You are on page 1of 88

FACAM – FACULDADE DO MARANHÃO SOMAR SOCIEDADE MARANHENSE DE ENSINO SUPERIOR LTDA CNPJ 04.855.

275/0001-68 GRADUAÇÃO – PÓS-GRADUAÇÃO – ENSINO A DISTÂNCIA

INFORMÁTICA I JOÃO BATISTA BOTTENTUIT JUNIOR

São Luís 2011

Bottentuit Júnior, João Batista Informática I/João Batista Bottentuit Júnior .– São Luís, 2011. 98 f.:il. Impresso por computador (Fotocópia) Apostila (Graduação em Administração à Distância) – Curso de Graduação em Administração à Distância, Faculdade do Maranhão, 2011.

1. Informática. 2. Computação I. Título.

FLUXOGRAMA DE ESTUDOS
CDU 004

SOMAR – Sociedade Maranhense de Ensino Superior Ltda. FACAM – Faculdade do Maranhão

Carlos César Branco Bandeira Diretor Geral

Thatiana Soares Rodrigues Bandeira Diretora Executiva

Henilda Ferro Castro Diretora Acadêmica

Heraldo Marinelli Coordenador Geral de Ensino a Distância

MeyryJanes Costa Almeida Supervisora Adjunta de Ensino a Distância

Wilma Mendonça Batista Coordenadora Pedagógica

Andrea Maia Pinheiro Bibliotecária

Rosanilson Pimenta Sousa Apoio Administrativo

Josiane Botelho Secretaria

FLUXOGRAMA DE ESTUDOS

Software e Peopleware • Periféricos de Entrada e Saída • Meios de Armazenamento de Dados • Equipamentos de Segurança Física • Programas e Aplicativos Unidade II: Informação e Internet • O que é internet? • A estrutura • Principais serviços • Navegação • Pesquisa • Troca de arquivos • Informação .PLANO DE ENSINO DISCIPLINA: Informática I PROFESSOR (A): João Batista Bottentuit Junior / Noturno CURSO: Administração PERÍODO: 1º PRÉ-REQUISITO Não tem CARGA HORÁRIA: 40 horas/aula ANO: 2011 TURNO: Matutino OBJETIVO: Propiciar ao aluno a compreensão da importância do computador em suas rotinas diárias bem como sua importância no contexto gerencial e administrativo. EMENTA: Informática. CONTEÚDO PROGRAMATICO: Unidade I: Informática Básica • Introdução a Informática • Processamento de Dados • Hardware.

• Internet – Rede das Redes • Conceitos Básicos • Implicações da Internet • Aplicações Gerais • Aplicações nas Empresas • As Empresas e a Rede Unidade III: Comércio Eletrônico • Conceito de Comércio Eletrônico • Diferenças Importantes • Razões para Adesão ao Comércio Eletrônico • Vantagens do Comércio Eletrônico • Desvantagens do Comércio Eletrônico • Como Funciona o Comércio de Produtos Através da Internet • Infra-Estrutura • As Etapas no Comércio Eletrônico • Categorias de E-commerce • Modelos de negócios na Internet • Tipos de E-commerce • Business to Consumer – B2C • Business to Business .B2B • Consumer to Consumer – C2C • B2G (Business to Governement) • B2E (Business-to-Employee) • Lojas Virtuais • A Importância das Lojas Virtuais • A Estrutura das Lojas Virtuais • A Hospedagem das Lojas Virtuais • Parceiros Financeiros e Meios de Pagamento Unidade IV: Segurança de Computadores e Redes • Violações .

Apresentação de Seminários RECURSOS DIDATICOS Apresentações em Power Point. 8. artigos. o uso consciente da tecnologia para o gerenciamento. Sistemas de Informação e as decisões gerenciais na era da Internet: São Paulo: Saraiva. CORNACHIONE JUNIOR. Aldemar de Araújo.0 Pontos . dissertações. Leitura e exercícios. Debates. O´BRIEN. Edgard. textos. Informática na Empresa.0 Pontos 2. São Paulo: Saraiva. Emerson de Oliveira.0 Pontos 2. 1998. SANTOS. James.2 Trabalhos (Exercícios) BIBLIOGRAFIA: BATISTA. AVALIAÇÃO Exame Individual . Retroprojetor. 2004. Sistema de Informação. Informática aplicada às áreas de contabilidade administração e economia: texto e exercícios. São Paulo: Atlas. 1998.0 Pontos 8.1 Trabalhos (Exercícios) Exame Individual . Imagens. teses. 2001.• Segurança de Computadores • Senhas • • • • • • • • • • Cookies Típicos Ataques Vulnerabilidade Códigos Maliciosos (Malware) Vírus Cavalos de Tróia Adware e Spyware SPAM Cuidados de Privacidade Cuidados com os dados armazenados em um disco rígido METODOLOGIA DO ENSINO Aulas. São Paulo: Atlas. livros didáticos.

utilização do fogo. E é exatamente isso que o computador é: uma ferramenta que você usa. como por exemplo: artefatos de pedra lascada. os recursos corporais. Neste sentido o ser humano inventou mais uma ferramenta: “o computador”. Lembre-se sempre disso! O computador como toda boa ferramenta. Esta é a proposta da FACAM. agricultura e pecuária. invento da roda. ou seja. meios de transporte etc. Os tempos de hoje caracterizam-se por apresentar um novo problema: o excesso de informação. criar e utilizar ferramentas para executar tarefas que. O homem faz isso desde o tempo das cavernas sempre criando soluções adaptadas para suas necessidades. também tem um manual de instruções sobre como utilizar seus recursos e atingir seus resultados desejados.APRESENTAÇÃO A demonstração mais expressiva da inteligência humana sempre foi à capacidade de imaginar. ajudar você a obter resultados desejados no que se refere à Informática. Existe informação sobre quase tudo e em inúmeros níveis de complexidade. não seriam possíveis usando somente. .

...................1 6........................................................... Lojas virtuais e segurança nas transações...................2 9.............................. Parceiros financeiros e meios de pagamento........................... Violações.................... COMÉRCIO ELETRÔNICO...... Conceito..............................SUMÁRIO 1 1....5 9..........1 9 9....... Tipo e-commerce..............2 6................................................................................1..........2 6................................................... Implicações da internet...................2.................................................................................................1............................ Periféricos de entrada e de saída................. Aplicações nas empresas............1 6......................................................................................................... Principais serviços.................................................................................................. PROCESSAMENTO DE DADOS......................1 Por que alguém iria querer invadir meu computador?...............2 6.......1 2 2.................................2 3 4 5 6 6....1........................................................................ A hospedagem das lojas virtuais.....1.1 8 8................................................................................................... LOJAS VIRTUAIS.................. EQUIPAMENTOS DE SEGURANÇA FÍSICA...............................................3 7 7. 12 12 12 13 15 18 20 20 24 24 24 24 28 28 29 29 30 31 31 38 41 43 43 43 44 44 44 45 45 46 47 10....................................... A importância das lojas virtuais....... SEGURANÇA DE COMPUTADORES E REDES........................... As empresas e a rede...........................3 6....................4 9.............................................................................................................................1 6................ Conceito..................................... MODELOS DE NEGÓCIO NA INTERNET.......... A estrutura... Conceitos básicos..................................................................................... PROGRAMAS (SOFTWARES)........1 2...........................................1 9...6 10 10.................................................................................................. INTERNET............................................3 9................................................................... ....... Aplicações gerais.........................2...........................................................................................1 INFORMÁTICA................... MEIOS DE ARMAZENAGEM DE DADOS........................................................................... Componentes do processamento de dados.................... O que é internet?...................................................................................... A estrutura das lojas virtuais....................................................................................................... Conceito...................................................

............................3..............................................10............................................................................. 10.2 10........3 Senhas................................... REFERÊNCIAS........................................................... Cookies.............. 10.....................4 Vírus....... ............................................................................................................................1 Vulnerabilidade........................2 Códigos maliciosos (Malware).................... 47 50 51 51 52 87 10...................................................................................3.....................

o censo da população. pode ter alto custo e até pode exigir mão-de-obra especializada. sendo caracterizado como o agente responsável pelo processo de transformação para a nova sociedade da informação. a apuração da sena. um exemplo são as eleições presidenciais. 2 PROCESSAMENTO DE DADOS Processar dados significa transformar informações que temos em mãos ou que são facilmente obtidas (chamadas de dados iniciais ou de entrada) em informações úteis (chamadas de dados finais ou de saída). Às vezes a tarefa de transformar dados em informações pode não ser tão simples.12 1 INFORMÁTICA 1. Logo. processamento de dados é a atividade que consiste em transformar determinados dados a fim de se obter informações com alguma finalidade prática. . O computador está se tornando uma ferramenta mais que imprescindível. etc.1 Conceito As evoluções tecnológicas vividas por nossa sociedade nos últimos anos têm evidenciado o valor da informação e com isso provocado uma utilização crescente de computadores. pode ser lenta. Sem computador isso ficaria muito mais difícil você não acha? Podemos representar o processamento de dados da seguinte forma: (Entrada) Dados (Processamento) (Saída) Informação Entrada: Lê ou Recebe os dados. A informática é considerada a ciência que estuda o tratamento automático e racional da informação.

a) Hardware • É qualquer parte de um sistema de computador que pode ser vista ou tocada. ou seja. ou mecânicos. • Hardware é a parte física do equipamento. ou outro ambiente. Logo em um sistema de processamento de dados existem três componentes principais: SOFTWARE HARDWARE PEOPLEWARE Esses três componentes devem está inseridos num contexto mais amplo de aplicações: numa empresa. ou do ambiente de uso e do nível procurado de transformação dos sistemas manuais.1 Componentes do processamento de dados A natureza dos serviços prestados por um sistema de computador varia muito em função das características particulares da empresa. 2. com o objetivo de realizar um determinado serviço. resultado do processamento. . em sistemas informatizados. Saída: Liberação dos dados processados.13 Processamento: Operações que transformam os dados iniciais em resultados específicos. b) Software • Software é um conjunto de instruções eletrônicas que dizem ao computador o que ele deve fazer.

14 • Você não consegue ver ou tocar o software. da implementação e da operação do sistema. é comum. que nos permite administrar. organiza um procedimento capaz de auxiliar. • O usuário é todo aquele que direta ou indiretamente utiliza as saídas (resultados) do processamento do sistema. • O digitador é responsável pela transferência de dados do papel para o computador. a parte de suas observações. manter e usar o equipamento. c) Peopleware Peopleware são pessoas que realizam as tarefas necessárias para o funcionamento dos outros componentes do sistema. embora possa ver a caixa na qual ele vem. a mesma situação não ocorre em computadores de grande porte ou em empresas com grande volume de processamento de dados. • Software é a parte lógica do computador. Pela facilidade da análise. • O operador faz a manipulação do computador em todas as suas fases operacionais. software e peopleware. . • Informática é a ciência que estuda a automatização do processamento da informação. operar. • O programador elabora as rotinas seguindo as diretrizes do analista de sistemas. via informática o usuário interessado. em microinformática. faz o levantamento das necessidades e. • Os componentes de dados eletrônico são: hardware. uma pessoa exercer várias das funções acima descritas. Lembre-se: • As informações são conjuntos organizados de dados. Sem o software. • Processamento de dados é a transformação de informações. • O Analista de sistemas é a pessoa responsável pela definição do sistema. o hardware de computador é como um avião sem piloto.

entre outros. basta olhar as embalagens da maioria dos produtos (enlatados. lê o código nelas contido e o repassa ao computador. • Leitores de código de barra: São dispositivos que convertem os códigos de barras impressos nos produtos em código numérico. livros e outros) que. • Caneta Óptica: A caneta óptica nada mais é que uma leitora de código de barras. Os mouses podem possuir 2 ou 3 botões. Através deste código numérico. ao ser passada por cima das barras. • Teclado: Principal periférico de entrada de dados. taxas quantidade em estoque controles de entrada e saída. Essa caneta. .2 Periféricos de entrada e saída de dados O hardware se divide em periféricos de entrada (aqueles que recebem as informações) e periféricos de saída (aqueles que transmitem ou mostram as informações).15 2. podem ser associados valores. umas mais largas do que outras. Isso permite. Possuem várias formas e podemos observá-los nos supermercados. Este cursor pode mudar de formato em função do comando utilizado. No Brasil é muito comum encontrarmos os teclados com layout ABNT brasileiro (teclados com “ç” e “~”) e o Internacional (que não possui o “ç” mas possui acentuação). chocolates. a) Dentre os periféricos de entrada temos: • Mouse: Este dispositivo funciona associado a programas projetados para permitir o seu uso. balas. Através dos seus movimentos sobre uma superfície plana. será controlada uma “setinha” (cursor) na tela que possibilita a escolha de comandos e ações a serem utilizados. O teclado do micro é muito parecido com o teclado das máquinas de datilografia. o teclado possui certos padres. lojas e até mesmo em alguns estacionamentos. hoje em dia têm um código numérico apresentado em forma de barras.

Existem basicamente dois tipos que são: o scanner de mesa e o scanner de mão. mais precisa será a imagem. contraste e de posicionamento de imagem (horizontal e vertical). A qualidade de um monitor pode ser observada pela qualidade da imagem que é formada por pontos. Existem scanners que captam as imagens usando tonalidades de branco e preto e outros. b) Dentre os periféricos de saída temos: • Monitor De Vídeo: Os monitores são periféricos indispensáveis. intensidade. diz-se que o texto (ou figura) foi “scaneado”. só que seu resultado é a princípio lançado para a tela do computador. converter o É necessário um software em para arquivo capturado arquivos editáveis. As informações são transferidas da memória (onde ficam temporariamente) para o papel. É a forma imediata de saída de informações. possam passar pelo caixa de um supermercado. qualidade de impressão. A medida de qualidade de um scanner é feita de pontos por polegada (dpi). Observe no quando a seguir. As impressoras são caracterizadas pela forma de impressão. que definem a resolução da imagem. É através deles que teremos os resultados dos processamentos. coloridos. • Impressoras: É um periférico de saída que permite a que as informações apareçam de forma impressa. Possibilita copiar textos e desenhos para posterior edição. uma vez codificados em barras. Seu tamanho é medido em polegadas. por exemplo. • Scanner: É considerado uma máquina copiadora.Quanto maior a densidade de pontos em uma mesma área. uma descrição dos principais tipos: . melhor será o resultado final. que todos os produtos.16 portanto. Quanto mais pontos por polegada ele puder capturar. Possuem comandos básicos de ajuste de brilho. Ao fazer uma cópia. sem que ele tenha que digitar a baixa do produto. velocidade etc.

seu funcionamento ao de uma assemelha-se . Não Impacto São mais silenciosas. A grande vantagem é que tanto o cartucho de fita quanto o refil são baratos. São matriciais. São Colunas em geral muito ruidosas. Laser São as mais rápidas e com melhor qualidade de impressão. ou cartas personalizadas. Muito útil para impressão de boletos. O resultado é sempre bem apresentável. Extremamente princípio de silenciosa. podem Preto imprimir as cores com qualidade Banco superior Normalmente Funcionam sobre o às são “borrifando” papel. como ou uma máquina de escrever. tinta muito e ou PPM DPI – por Polegadas Pontos Pontos Por Polegada utilizadas para impressão de documentos propagandas importantes. colorido lentas. alguns modelos oferecem a opção de cores. São mais baratas e 132 Caracter es por Agulhas segundo podem imprimir em formulário contínuos.17 Formas de Impressão Principais Características Diferenciaç ão Medida de Velocida de Qualidade Impacto Uma Matriz de agulhas bate 80 Colunas CPS – 9 ou 24 sobre uma fita tintada. Uma das desvantagens é o alto preço dos cartuchos de tinta.

32 GB a 64 GB. • Não aproximar ou deixar em contato com meios magnéticos. artes gráficas. livros. onde gira livremente. • Inserir cuidadosamente no drive (A parte de metal é sempre a primeira a entrar no drive e o local da etiqueta é sempre voltado para cima) b) Pen-drive: Memória USB Flash Drive. é um dispositivo de armazenamento constituído por uma memória flash tendo aparência semelhante à de um isqueiro ou chaveiro e uma ligação USB tipo A permitindo a sua conexão a uma porta USB de um computador. é largamente utilizado como memória secundária. como: • Não expor a temperaturas elevadas. 3 MEIOS DE ARMAZENAMENTO DE DADOS Dentre os meios de armazenamento de dados podemos destacar: a) Disco flexível: O disco flexível. 512 MB. devemos inseri-lo num adicionador de discos chamado de DRIVE. 4 GB. são 64 MB.44 Megas. etc. É um pequeno disco de poliéster revestido de material magnético. também designado como Pen Drive (muito com apelido de "PenPen"). 1 GB. 256 MB. que vem inserido numa capa protetora. São bem mais caras e geralmente utilizadas para trabalhos que exijam altíssima qualidade. 128 MB. 2 GB. disquete ou floppy disk. Seu tamanho é de 31/2 de diâmetro e sua capacidade é de 1. A velocidade . de armazenamento. como por exemplo: impressão de apostilas. 16 GB. O disquete exige alguns cuidados em seu manuseio. Para ser utilizado.18 copiadora xerox. As capacidades atuais. 8 GB. e serve para armazenar informações.

que pode superar os 10 gigas. mas com capacidade superior de armazenamento auxiliar. São fechados a vácuo. são mais resistentes devido a ausência de peças móveis. Adicionalmente. sons e imagens. São mais compactos. Embora pareçam com os Cds de música. c) Disco rígido: Também chamado de hard disk ou HD. Eles são normalmente. Mac OS X. possuem funcionamento similar ao dos disquetes. Os discos ópticos são periféricos de armazenamento e sua grande capacidade é uma das maiores vantagens.Disco Compacto – Leitura e Gravação). Já Existem os Discos Graváveis. entre outros. perde a funcionalidade. tornou-se comum computadores sem drives de disquete. Linux. d) Cd-rom: Os discos ópticos tem o formato e a aparência idêntica aos Compact Disc (Cds) de música. Ambos são recursos apenas para leitura das informações. rápidos. os discos ópticos não funcionam no aparelho de CD que se tem em casa (Cd Player). Winchester. Portas USB por outro lado. estão disponíveis em praticamente todos os computadores pessoais e notebooks. particularmente o disquete. A principal diferença é que os discos ópticos armazenam informações numéricas. Os discos rígidos ou. É preciso um leitor (drive) específico que pode ser conectado ao computador. por isso o nome CD-ROM (Compact Disc – Read Only Memory . enquanto os Cds guardam e reproduzem apenas músicas. Um CD-ROM por exemplo. colocados dentro do computador e não ficam aparentemente visíveis como os drives. Os drives flash utilizam o padrão USB mass storage ("armazenamento de massa USB" em português). têm maior capacidade de armazenamento. mas eles recebem outra nomenclatura o CD-RW (Compact Disc – Read and Write . nativamente compatível pelos principais sistemas operacionais modernos como Windows. apresentam capacidade de armazenamento variável. alfabéticas.Disco compacto – Memória Somente de Leitura).19 de transferência de dados pode variar dependendo do tipo de entrada: Eles oferecem vantagens potenciais com relação a outros dispositivos de armazenamento portáteis. Quando é aberto. Outros discos ópticos podem arquivar ainda . fixos e não portáteis. pode guardar cerca de 700 Mb de informações.

o software é utilizado para gerir o funcionamento do computador e ampliar sua potencialidade. às vezes. torna-se. Em média um estabilizador de 1KVA é suficiente para a maioria dos micros. impossível que o micro trabalhe sem que seus circuitos sejam danificados. para que possamos ter a solução de um problema. b) No-brak: Uso ainda pouco difundido entre usuários domésticos devido ao seu alto custo. software básico.20 mais dados. imprescindíveis quando trabalhamos com grande volume de dados. podendo variar de alguns minutos (sendo o tempo suficiente para gravar o que estiver sendo utilizado) a algumas horas (que podem ser de trabalho). Com a variação de rede elétrica. Para não interferir ou queimar o computador. Este aparelho funciona como uma bateria extra que permite que se trabalhe no computador por algum tempo. 4 EQUIPAMENTOS DE SEGURANÇA FÍSICA a) Estabilizador: Aparelho que mantém a liberação de energia na mesma quantidade. Este campo de trabalho depende do modelo utilizado. software utilitário e software aplicativo. Podemos dividir o software em três grupos. . 5 PROGRAMAS (SOFTWARES) O software é um conjunto de instruções que colocadas numa seqüência lógica. por isso. este aparelho evita a sobrecarga ou as baixas de energia. ainda que tenha acabado a luz. São. mas utilizado em larga escala por empresas que temem queda de energia. Dessa forma. informa ao computador o que deve ser feito.

São funções básicas que o computador realiza. c) Software utilitário: São programas desenvolvidos com aplicações de dados que facilitam a operação do computador por parte do usuário. tornando-o utilizável. como por exemplo. Podem ser concorrentes (monousuários). mover.. que define o padrão de comportamento do equipamento. planilhas eletrônicas. vários usuários com mais de uma tarefa como o LINUX e UNIX. executa uma série de instruções comandadas pelo usuário. editores gráficos. renomear arquivo etc. ou seja. supervisionando o funcionamento de todo o sistema e administrando os recursos e facilidades do computador. como copiar. É o conjunto de programas voltado para a solução de problemas do usuário. tais como Folha de Pagamento. ou seja. Satisfazendo as necessidades de vários usuários. b) Sistema operacional: São programas que gerenciam todos os sistemas internos da máquina. etc. apagar. cartas comerciais e pessoais. localizando ou substituindo . f) Aplicativos de uso comum: São Programas que podem ser utilizados em vários tipos de aplicações diferentes. • Editor de texto: o editor de texto permite que o usuário produza documentos de modo rápido e eficiente. gerenciadores de banco de dados. tais como editores de texto. O software básico é orientado para a máquina e torna possível a operação e a própria programação do computador. informativos e panfletos. são os programas usados para permitir o funcionamento do hardware. relatórios e manuais. e) Aplicativos de uso específico: São aqueles que se destinam exclusivamente a um único tipo de aplicação. ou seja. ou seja. Contas a Pagar e etc. Contabilidade. O editor de textos fornece recursos poderosos que ajudam na edição de um documento de forma eficiente. realizar tarefas inerentes a ele. usuário com mais de uma tarefa como o DOS o Windows. satisfazendo um usuário específico.21 a) Software básico: É um conjunto de programas. d) Software aplicativo: São programas utilizados na automação das rotinas comerciais. industriais e científicas. ou podem ser multiusuário. tais como conhecer os seus periféricos.

Agenda). Os gerenciadores de dados mais populares são o Access. Word perfec etc. • Editoração eletrônica: os programas de editoração eletrônica ajudam ao usuário na criação de documentos complexos. Clipper. criar relatórios. Editor. As planilhas mais conhecidas são Ms-excel. Open Access (Banco de dados. As planilhas permitem a exibição de dados em forma de gráficos e oferecem vários recursos para melhorar a aparência da apresentação dos dados. Entre os softwares gerenciadores de gráficos estão o Print Máster. recuperam e comparam informações armazenadas. PhotoShop etc. O usuário pode utilizar diversas fórmulas para executar cálculos nos dados de uma planilha. livros. panfletos. • Planilhas eletrônicas: os programas de planilha podem ser utilizadas para criação de gráficos. . permitindo comunicação entre seus módulos de forma que os dados possam ser acessados pelo editor de texto ou pela planilha eletrônica.3. criar etiquetas. Chart etc. As aplicações mais comuns dos gerenciadores de banco de dados são armazenar dados. Editor e Planilha). classificam. Wordpad. • Integrados: softwares que realizam várias aplicações. Paradox. Quatro-PRO. analisar dados. folhetos.22 palavras. lotus 1. anuais. combinando texto e imagens na mesma página. Corel Draw. Fox-Pro. Planilha. • Gerenciadores gráficos: Os softwares gerenciadores gráficos são utilizados para desenhar gráficos e elaborar desenhos e diagramas. anúncios e revistas. Os programas mais conhecidos de editoração eletrônica são: Page Maker. Editor. • Gerenciamento de banco de dados: os gerenciadores de banco de dados organizam.2. Os editores de texto mais utilizados são o Ms-word. Paint. Planilha. Os mais conhecidos são: MS-Works (Banco de dados. Gráficos). cartas e envelopes. controlar finanças pessoais e relatórios financeiros. Ibm-Works (Banco de Dados. etc. verificando ortografia e muito mais. O usuário pode usar um software de editoração eletrônica para criar informativos.

scanner.) ________________________é a parte lógica de um sistema de computação.. Impressora.. Exemplo: teclado... Exemplos: Monitor. Quais são elas? 5) O que é Um sistema Operacional 6) O que é um vírus e como podemos nos prevenir contra eles? .23 Exercícios 1 1) O que é Informática? 2) Complete com o nome dos componentes básicos de um sistema de computação: ________________________é a parte física de um sistema de computação. Orientam o computador a executar as suas tarefas (programas). monitor. 3) Complete com o tipo de periférico: Os periféricos de ___________________enviam dados para o computador processar. mouse. São todos os elementos que podem ser identificados visualmente (teclado. 4) Podemos dividir o software em três categorias... mouse. Os periféricos de ___________________exibem os dados processados pelo computador.

rádio e satélite. 6. fibra óptica.2 Principais serviços a) Navegação Navegação. Entre cinqüenta e cem milhões de pessoas são usuários da Internet.1. no caso da Internet o protocolo principal utilizado é o TCP/IP. É como usar o sistema telefônico internacional – ninguém é dono ou controla o sistema como um todo. ele tem a facilidade de ser transportado em partes com encapsulamento de informações que são fragmentadas na sua origem e viajam pela rede até chegar em seu destinatário para que sejam novamente unidas e passadas ao usuário.1. 6.24 6 INTERNET 6. que ele funciona como uma grande rede. mas as conexões são feitas de tal maneira. linhas telefônicas. por isso foi escolhido como o protocolo ideal para Internet. equipamentos de comunicação em rede e servidores (Computadores que centralizam e distribuem informação para outros coputadores). Uma rede global de computadores que se comunicam usando uma linguagem comum.1 O que é internet? A Internet é a rede das redes. termo utilizado por utilizadores (internautas) da Internet significa a troca de uma página para outra por links colocados no código HTML. O meio de comunicação é feita normalmente por pulsos elétricos formando uma linguagem semelhante a uma lâmpada ligada e desligada que chamamos de linguagem binária (0 e 1) ou linguagem de computador (esse assunto foi visto no curso hardware).1 A estrutura Internet é formada por vários computadores interligados por cabos. ao . as informações são organizadas por pacotes de informações chamados de protocolos. Estas ligações possuem velocidades diferentes e estão em constante evolução. ligados por cabos.

• Está presente em todos os momentos da nossa vida. c) Troca de arquivos As trocas de informações através de arquivo foi outro beneficio obtido pelo uso da Internet. • ASC: Esta opção é usada quando a intenção for transferir arquivos em modo texto d) Informação • A informação é de vital importância. . nem todas as informações são corretas ou verdadeiras. textos diversos podem ser encontrados e referencias para vários assuntos. • Binária: Esta opção é usada quando a intenção for transferir arquivos que não sejam padrão texto.25 acessar endereços eletrônicos de qualquer tipo pode-se trocar de página através de Hiperlinks sendo levado para outras páginas. há troca de experiências em todos os níveis na internet. por ser utilizada pelo mundo inteiro podemos conhecer alguns aspectos culturais de países que provavelmente não conheceremos. b) Pesquisa Assuntos diversos são encontrados na Internet. o uso indevido do nome das personalidades é fato comum no conteúdo encontrado. como executáveis e imagens. a melhor forma e mais segura de se transportar arquivos pela rede é com o protocolo FTP (File Transfer Protocol) a transferência é feita em padrão BINÁRIA ou ASC possibilita a transferência de grande volume de dados pela rede conectando dois computadores de uma forma padronizada. é usado também o termo surfar para essa ida e vinda rede Internet. tanto para as pessoas como para as organizações. com isso tornou-se o principal meio de pesquisa para o meio acadêmico e profissionais. conhecendo novas páginas a cada clique. por isso é importante utilizar informações de Sites seguros e reconhecidos. mas há um perigo.

o meio mais fácil de se trocar informações em tempo real e com menor custo possível. como por exemplo: o computador. . porque constitui hoje. e) Internet – Rede das Redes • Nasceu em 1969 nos EUA • Primeiramente com Fins Militares • Depois para fins acadêmicos. ou seja. ou seja. escolares e de pesquisa. • Estamos cercados pelas tecnologias e pelas mudanças que elas introduzem no mundo. os terminais de bancos. é feito via Internet. • Um dos principais e mais difundidos meios de comunicação de informação na atualidade. • Extranet (redes Externas integram redes das empresas distantes bem como na Internet convencional) • Somente a partir de1987 ficou liberado para uso comercial. • A partir do conceito de Internet surgiram dois outros conceitos: • Intranet (redes Internas que utilizam a mesma Tecnologia da Internet).26 • A todo instante estamos enviando e recebendo informação e às vezes nem nos damos conta disto. • Atualmente as tecnologias da informação e comunicação (TIC) estão cada vez mais sendo desenvolvidas e difundidas. “quem tem informação tem poder”. o fax. • A tecnologia está determinando a competitividade e a velocidade dos negócios. o satélite. • A informação possui diversas formas de transmissão e quase todas utilizam tecnologias. • Isto é resultado do seu poder de alcance e rapidez de transmissão. • A informação tornou-se o grande diferencial de competição no terceiro milênio. palmtops. etc.

. de empresários a estudantes. a Internet passou dos usuários acadêmicos e especialistas em informática.27 O que essas redes têm m comum é o protocolo TCP/IP que permite que elas se comuniquem umas com as outras. E-mail. Tempo Gasto para Alcançar 50 Milhões de Habitantes. Mídia Rádio TV TV a Cabo Internet Anos 38 14 10 5 Embora a Internet venha funcionando muito mais como ferramenta de comunicação. As receitas geradas a partir da comercialização de produtos na rede aumenta ano após ano e já ameaça o comércio físico. . em muito menos tempo que outras mídias. fórum.. Para um espaço freqüentado pelos mais diversos tipos de pessoas. voip. Associada à evolução da tecnologia. chat. 50% das grandes empresas já fazem vendas de produtos e serviços através da Internet. Ressalta-se que a Internet alcançou o ambicionado status de meio de comunicação de massa.

Acesso a Net Facilitada. JET. Ex: Portal TERRA. bancos. roteiros e dicas de viagens). eficiência e com menor consumo de tempo. pois as empresas estão buscando formas de chegar ao consumidor que demanda rapidez. .2 Implicações da internet a) A partir da liberação do uso da Internet com fins comerciais. permite que compradores e vendedores possam se encontrar independente de tempo e espaço. Site das Lojas Americanas. TVN b) Portal: Site que reúne diversos sites relacionados. Ex: Site da UVA. d) Homepage: é a página inicial de um site. chat e sites de relacionamentos. Equipamentos Barateamento dos 6. jogos. d) Um dos melhores exemplos desta tecnologia nos negócios está no segmento turístico com vendas de pacotes e bilhetes aéreos online. UOL. PORTAL UOL).1. novidades. e) TI : Tecnologia da Informação f) TIC: Tecnologia da Informação e Comunicação g) CE: Comércio Eletrônico 6. inúmeros serviços vêm sendo oferecidos através da rede. além de atingir determinado público interessado em um assunto ou produto específico.3 Conceitos básicos a) Provedor: é a empresa que viabiliza aos usuários o acesso a internet. c) A Internet. correio eletrônico. Motivo: LAN House. c) Site: conjunto de informações organizadas e estruturadas na forma de páginas. compras. Ex: Terra. b) Mais recentemente ela vem sendo utilizada para comercialização de produtos.28 Que fazem pesquisas (notícias.

e) Outras utilizações: assinaturas de revistas. acesso a serviços e informações bancárias. hotéis e compra de ingressos através da rede. compra e venda de imóveis. difundindo principalmente: • Tabelas de Preços • Manuais de Procedimentos • Informações Sobre Políticas de Remuneração • Cadastro de Clientes • Troca de Dados entre Filiais • Análise de Desempenho . 6. venda de livros.2. 6. formação.2. carros. consultoria.2 Aplicações nas empresas a) Muitas empresas têm utilizado a rede como instrumento de administração interna. jornais e cds.29 bem como a possibilidade de reservas de vôos.1 Aplicações gerais a) Mais recentemente tem sido observada a utilização da rede com as seguintes finalidades: • Treinamento Online • Concessão de Crédito • Análise de Perfil (rastros) • Realização de Leilões (lances de produtos) • Recrutamento de mão de obra (head-hunter) • Pregões Eletrônicos de Bolsas de Valores.

cada vez mais.3 As empresas e a rede a) As páginas das empresas na Internet. como livros e CDs. b) Atualmente. no mínimo. ferramenta de marketing para ampliar o contato com os clientes. voltam-se. 7) Qual a diferença entre TI. superando o tradicional. 9) Mais recentemente tem sido observada a utilização da rede pelas empresas com quais finalidades. portal e site.30 6. já apresentam um expressivo nível de comercialização. fabricantes e fornecedores dos mais variados bens e serviços utilizam a Internet para divulgar seus produtos. Exercícios II 1) Porque a Informação tornou-se tão importante? 2) O que é Internet? O que permite com que as redes se comuniquem? 3) Quais foram às primeiras finalidades da Internet e quando ela começou a ser liberada para fins comerciais? 4) Qual a diferença entre Intranet e Extranet? 5) Quais os principais motivos pelo qual aumentou o número de utilizadores na rede mundial de computadores? 6) Qual a diferença entre provedor. no início eram institucionais. TIC e CE? 8) Diga pelo menos 5 tipos de utilizações para a Internet. . c) Alguns desses produtos. para os negócios e tornam-se.

b) Razões para adesão ao comércio eletrônico • Expansão do alcance de mercado • Aumento da visibilidade: quanto mais a sua empresa for conhecida mais chances de pessoas procurá-la para realização de negócios • Aumento nas vendas . incluindo as transações negócio a negócio. d) Na perspectiva dos negócios é a aplicação de tecnologia para a automação de transações de negócios e fluxos de dados. redes de computadores ou qualquer meio eletrônico. ou pagamentos por meio de linhas de telefone.31 7 COMÉRCIO ELETRÔNICO 7. b) Os processos podem ser realizados completa ou parcial. c) Na perspectiva das comunicações – o CE é a entrega de informações. produtos/serviços. negócio a consumidor. por influência dos EUA • Outro termo muito popular é o de negócios eletrônicos ou E-business • Os dois termos são distintos pois o e-business não envolve dinheiro e sim serviços e informações enquanto o e-commerce é a venda direta de produtos serviços e informações. e) Na perspectiva de on-line é a capacidade de comprar e vender produtos serviços e informações na Internet a) Diferenças importantes Comércio Eletrônico é popularmente chamado de • E-commerce. por meio da aplicação intensa das tecnologias de informação e comunicação. e intraorganizacional.1 Conceito a) Realização de negócios e prestação de serviços e venda de informações.

• Ainda há problemas nas entregas. • Ainda há muita resistência dos consumidores com relação a segurança nas transações online. • Fortalecer o relacionamento com o cliente • Reduzir os custos c) Vantagens do comércio eletrônico • Acessibilidade Global e Alcance de Vendas: as empresas podem expandir sua base de clientes e sua linhas de produtos. visto que a Internet pode ser acessada de qualquer lugar do mundo. Como por exemplo . • Relacionamento mais próximo ente empresas e fornecedores. (acaba com atendimento via telefone) • Fidelidade e Lealdade dos Clientes d) Desvantagens do comércio eletrônico • Maior competição e possibilidade de cartel • Plágio uma vez publicada a informação facilmente é copiada. ou conglomerados de empresas. • Delivery. • Maior tempo para comercialização : a internet é aberta 24 horas 7 dias por semana e 365 dias por ano. • Acesso rápido entre compra e produto. Como por Exemplo • Lojas Americanas. Hiper Bom Preço • Ou associam-se a shoppings virtuais. e) Como funciona o comércio de produtos através da internet • As empresas que atuam com o CE fazem seus próprios Web Sites de forma independente. nem todas as empresas entregam produtos a nível mundial. • Nem todo mundo tem acesso a computador e Internet.32 • Novos Serviços: prover serviços aos clientes e parceiros.

Portal Uol • Ambas as formas de aquisição de bens o cliente é capaz de obter uma grande quantidade de informações sobre o produto como por exemplo: Tamanho Preço Peso Fabricante Cores Quantidades Formas de pagamento Parcelamentos • A entrega das mercadorias aos compradores (delivery) pode ser feita pela própria loja ou por transportadora contratada. Fedex f) Infra-estrutura • O desenvolvimento e a implantação do comércio eletrônico envolvem empresas de diversos tipos e portes. transporte. • Empresas transportadoras.33 Submarino. GOL. • O frete depende da distância. e em alguns casos do valor do produto e na maioria dos casos ficam por conta do cliente. Portal Terra. até pequenas empresas de programação visual. Correios e Telégrafos. do volume. prestadoras de serviços de telecomunicações e de cartões de crédito. • Vão desde as grandes empresas de computadores. g) As etapas no comércio eletrônico • Apreciação da mercadoria: deve estar disponível no site o máximo de informações possíveis sobre o produto. fornecedoras de softwares para o comercio eletrônico. . etc.

pois não existe a preocupação com o tipo de mercadoria a ser recebida. Com a Internet qualquer pessoa pode participar dando o seu lance. • E-bay: www. pois na forma tradicional. por fax. como por exemplo: Tabelas.34 • Isso inclui imagens do produto. por cartão eletrônico ou por pagamento digital. h) Categorias de E-commerce • Inúmeros são as transações que podem ser realizadas através da Internet e a cada dia novos negócios surgem. os leilões na forma tradicional os leilões eram restritos a um local e a um determinado número de pessoas. para isso é necessário contar com parceiros nas regiões onde a empresa atua. regras de negócios e agentes inteligentes • Pagamento: esta etapa deve permitir que os produtos vendidos na web possam ser pagos por telefone 0800-XXXXXX. • E-Auctioning • Leilões digitais ganharam força na Internet. • Mas é necessário que qualquer forma de pagamento escolhida pelo consumidor tenha a segurança necessária para que os dados não sejam utilizados por pessoas de má fé. • Negociação: a etapa de negociação dentro do comércio eletrônico deve ser tratada com tecnologias apropriadas. • Entrega: a entrega da mercadoria no comércio eletrônico deve ser feita da maneira mais rápida possível. e descrição detalhada.ebay. essa etapa é contornada melhor.com . • No caso específico de marcas conhecidas no mercado.

Bradesco. • Outra vantagem foi a redução no número de pessoas nas agências físicas. • No Brasil a telefônica oferece esse tipo de serviço: www. bem como envio de correspondências. • No Brasil a maioria das agencias bancárias já prestam esse tipo de serviço: BB.35 i) E-banking • Esse tipo de serviço pode trazer comodiudade para os clientes que através de um site podem acessar suas contas da mesma maneira que um caixa automático (ATM .com.. • Com essa tecnologia foi possível otimizar o tempo e reduzir os custos com impressões.. l) E-learning • O aprendizado feito pela Internet pode ser bastante útil considerando a velocidade com que as informações têm mudado atualmente. .Automated Teller machine). • As listas telefônicas são os exemplos mais comuns encontrados. j) E-Directories • Essa categoria de e-business é representado pelos catálogos que tem como objetivo fazer com que determinado serviço ou produto seja encontrado facilmente. • Com a Internet aumenta o acesso e quebra as barreiras de tempo e espaço. Itaú.telesp.br k) E-Engineering • São programas que permitem com que engenheiros possam trabalhar colaborativamente a distância.

• Falta de materiais de pessoal. • Com a Internet as possibilidades aumentaram e os lucros triplicaram. falta de alimentos para a cozinha industrial. . pósgraduação e extensão. • Realizar jogadas em máquinas de caça níquel bem como interagir com outros jogadores em mesas de carteado. • O marketing tradicional focava um grupo de pessoas em particular na qual a empresa queria atingir. pois a informação passou a ser distribuída a um número maior de pessoas. m) E-Marketing • O marketing foi uma das áreas que mais se diversificaram com o surgimento da Internet. o) E-procuremente • Esta categoria de e-business tem como objetivo reduzir os gastos das compras rotineiras de materiais que são importantes para o funcionamento da empresa. • Geralmente os cassinos digitais têm seu servidor localizado em países em que o jogo é legalmente permitido. mas que não estão necessariamente ligados aos produtos e serviços oferecidos pela própria empresa.36 • Algumas faculdades no Brasil oferecem 30% das disciplinas a distância bem como cursos inteiramente a distância de graduação. n) E-Gambling • Apesar de ser proibido em muitos países já é possível acessar a uma gama variada de cassinos online.

pode recrutar profissionais em diferentes partes do mundo. • Envolvendo troca de mercadorias. vídeo e áudio.37 p) E-recruiting • Algumas empresas estão utilizando esta nova ferramenta para recrutar candidatos a determinadas vagas. • Com esta inovação deixa de ser necessário a aquisição de um vídeo game. • Estas atividades normalmente são executadas em intranets. • O diferencial é que o recrutamento online é feito através de um site ou plataforma. serviços ou informações. . • Neste sentido tantos os pais quanto os filhos podem se divertir sem sair de casa. r) Intra-Business • É a modalidade de CE que é realizada no ambiente interno das organizações. produtos corporativos para empregados e treinamento online. q) E-entreteniment • Venda de jogos e permissões de acesso a jogos e diversões eletrônicas. • Utiliza recursos como chat.

38

Exercício II

1. O que é comércio eletrônico?

2. Qual a diferença Básica entre e-commerce e e-business?

3. Cite 3 razões para adesão ao comércio eletrônico.

4. Cite 4 vantagens do comércio eletrônico.

5. Cite 4 desvantagens do comércio eletrônico.

6. Explique como funciona o comércio de produtos através da Internet?

7. Como ocorrer a entrega dos produtos aos consumidores?

8. Como é a infra-estrutura do comercio eletrônico?

9. Cite e explique 4 categorias de e-commerce.

8 MODELOS DE NEGÓCIOS NA INTERNET

Modelos de negócio são as diversas formas de empreendimentos que podem utilizar a Internet como canal de comercialização. Como uma lista completa de modelos de negócio poderia se tornar quilométrica, na medida em que qualquer serviço ou produto existente pode ser comercializado via Internet, sistematizamos todas essas alternativas em três

grandes grupos: Comerciante, Corretagem e Publicidade com suas respectivas variantes.

a) Comerciante: modelos de negócios que envolvem a comercialização de serviços ou produtos tangíveis/digitais para pessoas físicas (etailers) ou jurídicas. Pode ser um negócio totalmente baseado na

Internet ou com reforço de uma loja tradicional.

39

Variantes Comércio Misto Modelo

DESCRIÇÃO de Negócio

EXEMPLO tradicional www.livrariasaraiva.com.br

baseado em instalações físicas e que utiliza a rede como mais um canal de comercialização para os seus produtos.

Comércio virtual

Comercialização de produtos/serviços exclusivamente pela Internet Comercialização de produtos digitais

www.submarino.com.br

Comércio virtual puro

ou serviços cuja entrega seja realizada www.symantec.com.br pela própria Internet. É a forma mais www.weblinguas.com.br pura de Comércio Eletrônico uma vez que todo o processo do negócio é on-line. Empresas que

realizado

vendem software, musica ou cursos on-line são exemplos. Mercantil Empresas que vendem produtos ou www.quickpack.com.br serviços para outras empresas

utilizando-se a Internet como canal de comercialização Mercantil direto Modelo de negócio de empresas www.caloi.com.br

produtoras de mercadorias que se utilizam da web como canal direto de venda para o consumidor final,

eliminando total ou parcialmente os intermediários.

b) Corretagem: modelos de negócios dos chamados facilitadores de negócios na Internet. São sites que facilitam e estimulam a realização de transações, através da manutenção de um ambiente virtual, que coloca em contato e aproxima os fornecedores e os potenciais compradores.

40

Variantes Shopping Virtual

DESCRIÇÃO

EXEMPLO

Site que reúne diversas lojas virtuais. www.sebraecenter.co Receita é obtida através de uma taxa m.br mensal + comissão sobre as vendas www.shopfacil.com.br realizadas ou pagamentos por anúncios. Ambiente virtual que possibilita a oferta de

Leilões on-line

mercadorias e a realização de lances até www.superbid.net se chegar a a melhor oferta disponível. A www.mercadolivre.co Receita é obtida através de taxas de m.br cadastramento + comissão no caso de empresas (B2B) ou comissão sobre venda no caso de pessoas físicas (C2C). Possui variantes como o Leilão reverso, onde os vendedores é que fazem os lances, e o menor preço ofertado leva o pedido. Possibilita a interação entre empresas do

Portal Vertical

mesmo setor de negócio e incentiva a realização de transações através de www.terra.com.br

negociação direta ou leilões. Variantes: WWW.uol.com.br Comunidades de Negócios, onde além das transações existem um grande fluxo de informação e orientação aos membros da comunidades, como boletins, diretórios de fornecedores. classificados, ofertas de empregos, entre outros; Agregador de compras, que reúne os compradores para obter maior volume e melhor negociação nas compras.

c) Publicidade: modelos de negócios que utilizam o

conceito das

emissoras de TV e Radio o chamado “Broadcasting”. Oferecem produtos e serviços, gratuitamente, como informação ou

41

entretenimento e geram um grande volume de tráfego e obtém receita através de anunciantes que desejam atingir esse público. Variantes Portais genéricos DESCRIÇÃO São os grande portais de acesso a Internet. Embora a maioria dos portais já não utiliza a gratuidade em sua forma pura e cobra pelo acesso, ainda existem grandes portais gratuitos. Sites especializados em determinado Portais especializados público ou segmento de mercado. www.maisde50.com.br Geram menos volume de tráfego que os portais genéricos, mas com um perfil de público mais concentrado, o que é valorizado pelos anunciantes. Gratuidade Sites oferecem algum serviço/produto gratuitamente para gerar volume de tráfego. É o caso típico dos www.yahoo.com.br www.hotmail.com EXEMPLO www.hpg.com.br

mecanismos de busca e serviços de correio eletrônico.

8.1 Tipos de E-commerce

a) Business to Consumer – B2C

Business to consumer (B2C) é o segmento dentro do comércio eletrônico que abrange qualquer transação em que uma companhia ou organização vende seus produtos ou serviços para as pessoas que navegam pela Internet. Esse segmento se assemelha muito com as lojas que fazem venda direta ao consumidor (varejo) através de catálogos. O segmento B2C se apresenta tipicamente na Web na forma de lojas virtuais onde o consumidor pode navegar no site da loja e adquirir bens ofertados pelo site. Alguns exemplos de lojas virtuais do segmento B2C são:

barnesandnoble. Gol linhas aéreas (www. gerir todos os seus benefício ou até utilizar processos de gestão dos funcionários (faltas. pedir material para sua área. por exemplo. c) Consumer to Consumer – C2C C2C (do inglês Consumer to Consumer) é uma referência ao comércio eletrônico que se desenvolve entre usuários particulares da Internet.br).). Tem por objetivo de ser uma área central de relacionamento com a empresa.ingressofacil. por exemplo.com). Itaú (www.br)..com. Barnes & Noble (www.bradesco. Sodiler (www. Bradesco (www.. avaliações. \Ainda existem as .com.tam.amazon. isto é. Ingresso Fácil (www. sem intermediários.com. • Venda de serviços bancários – Banco do Brasil (www.br). inscrições em treinamentos.br).42 • Livrarias virtuais – Amazon (www.com. Através dele os funcionários podem.com.br).voegol. Aqui o comércio de bens ou serviços não envolve produtores e sim consumidor final com consumidor final. de empresa para empresa.com.br). • Venda de passagens aéreas – Tam (www.sodiler.br).com. Os exemplos comuns de B2G são licitações e compras de fornecedores.br).B2B E o nome dado ao comércio eletrônico sem prejuízo de outros em que participem. e) B2E (Business-to-Employee) Normalmente relacionado aos portais (intranets) que atendem aos funcionários. entidades públicas ou governamentais. • Venda de ingressos de cinema e teatro – Ingresso (www.bb.itau.com). d) B2G (Business to Governement) São as transações entre empresa e governo.com.ingresso. b) Business to Business .

e diversas outras. compras. coloca no carrinho de compras e passa no caixa para realizar o pagamento. onde o cliente visualiza e escolhe seu produto. que é programado para realizar processos de compra. treinamento de funcionários. relações com fornecedores. Nas lojas virtuais. nem todo site vende produtos ou serviços on-line. Nas lojas virtuais não há necessidade da presença física nem do comprador. Esses sites não são considerados lojas virtuais. a relação ocorre entre um comprador e um computador localizado em qualquer lugar do planeta. Partindo-se da premissa que os produtos são de interesse do visitante e estão sendo oferecidos a um preço justo. tais como divulgação institucional. pouco tempo depois do surgimento da Web. vai se sentir motivado para realizar a compra. nem do vendedor. quiçá. nem todo site é uma loja virtual. Existem inúmeras outras funções desempenhadas pelos sites além da venda direta. a decisão de compra vai depender da qualidade da loja virtual em . num processo totalmente on-line.43 siglas invertidas como G2B e C2B que representam a inversão de quem vende e quem compra e variações como E2E e G2G que completam os relacionamentos possíveis.2 A Importância das lojas virtuais As lojas virtuais desempenham um papel estratégico para qualquer negócio na Internet. tendo em vista que lojas virtuais são sites de e-commerce. e são a face visível de uma verdadeira revolução no comércio. 9. tampouco. 9 LOJAS VIRTUAIS A venda pela Internet e as lojas virtuais surgiram em meados dos anos 90. necessitam da mercadoria no momento da transação. 9.1 Conceito Muito embora toda loja virtual seja um website. ou seja. lojas virtuais não necessitam do manuseio de papel moeda e. É nas lojas virtuais que o visitante será apresentado aos produtos e.

Na Internet esse princípio também é válido mas é importante se precaver para minimizar o risco. tanto assim que nas lojas tradicionais existe uma margem de perdas considerada aceitável pelos comerciantes. lojas virtuais são uma série de sistemas que vão interagir com o usuário.3 A estrutura das lojas virtuais A rigor.5 Lojas virtuais e segurança nas transações No mundo de cimento. mas suas lojas virtuais deverão estar no ar atendendo seus clientes. dando respostas ágeis e eficientes aos usuários 365 dias por ano. preferencialmente. segurança e facilidade de navegação encontrada. costuma-se dizer que nada é 100% seguro.4 A hospedagem das lojas virtuais O correto funcionamento das lojas virtuais. de tal forma que ele possa realizar ações que. Mesmo porque.44 transmitir informações precisas ao comprador. o custo desse tipo de serviço está bem acessível no Brasil. Os problemas que ocorrem com mais freqüência no caso das lojas virtuais são a Clonagem da loja. culminem com uma compra. . 9. 24 horas por dia. além da confiabilidade. Não vale a pena economizar aqui. 9. Problemas que são evitados com a certificação do site. graças a grande concorrência de fornecedores de infraestrutura. 24 hs por dia. Você pode estar em um barco no Caribe comemorando o reveillon. Esses sistemas podem ser adquiridos de terceiros ou desenvolvidos internamente. mas é fundamental que funcionem a contento. 9. encriptação das informações e outras medidas de segurança já acessíveis ao empreendedor na Internet. 360 dias por ano depende primordialmente de um bom provedor de serviços de hospedagem. Invasão de sistemas e acesso a informações sigilosas.

quanto mais opções de pagamento houver. assim como no comércio tradicional.6 Parceiros financeiros e meios de pagamento As Lojas Virtuais devem disponibilizar aos seus clientes diversas opções de pagamento. o boleto bancário e o cartão de crédito são os dois meios mais disponibilizados pelos lojistas. A disponibilidade diz que os serviços/recursos do sistema estão disponíveis sempre que forem necessários. 2) Quais as principais vantagens e desvantagens do e-commerce? 3) Dentro do e-business. A confidencialidade diz que a informação só está disponível para aqueles devidamente autorizados. existem considerações relacionadas a custos durante a montagem dos sistemas de pagamento e a escolha do banco e operadora de cartões que devem ser consideradas pelo lojista Exercício III 1) Qual a diferença entre e-business e e-commerce? Cite 4 Categorias de ecommerce ou e-business. Tradicionalmente. A integridade diz que a informação não é destruída ou corrompida e o sistema tem um desempenho correto. melhor para os clientes. . Na venda pela Internet. quais as principais utilidades da Internet para as organizações? 4) Quais os fatores que devem ser observados antes de iniciar seu negócio no comércio eletrônico? 10 SEGURANÇA DE COMPUTADORES E REDES Um computador (ou sistema computacional) é dito seguro se este atende a três requisitos básicos relacionados que o compõem: confidencialidade.45 9. integridade e disponibilidade. porém.

armazenamento de dados sejam eles pessoais ou comerciais etc. tais como: • Transações financeiras sejam elas bancárias ou mesmo compra de produtos e serviços. Seu computador deixasse de funcionar. por ter sido comprometido e arquivos essenciais do sistema terem sido apagados. comunicação. provavelmente. Sua conta de acesso a Internet fosse utilizada por alguém não autorizado. c) Disponibilidade: o seu provedor sofre uma grande sobrecarga de dados ou um ataque de negação de serviço e por este motivo você fica impossibilitado de enviar sua declaração de Imposto de Renda à Receita Federal. • Por que devo me preocupar com a segurança do meu computador? • É importante que você se preocupe com a segurança de seu computador.1 Violações Alguns exemplos de violações a cada um desses requisitos são: a) Confidencialidade: alguém obtém acesso não autorizado ao seu computador e lê todas as informações contidas na sua declaração de Imposto de Renda. não gostaria que: Suas senhas e números de cartões de crédito fossem furtados e utilizados por terceiros. Seus dados pessoais. por exemplo. etc. d) Por que devo me preocupar com a segurança do meu computador? Computadores domésticos são utilizados para realizar inúmeras tarefas. pois você. fossem alterados. destruídos ou visualizados por terceiros. através de e-mails. momentos antes de você enviá-la à Receita Federal. . ou até mesmo comerciais.46 10. b) Integridade: alguém obtém acesso não autorizado ao seu computador e altera informações da sua declaração de Imposto de Renda.

1 Por que alguém iria querer invadir meu computador? A resposta para esta pergunta não é simples. para acessar a Internet se fazendo passar por você. serve para autenticar o usuário. ou seja. 10. i) Furtar dados do seu computador. Os motivos pelos quais alguém tentaria invadir seu computador são inúmeros. Alguns destes motivos podem ser: a) Utilizar seu computador em alguma atividade ilícita.2 Senhas a) Uma senha (password) na Internet. d) Disseminar mensagens alarmantes e falsas. informações do seu Imposto de Renda. ou em qualquer sistema computacional. como por exemplo. . ela poderá utilizá-la para: • Ler e enviar e-mails em seu nome. para esconder a real identidade e localização do invasor.1. assegurando que este é realmente quem diz ser.47 10. f) Propagar vírus de computador. h) Furtar a senha da conta de seu provedor. g) Furtar números de cartões de crédito e senhas bancárias. é utilizada no processo de verificação da identidade do usuário. • Esconder sua real identidade e então desferir ataques contra computadores de terceiros. • Obter informações dos dados armazenados em seu computador. b) Se uma outra pessoa tem acesso a sua senha. tais como números de cartões de crédito. e) Ler e enviar e-mails em seu nome. b) Utilizar seu computador para lançar ataques contra outros computadores. c) Destruir informações (vandalismo).

sobrenomes. minúsculas. números e sinais . a senha merece consideração especial. Normalmente os sistemas diferenciam letras maiúsculas das minúsculas. Existem softwares que tentam descobrir senhas combinando e testando palavras em diversos idiomas e geralmente possuem listas de palavras (dicionários) e listas de nomes (nomes próprios. números de telefones e datas deverão estar fora de sua lista de senhas. c) O que não se deve usar na elaboração de uma senha? Nomes. placas de carros. sendo que uma regra muito importante é jamais utilizar palavras que façam parte de dicionários. Esses dados podem ser facilmente obtidos e uma pessoa mal intencionada. além de conter muitas repetições de letras. possivelmente. e) Como elaborar uma boa senha? Quanto mais "bagunçada" for a senha melhor. deve ser fácil de lembrar. números e símbolos).48 • Portanto. Assim. afinal ela é de sua inteira responsabilidade. utilizaria este tipo de informação para tentar se autenticar como você. deve ser simples de digitar e. • Dica Existem várias regras de criação de senhas. tente misturar letras maiúsculas. Por exemplo. números de documentos. pois mais difícil será descobrí-la. "pAraleLepiPedo" e "paRalElePipEdo" são senhas diferentes. d) O que é uma boa senha? Uma boa senha deve ter pelo menos oito caracteres (letras. são senhas fáceis de descobrir utilizando softwares para quebra de senhas. músicas. o mais importante. etc. Entretanto. filmes. pois não possuem números e símbolos. o que já ajuda na composição da senha.).

• Lembre-se Vale ressaltar que se você tiver dificuldades para memorizar uma senha forte. disponibilizam funcionalidades para alterar senhas e use regularmente tais funcionalidades. procure trocá-la com a maior urgência possível. Senhas geradas desta maneira são fáceis de lembrar e são normalmente difíceis de serem descobertas. Uma regra realmente prática e que gera boas senhas difíceis de serem descobertas é utilizar uma frase qualquer e pegar a primeira. Caso você não possa escolher sua senha na hora em que contratar o serviço. Procure utilizar serviços em que você possa escolher a sua senha. • Cuidados Portanto. Uma sugestão é que você realize tais trocas a cada dois ou três meses.49 de pontuação. segunda ou a última letra de cada palavra • Exemplo Por exemplo. usando a frase "batatinha quando nasce se esparrama pelo chão" podemos gerar a senha "!BqnsepC" (o sinal de exclamação foi colocado no início para acrescentar um símbolo à senha). ou outro. do que optar pelo uso de senhas fracas. . é preferível anotá-la e guardá-la em local seguro. procurando evitar períodos muito longos. conta bancária. quer seja o acesso ao seu provedor. alguns dos principais cuidados que você deve ter com suas senhas são: Certifique-se de não estar sendo observado ao digitar a sua senha. e-mail. Com que freqüência devo mudar minhas senhas? Você deve trocar suas senhas regularmente. Procure identificar se os serviços que você utiliza e que necessitam de senha.

3 Cookies Cookies são pequenas informações que os sites visitados por você podem armazenar em seu browser. Estes são utilizados pelos sites de diversas formas. Certifique-se que seu provedor disponibiliza serviços criptografados. stands de eventos. A execução deste aplicativo apresenta uma tela análoga àquela que você utiliza para ter acesso a conta bancária. Na mensagem ele diz que o serviço de Internet Banking está apresentando algum problema e que tal problema pode ser corrigido se você executar o aplicativo que está anexado à mensagem. em LAN houses. Na verdade. quando você escolhe o que quer que seja mostrado nas páginas. principalmente para aqueles que envolvam o fornecimento de uma senha 10. d) manter a lista das páginas vistas em um site. aguardando que você digite sua senha. Não utilize computadores de terceiros (por exemplo. . para estatística ou para retirar as páginas que você não tem interesse dos links. tais como: a) guardar a sua identificação e senha quando você vai de uma página para outra. onde o remetente é o gerente ou alguém em nome do departamento de suporte do seu banco. c) personalizar sites pessoais ou de notícias. • Típicos Ataques Exemplo 1: você recebe uma mensagem e-mail. b) manter listas de compras ou listas de produtos preferidos em sites de comércio eletrônico.50 Não forneça sua senha para qualquer pessoa. este aplicativo está preparado para furtar sua senha de acesso a conta bancária e enviá-la para o atacante. cybercafes. etc) em operações que necessitem utilizar suas senhas. em hipótese alguma.

• worms e bots. um atacante conectado à Internet.1 Vulnerabilidade Vulnerabilidade é definida como uma falha no projeto. relacionando tais atividades ao seu nome. então. Exemplo 3: algum desconhecido liga para a sua casa e diz ser do suporte técnico do seu provedor. • backdoors. Na literatura de segurança o termo malware também é conhecido por "software malicioso". Nesta ligação ele diz que sua conexão com a Internet está apresentando algum problema e. Existem casos onde um software ou sistema operacional instalado em um computador pode conter uma vulnerabilidade que permite sua exploração remota. pede sua senha para corrigí-lo. Alguns exemplos de malware são: • vírus. pode obter acesso não autorizado ao computador vulnerável 10. resulta na violação da segurança de um computador. dizendo que seu computador está infectado por um vírus. ou seja. mas sim permitir que alguém tenha acesso ao seu computador e a todos os dados nele armazenados. Caso você entregue sua senha. utilizando a sua conta de acesso a Internet e. para eliminar o vírus de seu computador. A mensagem sugere que você instale uma ferramenta disponível em um site da Internet.3. portanto.3. ao explorar tal vulnerabilidade.2 Códigos maliciosos (Malware) Código malicioso ou Malware (Malicious Software) é um termo genérico que abrange todos os tipos de programa especificamente desenvolvidos para executar ações maliciosas em um computador. 10. através da rede. quando explorada por um atacante. . este suposto técnico poderá realizar uma infinidade de atividades maliciosas.51 Exemplo 2: você recebe uma mensagem de e-mail. A real função desta ferramenta não é eliminar um vírus. Portanto. implementação ou configuração de um software ou sistema operacional que.

• Abrir arquivos do Word. DVDs. tais como: • Abrir arquivos anexados aos e-mails. isto é.52 • cavalos de tróia. .4 Vírus Vírus é um programa ou parte de um programa de computador. até alterar ou destruir programas e arquivos do disco. desde mostrar uma mensagem de "feliz aniversário". • Abrir arquivos armazenados em outros computadores. quando ele é ligado. através do compartilhamento de recursos. CDs. a) Como um vírus pode afetar um computador? Normalmente o vírus tem controle total sobre o computador. O vírus depende da execução do programa ou arquivo hospedeiro para que possa se tornar ativo e dar continuidade ao processo de infecção. podendo fazer de tudo. b) Como o computador é infectado por um vírus? Para que um computador seja infectado por um vírus. • Ter alguma mídia removível (infectada) conectada ou inserida no computador. • keyloggers e outros programas spyware. que se propaga infectando. etc. pen drives. Isto pode ocorrer de diversas maneiras. Excel. • Instalar programas de procedência duvidosa ou desconhecida. de disquetes. etc. é preciso que um programa previamente infectado seja executado. normalmente malicioso. 10. obtidos pela Internet. • rootkits. inserindo cópias de si mesmo e se tornando parte de outros programas e arquivos de um computador.

53 c) Cavalos de Tróia Conta a mitologia grega que o "Cavalo de Tróia" foi uma grande estátua. Na informática. álbum de fotos. Daí surgiram os termos "Presente de Grego" e "Cavalo de Tróia". Spyware. durante a noite. para permitir que um atacante tenha total controle sobre o computador. c) Adware e Spyware Adware (Advertising software) é um tipo de software especificamente projetado para apresentar propagandas. por sua vez. é o termo utilizado para se referir a uma grande categoria de software que tem o objetivo de monitorar atividades de um sistema e enviar as informações coletadas para terceiros. normalmente recebido como um "presente" (por exemplo. . etc). • Alteração ou destruição de arquivos. abriram os portões da cidade possibilitando a entrada dos gregos e a dominação de Tróia. que além de executar funções para as quais foi aparentemente projetado. utilizada como instrumento de guerra pelos gregos para obter acesso a cidade de Tróia. constituindo uma forma legítima de patrocínio ou retorno financeiro para aqueles que desenvolvem software livre ou prestam serviços gratuitos. Algumas das funções maliciosas que podem ser executadas por um cavalo de tróia são: • Furto de senhas e outras informações. Um exemplo do uso legítimo de adwares pode ser observado no programa de troca instantânea de mensagens MSN Messenger. também executa outras funções normalmente maliciosas e sem o conhecimento do usuário. jogo. seja através de algum outro programa instalado em um computador. como números de cartões de crédito. Em muitos casos. seja através de um browser. cartão virtual. A estátua do cavalo foi recheada com soldados que. um cavalo de tróia (trojan horse) é um programa. protetor de tela. • Inclusão de backdoors. os adwares têm sido incorporados a softwares e serviços.

caso contrário poderá não detectar os vírus mais recentes. fazendo com que o vírus seja executado. ele infecta arquivos e programas e envia cópias de si mesmo para os contatos encontrados nas listas de endereços de e-mail armazenadas no computador do usuário. f) O que é um vírus propagado por e-mail? Um vírus propagado por e-mail normalmente é recebido como um arquivo anexado à uma mensagem de correio eletrônico. entrando em atividade em datas específicas.54 Existem adwares que também são considerados um tipo de spyware. pois são projetados para monitorar os hábitos do usuário durante a navegação na Internet. Algumas das medidas de prevenção contra a infecção por vírus são: • Instalar e manter atualizados um bom programa antivírus e suas assinaturas. direcionando as propagandas que serão apresentadas. É importante ressaltar que o antivírus e suas assinaturas devem estar sempre atualizados. Quando este tipo de vírus entra em ação. Ainda existem outros tipos que permanecem inativos durante certos períodos. e) Um computador pode ser infectado por um vírus sem que se perceba? Sim. infectando arquivos do disco e executando uma série de atividades sem o conhecimento do usuário. g) Como posso saber se um computador está infectado? A melhor maneira de descobrir se um computador está infectado é através dos programas antivírus. Existem vírus que procuram permanecer ocultos. . h) Existe alguma maneira de proteger um computador de vírus? Sim. O conteúdo dessa mensagem procura induzir o usuário a clicar sobre o arquivo anexado.

• Cuidados com dados pessoais em páginas Web. certifique-se que ele foi verificado pelo programa antivírus. • Evitar disponibilizar dados sobre o seu computador ou sobre os softwares que utiliza. data de aniversário. por exemplo. horário que foi ao caixa eletrônico.55 • Desabilitar no seu programa leitor de e-mails a auto-execução de arquivos anexados às mensagens. • Evitar disponibilizar seus dados pessoais ou de familiares e amigos (email. • Verificar com seu provedor ou com o administrador da rede se é utilizado algum software de filtragem no servidor de e-mails. i) SPAM • Considerar a utilização de um software de filtragem de e-mails. hora que saiu e voltou para casa. mesmo que venham de pessoas conhecidas. Caso seja necessário abrir o arquivo. etc). blogs e sites de redes de relacionamentos. etc). para garantir a segurança das mensagens armazenadas no disco. endereço. • Evitar fornecer informações sobre o seu cotidiano (como. telefone. • Certificar-se que seu programa leitor de e-mails grava as mensagens criptografadas. i) Cuidados de Privacidade • • E-mails Utilizar criptografia sempre que precisar enviar um e-mail com informações sensíveis. . • Evitar responder a um spam ou enviar um e-mail solicitando a remoção da lista. • Não executar ou abrir arquivos recebidos por e-mail ou por outras fontes. data de uma viagem programada.

Qual a diferença entre um cavalo de tróia e um SPAM? 4. • Caso você tenha comprado um aparelho usado. Exercício IV 1. principalmente àquelas sobre segurança. 2. • Sobrescrever os dados do disco rígido antes de vender ou se desfazer do seu computador usado. PDAs e outros aparelhos com bluetooth.56 • Nunca fornecer informações sensíveis (como senhas e números de cartão de crédito). antes de inserir quaisquer dados. • Manter o bluetooth do seu aparelho desabilitado e somente habilite-o quando for necessário. principalmente se for um notebook. j) Cuidados com os dados armazenados em um disco rígido • Criptografar todos os dados sensíveis. O que é uma senha? O que deve ser levado em consideração na elaboração de uma boa senha? 3. restaurar as opções de fábrica e configurá-lo como no primeiro item. a menos que esteja sendo realizada uma transação (comercial ou financeira) e se tenha certeza da idoneidade da instituição que mantém o site. • Ficar atento às notícias. • Cuidados com telefones celulares. para evitar que possua vulnerabilidades. • Aplicar todas as correções de segurança que forem disponibilizadas pelo fabricante do seu aparelho. Cite três formas de infecção de um computador com vírus. Qual a diferença entre adware e spayware? . veiculadas no site do fabricante do seu aparelho.

The Web 2. Information and communication technology.0. Palavras-Chave: Web 2. Don Joaquim. in the same way as the use of some Web 2.0. Portugal Rua dos Ipês.0 to Web 2.0.br Roberto de Fino Bentes Mestre em Engenharia da Produção (Mídia e Conhecimento) Professor do ICSP/FESP e UFPR Rua Paulo Gorski. The same concept happens with Web 1. A Web 2. no uso da Internet e dos recursos disponíveis através da filosofia da Web 2.0 NAS ORGANIZAÇÕES: VANTAGENS E CONTEXTOS DE UTILIZAÇÃO WEB 2. É apresentada a relevância da informação nos últimos tempos para as organizações e a necessidade da inovação e mudança nos paradigmas no que tange a utilização de tecnologia de informação e comunicação nas empresas. nets of collaborative basis João Batista Bottentuit Junior Doutorando em Educação (Especialização em Tecnologia Educativa) Investigador do Centro de Investigação em Educação da Universidade do Minho.0 para Web 2. n°100 Ed. 1101 81210-220 Curitiba – PR Brasil bentes@ufpr. Tecnologia da Informação e Comunicação.0 TOOLS AT ORGANIZATIONS: ADVANTAGES AND USING CONTEXTS RESUMO O presente artigo centraliza esforços no fato de que não se pode mais pensar nas organizações sem lembrar das tecnologias. many of which are being used by the majority of companies will be demonstrate along with its advantages.0 consists of numerous tools.Jardim Renascença. ABSTRACT The following article centralizes on the fact that you can no think on business without thinking about technology. dentre as quais são apresentadas algumas que mais estão sendo utilizadas no contexto empresarial e suas vantagens para utilização nas organizações. Key Words: Web 2.br Luciene Ferreira Iahn Mestre em Engenharia da Produção (Mídia e Conhecimento) Professora do ICSP/FESP Rua General Carneiro.0. redes de base colaborativa.0. suas características e utilização em favorecimento das organizações.0.57 Leitura Recomendada AS FERRAMENTAS DA WEB 2.com. Apto-202 .0. Assim como a mudança da Web 1. Internet and the resources available through the philosophy of Web.0 é composta de uma série de ferramentas.0 tools. 2. da mesma forma que algumas experiências de utilização das ferramentas da Web 2.br . 65075-200São Luis – MA – Brasil jbbj@terra. The information presented will be relevant to what has occurred in the last few years and it will show the need for business to stay up to date on technological changes and innovations that can assist the organization’s forms of communication throughout the companies worldwide. 216 80060-150 Curitiba – PR Brasil luciene@fesppr. their characteristics and how they utilize their tools in favor of the organization’s needs.

por exemplo. isto é resultado do seu poder de alcance e rapidez de transmissão. os fóruns de discussão aparecem como as ferramentas mais usadas nos processos intensivos de comunicação”. (SILVA & VARVAKIS. p. A todo instante estamos enviando e recebendo informação e às vezes nem nos damos conta disto. porque constitui hoje. p. 2003). ou seja.para acesso a correio eletrônico e internet. Porém um dos principais e mais difundidos meios de comunicação de informação na atualidade. como por exemplo: o computador. tanto para as pessoas como para as organizações. online) 3 “A principal versão é de que Jorn Barger – autor de um dos primeiros FAQs teria sido o primeiro usuário de um Blog e que este era um espaço utilizado para descrever sites pessoais atualizados frequentemente com comentários e links”. os gastos com interurbanos e chamadas de longa distância caem verticalmente.106). A sociedade está em constante mutação devido à influência das TIC na nossa forma de pensar e agir. como o e-mail. palmtops1. online) 4 “Com o VoIP. o satélite. dotado de grande capacidade computacional. e programas de voz sobre IP Palmtop: é um computador de dimensões reduzidas. facilitou principalmente a forma como as pessoas se comunicam. o fax. segundo Soares (2004.58 INTRODUÇÃO A informação é de vital importância. A Internet tornou-se uma necessidade no mundo em que vivemos e as organizações devem ter consciência de que é através dela que os colaboradores falam com o mundo.12) “quem tem informação tem poder”. é feito via Internet. 2006. Estamos cercados pelas tecnologias e pelas mudanças que elas introduzem no mundo. 1 . pois está presente em todos os momentos da nossa vida.wi-fi . 2 “O e-mail. como por exemplo: a carta vem perdendo cada vez mais espaço para o e-mail. Esta ferramenta vem tornando o fluxo de trabalho cada vez mais fácil (MOREIRA & PON. com possibilidade de interconexão com um computador pessoal e uma rede informática sem fios . A informação tornou-se o grande diferencial de competição no terceiro milênio. 2005)2. 2006. os terminais de bancos. 2003. (PEREIRA. Atualmente as tecnologias da informação e comunicação (TIC) estão cada vez mais sendo desenvolvidas e difundidas. A voz percorre a internet da mesma forma que ocorre com os dados eletrônicos. A informação possui diversas formas de transmissão e quase todas utilizam tecnologias. online)3. Ela reduziu a burocracia e aumentou a rapidez nas transações. etc. o meio mais fácil de se trocar informações em tempo real e com menor custo possível (BOTTENTUIT JUNIOR. os sites pessoais agora se tornaram blogs (PEREIRA. O Skype e similares. o telefone está sendo substituído por aplicativos de mensagens instantâneas4. cumprindo as funções de agenda e sistema informático de escritório elementar. agora os debates dão lugar aos fóruns online (SILVA & VARVAKIS. 2005.

& Stobbe. Estes atores podem ser papéis. trocas econômicas. online) Estes aplicativos quando introduzidos nas organizações trazem benefícios5. online). (JÜCH. 7 “One area suited to the use of blogs is internal communication. não apenas para o exercício das atividades administrativas. Os seus laços podem basear-se na conversação. 2000. work made easier. 2002.g. autoridade. p. Laquey & Ryer 2000). e principalmente.0. while adders’ contribution frequency was affected more by being able to accomplish their immediate work”.59 (Voip). preferencialmente de banda larga. Os líderes de equipe acreditam que precisam dos demais para o êxito e contribuem com sua parte no trabalho. Via internal blogs the responsible parties can respond quickly. troca de informação ou quaisquer outras coisas que constituam a base de uma relação”. Permite. afeto. amizade. Google talk. 2003. as long as the company has an open culture that provides the proper Framework”. (NOHRIA & ECCLES. modifica a cultura organizacional fazendo com que as empresas fiquem mais flexíveis e introduz poderosas ferramentas de comunicação que aproximam os colaboradores em todos os níveis do organograma empresarial7 (Majchrzak. Como exemplos de aplicativos.35) 5 “A survey of 168 corporate wiki users was conducted. p.18) 9 “Ao dominar algum tipo de tecnologia o homem busca enquadrá-la em seu sistema de valores atribuindo-lhe significados que ultrapassam a dimensão material. Para Moreira & Pon: As empresas experimentam um relacionamento com seus públicos através das novas tecnologias de comunicação. online). 1992. WAGNER & YATES. Estes aplicativos já permitem que duas pessoas conectadas à internet. (LAQUEY & RYER. Estas ferramentas também são capazes de criar redes8 sociais que quando se encontram conectadas produzem muito melhor que indivíduos isolados9. A auto-suficiência é substituída competência de agir em conjunto com os demais”. Synthesizers’ frequency of contribution was affected more by their impact on other wiki users. organizações. 2005.99) 6 O custo associado ao envio de uma mensagem por correio eletrônico a uma única pessoa e a um grupo de pessoas é o mesmo. como também. (MOREIRA & PON. which suggests that they could be categorized as “synthesizers” and “adders”. 2005. 2005. enquanto uma mensagem enviada via fax para várias pessoas provavelmente custará mais tempo e mais custos associados às chamadas telefônicas. temos o Skype. C. O conhecimento adquirido por cada grupo humano integra a sua cultura e é interpretado e regulamentado por ela. 2006. Findings indicate that corporate wikis appear to be sustainable. C. O uso dos computadores disseminou-se no sistema empresarial. for dialogue between board members and company employees. 2006. These benefits were seen as more likely when the wiki was used for tasks requiring novel solutions and the information posted was from credible sources. 8 “O uso mais geral para o termo ‘rede’ é para uma estrutura de laços entre os atores de um sistema social. (DENCKER. também. no uso da Internet e dos recursos disponíveis através da filosofia da Web 2. Users stated three main types of benefits from corporate wikis: enhanced reputation. pointedly and appropriately to topics raised. formando um conjunto satisfatório para orientar as ações dos membros do grupo. para realização da comunicação empresarial. e. parentesco. (MAJCHRZAK. online) . and helping the organization to improve its processes. uma comunicação livre das barreiras geográficas impostas pelos tradicionais veículos de comunicação empresarial escritos ou audiovisuais. ( ) A ação em equipe caminha para uma diluição do poder que não se concentra mais em uma pessoa no topo da pirâmide. A Internet media uma boa parcela das comunicações realizadas nas empresas. Users acknowledged making a variety of contributions. setores ou estados-nação. O presente artigo centraliza esforços no fato de que não se pode mais pensar nas organizações sem lembrar das tecnologias. Jüch. & STOBBE. p. conversem a qualquer distância e de graça". (GUZZO & LINS. tanto internamente quanto entre a instituição e seu ambiente externo.6 para todos os colaboradores envolvidos. Wagner & Yates. indivíduos. Voip Buster etc. Esta inserção das novas tecnologias permite que a empresa comunique-se com seus públicos de forma mais econômica e rápida.

timaster. GM. Será apresentada a relevância da informação nos últimos tempos para as organizações e a necessidade da inovação e mudança nos paradigmas no que tange a utilização de tecnologia de informação e comunicação nas empresas. Existe uma multiplicidade de utilizações a que temos vindo a assistir. todos os setores necessitam delas de alguma forma para executarem suas tarefas. interação com toda a rede de colaboradores. p. Dans (2006. Os receptores utilizam os dados para dar fundamentação em suas pesquisas e como meio de sobrevivência.com.11. 2006. suas características e utilização em favorecimento das organizações. Disponível em: http://www. Microsoft.60 estão sendo utilizados na maioria das grandes empresas10.161) é da opinião que “poucas vezes na história da Internet se viram casos tão graves de um desfase tão pronunciado entre o uso individual e o uso corporativo”. 2003) Vivemos tempos de céleres mudanças e transformações que caminham no sentido ascendente do saber e do conhecimento. otimizando o tempo. Hoje. com especial destaque desde 2005. É o caso do Grupo Sony. e principalmente oferecer a organização.448) 11 “Billy criou seu primeiro podcast em abril de 2005.0. E finalmente.12 (ANDRÉ & CARDOSO.br/aberto/infonews/042007/18042007-19. a que se têm vindo a juntar a crescente utilização por PME e microempresas”. o espaço e custo? A resposta está na utilização consciente das ferramentas da Web 2.abril. serão apresentados alguns exemplos de utilização destas ferramentas e alguns comentários para trabalhos futuros. Inovação e Mudança nos Paradigmas Tanto em organizações públicas como em organizações privadas. a Heineken e a Volkswagen” Disponível em: Plantão InfoOnline: <http://info. analisam e divulgam os mesmos (BOTTENTUIT JUNIOR. o preservativo Affair (da DKT). Os setores podem funcionar como receptores ou geradores de informações.shl>. etc.já que o usuário tem o poder de baixar o que deseja para ouvir quando quiser e ainda recomendar aos amigos. MAJCHRZAK. Referindo-se à utilização de weblogs. HP. (ANDRÉ & CARDOSO. A utilização por grandes empresas (IBM. Assim como a mudança da Web 1. Siemens.asp?codigo=1101 10 . pois coletam. Já os geradores têm uma tarefa mais complicada. a informação é inevitável. WAGNER & YATES. Passamos de um contexto social no qual a informação era um recurso escasso. Sun. cujo podcast entrou no ar em novembro de 2005 para divulgar a programação e os lançamentos do canal a cabo Sony Entertainment Television”.0 e será o tema central deste artigo. 2006). produz programas para o Masp (Museu de Arte de São Paulo). Como enriquecer o processo produtivo. através da sua integração dentro do contexto organizacional. 2006.com.br/revista/materias/main_materia. para um “O Weblog no contexto organizacional é uma ferramenta que já se encontra fortemente disseminada. 12 “Algumas empresas utilizam este novo fenômeno cultural como ferramenta de marketing segmentado e voltado para um público ativo .) é uma realidade já substancialmente divulgada.0 para Web 2. p.

não se constituem tarefas fáceis. econômica e política. p. mas também extremamente volátil. a Internet não é uma simples tecnologia de comunicação. e as organizações que as usam ainda recebem títulos de empresas 2. sendo espaços para relações de trabalho. No entanto. que tem por princípio a mobilidade.0 por estarem conscientes das imensas vantagens ao utilizarem ferramentas e serviços da Internet na suas rotinas diárias. constituindo-se. “como o instrumento tecnológico e a forma organizativa que distribui o poder da informação. Muitas empresas ainda possuem resistências ao novo e ao moderno e preferem esperar que outras empresas comecem a adotar novas práticas para que só assim se convençam que não há como crescer sem mudar hábitos e costumes. estratégias e práticas empresariais que possam aumentar lucros e cortar despesas. a tecnologia não irá trazer nada para os participantes. Iahn (2003) comenta que um ponto determinante para o uso das redes de base colaborativa é que todos os participantes devem estar comprometidos e dispostos a enfrentar as novidades tecnológicas. porque por si só. Na sociedade global do século XXI. A capacidade de interligação entre as diversas ferramentas disponíveis na Internet dá origem às redes de base colaborativa. Desta forma a Internet e suas ferramentas da Web 2.61 outro contexto em que a informação a que podemos aceder é imensa. O compromisso entre as partes deve ser intenso.311).0. relações interpessoais e sociais. hoje o indivíduo deixa de ser um mero espectador para se transformar num emissor e processador da informação. Estas ferramentas quando associadas ao mundo corporativo também são conhecidas por Enterprise 2. Mudar paradigmas e inovar. flexibilidade e policentrismo. na perspectiva de Manuel Castells. A bibliografia faz freqüentemente referência à necessidade de os gestores encontrarem novos modelos. mas o epicentro de muitas áreas de atividade social. 2004. .0 podem trazer inúmeras vantagens para atingir as necessidades no âmbito da redução de custo e aumento dos benefícios. Assad (2004). a geração de conhecimentos e a capacidade de ligar-se em rede em qualquer âmbito da atividade humana” (CASTELLS. e principalmente os novos desafios vindos da sua utilização.

a que se chama de Web 2. de forma fácil e rápida.0 era bastante onerosa para os seus utilizadores. LinkedIn são apenas alguns . os sistemas eram restritos a quem detinha poder de compra para custear as transações online e adquirir o software para criação e manutenção de sites. rápida e independente de software específico. a utilização destes recursos torna-se cada vez mais crescente. por exemplo.0 trouxe grandes avanços no que diz respeito ao acesso à informação e ao conhecimento. não tendo na maioria dos casos autorização ou conhecimento para alterar ou reeditar o seu conteúdo. Nesta primeira fase. surgiram e proliferaram a velocidade muito célere os serviços disponibilizados através da rede.icio. Nesta nova geração de Internet. visto que nesta filosofia os usuários tornam-se produtores da Informação distribuindo seus conhecimentos através da Internet. No entanto. de forma fácil. linguagem de programação ou custos adicionais. Messenger. termos como Blog. e ter acesso a Internet que durante muito tempo eram apenas do tipo discada. porém a filosofia que estava por detrás do conceito de rede global foi sempre a de um espaço aberto a todos.0 para Web 2. A Web 1.0 A primeira geração da Internet teve como principal atributo a enorme quantidade de informação disponível e a que todos podíamos aceder. Orkut. e a evolução tecnológica permitiu o aumento do acesso de utilizadores possível pelo aumento da largura de banda das redes. surge uma grande e variada gama de aplicações online para os mais diversos propósitos.us. sem um “dono” ou indivíduo que controlasse o acesso ou o conteúdo publicado. Del.0. a grande maioria dos serviços era pago e controlado através de licenças. criando-se novos empregos e nichos econômicos como. Houve sempre uma preocupação por tornar este meio cada vez mais democrático. Skype. o papel do usuário neste cenário era o de mero espectador da ação que se passava na página que visitava. ou seja. pela possibilidade de se publicarem informações na web.62 A Mudança da Web 1. Wikipédia.0. Com a mudança de paradigmas para a Web 2. o e-commerce que delimitou um novo padrão de negócios para as empresas fazendo o seu rendimento quase que triplicar. Podcast. A Web 1.

da autoria de Tim O’Reilly (2005). Entre outras.0. Muitos usuários. de construção social de conhecimento apoiada pela informática. (O’REILLY. que potencializam processos de trabalho coletivo. conceito que em língua inglesa é conhecido por collaborative working. de troca afetiva.” Interpretando as idéias de O’Reilly (2005).0 ????] ou seja. aproveitando a inteligência coletiva.0 emerge da Web 2. é uma forma de fazer com que a utilização da rede global ocorra de forma colaborativa e o conhecimento seja compartilhado de forma coletiva. considera Alexander (2006) que as principais características da Web 2. O termo Web 2. 2006).0.0 tem repercussões sociais importantes. de produção e circulação de informações.63 exemplos de ferramentas que fazem parte da variedade de sistemas disponíveis na rede global (Richardson. De fato.0 é a mudança para uma Internet como plataforma. “emerge como um dos componentes mais relevantes da Web 2. online) Para Alexander (2006. sem a necessidade de grandes conhecimentos de programação e de ambientes sofisticados de informática. p. há maior facilidade de criação e edição de páginas online.[a Web 2. 2005. ou seja. devido à rapidez do processo da mudança. hoje a filosofia é outra com a introdução da Web 2. o usuário tem vários servidores para armazenar seus arquivos em amplos espaços disponibilizados e principalmente um número de ferramentas e possibilidades ilimitadas. online) “A Web 2.33) a Web 2. nem se deram conta de que a Internet mudou o seu paradigma.0 ou Web Social (devido à sua preocupação com a participação dos usuários). as pessoas passaram a produzir seus próprios documentos e a publicá-los automaticamente na rede. descentralizada de autoridade e com liberdade para utilizar e reeditar. Para Primo (2006. a regra mais importante é desenvolver aplicativos que aproveitem os efeitos da rede para se tornarem melhores quanto mais são usados pelas pessoas.0”. o usuário é consumidor e produtor da informação. surgiu numa sessão de brainstorming no MediaLive International em Outubro de 2004 que sobre ele tecia as seguintes considerações: A Web 2. e um entendimento das regras para obter sucesso nesta nova plataforma.0 são: .

etc. Na primeira categoria. • A grande maioria dos softwares da Web 2. eBay. etc. incluem-se as aplicações que podem funcionar off-line. Mapquest. • O sucesso da ferramenta depende do número de utilizadores. como por exemplo: Google Docs & Spreadsheets. iTunes. Para Coutinho e Bottentuit Junior (2007) as ferramentas da Web 2. Skype. del. Hi5. pois os mesmos podem ajudar a tornar o sistema melhor. • A atualização da informação é feita colaborativamente e torna-se mais viável com o aumento do número de pessoas que acede e atualiza. incluem-se as aplicações que só podem existir na Internet e cuja eficácia aumenta com o número de utilizadores registrados. trazendo grandes benefícios para os utilizadores.icio. Na segunda. • Os softwares funcionam basicamente online ou podem utilizar sistemas off-line com opção para exportar informações de forma rápida e fácil para a web.0 podem ser classificadas em duas categorias.us. • Maior facilidade de armazenamento de dados e criação de páginas online. YouTube. • Gratuidade na maioria dos sistemas disponibilizados. • Vários utilizadores podem aceder à mesma página e editar as informações. • Os sites/softwares estão associados a outros aplicativos tornando-os mais ricos e produtivos quando os mesmos estão trabalhando na forma de plataforma (união de vários aplicativos). Wikipédia.0 permite a criação de comunidades de pessoas interessadas num determinado assunto. . • As informações mudam quase que instantaneamente. o Google Maps. mas que também podem trazer grandes vantagens se estiverem online como por exemplo: o Picasa Fotos. • Os sistemas param de ter versões e passam a ser atualizados e corrigidos a todo instante.64 • Interfaces ricas e fáceis de usar.

Voip. mas sim a utilização de forma coletiva e social da grande infinidade de ferramentas e serviços disponíveis.65 O número de ferramentas disponíveis na web que usam o paradigma da Web 2. Algumas Ferramentas da Web 2. Messenger.0 Como já foi citado anteriormente. a Web 2. De fato. fazendo com que a informação seja partilhada livremente e construída a partir da colaboração de todos os utilizadores da rede. • Ferramentas de comunicação online como o Skype.icio. A filosofia da Web 2. nada mais é que o resultado do desenvolvimento tecnológico que facilitou as condições de acesso e a capacidade de produção de conteúdos por parte dos utilizadores da web (ANDERSON. apoiando a posição do criador da web Tim Berners-Lee: aquilo a que chamam Web 2.0 é composta de uma série de ferramentas.0. tem como principal objetivo tornar a web um ambiente social e acessível a todos os usuários. • Ferramentas de Escrita Colaborativa. 2007). Google Talk. • Ferramentas de Social Bookmarking como o Del. dos quais se destacam os seguintes: • Softwares que permitem a criação de uma rede social (social networking) como os Blogs. • Ferramentas de acesso a vídeos como o YouTube. Google Docs & Spreadsheets. como os Blogs.0 prima pela facilidade na publicação e rapidez no armazenamento de textos e arquivos. neste sentido serão apresentados algumas destas .0. Podcast. para alguns autores. ou seja. um espaço onde cada um seleciona e controla a informação de acordo com as suas necessidades e interesses (GREENHOW. o Hi5. Não é fácil definir o conceito de Web 2. Nem sequer há consenso sobre a pertinência do conceito. Wikis.0 conta com uma infinidade de exemplos.us. Messenger. Porém a Web 2. 2007). não faz sentido tal termo porque a web é uma só. Orkut. argumentam.0 não se restringe ao aparecimento e proliferação destas ferramentas. YahooVideos. GoogleVideos.

• Aumentar o tráfego do website da empresa. • Gerar novos produtos. Blog O blog é uma das ferramentas da Web 2. • Criar um canal de comunicação entre clientes e empresa. sendo as mensagens mais recentes normalmente apresentadas em primeiro lugar (GOMES. p. • Criar fontes de informação e inverter a relação empresa imprensa. . • Quebrar as barreiras de comunicação.0 mais conhecidas e utilizadas em diferentes contextos. • Escolha de novas idéias. • Incentivar a colaboração e participação em Projetos os de forma ativa. 2005. em conjunto com consumidores e colaboradores. Segundo Cipriani (2006) e Franco et al (2007) podem ser utilizados para: • Registro do conhecimento tácito dos funcionários mais experientes. pois muitos indivíduos se expressam melhor na escrita do que verbalmente. Muitos autores afirmam que os blogs podem ser utilizados de diferentes formas dentro das empresas. aglutinando informações relevantes sobre determinado assunto ou tema. • Melhorar o relacionamento com os clientes e fortalecer a imagem da empresa.66 ferramentas que mais estão sendo utilizadas em contexto empresarial e suas vantagens para utilização nas organizações. O termo blog ou weblog: É uma página na web que se pressupõe ser atualizada com grande freqüência através da colocação de mensagens – que se designam “posts” – constituídas por imagens e/ou textos normalmente de pequenas dimensões (muitas vezes incluindo links para sites de interesse e/ou comentários e pensamentos pessoais do autor) e apresentadas de forma cronológica. • Criar pontos de referência na web.311). Os blogs se tornaram bastante populares e constituem hoje uma importante ferramenta de comunicação que pode ser utilizada nas empresas para diversos propósitos. • Sintetizar e difundir informação por parte dos especialistas da empresa.

• Recrutar funcionários. Kato. Terra & Brown (2007) e Gonçalves & Terra (2007) o número de blogs em uso corporativo ainda é pouco expressivo no Brasil. • Estabelecer. faz com que se criem verdadeiros repositórios com informações que podem ser lidas e modificadas a todo instante através daqueles que dominam o saber. Eles não necessitam pedir permissão para o autor porque todos estão convidados a contribuir e o produto final é coletivo. O wiki é um website que permite que os usuários insiram conteúdos ou modifiquem os textos já existentes. Tornou-se bastante popular com o surgimento do site Wikipédia. as empresas comecem a adotá-los com uma de suas ferramentas de gestão. todos os usuários estão aptos a contribuir inserindo complementos ao texto original. 2004. O wiki é um modelo para construção do conhecimento de forma colaborativa.67 • Instrumentalizar e auxiliar a gestão de projetos. editar e apagar conteúdos ainda que estes tenham sido criados por outros autores (SCHWARTZ et al. ou corrigindo o que foi publicado. • Mudar a opinião pública e gerir crises. Estes repositórios são . que hoje se constitui uma enciclopédia com os mais variados conceitos e o reconhecimento da sua importância já pode ser constatado em inúmeras referências e até mesmo em artigos científicos.000 blogs brasileiros e espera-se que com o aumento diário do número de blogs. 2005. Os modos de utilização são os mais variados possíveis. mas com a funcionalidade acrescida de que qualquer um pode juntar. QIAN. Sua estrutura lógica é muito semelhante à de um blog. Wiki Um wiki é um site na web para o trabalho coletivo de um grupo de autores. A busca pelo conhecimento é o principal impulsionador dos wikis. os autores ainda afirmam que existem cerca de 81. 2007). TONKE. meios da presidência falar com seus funcionários. e a vontade de compartilhar aquilo que cada um sabe. entre muitas outras. Assim que ocorre um novo post no wiki. O importante é usar a criatividade para tirar partido dos benefícios que esta poderosa ferramenta poderá trazer para as empresas. até mesmo. Para Franco.

mas é capaz de organizar um grande fluxo de idéias livres através de diferentes grupos e unidades dentro de uma empresa. 13 The challenges that can be resolved through the wiki way will be emphasized. • Ver todo o histórico de modificações.) as a method for organizational knowledge creation. Santamaria & Abraira (2006) atribuem a esta ferramenta as seguintes potencialidades educativas: • Interagir e colaborar dinamicamente com os indivíduos. manuais. assumindo para si a responsabilidade através do registro de acesso. • Recriar ou fazer glossários. O wiki conseguiu tantos adeptos em muitas empresas e em pouco tempo útil porque a produtividade nos departamentos aumenta de forma considerável 13. • Gerar estruturas de conhecimento compartilhado e colaborativo que potencializa a criação de comunidades de aprendizagem. editar e apagar um texto existente. Dentre as vantagens na utilização dos wikis nas organizações. etc. • Com a utilização dos wikis ocorre uma significativa diminuição na utilização de meios de comunicação como o telefone e o e-mail. The prospect of several key benefits make these solutions a favorable business option since they are not economically or technologically demanding. avoiding static systems. repositórios de aula. pois antes de perguntar algo o funcionário poderá fazer uma busca no wiki pela informação desejada.68 importantes para a valorização dos funcionários bem como para a troca de conhecimento entre todos os integrantes de uma organização.3) . (. • Os wikis podem ser utilizados para criar calendários de trabalho e desenvolver projetos. criar aplicações. livros de texto. dicionários. (GONZALEZ-REINHART. Among these are: enticing employees to relinquish individuality. independentemente do seu tamanho e número de funcionários. aligning with business goals. allowing the process to be technology driven... propor linhas de trabalho para determinados objetivos. Esta ferramenta não se limita a uma nova forma de fazer as tarefas. permitindo ao professor avaliar a evolução registrada. particularly in a virtual team environment. are quick to create knowledge. p. • Trocar idéias. Paolin Schimidt & Lockemann (2007) afirmam que: • Os funcionários podem colaborativamente criar. 2005.

na base de dados do aplicativo. 2007: online) Por ser uma tecnologia relativamente nova. social networking software. o LinkedIn é uma ferramenta que permite o cadastro de currículos e perfis de usuários na web.69 LinkedIn Para Albuquerque (2007). Para as empresas as vantagens desta ferramenta são: • A criação de uma base de dados com todos os currículos dos funcionários/colaboradores das empresas podendo a partir daí escalar pessoas para novas tarefas. • Poder buscar e recrutar novos funcionários para seleção e contratação de pessoal. O podcast torna-se uma ferramenta da Web 2. wikis. photo sharing (Flickr. and open access content. p. Permite as empresas disponibilizarem materiais em formato áudio que podem ser ouvidos a qualquer hora e em diferentes espaços geográficos. para o jornal britânico The Guardian. 14 Many new technologies are emerging under the Web 2. weblogs.59) . user driven ratings. Zooomr). conhecer o perfil. O diferencial deste aplicativo é que ele permite. formação e habilidades dos funcionários para oferecer as organizações. com inúmeras possibilidades a serem exploradas. o podcast surge como uma tecnologia alternativa da Web 2.014. Em 12 de fevereiro de 2004. social bookmarking.0 a partir do momento que é disponibilizado na web no formato de audio-blog. Web personalization. além do cadastro dos dados. (BARROS & MENTA. o jornalista Bem Hammersley utiliza pela primeira vez o termo PodCast em um artigo de sua autoria. AJAX and API programming (Google maps). open source software. se referindo a programas gravados em áudio e disponibilizados na Internet que podem ser ’assinados‘ utilizando da tecnologia feed já encontrada nos sites. • Não ser necessário o pagamento de nenhum tipo de taxa para incluir ou consultar algum currículo. o termo continua ainda muito conotado à simples disponibilização de programação musical que esteve na sua origem. Podcast Num mundo globalizado onde o tempo é cada vez mais escasso.0 umbrella: really simple syndication (RSS). que o usuário possa manter uma rede social de ’amigos‘ e contatos de especialistas das mais diversas áreas do saber. comments functionality. streaming media. 2006. podcasting and MP3 files. (BARSKY.

o termo podcast resulta da soma das palavras Ipod (dispositivo de reprodução de áudio/vídeo) e broadcast (método de transmissão ou distribuição de dados). daí a conotação acima referida. que reduz o preço da chamada para zero. também desponta como forte utilizador dos blogs. Softwares de Comunicação por Voz e Mensagens Instantâneas O Messenger. repositório de dados e gestão de projetos (cronograma. Algumas Experiências de Utilização das Ferramentas da Web 2. O custo foi o fator primordial para o sucesso destes aplicativos. apresentações e relatórios). Outro gigante da tecnologia. pois o valor de uma chamada é enormemente reduzido em comparação com uma chamada de um telefone convencional e ainda há a vantagem de utilizar este programa para a comunicação via voz através de um computador para outro. A fabricante de aparelhos celulares Nokia e o banco Dresdner Kleinwort se viram obrigados a lançar seu wiki oficial pela importância que seus empregados estavam dando a este sistema como ferramenta de trabalho. texto) em tempo real com rapidez e menor custo possível. . a IBM. avisos.0 Segundo Franco et al (2007) a Sun Microsystems. Possui hoje mais de 2800 blogs e são utilizados grupos de pessoas com atividades e interesses em comum. ou programas de caráter científico. imagem. programas de telejornais e entretenimento. Google Talk são programas muito funcionais e permitem a troca de dados (voz. No entanto. links interessantes. Skype.70 De fato. porque o podcast pode ser utilizado nos mais variados contextos. sejam eles no âmbito dos negócios como forma de disponibilizar o conteúdo de reuniões. O objetivo deles era criar um canal de comunicação direto entre fornecedores. A popularidade desta tecnologia é cada vez mais crescente tanto na Europa como na América. clientes e empregados. uma gigante na área de tecnologia foi uma das pioneiras na área do uso de blogs corporativos. esta realidade está mudando.

foi de grande importância para o desenvolvimento dos meios de recepção.cfired. wikis.71 Atualmente. As ferramentas da Web 2.ar/blog/archives/004454. a United Mills fabricante das barras de cereal Trio. Outro fator que os tornam fascinantes é o poder de trabalhar em plataforma combinando diferentes ferramentas num único aplicativo.cfired. passando a usufruir de ferramentas online como os blogs. como o controle das informações que transitam por estes softwares e que não podem ser protegidas pela empresa e em alguns casos informações valiosas que podem cair na mão da concorrência. transmissão e armazenamento dos dados.0 de forma plena. segundo o site CFI15.0 possibilitam uma maior troca de informação e conhecimentos entre os funcionários de uma empresa. Ao utilizar ferramentas da Web 2.org. 20% dos funcionários usam o wiki da empresa16. estabeleceu que as chamadas deveriam ser feitas através do Skype. Eles atraem cada vez mais usuários pela facilidade de utilização e edição em comparação aos softwares convencionais. Alguns problemas ainda travam o uso de ferramentas da Web 2.htm http://weblogs.ar/esp2/indices/f_1. Conclusões A evolução tecnológica. bem como coletiva. A estratégia ajudou a empresa a reduzir o custo da conta de telefone em 35%. podcasts. Estas informações podem servir para auto-formação. por serem gratuitas e estarem em constante atualização. etc. sem dúvida. podem por vezes 15 16 http://www. Outro problema são os dados sigilosos dos clientes e suas transações. Um fato importante é que. A tendência é que o futuro ainda reserve muitas surpresas nesta área e a informação será cada vez mais necessária em todos os segmentos da sociedade.php . Segundo Albuquerque (2007) para economizar na conta telefônica e agilizar a comunicação entre os funcionários. aumentando desta forma a capacidade individual.0 a empresa poderá deixar de usar muitos softwares com licença.org. na produção de uma organização.

o que acarreta problemas como perda de tempo e prejuízos financeiros. a venda.br/pdfrevistaIX.pdf Acessado em 28/10/2007 . BARSKY. 2004. . 2006 Disponível em: http://pubs. Technology & Standards Watch. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) Programa de Pós Graduação em Engenharia de Produção. C. UFSC. Podcast: produções de áudio para educação de forma crítica. 2006.. igrejas. Spring 27 (2) 33-34. Blog SWOT organizacional. G. vol.ufsc. ANDERSON. 3 Out. 132f.cetac. compram-se residências.0 invade as empresas. 2.n1/(8%20EziquielMenta_G_355lianBarro). pdf.jisc.br/aberto/infonews/032007/07032007-23. A Web 2.pt/artigospdf/24_monica_andre_e_margarida_cardoso_pr isma.com .0? Ideas. Benefícios da Internet às Empresas.gc.shl Acessado em 30/08/2007.com.448-468.pdf Acessado em 28/102007 BARROS..ca/jchla/jchla27/c06-013. Info Online. A próxima revolução será transação virtual 3D. março/2007.0: weblogs and podcasting for health librarians. boates. que têm como objetivo. É possível encontrar lojas virtuais. R. carros. M. P. Disponível em: http://teses.abril. objetos e até animais de estimação. 41. What is Web 2. divulgação de serviços e produtos. Web 2. Prisma. 2006 p.nº. IX. REFERÊNCIAS ALBUQUERQUE.nrccnrc. B. 32 .eps. Disponível em http://prisma. no.0: A new wave of innovation for teaching and learning? Educause Review. fev.ac. – abr. universidades. Disponível em http://www. p.com. num novo campo na área dos negócios.up. MENTA.eptic.72 sofrer paradas não esperadas para manutenção.44. criativa e cidadã. Disponível em http://info. vol. Disponível em: http://www. technologies and implications for Education. E. Revista de Economía Política de las Tecnologías de la Información y Comunicación. M.pdf Acessado em 30/08/2007. n. Introducing Web 2. pois através deste ambiente virtual. e principalmente atividades ligadas ao marketing. sobretudo. Acessado em 28/10/2007. roupas. ene. shoppings. ALEXANDER. ANDRÉ. E.. Universidade federal de Santa Catarina. Florianópolis.br/defesa/pdf/12081.pdf Acessado em 27/10/2007 ASSAD. atualmente.uk/media/documents/techwatch/tsw0701b./2007. R. CARDOSO. /2007. como ocorre na ferramenta Second Life que se constitui. 1.

O Poder da Informação. C.rpbahia. M. pp. M. GONÇALVES.. 2007.com/FTB/Wiki/wiki_way_brief%5B1%5D-Jennifer%2005.. F. D.br/index. R.br/sites/terraforum /Biblioteca/libdoc00000225v001O%20desafio%20dos%20blogs%20corporativo s. p. 2005.pdf Acessado em 27/10/2007. Blogs y empresa: de la oscuridad a la luz. CASTELLS. 2006. C. COUTINHO. n°4.br/dspace/bitstream/1904/19189/1/2002_ comunicacoes_dencker. 2004.uminho.php/olharesetrilhas/article/viewFile/161/159 Acessada em 27/10/2007 ______. Agosto. B.pdf Acessado em 27/10/2007. Blogs: um recurso e uma estratégia educativa. Disponível em http://www.uhisrc. TERRA. Wiki and the Wiki Way: Beyond a Knowledge Management Solution Disponível em: http://www. CIPRIANI. BROWN. 2007. M. C. 2007. março/2003.sdum.pdf. 2002. J. Salvador. .73 BOTTENTUIT JUNIOR.pdf Acessado em 30/08/2007. In Actas do VII Simpósio Internacional de Informática Educativa.intercom. São Paulo: Ed. Revista Olhares Trilhas. Organizações e Poder.com. Braga: Universidade do Minho. 305 – 311. 2006. Atas do 5º Congresso da Sociedade Portuguesa de Ciências da Comunicação (SOPCOM).4. 158-169. DANS. Disponível em: http://www.terraforum.).seer. GOMES. J.pt/bitstream/1822/4499/1/Blogs-final. J. In: XXV Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação. Disponível em: http://reposcom. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian. B. Leiria. La blogosfera hispana: pioneros de la cultura digital. José Cerezo (dir. A. Blogs Corporativos: nova ferramenta de comunicação empresarial e/ou uma realidade ainda pouco brasileira. vol. Blog Corporativo: aprenda como melhorar o relacionamento com seus clientes e fortalecer a imagem da sua empresa. 2003 Uberlândia: Universidade Federal de Uberlândia.. O desafio dos blogs corporativos.. pasando por las tinieblas.com. A Informática na Educação: Mudando os Paradigmas da Educação.. F.portcom. E. Disponível em: https://repositorium. J.pdf acessado em 27/10/2007 FRANCO. Novatec. BOTTENTUIT JUNIOR. 105-110.br/revista/blogs_corporativos. Fundación France Telecom España. n. GONZALEZ-REINHART. Salvador. A Galáxia da Internet. Disponível em: http://www. Reflexões Sobre Cultura. TERRA.. Comunicação Educacional: do modelo unidirecional para a comunicação multidirecional na sociedade do conhecimento. Acessado em 28/10/2007. DENCKER. P. C. M.org. Belo Horizonte: Jornal Tempos & Movimentos.23. KATO. J..ufu.

Portais Educacionais: avanços e melhorias na comunicação e atendimento do professor on-line . C. In Revista Indústria Brasileira no 53 julho 2005.portalrp. p.0: Preparing New Teachers in the 21st Century. A reinvenção do telefone. Odense. VA: AACE.org.wikisym. E. PON. Disponível em: http://www. Acessado em :27/10/2007 IAHN. 2003. A. D. C. Padrões de design e modelos de negócios para a nova geração de software.pdf Acessado em: 27/10/2007 NOHRIA. User-Driven Semantic Wikibased Business Service Description In: 3rd International Conference on Semantic Technologies (I-Semantics 2007). C.pdf . T. Mais um Gênero do Discurso Digital? In 4º Simpósio Internacional de Estudos de Géneros Textuais 2006. . Proceedings of the 18th International Conference of the Society for Information Technology & Teacher Education. B. SITE 2007. 1-22). YATES D.files. 2007.C.unisul. & STOBBE. and action (pp. Novas Tecnologias na comunicação empresarial a Intranet como ferramenta da comunicação interna. Nohria & R. Disponível em http://www. O’REILY.G. What Teacher Education Needs to Know about Web 2.dbresearch. PAOLIN. nº. Disponível em: http://pressdelete. SCHMIDT A. form.LINS.pdf . Craslen et al (Eds. Graz. MAJCHRZAK. GUZZO.pdf. F. A. 2005. 3 Maio/Junho 2003.). Networks and organizations: Structure. WAGNER. Acessado em 27/10/2007 MOREIRA. JÜCH. M. 1992 Boston. N. LOCKEMANN. P...org/ws2006/proceedings/p99. In R.br/bibliotecavirtual/outrasareas/comunicacaovirtual/0205.B. Acesso em 26/10/2007. Acessado em 27/10/2007. MA: Harvard Business School Press. Acessado em 29/08/2007. Chesapeake. 2027-2034. Blog. Agosto 2005 nº. Is a network perspective a useful way of studying organizations? In N. Denmark Disponível em http://www. C. Corporate Wiki Users: Results of a Survey.wordpress. H. Disponível em: http://www.br/paginas/ensino/pos/linguagem/cd/Port/9. PEREIRA.br/produtos/diversos/src/rev53/Pg%2034_37%20Tecnol%20 Telefoniaok.). F.com..pdf. 12.Revista Aprender Virtual edição nº. 53.com/PROD/DBR_INTERNET_ENPROD/PROD000000000019074 5. L.. Disponível em: http://www3. In: Proceedings of the 2006 International Symposium on Wikis.pdf. Blogs: the new magic formula for corporate communications? Economics: Digital economy and structural change. G. A.74 GRENHOW. E.cni.com/2006/12/o-que-e-web-20... Eccles (Eds.. H. In INTERCOM: Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação XXVI Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação – Belo Horizonte..

Y.org/index/irrodl/article/view/163/244. Wikis: posibilidades para el aprendizaje colaborativo em Educacion Superior. da .br/producaointelectual/obras_intelectuais/201_obraIntel ectual.pdf Acessado em 28/102007. VA: AACE. VARVAKIS. G. SCHWARTZ. Thousand Oaks. Making the case for a Wiki. 2006 (Vol 2). 2006. Disponível em www.0. RICHARDSON. In: XXIX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação. Podcast and other powerful Web tools for classrooms.. Anais. C. Acessado em: 28/11/2007. E. O aspecto relacional das interações na Web 2.Proceedings of the 18th International Conference of the Society for Information Technology & Teacher Education. W.ac.uk/issue42/tonkin.). Disponível em: http://www6. F. O valor da informação e da comunicação em sistemas de gestão da qualidade ISO 9001. Disponível em: http://www. The International Journal of Research in Open and Distance Learning.N. Educational Wikis: features and selection criteria. Brasília. Chesapeake. F.) Proceedings of the 8th International Symposium on Computers in Education. Disponível em: http://www. CLARK. 42 (online journal).75 PRIMO. Vol 5 (1). Wikis.ariadne.irrodl. Meaningful Learning with Wikis: making a connection. Fluxos de Informação X Relações de Poder: jogo empatado. ABRAIRA. & RUDOLPH.ufrgs. 2004. D. S. Panizo et al (Eds. COSSARIN. 371-378. 2006. A. V. ./2005. SANTAMARIA. M. 2093-2997.ubi. pp.inmetro. 2006. In L. J. Ariadne.br/limc/PDFs/web2. CA: Corwin Press.PDF Acessado em: 27/10/2007 SOARES. 2005.R. A. Blogs. G.gov..pdf.S. Acessado em 19/05/2007. L. Disponível em http://bocc. SITE 2007. In R. 2004. Craslen et al (Eds. 30/dez. Acessado em: 24/01/2007 SILVA..pt/pag/soares-valeria-fluxosinformacao. TONKE. QIAN.

76 Leitura Recomendada Dispositivos e Tecnologias Móveis nas Empresas: novas possibilidades para os negócios na era da informação Resumo: A sociedade do século XXI é composta de indivíduos e organizações onde. e aumentando a comunicação e produtividade. its advantages. constituindo-se. enhancing communication and productivity. Mobile Work. econômica e política. in this context. e os funcionários. time is money. showing its concept. mas o epicentro de muitas áreas da atividade social. o tempo é dinheiro. O presente artigo pretende discutir o uso de tecnologias móveis nas empresas. bem como alguns contextos e exemplos de utilização nos negócios. Key-Words: Mobile Technologies. existem ferramentas e tecnologias móveis capazes de atender estas necessidades de comunicação e troca de dados. Palavras Chave: Tecnologias Móveis. Tecnologias de Informação e Comunicação Abstract: The society of the XXI century is composed of people and business where. This article intends to discuss the use of mobile technologies in business. na perspectiva de Manuel . Trabalho Móvel. podem trabalhar independente de lugar e espaço. a Internet não é uma simples tecnologia de comunicação. there are tools and mobile technologies are able to attend these needs for communication and data exchange. suas vantagens. Introdução Na sociedade global do século XXI. neste contexto. mostrando seu conceito. The fast technical progress in the development of mobile devices offer new possibilities for improving and streamlining the performance of business processes and could help businesses by reducing costs. Information and Communication Technologies 1. and the staff can work independent of place and space. as well as some contexts and examples of use in business. O rápido progresso técnico no desenvolvimento de dispositivos móveis oferece novas possibilidades de melhorar e simplificar a execução processos nos negócios reduzindo desta forma custos.

como veremos. Hoje em dia é imprescindível para as empresas o uso de tecnologias. calculadoras. pois traz imensos benefícios e o primeiro destes é a diminuição da burocracia e conseqüentemente o aumento nos lucros (Bottentuit Junior. A miniaturização dos equipamentos lançou tecnologias móveis como: notebooks. Sadok. smartphones (também conhecidos por telefones inteligentes). . e não estão mais restritos a territórios geograficamente definidos (Moreira & Pon. durante a última década. Esse paradigma está mudando a forma como trabalhamos. 2007). Ianh & Bentes. que trouxe novas formas automatizadas de realizar as tarefas. entre muitos outros. Mais adiante. surgiram os computadores e programas de computador e à medida que foram sendo desenvolvidos. O mercado está sempre atento as necessidades das empresas. divertimos. tem sido possível a fabricação de dispositivos computacionais que possuem um novo paradigma: o paradigma da mobilidade. e as principais delas são: o acesso a informação e a conectividade dos indivíduos. as empresas também acompanharam cada lançamento. a geração de conhecimentos e a capacidade de ligar-se em rede em qualquer âmbito da atividade humana” (Castells. 2004). sejam elas tanto ao nível de hardware ou software. 2003). Com isto emergiram novas necessidades. Os indivíduos também não pertencem mais somente a grupos concretos. estudamos e fazemos outras atividades quando estamos em movimento ou não desejamos ficar “presos” a uma infra-estrutura fixa de comunicação de dados (Loureiro.311). “como o instrumento tecnológico e a forma organizativa que distribui o poder da informação. 2004: p.77 Castells. pagers (também conhecidos por bips). e procura solucioná-las criando diversas tecnologias alternativas que possam atender às suas vontades ou necessidades. agendas eletrônicas. comunicamos. telefones celulares. principalmente. Com o desenvolvimento tecnológico de fabricação de circuitos integrados que ocorreu. Mateus. Nos últimos tempos a Internet vem evoluindo de forma considerável trazendo inovações quase que diárias e. muitas dessas inovações podem ser utilizadas na comunicação. Nogueira & Kelner. PDA (personal digital assistente). O uso de novas tecnologias vem sendo empregada nas organizações desde a revolução industrial.

Também é crescente o número de profissionais liberais que utilizam computadores de mão em suas atividades. incorpora rapidamente o uso de equipamentos portáteis na automação de seus processos. tenham acesso ao e-mail. arquivos de trabalho.5 milhões de brasileiros possuem alguma forma de acesso móvel no país (fonte Anatel). podemos entender que o desenvolvimento de conteúdos e materiais para estes dispositivos terão um grande espaço de mercado e muitos consumidores. relatórios e de preferência aos aplicativos-chave que usam para desempenhar suas funções no dia-a-dia (Decision Report. Segundo a Agencia Nacional de Telecomunicações17 (Anatel) em agosto de 2007 o Brasil ultrapassou a marca de 110 milhões de usuários de celular o que representa 3 aparelhos móveis para cada 5 pessoa. bem como alguns contextos e exemplos de utilização nos negócios.50).78 A utilização de dispositivos móveis nas empresas pode trazer imensos benefícios. porém as principais vantagens estão associadas ao aumento da produtividade e eficiência nas transações fazendo com que os funcionários e colaboradores possam trocar informações anytime e anywhere. as corporações mais competitivas descobriram ser imprescindível que profissionais em trânsito ou mesmo em casa. Com estes dados.anatel. Tarouco e Alves (2004). Nos dias de hoje a grande maioria das pessoas já possuem um telefone celular e a grande maioria destes também possuem acesso a Internet através dos seus dispositivos móveis. mostrando seu conceito. por questões de produtividade. 2007: p.br/ . O rápido progresso técnico no desenvolvimento de dispositivos móveis bem como tecnologias móveis oferece novas possibilidades de melhorar e simplificar a execução processos 17 www. suas vantagens. Para Meireles. o segmento empresarial. 3 bilhões de pessoas em todo o mundo utilizarão equipamentos sem fio e de acordo com a mesma autora. colocando-os ao alcance de funcionários e colaboradores.gov. assim com os computadores de uso pessoal. Segundo Ferrari (2005) daqui a 5 anos. 7. Desde o início desta década. O presente artigo pretende discutir o uso de tecnologias móveis nas empresas.

ou seja. mas que vem evoluindo a cada dia devido às imensas possibilidades que vem sendo agregadas aos dispositivos. smartphones.(COUTINHO & BOTTENTUIT JUNIOR. pois permite a flexibilidade mútua. comunicação. é eficaz tanto para os alunos como para os professores pois combina formação on-line e presencial. (SILVA. As tecnologias móveis são exatamente o que o que seu nome refere. 1999. permite a adoção da prestação de serviços à distância. produção e de consumo (e-business e o e-commerce). têm sido nas últimas décadas. sem a presença física constante do trabalhador. O fenômeno de virtualização das empresas. com o surgimento das chamadas organizações virtuais. ou de uma de suas filiais. 2004) The m-learning or mobile learning is characterized by the use of mobile devices in teaching and education. o saber e o conhecimento (e-elearning. e aumentando a comunicação e produtividade. tecnologia portável que pode ser deslocar de um ponto ao outro sem perda. Os dispositivos móveis podem ainda ser configurados para usar uma variedade de tecnologias da comunicação. The advantages of using these devices in education can be numerous if we think about the portability that students have to access updated information on several matters whether in school or at home (BOTTENTUIT JUNIOR & COUTINHO. palmtops ou PDA. m-learning19. novas relações com a informação.79 nos negócios reduzindo desta forma custos. utilizando-se a estrutura doméstica ou de outro centro de trabalho. infra-estruturantes de: novas formas de organização do trabalho (tele-trabalho18. Tecnologias Móveis As tecnologias de informação e comunicação (TIC). é a combinação mais utilizada ultimamente. (Coutinho & Bottentuit Junior. 2007b). 20 A modalidade semi presencial ou b-learning (blended learning). este é um conceito antigo21. os aparelhos tecnológicos serão talvez tão inseparáveis do homem como a casca do caracol ou a teia de aranha”. devido à extraordinária evolução do conhecimento científico. ou seja.53). tais como: comunicação sem 18 O tele-trabalho segue a tendência das formas de organização do trabalho mais recentes do sistema capitalista. (JAMIL. 2. trabalho móvel. 2007). dispositivos GPS (global positioning system) (ver figura 1). 19 . O tele-trabalho é geralmente realizado fora do escritório-sede da empresa. 2007a). b-learning20). As tecnologias móveis não surgiram agora. p. que as próprias tecnologias também condicionam. trabalho misto entre ações presenciais e a distância). 21 Já dizia que Heisenberg: “no futuro. indo ao encontro das necessidades específicas. Exemplos destas tecnologias incluem: os laptops ou notebooks (computadores portáteis).

Apesar de terem um custo relativamente baixo (em comparação com o preço de um computador). tem de ser imediata.80 fios (WiFi).org/wiki/Tecnologia_m%C3%B3vel . A tecnologia móvel não é apenas uma invenção. os dispositivos podem realizar tarefas semelhantes ao computador e de forma móvel e ubíqua. sob risco de grandes perdas materias ou financeiras. toda tecnologia que permite seu uso durante a movimentação do usuário pode ser considerada uma tecnologia móvel. Segundo o site Wikipédia22. Figura 1: Dispositivos Móveis (Figura criada pelo autor) As tecnologias móveis se popularizaram principalmente pela contínua evolução deste que podemos chamar de “computadores de mão” e principalmente no avanço dos recursos disponíveis nos telefones celulares e palmtops. ter um celular deixou de ser um luxo ou moda. terceira geração (3G) e redes privadas virtuais (VPN). Hoje. ela pode ser 22 http://pt. pois a necessidade de comunicação não pode aguardar. Outro motivo pelo qual a mobilidade é bastante aliciante é porque estes dispositivos permitem o acesso a dados e informações em qualquer momento e em qualquer lugar.wikipedia. Bluetooth. que conecta dispositivos móveis sem fios. para se tornar necessidade. ou seja. isto torna-se um poderoso atrativo para as empresas.

E atualmente surge.php As empresas vêm descobrindo que a tecnologia móvel é capaz de oferecer vantagem 24 competitiva distinta de duas maneiras. Neste cenário será possível ainda a vídeo-chamada e o acesso a internet com velocidade superior (Banda larga sem fio) e a custos mais acessíveis.com. além de uma melhor qualidade dos serviços de voz. Em segundo lugar. os funcionários podem tomar decisões rapidamente. com diferentes funcionalidades. digital de banda estreita. Primeiro. as empresas — principalmente as companhias aéreas com atualizações na programação e as firmas de serviços financeiros com informações sobre ações — usam a tecnologia móvel para atender os clientes de forma mais eficiente. no Brasil a terceira geração (3G) digital de banda larga para multimídia. acessar a jogos 3D com múltiplos jogadores. Esta tecnologia irá permitir diversas transformações como23: a transmissão de multimídia (áudio e vídeo) de forma muito superior às transmissões atuais. pois foi capaz de atingir o cotidiano das pessoas e fazer parte da vida delas. Conforme vimos na figura 1. a partir de qualquer dispositivo móvel. existe uma gama muito variada de aparelhos. download de músicas. já utiliza estas tecnologias24. com GPS.81 considerada uma revolução.br/aplicacoeseservicos. Para Ferrari (2005) a primeira geração (1G) de celulares foi a analógica e a segunda (2G). bem como a TV digital via telefone celular. A procura das empresas está associada aos seguintes serviços: 23 http://www. pelo fato de poderem se comunicar onde quer que estejam. 2007:online) . enviando informações e aplicativos diretamente aos dispositivos móveis desses clientes. Isso pode diminuir o tempo de lançamento de novos produtos no mercado. (BALDWIN. A maioria das grandes empresas e multinacionais. e a localização global.tecnologia3g. modificando suas rotinas e formas de tomar decisões. a possibilidade de baixar e enviar vídeos. Com estas novas funcionalidades. Porém o dispositivo mais comum é o telefone celular. A pesquisa mostra também que as ferramentas de mobilidade vêm se tornando cada vez mais um componente fundamental da estratégia comercial. Neste sentido as operadoras podem oferecer serviços de dados cada vez mais atrativos aos seus usuários. bem como o melhor desempenho e altas taxas de transmissão de dados os dispositivos sem fio se transformam em verdadeiras estações móvel de entretenimento e serviço.

. sob pena de perder 25 A segurança é provavelmente. nem todas as empresas pensam em aderir estes dispositivos de forma imdeiata. É importante o investimento na mobilidade também para o atendimento ao cliente. Muitos ainda afirmam que esta preocupação impede o crescimento do comercio móvel na sua total amplitude (DING & UNNITHAN. Estes extravios significam não só perda de aparelhos. Apesar dos dispositivos móveis estarem se tornando cada vez mais populares nas mais diversas áreas de atividade. pois como os dispositivos são móveis. 2004). este tipo de investimento também começa a atingir as empresas de médio e grande porte.82 Os serviços acima citados. O que faz com que muitas empresas deixem de optar por as tecnologias móveis é uma questão principalmente relacionada com a segurança25. portabilidade e facilidade de utilização (Myers et al. devido à sua simplicidade. pois esta não é somente uma opção para facilitar tarefas particulares. 2002) . mas de dados que nem sempre podem ser revelados para o público. pois estabelece muitas opções de interatividade com o mesmo. a competitividade das empresas e a contínua busca por espaço de mercado faz com que os investimentos nestes dispositivos se torne indispensável. podendo integrar dispositivos móveis com sistemas de gestão e e-bussiness. circulam por lugares dispersos sob rico de perdas e roubos. Segundo o Wikipédia1. funcionalidade. combinam características dos telefones celulares convencionais com as funcionalidades dos computadores. a principal preocupação das empresas a medida que evoluem as tecnologias móveis. mas é também uma oportunidade de melhora na gestão de negócios.

Isto se dá em Blogs tradicionais ou em formatos específicos para aparelhos celulares que foram batizados de “Moblogs”. apresentações em Power Point. 2006: p. e mensagens voláteis que são automaticamente eliminadas após a leitura. • Realizar pagamentos. Este conteúdo pode ser tanto de caráter pessoal como jornalístico. Este tipo de narração tem um novo conteúdo por estar sendo narrada e consumida em tempo real. • Fazer atualizações de moblogs26 (blogs atualizados a partir do dispositivo móvel) • Editar galerias pessoais com arquivos de som e imagem. • Trocar mensagens instantâneas através de aplicativos como: MSN. bem como inconvenientes para as empresas. customizar layouts de sites. o HD (Hard Disk) que se apaga com comandos remotos. alguns contextos onde a tecnologia móvel pode ser empregada. notícias e mensagens. (PELLANDA. Eles podem ser usados por aparelhos mais simples.1 Algumas Vantagens dos dispositivos nos negócios Já citamos ao longo do texto. celulares ou palmtops. porém alguns autores como Kadyte (2004). O relato do diário passa a ser a narração de conteúdos que estão sendo vivenciados em tempo real. Deibert & Rothlauf (2006) e Ferrari (2005). consultar saltos e extratos para além de realizar transferências de valores entre contas. vídeos. Diversos casos de Blogs que reportam eventos e acontecimentos começam a ser gerados de aparelhos com o laptops. apague e imprima (a partir da ligação do dispositivo móvel a uma impressora). A publicação acontece de forma simultânea.201) 26 . Alguns serviços oferecem a possibilidade do envio de fotos e vídeos juntamente com o texto criando uma possibilidade mais rica de narração dos fatos. Os Blogs sofrem uma mudança no conteúdo pela característica de conexão móvel. • Permite que o funcionário inclua. 2. mas que possuam a capacidade de enviar mensagens de textos. definem algumas vantagens destes dispositivos nos negócios e nas organizações: • Os dispositivos móveis podem enviar fotos de alta definição. ICQ e Yahoo.83 lucratividade. Além da publicação a interação de comentários também se da simultaneamente por pessoas que podem estar no mesmo lugar físico da narração ou distantes. Porém diversas tecnologias já estão sendo desenvolvidas para resolver estes problemas como a criptografia de dados. enviar músicas. lista de telefones e contactos. e não mais experiências contadas somente quando se tem um computador disponível.

• Os funcionários. • Acionar serviços de agendas eletrônicas com serviços de alarmes sonoros. robustez. Como vimos acima às possibilidades são infinitas. • Realizar pedidos e atualizar preços de bases de dados na empresa. conexão. não somente consome a informação em movimento. já se pode realizar quase tudo o que fazemos em um computador convencional e as empresas precisam é escolher o modelo de dispositivo que melhor se adéqüe as suas necessidades. Deibert & Rothlauf (2006) afirmam que os Indicadores importantes para estudar os benefícios e do desempenho dos de negócio que utilizam tecnologias móveis passam sempre pelas seguintes varáveis: redução de tempo. Muitas empresas provedoras de serviços de telefonia móvel. automatização dos trabalhos etapas / processos. . • Localização de endereços e posicionamento através de do serviço de Global Positioning System (GPS) embutido em alguns dispositivos móveis. diminuição das taxas de erro. Esta formação poderá ocorrer tanto dentro da empresa como em casa em horário póslaboral. flexibilidade. • Tornar as informações disponível anywhere e anytime. tato para os serviços. • Acessar e enviar e-mails de forma rápida e prática. quanto para vendas de aparelhos para as corporações. acesso à informação. já fazem preços diferenciados.84 • Realizar reservas e compras de bilhetes. • Os funcionários podem receber treinamento ou formação a partir dos seus dispositivos móveis (m-learning). passagens e lugares de forma remota. evitando desta forma esquecimentos de compromissos importantes. satisfação dos clientes e diminuição de custos. mas também emitem um retorno que pode estar relacionado com a sua posição geográfica.

(OLAMENDI. sd. isto permite que a cozinha receba imediatamente o pedido e o cliente espere o menor tempo possível. Desta forma o ciente poderá garantir seu bilhete de forma fácil e rápida sem ter o inconveniente de enfrentar filas para comprar seus bilhetes bem como chegar com muita antecedência ao cinema. lançamentos e descontos especiais.sapo.2 Alguns Exemplos de Uso dos Dispositivos Móveis nos Negócios 27 Em Portugal. a cadeia de cinemas Lusomundo . o cliente acessa a internet. O primeiro deles trata-se de uma estratégia de marketing.85 2. utiliza as tecnologias móveis em dois contextos distintos. realiza a compra do seu bilhete e em seguida recebe via mensagem um código de barras. Esta pratica também é conhecida por m-payment (mobile payment) e poderá trazer grandes vantagens tanto para os clientes no que toca a rapidez nas transações como consultas. com divulgação de filmes. serviços ou bens à partir de computadores portáteis. A segunda forma é a venda de ingressos online28. o usuário se dirige a uma dos terminais de leitura de código de barras para imprimir seu ticket. tudo com a mesma segurança do home banking tradicional. os pedidos são anotados diretamente em dispositivos móveis. esta modalidade poderá rapidamente ter grande adesão devido à segurança de poder realizar transações bancarias em casa. ou seja. esta medida também faz com que o os processos de contabilização do faturamento seja também mais eficiente.pt/ 28 Esta modalidade também é conhecida por m-comerce e diz respeito ao uso de um dispositivo móvel ou ubíquo para efetuar transfer6encia monetária em troca de informações. ou seja. Em alguns restaurantes. transferências e pagamentos de contas sem a necessidade de se deslocar a uma agência ou terminal. telefones celulares ou qualquer outro dispositivo móvel com acesso a Internet. Online) . tanto no Brasil (em grandes cidades) como no exterior. atualizam o preço no sistema automaticamente. Muitos supermercados utilizam os dispositivos móveis para conferir e atualizar os preços dos produtos de forma instantânea através de letreiros digitais que ao receberem um (input) do dispositivo móvel. ao chegar no cinema. O Bank Boston. isto permite com que os supermercados façam 27 http://cinema. em parceria com a IBM criou o móbile banking que permite aos clientes acessarem suas contas do celular.

2003). O emprego desta tecnologia vem proporcionando maravilhas ao atendimento dos pacientes deste hospital. com apenas um clique de um botão. A Nestle29 em Portugal no ano de 2006 realizou uma promoção onde cada embalagem com 12 unidades de iogurte havia um código que deveria ser utilizado para enviar como mensagem de celular.86 promoções relâmpago de produtos por uma hora. 2004). bem como se comunicam com clientes e 29 http://www.nestle. Conclusões A grande preocupação está associada a mobilidade e o acesso fácil à tecnologia da informação. com relativa segurança e com muito conforto (Moreira & Pon. vem utilizando sistema de computação móvel no seu dia a dia. de preferência. porém existem no mercado diversas soluções e estratégias de marketing que tentam tirar partido dos benefícios oferecidos pelos dispositivos móveis. No Brasil já encontramos alguns hospitais de grande porte trabalhando com computação móvel e tele-medicina. Estes são apenas alguns exemplos que o autor deste artigo observou ao longo deste período. Neste sentido é importante poder mover-se com desenvoltura por todo o planeta e. sem que seja diminuída a qualidade do atendimento a cada paciente ou ocasionando aumento inviável de custos (Rogerí & Rodrigues. segurança e confiabilidade ao acesso de determinados dados. podendo aumentar o número de pacientes atendidos por dia. por exemplo. às tecnologias ditam as formas como o homem realizam suas atividades. podemos destacar o hospital Israelita Albert Einstein. Caso o cliente adquirisse uma das embalagens premiadas poderia ser contemplado com diversos prêmios que variavam de aparelhos de mp3 players a viagens com todas as despesas pagas para Roma ou Paris. A rede mundial de computadores (Internet) permite aos indivíduos um acesso rápido às informações. com rapidez. localizado na cidade de São Paulo. Dentre estes.pt/ . 3. E nada leva o homem mais rápido a qualquer lugar do que as infovias. Conforme vimos neste artigo.

J. 275-278. Por que sua empresa precisa se tornar móvel agora. As Ferramentas da Web 2. A Galáxia Internet. A Complexidade dos Modos de Aprender na Sociedade do Conhecimento. C. Coutinho. Portugal. C.P. Castells. Reflexões sobre Internet. J.P..uni- . J. & Bottentuit Junior. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian. REFERÊNCIAS Baldwin.bwl. Negócios e Sociedade. H. 2004.Lisboa.50-53. In XV Colóquio da Association Francophone Internationale de Recherche Scientifique en Education (AFIRSE). & Rothlauf. J. v.decisionreport. P. 2007.0 nas Organizações: vantagens e contextos de utilização. Contamos com as grandes fabricantes de aparelhos para fornecer essas estratégias de segurança nos dispositivos móveis. C. In Atas do 5º Congresso da Sociedade Portuguesa de Ciências da Comunicação (SOPCOM). 2006 Disponível em: http://wifo1.pdf.2 Curitiba. 2007b. B. durante suas deslocações e até mesmo a partir de sua casa. EUA. 2006pp. F. 931-935. M. Iahn. Mas há obstáculos a serem superados que toca: à segurança dos aparelhos móveis. Coutinho. F.B. Orlando. F. Sevilha.br/pdf/cr_50a53. Disponível em: http://www. Vivemos num cenário em transformação onde as TIC desempenham um papel fundamental para o sucesso das organizações.microsoft. p.. 2007a. In Proceedings of IV International Conference On Multimedia And Information And Communication Technologies In Education (M-ICTE 2006). 2007. Acessado em 05/01/2008.mspx.com. n°. R. Coutinho. C. Bottentuit Junior. Cybernetics and Informatics (WMSCI). Revista Negócios e Tecnologia da Informação (RNTI). Bottentuit Junior.Bentes. B. Decision Report.com/brasil/corporativo/businessvalue/mobility. O Mundo cada vez mais na palma da mão. L. II. Bottentuit Junior. proteção de dados perdidos ou roubados..87 colaboradores.. B. regulamentação do arquivamento de mensagens e garantia do acesso à rede são os mais importantes. Mannheim: University of Mannheim. Acessado em 05/01/2007. v.2. J. P. On the Benefit of Using Mobile Technologies in Business Processes. Virtual Laboratories and M-Learning: learning with mobile devices. & Bottentuit Junior. Disponível em www. M-Learning and Webquests: the new technologies as pedagogical resource. Coutinho. B. S. In Proceedings of International Milti-Conference on Society. Deibert. Braga:Universidade do Minho. Julho. 2007pg. Diante do acesso à internet em alta velocidade e multiplicação de ambientes flexíveis de trabalho se tornar mais uma regra as empresas se voltarem para o uso de diferentes dispositivos móveis para permitir aos seus funcionários trabalhar em diferentes filiais da empresa. Comunicação Educacional: do modelo unidireccional para a comunicação multidireccional na sociedade do conhecimento.

portalrp. p.uk/asp/aspecis/20040078. C. Nogueira . Weblogs de bolso: análise do impacto da mobilidade no cenário: publicações instantâneas na Web.. v. Pon. Kadyte. Uncovering the potential benefits of mobile technology in business relationship context: a case study. Utilização de Computação Móvel e Tecnologia Web em Sistemas de Controle Pós-Transplante. UK. M-commerce. In INTERCOM: Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação XXVI Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação – Belo Horizonte. 2004. J.cetac.com/Comunicacion%20alternativa/MCommerce.cs.pt/artigospdf/12_eduardo_pellanda_prisma. 200213.. Nichols.. Tarouco. Disponível: emhttp://www.M. A.ufrgs. In Mini Curso.F. Manchester.br/renote/nov2004/artigos/a13_telematica-aplicada. 2004.pdf . Congresso da Sociedade brasileira de Computação.estoesmarketing. Wobbrock. Universidade Federal de Minas Gerais. Disponível em: http://www. Myers. J. J.pdf Acessado em 03/01/2008. Moreira. Loureiro A. p. Disponível em: http://www. E. Desafios e Oportunidades.pdf. P.edu/~pebbles/papers/pebblesControlIEEE.de/fileadmin/files/publications/Working_Paper_eChallenges06. 2003. E. 2004. proceedings of the 12 th Bit Annual Conference. Belo Horizonte.. C. Novembro.pdf.R. Acessado em 04/01/2008. Rogéri. C.F. Porto Alegre. 36-43. A. L. J.pdf. Olamendi.C. Disponível em: www. Revista Prisma. G. D.. 2005. In IX . Comunicação Sem Fio e Computação Móvel: Tecnologias.2 nº 2. Campinas Meireles.ac.com.88 mannheim. Dissertação de Mestrado em Engenharia de Produção.Com. 2002. Novas Tecnologias na comunicação empresarial a Intranet como ferramenta da comunicação interna. Acessado em: 03/01/2008. & Alves.com. Pellanda.br/bibliotecavirtual/outrasareas/comunicacaovirtual/020 5.pdf Acessado em 04/01/2008.H. R. V. Sadok. D. Departamento de Engenharia de Produção da Faculdade de Engenharia.R.lse. C. Telemática Aplicada a Aprendizagem com Mobilidade. L.pdf.. Acessado em 05/01/2007. H. Taking Handeld Devices to the Next Level. R. M. O Tele-trabalho e a Significação do Espaço na Constituição da Competência e Gestão da Carga de Trabalho: um estudo das interações na atividade dos analistas de dossiês de processos habitacionais numa instituição bancária. S. E.br/novo/revista/3_2005/interatividade.R.. F. J.V. Jamil.up. M. & Rodigues. G. L. Revista Novas Tecnologias na Educação – RENOTE 2004.T. Ding. & Kelner.mCommerce Security: an appraisal of current issues and trends. In 13th European Conference on Information Systems 2004 Disponível em: http://is2. Acessado em: 04/01/2008. A. M.cmu.aberje. Acessado em 04/01/2008.. Acessado em 04/01/2008.R. G. Mateus.pdf.. IEEE Computer Society.cinted. Sua empresa está pronto para produzir conteúdos para dispositivos móveis?. Disponível em: http://prisma. Ferrari. Disponível em: http://www.C. & Miller. December. Unnithan.

L. 1999.pdf.br/pub/SBIS/CBIS2004/trabalhos/arquivos/733. 53-63. Silva.89 Congresso Brasileiro de Informática em Saúde Disponível em: http://telemedicina. pp. Alves. Centro Atlântico. P.). Q. Acessado em 05/01/2007. . A.unifesp. Brito (eds. Campos. Matosinhos. In J. O futuro da Internet. Globalização das redes de comunicação: Uma reflexão sobre as implicações cognitivas e sociais. & P.