇÃO E INTALAÇÃO DE DISPOSITIVO DE ACOPLAMENTO PARA TRANSLADO DE REATORES IMPERMEABILIZAÇÃO APLICAÇÃO DE PRIMER SIKAFLOOR 161 DA SIKA OU SIMILAR IMPERMEABILIZAÇÃO DE ESTRUTURAS COM SIKAGARD-62 OU SIMILAR PAVIMENTAÇÃO PAVIMENTAÇÃO EM CONCRETO ASFÁLTICO CAP 85/100 A QUENTE ATERRAMENTO m m unid. GALVANIZADA.5 F.8 E.1 LIMPEZA FINAL DA OBRA F F.11 ALVENARIA EXECUÇÃO DE ALVENARIA ESTRUTURAL COM BLOCOS DE CONCRETO.838.2 E.11. ESPESSURA 5 MM REBOCO MASSA ÚNICA TRAÇO 1:2:8.1 F.1 E.2 INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NU DE 4/0 AWG (120 MM²) E.00 m² 23. kg kg unid.00 m² 1.G.1 E. Quant. c/ ENCARGOS unitário total Total com BDI.20 m³ 845.8.2. 140.2 E.

02 12.02 238.5.95 241. UMA DEMÃO PINTURA DE TUBULAÇÃO COM ESMALTE SINTÉTICO.6.3.7.92 35. 35.1 G.00 m m² m m 243. UTILIZANDO DISCO DE CORTE DEMOLIÇÕES E RETIRADAS DEMOLIÇÃO DE PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA DEMOLIÇÃO MANUAL DE CONCRETO SIMPLES MOVIMENTAÇÃO DE TERRA ESCAVAÇÃO MECANIZADA DE SOLO DE 1a CATEGORIA REATERRO COMPACTADO COM PLACA VIBRATÓRIA EM CAMADA DE ATÉ 30 CENTÍMETROS COMPACTAÇÃO DE FUNDO DE VALA CARGA / TRANSPORTE CARGA.84 26.2 X 30 X 100 CM.6 G. G.5 MM METÁLICOS CORTE.11.2 G.2 G.7 G.2 G.G.3.5.00 G.11.00 m² m² 9.96 1.Edital Número da Licitação CO.71 440. Ø 6.62 9.62 cj 1.7.11. LANÇAMENTO. Ø 16 MM GALVANIZADO ( ESCADA TIPO MARINHEIRO) IMPERMEABILIZAÇÃO PREPARO DA SUPERFÍCIE DE CONCRETO PARA IMPERMEABILIZAÇÃO APLICAÇÃO DE PRIMER SIKAFLOOR 161 DA SIKA OU SIMILAR IMPERMEABILIZAÇÃO DE ESTRUTURAS COM SIKAGARD-62 OU SIMILAR SISTEMA DE TUBULAÇÃO SISTEMA DE TUBULAÇÃO PARA FLUIDOS PINTURA TRATAMENTO ANTICORROSIVO COM ZARCÃO EM TUBULAÇÃO. INCLUSO TRAVAMENTO E CONTRAVENTAMENTO ESCORAMENTO DE FORMAS DESFORMA DE ESTRUTURA EXECUÇÃO DE LASTRO DE CONCRETO MAGRO EXECUÇÃO DE CONCRETO SIMPLES. Preços com BDI MÃO DE OBRA.00 135.10 G.DAQ.12 SERVIÇOS FINAIS m m unid.167.5.3 G.2 G.11 ATERRAMENTO G.2 INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NU DE 4/0 AWG (120 MM²) G.5.00 m² m² m² 985.1 G.75 192.1 G.5.10.4 G.1 LIMPEZA FINAL DA OBRA m² 360.317.1.2 G. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-25.450.3 G.72 kg 474. TRANSPORTE E DESCARGA MECÂNICA DE MATERIAL ATÉ 20 KM TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK ESTRUTURA EXECUÇÃO DE FORMA DE MADEIRIT RESINADO 12 MM.00 8.450.1 CORTE E RETIRADA DE CABOS DE ATERRAMENTO G.48 1.00 m³ m³ m² 2.5.5.86 m² m² m² m³ m³ m³ kg 1. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CORTE.9.91 8.4 G.40 5. INCLUSO TRANSPORTE.2 G. Quant.47 m³ m³ 5.3 A 12.559.00 PAVIMENTAÇÃO EM CONCRETO ASFÁLTICO CAP 85/100 A QUENTE MEIO FIO DE CONCRETO PRÉ MOLDADO DIMENSÕES 12 X 15 G.161.12.8. REJUNTADO COM ARGAMASSA 1:4 CIMENTO AREIA.4.2.9. MÍNIMO DE 150 KG DE CIMENTO POR M³ DE CONCRETO. BOMBEADO.6 G.1 G.1 G.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR DEMARCAÇÃO E DEFINIÇÃO DA ÁREA DO PAVIMENTO A SER DEMOLIDO.1 G.2 G.R$ G G.3 DIÂMETRO 400 MM G.3 SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO G.3 G.9 G.4 G.32 .72 985.3 G.1.5 G. INCLUSO ESCAVAÇÃO E REATERRO CANALETA DE DRENAGEM EM MEIA CANA DE CONCRETO.1 G.1.5 G.1 G.2011 Preços com BDI MATERIAIS unitário total Preços com BDI EQUIPAMENTOS unitário total Folha 70/253 ITEM Descrição dos serviços Unid.34 201.00011.72 985.8 G.4.1 G.10.2 G.00 332.2.66 m³ h 1. INCLUSO COLOCAÇÃO.10.3 G.3.1 CONSTRUÇÃO DE CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO E SISTEMA DE DRENAGEM PARA OS TRAFOS DA SE 500 kV SERVIÇOS INICIAIS LOCAÇÃO DE REDE DE DRENAGEM COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS DE TÁBUAS CORRIDAS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1. c/ ENCARGOS unitário total Total com BDI. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA.95 642.7 G.7.00 1.1 G. DUAS DEMÃOS PAVIMENTAÇÃO m² m m 99. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.1.

40 5.5. INCLUSO TRANSPORTE.20 2.7 H.5.6 H.73 m³ m³ h 3.2.1 H.1.5 MM H.3 H. TRANSPORTE E DESCARGA MECÂNICA DE MATERIAL ATÉ 20 KM TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK ESTRUTURA EXECUÇÃO DE FORMA DE TÁBUAS PARA FUNDAÇÃO EXECUÇÃO DE FORMA DE MADEIRIT RESINADO 12 MM.45 3.2 H.84 17.2.5.44 169.4 H.2.5. LANÇAMENTO. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CONCRETO ESTRUTURAL 25 MPA VIRADO NA OBRA.5 H. ESPESSURA 2 CM METÁLICOS CORTE.3.45 m³ m³ m³ unid.1 H. Preços com BDI MATERIAIS unitário total Preços com BDI EQUIPAMENTOS unitário total Preços com BDI MÃO DE OBRA.3 H.3 A 12.7.1 H.3 H.13 15. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.4.4 H.3.5 H. c/ ENCARGOS unitário total Total com BDI.BLOCO 19X19X39 CM REVESTIMENTO CHAPISCO PARA PAREDE TRAÇO 1:3.1 H.2. PARA EXTINTOR DE INCÊNDIO MOVIMENTAÇÃO DE TERRA E BRITA ESCAVAÇÃO MECANIZADA DE SOLO DE 1a CATEGORIA ESCAVAÇÃO MANUAL DE SOLO DE 1a CATEGORIA REATERRO COMPACTADO COM PLACA VIBRATÓRIA EM CAMADA DE ATÉ 30 CENTÍMETROS EXECUÇÃO DE LASTRO DE BRITA COM MATERIAL DE REAPROVEITAMENTO REGULARIZAÇÃO E COMPACTAÇÃO DE SOLO EXECUÇÃO DE COLCHÃO DE AREIA CARGA / TRANSPORTE CARGA MANUAL E TRANSPORTE DE BRITA ATÉ 1 KM CARGA.4.3 H.27 55.92 5.3 H.95 387.799.00011.1.39 66.1 H.64 296.42 303.41 20.10 CORTE.3. 29.7 H.R$ H H.5.5.45 H. Quant.3.00 m m² m 44.90 .5. Ø 6.1 H.27 200.6.Edital Número da Licitação CO.64 43.4 H.8.92 178.DAQ. INCLUSO TRAVAMENTO E CONTRAVENTAMENTO ESCORAMENTO DE FORMAS DESFORMA DE ESTRUTURA ARMADURA EM TELA TELCON Q138 ARMADURA EM TELA TELCON Q283 EXECUÇÃO DE LASTRO DE CONCRETO MAGRO CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA. INCLUSO COLOCAÇÃO.2 H.4 H.20 0.2 H.3. ESPESSURA 19 CM .9 CONSTRUÇÃO DE CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO E SISTEMA DE DRENAGEM PARA OS REATORES DA LT PORTO COLOMBIA NA SE 345 kV SERVIÇOS INICIAIS LOCAÇÃO DE REDE DE DRENAGEM COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS DE TÁBUAS CORRIDAS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1.7.2011 Folha 71/253 ITEM Descrição dos serviços Unid. ESPESSURA 5 MM REBOCO MASSA ÚNICA TRAÇO 1:2:8. Ø 16 MM GALVANIZADO ( ESCADA TIPO MARINHEIRO) m² 21. ADENSAMENTO E ACABAMENTO m² m² m² m² kg kg m³ m³ m³ kg 19.5.6 H.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR DEMOLIÇÕES E RETIRADAS RETIRADA DE LASTRO DE BRITA DEMOLIÇÃO MANUAL DE CONCRETO SIMPLES DEMOLIÇÃO DE CONCRETO ESTRUTURAL COM ROMPEDOR RETIRADA E RECOLOCAÇÃO DE ABRIGO EM FIBRA DE VIDRO.43 0. BOMBEADO.1 H. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-25.6 H.3 H.8 H.00 m³ m³ m³ m³ m² m³ 346.2 H.79 382.5.2 H.5.27 240.64 kg 78.1.5 H.4.86 0.1 H.G.2 H.70 54.2 H.3.8 H.82 m² m² 43.1 ALVENARIA EXECUÇÃO DE ALVENARIA ESTRUTURAL COM BLOCOS DE CONCRETO.

INCLUSO MONTAGEM E DESMONTAGEM SISTEMA DE TUBULAÇÃO cj 1.00 m³ h 44. 242.2 I.4.DAQ.2011 Folha 72/253 ITEM Descrição dos serviços Unid.4 I.3.1. unid.1 I. BOMBEADO.4.15 192.1 SISTEMA DE TUBULAÇÃO PARA FLUIDOS H.13 SERVIÇOS FINAIS m m unid.36 m² m 187.60 m² m² m³ m³ kg kg unid.1 H.2 INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NU DE 4/0 AWG (120 MM²) H.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR MOVIMENTAÇÃO DE TERRA ESCAVAÇÃO MANUAL DE SOLO DE 1a CATEGORIA REATERRO COMPACTADO COM PLACA VIBRATÓRIA EM CAMADA DE ATÉ 30 CENTÍMETROS COMPACTAÇÃO DE FUNDO DE VALA CARGA / TRANSPORTE CARGA.3 I. INCLUSO COLOCAÇÃO.4.9.37 242.2.11.56 18.85 H.3 A 12.9.00 m² m² m² 181.12.20 .43 60.1 I.1 I.12. Ø 6.92 m² 117.BLOCO 19X19X39 CM ANDAIMES LOCAÇÃO DE ANDAIME TIPO FACHADEIRO.4.00 H.27 CONSTRUÇÃO DE PAREDE CORTA-FOGO NOS REATORES DA SE 345 kV SERVIÇOS INICIAIS LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS DE TÁBUAS CORRIDAS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1. INCLUSO MONTAGEM E DESMONTAGEM m² 136.5 ESTRUTURA METÁLICA POR SOLDA.1 LIMPEZA FINAL DA OBRA I I.00 24.1 CORTE E RETIRADA DE CABOS DE ATERRAMENTO H.00011.3 I.1 H.5.3 I.12.9.82 84.4 I.2 I. INCLUSO TRAVAMENTO E CONTRAVENTAMENTO DESFORMA DE ESTRUTURA EXECUÇÃO DE LASTRO DE CONCRETO MAGRO CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.1 I.4.4 H.00 84.4.1 I.4.G.00 35.78 61.3mm COM COMPOUND ADESIVO ALVENARIA EXECUÇÃO DE ALVENARIA ESTRUTURAL COM BLOCOS DE CONCRETO.2 H. c/ ENCARGOS unitário total Total com BDI. unid.12 ATERRAMENTO H. Ø 16 A 25 MM CORTE.10 H.12.13.1 m² 387.68 202. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CORTE.9 H.1 I.R$ H.6 I.2. COM TERMINAL RETO H.3.06 290.3 H.2 I.2 I. 34.5 I.00 11.2.37 17.00 m 80. ESPESSURA 19 CM . TRANSPORTE E DESCARGA MECÂNICA DE MATERIAL ATÉ 20 KM TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK ESTRUTURA EXECUÇÃO DE FORMA DE MADEIRIT RESINADO 12 MM.79 207.2 I.10.3 SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM ESTRUTURA DE CONCRETO POR PARAFUSO FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM H.1.6 I.20 52. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.6.12.Edital Número da Licitação CO.5 I.11 IMPERMEABILIZAÇÃO PREPARO DA SUPERFÍCIE DE CONCRETO PARA IMPERMEABILIZAÇÃO APLICAÇÃO DE PRIMER SIKAFLOOR 161 DA SIKA OU SIMILAR IMPERMEABILIZAÇÃO DE ESTRUTURAS COM SIKAGARD-62 OU SIMILAR ANDAIMES LOCAÇÃO DE ANDAIME TIPO TORRE.86 817.00 m³ m³ m² 95.7 I.5 MM PERFURACÃO (10 CM) DE CONCRETO PARA FIXAÇÃO DE AÇO 6. Quant. Preços com BDI MATERIAIS unitário total Preços com BDI EQUIPAMENTOS unitário total Preços com BDI MÃO DE OBRA.

7.50 329. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.5 MM ALVENARIA EXECUÇÃO DE ALVENARIA ESTRUTURAL COM BLOCOS DE CONCRETO.4 J.04 9.1 J.Edital Número da Licitação CO.53 192.3. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CORTE.1 J.4 J.00 CONSTRUÇÃO DAS BACIAS DE DRENAGEM. INCLUSO TRANSPORTE.70 3.95 m³ m³ m³ h 105.5.77 3.BLOCO 19X19X39 CM m² 75.5.3 J.00 387.39 32.00 . COM IMPERMEABILIZAÇÃO E COLOCAÇÃO DE BRITA.3 J.24 m m² m 184.5.234.70 172. Quant.3.47 7.1 J.95 m³ kg m³ m³ m³ 128.884.1 ATERRAMENTO INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NÚ DE 4/0 AWG (120 MM²) SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM ESTRUTURA DE CONCRETO POR PARAFUSO SERVIÇOS FINAIS LIMPEZA FINAL DA OBRA m² 187.6 J.2.3 J.49 57. LANÇAMENTO.00 187.2.3 J.4 J.5.97 m² m² m² kg m³ m³ m³ kg kg 14.2 J.G.2 I. Ø 6.3 J. REAPROVEITAMENTO DEMOLIÇÃO DE ALVENARIA EM BLOCO DE CONCRETO 19X19X39 DEMOLIÇÃO MANUAL DE CONCRETO SIMPLES DEMOLIÇÃO DE CONCRETO ESTRUTURAL COM ROMPEDOR MOVIMENTAÇÃO DE TERRA E BRITA ESCAVAÇÃO MANUAL DE SOLO DE 1a CATEGORIA REATERRO COMPACTADO COM PLACA VIBRATÓRIA EM CAMADA DE ATÉ 30 CENTÍMETROS EXECUÇÃO DE LASTRO DE BRITA Nº 3 (38 A 50MM).19 5.1 J.3.4.1 I.6 J.00 m³ m³ m³ m² 32.R$ I.00011.52 26.7 J.2 J.4.7.3 A 12.5 J.1 J.2. INCLUSO COLOCAÇÃO.2011 Folha 73/253 ITEM Descrição dos serviços Unid.53 90.DAQ.09 210.20 m unid. ESPESSURA 19 CM .48 12.4. Preços com BDI MATERIAIS unitário total Preços com BDI EQUIPAMENTOS unitário total Preços com BDI MÃO DE OBRA.1.80 60.09 90. c/ ENCARGOS unitário total Total com BDI.4 J.39 105.9 J.4 J.1. INCLUSO TRAVAMENTO E CONTRAVENTAMENTO DESFORMA DE ESTRUTURA ARMADURA EM TELA TELCON Q138 EXECUÇÃO DE LASTRO DE CONCRETO MAGRO CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA.8 I.5.1.66 390.2 J.5 J.876.2.5.3.4.5 J.2 J.5.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR DEMOLIÇÕES E RETIRADAS RETIRADA DE LASTRO DE BRITA DESMONTAGEM E RETIRADA DE TRILHOS DE AÇO. ADENSAMENTO E ACABAMENTO CONCRETO ESTRUTURAL 25 MPA VIRADO NA OBRA. unid.3 I.8.5.00 6. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.6. BOMBEADO. 23. Ø16 A 25 MM CORTE.8 J.3 J.7 I.2. COM FORNECIMENTO DE BRITA REGULARIZAÇÃO E COMPACTAÇÃO DE SOLO CARGA / TRANSPORTE CARGA MANUAL E TRANSPORTE DE BRITA ATÉ 1 KM CARGA.2 J.1 J J. TRANSPORTE E DESCARGA MECÂNICA DE MATERIAL ATÉ 20 KM TRANSPORTE HORIZONTAL DE ENTULHO A 30 METROS DE DISTÂNCIA COM CARRINHO OU GERICA TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK ESTRUTURA EXECUÇÃO DE FORMA DE TÁBUAS PARA FUNDAÇÃO EXECUÇÃO DE FORMA DE MADEIRIT RESINADO 12 MM.1 J.2 J.7. PARA OS REATORES DA SE 345 kV SERVIÇOS INICIAIS LOCAÇÃO DE TRILHOS DE AÇO EM CAMINHOS DE ROLAMENTO COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS DE TÁBUAS CORRIDAS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1.5.50 12.

7.8. TRANSPORTE E DESCARGA MECÂNICA DE MATERIAL ATÉ 20 KM TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK m³ m³ h 10.4.80 133.R$ J.2 L.7 J.8.3.4 L. ESPESSURA 2 CM METÁLICOS CESTA METÁLICA.68 207.3.1 LIMPEZA FINAL DA OBRA L L.6 L. COM ROSCA E PORCA IMPERMEABILIZAÇÃO APLICAÇÃO DE PRIMER SIKAFLOOR 161 DA SIKA OU SIMILAR IMPERMEABILIZAÇÃO DE ESTRUTURAS COM SIKAGARD-62 OU SIMILAR ATERRAMENTO m m unid.3. 80X40X40 CM. Quant.10.1 L.1.9.1 CORTE E RETIRADA DE CABOS DE ATERRAMENTO J.1 J.10.00 5.4.3.8.12 654.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR DEMOLIÇÕES E RETIRADAS RETIRADA DE LASTRO DE BRITA DEMOLIÇÃO DE ALVENARIA DE TIJOLOS MACIÇOS SEM REAPROVEITAMENTO DEMOLIÇÃO DE PISO DE ALTA RESISTÊNCIA MOVIMENTAÇÃO DE TERRA E BRITA ESCAVAÇÃO MECANIZADA DE SOLO DE 1a CATEGORIA ESCAVAÇÃO MANUAL DE SOLO DE 1a CATEGORIA EXECUÇÃO DE LASTRO DE BRITA COM MATERIAL DE REAPROVEITAMENTO EXECUÇÃO DE LASTRO DE BRITA Nº 3 (38 A 50MM).2.00 472.3.00011.G.3 J.1.00 m³ m³ m³ m³ m² m³ m³ 621.2 J.GABARITO TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1.2 L.8 J.07 193.3.10. ESPESSURA 5 MM REBOCO MASSA ÚNICA TRAÇO 1:2:8.94 151.Edital Número da Licitação CO.3 L.7.1 L.9 J. 24.48 642. COLOCAÇÃO E MONTAGEM DE TRILHOS DE AÇO.2 L.2 J.7 L.2 J.1 J. COM FORNECIMENTO DE BRITA REGULARIZAÇÃO E COMPACTAÇÃO DE SOLO EXECUÇÃO DE COLCHÃO DE AREIA REATERRO COMPACTADO COM PLACA VIBRATÓRIA EM CAMADA DE ATÉ 30 CENTÍMETROS CARGA / TRANSPORTE CARGA MANUAL E TRANSPORTE DE BRITA ATÉ 1 KM CARGA.70 m³ m³ m² 532.4 L.11. INCLUSIVE TOPÓGRAFO .73 m² m² 151.DAQ. kg kg 4.1 L.1.50 .3 L.4.2 L.2 L.72 12.2.00 24. GALVANIZADA.75 16. Preços com BDI MATERIAIS unitário total Preços com BDI EQUIPAMENTOS unitário total Preços com BDI MÃO DE OBRA. REAPROVEITAMENTO COLOCAÇÃO DE CHUMBADORES GALVANIZADOS DE 1" X 12".3 SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO J.3.09 144. FIO 12.58 10.3 L.3 L.69 unid.1 J.00 m² m² 207.11 SERVIÇOS FINAIS J.3 m² 387.2 INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NÚ DE 4/0 AWG (120 MM²) J.00 6. c/ ENCARGOS unitário total Total com BDI.66 CONSTRUÇÃO DE CAIXAS E SISTEMA DE DRENAGEM PARA OS TRANSFORMADORES E TANQUE DE ÓLEO ISOLANTE NA SE 345 kV SERVIÇOS INICIAIS LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS DE TÁBUAS CORRIDAS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA LOCAÇÃO DE REDE DE DRENAGEM .234.82 242.30 m² m m 766.02 188.09 1.94 J.1 L.9.2.5 L.10 REVESTIMENTO CHAPISCO PARA PAREDE TRAÇO 1:3.290.1 L.81 743. FORMADA EM CANTONEIRA "L" 2X2X5/16" E TELA DE AÇO COM MALHA DE 1".2011 Folha 74/253 ITEM Descrição dos serviços Unid.

Edital
Número da Licitação
CO.DAQ.G.00011.2011
Preços com BDI MATERIAIS unitário L.5 L.5.1 L.5.2 ESTRUTURA EXECUÇÃO DE FORMA DE TÁBUAS PARA FUNDAÇÃO EXECUÇÃO DE FORMA DE CHAPA COMPENSADA RESINADA PLASTIFICADA PARA CONCRETO APARENTE, INCLUSIVE DESFORMA EXECUÇÃO DE FORMA CURVA DE MADEIRIT PLASTIFICADO DE 12MM, INCLUSIVE TRAVAMENTO E CONTRATRAVAMENTO ESCORAMENTO DE FORMAS DESFORMA DE ESTRUTURA ARMADURA EM TELA TELCON Q138 EXECUÇÃO DE LASTRO DE CONCRETO MAGRO CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA, BOMBEADO, INCLUSO COLOCAÇÃO, ADENSAMENTO E ACABAMENTO CONCRETO ESTRUTURAL 25 MPA VIRADO NA OBRA, INCLUSO TRANSPORTE, LANÇAMENTO, ADENSAMENTO E ACABAMENTO m² m² 80,12 12,10 total Preços com BDI EQUIPAMENTOS unitário total

Folha
75/253

ITEM

Descrição dos serviços

Unid.

Quant.

Preços com BDI MÃO DE OBRA, c/ ENCARGOS unitário total

Total com BDI- R$

L.5.3 L.5.4 L.5.5 L.5.6 L.5.7 L.5.8 L.5.9

m² m² m² kg m³ m³ m³

7,32 7,30 99,54 1.336,45 29,49 151,05 5,29

EXECUÇÃO DE CONCRETO SIMPLES, MÍNIMO DE 150KG DE L.5.10 CIMENTO POR M3 DE CONCRETO - INCLUSIVE TRANSPORTE, LANÇAMENTO E ACABAMENTO L.5.11 CORTE, DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50, Ø 6,3 A 12,5 MM L.6 L.6.1 L.7 L.7.1 L.7.2 L.8 L.8.1 L.8.2 L.8.3 L.8.4 L.9 L.9.1 L.9.2 L.9.3 L.10 L.10.1 L.11 ALVENARIA EXECUÇÃO DE ALVENARIA ESTRUTURAL COM BLOCOS DE CONCRETO, ESPESSURA 19 CM - BLOCO 19X19X39 CM REVESTIMENTO CHAPISCO PARA PAREDE TRAÇO 1:3, ESPESSURA 5 MM REBOCO MASSA ÚNICA TRAÇO 1:2:8, ESPESSURA 2 CM METÁLICOS CESTA METÁLICA, GALVANIZADA, 80X40X40 CM, FORMADA EM CANTONEIRA "L" 2X2X5/16" E TELA DE AÇO COM MALHA DE 1", FIO 12. INSTALAÇÃO DE GUARDA-CORPO EM TUBO DE AÇO GALVANIZADO 1''.1/2'', INCLUSO PINTURA GRELHA DE FERRO FUNDIDO GALVANIZADO, 0,3X0,3M GRELHA DE FERRO FUNDIDO, 0,3X0,9M, PARA CAIXA RALO IMPERMEABILIZAÇÃO APLICAÇÃO DE PRIMER SIKAFLOOR 161 DA SIKA OU SIMILAR IMPERMEABILIZAÇÃO DE ESTRUTURAS COM SIKAGARD-62 OU SIMILAR IMPERMEABILIZAÇÃO COM MASTIQUE ELÁSTICO À BASE DE SILICONE ANDAIMES LOCAÇÃO DE ANDAIME TIPO TORRE, INCLUSO MONTAGEM E DESMONTAGEM SISTEMA DE TUBULAÇÃO

m³ kg

8,36 1.990,08

433,75

m² m²

433,75 433,75

unid. m² unid. unid.

3,00 11,17 1,00 3,00

m² m² m

484,03 1.117,92 106,16

m

18,00

L.11.1 SISTEMA DE TUBULAÇÃO PARA FLUIDOS L.12 L.12.1 L.13 PINTURA PINTURA EM EPÓXI EM ESTRUTURA DE AÇO CARBONO APLICADO A REVOLVER, UMA DEMÃO, ESPESSURA 25 MICRA ATERRAMENTO

cj

1,00

2,13

L.13.1 CORTE E RETIRADA DE CABOS DE ATERRAMENTO L.13.2 INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NÚ DE 4/0 AWG (120 MM²) L.13.3 SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM L.13.4 ESTRUTURA DE CONCRETO POR PARAFUSO FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM L.13.5 ESTRUTURA METÁLICA POR SOLDA, COM TERMINAL RETO L.14 SERVIÇOS FINAIS

m m unid. unid. unid.

35,00 54,84 26,00 9,00 26,00

L.14.1 LIMPEZA FINAL DA OBRA

628,09

Edital
Número da Licitação
CO.DAQ.G.00011.2011
Preços com BDI MATERIAIS unitário total Preços com BDI EQUIPAMENTOS unitário total

Folha
76/253

ITEM

Descrição dos serviços

Unid.

Quant.

Preços com BDI MÃO DE OBRA, c/ ENCARGOS unitário total

Total com BDI- R$

L.5 L.5.1 L.5.2

ESTRUTURA EXECUÇÃO DE FORMA DE TÁBUAS PARA FUNDAÇÃO EXECUÇÃO DE FORMA DE CHAPA COMPENSADA RESINADA PLASTIFICADA PARA CONCRETO APARENTE, INCLUSIVE DESFORMA EXECUÇÃO DE FORMA CURVA DE MADEIRIT PLASTIFICADO DE 12MM, INCLUSIVE TRAVAMENTO E CONTRATRAVAMENTO ESCORAMENTO DE FORMAS DESFORMA DE ESTRUTURA ARMADURA EM TELA TELCON Q138 EXECUÇÃO DE LASTRO DE CONCRETO MAGRO CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA, BOMBEADO, INCLUSO COLOCAÇÃO, ADENSAMENTO E ACABAMENTO CONCRETO ESTRUTURAL 25 MPA VIRADO NA OBRA, INCLUSO TRANSPORTE, LANÇAMENTO, ADENSAMENTO E ACABAMENTO m² m² 80,12 12,10

L.5.3 L.5.4 L.5.5 L.5.6 L.5.7 L.5.8 L.5.9

m² m² m² kg m³ m³ m³

7,32 7,30 99,54 1.336,45 29,49 151,05 5,29

EXECUÇÃO DE CONCRETO SIMPLES, MÍNIMO DE 150KG DE L.5.10 CIMENTO POR M3 DE CONCRETO - INCLUSIVE TRANSPORTE, LANÇAMENTO E ACABAMENTO L.5.11 CORTE, DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50, Ø 6,3 A 12,5 MM L.6 L.6.1 L.7 L.7.1 L.7.2 L.8 L.8.1 L.8.2 L.8.3 L.8.4 L.9 L.9.1 L.9.2 L.9.3 L.10 L.10.1 L.11 ALVENARIA EXECUÇÃO DE ALVENARIA ESTRUTURAL COM BLOCOS DE CONCRETO, ESPESSURA 19 CM - BLOCO 19X19X39 CM REVESTIMENTO CHAPISCO PARA PAREDE TRAÇO 1:3, ESPESSURA 5 MM REBOCO MASSA ÚNICA TRAÇO 1:2:8, ESPESSURA 2 CM METÁLICOS CESTA METÁLICA, GALVANIZADA, 80X40X40 CM, FORMADA EM CANTONEIRA "L" 2X2X5/16" E TELA DE AÇO COM MALHA DE 1", FIO 12. INSTALAÇÃO DE GUARDA-CORPO EM TUBO DE AÇO GALVANIZADO 1''.1/2'', INCLUSO PINTURA GRELHA DE FERRO FUNDIDO GALVANIZADO, 0,3X0,3M GRELHA DE FERRO FUNDIDO, 0,3X0,9M, PARA CAIXA RALO IMPERMEABILIZAÇÃO APLICAÇÃO DE PRIMER SIKAFLOOR 161 DA SIKA OU SIMILAR IMPERMEABILIZAÇÃO DE ESTRUTURAS COM SIKAGARD-62 OU SIMILAR IMPERMEABILIZAÇÃO COM MASTIQUE ELÁSTICO À BASE DE SILICONE ANDAIMES LOCAÇÃO DE ANDAIME TIPO TORRE, INCLUSO MONTAGEM E DESMONTAGEM SISTEMA DE TUBULAÇÃO

m³ kg

8,36 1.990,08

433,75

m² m²

433,75 433,75

unid. m² unid. unid.

3,00 11,17 1,00 3,00

m² m² m

484,03 1.117,92 106,16

m

18,00

L.11.1 SISTEMA DE TUBULAÇÃO PARA FLUIDOS L.12 L.12.1 L.13 PINTURA PINTURA EM EPÓXI EM ESTRUTURA DE AÇO CARBONO APLICADO A REVOLVER, UMA DEMÃO, ESPESSURA 25 MICRA ATERRAMENTO

cj

1,00

2,13

L.13.1 CORTE E RETIRADA DE CABOS DE ATERRAMENTO L.13.2 INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NÚ DE 4/0 AWG (120 MM²) L.13.3 SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM ESTRUTURA DE CONCRETO POR PARAFUSO FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM L.13.5 ESTRUTURA METÁLICA POR SOLDA, COM TERMINAL RETO L.13.4 L.14 SERVIÇOS FINAIS

m m unid. unid. unid.

35,00 54,84 26,00 9,00 26,00

L.14.1 LIMPEZA FINAL DA OBRA

628,09

Edital
Número da Licitação
CO.DAQ.G.00011.2011

Folha
77/253

ITEM

Descrição dos serviços

Unid.

Quant.

Preços com BDI MATERIAIS unitário total

Preços com BDI EQUIPAMENTOS unitário total

Preços com BDI MÃO DE OBRA, c/ ENCARGOS unitário total

Total com BDI- R$

M M.1 M.1.1 M.1.2 M.1.3 M.2 M.2.1 M.2.2 M.3 M.3.1

CONSTRUÇÃO DE BACIA DE CONTENÇÃO PARA O TANQUE DE ÓLEO DIESEL DO GRUPO MOTO-BOMBA SERVIÇOS INICIAIS TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1,20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR REMOÇÃO DO TANQUE DE AÇO DESMONTAGEM E REMOÇÃO DE ESTRUTURA METÁLICA DE APOIO DO TANQUE DE AÇO SISTEMA DE TUBULAÇÃO INSTALAÇÃO DE TUBO DE AÇO GALVANIZADO 2" INSTALAÇÃO DE REGISTRO DE GAVETA 2" MONTAGEM E COLOCAÇÕES SOLDA EM BANDEJA METÁLICA EM CHAPA DE AÇO 7/16" (87,144 KG / M²) COLOCAÇÃO DE BANDEJA METÁLICA 1800 X 830 X 350 CM, EM CHAPA DE AÇO 7/16" (87,144 KG / M²), INCLUSO USINAGEM, CORTE E DOBRA DE CHAPA MONTAGEM DE ESTRUTURA METÁLICA DE APOIO DO TANQUE RECOLOCAÇÃO DO TANQUE DE AÇO SOBRE A ESTRUTURA DE APOIO PINTURA TRATAMENTO ANTICORROSIVO COM ZARCÃO EM TUBULAÇÃO, UMA DEMÃO PINTURA DE TUBULAÇÃO COM ESMALTE SINTÉTICO, DUAS DEMÃOS SERVIÇOS FINAIS LIMPEZA FINAL DA OBRA PROJETO "COMO CONSTRUÍDO" ELABORAÇÃO E FORNECIMENTO DE PROJETO "AS BUILT" CADASTRAL FORMATO A1 unid. 18,00 Unid. Quant. Preços com BDI unitário total m² 20,00 m² m² 6,67 6,67 m 6,66 m unid. 0,35 1,00 m unid. unid. 10,00 1,00 1,00

M.3.2

unid.

1,00

M.3.3 M.3.4 M.4 M.4.1 M.4.2 M.5 M.5.1 N N.1 ITEM O O.1

unid. unid.

1,00 1,00

Descrição dos serviços DESMOBILIZAÇÃO DESMOBILIZAÇÃO DE INSTALAÇÕES PROVISÓRIAS E SERVIÇOS FINAIS

A

1,00

TOTAL GLOBAL (A + B + C + D + E + F + G + H + I + J + L + M + N + O) - R$

(A)Nota: Para os itens A.1, B.1 e O.1 da Planilha de preços acima, deverá ser observado o disposto no subitem 7.1.4.1, Seção III, bem como a “nota” constante no subitem 3.1 da mesma Seção.

Edital
Número da Licitação
CO.DAQ.G.00011.2011

Folha
78/253

12.3. CRONOGRAMA FÍSICO-FINANCEIRO – LICITANTE
MÊS Descrição 1 A B C ADMINISTRAÇÃO LOCAL E CANTEIRO DE OBRAS MOBILIZAÇÃO CONSTRUÇÃO DE CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO PRÓXIMA A CASA DE FORÇA CONSTRUÇÃO DE CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO E SISTEMA DE DRENAGEM PARA OS REATORES DA LT EMBORCAÇÃO/ITUMBIARA NA SE 500 kV CONSTRUÇÃO DAS BACIAS DE DRENAGEM, COM IMPERMEABILIZAÇÃO E COLOCAÇÃO DE BRITA, PARA OS REATORES DA SE 500 kV SUBSTITUIÇÃO DA BRITA E IMPERMEABILIZAÇÃO DE TODAS AS CAIXAS DE CONTENÇÃO DOS TRAFOS DA SE 500 kV CONSTRUÇÃO DE CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO E SISTEMA DE DRENAGEM PARA OS TRAFOS DA SE 500 kV CONSTRUÇÃO DE CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO E SISTEMA DE DRENAGEM PARA OS REATORES DA LT PORTO COLOMBIA NA SE 345 kV CONSTRUÇÃO DE PAREDE CORTA-FOGO NOS REATORES DA SE 345 kV CONSTRUÇÃO DAS BACIAS DE DRENAGEM, COM IMPERMEABILIZAÇÃO E COLOCAÇÃO DE BRITA, PARA OS REATORES DA SE 345 kV CONSTRUÇÃO DE CAIXAS E SISTEMA DE DRENAGEM PARA OS TRANSFORMADORES E TANQUE DE ÓLEO ISOLANTE SE 345 kV CONSTRUÇÃO DE BACIA DE CONTENÇÃO PARA O TANQUE DE ÓLEO DIESEL DO GRUPO MOTO-BOMBA PROJETO "COMO CONSTRUÍDO" DESMOBILIZAÇÃO
VALORES MENSAIS R$

2

3

4

5

6

7

8

9

10

D

E

F

G

H

I

J

L

M N O

VALORES ACUMULADOS R$

Edital
Número da Licitação
CO.DAQ.G.00011.2011

Folha
79/253

12.4. PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DO BDI – LICITANTE

⎧⎡ ⎤ ⎫ ⎪⎢ ⎥ ⎪ ⎪⎢ (1 + AC% / 100) x (1 + EF% / 100) x(1 + RG% / 100)x (1 + L% / 100) ⎥ ⎪ − 1⎬ x 100 BDI = ⎨ ⎥ ⎪ ⎢ ⎛ (IT %) ⎞ ⎪ 1− ⎜ ⎟ ⎥ ⎪ ⎪⎢ ⎝ 100 ⎠ ⎦ ⎭ ⎩⎣
Itens Componentes do BDI: 1. Administração Central da Contratada (AC%) ...................... 2. Taxa de Risco e Garantia (RG%) ..........................................
2.1 2.2 Taxa de Risco ................................................................................................. Seguro e Garantia da Obra ............................................................................ 0,00% 0,00%

3. Encargos Financeiros (EF%) ................................................
Taxa de juros anual (SELIC) ........................................................................... Período de processamento dos pagamentos em dias corridos .................. 3.1 3.2 3.3 Juros pelo período de processamento dos pagamentos ............................ Financiamento da obra .............................................................................. 0,00% 0 0,00% 0,00%

Proteção dos preços dos insumos por anuidade do reajuste ....................................................................

4. Impostos e Tributos (IT%) .....................................................
4.1 4.2 4.3 PIS ................................................................................................................... Seguridade Social (COFINS) .......................................................................... ISSQN ........................................................................................................... 0,00% 0,00% 0,00%

5. Lucro (L%) .............................................................................. 6. BDI sobre o Custo Total Direto da Obra ..............................

Notas: 1. É recomendável a leitura dos Acórdãos 325/2007 e 762/2007, o qual poderá ser obtido no sítio www.tcu.gov.br, cabendo ressaltar que, com o advento da Lei 12.375/2010 art. 8º, inciso XX, ficam mantidas até 31 de dezembro de 2015, as alíquotas de 3% para COFINS e de 0,65% para PIS. 2. Alerta-se para o fato de que, de acordo com o referido Acórdão, não deverão compor o BDI e o custo direto, o Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) e a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL).

PLANILHA DE ENCARGOS SOCIAIS MENSALISTA .LICITANTE ITEM A1 A2 A3 A4 A5 A6 A7 A8 A9 Previdência Social (INSS) Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) Salário Educação Serviço Social da Industria (SESI) Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) Serviço de Apoio a Pequena e Média Empresa(SEBRAE) Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) Seguro Contra os Acidentes de Trabalho (INSS) Serviço Social da Industria da Construção e do Mobiliário (SECONCI) DESCRITIVO MENSALISTA A B1 B2 B3 B4 B5 Total de Encargos Sociais Básicos Repouso Remunerado e Feriados Auxílio enfermidade Licença paternidade 13° Salário Dias de chuva / faltas justificadas na obra / outras dificuldades / acidentes de trabalho / greves / falta ou atraso na entrega de materiais ou serviços B C1 C2 C3 Total de Encargos Sociais que recebem as incidências de A Depósito por despedida injusta 50% sobre [ A2 + (A2 x B)] Férias indenizadas Aviso-prévio (indenizado) C D1 D2 Total de encargos que não recebem a incidência de A Reincidência de A sobre B Reincidência de A (A .00011.A9) sobre C3 D E1 E2 Total de taxas de reincidências Refeições EPI (Equipamento de Proteção Individual) E Total de Encargos Complementares Percentagem total .G.DAQ.Edital Número da Licitação CO.2011 Folha 80/253 12.5.

Edital Número da Licitação CO.A9) sobre C3 D E1 E2 Total de taxas de reincidências Refeições EPI (Equipamento de Proteção Individual) E Total de Encargos Complementares Percentagem total . PLANILHA ENCARGOS SOCIAIS HORISTA – LICITANTE ITEM A1 A2 A3 A4 A5 A6 A7 A8 A9 Previdência Social (INSS) Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) Salário Educação Serviço Social da Industria (SESI) Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) Serviço de Apoio a Pequena e Média Empresa(SEBRAE) Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) Seguro Contra os Acidentes de Trabalho (INSS) Serviço Social da Industria da Construção e do Mobiliário (SECONCI) DESCRITIVO HORISTAS A B1 B2 B3 B4 B5 Total de Encargos Sociais Básicos Repouso Remunerado e Feriados Auxílio enfermidade Licença paternidade 13° Salário Dias de chuva / faltas justificadas na obra / outras dificuldades / acidentes de trabalho / greves / falta ou atraso na entrega de materiais ou serviços B C1 C2 C3 Total de Encargos Sociais que recebem as incidências de A Depósito por despedida injusta 50% sobre [ A2 + (A2 x B)] Férias indenizadas Aviso-prévio (indenizado) C D1 D2 Total de encargos que não recebem a incidência de A Reincidência de A sobre B Reincidência de A (A .2011 Folha 81/253 12.6.00011.DAQ.G.

DAQ.2011 Folha 82/253 SEÇÃO IV TERMO CONTRATUAL E GARANTIAS – MODELOS 1.Edital Número da Licitação CO. MODELO DE GARANTIA DE CUMPRIMENTO DO TERMO CONTRATUAL .00011.G. MODELO DE TERMO CONTRATUAL 2.

Substituição de lastros e britas e Construção de Caixas de Contenção na área industrial da Usina Hidrelétrica de Itumbiara. CONTRATADA: OBJETO: Serviços de Construção e Adequação de Caixas Separadoras de Água e Óleo.G.00011.2011 VALOR ESTIMADO DO TERMO CONTRATUAL: R$ RECURSOS FINANCEIROS: Próprios de FURNAS .A.DAQ. 1.2011 Folha 83/253 1.DAQ.00011. Construção de Parede Corta Fogo.1.G.Edital Número da Licitação CO. CO. MODELO DE TERMO CONTRATUAL MODELO DE TERMO CONTRATUAL DE MANUTENÇÃO FURNAS CENTRAIS ELÉTRICAS S. localizada no município de Araporã/MG.

DAQ.G.00011.Edital Número da Licitação CO.FORO .2011 Folha 84/253 ÍNDICE CLÁUSULA CLÁUSULA CLÁUSULA CLÁUSULA CLÁUSULA CLÁUSULA CLÁUSULA CLÁUSULA CLÁUSULA CLÁUSULA CLÁUSULA CLÁUSULA CLÁUSULA CLÁUSULA CLÁUSULA CLÁUSULA CLÁUSULA CLÁUSULA CLÁUSULA CLÁUSULA CLÁUSULA CLÁUSULA CLÁUSULA CLÁUSULA CLÁUSULA CLÁUSULA CLÁUSULA CLÁUSULA CLÁUSULA CLÁUSULA - OBJETO DOCUMENTOS COMPLEMENTARES EXCLUSIVIDADE FISCALIZAÇÃO POR FURNAS REPRESENTANTES DA CONTRATADA OBRIGAÇÕES DA CONTRATADA RESPONSABILIDADE POR DANOS OU PREJUÍZOS OBRIGAÇÕES DE FURNAS ENGENHARIA DE SEGURANÇA INDUSTRIAL E MEIO AMBIENTE SUBCONTRATAÇÃO. CESSÃO E TRANSFERÊNCIA PRAZO PREÇOS CRITÉRIOS DE MEDIÇÃO E PAGAMENTO REAJUSTAMENTO DE PREÇOS (se aplicável) DEFLACIONAMENTO E REAJUSTAMENTO DE NOVOS ITENS A SEREM CONTRATADOS (se aplicável) FATURAMENTO E CONDIÇÕES DE PAGAMENTO GARANTIA DE CUMPRIMENTO DO TERMO CONTRATUAL CONTROVÉRSIA SOBRE OS SERVIÇOS INADIMPLEMENTO DA CONTRATADA MULTAS POR INADIMPLEMENTO RESCISÃO CONSEQÜÊNCIAS DA RESCISÃO DEDUÇÕES TRIBUTOS NOVAÇÃO VALOR DO TERMO CONTRATUAL CONTRIBUIÇÕES PARA O INSS E FGTS RECEBIMENTO DOS SERVIÇOS PREVISÃO ORÇAMENTÁRIA RESPONSABILIDADE TÉCNICA PERANTE O CREA CLÁUSULA .

.....00011....... durante e após o processo da licitação e com os quais FURNAS haja concordado expressamente.2011 e eventuais Suplementos...OBJETO Constitui objeto do presente instrumento.. com alterações posteriores e pelas Cláusulas e condições seguintes: CLÁUSULA .. a contratação de empresa especializada na execução de serviços de Construção e Adequação de Caixas Separadoras de Água e Óleo.. Substituição de lastros de britas e Construção de Caixas de Contenção na área industrial da Usina Hidrelétrica de Itumbiara. conforme modelos de planilhas constantes neste EDITAL CO. se declarada de acordo. prevalecerão as disposições do TERMO CONTRATUAL. CLÁUSULA ...00011. têm entre si ajustado o presente TERMO CONTRATUAL..... b) Toda correspondência trocada entre FURNAS e a CONTRATADA..666/93. doravante denominada CONTRATADA. cuja celebração foi autorizada pelo documento nº ________..274.....G.G.. com sede na Cidade de _______. ________________________.... em tudo aquilo que com ele não conflitarem.Ocorrendo divergência entre o estipulado nos documentos acima mencionados e este TERMO CONTRATUAL. FURNAS CENTRAIS ELÉTRICAS S.G..A. Estado de ____________. Estado do Rio de Janeiro. FURNAS CENTRAIS ELÉTRICAS S..DAQ. datada de .00011.DAQ..../... FAZEM. representadas as partes por seus Diretores e/ou Procuradores “in fine” assinados.sob o número 23. inscrita no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica do Ministério da Fazenda (CNPJ)...... ..Edital Número da Licitação CO. localizada no município de Araporã/MG... DE OUTRO LADO..DAQ. DE UM LADO....... independentemente de sua anexação.. inscrita no mesmo Cadastro sob o número ________________ . com sede e Escritório Central na Rua Real Grandeza nº 219..2011 Folha 85/253 TERMO CONTRATUAL QUE. E. Bairro Botafogo na Cidade do Rio de Janeiro.. formulados pela CONTRATADA.. ENTRE SI.. consideram-se partes integrantes e complementares deste TERMO CONTRATUAL. Substituição de lastros de britas e Construção de Caixas de Contenção na área industrial da Usina Hidrelétrica de Itumbiara.A. os seguintes documentos: a) EDITAL de Licitação CO.. c) Proposta da CONTRATADA no. localizada no município de Araporã/MG.. §2º ... Construção de Parede Corta Fogo. em relação às quais FURNAS não haja. que se regerá pela Lei nº 8.. empresa concessionária de serviço público de energia elétrica. neste instrumento apenas designadas FURNAS... sob o regime e empreitada por preço unitário.. TENDO POR OBJETO Serviços de Construção e Adequação de Caixas Separadoras de Água e Óleo. e _____________ _______________________________________________. na mesma ordem em que se encontram acima mencionados............. seguindo-se as dos restantes dos documentos...2011. Construção de Parede Corta Fogo... §1º ../..194/0001-19.DOCUMENTOS COMPLEMENTARES Para melhor caracterização do objeto do TERMO CONTRATUAL e das obrigações das partes.Não terão eficácia quaisquer exceções aos documentos emanados de FURNAS. por escrito.

que estejam defeituosos ou insatisfatórios. determinando prazos para cumprimento das exigências de FURNAS. concomitantemente. e) atestar. sem prévio aviso. e à melhor técnica consagrada pelo uso para a execução dos SERVIÇOS objeto deste TERMO CONTRATUAL. pelo que. devidamente credenciados. tendo como atribuições precípuas as seguintes mas a elas não se limitando: a) exigir da CONTRATADA a estrita obediência às estipulações deste TERMO CONTRATUAL. podendo. l) sustar a execução de qualquer serviço. aos quais deverá a CONTRATADA facilitar o pleno exercício de suas funções. exigir a desmobilização de pessoal não qualificado sempre que julgar necessário. que não atenda ao especificado por FURNAS. Quaisquer ônus provenientes dessa rejeição serão de . por intermédio de seus prepostos.FISCALIZAÇÃO POR FURNAS FURNAS terá o direito de exercer ampla fiscalização sobre a prestação dos SERVIÇOS objeto do presente TERMO CONTRATUAL. § 1º . FURNAS poderá manter ajustes idênticos com outras empresas. g) encaminhar à CONTRATADA as comunicações que se façam necessárias com relação aos trabalhos de fiscalização e controle dos SERVIÇOS . total ou parcialmente. para assisti-lo e subsidiá-lo com informações pertinentes a essa atribuição. f) determinar os prazos para cumprimento das exigências de FURNAS sobre as quais a CONTRATADA deverá se manifestar em no máximo 03 (três) dias contados a partir da comunicação por FURNAS. mensalmente.Edital Número da Licitação CO. também devidamente credenciados. k) exigir da CONTRATADA a apresentação. que esteja defeituoso ou insatisfatório. sempre que a seu critério. a seu juízo. i) j) recusar os métodos de trabalho que. considerar esta medida necessária à boa execução dos mesmos ou para salvaguardar os interesses de FURNAS. CLÁUSULA . a execução dos SERVIÇOS referentes às faturas a serem apresentadas pela CONTRATADA. b) recusar os SERVIÇOS objeto do escopo deste TERMO CONTRATUAL. para exame. fornecendo esclarecimentos e diretrizes que se fizerem necessários durante o andamento dos SERVIÇOS.EXCLUSIVIDADE A presente contratação não importa em conceder exclusividade à CONTRATADA com relação ao seu objeto.FURNAS credenciará perante a CONTRATADA um representante investido de plenos poderes para. não importando isso em supressão ou mesmo atenuação das responsabilidades dessa por quaisquer erros.G. inclusive. d) ajustar com o representante da CONTRATADA as alterações na ordem de sequência dos trabalhos que forem consideradas convenientes ou necessárias. de todo e qualquer documento ou informação relativa aos SERVIÇOS.00011. estejam em desacordo com as exigências e padrões técnicos e administrativos estipulados pelo presente TERMO CONTRATUAL. que não atendam ao especificado por FURNAS. às normas de FURNAS aplicáveis ao objeto do presente TERMO CONTRATUAL.DAQ. recusar qualquer material ou equipamento objeto do escopo do TERMO CONTRATUAL. à documentação a ele anexa. h) ter amplo acesso a todos os locais dos SERVIÇOS. que julgar necessário ou oportuno. c) decidir as questões técnicas não expressamente mencionadas neste TERMO CONTRATUAL. sendo permitida a contratação de terceiros. exercer a fiscalização geral e total dos SERVIÇOS ora contratados.2011 Folha 86/253 CLÁUSULA . falhas ou omissões ocorridas. diretamente ou através de outra empresa.

ambos constantes desta Cláusula. ou cuja permanência no local seja considerada incoveniente.A CONTRATADA se obriga a. através de acervo técnico. em nome da CONTRATADA.OBRIGAÇÕES DA CONTRATADA São obrigações e ônus da CONTRATADA. sempre que solicitada pela Fiscalização de FURNAS. e atender ao estipulado no § 3º. os quais estarão devidamente credenciados por escrito a representá-la em todos os atos referentes à execução do TERMO CONTRATUAL. CLÁUSULA . e resolvendo com a fiscalização de FURNAS todos os problemas relacionados com o pessoal encarregado de executar os SERVIÇOS objeto deste TERMO CONTRATUAL. CLÁUSULA – REPRESENTANTES DA CONTRATADA A CONTRATADA obriga-se a manter na Usina Hidrelétrica de Itumbiara (UHE Itumbiara). de acordo com as Normas Técnicas oficiais e com os demais documentos integrantes deste TERMO CONTRATUAL e em observância aos demais detalhes e às comunicações expressas emanadas de FURNAS ou por esta aprovados. 8 (oito) anos de experiência comprovada perante o CREA. por parte da CONTRATADA. sem qualquer ônus adicional para FURNAS. no município de Araporã -MG. dirigindo e coordenando os SERVIÇOS contratados. n) exigir o cumprimento das normas de meio ambiente e de segurança e higiene do trabalho. § 3º . bem como executar tudo o que não for explicitamente mencionado mas que seja necessário à sua perfeita execução.Quanto à prestação dos SERVIÇOS: a) executar fielmente os SERVIÇOS objeto do presente TERMO CONTRATUAL. m) exigir a imediata retirada do canteiro de qualquer empregado ou preposto da CONTRATADA que impeça ou dificulte sua ação fiscalizadora. 1 (um) representante e seu eventual substituto.O Representante credenciado não poderá ser praticante de outras atividades inerentes a este TERMO CONTRATUAL. além do direito de aplicação das sanções previstas no TERMO CONTRATUAL.O substituto supracitado deverá possuir a mesma formação e experiência do Representante.2011 Folha 87/253 inteira responsabilidade da CONTRATADA. durante o período de execução do TERMO CONTRATUAL.G. além de outras constantes deste TERMO CONTRATUAL: I . e a atuar em nível de decisão. previstas neste TERMO CONTRATUAL. km 1. o direito de suspender a execução do TERMO CONTRATUAL.No caso de inobservância. § 2º .Do documento que credencia o representante da CONTRATADA e seu substituto. terá esta.O Representante supracitado deverá ter formação superior em engenharia civil com. em SERVIÇOS de construção civil. e sustar faturas. comprovar a regularidade com as obrigações trabalhistas relativas aos seus empregados diretamente envolvidos na execução dos SERVIÇOS. localizada à Rodovia BR 153. bem como de quaisquer outras normas relacionadas com a execução dos SERVIÇOS. b) responder pela qualidade e adequação dos métodos utilizados nas diversas frentes de trabalho. no mínimo. §2º . materiais e equipamentos . deverá constar referência expressa a poderes para responsabilizar a CONTRATADA por todos os atos por eles praticados. estando em tempo integral disponível para o exclusivo exercício das funções de REPRESENTANTE DA CONTRATADA. pela organização do CANTEIRO e pela provisão de pessoal.Edital Número da Licitação CO. § 4º .DAQ.00011. conforme § 2º. em leis ou regulamentos o) aprovar aumento ou redução do quadro de profissionais alocados a este TERMO CONTRATUAL em consonância com o ritmo de execução dos SERVIÇOS. § 3º . § 1º . das exigências da Fiscalização de FURNAS.

DAQ. através de desconto nos faturamentos. e desde que obedecidas fielmente as instruções desta.Edital Número da Licitação CO. os quais devem também atender às normas de Segurança do Trabalho vigentes. equipamentos e materiais em suas dependências. quaisquer vícios ou defeitos não constatados até a data do RECEBIMENTO DEFINITIVO da obra. detenção e guarda. empregados tanto direta. os locais eventualmente cedidos por FURNAS . ficando certo que as benfeitorias realizadas pela CONTRATADA não serão indenizadas quando do término ou rescisão deste TERMO CONTRATUAL e que só poderão ser retiradas as benfeitorias que sejam removíveis sem qualquer danificação das dependências cedidas. reprodução de cópias e outras. d) obter o consentimento prévio e por escrito de FURNAS para eventual publicação ou divulgação de quaisquer relatórios.2011 Folha 88/253 necessários à perfeita execução das atividades inerentes ao objeto deste TERMO CONTRATUAL. por ocasião de auditagens. inclusive com participação. i) permitir que FURNAS. o) coletar dados de apropriação de seus SERVIÇOS. veículos. das despesas de responsabilidade da CONTRATADA ou das particulares de seus empregados alocados a este TERMO CONTRATUAL. n) permitir a FURNAS apropriar os índices de produtividade físicos relativos à mão-de-obra e equipamentos relacionados à obra. SERVIÇOS executados com vícios ou defeitos. ao término do TERMO CONTRATUAL. no tocante à disciplina. h) responder por multas ou penalidades decorrentes do não cumprimento de suas obrigações legais ou regulamentares. exclusivamente às suas custas e dentro do prazo ajustado com FURNAS. p) devolver. porém verificados no prazo de 1 (um) ano após o referido recebimento. inclusive por emprego de materiais impróprios de qualidade inferior. sem que tal fato possa ser invocado para justificar qualquer modificação prazo contratual. m) programar e propor a FURNAS os métodos de trabalho a serem utilizados na execução dos SERVIÇOS. c) os ou do desfazer e refazer. segurança e interferência com trabalhos simultâneos realizados por esta ou por terceiros. k) corrigir.G. f) obedecer às normas estabelecidas por FURNAS quanto ao acesso de pessoal. de acordo com as exigências de FURNAS.00011. sem prejuízo do disposto no artigo 618 do Código Civil Brasileiro. l) ressarcir FURNAS. de todos os documentos eventualmente necessários ao trabalho de auditoria. com ela cooperando neste sentido. bem como de seu pessoal. entrevistas ou detalhes relativos aos SERVIÇOS executados de acordo com este TERMO CONTRATUAL. de seu representante junto ao órgão de FURNAS encarregado da segurança industrial. permanecendo as demais nelas incorporadas. para realização de quaisquer alterações nas dependências cedidas para seu uso. ficando a CONTRATADA obrigada a facilitar a exibição. quando requerido. quando utilizada a estrutura de FURNAS. quanto indiretamente nos SERVIÇOS ora contratados. para efeito de medição mensal deste TERMO CONTRATUAL. por escrito. a seu exclusivo critério e a qualquer tempo. j) responsabilizar-se pela conservação dos bens e instalações de FURNAS ou de terceiros que estiverem em sua posse. às suas expensas e sem ônus para FURNAS. submeta à auditoria os registros diários que servirem de base para os faturamentos relativos a este TERMO CONTRATUAL. e) acatar e respeitar as recomendações de FURNAS. sob pena de ter que ressarcir FURNAS dos valores correspondentes que serão deduzidos de qualquer crédito oriundo deste TERMO CONTRATUAL. tais como ligações telefônicas. g) obter o consentimento prévio e por escrito de FURNAS. ilustrações. salvo se decorrerem de processo administrativo ou pleito judicial relativo a ato cuja prática tenha sido determinada. por FURNAS.

relativos à execução dos SERVIÇOS objeto deste TERMO CONTRATUAL. paralisação de equipamentos ou outros por culpa da CONTRATADA. seus prepostos e eventuais sub-contratadas.G. atendendo prontamente às observações e exigências por ela apresentadas.Edital Número da Licitação CO. w) manter um “Diário de Obras” com folhas–cópia numeradas destinadas à fiscalização de FURNAS. bem como zelar por sua segurança. sem quaisquer ônus adicionais para FURNAS. seguros e administração. q) arcar com os custos de: amortização. operação. permitindo acesso e permanência necessária a todos os locais onde estejam sendo executados os SERVIÇOS. u) obedecer às disposições legais emanadas pelo Poder Público e outras por FURNAS sobre o gerenciamento de resíduos sólidos gerados ou quaisquer outros impactos ao meio ambiente nos locais da execução dos seus SERVIÇOS. fornecendo todos os dados disponíveis. em atendimento às normas ambientais. taxas. para fim único de cumprir o objeto contratual e atender aos interesses de FURNAS. ou às normas emitidas por qualquer autoridade local que afetem os serviços. em atendimento às normas ambientais. bem como. sendo de sua exclusiva responsabilidade todas as providências necessárias para impedir e/ou minimizar os impactos negativos sobre o meio ambiente local. eventualmente devidos pela execução dos serviços objeto deste TERMO CONTRATUAL. z) utilizar as instalações que eventualmente forem colocadas sob sua responsabilidade. Nestes incluindo os reflexos da paralisação de equipamentos no rendimento da produção do Trabalho. advertências. bem como os encargos e as contribuições parafiscais no âmbito federal. para registro das ocorrências diárias (descrição sumária dos SERVIÇOS realizados. gerados pelos serviços. tais como: intensidade de chuvas. conservação. de acordo com as prescrições deste TERMO CONTRATUAL. cujo fornecimento seja de responsabilidade da CONTRATADA.DAQ. conservação. y) facilitar a atuação da fiscalização de FURNAS. causados por si. gerados pelos serviços. t) responsabilizar-se pela correta destinação dos resíduos de construção. ou a qualquer obra temporária. r) arcar com todas as despesas e exigências decorrentes de todos os tributos e taxas. asseio e também pela limpeza e funcionamento dos bens que as guarnecem. no desempenho de suas atribuições. juros. anotadas e rubricadas diariamente pelos representantes autorizados de ambas as partes. estadual e municipal. bb) obedecer a todas as leis municipais. instruções recebidas. x) manter Relatório Mensal de Acompanhamento dos Serviços em conformidade com modelo aprovado por FURNAS. indenizando FURNAS no caso de resultar qualquer penalidade ou obrigação da infração de tais leis ou regulamentos. mão-de-obra e equipamentos paralisados e outras). recursos mobilizados.00011. e os regulamentos de empresas e entidades públicas. depreciação. aa) arcar com quaisquer ônus imputados por impedimentos a progressão natural dos SERVIÇOS. s) cumprir as normas e legislações vigentes sobre a proteção ao meio ambiente. necessários à execução dos serviços objeto deste TERMO CONTRATUAL. mantendo os canteiros de obra limpos e organizados em . livre e desempedido de coisas ou pessoas sem quaisquer ônus adicionais.2011 Folha 89/253 para a execução dos SERVIÇOS. v) cumprir toda a legislação aplicável à sua atividade. manutenção e reparos dos equipamentos. de acordo com as exigências de FURNAS. estaduais e federais. sem qualquer ônus a FURNAS. aos SERVIÇOS a serem executados. cc) responsabilizar-se pela correta destinação dos resíduos de construção. no local dos serviços.

h) cumprir e fazer cumprir por todos os seus empregados todos os regulamentos apresentados por FURNAS. bem como respeitar a legislação vigente sobre Engenharia de Segurança e Higiene Industrial. sem qualquer ônus a FURNAS. . do horário de trabalho e todas as demais obrigações dispostas neste TERMO CONTRATUAL. b) apresentar previamente a FURNAS o organograma básico de seu quadro técnico e administrativo alocado à execução dos SERVIÇOS ora contratados. direção e supervisão da obra. alojamentos. devendo a mesma ser composta por profissionais idôneos e devidamente qualificados para a sua especialidade e cargo. de qualquer profissional cuja permanência ali seja considerada. e cujas funções sejam compatíveis com os SERVIÇOS discriminados na Seção V – DESCRIÇÃO E CONDIÇÕES DE EXECUÇÃO DOS SERVIÇOS. securitários.Edital Número da Licitação CO. sob a responsabilidade de sofrer as penalidades previstas neste TERMO CONTRATUAL. materiais. para tanto. Nota: Na eventualidade de ser a CONTRATADA intimada. Nesse caso. g) garantir a participação de seus empregados aos treinamentos relativos à Segurança Industrial. contados a partir do recebimento de FURNAS dos subsídios necessários. intimação. ou a qualquer tempo. uniformes. juntamente com a Nota Fiscal ou fatura de prestação dos SERVIÇOS. evitando descontinuidade na execução dos SERVIÇOS. Elaborar. bem como pelo correto comportamento e eficiência do seu pessoal alocado a este TERMO CONTRATUAL. e manter no local da prestação dos SERVIÇOS. d) não aliciar. trabalhistas. multada. notificada. durante a vigência do mesmo.2011 Folha 90/253 consonância com a ferramenta de gestão 5S. fornecendo ao seu pessoal crachás e equipamentos de proteção individual (EPI) que atendam a legislação vigente. referentes ao seu pessoal alocado a este TERMO CONTRATUAL. Normas Brasileiras – NBR. c) responsabilizar-se por todos os riscos e despesas decorrentes da contratação. os laudos técnicos e documentos exigidos na legislação previdenciária vigente (LTCAT. quando aplicável. f) arcar. PGR e PPRA) quando pertinentes aos SERVIÇOS executados. apresentar a FURNAS anualmente. i) apresentar. com o pagamento dos salários e com o recolhimento de todas as despesas destinadas à cobertura de encargos sociais. ou sofrer penalidades em decorrência deste TERMO CONTRATUAL. como empregadora que é. alimentação. conforme Legislação vigente. citada ou de qualquer forma chamada a juízo. os referidos laudos técnicos e documentos. a CONTRATADA fará a imediata substituição. PCMSO. inclusive o pessoal necessário à administração. sem quaisquer ônus para FURNAS. um demonstrativo com a composição da base de cálculo da retenção adicional.DAQ. toda a mão-de-obra a ser empregada na execução do objeto do presente TERMO CONTRATUAL. FURNAS deverá ser cientificada imediatamente de tal fato. especialmente os referentes às disposições de Engenharia de Segurança Industrial Meio Ambiente. qualquer empregado de FURNAS. podendo FURNAS exigir a dispensa e a retirada imediata dos SERVIÇOS. sendo que cópias dos respectivos documentos deverão ser entregues a FURNAS num prazo de 24 (vinte e quatro) horas do recebimento da respectiva notificação. em até 15 (quinze) dias úteis. quando lhe forem solicitados. nem admitir para trabalhar na prestação dos SERVIÇOS objeto deste TERMO CONTRATUAL. j) k) enviar a FURNAS. um Plano de Gestão de Resíduos em conformidade com a legislação vigente.00011. a seu exclusivo critério. devidamente atualizados.G. equipamentos e outras. II . previdenciários. e trânsito no local dos SERVIÇOS. contrária a seus interesses.Quanto ao pessoal alocado aos SERVIÇOS: a) fornecer. e) responsabilizar-se pelo fiel cumprimento por seus profissionais alocados a este TERMO CONTRATUAL. de transporte.fiscais. citação ou aviso à CONTRATADA.

em compatibilidade com as obrigações assumidas. ou o fixado nos acordos sindicais da região. uma refeição dentro do horário normal de trabalho e um lanche para os funcionários que estiverem em regime de horas extras. sem ônus para FURNAS. durante toda a execução do TERMO CONTRATUAL. extraviados ou danificados.DAQ.2011 Folha 91/253 identificando os trabalhadores com nome. sempre que possível. de acordo com a legislação vigente. caso as atividades exercidas pelos trabalhadores não permitam a concessão de aposentadoria especial nos termos da legislação vigente. 20. defendendo-se judicialmente. não previstos na planilha de . nas ações trabalhistas ajuizadas por seus empregados alocados a este TERMO CONTRATUAL.Quanto ao fornecimento de Materiais e Equipamentos: a) guardar sob sua responsabilidade todos os materiais necessários à execução dos SERVIÇOS. na forma da lei. fazer com que os seus empregados se apresentem no local de prestação dos SERVIÇOS devidamente uniformizados e identificados. em cada caso de acidente de trabalho. tudo em conformidade com as exigências de Engenharia e Segurança Industrial. higiene e medicina do trabalho. arcando inclusive com todas as custas e demais ônus decorrentes de uma eventual condenação. o formulário CAT preenchido.A CONTRATADA procurará. com identificação da CONTRATADA. juntamente com sua nota fiscal ou fatura. r) s) fornecer e arcar com transporte para todos os seus funcionários alocados à execução dos SERVIÇOS objeto deste TERMO CONTRATUAL. t) § 1º .Edital Número da Licitação CO. todas as condições de habilitação exigidas no EDITAL. a CONTRATADA deverá fornecer uniformes completos para cada um. o) criar e manter. Para isso. Os materiais perdidos. ou 25 anos) e valor da retenção adicional. atentando para sua validade e correto manuseio.G.00011. homologados pelo Ministério do Trabalho. sem ônus para FURNAS. p) fornecer para os seus empregados alocados neste contrato. em todas as instâncias relativa à ato ou fato. de acordo com a legislação vigente. em locais adequados. b) fornecer pequenos equipamentos. § 2º . l) emitir. só sendo permitidas horas-extras mediante autorização prévia e expressa de FURNAS de programação específica para esse fim. camiseta ou jaleco. deverão ser substituídos sem ônus para FURNAS. III . cuja a prática não tenha sido expressa e previamente autorizada por FURNAS. quando exigível. n) enviar a FURNAS. camisa. e calçados. sendo que não será permitido o acesso ao local de trabalho ao empregado que não estiver devidamente uniformizado. q) fornecer e arcar com alojamento para os profissionais de sua administração local. com cópia para FURNAS. comparecer em juízo. o que será condição para liberação dos pagamentos e eventual aplicação das penalidades previstas neste TERMO CONTRATUAL. constituídos de calça. carimbado e assinado. recrutar seu pessoal na região de execução dos SERVIÇOS. Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) bem como pessoal qualificado e equipes de segurança. m) preparar e fornecer aos seus profissionais o formulário PPP – Perfil Profissiográfico Previdenciário. § 3º . e tomar todas as providências necessárias. devidamente acondicionados e protegidos. ferramentas e materiais. reconhecendo e provando perante a Justiça do Trabalho sua condição de empregadora. remuneração total. quando sob responsabilidade da CONTRATADA. O uso do uniforme é obrigatório.O horário normal de trabalho é o máximo estabelecido na legislação vigente.A CONTRATADA deverá manter. matrícula. do TERMO CONTRATUAL. tipo de aposentadoria especial (15. em cumprimento ao definido no § 4º da Cláusula – “CONTRIBUIÇÕES PARA O INSS E FGTS”. declaração neste sentido e sob as penas da lei.

quando aplicável. capas. • • CLÁUSULA – RESPONSABILIDADE POR DANOS OU PREJUÍZOS A CONTRATADA obriga-se a pagar toda e qualquer indenização por danos ou prejuízos. acatando. outrossim. ficando FURNAS autorizada a descontar de quaisquer créditos da mesma. decorrentes deste TERMO CONTRATUAL. . além de outras constantes deste TERMO CONTRATUAL: a) disponibilizar uma área localizada dentro de sua área industrial para abrigar as instalações do canteiro de obras e administração local. causados por ela ou seus funcionários a FURNAS ou a terceiros. não estão sujeitas à concessão de aposentadoria especial. cintos de segurança e outros.OBRIGAÇÕES DE FURNAS São obrigações de FURNAS. a cessão ou a transferência deste TERMO CONTRATUAL a terceiros.2011 Folha 92/253 Preços. c) exigir da CONTRATADA os laudos técnicos e documentos previstos na legislação previdenciária em vigor (LTCAT.Edital Número da Licitação CO. CLÁUSULA . a importância necessária ao ressarcimento de tais danos ou prejuízos. incluindo: • Ferramentas e pequenos equipamentos necessários à execução dos SERVIÇOS objeto deste TERMO CONTRATUAL (enxadas. Também serão disponibilizados locais apropriados para o armazenamento temporário de materiais reaproveitáveis. referente aos danos ou prejuízos sofridos.00011. rasa e irrevogável quitação pela indenização recebida. EPI’s para seus trabalhadores. lhes sejam feitas por FURNAS. internet. luvas. a Declaração. pistola de pintura. materiais. dentro da programação das Ordens de SERVIÇOS. d) exigir da CONTRATADA. colher de pedreiro. PCMO.). para seu exclusivo uso em SERVIÇOS de campo e escritório. parafusadeira elétrica. atendendo a legislação vigente. sob pena de suspensão dos trabalhos e sem exoneração de culpa da CONTRATADA pelo atraso na execução dos SERVIÇOS. para uso da administração do TERMO CONTRATUAL. PGR e PPRA). serra circular elétrica manual para madeira. de que as atividades exercidas pelos segurados empregados no presente TERMO CONTRATUAL. equipamentos e outros. a respeitar a legislação vigente sobre Engenharia de Segurança Industrial e Meio Ambiente. trenas. e) fornecer à CONTRATADA os subsídios necessários para elaboração dos laudos técnicos e documentos previstos na legislação previdenciária em vigor. mobiliário. serras. bem como. obriga-se a CONTRATADA e suas eventuais subcontratadas. CESSÃO E TRANSFERÊNCIA Não será permitida a subcontratação parcial dos SERVIÇOS sem prévia e expressa autorização escrita de FURNAS. apresentar a FURNAS documento hábil. brocas. CLÁUSULA – SUBCONTRATAÇÃO. picaretas. conforme indicação e a exclusivo critério de FURNAS. comprovando ter o prejudicado dado plena. b) fornecer documentação técnica necessária à execução dos SERVIÇOS. neste sentido.G. quando solicitada. fornecer um ponto de água para captação e um ponto de energia (110 / 220 v). botas. quando permitida a subcontratação. tais como: óculos. que. recomendações específicas. linhas telefônicas. nível. CLÁUSULA – ENGENHARIA DE SEGURANÇA INDUSTRIAL E MEIO AMBIENTE Na execução do objeto deste TERMO CONTRATUAL. sob as penas da Lei. luvas de isolamento. À CONTRATADA competirá. aventais. lixas. Papelaria. capacetes. roupas especiais. etc. Ficam vedadas a subcontratação total.DAQ. multímetro. serra circular elétrica manual para mármore. chave de fenda. e. necessários à execução dos SERVIÇOS objeto deste TERMO CONTRATUAL.

pagando apenas o valor correspondente aos SERVIÇOS comprovadamente executados e aceitos pela mesma. CLÁUSULA – PRAZO O prazo para execução dos SERVIÇOS do presente TERMO CONTRATUAL é de 10 (dez) meses. repouso semanal e feriados. considerando o prazo de inspeção técnica global e de emissão dos respectivos Termos de Recebimento dos SERVIÇOS. FURNAS não se obriga a efetuar pagamentos na totalidade estimada na CLÁUSULA . § 2º .Nenhum vínculo contratual entre FURNAS e as subcontratadas resultarão deste TERMO CONTRATUAL. FURNAS não pagará. c) todas as obrigações constantes na Cláusula “Obrigações da CONTRATADA”. e) outras despesas não expressamente previstas. custo adicional à CONTRATADA. contribuições parafiscais e demais encargos. sujeitará a CONTRATADA às sanções dos § 1º da CLÁUSULA – “CONSEQUÊNCIAS DA RESCISÃO”.O prazo de vigência/encerramento do TERMO CONTRATUAL é 14 (quatorze) meses. inclusive todos os encargos correspondentes ao representante. transporte. bem como despesas financeiras. inclusive as referentes à atuação e conduta de suas subcontratadas. §2º . além do fornecimento de equipamentos e ferramentas. equipe de apoio e administração geral da sede. CLÁUSULA – PREÇOS FURNAS pagará à CONTRATADA os preços estipulados na Planilha de Preços anexa a este TERMO CONTRATUAL. taxas.O preço indicado na Planilha de Preços contempla: a) os salários diretos e indiretos constantes da legislação e dos acordos sindicais vigentes.2011 Folha 93/253 § 1º .DAQ. trabalhistas e previdenciários. verbas rescisórias. proteção (EPI’s) e seguros de seu pessoal.G.Fica estabelecido que os preços mencionados contemplarão todos os custos diretos e/ou indiretos necessários à perfeita e completa realização dos SERVIÇOS. conforme aplicável à parte dos SERVIÇOS que se pretende subcontratar. mas necessárias à perfeita execução dos SERVIÇOS ora contratados.“VALOR DO TERMO CONTRATUAL”. materiais de consumo. conforme Cláusula “RECEBIMENTO DOS SERVIÇOS” deste TERMO CONTRATUAL.666/93. inclusive tributos. alojamento. uniformes. às condições e aos requisitos estabelecidos neste TERMO CONTRATUAL. bem como. alimentação. b) todos os encargos sociais.00011. § 3º . as quais não importarão em redução de quaisquer de suas responsabilidades. na forma da legislação vigente.O descumprimento desta cláusula ensejará a rescisão do TERMO CONTRATUAL. nos termos do presente TERMO CONTRATUAL. . inclusive seguros.Edital Número da Licitação CO. desmobilização. na forma da legislação vigente. manutenção e conservação. pela execução dos SERVIÇOS efetivamente realizados. substituto. mesmo que provenientes de falhas ou interrupções de funcionamento dos equipamentos utilizados pela CONTRATADA. sob qualquer hipótese ou alegação. § 2º .A CONTRATADA assumirá total e integral responsabilidade pelas subcontratações por ela realizadas. assumidas em virtude deste TERMO CONTRATUAL. despesas operacionais e lucro. §1º . pelas eventuais subcontratadas. podendo ser prorrogado dentro dos limites da Lei 8.A aprovação de FURNAS para subcontratação estará condicionada ao atendimento. d) remuneração e despesas da CONTRATADA.Fica esclarecido que FURNAS não aceitará atrasos ocorridos nos prazos de execução dos SERVIÇOS. § 1º . § 4º . com início até 10 (dez) dias após a data de assinatura do TERMO CONTRATUAL e término em ____/____/____. tais como: mobilização.

local apropriado para abrigar as instalações do Canteiro de Obras.1. Construção de Parede Corta Fogo. bem como um ponto para captação de água e um ponto de energia (110/220v) em cada local onde serão executados os serviços objeto do presente termo contratual. com exceção dos relacionados no item Fornecimentos de FURNAS.2011 Folha 94/253 CLÁUSULA – CRITÉRIOS DE MEDIÇÃO E PAGAMENTO A medição será composta dos itens que compõem a Administração Local e Canteiro de Obras.1. Fornecimentos de FURNAS: Será disponibilizado. materiais oriundos das obras serão reutilizados. a mobilização e atendimento a requisitos legais. apresentada pela CONTRATADA.1.1.1 a N. desde que comprovada.Item B. serão medidos e pagos em uma única parcela.00011. onde serão observados aspectos relacionados à produtividade. G.A Os Itens constantes na Planilha de Preços Unitários – Licitante. equipamentos e materiais necessários à execução dos serviços objeto do presente termo contratual.G. apresentada pela CONTRATADA.DAQ. Os serviços serão medidos e pagos. mobilização de pessoal e equipamentos necessários ao início dos serviços.1.1. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. Referência: item C.2.m² DE TÁBUAS CORRIDAS Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. Também serão disponibilizados locais apropriados para o armazenamento temporário de materiais reaproveitáveis. conforme descrito nos itens a seguir.1 da Planilha de Preço Unitários .1. desde que comprovada.2. Quando pertinente. somados aos serviços previstos para a Construção e Adequação de Caixas Separadoras de Água e Óleo. ADMINISTRAÇÃO LOCAL E CANTEIRO DE OBRAS. I.Itens C a N. pela FISCALIZAÇÃO. consumo adequado de materiais. 3 . com fornecimento de todos os materiais. e ao bom desenvolvimento da Engenharia. por metro quadrado de locação e gabarito inteiramente executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO. quando da completa instalação do canteiro de obras.Edital Número da Licitação CO.Licitante.1. 1– Item A. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.2. mão de obra e equipamentos necessários para sua realização.1 e seus subitens constantes na Planilha de Preços Unitários – Licitante. conforme os valores apresentados pela CONTRATADA na referida Planilha.1. . referem-se à execução das obras propriamente ditas. . conforme indicação e a exclusivo critério de FURNAS. Substituição de lastros de britas e Construção de Caixas de Contenção.1. a mobilização e o atendimento aos requisitos legais. utilizando-se os critérios a seguir: 3. Mobilização e Desmobilização. conforme especificação técnica.1. Fornecimentos da Contratada: Toda a mão de obra.2. apresentada pela CONTRATADA. serão medidos mensalmente na proporção 1/10 (um dez avos). LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA . eficiência.SERVIÇOS INICIAIS 3.1. conforme CLÁUSULA – OBRIGAÇÕES DE FURNAS. Serviços Os itens de Preços C. Mobilização . D. pela FISCALIZAÇÃO. Serão medidos e pagos por preços unitários. Administração Local e Canteiro de Obras – A Os Itens constantes na Planilha de Preços Unitários – Licitante. J. em medições mensais dos SERVIÇOS efetivamente executados. sendo a medição referenciada aos apontamentos de campo da FISCALIZAÇÃO de FURNAS.2 e L. H. E. mão de obra e equipamentos. 2 .1. próximo às obras.

por metro linear de locação de trilho de aço inteiramente executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO. LIMPEZA DE SUPERFÍCIES COM JATO DE ALTA PRESSÃO DE AR E ÁGUA . conforme especificação técnica.1. apresentada pela CONTRATADA. conforme especificação técnica.1.1. H.DAQ.1 e J.1 e L. LOCAÇÃO DE REDE DE DRENAGEM COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA . 3.2.00011. Referência: item D. conforme especificação técnica. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. J. Referência: item C. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. F.2011 Folha 95/253 3.Licitante.3.6. Referência: item C.3.1 da Planilha de Preço Unitários .1.1. por metro linear de cercamento inteiramente executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.1. E.m Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento.1. apresentada pela CONTRATADA.3.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR .3 da Planilha de Preço Unitários .1.2 da Planilha de Preço Unitários .1. Os serviços serão medidos e pagos. apresentada pela CONTRATADA.3 e M. Os serviços serão medidos e pagos. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante.1 da Planilha de Preço Unitários . Os serviços serão medidos e pagos.1.2. G.1. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. Os serviços serão medidos e pagos.Licitante.1. I.G. 3.1. TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1.3. conforme especificação técnica.1. LOCAÇÃO DE TRILHOS DE AÇO EM CAMINHOS DE ROLAMENTO COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA . mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.1.m Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento.1. H. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. Referência: item E. por metro quadrado de limpeza de .Licitante. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. APICOAMENTO DE SUPERFÍCIE DE CONCRETO . L.Licitante.1. 3.m² Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento.1.3.1.1.m² Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. por metro quadrado de apicoamento inteiramente executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.2. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. D. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.1.3.Edital Número da Licitação CO.4. apresentada pela CONTRATADA. por metro linear de locação de rede de drenagem inteiramente executada e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.1. apresentada pela CONTRATADA.5. G.1.1.1.m Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. Os serviços serão medidos e pagos. 3.

1.9. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante.3 da Planilha de Preço Unitários . conforme especificação técnica.1. RETIRADA DE LASTRO DE BRITA .4 e G. Referência: item C.1. . Referência: item M.1.Licitante. em uma única parcela após o serviço inteiramente executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO. Os serviços serão medidos e pagos.m³ Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. conforme especificação técnica. apresentada pela CONTRATADA.Licitante. Referência: item M. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.DEMOLIÇÕES E RETIRADAS 3. REMOÇÃO DO TANQUE DE AÇO – unid.4 da Planilha de Preço Unitários .10. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. 3. Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. apresentada pela CONTRATADA.1.1. conforme especificação técnica. . Referência: item C. DESMONTAGEM E REMOÇÃO DE ESTRUTURA METÁLICA DE APOIO DO TANQUE DE AÇO – unid.Edital Número da Licitação CO.2011 Folha 96/253 superfícies inteiramente executada e aprovado pela FISCALIZAÇÃO. Os serviços serão medidos e pagos. em uma única parcela após o serviço inteiramente executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.1.2 da Planilha de Preço Unitários . F.Licitante.Licitante. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante.8.00011.m Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante.4. conforme especificação técnica. apresentada pela CONTRATADA. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.G. 3. Referência: item E.Licitante. 3.5 da Planilha de Preço Unitários .2.1. 3. conforme especificação técnica. UTILIZANDO DISCO DE CORTE . PREPARAÇÃO DE PONTE DE ADERÊNCIA COM ADESIVO ESTRUTURAL A BASE DE EPÓXI . apresentada pela CONTRATADA.2.DAQ. por metro linear de corte inteiramente executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.1. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.m² Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. Os serviços serão medidos e pagos. 3. Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento.1.1.7. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. Os serviços serão medidos e pagos.2 da Planilha de Preço Unitários . por metro quadrado de ponte de aderência inteiramente executada e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.1.DEMARCAÇÃO E DEFINIÇÃO DA ÁREA DO PAVIMENTO A SER DEMOLIDO. .

3 e J. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante.G.1 da Planilha de Preço Unitários .5. Os serviços serão medidos e pagos.1 da Planilha de Preço Unitários . Os serviços serão medidos e pagos. DEMOLIÇÃO DE CONCRETO ARMADO COM ROMPEDOR.2. conforme especificação técnica.kg Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. conforme especificação técnica. DESMONTAGEM E RETIRADA DE TRILHOS DE AÇO . J. Referência: item D.2.2.1.2. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. H. Referência: item E.3.2. conforme especificação técnica.DAQ.2. DEMOLIÇÃO MANUAL DE CONCRETO SIMPLES .m³ Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento.2 da Planilha de Preço Unitários .2011 Folha 97/253 Os serviços serão medidos e pagos. por metro cúbico de demolição inteiramente executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.2.2.2. apresentada pela CONTRATADA. conforme especificação técnica. H. 3. apresentada pela CONTRATADA.1. por metro cúbico de demolição inteiramente executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.2.2. 3. apresentada pela CONTRATADA.Edital Número da Licitação CO. E. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante.6.m³ Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. quilograma de trilho retirado.Licitante.m³ Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. por metro cúbico de demolição inteiramente executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO. Referência: item E. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante.2.2. por metro cúbico de retirada de brita inteiramente executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.2. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante.1.Licitante. apresentada pela CONTRATADA.00011. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. Referência: item G.2.2. 3.1 da Planilha de Preço Unitários Licitante. apresentada pela CONTRATADA. DEMOLIÇÃO DE CONCRETO ESTRUTURAL COM ROMPEDOR .4 da Planilha de Preço Unitários .1 e L. Referência: item E.m³ Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento.2 e J.2.4.Licitante. Os serviços serão medidos e pagos. inteiramente executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO. Os serviços serão medidos e pagos. conforme especificação técnica. 3.2.4 e G.Licitante. . por metro cúbico de demolição inteiramente executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO. apresentada pela CONTRATADA. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. DEMOLIÇÃO DE PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA . conforme especificação técnica. Os serviços serão medidos e pagos. 3. F.2.2.2. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.2.

por metro cúbico de demolição inteiramente executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO. 3. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. DEMOLIÇÃO DE ALVENARIA DE TIJOLOS MACIÇOS SEM REAPROVEITAMENTO m³ Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. apresentada pela CONTRATADA. Referência: item H.8.G.1. apresentada pela CONTRATADA.2011 Folha 98/253 Referência: item H. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.1 da Planilha de Preço Unitários .7.Licitante.2.1.2.3 e J.3.2.3 da Planilha de Preço Unitários . conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante.2 da Planilha de Preço Unitários . Referência: item L.4 da Planilha de Preço Unitários .Licitante. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.00011. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. G. por metro cúbico de demolição inteiramente executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO. H. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.3. conforme especificação técnica. conforme especificação técnica.3. por metro quadrado de demolição inteiramente executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.9.3 da Planilha de Preço Unitários . apresentada pela CONTRATADA. Os serviços serão medidos e pagos.Licitante. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. ESCAVAÇÃO MECÂNICA DE SOLO DE 1ª CATEGORIA .2. DEMOLIÇÃO DE PISO DE ALTA RESISTÊNCIA.1.m³ Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento.3.1. apresentada pela CONTRATADA.2.5 da Planilha de Preço Unitários .3.m² Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. conforme especificação técnica. MOVIMENTO DE TERRA 3.2.Edital Número da Licitação CO. inteiramente executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO. Os serviços serão medidos e pagos.2. PARA EXTINTOR DE INCÊNDIO. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.unid.Licitante. Os serviços serão medidos e pagos.DAQ. por unidade retirada. Os serviços serão medidos e pagos. por metro cúbico de escavação mecanizada executada e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.1 e L. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. DEMOLIÇÃO DE ALVENARIA EM BLOCO DE CONCRETO 19X19X39 . 3.2. apresentada pela CONTRATADA. .2.Licitante. Referência: item D. Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento.m³ Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. Referência: item L. conforme especificação técnica. 3. 3. 3. Referência: item J. RETIRADA E RECOLOCAÇÃO DE ABRIGO EM FIBRA DE VIDRO.3.10. E. conforme especificação técnica. Os serviços serão medidos e pagos.2.Licitante.3.

Os serviços serão medidos e pagos.5. por metro cúbico de reaterro e compactação executados e aprovados pela FISCALIZAÇÃO.2. conforme especificação técnica.2.m² Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. apresentada pela CONTRATADA.6 e L.3.3.Licitante. Referência: item D. Os serviços serão medidos e pagos.Licitante. Referência: item D.3. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.3. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.m³ Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. E. por metro quadrado de regularização e compactação inteiramente executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.3.3. Os serviços serão medidos e pagos.2011 Folha 99/253 3.G.5. conforme especificação técnica.3.3.m³ Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento.6 da Planilha de Preço Unitários . 3.2. Referência: item D. REATERRO COMPACTADO COM PLACA VIBRATÓRIA EM CAMADA DE ATÉ 30 CENTÍMETROS .3.Licitante. conforme especificação técnica. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante.5.3.m³ Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento.3.3.3. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.m³ Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento.3. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.2.3. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. por metro cúbico de colchão de areia executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO. conforme especificação técnica.DAQ.3. L.3.4 e L.5 da Planilha de Preço Unitários .00011. 3. H.2. G.2.7. H. apresentada pela CONTRATADA.3. I. E.4 e L. por metro cúbico de lastro de brita executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. H. ESCAVAÇÃO MANUAL DE SOLO DE 1ª CATEGORIA . I.2 da Planilha de Preço Unitários Licitante.3.2 da Planilha de Preço Unitários Licitante. apresentada pela CONTRATADA.4.4.3. conforme especificação técnica.3. H.3. EXECUÇÃO DE COLCHÃO DE AREIA . H. REGULARIZAÇÃO E COMPACTAÇÃO DE SOLO .3 da Planilha de Preço Unitários .2 e J.6. EXECUÇÃO DE LASTRO DE BRITA COM MATERIAL DE REAPROVEITAMENTO .3. . por metro cúbico escavação manual executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.6. 3.3. Os serviços serão medidos e pagos.Edital Número da Licitação CO. apresentada pela CONTRATADA.3. J. 3.3. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.3. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. Os serviços serão medidos e pagos.3.2. Referência: item D.1 e L.1. J.4. apresentada pela CONTRATADA.3. Referência: item D.

Licitante. I. Referência: item C. J.DAQ.3.3.2.2. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. por mês de transporte vertical executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.Edital Número da Licitação CO.7.3 e I. Referência: item C. conforme especificação técnica.4.3. Referência: item E.4 da Planilha de Preço Unitários . 3. F.Licitante.3 e L. Os serviços serão medidos e pagos.00011.3.3.2. apresentada pela CONTRATADA.2.4. 3. COM FORNECIMENTO DE BRITA . COMPACTAÇÃO DE FUNDO DE VALA .4. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. conforme especificação técnica.h Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento.4. CARGA / TRANSPORTE 3.3. conforme especificação técnica.Licitante.m² Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento.Licitante. apresentada pela CONTRATADA.4.mês VERTICAL DE MATERIAIS COM GUINCHO ELÉTRICO COM Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK . L.3.4.1. Referência: item G. conforme especificação técnica. D. H. CARGA MANUAL E TRANSPORTE DE BRITA ATÉ 1 KM . conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante.G. J. F. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.3.3 da Planilha de Preço Unitários .8. conforme especificação técnica. G. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. apresentada pela CONTRATADA. Os serviços serão medidos e pagos.3.2. 3.3. Os serviços serão medidos e pagos.3.1. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante.2. TRANSPORTE OPERADOR . por metro cúbico de lastro de brita executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.4. apresentada pela CONTRATADA. por metro cúbico de carga e transporte executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO. 3.2011 Folha 100/253 3.2.4.4.m³ Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento.3.4.4. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.1. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. Os serviços serão medidos e pagos.m³ Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. .5. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.2 da Planilha de Preço Unitários . por hora de transporte executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO. E. Os serviços serão medidos e pagos.3 da Planilha de Preço Unitários .3. EXECUÇÃO DE LASTRO DE BRITA Nº 3 (38 A 50MM). por metro quadrado de compactação inteiramente executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO. apresentada pela CONTRATADA.

por metro cúbico de carga e transporte executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.4.Licitante. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.10.3.1. conforme especificação técnica. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante.4. conforme especificação técnica.2.1.Edital Número da Licitação CO.m³ Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante.2011 Folha 101/253 Referência: item D.4.1.1.5. ESTRUTURA 3.4.5.5. H. 3. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.1. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante.00011. Referência: item J. E.2. TRANSPORTE E DESCARGA MECÂNICA DE MATERIAL ATÉ 20 KM .4. conforme especificação técnica.2. por quilograma de armadura executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.2 da Planilha de Preço Unitários Licitante. Ø 12.4. Os serviços serão medidos e pagos.1. H. I. G.kg Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento.4.4. G.G. apresentada pela CONTRATADA. Referência: item C.5.4. J.Licitante. L.5 MM . 3.5. conforme especificação técnica.5. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.Licitante. D.1 da Planilha de Preço Unitários . H. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. Os serviços serão medidos e pagos. por quilograma de armadura executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.2. . Os serviços serão medidos e pagos.2.5. Referência: item C. CORTE. E.10.10.3 A 12. E. apresentada pela CONTRATADA.kg Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. 3. J. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.4. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante.DAQ. Ø 6.1 da Planilha de Preço Unitários Licitante.5.11 da Planilha de Preço Unitários . CARGA.kg Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento.9. L.1.5 A 25 MM .2. I.4.5. por metro cúbico de transporte executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO. J. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50. CORTE.4. 3.3 da Planilha de Preço Unitários . Referência: item D.3. apresentada pela CONTRATADA.5.7. 3. apresentada pela CONTRATADA.3. TRANSPORTE HORIZONTAL DE ENTULHO A 30 METROS DE DISTÂNCIA COM CARRINHO OU GERICA .4. F.4.3. L.5. CORTE. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.4.1. Ø 16 A 25 MM .4.m³ Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. Os serviços serão medidos e pagos.5.6. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-25.

mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. Os serviços serão medidos e pagos. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. apresentada pela CONTRATADA. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento.2011 Folha 102/253 Os serviços serão medidos e pagos.6.5.5.3. por quilograma de armadura executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.5. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante.G.DAQ. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.m² Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento.4.5. LANÇAMENTO.00011.Licitante.5. CONCRETO ESTRUTURAL ADENSAMENTO E CURA . mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. por metro cúbico de concreto executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO. J.5.5. por metro quadrado de forma executada e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.5.m² Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. por metro quadrado de forma executada e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.9.Licitante.5. conforme especificação técnica. Referência: item D. L.Licitante. E. Os serviços serão medidos e pagos. INCLUSIVE DESFORMA . apresentada pela CONTRATADA. EXECUÇÃO DE FORMA DE TÁBUAS PARA FUNDAÇÃO .5 da Planilha de Preço Unitários .m² Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento.Licitante. I.5. Referência: item C. 3.2 da Planilha de Preço Unitários .5. Os serviços serão medidos e pagos. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante.4. JUNTA DE DILATAÇÃO COM ISOPOR 10MM .1 da Planilha de Preço Unitários .Licitante. Referência: item C.3. Referência: item C. por metro linear de junta preenchida e aprovado pela FISCALIZAÇÃO. apresentada pela CONTRATADA. Os serviços serão medidos e pagos.3. EXECUÇÃO DE FORMA DE CHAPA COMPENSADA RESINADA PLASTIFICADA PARA CONCRETO APARENTE. 3.5. 3. E.1.4. J.3. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante.m Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. INCLUSO TRAVAMENTO E CONTRAVENTAMENTO . conforme especificação técnica.m³ FCK 30 MPA. L. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. conforme especificação técnica.Edital Número da Licitação CO. H. conforme especificação técnica.1.5.1. EXECUÇÃO DE FORMA DE MADEIRIT RESINADO 12 MM.8 da Planilha de Preço Unitários . FORNECIMENTO. apresentada pela CONTRATADA.6 da Planilha de Preço Unitários . Referência: item C. 3.5. .8.7. conforme especificação técnica.3.5. 3.1. apresentada pela CONTRATADA.

2 da Planilha de Preço Unitários Licitante. ADENSAMENTO E ACABAMENTO .DAQ.4.5. L. Os serviços serão medidos e pagos.kg Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. H. 3. DESFORMA DE ESTRUTURA .1.2. apresentada pela CONTRATADA. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante.5.3. J.5. apresentada pela CONTRATADA.5.4 da Planilha de Preço Unitários .7.m³ Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento.2011 Folha 103/253 Os serviços serão medidos e pagos. conforme especificação técnica. H.2.5.5. 3.5.3. CONCRETO ESTRUTURAL 25 MPA VIRADO NA OBRA.G. E. H. Referência: item D.Licitante.5. ARMADURA EM TELA TELCON Q138 .13.2. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. Referência: item D.4.4. por metro quadrado de forma executada e aprovado pela FISCALIZAÇÃO. 3.11.5. Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento.4.5. J.5.5.5. apresentada pela CONTRATADA. por metro quadrado de escoramento de forma executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO. conforme especificação técnica.5.10. L. ESCORAMENTO DE FORMAS .5.9. Referência: item D.5. I.5. 3. Referência: item D. por metros cúbico de concreto executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. Os serviços serão medidos e pagos. conforme especificação técnica. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. por metro quadrado de desforma executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.5. Os serviços serão medidos e pagos.9. I.5. G.5. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.5.Edital Número da Licitação CO. J.3. conforme especificação técnica.5. H. E.00011.5 da Planilha de Preço Unitários Licitante.12. G.5. EXECUÇÃO DE LASTRO DE CONCRETO MAGRO . E. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. J. apresentada pela CONTRATADA.1. H.5.Licitante.6 da Planilha de Preço Unitários . conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante.5.5. L. conforme especificação técnica.4. E.2.3. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. G. apresentada pela CONTRATADA.6. Os serviços serão medidos e pagos.5.3.2.5. por quilograma de armadura executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.9 da Planilha de Preço Unitários .5. Referência: item D. . L.Licitante. LANÇAMENTO.5.5. 3.4.m³ INCLUSO TRANSPORTE.m² Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento.m² Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento.5.7.

7 da Planilha de Preço Unitários Licitante. apresentada pela CONTRATADA. Referência: item E.5. G.5.2011 Folha 104/253 Os serviços serão medidos e pagos.m³ Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. ADENSAMENTO E ACABAMENTO . LANÇAMENTO. .5.5. MÍNIMO DE 150 KG DE CIMENTO POR M³ DE CONCRETO.10 da Planilha de Preço Unitários . 3. INCLUSO COLOCAÇÃO. Referência: item D.8 da Planilha de Preço Unitários . mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.kg Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. por quilograma de armadura executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.17.5.4.4. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante.5. E.5. conforme especificação técnica.15.3. CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 20 MPA. por metro cúbico de concreto executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO. E. L. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante.G.16.5. Os serviços serão medidos e pagos.VIRADO NA OBRA. G.4. Os serviços serão medidos e pagos. conforme especificação técnica.m³ Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento.5. por metro cúbico de concreto magro executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO. L. J. Referência: item D.5. INCLUSO TRANSPORTE.8 da Planilha de Preço Unitários Licitante.4. apresentada pela CONTRATADA. ADENSAMENTO E ACABAMENTO .5. BOMBEADO. H.8.5. EXECUÇÃO DE CONCRETO SIMPLES. ARMADURA EM TELA TELCON Q283 .DAQ.5.00011.5. 3. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. INCLUSO COLOCAÇÃO. conforme especificação técnica.5. CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA.Licitante.5. H.6. J. 3.6.14.m³ Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. Referência: item D.Edital Número da Licitação CO.Licitante. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. apresentada pela CONTRATADA.5.5. conforme especificação técnica.7.5. Os serviços serão medidos e pagos.5. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante.8.5. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. por metro cúbico de concreto executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO. ADENSAMENTO E ACABAMENTO.6 da Planilha de Preço Unitários . por metro cúbico de concreto simples executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.5. G.5. Referência: item H.5.9. I. conforme especificação técnica.7. L.Licitante. apresentada pela CONTRATADA. I. Os serviços serão medidos e pagos. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. apresentada pela CONTRATADA.6. 3.

00011. REVESTIMENTO 3. Referência: item L.6.6.2011 Folha 105/253 3.7 da Planilha de Preço Unitários . mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.1.7.2.5.Licitante. 3.1 da Planilha de Preço Unitários . apresentada pela CONTRATADA. 3. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante.BLOCO 19X19X39 CM .7. . ESPESSURA 2 CM . mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.5.19. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. apresentada pela CONTRATADA.G. L. Referência: item I. 3. por metro quadrado de alvenaria executada e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.1.1. Referência: item D. conforme especificação técnica. Os serviços serão medidos e pagos. apresentada pela CONTRATADA. Os serviços serão medidos e pagos. por metro quadrado de forma executada e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.1.7.m² PLASTIFICADO DE 12MM.m² Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento.7.6.m² Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. EXECUÇÃO DE FORMA CURVA DE MADEIRIT INCLUSIVE TRAVAMENTO E CONTRATRAVAMENTO .1.7. E.7.Edital Número da Licitação CO.6.1.Licitante.Licitante.DAQ.7. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. por unidade de furo de 10 cm executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO. por metro quadrado de chapisco executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.5. Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. conforme especificação técnica. PERFURACÃO (10 CM) DE CONCRETO PARA FIXAÇÃO DE AÇO 6. Os serviços serão medidos e pagos. H. EXECUÇÃO DE ALVENARIA ESTRUTURAL COM BLOCOS DE CONCRETO. ESPESSURA 19 CM . ESPESSURA 5 MM . J.7.6. CHAPISCO PARA PAREDE TRAÇO 1:3. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante.1.6. conforme especificação técnica.1. H.3mm COM COMPOUND ADESIVO – unid.1 da Planilha de Preço Unitários Licitante.6.4. Referência: item D.1.3 da Planilha de Preço Unitários . mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. J.18. ALVENARIA 3. 3. apresentada pela CONTRATADA. Os serviços serão medidos e pagos.1.m² Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.5.1. L. REBOCO MASSA ÚNICA TRAÇO 1:2:8. E. conforme especificação técnica. I.

3. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante.8. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.1.7.Licitante. Referência: item D.Licitante.8.kg Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. Os serviços serão medidos e pagos. 3. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante.m Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. apresentada pela CONTRATADA. J.kg Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. apresentada pela CONTRATADA. conforme especificação técnica.Licitante. apresentada pela CONTRATADA. Referência: item E. J. conforme especificação técnica.8. ESCADA MARINHEIRO PERFIL DE FERRO COM ANCORAGEM COM PROTEÇÃO .4.8.6. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante.8.1.8. CESTA METÁLICA. conforme especificação técnica. L.1 da Planilha de Preço Unitários . COM ROSCA E PORCA.2. CORTE. . METÁLICOS 3.1 da Planilha de Preço Unitários . Os serviços serão medidos e pagos.2 da Planilha de Preço Unitários . mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. Referência: item E. apresentada pela CONTRATADA.8. Referência: item D.8. conforme especificação técnica.7. COLOCAÇÃO DE CHUMBADORES GALVANIZADOS DE 1" X 12".kg Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento.8. por quilograma de aço galvanizado aplicado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO. COLOCAÇÃO E MONTAGEM DE TRILHOS DE AÇO.G. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.8. 3.2011 Folha 106/253 Os serviços serão medidos e pagos. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. por metro linear de instalação de escada executada e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.8.8. conforme especificação técnica.2.1 da Planilha de Preço Unitários . REAPROVEITAMENTO . conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.1.4.7. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-25.3. E. Ø 16 MM GALVANIZADO (ESCADA TIPO MARINHEIRO) . mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.5.2. H. Referência: item C.7.Licitante.00011. por metro quadrado de reboco executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.2 da Planilha de Preço Unitários . G. FIO 12. J.Licitante. por quilograma trilho recolocado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.2. FORMADA EM CANTONEIRA "L" 2X2X5/16" E TELA DE AÇO COM MALHA DE 1".2. Os serviços serão medidos e pagos.7. – unid. 3.DAQ. por unidade de cesta instalada e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.1. H. 80X40X40 CM. GALVANIZADA. Os serviços serão medidos e pagos.1. Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento.Edital Número da Licitação CO.2.8. L. apresentada pela CONTRATADA. 3.

3. por metro quadrado de guarda corpo instalado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.8.8. conforme especificação técnica.G.8.Licitante.8.8. CONFECÇÃO E INSTALAÇÃO TRANSLADO DE REATORES – unid.Licitante.4 da Planilha de Preço Unitários . Referência: item E. Referência: item L.1/2''– m² Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. conforme especificação técnica. por unidade de dispositivo instalado aprovado pela FISCALIZAÇÃO.Licitante. 50% do valor total no mês referente ao final da desmontagem. 3.2 da Planilha de Preço Unitários . mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. apresentada pela CONTRATADA. Referência: item E. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.8.9. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. por quilograma de chumbador colocado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.00011. DE DISPOSITIVO DE ACOPLAMENTO PARA Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. conforme especificação técnica e detalhes a seguir: 50% do valor total no mês referente ao final da montagem.3 da Planilha de Preço Unitários . por unidade de estrutura executada e aprovado pela FISCALIZAÇÃO. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. MONTAGEM E DESMONTAGEM DE ESTRUTURA PROVISÓRIA PARA MANOBRA DOS REATORES – unid.5 da Planilha de Preço Unitários . . conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. apresentada pela CONTRATADA. Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. apresentada pela CONTRATADA.8. Os serviços serão medidos e pagos. Referência: item E. Os serviços serão medidos e pagos.3.8.Licitante.8. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante.7. apresentada pela CONTRATADA. apresentada pela CONTRATADA. Os serviços serão medidos e pagos. Referência: item E. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. INSTALAÇÃO GUARDA-CORPO EM TUBO DE AÇO GALVANIZADO 1''.8.Edital Número da Licitação CO. conforme especificação técnica.6 da Planilha de Preço Unitários . Os serviços serão medidos e pagos. 3.DAQ.2011 Folha 107/253 Os serviços serão medidos e pagos.Licitante. Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. por unidade de estrutura montada e desmontada e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.8. conforme especificação técnica. CONFECÇÃO DE ESTRUTURA PROVISÓRIA PARA MANOBRA DOS REATORES – unid.6. 3. J.

conforme especificação técnica.2. por metro quadrado de primer aplicado aprovado pela FISCALIZAÇÃO.5. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante.7.9. E.1. ROGERTEC OU SIMILAR . L. H.8.9M. Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. apresentada pela CONTRATADA. por metro quadrado de impermeabilização executada e aprovado pela FISCALIZAÇÃO. apresentada pela CONTRATADA. Referência: item L. PARA CAIXA RALO – unid. IMPERMEABILIZAÇÃO DE ESTRUTURAS COM SIKAGARD-62 OU SIMILAR . mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. 3. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante.m² Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.10. IMPERMEABILIZAÇÃO 3.1.9. Referência: item C.1.9.Edital Número da Licitação CO.00011. apresentada pela CONTRATADA.2. IMPERMEABILIZAÇÃO COM APLICAÇÃO DE EPÓXI INDUSTRIAL.8. Os serviços serão medidos e pagos. G.Licitante. apresentada pela CONTRATADA. Referência: item D. 0.4. 3. conforme especificação técnica. 0. por metro quadrado de superfície preparada e aprovado pela FISCALIZAÇÃO. H. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. Os serviços serão medidos e pagos. GRELHA DE FERRO FUNDIDO GALVANIZADO. . conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante.1.9.1.1 da Planilha de Preço Unitários . EPÓXI 28. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. por unidade de grelha instalada e aprovada pela FISCALIZAÇÃO. por metro quadrado de impermeabilização executada e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.1.9.2. Os serviços serão medidos e pagos.1 da Planilha de Preço Unitários Licitante. APLICAÇÃO DE PRIMER SIKAFLOOR 161 DA SIKA OU SIMILAR .3.2011 Folha 108/253 3.6.1 da Planilha de Preço Unitários .DAQ.9. F.9. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.9. 3.3M E GRELHA DE FERRO FUNDIDO. PREPARO DA SUPERFÍCIE DE CONCRETO PARA IMPERMEABILIZAÇÃO . conforme especificação técnica. L.9.m² Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento.9. 3.8.7.9.2. conforme especificação técnica.4 da Planilha de Preço Unitários .m² Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento.3X0.9.3X0. conforme especificação técnica. J. G. apresentada pela CONTRATADA.Licitante.Licitante. Referência: item D.m² Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. Os serviços serão medidos e pagos.G. Os serviços serão medidos e pagos. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante.3.

relocação e reposicionamento de andaimes metálicos. Referência: item L.1.9.00m de comprimento.2011 Folha 109/253 Referência: item D. TOTAL DA MEDIÇÃO = A + B + C – D = 105.00m de comprimento.na segunda semana foram montados andaimes.00m². 3. INCLUSO MONTAGEM E DESMONTAGEM – m² Este serviço refere-se a.00m.3. Exemplo: Para a medição de um mês.00 (comprimento x altura) = 30. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante.00m² Referência: item I.Licitante.00m². ANDAIMES 3. efetivamente ocupada pelos andaimes em metros quadrados (m²).9.3 da Planilha de Preço Unitários . C .10. conforme especificação técnica.no entanto. da seguinte forma: Medindo-se a área.Reaproveitamento de (a) = 2. 3. A medição será limitada a uma montagem por mês. J.00011.2. ANDAIME TIPO FACHADEIRO.00m².2 da Planilha de Preço Unitários Licitante. D . teremos: A .Edital Número da Licitação CO. por quantas vezes se fizerem necessárias ao bom andamento dos serviços.9. projeção vertical. Os serviços serão medidos e pagos.3.10. H. desmontagem. Para este item de preço. sendo medida toda a extensão horizontal ocupada pelos andaimes.2. L.00m². correspondentes ao desenvolvimento dos serviços efetivamente executados no mês da medição.00 (comprimento x altura) = 66.na terceira semana foram montados andaimes na lateral (c) com altura final de 3.Lateral (c) = 5.6. B .9.9.00m de comprimento.00 x 3.6. B .7.00 x 3.3. apresentada pela CONTRATADA.1 da Planilha de Preço Unitários .Lateral (a) = 22.00m e 5. durante o período de execução dos serviços da obra. IMPERMEABILIZAÇÃO COM MASTIQUE ELÁSTICO À BASE DE SILICONE .DAQ.9. C . sendo que a primeira montagem (A) continua sem desmontagem. G. em outra lateral (b) com 10. por quantas vezes forem necessárias para a execução dos serviços. com altura final de 3. por metro linear de impermeabilização executada e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.00 x 3. a LICITANTE deverá considerar todos os custos inerentes ao fornecimento. montagem e desmontagem de andaimes metálicos. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.Lateral (b) = 10. Os serviços serão medidos e pagos em metros quadrados (m²).Licitante. os serviços se desenvolveram como descrito a seguir: A . E. F.na primeira semana foram montados andaimes com altura final de 3. .2. D .9.00 x 3. uma parte dos andaimes com 2.G. que compunham a lateral (a) foi desmontada e utilizada para a montagem da lateral (c). conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços. em uma lateral (a) com 22.m Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. multiplicada pela altura total dos andaimes. transporte.00 (comprimento x altura) = 15.5.00 = 6. montagem.00m.00m de comprimento.

2.1 da Planilha de Preço Unitários . por conjunto do sistema de tubulação. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. INSTALAÇÃO DE REGISTRO DE GAVETA 2" – unid. L. . conforme especificação técnica e detalhe a seguir: 50% do valor total no mês referente ao recebimento no canteiro de obras de todo materiAis necessário para completa instalação do sistema de tubulação. 3. D.Licitante. por quantas vezes se fizerem necessárias ao bom andamento dos serviços.11. relocação e reposicionamento de andaimes metálicos. Para este item de preço.1. Referência: item C. Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. por unidade de registro instalado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.11. soldas. 3. conforme especificação técnica.11.7.10. 50% do valor total no mês referente a finalização total dos serviços de instalação do sistema de tubulação.2 da Planilha de Preço Unitários . conforme especificação técnica.1 da Planilha de Preço Unitários . Os serviços serão medidos e pagos.2.1. desmontagem. conforme especificação técnica. montagem e desmontagem de andaimes metálicos.m Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. SISTEMA DE TUBULAÇÃO PARA FLUIDOS .8.1.11. a LICITANTE deverá considerar todos os custos inerentes ao fornecimento.1 da Planilha de Preço Unitários .11. Referência: item C. montagem. conexões e interligações.Edital Número da Licitação CO.Licitante. apresentada pela CONTRATADA. G.10. 3.G. Os serviços serão medidos e pagos. por quantas vezes forem necessárias para a execução dos serviços.1. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. SISTEMA DE TUBULAÇÃO 3. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. por metro linear de andaime instalado. L. Os serviços serão medidos e pagos.6.1.10. durante o período de execução dos serviços da obra.10.2. por metro linear de tubo instalado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO.3. Os serviços serão medidos e pagos.Licitante. apresentada pela CONTRATADA. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. contemplando: tubo. apresentada pela CONTRATADA. H.1.Licitante.1. transporte.cj Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento. LOCAÇÃO DE ANDAIME TIPO TORRE. INCLUSO MONTAGEM E DESMONTAGEM – m Este serviço refere-se a.2011 Folha 110/253 3. H.00011.11.2. Referência: item M.DAQ. sendo medido toda a extensão horizontal ocupada pelos andaimes andaimes. pintura e demais itens de serviços executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO. INSTALAÇÃO DE TUBO DE AÇO GALVANIZADO 2" . conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante. D.1.11. Referência: item M. apresentada pela CONTRATADA. mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.

Edital
Número da Licitação
CO.DAQ.G.00011.2011

Folha
111/253

3.12. PINTURA 3.12.1. TRATAMENTO ANTICORROSIVO COM ZARCÃO EM TUBULAÇÃO, UMA DEMÃO - m² Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento, mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. Os serviços serão medidos e pagos, conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante, apresentada pela CONTRATADA, por metro quadrado de pintura a zarcão executada e aprovado pela FISCALIZAÇÃO, conforme especificação técnica. Referência: item C.8.1, G.9.1, M.4.1 da Planilha de Preço Unitários - Licitante. 3.12.2. PINTURA DE TUBULAÇÃO COM ESMALTE SINTÉTICO, DUAS DEMÃOS. - m² Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento, mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. Os serviços serão medidos e pagos, conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante, apresentada pela CONTRATADA, por metro quadrado de pintura em esmalte sintético executada e aprovado pela FISCALIZAÇÃO, conforme especificação técnica. Referência: item C.8.2, G.9.2, M.4.2 da Planilha de Preço Unitários - Licitante. 3.12.3. PINTURA EM EPÓXI EM ESTRUTURA DE AÇO CARBONO APLICADO A REVOLVER, UMA DEMÃO, ESPESSURA 25 MICRA. - m² Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento, mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. Os serviços serão medidos e pagos, conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante, apresentada pela CONTRATADA, por metro quadrado de pintura em epóxi executada e aprovado pela FISCALIZAÇÃO, conforme especificação técnica. Referência: item L.12.1 da Planilha de Preço Unitários - Licitante. 3.13. ATERRAMENTO 3.13.1. INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NU DE 4/0 AWG (120 MM²) - m Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento, mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. Os serviços serão medidos e pagos, conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante, apresentada pela CONTRATADA, por metro de cabo instalado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO, conforme especificação técnica. Referência: item C.9.1, D.12.2, E.11.2, G.11.2, H.12.2, I.7.1, J.10.2, L.13.2 da Planilha de Preço Unitários - Licitante. 3.13.2. SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO – unid. Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento, mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. Os serviços serão medidos e pagos, conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante, apresentada pela CONTRATADA, por unidade de solda executada e aprovado pela FISCALIZAÇÃO, conforme especificação técnica.

Edital
Número da Licitação
CO.DAQ.G.00011.2011

Folha
112/253

Referência: item C.9.2, D.12.3, E.11.3, G.11.3, H.12.3, I.7.2, J.10.3, L.13.3 da Planilha de Preço Unitários - Licitante. 3.13.3. CORTE E RETIRADA DE CABOS DE ATERRAMENTO – m Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento, mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. Os serviços serão medidos e pagos, conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante, apresentada pela CONTRATADA, por metro linear de cabo retirado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO, conforme especificação técnica. Referência: item D.12.1, E.11.1, G.11.1, H.12.1, J.10.1, L.13.1 da Planilha de Preço Unitários - Licitante. 3.13.4. FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM ESTRUTURA DE CONCRETO POR PARAFUSO – unid. Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento, mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. Os serviços serão medidos e pagos, conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante, apresentada pela CONTRATADA, por unidade de suporte instalado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO, conforme especificação técnica. Referência: item D.12.4, H.12.4, I.7.3, L.13.4 da Planilha de Preço Unitários - Licitante. 3.13.5. FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM ESTRUTURA METÁLICA POR SOLDA, COM TERMINAL RETO – unid. Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento, mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. Os serviços serão medidos e pagos, conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante, apresentada pela CONTRATADA, por unidade de suporte instalado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO, conforme especificação técnica. Referência: item D.12.5, H.12.5, L.13.5 da Planilha de Preço Unitários - Licitante. 3.14. PAVIMENTAÇÃO 3.14.1. PAVIMENTAÇÃO EM CONCRETO ASFÁLTICO CAP 85/100 A QUENTE - m² Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento, mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. Os serviços serão medidos e pagos, conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante, apresentada pela CONTRATADA, por metro de pavimentação executada e aprovado pela FISCALIZAÇÃO, conforme especificação técnica. Referência: item E.10.1, G.10.1 da Planilha de Preço Unitários - Licitante. 3.14.2. MEIO FIO DE CONCRETO PRÉ MOLDADO DIMENSÕES 12 X 15 X 30 X 100 CM, REJUNTADO COM ARGAMASSA 1:4 CIMENTO AREIA, INCLUSO ESCAVAÇÃO E REATERRO -m Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento, mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.

Edital
Número da Licitação
CO.DAQ.G.00011.2011

Folha
113/253

Os serviços serão medidos e pagos, conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante, apresentada pela CONTRATADA, por metro linear de meio fio executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO, conforme especificação técnica. Referência: item G.10.2 da Planilha de Preço Unitários - Licitante. 3.14.3. CANALETA DE DRENAGEM EM MEIA CANA DE CONCRETO, DIÂMETRO 400 MM - m Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento, mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. Os serviços serão medidos e pagos, conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante, apresentada pela CONTRATADA, por metro linear de canaleta executada e aprovado pela FISCALIZAÇÃO, conforme especificação técnica. Referência: item G.10.3 da Planilha de Preço Unitários - Licitante. 3.15. TRATAMENTO DE SUPERFÍCIES 3.15.1. TRATAMENTO DE TRINCAS E FISSURAS NO CONCRETO - m² Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento, mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. Os serviços serão medidos e pagos, conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante, apresentada pela CONTRATADA, por metro quadrado de área tratada e aprovado pela FISCALIZAÇÃO, conforme especificação técnica. Referência: item F.4.1 da Planilha de Preço Unitários - Licitante. 3.16. MONTAGEM E COLOCAÇÕES 3.16.1. SOLDA EM BANDEJA METÁLICA EM CHAPA DE AÇO 7/16" (87,144 KG / M²) - m Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento, mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. Os serviços serão medidos e pagos, conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante, apresentada pela CONTRATADA, por metro linear de solda executada e aprovado pela FISCALIZAÇÃO, conforme especificação técnica. Referência: item M.3.1 da Planilha de Preço Unitários - Licitante. 3.16.2. COLOCAÇÃO DE BANDEJA METÁLICA 1800 X 830 X 350 CM, EM CHAPA DE AÇO 7/16" (87,144 KG / M²), INCLUSO USINAGEM, CORTE E DOBRA DE CHAPA – unid. Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento, mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. Os serviços serão medidos e pagos, conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante, apresentada pela CONTRATADA, por unidade de bandeja colocada e aprovado pela FISCALIZAÇÃO, conforme especificação técnica. Referência: item M.3.2 da Planilha de Preço Unitários - Licitante. 3.16.3. MONTAGEM DE ESTRUTURA METÁLICA DE APOIO DO TANQUE – unid. Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento, mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica.

Edital
Número da Licitação
CO.DAQ.G.00011.2011

Folha
114/253

Os serviços serão medidos e pagos, conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante, apresentada pela CONTRATADA, em uma única parcela após o serviço inteiramente executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO, conforme especificação técnica. Referência: item M.3.3 da Planilha de Preço Unitários - Licitante. 3.16.4. RECOLOCAÇÃO DO TANQUE DE AÇO SOBRE A ESTRUTURA DE APOIO – unid. Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento, mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. Os serviços serão medidos e pagos, conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante, apresentada pela CONTRATADA, em uma única parcela após o serviço inteiramente executado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO, conforme especificação técnica. Referência: item M.3.4 da Planilha de Preço Unitários - Licitante. 3.17. SERVIÇOS FINAIS 3.17.1. LIMPEZA GERAL DA OBRA - m² Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento, mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. Os serviços serão medidos e pagos, conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante, apresentada pela CONTRATADA, por metro quadrado de limpeza executada executada dentro dos limites das obras por quantas vezes forem necessárias, conforme especificação técnica. Referência: item C10.1, D.13.1, E.12.1, F.7.1, G.12.1, H.13.1, I.8.1, J.11.1, L.14.1 e M.5.1 da Planilha de Preço Unitários - Licitante. 3.18. PROJETO “COMO CONSTRUÍDO” 3.18.1. FORNECIMENTO DE PROJETO "AS BUILT" CADASTRAL FORMATO A1 – unid. Encontra-se inserida neste item a totalidade das despesas que compreendem a aplicação de todo equipamento, mão de obra e acessórios utilizados para execução dos serviços desta atividade específica. Os serviços serão medidos e pagos, conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha de Preços Unitários Licitante, apresentada pela CONTRATADA, por unidade de “As Built” entregue, após analisado e aprovado pela FISCALIZAÇÃO, conforme especificação técnica. Referência: item N.1 da Planilha de Preço Unitários - Licitante. 4 – DESMOBILIZAÇÃO 4.1 Item O.1. Desmobilização de Instalações Provisórias - A Os Itens constantes na Planilha de Preços Unitários Licitante - DESMOBILIZAÇÃO DE INSTALAÇÕES PROVISÓRIAS, apresentada pela CONTRATADA, serão medidos e pagos em uma única parcela, conforme respectivo preço unitário apresentado na Planilha, desde que comprovada a desmobilização total e atendimento a requisitos legais pela FISCALIZAÇÃO. 5. Medição Final A medição do último mês de execução dos SERVIÇOS será considerada como Medição Final, sendo a mesma liberada por FURNAS para faturamento da LICITANTE, somente após o decurso do prazo de Recebimento Provisório e sanados os eventuais reparos, correções ou alterações estabelecidos na Cláusula “RECEBIMENTO DOS SERVIÇOS”, da Seção IV – CONTRATO E GARANTIAS - MODELOS do EDITAL CO.DAQ.G.XXX.2011.

Edital
Número da Licitação
CO.DAQ.G.00011.2011

Folha
115/253

CLÁUSULA – REAJUSTAMENTO DE PREÇOS (se aplicável) Os preços estabelecidos neste TERMO CONTRATUAL para execução da Obra objeto são aqueles constantes nas Planilhas anexas ao TERMO CONTRATUAL, expressos em Reais (R$), fixos e irreajustáveis. § 1º - Caso a execução dos SERVIÇOS ocorra após 12 (doze) meses, contados da data de apresentação da proposta, desde que o atraso não tenha sido por culpa da CONTRATADA, os preços dos mesmos estarão sujeitos à correçâo mediante a aplicação da seguinte fórmula: P = Po + R, onde: P = Preço reajustado Po = Preço constante na Planilha de Preços Unitários R = Valor de reajuste = Po (F-1), onde: F = Fator de reajuste, válido por período de 12 (doze) meses. F = (A1 / A0), onde: A = Índice Econômico – Índice Nacional de Custo da Construção Civil – (INCC) – Média Geral (Código A160868), publicado pela Revista Conjuntura Econômica da Fundação Getúlio Vargas – FGV. § 2º - No cálculo dos fatores de reajuste serão consideradas, 2 (duas) casas decimais, desprezando-se as restantes, sem arredondamento. § 3º - Os índices com referência “1“ correspondem ao 12º (décimo segundo) mês após o mês de apresentação das PROPOSTAS ou o 12º (décimo segundo) mês do último reajuste. Os índices com referência “0“ correspondem ao mês de apresentação da Proposta (________________ / 2010). CLÁUSULA – DEFLACIONAMENTO E REAJUSTAMENTO DE NOVOS ITENS A SEREM CONTRATADOS (se aplicável) Os critérios a serem utilizados, caso haja novos itens a serem contratados por meio de Aditamento(s) a este TERMO CONTRATUAL, serão os seguintes: - O deflacionamento do valor de cada item será definido aplicando-se a fórmula constante na Cláusula de Reajustamento de Preço deste TERMO CONTRATUAL, para os correspondentes períodos completos de doze meses que tenham decorrido desde a data-base do TERMO CONTRATUAL até a data da apresentação do preço dos novos itens; - O reajustamento será feito, observando-se sempre o lapso temporal mínimo de 12 meses, aplicando-se a mesma fórmula utilizada na deflação. CLÁUSULA - FATURAMENTO E CONDIÇÕES DE PAGAMENTO FURNAS procederá ao pagamento mensal das faturas relativas aos SERVIÇOS objeto deste TERMO CONTRATUAL, nas formas descritas abaixo: a) FURNAS efetuará uma única medição mensal dos SERVIÇOS executados, detalhada de acordo com os critérios constantes da Cláusula “CRITÉRIOS DE MEDIÇÃO”, no período compreendido entre o primeiro e o último dia do mês de execução, através do Departamento de Construção de Geração Corumbá – DGB.C, e a encaminhará à CONTRATADA até o 3º (terceiro) dia útil seguinte ao término do mês de execução dos SERVIÇOS; b) A CONTRATADA, com base nessa indicado, até o 3º (terceiro) dia útil referida no item anterior, a solicitação vias, e dos documentos necessários CLÁUSULA “CONTRIBUIÇÕES PARA O medição, apresentará a FURNAS, no endereço abaixo contado a partir da data de recebimento da medição de pagamento, acompanhada das faturas, em 2 (duas) à efetivação do pagamento, conforme previstos na INSS E FGTS” e na CLÁUSULA “TRIBUTOS”. Quando

no que aplicável. bancários ou não. Para tanto. serão descontados dos faturamentos apresentados pela CONTRATADA. se verificado dito desconto ou endosso. km 24. podendo utilizarse da garantia de que trata a CLÁUSULA “GARANTIA DE CUMPRIMENTO DO TERMO CONTRATUAL”. comissão. n) FURNAS poderá deduzir débitos. d) caso a CONTRATADA apresente os documentos citados na alínea ”b” além dos prazos estabelecidos. m) eventuais encargos financeiros (multas. no prazo de 06 (seis) dias úteis. pagar a parcela não controvertida no prazo contratual. FURNAS poderá. não se responsabilizando FURNAS por seu pagamento. a agência. e a ele unicamente referir-se. de quaisquer créditos seus decorrentes deste TERMO CONTRATUAL. l) FURNAS não se responsabiliza por qualquer despesa bancária. a partir do dia da reapresentação. FURNAS não se responsabilizará por acréscimos. portanto. Departamento de Construção de Geração Corumbá – DGB.Usina Luiz Carlos Barreto de Carvalho (Estreito) Zona Rural . nem por qualquer outro pagamento não previsto neste TERMO CONTRATUAL. do disposto nestas alíneas.00011. a praça e a conta corrente para acatar tais créditos. e/ou do não atendimento à CLÁUSULA “CONTRIBUIÇÕES PARA O INSS E O FGTS”.Edital Número da Licitação CO. taxas de permanência e outros.G. f) nenhum pagamento será efetuado até que seja apresentada a garantia constante na CLÁUSULA “GARANTIA DE CUMPRIMENTO DO TERMO CONTRATUAL”. facultará FURNAS a devolver os documentos de cobrança e a contar um novo prazo de vencimento. a(s) fatura(s) correspondente(s) apresentada(s) a FURNAS separadamente da(s) fatura(s) de valor básico. fica a mesma obrigada a informar o banco.CEP14470-000 – Pedregulho – SP c) aprovadas as faturas e a documentação exigida. FURNAS pagará à CONTRATADA no prazo de 30 (trinta) dias corridos contados do dia de apresentação da fatura. indenizações ou multas em que a CONTRATADA haja incorrido. pela CONTRATADA. não se admitindo. etc) imputados a FURNAS decorrentes do atraso na apresentação dos documentos citados na alínea ”b” desta Cláusula. i) fica vedado o desconto ou o endosso de duplicatas extraídas com base neste TERMO CONTRATUAL. FURNAS CENTRAIS ELÉTRICAS S. o prazo de pagamento mencionado na alínea ”c” será prorrogado na mesma proporção. s/nº . h) as solicitações de pagamentos decorrentes deste TERMO CONTRATUAL serão pagas por FURNAS através de depósito na conta corrente da CONTRATADA. documentos que façam referência a diversos termos contratuais. j) desde já fica acertado que o comprovante de depósito bancário se constituirá em documento probatório de quitação das obrigações decorrentes deste TERMO CONTRATUAL. a cada dia de atraso. ficando a parcela restante para ser paga após a solução final da controvérsia. sejam a título de juros.2011 Folha 116/253 houver reajustamento de preços. e) o não cumprimento.C deverá(ão) ser Rodovia Antonio Giolo. a seu exclusivo critério. . juros de mora. a contar da data em que as pendências forem solucionadas e a fatura for aprovada por FURNAS. Em qualquer hipótese.A.DAQ. no valor das duplicatas. g) os documentos de cobrança deverão indicar o número e o objeto deste TERMO CONTRATUAL. k) na hipótese de ocorrência de erro ou de haver dúvida ou omissão quanto aos documentos ou faturas que acompanham a solicitação de pagamento. sem o que FURNAS não efetuará os pagamentos.

parágrafo 4º. §2º . pela CONTRATADA.00011.C. a Garantia de que trata o “caput” desta cláusula. de 03. 31 da Lei nº 8. de uma das garantias abaixo discriminadas. deverá ser apresentado documento comprobatório do ressegurador que declare a contratação do resseguro para a apólice entregue. q) a emissão. a aplicação das demais penalidades previstas neste TERMO CONTRATUAL. A não observância.987/95. p) sendo a prestação enquadrada no inciso III.A Garantia terá validade até a emissão. a CONTRATADA deverá providenciar. para aprovação.212/91. §6º . com as respectivas bases de cálculo. por FURNAS. do Termo de Recebimento Definitivo deste TERMO CONTRATUAL. a respectiva renovação sob pena de bloqueio dos pagamentos devidos. a CONTRATADA.03 com cobertura adicional para atendimento aos artigos 6º e 80º.2011 Folha 117/253 o) na hipótese descrita no Inciso I. km 24.Nenhum pagamento será feito à CONTRATADA até que seja aceita. dentro de 30 (trinta) dias. FURNAS verificará mensalmente.Caso ocorra o vencimento da Garantia antes do encerramento das obrigações contratuais. aceita por FURNAS. §1º . b) Fiança Bancária. inciso III. c1) juntamente com a referida apólice.G.06. ainda. feito junto a empresas de seguros e/ou resseguros autorizada a operar no mercado brasileiro pela Superintendência de Seguros Privados – SUSEP. a CONTRATADA deverá submeter a FURNAS.666/93 e artigo 2º da Lei 8. durante o prazo de vigência contratual. a ser depositada na Tesouraria de FURNAS. incidente sobre a mesma base de cálculo da retenção a que se refere o art. bem como a apresentação do demonstrativo ou da declaração previstos na Cláusula “OBRIGAÇÕES DA CONTRATADA” constituem condição para liberação dos pagamentos devidos à CONTRATADA. sob pena de bloqueio dos pagamentos devidos. a respectiva renovação. da Lei 8. a CONTRATADA deverá destacar. de nota fiscal ou fatura específica de que se trata esta Cláusula. em sua nota fiscal ou fatura. às suas custas. correspondente a 5% (cinco por cento) do valor do TERMO CONTRATUAL (Cláusula “VALOR DO TERMO CONTRATUAL”): a) Caução em dinheiro.Edital Número da Licitação CO. devendo a CONTRATADA providenciar. previsto na Cláusula “RECEBIMENTO DOS SERVIÇOS”. de acordo com a legislação em vigor. fará entrega ao Departamento de Construção de Geração Corumbá – DGB. parágrafo 4º da CLÁUSULA . do disposto neste parágrafo ensejará. a condição de regularidade.“CONTRIBUIÇÕES PARA O INSS E O FGTS”. §5º . . s/nº . Zona Rural. por FURNAS.DAQ. às suas custas. Pedregulho/SP. c) Seguro Garantia.O valor da garantia será atualizado nas mesmas condições de atualização do TERMO CONTRATUAL. assim como certidão de regularidade fiscal junto à SUSEP. o nome da entidade seguradora. da CLÁUSULA . c2) neste caso. de acordo com modelo de apólice estabelecido na circular SUSEP 232. pela CONTRATADA. §3º . situado à Rodovia Antonio Giolo.FURNAS poderá deduzir da Garantia multas e penalidades previstas neste TERMO CONTRATUAL.“CONTRIBUIÇÕES PARA O INSS E O FGTS”. CLÁUSULA – GARANTIA DE CUMPRIMENTO DO TERMO CONTRATUAL Para garantir o fiel e perfeito cumprimento de todas as obrigações assumidas neste TERMO CONTRATUAL.Usina Luiz Carlos Barreto de Carvalho (Estreito). §4º . bem como valor dos prejuízos que lhe forem causados. consoante modelo por esta última estipulado. emitida por instituição bancária aceita por FURNAS. o valor referente a 2%. a CONTRATADA emitirá nota fiscal ou fatura específica que contemple estes segurados.Antes da contratação do Seguro Garantia.

o SERVIÇO que for executado em desacordo com o TERMO CONTRATUAL.DAQ. em decorrência do disposto no parágrafo anterior. até e após a decisão final.No caso de execução da garantia. até a decisão final da controvérsia. CLÁUSULA – CONTROVÉRSIA SOBRE SERVIÇOS Ocorrendo controvérsia em relação a quaisquer dos SERVIÇOS objeto deste TERMO CONTRATUAL. CLÁUSULA .00011. b) desatendimento das determinações regulares da autoridade designada para acompanhar e fiscalizar a execução dos SERVIÇOS. implicará na aplicação da multa de 0. devidamente anotadas pela Fiscalização de FURNAS. sem justa causa e prévia comunicação a FURNAS. assim como de seus superiores. a CONTRATADA se obriga a complementá-la. especificações técnicas. Documentação Técnica ou prazos. . e) paralisação dos serviços. Parágrafo Único – Nas hipóteses acima. FURNAS poderá. que se contará do aviso escrito de FURNAS. levando FURNAS a comprovar a impossibilidade de conclusão dos SERVIÇOS nos prazos estipulados. §8º . obedecendo às determinações de FURNAS. §2º .Edital Número da Licitação CO.A ocorrência dos fatos constantes das alíneas "a" a "h" da Cláusula INADIMPLEMENTO DA CONTRATADA.2011 Folha 118/253 §7º . sujeitará a CONTRATADA a multas de 5% (cinco por cento) sobre o valor atualizado do CONTRATO (Cláusula “VALOR DO TERMO CONTRATUAL”). no prazo máximo de 10 (dez) dias. na conclusão total dos serviços (Cláusula “PRAZOS”) independentemente do disposto no parágrafo anterior. pagando os valores devidos até a data da rescisão. f) lentidão do seu cumprimento. c) cometimento reiterado de faltas na sua execução.A garantia será devolvida à CONTRATADA após a emissão do Termo de Recebimento Definitivo. conforme os parágrafos desta Cláusula. em até 30 (trinta) dias após solicitação pela CONTRATADA. h) emprego de mão-de-obra inabilitada ou não aceito e/ou não aprovado por FURNAS. ou 20 (vinte) dias não consecutivos. a CONTRATADA prosseguirá na sua execução. g) inobservância às Ordens de Serviço (OS). §1º . Parágrafo Único – FURNAS rejeitará. sob pena de bloqueio dos pagamentos devidos. até o limite de 10% (dez por cento) deste valor. por sua culpa.O atraso. até o limite de 10% (dez por cento) deste valor. d) atraso injustificado nos prazos de início ou conclusão dos SERVIÇOS. rescindir de pleno direito o TERMO CONTRATUAL de pleno direito.MULTAS POR INADIMPLEMENTO A CONTRATADA ficará sujeita a multas por inadimplemento. no todo ou em parte. independentemente das acima estipuladas. por dia corrido de atraso. a que se refere o §1º desta Cláusula. por culpa da CONTRATADA. pelo prazo de 10 (dez) dias consecutivos.G. a qualquer momento. às suas expensas. sem prejuízo da aplicação da multa rescisória.3% (três décimos por cento) do valor atualizado do CONTRATO (Cláusula “VALOR DO TERMO CONTRATUAL”). CLÁUSULA – INADIMPLEMENTO DA CONTRATADA A CONTRATADA será considerada inadimplente na ocorrência de quaisquer dos fatos abaixo discriminados: a) inobservância ou cumprimento irregular de quaisquer disposições contidas neste TERMO CONTRATUAL.

e) a alteração social ou modificação da finalidade ou da estrutura da empresa. por FURNAS. g) a ocorrência de caso fortuito ou força maior. a critério de FURNAS. h) razões de interesse público de alta relevância e amplo conhecimento. idoneidade profissional ou capacidade financeira da mesma. dando-lhe um prazo para regularização do inadimplemento. §4º . por ordem escrita de FURNAS. a qualquer momento. após o qual.As multas previstas nos parágrafo anteriores desta Cláusula serão aplicadas. bem como a dação em garantia. l) a não liberação. grave perturbação da ordem interna ou guerra. salvo em caso de calamidade pública.Nas hipóteses acima. e extrajudiciais a decretação de falência ou a instauração de insolvência civil da CONTRATADA. salvo em decorrência de calamidade pública. j) a suspensão da execução dos serviços. rescindir o TERMO CONTRATUAL de pleno direito e aplicar as penalidades previstas na CLÁUSULA “CONSEQUENCIA DA RESCISÃO”. justificadas e determinadas pela Diretoria de FURNAS e exaradas em processo administrativo a que se refere este TERMO CONTRATUAL. a cessão ou transferência total ou parcial.Edital Número da Licitação CO. da Lei no 8666/93. b) a subcontratação total do objeto deste TERMO CONTRATUAL. por repetidas suspensões que totalizem o mesmo prazo. sem prejuízo da incidência das multas ora estipuladas. se não regularizado. k) o atraso superior a 90 (noventa) dias dos pagamentos devidos por FURNAS. CLÁUSULA – RESCISÃO São motivos para a rescisão deste TERMO CONTRATUAL: a) o inadimplemento da CONTRATADA. a associação da CONTRATADA com outrem. §5º . ainda. tais operações importarem em modificação da qualificação técnica. por escrito. c) o deferimento de recuperações judiciais.2011 Folha 119/253 §3º . ou. f) cisão. i) a supressão de serviços em limite superior ao previsto na Lei no 8666/93.FURNAS notificará a CONTRATADA.DAQ. sem prejuízo das sanções penais cabíveis. §2º A rescisão do presente TERMO CONTRATUAL obedecerá ao procedimento previsto no artigo 79.G. grave perturbação da ordem interna ou guerra. que prejudique a execução deste TERMO CONTRATUAL. d) a dissolução da sociedade da CONTRATADA.888/93. CLÁUSULA – CONSEQÜÊNCIAS DA RESCISÃO A rescisão contratual acarretará as conseqüências descritas nesta Cláusula: . fusão ou incorporação da CONTRATADA se. independentemente da multa rescisória prevista na Cláusula “CONSEQÜÊNCIAS DA RESCISÃO”. até a data da rescisão. FURNAS poderá.00011. decorrentes de serviços ou parcelas destes já recebidos ou executados. m) o descumprimento do disposto no inciso V do art. no prazo contratual. §1º Na hipótese de recuperações judiciais ou extrajudiciais da CONTRATADA ficará a critério de FURNAS manter ou não este TERMO CONTRATUAL. 27 da Lei 8. será aplicada a multa. impeditiva da execução dos serviços. do local da execução dos serviços. por prazo superior a 120 (cento e vinte) dias. regularmente comprovada.

encargos e contribuições parafiscais. quando devidos na fonte. terá ela direito: I . . Estaduais e Municipais.A rescisão do presente TERMO CONTRATUAL. CLÁUSULA – DEDUÇÕES FURNAS poderá deduzir de quaisquer créditos da CONTRATADA.Edital Número da Licitação CO.Tais débitos. considerados. que também se responsabiliza pelo perfeito e exato cumprimento de todas as obrigações e formalidades que a lei a ela atribua. sem culpa da CONTRATADA. devendo esta retirar do local das obras ou dos SERVIÇOS os equipamentos e instalações de sua propriedade no prazo máximo de 30 (trinta) dias. fazendo-se os pagamentos à CONTRATADA por seu valor líquido. sem culpa da CONTRATADA. sujeitará a CONTRATADA ao pagamento de multa correspondente a 5% (cinco) por cento do valor atualizado deste TERMO CONTRATUAL (CLÁUSULA .ao pagamento do custo da desmobilização.2011 Folha 120/253 §1º . desde já.00011. II) a imissão por FURNAS na posse das obras e materiais de seu interesse. FURNAS se imitirá imediatamente na posse das obras. independentemente de qualquer procedimento judicial. III) a posse imediata por FURNAS nos termos da lei. §2º . pelas partes. consoante com o disposto na Cláusula – “GARANTIA DE CUMPRIMENTO DO TERMO CONTRATUAL”. correm por conta exclusiva da CONTRATADA. débitos.Quando a rescisão ocorrer com base no disposto nas alíneas "g" a "l" da Cláusula – “RESCISÃO”. dívidas líquidas e certas. com fundamento nos motivos constantes das alíneas "a" a "f" e “m” da Cláusula – “RESCISÃO”. eventualmente devidos pela execução dos SERVIÇOS objeto deste TERMO CONTRATUAL. materiais e equipamentos. a fim de não haver interrupção dos mesmos. ela terá direito ao ressarcimento dos prejuízos regularmente comprovados. §1º . indenizações ou multas. e cobráveis mediante execução forçada. CLÁUSULA – TRIBUTOS Todos os tributos Federais. por ela incorridos. das instalações. até o limite dos prejuízos causados a FURNAS. bem como do seu pessoal alocado nas obras ou nos SERVIÇOS ora contratados. constituindo este TERMO CONTRATUAL título executivo extrajudicial (artigo 585. ficando também certo que. III . serão retidos na forma da lei. §5º . ensejará ainda: I) a execução da Garantia Contratual.DAQ. cobrável mediante execução. IV) a retenção dos créditos decorrentes do TERMO CONTRATUAL.G.Os tributos e contribuições.“MULTAS POR INADIMPLEMENTO”. nenhuma outra indenização será devida por FURNAS à CONTRATADA. II – aos pagamentos devidos pela execução do TERMO CONTRATUAL até a data da rescisão. com a rescisão. § Único . §4º . sem prejuízo da aplicação das penalidades previstas na CLÁUSULA . até a data da rescisão.“VALOR DO TERMO CONTRATUAL”). Inciso II do CPC). §3º .à devolução da garantia contratual.Na hipótese dos parágrafos 2º (segundo) e 3º (terceiro) desta Cláusula.A rescisão contratual com base nas hipóteses previstas nas alíneas "a" a "f" e “m” da CLÁUSULA – “RESCISÃO” deste termo. independentemente de qualquer providência judicial. indenizações ou multas são. para ressarcir FURNAS e dos valores das multas e indenizações a ela devidos.Se a rescisão se der com apoio no que prevêem as alíneas "h" a "l" da Cláusula “RESCISÃO”. em virtude da rescisão.

fica FURNAS autorizada a promover o respectivo resgate..... portanto. exceto nos locais onde FURNAS efetua a retenção e recolhimento.. a CONTRATADA.. oriundos deste TERMO CONTRATUAL.... por imposição de legislação local..FGTS. de modo a cobrir as diferenças comprovadamente decorrentes destas alterações... incluindo suas revisões e eventuais acréscimos. em nome da CONTRATADA. existência de débitos provenientes do não recolhimento de contribuições ao INSS e ao FGTS por parte da CONTRATADA. neste TERMO CONTRATUAL. em geral..FGTS. inclusive em relação a dispositivos legais e regulamentares. juntamente com a fatura da prestação de SERVIÇOS. por FURNAS. correspondente à medição do mês imediatamente anterior... caso venha a ser autuada pela Fazenda Federal.G.. defender-se com empenho e zelo perante as autoridades competentes. acompanhado das respectivas folhas de pagamento.. novos tributos. por FURNAS. Na hipótese de ainda não ser conhecido o custo final como acima definido. §1º .....2011 Folha 121/253 §2º . §4º . ou na lei.A CONTRATADA deverá fornecer a FURNAS cópia autenticada das guias de recolhimento do Imposto Sobre SERVIÇOS de Qualquer Natureza (ISSQN).. no que concerne ao objeto deste TERMO CONTRATUAL.. não importa em novação quanto a seus termos. não devendo.. de quaisquer dos direitos a ela assegurados neste TERMO CONTRATUAL. pela CONTRATADA..DAQ. CLÁUSULA – NOVAÇÃO A não utilização. será o preço revisado...A CONTRATADA. (.. obriga-se a.... 20 (vinte) ou 25 (vinte e cinco) anos.). CLÁUSULA – CONTRIBUIÇÕES PARA O INSS E FGTS Obriga-se a CONTRATADA a manter-se inteiramente quite com as contribuições previdenciárias devidas ao INSS e com as contribuições para o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço .Para este efeito........ exigir que seja dita comprovação ministrada através da certidão competente. sem prejuízo do direito que assistirá a FURNAS de.. de forma a aumentar ou diminuir o ônus da CONTRATADA. não obstante o acima disposto. deverá ser efetuado um acréscimo de 4% . §4º . Todos os recursos postos à disposição de FURNAS. §3º .. apresentará a FURNAS os comprovantes de recolhimento dos valores devidos ao INSS e ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço . com repercussão na economia contratual.VALOR DO TERMO CONTRATUAL Para todos os efeitos. inclusive eventual imposição de penalidades..Nos casos que assim a legislação determinar. §5º . correção monetária.00011. o valor do presente TERMO CONTRATUAL é igual ao custo final dos SERVIÇOS contratados... encargos ou contribuições parafiscais.. juntamente com qualquer faturamento dos SERVIÇOS objeto deste TERMO CONTRATUAL. ou modificada a base de cálculo e /ou alíquotas dos atuais. §2º . §3º . em qualquer momento. FURNAS não se responsabiliza pelo ressarcimento de quaisquer multas.. para fins de verificação de sua regularidade. após a assinatura do TERMO CONTRATUAL.. a seu único juízo. de conformidade com a norma pertinente à matéria. cujo montante será deduzido de quaisquer faturamentos ou créditos da CONTRATADA.... trabalhistas e previdenciárias. as contribuições devidas ao INSS serão retidas. adotar-se-á o valor estimado de R$ .. ou a não aplicação de quaisquer sanções neles previstas..Caso as atividades exercidas no cumprimento deste TERMO CONTRATUAL exponham o trabalhador a agentes nocivos que lhe permitam a concessão de aposentadoria especial após 15 (quinze). penalidades.Edital Número da Licitação CO..Caso sejam criados. Estadual ou Municipal. ser interpretada como renúncia ou desistência de aplicação ou de ações futuras. serão considerados como cumulativos e não alternativos..Face ao disposto no "caput" desta Cláusula. juros e outras despesas resultantes da não observância de obrigações tributárias..Verificada.. CLÁUSULA ..

devendo a CONTRATADA acompanhar e facilitar. a CONTRATADA solicitará por escrito a emissão do “Termo de RECEBIMENTO PROVISÓRIO”. §5º . §6º .Caso a CONTRATADA não apresente a Certidão Negativa de Débitos no INSS (CND) e/ou Certificado de Regularidade no FGTS (CRF).Edital Número da Licitação CO. a dita verificação. assinado pelas partes.Definitivamente Mediante termo circunstanciado. e sendo possível a identificação dos trabalhadores. por parte da CONTRATADA. após o decurso do prazo de observação de 90 (noventa) dias contados a partir da emissão do “Termo de RECEBIMENTO PROVISÓRIO” observados os seguintes procedimentos: 1. FURNAS encaminhará à CONTRATADA. Executado o TERMO CONTRATUAL. a relação detalhada dos pontos que necessitam reparos. até que tais documentos sejam apresentados. III .caso ocorra a utilização destes trabalhadores sem que haja a emissão de nota fiscal específica de que trata o §5º. FURNAS constatar qualquer defeito na execução dos SERVIÇOS.G. a base de cálculo sobre a qual incidirá o adicional a que se refere este parágrafo será proporcional ao número de trabalhadores envolvidos naquelas atividades. quando aplicável. o seu objeto será recebido: I – Provisoriamente Pelo responsável por seu acompanhamento e FISCALIZAÇÃO. entre o total de trabalhadores. do valor de cada serviço. A emissão do “Termo de RECEBIMENTO DEFINITIVO” está condicionada à solução. FURNAS poderá reter quaisquer créditos provenientes deste TERMO CONTRATUAL. correções ou alterações. Após a execução das revisões solicitadas por FURNAS. Se nos 90 (noventa) dias posteriores à emissão do “Termo de RECEBIMENTO PROVISÓRIO”. dos envolvidos ou não com as atividades que os exponham a agentes nocivos. deverá ser emitida nota-fiscal específica pela CONTRATADA que espelhe o valor referente ao acréscimo de 4%. 2. das atividades a serem executadas e dos tipos de aposentadoria especial.DAQ.No caso previsto no inciso “I” do § 4º desta Cláusula. CLÁUSULA – RECEBIMENTO DOS SERVIÇOS O Recebimento dos SERVIÇOS será precedido de minuciosa verificação por parte de FURNAS. que diligenciará a imediata correção dos defeitos comunicados. 3% ou 2%”. 2. II .o adicional a que se refere este parágrafo incidirá somente sobre o valor dos SERVIÇOS prestados por estes segurados. perfazendo o total de 13% (treze por cento). e havendo a possibilidade de identificação. sem que haja a possibilidade de identificação de seu número. para comprovação da perfeita execução dos SERVIÇOS. quando houver a utilização de trabalhadores na execução de atividades que os exponham a agentes nocivos. Concluída a verificação supracitada. sendo observados os seguintes procedimentos: 1. comunicará por escrito à CONTRATADA. de acordo com o TERMO CONTRATUAL e com os documentos que o integram. abaixo. I . II . e/ou a discriminação do valor de cada um dos SERVIÇOS contratados. o adicional de que trata este parágrafo será de 2% (dois por cento) e incidirá sobre a mesma base de cálculo utilizada para efetuar a retenção de 11% (onze por cento).na hipótese de haver neste TERMO CONTRATUAL a previsão de utilização destes trabalhadores.2011 Folha 122/253 (quatro por cento). respectivamente. até 30 (trinta) dias após a solicitação escrita de emissão do “Termo de Recebimento” por parte da CONTRATADA. na retenção a que se refere a legislação previdenciária. por todos os meios ao seu alcance.00011. 3% (três por cento) ou 2% (dois por cento). arcando a CONTRATADA com todos os custos e despesas daí decorrentes. assinado pelas partes. de todos os acertos e pendências relativas ao objeto do TERMO . valor este que será destacado pela CONTRATADA em sua nota fiscal/fatura. mediante termo circunstanciado.

_________________________________________ CONTRATADA TESTEMUNHAS: _______________________________ Nome: CPF: _______________________________ Nome: CPF: . CLÁUSULA – FORO Fica eleito o Foro Central da Cidade do Rio de Janeiro. pondo-os à disposição da CONTRATADA. à necessária “Anotação de Responsabilidade Técnica – ART”. nem ético profissional pela perfeita execução do TERMO CONTRATUAL. relativa a este TERMO CONTRATUAL. para resolver ou dirimir qualquer questão decorrente deste TERMO CONTRATUAL. FURNAS poderá proceder à retirada dos materiais restantes. por mais privilegiado que o seja. assinam as partes o presente TERMO CONTRATUAL.DAQ. Rio de Janeiro. nos termos da legislação aplicável. renunciando as partes a qualquer outro. na presença das testemunhas abaixo. passível de retirada. arcando a CONTRATADA com todos os custos e despesas daí decorrentes. ________________________________________ FURNAS CENTRAIS ELÉTRICAS S. correspondentes a esta contratação são próprios de FURNAS e estão identificados conforme quadro abaixo: Categoria Econômica Investimento Investimento Estrutural Código Funcional Programático 0001100011xx 0001100011xx 0001100011xx CLÁUSULA – RESPONSABILIDADE TÉCNICA PERANTE O CREA A CONTRATADA assume a obrigação expressa de proceder sem ônus para FURNAS. somente serão considerados concluídos com a emissão do “Termo de RECEBIMENTO DEFINITIVO”. Parágrafo Único . Os Recebimentos não excluem a responsabilidade civil pela solidez e segurança dos SERVIÇOS. CLÁUSULA– PREVISÃO ORÇAMENTÁRIA Os recursos. perante o CREA. a CONTRATADA terá um prazo de 15 (quinze) dias para retirar do local dos SERVIÇOS as máquinas.Edital Número da Licitação CO. Findo este prazo. objeto do presente TERMO CONTRATUAL. em 3 (três) vias de igual teor e para um só efeito. E.2011 Folha 123/253 CONTRATUAL. Estado do Rio de Janeiro. as instalações e tudo o mais de sua propriedade. ___ de ______________ de 2011. Fica estabelecido que os SERVIÇOS. por se acharem justas e contratadas.A. sob pena de ser considerada inadimplente e sujeita às penalidades cabíveis.Após a conclusão dos SERVIÇOS. os equipamentos.00011. inclusive as de remoção e depósito. 3.G. correndo por conta desta todas as despesas daí decorrentes.

inscrita no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica do Ministério da Fazenda sob o no 23. 3. tal como se todos os seus termos e condições fossem aqui transcritos.G. segundo o previsto na Cláusula – “RECEBIMENTO DOS SERVIÇOS” do mencionado TERMO CONTRATUAL. inscrita no citado Cadastro.A. sob as penas da lei. em ____________________________. o Contrato no ___________. até o limite da presente Fiança. com sede na _________________(Cidade e Estado). Contrato este que integra a presente Fiança. obter de FURNAS a confirmação de que os SERVIÇOS foram efetivamente aceitos e de que a AFIANÇADA adimpliu todas as obrigações estabelecidas no TERMO CONTRATUAL no________________. com expressa renúncia a qualquer outro. FURNAS CENTRAIS ELÉTRICAS S. Rua Real Grandeza . depositará em nome de FURNAS. O Banco renuncia expressamente a qualquer notificação prévia por modificações que FURNAS e a AFIANÇADA venham a introduzir no Contrato no__________.. como fiador e principal pagador. Estado do Rio de Janeiro. 7. até o valor de R$_____________________(__________________________________________________). adiante designade FURNAS. 5. a qualquer título. no curso de sua execução.A. Declaram os signatários da presente.2011 Folha 124/253 2. Fica eleito. expressamente. que estão devidamente habilitados a firmá-la. na Cidade do Rio de Janeiro. tendo por objeto _____________________. Imediatamente após aviso escrito de FURNAS informando a quantia devida pela AFIANÇADA.194/0001-19. sob o no _________________. através da presente. obrigando-se por si e eventuais sucessores.Edital Número da Licitação CO. por mais privilegiado que o seja. o foro da Comarca do Rio de Janeiro. O Banco renuncia. conforme___________ (artigo ___ dos Estatutos Sociais. no estabelecimento bancário por ela indicado. empresa concessionária de serviço público de energia elétrica. 4. Assinaturas dos representantes do Banco ____________________________ _____________________________ (Firmas reconhecidas) . ou procuração. também. feito por FURNAS a terceiros credores da AFIANÇADA.274. exceto se houver alteração do seu valor total. com sede e Escritório Central na Rua Real Grandeza no 219. em razão da inobservância das obrigações estipuladas no Contrato acima referido. e __________________________. ou _____________). antes de considerá-la vencida. Estado do Rio de Janeiro. 219 Rio de Janeiro – RJ 1. 2. Ciente de que entre a FURNAS CENTRAIS ELÉTRICAS S. 6. a citada quantia. o Banco ________________________. este Banco. garante FURNAS pelo fiel e perfeito cumprimento de todas e cada uma das obrigações assumidas pela AFIANÇADA no instrumento aludido.DAQ.00011. por motivo do Contrato no ________. Esta garantia terá validade até a emissão do TERMO DE RECEBIMENTO DEFINITIVO. obrigando-se o Banco a. doravante denominada AFIANÇADA. foi celebrado. MODELO DE GARANTIA DE CUMPRIMENTO DO TERMO CONTRATUAL – FIANÇA BANCÁRIA Rio de Janeiro. ou em virtude de pagamento. ao benefício de ordem estatuído no Artigo 827 do Código Civil Brasileiro em vigor. para solução de controvérsias derivadas da presente garantia.

DAQ.G.00011.2011 Folha 125/253 CONDIÇÕES ESPECÍFICAS SEÇÃO V – DESCRIÇÃO E CONDIÇÕES DE EXECUÇÃO DOS SERVIÇOS SEÇÃO VI – DISPOSIÇÕES DE ENGENHARIA DE SEGURANÇA INDUSTRIAL .Edital Número da Licitação CO.

5. 7.Edital Número da Licitação CO. DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA 11.DAQ. RELAÇÃO DAS NORMAS TÉCNICAS . PREÂMBULO OBJETO DA CONCORRÊNCIA ESCOPO DOS SERVIÇOS QUALIFICAÇÃO TÉCNICA EXIGIDA LOCAL E PRAZO DE EXECUÇÃO DOS SERVIÇOS SERVIÇOS EM ÁREAS ENERGIZADAS AUTORIZAÇÃO PARA EXECUÇÃO DOS SERVIÇOS ACOMPANHAMENTO E FISCALIZAÇÃO DOS SERVIÇOS ESPECIFICAÇÕES DOS SERVIÇOS 10. 2.2011 Folha 126/253 SEÇÃO V DESCRIÇÃO E CONDIÇÕES DE EXECUÇÃO DOS SERVIÇOS (ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS) 1. 9. 4. 3. 6.00011.G. 8.

escavação manual e mecânica de solo. recuperação e reforma são de fundamental importância para o bom desempenho das estruturas das usinas. execução de chapisco e reboco. o LICITANTE deverá consultar também a minuta do TERMO CONTRATUAL (Seção IV). localizada no município de Araporã/MG. OBRIGAÇÕES DE FURNAS. de forma sucinta: locação topográfica. execução de estrutura de concreto armado.C – é detentor de atribuições diversas. sendo as principais a execução de obras de modernização. montagem e desmontagem de andaimes. RECEBIMENTO DOS SERVIÇOS e. ACEITABILIDADE E JULGAMENTO DAS PROPOSTAS desse EDITAL de forma a melhor conhecer os custos com vistas à elaboração de seu orçamento. GARANTIA DE CUMPRIMENTO DO TERMO CONTRATUAL.2011 Folha 127/253 1. impermeabilização de estruturas. As obras de adequação. corte. instalação de tubulação e conexões de ferro fundido. sob regime de empreitada por preço unitário. Construção de Parede Corta Fogo. 3. . e não constituem atividades fim da empresa. OBJETO DA CONCORRÊNCIA Contratação. recuperação e reforma de usinas existentes. Os SERVIÇOS contratados contemplam o fornecimento de todos os materiais. pintura das tubulações e conexões. execução de colchão de areia. aterramento e limpeza final da obra. de forma sucinta: a) CONSTRUÇÃO DE CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO PRÓXIMA A CASA DE FORÇA Os serviços a serem executados nesta atividade compreendem. adequação.G. 2. instalação de tubulação e conexões de ferro fundido. execução de alvenaria estrutural. aterramento e limpeza final da obra. Os serviços a serem contratados correspondem à Construção e Adequação de Caixas Separadoras de Água e Óleo.Edital Número da Licitação CO. INADIMPLEMENTO DA CONTRATADA. corte. b) CONSTRUÇÃO DE CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO E SISTEMA DE DRENAGEM PARA OS REATORES DA LT EMBORCAÇÃO/ITUMBIARA NA SUBESTAÇÃO 500 kV Os serviços a serem executados nesta atividade compreendem.CRITÉRIOS DE ANÁLISE. na Seção III. em especial as cláusulas FATURAMENTO E CONDIÇÕES DE PAGAMENTO. impermeabilização de estrutura de concreto. item 7 . localizada no município de Araporã/MG. instalação de tubulação de concreto armado. instalação de tubulação e conexões de aço carbono. montagem e desmontagem de andaimes. de forma sucinta: limpeza e preparação de superfície de concreto. dobra e montagem de armaduras. montagem de formas de madeira. execução de estrutura de concreto. dos serviços de construção e adequação de caixas separadoras de água e óleo. montagem de formas de madeira. dobra e montagem de armaduras. reaterro de valas.00011.DAQ. Substituição de lastro de britas e Construção de Caixas de Contenção na área industrial da Usina Hidrelétrica de Itumbiara. ESCOPO DOS SERVIÇOS Os SERVIÇOS a serem realizados pela LICITANTE referentes ao objeto do presente EDITAL compreendem. PREÂMBULO O Departamento de Construção de Geração Corumbá – DGB. substituição de lastros de britas e construção de caixas de contenção na área industrial da Usina Hidrelétrica de Itumbiara. retirada de lastro de brita. OBRIGAÇÕES DA CONTRATADA. equipamentos e mão de obra necessários para a execução total do objeto da presente Licitação. Além das informações descritas neste EDITAL. construção de parede corta fogo.

recomposição de pavimento asfáltico. tratamento de trincas e fissuras em concreto. execução de chapisco e reboco. demolição de pavimento asfáltico. instalação de tubulação de concreto armado. dobra e montagem de armaduras. limpeza final da obra. g) CONSTRUÇÃO DE PAREDE CORTA-FOGO NOS REATORES DA SUBESTAÇÃO 345 kV Os serviços a serem executados nesta atividade compreendem. execução de estruturas de concreto armado. de forma sucinta: locação topográfica. demolição de alvenaria de bloco de concreto. COM IMPERMEABILIZAÇÃO E COLOCAÇÃO DE BRITA. instalação de tubulação e conexões de ferro fundido. retirada de trilhos de aço. montagem de formas de madeira. execução de lastro de brita. dobra e montagem de armaduras. aterramento e limpeza final da obra. retirada de lastro de brita. execução de lastro de concreto magro.G. escavação manual de solo. reaterro de vala. lastro de concreto magro. montagem de formas de madeira. escavação manual de solo. demolição de pavimento asfáltico. montagem e desmontagem de andaimes. execução de colchão de areia. instalação de tubulação e conexões de aço carbono. execução de alvenaria estrutural. PARA OS REATORES DA SUBESTAÇÃO 345 kV Os serviços a serem executados nesta atividade compreendem de forma sucinta a locação topográfica. reaterro. PARA OS REATORES DA SUBESTAÇÃO 500 kV Os serviços a serem executados nesta atividade compreendem. instalação de tubulação e conexões de ferro fundido. e) CONSTRUÇÃO DE CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO E SISTEMA DE DRENAGEM PARA OS TRANSFORMADORES DA SUBESTAÇÃO 500 kV Os serviços a serem executados nesta atividade compreendem. execução de lastro de brita. demolição de concreto armado. montagem de formas de madeira. h) CONSTRUÇÃO DAS BACIAS DE DRENAGEM. execução de lastro de brita. execução de alvenaria estrutural. execução de alvenaria estrutural. demolição de concreto. escavação manual e mecânica de solo. de forma sucinta: locação topográfica. impermeabilização interna das caixas de contenção. execução de estrutura de concreto armado. recomposição de pavimento asfáltico. demolição de concreto simples e armado.2011 Folha 128/253 c) CONSTRUÇÃO DAS BACIAS DE DRENAGEM. execução de chapisco e reboco. aterramento e limpeza final da obra. f) CONSTRUÇÃO DE CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO E SISTEMA DE DRENAGEM PARA OS REATORES DA LT PORTO COLOMBIA NA SUBESTAÇÃO 345 kV Os serviços a serem executados nesta atividade compreendem. limpeza de superfície. execução de alvenaria estrutural. aterramento e limpeza final da obra. execução de estrutura de concreto armado. execução de chapisco e reboco. impermeabilização de estruturas. corte. instalação de tubulação de concreto armado. de forma sucinta: locação topográfica. impermeabilização de estruturas.00011. pintura das tubulações e conexões. execução de lastro de brita. montagem de trilhos de aço. corte.DAQ. escavação mecânica de solo. impermeabilização de estruturas. montagem de formas de madeira. montagem de formas de madeira. execução de estruturas de concreto. de forma sucinta: locação topográfica. de forma sucinta: retirada de lastro de brita. dobra e montagem de armaduras.Edital Número da Licitação CO. instalação de tubulação e conexões de aço carbono. aterramento e limpeza final da obra. d) SUBSTITUIÇÃO DA BRITA E IMPERMEABILIZAÇÃO DE TODAS AS CAIXAS DE CONTENÇÃO DOS TRANSFORMADORES DA SUBESTAÇÃO 500 kV Os serviços a serem executados nesta atividade compreendem. execução de estrutura de concreto. corte. aterramento e limpeza final da obra. corte. corte. . perfuração de pilares de concreto. dobra e montagem de armaduras. escavação mecânica e manual de solo. demolição de concreto. dobra e montagem de armaduras. COM IMPERMEABILIZAÇÃO E COLOCAÇÃO DE BRITA. montagem e desmontagem de andaimes. impermeabilização de estruturas.

Edital Número da Licitação CO. 5. Quando não houver necessidade de desligamento. 4. O prazo de execução é de 10 (dez) meses. instalação de tubulação e conexões de ferro fundido. execução de colchão de areia. execução de lastro de brita. execução de chapisco e reboco. demolição de alvenaria de tijolos maciços. face às instruções em vigor do ONS (Operador Nacional do Sistema). localizada à Rodovia BR 153.2011 Folha 129/253 i) CONSTRUÇÃO DAS BACIAS E SISTEMA DE DRENAGEM PARA OS TRANSFORMADORES E TANQUE DE ÓLEO ISOLANTE NA SUBESTAÇÃO 345 kV Os serviços a serem executados nesta atividade compreendem de forma sucinta a locação topográfica. execução e instalação de grelha de ferro fundido. execução de lastro de concreto magro. instalação de tubulação e conexões de aço galvanizado. montagem de estrutura metálica. Para programação dos SERVIÇOS a serem executados sob desligamento. para a realização de SERVIÇOS dentro de áreas energizadas ou em áreas próximas. retirada de lastro de brita. com início após emissão da Ordem de Serviço em até 10 (dez) dias após a data de assinatura do TERMO CONTRATUAL. montagem de formas de madeira. execução de estruturas de concreto. demolição de concreto armado. por escrito. km 1. 6. o LICITANTE deverá solicitar autorização à FURNAS com antecedência mínima de 60 (sessenta) dias. também. pintura das tubulações de ferro fundido. j) CONSTRUÇÃO DE BACIA DE CONTENÇÃO PARA O TANQUE DE ÓLEO DIESEL DO GRUPO MOTO-BOMBA Os serviços a serem executados nesta atividade compreendem de forma sucinta a remoção de tanque de aço. desmontagem de estrutura metálica. instalação de bandeja metálica. considerar a sua execução em períodos noturnos e/ou durante os finais de semana ou feriados. aterramento e limpeza final da obra. recolocação de tanque de aço. dobra e montagem de armaduras. os cuidados quanto ao uso de ferramentas e equipamentos de proteção pessoal. no Município de Araporã / MG. LOCAL E PRAZO DE EXECUÇÃO DOS SERVIÇOS Os serviços previstos nesta EDITAL serão executados na Área Industrial da Usina Hidrelétrica de Itumbiara. execução de alvenaria estrutural. devendo ser compatível com as características e especificidades do escopo das obras e SERVIÇOS a serem executados. o LICITANTE deverá solicitar autorização à FURNAS com antecedência mínima de 7 (sete) dias. FURNAS não será responsável por horas paradas que vierem a ocorrer devido ao não cumprimento. execução e instalação de guarda corpo em aço galvanizado. execução de solda em bandeja metálica. Havendo necessidade de desligamento de Linhas de Transmissão ou setores de Subestação. do disposto neste item. corte. limpeza final da obra.00011.DAQ. escavação mecânica e manual de solo. de FURNAS. impermeabilização de estruturas. montagem e desmontagem de andaimes. pelo LICITANTE.G. As áreas de trabalho deverão ser isoladas das áreas energizadas através dos dispositivos que determinam as normas de segurança de trabalho. QUALIFICAÇÃO TÉCNICA EXIGIDA A qualificação técnica da mão de obra necessária a ser mobilizada para execução dos SERVIÇOS é de responsabilidade do LICITANTE. pintura da tubulação e conexões de aço galvanizado. sendo observados. . SERVIÇOS EM ÁREAS ENERGIZADAS O LICITANTE deverá receber autorização.

por escrito. ESPECIFICAÇÕES DOS SERVIÇOS As especificações técnicas constantes desse item têm por objetivo estabelecer métodos de execução. que represente as condições de planejamento a serem observadas na execução dos SERVIÇOS. O representante de FURNAS anotará em registro próprio (Diário de Obra) todas as ocorrências relacionadas com a execução do TERMO CONTRATUAL. sendo vedado ao LICITANTE atender a qualquer sugestão. A fiscalização terá amplos e completos poderes para acompanhar a execução da OBRA e. ACOMPANHAMENTO E FISCALIZAÇÃO DOS SERVIÇOS FISCALIZAÇÃO POR FURNAS A execução do TERMO CONTRATUAL será acompanhada e fiscalizada por um representante de FURNAS especialmente designado. tudo de acordo com as resoluções do CONFEA a respeito. constante da Seção III. liberando a execução da atividade. sendo que nenhuma medição será liberada sem que todas as atividades previstas para o respectivo período tenham sido cumpridas. conforme minuta do TERMO CONTRATUAL. na hipótese de algum impedimento técnico. determinando o que for necessário à regularização das faltas ou defeitos observados. Fica certo que a fiscalização referida neste item em nada poderá alterar ou modificar as condições de execução das obras.DAQ. FURNAS encaminhará à CONTRATADA uma Ordem de Serviço. de FURNAS. O cronograma físico-financeiro será utilizado pela FISCALIZAÇÃO da OBRA. não exonera o LICITANTE de suas obrigações e das conseqüências delas advindas. bem como especificar materiais. sendo permitida a contratação de terceiros para assisti-lo e subsidiá-lo com informações pertinentes a essa atribuição.2011 Folha 130/253 7. em consonância com o apresentado em sua PROPOSTA. no que diz respeito à liberação dos SERVIÇOS a serem executados. ou compensadas. a critério da FISCALIZAÇÃO. 8.Edital Número da Licitação CO. para que os SERVIÇOS possam ser iniciados. A CONTRATADA não iniciará qualquer etapa de serviço sem a prévia liberação. O exercício por FURNAS do direito de fiscalizar a obra.2. bem como a sua aprovação a testes e ensaios. 9.1. obrigando-se o LICITANTE a facilitar. para aprovação. através de formulários específicos para esse fim. aos mesmos. por escrito. 8. FISCALIZAÇÃO PELA PROJETISTA A projetista e os co-responsáveis pelo projeto poderão exercer a fiscalização que a lei lhes garante. aceitação dos SERVIÇOS executados e acompanhamento das medições. AUTORIZAÇÃO PARA EXECUÇÃO DOS SERVIÇOS Após a implantação do contrato.00011. com o objetivo de assegurar a adequação da obra ao projeto. equipamentos e acessórios a serem aplicados nas obras/serviços descritos nesse instrumento contratual. o cronograma físico-financeiro detalhado. matéria afeta apenas ao que se dispõe no presente EDITAL. . terá como atribuições precípuas àquelas constantes da Cláusula “FISCALIZAÇÃO DESTE TERMO CONTRATUAL POR FURNAS” constante na Seção IV – TERMO CONTRATUAL E GARANTIAS – MODELOS. FURNAS indicará ao LICITANTE os profissionais credenciados a exercer a fiscalização prevista neste item. a CONTRATADA deverá elaborar e encaminhar a FURNAS. reclamação ou determinação daquela fiscalização sem aprovação prévia e por escrito de FURNAS.G. 8. Após aprovação do cronograma detalhado. nem diminui a responsabilidade a ela atribuída. acesso a todos os elementos necessários ao exercício desta fiscalização.

. servindo como projeto básico e sendo exigidos por FURNAS. equipamentos e materiais. As amostras de materiais aprovadas por FURNAS. serão cuidadosamente conservadas no canteiro de obras até o fim dos trabalhos. podendo a CONTRATADA ofertar marcas similares. a verificação de sua perfeita correspondência aos materiais fornecidos ou já empregados. desde que mantido e comprovado o padrão de qualidade. cabendo aos licitantes a responsabilidade de verificar. dos projetos. a qualquer tempo. quando em desacordo com as especificações.G. das especificações e dos demais componentes integrantes da documentação técnica fornecida por FURNAS para execução da obra/serviço. o que será avaliado tecnicamente. a retirar do recinto das obras os materiais impugnados por FURNAS. DISPOSIÇÕES GERAIS A CONTRATADA deverá fornecer todos os SERVIÇOS necessários para a execução total das Obras. através de análise dessas especificações. de fabricantes reconhecidos no mercado. salvo disposições estabelecidas em contrário. Prefeitura e outros). As normas da ABNT ou as equivalentes internacionais prevalecerão em caso de divergências entre as Especificações Técnicas e as respectivas normas. depois de convenientemente autenticadas por esta e pela CONTRATADA. mas interdependentes. a contar do recebimento da ordem atinente ao assunto. dos projetos construtivos e de vistoria ao local da obra. Cada lote ou parte do material deverá. para análise comparativa com os materiais especificados. dentro de 72 (setenta e duas) horas. previamente aprovadas. além de outras averiguações.00011. as Especificações Técnicas e demais documentos sejam minuciosamente conhecidos em todas as suas partes.DAQ. comparando-se as características do material ou equipamento ofertado com o especificado. observando-se ainda o desempenho e o rendimento do produto a ser aplicado. pois as folhas de desenhos e os detalhes não são por si só completos. devendo satisfazer rigorosamente os requisitos mínimos de desempenho da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e as exigências de FURNAS constantes deste EDITAL. à suas expensas. equipamentos e acessórios a serem utilizados no local dos serviços e o modo de instalação dos mesmos. verificação e comparação de todos os desenhos. ser comparado com as respectivas amostras. A CONTRATADA somente poderá aplicar qualquer material depois de submetê-lo ao exame e aprovação de FURNAS. À CONTRATADA cabem os recolhimentos de todas as taxas e licenças inerentes ao objeto do contrato e de responsabilidade da empresa contratada de acordo com a legislação local e os órgãos competentes (CREA. de forma a facultar. INSS. dos detalhes. Todos os materiais e acessórios a serem empregados na obra deverão ser novos e comprovadamente de primeira qualidade.2011 Folha 131/253 Essas especificações servem de base exclusiva para o tipo e definição técnica dos materiais.1. É necessário que o projeto. os quantitativos e as condições de realização dos serviços. 9. contemplando mão de obra. a quem caberá impugnar o seu emprego. Compete à CONTRATADA fazer estudo.Edital Número da Licitação CO. o bom acabamento. As marcas citadas nessas Especificações Técnicas e nos projetos servem como referência para definir o padrão a ser utilizado objetivando a composição dos custos. A CONTRATADA será obrigada. Qualquer substituição dos produtos especificados por outros ditos similares ou equivalentes só será aceita com apresentação de ensaios de caracterização e desempenho.

além disso. bem como a placa da CONTRATANTE. às modificações. A CONTRATADA deverá fazer a aferição das dimensões. 9. Deverão ser previstas.00011. 9. de 25. está última constituída por chapa metálica nº 24.1. de forma a conferir total rigidez ao conjunto – com dimensão de 2. descritos nas planilhas de Administração Local e Instalação de Canteiro de Obras e Mobilização e adotará todas as medidas necessárias com vistas ao início dos serviços no prazo de até 15 (quinze) dias corridos após a data da expedição da Ordem de Serviço.2 SERVIÇOS PRELIMINARES FURNAS cederá um espaço localizado dentro de sua área industrial nas proximidades do local da obra. sem ônus adicionais à FURNAS. Em casos de erros na locação da obra será de responsabilidade da CONTRATADA proceder.3. dos equipamentos e o nível de capacitação do pessoal indicado para os postos-chave das operações. internamente em travessas dispostas em cruz. a qual verificará a adequação das instalações.0mx2. A CONTRATADA providenciará a mobilização de todos os equipamentos. para que sejam efetuadas as verificações e aferições que forem pertinentes.17mm. demolições e reposições que se tornarem necessárias. à custa da CONTRATADA. de abas iguais. sendo que os mesmos deverão ser iniciados à partir dos pontos de referência apontados nos projetos. serão eles submetidos à inspeção de FURNAS.G. materiais e pessoal. a ocorrência deverá ser comunicada à FISCALIZAÇÃO. Após a demarcação dos alinhamentos e pontos de nível. ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DA CONSTRUÇÃO DE CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO PRÓXIMA À CASA DE FORÇA REFERÊNCIA – ITEM C DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. ficando. de acordo com o contrato firmado entre as partes interessadas.Edital Número da Licitação CO. no requadro do perímetro e também. por sua responsabilidade. a CONTRATADA deverá comunicar à FISCALIZAÇÃO. a quem competirá deliberar a respeito.0m a ser fixada conforme orientação da FISCALIZAÇÃO. dos ângulos e de quaisquer outras indicações constantes no projeto com as reais condições encontradas no local. LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA DE TÁBUAS CORRIDAS À CONTRATADA caberá a responsabilidade pela locação da obra com a utilização de instrumentos adequados.2011 Folha 132/253 Será expressamente proibido manter no recinto das obras quaisquer materiais que não satisfaçam a estas especificações. multas e penalidades aplicáveis em cada caso particular. para abrigar as instalações de canteiro de serviços. As marcas de referência relacionadas nas listas de materiais.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.1. Caso haja discrepâncias entre as reais condições existentes no local e os elementos dos projetos. estruturada em cantoneira de “ferro” e pintura em esmalte sintético de base alquídica – as cantoneiras de ferro. prevalecerão em caso de divergências com as especificações constantes nesta seção.4mmx3. sujeita a sanções.3. um ponto de água e um ponto de energia (110 / 220 v).3. dos alinhamentos. exigidas por lei. . Os serviços constituirão na locação planimétrica e altimétrica da obra de acordo com a planta de situação aprovada pela CONTRATANTE. Concluídas as instalações e providenciada a completa mobilização dos equipamentos e pessoal necessários ao início dos serviços. quando houver.1 SERVIÇOS INICIAIS REFERÊNCIA – ITEM C.DAQ. todas as placas necessárias à obra. As instalações do canteiro de obra deverão atender aos requisitos legais da NR 18 – Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção.

2. espaçados de 1.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR O isolamento da obra será provido de tela de proteção e sinalização de obras.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. diluída na proporção indicada pelo fabricante com rolo ou trincha ou ainda com um pulverizador. pintura ou verniz utilizado anteriormente para proteção da estrutura. nos quais serão fixadas as tábuas de 2.1. quando houver. distante uns dos outros conforme orientação da FISCALIZAÇÃO.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. que permitirá reconstituir ou aferir a locação em qualquer tempo e oportunidade. APICOAMENTO DE SUPERFÍCIE DE CONCRETO Deverá ser demolido (apicoado) somente o indicado no projeto ou conforme orientação de FURNAS. REFERÊNCIA – ITEM C.20 m. Os materiais reaproveitáveis. Periodicamente.5cm. Antes do início dos serviços.1. bem como a retirada dos materiais. composta de detergente formulado com ácidos orgânicos especiais.5m. fungos.3. REFERÊNCIA – ITEM C.4. c) aplicar jato de água potável sob pressão. varrendo toda a superfície do concreto até o completo desprendimento de toda a sujeira. REFERÊNCIA – ITEM C. não podendo ser descartados em quaisquer outras áreas ou permanecerem nos canteiros de obra.5cmx7. existência de juntas de dilatação etc. fabricado em fios de polipropileno com tratamento contra raios solares (UV). Toda retirada com aproveitamento deverá ser realizada com o máximo cuidado de maneira a não causar danos aos materiais retirados.3. que servirão de suporte para os arames (recozido 18 DWG) que definirão os elementos demarcados. a CONTRATADA deverá proceder à rigorosa verificação no sentido de comprovar se a obra está sendo executada de acordo com a locação. a CONTRATADA deverá proceder a um exame detalhado da edificação ou estrutura a ser demolida. em perfeitas condições.1.G. com formato de tramas retangulares na cor laranja. Toda e qualquer demolição.3. fixada com o auxílio de amarras de arame galvanizado em peças de madeira cravadas ao solo.2011 Folha 133/253 O gabarito deverá ser montado com auxílio de pontaletes de madeira de 7. TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1. Os entulhos deverão ser transportados. sob o aspecto de segurança e medicina do trabalho.DAQ.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. com abertura do jato em leque. devendo ser considerados outros aspectos importantes tais como a natureza da estrutura. A CONTRATADA deverá manter. deverão ser realizadas com o máximo cuidado e de forma a não causar danos nas instalações existentes.1. LIMPEZA DE SUPERFÍCIES COM JATO DE ALTA PRESSÃO DE AR E ÁGUA As operações para executar a limpeza de substratos por intermédio de jato de água fria são: a) aplicar solução desengordurante de uso geral.3. para locais de bota-fora próprios. b) aguardar de 20 a 30 minutos para que o desengordurante atue.Edital Número da Licitação CO. toda e qualquer referência de nível (RN) e de alinhamento. deverão ser transportados para depósitos indicados por FURNAS e acomodados de forma adequada à sua preservação e reutilização.1.5x23cm. do Ministério do Trabalho. As demolições serão realizadas de acordo com a norma a NR -18. os métodos utilizados na construção da edificação. em áreas previamente aprovados por FURNAS. as condições das estruturas circunvizinhas. a cargo da CONTRATADA. altura de 1.00011. .1.

h) para a aplicação deste procedimento é necessário o emprego de mão-de-obra especializada. conforme procedimento indicado pelo Fabricante dos produtos a serem aplicados. é indicação de poeira.2.2. b) teste para detecção de graxas e substâncias oleosas: aspergir água com auxílio de um pulverizador sobre a superfície.00011. CARGA / TRANSPORTE TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK REFERÊNCIA – ITEM C. desde que seja atendido o especificado acima. se for detectado pó branco ou cinza.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS A velocidade dos caminhões deverá ser no máximo de 40 Km/h nas vias internas da área Industrial.2. f) iniciar a limpeza pelas partes mais profundas procurando manter a pressão adequada para remoção de partículas soltas.3.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS . REFERÊNCIA – ITEM C.2. REFERÊNCIA – ITEM C.2011 Folha 134/253 d) após o enxágüe do desengordurante.3.1.2 9. PREPARAÇÃO DE PONTE DE ADERÊNCIA COM ADESIVO ESTRUTURAL A BASE DE EPÓXI A CONTRATADA deverá proceder a perfeita aplicação da ponte de aderência nos locais de contato do substrato existente com a nova estrutura da caixa separadora de água e óleo.1. prosseguir com os procedimentos de limpeza. neutralizar a superfície com solução de ácido muriático. TRANSPORTE VERTICAL DE MATERIAIS COM GUINCHO ELÉTRICO COM OPERADOR Os materiais serão transportados verticalmente pela CONTRATADA com auxílio de guincho elétrico. REFERÊNCIA – ITEM C. REFERÊNCIA – ITEM C.2.3. imediatamente após a aplicação do ácido muriático. Os serviços serão aceitos e passíveis de medição.3.5 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.Edital Número da Licitação CO. g) executar preferencialmente movimentos circulares com o bico do jato para facilitar a limpeza de toda a superfície. não sendo permitido também. lavar a estrutura através de novo hidrojateamento só com água para a remoção de partículas sólidas e resíduos da solução utilizada.4 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.G. permaneçam gotas de água não absorvidas pelo substrato é indicação da presença de graxa ou substâncias oleosas.1.1. O controle deve ser elaborado através de dois testes simples indicados a seguir: a) teste para detecção de poeira: passar um pano escuro sobre o substrato.DAQ. o enchimento completo das caçambas dos caminhões. diluído conforme orientação do fabricante do produto. i) o jato de água com pressão inferior a 5000 psi não remove rebarbas de concreto. Caso em determinadas áreas.5.

As superfícies das barras de aço deverão estar isentas de qualquer substância que prejudique a perfeita aderência ao concreto. NBR 6331 e NBR 6365.3 A 12.3.3. CORTE. NBR 6207.00011.1 REFERÊNCIA – ITEM C. cujo contato com as fôrmas se reduza a um ponto.3. antes da etapa seguinte de concretagem.3.3.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.3.3. sobre os materiais utilizados.3. seja utilizando espaçadores ou qualquer outro dispositivo.1. NBR 6003.5 A 25 MM REFERÊNCIA – ITEM C.3 9. afastadores de armadura do tipo "clips" plásticos. conforme NBR 7480. Ø 12.Edital Número da Licitação CO. atendendo. rigorosamente.24 milímetros de diâmetro. serão empregados. estas deverão ser limpas. A CONTRATADA deverá garantir que a armadura não fique em contato direto com o solo.5 MM CONFORME ITEM 9.3.3. NBR 6005. REFERÊNCIA – ITEM C. Na região dos arranques. As armaduras deverão obedecer rigorosamente aos preceitos das normas e especificações brasileiras NBR 6118. ESTRUTURA CORTE. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50. respeitados os mínimos estabelecidos nas normas.3. Ø 6. acompanhado de cópia da Nota Fiscal. deverão ser garantidas através do uso de elementos espaçadores plásticos específicos a este fim. O arame utilizado para amarração da armadura deverá ser consistido de fio de aço recozido.3. preto. Toda armadura entregue na obra só será aceita após apresentação do atestado de qualidade do material. emitidos a partir de ensaios. NBR 6004.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS As armaduras deverão estar isentas de excesso de ferrugem. O dobramento das barras deverá ser feito com os raios de curvatura previstos no projeto. deverão ser adotadas precauções para evitar oxidação excessiva destas barras. CORTE. de 1.2011 Folha 135/253 9. quanto ao cobrimento. argamassa aderente ou qualquer outra substância que impeça uma perfeita ligação ao concreto. As especificações da NBR 6118. as prescrições das normas da ABNT .DAQ. mantendo o espaçamento mínimo indicado pelo projeto.3. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50. Ø 16 A 25 MM CONFORME ITEM 9.3. De qualquer maneira. quando necessário. manchas de óleo.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS .2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. Para garantir o cobrimento recomendado no projeto. durante a concretagem. Será de responsabilidade da CONTRATADA o fornecimento de laudos técnicos.G.3.NBR 5589. As bitolas e classes das barras e fios das armaduras estão definidas no projeto estrutural e respectiva especificação.1 REFERÊNCIA – ITEM C. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-25.2.65 milímetros ou 1.

a CONTRATADA fará estudo das especificações e plantas. de modo a assegurar a perfeita continuidade do perfil desejado para a peça. nem perda sensível de qualquer deles por vazamento ou evaporação. REFERÊNCIA – ITEM C.G. do tipo mecha e encaixe. Para isso.00011. empregando-se no acabamento / estanqueidade da junta selante elástico à base de resina acrílica. obviamente.3. Sempre que possível a CONTRATADA poderá escolher um sistema de transporte que permita o lançamento direto nas fôrmas. concreto. poderá ser empregado o processo de sambladuras. caçambas ou outros. exame de normas e códigos e fornecerá o material segundo o melhor critério técnico. REFERÊNCIA – ITEM C. Para garantir a estanqueidade das juntas.5. A CONTRATADA fornecerá para a concretagem dos elementos. Quando necessária. com o emprego de cunhas.3. escoras etc.DAQ. cabendo a esta fornecer cópia dos laudos dos ensaios realizados à CONTRATANTE. INCLUSIVE DESFORMA PLASTIFICADA PARA As fôrmas das estruturas deverão ser em chapa compensada plastificada. .2011 Folha 136/253 9. JUNTA DE DILATAÇÃO COM ISOPOR 10MM As juntas de dilatação serão constituídas por placas de poliestireno expandido (isopor). na obra. para transporte do material do caminhão até o local da concretagem. FORNECIMENTO. EXECUÇÃO DE FORMA DE CHAPA COMPENSADA CONCRETO APARENTE. NBR 7203.4 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. devendo obedecer rigorosamente as prescrições das normas NBR 6118. Haverá. O controle tecnológico será de responsabilidade da CONTRATADA e deverá obedecer ao disposto na Norma NBR 6118/2003. a correção será efetuada imediatamente. quando houver necessidade. O concreto da estrutura da caixa separadora de água e óleo deverá ser dosado em central. essas aberturas serão fechadas imediatamente após o lançamento e vibração do concreto. Este processo é recomendável somente quando não estiver previsto o reaproveitamento de fôrma. NBR 11700. LANÇAMENTO.3.3. nível e alinhamento serão objeto de verificação rigorosa e permanente. prumo. Transporte O transporte do concreto deverá ser efetuado de maneira que não haja segregação ou desagregação de seus componentes. A posição das fôrmas.3. gericas.5 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.6. com resistência mínima de fck = 30 MPa.3.3. carrinhos de mão com roda de pneu. Poderão ser utilizados. espessura mínima de 12mm. submetida à aceitação de FURNAS. especialmente durante o processo de lançamento do concreto. fabricado em usina.Edital Número da Licitação CO. NBR 15696 e NBR 14931. CONCRETO ESTRUTURAL ADENSAMENTO E CURA FCK 30 MPA. integral obediência à NBR 6118/2003. Deverão ser previstas aberturas convenientemente dimensionadas para o lançamento eficaz e vibração do concreto. Deverá ser observada rigorosa obediência a todas as particularidades dos projetos fornecidos. Quando for o caso.3. adquirido de empresa idônea. A execução de qualquer parte da estrutura implicará na responsabilidade integral da CONTRATADA por sua resistência e estabilidade.4. dois reaproveitamentos.

de areia ou qualquer outro material adequado esta camada deverá ter no mínimo 5.00011. deverá ser previsto condições de percurso suave. A CONTRATADA deverá adotar precauções para evitar a vibração da armadura. inclusive estrados. . Quando no processo de cura for utilizada uma camada de pó de serragem. ou mesmo sobre o concreto já aplicado. informando quais elementos serão executados bem como o tempo previsto para sua execução. de forma cuidadosa. Para evitar segregação em quedas maiores que a mencionada. No caso de peças estreitas e altas.0 cm de espessura. sendo que este deverá ser feito através de vibradores. O intervalo máximo de tempo permitido entre o término do amassamento do concreto e o seu lançamento não excederá 1 (uma) hora. Esse procedimento não deverá ser realizado a uma profundidade superior ao tamanho da agulha. A vibração será apenas a suficiente para que apareçam bolhas de ar e uma fina película de água na superfície do concreto. em vez de períodos longos num único ponto ou pontos muito distantes. Adensamento Não será permitido o adensamento manual. sendo de responsabilidade da CONTRATADA apresentar à FISCALIZAÇÃO um plano de concretagem.caso de um ou mais andares – recorrer-se-á ao transporte vertical. tal que o concreto ocupe todos os recantos da fôrma. Quando os aclives a vencer forem muito grandes.G. tais como rampas. aclives e declives.Edital Número da Licitação CO. quando impossível. e de concreto remisturado. deverão ser utilizadas calhas apropriadas e/ou tubulação. Para uma boa prática de vibração a agulha deverá ser posicionada na vertical ou. Em hipótese alguma será permitido o lançamento após o início da pega. Os processos de lançamento deverão ser determinados de acordo com a natureza da obra. de modo a não formar vazios ao seu redor nem dificultar a aderência do concreto. durante o espalhamento. Recomenda-se um espaçamento da ordem de 6 a 10 vezes o diâmetro da agulha do vibrador para a aplicação do equipamento. sobre fôrmas. inclinada até um ângulo máximo de 45º.DAQ. sendo que as camadas a serem vibradas deverão ter preferencialmente uma espessura de ¾ do comprimento da agulha. de modo a garantir a interligação entre as duas camadas. Lançamento O lançamento deverá obedecer às recomendações da NBR 6118/2003. Não será permitido o lançamento do concreto em altura superior a 2. cabendo à CONTRATANTE modificar ou impedir os processos que acarretem segregação dos materiais. No caso de concretagem em camadas a agulha deverá atingir a camada subseqüente.0 metros. Outros tipos de vibradores poderão ser utilizados desde que as metodologias de aplicação sejam previamente aprovadas pela CONTRATANTE. Cura do concreto O processo de cura do concreto deverá ser iniciado tão logo termine o período de pega.2011 Folha 137/253 No caso de utilização de carrinhos ou padiolas. Não será permitido o “arrastamento” do concreto a distâncias muito grandes. O período corresponderá a 7 dias após o fim da pega. devido ao fato de que o deslocamento da mistura com a enxada. No momento da execução dos serviços é aconselhável a vibração por curtos períodos em pontos máximos. o concreto será lançado por janelas abertas nas laterais ou por meio de funis. poderá provocar perda da argamassa por adesão aos locais de passagem. Os vibradores de imersão não deverão ser deslocados horizontalmente.

1.5. a LICITANTE deverá considerar todos os custos inerentes ao fornecimento.3.4. REFERÊNCIA – ITEM C.6 9.2011 Folha 138/253 A escolha dos processos de cura fica a cargo da CONTRATADA. para verificação de possíveis falhas e aceitação final por parte da FISCALIZAÇÃO.NBR 9574 e NBR 9575.DAQ. às normas da ABNT . a impermeabilização deverá ser contra água sob pressão. Para este item de preço. METÁLICOS ESCADA MARINHEIRO PERFIL DE FERRO COM ANCORAGEM COM PROTEÇÃO REFERÊNCIA – ITEM C.3.3. REFERÊNCIA – ITEM C. Qualquer substituição dos produtos especificados por outros ditos similares ou equivalentes só será aceito com apresentação de ensaios de caracterização e desempenho.5.5 9.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. montagem.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. a CONTRATADA deverá realizar os reparos necessários sem Ônus adicional a Furnas. Todas as bitolas especificadas dos aços utilizadas na confecção das escadas estão descritas no projeto. Para aceitação dos serviços de impermeabilização. ROGERTEC OU SIMILAR REFERÊNCIA – ITEM C. INCLUSO MONTAGEM E DESMONTAGEM REFERÊNCIA – ITEM C. EPÓXI 28.1.4 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS As escadas marinheiro deverão ser confeccionadas com degraus executados em vergalhão de aço.3. ANDAIMES LOCAÇÃO DE ANDAIME TIPO TORRE.3. REFERÊNCIA – ITEM C. O tipo de impermeabilização definido no projeto (Epóxi Industrial nº28. Caso sejam constatados vazamentos na estrutura. relocação e reposicionamento de andaimes metálicos.6. Toda a extensão da escada tipo marinheiro deverá receber pintura anti-corrosiva.5 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS As execuções dos serviços de impermeabilização obedecerão.6 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS Os andaimes serão locados pela contratada e servirão para auxiliar na montagem das estruturas da caixa separadora de água e óleo. tipo Novolac da Rogertec ou similar) deverá obedecer fielmente às especificações de aplicação do fabricante.00011. rigorosamente. contra água de percolação ou contra a umidade do solo.4 9.3. transporte. com acabamento zincado “à quente”. serão realizados os testes de estanqueidade por parte da CONTRATADA com duração mínima de 72 h.G. conforme normas ASTM A153 E NBR e nos trechos externos terão proteção (guarda corpo) confeccionada em barra chata de aço. IMPERMEABILIZAÇÃO IMPERMEABILIZAÇÃO COM APLICAÇÃO DE EPÓXI INDUSTRIAL. exceto nos casos onde existirem indicações para tal procedimento.6 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. por quantas vezes se fizerem necessárias ao bom andamento dos serviços.3. REFERÊNCIA – ITEM C.Edital Número da Licitação CO.4. para análise comparativa com os materiais especificados.6. Conforme a solicitação imposta pela água.1. desmontagem.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS .

REFERÊNCIA – ITEM C.G. A montagem dos tubos e conexões galvanizadas deverá ser regulamentada pela norma da ABNT NBR 9256 e os tubos de aço carbono deverão ser regulamentados pelas normas ABNT NBR 5580 e NBR 5590. SISTEMA DE TUBULAÇÃO SISTEMA DE TUBULAÇÃO PARA FLUIDOS REFERÊNCIA – ITEM C. As tubulações devem ser contínuas entre as conexões. Instruções para aplicação. conforme detalhes do projeto.3. Serão enviadas à obra em seus recipientes originais.8 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS Os serviços de pintura serão executados conforme indicado nesta especificação em estruturas metálicas tais como suportes para equipamentos e tubulações aparentes.8 9.00011. PINTURA TRATAMENTO ANTICORROSIVO COM ZARCÃO EM TUBULAÇÃO. Data-limite de utilização. os desvios de elementos estruturais e de outras instalações devem ser executados por conexões.3. conexões e outros. Designação do produto. demonstração prática de qualquer soldador utilizado nos trabalhos. incluindo válvulas. As tubulações aparentes devem ser sempre fixadas nas alvenarias ou estrutura por meio de abraçadeiras ou suportes. utilizar-se-á o sistema de solda elétrica ou o sistema de oxiacetileno. a CONTRATADA deve examinar cuidadosamente os projetos e verificar a existência de todas as passagens e aberturas nas estruturas. requisitos desta Prática e das Normas Brasileiras. As tintas a serem utilizadas obedecerão às especificações de materiais.7. Para as tubulações de aço-carbono soldadas.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.3. . Todas as linhas verticais devem estar no prumo e as horizontais paralelas às paredes da usina. FURNAS poderá solicitar a contratada. Número do recipiente. qualificados de acordo com a “American Standard Code for Pressure Piping – ANSI B-31”. devem estar alinhadas e com as inclinações mínimas indicadas no projeto.3.Edital Número da Licitação CO.7 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS Antes do início da montagem das tubulações.7. A montagem deve ser executada com as dimensões indicadas no desenho e confirmadas no local da obra.7 9.8.1. para efeito de comprovação da capacidade técnica. UMA DEMÃO REFERÊNCIA – ITEM C.DAQ.2011 Folha 139/253 9. Limites de temperatura e umidade durante a estocagem.1. Capacidade líquida. marcados com as seguintes indicações: Nome do fabricante. Toda solda será feita por profissionais especializados de primeira classe.

8. A CONTRATADA deverá intercalar as soldas para evitar um superaquecimento do grafite e uma possível reação antecipada do pó de ignição. Não serão pintadas quaisquer identificações tais como número de série de equipamentos.9 9.) poderão resultar em uma solda inadequada e poderão ocorrer respingos excessivos de metal fundente para fora do molde.9.8. temperatura ambiente..2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS . serão observados com rigor os seguintes fatores: umidade relativa do ar. plaquetas de marcação. deverá ser preparada para receber pintura anti-corrosiva conforme a EP2716 (Especificação Técnica de Pintura Anti-corrosiva para instalações e Equipamentos Eletromecânicos de Usinas Hidroelétricas) e toda tubulação interna e externa deverá receber pintura de identificação (Esmalte sintético Novacor da Sherwin Williams ou similar) conforme cores de identificação. DUAS DEMÃOS CONFORME ITEM 9.DAQ. placas de identificação. que validará se os mesmos são adequados.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. Contudo. “pot-life”. sempre que possível.2. ATERRAMENTO INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NU DE 4/0 AWG (120 MM²) REFERÊNCIA – ITEM C. sinalização e alerta da EP-5027.3.9.3. O número de demãos e respectivas espessuras obedecerão às prescrições do fabricante. durante os serviços de pintura.8.9 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS Os cabos deverão ser instalados conforme orientação da FISCALIZAÇÃO por processo de solda exotérmica.1 REFERÊNCIA – ITEM C. A posição de acendimento é sempre lateral a abertura do molde.00011. para evitar problemas de compatibilidade dos componentes. óleo.. REFERÊNCIA – ITEM C. Para execução dos serviços será utilizado acendedor específico (não será permitido o uso de fósforos) para acender o pó de ignição. Estes itens serão convenientemente protegidos. a CONTRATADA apresentará a FISCALIZAÇÃO os moldes a serem utilizados.8. O excesso de umidade ou elementos estranhos (graxa. Para a aplicação da tinta.3. etc.G.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.3. no serviço de construção da Caixa Separadora de Água e Óleo e Caixa de Alívio.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. As tintas de base e de acabamento serão compradas do mesmo fabricante ou com a indicação deste.3.2.9. sendo uma de “anti-corrosivo” e duas de acabamento com espessura mínima de 64 micras por demão.9. hastes de válvulas e outros. REFERÊNCIA – ITEM C.1. Antes do início dos serviços de solda. REFERÊNCIA – ITEM C.2011 Folha 140/253 Toda a tubulação interna e externa. Recomenda-se que a execução das pinturas não seja feita em presença de chuva ou temperaturas inferiores a 10ºC. PINTURA DE TUBULAÇÃO COM ESMALTE SINTÉTICO. intervalo de tempo máximo e mínimo entre a aplicação das demãos. serão aplicadas no mínimo três. SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO Os cabos a serem soldados devem estar limpos e secos. se estão bem fechados para evitar possível vazamento de metal fundente.Edital Número da Licitação CO. quando não especificado.

00011.1. sedo que os mesmos deverão ser iniciados à partir dos pontos de referência apontados nos projetos. SERVIÇOS FINAIS REFERÊNCIA – ITEM C. Particular cuidado deverá ser aplicado na remoção de quaisquer detritos ou salpicos de argamassa endurecida das superfícies. procedendo através de seu topógrafo. 9.1.4.1. . A limpeza dos elementos deverá ser realizada de modo a não danificar outras partes ou componentes das edificações.da rede de drenagem de acordo com a planta de situação a ser fornecida por Furnas. utilizando-se produtos que não prejudiquem as superfícies a serem limpas. a marcação de ponto de referência. Os serviços constituirão na locação planimétrica e altimétrica da obra de acordo com a planta de situação aprovada pela CONTRATANTE. Deverá ser realizada a remoção de todo o entulho da obra para local apropriado.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. dos ângulos e de quaisquer outras indicações constantes no projeto com as reais condições encontradas no local.1.2. assim como as peças remanescentes e sobras utilizáveis de materiais.2011 Folha 141/253 9.G.4. LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA DE TÁBUAS CORRIDAS À CONTRATADA caberá a responsabilidade pela locação da obra com a utilização de instrumentos adequados.10. REFERÊNCIA – ITEM C.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. a quem competirá deliberar a respeito. a CONTRATADA fará comunicação à FISCALIZAÇÃO. deixando-a completamente desimpedida de todos os resíduos de construção.10 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. dos alinhamentos.DAQ. A CONTRATADA realizará a limpeza dentro dos limites da obra quantas vezes forem necessárias para a organização do ambiente do trabalho.3.10.10. A CONTRATADA deverá fazer a aferição das dimensões. LIMPEZA GERAL DA OBRA Deverão ser devidamente removidos da obra todos os materiais e equipamentos.Edital Número da Licitação CO. a ocorrência deverá ser comunicada à FISCALIZAÇÃO. a partir do qual prosseguirá o serviço sob sua responsabilidade. REFERÊNCIA – ITEM D.4. a qual procederá as verificações e aferições que julgar oportunas. SERVIÇOS INICIAIS LOCAÇÃO DE REDE DE DRENAGEM COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA REFERÊNCIA – ITEM D. ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DA CONSTRUÇÃO DE CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO E SISTEMA DE DRENAGEM PARA OS REATORES DA LT EMBORCAÇÃO / ITUMBIARA NA SUBESTAÇÃO 500 kV REFERÊNCIA – ITEM D DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. ferramentas e acessórios. a CONTRATADA deverá executar todos os arremates que julgar necessários. Para assegurar a entrega da obra em perfeito estado.1.1.4. Após a demarcação dos alinhamentos e pontos de nível. bem como cuidadosamente varridos os seus acessos.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS A contratada procederá a locação – planimétrica e altimétrica .3. bem como os determinados pela FISCALIZAÇÃO. Caso haja discrepâncias entre as reais condições existentes no local e os elementos dos projetos.

às modificações.Edital Número da Licitação CO. A CONTRATADA executará todo movimento de terra necessário e indispensável ao nivelamento do terreno. A CONTRATADA deverá manter. além disso. para que sejam efetuadas as verificações e aferições que forem pertinentes.1. que permitirá reconstituir ou aferir a locação em qualquer tempo e oportunidade. 9.4.3. em perfeitas condições.20 m.3. a CONTRATADA deverá comunicar à FISCALIZAÇÃO.2.5cmx7.4. ou indicado pela FISCALIZAÇÃO. REFERÊNCIA – ITEM D.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. tanto na rede de drenagem como na construção da Caixa separadora de água e óleo. REFERÊNCIA – ITEM D. procedendo aos cortes necessários. 9. Periodicamente. mediante drenagem. com formato de tramas retangulares na cor laranja. distante uns dos outros conforme orientação da FISCALIZAÇÃO.1.2.NBR 9061.2. toda e qualquer referência de nível (RN) e de alinhamento.1.G.5m. .2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.00011. A brita retirada deverá ser armazenada próxima a obra para posterior reaproveitamento. fabricado em fios de polipropileno com tratamento contra raios solares (UV).5cm.1.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS A retirada do lastro de brita dar-se-á de forma manual.4. NBR 6122. de acordo com o contrato firmado entre as partes interessadas.4. por sua responsabilidade. ficando. Em casos de erros na locação da obra será de responsabilidade da CONTRATADA proceder. REFERÊNCIA – ITEM D. espaçados de 1. sujeito a sanções. nas cotas fixadas pelo projeto. nos quais serão fixadas as tábuas de 2. Todas as escavações deverão ser protegidas contra a ação de água superficial ou profunda.3.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR O isolamento da obra será provido de tela de proteção e sinalização de obras. altura de 1.1. O gabarito deverá ser montado com auxílio de pontaletes de madeira de 7. esgotamento ou rebaixamento do lençol freático.DAQ. demolições e reposições que se tornarem necessárias. fixada com o auxílio de amarras de arame galvanizado em peças de madeira cravadas ao solo. TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1. que servirão de suporte para os arames (recozido 18 DWG) que definirão os elementos demarcados.4. pela resistência e estabilidade dos maciços/estruturas resultantes.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS A execução dos trabalhos de escavação deverá obedecer aos respectivos projetos e as prescrições da NR18 e das normas da ABNT .2011 Folha 142/253 Após a demarcação dos alinhamentos e pontos de nível. sem ônus adicionais à FURNAS. MOVIMENTAÇÃO DE TERRA ESCAVAÇÃO MECANIZADA DE SOLO DE 1ª CATEGORIA REFERÊNCIA – ITEM D. multas e penalidades aplicáveis em cada caso particular. DEMOLIÇÕES E RETIRADAS RETIRADA DE LASTRO DE BRITA REFERÊNCIA – ITEM D. A execução de escavações implicará na responsabilidade integral da CONTRATADA. a CONTRATADA deverá proceder à rigorosa verificação no sentido de comprovar se a obra está sendo executada de acordo com a locação.5x23cm.

EXECUÇÃO DE LASTRO DE BRITA COM MATERIAL DE REAPROVEITAMENTO A execução do lastro de brita dar-se-á de forma manual.3.3. REFERÊNCIA – ITEM D.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.3. procedendo aos cortes necessários.00011.1 desta Seção. o acréscimo de 1m nas dimensões de projeção da caixa e o taludamento na proporção de 1:0. se for considerado de qualidade. Para escavação da rede de drenagem. EXECUÇÃO DE COLCHÃO DE AREIA O colchão de areia deverá ser executado nas valas para o assentamento das tubulações previstas em projeto.3. foram consideradas valas de 0.4. poderá ser armazenado em local pré-determinado para que possa ser utilizado como material de reaterro. . pela resistência e estabilidade dos maciços/estruturas resultantes.2011 Folha 143/253 A escavação deverá ser realizada por equipamentos e acessórios adequados. ESCAVAÇÃO MANUAL DE SOLO DE 1ª CATEGORIA A execução dos trabalhos de escavação deverá obedecer aos respectivos projetos e as prescrições da NR18 e das normas da ABNT . foram considerados por Furnas. desde que as mesmas sejam aprovadas pela FISCALIZAÇÃO e obedeçam as normas e regulamentos de segurança. A CONTRATADA executará todo movimento de terra necessário e indispensável ao nivelamento do terreno.3.4. REFERÊNCIA – ITEM D.75m. Todo material retirado.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. Todo material retirado.Edital Número da Licitação CO.2. ou indicado pela FISCALIZAÇÃO.4. poderá ser armazenado em local pré-determinado para que possa ser utilizado como material de reaterro.5. a cargo da CONTRATADA.75m e valas 1. após inspeção pela CONTRATANTE. não podendo ser descartados em quaisquer outras áreas ou permanecerem nos canteiros de obra. espalhando-se o material sobre o terreno até atingir a espessura de 10cm. é o mesmo retirado no subitem 9.25m. sendo executado manualmente na espessura de 10 cm.3. esgotamento ou rebaixamento do lençol freático.NBR 9061.4 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.80m de abertura para profundidade de até 1.3.5.4. O material excedente deverá ser transportado. O material a ser utilizado neste caso.3. Todas as escavações deverão ser protegidas contra a ação de água superficial ou profunda. nas cotas fixadas pelo projeto.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.4. A execução de escavações implicará na responsabilidade integral da CONTRATADA.G. REGULARIZAÇÃO E COMPACTAÇÃO DE SOLO Após o término das escavações os fundos das valas e/ou cavas deverão ser regularizadas e compactadas através de soquetes manuais. valas de 0. Para a escavação da caixa separadora de água e óleo. após inspeção pela CONTRATANTE. REFERÊNCIA – ITEM D. se for considerado de qualidade. mediante drenagem. REFERÊNCIA – ITEM D.2. para áreas previamente aprovados pela FISCALIZAÇÃO.3. cabe à CONTRATADA escolher a melhor forma de execução dos serviços. A escavação deverá ser realizada por ferramentas e acessórios adequados. NBR 6122.60m de abertura para profundidade de até 1.DAQ.00m de abertura para profundidades superiores a 1. cabe à CONTRATADA escolher a melhor forma de execução dos serviços.4. desde que as mesmas sejam aprovadas pela FISCALIZAÇÃO e obedeçam as normas e regulamentos de segurança.

conforme a norma da ABNT .5. O controle tecnológico do aterro deverá ser procedido conforme a norma da ABNT . não sendo permitido também. grânulos tenros e friáveis.4. TRANSPORTE E DESCARGA MECÂNICA DE MATERIAL ATÉ 20 KM CONFORME ITEM 9.2. o enchimento completo das caçambas dos caminhões.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.6 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. a cargo da CONTRATADA. 9.4.3. em áreas previamente aprovados pela FISCALIZAÇÃO.DAQ.6.4. O material excedente das escavações deverá ser transportado.5. mica.4. incluindo a parte superficial fofa da camada anterior.NBR 7182. gravetos.4. As camadas depois de compactadas não poderão ter mais que 20 (vinte) cm de espessura. CARGA. REFERÊNCIA – ITEM D. O lançamento das camadas será executado com espessuras não superiores a 30 cm. CARGA / TRANSPORTE CARGA MANUAL E TRANSPORTE DE BRITA ATÉ 1 KM REFERÊNCIA – ITEM D.2011 Folha 144/253 A areia a ser utilizada será quartzona. 9. de material fofo.4. REFERÊNCIA – ITEM D.4 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS A velocidade dos caminhões deverá ser no máximo de 40 Km/h nas vias internas da área Industrial. REFERÊNCIA – ITEM D.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. comprovado por ensaio de laboratório (salvo determinação contrária da FISCALIZAÇÃO).4. 95% do proctor normal.4.3. REFERÊNCIA – ITEM D. e isentos de matéria orgânica ou outras substâncias prejudiciais.3.Edital Número da Licitação CO.3.5 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.4. no mínimo.1.00011.4. O reaterro deverá ser compactado com equipamento tipo placa vibratório até atingir um grau de compactação de.4.4.4.4.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.4. TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK CONFORME ITEM 9.1.4.4.1 REFERÊNCIA – ITEM D. tais como: torrões de argila. REATERRO COMPACTADO COM PLACA VIBRATÓRIA EM CAMADA DE ATÉ 30 CENTÍMETROS Os materiais para reaterro deverão ser adequados para esse tipo de serviço e apresentar CBR ≥ 20%.5.NBR 5681. impurezas orgânicas e cloreto de sódio etc. ESTRUTURA EXECUÇÃO DE FORMA DE TÁBUAS PARA FUNDAÇÃO REFERÊNCIA– ITEM D. não podendo ser descartados em quaisquer outras áreas ou permanecerem nos canteiros de obra. isenta de substâncias nocivas em proporções prejudiciais.G.5 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS O dimensionamento e procedimentos executivos para a execução das formas deverão atender rigorosamente as prescrições da norma NBR 15696.1 REFERÊNCIA – ITEM D.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS .4.

Durante a desforma devem ser viabilizados meios que impeçam a queda livre de seções de fôrmas e escoramentos. INCLUSO TRANSPORTE.DAQ. deverão ser aplicados nas superfícies das fôrmas antes da colocação da armadura.5. rigorosamente.NBR 6118.5. dois reaproveitamentos.4. que obedecerá.4 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. A posição das fôrmas.5. de modo a assegurar a perfeita continuidade do perfil desejado para a peça. a correção será efetuada imediatamente. à norma ABNT . para comprovação da resistência solicitada em projeto.NBR 7680.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. LANÇAMENTO. Os ensaios de controle tecnológico deverão ser realizados por laboratório especializado e idôneo. O controle tecnológico do concreto deverá ser realizado conforme a norma da ABNT . NBR 11700.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. REFERÊNCIA – ITEM D. escoras etc. prumo. NBR 7203. e as fôrmas das fundações em tábuas e sarrafos. aceito por FURNAS.5. espessura mínima de 12mm. sendo obrigatórios a amarração das peças e o isolamento e sinalização ao nível do terreno.5. . e implicará em integral responsabilidade da CONTRATADA por sua resistência e estabilidade. DESFORMA DE ESTRUTURAS Os produtos antiaderentes destinados a facilitar a desmoldagem da estrutura na ocasião de sua cura. CONCRETO ESTRUTURAL 25 MPA VIRADO NA OBRA. ADENSAMENTO E ACABAMENTO Preenchimento dos blocos das caixas de inspeção Os blocos de concreto estrutural da alvenaria das caixas de inspeção deverão ser preenchidos com concreto estrutural 25 Mpa. com o emprego de cunhas. REFERÊNCIA – ITEM D.G. INCLUSO As fôrmas das estruturas deverão ser em chapa compensada resinada. REFERÊCIA – ITEM D.Edital Número da Licitação CO. Todo concreto estrutural aplicado nos blocos de concreto só será aceito após apresentação de ensaio de ruptura conforme NBR 5739. Este processo é recomendável somente quando não estiver previsto o reaproveitamento de fôrma. trabalhabilidade. com custos a cargo da CONTRATADA.4.5.5. Para garantir a estanqueidade das juntas. EXECUÇÃO DE FORMA DE MADEIRIT TRAVAMENTO E CONTRAVENTAMENTO RESINADO 12 MM.5. do tipo mecha e encaixe.4.4. ESCORAMENTO DE FORMAS Os dimensionamentos e procedimentos executivos para a execução do escoramento de madeira deverão atender rigorosamente as prescrições da norma NBR 15696.00011.2011 Folha 145/253 9. devendo obedecer rigorosamente as prescrições das normas NBR 6118. nível e alinhamento serão objeto de verificação rigorosa e permanente.3. Deverão ser previstas aberturas convenientemente dimensionadas para o lançamento eficaz e vibração do concreto. essas aberturas serão fechadas imediatamente após o lançamento e vibração do concreto. Quando for o caso. NBR 15696 e NBR 14931. Quando necessária. características dos materiais constituintes e resistência mecânica e NBR NM67 para determinar a consistência do concreto fresco pelo abatimento do tronco de cone para o concreto betonado.4.2. especialmente durante o processo de lançamento do concreto. poderá ser empregado o processo de sambladuras. quando houver necessidade. e abrangerá as verificações de dosagem.

O mesmo será executado após a realização dos serviços de compactação e regularização de fundo das valas escavadas. conforme NBR 7480. Qualquer tratamento destinado às superfícies do concreto desmoldado somente será permitido após esse exame. REFERÊNCIA – ITEM D. entre outros. rugosidades.5. acompanhado de cópia da Nota Fiscal. quanto ao cobrimento.6. tais como "ninhos de abelha". afastadores de armadura do tipo "clips" plásticos. Nessa inspeção FURNAS verificará. deverá ser executado pela CONTRATADA com no mínimo 150Kg de cimento por m³ de concreto. para aprovação de FURNAS. deverão ser garantidas através do uso de elementos espaçadores plásticos específicos a este fim. EXECUÇÃO DE CONCRETO SIMPLES.5.5. MÍNIMO DE 150 KG DE CIMENTO POR M³ DE CONCRETO.G. ainda. INCLUSO TRANSPORTE.8 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS .4.00011.4.7.5 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.7 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. Para garantir o cobrimento recomendado no projeto.Edital Número da Licitação CO.DAQ. EXECUÇÃO DE LASTRO DE CONCRETO MAGRO O lastro de concreto magro será aplicado conforme as indicações dos projetos na espessura de 5cm. quando necessário. fissuras e outras lesões provocadas por cura mal processada.6 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. serão empregados.5.2011 Folha 146/253 A retirada das fôrmas deverá obedecer às prescrições das normas NBR 6118 e NBR 14931 de modo a não prejudicar as peças executadas.5. ARMADURA EM TELA TELCON Q138 Toda armadura entregue na obra só será aceita após apresentação do atestado de qualidade do material. REFERÊNCIA – ITEM D. a ocorrência de trincas. REFERÊNCIA – ITEM D. cujo contato com as fôrmas se reduza a um ponto. as superfícies do concreto deverão ser inspecionadas visando à identificação de defeitos de concretagem.4.5. ADENSAMENTO E ACABAMENTO Este concreto terá a função de preenchimento do Vertedouro da caixa separadora de água e óleo e. As especificações da NBR 6118. REFERÊNCIA – ITEM D. um plano de desforma. Após a desforma. As armaduras deverão obedecer rigorosamente aos preceitos das normas e especificações brasileiras NBR 6118. ausência de argamassa. LANÇAMENTO. As superfícies das barras de aço deverão estar isentas de qualquer substância que prejudique a perfeita aderência ao concreto.5.8. devendo-se atentar para os prazos recomendados: • • • Faces laterais: 3 dias Faces inferiores: 14 dias Faces inferiores sem pontaletes: 21 dias A CONTRATADA apresentará.

exame de normas e códigos e fornecerá o material segundo o melhor critério técnico. deverá ser utilizada calhas apropriadas. Deverá ser observada rigorosa obediência a todas as particularidades dos projetos fornecidos.00011. ADENSAMENTO E ACABAMENTO Concretagem MPA. carrinhos de mão com roda de pneu.2011 Folha 147/253 9. Sempre que possível a CONTRATADA poderá escolher um sistema de transporte que permita o lançamento direto nas fôrmas. apresentar à FISCALIZAÇÃO um plano de concretagem. cabendo a esta fornecer cópia dos laudos dos ensaios realizados à CONTRATANTE. concreto.G. a CONTRATADA fará estudo das especificações e plantas. informando quais elementos serão executados bem como o tempo previsto para sua execução. O intervalo máximo de tempo permitido entre o término do amassamento do concreto e o seu lançamento não excederá 1 (uma) hora. O concreto utilizado para a execução das caixas de inspeção.caso de um ou mais andares – recorrer-se-á ao transporte vertical. Poderão ser utilizados. Para isso. No caso de peças estreitas e altas.4. cabendo à CONTRATANTE modificar ou impedir os processos que acarretem segregação dos materiais. laje de fundo e tampa deverá ser virado na obra. O concreto da estrutura da caixa separadora de água e óleo deverá ser dosado em central. Lançamento O lançamento deverá obedecer às recomendações da NBR 6118/2003. No caso de utilização de carrinhos ou padiolas.0 metros. o concreto será lançado por janelas abertas nas laterais ou por meio de funis. para transporte do material do caminhão ou betoneira até o local da concretagem. O controle tecnológico será de responsabilidade da CONTRATADA e deverá obedecer ao disposto na Norma NBR 6118/2003. tais como rampas. CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 COLOCAÇÃO. na obra. nem perda sensível de qualquer deles por vazamento ou evaporação. deverá ser previsto condições de percurso suave.5. A execução de qualquer parte da estrutura implicará na responsabilidade integral da CONTRATADA por sua resistência e estabilidade. submetida à aceitação de FURNAS. Em hipótese alguma será permitido o lançamento após o início da pega. fabricado em usina. com resistência mínima de fck = 25 MPa. . que não haja segregação ou desagregação de seus componentes. Não será permitido o lançamento do concreto em altura superior a 2. Haverá. e de concreto remisturado. BOMBEADO. aclives e declives.Edital Número da Licitação CO. considerando o título desta norma “Projeto e Execução de Obras de Concreto Armado”. Sendo de responsabilidade da CONTRATADA. Os processos de lançamento deverão ser determinados de acordo com a natureza da obra. INCLUSO A CONTRATADA fornecerá para a concretagem dos elementos. adquirido de empresa idônea. Quando os aclives a vencer forem muito grandes. gericas. preenchimento dos blocos. integral obediência à NBR 6118/2003. caçambas ou outros. inclusive estrados. Para evitar segregação em quedas maiores que a mencionada.9.DAQ. obviamente. Transporte O transporte do concreto deverá ser efetuado de maneira.

Cura do concreto O processo de cura do concreto deverá ser iniciado tão logo termine o período de pega. durante o espalhamento. . sobre os materiais utilizados. durante a concretagem. A CONTRATADA deverá adotar precauções para evitar a vibração da armadura.9 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. conforme NBR 7480. Outros tipos de vibradores poderão ser utilizados desde que as metodologias de aplicação sejam previamente aprovadas pela CONTRATANTE. tal que o concreto ocupe todos os recantos da fôrma.3 A 12. mantendo o espaçamento mínimo indicado pelo projeto. A CONTRATADA deverá garantir que a armadura não fique em contato direto com o solo. exceto nos casos onde existirem especificações para tal procedimento. sendo que este deverá ser feito de forma cuidadosa. a vibração por curtos períodos em pontos máximos.5. No momento da execução dos serviços é aconselhável.00011. Na região dos arranques. CORTE.0 cm de espessura.5 MM As armaduras deverão estar isentas de excesso de ferrugem. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50. acompanhado de cópia da Nota Fiscal.G. manchas de óleo. A vibração será apenas a suficiente para que apareçam bolhas de ar e uma fina película de água na superfície do concreto.DAQ. de areia ou qualquer outro material adequado esta camada deverá ter no mínimo 5. Para uma boa prática de vibração a agulha deverá ser posicionada na vertical ou.2011 Folha 148/253 Não será permitido o “arrastamento” do concreto a distâncias muito grandes. REFERÊNCIA – ITEM D. em vez de períodos longos num único ponto ou pontos muito distantes. emitidos a partir de ensaios. de modo a não formar vazios ao seu redor nem dificultar a aderência do concreto.10. quando impossível.4. poderá provocar perda da argamassa por adesão aos locais de passagem.Edital Número da Licitação CO. Será de responsabilidade da CONTRATADA o fornecimento de laudos técnicos. A escolha dos processos de cura fica a cargo da CONTRATADA. O período corresponderá a 7 dias após o fim da pega. Adensamento Não será permitido o adensamento manual. De qualquer maneira. Ø 6. antes da próxima etapa de concretagem estas deverão ser limpas. Toda armadura entregue na obra só será aceita após apresentação do atestado de qualidade do material. sobre fôrmas. Esse procedimento não deverá ser realizado a uma profundidade superior ao tamanho da agulha. sendo que as camadas a serem vibradas deverão ter preferencialmente uma espessura de ¾ do comprimento da agulha. ou mesmo sobre o concreto já aplicado. Recomenda-se um espaçamento da ordem de 6 a 10 vezes o diâmetro da agulha do vibrador para a aplicação do equipamento. Quando no processo de cura for utilizada uma camada de pó de serragem.5. no caso de concretagem em camadas a agulha deverá atingir a camada subseqüente. argamassa aderente ou qualquer outra substância que impeça uma perfeita ligação ao concreto. Os vibradores de imersão não deverão ser deslocados horizontalmente. deverão ser adotadas precauções para evitar oxidação excessiva destas barras. devido ao fato de que o deslocamento da mistura com a enxada. seja utilizando espaçadores ou qualquer outro dispositivo. inclinada até um ângulo máximo de 45º. de modo a garantir a interligação entre as duas camadas.

cujo contato com as fôrmas se reduza a um ponto. água em excesso ou qualquer outra substância que impeça a perfeita aderência e união entre a argamassa e os substratos. executados com antecedência. a superfície de assentamento dos blocos deve ser levemente umedecida com brocha de pintor.65 milímetros ou 1.5 cm em 2 m. exigindo-se discrepância do plano horizontal inferior a 0. graxa. a quantidade de argamassa a ser aplicada não deve corresponder a um tempo de colocação dos blocos que supere o início da pega ou perda da trabalhabilidade.00011. Para garantir o cobrimento recomendado no projeto.6. respeitados os mínimos estabelecidos nas normas. após o assentamento dos blocos. REFERÊNCIA – ITEM D. rigorosamente. a olho nu.Edital Número da Licitação CO. As bitolas e classes das barras e fios das armaduras estão definidas no projeto estrutural e respectiva especificação. afastadores de armadura do tipo "clips" plásticos. NBR 6003. REFERÊNCIA – ITEM D. devem estar limpos e sem agregados soltos. proibindo-se calços de qualquer natureza. O alinhamento vertical das juntas deve ser obtido com auxílio de fio prumo ou gabarito modular. no momento do assentamento.4.2011 Folha 149/253 As armaduras deverão obedecer rigorosamente aos preceitos das normas e especificações brasileiras NBR 6118.6 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. de modo que um observador situado próximo a uma das extremidades do fio não constate.DAQ. as juntas resultantes tenham espessura de (10 ± 3) mm. NBR 6004. atendendo. principalmente para deixar livre o espaço destinado ao enchimento com concreto e garantir melhor impermeabilidade da junta. Cada fiada deve ser assentada com o auxílio de fios flexíveis estirados horizontal e paralelamente ao plano da parede.5.BLOCO 19X19X39 CM Assentamento A base para assentamento da alvenaria deve ser executada plana e em nível. A fixação dos fios deve ser feita em guias perfeitamente aprumadas nas extremidades das paredes. NBR 6005. O padrão de assentamento a ser adotado é de junta amarrada. quanto ao cobrimento. As especificações da NBR 6118. NBR 6331 e NBR 6365. a argamassa não deve avançar no interior dos vazios do bloco mais que 1 cm. as prescrições das normas da ABNT .1. Colocação da argamassa Os locais de aplicação da argamassa de assentamento. O dobramento das barras deverá ser feito com os raios de curvatura previstos no projeto. alguns minutos antes da aplicação da argamassa. preto. As superfícies das barras de aço deverão estar isentas de qualquer substância que prejudique a perfeita aderência ao concreto.24 milímetros de diâmetro. quando necessário. secos e com ventos. em dias muito quentes. O arame utilizado para amarração da armadura deverá ser consistido de fio de aço recozido.G. curvatura resultante do efeito da gravidade ou do vento. NBR 6207. deverão ser garantidas através do uso de elementos espaçadores plásticos específicos a este fim. pó. assim como os blocos. . serão empregados.4. os cordões devem ter espessura tal que. EXECUÇÃO DE ALVENARIA ESTRUTURAL ESPESSURA 19 CM . ALVENARIA COM BLOCOS DE CONCRETO. de 1. a argamassa deve ser aplicada em todas as paredes do bloco para formação da junta horizontal e em dois cordões verticais nos bordos de uma das extremidades do bloco para formação da junta vertical.6. podendo as guias ser os próprios cantos das mesmas. As juntas de argamassa serão do tipo Côncava empregando-se frisador de madeira.10 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. As extremidades dos fios devem ser niveladas por processo satisfatório.NBR 5589.

19cmxcomp. Antes da aplicação desta camada. o procedimento será iniciado após embutir todas as tubulações que por ele devem passar. com o auxilio de esguicho de mangueira. 19cmxAlt.4. A espessura do reboco massa única deverá ser 20. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-25.6. para atingir seu objetivo. A operação terá de ser executada. REFERÊNCIA – ITEM D. para atingir seu objetivo.2.8. 9.1.7. A operação final consistirá em lançar a argamassa. METÁLICOS CORTE. REVESTIMENTO CHAPISCO PARA PAREDE TRAÇO 1:3. Ø 16 MM GALVANIZADO ESCADA TIPO MARINHEIRO REFERÊNCIA – ITEM D. Considera-se insuficiente molhar a superfície projetando-se água com auxílio de vasilhame. Considera-se insuficiente molhar a superfície projetando-se água com auxílio de vasilhame.8 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS A execução da escada marinheiro da caixa separadora de água e óleo será executada pela CONTRATADA em aço galvanizado CA-25 Ø 16mm.00011. com vistas a garantir a aderência da argamassa. ESPESSURA 5 MM REFERÊNCIA – ITEM D.7. Essa camada deverá ser irregular e descontinua.8.4. Para cada plano de parede. com o auxilio de esguicho de mangueira.Edital Número da Licitação CO.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. com vistas a garantir a aderência da argamassa.G. REFERÊNCIA – ITEM D. REBOCO MASSA ÚNICA TRAÇO 1:2:8. REFERÊNCIA – ITEM D.4.7. obedecer rigorosamente aos preceitos das normas e especificações brasileiras NBR 6118.39cm.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. As superfícies das barras de aço deverão estar isentas de qualquer substância que prejudique a perfeita aderência ao concreto. 9.0mm.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS .1. a superfície deverá ser limpa com vassouras e abundantemente umedecida. com colher de pedreiro. ESPESSURA 2 CM O reboco somente serão iniciados após completa pega da argamassa das alvenarias e chapisco. A operação terá de ser executada. Classificação dos blocos: Caixas de inspeções classe b – sem acabamento superficial.7 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS O chapisco deverá ser aplicado sobre a superfície interna de toda a alvenaria das caixas de inspeção.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. através da peneira de chapisco. Antes da aplicação a superfície deverá ser abundantemente umedecida.4.2011 Folha 150/253 Bloco Dimensões: Larg.7. junto com a armação das paredes externas da caixa.8.7. REFERÊNCIA – ITEM D.4.DAQ.

lixamento ou desbaste. e a regularização da superfície devem ser realizados utilizando-se os produtos apropriados da linha Sikafloor® ou equivalente.2.00011.4.1. . mediante atestado fornecido pelo fabricante do produto especificado.9.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. Os reparos dos defeitos encontrados no concreto provenientes de falhas de concretagem devem ser iniciados logo após a remoção das formas. partículas soltas e material friável devem ser completamente removidas antes da aplicação do produto. argamassa ou concreto. selantes.9. IMPERMEABILIZAÇÃO DE ESTRUTURAS COM SIKAGARD-62 OU SIMILAR As impermeabilizações serão executadas por pessoal habilitado.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. Serão impermeabilizadas as superfícies internas da caixa separadora de água e óleo e as caixas de inspeção. Concreto fraco deve ser removido e os defeitos da superfície corrigidos.G. desse fato. IMPERMEABILIZAÇÃO PREPARO DA SUPERFÍCIE DE CONCRETO PARA IMPERMEABILIZAÇÃO REFERÊNCIA – ITEM D. perante a FISCALIZAÇÃO. SikaDur® ou equivalente e Sikagard® ou equivalente. bem como o material utilizado no reparo deve ter a aprovação da Fiscalização.9.9. composto de cura e desmoldantes e qualquer outro material estranho ou carbonatação. deve ser removido até a parte sã e preenchido com enchimento seco. 9. graxa. isenta de qualquer partícula de pó. Para concreto novo é recomendado que a superfície esteja totalmente seca e curada por no mínimo 10 dias. seca. O substrato de concreto ou argamassa deve ser imprimado ou nivelado a fim de atingir uma superfície adequada à aplicação.4. devidamente comunicados e aprovados pela FISCALIZAÇÃO e sem ônus a FURNAS. Preparo do substrato O substrato de concreto deve ser preparado mecanicamente utilizando-se equipamento abrasivo ou de escarificação para remover a nata de cimento a atingir uma textura aberta.9. O concreto danificado ou com: ”ninhos de abelha”.9. O reparo no concreto deve somente ser efetuado na presença de um fiscal. REFERÊNCIA – ITEM D. Pontos elevados e rebarbas devem ser removidos por lixamento.DAQ.9 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS A limpeza das faces internas da superfície do concreto deverá se executado por métodos de escovamento ou emprego de lixadeira elétrica de modo a manter a superfície limpa. Toda poeira.9.3 REFERÊNCIA – ITEM D.Edital Número da Licitação CO.4.3. cabendo a CONTRATADA fazer prova. óleo.4. APLICAÇÃO DE PRIMER SIKAFLOOR 161 DA SIKA OU SIMILAR CONFORME ITEM 9. falhas de concretagem e compactação devem ser completamente expostas.4. As saliências devem ser eliminadas por apicoamento.2011 Folha 151/253 9. preferencialmente por escovação ou aspiração. o preenchimento dos buracos. O reparo do substrato.

por quantas vezes se fizerem necessárias ao bom andamento dos serviços.9. Caso forem constatados vazamentos na estrutura. montagem. REFERÊNCIA – ITEM D. bem como as especificações do fabricante.4. Sikagard® 62 ou equivalente deverá ser aplicado com pincel ou rolo de pêlo curto para epóxi. A avaliação e tratamentos incorretos de trincas podem levar a uma vida-útil reduzida e propagação das trincas para o revestimento. Qualquer substituição dos produtos especificados por outros ditos similares ou equivalentes só será aceito. para verificação de possíveis falhas e aceitação final por parte da FISCALIZAÇÃO. Excesso de mistura mecânica pode ocasionar incorporação de ar. desmontagem. Evite empoçamentos de primer na superfície. prevalecerão as especificações do fabricante. Homogeneizar a Parte B e adicionar a Parte A sob agitação.1. Notas sobre a Aplicação / Limitações Não aplicar Sikagard® 62 ou equivalente em substrato com umidade > 4%. podem resultar em marcas na resina. INCLUSO MONTAGEM E DESMONTAGEM Os andaimes serão locados pela contratada e servirão para auxiliar na montagem das estruturas da caixa separadora de água e óleo. e o ponto de orvalho. a umidade relativa do ar.10 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. Misture por mais 3 minutos até que se obtenha uma mistura homogênea. Para este item de preço. para análise comparativa com os materiais especificados. LOCAÇÃO DE ANDAIME TIPO TORRE.10.4. combinadas com elevados carregamentos. Sobre certas condições. a LICITANTE deverá considerar todos os custos inerentes ao fornecimento. Sikagard® 62 ou equivalente recém aplicado deve ser protegido da umidade. A CONTRATADA deverá seguir as orientações desta especificação técnica. Em caso de divergência entre as duas. ANDAIMES REFERÊNCIA – ITEM D. Para aceitação dos serviços de impermeabilização.10. Se a umidade do substrato for > 4%. condensação e chuva por no mínimo 24 horas.10. com apresentação de ensaios de caracterização e desempenho.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. a CONTRATADA deverá realizar os reparos necessários sem Ônus adicional a Furnas.DAQ. Garantir que todo o produto no fundo e na lateral do recipiente seja incorporado à mistura.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS . Método de Aplicação / Ferramentas Antes da aplicação verifique a umidade do substrato. Sikafloor® 82 EpoCem® ou equivalente deve ser aplicado previamente como Barreira Temporária ao Vapor. transporte.G. serão realizados os testes de estanqueidade por parte da CONTRATADA com duração mínima de 72 h. Estrutura do sistema: 1 (uma) demão de primer (Sikafloor 161 ou equivalente) e duas demãos de impermeabilizante (Sika Gard 62 ou equivalente). Para homogeneidade de cores. altas temperaturas do substrato ou no ambiente. aplique embalagens do mesmo lote de Sikagard® 62 ou equivalente em uma mesma área. relocação e reposicionamento de andaimes metálicos. REFERÊNCIA – ITEM D.2011 Folha 152/253 Tempo de mistura Homogeneizar previamente a Parte A mecanicamente.00011.Edital Número da Licitação CO.

livres de impureza. Instalados nos locais indicados no projeto. rosca BSP e terem suas superfícies tratadas contra corrosão por processo de zincagem. Instalados nos locais indicados no projeto. uma demão de Seal Coat preto sobre o revestimento de cimento.11.4. Serão adotas a seguintes características técnicas para aceitação dos tubos na obra . Será aplicada ainda. TUBULAÇÃO DE FERRO FUNDIDO DUCTIL CENTRIFUGADO O fornecimento e instalação da tubulação de fofo deverão atender as seguintes premissas: Serem assentadas nas valas conforme inclinação e encaminhamento do projeto. As extremidades das conexões devem apresentar rebordo de reforço. Os tubos deverão ser fornecidos com revestimento externo de pintura betuminosa anticorrosão de cor preta. Fibras de aço: que atenda as especificações da NBR 15530. conforme NBR 7480 ou NBR 7481.1. conforme NBR 7211. conforme norma da ABNT.G.2011 Folha 153/253 9. SISTEMA DE TUBULAÇÃO PARA FLUIDOS E PLACA DE IDENTIFICAÇÃO TUBULAÇÃO DE AÇO CARBONO O fornecimento e instalação da tubulação de aço carbono deverão atender as seguintes premissas: Tubos com SCH 40. As espessuras das paredes dos tubos deverão atender a classe 1 Mpa. sempre. é vedada a execução de curvaturas nos tubos. Agregados: selecionados. O cimento utilizado na argamassa é um cimento de Alto Forno EF320. estando de acordo com a NBR 5732 ou NBR 5733 ou NBR 5735 ou NBR 5736 ou NBR 5737. conforme norma da ABNT EB 208. Ressalta-se que apesar de admitidas em normas.11 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. CONEXÕES DE FERRO MALEÁVEL O fornecimento e instalação das conexões deverão atender as seguintes premissas: conexão macho e fêmea (MF): Conexão que dispõe de roscas externas e internas. Os tubos deverão ser fornecidos com revestimento interno de argamassa de cimento.Edital Número da Licitação CO. aplicada por processo de centrifugação. Armadura: pode ser utilizadas barras de aço ou telas soldadas. As mudanças de direção serão efetuadas.00011. .DAQ.4. Espessura mínima da parede do tubo 45mm.11. As conexões devem ser fornecidas zincadas por imersão a quente conforme a NBR 6323 Todas as conexões devem trazer a marca do fabricante e a indicação dos respectivos diâmetros nominais de forma visível e indelével.segundo a NBR 8890/07: Cimento: qualquer tipo de cimento. SISTEMA DE TUBULAÇÃO E PLACA DE IDENTIFICAÇÃO REFERÊNCIA – ITEM D. TUBULAÇÃO DE CONCRETO ARMADO O fornecimento e instalação da tubulação de concreto armado deverão atender as seguintes premissas: Serem assentadas nas valas conforme inclinação e encaminhamento do projeto. por meio de conexões.

O excesso de umidade ou elementos estranho (graxa.. Antes do início dos serviços de solda. Toda a recomposição da malha terra ficará a cargo da CONTRATADA.2.12. Uso externo. que deverá ser coberto com uma camada de pedra britada de 15cm de espessura.Edital Número da Licitação CO. Na área de corte da malha terra.12.11.4.12 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. REFERÊNCIA – ITEM D. Tamanho: comp.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.G. REFERÊNCIA – ITEM D. que validará se os mesmos são adequados.3.4. ATERRAMENTO REFERÊNCIA – ITEM D.00011. caso seja encontrada alguma haste de aterramento. se estão bem fechados para evitar possível vazamento de metal fundente.12.12. ficando vedada a utilização de materiais de reaproveitamento.54metro. Para execução dos serviços será utilizado acendedor específico (não será permitido o uso de fósforos) para acender o pó de ignição.12. Cor: Fundo branco e letras na cor preta. está deverá ser reaproveitada.12.1. A posição de acendimento é sempre lateral a abertura do molde. SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO Os cabos a serem soldados devem estar limpos e secos.2011 Folha 154/253 Encaixe tipo ponta e bolsa. Plástico de alta performance.DAQ.0.4.) poderão resultar em uma solda inadequada e poderão ocorrer respingos excessivos de metal fundente para fora do molde. etc.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. após os cortes e retiradas dos cabos a CONTRATADA deverá repassar o material a FISCALIZAÇÃO. abaixo do terreno. A malha ora cortada e retirada. deverá ser recomposta conforme orientação da FISCALIZAÇÃO por processo de solda exotérmica. CORTE E RETIRADA DE CABOS DE ATERRAMENTO A malha existente nos locais de execução dos serviços deverá ser retirada por profissional qualificado. Descritivo: vide projeto. PLACA DE IDENTIFICAÇÃO As placas de sinalização deverão ser instaladas conforme indicação do projeto e terem as seguintes características técnicas: Espessura: 2mm.4. óleo. Classe da tubulação de concreto armado – PA1.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NU DE 4/0 AWG (120 MM²) Todos os cabos deverão ser interrados a uma profundidade mínima de 65cm.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS .0.74xalt. a CONTRATADA apresentará a FISCALIZAÇÃO os moldes a serem utilizados. REFERÊNCIA – ITEM D.12. REFERÊNCIA – ITEM D. A CONTRATADA deverá intercalar as soldas para evitar um superaquecimento do grafite e uma possível reação antecipada do pó de ignição..

00011.69 “ALTERNATIVA B” Antes do início dos serviços de solda.Edital Número da Licitação CO. utilizando-se produtos que não prejudiquem as superfícies a serem limpas.13 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS . deverá a CONTRATADA executar uma fixação para cada caixa. REFERÊNCIA – ITEM D.4. A CONTRATADA deverá intercalar as soldas para evitar um superaquecimento do grafite e uma possível reação antecipada do pó de ignição.00 metros obedecendo ao detalhe de fixação RE4-111780 FL.4. LIMPEZA FINAL DA OBRA Deverão ser devidamente removidos da obra todos os materiais e equipamentos.4. Deverá ser realizada a remoção de todo o entulho da obra para local apropriado. óleo. bem como cuidadosamente varridos os seus acessos. A CONTRATADA realizará a limpeza dentro dos limites da obra quantas vezes forem necessárias para a organização do ambiente do trabalho. etc. será executada a cada 2.. se estão bem fechados para evitar possível vazamento de metal fundente e analisar o material dos fixadores.FURNAS 9. REFERÊNCIA – ITEM D.12. REFERÊNCIA – ITEM D.2011 Folha 155/253 9. ferramentas e acessórios.5 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. Para assegurar a entrega da obra em perfeito estado. COM TERMINAL RETO Para as tubulações de ferro fundido.13. deverá a CONTRATADA executar uma fixação em cada tubo.13.G. FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM ESTRUTURA METÁLICA POR SOLDA. inclusive aquelas interrompidas por anel de vedação.4 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. bem como os determinados pela FISCALIZAÇÃO. a CONTRATADA deverá executar todos os arremates que julgar necessários.DAQ. A fixação dos cabos na estrutura de concreto da caixa separadora de água e óleo.5.12.52 “ALTERNATIVA A” As fixações da caixa separadora de água e óleo e caixa de inspeção serão executadas nas faces externas. deixando-a completamente desimpedida de todos os resíduos de construção.12.. FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM ESTRUTURA DE CONCRETO POR PARAFUSO Os cabos a serem fixados nas estruturas de concreto da caixa separadora de água e óleo deverão estar limpos e secos. SERVIÇOS FINAIS REFERÊCIA – ITEM D. O excesso de umidade ou elementos estranhos (graxa. que validará se os mesmos são adequados. assim como as peças remanescentes e sobras utilizáveis de materiais. 52 “ALTERNATIVA A” Para a fixação nas caixas de inspeção. obedecendo ao detalhe RE4-111780 FL.4. Particular cuidado deverá ser aplicado na remoção de quaisquer detritos ou salpicos de argamassa endurecida das superfícies.13. conforme detalhe de aterramento de tubos RE4-111780 FL.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS . A limpeza dos elementos deverá ser realizada de modo a não danificar outras partes ou componentes das edificações.4.12.) poderão resultar em uma solda inadequada e poderão ocorrer respingos excessivos de metal fundente para fora do molde.1. a CONTRATADA apresentará a FISCALIZAÇÃO os moldes e fixadores a serem utilizados.

Edital Número da Licitação CO.1.G.1. demolições e reposições que se tornarem necessárias. REFERÊNCIA – ITEM E. para que sejam efetuadas as verificações e aferições que forem pertinentes. ficando. ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DA CONSTRUÇÃO DAS BACIAS DE DRENAGEM. a ocorrência deverá ser comunicada à FISCALIZAÇÃO. a CONTRATADA fará comunicação à FISCALIZAÇÃO.5.5. Caso haja discrepâncias entre as reais condições existentes no local e os elementos dos projetos. a CONTRATADA deverá comunicar à FISCALIZAÇÃO.FURNAS 9.1. por sua responsabilidade.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.5x23cm.2. REFERÊNCIA – ITEM E. Os serviços constituirão na locação planimétrica e altimétrica da obra de acordo com a planta de situação aprovada pela CONTRATANTE. 9.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS A CONTRATADA procederá à locação – planimétrica e altimétrica . LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA DE TÁBUAS CORRIDAS À CONTRATADA caberá a responsabilidade pela locação da obra com a utilização de instrumentos adequados.1. que servirão de suporte para os arames (recozido 18 DWG) que definirão os elementos demarcados.5cmx7. nos quais serão fixadas as tábuas de 2.5m. REFERÊNCIA – ITEM E.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS . Em casos de erros na locação da obra será de responsabilidade da CONTRATADA proceder. O gabarito deverá ser montado com auxílio de pontaletes de madeira de 7. sujeito a sanções. Após a demarcação dos alinhamentos e pontos de nível. além disso. dos alinhamentos. sem ônus adicionais à FURNAS. multas e penalidades aplicáveis em cada caso particular. Após a demarcação dos alinhamentos e pontos de nível. a partir do qual prosseguirá o serviço sob sua responsabilidade. que permitirá reconstituir ou aferir a locação em qualquer tempo e oportunidade. a qual procederá às verificações e aferições que julgar oportunas. espaçados de 1. COM IMPERMEABILIZAÇÃO E COLOCAÇÃO DE BRITA. sedo que os mesmos deverão ser iniciados à partir dos pontos de referência apontados nos projetos. a CONTRATADA deverá proceder à rigorosa verificação no sentido de comprovar se a obra está sendo executada de acordo com a locação. A CONTRATADA deverá fazer a aferição das dimensões.00011. em perfeitas condições. toda e qualquer referência de nível (RN) e de alinhamento. Periodicamente.dos trilhos dos reatores de acordo com a planta de situação a ser fornecida por Furnas.DAQ. a quem competirá deliberar a respeito. de acordo com o contrato firmado entre as partes interessadas. procedendo através de seu topógrafo.5.2011 Folha 156/253 9. A CONTRATADA deverá manter. dos ângulos e de quaisquer outras indicações constantes no projeto com as reais condições encontradas no local. às modificações. a marcação de ponto de referência.5.5cm. PARA OS REATORES DA SUBESTAÇÃO 500 kV SERVIÇOS INICIAIS LOCAÇÃO DE TRILHOS DE AÇO EM CAMINHOS DE ROLAMENTO COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA REFERÊNCIA – ITEM E DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS .1.1.

quando houver. com formato de tramas retangulares na cor laranja.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. deverão ser realizadas com o máximo cuidado e de forma a não causar danos nas instalações existentes a serem preservadas.2. REFERÊNCIAS – ITEM E.00011.1.5.DAQ.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR O isolamento da obra será provido de tela de proteção e sinalização de obras. RETIRADA DE LASTRO DE BRITA A retirada do lastro de brita dar-se-á de forma manual. fixada com o auxílio de amarras de arame galvanizado em peças de madeira cravadas ao solo. em áreas previamente aprovados pela FISCALIZAÇÃO. existência de juntas de dilatação etc.2. a CONTRATADA deverá proceder a um exame detalhado da estrutura a ser demolida. fabricado em fios de polipropileno com tratamento contra raios solares (UV). 9.2011 Folha 157/253 9. REFERÊNCIA – ITEM E. deverão ser transportados para depósitos indicados pela FISCALIZAÇÃO e acomodados de forma adequada à sua preservação e reutilização. Toda retirada com aproveitamento deverá ser realizada com o máximo cuidado de maneira a não causar danos aos materiais retirados. TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1. altura de 1. bem como as remoções dos materiais. distante uns dos outros conforme orientação da FISCALIZAÇÃO.1.2. não podendo ser descartados em quaisquer outras áreas ou permanecerem nos canteiros de obra. UTILIZANDO DISCO DE CORTE A demarcação da área será executada pela CONTRATADA.5.1. as condições das estruturas circunvizinhas. do Ministério do Trabalho.4 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.1.2. Toda e qualquer demolição. DEMARCAÇÃO E DEFINIÇÃO DA ÁREA DO PAVIMENTO A SER DEMOLIDO.FURNAS As demolições e remoções serão realizadas de acordo com a NR -18.5. Os entulhos deverão ser transportados.20 m. a cargo da CONTRATADA.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS . Só será autorizado o início da demolição do pavimento asfáltico após a execução do serviço supracitado. com apoio de equipamento de disco de corte destinado para este fim. DEMOLIÇÕES E RETIRADAS DEMOLIÇÃO DE CONCRETO ARMADO COM ROMPEDOR REFERÊNCIA – ITEM E. sob o aspecto de segurança e medicina do trabalho. Os materiais reaproveitáveis.5.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS . REFERÊNCIA – ITEM E. devendo ser considerados outros aspectos importantes tais como a natureza da estrutura.3. Antes do início dos serviços.G.2.4. não podendo ser descartados em quaisquer outras áreas ou permanecerem nos canteiros de obra.2.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. O material retirado das bacias deverá ser transportado.5. em áreas previamente aprovados pela FISCALIZAÇÃO. para locais de bota-fora próprios.Edital Número da Licitação CO. REFERÊNCIA – ITEM E. a cargo da CONTRATADA.1.

sob o aspecto de segurança e medicina do trabalho. cabe à CONTRATADA escolher a melhor forma de execução dos serviços. etc). secundárias e auxiliares.2.DAQ. a cargo da CONTRATADA. existência de juntas de dilatação etc. pela resistência e estabilidade dos maciços/estruturas resultantes. Os pontos planimétricos e altimétricos devem ser hierarquizados em termos de extensão. esgotamento ou rebaixamento do lençol freático. Ressalta-se que as áreas onde serão realizados os serviços.2.5. A realocação dos trilhos existentes nos novos dormentes dar-se-á com auxílio da topografia com os registros levantados no cadastro inicial. Os entulhos deverão ser transportados. para locais de bota-fora próprios.Edital Número da Licitação CO. ou indicado pela FISCALIZAÇÃO. para que a mesma realize o corte nos locais indicados. As áreas a serem demolidas deverão ser previamente demarcadas pela CONTRATADA.NBR 9061. A retirada da capa asfáltica deverá ser realizada de forma manual. em áreas previamente aprovados pela FISCALIZAÇÃO. DEMOLIÇÃO DE PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA As demolições e remoções serão realizadas de acordo com a NR -18.1. A CONTRATADA executará todo movimento de terra necessário e indispensável ao nivelamento do terreno. NBR 6122.00011. a fim de garantir segurança nas vias de acesso. mediante drenagem. A escavação deverá ser realizada por equipamentos e acessórios adequados. aterramentos. A execução de escavações implicará na responsabilidade integral da CONTRATADA. . não podendo ser descartados em quaisquer outras áreas ou permanecerem nos canteiros de obra.5.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS Caixa de drenagem A execução dos trabalhos de escavação deverá obedecer aos respectivos projetos e as prescrições da NR18 e das normas da ABNT .4 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.G.5.3.3. cumbadores.3. DESMONTAGEM E RETIRADA DE TRILHOS DE AÇO Para a retirada dos trilhos das vias de transferências dos reatores será necessário o acompanhamento topográfica com o cadastro das marcações dos eixos dos trilhos existentes e locação de seus pontos notáveis (parafusos.4. bem como as remoções dos materiais.2011 Folha 158/253 9. Antes do início dos serviços.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS . deverão ser realizadas com o máximo cuidado e de forma a não causar danos nas instalações existentes a serem preservadas.5. deverão ser devidamente demarcadas e sinalizadas. do Ministério do Trabalho. devendo ser considerados outros aspectos importantes tais as condições das estruturas circunvizinhas. nas cotas fixadas pelo projeto. desde que as mesmas sejam aprovadas pela FISCALIZAÇÃO e obedeçam as normas e regulamentos de segurança.2. REFERÊNCIA – ITEM E. 9. Todas as escavações deverão ser protegidas contra a ação de água superficial ou profunda. REFERÊNCIA – ITEM E. Toda e qualquer demolição.2.FURNAS 9. sendo pertencentes às poligonais básicas. a CONTRATADA deverá proceder a um exame detalhado do local a ser demolida. MOVIMENTAÇÃO DE TERRA ESCAVAÇÃO MECANIZADA DE SOLO DE 1ª CATEGORIA REFERÊNCIA – ITEM E. procedendo aos cortes necessários.

1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. CARGA / TRANSPORTE REFERÊNCIA – ITEM E.5. após inspeção pela CONTRATANTE. ou indicado pela FISCALIZAÇÃO.3. esgotamento ou rebaixamento do lençol freático.G. desde que as mesmas sejam aprovadas pela FISCALIZAÇÃO e obedeçam as normas e regulamentos de segurança.5. A execução de escavações implicará na responsabilidade integral da CONTRATADA.NBR 9061.00011. REFERÊNCIA – ITENS E.4. nas cotas fixadas pelo projeto. REFERÊNCIA – ITENS E. mediante drenagem.4 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS . mantendo-se um rebaixo de 10cm. REFERÊNCIA – ITEM E.3. A bacia deverá ser preenchida com a brita. poderá ser armazenado em local pré-determinado para que possa ser utilizado como material de reaterro. se for considerado de qualidade. NBR 6122.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS . ESCAVAÇÃO MANUAL DE SOLO DE 1ª CATEGORIA Estrutura auxiliar A execução dos trabalhos de escavação deverá obedecer aos respectivos projetos e as prescrições da NR18 e das normas da ABNT . A CONTRATADA executará todo movimento de terra necessário e indispensável ao nivelamento do terreno. EXECUÇÃO DE LASTRO DE BRITA Nº 3 (38 A 50MM).4 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. cabe à CONTRATADA escolher a melhor forma de execução dos serviços.FURNAS 9. Todas as escavações deverão ser protegidas contra a ação de água superficial ou profunda.DAQ.3.0mm.4. procedendo aos cortes necessários.3.5. COM FORNECIMENTO DE BRITA A pedra britada a ser usada deverá ser classificada e ter dimensões de 38.3. pela resistência e estabilidade dos maciços/estruturas resultantes. Todo material retirado. após inspeção pela CONTRATANTE.3. A brita deve ser lavada para a retirada de impurezas e ter sua granulometria avaliada pela FISCALIZAÇÃO. poderá ser armazenado em local pré-determinado para que possa ser utilizado como material de reaterro. Esta especificação é conhecida como “classificação comercial de brita número 3”.2. REGULARIZAÇÃO E COMPACTAÇÃO DE SOLO Após o término das escavações os fundos das valas e/ou cavas deverão ser regularizadas e compactadas através de soquetes manuais.5. A escavação deverá ser realizada por ferramentas e acessórios adequados.Edital Número da Licitação CO.2011 Folha 159/253 Todo material retirado. REFERÊNCIA – ITEM E.3.0mm a 50. se for considerado de qualidade.3.

9.5.5. NBR 7203.1 REFERÊNCIA – ITEM E.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.4. deverão ser aplicados nas superfícies das fôrmas antes da colocação da armadura. a correção será efetuada imediatamente.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.5. ESTRUTURAS EXECUÇÃO DE FORMA DE TÁBUAS PARA FUNDAÇÃO REFERÊNCIA – ITEM E. Quando for o caso. TRANSPORTE E DESCARGA MECÂNICA DE MATERIAL ATÉ 20 KM CONFORME ITEM 9. escoras etc. espessura mínima de 12mm.5.4.DAQ.5 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS .00011. não sendo permitido também. sendo obrigatórios a amarração das peças e o isolamento e sinalização ao nível do terreno.1 REFERÊNCIA – ITEM E. CARGA.5. e as fôrmas das fundações em tábuas e sarrafos. NBR 15696 e NBR 14931. do tipo mecha e encaixe. REFERÊNCIA – ITEM E. EXECUÇÃO DE FORMA DE MADEIRIT TRAVAMENTO E CONTRAVENTAMENTO RESINADO 12 MM. REFERÊNCIA – ITEM E. dois reaproveitamentos.4. de modo a assegurar a perfeita continuidade do perfil desejado para a peça.1. Deverão ser previstas aberturas convenientemente dimensionadas para o lançamento eficaz e vibração do concreto.3.5. poderá ser empregado o processo de sambladuras. CARGA MANUAL E TRANSPORTE DE BRITA ATÉ 1 KM A velocidade dos caminhões deverá ser no máximo de 40 Km/h nas vias internas da área Industrial.5. Este processo é recomendável somente quando não estiver previsto o reaproveitamento de fôrma. DESFORMA DE ESTRUTURA Os produtos anti-aderentes.5. com o emprego de cunhas. NBR 11700.5. quando houver necessidade.3. INCLUSO Forma dos novos dormentes de concreto: As fôrmas das estruturas deverão ser em chapa compensada resinada.5. A posição das fôrmas.4. prumo.2. Para garantir a estanqueidade das juntas.4.4.G.5. TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK CONFORME ITEM 9. REFERÊNCIA – ITEM E.1. o enchimento completo das caçambas dos caminhões.2011 Folha 160/253 9.2. nível e alinhamento serão objeto de verificação rigorosa e permanente.4. especialmente durante o processo de lançamento do concreto. essas aberturas serão fechadas imediatamente após o lançamento e vibração do concreto.5.Edital Número da Licitação CO. destinados a facilitar a desmoldagem da estrutura na ocasião de sua cura.5. devendo obedecer rigorosamente as prescrições das normas NBR 6118.4.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.FURNAS O dimensionamento e procedimentos executivos para a execução das formas deverão atender rigorosamente as prescrições da norma NBR 15696.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.5. Quando necessária.5. . Durante a desforma devem ser viabilizados meios que impeçam a queda livre de seções de fôrmas e escoramentos.

REFERÊNCIA – ITEM E. ainda. obviamente.2011 Folha 161/253 A retirada das fôrmas deverá obedecer às prescrições das normas NBR 6118 e NBR 14931 de modo a não prejudicar as peças executadas. ADENSAMENTO E ACABAMENTO BOMBEADO. As superfícies das barras de aço deverão estar isentas de qualquer substância que prejudique a perfeita aderência ao concreto.5. concreto. A execução de qualquer parte da estrutura implicará na responsabilidade integral da CONTRATADA por sua resistência e estabilidade. O mesmo será executado após a realização dos serviços de compactação e regularização de fundo das valas escavadas. integral obediência à NBR 6118/2003. cabendo a esta fornecer cópia dos laudos dos ensaios realizados à CONTRATANTE. com resistência mínima de fck = 25 MPa. entre outros.5.4.5 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.5. INCLUSO Concretagem A CONTRATADA fornecerá para a concretagem dos elementos. Nessa inspeção FURNAS verificará. a ocorrência de trincas.5. Haverá. As armaduras deverão obedecer rigorosamente aos preceitos das normas e especificações brasileiras NBR 6118. um plano de desforma. ARMADURA EM TELA TELCON Q138 Toda armadura entregue na obra só será aceita após apresentação do atestado de qualidade do material. serão empregados. conforme NBR 7480. Após a desforma. REFERÊNCIA – ITEM E. as superfícies do concreto deverão ser inspecionadas visando à identificação de defeitos de concretagem. cujo contato com as fôrmas se reduza a um ponto. O controle tecnológico será de responsabilidade da CONTRATADA e deverá obedecer ao disposto na Norma NBR 6118/2003. fabricado em usina. ausência de argamassa.5.5. REFERÊNCIA – ITEM E.5. Para garantir o cobrimento recomendado no projeto. quanto ao cobrimento. tais como "ninhos de abelha". . quando necessário. para aprovação de FURNAS.5.6. COLOCAÇÃO.5.00011. EXECUÇÃO DE LASTRO DE CONCRETO MAGRO O lastro de concreto magro será aplicado conforme as indicações dos projetos na espessura de 5cm.DAQ.5. considerando o título desta norma “Projeto e Execução de Obras de Concreto Armado”. devendo-se atentar para os prazos recomendados: • • • Faces laterais: 3 dias Faces inferiores: 14 dias Faces inferiores sem pontaletes: 21 dias A CONTRATADA apresentará. afastadores de armadura do tipo "clips" plásticos. As especificações da NBR 6118. acompanhado de cópia da Nota Fiscal.Edital Número da Licitação CO. rugosidades.G. CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA. fissuras e outras lesões provocadas por cura mal processada. deverão ser garantidas através do uso de elementos espaçadores plásticos específicos a este fim. Qualquer tratamento destinado às superfícies do concreto desmoldado somente será permitido após esse exame.4 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.

Esse procedimento não deverá ser realizado a uma profundidade superior ao tamanho da agulha. caçambas ou outros. poderá provocar perda da argamassa por adesão aos locais de passagem. inclusive estrados. Para evitar segregação em quedas maiores que a mencionada. sendo que as camadas a serem vibradas deverão ter preferencialmente uma espessura de ¾ do comprimento da agulha. gericas. Lançamento O lançamento deverá obedecer às recomendações da NBR 6118/2003. aclives e declives. e de concreto remisturado. Os processos de lançamento deverão ser determinados de acordo com a natureza da obra. nem perda sensível de qualquer deles por vazamento ou evaporação. adquirido de empresa idônea. Transporte O transporte do concreto deverá ser efetuado de maneira.00011. preenchimento dos blocos.0 metros. o concreto será lançado por janelas abertas nas laterais ou por meio de funis.Edital Número da Licitação CO. Sempre que possível a CONTRATADA poderá escolher um sistema de transporte que permita o lançamento direto nas fôrmas. submetida à aceitação de FURNAS. exame de normas e códigos e fornecerá o material segundo o melhor critério técnico. Não será permitido o “arrastamento” do concreto a distâncias muito grandes. na obra. informando quais elementos serão executados bem como o tempo previsto para sua execução. Poderão ser utilizados. durante o espalhamento. laje de fundo e tampa deverá ser virado na obra. O intervalo máximo de tempo permitido entre o término do amassamento do concreto e o seu lançamento não excederá 1 (uma) hora. Adensamento Não será permitido o adensamento manual. No caso de utilização de carrinhos ou padiolas. para transporte do material do caminhão ou betoneira até o local da concretagem. sendo que este deverá ser feito de forma cuidadosa. de modo a não formar vazios ao seu redor nem dificultar a aderência do concreto. carrinhos de mão com roda de pneu. No caso de peças estreitas e altas. ou mesmo sobre o concreto já aplicado. sobre fôrmas. A vibração será apenas a suficiente para que apareçam bolhas de ar e uma fina película de água na superfície do concreto. tal que o concreto ocupe todos os recantos da fôrma. deverá ser previsto condições de percurso suave.2011 Folha 162/253 Deverá ser observada rigorosa obediência a todas as particularidades dos projetos fornecidos. . que não haja segregação ou desagregação de seus componentes. Sendo de responsabilidade da CONTRATADA. O concreto da estrutura da caixa separadora de água e óleo deverá ser dosado em central. cabendo à CONTRATANTE modificar ou impedir os processos que acarretem segregação dos materiais. Não será permitido o lançamento do concreto em altura superior a 2. Quando os aclives a vencer forem muito grandes. Os vibradores de imersão não deverão ser deslocados horizontalmente. a CONTRATADA fará estudo das especificações e plantas. deverá ser utilizada calhas apropriadas. tais como rampas. Para isso.DAQ. devido ao fato de que o deslocamento da mistura com a enxada. O concreto utilizado para a execução das caixas de inspeção. apresentar à FISCALIZAÇÃO um plano de concretagem. Em hipótese alguma será permitido o lançamento após o início da pega.G.caso de um ou mais andares – recorrer-se-á ao transporte vertical. A CONTRATADA deverá adotar precauções para evitar a vibração da armadura.

a vibração por curtos períodos em pontos máximos. Os ensaios de controle tecnológico deverão ser realizados por laboratório especializado e idôneo. Todo concreto estrutural aplicado nos blocos de concreto só será aceito após apresentação de ensaio de ruptura conforme NBR 5739. inclinada até um ângulo máximo de 45º. características dos materiais constituintes e resistência mecânica e NBR NM67 para determinar a consistência do concreto fresco pelo abatimento do tronco de cone para o concreto betonado. Outros tipos de vibradores poderão ser utilizados desde que as metodologias de aplicação sejam previamente aprovadas pela CONTRATANTE. Cura do concreto O processo de cura do concreto deverá ser iniciado tão logo termine o período de pega. com resistência mínima de fck = 20 MPa. com custos a cargo da CONTRATADA. CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA.VIRADO NA OBRA. O controle tecnológico será de responsabilidade da CONTRATADA e deverá obedecer ao disposto na Norma NBR 6118/2003. de modo a garantir a interligação entre as duas camadas. de areia ou qualquer outro material adequado esta camada deverá ter no mínimo 5.5. quando impossível.00011. O controle tecnológico do concreto deverá ser realizado conforme a norma da ABNT .DAQ.5.5. concreto. . e implicará em integral responsabilidade da CONTRATADA por sua resistência e estabilidade. INCLUSO COLOCAÇÃO.8. trabalhabilidade.G. cabendo a esta fornecer cópia dos laudos dos ensaios realizados à CONTRATANTE. fabricado em usina. rigorosamente. Quando no processo de cura for utilizada uma camada de pó de serragem.5. e abrangerá as verificações de dosagem. que obedecerá.6 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.7. INCLUSO COLOCAÇÃO. para comprovação da resistência solicitada em projeto.0 cm de espessura.2011 Folha 163/253 No momento da execução dos serviços é aconselhável. ADENSAMENTO E ACABAMENTO Preenchimento dos blocos das caixas de drenagem e dormentes Os blocos de concreto estrutural da alvenaria das caixas de inspeção deverão ser preenchidos com concreto estrutural 25 Mpa. O período corresponderá a 7 dias após o fim da pega.8” DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS Concreto dos tubulões Concretagem A CONTRATADA fornecerá para a concretagem dos elementos. A escolha dos processos de cura fica a cargo da CONTRATADA. aceito por FURNAS.NBR 6118. em vez de períodos longos num único ponto ou pontos muito distantes.7 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. no caso de concretagem em camadas a agulha deverá atingir a camada subseqüente.Edital Número da Licitação CO.5. CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 20 MPA. REFERÊNCIA – ITEM E. ADENSAMENTO E ACABAMENTO – ITEM “E. Para uma boa prática de vibração a agulha deverá ser posicionada na vertical ou. REFERÊNCIA – ITEM E.NBR 7680.5. Recomenda-se um espaçamento da ordem de 6 a 10 vezes o diâmetro da agulha do vibrador para a aplicação do equipamento.VIRADO NA OBRA. à norma ABNT . exceto nos casos onde existirem especificações para tal procedimento.5.

exame de normas e códigos e fornecerá o material segundo o melhor critério técnico. Para isso. submetida à aceitação de FURNAS. e de concreto remisturado. poderá provocar perda da argamassa por adesão aos locais de passagem. aclives e declives. de modo a não formar vazios ao seu redor nem dificultar a aderência do concreto.2011 Folha 164/253 A execução de qualquer parte da estrutura implicará na responsabilidade integral da CONTRATADA por sua resistência e estabilidade. para transporte do material do caminhão ou betoneira até o local da concretagem. Não será permitido o “arrastamento” do concreto a distâncias muito grandes. Em hipótese alguma será permitido o lançamento após o início da pega. laje de fundo e tampa deverá ser virado na obra. carrinhos de mão com roda de pneu. devido ao fato de que o deslocamento da mistura com a enxada.Edital Número da Licitação CO.G. preenchimento dos blocos. Transporte O transporte do concreto deverá ser efetuado de maneira. Quando os aclives a vencer forem muito grandes. O concreto utilizado para a execução das caixas de inspeção. Sendo de responsabilidade da CONTRATADA. O intervalo máximo de tempo permitido entre o término do amassamento do concreto e o seu lançamento não excederá 1 (uma) hora.0 metros. sendo que este deverá ser feito de forma cuidadosa. tal que o concreto ocupe todos os recantos da fôrma. cabendo à CONTRATANTE modificar ou impedir os processos que acarretem segregação dos materiais. deverá ser utilizada calhas apropriadas. No caso de utilização de carrinhos ou padiolas. que não haja segregação ou desagregação de seus componentes. Para evitar segregação em quedas maiores que a mencionada. Poderão ser utilizados. informando quais elementos serão executados bem como o tempo previsto para sua execução. Sempre que possível a CONTRATADA poderá escolher um sistema de transporte que permita o lançamento direto nas fôrmas. considerando o título desta norma “Projeto e Execução de Obras de Concreto Armado”. nem perda sensível de qualquer deles por vazamento ou evaporação. apresentar à FISCALIZAÇÃO um plano de concretagem. gericas.DAQ. tais como rampas.00011. na obra. adquirido de empresa idônea. o concreto será lançado por janelas abertas nas laterais ou por meio de funis. Adensamento Não será permitido o adensamento manual. . No caso de peças estreitas e altas. caçambas ou outros. durante o espalhamento. ou mesmo sobre o concreto já aplicado.caso de um ou mais andares – recorrer-se-á ao transporte vertical. Haverá. O concreto da estrutura da caixa SAO deverá ser dosado em central. Não será permitido o lançamento do concreto em altura superior a 2. Os processos de lançamento deverão ser determinados de acordo com a natureza da obra. sobre fôrmas. Deverá ser observada rigorosa obediência a todas as particularidades dos projetos fornecidos. A CONTRATADA deverá adotar precauções para evitar a vibração da armadura. a CONTRATADA fará estudo das especificações e plantas. Os vibradores de imersão não deverão ser deslocados horizontalmente. inclusive estrados. Lançamento O lançamento deverá obedecer às recomendações da NBR 6118/2003. deverá ser previsto condições de percurso suave. integral obediência à NBR 6118/2003. obviamente.

sobre os materiais utilizados. Todo concreto estrutural aplicado nos blocos de concreto só será aceito após apresentação de ensaio de ruptura conforme NBR 5739. Para uma boa prática de vibração a agulha deverá ser posicionada na vertical ou. Os ensaios de controle tecnológico deverão ser realizados por laboratório especializado e idôneo. No momento da execução dos serviços é aconselhável. REFERÊNCIA – ITEM E.NBR 7680. para comprovação da resistência solicitada em projeto. Toda armadura entregue na obra só será aceita após apresentação do atestado de qualidade do material. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50. Na região dos arranques. Quando no processo de cura for utilizada uma camada de pó de serragem. sendo que as camadas a serem vibradas deverão ter preferencialmente uma espessura de ¾ do comprimento da agulha. O controle tecnológico do concreto deverá ser realizado conforme a norma da ABNT .G. antes da próxima etapa de concretagem estas deverão ser limpas. emitidos a partir de ensaios. A CONTRATADA deverá garantir que a armadura não fique em contato direto com o solo. com custos a cargo da CONTRATADA.9. aceito por FURNAS.2011 Folha 165/253 A vibração será apenas a suficiente para que apareçam bolhas de ar e uma fina película de água na superfície do concreto. Será de responsabilidade da CONTRATADA o fornecimento de laudos técnicos. trabalhabilidade. Esse procedimento não deverá ser realizado a uma profundidade superior ao tamanho da agulha. conforme NBR 7480. . De qualquer maneira. Cura do concreto O processo de cura do concreto deverá ser iniciado tão logo termine o período de pega. a vibração por curtos períodos em pontos máximos. características dos materiais constituintes e resistência mecânica e NBR NM67 para determinar a consistência do concreto fresco pelo abatimento do tronco de cone para o concreto betonado.DAQ.0 cm de espessura.5. de areia ou qualquer outro material adequado esta camada deverá ter no mínimo 5. Ø 16 A 25 MM Armadura dos novos dormentes e tubulões As armaduras deverão estar isentas de excesso de ferrugem. durante a concretagem. O período corresponderá a 7 dias após o fim da pega. no caso de concretagem em camadas a agulha deverá atingir a camada subseqüente. inclinada até um ângulo máximo de 45º. manchas de óleo. e abrangerá as verificações de dosagem. exceto nos casos onde existirem especificações para tal procedimento.5. mantendo o espaçamento mínimo indicado pelo projeto. argamassa aderente ou qualquer outra substância que impeça uma perfeita ligação ao concreto. Recomenda-se um espaçamento da ordem de 6 a 10 vezes o diâmetro da agulha do vibrador para a aplicação do equipamento.8 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. deverão ser adotadas precauções para evitar oxidação excessiva destas barras. de modo a garantir a interligação entre as duas camadas. seja utilizando espaçadores ou qualquer outro dispositivo. A escolha dos processos de cura fica a cargo da CONTRATADA.5. acompanhado de cópia da Nota Fiscal. quando impossível.Edital Número da Licitação CO. CORTE. em vez de períodos longos num único ponto ou pontos muito distantes.00011. Outros tipos de vibradores poderão ser utilizados desde que as metodologias de aplicação sejam previamente aprovadas pela CONTRATANTE.

a olho nu. Cada fiada deve ser assentada com o auxílio de fios flexíveis estirados horizontal e paralelamente ao plano da parede. água em excesso ou qualquer outra substância que impeça a perfeita aderência e união entre a argamassa e os substratos. NBR 6207.3 A 12.FURNAS 9. REFERÊNCIA – ITEM E. NBR 6331 e NBR 6365. As especificações da NBR 6118.5. exigindo-se discrepância do plano horizontal inferior a 0. Ø 6. proibindo-se calços de qualquer natureza.5. preto.2011 Folha 166/253 As armaduras deverão obedecer rigorosamente aos preceitos das normas e especificações brasileiras NBR 6118. a quantidade de argamassa a ser aplicada não deve corresponder a um tempo de colocação dos blocos que supere o início da pega ou perda da trabalhabilidade. EXECUÇÃO DE ALVENARIA ESTRUTURAL ESPESSURA 19 CM . As bitolas e classes das barras e fios das armaduras estão definidas no projeto estrutural e respectiva especificação. serão empregados. afastadores de armadura do tipo "clips" plásticos. cujo contato com as fôrmas se reduza a um ponto. O dobramento das barras deverá ser feito com os raios de curvatura previstos no projeto. executados com antecedência.6. devem estar limpos e sem agregados soltos.24 milímetros de diâmetro. Colocação da argamassa Os locais de aplicação da argamassa de assentamento. em dias muito quentes.9 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. REFERÊNCIA – ITEM E. NBR 6004. de modo que um observador situado próximo a uma das extremidades do fio não constate. curvatura resultante do efeito da gravidade ou do vento.6 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS .5 cm em 2 m.BLOCO 19X19X39 CM Assentamento A base para assentamento da alvenaria deve ser executada plana e em nível. de 1.9 REFERÊNCIA – ITEM E. O arame utilizado para amarração da armadura deverá ser consistido de fio de aço recozido.5. atendendo. O padrão de assentamento a ser adotado é de junta amarrada. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50. podendo as guias ser os próprios cantos das mesmas. a .DAQ.5.G. A fixação dos fios deve ser feita em guias perfeitamente aprumadas nas extremidades das paredes.10 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. assim como os blocos. quanto ao cobrimento. As extremidades dos fios devem ser niveladas por processo satisfatório.5. os cordões devem ter espessura tal que.1.5. As superfícies das barras de aço deverão estar isentas de qualquer substância que prejudique a perfeita aderência ao concreto. quando necessário. CORTE. secos e com ventos.NBR 5589. respeitados os mínimos estabelecidos nas normas. NBR 6003.5. graxa. as juntas resultantes tenham espessura de (10 ± 3) mm. rigorosamente.5. após o assentamento dos blocos. ALVENARIA COM BLOCOS DE CONCRETO. As juntas de argamassa serão do tipo Côncava empregando-se frisador de madeira. as prescrições das normas da ABNT .Edital Número da Licitação CO. O alinhamento vertical das juntas deve ser obtido com auxílio de fio prumo ou gabarito modular. a argamassa deve ser aplicada em todas as paredes do bloco para formação da junta horizontal e em dois cordões verticais nos bordos de uma das extremidades do bloco para formação da junta vertical.65 milímetros ou 1. Para garantir o cobrimento recomendado no projeto.00011.5 MM CONFORME ITEM 9. deverão ser garantidas através do uso de elementos espaçadores plásticos específicos a este fim.10.6. NBR 6005. pó.

1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS . A operação final consistirá em lançar a argamassa. através da peneira de chapisco. Considera-se insuficiente molhar a superfície projetando-se água com auxílio de vasilhame. Antes da aplicação a superfície deverá ser abundantemente umedecida. Para cada plano de parede.5. 19cmxcomp.0mm. para atingir seu objetivo. Essa camada deverá ser irregular e descontinua. REBOCO MASSA ÚNICA TRAÇO 1:2:8. com colher de pedreiro. Considera-se insuficiente molhar a superfície projetando-se água com auxílio de vasilhame. 9.7. instaladas nas bacias de drenagens para evitar a fuga de brita.8 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. Classificação dos blocos: Caixas de inspeções classe b – sem acabamento superficial. CESTA METÁLICA.5. REFERÊNCIA – ITEM E. A operação terá de ser executada.5. arame fio 12.7.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.DAQ. REFERÊNCIA – ITEM E. A espessura do reboco massa única deverá ser 20. A operação terá de ser executada.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.G. As cestas metálicas serão formadas em cantoneiras de abas iguais de 2”x5/16” e tela de aço com malha de 1”. FIO 12. RESVESTIMENTO CHAPISCO PARA PAREDE TRAÇO 1:3.7.FURNAS O chapisco deverá ser aplicado sobre a superfície interna de toda a alvenaria das caixas de inspeção.00011. ESPESSURA 5 MM REFERÊNCIA – ITEM E.8. com vistas a garantir a aderência da argamassa. principalmente para deixar livre o espaço destinado ao enchimento com concreto e garantir melhor impermeabilidade da junta. REFERÊNCIA – ITEM E. 80X40X40 CM.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.5. a argamassa não deve avançar no interior dos vazios do bloco mais que 1 cm. para atingir seu objetivo. GALVANIZADA. ESPESSURA 2 CM O reboco somente serão iniciados após completa pega da argamassa das alvenarias e chapisco.7.7.2011 Folha 167/253 superfície de assentamento dos blocos deve ser levemente umedecida com brocha de pintor.8. o procedimento será iniciado após embutir todas as tubulações que por ele devem passar. com o auxilio de esguicho de mangueira. alguns minutos antes da aplicação da argamassa. FORMADA EM CANTONEIRA "L" 2X2X5/16" E TELA DE AÇO COM MALHA DE 1".8.7 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS . no momento do assentamento.39cm. 19cmxAlt. METÁLICOS REFERÊNCIA – ITEM E.2.Edital Número da Licitação CO. a superfície deverá ser limpa com vassouras e abundantemente umedecida.1. Bloco Dimensões: Larg. com vistas a garantir a aderência da argamassa.1. Antes da aplicação desta camada. com o auxilio de esguicho de mangueira.5.6. REFERÊNCIA– ITEM E.

5. REFERÊNCIA – ITEM E.6. Características técnicas da estrutura: Madeira do dormente será do tipo “dicotiledônea” classe 60. Características técnicas da estrutura: Chapas em aço ASTM A-36.4 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. 01 do projeto executivo.5. que servirá para a manobra dos 4 (quatro) reatores.5.5 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. CONFECÇÃO DE ESTRUTURA PROVISÓRIA PARA MANOBRA DOS REATORES A CONTRATADA confeccionará apenas um conjunto da estrutura provisória. IMPERMEABILIZAÇÃO APLICAÇÃO DE PRIMER SIKAFLOOR 161 DA SIKA OU SIMILAR REFERÊNCIA: ITEM E.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS .6 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.5.8. Chapa em aço ASTM A 36.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. Após a conclusão da obra a estrutura será entregue a Furnas. COM ROSCA E PORCA CONFORME ITEM 9. Pinos aço SAE 1020.8. MONTAGEM E DESMONTAGEM DE ESTRUTURA PROVISÓRIA PARA MANOBRA DOS REATORES CONFORME ITEM 9.G.5.8.8.8.2011 Folha 168/253 9.2.3 REFERÊNCIA – ITEM E.00011.5.5.8.2. 9. REFERÊNCIA – ITEM E.5. Barras rosqueadas polidas.5.9. O trilho a ser utilizado será do tipo TR-57.3 REFERÊNCIA – ITEM E. CONFECÇÃO E INTALAÇÃO TRANSLADO DE REATORES DE DISPOSITIVO DE ACOPLAMENTO PARA A contratada confeccionará 1 (um) dispositivo de acoplamento e 4 (quatro) chumbadores.1.9.5. aço SAE 1020.9.4.Edital Número da Licitação CO.5.9 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS CONFORME ITEM 9. REAPROVEITAMENTO CONFORME ITEM 9. Após a conclusão da obra o dispositivo de acoplamento será entregue a Furnas.9.8.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.DAQ.8. COLOCAÇÃO DE CHUMBADORES GALVANIZADOS DE 1" X 12".3.5. COLOCAÇÃO E MONTAGEM DE TRILHOS DE AÇO.8.8. conforme especificado na tabela do Det.2.2 REFERÊNCIA – ITENS E.4 REFERÊNCIA – ITEM E.8. podendo ser da espécie Cumaru ou Jatobá.

5. Preparo do substrato O substrato de concreto deve ser preparado mecanicamente utilizando-se equipamento abrasivo ou de escarificação para remover a nata de cimento a atingir uma textura aberta. Para homogeneidade de cores. Garantir que todo o produto no fundo e na lateral do recipiente seja incorporado à mistura. e a regularização da superfície devem ser realizados utilizando-se os produtos apropriados da linha Sikafloor® ou equivalente.G. combinadas com elevados carregamentos.00011. Sikagard® 62 ou equivalente recém aplicado deve ser protegido da umidade. o preenchimento dos buracos. perante a FISCALIZAÇÃO. Se a umidade do substrato for > 4%. preferencialmente por escovação ou aspiração.Edital Número da Licitação CO. aplique embalagens do mesmo lote de Sikagard® 62 ou equivalente em uma mesma área. SikaDur® ou equivalente e Sikagard® ou equivalente. Tempo de mistura Homogeneizar previamente a Parte A mecanicamente. . altas temperaturas do substrato ou no ambiente. desse fato.2. Misture por mais 3 minutos até que se obtenha uma mistura homogênea. condensação e chuva por no mínimo 24 horas. Homogeneizar a Parte B e adicionar a Parte A sob agitação.2011 Folha 169/253 9. Sobre certas condições. O substrato de concreto ou argamassa deve ser imprimado ou nivelado a fim de atingir uma superfície adequada à aplicação. IMPERMEABILIZAÇÃO DE ESTRUTURAS COM SIKAGARD-62 OU SIMILAR As impermeabilizações serão executadas por pessoal habilitado. Sikagard® 62 ou equivalente deverá ser aplicado com pincel ou rolo de pêlo curto para epóxi. e o ponto de orvalho. Estrutura do sistema: 1 (uma) demão de primer (Sikafloor 161 ou equivalente) e duas demãos de impermeabilizante (Sika Gard 62 ou equivalente).DAQ. falhas de concretagem e compactação devem ser completamente expostas. partículas soltas e material friável devem ser completamente removidas antes da aplicação do produto. A avaliação e tratamentos incorretos de trincas podem levar a uma vida-útil reduzida e propagação das trincas para o revestimento. cabendo a CONTRATADA fazer prova. Método de Aplicação / Ferramentas Antes da aplicação verifique a umidade do substrato. podem resultar em marcas na resina. Excesso de mistura mecânica pode ocasionar incorporação de ar.9. Concreto fraco deve ser removido e os defeitos da superfície corrigidos. a umidade relativa do ar. Evite empoçamentos de primer na superfície. Sikafloor® 82 EpoCem® ou equivalente deve ser aplicado previamente como Barreira Temporária ao Vapor. O reparo do substrato. Pontos elevados e rebarbas devem ser removidos por lixamento. Notas sobre a Aplicação / Limitações Não aplicar Sikagard® 62 ou equivalente em substrato com umidade > 4%. mediante atestado fornecido pelo fabricante do produto especificado. Toda poeira.

5. está deverá ser reaproveitada. INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NU DE 4/0 AWG (120 MM²) Todos os cabos deverão ser interrados a uma profundidade mínima de 65cm. Na área de corte da malha terra.11.9.DAQ. bem como as especificações do fabricante. uma nova camada de pintura deverá ser aplicada previamente à aplicação da massa. Caso ocorram imperfeições na superfície acabada. os reparos deverão ser realizados antes da aplicação da mesma.5.Edital Número da Licitação CO. .1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.11 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.11. Qualquer substituição dos produtos especificados por outros ditos similares ou equivalentes só será aceito. os reparos poderão ser feitos manualmente e de imediato. No caso de desdobramento. Toda a recomposição da malha terra ficará a cargo da contratada. A distribuição deverá ser feita por acabadora.11. Em caso de divergência entre as duas. O concreto asfáltico a ser aplicado deverá ser produzido em usina apropriada. A pintura de ligação deverá apresentar película homogênea e promover adequadas condições de aderência.00011.G. serão realizados os testes de estanqueidade por parte da CONTRATADA com duração mínima de 72 h. para análise comparativa com os materiais especificados. CORTE E RETIRADA DE CABOS DE ATERRAMENTO 120 MM² A malha existente nos locais de execução dos serviços deverá ser retirada por profissional qualificado. ficando vedada a utilização de materiais de reaproveitamento. sendo o espalhamento deste feito por meio de ancinho ou rolos metálicos. caso a execução da segunda camada ocorrer logo após a execução da primeira.10. REFERÊNCIA – ITEM E. após os cortes e retiradas dos cabos a CONTRATADA deverá repassar o material a FISCALIZAÇÃO.1.10. para verificação de possíveis falhas e aceitação final por parte da FISCALIZAÇÃO. caso seja encontrada alguma haste de aterramento.10.11. abaixo do terreno. A temperatura no momento de distribuição da massa não deverá ser inferior à 120ºC.5. da espessura total do concreto em duas camadas a pintura de ligação poderá ser dispensada.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. Se necessário. quando da execução do concreto asfáltico. Para aceitação dos serviços de impermeabilização. prevalecerão as especificações do fabricante. REFERÊNCIA – ITEM E.2011 Folha 170/253 A CONTRATADA deverá seguir as orientações desta especificação técnica. Essa prática deve ser a mínima possível. ATERRAMENTO REFERÊNCIA – ITEM E.2. a CONTRATADA deverá realizar os reparos necessários sem Ônus adicional a Furnas.5. de acordo com as especificações do DER/DNIT. Caso forem constatados vazamentos na estrutura. PAVIMENTAÇÃO REFERÊNCIA – ITEM E. que deverá ser coberto com uma camada de pedra britada de 15cm de espessura. Caso haja imperfeições ou defeitos na região onde será aplicada a mistura. PAVIMENTAÇÃO EM CONCRETO ASFÁLTICO CAP 85/100 A QUENTE A superfície que receberá a camada de concreto asfáltico deverá estar limpa.5. com apresentação de ensaios de caracterização e desempenho.1. REFERÊNCIA – ITENS E.10 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. isenta de pó ou outras substâncias prejudiciais. a fim de garantir a qualidade final do pavimento.

REFERÊNCIA – ITEM E.12. O excesso de umidade ou elementos estranho (graxa. deixando-a completamente desimpedida de todos os resíduos de construção. A limpeza dos elementos deverá ser realizada de modo a não danificar outras partes ou componentes das edificações. bem como os determinados pela FISCALIZAÇÃO. a CONTRATADA apresentará a FISCALIZAÇÃO os moldes a serem utilizados.DAQ. A posição de acendimento é sempre lateral a abertura do molde.6.11.11.2011 Folha 171/253 A malha ora cortada e retirada. Para execução dos serviços será utilizado acendedor específico (não será permitido o uso de fósforos) para acender o pó de ignição. Antes do início dos serviços de solda. deverá ser recomposta conforme orientação da FISCALIZAÇÃO por processo de solda exotérmica. ferramentas e acessórios. Para assegurar a entrega da obra em perfeito estado.) poderão resultar em uma solda inadequada e poderão ocorrer respingos excessivos de metal fundente para fora do molde. SERVIÇOS FINAIS REFERÊNCIA – ITEM E. LIMPEZA FINAL DA OBRA Deverão ser devidamente removidos da obra todos os materiais e equipamentos.3. assim como as peças remanescentes e sobras utilizáveis de materiais. REFERÊNCIA – ITEM E.. ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DA SUBSTITUIÇÃO DA BRITA E IMPERMEABILIZAÇÃO DE TODAS AS CAIXAS DE CONTENÇÃO DOS TRANSFORMADORES DA SUBSTAÇÃO 500 kV REFERÊNCIA – ITEM F DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. que validará se os mesmos são adequados.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS . se estão bem fechados para evitar possível vazamento de metal fundente. a CONTRATADA deverá executar todos os arremates que julgar necessários. óleo. SERVIÇOS INICIAIS REFERÊNCIA – ITEM F.5. SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO Os cabos a serem soldados devem estar limpos e secos.11.12 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. A CONTRATADA realizará a limpeza dentro dos limites da obra quantas vezes forem necessárias para a organização do ambiente do trabalho.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.5.1.00011.G. etc.5. Particular cuidado deverá ser aplicado na remoção de quaisquer detritos ou salpicos de argamassa endurecida das superfícies.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.6.. Deverá ser realizada a remoção de todo o entulho da obra para local apropriado. A CONTRATADA deverá intercalar as soldas para evitar um superaquecimento do grafite e uma possível reação antecipada do pó de ignição.1. REFERÊNCIA – ITEM E. utilizando-se produtos que não prejudiquem as superfícies a serem limpas.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.Edital Número da Licitação CO.12.12. bem como cuidadosamente varridos os seus acessos.

A brita deve ser lavada para a retirada de impurezas e ter sua granulometria avaliada pela FISCALIZAÇÃO.1.1. por exemplo. EXECUÇÃO DE LASTRO DE BRITA Nº 3 (38 A 50MM).4. LIMPEZA DE SUPERFÍCIES COM JATO DE ALTA PRESSÃO DE AR E ÁGUA Após a retirada das britas.1.2.2. que permitam retirar materiais soltos ou eflorescentes.6.1. distante uns dos outros conforme orientação da FISCALIZAÇÃO.2. Caso haja a presença de material oleoso.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR O isolamento da obra será provido de tela de proteção e sinalização de obras.6.1. REFERÊNCIA – ITEM F.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.4 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS . fabricado em fios de polipropileno com tratamento contra raios solares (UV). A pedra britada a ser usada deverá ser classificada e ter dimensões de 38.20 m.6. não podendo ser descartados em quaisquer outras áreas ou permanecerem nos canteiros de obra. Esta especificação é conhecida como “classificação comercial de brita número 3”. O material retirado das bacias deverá ser transportado.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. solventes adequados. com a aplicação de jato de ar e utilização de escovas e vassouras com cerdas rígidas. em áreas previamente aprovados pela FISCALIZAÇÃO.6. 9. altura de 1.2011 Folha 172/253 9. TRATAMENTO DE SUPERFÍCIES REFERÊNCIA – ITEM F.3.6. deverá realizar uma limpeza das paredes internas das bacias de contenção dos transformadores.1. a cargo da CONTRATADA.1.2.6. aplicando-se. no local. fixada com o auxílio de amarras de arame galvanizado em peças de madeira cravadas ao solo.6. REFERÊNCIA – ITEM F. 3 nestes locais.Edital Número da Licitação CO. a CONTRATADA.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS A retirada das britas das bacias de contenção dos transformadores dar-se-á de forma manual. com formato de tramas retangulares na cor laranja.G.3. TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1. REFERÊNCIA– ITEM F.0mm a 50.0mm.00011. REFERÊNCIA – ITEM F.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. MOVIMENTAÇÃO DE TERRA REFERÊNCIA – ITEM F. o mesmo deverá ser retirado. à base de hidrocarbonetos (Varsol ou qualquer outro removedor). COM FORNECIMENTO DE BRITA Após a execução dos reparos e impermeabilizações das superfícies internas das baias de contenção. deverão ser realizados os lançamentos de brita nº. DEMOLIÇÕES E RETIRADAS RETIRADA DE LASTRO DE BRITA REFERÊNCIA – ITEM F.DAQ.3.

cabendo a CONTRATADA constatar.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. perante a FISCALIZAÇÃO. e a regularização da superfície devem ser realizados utilizando-se os produtos apropriados da linha Sikafloor® ou equivalente. nas faces internas das paredes das bacias de contenção.00011.6. REFERÊNCIA ITEM F. esse fato. IMPERMEABILIZAÇÃO APLICAÇÃO DE PRIMER SIKAFLOOR 161 DA SIKA OU SIMILAR REFERÊNCIA – ITEM F.1 REFERÊNCIA ITEM F.6. O reparo do substrato. Concreto fraco deve ser removido e os defeitos da superfície corrigidos. Se identificado problemas nestas regiões. falhas de concretagem e compactação devem ser completamente expostas. não permitindo que a água ou qualquer líquido percole nas regiões tratadas. TRATAMENTO DE TRINCAS E FISSURAS NO CONCRETO Os reparos em trincas e fissuras. TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK CONFORME ITEM 9.5.6.6.5.2. realizar o corte na região da trinca.5.6.DAQ.5.5.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.G.6.1. CARGA / TRANSPORTE CARGA MANUAL E TRANSPORTE DE BRITA ATÉ 1 KM REFERÊNCIA – ITEM F. após a execução dos reparos. Para a aplicação do produto serão considerados os seguintes procedimentos: Preparo do substrato O substrato de concreto deve ser preparado mecanicamente utilizando-se equipamento abrasivo ou de escarificação para remover a nata de cimento a atingir uma textura aberta. REFERÊNCIA – ITEM F.6.4. ou seja.5 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS A velocidade dos caminhões deverá ser no máximo de 40 Km/h nas vias internas da área Industrial.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. limpar adequadamente a superfície ou armadura caso esteja exposta.2. 9.1. o enchimento completo das caçambas dos caminhões.2011 Folha 173/253 9. As fissuras poderão ser tratadas com aplicação de calda de cimento. será de responsabilidade da CONTRATADA refazer os serviços sem ônus adicional à FURNAS. IMPERMEABILIZAÇÃO DE ESTRUTURAS COM SIKAGARD-62 OU SIMILAR As impermeabilizações serão executadas por mão de obra qualificada.6. SikaDur® ou equivalente e Sikagard® ou equivalente. deverão ser executados em superfícies previamente limpas e isentas de materiais soltos e oleosos. a região deverá receber tratamento adequado. aplicar adesivo epóxi e por fim aplicar argamassa com traço previamente definidos.5.4.6.1.6.6 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS CONFORME ITEM 9. mediante atestado fornecido pelo fabricante do produto especificado. Os reparos deverão garantir que as bacias de contenção garantam sua funcionalidade inicial.Edital Número da Licitação CO.6.6. No caso de trincas com maior profundidade.6.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. não sendo permitido também.6. o preenchimento dos buracos. O substrato de concreto ou argamassa deve ser imprimado ou nivelado a fim de atingir uma superfície adequada à aplicação.2 REFERÊNCIA – ITEM F. . 9.

preferencialmente por escovação ou aspiração. altas temperaturas do substrato ou no ambiente. bem como as especificações do fabricante. condensação e chuva por no mínimo 24 horas.7. SERVIÇOS FINAIS LIMPEZA FINAL DA OBRA REFERÊNCIA – ITEM F. Sobre certas condições. a CONTRATADA deverá realizar os reparos necessários sem ônus adicional a Furnas.7 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS Deverão ser devidamente removidos da obra todos os materiais e equipamentos. . Para homogeneidade de cores. Sikafloor® 82 EpoCem® ou equivalente deve ser aplicado previamente como Barreira Temporária ao Vapor. Excesso de mistura mecânica pode ocasionar incorporação de ar. 9. Qualquer substituição dos produtos especificados por outros ditos similares ou equivalentes só será aceito.6.1. Em caso de divergência entre as duas. aplique embalagens do mesmo lote de Sikagard® 62 ou equivalente em uma mesma área. partículas soltas e material friável devem ser completamente removidas antes da aplicação do produto. a umidade relativa do ar.Edital Número da Licitação CO. combinadas com elevados carregamentos. ferramentas e acessórios. assim como as peças remanescentes e sobras utilizáveis de materiais.2011 Folha 174/253 Pontos elevados e rebarbas devem ser removidos por lixamento. A CONTRATADA deverá seguir as orientações desta especificação técnica.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. Misture por mais 3 minutos até que se obtenha uma mistura homogênea. podem resultar em marcas na resina. para análise comparativa com os materiais especificados. REFERÊNCIA – ITEM F. Toda poeira.G.7. Evite empoçamentos de primer na superfície. Notas sobre a Aplicação / Limitações Não aplicar Sikagard® 62 ou equivalente em substrato com umidade > 4%. Tempo de mistura Homogeneizar previamente a Parte A mecanicamente. Sikagard® 62 ou equivalente recém aplicado deve ser protegido da umidade. Se a umidade do substrato for > 4%.00011. A avaliação e tratamentos incorretos de trincas podem levar a uma vida-útil reduzida e propagação das trincas para o revestimento. com apresentação de ensaios de caracterização e desempenho. Método de Aplicação / Ferramentas Antes da aplicação verifique a umidade do substrato. e o ponto de orvalho.6.DAQ. Sikagard® 62 ou equivalente deverá ser aplicado com pincel ou rolo de pêlo curto para epóxi. prevalecerão as especificações do fabricante. Estrutura do sistema: 1 (uma) demão de primer (Sikafloor 161 ou equivalente) e duas demãos de impermeabilizante (Sika Gard 62 ou equivalente). Homogeneizar a Parte B e adicionar a Parte A sob agitação. Caso forem constatados vazamentos na estrutura.6. Garantir que todo o produto no fundo e na lateral do recipiente seja incorporado à mistura.

a ocorrência deverá ser comunicada à FISCALIZAÇÃO.2011 Folha 175/253 Deverá ser realizada a remoção de todo o entulho da obra para local apropriado.G. de acordo com o contrato firmado entre as partes interessadas. a partir do qual prosseguirá o serviço sob sua responsabilidade.00011.7. Para assegurar a entrega da obra em perfeito estado. multas e penalidades aplicáveis em cada caso particular. Os serviços constituirão na locação planimétrica e altimétrica da obra de acordo com a planta de situação aprovada pela CONTRATANTE.Edital Número da Licitação CO. ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DA CONSTRUÇÃO DE CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO E SISTEMA DE DRENAGEM PARA OS TRANSFORMADORES DA SUBESTAÇÃO 500 kV REFERÊNCIA – ITEM G DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. REFERÊNCIA – ITEM G. REFERÊNCIA – ITEM F. Após a demarcação dos alinhamentos e pontos de nível.1. bem como cuidadosamente varridos os seus acessos.da rede de drenagem de acordo com a planta de situação a ser fornecida por Furnas. Particular cuidado deverá ser aplicado na remoção de quaisquer detritos ou salpicos de argamassa endurecida das superfícies. dos alinhamentos. a CONTRATADA fará comunicação à FISCALIZAÇÃO. 9.DAQ.7. utilizando-se produtos que não prejudiquem as superfícies a serem limpas. sem ônus adicionais à FURNAS. Após a demarcação dos alinhamentos e pontos de nível.7.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. além disso. por sua responsabilidade.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS A contratada procederá à locação – planimétrica e altimétrica .2. A CONTRATADA realizará a limpeza dentro dos limites da obra quantas vezes forem necessárias para a organização do ambiente do trabalho.1. bem como os determinados pela FISCALIZAÇÃO. a CONTRATADA deverá executar todos os arremates que julgar necessários. às modificações. ficando.7.1.1. procedendo através de seu topógrafo. dos ângulos e de quaisquer outras indicações constantes no projeto com as reais condições encontradas no local. a quem competirá deliberar a respeito. A CONTRATADA deverá fazer a aferição das dimensões. demolições e reposições que se tornarem necessárias. a CONTRATADA deverá comunicar à FISCALIZAÇÃO. deixando-a completamente desimpedida de todos os resíduos de construção. A limpeza dos elementos deverá ser realizada de modo a não danificar outras partes ou componentes das edificações. sujeito a sanções. Em casos de erros na locação da obra será de responsabilidade da CONTRATADA proceder. sedo que os mesmos deverão ser iniciados à partir dos pontos de referência apontados nos projetos. Caso haja discrepâncias entre as reais condições existentes no local e os elementos dos projetos. a qual procederá às verificações e aferições que julgar oportunas. SERVIÇOS INICIAIS LOCAÇÃO DE REDE DE DRENAGEM COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA REFERÊNCIA – ITEM G. .7. LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA DE TÁBUAS CORRIDAS À CONTRATADA caberá a responsabilidade pela locação da obra com a utilização de instrumentos adequados. para que sejam efetuadas as verificações e aferições que forem pertinentes. a marcação de ponto de referência.1.

1. toda e qualquer referência de nível (RN) e de alinhamento.FURNAS 9.00011. que servirão de suporte para os arames (recozido 18 DWG) que definirão os elementos demarcados. devendo ser considerados outros aspectos importantes tais as condições das estruturas circunvizinhas. a CONTRATADA deverá proceder à rigorosa verificação no sentido de comprovar se a obra está sendo executada de acordo com a locação. A retirada da capa asfáltica deverá ser realizada de forma mecanizada. altura de 1.1.4.1.1.1. 9. REFERÊNCIA – ITEM G. REFERÊNCIA – ITEM G. com apoio de equipamento de disco de corte destinado para este fim. do Ministério do Trabalho.2. deverão ser realizadas com o máximo cuidado e de forma a não causar danos nas instalações existentes a serem preservadas.7. nos quais serão fixadas as tábuas de 2.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. As áreas a serem demolidas deverão ser previamente demarcadas pela CONTRATADA. fabricado em fios de polipropileno com tratamento contra raios solares (UV). a cargo da CONTRATADA.3. em áreas previamente aprovados pela FISCALIZAÇÃO.5x23cm. com formato de tramas retangulares na cor laranja. bem como as remoções dos materiais. existência de juntas de dilatação etc. para que a mesma realize o corte nos locais indicados. Os entulhos deverão ser transportados. sob o aspecto de segurança e medicina do trabalho.7. em perfeitas condições. UTILIZANDO DISCO DE CORTE A demarcação da área será executada pela CONTRATADA. REFERÊNCIA – ITEM G. a CONTRATADA deverá proceder a um exame detalhado do local a ser demolida.5cm.Edital Número da Licitação CO.5cmx7.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS .2. DEMARCAÇÃO E DEFINIÇÃO DA ÁREA DO PAVIMENTO A SER DEMOLIDO. Antes do início dos serviços.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS As demolições e remoções serão realizadas de acordo com a NR -18.4 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS .7. deverão ser devidamente demarcadas e sinalizadas. espaçados de 1.2. que permitirá reconstituir ou aferir a locação em qualquer tempo e oportunidade. distante uns dos outros conforme orientação da FISCALIZAÇÃO.2011 Folha 176/253 O gabarito deverá ser montado com auxílio de pontaletes de madeira de 7.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR O isolamento da obra será provido de tela de proteção e sinalização de obras. Ressalta-se que as áreas onde serão realizados os serviços.G.1.7.20 m. a fim de garantir segurança nas vias de acesso. para locais de bota-fora próprios. REFERÊNCIA – ITEM G. fixada com o auxílio de amarras de arame galvanizado em peças de madeira cravadas ao solo.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.DAQ. TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1. Periodicamente. A CONTRATADA deverá manter.5m. DEMOLIÇÕES E RETIRADAS DEMOLIÇÃO DE PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA REFERÊNCIA – ITEM G. Só será autorizado o início da demolição do pavimento asfáltico após a execução do serviço supracitado. não podendo ser descartados em quaisquer outras áreas ou permanecerem nos canteiros de obra. Toda e qualquer demolição.

. deverão ser realizadas com o máximo cuidado e de forma a não causar danos nas instalações existentes a serem preservadas.Edital Número da Licitação CO. existência de juntas de dilatação etc. do Ministério do Trabalho.7. se for considerado de qualidade.2. ou indicado pela FISCALIZAÇÃO. NBR 6122. a cargo da CONTRATADA. cabe à CONTRATADA escolher a melhor forma de execução dos serviços. Todo material retirado. sob o aspecto de segurança e medicina do trabalho. a CONTRATADA deverá proceder a um exame detalhado da estrutura a ser demolida.7.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. Antes do início dos serviços.NBR 9061. não podendo ser descartados em quaisquer outras áreas ou permanecerem nos canteiros de obra.3.2011 Folha 177/253 9.3. comprovado por ensaio de laboratório (salvo determinação contrária da FISCALIZAÇÃO).2.DAQ. deverão ser transportados para depósitos indicados pela FISCALIZAÇÃO e acomodados de forma adequada à sua preservação e reutilização.2.1. Todas as escavações deverão ser protegidas contra a ação de água superficial ou profunda.3.7. quando houver. Toda retirada com aproveitamento deverá ser realizada com o máximo cuidado de maneira a não causar danos aos materiais retirados. após inspeção pela CONTRATANTE. nas cotas fixadas pelo projeto.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. bem como as remoções dos materiais.G. devendo ser considerados outros aspectos importantes tais como a natureza da estrutura.3.2. A execução de escavações implicará na responsabilidade integral da CONTRATADA. em áreas previamente aprovados pela FISCALIZAÇÃO.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS A execução dos trabalhos de escavação deverá obedecer aos respectivos projetos e as prescrições da NR18 e das normas da ABNT . e isentos de matéria orgânica ou outras substâncias prejudiciais.7. Toda e qualquer demolição.00011. REATERRO COMPACTADO COM PLACA VIBRATÓRIA EM CAMADA DE ATÉ 30 CENTÍMETROS Os materiais para reaterro deverão ser adequados para esse tipo de serviço e apresentar CBR ≥ 20%. REFERÊNCIA – ITEM G. A CONTRATADA executará todo movimento de terra necessário e indispensável ao nivelamento do terreno. Os entulhos deverão ser transportados. REFERÊNCIA – ITEM G. A escavação deverá ser realizada por equipamentos e acessórios adequados. Os materiais que poderão ser reaproveitados. as condições das estruturas circunvizinhas. procedendo aos cortes necessários. desde que as mesmas sejam aprovadas pela CONTRATANTE e obedeçam as normas e regulamentos de segurança. DEMOLIÇÃO MANUAL DE CONCRETO SIMPLES As demolições e remoções serão realizadas de acordo com a NR -18. MOVIMENTAÇÃO DE TERRA ESCAVAÇÃO MECANIZADA DE SOLO DE 1ª CATEGORIA REFERÊNCIA – ITEM G. mediante drenagem. 9. pela resistência e estabilidade dos maciços/estruturas resultantes. esgotamento ou rebaixamento do lençol freático. para locais de bota-fora próprios. poderá ser armazenado em local pré-determinado para que possa ser utilizado como material de reaterro.

As camadas depois de compactadas não poderão ter mais que 20 (vinte) cm de espessura.3. EXECUÇÃO DE FORMA DE MADEIRIT RESINADO 12 MM.4. COMPACTAÇÃO DE FUNDO DE VALA Após o término das escavações os fundos das valas e/ou cavas deverão ser regularizadas e compactadas através de soquetes manuais.5. REFERÊNCIA – ITEM G.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. quando houver necessidade. TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK CONFORME ITEM 9.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS . ESTRUTURA REFERÊNCIA – ITEM G.4. Este processo é recomendável somente quando não estiver previsto o reaproveitamento de fôrma.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS . O lançamento das camadas será executado com espessuras não superiores a 30 cm.FURNAS 9.2011 Folha 178/253 O reaterro deverá ser compactado com equipamento tipo placa vibratório até atingir um grau de compactação de. REFERÊNCIA – ITEM G.7.7.4 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS . TRANSPORTE E DESCARGA MECÂNICA DE MATERIAL ATÉ 20 KM REFERÊNCIA – ITEM G. Quando for o caso. prumo. o enchimento completo das caçambas dos caminhões. nível e alinhamento serão objeto de verificação rigorosa e permanente.1.7. INCLUSO TRAVAMENTO E CONTRAVENTAMENTO As fôrmas das estruturas deverão ser em chapa compensada resinada.4. a cargo da CONTRATADA.NBR 7182.FURNAS 9. em áreas previamente aprovados pela FISCALIZAÇÃO. A posição das fôrmas.Edital Número da Licitação CO. O controle tecnológico do aterro deverá ser procedido conforme a norma da ABNT .1 REFERÊNCIA – ITEM G. O material excedente das escavações deverá ser transportado. Deverão ser previstas aberturas convenientemente dimensionadas para o lançamento eficaz e vibração do concreto. escoras etc.7. no mínimo. NBR 11700. REFERÊNCIA – ITEM G.4.5. 9.3.7. especialmente durante o processo de lançamento do concreto. Para garantir a estanqueidade das juntas. CARGA / TRANSPORTE CARGA. com o emprego de cunhas. NBR 7203.3.FURNAS 9.NBR 5681.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. Quando necessária.5. a correção será efetuada imediatamente.4. e as fôrmas das fundações em tábuas e sarrafos. NBR 15696 e NBR 14931.1. conforme a norma da ABNT .5 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS . dois reaproveitamentos. não podendo ser descartados em quaisquer outras áreas ou permanecerem nos canteiros de obra. devendo obedecer rigorosamente as prescrições das normas NBR 6118.3. 95% do proctor normal. do tipo mecha e encaixe.00011. de material fofo.4. incluindo a parte superficial fofa da camada anterior. poderá ser empregado o processo de sambladuras. de modo a assegurar a perfeita continuidade do perfil desejado para a peça.7.2.FURNAS A velocidade dos caminhões deverá ser no máximo de 40 Km/h nas vias internas da área Industrial.7.DAQ.G. espessura mínima de 12mm. essas aberturas serão fechadas imediatamente após o lançamento e vibração do concreto. REFERÊNCIA – ITEM G. não sendo permitido também.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS .

ainda. carrinhos de mão com roda de pneu. REFERÊNCIA – ITEM G.5. REFERÊNCIA – ITEM G.7.2011 Folha 179/253 9. pás mecânicas ou outros.7. fissuras e outras lesões provocadas por cura mal processada. na obra.5.G. Durante a desforma devem ser viabilizados meios que impeçam a queda livre de seções de fôrmas e escoramentos.00011. gericas. tais como "ninhos de abelha".5. as superfícies do concreto deverão ser inspecionadas visando à identificação de defeitos de concretagem. INCLUSO TRANSPORTE.3. sendo obrigatórios a amarração das peças e o isolamento e sinalização ao nível do terreno. ausência de argamassa. LANÇAMENTO.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. um plano de desforma. devendo-se atentar para os prazos recomendados: • • • Faces laterais: 3 dias Faces inferiores: 14 dias Faces inferiores sem pontaletes: 21 dias A CONTRATADA apresentará.5. REFERÊNCIA – ITEM G. Poderão ser utilizados. ESCORAMENTO PARA FORMA O dimensionamento e procedimentos executivos para a execução do escoramento de madeira deverão atender rigorosamente as prescrições da norma NBR 15696. O mesmo será executado após a realização dos serviços de compactação e regularização de fundo das valas escavadas.2. A retirada das fôrmas deverá obedecer às prescrições das normas NBR 6118 e NBR 14931 de modo a não prejudicar as peças executadas.5. REFERÊNCIA – ITEM G.DAQ. EXECUÇÃO DE CONCRETO SIMPLES. Nessa inspeção FURNAS verificará. MÍNIMO DE 150 KG DE CIMENTO POR M³ DE CONCRETO. nem perda sensível de qualquer deles por vazamento ou evaporação. deverá ser executado pela CONTRATADA com no mínimo 150Kg de cimento por m³ de concreto.4 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. rugosidades. DESFORMA DE ESTRUTURA Os produtos antiaderentes destinados a facilitar a desmoldagem da estrutura na ocasião de sua cura.7. EXECUÇÃO DE LASTRO DE CONCRETO MAGRO O lastro de concreto magro será aplicado conforme as indicações dos projetos na espessura de 5cm.5. para aprovação de FURNAS.4. caçambas. ADENSAMENTO E ACABAMENTO Este concreto terá a função de preenchimento do Vertedouro da caixa separadora de água e óleo e. a ocorrência de trincas. Qualquer tratamento destinado às superfícies do concreto desmoldado somente será permitido após esse exame.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.5. entre outros. para transporte de concreto da betoneira ao ponto de descarga ou local da concretagem.5.7.5 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS . Sempre que possível será escolhido sistema de transporte que permita o lançamento direto nas fôrmas.5. deverão ser aplicados nas superfícies das fôrmas antes da colocação da armadura.Edital Número da Licitação CO. Após a desforma. Ressalta-se que o transporte do concreto será efetuado de maneira que não haja segregação ou desagregação de seus componentes.

DAQ. e de concreto remisturado. No caso de peças estreitas e altas. Deverá ser observada rigorosa obediência a todas as particularidades dos projetos fornecidos. aclives e declives. Em hipótese alguma será permitido o lançamento após o início da pega. A execução de qualquer parte da estrutura implicará na responsabilidade integral da CONTRATADA por sua resistência e estabilidade. Os processos de lançamento deverão ser determinados de acordo com a natureza da obra. Quando os aclives a vencer forem muito grandes. ADENSAMENTO E ACABAMENTO BOMBEADO. Poderão ser utilizados. concreto. laje de fundo e tampa deverá ser virado na obra. preenchimento dos blocos. apresentar à CONTRATANTE um plano de concretagem.5.Edital Número da Licitação CO.G. submetida à aceitação de FURNAS. O controle tecnológico será de responsabilidade da CONTRATADA e deverá obedecer ao disposto na Norma NBR 6118/2003. gericas. adquirido de empresa idônea. para transporte do material do caminhão ou betoneira até o local da concretagem. Sendo de responsabilidade da CONTRATADA. tais como rampas. na obra. carrinhos de mão com roda de pneu.6. O concreto utilizado para a execução das caixas de inspeção. caçambas ou outros.2011 Folha 180/253 9.7. Lançamento O lançamento deverá obedecer às recomendações da NBR 6118/2003. . O concreto da estrutura da caixa separadora de água e óleo deverá ser dosado em central. que não haja segregação ou desagregação de seus componentes. CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA. nem perda sensível de qualquer deles por vazamento ou evaporação. o concreto será lançado por janelas abertas nas laterais ou por meio de funis. exame de normas e códigos e fornecerá o material segundo o melhor critério técnico. inclusive estrados. No caso de utilização de carrinhos ou padiolas. deverá ser utilizada calhas apropriadas. fabricado em usina. COLOCAÇÃO.0 metros. cabendo a esta fornecer cópia dos laudos dos ensaios realizados à CONTRATANTE. deverá ser previsto condições de percurso suave.caso de um ou mais andares – recorrer-se-á ao transporte vertical. Não será permitido o lançamento do concreto em altura superior a 2. obviamente. Transporte O transporte do concreto deverá ser efetuado de maneira. considerando o título desta norma “Projeto e Execução de Obras de Concreto Armado”. cabendo à CONTRATANTE modificar ou impedir os processos que acarretem segregação dos materiais. Para evitar segregação em quedas maiores que a mencionada. O intervalo máximo de tempo permitido entre o término do amassamento do concreto e o seu lançamento não excederá 1 (uma) hora. informando quais elementos serão executados bem como o tempo previsto para sua execução. Sempre que possível a CONTRATADA poderá escolher um sistema de transporte que permita o lançamento direto nas fôrmas. Para isso. com resistência mínima de fck = 25 MPa. INCLUSO Concretagem A CONTRATADA fornecerá para a concretagem dos elementos. a CONTRATADA fará estudo das especificações e plantas. Haverá. integral obediência à NBR 6118/2003.00011.

A escolha dos processos de cura fica a cargo da CONTRATADA. mantendo o espaçamento mínimo indicado pelo projeto. O período corresponderá a 7 dias após o fim da pega.00011. devido ao fato de que o deslocamento da mistura com a enxada. Ø 6. exceto nos casos onde existirem especificações para tal procedimento. antes da próxima etapa de concretagem estas deverão ser limpas. Outros tipos de vibradores poderão ser utilizados desde que as metodologias de aplicação sejam previamente aprovadas pela CONTRATANTE. argamassa aderente ou qualquer outra substância que impeça uma perfeita ligação ao concreto.2011 Folha 181/253 Não será permitido o “arrastamento” do concreto a distâncias muito grandes. emitidos a partir de ensaios.G. Recomenda-se um espaçamento da ordem de 6 a 10 vezes o diâmetro da agulha do vibrador para a aplicação do equipamento. quando impossível. Quando no processo de cura for utilizada uma camada de pó de serragem. A CONTRATADA deverá garantir que a armadura não fique em contato direto com o solo.6 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. a vibração por curtos períodos em pontos máximos. CORTE. acompanhado de cópia da Nota Fiscal.5 MM As armaduras deverão estar isentas de excesso de ferrugem.7. poderá provocar perda da argamassa por adesão aos locais de passagem. conforme NBR 7480. A CONTRATADA deverá adotar precauções para evitar a vibração da armadura. seja utilizando espaçadores ou qualquer outro dispositivo. Toda armadura entregue na obra só será aceita após apresentação do atestado de qualidade do material. no caso de concretagem em camadas a agulha deverá atingir a camada subseqüente. REFERÊNCIA – ITEM G. inclinada até um ângulo máximo de 45º.0 cm de espessura. sobre os materiais utilizados.7. deverão ser adotadas precauções para evitar oxidação excessiva destas barras. de modo a garantir a interligação entre as duas camadas. durante a concretagem. Adensamento Não será permitido o adensamento manual.5. sendo que as camadas a serem vibradas deverão ter preferencialmente uma espessura de ¾ do comprimento da agulha.DAQ. No momento da execução dos serviços é aconselhável. ou mesmo sobre o concreto já aplicado. tal que o concreto ocupe todos os recantos da fôrma. Cura do concreto O processo de cura do concreto deverá ser iniciado tão logo termine o período de pega. A vibração será apenas a suficiente para que apareçam bolhas de ar e uma fina película de água na superfície do concreto. Esse procedimento não deverá ser realizado a uma profundidade superior ao tamanho da agulha. sobre fôrmas. sendo que este deverá ser feito de forma cuidadosa. De qualquer maneira. Os vibradores de imersão não deverão ser deslocados horizontalmente. durante o espalhamento. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50. em vez de períodos longos num único ponto ou pontos muito distantes.5. Na região dos arranques.3 A 12.Edital Número da Licitação CO. Para uma boa prática de vibração a agulha deverá ser posicionada na vertical ou. . manchas de óleo. de modo a não formar vazios ao seu redor nem dificultar a aderência do concreto. Será de responsabilidade da CONTRATADA o fornecimento de laudos técnicos. de areia ou qualquer outro material adequado esta camada deverá ter no mínimo 5.

atendendo. 9.24 milímetros de diâmetro. devem ser iniciados logo após a remoção das formas. Ø 16 MM GALVANIZADO (ESCADA TIPO MARINHEIRO) REFERÊNCIA – ITEM G. preto. NBR 6003.1. Os reparos dos defeitos encontrados no concreto provenientes de falhas de concretagem. As superfícies das barras de aço deverão estar isentas de qualquer substância que prejudique a perfeita aderência ao concreto.6.Edital Número da Licitação CO. bem como o material utilizado no reparo deve ter a aprovação da Fiscalização. afastadores de armadura do tipo "clips" plásticos. deverão ser garantidas através do uso de elementos espaçadores plásticos específicos a este fim. METÁLICOS CORTE. NBR 6005. Para garantir o cobrimento recomendado no projeto.7. de 1.7. NBR 6004. óleo.7. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-25.65 milímetros ou 1. REFERÊNCIA – ITEM G. serão empregados. selantes. junto com a armação das paredes externas da caixa.7 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS A limpeza das faces internas da superfície do concreto deverá se executado por métodos de escovamento ou emprego de lixadeira elétrica de modo a manter a superfície limpa.G.DAQ.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.6.00011. O reparo no concreto deve somente ser efetuado na presença de um fiscal. IMPERMEABILIZAÇÃO PREPARO DA SUPERFÍCIE DE CONCRETO PARA IMPERMEABILIZAÇÃO REFERÊNCIA – ITEM G. As bitolas e classes das barras e fios das armaduras estão definidas no projeto estrutural e respectiva especificação. Para concreto novo é recomendado que a superfície esteja totalmente seca e curada por no mínimo 10 dias. seca. O dobramento das barras deverá ser feito com os raios de curvatura previstos no projeto. isenta de qualquer partícula de pó. obedecer rigorosamente aos preceitos das normas e especificações brasileiras NBR 6118. quanto ao cobrimento. NBR 6331 e NBR 6365. respeitados os mínimos estabelecidos nas normas. As especificações da NBR 6118.6 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS A execução da escada marinheiro da caixa separadora de água e óleo será executada pela CONTRATADA em aço galvanizado CA-25 Ø 16mm.7. cujo contato com as fôrmas se reduza a um ponto.2011 Folha 182/253 As armaduras deverão obedecer rigorosamente aos preceitos das normas e especificações brasileiras NBR 6118.NBR 5589. as prescrições das normas da ABNT . composto de cura e desmoldantes e qualquer outro material estranho ou carbonatação.5. NBR 6207.6. O arame utilizado para amarração da armadura deverá ser consistido de fio de aço recozido. REFERÊNCIA – ITEM G. devidamente comunicados e aprovados pela Fiscalização e sem ônus a CONTRATANTE. As superfícies das barras de aço deverão estar isentas de qualquer substância que prejudique a perfeita aderência ao concreto. graxa. quando necessário.7.7 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.1. . 9. rigorosamente.7.

cabendo a CONTRATADA fazer prova.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.7. SikaDur® ou equivalente e Sikagard® ou equivalente.7.7.7.7. O substrato de concreto ou argamassa deve ser imprimado ou nivelado a fim de atingir uma superfície adequada à aplicação. Garantir que todo o produto no fundo e na lateral do recipiente seja incorporado à mistura. O reparo do substrato.7.7.3. deve ser removido até a parte sã e preenchido com enchimento seco. Se a umidade do substrato for > 4%. desse fato.3 REFERÊNCIA – ITEM G. Sikagard® 62 ou equivalente deverá ser aplicado com pincel ou rolo de pêlo curto para epóxi. As saliências devem ser eliminadas por apicoamento. falhas de concretagem e compactação devem ser completamente expostas. A avaliação e tratamentos incorretos de trincas podem levar a uma vida-útil reduzida e propagação das trincas para o revestimento. perante a FISCALIZAÇÃO. lixamento ou desbaste.Edital Número da Licitação CO. . a umidade relativa do ar.2. Misture por mais 3 minutos até que se obtenha uma mistura homogênea. e a regularização da superfície devem ser realizados utilizando-se os produtos apropriados da linha Sikafloor® ou equivalente.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.G. e o ponto de orvalho. IMPERMEABILIZAÇÃO DE ESTRUTURAS COM SIKAGARD-62 OU SIMILAR CONFORME ITEM 9. Concreto fraco deve ser removido e os defeitos da superfície corrigidos. Tempo de mistura Homogeneizar previamente a Parte A mecanicamente. o preenchimento dos buracos. Notas sobre a Aplicação / Limitações Não aplicar Sikagard® 62 ou equivalente em substrato com umidade > 4%. Método de Aplicação / Ferramentas Antes da aplicação verifique a umidade do substrato. Toda poeira.2011 Folha 183/253 O concreto danificado ou com: ”ninhos de abelha”. Preparo do substrato O substrato de concreto deve ser preparado mecanicamente utilizando-se equipamento abrasivo ou de escarificação para remover a nata de cimento a atingir uma textura aberta. Sikafloor® 82 EpoCem® ou equivalente deve ser aplicado previamente como Barreira Temporária ao Vapor. preferencialmente por escovação ou aspiração. Sikagard® 62 ou equivalente recém aplicado deve ser protegido da umidade. Evite empoçamentos de primer na superfície. Excesso de mistura mecânica pode ocasionar incorporação de ar. mediante atestado fornecido pelo fabricante do produto especificado. Pontos elevados e rebarbas devem ser removidos por lixamento. partículas soltas e material friável devem ser completamente removidas antes da aplicação do produto. APLICAÇÃO DE PRIMER SIKAFLOOR 161 DA SIKA OU SIMILAR As impermeabilizações serão executadas por pessoal habilitado. Homogeneizar a Parte B e adicionar a Parte A sob agitação. condensação e chuva por no mínimo 24 horas. argamassa ou concreto. REFERÊNCIA – ITEM G.00011.DAQ.7.

TUBULAÇÃO DE FERRO FUNDIDO DUCTIL CENTRIFUGADO O fornecimento e instalação da tubulação de fofo deverão atender as seguintes premissas. com apresentação de ensaios de caracterização e desempenho. Sobre certas condições.Edital Número da Licitação CO. altas temperaturas do substrato ou no ambiente. a CONTRATADA deverá realizar os reparos necessários sem Ônus adicional a Furnas. aplique embalagens do mesmo lote de Sikagard® 62 ou equivalente em uma mesma área. As mudanças de direção serão efetuadas.00011.2011 Folha 184/253 Para homogeneidade de cores. 9. uma demão de Seal Coat preto sobre o revestimento de cimento. para verificação de possíveis falhas e aceitação final por parte da FISCALIZAÇÃO. O cimento utilizado na argamassa é um cimento de Alto Forno EF320. Ressalta-se que apesar de admitidas em normas. Qualquer substituição dos produtos especificados por outros ditos similares ou equivalentes só será aceito.7. serão realizados os testes de estanqueidade por parte da CONTRATADA com duração mínima de 72 h. REFERÊNCIA – ITEM G. bem como as especificações do fabricante. combinadas com elevados carregamentos. Instalados nos locais indicados no projeto. Em caso de divergência entre as duas.7.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. Os tubos deverão ser fornecidos com revestimento interno de argamassa de cimento. Será aplicada ainda. conforme norma da ABNT. rosca BSP e terem suas superfícies tratadas contra corrosão por processo de zincagem. As conexões devem ser fornecidas zincadas por imersão a quente conforme a NBR 6323. Caso forem constatados vazamentos na estrutura.8. CONEXÕES DE FERRO MALEÁVEL O fornecimento e instalação das conexões deverão atender as seguintes premissas: conexão macho e fêmea (MF): Conexão que dispõe de roscas externas e internas.7. prevalecerão as especificações do fabricante.8 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS . Para aceitação dos serviços de impermeabilização. Instalados nos locais indicados no projeto. A CONTRATADA deverá seguir as orientações desta especificação técnica.1. conforme norma da ABNT EB 208. Todas as conexões devem trazer a marca do fabricante e a indicação dos respectivos diâmetros nominais de forma visível e indelével. é vedada a execução de curvaturas nos tubos. sempre. aplicada por processo de centrifugação.DAQ. podem resultar em marcas na resina.8. Serem assentadas nas valas conforme inclinação e encaminhamento do projeto. Estrutura do sistema: 1 (uma) demão de primer (Sikafloor 161 ou equivalente) e duas demãos de impermeabilizante (Sika Gard 62 ou equivalente). As espessuras das paredes dos tubos deverão atender a classe 1 MPa. Os tubos deverão ser fornecidos com revestimento externo de pintura betuminosa anticorrosão de cor preta.G. para análise comparativa com os materiais especificados. As extremidades das conexões devem apresentar rebordo de reforço. por meio de conexões. SISTEMA DE TUBULAÇÃO E PLACA DE IDENTIFICAÇÃO SISTEMA DE TUBULAÇÃO PARA FLUIDOS E PLACA DE IDENTIFICAÇÃO TUBULAÇÃO DE AÇO CARBONO O fornecimento e instalação da tubulação de aço carbono deverão atender as seguintes premissas: Tubos com SCH 40. REFERÊNCIA – ITEM G.

lixamento e aplicação.Edital Número da Licitação CO.9. PINTURA EM ESMALTE SINTÉTICO As superfícies serão limpas com solventes.54metro. Se ingerido não provocar vômito. Manter as embalagens dos produtos fechadas e longe de fontes de calor. Uso externo. Manchas de gordura ou graxa devem ser eliminadas com solução de água e detergente. PINTURA TRATAMENTO ANTICORROSIVO COM ZARCÃO EM TUBULAÇÃO.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. Usar máscara protetora.9. com no mínimo 30 micro metros de espessura de película seca por demão.2. Precauções Gerais – Os produtos solúveis em solventes orgânicos. se necessário. Em seguida. Armazenar em local coberto.DAQ.0. Tinta de acabamento: 2 demãos de tinta à base de resina alquídica (esmalte sintético) pigmentada com dióxido de titânio rutílo e inertes. Descritivo: vide projeto. portanto. Tinta de Fundo: aplicar Fundo anticorrosivo conforme indicação em sua embalagem.9 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS CONFORME ITEM 9.2 REFERÊNCIA – ITEM G. com pasta de limpeza. REFERÊNCIA – ITEM G. devem ser manuseados com a devida precaução. 9.9. procurar auxílio médico imediatamente. fresco e ventilado.9.7. seco.1. em caso de contato com a pele.0.2011 Folha 185/253 PLACA DE IDENTIFICAÇÃO As placas de sinalização deverão ser instaladas conforme indicação do projeto e terem as seguintes características técnicas: Espessura: 2mm. lixar e eliminar o pó.G. Plástico de alta performance.7. Cor: Fundo branco e letras na cor preta.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS . óculos de segurança e luvas durante a preparação. como aguarrás e thiner. ou quando houver condensação de vapor de água na superfície a ser trabalhada ou. enxaguar e aguardar a secagem. Não se recomenda efetuar pinturas com temperatura inferior a 10ºC ou umidade relativa do ar superior a 90%. que possam transportar poeira ou partículas suspensas no ar para a pintura. lixadeira elétrica.9. lave-os com água corrente em abundância (no mínimo 15 minutos). Evitar inalação dos vapores e.8. lavando a pele em seguida com sabão e. Recomendações Gerais – Deve ser evitada a aplicação de produtos nas superfícies externas em dias chuvosos. UMA DEMÃO REFERÊNCIA – ITEM G.7.00011. são inflamáveis e. Todo material solto deverá ser removido.74xalt. enxugar o excesso com um pano limpo. REFERÊNCIA – ITEM G. informando o tipo de produto.7.9. ainda. Tamanho: comp. etc. quando houver ocorrência de ventos fortes. No caso dos olhos.

de acordo com as especificações do DER/DNIT. da espessura total do concreto em duas camadas a pintura de ligação poderá ser dispensada. os reparos deverão ser realizados antes da aplicação da mesma. O controle da execução deverá ser feito com a passagem de uma régua de três metros sobre o topo dos meio-fios.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. A vala deverá receber uma camada de cinco centímetros de brita. REJUNTADO COM ARGAMASSA 1:4 CIMENTO AREIA. os reparos poderão ser feitos manualmente e de imediato. O concreto asfáltico a ser aplicado deverá ser produzido em usina apropriada. PAVIMENTAÇÃO EM CONCRETO ASFÁLTICO CAP 85/100 A QUENTE A superfície que receberá a camada de concreto asfáltico deverá estar limpa. a fim de garantir a qualidade final do pavimento.9. a vala de fundação terá largura de 35. caso a execução da segunda camada ocorrer logo após a execução da primeira.0 X 100.10. MEIO FIO DE CONCRETO PRÉ MOLDADO DIMENSÕES 12 X 15 X 30 X 100 CM. sendo o espalhamento deste feito por meio de ancinho ou rolos metálicos. tendo de 20 a 25 de largura. estica-se uma linha sobre eles. A pintura de ligação deverá apresentar película homogênea e promover adequadas condições de aderência. em qualquer ponto.2 PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS .10 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. A estabilidade dos elementos. Essa régua será apoiada sobre os meio-fios colocados e metade avançando sobre os ainda em assentamento.4.0 x 15. segundo a cota do passeio. isenta de pó ou outras substâncias prejudiciais. deverá ser nivelado no topo. uma nova camada de pintura deverá ser aplicada previamente à aplicação da massa.Edital Número da Licitação CO.7. vedam-se as juntas dos meio-fios com argamassa de cimento e areia. não se admitindo diferenças de nível superiores a 3. areia e pedra britada) e o consumo será de 5 litros por junta.0 a 40. O assentamento dos meio-fios.0cm.60. A distribuição deverá ser feita por acabadora. a constituir uma superfície firme.00011. O concreto deverá ter o traço 1:3:5 (cimento. devendo esta ser bem drenada e compactada.2011 Folha 186/253 PAVIMENTAÇÃO REFERÊNCIA – ITEM G. A cada 10 ou 15 unidades. A pavimentação asfáltica deverá ser realizada após a conclusão total do reaterro (base / subbase) REFERÊNCIA – ITEM G.G. Após o assentamento. compactada e regularizada com penetração de argamassa de cimento e areia (traço 1:7).3. será mantida pela colocação de uma porção de concreto na parte interna de cada junta. REFERÊNCIA – ITEM G. com dimensões de 12. no traço 1:3 e a/c de 0. Essa prática deve ser a mínima possível. de modo. verifica-se o nivelamento do conjunto. quando da execução do concreto asfáltico. Caso haja imperfeições ou defeitos na região onde será aplicada a mistura. assentadas sobre superfície devidamente nivelada. sobre a camada de brita. Caso ocorram imperfeições na superfície acabada. Se necessário.0cm e profundidade de 20.10. de resistência uniforme.0 mm.7. no sentido vertical. INCLUSO ESCAVAÇÃO E REATERRO Para o assentamento do meio fio de concreto armado.0 cm (face superior x face inferior x altura x comprimento). No caso de desdobramento. A temperatura no momento de distribuição da massa não deverá ser inferior à 120ºC.0 x 30.DAQ.9. As canaletas a serem reconstituídas deverão ser de concreto armado e terão diâmetro de Ø400 mm.

11. REFERÊNCIA – ITEM G.12 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. .) poderão resultar em uma solda inadequada e poderão ocorrer respingos excessivos de metal fundente para fora do molde.7. abaixo do terreno. Deverá ser realizada a remoção de todo o entulho da obra para local apropriado.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.11.11. que deverá ser coberto com uma camada de pedra britada de 15cm de espessura. ficando vedada a utilização de materiais de reaproveitamento.11.2.3 PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.. após os cortes e retiradas dos cabos a CONTRATADA deverá repassar o material a FISCALIZAÇÃO.2 REFERÊNCIA – ITEM G.10. A malha ora cortada e retirada. caso seja encontrada alguma haste de aterramento.11 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. O excesso de umidade ou elementos estranho (graxa. Para execução dos serviços será utilizado acendedor específico (não será permitido o uso de fósforos) para acender o pó de ignição. CORTE E RETIRADA DE CABOS DE ATERRAMENTO A malha existente nos locais de execução dos serviços deverá ser retirada por profissional qualificado. deixando-a completamente desimpedida de todos os resíduos de construção. bem como cuidadosamente varridos os seus acessos.12. REFERÊNCIA – ITEM G.9..5.11. está deverá ser reaproveitada. ferramentas e acessórios. ATERRAMENTO REFERÊNCIA – ITEM G.7.7. A posição de acendimento é sempre lateral a abertura do molde. DIÂMETRO 400 MM CONFORME ITEM 9. Na área de corte da malha terra. SERVIÇOS FINAIS REFERÊNCIA – ITEM G. que validará se os mesmos são adequados.1.7. se estão bem fechados para evitar possível vazamento de metal fundente.Edital Número da Licitação CO. óleo. etc. CANALETA DE DRENAGEM EM MEIA CANA DE CONCRETO.2011 Folha 187/253 9.7. SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO Os cabos a serem soldados devem estar limpos e secos.3. LIMPEZA FINAL DA OBRA Deverão ser devidamente removidos da obra todos os materiais e equipamentos.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NU DE 4/0 AWG (120 MM²) Todos os cabos deverão ser interrados a uma profundidade mínima de 65cm. A CONTRATADA deverá intercalar as soldas para evitar um superaquecimento do grafite e uma possível reação antecipada do pó de ignição. a CONTRATADA apresentará a FISCALIZAÇÃO os moldes a serem utilizados.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. Toda a recomposição da malha terra ficará a cargo da contratada.7.10. deverá ser recomposta conforme orientação da FISCALIZAÇÃO por processo de solda exotérmica.DAQ.G.11.1.12.11. assim como as peças remanescentes e sobras utilizáveis de materiais.7. Antes do início dos serviços de solda.00011.7. REFERÊNCIA – ITEM G.

para que sejam efetuadas as verificações e aferições que forem pertinentes.5cmx7. REFERÊNCIA – ITEM H. Para assegurar a entrega da obra em perfeito estado.12. Após a demarcação dos alinhamentos e pontos de nível. O gabarito deverá ser montado com auxílio de pontaletes de madeira de 7. às modificações. REFERÊNCIA – ITEM G. A CONTRATADA deverá fazer a aferição das dimensões.5m. bem como os determinados pela FISCALIZAÇÃO.1. SERVIÇOS INICIAIS LOCAÇÃO DE REDE DE DRENAGEM COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA REFERÊNCIA – ITEM H. por sua responsabilidade. Os serviços constituirão na locação planimétrica e altimétrica da obra de acordo com a planta de situação aprovada pela CONTRATANTE. nos quais serão fixadas as tábuas de 2. demolições e reposições que se tornarem necessárias.da rede de drenagem de acordo com a planta de situação a ser fornecida por Furnas. Em casos de erros na locação da obra será de responsabilidade da CONTRATADA proceder. a CONTRATADA deverá executar todos os arremates que julgar necessários. 9. ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DA CONSTRUÇÃO DE CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO E SISTEMA DE DRENAGEM PARA OS REATORES DA LT PORTO COLOMBIA NA SUBESTAÇÃO 345 Kv REFERÊNCIA . sem ônus adicionais à FURNAS. A CONTRATADA realizará a limpeza dentro dos limites da obra quantas vezes forem necessárias para a organização do ambiente do trabalho.2011 Folha 188/253 A limpeza dos elementos deverá ser realizada de modo a não danificar outras partes ou componentes das edificações. a marcação de ponto de referência. Após a demarcação dos alinhamentos e pontos de nível.2. Particular cuidado deverá ser aplicado na remoção de quaisquer detritos ou salpicos de argamassa endurecida das superfícies. que servirão de suporte para os arames (recozido 18 DWG) que definirão os elementos demarcados. de acordo com o contrato firmado entre as partes interessadas. procedendo através de seu topógrafo. multas e penalidades aplicáveis em cada caso particular. dos ângulos e de quaisquer outras indicações constantes no projeto com as reais condições encontradas no local. a quem competirá deliberar a respeito. a CONTRATADA fará comunicação à FISCALIZAÇÃO.8.8. Caso haja discrepâncias entre as reais condições existentes no local e os elementos dos projetos. espaçados de 1.DAQ.ITEM H DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. além disso. a qual procederá às verificações e aferições que julgar oportunas.1. . sedo que os mesmos deverão ser iniciados à partir dos pontos de referência apontados nos projetos.00011.1.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.1.5cm. LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA DE TÁBUAS CORRIDAS À CONTRATADA caberá a responsabilidade pela locação da obra com a utilização de instrumentos adequados.5x23cm. a partir do qual prosseguirá o serviço sob sua responsabilidade.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. ficando.Edital Número da Licitação CO.1. utilizando-se produtos que não prejudiquem as superfícies a serem limpas. a ocorrência deverá ser comunicada à CONTRATANTE.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS A contratada procederá a locação – planimétrica e altimétrica . a CONTRATADA deverá comunicar à CONTRATANTE.G. dos alinhamentos.8. sujeito a sanções.8.

do Ministério do Trabalho.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.1.DAQ. com formato de tramas retangulares na cor laranja. bem como as remoções dos materiais. Periodicamente.1.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR O isolamento da obra será provido de tela de proteção e sinalização de obras.2. A brita retirada deverá ser armazenada próxima a obra para posterior reaproveitamento.3.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS A retirada do lastro de brita dar-se-á de forma manual.8. DEMOLIÇÃO DE CONCRETO ESTRUTURAL COM ROMPEDOR As demolições e remoções serão realizadas de acordo com a NR -18.1. a CONTRATADA deverá proceder a rigorosa verificação no sentido de comprovar se a obra está sendo executada de acordo com a locação. sob o aspecto de segurança e medicina do trabalho. em perfeitas condições. Toda e qualquer demolição. não podendo ser descartados em quaisquer outras áreas ou permanecerem nos canteiros de obra. REFERÊNCIA – ITEM H. Antes do início dos serviços. DEMOLIÇÃO MANUAL DE CONCRETO SIMPLES As demolições e remoções serão realizadas de acordo com a NR -18.2. REFERÊNCIA – ITEM H.8. fixada com o auxílio de amarras de arame galvanizado em peças de madeira cravadas ao solo. bem como as remoções dos materiais.2. REFERÊNCIA – ITEM H. devendo ser considerados outros aspectos importantes tais como a natureza da estrutura. . toda e qualquer referência de nível (RN) e de alinhamento. para locais de bota-fora próprios.2. Os entulhos deverão ser transportados. Toda demolição. tanto na rede de drenagem. Toda retirada com aproveitamento deverá ser realizada com o máximo cuidado de maneira a não causar danos aos materiais retirados. deverão ser realizadas com o máximo cuidado e de forma a não causar danos nas instalações existentes a serem preservadas.8. do Ministério do Trabalho. que permitirá reconstituir ou aferir a locação em qualquer tempo e oportunidade.2011 Folha 189/253 A CONTRATADA deverá manter.3.Edital Número da Licitação CO. construção da Caixa SAO e brigada de extintor.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.2. TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1.2. as condições das estruturas circunvizinhas.1.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. a cargo da CONTRATADA.FURNAS 9. deverão ser realizadas com o máximo cuidado e de forma a não causar danos nas instalações existentes a serem preservadas. 9.8.G. em áreas previamente aprovados pela FISCALIZAÇÃO. REFERÊNCIA – ITEM H. a CONTRATADA deverá proceder a um exame detalhado da estrutura a ser demolida.8. sob o aspecto de segurança e medicina do trabalho.20 m. Toda retirada com aproveitamento deverá ser realizada com o máximo cuidado de maneira a não causar danos aos materiais retirados. fabricado em fios de polipropileno com tratamento contra raios solares (UV). distante uns dos outros conforme orientação da FISCALIZAÇÃO. existência de juntas de dilatação etc.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS .2.00011. altura de 1. DEMOLIÇÕES E RETIRADAS RETIRADA DE LASTRO DE BRITA REFERÊNCIAS – ITEM H.

FURNAS A execução dos trabalhos de escavação deverá obedecer aos respectivos projetos e as prescrições da NR18 e das normas da ABNT . se for considerado de qualidade. pela resistência e estabilidade dos maciços/estruturas resultantes. MOVIMENTAÇÃO DE TERRA ESCAVAÇÃO MECÂNICA DE SOLO DE 1ª CATEGORIA REFERÊNCIA – ITEM H. quando houver. procedendo aos cortes necessários.2.8. desde que as mesmas sejam aprovadas pela FISCALIZAÇÃO e obedeçam as normas e regulamentos de segurança.4 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS .DAQ.2. 9. apertando seu parafusos na base do concreto novo a atingir a perfeita fixação da estrutura. para locais de bota-fora próprios. não podendo ser descartados em quaisquer outras áreas ou permanecerem nos canteiros de obra. REFERÊNCIA – ITEM H.3. nas cotas fixadas pelo projeto. a CONTRATADA deverá realizar os reparos necessários sem Ônus adicional a Furnas.FURNAS 9.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. NBR 6122. procedendo aos cortes necessários. Deverá ser transportado pela CONTRATADA para local indicado pela FISCALIZAÇÃO e armazenada para posterior reaproveitamento A CONTRATADA fará a recolocação de forma manual. Todas as escavações deverão ser protegidas contra a ação de água superficial ou profunda. A CONTRATADA executará todo movimento de terra necessário e indispensável ao nivelamento do terreno. Caso forem constatados irregularidades na fixação da estrutura.NBR 9061. poderá ser armazenado em local pré-determinado para que possa ser utilizado como material de reaterro.00011.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS . RETIRADA E RECOLOCAÇÃO DE ABRIGO EM FIBRA DE VIDRO. após inspeção pela CONTRATANTE.3.Edital Número da Licitação CO. a cargo da CONTRATADA. ou indicado pela FISCALIZAÇÃO. A escavação deverá ser realizada por equipamentos e acessórios adequados.3. cabe à CONTRATADA escolher a melhor forma de execução dos serviços. em áreas previamente aprovados pela FISCALIZAÇÃO. mediante drenagem.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS . REFERÊNCIA – ITENS H. PARA EXTINTOR DE INCÊNDIO A retirada da estrutura da brigada de extintor dar-se-á de forma manual.8. A execução de escavações implicará na responsabilidade integral da CONTRATADA. ESCAVAÇÃO MANUAL DE SOLO DE 1ª CATEGORIA A execução dos trabalhos de escavação deverá obedecer aos respectivos projetos e as prescrições da NR18 e das normas da ABNT .3. nas cotas fixadas pelo projeto.2011 Folha 190/253 Os materiais que poderão ser reaproveitados.8.FURNAS 9.G. Todas as escavações deverão ser protegidas contra a ação de água superficial ou profunda.2.4. NBR 6122. esgotamento ou rebaixamento do lençol freático. A CONTRATADA executará todo movimento de terra necessário e indispensável ao nivelamento do terreno. Todo material retirado.NBR 9061. esgotamento ou rebaixamento do lençol freático. deverão ser transportados para depósitos indicados pela FISCALIZAÇÃO e acomodados de forma adequada à sua preservação e reutilização.2. ou indicado pela FISCALIZAÇÃO. REFERÊNCIA – ITEM H. mediante drenagem. Os entulhos deverão ser transportados.1.8. .

REATERRO COMPACTADO COM PLACA VIBRATÓRIA EM CAMADA DE ATÉ 30 CENTÍMETROS Os materiais para reaterro deverão ser adequados para esse tipo de serviço e apresentar CBR ≥ 20%. REFERÊNCIA – ITENS H.DAQ.4 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS A velocidade dos caminhões deverá ser no máximo de 40 Km/h nas vias internas da área Industrial.4.2. para áreas previamente aprovados pela FISCALIZAÇÃO. REFERÊNCIA – ITEM H. e isentos de matéria orgânica ou outras substâncias prejudiciais. EXECUÇÃO DE LASTRO DE BRITA COM MATERIAL DE REAPROVEITAMENTO A execução do lastro de brita dar-se-á de forma manual.3. EXECUÇÃO DE COLCHÃO DE AREIA O colchão de areia deverá ser executado nas valas para o assentamento das tubulações previstas em projeto.3.5 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.8.3. REFERÊNCIA – ITEM H. o enchimento completo das caçambas dos caminhões.3. mica. isenta de substâncias nocivas em proporções prejudiciais. é o mesmo retirado no subitem 9. CARGA / TRANSPORTE CARGA MANUAL E TRANSPORTE DE BRITA ATÉ 1 KM REFERÊNCIA – ITEM H. não sendo permitido também.8. O reaterro deverá ser compactado com equipamento tipo placa vibratório até atingir um grau de compactação de. A escavação deverá ser realizada por ferramentas e acessórios adequados.2011 Folha 191/253 A execução de escavações implicará na responsabilidade integral da CONTRATADA. REFERÊNCIA – ITEM H. se for considerado de qualidade. desde que as mesmas sejam aprovadas pela FISCALIZAÇÃO e obedeçam as normas e regulamentos de segurança. grânulos tenros e friáveis. REGULARIZAÇÃO E COMPACTAÇÃO DE SOLO Após o término das escavações os fundos das valas e/ou cavas deverão ser regularizadas e compactadas através de soquetes manuais.NBR 7182. sendo executado manualmente na espessura de 10 cm.5. impurezas orgânicas e cloreto de sódio etc.NBR 5681.3. O controle tecnológico do aterro deverá ser procedido conforme a norma da ABNT .3.8.8. comprovado por ensaio de laboratório (salvo determinação contrária da FISCALIZAÇÃO). 95% do proctor normal. REFERÊNCIA – ITEM H.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS . O material a ser utilizado neste caso.8. REFERÊNCIA – ITEM H.3. tais como: torrões de argila. A areia a ser utilizada será quartzona.4. conforme a norma da ABNT .1.3. poderá ser armazenado em local pré-determinado para que possa ser utilizado como material de reaterro.4.G.8. 9. espalhando-se o material sobre o terreno até atingir a espessura de 10cm. O material excedente deverá ser transportado.4. gravetos.1 desta Seção. cabe à CONTRATADA escolher a melhor forma de execução dos serviços. não podendo ser descartados em quaisquer outras áreas ou permanecerem nos canteiros de obra.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. a cargo da CONTRATADA.8. Todo material retirado.00011.Edital Número da Licitação CO.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS .6 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. pela resistência e estabilidade dos maciços/estruturas resultantes.4 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.3.6. no mínimo. após inspeção pela CONTRATANTE.FURNAS 9.3.

5. e as fôrmas das fundações em tábuas e sarrafos.DAQ.8. prumo. TRANSPORTE E DESCARGA MECÂNICA DE MATERIAL ATÉ 20 KM CONFORME ITEM 9.8.5. REFERÊNCIA – ITEM H.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. REFERÊNCIA – ITEM H. com o emprego de cunhas.1 REFERÊNCIA – ITEM H.5 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS O dimensionamento e procedimentos executivos para a execução das formas deverão atender rigorosamente as prescrições da norma NBR 15696.2. do tipo mecha e encaixe. TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK CONFORME ITEM 9. EXECUÇÃO DE FORMA DE MADEIRIT RESINADO 12 MM. escoras etc.1 REFERÊNCIA – ITEM H.4. ESCORAMENTO DE FORMAS Os dimensionamentos e procedimentos executivos para a execução do escoramento de madeira deverão atender rigorosamente as prescrições da norma NBR 15696. sendo obrigatórios a amarração das peças e o isolamento e sinalização ao nível do terreno.3. essas aberturas serão fechadas imediatamente após o lançamento e vibração do concreto. devendo obedecer rigorosamente as prescrições das normas NBR 6118.5.00011. de modo a assegurar a perfeita continuidade do perfil desejado para a peça. Quando necessária.2011 Folha 192/253 9.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. 9. REFERÊNCIA – ITEM H.5.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.4. NBR 15696 e NBR 14931. especialmente durante o processo de lançamento do concreto.5.G. deverão ser aplicados nas superfícies das fôrmas antes da colocação da armadura. A retirada das fôrmas deverá obedecer às prescrições das normas NBR 6118 e NBR 14931 de modo a não prejudicar as peças executadas.8. quando houver necessidade.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.3.8. Durante a desforma devem ser viabilizados meios que impeçam a queda livre de seções de fôrmas e escoramentos.8. Quando for o caso.5. nível e alinhamento serão objeto de verificação rigorosa e permanente.8. Para garantir a estanqueidade das juntas.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. INCLUSO TRAVAMENTO E CONTRAVENTAMENTO As fôrmas das estruturas deverão ser em chapa compensada resinada.1.4.8.2. ESTRUTURAS EXECUÇÃO DE FORMA DE TÁBUAS PARA FUNDAÇÃO REFERÊNCIA – ITEM H. poderá ser empregado o processo de sambladuras. Deverão ser previstas aberturas convenientemente dimensionadas para o lançamento eficaz e vibração do concreto. NBR 11700. DESFORMA DE ESTRUTURAS Os produtos antiaderentes destinados a facilitar a desmoldagem da estrutura na ocasião de sua cura. dois reaproveitamentos.4.5. CARGA. a correção será efetuada imediatamente.5. NBR 7203.8.4. A posição das fôrmas. espessura mínima de 12mm. Este processo é recomendável somente quando não estiver previsto o reaproveitamento de fôrma. devendo-se atentar para os prazos recomendados: • Faces laterais: 3 dias .Edital Número da Licitação CO.4.8.4.

EXECUÇÃO DE LASTRO DE CONCRETO MAGRO O lastro de concreto magro será aplicado conforme as indicações dos projetos na espessura de 5cm. As especificações da NBR 6118.5. REFERÊNCIA – ITEM H. quanto ao cobrimento.5. afastadores de armadura do tipo "clips" plásticos.00011.5. ARMADURA EM TELA TELCON Q283 CONFORME ITEM 9.8. conforme NBR 7480. deverão ser garantidas através do uso de elementos espaçadores plásticos específicos a este fim. Qualquer tratamento destinado às superfícies do concreto desmoldado somente será permitido após esse exame. para aprovação de FURNAS. obviamente. um plano de desforma.5. a ocorrência de trincas.5. Nessa inspeção FURNAS verificará. concreto. O controle tecnológico será de responsabilidade da CONTRATADA e deverá obedecer ao disposto na Norma NBR 6118/2003. REFERÊNCIA – ITEM H. ausência de argamassa.6 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. serão empregados. fissuras e outras lesões provocadas por cura mal processada.5. Após a desforma.8. rugosidades.6.DAQ. ARMADURA EM TELA TELCON Q138 Toda armadura entregue na obra só será aceita após apresentação do atestado de qualidade do material. As armaduras deverão obedecer rigorosamente aos preceitos das normas e especificações brasileiras NBR 6118.8.7 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. cabendo a esta fornecer cópia dos laudos dos ensaios realizados à CONTRATANTE.7.5. integral obediência à NBR 6118/2003. as superfícies do concreto deverão ser inspecionadas visando à identificação de defeitos de concretagem. REFERÊNCIA – ITEM H. com resistência mínima de fck = 25 MPa. COLOCAÇÃO. A execução de qualquer parte da estrutura implicará na responsabilidade integral da CONTRATADA por sua resistência e estabilidade.5. cujo contato com as fôrmas se reduza a um ponto. INCLUSO Concretagem A CONTRATADA fornecerá para a concretagem dos elementos.8. As superfícies das barras de aço deverão estar isentas de qualquer substância que prejudique a perfeita aderência ao concreto.5 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. O mesmo será executado após a realização dos serviços de compactação e regularização de fundo das valas escavadas. fabricado em usina. Para garantir o cobrimento recomendado no projeto.5. . considerando o título desta norma “Projeto e Execução de Obras de Concreto Armado”.2011 Folha 193/253 • • Faces inferiores: 14 dias Faces inferiores sem pontaletes: 21 dias A CONTRATADA apresentará. quando necessário.5. entre outros. acompanhado de cópia da Nota Fiscal.5 REFERÊNCIA – ITEM H. tais como "ninhos de abelha". ainda.Edital Número da Licitação CO.8.G.4 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. Haverá.8. CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA. ADENSAMENTO E ACABAMENTO BOMBEADO.

tais como rampas. e de concreto remisturado. . laje de fundo e tampa deverá ser virado na obra. Sempre que possível a CONTRATADA poderá escolher um sistema de transporte que permita o lançamento direto nas fôrmas. Transporte O transporte do concreto deverá ser efetuado de maneira. informando quais elementos serão executados bem como o tempo previsto para sua execução. sendo que as camadas a serem vibradas deverão ter preferencialmente uma espessura de ¾ do comprimento da agulha. o concreto será lançado por janelas abertas nas laterais ou por meio de funis. sendo que este deverá ser feito de forma cuidadosa.DAQ. para transporte do material do caminhão ou betoneira até o local da concretagem. Os vibradores de imersão não deverão ser deslocados horizontalmente. a CONTRATADA fará estudo das especificações e plantas. nem perda sensível de qualquer deles por vazamento ou evaporação. O intervalo máximo de tempo permitido entre o término do amassamento do concreto e o seu lançamento não excederá 1 (uma) hora. deverá ser utilizada calhas apropriadas. submetida à aceitação de FURNAS.G. tal que o concreto ocupe todos os recantos da fôrma. de modo a não formar vazios ao seu redor nem dificultar a aderência do concreto. deverá ser previsto condições de percurso suave. que não haja segregação ou desagregação de seus componentes. caçambas ou outros. inclusive estrados. devido ao fato de que o deslocamento da mistura com a enxada. A vibração será apenas a suficiente para que apareçam bolhas de ar e uma fina película de água na superfície do concreto. Para isso. carrinhos de mão com roda de pneu. aclives e declives.0 metros. No caso de peças estreitas e altas.Edital Número da Licitação CO. Adensamento Não será permitido o adensamento manual. Quando os aclives a vencer forem muito grandes. Poderão ser utilizados. Não será permitido o “arrastamento” do concreto a distâncias muito grandes. Para evitar segregação em quedas maiores que a mencionada. O concreto da estrutura da caixa separadora de água e óleo deverá ser dosado em central. adquirido de empresa idônea. exame de normas e códigos e fornecerá o material segundo o melhor critério técnico. Esse procedimento não deverá ser realizado a uma profundidade superior ao tamanho da agulha. poderá provocar perda da argamassa por adesão aos locais de passagem.00011.caso de um ou mais andares – recorrer-se-á ao transporte vertical. No caso de utilização de carrinhos ou padiolas. A CONTRATADA deverá adotar precauções para evitar a vibração da armadura. O concreto utilizado para a execução das caixas de inspeção. na obra. durante o espalhamento. preenchimento dos blocos. apresentar à FISCALIZAÇÃO um plano de concretagem.2011 Folha 194/253 Deverá ser observada rigorosa obediência a todas as particularidades dos projetos fornecidos. Sendo de responsabilidade da CONTRATADA. gericas. cabendo à CONTRATANTE modificar ou impedir os processos que acarretem segregação dos materiais. Os processos de lançamento deverão ser determinados de acordo com a natureza da obra. ou mesmo sobre o concreto já aplicado. sobre fôrmas. Lançamento O lançamento deverá obedecer às recomendações da NBR 6118/2003. Em hipótese alguma será permitido o lançamento após o início da pega. Não será permitido o lançamento do concreto em altura superior a 2.

Quando no processo de cura for utilizada uma camada de pó de serragem. REFERÊNCIA – ITEM H. Recomenda-se um espaçamento da ordem de 6 a 10 vezes o diâmetro da agulha do vibrador para a aplicação do equipamento. mantendo o espaçamento mínimo indicado pelo projeto.00011. INCLUSO TRANSPORTE. . argamassa aderente ou qualquer outra substância que impeça uma perfeita ligação ao concreto.5. Na região dos arranques. e implicará em integral responsabilidade da CONTRATADA por sua resistência e estabilidade.Edital Número da Licitação CO.5. que obedecerá. A escolha dos processos de cura fica a cargo da CONTRATADA.5.DAQ. Ø 6.5. inclinada até um ângulo máximo de 45º. à norma ABNT .0 cm de espessura. trabalhabilidade. de modo a garantir a interligação entre as duas camadas. Cura do concreto O processo de cura do concreto deverá ser iniciado tão logo termine o período de pega. emitidos a partir de ensaios.8. Os ensaios de controle tecnológico deverão ser realizados por laboratório especializado e idôneo. Para uma boa prática de vibração a agulha deverá ser posicionada na vertical ou. O período corresponderá a 7 dias após o fim da pega. durante a concretagem. para comprovação da resistência solicitada em projeto. manchas de óleo. deverão ser adotadas precauções para evitar oxidação excessiva destas barras. e abrangerá as verificações de dosagem. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50. REFERÊNCIA – ITEM H.NBR 6118.5 MM As armaduras deverão estar isentas de excesso de ferrugem. características dos materiais constituintes e resistência mecânica e NBR NM67 para determinar a consistência do concreto fresco pelo abatimento do tronco de cone para o concreto betonado.2011 Folha 195/253 No momento da execução dos serviços é aconselhável. com custos a cargo da CONTRATADA.3 A 12. CONCRETO ESTRUTURAL 25 MPA VIRADO NA OBRA. quando impossível. LANÇAMENTO.8 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. aceito por FURNAS.NBR 7680.10. no caso de concretagem em camadas a agulha deverá atingir a camada subseqüente. De qualquer maneira.G. sobre os materiais utilizados. Todo concreto estrutural aplicado nos blocos de concreto só será aceito após apresentação de ensaio de ruptura conforme NBR 5739. antes da próxima etapa de concretagem estas deverão ser limpas. A CONTRATADA deverá garantir que a armadura não fique em contato direto com o solo. de areia ou qualquer outro material adequado esta camada deverá ter no mínimo 5. a vibração por curtos períodos em pontos máximos.9 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. em vez de períodos longos num único ponto ou pontos muito distantes. CORTE. seja utilizando espaçadores ou qualquer outro dispositivo. ADENSAMENTO E ACABAMENTO Preenchimento dos blocos das caixas de inspeção Os blocos de concreto estrutural da alvenaria das caixas de inspeção deverão ser preenchidos com concreto estrutural 25 Mpa. O controle tecnológico do concreto deverá ser realizado conforme a norma da ABNT . Outros tipos de vibradores poderão ser utilizados desde que as metodologias de aplicação sejam previamente aprovadas pela CONTRATANTE. Será de responsabilidade da CONTRATADA o fornecimento de laudos técnicos. exceto nos casos onde existirem especificações para tal procedimento.9.8. rigorosamente.

assim como os blocos. executados com antecedência. podendo as guias ser os próprios cantos das mesmas. proibindo-se calços de qualquer natureza. O arame utilizado para amarração da armadura deverá ser consistido de fio de aço recozido. pó. os cordões devem ter espessura tal que.6 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS . Para garantir o cobrimento recomendado no projeto.G.8. respeitados os mínimos estabelecidos nas normas. a argamassa deve ser aplicada em todas as paredes do bloco para formação da junta horizontal e em dois cordões verticais nos bordos de uma das extremidades do bloco para formação da junta vertical. quanto ao cobrimento. NBR 6331 e NBR 6365.FURNAS Assentamento A base para assentamento da alvenaria deve ser executada plana e em nível. ALVENARIA EXECUÇÃO DE ALVENARIA ESTRUTURAL ESPESSURA 19 CM . cujo contato com as fôrmas se reduza a um ponto. a quantidade de argamassa a ser aplicada não deve corresponder a um tempo de colocação dos blocos que supere o início da pega ou perda da trabalhabilidade. 9.DAQ.BLOCO 19X19X39 CM COM BLOCOS DE CONCRETO. a olho nu. quando necessário. O dobramento das barras deverá ser feito com os raios de curvatura previstos no projeto.00011.6.10 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. As juntas de argamassa serão do tipo Côncava empregando-se frisador de madeira. preto.5 cm em 2 m.1. NBR 6207. de 1. conforme NBR 7480. as juntas resultantes tenham espessura de (10 ± 3) mm. atendendo. NBR 6005. acompanhado de cópia da Nota Fiscal.65 milímetros ou 1. graxa. a argamassa não deve avançar no interior dos .8.Edital Número da Licitação CO. deverão ser garantidas através do uso de elementos espaçadores plásticos específicos a este fim. O padrão de assentamento a ser adotado é de junta amarrada. As superfícies das barras de aço deverão estar isentas de qualquer substância que prejudique a perfeita aderência ao concreto. a superfície de assentamento dos blocos deve ser levemente umedecida com brocha de pintor. alguns minutos antes da aplicação da argamassa. Colocação da argamassa Os locais de aplicação da argamassa de assentamento.6. A fixação dos fios deve ser feita em guias perfeitamente aprumadas nas extremidades das paredes. curvatura resultante do efeito da gravidade ou do vento. água em excesso ou qualquer outra substância que impeça a perfeita aderência e união entre a argamassa e os substratos. NBR 6004.2011 Folha 196/253 Toda armadura entregue na obra só será aceita após apresentação do atestado de qualidade do material. devem estar limpos e sem agregados soltos. As especificações da NBR 6118. secos e com ventos. As bitolas e classes das barras e fios das armaduras estão definidas no projeto estrutural e respectiva especificação. As armaduras deverão obedecer rigorosamente aos preceitos das normas e especificações brasileiras NBR 6118. O alinhamento vertical das juntas deve ser obtido com auxílio de fio prumo ou gabarito modular. Cada fiada deve ser assentada com o auxílio de fios flexíveis estirados horizontal e paralelamente ao plano da parede. as prescrições das normas da ABNT . rigorosamente. NBR 6003. As extremidades dos fios devem ser niveladas por processo satisfatório. serão empregados. REFERÊNCIA – ITEM H.NBR 5589. exigindo-se discrepância do plano horizontal inferior a 0. de modo que um observador situado próximo a uma das extremidades do fio não constate. afastadores de armadura do tipo "clips" plásticos. em dias muito quentes.24 milímetros de diâmetro. REFERÊNCIA – ITEM H.5. após o assentamento dos blocos.

METÁLICOS CORTE.8.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.8. ESPESSURA 2 CM O reboco somente serão iniciados após completa pega da argamassa das alvenarias e chapisco. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-25.Edital Número da Licitação CO.7 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS O chapisco deverá ser aplicado sobre a superfície interna de toda a alvenaria das caixas de inspeção. a superfície deverá ser limpa com vassouras e abundantemente umedecida.39cm.8. junto com a armação das paredes externas da caixa.0mm.1. Antes da aplicação a superfície deverá ser abundantemente umedecida. com o auxilio de esguicho de mangueira. com colher de pedreiro.G. IMPERMEABILIZAÇÃO REFERÊNCIA – ITEM H. Ø 16 MM GALVANIZADO ESCADA TIPO MARINHEIRO REFERÊNCIA – ITEM H. para atingir seu objetivo.7. A operação final consistirá em lançar a argamassa. 19cmxAlt. principalmente para deixar livre o espaço destinado ao enchimento com concreto e garantir melhor impermeabilidade da junta.2. com vistas a garantir a aderência da argamassa. obedecer rigorosamente aos preceitos das normas e especificações brasileiras NBR 6118. REVESTIMENTO CHAPISCO PARA PAREDE TRAÇO 1:3. Para cada plano de parede.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. A operação terá de ser executada.9.7. ESPESSURA 5 MM REFERÊNCIA – ITEM H. As superfícies das barras de aço deverão estar isentas de qualquer substância que prejudique a perfeita aderência ao concreto. através da peneira de chapisco. 19cmxcomp.00011.8 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS A execução da escada marinheiro da Caixa separadora de água e óleo será executada pela CONTRATADA em aço galvanizado CA-25 Ø 16mm.7. REFERÊNCIA – ITEM H. com vistas a garantir a aderência da argamassa. com o auxilio de esguicho de mangueira. Essa camada deverá ser irregular e descontinua.6. Antes da aplicação desta camada. REFERÊNCIA – ITEM H. no momento do assentamento.DAQ. REFERÊNCIA – ITEM H.8. REFERÊNCIA – ITEM H.8.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. A operação terá de ser executada. 9.7. o procedimento será iniciado após embutir todas as tubulações que por ele devem passar.7. A espessura do reboco massa única deverá ser 20.8. Classificação dos blocos: Caixas de inspeções classe b – sem acabamento superficial. para atingir seu objetivo.1. Considera-se insuficiente molhar a superfície projetando-se água com auxílio de vasilhame.8. Bloco Dimensões: Larg. REBOCO MASSA ÚNICA TRAÇO 1:2:8.9 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS . Considera-se insuficiente molhar a superfície projetando-se água com auxílio de vasilhame.8.8. 9.2011 Folha 197/253 vazios do bloco mais que 1 cm.

isenta de qualquer partícula de pó. O reparo do substrato.9. .3 REFERÊNCIA – ITEM H. Preparo do substrato O substrato de concreto deve ser preparado mecanicamente utilizando-se equipamento abrasivo ou de escarificação para remover a nata de cimento a atingir uma textura aberta.8. Serão impermeabilizadas as superfícies internas da caixa separadora de água e óleo e as caixas de inspeção.2011 Folha 198/253 9. A CONTRATADA deve manter a FISCALIZAÇÃO avisada sobre a época em que qualquer reparo no concreto deva ser feito. O reparo no concreto deve somente ser efetuado na presença de um fiscal.DAQ. graxa.9. desse fato. o preenchimento dos buracos.8.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. seca. partículas soltas e material friável devem ser completamente removidas antes da aplicação do produto.2.3. O concreto danificado ou com :”ninhos de abelha”. preferencialmente por escovação ou aspiração. Pontos elevados e rebarbas devem ser removidos por lixamento. bem como o material utilizado no reparo deve ter a aprovação da Fiscalização.9. deverá à CONTRATADA efetuados os reparos por pessoal especializado sem ônus a CONTRATANTE. óleo. Os reparos dos defeitos encontrados no concreto provenientes de falhas de concretagem. Para concreto novo é recomendado que a superfície esteja totalmente seca e curada por no mínimo 10 dias. Os reparos no concreto encontrados pela pela Fiscalização. mediante atestado fornecido pelo fabricante do produto especificado. perante a FISCALIZAÇÃO. O substrato de concreto ou argamassa deve ser imprimado ou nivelado a fim de atingir uma superfície adequada à aplicação. As saliências devem ser eliminadas por apicoamento. selantes. cabendo a CONTRATADA fazer prova.9.8. argamassa ou concreto.Edital Número da Licitação CO.1. composto de cura e desmoldantes e qualquer outro material estranho ou carbonatação. devem ser iniciados logo após a remoção das formas.9. falhas de concretagem e compactação devem ser completamente expostas. APLICAÇÃO DE PRIMER SIKAFLOOR 161 DA SIKA OU SIMILAR CONFORME ITEM 9. devidamente comunicados e aprovados pela Fiscalização e sem ônus a CONTRATANTE.8.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. SikaDur® ou equivalente e Sikagard® ou equivalente. Concreto fraco deve ser removido e os defeitos da superfície corrigidos. Toda poeira.9. lixamento ou desbaste.00011. REFERÊNCIA – ITEM H. PREPARO DA SUPERFÍCIE DE CONCRETO PARA IMPERMEABILIZAÇÃO A limpeza das faces internas da superfície do concreto deverá se executado por métodos de escovamento ou emprego de lixadeira elétrica de modo a manter a superfície limpa. deve ser removido até a parte sã e preenchido com enchimento seco. e a regularização da superfície devem ser realizados utilizando-se os produtos apropriados da linha Sikafloor® ou equivalente.G. IMPERMEABILIZAÇÃO DE ESTRUTURAS COM SIKAGARD-62 OU SIMILAR As impermeabilizações serão executadas por pessoal habilitado.

Para aceitação dos serviços de impermeabilização. relocação e reposicionamento de andaimes metálicos. Evite empoçamentos de primer na superfície. Notas sobre a Aplicação / Limitações Não aplicar Sikagard® 62 ou equivalente em substrato com umidade > 4%.DAQ.8. bem como as especificações do fabricante. podem resultar em marcas na resina. Se a umidade do substrato for > 4%.9.10.10. INCLUSO MONTAGEM E DESMONTAGEM Os andaimes serão locados pela contratada e servirão para auxiliar na montagem das estruturas da caixa separadora de água e óleo. Qualquer substituição dos produtos especificados por outros ditos similares ou equivalentes só será aceito. Sobre certas condições. a LICITANTE deverá considerar todos os custos inerentes ao fornecimento. A avaliação e tratamentos incorretos de trincas podem levar a uma vida-útil reduzida e propagação das trincas para o revestimento. Método de Aplicação / Ferramentas Antes da aplicação verifique a umidade do substrato.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. REFERÊNCIA – ITEM H. Estrutura do sistema: 1 (uma) demão de primer (Sikafloor 161 ou equivalente) e duas demãos de impermeabilizante (Sika Gard 62 ou equivalente). e o ponto de orvalho. Homogeneizar a Parte B e adicionar a Parte A sob agitação. a CONTRATADA deverá realizar os reparos necessários sem Ônus adicional a Furnas. Sikafloor® 82 EpoCem® ou equivalente deve ser aplicado previamente como Barreira Temporária ao Vapor. para verificação de possíveis falhas e aceitação final por parte da FISCALIZAÇÃO. Sikagard® 62 ou equivalente recém aplicado deve ser protegido da umidade. Garantir que todo o produto no fundo e na lateral do recipiente seja incorporado à mistura. combinadas com elevados carregamentos.Edital Número da Licitação CO.2011 Folha 199/253 Tempo de mistura Homogeneizar previamente a Parte A mecanicamente. Sikagard® 62 ou equivalente deverá ser aplicado com pincel ou rolo de pêlo curto para epóxi. montagem. A CONTRATADA deverá seguir as orientações desta especificação técnica.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS . altas temperaturas do substrato ou no ambiente. Para homogeneidade de cores. com apresentação de ensaios de caracterização e desempenho. REFERÊNCIA – ITEM H. a umidade relativa do ar.8. Para este item de preço. Caso forem constatados vazamentos na estrutura. Misture por mais 3 minutos até que se obtenha uma mistura homogênea. para análise comparativa com os materiais especificados. aplique embalagens do mesmo lote de Sikagard® 62 ou equivalente em uma mesma área.00011.10 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. por quantas vezes se fizerem necessárias ao bom andamento dos serviços.G. serão realizados os testes de estanqueidade por parte da CONTRATADA com duração mínima de 72 h. LOCAÇÃO DE ANDAIME TIPO TORRE. prevalecerão as especificações do fabricante. Excesso de mistura mecânica pode ocasionar incorporação de ar. condensação e chuva por no mínimo 24 horas. ANDAIMES REFERÊNCIA – ITEM H. transporte. desmontagem.10.1. Em caso de divergência entre as duas.

uma demão de Seal Coat preto sobre o revestimento de cimento.11 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. estando de acordo com a NBR 5732 ou NBR 5733 ou NBR 5735 ou NBR 5736 ou NBR 5737. Os tubos deverão ser fornecidos com revestimento externo de pintura betuminosa anticorrosão de cor preta.1. O cimento utilizado na argamassa é um cimento de Alto Forno EF320. Os tubos deverão ser fornecidos com revestimento interno de argamassa de cimento. SISTEMA DE TUBULAÇÃO PARA FLUIDOS E PLACA DE IDENTIFICAÇÃO TUBULAÇÃO DE AÇO CARBONO O fornecimento e instalação da tubulação de aço carbono deverão atender as seguintes premissas: Tubos com SCH 40.2011 Folha 200/253 9. As espessuras das paredes dos tubos deverão atender a classe 1 Mpa. TUBULAÇÃO DE CONCRETO ARMADO O fornecimento e instalação da tubulação de concreto armado deverão atender as seguintes premissas: Serem assentadas nas valas conforme inclinação e encaminhamento do projeto.segundo a NBR 8890/07: Cimento: qualquer tipo de cimento.11.11. Instalados nos locais indicados no projeto. Ressalta-se que apesar de admitidas em normas. por meio de conexões. Serão adotas a seguintes características técnicas para aceitação dos tubos na obra . é vedada a execução de curvaturas nos tubos. CONEXÕES DE FERRO MALEÁVEL O fornecimento e instalação das conexões deverão atender as seguintes premissas: conexão macho e fêmea (MF): Conexão que dispõe de roscas externas e internas. conforme norma da ABNT EB 208. As conexões devem ser fornecidas zincadas por imersão a quente conforme a NBR 6323 Todas as conexões devem trazer a marca do fabricante e a indicação dos respectivos diâmetros nominais de forma visível e indelével. . conforme NBR 7211.DAQ. sempre. Será aplicada ainda. livres de impureza.Edital Número da Licitação CO.G. TUBULAÇÃO DE FERRO FUNDIDO DUCTIL CENTRIFUGADO O fornecimento e instalação da tubulação de fofo deverão atender as seguintes premissas: Serem assentadas nas valas conforme inclinação e encaminhamento do projeto. rosca BSP e terem suas superfícies tratadas contra corrosão por processo de zincagem. aplicada por processo de centrifugação. Fibras de aço: que atenda as especificações da NBR 15530.00011. Agregados: selecionados. As extremidades das conexões devem apresentar rebordo de reforço.8. As mudanças de direção serão efetuadas. Instalados nos locais indicados no projeto. Armadura: pode ser utilizadas barras de aço ou telas soldadas. conforme NBR 7480 ou NBR 7481. SISTEMA DE TUBULAÇÃO E PLACA DE IDENTIFICAÇÃO REFERÊNCIA – ITEM H.8. conforme norma da ABNT. Espessura mínima da parede do tubo 45mm.

Classe da tubulação de concreto armado – PA1. ficando vedada a utilização de materiais de reaproveitamento.DAQ. REFERÊNCIA – ITEM H.12. após os cortes e retiradas dos cabos a CONTRATADA deverá repassar o material a FISCALIZAÇÃO. que deverá ser coberto com uma camada de pedra britada de 15cm de espessura.12 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. CORTE E RETIRADA DE CABOS DE ATERRAMENTO A malha existente nos locais de execução dos serviços deverá ser retirada por profissional qualificado. Descritivo: vide projeto Plástico de alta performance Uso externo REFERÊNCIA – ITEM H.0.12.12. óleo. A CONTRATADA deverá intercalar as soldas para evitar um superaquecimento do grafite e uma possível reação antecipada do pó de ignição.8. Antes do início dos serviços de solda.2.8.00011.54metro Cor: Fundo branco e letras na cor preta.12. Na área de corte da malha terra.12.12. está deverá ser reaproveitada.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. deverá ser recomposta conforme orientação da FISCALIZAÇÃO por processo de solda exotérmica. REFERÊNCIA – ITEM H. A posição de acendimento é sempre lateral a abertura do molde.Edital Número da Licitação CO. a CONTRATADA apresentará a FISCALIZAÇÃO os moldes a serem utilizados. REFERÊNCIA – ITEM H. caso seja encontrada alguma haste de aterramento.1.8.2011 Folha 201/253 Encaixe tipo ponta e bolsa.74xalt. SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO Os cabos a serem soldados devem estar limpos e secos. Toda a recomposição da malha terra ficará a cargo da CONTRATADA. que validará se os mesmos são adequados.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.) poderão resultar em uma solda inadequada e poderão ocorrer respingos excessivos de metal fundente para fora do molde. abaixo do terreno. A malha ora cortada e retirada. ATERRAMENTO REFERÊNCIA – ITEM H.3.0.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.11.. Para execução dos serviços será utilizado acendedor específico (não será permitido o uso de fósforos) para acender o pó de ignição.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS .G. se estão bem fechados para evitar possível vazamento de metal fundente.12. PLACA DE IDENTIFICAÇÃO As placas de sinalização deverão ser instaladas conforme indicação do projeto e terem as seguintes características técnicas: Espessura: 2mm Tamanho: comp. etc. INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NU DE 4/0 AWG (120 MM²) Todos os cabos deverão ser interrados a uma profundidade mínima de 65cm.8.. O excesso de umidade ou elementos estranho (graxa.

que validará se os mesmos são adequados.4.13.8. A CONTRATADA deverá intercalar as soldas para evitar um superaquecimento do grafite e uma possível reação antecipada do pó de ignição. COM TERMINAL RETO Para as tubulações de ferro fundido.52 “ALTERNATIVA A” As fixações da caixa separadora de água e óleo e caixa de inspeção serão executadas nas faces externas.5 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS . obedecendo ao detalhe RE4-111780 FL.12.DAQ. será executada a cada 2. conforme detalhe de aterramento de tubos RE4-111780 FL. etc. O excesso de umidade ou elementos estranhos (graxa. bem como cuidadosamente varridos os seus acessos. FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM ESTRUTURA DE CONCRETO POR PARAFUSO Os cabos a serem fixados nas estruturas de concreto da caixa separadora de água e óleo deverão estar limpos e secos. 52 “ALTERNATIVA A” Para a fixação nas caixas de inspeção..FURNAS 9.69 “ALTERNATIVA B” Antes do início dos serviços de solda. inclusive aquelas interrompidas por anel de vedação.13. deverá a Contratada executar uma fixação em cada tubo. a CONTRATADA deverá executar todos os arremates que julgar necessários.8. Para assegurar a entrega da obra em perfeito estado. se estão bem fechados para evitar possível vazamento de metal fundente e analisar o material dos fixadores. Particular cuidado deverá ser aplicado na remoção de quaisquer detritos ou salpicos de argamassa endurecida das superfícies.12. Deverá ser realizada a remoção de todo o entulho da obra para local apropriado. LIMPEZA FINAL DA OBRA Deverão ser devidamente removidos da obra todos os materiais e equipamentos. ferramentas e acessórios.12.13..00 metros obedecendo ao detalhe de fixação RE4-111780 FL.2011 Folha 202/253 9. REFERÊNCIA – ITEM H. A limpeza dos elementos deverá ser realizada de modo a não danificar outras partes ou componentes das edificações. A CONTRATADA realizará a limpeza dentro dos limites da obra quantas vezes forem necessárias para a organização do ambiente do trabalho.12. bem como os determinados pela FISCALIZAÇÃO.Edital Número da Licitação CO.G. a CONTRATADA apresentará a FISCALIZAÇÃO os moldes e fixadores a serem utilizados.00011.1. utilizando-se produtos que não prejudiquem as superfícies a serem limpas.13 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS . deixando-a completamente desimpedida de todos os resíduos de construção. A fixação dos cabos na estrutura de concreto da caixa separadora de água e óleo.) poderão resultar em uma solda inadequada e poderão ocorrer respingos excessivos de metal fundente para fora do molde.8.5. assim como as peças remanescentes e sobras utilizáveis de materiais. deverá a CONTRATADA executar uma fixação para cada caixa.8. REFERÊNCIA – ITEM H. óleo. REFERÊNCIA – ITEM H. SERVIÇOS FINAIS REFERÊNCIA – ITEM H. FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM ESTRUTURA METÁLICA POR SOLDA.4 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.

sujeito a sanções. a ocorrência deverá ser comunicada à FISCALIZAÇÃO.2. em perfeitas condições. Em casos de erros na locação da obra será de responsabilidade da CONTRATADA proceder.Edital Número da Licitação CO.DAQ.5cmx7. espaçados de 1.00011. distante uns dos outros conforme orientação da FISCALIZAÇÃO.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS A execução dos trabalhos de escavação deverá obedecer aos respectivos projetos e as prescrições da NR18 e das normas da ABNT . Periodicamente. por sua responsabilidade. . REFERÊNCIA – ITEM I.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR O isolamento da obra será provido de tela de proteção e sinalização de obras. altura de 1. fabricada em fios de polipropileno com tratamento contra raios solares (UV). dos ângulos e de quaisquer outras indicações constantes no projeto com as reais condições encontradas no local. nos quais serão fixadas as tábuas de 2. TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1.1.NBR 9061. sedo que os mesmos deverão ser iniciados à partir dos pontos de referência apontados nos projetos.1. A CONTRATADA deverá manter.2. toda e qualquer referência de nível (RN) e de alinhamento. a CONTRATADA deverá proceder à rigorosa verificação no sentido de comprovar se a obra está sendo executada de acordo com a locação. multas e penalidades aplicáveis em cada caso particular. para que sejam efetuadas as verificações e aferições que forem pertinentes.FURNAS 9. que servirão de suporte para os arames (recozido 18 DWG) que definirão os elementos demarcados.9. a quem competirá deliberar a respeito. 9. com formato de tramas retangulares na cor laranja. 9. ficando. O gabarito deverá ser montado com auxílio de pontaletes de madeira de 7. Após a demarcação dos alinhamentos e pontos de nível. A CONTRATADA deverá fazer a aferição das dimensões. a CONTRATADA deverá comunicar à FISCALIZAÇÃO.2011 Folha 203/253 9.9. além disso.1.9.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. dos alinhamentos.5x23cm.5m.1. demolições e reposições que se tornarem necessárias.5cm.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. sem ônus adicionais à FURNAS. de acordo com o contrato firmado entre as partes interessadas. REFERÊNCIA: ITEM I.20 m. ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DA CONSTRUÇÃO DE PAREDE CORTA-FOGO NOS REATORES DA SUBESTAÇÃO 345 Kv SERVIÇOS INICIAIS LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA DE TÁBUAS CORRIDAS REFERÊNCIA – ITEM I DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS . Caso haja discrepâncias entre as reais condições existentes no local e os elementos dos projetos. que permitirá reconstituir ou aferir a locação em qualquer tempo e oportunidade.9. às modificações. NBR 6122.1.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS À CONTRATADA caberá a responsabilidade pela locação da obra com a utilização de instrumentos adequados.1. Os serviços constituirão na locação planimétrica e altimétrica da obra de acordo com a planta de situação aprovada pela CONTRATANTE. REFERÊNCIA – ITEM I.9.2. fixada com o auxílio de amarras de arame galvanizado em peças de madeira cravadas ao solo.G. MOVIMENTAÇÃO DE TERRA ESCAVAÇÃO MANUAL DE SOLO DE 1ª CATEGORIA REFERÊNCIA – ITEM I.1.9.

REFERÊNCIA – ITEM I.3.3. nas cotas fixadas pelo projeto.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS A velocidade dos caminhões deverá ser no máximo de 40 Km/h nas vias internas da área Industrial.3.3. procedendo aos cortes necessários.Edital Número da Licitação CO. não sendo permitido também.2011 Folha 204/253 A CONTRATADA executará todo movimento de terra necessário e indispensável ao nivelamento do terreno. REATERRO COMPACTADO COM PLACA VIBRATÓRIA EM CAMADA DE ATÉ 30 CENTÍMETROS Os materiais para reaterro deverão ser adequados para esse tipo de serviço e apresentar CBR ≥ 20%.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. e isentos de matéria orgânica ou outras substâncias prejudiciais.2.2. REFERÊNCIA – ITEM I.9. conforme a norma da ABNT . O controle tecnológico do aterro deverá ser procedido conforme a norma da ABNT . Todas as escavações deverão ser protegidas contra a ação de água superficial ou profunda.NBR 7182.4.3. TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK CONFORME ITEM 9. A execução de escavações implicará na responsabilidade integral da CONTRATADA. ESTRUTURAS REFERÊNCIA – ITEM I. 9.00011. 95% do proctor normal. CARGA / TRANSPORTE CARGA.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. o enchimento completo das caçambas dos caminhões REFERÊNCIA – ITEM I. pela resistência e estabilidade dos maciços/estruturas resultantes.1 REFERÊNCIA – ITEM I.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. comprovado por ensaio de laboratório (salvo determinação contrária da FISCALIZAÇÃO).DAQ.2.4 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS . O reaterro deverá ser compactado com equipamento tipo placa vibratório até atingir um grau de compactação de.1.2.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.9. esgotamento ou rebaixamento do lençol freático.G.2. REFERÊNCIA – ITENS I.9.9.9.2.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS .9.FURNAS 9. TRANSPORTE E DESCARGA MECÂNICA DE MATERIAL ATÉ 20 KM REFERÊNCIA – ITEM I. no mínimo.NBR 5681. COMPACTAÇÃO DE FUNDO DE VALA Após o término das escavações os fundos das valas e/ou cavas deverão ser regularizadas e compactadas através de soquetes manuais.3. mediante drenagem.9. ou indicado pela FISCALIZAÇÃO.3.2.

para aprovação de FURNAS. REFERÊNCIA – ITEM I. ainda.DAQ. Para garantir a estanqueidade das juntas.4. prumo.4.9.1. rugosidades. tais como "ninhos de abelha". Quando for o caso.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. essas aberturas serão fechadas imediatamente após o lançamento e vibração do concreto. Deverão ser previstas aberturas convenientemente dimensionadas para o lançamento eficaz e vibração do concreto. Após a desforma. especialmente durante o processo de lançamento do concreto.9. fissuras e outras lesões provocadas por cura mal processada. NBR 15696 e NBR 14931. REFERÊNCIA – ITEM I. nível e alinhamento serão objeto de verificação rigorosa e permanente. Quando necessária. as superfícies do concreto deverão ser inspecionadas visando à identificação de defeitos de concretagem. um plano de desforma. NBR 11700.4. Qualquer tratamento destinado às superfícies do concreto desmoldado somente será permitido após esse exame. EXECUÇÃO DE FORMA DE MADEIRIT TRAVAMENTO E CONTRAVENTAMENTO RESINADO 12 MM. do tipo mecha e encaixe.2011 Folha 205/253 9. entre outros.9. DESFORMA DE ESTRUTURAS Os produtos antiaderentes destinados a facilitar a desmoldagem da estrutura na ocasião de sua cura.4.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS . a correção será efetuada imediatamente. A posição das fôrmas. Nessa inspeção FURNAS verificará. REFERÊNCIA – ITEM I. espessura mínima de 12mm. Durante a desforma devem ser viabilizados meios que impeçam a queda livre de seções de fôrmas e escoramentos. poderá ser empregado o processo de sambladuras. ausência de argamassa.G. devendo-se atentar para os prazos recomendados: • • • Faces laterais: 3 dias Faces inferiores: 14 dias Faces inferiores sem pontaletes: 21 dias A CONTRATADA apresentará. e as fôrmas das fundações em tábuas e sarrafos.3. de modo a assegurar a perfeita continuidade do perfil desejado para a peça. a ocorrência de trincas. A retirada das fôrmas deverá obedecer às prescrições das normas NBR 6118 e NBR 14931 de modo a não prejudicar as peças executadas.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.00011. INCLUSO As fôrmas das estruturas deverão ser em chapa compensada resinada.2. escoras etc. O mesmo será executado após a realização dos serviços de compactação e regularização de fundo das valas escavadas.4. quando houver necessidade. dois reaproveitamentos.4.Edital Número da Licitação CO. sendo obrigatórios a amarração das peças e o isolamento e sinalização ao nível do terreno. devendo obedecer rigorosamente as prescrições das normas NBR 6118. com o emprego de cunhas. EXECUÇÃO DE LASTRO DE CONCRETO MAGRO O lastro de concreto magro será aplicado conforme as indicações dos projetos na espessura de 5cm. NBR 7203. Este processo é recomendável somente quando não estiver previsto o reaproveitamento de fôrma. deverão ser aplicados nas superfícies das fôrmas antes da colocação da armadura.

O concreto das vigas e pilares deverão ter cabamento aparente.G.0 litros de água. com características idênticas à segunda demão.0Kg do produto referido em 3. adquirido de empresa idônea. no local. caçambas ou outros. ADENSAMENTO E ACABAMENTO BOMBEADO. agora no sentido vertical. considerando o título desta norma “Projeto e Execução de Obras de Concreto Armado”. nem perda sensível de qualquer deles por vazamento ou evaporação. Haverá. apenas. na obra. ou qualquer outro produto. No preparo da segunda demão será diluído 1. gericas.DAQ. deverá ser previsto condições de percurso suave. inclusive estrados. uma nova camada deverá ser aplicada.0 ml de aditivo fixador. integral obediência à NBR 6118/2003. Transporte O transporte do concreto deverá ser efetuado de maneira. obviamente. Para garantia de perfeito recobrimento e uniformidade da superfície. No caso de substratos metálicos os mesmos deverão ser submetidos a tratamento preliminar antioxidante. carrinhos de mão com roda de pneu. aclives e declives. submetida à aceitação de FURNAS. com resistência mínima de fck = 25 MPa.0 Kg do produto referido em 1. tais como rampas. Após a secagem desta primeira etapa. o LICITANTE deverá executar uma terceira demão. Poderão ser utilizados. com broxa.4. A execução de qualquer parte da estrutura implicará na responsabilidade integral da CONTRATADA por sua resistência e estabilidade. COLOCAÇÃO. que não haja segregação ou desagregação de seus componentes. O concreto da estrutura deverá ser dosado em central. para transporte do material do caminhão ou betoneira até o local da concretagem. . concreto. INCLUSO Concretagem A CONTRATADA fornecerá para a concretagem dos elementos. no lixamento leve da superfície para remoção de grãos de areia soltos e posterior espanamento. A demão de primer será aplicada.4. no sentido horizontal.0 ml de aditivo fixador.Edital Número da Licitação CO. Para isso.9. sendo que a esta mistura deverá ser adicionado 30. O controle tecnológico será de responsabilidade da CONTRATADA e deverá obedecer ao disposto na Norma NBR 6118/2003. exame de normas e códigos e fornecerá o material segundo o melhor critério técnico. Sempre que possível a CONTRATADA poderá escolher um sistema de transporte que permita o lançamento direto nas fôrmas. A remoção de contaminantes gordurosos poderá ser realizada aplicando-se solvente. Quando os aclives a vencer forem muito grandes. cabendo a esta fornecer cópia dos laudos dos ensaios realizados à CONTRATANTE. No caso de utilização de carrinhos ou padiolas.50 litros de água. sendo que a esta mistura deverá ser adicionado 30. Deverá ser observada rigorosa obediência a todas as particularidades dos projetos fornecidos. A primeira demão deverá ser bastante fluida e constituirá na diluição de 1.caso de um ou mais andares – recorrer-se-á ao transporte vertical.2011 Folha 206/253 9. a CONTRATADA fará estudo das especificações e plantas. CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA. fabricado em usina.00011. O preparo da superfície a receber a caiação consistirá.

00011. A CONTRATADA deverá adotar precauções para evitar a vibração da armadura. apresentar à FISCALIZAÇÃO um plano de concretagem. tal que o concreto ocupe todos os recantos da fôrma. devido ao fato de que o deslocamento da mistura com a enxada.2011 Folha 207/253 As superfícies metálicas deverão receber uma demão de fundo para galvanizados. A vibração será apenas a suficiente para que apareçam bolhas de ar e uma fina película de água na superfície do concreto. Não será permitido o lançamento do concreto em altura superior a 2. Recomenda-se um espaçamento da ordem de 6 a 10 vezes o diâmetro da agulha do vibrador para a aplicação do equipamento. . Para uma boa prática de vibração a agulha deverá ser posicionada na vertical ou.DAQ. Esse procedimento não deverá ser realizado a uma profundidade superior ao tamanho da agulha. deverá ser utilizada calhas apropriadas. sendo que as camadas a serem vibradas deverão ter preferencialmente uma espessura de ¾ do comprimento da agulha. o concreto será lançado por janelas abertas nas laterais ou por meio de funis. de modo a garantir a interligação entre as duas camadas. O intervalo máximo de tempo permitido entre o término do amassamento do concreto e o seu lançamento não excederá 1 (uma) hora. sendo que este deverá ser feito de forma cuidadosa. inclinada até um ângulo máximo de 45º. Sendo de responsabilidade da CONTRATADA. poderá provocar perda da argamassa por adesão aos locais de passagem. Posteriormente. de modo a não formar vazios ao seu redor nem dificultar a aderência do concreto. aplicados com pistola e de acordo com as especificações do fabricante. Lançamento O lançamento deverá obedecer às recomendações da NBR 6118/2003. em vez de períodos longos num único ponto ou pontos muito distantes. Adensamento Não será permitido o adensamento manual. Os vibradores de imersão não deverão ser deslocados horizontalmente. Os processos de lançamento deverão ser determinados de acordo com a natureza da obra. no caso de concretagem em camadas a agulha deverá atingir a camada subseqüente. a vibração por curtos períodos em pontos máximos. durante o espalhamento. como acabamento.Edital Número da Licitação CO. as superfícies deverão ser pintadas com três demãos de esmalte sintético. informando quais elementos serão executados bem como o tempo previsto para sua execução. aplicado com pistola. com intervalo de 12 horas de acordo com as especificações do fabricante.0 metros. e de concreto remisturado. sobre fôrmas. No caso de peças estreitas e altas.G. Em hipótese alguma será permitido o lançamento após o início da pega. Não será permitido o “arrastamento” do concreto a distâncias muito grandes. quando impossível. Para evitar segregação em quedas maiores que a mencionada. cabendo à CONTRATANTE modificar ou impedir os processos que acarretem segregação dos materiais. Outros tipos de vibradores poderão ser utilizados desde que as metodologias de aplicação sejam previamente aprovadas pela CONTRATANTE. Todos os produtos antes da aplicação deverão ser apresentados à CONTRATANTE que irá aprovar ou não o uso dos mesmos. No momento da execução dos serviços é aconselhável. ou mesmo sobre o concreto já aplicado.

e abrangerá as verificações de dosagem. NBR 6207. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50. argamassa aderente ou qualquer outra substância que impeça uma perfeita ligação ao concreto.DAQ.00011.G. as prescrições das normas da ABNT . sobre os materiais utilizados.5.4 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. seja utilizando espaçadores ou qualquer outro dispositivo.4. Na região dos arranques.5 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS . de areia ou qualquer outro material adequado esta camada deverá ter no mínimo 5. serão empregados. A CONTRATADA deverá garantir que a armadura não fique em contato direto com o solo. afastadores de armadura do tipo "clips" plásticos. manchas de óleo. deverão ser adotadas precauções para evitar oxidação excessiva destas barras. emitidos a partir de ensaios. Os ensaios de controle tecnológico deverão ser realizados por laboratório especializado e idôneo. antes da próxima etapa de concretagem estas deverão ser limpas. De qualquer maneira. respeitados os mínimos estabelecidos nas normas. Para garantir o cobrimento recomendado no projeto. As armaduras deverão obedecer rigorosamente aos preceitos das normas e especificações brasileiras NBR 6118. durante a concretagem. Será de responsabilidade da CONTRATADA o fornecimento de laudos técnicos. Quando no processo de cura for utilizada uma camada de pó de serragem.0 cm de espessura. atendendo. trabalhabilidade. de 1. deverão ser garantidas através do uso de elementos espaçadores plásticos específicos a este fim.2011 Folha 208/253 Cura do concreto O processo de cura do concreto deverá ser iniciado tão logo termine o período de pega. As superfícies das barras de aço deverão estar isentas de qualquer substância que prejudique a perfeita aderência ao concreto.Edital Número da Licitação CO. Ø 16 A 25 MM As armaduras deverão estar isentas de excesso de ferrugem. acompanhado de cópia da Nota Fiscal. preto. O dobramento das barras deverá ser feito com os raios de curvatura previstos no projeto.4. cujo contato com as fôrmas se reduza a um ponto. REFERÊNCIA – ITEM I. REFERÊNCIA – ITEM I. exceto nos casos onde existirem especificações para tal procedimento. NBR 6331 e NBR 6365. A escolha dos processos de cura fica a cargo da CONTRATADA. aceito por FURNAS.9. rigorosamente. CORTE. Toda armadura entregue na obra só será aceita após apresentação do atestado de qualidade do material. O período corresponderá a 7 dias após o fim da pega. O controle tecnológico do concreto deverá ser realizado conforme a norma da ABNT .65 milímetros ou 1. NBR 6005.NBR 7680. quando necessário. As especificações da NBR 6118.24 milímetros de diâmetro. características dos materiais constituintes e resistência.NBR 5589. As bitolas e classes das barras e fios das armaduras estão definidas no projeto estrutural e respectiva especificação. quanto ao cobrimento. NBR 6003. com custos a cargo da CONTRATADA. conforme NBR 7480. mantendo o espaçamento mínimo indicado pelo projeto.4. NBR 6004. O arame utilizado para amarração da armadura deverá ser consistido de fio de aço recozido.

5. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50.5 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS . Colocação da argamassa Os locais de aplicação da argamassa de assentamento.4.6 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. em dias muito quentes. a superfície de assentamento dos blocos deve ser levemente umedecida com brocha de pintor.4.4. a argamassa não deve avançar no interior dos vazios do bloco mais que 1 cm.9.9. proibindo-se calços de qualquer natureza. CORTE. após o assentamento dos blocos. assim como os blocos. graxa.5 MM CONFORME ITEM 9. as juntas resultantes tenham espessura de (10 ± 3) mm. Cada fiada deve ser assentada com o auxílio de fios flexíveis estirados horizontal e paralelamente ao plano da parede.FURNAS Assentamento A base para assentamento da alvenaria deve ser executada plana e em nível. água em excesso ou qualquer outra substância que impeça a perfeita aderência e união entre a argamassa e os substratos.G. a quantidade de argamassa a ser aplicada não deve corresponder a um tempo de colocação dos blocos que supere o início da pega ou perda da trabalhabilidade.1.3 (1/4”) nas estruturas dos pilares que acoplará um gancho de 60cm de comprimento em Aço CA-50 Ø 6. REFERÊNCIA – ITEM I.5 cm em 2 m. ALVENARIA EXECUÇÃO DE ALVENARIA ESTRUTURAL ESPESSURA 19 CM .DAQ.9.2011 Folha 209/253 9. REFERÊNCIA – ITEM I.BLOCO 19X19X39 CM COM BLOCOS DE CONCRETO.Edital Número da Licitação CO. As superfícies das barras de aço deverão estar isentas de qualquer substância que prejudique a perfeita aderência ao adesivo epóxi e concreto de enchimento dos blocos.00011. O alinhamento vertical das juntas deve ser obtido com auxílio de fio prumo ou gabarito modular.3 A 12. a argamassa deve ser aplicada em todas as paredes do bloco para formação da junta horizontal e em dois cordões verticais nos bordos de uma das extremidades do bloco para formação da junta vertical.3 (1/4”) ambos os lados do pilar. no momento do assentamento. PERFURAÇÃO DE CONCRETO COM UTILIZAÇÃO DE FURADEIRA ELÉTRICA Para execução dos serviços.6.9. os cordões devem ter espessura tal que.5. a olho nu. sendo 10cm chumbado no concreto (pilar).7.9. pó.4.7 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. As juntas de argamassa serão do tipo Côncava empregando-se frisador de madeira. devem estar limpos e sem agregados soltos. secos e com ventos. a CONTRATADA executará os furos na estrutura a cada 3 fiadas de blocos de concreto um furo Ø 6. de modo que um observador situado próximo a uma das extremidades do fio não constate. alguns minutos antes da aplicação da argamassa. O padrão de assentamento a ser adotado é de junta amarrada. Ø 6. utilizando na fixação adesivo epóxi Sikadur 32 ou similar e 50cm restante na argamassa de assentamento entre as fiadas. principalmente para deixar livre o espaço destinado ao enchimento com concreto e garantir melhor impermeabilidade da junta. A fixação dos fios deve ser feita em guias perfeitamente aprumadas nas extremidades das paredes.4. podendo as guias ser os próprios cantos das mesmas. 9. curvatura resultante do efeito da gravidade ou do vento.5 REFERÊNCIA – ITEM I. As extremidades dos fios devem ser niveladas por processo satisfatório. exigindo-se discrepância do plano horizontal inferior a 0. . executados com antecedência.

O excesso de umidade ou elementos estranho (graxa.7.9. etc.9. por quantas vezes se fizerem necessárias ao bom andamento dos serviços. 19cmxAlt.39cm.7.G. A malha ora cortada e retirada. SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO Os cabos a serem soldados devem estar limpos e secos. a CONTRATADA apresentará a FISCALIZAÇÃO os moldes a serem utilizados. REFERÊNCIA – ITEM I. a LICITANTE deverá considerar todos os custos inerentes ao fornecimento.Edital Número da Licitação CO. transporte.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.2011 Folha 210/253 Bloco Dimensões: Larg.00011. A posição de acendimento é sempre lateral a abertura do molde. Classificação dos blocos: Paredes corta-fogo . abaixo do terreno. Para este item de preço.7 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS Todos os cabos deverão ser interrados a uma profundidade mínima de 65cm.7.6.9.7.6. REFERÊNCIA – ITEM I.com acabamento superficial para alvenaria aparente. desmontagem. que validará se os mesmos são adequados.DAQ. que deverá ser coberto com uma camada de pedra britada de 15cm de espessura. 9.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.1. Na área de corte da malha terra. Para execução dos serviços será utilizado acendedor específico (não será permitido o uso de fósforos) para acender o pó de ignição.6. está deverá ser reaproveitada.9. Antes do início dos serviços de solda. óleo.7. caso seja encontrada alguma haste de aterramento.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS . montagem.1.2. 9.. ANDAIMES LOCAÇÃO DE ANDAIME FACHADEIRO. REFERÊNCIA – ITEM I.6 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS Os andaimes serão locados pela contratada e servirão para auxiliar na montagem das estruturas da caixa separadora de água e óleo. se estão bem fechados para evitar possível vazamento de metal fundente.) poderão resultar em uma solda inadequada e poderão ocorrer respingos excessivos de metal fundente para fora do molde. INCLUSO MONTAGEM E DESMONTAGEM REFERÊNCIA – ITEM I.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS .9. REFERÊNCIA – ITEM I. ATERRAMENTO INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NÚ DE 4/0 AWG (120 MM²) REFERÊNCIA – ITEM I. relocação e reposicionamento de andaimes metálicos.FURNAS 9.5. A CONTRATADA deverá intercalar as soldas para evitar um superaquecimento do grafite e uma possível reação antecipada do pó de ignição. 19cmxcomp.. deverá ser recomposta conforme orientação da FISCALIZAÇÃO por processo de solda exotérmica.

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DA CONSTRUÇÃO DAS BACIAS DE DRENAGEM. O excesso de umidade ou elementos estranhos (graxa. Particular cuidado deverá ser aplicado na remoção de quaisquer detritos ou salpicos de argamassa endurecida das superfícies.7. REFERÊNCIA – ITEM J. PARA OS REATORES DA SUBESTAÇÃO 345 Kv SERVIÇOS INICIAIS REFERÊNCIA – ITEM J DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. REFERÊNCIA – ITEM J. a marcação de ponto de referência.9.FURNAS Deverão ser devidamente removidos da obra todos os materiais e equipamentos. A fixação dos cabos na estrutura de concreto da parede corta fogo. assim como as peças remanescentes e sobras utilizáveis de materiais.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. Após a demarcação dos alinhamentos e pontos de nível. a CONTRATADA fará comunicação à FISCALIZAÇÃO.10. Para assegurar a entrega da obra em perfeito estado.Edital Número da Licitação CO.9.. a qual procederá às verificações e aferições que julgar oportunas.1.8.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS . a CONTRATADA deverá executar todos os arremates que julgar necessários. óleo.3. REFERÊNCIA – ITEM I. SERVIÇOS FINAIS LIMPEZA FINAL DA OBRA REFERÊNCIA – ITEM I.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. bem como os determinados pela FISCALIZAÇÃO.G. COM IMPERMEABILIZAÇÃO E COLOCAÇÃO DE BRITA. 9. será executada a cada 2.9.DAQ. procedendo através de seu topógrafo. Deverá ser realizada a remoção de todo o entulho da obra para local apropriado.10.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. bem como cuidadosamente varridos os seus acessos.) poderão resultar em uma solda inadequada e poderão ocorrer respingos excessivos de metal fundente para fora do molde. LOCAÇÃO DE TRILHOS DE AÇO EM CAMINHOS DE ROLAMENTO COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA A CONTRATADA procederá à locação – planimétrica e altimétrica .8 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS .1. utilizando-se produtos que não prejudiquem as superfícies a serem limpas.8. 52 “ALTERNATIVA A” REFERÊNCIA – ITEM I.8.1. ferramentas e acessórios.. a partir do qual prosseguirá o serviço sob sua responsabilidade. etc. FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM ESTRUTURA DE CONCRETO POR PARAFUSO Os cabos a serem fixados nas estruturas de concreto da parede corta folgo deverão estar limpos e secos. A limpeza dos elementos deverá ser realizada de modo a não danificar outras partes ou componentes das edificações.00011.7.00 metros obedecendo ao detalhe de fixação RE4-111780 FL.10.2011 Folha 211/253 9. deixando-a completamente desimpedida de todos os resíduos de construção.1. A CONTRATADA realizará a limpeza dentro dos limites da obra quantas vezes forem necessárias para a organização do ambiente do trabalho.1.dos trilhos dos reatores de acordo com a planta de situação a ser fornecida por Furnas.

em perfeitas condições.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR O isolamento da obra será provido de tela de proteção e sinalização de obras. além disso. A CONTRATADA deverá fazer a aferição das dimensões.10. Em casos de erros na locação da obra será de responsabilidade da CONTRATADA proceder. de acordo com o contrato firmado entre as partes interessadas.5m. sem ônus adicionais à FURNAS. que servirão de suporte para os arames (recozido 18 DWG) que definirão os elementos demarcados. Os serviços constituirão na locação planimétrica e altimétrica da obra de acordo com a planta de situação aprovada pela CONTRATANTE. dos ângulos e de quaisquer outras indicações constantes no projeto com as reais condições encontradas no local. DEMOLIÇÕES E RETIRADAS REFERÊNCIA – ITEM J. demolições e reposições que se tornarem necessárias.10.10. fixada com o auxílio de amarras de arame galvanizado em peças de madeira cravadas ao solo.3. REFERÊNCIA – ITEM J.20 m.1.1. toda e qualquer referência de nível (RN) e de alinhamento. O gabarito deverá ser montado com auxílio de pontaletes de madeira de 7.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. Após a demarcação dos alinhamentos e pontos de nível. em áreas previamente aprovados pela FISCALIZAÇÃO. LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA DE TÁBUAS CORRIDAS À CONTRATADA caberá a responsabilidade pela locação da obra com a utilização de instrumentos adequados. altura de 1.2011 Folha 212/253 9. nos quais serão fixadas as tábuas de 2. Periodicamente. RETIRADA DE LASTRO DE BRITA REDE DE DRENAGEM A retirada do lastro de brita dar-se-á de forma manual.5cm.1.Edital Número da Licitação CO. multas e penalidades aplicáveis em cada caso particular.5x23cm. que permitirá reconstituir ou aferir a locação em qualquer tempo e oportunidade. O material retirado das bacias não será reaproveitado.2.00011. com formato de tramas retangulares na cor laranja. REFERÊNCIA – ITEM J.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS .2. distante uns dos outros conforme orientação da FISCALIZAÇÃO. espaçados de 1. para que sejam efetuadas as verificações e aferições que forem pertinentes.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. sujeito a sanções. não podendo ser descartados em quaisquer outras áreas ou permanecerem nos canteiros de obra.2. ficando.2. dos alinhamentos. por sua responsabilidade. BACIAS DE DRENAGEM A retirada da brita dar-se-á de forma manual. a CONTRATADA deverá proceder à rigorosa verificação no sentido de comprovar se a obra está sendo executada de acordo com a locação. a CONTRATADA deverá comunicar à FISCALIZAÇÃO. Caso haja discrepâncias entre as reais condições existentes no local e os elementos dos projetos.5cmx7. fabricado em fios de polipropileno com tratamento contra raios solares (UV). a ocorrência deverá ser comunicada à FISCALIZAÇÃO. A brita retirada deverá ser armazenada próxima a obra para posterior reaproveitamento. REFERÊNCIA – ITEM J. A CONTRATADA deverá manter. a quem competirá deliberar a respeito. O material retirado das bacias deverá ser transportado.10. a cargo da CONTRATADA. sedo que os mesmos deverão ser iniciados à partir dos pontos de referência apontados nos projetos.1.DAQ. TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1. às modificações.1.G.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.

aço ou madeira poderão ser arreadas até o solo. para aprovação da Fiscalização. DEMOLIÇÃO DE ALVENARIA EM BLOCO DE CONCRETO 19X19X39 A execução dos trabalhos de demolição deverá obedecer aos respectivos projetos e as prescrições da NR18 e das normas da ABNT . e reduzidas a pequenos fragmentos.DAQ. etc). desde que aprovados pela Fiscalização. REFERÊNCIA – ITEM J. Antes do início dos serviços. A demolição convencional. RETIRADA DE TRILHOS DAS VIAS DE TRANSFERÊNCIAS Para a retirada dos trilhos das vias de transferências dos reatores será necessário o acompanhamento topográfica com o cadastro das marcações dos eixos dos trilhos existe e locação de seus pontos notáveis (parafusos. aterramentos. REFERÊNCIA – ITEM J.2. segundo sempre as recomendações dos fabricantes. Quando forem feitas várias tentativas para demolir uma estrutura.2.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS . descrevendo as diversas fases da demolição previstas no projeto e estabelecendo os procedimentos a serem adotados na remoção de materiais. Será evitado o acúmulo de entulho em quantidade tal. com a utilização de rompedor pneumático. utilizando ferramentas portáteis A remoção de entulhos poderá ser feita por meio carrinho de mão ou gerica obedecendo as tolerâncias estipuladas de transporte até 30 metros. respeitando as normas e determinações da Fiscalização. Deverão ser considerados aspectos importantes tais como a natureza da estrutura. Os pontos planimétricos e altimétricos devem ser hierarquizados em termos de extensão.10. NBR 6122. em áreas previamente aprovados pela FISCALIZAÇÃO.2. A demolição manual será motorizadas ou manuais. sendo pertencentes às poligonais básicas. as condições das construções vizinhas existentes entre outras. será executada. bem como as canalizações de águas pluviais deverão ser removidas ou protegidas. cumbadores. A demolição mecânica. não podendo ser descartados em quaisquer outras áreas ou permanecerem nos canteiros de obra.G.10. executada progressivamente.NBR 9061. A Contratada deverá fornecer. Quando necessário e previsto em projeto. manual ou mecânica. um programa detalhado. através de um só método executivo e não for obtido êxito.3. a Contratada procederá a um detalhado exame e levantamento da alvenaria ou estrutura a ser demolida. será executada conforme previsto no projeto e de acordo com as recomendações da Fiscalização.Edital Número da Licitação CO. A realocação dos trilhos existentes nos novos dormentes dar-se-á com auxílio da topografia com os registros levantados no cadastro inicial.2. as condições das construções.00011. Peças de grande porte de concreto. de modo a facilitar o prosseguimento dos serviços. iniciar as demolições por processo manual. que provoque o acúmulo de poeiras no ambiente de trabalho. dever-se-ão utilizar métodos alternativos.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.2011 Folha 213/253 9. As linhas de abastecimento de energia elétrica e de água. Os entulhos deverão ser transportados. a cargo da CONTRATADA. para locais de bota-fora próprios. Os tapumes e outros meios de proteção e segurança serão executados conforme o projeto e as recomendações da Fiscalização. secundárias e auxiliares.2.

as condições das estruturas circunvizinhas. caminhão. quando houver. a CONTRATADA deverá proceder a um exame detalhado da estrutura a ser demolida. deverão ser transportados para depósitos indicados pela FISCALIZAÇÃO e acomodados de forma adequada à sua preservação e reutilização. existência de juntas de dilatação etc. do Ministério do Trabalho. sob o aspecto de segurança e medicina do trabalho. não podendo ser descartados em quaisquer outras áreas ou permanecerem nos canteiros de obra.2.DAQ.2. DEMOLIÇÃO MANUAL DE CONCRETO SIMPLES As demolições e remoções serão realizadas de acordo com a NR -18. Antes do início dos serviços. Todo equipamento pesado. bem como as remoções dos materiais. existência de juntas de dilatação etc. para locais de bota-fora próprios.00011. deverão ser transportados para depósitos indicados pela FISCALIZAÇÃO e acomodados de forma adequada à sua preservação e reutilização. tipo retroescavadeira. REFERÊNCIA – ITEM J. a cargo da CONTRATADA. REFERÊNCIA – ITEM J.5 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. Os materiais reaproveitáveis.3. Toda e qualquer demolição. do Ministério do Trabalho. para locais de bota-fora próprios.2. deverão ser realizadas com o máximo cuidado e de forma a não causar danos nas instalações existentes a serem preservadas. Os entulhos deverão ser transportados. conforme recomendações da Fiscalização. deverão ser realizadas com o máximo cuidado e de forma a não causar danos nas instalações existentes a serem preservadas. conforme recomendações da Fiscalização. não podendo ser descartados em quaisquer outras áreas ou permanecerem nos canteiros de obra. devendo ser considerados outros aspectos importantes tais como a natureza da estrutura.Edital Número da Licitação CO. Os materiais reaproveitáveis. em áreas previamente aprovados pela FISCALIZAÇÃO. deverá ser obrigatoriamente aterrados.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS .G. DEMOLIÇÃO DE CONCRETO ESTRUTURAL COM ROMPEDOR As demolições e remoções serão realizadas de acordo com a NR -18. rompedores pneumáticos utilizado na obra. MOVIMENTAÇÃO DE TERRA REFERÊNCIA – ITEM J. caminhão.2.4.4 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. tipo retroescavadeira.10. Toda e qualquer demolição.10.5.10. Os entulhos deverão ser transportados. rompedores pneumáticos utilizado na obra. devendo ser considerados outros aspectos importantes tais como a natureza da estrutura. sob o aspecto de segurança e medicina do trabalho. as condições das estruturas circunvizinhas. a CONTRATADA deverá proceder a um exame detalhado da estrutura a ser demolida.2011 Folha 214/253 9. quando houver. Toda retirada com aproveitamento deverá ser realizada com o máximo cuidado de maneira a não causar danos aos materiais retirados. Todo equipamento pesado. bem como as remoções dos materiais. em áreas previamente aprovados pela FISCALIZAÇÃO. Toda retirada com aproveitamento deverá ser realizada com o máximo cuidado de maneira a não causar danos aos materiais retirados. Antes do início dos serviços. deverá ser obrigatoriamente aterrados. a cargo da CONTRATADA.

3. A execução de escavações implicará na responsabilidade integral da CONTRATADA. e isentos de matéria orgânica ou outras substâncias prejudiciais. pela resistência e estabilidade dos maciços/estruturas resultantes.DAQ. conforme a norma da ABNT .3. ESCAVAÇÃO MANUAL DE SOLO DE 1ª CATEGORIA A execução dos trabalhos de escavação deverá obedecer aos respectivos projetos e as prescrições da NR18 e das normas da ABNT . esgotamento ou rebaixamento do lençol freático. Todas as escavações deverão ser protegidas contra a ação de água superficial ou profunda. O controle tecnológico do aterro deverá ser procedido conforme a norma da ABNT .10.NBR 9061. Esta especificação é conhecida como “classificação comercial de brita número 3”. de material fofo. a cargo da CONTRATADA. REATERRO COMPACTADO COM PLACA VIBRATÓRIA EM CAMADA DE ATÉ 30 CENTÍMETROS Os materiais para reaterro deverão ser adequados para esse tipo de serviço e apresentar CBR ≥ 20%.10. procedendo os cortes necessários.3. incluindo a parte superficial fofa da camada anterior. em áreas previamente aprovados pela FISCALIZAÇÃO.3. 95% do proctor normal. EXECUÇÃO DE LASTRO DE BRITA Nº 3 (38 A 50MM).2. O lançamento das camadas será executado com espessuras não superiores a 30 cm. A bacia deverá ser preenchida com a brita. O reaterro deverá ser compactado com equipamento tipo placa vibratório até atingir um grau de compactação de.NBR 5681.NBR 7182. no mínimo. não podendo ser descartados em quaisquer outras áreas ou permanecerem nos canteiros de obra. REFERÊNCIA – ITEM J.3. nas cotas fixadas pelo projeto.4 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS . mantendo-se um rebaixo de 10cm.0mm. REFERÊNCIA – ITEM J. As camadas depois de compactadas não poderão ter mais que 20 (vinte) cm de espessura. NBR 6122. ou indicado pela FISCALIZAÇÃO. REFERÊNCIA – ITEM J.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. O material excedente das escavações deverá ser transportado. comprovado por ensaio de laboratório (salvo determinação contrária da FISCALIZAÇÃO).10. não podendo ser descartados em quaisquer outras áreas ou permanecerem nos canteiros de obra.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.3. REGULARIZAÇÃO E COMPACTAÇÃO DE SOLO Após o término das escavações os fundos das valas e/ou cavas deverão ser regularizadas e compactadas através de soquetes manuais. REFERÊNCIA – ITEM J. O material escavado deverá ser transportado. A brita deve ser lavada para a retirada de impurezas e ter sua granulometria avalida pela FISCALIZAÇÃO.3.3.10. mediante drenagem.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. A CONTRATADA executará todo movimento de terra necessário e indispensável ao nivelamento do terreno.1.00011. a cargo da CONTRATADA.G.4. COM FORNECIMENTO DE BRITA A pedra britada a ser usada deverá ser classificada e ter dimensões de 38.Edital Número da Licitação CO. em áreas previamente aprovados pela FISCALIZAÇÃO.0mm a 50.3.2011 Folha 215/253 9.

10.10.2.4. TRANSPORTE HORIZONTAL DE ENTULHO A 30 METROS DE DISTÂNCIA COM CARRINHO OU GERICA O serviço será excutado pela CONTRATADA de forma manual com apoio de carrinho de mão ou gerica. TRANSPORTE E DESCARGA MECÂNICA DE MATERIAL ATÉ 20 KM CONFORME ITEM 9.3. CARGA MANUAL E TRANSPORTE DE BRITA ATÉ 1 KM A velocidade dos caminhões deverá ser no máximo de 40 Km/h nas vias internas da área Industrial.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.10.5.5. REFERÊNCIA – ITEM J.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS . Quando necessária.4.4.4. de modo a assegurar a perfeita continuidade do perfil desejado para a peça.1 REFERÊNCIA – ITEM J. escoras etc. dois reaproveitamentos. prumo.G.4.DAQ.10.5 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS . NBR 11700.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. A posição das fôrmas. EXECUÇÃO DE FORMA DE MADEIRIT TRAVAMENTO E CONTRAVENTAMENTO RESINADO 12 MM. Deverão ser previstas aberturas convenientemente dimensionadas para o lançamento eficaz e vibração do concreto. quando houver necessidade.4. e as fôrmas das fundações em tábuas e sarrafos.10.4 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS . poderá ser empregado o processo de sambladuras. essas aberturas serão fechadas imediatamente após o lançamento e vibração do concreto.4. especialmente durante o processo de lançamento do concreto.FURNAS 9. a correção será efetuada imediatamente.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.Edital Número da Licitação CO. Este processo é recomendável somente quando não estiver previsto o reaproveitamento de fôrma.FURNAS 9.4.10.1 REFERÊNCIA – ITEM J. INCLUSO As fôrmas das estruturas deverão ser em chapa compensada resinada.1. o enchimento completo das caçambas dos caminhões. REFERÊNCIA – ITEM J. Para garantir a estanqueidade das juntas. REFERÊNCIA – ITEM J. nível e alinhamento serão objeto de verificação rigorosa e permanente. não sendo permitido também.5. NBR 15696 e NBR 14931.10.10. Quando for o caso.5.4 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. do tipo mecha e encaixe. CARGA. CARGA / TRANSPORTE REFERÊNCIA – ITEM J.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS .4.4.5.10.4.FURNAS 9. TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK CONFORME ITEM 9. REFERÊNCIA – ITEM J. devendo obedecer rigorosamente as prescrições das normas NBR 6118.2. ESTRUTURAS REFERÊNCIA – ITEM J.2011 Folha 216/253 9. espessura mínima de 12mm.10.00011.4.1. EXECUÇÃO DE FORMA DE TÁBUAS PARA FUNDAÇÃO O dimensionamento e procedimentos executivos para a execução das formas deverão atender rigorosamente as prescrições da norma NBR 15696. com o emprego de cunhas. NBR 7203.

A retirada das fôrmas deverá obedecer às prescrições das normas NBR 6118 e NBR 14931 de modo a não prejudicar as peças executadas. Após a desforma.5 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS . REFERÊNCIA – ITEM J.10.10. quanto ao cobrimento.3.4 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.G. Durante a desforma devem ser viabilizados meios que impeçam a queda livre de seções de fôrmas e escoramentos.5. cujo contato com as fôrmas se reduza a um ponto. entre outros.5. acompanhado de cópia da Nota Fiscal.DAQ.4. para aprovação de FURNAS.5. ainda. tais como "ninhos de abelha". sendo obrigatórios a amarração das peças e o isolamento e sinalização ao nível do terreno. devendo-se atentar para os prazos recomendados: • • • Faces laterais: 3 dias Faces inferiores: 14 dias Faces inferiores sem pontaletes: 21 dias A CONTRATADA apresentará. As armaduras deverão obedecer rigorosamente aos preceitos das normas e especificações brasileiras NBR 6118. ARMADURA EM TELA TELCON Q138 Toda armadura entregue na obra só será aceita após apresentação do atestado de qualidade do material.10. rugosidades.5. as superfícies do concreto deverão ser inspecionadas visando à identificação de defeitos de concretagem. afastadores de armadura do tipo "clips" plásticos. deverão ser aplicados nas superfícies das fôrmas antes da colocação da armadura. quando necessário.2011 Folha 217/253 9. DESFORMA DE ESTRUTURA Os produtos anti-aderentes.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.5. Qualquer tratamento destinado às superfícies do concreto desmoldado somente será permitido após esse exame.Edital Número da Licitação CO. REFERÊNCIA – ITEM J.5. Para garantir o cobrimento recomendado no projeto. As superfícies das barras de aço deverão estar isentas de qualquer substância que prejudique a perfeita aderência ao concreto. ausência de argamassa. deverão ser garantidas através do uso de elementos espaçadores plásticos específicos a este fim. um plano de desforma.00011.5. serão empregados. Nessa inspeção FURNAS verificará. destinados a facilitar a desmoldagem da estrutura na ocasião de sua cura. O mesmo será executado após a realização dos serviços de compactação e regularização de fundo das valas escavadas. fissuras e outras lesões provocadas por cura mal processada. EXECUÇÃO DE LASTRO DE CONCRETO MAGRO O lastro de concreto magro será aplicado conforme as indicações dos projetos na espessura de 5cm. conforme NBR 7480. As especificações da NBR 6118. a ocorrência de trincas. REFERÊNCIA – ITEM J.

. No caso de utilização de carrinhos ou padiolas. Lançamento O lançamento deverá obedecer às recomendações da NBR 6118/2003.G. obviamente. Para evitar segregação em quedas maiores que a mencionada. Transporte O transporte do concreto deverá ser efetuado de maneira. inclusive estrados. O concreto utilizado para a execução das caixas de inspeção. ADENSAMENTO E ACABAMENTO Caixas de drenagem Concretagem BOMBEADO.caso de um ou mais andares – recorrer-se-á ao transporte vertical. o concreto será lançado por janelas abertas nas laterais ou por meio de funis. a CONTRATADA fará estudo das especificações e plantas. aclives e declives. No caso de peças estreitas e altas. fabricado em usina. deverá ser previsto condições de percurso suave.0 metros. Deverá ser observada rigorosa obediência a todas as particularidades dos projetos fornecidos. na obra. Poderão ser utilizados.5. adquirido de empresa idônea. para transporte do material do caminhão ou betoneira até o local da concretagem. tais como rampas.DAQ. gericas. Não será permitido o lançamento do concreto em altura superior a 2. laje de fundo e tampa deverá ser virado na obra. considerando o título desta norma “Projeto e Execução de Obras de Concreto Armado”. cabendo à CONTRATANTE modificar ou impedir os processos que acarretem segregação dos materiais. concreto. cabendo a esta fornecer cópia dos laudos dos ensaios realizados à CONTRATANTE. Em hipótese alguma será permitido o lançamento após o início da pega. A execução de qualquer parte da estrutura implicará na responsabilidade integral da CONTRATADA por sua resistência e estabilidade. nem perda sensível de qualquer deles por vazamento ou evaporação. Sendo de responsabilidade da CONTRATADA. caçambas ou outros. preenchimento dos blocos. Quando os aclives a vencer forem muito grandes. com resistência mínima de fck = 25 MPa. Sempre que possível a CONTRATADA poderá escolher um sistema de transporte que permita o lançamento direto nas fôrmas. O intervalo máximo de tempo permitido entre o término do amassamento do concreto e o seu lançamento não excederá 1 (uma) hora. O concreto da estrutura da caixa SAO deverá ser dosado em central.10. informando quais elementos serão executados bem como o tempo previsto para sua execução. submetida à aceitação de FURNAS. INCLUSO A CONTRATADA fornecerá para a concretagem dos elementos. apresentar à FISCALIZAÇÃO um plano de concretagem. e de concreto remisturado.00011.6.Edital Número da Licitação CO. COLOCAÇÃO. deverá ser utilizada calhas apropriadas. Para isso. integral obediência à NBR 6118/2003. CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA. Os processos de lançamento deverão ser determinados de acordo com a natureza da obra. que não haja segregação ou desagregação de seus componentes. O controle tecnológico será de responsabilidade da CONTRATADA e deverá obedecer ao disposto na Norma NBR 6118/2003.2011 Folha 218/253 9. Haverá. exame de normas e códigos e fornecerá o material segundo o melhor critério técnico. carrinhos de mão com roda de pneu.

00011.5. e abrangerá as verificações de dosagem. devido ao fato de que o deslocamento da mistura com a enxada. INCLUSO TRANSPORTE. no caso de concretagem em camadas a agulha deverá atingir a camada subseqüente. Esse procedimento não deverá ser realizado a uma profundidade superior ao tamanho da agulha. Todo concreto estrutural aplicado nos blocos de concreto só será aceito após apresentação de ensaio de ruptura conforme NBR 5739. Recomenda-se um espaçamento da ordem de 6 a 10 vezes o diâmetro da agulha do vibrador para a aplicação do equipamento. O período corresponderá a 7 dias após o fim da pega.Edital Número da Licitação CO. quando impossível. de modo a garantir a interligação entre as duas camadas.NBR 7680. A escolha dos processos de cura fica a cargo da CONTRATADA. ou mesmo sobre o concreto já aplicado. à norma ABNT . trabalhabilidade. sendo que este deverá ser feito de forma cuidadosa.6 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.DAQ.5. Quando no processo de cura for utilizada uma camada de pó de serragem. CONCRETO ESTRUTURAL 25 MPA VIRADO NA OBRA. sobre fôrmas. Outros tipos de vibradores poderão ser utilizados desde que as metodologias de aplicação sejam previamente aprovadas pela CONTRATANTE. características dos materiais constituintes e resistência mecânica e NBR NM67 para determinar a consistência do concreto fresco pelo abatimento do tronco de cone para o concreto betonado.NBR 6118. Os vibradores de imersão não deverão ser deslocados horizontalmente. de modo a não formar vazios ao seu redor nem dificultar a aderência do concreto. ADENSAMENTO E ACABAMENTO Preenchimento dos blocos das caixas de drenagem Os blocos de concreto estrutural da alvenaria das bacias de drenagem deverão ser preenchidos com concreto estrutural 25 Mpa. . Adensamento Não será permitido o adensamento manual. exceto nos casos onde existirem especificações para tal procedimento. LANÇAMENTO. poderá provocar perda da argamassa por adesão aos locais de passagem.2011 Folha 219/253 Não será permitido o “arrastamento” do concreto a distâncias muito grandes. A vibração será apenas a suficiente para que apareçam bolhas de ar e uma fina película de água na superfície do concreto. Para uma boa prática de vibração a agulha deverá ser posicionada na vertical ou. em vez de períodos longos num único ponto ou pontos muito distantes.7. No momento da execução dos serviços é aconselhável. A CONTRATADA deverá adotar precauções para evitar a vibração da armadura. de areia ou qualquer outro material adequado esta camada deverá ter no mínimo 5.10. sendo que as camadas a serem vibradas deverão ter preferencialmente uma espessura de ¾ do comprimento da agulha.G. inclinada até um ângulo máximo de 45º. tal que o concreto ocupe todos os recantos da fôrma. O controle tecnológico do concreto deverá ser realizado conforme a norma da ABNT . que obedecerá. durante o espalhamento. e implicará em integral responsabilidade da CONTRATADA por sua resistência e estabilidade. Cura do concreto O processo de cura do concreto deverá ser iniciado tão logo termine o período de pega. a vibração por curtos períodos em pontos máximos. REFERÊNCIA – ITEM J.0 cm de espessura. para comprovação da resistência solicitada em projeto. rigorosamente.

rigorosamente.9 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. as prescrições das normas da ABNT . A CONTRATADA deverá garantir que a armadura não fique em contato direto com o solo. quando necessário. NBR 6004.5.5. atendendo. cujo contato com as fôrmas se reduza a um ponto.10. deverão ser adotadas precauções para evitar oxidação excessiva destas barras. Ø 6. ALVENARIA REFERÊNCIA – ITEM J.G.5. Na região dos arranques. acompanhado de cópia da Nota Fiscal. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50. durante a concretagem. As bitolas e classes das barras e fios das armaduras estão definidas no projeto estrutural e respectiva especificação.00011. As armaduras deverão obedecer rigorosamente aos preceitos das normas e especificações brasileiras NBR 6118. O dobramento das barras deverá ser feito com os raios de curvatura previstos no projeto.2011 Folha 220/253 Os ensaios de controle tecnológico deverão ser realizados por laboratório especializado e idôneo. REFERÊNCIA – ITEM J.7 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. quanto ao cobrimento. respeitados os mínimos estabelecidos nas normas. Para garantir o cobrimento recomendado no projeto. CORTE.65 milímetros ou 1.10. NBR 6005. REFERÊNCIA – ITEM J.6. de 1. NBR 6331 e NBR 6365. As especificações da NBR 6118.Edital Número da Licitação CO.10. As superfícies das barras de aço deverão estar isentas de qualquer substância que prejudique a perfeita aderência ao concreto. com custos a cargo da CONTRATADA. De qualquer maneira. Será de responsabilidade da CONTRATADA o fornecimento de laudos técnicos.5 MM Conforme item 9.5.8 REFERÊNCIA – ITEM J. emitidos a partir de ensaios. aceito por FURNAS. Toda armadura entregue na obra só será aceita após apresentação do atestado de qualidade do material. NBR 6003.5. O arame utilizado para amarração da armadura deverá ser consistido de fio de aço recozido. deverão ser garantidas através do uso de elementos espaçadores plásticos específicos a este fim. Ø16 A 25 MM As armaduras deverão estar isentas de excesso de ferrugem. serão empregados.6 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS .8. conforme NBR 7480. sobre os materiais utilizados. CORTE.24 milímetros de diâmetro.10.DAQ. antes da próxima etapa de concretagem estas deverão ser limpas. mantendo o espaçamento mínimo indicado pelo projeto. NBR 6207.5. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50. argamassa aderente ou qualquer outra substância que impeça uma perfeita ligação ao concreto.3 A 12. afastadores de armadura do tipo "clips" plásticos. manchas de óleo. seja utilizando espaçadores ou qualquer outro dispositivo. preto.9.NBR 5589.8 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.

00011. à norma ABNT . pó.6. a argamassa deve ser aplicada em todas as paredes do bloco para formação da junta horizontal e em dois cordões verticais nos bordos de uma das extremidades do bloco para formação da junta vertical. exigindo-se discrepância do plano horizontal inferior a 0. As extremidades dos fios devem ser niveladas por processo satisfatório. com custos a cargo da CONTRATADA.2011 Folha 221/253 9.NBR 7680. que obedecerá. graxa. 19cmxcomp. REFERÊNCIA – ITEM J.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS . classe b – sem acabamento superficial. A fixação dos fios deve ser feita em guias perfeitamente aprumadas nas extremidades das paredes. O controle tecnológico do concreto deverá ser realizado conforme a norma da ABNT . as juntas resultantes tenham espessura de (10 ± 3) mm. proibindo-se calços de qualquer natureza. trabalhabilidade. devem estar limpos e sem agregados soltos. Colocação da argamassa Os locais de aplicação da argamassa de assentamento. curvatura resultante do efeito da gravidade ou do vento. podendo as guias ser os próprios cantos das mesmas. Preenchimento Os blocos de concreto estrutural da alvenaria das bacias de drenagens deverão ser preenchidos com concreto estrutural 25 Mpa. EXECUÇÃO DE ALVENARIA ESTRUTURAL ESPESSURA 19 CM . rigorosamente. Todo concreto estrutural aplicado nos blocos de concreto só será aceito após apresentação de ensaio de ruptura conforme NBR 5739.G. características dos materiais constituintes e resistência mecânica e NBR NM67 para determinar a consistência do concreto fresco pelo abatimento do tronco de cone para o concreto betonado. a quantidade de argamassa a ser aplicada não deve corresponder a um tempo de colocação dos blocos que supere o início da pega ou perda da trabalhabilidade. As juntas de argamassa serão do tipo Côncava empregando-se frisador de madeira. alguns minutos antes da aplicação da argamassa. no momento do assentamento.6.10. de modo que um observador situado próximo a uma das extremidades do fio não constate. assim como os blocos. e abrangerá as verificações de dosagem. aceito por FURNAS. A base para assentamento da alvenaria deve ser executada plana e em nível. executados com antecedência. a argamassa não deve avançar no interior dos vazios do bloco mais que 1 cm. após o assentamento dos blocos.39cm. 19cmxAlt. para comprovação da resistência solicitada em projeto. O padrão de assentamento a ser adotado é de junta amarrada.NBR 6118. secos e com ventos.1. e implicará em integral responsabilidade da CONTRATADA por sua resistência e estabilidade.5 cm em 2 m. O alinhamento vertical das juntas deve ser obtido com auxílio de fio prumo ou gabarito modular. em dias muito quentes. Cada fiada deve ser assentada com o auxílio de fios flexíveis estirados horizontal e paralelamente ao plano da parede. Bloco Dimensões: Larg. principalmente para deixar livre o espaço destinado ao enchimento com concreto e garantir melhor impermeabilidade da junta. a olho nu. a superfície de assentamento dos blocos deve ser levemente umedecida com brocha de pintor.DAQ.BLOCO 19X19X39 CM Assentamento COM BLOCOS DE CONCRETO. água em excesso ou qualquer outra substância que impeça a perfeita aderência e união entre a argamassa e os substratos. Classificação dos blocos: Bacias de Drenagem. os cordões devem ter espessura tal que. Os ensaios de controle tecnológico deverão ser realizados por laboratório especializado e idôneo.Edital Número da Licitação CO.

REFERÊNCIA – ITEM J.2011 Folha 222/253 9. REVESTIMENTO REFERÊNCIA – ITEM J. instaladas nas bacias de drenagens para evitar a fuga de brita. COLOCAÇÃO E MONTAGEM DE TRILHOS DE AÇO Para montagem e colocação dos trilhos de aço dos reatores. GALVANIZADA. A operação terá de ser executada.8. com vistas a garantir a aderência da argamassa. através da peneira de chapisco. as referência. com vistas a garantir a aderência da argamassa. FORMADA EM CANTONEIRA "L" 2X2X5/16" E TELA DE AÇO COM MALHA DE 1". FIO 12.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. Antes da aplicação desta camada.10.10.10. METÁLICOS REFERÊNCIA – ITEM J.8. procedendo através de seu topógrafo. Após a demarcação dos alinhamentos e pontos de nível. arame fio 12. à CONTRATADA executará de acordo com a planta de situação a ser fornecida por Furnas. REFERÊNCIA – ITEM J. REFERÊNCIA – ITEM J. Considera-se insuficiente molhar a superfície projetando-se água com auxílio de vasilhame.8.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS . A operação terá de ser executada.00011. A operação final consistirá em lançar a argamassa.G.8. REBOCO MASSA ÚNICA TRAÇO 1:2:8.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.7. REFERÊNCIA – ITEM J. a CONTRATADA fará comunicação à FISCALIZAÇÃO. As cestas metálicas serão formadas em cantoneiras de abas iguais de 2”x5/16” e tela de aço com malha de 1”. com o auxilio de esguicho de mangueira. a superfície deverá ser limpa com vassouras e abundantemente umedecida. ESPESSURA 5 MM O chapisco deverá ser aplicado sobre a superfície de toda a alvenaria existente.10. CHAPISCO PARA PAREDE TRAÇO 1:3. 80X40X40 CM.1. a qual procederá às verificações e aferições que julgar oportunas.7. CESTA METÁLICA.1.DAQ. Antes da aplicação a superfície deverá ser abundantemente umedecida.7 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. Essa camada deverá ser irregular e descontinua. com colher de pedreiro.2.10.7. para atingir seu objetivo.10.Edital Número da Licitação CO. Considera-se insuficiente molhar a superfície projetando-se água com auxílio de vasilhame.8 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.0mm. com o auxilio de esguicho de mangueira. para atingir seu objetivo.7.7.8. ESPESSURA 2 CM Os reboco somente serão iniciados após completa pega da argamassa das alvenarias e chapisco.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. locadas quando da retirada dos trilhos.2. A espessura do reboco massa única deverá ser 20.

Tempo de mistura Homogeneizar previamente a Parte A mecanicamente.9. Concreto fraco deve ser removido e os defeitos da superfície corrigidos. mediante atestado fornecido pelo fabricante do produto especificado. Homogeneizar a Parte B e adicionar a Parte A sob agitação.8. . Se a umidade do substrato for > 4%.10. e o ponto de orvalho.DAQ. IMPERMEABILIZAÇÃO DE ESTRUTURAS COM SIKAGARD-62 OU SIMILAR As impermeabilizações serão executadas por pessoal habilitado. Pontos elevados e rebarbas devem ser removidos por lixamento. Após a demarcação dos alinhamentos e pontos de nível. a umidade relativa do ar.Edital Número da Licitação CO. procedendo através de seu topógrafo. perante a FISCALIZAÇÃO.9. Método de Aplicação / Ferramentas Antes da aplicação verifique a umidade do substrato.2.2 REFERÊNCIA – ITEM J.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. SikaDur® ou equivalente e Sikagard® ou equivalente. Garantir que todo o produto no fundo e na lateral do recipiente seja incorporado à mistura. O reparo do substrato. O substrato de concreto ou argamassa deve ser imprimado ou nivelado a fim de atingir uma superfície adequada à aplicação.10.00011. a qual procederá às verificações e aferições que julgar oportunas. partículas soltas e material friável devem ser completamente removidas antes da aplicação do produto.10.10.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. Excesso de mistura mecânica pode ocasionar incorporação de ar.3. Sikagard® 62 ou equivalente deverá ser aplicado com pincel ou rolo de pêlo curto para epóxi. Toda poeira. e a regularização da superfície devem ser realizados utilizando-se os produtos apropriados da linha Sikafloor® ou equivalente. desse fato.8. Misture por mais 3 minutos até que se obtenha uma mistura homogênea.2011 Folha 223/253 9. Preparo do substrato O substrato de concreto deve ser preparado mecanicamente utilizando-se equipamento abrasivo ou de escarificação para remover a nata de cimento a atingir uma textura aberta. locadas quando da retirada dos trilhos. as referência.9. REFERÊNCIA – ITEM J.1.10. falhas de concretagem e compactação devem ser completamente expostas.9. COM ROSCA E PORCA A CONTRATADA executará a fixação nas formas de concreto dos dormentes de acordo com a planta de situação a ser fornecida por Furnas. o preenchimento dos buracos. a CONTRATADA fará comunicação à FISCALIZAÇÃO.9. APLICAÇÃO DE PRIMER SIKAFLOOR 161 DA SIKA OU SIMILAR CONFORME ITEM 9. preferencialmente por escovação ou aspiração. COLOCAÇÃO DE CHUMBADORES GALVANIZADOS DE 1" X 12".G. IMPERMEABILIZAÇÃO REFERÊNCIA – ITEM J. Sikafloor® 82 EpoCem® ou equivalente deve ser aplicado previamente como Barreira Temporária ao Vapor.9 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. cabendo a CONTRATADA fazer prova.

Edital Número da Licitação CO. REFERÊNCIA – ITEM J.10. com apresentação de ensaios de caracterização e desempenho.9. Para aceitação dos serviços de impermeabilização.10. A malha ora cortada e retirada.10 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS A malha existente nos locais de execução dos serviços deverá ser retirada por profissional qualificado. serão realizados os testes de estanqueidade por parte da CONTRATADA com duração mínima de 72 h. altas temperaturas do substrato ou no ambiente. Caso forem constatados vazamentos na estrutura. REFERÊNCIA – ITEM J. INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NÚ DE 4/0 AWG (120 MM²) Todos os cabos deverão ser interrados a uma profundidade mínima de 65cm. Toda a recomposição da malha terra ficará a cargo da CONTRATADA. deverá ser recomposta conforme orientação da FISCALIZAÇÃO por processo de solda exotérmica.10. ficando vedada a utilização de materiais de reaproveitamento.10. após os cortes e retiradas dos cabos a CONTRATADA deverá repassar o material a FISCALIZAÇÃO.1.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS . Sikagard® 62 ou equivalente recém aplicado deve ser protegido da umidade. combinadas com elevados carregamentos. 9.2. que deverá ser coberto com uma camada de pedra britada de 15cm de espessura. A CONTRATADA deverá seguir as orientações desta especificação técnica. caso seja encontrada alguma haste de aterramento.DAQ.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. Na área de corte da malha terra. podem resultar em marcas na resina. abaixo do terreno. para verificação de possíveis falhas e aceitação final por parte da FISCALIZAÇÃO.2011 Folha 224/253 Notas sobre a Aplicação / Limitações Não aplicar Sikagard® 62 ou equivalente em substrato com umidade > 4%. a CONTRATADA deverá realizar os reparos necessários sem Ônus adicional a Furnas. está deverá ser reaproveitada. para análise comparativa com os materiais especificados. ATERRAMENTO CORTE E RETIRADA DE CABOS DE ATERRAMENTO REFERÊNCIA – ITEM J. Evite empoçamentos de primer na superfície. A avaliação e tratamentos incorretos de trincas podem levar a uma vida-útil reduzida e propagação das trincas para o revestimento.10.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. Em caso de divergência entre as duas.00011. Sobre certas condições.10. Para homogeneidade de cores. Qualquer substituição dos produtos especificados por outros ditos similares ou equivalentes só será aceito. aplique embalagens do mesmo lote de Sikagard® 62 ou equivalente em uma mesma área. REFERÊNCIA – ITEM J.10. prevalecerão as especificações do fabricante.G. bem como as especificações do fabricante. Estrutura do sistema: 1 (uma) demão de primer (Sikafloor 161 ou equivalente) e duas demãos de impermeabilizante (Sika Gard 62 ou equivalente).10. condensação e chuva por no mínimo 24 horas.

bem como os determinados pela FISCALIZAÇÃO. O excesso de umidade ou elementos estranho (graxa. REFERÊNCIA – ITEM L.11 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS . SERVIÇOS FINAIS LIMPEZA FINAL DA OBRA REFERÊNCIA – ITEM J.1.Edital Número da Licitação CO.DAQ.2011 Folha 225/253 9. REFERÊNCIA – ITEM J.10. assim como as peças remanescentes e sobras utilizáveis de materiais.11. A limpeza dos elementos deverá ser realizada de modo a não danificar outras partes ou componentes das edificações. ferramentas e acessórios. REFERÊNCIA – ITEM J. bem como cuidadosamente varridos os seus acessos.10.11.G.00011.10. deixando-a completamente desimpedida de todos os resíduos de construção. etc.1.3. SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO Os cabos a serem soldados devem estar limpos e secos.11.) poderão resultar em uma solda inadequada e poderão ocorrer respingos excessivos de metal fundente para fora do molde.FURNAS Deverão ser devidamente removidos da obra todos os materiais e equipamentos..1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. A CONTRATADA deverá intercalar as soldas para evitar um superaquecimento do grafite e uma possível reação antecipada do pó de ignição. Deverá ser realizada a remoção de todo o entulho da obra para local apropriado. a CONTRATADA apresentará a FISCALIZAÇÃO os moldes a serem utilizados.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS . 9. óleo.11.11. a CONTRATADA deverá executar todos os arremates que julgar necessários. que validará se os mesmos são adequados. ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DA CONSTRUÇÃO DAS BACIAS E SISTEMA DE DRENAGEM PARA OS TRANSFORMADORES E TANQUE DE ÓLEO ISOLANTE NA SUBESTAÇÃO 345 kV SERVIÇOS INICIAIS REFERÊNCIAS – ITEM L DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. A CONTRATADA realizará a limpeza dentro dos limites da obra quantas vezes forem necessárias para a organização do ambiente do trabalho.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. se estão bem fechados para evitar possível vazamento de metal fundente. Particular cuidado deverá ser aplicado na remoção de quaisquer detritos ou salpicos de argamassa endurecida das superfícies.10. Para execução dos serviços será utilizado acendedor específico (não será permitido o uso de fósforos) para acender o pó de ignição. utilizando-se produtos que não prejudiquem as superfícies a serem limpas. Antes do início dos serviços de solda. A posição de acendimento é sempre lateral a abertura do molde..10. Para assegurar a entrega da obra em perfeito estado.

toda e qualquer referência de nível (RN) e de alinhamento. nos quais serão fixadas as tábuas de 2.2011 Folha 226/253 9.G.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR O isolamento da obra será provido de tela de proteção e sinalização de obras. multas e penalidades aplicáveis em cada caso particular. LOCAÇÃO DE REDE DE DRENAGEM .Edital Número da Licitação CO. distante uns dos outros conforme orientação da FISCALIZAÇÃO. para que sejam efetuadas as verificações e aferições que forem pertinentes. que permitirá reconstituir ou aferir a locação em qualquer tempo e oportunidade. O gabarito deverá ser montado com auxílio de pontaletes de madeira de 7.1.1. com formato de tramas retangulares na cor laranja. de acordo com o contrato firmado entre as partes interessadas. Periodicamente.1.5cm. por sua responsabilidade. a CONTRATADA fará comunicação à FISCALIZAÇÃO. sem ônus adicionais à FURNAS. dos alinhamentos.1. DEMOLIÇÕES E RETIRADAS REFERÊNCIA – ITEM L. INCLUSIVE TOPÓGRAFO – GABARITO A contratada procederá à locação – planimétrica e altimétrica . a partir do qual prosseguirá o serviço sob sua responsabilidade.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.DAQ. espaçados de 1.5m. altura de 1. Após a demarcação dos alinhamentos e pontos de nível.11.2. em perfeitas condições. A CONTRATADA deverá manter.2. que servirão de suporte para os arames (recozido 18 DWG) que definirão os elementos demarcados. REFERÊNCIA – ITEM L. a CONTRATADA deverá comunicar à FISCALIZAÇÃO.1. a ocorrência deverá ser comunicada à FISCALIZAÇÃO.11. a quem competirá deliberar a respeito.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. às modificações. REFERÊNCIA – ITEM L. sedo que os mesmos deverão ser iniciados à partir dos pontos de referência apontados nos projetos. ficando.1. a CONTRATADA deverá proceder à rigorosa verificação no sentido de comprovar se a obra está sendo executada de acordo com a locação.11. Caso haja discrepâncias entre as reais condições existentes no local e os elementos dos projetos. dos ângulos e de quaisquer outras indicações constantes no projeto com as reais condições encontradas no local.1.11. procedendo através de seu topógrafo. além disso. a qual procederá às verificações e aferições que julgar oportunas. a marcação de ponto de referência. fixada com o auxílio de amarras de arame galvanizado em peças de madeira cravadas ao solo. fabricado em fios de polipropileno com tratamento contra raios solares (UV). Os serviços constituirão na locação planimétrica e altimétrica da obra de acordo com a planta de situação aprovada pela CONTRATANTE.da rede de drenagem de acordo com a planta de situação a ser fornecida por Furnas.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. LOCAÇÃO DA OBRA ATRAVÉS DE GABARITOS PONTALETADAS COM EQUIPE DE TOPOGRAFIA DE TÁBUAS CORRIDAS À CONTRATADA caberá a responsabilidade pela locação da obra com a utilização de instrumentos adequados. Em casos de erros na locação da obra será de responsabilidade da CONTRATADA proceder. REFERÊNCIA – ITEM L. sujeito a sanções. Após a demarcação dos alinhamentos e pontos de nível. TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1.20 m.5cmx7. demolições e reposições que se tornarem necessárias.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS .00011. A CONTRATADA deverá fazer a aferição das dimensões.3.5x23cm.

Toda retirada com aproveitamento deverá ser realizada com o máximo cuidado de maneira a não causar danos aos materiais retirados.DAQ. Os entulhos deverão ser transportados.11. em áreas previamente aprovados pela FISCALIZAÇÃO. Toda e qualquer demolição. do Ministério do Trabalho.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. as condições das estruturas circunvizinhas.2011 Folha 227/253 9. bem como as remoções dos materiais.2. a CONTRATADA deverá proceder a um exame detalhado do local a ser demolida.11. devendo ser considerados outros aspectos importantes tais como a natureza da estrutura. deverão ser realizadas com o máximo cuidado e de forma a não causar danos nas instalações existentes a serem preservadas.2. Antes do início dos serviços. A brita retirada da rede de drenagem deverá ser armazenada próxima a obra para posterior reaproveitamento. REFERÊNCIA – ITEM L.11.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. em áreas previamente aprovados pela FISCALIZAÇÃO. sob o aspecto de segurança e medicina do trabalho. do Ministério do Trabalho. MOVIMENTAÇÃO DE TERRA REFERÊNCIA – ITEM L. RETIRADA DE LASTRO DE BRITA A retirada do lastro de brita dar-se-á de forma manual. quando houver. a CONTRATADA deverá proceder a um exame detalhado da estrutura a ser demolida. deverão ser realizadas com o máximo cuidado e de forma a não causar danos nas instalações existentes a serem preservadas.Edital Número da Licitação CO.3. em áreas previamente aprovados pela FISCALIZAÇÃO. O material retirado das bacias deverá ser transportado.2.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. a cargo da CONTRATADA.3. a cargo da CONTRATADA. REFERÊNCIA – ITEM L. Os materiais que poderão ser reaproveitados.2. Toda e qualquer demolição. Antes do início dos serviços. DEMOLIÇÃO DE PISO DE ALTA RESISTÊNCIA As demolições e remoções serão realizadas de acordo com a NR -18. REFERÊNCIA – ITEM L. existência de juntas de dilatação etc. para locais de bota-fora próprios. tanto na rede de drenagem como na construção da bacia de drenagem do tanque de óleo.00011. não podendo ser descartados em quaisquer outras áreas ou permanecerem nos canteiros de obra.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS . Os entulhos deverão ser transportados.G. não podendo ser descartados em quaisquer outras áreas ou permanecerem nos canteiros de obra. deverão ser transportados para depósitos indicados pela FISCALIZAÇÃO e acomodados de forma adequada à sua preservação e reutilização. Quando da demolição de parte de uma construção a CONTRATADA deverá verificar a estabilidade da parte remanescente.2.11. DEMOLIÇÃO DE ALVENARIA DE TIJOLOS MACIÇOS SEM REAPROVEITAMENTO As demolições e remoções serão realizadas de acordo com a NR -18.2.1. não podendo ser descartados em quaisquer outras áreas ou permanecerem nos canteiros de obra. para locais de bota-fora próprios. sob o aspecto de segurança e medicina do trabalho. existência de juntas de dilatação etc. bem como as remoções dos materiais. devendo ser considerados outros aspectos importantes tais as condições das estruturas circunvizinhas.2. a cargo da CONTRATADA.

A execução de escavações implicará na responsabilidade integral da CONTRATADA.11. A CONTRATADA executará todo movimento de terra necessário e indispensável ao nivelamento do terreno.00m de abertura para profundidades superiores a 1. mediante drenagem.60m de abertura para profundidade de até 1.2.75m. foram consideradas valas de 0.3. REFERÊNCIA – ITEM L.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. pela resistência e estabilidade dos maciços/estruturas resultantes.G.3.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.3. .80m de abertura para profundidade de até 1.25m. As escavações para execução da rede de drenagem. O material a ser utilizado neste caso.2.11.0mm. esgotamento ou rebaixamento do lençol freático.DAQ. A CONTRATADA executará todo movimento de terra necessário e indispensável ao nivelamento do terreno. Todas as escavações deverão ser protegidas contra a ação de água superficial ou profunda. deverão ser taludadas com ângulo adequado para estabilidade do terreno de acordo com o tipo de solo local. ou indicado pela FISCALIZAÇÃO. nas cotas fixadas pelo projeto.11. mediante drenagem. Esta especificação é conhecida como “classificação comercial de brita número 3”.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.NBR 9061.1 desta Seção.2011 Folha 228/253 9.0mm a 50. procedendo aos cortes necessários. COM FORNECIMENTO DE BRITA A pedra britada a ser usada nas caixas de drenagem deverá ser classificada e ter dimensões de 38.3. REFERÊNCIA – ITEM L. REFERÊNCIA – ITEM L. valas de 0. A brita deve ser lavada para a retirada de impurezas e ter sua granulometria avaliada pela FISCALIZAÇÃO.11. espalhando-se o material sobre o terreno até atingir a espessura de 10cm.00011. EXECUÇÃO DE LASTRO DE BRITA Nº 3 (38 A 50MM).Edital Número da Licitação CO. a cargo da CONTRATADA. procedendo aos cortes necessários. NBR 6122. em áreas previamente aprovados pela FISCALIZAÇÃO.3. Para escavação da rede de drenagem.3.3.NBR 9061. pela resistência e estabilidade dos maciços/estruturas resultantes.75m e valas 1. Todas as escavações deverão ser protegidas contra a ação de água superficial ou profunda.4. ESCAVAÇÃO MECÂNICA DE SOLO DE 1ª CATEGORIA A execução dos trabalhos de escavação deverá obedecer aos respectivos projetos e as prescrições da NR18 e das normas da ABNT . é o mesmo retirado no subitem 10. ESCAVAÇÃO MANUAL DE SOLO DE 1ª CATEGORIA A execução dos trabalhos de escavação deverá obedecer aos respectivos projetos e as prescrições da NR18 e das normas da ABNT . EXECUÇÃO DE LASTRO DE BRITA COM MATERIAL DE REAPROVEITAMENTO A execução do lastro de brita na rede de drenagem dar-se-á de forma manual. não podendo ser descartados em quaisquer outras áreas ou permanecerem nos canteiros de obra. esgotamento ou rebaixamento do lençol freático. O material excedente deverá ser transportado. ou indicado pela FISCALIZAÇÃO.1. nas cotas fixadas pelo projeto. A execução de escavações implicará na responsabilidade integral da CONTRATADA.3. NBR 6122.11.

Edital Número da Licitação CO. e isentos de matéria orgânica ou outras substâncias prejudiciais.4.1 REFERÊNCIA – ITEM L.6 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.4. A areia a ser utilizada será quartzona.NBR 7182.4. mica.G. REFERÊNCIA – ITEM L.4 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. não sendo permitido também.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.3.11.3. no mínimo.3. incluindo a parte superficial fofa da camada anterior.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS .11. CARGA / TRANSPORTE REFERÊNCIA – ITEM L.1 REFERÊNCIA – ITEM L. sendo executado manualmente na espessura de 10 cm. REFERÊNCIA – ITEM L. O lançamento das camadas será executado com espessuras não superiores a 30 cm. REFERÊNCIA – ITEM L.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. EXECUÇÃO DE COLCHÃO DE AREIA O colchão de areia deverá ser executado nas valas para o assentamento das tubulações previstas em projeto.7 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. mantendo-se um rebaixo de 10cm. As camadas depois de compactadas não poderão ter mais que 20 (vinte) cm de espessura. TRANSPORTE E DESCARGA MECÂNICA DE MATERIAL ATÉ 20 KM CONFORME ITEM 9.2011 Folha 229/253 A bacia deverá ser preenchida com a brita.5.1. 95% do proctor normal. REATERRO COMPACTADO COM PLACA VIBRATÓRIA EM CAMADA DE ATÉ 30 CENTÍMETROS Os materiais para reaterro deverão ser adequados para esse tipo de serviço e apresentar CBR ≥ 20%. REFERÊNCIA – ITEM L.3. de material fofo. tais como: torrões de argila.5 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.2.11.3. comprovado por ensaio de laboratório (salvo determinação contrária da FISCALIZAÇÃO).11. isenta de substâncias nocivas em proporções prejudiciais. O controle tecnológico do aterro deverá ser procedido conforme a norma da ABNT .4.11. a cargo da CONTRATADA. o enchimento completo das caçambas dos caminhões.3.3.11. gravetos.DAQ.11. REGULARIZAÇÃO E COMPACTAÇÃO DE SOLO Após o término das escavações os fundos das valas e/ou cavas deverão ser regularizadas e compactadas através de soquetes manuais.4 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. O reaterro deverá ser compactado com equipamento tipo placa vibratório até atingir um grau de compactação de. conforme a norma da ABNT .00011.4.11. TRANSPORTE HORIZONTAL EM CAMINHÃO TIPO MUNCK CONFORME ITEM 9.11.4.4. O material excedente das escavações deverá ser transportado. grânulos tenros e friáveis. impurezas orgânicas e cloreto de sódio etc.NBR 5681.3. não podendo ser descartados em quaisquer outras áreas ou permanecerem nos canteiros de obra.4. em áreas previamente aprovados pela FISCALIZAÇÃO. REFERÊNCIA – ITEM L. CARGA MANUAL E TRANSPORTE DE BRITA ATÉ 1 KM A velocidade dos caminhões deverá ser no máximo de 40 Km/h nas vias internas da área Industrial.4.7.6. CARGA.

5. REFERÊNCIA – ITEM L. escoras etc.11.11. quando houver necessidade.2011 Folha 230/253 9.5. INCLUSIVE DESFORMA Escada As fôrmas das estruturas para concreto aparente deverão ser em chapa compensada resinada.5. sendo obrigatórios a amarração das peças e o isolamento e sinalização ao nível do terreno. NBR 11700.5. Quando for o caso.5. Durante a desforma devem ser viabilizados meios que impeçam a queda livre de seções de fôrmas e escoramentos. Quando necessária.11.5. destinados a facilitar a desmoldagem da estrutura na ocasião de sua cura. devendo-se atentar para os prazos recomendados: • • • Faces laterais: 3 dias Faces inferiores: 14 dias Faces inferiores sem pontaletes: 21 dias . de modo a assegurar a perfeita continuidade do perfil desejado para a peça. DEFORMA DE ESTRUTURA Os produtos anti-aderentes.5.5. nível e alinhamento serão objeto de verificação rigorosa e permanente.5. EXECUÇÃO DE FORMA DE TÁBUAS PARA FUNDAÇÃO O dimensionamento e procedimentos executivos para a execução das formas deverão atender rigorosamente as prescrições da norma NBR 15696.11.DAQ. NBR 7203. ESCORAMENTO PARA FORMAS O dimensionamento e procedimentos executivos para a execução do escoramento de madeira deverão atender rigorosamente as prescrições da norma NBR 15696.11. especialmente durante o processo de lançamento do concreto.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.11. devendo obedecer rigorosamente as prescrições das normas NBR 6118.5.3. dois reaproveitamentos.1. ESTRUTURAS REFERÊNCIA – ITEM L. REFERÊNCIA – ITEM L.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. com o emprego de cunhas.Edital Número da Licitação CO. deverão ser aplicados nas superfícies das fôrmas antes da colocação da armadura. A posição das fôrmas. REFERÊNCIA – ITEM L. EXECUÇÃO DE FORMA CURVA DE MADEIRIT PLASTIFICADO DE 12MM. a correção será efetuada imediatamente. NBR 15696 e NBR 14931. INCLUSIVE TRAVAMENTO E CONTRATRAVAMENTO CONFORME ITEM 9. poderá ser empregado o processo de sambladuras.4. Deverão ser previstas aberturas convenientemente dimensionadas para o lançamento eficaz e vibração do concreto.2. Para garantir a estanqueidade das juntas.3 REFERÊNCIA – ITEM L.00011. Este processo é recomendável somente quando não estiver previsto o reaproveitamento de fôrma. A retirada das fôrmas deverá obedecer às prescrições das normas NBR 6118 e NBR 14931 de modo a não prejudicar as peças executadas.5. prumo. do tipo mecha e encaixe.5.5 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.G. EXECUÇÃO DE FORMA DE CHAPA COMPENSADA RESINADA PLASTIFICADA PARA CONCRETO APARENTE. essas aberturas serão fechadas imediatamente após o lançamento e vibração do concreto.11.4 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. espessura mínima de 12mm.

A execução de qualquer parte da estrutura implicará na responsabilidade integral da CONTRATADA por sua resistência e estabilidade. As armaduras deverão obedecer rigorosamente aos preceitos das normas e especificações brasileiras NBR 6118.11. quanto ao cobrimento.5. afastadores de armadura do tipo "clips" plásticos. As superfícies das barras de aço deverão estar isentas de qualquer substância que prejudique a perfeita aderência ao concreto.8. Para garantir o cobrimento recomendado no projeto.5. laje de fundo e tampa deverá ser virado na obra. integral obediência à NBR 6118/2003. REFERÊNCIA – ITEM L.6 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. concreto. considerando o título desta norma “Projeto e Execução de Obras de Concreto Armado”. REFERÊNCIA – ITEM L. tais como "ninhos de abelha". As especificações da NBR 6118.6. Qualquer tratamento destinado às superfícies do concreto desmoldado somente será permitido após esse exame.Edital Número da Licitação CO. para aprovação de FURNAS.DAQ. O mesmo será executado após a realização dos serviços de compactação e regularização de fundo das valas escavadas. exame de normas e códigos e fornecerá o material segundo o melhor critério técnico. ARMADURA EM TELA TELCON Q138 Toda armadura entregue na obra só será aceita após apresentação do atestado de qualidade do material. ainda. COLOCAÇÃO. com resistência mínima de fck = 25 MPa.2011 Folha 231/253 A CONTRATADA apresentará.5. fissuras e outras lesões provocadas por cura mal processada. Para isso.11. BOMBEADO. rugosidades.5. conforme NBR 7480. ADENSAMENTO E ACABAMENTO Concretagem A CONTRATADA fornecerá para a concretagem dos elementos. as superfícies do concreto deverão ser inspecionadas visando à identificação de defeitos de concretagem. O concreto utilizado para a execução das caixas de inspeção. deverão ser garantidas através do uso de elementos espaçadores plásticos específicos a este fim.5. obviamente. INCLUSO .G. O concreto da estrutura da caixa SAO deverá ser dosado em central. cabendo a esta fornecer cópia dos laudos dos ensaios realizados à CONTRATANTE.7 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. cujo contato com as fôrmas se reduza a um ponto. submetida à aceitação de FURNAS. Nessa inspeção FURNAS verificará. ausência de argamassa. a ocorrência de trincas.5 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. O controle tecnológico será de responsabilidade da CONTRATADA e deverá obedecer ao disposto na Norma NBR 6118/2003.00011. a CONTRATADA fará estudo das especificações e plantas. acompanhado de cópia da Nota Fiscal.5. um plano de desforma. EXECUÇÃO DE LASTRO DE CONCRETO MAGRO O lastro de concreto magro será aplicado conforme as indicações dos projetos na espessura de 5cm. serão empregados. CONCRETO ESTRUTURAL USINADO 25 MPA. Haverá.11. REFERÊNCIA – ITEM L. Após a desforma.7. Deverá ser observada rigorosa obediência a todas as particularidades dos projetos fornecidos. quando necessário. adquirido de empresa idônea. fabricado em usina. preenchimento dos blocos. entre outros.

ou mesmo sobre o concreto já aplicado. tais como rampas. sendo que as camadas a serem vibradas deverão ter preferencialmente uma espessura de ¾ do comprimento da agulha. Lançamento O lançamento deverá obedecer às recomendações da NBR 6118/2003. No caso de peças estreitas e altas.0 metros. que não haja segregação ou desagregação de seus componentes.00011. Adensamento Não será permitido o adensamento manual. Recomenda-se um espaçamento da ordem de 6 a 10 vezes o diâmetro da agulha do vibrador para a aplicação do equipamento. carrinhos de mão com roda de pneu. Poderão ser utilizados. A CONTRATADA deverá adotar precauções para evitar a vibração da armadura. caçambas ou outros. cabendo à CONTRATANTE modificar ou impedir os processos que acarretem segregação dos materiais. sendo que este deverá ser feito de forma cuidadosa. e de concreto remisturado. Esse procedimento não deverá ser realizado a uma profundidade superior ao tamanho da agulha. devido ao fato de que o deslocamento da mistura com a enxada. gericas. sobre fôrmas. poderá provocar perda da argamassa por adesão aos locais de passagem. tal que o concreto ocupe todos os recantos da fôrma. Para evitar segregação em quedas maiores que a mencionada. No momento da execução dos serviços é aconselhável. deverá ser previsto condições de percurso suave. deverá ser utilizada calhas apropriadas. Os processos de lançamento deverão ser determinados de acordo com a natureza da obra. Em hipótese alguma será permitido o lançamento após o início da pega. Sendo de responsabilidade da CONTRATADA. na obra. O intervalo máximo de tempo permitido entre o término do amassamento do concreto e o seu lançamento não excederá 1 (uma) hora.caso de um ou mais andares – recorrer-se-á ao transporte vertical.2011 Folha 232/253 Transporte O transporte do concreto deverá ser efetuado de maneira. . para transporte do material do caminhão ou betoneira até o local da concretagem. No caso de utilização de carrinhos ou padiolas. Os vibradores de imersão não deverão ser deslocados horizontalmente. o concreto será lançado por janelas abertas nas laterais ou por meio de funis. a vibração por curtos períodos em pontos máximos.Edital Número da Licitação CO. em vez de períodos longos num único ponto ou pontos muito distantes. informando quais elementos serão executados bem como o tempo previsto para sua execução. Não será permitido o “arrastamento” do concreto a distâncias muito grandes. durante o espalhamento. nem perda sensível de qualquer deles por vazamento ou evaporação. de modo a não formar vazios ao seu redor nem dificultar a aderência do concreto. A vibração será apenas a suficiente para que apareçam bolhas de ar e uma fina película de água na superfície do concreto. inclusive estrados. Não será permitido o lançamento do concreto em altura superior a 2. apresentar à FISCALIZAÇÃO um plano de concretagem.G.DAQ. Sempre que possível a CONTRATADA poderá escolher um sistema de transporte que permita o lançamento direto nas fôrmas. aclives e declives. Quando os aclives a vencer forem muito grandes.

11. inclinada até um ângulo máximo de 45º. ADENSAMENTO E ACABAMENTO INCLUSO Preenchimento dos blocos das bacias de drenagem dos transformadores e caixas de inspeção Os blocos de concreto estrutural da alvenaria das bacias de drenagem e caixas de drenagem deverão ser preenchidos com concreto estrutural 25 Mpa.5. Cura do concreto O processo de cura do concreto deverá ser iniciado tão logo termine o período de pega.DAQ.Edital Número da Licitação CO.2011 Folha 233/253 Para uma boa prática de vibração a agulha deverá ser posicionada na vertical ou. REFERÊNCIA – ITEM L. quando impossível.5. caçambas. LANÇAMENTO E ACABAMENTO Este concreto terá a função de preenchimento dos blocos de concreto da bacia de drenagem do tanque de óleo e. Os ensaios de controle tecnológico deverão ser realizados por laboratório especializado e idôneo. Ressalta-se que o transporte do concreto será efetuado de maneira que não haja segregação ou desagregação de seus componentes. Quando no processo de cura for utilizada uma camada de pó de serragem. nem perda sensível de qualquer deles por vazamento ou evaporação. gericas. O período corresponderá a 7 dias após o fim da pega. pás mecânicas ou outros. exceto nos casos onde existirem especificações para tal procedimento.00011.NBR 6118. REFERÊNCIA – ITEM L. e abrangerá as verificações de dosagem.0 cm de espessura. REFERÊNCIA – ITEM L.5. com custos a cargo da CONTRATADA. Todo concreto estrutural aplicado nos blocos de concreto só será aceito após apresentação de ensaio de ruptura conforme NBR 5739. à norma ABNT . características dos materiais constituintes e resistência mecânica e NBR NM67 para determinar a consistência do concreto fresco pelo abatimento do tronco de cone para o concreto betonado. de modo a garantir a interligação entre as duas camadas.8 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. no caso de concretagem em camadas a agulha deverá atingir a camada subseqüente. CONCRETO SIMPLES.10 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS . de areia ou qualquer outro material adequado esta camada deverá ter no mínimo 5.5. aceito por FURNAS. trabalhabilidade. Sempre que possível será escolhido sistema de transporte que permita o lançamento direto nas fôrmas. LANÇAMENTO. TRANSPORTE. rigorosamente. A escolha dos processos de cura fica a cargo da CONTRATADA. CONCRETO ESTRUTURAL 25 MPA VIRADO NA OBRA. O controle tecnológico do concreto deverá ser realizado conforme a norma da ABNT . que obedecerá.NBR 7680.G. deverá ser executado pela CONTRATADA com no mínimo 150Kg de cimento por m³ de concreto. para comprovação da resistência solicitada em projeto.9. MÍNIMO DE 150KG DE CIMENTO POR M³ DE CONCRETO . e implicará em integral responsabilidade da CONTRATADA por sua resistência e estabilidade. para transporte de concreto da betoneira ao ponto de descarga ou local da concretagem.5. Poderão ser utilizados.11. Outros tipos de vibradores poderão ser utilizados desde que as metodologias de aplicação sejam previamente aprovadas pela CONTRATANTE. na obra.INCLUSIVE TRANSPORTE. carrinhos de mão com roda de pneu.10.9 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.

EXECUÇÃO DE ALVENARIA ESTRUTURAL ESPESSURA 19 CM .24 milímetros de diâmetro. A fixação dos fios deve ser feita em guias perfeitamente aprumadas nas extremidades das paredes. a olho nu.11. NBR 6004. As bitolas e classes das barras e fios das armaduras estão definidas no projeto estrutural e respectiva especificação.11.5 cm em 2 m. exigindo-se discrepância do plano horizontal inferior a 0.DAQ. quanto ao cobrimento. as prescrições das normas da ABNT .5.6 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. NBR 6331 e NBR 6365. ALVENARIA COM BLOCOS DE CONCRETO.3 A 12. As superfícies das barras de aço deverão estar isentas de qualquer substância que prejudique a perfeita aderência ao concreto.6.11.BLOCO 19X19X39 CM Assentamento A base para assentamento da alvenaria deve ser executada plana e em nível. serão empregados. NBR 6207.G. O padrão de assentamento a ser adotado é de junta amarrada. respeitados os mínimos estabelecidos nas normas. podendo as guias ser os próprios cantos das mesmas.00011.1. antes da próxima etapa de concretagem estas deverão ser limpas. afastadores de armadura do tipo "clips" plásticos. argamassa aderente ou qualquer outra substância que impeça uma perfeita ligação ao concreto.2011 Folha 234/253 9. de 1. O dobramento das barras deverá ser feito com os raios de curvatura previstos no projeto. DOBRA E APLICAÇÃO DE AÇO CA-50. rigorosamente. O alinhamento vertical das juntas deve ser obtido com auxílio de fio prumo ou gabarito modular. REFERÊNCIA – ITEM L. CORTE. Para garantir o cobrimento recomendado no projeto. conforme NBR 7480.11. atendendo. Na região dos arranques. NBR 6005. De qualquer maneira. sobre os materiais utilizados. cujo contato com as fôrmas se reduza a um ponto.11 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. As extremidades dos fios devem ser niveladas por processo satisfatório. Toda armadura entregue na obra só será aceita após apresentação do atestado de qualidade do material. seja utilizando espaçadores ou qualquer outro dispositivo. O arame utilizado para amarração da armadura deverá ser consistido de fio de aço recozido.6. curvatura resultante do efeito da gravidade ou do vento.5. Cada fiada deve ser assentada com o auxílio de fios flexíveis estirados horizontal e paralelamente ao plano da parede. acompanhado de cópia da Nota Fiscal. NBR 6003. emitidos a partir de ensaios. As superfícies das barras de aço deverão estar isentas de qualquer substância que prejudique a perfeita aderência ao concreto.65 milímetros ou 1. As armaduras deverão obedecer rigorosamente aos preceitos das normas e especificações brasileiras NBR 6118. deverão ser adotadas precauções para evitar oxidação excessiva destas barras. Será de responsabilidade da CONTRATADA o fornecimento de laudos técnicos. . A CONTRATADA deverá garantir que a armadura não fique em contato direto com o solo. Ø 6. manchas de óleo. durante a concretagem. As especificações da NBR 6118. deverão ser garantidas através do uso de elementos espaçadores plásticos específicos a este fim. preto. mantendo o espaçamento mínimo indicado pelo projeto.NBR 5589.Edital Número da Licitação CO. quando necessário. executados com antecedência.5 MM As armaduras deverão estar isentas de excesso de ferrugem. de modo que um observador situado próximo a uma das extremidades do fio não constate. REFERÊNCIA – ITEM L.

para atingir seu objetivo. . A espessura do reboco massa única deverá ser 20. alguns minutos antes da aplicação da argamassa. principalmente para deixar livre o espaço destinado ao enchimento com concreto e garantir melhor impermeabilidade da junta. ESPESSURA 5 MM O chapisco deverá ser aplicado sobre a superfície de toda a alvenaria existente. os cordões devem ter espessura tal que. para atingir seu objetivo.7.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.1.39cm. O chapisco deverá ser aplicado nas paredes internas da caixa de drenagem do tanque de óleo e nas caixas de passagem da rede de drenagem. A operação terá de ser executada. Classificação dos blocos: classe b – bacias de drenagens dos transformadores e caixas de inspeção REFERÊNCIA – ITEM L. a superfície deverá ser limpa com vassouras e abundantemente umedecida. MASSA ÚNICA TRAÇO 1:2:8. Antes da aplicação desta camada. com vistas a garantir a aderência da argamassa.2.G.7 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. secos e com ventos. REFERÊNCIA – ITEM L. Classificação dos blocos: classe a – com acabamento para alvenaria aparente da bacia de drenagem do tanque de óleo. Considera-se insuficiente molhar a superfície projetando-se água com auxílio de vasilhame. Antes da aplicação a superfície deverá ser abundantemente umedecida. a argamassa deve ser aplicada em todas as paredes do bloco para formação da junta horizontal e em dois cordões verticais nos bordos de uma das extremidades do bloco para formação da junta vertical. assim como os blocos.7. A operação final consistirá em lançar a argamassa. com vistas a garantir a aderência da argamassa.0mm. água em excesso ou qualquer outra substância que impeça a perfeita aderência e união entre a argamassa e os substratos. Essa camada deverá ser irregular e descontinua. 19cmxAlt. as juntas resultantes tenham espessura de (10 ± 3) mm. a quantidade de argamassa a ser aplicada não deve corresponder a um tempo de colocação dos blocos que supere o início da pega ou perda da trabalhabilidade. devem estar limpos e sem agregados soltos. graxa.7. pó. com o auxilio de esguicho de mangueira.11.7. Bloco Dimensões: Larg. com o auxilio de esguicho de mangueira.2011 Folha 235/253 Colocação da argamassa Os locais de aplicação da argamassa de assentamento.6. As juntas de argamassa serão do tipo Côncava empregando-se frisador de madeira. no momento do assentamento. REVESTIMENTO REFERÊNCIA – ITEM L. Considera-se insuficiente molhar a superfície projetando-se água com auxílio de vasilhame. com colher de pedreiro. a superfície de assentamento dos blocos deve ser levemente umedecida com brocha de pintor. proibindo-se calços de qualquer natureza. após o assentamento dos blocos. através da peneira de chapisco.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.DAQ.00011.Edital Número da Licitação CO. 19cmxcomp.11. CHAPISCO PARA PAREDE TRAÇO 1:3. em dias muito quentes. ESPESSURA 2 CM O reboco somente serão iniciados após completa pega da argamassa das alvenarias e chapisco. A operação terá de ser executada. a argamassa não deve avançar no interior dos vazios do bloco mais que 1 cm.11.

fresco e ventilado.11. lisas. seco. como aguarrás e thiner.DAQ. Precauções Gerais – Os produtos solúveis em solventes orgânicos. Tinta de Fundo: aplicar Fundo Fosfatizante Glasurit conforme indicação em sua embalagem.1/2” conforme dimensões e local indicado no projeto.Edital Número da Licitação CO. se necessário. devem ser manuseados com a devida precaução. instaladas nas bacias de drenagens para evitar a fuga de brita. lavando a pele em seguida com sabão e.2. com pasta de limpeza. com no mínimo 30 micro metros de espessura de película seca por demão.8. Evitar inalação dos vapores e. FORMADA EM CANTONEIRA "L" 2X2X5/16" E TELA DE AÇO COM MALHA DE 1".7. arame fio 12. REFERÊNCIA – ITEM L. Cor amarela da Coralit ou equivalente. Manter as embalagens dos produtos fechadas e longe de fontes de calor. lave-os com água corrente em abundância (no mínimo 15 minutos). ou quando houver condensação de vapor de água na superfície a ser trabalhada ou. REFERÊNCIA – ITEM L.11. Recomendações Gerais – Deve ser evitada a aplicação de produtos nas superfícies externas em dias chuvosos. Se ingerido não provocar vômito. óculos de segurança e luvas durante a preparação. em caso de contato com a pele. Usar máscara protetora. INSTALAÇÃO DE GUARDA-CORPO EM TUBO DE AÇO GALVANIZADO 1''. Todo material solto deverá ser removido.1/2''. lixar e eliminar o pó. quando houver ocorrência de ventos fortes. Tinta de acabamento: 2 demãos de tinta à base de resina alquídica (esmalte sintético) pigmentada com dióxido de titânio rutílo e inertes. INCLUSO PINTURA A CONTRATADA deverá confeccionar montar e instalar o guarda-corpo em tubos de aço galvanizados de 1. homogêneas.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. com o emprego de arco elétrico e eletrodos adequados a esse serviço. Pintura do guarda-corpo As superfícies serão limpas com solventes. portanto. escórias e salpicos.1. lixamento e aplicação. CESTA METÁLICA.8. Armazenar em local coberto.8.2011 Folha 236/253 O embolço deverá ser aplicado nas paredes internas da caixa de drenagem do tanque de óleo e nas caixas de passagem da rede de drenagem.8.11. quer o trabalho se realize em oficina. Não se recomenda efetuar pinturas com temperatura inferior a 10ºC ou umidade relativa do ar superior a 90%.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. GALVANIZADA. 80X40X40 CM. isentas de falhas. enxaguar e aguardar a secagem. lixadeira elétrica. realizadas de forma a manter os elementos rigidamente nas posições adequadas e com a necessária resistência. que possam transportar poeira ou partículas suspensas no ar para a pintura. quer no canteiro de obras. No caso dos olhos. As soldagens dos tubos deverão ser executadas por profissionais experientes. ainda. REFERÊNCIA – ITEM L. Manchas de gordura ou graxa devem ser eliminadas com solução de água e detergente.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS . enxugar o excesso com um pano limpo. METÁLICOS REFERÊNCIA – ITEM L.8 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.00011. sendo todas as suas superfícies devidamente esmerilhadas de forma a se obter acabamento perfeito e atender-se as disposições da ABNT.G. etc. informando o tipo de produto. são inflamáveis e. procurar auxílio médico imediatamente. Todas as soldas deverão ser maciças. As cestas metálicas serão formadas em cantoneiras de abas iguais de 2”x5/16” e tela de aço com malha de 1”.8. Em seguida. FIO 12. Todos os componentes metálicos e seus acessórios deverão ser resistentes a oxidação.

4 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.11.2 REFERÊNCIA – ITEM L. Tempo de mistura Homogeneizar previamente a Parte A mecanicamente. O reparo do substrato.8. Notas sobre a Aplicação / Limitações Não aplicar Sikagard® 62 ou equivalente em substrato com umidade > 4%.11.9 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.3. preferencialmente por escovação ou aspiração.11. Preparo do substrato O substrato de concreto deve ser preparado mecanicamente utilizando-se equipamento abrasivo ou de escarificação para remover a nata de cimento a atingir uma textura aberta.11. Se a umidade do substrato for > 4%. Toda poeira. Homogeneizar a Parte B e adicionar a Parte A sob agitação. Concreto fraco deve ser removido e os defeitos da superfície corrigidos.00011. IMPERMEABILIZAÇÃO REFERÊNCIA – ITEM L.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. mediante atestado fornecido pelo fabricante do produto especificado.3M A grelha deverá ser fornecida em ferro fundido. Sikafloor® 82 EpoCem® ou equivalente deve ser aplicado previamente como Barreira Temporária ao Vapor. Garantir que todo o produto no fundo e na lateral do recipiente seja incorporado à mistura. desse fato.11.9.9M.DAQ. falhas de concretagem e compactação devem ser completamente expostas. Misture por mais 3 minutos até que se obtenha uma mistura homogênea.2011 Folha 237/253 9.G. .1.8. 0.Edital Número da Licitação CO.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. Excesso de mistura mecânica pode ocasionar incorporação de ar. SikaDur® ou equivalente e Sikagard® ou equivalente.11.9. a umidade relativa do ar. GRELHA DE FERRO FUNDIDO. partículas soltas e material friável devem ser completamente removidas antes da aplicação do produto. Pontos elevados e rebarbas devem ser removidos por lixamento. cabendo a CONTRATADA fazer prova.9. PARA CAIXA RALO CONFORME ITEM 9. 0. e a regularização da superfície devem ser realizados utilizando-se os produtos apropriados da linha Sikafloor® ou equivalente. APLICAÇÃO DE PRIMER SIKAFLOOR 161 DA SIKA OU SIMILAR CONFORME ITEM 9.11.8. e o ponto de orvalho. REFERÊNCIA – ITEM L. Método de Aplicação / Ferramentas Antes da aplicação verifique a umidade do substrato.9. O substrato de concreto ou argamassa deve ser imprimado ou nivelado a fim de atingir uma superfície adequada à aplicação.8. Sikagard® 62 ou equivalente deverá ser aplicado com pincel ou rolo de pêlo curto para epóxi.3 REFERÊNCIA – ITEM L. GRELHA DE FERRO FUNDIDO GALVANIZADO. perante a FISCALIZAÇÃO.2.3X0. IMPERMEABILIZAÇÃO DE ESTRUTURAS COM SIKAGARD-62 OU SIMILAR As impermeabilizações serão executadas por pessoal habilitado. galvanizada a quente.4. o preenchimento dos buracos.9.3X0. e ser instalada nos locais indicados em projeto.8.

3. condensação e chuva por no mínimo 24 horas. selantes antigos ou componentes de selagem e revestimentos protetores. água. com apresentação de ensaios de caracterização e desempenho. a execução de juntas entre a base e a bacia.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.9. A avaliação e tratamentos incorretos de trincas podem levar a uma vida-útil reduzida e propagação das trincas para o revestimento. Para aplicação do silicone as superfícies deverão ser limpas. APLICAÇÃO DE PRIMER E EXECUÇÃO DE JUNTAS COM SILICONE Ressalta-se que será de responsabilidade da CONTRATADA. Qualquer substituição dos produtos especificados por outros ditos similares ou equivalentes só será aceito. As juntas terão espessura de 2. óleos.Edital Número da Licitação CO.0 cm e profundidade de 1. ANDAIMES REFERÊNCIA – ITEM L. O produto não deverá ser aplicado em materiais de construção que liberam óleo. como gordura.9. plastificantes ou solventes.10. Estrutura do sistema: 1 (uma) demão de primer (Sikafloor 161 ou equivalente) e duas demãos de impermeabilizante (Sika Gard 62 ou equivalente). podem resultar em marcas na resina. As áreas adjacentes às juntas podem ser protegidas com fita adesiva para obtenção de um melhor acabamento. Para aceitação dos serviços de impermeabilização.0 cm. REFERÊNCIA – ITEM L.11. a CONTRATADA deverá realizar os reparos necessários sem Ônus adicional a Furnas. prevalecerão as especificações do fabricante. para verificação de possíveis falhas e aceitação final por parte da FISCALIZAÇÃO. poeira superficial.10 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS .2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. Sobre certas condições. deverá receber uma camada de primer nas laterais com o intuito de garantir a aderência do produto.DAQ. gaxetas de vedação de borracha natural ou parcialmente vulcanizada. A CONTRATADA deverá seguir as orientações desta especificação técnica.G.11.9.2011 Folha 238/253 Sikagard® 62 ou equivalente recém aplicado deve ser protegido da umidade. Instalar o corpo de apoio de polietileno expandido ou a fita na junta. altas temperaturas do substrato ou no ambiente. para análise comparativa com os materiais especificados.00011. Evite empoçamentos de primer na superfície. aplique embalagens do mesmo lote de Sikagard® 62 ou equivalente em uma mesma área. Em caso de divergência entre as duas. isenta de sujeiras e contaminantes. bem como as especificações do fabricante. com utilização de selante perimetral de silicone 791 da Dow Corning ou similar. Caso forem constatados vazamentos na estrutura. combinadas com elevados carregamentos. pó. e após sua execução e limpeza. Não deverão ser aplicados em superfícies que estão continuamente imersas em água e em superfícies molhadas e congeladas. Para homogeneidade de cores. serão realizados os testes de estanqueidade por parte da CONTRATADA com duração mínima de 72 h. REFERÊNCIA – ITEM L.

11.11 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS A pintura epóxi deverá ser executada por profissional capacitado para este fim. REFERÊNCIA – ITEM L. As espessuras das paredes dos tubos deverão atender a classe 1 Mpa. conforme norma da ABNT.11.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. abaixo do terreno.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.1.11.12. 9.13.10.11.13. ficando vedada a utilização de materiais de reaproveitamento.G. O cimento utilizado na argamassa é um cimento de Alto Forno EF320.10.2011 Folha 239/253 9. REFERÊNCIA – ITEM L. transporte. que deverá ser coberto com uma camada de pedra britada de 15cm de espessura.11. ATERRAMENTO CORTE E RETIRADA DE CABOS DE ATERRAMENTO REFERÊNCIA – ITEM L. nos locais indicados em projeto. após os cortes e retiradas dos cabos a CONTRATADA deverá repassar o material a FISCALIZAÇÃO.12 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS REFERÊNCIA – ITEM L.11.00011. 9. conforme norma da ABNT EB 208. Toda a recomposição da malha terra ficará a cargo da contratada.11.11. montagem. a LICITANTE deverá considerar todos os custos inerentes ao fornecimento. INCLUSO MONTAGEM E DESMONTAGEM Os andaimes serão locados pela contratada e servirão para auxiliar na montagem das estruturas da caixa de drenagem do tanque de óleo.11.2. REFERÊNCIA – ITEM L. . relocação e reposicionamento de andaimes metálicos. por quantas vezes se fizerem necessárias ao bom andamento dos serviços. uma demão de Seal Coat preto sobre o revestimento de cimento.12. aplicada por processo de centrifugação.13.13 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS A malha existente nos locais de execução dos serviços deverá ser retirada por profissional qualificado. INSTALAÇÃO DE CABOS DE COBRE NÚ DE 4/0 AWG (120 MM²) Todos os cabos deverão ser interrados a uma profundidade mínima de 65cm. PINTURA PINTURA EM EPÓXI EM ESTRUTURA DE AÇO CARBONO APLICADO A REVOLVER.12. REFERÊNCIA – ITEM L. desmontagem. 9. Os tubos deverão ser fornecidos com revestimento interno de argamassa de cimento.13.11.Edital Número da Licitação CO.1. Os tubos deverão ser fornecidos com revestimento externo de pintura betuminosa anticorrosão de cor preta. ESPESSURA 25 MICRA REFERÊNCIA – ITEM L. UMA DEMÃO. ANDAIME TIPO TORRE. Será aplicada ainda.1.DAQ. SISTEMA DE TUBULAÇÃO SISTEMA DE TUBULAÇÃO PARA FLUIDOS TUBULAÇÃO DE FERRO FUNDIDO DUCTIL CENTRIFUGADO O fornecimento e instalação da tubulação de fofo deverão atender as seguintes premissas: Serem assentadas nas valas conforme inclinação e encaminhamento do projeto. Para este item de preço.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.11.1.

REFERÊNCIA – ITEM L. está deverá ser reaproveitada. óleo. SOLDA EXOTÉRMICA PARA CONEXÕES DE ISOLAMENTO Os cabos a serem soldados devem estar limpos e secos.4. caso seja encontrada alguma haste de aterramento. A malha ora cortada e retirada. A CONTRATADA deverá intercalar as soldas para evitar um superaquecimento do grafite e uma possível reação antecipada do pó de ignição. REFERÊNCIA – ITEM L. a CONTRATADA apresentará a FISCALIZAÇÃO os moldes e fixadores a serem utilizados. Para execução dos serviços será utilizado acendedor específico (não será permitido o uso de fósforos) para acender o pó de ignição.3.. . a CONTRATADA apresentará a FISCALIZAÇÃO os moldes a serem utilizados.14 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS Deverão ser devidamente removidos da obra todos os materiais e equipamentos. COM TERMINAL RETO Para as tubulações de ferro fundido.13. REFERÊNCIA – ITEM L.13. que validará se os mesmos são adequados. etc. assim como as peças remanescentes e sobras utilizáveis de materiais.) poderão resultar em uma solda inadequada e poderão ocorrer respingos excessivos de metal fundente para fora do molde. inclusive aquelas interrompidas por anel de vedação. SERVIÇOS FINAIS LIMPEZA FINAL DA OBRA REFERÊNCIA – ITEM L.G.5 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9..13. Antes do início dos serviços de solda.00011. Para a fixação nas caixas de inspeção. ferramentas e acessórios.) poderão resultar em uma solda inadequada e poderão ocorrer respingos excessivos de metal fundente para fora do molde. conforme detalhe de aterramento de tubos RE4-111780 FL. se estão bem fechados para evitar possível vazamento de metal fundente e analisar o material dos fixadores..5.. que validará se os mesmos são adequados. FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM ESTRUTURA DE CONCRETO POR PARAFUSO Os cabos a serem fixados nas estruturas de concreto da caixa inspeção deverão estar limpos e secos. se estão bem fechados para evitar possível vazamento de metal fundente.69 “ALTERNATIVA B” Antes do início dos serviços de solda. deverá ser recomposta conforme orientação da FISCALIZAÇÃO por processo de solda exotérmica.14.Edital Número da Licitação CO. FIXAÇÃO DE SUPORTE DE CABO DE COBRE NÚ EM ESTRUTURA METÁLICA POR SOLDA.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.2011 Folha 240/253 Na área de corte da malha terra.1.11.13.11.11.11. O excesso de umidade ou elementos estranho (graxa.11.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.14. A posição de acendimento é sempre lateral a abertura do molde.DAQ. obedecendo ao detalhe RE4-111780 FL.52 “ALTERNATIVA A” REFERÊNCIA – ITEM L. deverá a Contratada executar uma fixação em cada tubo. A CONTRATADA deverá intercalar as soldas para evitar um superaquecimento do grafite e uma possível reação antecipada do pó de ignição. etc.13. deverá a Contratada executar uma fixação para cada caixa.13. O excesso de umidade ou elementos estranhos (graxa. 9.13.4 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. óleo.

12.1.1. fixada com o auxílio de amarras de arame galvanizado em peças de madeira cravadas ao solo.20m TELA PVC MAXITELA LARANJA OU SIMILAR O isolamento da obra será provido de tela de proteção e sinalização de obras.1. Antes do início dos serviços. REFERÊNCIA – ITEM M. com formato de tramas retangulares na cor laranja. REMOÇÃO DO TANQUE DE AÇO A remoção da estrutura do tanque de combustível consiste na retirada da estrutura existente para a colocação da Bandeja Metálica.12.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. deixando-a completamente desimpedida de todos os resíduos de construção.2 REFERÊNCIA – ITEM M. TAPUME/CERCAMENTO ALTURA 1.1. DESMONTAGEM E REMOÇÃO DE ESTRUTURA METÁLICA DE APOIO DO TANQUE DE AÇO CONFORME ITEM 9.Edital Número da Licitação CO. A limpeza dos elementos deverá ser realizada de modo a não danificar outras partes ou componentes das edificações.00011.20 m. bem como cuidadosamente varridos os seus acessos.1.3.12. Particular cuidado deverá ser aplicado na remoção de quaisquer detritos ou salpicos de argamassa endurecida das superfícies. bem como os determinados pela FISCALIZAÇÃO.G. a CONTRATADA deverá executar todos os arremates que julgar necessários.1. os métodos utilizados na construção da edificação. Para assegurar a entrega da obra em perfeito estado.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.1. ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DA CONSTRUÇÃO DE BACIA DE CONTENÇÃO PARA O TANQUE DE ÓLEO DIESEL DO GRUPO MOTO-BOMBA SERVIÇOS INICIAIS REFERÊNCIA – ITEM M DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.DAQ.2011 Folha 241/253 Deverá ser realizada a remoção de todo o entulho da obra para local apropriado.2.12. utilizando-se produtos que não prejudiquem as superfícies a serem limpas. fabricada em fios de polipropileno com tratamento contra raios solares (UV).1. devendo ser considerados outros aspectos importantes tais como a natureza da estrutura. altura de 1.2. REFERÊNCIA – ITEM M. REFERÊNCIA – ITEM M. as condições das estruturas vizinhas etc.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS .14. distante uns dos outros conforme orientação da FISCALIZAÇÃO.12.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. a CONTRATADA deverá proceder a um detalhamento da estrutura metálica existente. SISTEMA TUBULAÇÃO REFERÊNCIA – ITEM M.12. REFERÊNCIA – ITEM L.1. A CONTRATADA realizará a limpeza dentro dos limites da obra quantas vezes forem necessárias para a organização do ambiente do trabalho.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.12.

atendendo às prescrições das ASTM A-36 (Projeto de estruturas de aço e de estruturas mistas de aço e concreto de edifícios). INCLUSO USINAGEM.2011 Folha 242/253 9.2. As roscas dos tubos de aço galvanizado serão do tipo cônica.2. Os tubos de aço galvanizados obedecerão às normas da ABNT NBR 6323 (Galvanização de produtos de aço ou ferro fundido . CORTE E DOBRA DE CHAPA CONFORME ITEM 9. para verificação de possíveis falhas e aceitação final por parte da FISCALIZAÇÃO.2.12.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS . SOLDA EM BANDEJA METÁLICA EM CHAPA DE AÇO 7/16" (87. Caso forem constatados vazamentos na Bandeja Metálica. medindo 1800 x 830 x 350cm (CxLxH). No caso específico de operações de soldagens das chapas de aço da Bandeja Metálica. de acordo com as normas NBR 6414 (Rosca para tubos onde a vedação e feita pela rosca – Designação.12. soldada no fundo da extremidade da Bandeja Metálica e colocação de um registro de gaveta bruto ou válvula globo de Ø 2” permanecendo fechado e será abertos somente em caso de limpeza ou esgotamento de água pluvial. REFERÊNCIA – ITEM M. atendendo as Normas ASME IX e AWS D1. INSTALAÇÃO DE TUBO DE AÇO GALVANIZADO 2" A drenagem de fluídos.3.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. de acordo com as normas referidas NBR 6223 e NBR 7400. utilizando-se os próprios parafusos existentes da estrutura do suporte do tanque de óleo e será furada nos locais dos parafusos existente.3.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.2. EM CHAPA DE AÇO 7/16" (87.G. deverá ser de tubo de aço galvanizado de Ø 2”. para evitar infiltrações.3.144 KG / M²).DAQ.1. As extremidades da bandeja deverá ser soldada em filetes.12. conforme normas ASTM A 153 E NBR 6323 (Galvanização de produtos de aço ou ferro fundido – Especificação) e comprimento de 30cm.12.1 (Estrutura soldada de aço carbono e de baixa liga).2. Para aceitação dos serviços. A proteção será do tipo “proteção catódica” por zincagem à quente. tipo de “solda filete junção” obedecendo a Norma Regulamentadora NR 6 (Equipamento de Proteção Individual) de segurança.12.2.12. REFERÊNCIA – ITEM M.3. ficará a cargo da CONTRATADA a perfeita qualidade da solda aplicada nas extremidades das mesmas.Edital Número da Licitação CO. INSTALAÇÃO DE REGISTRO DE GAVETA 2" CONFORME ITEM 9. consiste na fabricação de uma bacia metálica em chapa de aço 3/16”.1. A Bandeja Metálica será fixada. a CONTRATADA deverá realizar os reparos necessários sem Ônus adicional a Furnas.1 REFERÊNCIA – ITEM M.Especificação). MONTAGEM E COLOCAÇÕES REFERÊNCIA – ITEM M. sendo a necessário a utilização de vedação (borracha com espessura de ~ 5mm). dimensões e tolerância).1 REFERÊNCIA – ITEM M. serão realizados os testes de estanqueidade por parte da CONTRATADA com duração mínima de 24 h. submetidas a testes por líquidos penetrantes.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.2.3.3. Classe Leve I NBR 5580:1993 (Tubos de açocarbono para usos comuns na condução de fluídos – Especificação).12.00011.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.144 KG / M²) Os serviços de Construção de Bacia de Contenção. COLOCAÇÃO DE BANDEJA METÁLICA 1800 X 830 X 350 CM.

4. LIMPEZA FINAL DA OBRA Deverão ser devidamente removidos da obra todos os materiais e equipamentos. RECOLOCAÇÃO DO TANQUE DE AÇO SOBRE A ESTRUTURA DE APOIO CONFORME ITEM 9. a CONTRATADA deverá executar todos os arremates que julgar necessários. A CONTRATADA realizará a limpeza dentro dos limites da obra quantas vezes forem necessárias para a organização do ambiente do trabalho.2.12.3 REFERÊNCIA – ITEM M. bem como os determinados pela FISCALIZAÇÃO.12. assim como as peças remanescentes e sobras utilizáveis de materiais.4 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. REFERÊNCIA – ITEM M. PINTURA REFERÊNCIA – ITEM M.G. ferramentas e acessórios.12.5. do Ministério do Trabalho. Caso forem constatadas irregularidades na fixação da estrutura.4 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.5 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS . A limpeza dos elementos deverá ser realizada de modo a não danificar outras partes ou componentes das edificações. conforme Especificação Técnica (EP-2716).5. deixando-a completamente desimpedida de todos os resíduos de construção. DUAS DEMÃOS Acabamento em duas demãos em tinta à base de Resina Alquídica na cor cinza notação Munsell N 6. obedecendo às mesmas características de montagem anterior.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS .00011. UMA DEMÃO A pintura da Bandeja Metálica deverá ser pintada com tratamento abrasivo.2011 Folha 243/253 9.1.5. REFERÊNCIA – ITEM M.12. PINTURA DE TUBULAÇÃO COM ESMALTE SINTÉTICO.3.3.2 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.12. bem como cuidadosamente varridos os seus acessos. SERVIÇOS FINAIS REFERÊNCIA – ITEM M.4. em uma demão de Primer Alquídico com pigmentação anticorrosiva à base de Fosfato de Zinco e Óxido de Ferro.12. com 35 micrômetros de espessura de película seca por demão. REFERÊNCIA – ITEM M.1. e pela norma regulamentadora NR-18.3.3.4.4.DAQ.Edital Número da Licitação CO.3. sob os aspectos técnicos. Para assegurar a entrega da obra em perfeito estado.FURNAS 9. Particular cuidado deverá ser aplicado na remoção de quaisquer detritos ou salpicos de argamassa endurecida das superfícies. MONTAGEM DE ESTRUTURA METÁLICA DE APOIO DO TANQUE A CONTRATADA executará a recolocação da estrutura retirada.4.12. a CONTRATADA deverá realizar os reparos necessários sem Ônus adicional a Furnas.3 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9. REFERÊNCIA – ITEM M. utilizando-se produtos que não prejudiquem as superfícies a serem limpas.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.4. Deverá ser realizada a remoção de todo o entulho da obra para local apropriado.5.12. sob o aspecto de segurança e medicina do trabalho.3. TRATAMENTO ANTICORROSIVO COM ZARCÃO EM TUBULAÇÃO.

ARMADURA.2011 Folha 244/253 9.DRENAGEM DE ÁGUA E ÓLEO CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO. A CONTRATADA apresentará os os projetos atualizados “as builts” ou “como construídos” dos serviços efetivamente executados.COMPONENTES PADRÃO . Caso sejam constatadas irregularidades na verificação dos projetos “AS BUILT”. FL.1 DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 10.DRENAGEM DE ÁGUA E ÓLEO CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO .FORMAS E DETALHES CASA DE FORÇA .FORMAS. conforme item 1. FL.2. REFERÊNCIA – ITEM N.ÁREA DOS TRANSFORMADORES .ARMADURA.01.1. em tamanho A1 ou equivalente.SUPORTES .13.FORMAS. ARMADURAS E DETALHES. desde que devidamente autorizados pela FISCALIZAÇÃO. suportes etc) que estejam diferentes dos projetos executivos. CASA DE FORÇA .1. aterramentos. FORNECIMENTO DE PROJETO “AS BUILT” CADASTRAL FORMATO A1 Ficará a cargo da CONTRATADA o controle topográfico da obra a ser executada ou reconstruída dentro da área das subestações e área industrial da Usina.DRENAGEM DE ÁGUA E ÓLEO CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO .ÁREA DOS TRANSFORMADORES . Ficará a cargo da CONTRATADA apresentar à FISCALIZAÇÃO o “as built” das obras após a conclusão dos serviços ou em grupos de obras efetivamente concluídas.ÁREA DOS TRANSFORMADORES . TÍTULO TUBULAÇÃO . conforme orientação da FISCALIZAÇÃO. a CONTRATADA deverá realizar a(as) revisão(es) necessária(s) sem ônus adicional a Furnas. canaletas de cabos.ÁREA DOS TRANSFORMADORES .TUBULAÇÃO .1.ÁREA DOS TRANSFORMADORES . 00 01 00 415898-9-A1 00 416452-A-A1 01 421484-6-A1 00 415910-1-A1 01 415899-7-A3 00 .G. FL. CASA DE FORÇA . as especificações e anexos referentes a este EDITAL. afim de examinarem e verificarem as especificações.9 da Seção I.CAIXA SEPARADORA DE ÓLEO DRENAGEM . ARMADURAS E DETALHES.Edital Número da Licitação CO.ÁREA DOS TRANSFORMADORES .DRENAGEM DE ÁGUA E ÓLEO CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO .1.DRENAGEM DE ÁGUA E ÓLEO CAIXA DE ALÍVIO . inclusive detalhamento das edificações e ou materiais (obras de arte.02. LISTA DE FERROS.13. detalhamentos e condições de execução dos SERVIÇOS a serem realizados. FL. CASA DE FORÇA . FL. bem como.PLANTA E SEÇÃO.DRENAGEM DE ÁGUA E ÓLEO CAIXA DE ALÍVIO . Todos os desenhos (“as builts”) deverão ter amarrações com as edificações existentes.que deverá ser retirado pelos LICITANTES. CASA DE FORÇA . CASA DE FORÇA .01 E 02.13.00011. tubulações.DAQ. Os desenhos deverão ser fornecidos em arquivo DWG (ou equivalente) e em papel de boa qualidade.TÍPICOS . ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PARA FORNECIMENTO DE PROJETO “AS BUILT” CADASTRAL FORMATO A1 PROJETO “COMO CONSTRUÍDO” 9. CASA DE FORÇA . DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA FURNAS disponibilizará gratuitamente. Nº. DO DOCUMENTO 211489-5-A4 415895-4-A1 415897-A-A1 REV. um CD ROM contendo a Documentação Técnica abaixo relacionada. REFERÊNCIA – ITEM N DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS – FURNAS 9.SÉRIE 400.ÁREA DOS TRANSFORMADORES .

SE .CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO . CSAO . TERMELÉTRICAS E SUBESTAÇÕES – EQUIPAMENTOS PERMANENTES E SISTEMAS DE TUBULAÇÃO .DRENAGEM .DRENAGEM .FORMAS PLANTAS.FORMAS PLANTAS E CORTES CSAO . CSAO .DAQ. PÁTIO DE MANOBRA .SE . LISTA DE FERROS PARA DESENHO FUR-SE-571-T-C-055 .SETOR 500 kV .REATOR .REATOR . PÁTIO DA SUBESTAÇÃO .01 E 02. ARRANJO GERAL DAS FUNDAÇÕES.SETOR 345 KV . SINALIZAÇÃO E ALERTA.REATOR .SETOR 500KV . PADRONIZAÇÃO: USINAS HIDRELÉTRICAS.PAREDE CORTA-FOGO PARA REATORES – ARMADURA. PÁTIO DA SUBESTAÇÃO .500KV .DRENAGEM DE ÓLEO DOS REATORES. LISTA DE MATERIAIS PARA DESENHOS CSAO-F-005 E F006 .2011 CASA DE FORÇA . ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE PINTURA ANTI-CORROSIVA PARA INSTALAÇÕES E EQUIPAMENTOS ELETROMECÂNICOS DE USINAS HIDRELÉTRICAS. CSAO .CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO . LISTA DE MATERIAL PARA DES.PÁTIO DE MANOBRA .CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO .SE 345 KV .SE .CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO .ARMADURA PARTE 2.ÁREA DOS TRANSFORMADORES .PÁTIO DE MANOBRA SETOR 345 KV .REATOR . CSAO-F-003 E 004 .CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO .00011.PLANTA.ÁREA DOS TRANSFORMADORES .PLANTA GERAL.DETALHES.FORMAS PLANTAS.PLANTA E CORTES. FL 01 E 02. CASA DE FORÇA .345 KV .SETOR 345 KV CAIXA SEPARADORA DE ÓLEO DOS REATORES . FL 1.DRENAGEM DE ÁGUA E ÓLEO CAIXA DE ALÍVIO.FORMAS PLANTAS E CORTES.CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO .ARMADURA PARTE 2. LISTA DE FERROS PARA DESENHO FUR-SE-571-IT-C-041 .CAIXA SEPARDORA DE ÁGUA E ÓLEO SE 500KV .500KV . CORTES E DETALHES. 2 E 3. CASA DE FORÇA . CSAO-A-003 E 004 . FL.REATOR .ÁREA DOS TRANSFORMADORES .CAIXA SEPARADORA DE ÓLEO DRENAGEM . PÁTIO DE MANOBRA . PÁTIO DA SUBESTAÇÃO .SE .CX. PÁTIO DA SUBESTAÇÃO .FUNDAÇÕES DOS REATORES .SETOR 345 KV .500KV .SE .CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO . LISTA DE FERROS.345 KV .DRENAGEM DE ÁGUA E ÓLEO CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO. LISTA DE FERROS PARA DES. CSAO .345 KV .REATOR . CSAO .REATOR.500KV . ARMAÇÃO E DRENAGEM.FORMAS PLANTAS E DETALHES. LISTA DE FERROS PARA CSAO-A-005 E 006 .345 KV . LISTA DE MATERIAIS.CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO . CSAO .DRENAGEM DE ÓLEO DOS REATORES.PLANTA GERAL.DRENAGEM DE ÓLEO DOS REATORES .ARMADURA. DETALHES E ARMADURA. 415900-4-A3 415909-8-A3 Folha 245/253 00 00 416453-9-A3 01 415908-0-A4 EP-5027 EP-2716 428024-5-AX 428020-2-A1 428028-8-A1 428029-6-A1 434856-7-AX 435926-7-A3 435927-5-A3 428025-3-AX 428021-A-A1 428030-0-A1 428031-8-A1 435928-3-A3 435929-1-A3 435504-A-A1 434858-3-A1 435866-4-A3 67193-2-A1 428031-8-A1 434857-5-A1 434864-8-A3 434865-6-A3 71669-3-A0 80437-1-A0 80439-8-A1 80441-0-A1 76770-A-A1 78949-6-A1 01 04 03 03 01 02 01 01 00 00 03 01 02 01 00 00 00 00 00 22 01 01 01 00 20 05 01 01 02 02 .PAREDE CORTA-FOGO PARA REATORES FORMAS. PÁTIO DA SUBESTAÇÃO .PAREDE CORTA-FOGO PARA REATOR .DRENAGEM DE ÓLEO DOS REATORES .SE 345 KV . LISTA DE MATERIAL.DRENAGEM .DETALHES.SETOR 345 KV . PÁTIO DE MANOBRA .PERFIS LONGITUDINAIS. CSAO . CORTES E DETALHES. CASA DE FORÇA .REATOR . CSAO .SE .REATOR .SETOR 345 KV .PÁTIO DE MANOBRA SETOR 345 KV . PÁTIO DE MANOBRA . LISTA DE MATERIAIS.EQUIPAMENTO ELÉTRICO .CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO .DRENAGEM DE ÁGUA E ÓLEO CAIXA DE ALÍVIO.CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO .Edital Número da Licitação CO.G.TUBULAÇÃO.TRILHOS DOS REATORES .REATORES .CORES DE IDENTIFICAÇÃO.ARMADURA.ARMADURA PARTE 1. LISTA DE MATERIAL PARA DESENHO FRU-SE-571-IT-C-041 .ARMADURA.SE .REATOR.ARMADURA PARTE 1.SE .FORMAS. PÁTIO DA SUBESTAÇÃO .PÁTIO DE MANOBRA . SEPARADORA ÓLEO DOS REATORES .PÁTIO DE MANOBRA .ÁREA DOS TRANSFORMADORES .

PLANTA GERAL.SETOR 500KV . LISTA DE MATERIAL PARA DES.CAIXA SEPARADORA DE ÓLEO . FL 18. CSAO .ARRANJO DA ÁREA TERCIÁRIA. PÁTIO DE MANOBRA . LISTA DE FERROS PARA DES.ÓLEO DOS TRANFORMADORES .SETOR 500 kV .Edital Número da Licitação CO.TANQUE DE ÓLEO / BACIA DE CONTENÇÃO .PARTE 2.DRENAGEM DE ÓLEO DOS AUTOTRANSFORMADOR . FL 69.SETOR 500KV . DETALHE DE ATERRAMENTO .SETOR 500 kV .SE . PÁTIO DE MANOBRA . CSAO .DRENAGEM DE ÓLEO DOS TRANSFORMADOR.BACIA DE DRENAGEM PARA AUTOTRANSFORMADORES . FL 7 E 8. ARRANJO GERAL DAS FUNDAÇÕES. DETALHE DE ATERRAMENTO Nº 6 . PÁTIO DA SUBESTAÇÃO .PÁTIO DE MANOBRA SETOR 345 KV .SE 500KV .FORMAS.FLS 1E2 PÁTIO DE MANOBRA . FUR-SE-571-IT-C-009 .500KV .FIXAÇÃO DE CABO EM ESTRUTURA DE CONCRETO.PÁTIO DE MANOBRA .DRENAGEM DE ÓLEO ISOLANTE .SETOR 345 / 230KV .ARMADURA . FUR-SE-571-IT-C-069 . DETALHE DE ATERRAMENTO Nº 42 . DETALHE DE ATERRAMENTO Nº 6 .PÁTIO DE MANOBRA . CSAO .SETOR 500 kV .TRANSFORMADOR.SETOR 345 / 230KV .TRANSFORMADOR ARMADURA .DRENAGEM DE ÓLEO DOS AUTOTRANSFORMADOR .DRENAGEM DE ÓLEO DOS AUTOTRANSFORMADOR .CAIXA SEPARDORA DE ÓLEO .PÁTIO DE MANOBRA . FL 8 DETALHE DE ATERRAMENTO Nº 4 – DERIVAÇÃO SOLDADA.DRENAGEM .PÁTIO DE MANOBRA .SE .500KV .SETOR 500KV . CSAO-F-001 E 002 .PLANTA E PERFIL. PÁTIO DE MANOBRA . CSAO .PLANTA E DETALHES.SETOR 500 kV .TUBOS.CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO .SETOR 345 / 230KV . FUR-SE-571-IT-C-061 . PÁTIO DE MANOBRA .FUNDAÇÃO PARA AUTOTRANSFORMADOR DE 345 / 230KV FORMAS. PÁTIO DE MANOBRA . DETALHES E ARMADURA.DAQ. PÁTIO DE MANOBRA .DRENAGEM DE ÓLEO DOS TRANSFORMADORES .CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO .DETALHES. PÁTIO DE MANOBRA . FL 9.CAIXA SEPARADORA . CORTES E DETALHES. FL 52.DRENAGEM .DRENAGEM DE ÓLEO DOS TRANSFORMADORES .ARRANJO GERAL DAS FUNDAÇÕES. LISTA DE MATERIAL PARA DES.TANQUE DE ÓLEO / BACIA DE CONTENÇÃO . PÁTIO DE MANOBRA .CAIXA DE INSPEÇÃO .FORMAS E DETALHES.EMENDA DE CABOS SOLDADA.TRANSFORMADOR FORMAS .FORMAS. PÁTIO DE MANOBRA .SETOR 345KV . ARRANJO GERAL DAS FUNDAÇÕES.SE .00011.G.CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO .SETOR 345 / 230KV .DRENAGEM DE ÓLEO DOS TRANSFORMADORES LISTA DE MATERIAL PARA DES.SETOR 500 kV .CONEXÃO SOLDADA – CABO TERMINAL A TRILHOS.PLANTA. PÁTIO DE MANOBRA .PLANTAS E CORTES.DETALHES E ARMADURA. FUR-SE-571-IT-C-001 E CSAO-F-001 .DRENAGEM DE ÓLEO DOS REATORES. LISTA DE MATERIAL PARA DES. DETALHE DE ATERRAMENTO Nº 6 – CONEXÃO SOLDADA – EMENDA DE CABOS EM CRUZAMENTO.TRANSFORMADORES 345 / 230KV . FUR-SE-571-IT-C-075 . DETALHES E ARMADURA. DETALHE DE ATERRAMENTO Nº 5 .2011 LISTA DE FERROS PARA DESENHO FUR-SE-571-IT-C-041 .DETALHES E ARMADURA.FORMA.SETOR 500 kV . PÁTIO DE MANOBRA .SETOR 345 / 230KV .FORMAS.CRUZAMENTO SOLDADO.500KV .NOTAS GERAIS.CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO . FL 7 PÁTIO DE MANOBRA . DETALHE DE ATERRAMENTO Nº 59 .ARRANJO DA ÁREA TERCIÁRIA ( FASE II ).DRENAGEM DE ÓLEO DOS TRANSFORMADORES .PLANTAS.TRANSFORMADOR ARMADURA .TRANSFORMADOR FORMAS .SETOR 500 kV .SETOR 500KV . PÁTIO DE MANOBRA . PÁTIO DE MANOBRAS .PLANTA E SEÇÕES. FL 16.CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO . CORTES E DETALHES.PARTE 1.SETOR 500KV . LISTA DE FERROS P/ DESENHO CSAO-A-001 E 002 . 434865-6-A3 71669-3-A0 RE4-111780 RE4-111780 RE4-111780 RE4-111780 RE4-111780 RE4-35246 RE4-35296 RE4-35296 344572-A-A1 434859-1-A1 434860-5-A1 434867-2-A3 434868-A-A3 Folha 246/253 00 20 04 04 00 02 03 01 02 02 01 00 00 00 00 434882-6-A1 434888-5-A3 307947-3-A1 309275-5-A1 71669-3-A0 85093-4-A1 428022-9-A1 428023-7-A1 428026-1-A1 428027-0-A1 434854-A-A1 435925-9-A3 436257-8-A3 00 00 01 00 20 01 02 01 02 01 01 00 00 434855-9-A1 434861-3-A3 434862-1-A3 135406-0-A0 142374-6-A0 143096-3-A1 162218-8-A1 165180-3-A1 171926-2-A1 168395-A-A1 00 01 00 08 06 04 06 02 02 04 . LISTA DE MATERIAL PARA DES.PERFIS LONGITUDINAIS.FUNDAÇÕES PARA AUTOTRANSFORMADORES 345 / 230KV DRENAGEM.

Ensaio de compressão de corpos-de-prova cilíndricos.G.PLANTA.Ensaios de torção simples.PLANTA E CORTES.Ensaio de dobramento alternado. Galvanização de produtos de aço ou ferro fundido .SETOR 500 kV . CAIXA DE CONTENÇÃO DE ÓLEO DO GERADOR E MOTOR BOMBA DA SUBESTAÇÃO.SETOR 500 kV . SEÇÕES E DETALHES . PÁTIO DE MANOBRA . LISTA DE MATERIAL PARA DES.SETOR 500 kV . PÁTIO DE MANOBRA .DAQ. Arames de aço . 11.2011 PÁTIO DE MANOBRA . Arames de aço .SETOR 500 kV . PÁTIO DE MANOBRA .SETOR 500 kV .PLANTA E SEÇÕES. 171809-6-A1 277866-1-A1 420419-A-A1 430355-5-A1 434856-7-AX 434863-0-A3 135406-0-A0 143095-5-A1 142374-6-A0 156701-2-A1 156703-9-A1 159652-7-A1 Folha 247/253 03 01 01 00 01 01 08 03 06 01 00 00 Notas: Os Documentos Técnicos são complementados pelas Especificações constantes do item 9 desta Seção V. pois as folhas de desenhos e os detalhes não são por si só completos.DRENAGEM DE ÓLEO DOS REATORES . Rosca para tubos onde a junta de vedação sob pressão é feita pela rosca Agregados para concreto . Arames de aço .PAREDE CORTA-FOGO FORMAS E ARMAÇÃO. SEÇÕES E DETALHE DO TRILHOS. mas interdependentes. tolerâncias e pesos.SETOR 500 kV .SETOR 500 kV .TRANSIÇÃO ESQUERDA ( BTME-TE ).FUNDAÇÃO DO AUTOTRANSFORMADOR 500 / 345KV . zincado para uso geral.SETOR 500 kV .Especificação Arame de aço de baixo teor de carbono.FUNDAÇÃO PARA REATORES . PÁTIO DE MANOBRA . as especificações técnicas e demais documentos sejam minuciosamente conhecidos em todas as suas partes.Especificação NORMA NBR 5580 NBR 5589 NBR 5590 NBR 5681 NBR NBR NBR NBR NBR NBR NBR NBR NBR NBR NBR NBR NBR NBR NBR 5732 5733 5735 5736 5737 5739 6003 6004 6005 6118 6323 6331 6365 6414 7211 .PLANTA E SEÇÕES ( FASE II ).Ensaio de enrolamento. PÁTIO DE MANOBRA . Símbolos para acabamentos de superfície de arames de aço. PROTEÇÃO DO TALUTE DA BARRAGEM DE TERRA DA MARGEM ESQUERDA .Edital Número da Licitação CO. PÁTIO DE MANOBRA .Diâmetros.REATOR 345 / 500 kV .PLANTA GERAL. PÁTIO DE MANOBRA . É necessário que os projetos.00011.SETOR 500 kV .BACIA DE CONTENÇÃO DE ÓLEO .PLANTA.ARRANJO GERAL DAS FUNDAÇÕES. Projeto de estruturas de concreto – Procedimento.FORMAS. RELAÇÃO DAS NORMAS TÉCNICAS TÍTULO Tubos de aço-carbono para usos comuns na condução de fluidos . Tubos de aço-carbono com ou sem solda longitudinal.DRENAGEM . COM TELA DE ALTA RESISTÊNCIA.PERFIS LONGITUDINAIS.DRENAGEM .VIAS DE OPERAÇÃO DOS REATORES . servindo como projeto básico. pretos ou galvanizados Especificação Controle Tecnológico da execução de aterros em obras de edificações Cimento Portland comum Cimento Portland de alta resistência inicial Cimento Portland de alto-forno Cimento Portland pozolânico Cimentos Portland resistentes a sulfatos Concreto . FUR-SE-571-IT-C-021 . PÁTIO DE MANOBRA .Especificação Arame de aço de baixo teor de carbono .BACIA DE DRENAGEM PARA AUTOTRANSFORMADORES .DRENAGEM DE ÓLEO DOS REATORES.PÁTIO DE MANOBRA .

Edital Número da Licitação CO.2011 Folha 248/253 NBR 7182 NBR 7203 NBR 7400 NBR 7480 NBR 7481 NBR 7680 NBR 8890 NBR NBR NBR NBR NBR NBR NBR 9061 9226 9574 9575 11700 14931 15530 NBR 15696 NBR NM67 NR 18 NR 6 EB-208 Solo – Ensaio de Compactação. Tubo de concreto de seção circular para águas pluviais e esgotos sanitários Requisitos e métodos de ensaios Segurança de escavação a céu aberto. preparo e ensaio de testemunhos de concreto. Equipamento de proteção individual . Galvanização de produtos de aço ou ferro fundido por imersão a quente Verificação da uniformidade do revestimento .Projeto. Execução de estruturas de concreto – Procedimento. Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção. Amostragem de breu .Extração.Método de ensaio Aço destinado a armaduras para estruturas de concreto armado – Especificação.DAQ.G. Tela de aço soldada . dimensionamento e procedimentos executivos Concreto . Fibras de aço para concreto .Procedimento Execução de impermeabilização Impermeabilização .Especificações Fôrmas e escoramentos para estruturas de concreto .Armadura para concreto Concreto .Determinação da consistência pelo abatimento do tronco de cone.EPI Cimento portland de alto forno .Seleção e projeto Madeira serrada de coníferas provenientes de reflorestamento para uso geral. Madeira serrada e beneficiada.00011.

CUMPRIMENTO DA LEGISLAÇÃO SERVIÇO ESPECIALIZADO DE SEGURANÇA DO TRABALHO PLANO DE SEGURANÇA INDUSTRIAL INSPEÇÕES DE SEGURANÇA EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL – EPI PROTEÇÃO COLETIVA SINALIZAÇÃO DE SEGURANÇA COMBATE A INCÊNDIO TRANSPORTE DE PESSOAL INSTALAÇÕES PROVISÓRIAS SUBSTÂNCIAS PERIGOSAS RELATÓRIO DE ACIDENTES DO TRABALHO CIPA DADOS MENSAIS DE FIRMAS CONTRATADAS SUBCONTRATAÇÃO MEDIDAS DE PROTEÇÃO AMBIENTAL . 11. 8. 7.00011.G. 4. 9. 12. 5. 15. 16.2011 Folha 249/253 SEÇÃO VI DISPOSIÇÕES DE ENGENHARIA DE SEGURANÇA INDUSTRIAL 1.DAQ. 14.Edital Número da Licitação CO. 13. 10. 2. 6. 3.

CUMPRIMENTO DA LEGISLAÇÃO A CONTRATADA deverá cumprir a legislação vigente sobre Segurança do Trabalho. autônomos ou avulsos) o Equipamento de Proteção Individual .G. e 3.2.1. não eximem a CONTRATADA das obrigações e penalidades constantes das Cláusulas Contratuais. os Equipamentos de Proteção Individual – EPI’s necessários. inspeções de segurança nos vários locais de trabalho. da cozinha.EPI. EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL . 3. organização e efetivo do Serviço Especializado em Segurança do Trabalho e da CIPA da CONTRATADA. 2. o transporte de pessoal. Plano Básico Trata da estruturação. em duas partes distintas. A CONTRATADA deverá. em especial o que determina a Portaria nº 3214. para aprovação de FURNAS. a sinalização dos locais de trabalho.2.06. adequado ao risco.DAQ. transporte e manuseio de explosivos. e suas alterações. embargos ou interdições. os dispositivos e sistemas de proteção coletiva. recomendações e outros atos que FURNAS julgar necessários. visando verificar o cumprimento da legislação vigente. o uso de máquinas. tanto de FURNAS como da CONTRATADA ou de terceiros. de substâncias perigosas e líquidos inflamáveis. o armazenamento. durante a execução dos SERVIÇOS objeto do TERMO CONTRATUAL. da Portaria nº 3214. sempre que julgar necessária a proteção do meio ambiente. de acordo com o desenvolvimento das atividades. 3. treinar e orientar os empregados para o uso adequado e obrigatório do EPI. sempre que as medidas de proteção coletiva forem tecnicamente inviáveis ou não oferecerem proteção.EPI A CONTRATADA fica obrigada a fornecer.00011. ao pessoal sob sua responsabilidade (inclusive empregados de firmas subcontratadas. total ou parcialmente. responsabilizando-se pela sua higiene e manutenção. referentes a prazos e multas. FURNAS suspenderá. assim como normas. abaixo: 3. em função da soma dos efetivos de pessoal a serem alocados pela CONTRATADA e do grau de risco das atividades a serem desenvolvidas. se enquadrar no dimensionamento previsto no Quadro II da Norma Regulamentadora . 4.Edital Número da Licitação CO. os equipamentos. bem como as medidas de controle PROPOSTAS nas diversas fases da obra. de 08. deverá constituir o Serviço Especializado de Segurança do Trabalho e contratar seus respectivos profissionais. do Ministério do Trabalho. a qualquer tempo. PLANO DE SEGURANÇA INDUSTRIAL A CONTRATADA deverá apresentar o Plano de Segurança Industrial. . Plano Específico Identifica: os riscos.1. e substituí-lo quando danificado ou extraviado. 5.NR-4. Higiene e à Saúde. a seu critério. gratuitamente. os equipamentos de combate a incêndio. que dispõem sobre as Normas Regulamentadoras. ainda. sem que incorra em ônus de qualquer natureza. Estas paralisações. conforme os itens 3. do elemento humano e do patrimônio.78. INSPEÇÕES DE SEGURANÇA FURNAS realizará. e se reserva o direito de sugerir outras providências com respeito à Segurança. equipamentos. os métodos e processos a serem empregados. instruções. sempre que ficar caracterizada uma situação de risco grave e iminente ou uma condição que coloque em perigo vidas humanas.2011 Folha 250/253 1. em perfeito estado de conservação e funcionamento. ferramentas ou frentes de serviço. do refeitório e das instalações sanitárias. até 30 (trinta) dias após assinatura do TERMO CONTRATUAL. SERVIÇO ESPECIALIZADO DE SEGURANÇA DO TRABALHO A CONTRATADA que. as características e condições dos alojamentos.

e as restrições de uso estabelecidas por FURNAS. informando seu uso e quantidades estocadas.Edital Número da Licitação CO. equipamentos de proteção individual e coletiva para os riscos envolvidos no trato com essas substâncias.00011. não sendo permitido o transporte de pessoal em condições de risco e desconforto. segurança e de conforto para os empregados.DAQ. onde necessário. e da Comissão Nacional de Energia Nuclear. Atenção especial deverá ser dada a higienização dos alojamentos. SUBSTÂNCIAS PERIGOSAS A CONTRATADA deverá apresentar relação das substâncias perigosas. 11. a proteção de terceiros. 8. resíduos e produtos considerados inadequados para o uso. . RELATÓRIO DE ACIDENTES DO TRABALHO A CONTRATADA deverá comunicar imediatamente a FURNAS. conforme legislação vigente ou exigida por FURNAS. através do preenchimento do formulário "Relatório de Acidente do Trabalho". de acordo com a legislação vigente. condições de controle dos riscos ambientais envolvidos e orientação para descarte das embalagens. quando houver. vestiários. Este preenchimento deverá ser feito pelo supervisor ou encarregado do acidentado. com ou sem perda de tempo e os acidentes fatais. inclusive radioativas e produtos explosivos. cozinhas. 12. os acidentes com lesão. A CONTRATADA deverá possuir procedimentos e informações técnicas sobre essas substâncias.G. estabelecendo: condições a serem observadas durante o trabalho. TRANSPORTE DE PESSOAL A CONTRATADA deverá efetuar o transporte de pessoal com o máximo de segurança. como determina a legislação vigente. visando também. 7. 9. armazenamento. SINALIZAÇÃO DE SEGURANÇA A CONTRATADA deverá executar Sinalização de Segurança. instalações adequadas para o armazenamento e uso dessas substâncias. 10. COMBATE A INCÊNDIO A CONTRATADA deverá dispor de equipamentos de proteção e combate a incêndio. de acordo com a legislação vigente ou em atendimento à recomendação de FURNAS. equipamentos adequados de movimentação das embalagens e produtos a granel quando for o caso. que porventura vierem a ser utilizadas. INSTALAÇÕES PROVISÓRIAS As instalações provisórias deverão dispor de condições mínimas de higiene. Deverá possuir também as Fichas de Emergência (elaboradas pelos fabricantes ou fornecedores dessas substâncias) em local de fácil acesso a todos os empregados que lidam com essas substâncias.2011 Folha 251/253 6. atendendo às exigências legais e outras recomendações de FURNAS que se fizerem necessárias. inclusive no que diz respeito a isolamento de área de trabalho. dos Ministérios do Trabalho. uso e descarte. a ser fornecido por FURNAS. bem como possuir pessoal qualificado e treinado para o combate a incêndios. cumprindo a legislação vigente para o transporte. dos Transportes e do Exército. refeitórios e aos aspectos de Engenharia Sanitária. PROTEÇÃO COLETIVA A CONTRATADA deverá dispor e utilizar adequadamente a proteção coletiva que se fizer necessária.

16. b) A erradicação da vegetação e a movimentação de terra deverão se restringir às áreasestritamente necessárias. evitando descaracterização ambiental de região preservada. na medida do possível. . 13. veículos ou embarcações pertencentes à CONTRATADA. com equipamentos.G. tais como o canteiro e os acessos temporários. deverão ser recompostas de modo a retornar. SUBCONTRATAÇÃO A CONTRATADA é. para evitar o fluxo descontrolado das águas pluviais e a corrência de erosões localizadas. d) As áreas de ocupação provisória. ao seu estado natural. Especial atenção deverá ser dada aos seguintes aspectos: a) É terminantemente proibido o uso de quaisquer substâncias perigosas. de acordo com a legislação vigente. relativos à execução das obras. responsável pela execução dos SERVIÇOS que vier a subcontratar. na limpeza de qualquer área necessária às instalações e trabalhos aserem executados. e) O canteiro e o alojamento deverão ser dotados de sistemas de esgotamento sanitário.2011 Folha 252/253 No caso de acidentes ocorridos em instalações. 14. c) O canteiro deverá ser instalado em área já alterada ou urbanizada. aos acessos provisórios e outras de natureza similar. 15. solidariamente. Serão de sua exclusiva responsabilidade todas as providências necessárias para impedir ou minimizar os impactos negativos sobre o meio ambiente. com o mesmo objetivo. deverá ser feita a listagem das espécies de porte arbóricoarbustivas ( nativas ou exóticas ) a serem atingidas. CIPA A CONTRATADA deverá constituir Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA. DADOS MENSAIS DE FIRMAS CONTRATADAS A CONTRATADA deverá preencher mensalmente o formulário "Dados Mensais de Firmas Contratadas". esta deverá enviar imediatamente a FURNAS relatório próprio. independente da existência ou não de acidentados. conforme orientação de FURNAS. deverão dispor de drenagem provisória. as áreas destinadas ao canteiro. ao empréstimo de materiais. obedecendo às recomendações de projeto. Estadual e a legislação Municipal. a legislação vigente. Não havendo a necessidade legal dessa constituição. MEDIDAS DE PROTEÇÃO AMBIENTAL A CONTRATADA deverá cumprir as normas e legislação vigentes sobre o assunto. a CONTRATADA deverá se fazer representar nas reuniões da CIPA de FURNAS. com afinalidade de proteger o meio ambiente.00011. bem como de caixas de gordura e providenciada a coleta e disposição final dos resíduos sólidos. quando houver áreas na qual for constatada a real necessidade retirada da cobertura vegetal original. Federal. a ser fornecido por FURNAS. e fazer-se representar nas reuniões da CIPA de FURNAS.Edital Número da Licitação CO. e enviá-lo ao órgão administrador do TERMO CONTRATUAL até o 5º (quinto) dia útil do mês seguinte à sua emissão. tais como desfolhantes ou similares. dentro da área sob a responsabilidade de FURNAS. f) Ao término dos trabalhos de construção. As águas pluviais coletadas deverão ser adequadamente encaminhadas e dispersas.DAQ.

sobras de materiais diversos. deverá estar de acordo com as obrigações da legislação ambiental vigente.G. em geral. tais como lixo. reutilizado para ajardinamento ou outros fins de natureza agrícola. lençóis subterrâneos ou do ambiente no local das obras e em seus arredores. deverá ser objeto de cuidadoso planejamento e de providências de proteção ambiental. A retirada dos materiais de empréstimos deverá estar de acordo com a legislação ambiental vigente. óleos de veículos e máquinas. embalagens usadas. No caso de procedimentos para exploração de minerais passíveis de licenciamento ambiental. cuja remoção se torne necessária. com o objetivo de evitar a contaminação de cursos d'água. j) Visando atenuar a poluição atmosférica causada pelas emissões diversas dos veículos e máquinas. Deverá ser definida a área de estocagem destes materiais até seu descarte definitivo. oportunamente.2011 Folha 253/253 g) Todo o solo fértil.Edital Número da Licitação CO. i) O descarte de materiais sólidos e líquidos. esgotos e águas servidas. h) A transporte de materiais para bota-fora. deverá ser efetuada manutenção sistemática nos mesmos.DAQ. . l) Não será permitida a queima de sobras de materiais.00011. as empresas responsáveis pela extração. e de área de empréstimos localizados externamente à área de propriedade de FURNAS. deverão dispor de todas as licenças necessárias para o desenvolvimento de suas atividades. deverá ser cuidadosamente preservado e.