ESCOLA DE LÍDERES – AULA INAUGURAL

SUBINDO O TERCEIRO DEGRAU TEMA: Visão do Governo dos Doze TÍTULO: Compreendendo a Escada do Sucesso – 2.0 TEXTO: Filipenses 3.13-14 “Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim, prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.” Pr. Jair Fernando INTRODUÇÃO Estamos aprendendo nesses dias que a Visão Celular não é exclusividade do Ministério do Pr. César Castellanos lá na Colômbia. Existem inúmeras Igrejas ao redor do mundo que possuem um grande crescimento adotando a multiplicação de Grupos Pequenos, mas para nós é importante atentarmos para as diretrizes da Colômbia, pois foi através deles que a Visão chegou até nós. E uma das exclusividades é o G12 – Governo dos Doze, que tem toda a sua eficácia explicada através da Escada do Sucesso (ou do Êxito):     GANHAR CONSOLIDAR DISCIPULAR ENVIAR

Quem já participou do Encontro? O Encontro é... No Encontro recebemos uma ministração sobre esse assunto (Implantando a Visão), mas estávamos muitas vezes tão impactados que, por ser uma palavra mais didática, não conseguimos reter com a devida importância esses ensinamentos, logo por ser essa a Aula Inaugural da nossa Escola de Líderes nada mais justo do que estudarmos passo-a passo a Escada do Sucesso.

ESCADA DO SUCESSO
GANHAR
Evangelismo Pessoal Campanhas Evangelísticas Cultos Especiais Pacto de Oração por 3 Células de Multiplicação Grande Celebração Redes – Eventos de Colheita

CONSOLIDAR
Sala de Consolidação Fonovisita em 24 horas Carta de Boas-vindas Visitação – No mínimo 4 contatos Pré-Encontro Encontro Pós-Encontro

DISCIPULAR
Escola de Líderes Reencontro Liderança de uma Célula Encontro de Levitas Células de Discipulado – G12 Supervisão Escola de Mestres I Encontro de Nível I 144 1.728 20.736 EM II EM III EM IV EN II EN III EN IV

ENVIAR
Redes Ministeriais Montar sua própria Equipe de Encontros Ter sua própria Escola de Líderes Conquistar Novos Territórios Conquistar Cidades Conquistar Nações

1. GANHAR 1.1. Métodos utilizados historicamente pela Igreja Evangélica: 1.1.1.Evangelismo Pessoal 1.1.2.Campanhas Evangelísticas 1.1.3.Cultos Especiais 1.2. Métodos utilizados na Visão: 1.2.1.Pacto de Oração por 3 – Toda célula deve ser iniciada por um núcleo, que são 3 pessoas responsáveis pelo desenvolvimento daquele novo grupo: 1.2.1.1.Cada um escolhe, em oração, 3 pessoas do seu OIKOS (somando 9 pessoas) 1.2.1.2.Durante um mês estarão intercedendo, confessando, gemendo e quebrando as resistências 1.2.1.3.Marcar um horário para oração diária (1 hora) 1.2.1.4.Marcar uma reunião de oração semanal 1.2.1.5.Jejuar 1.2.1.6.Organizar um visita com 15 dias 1.2.1.7.Contato evangelístico no fim dos 30 dias 1.2.1.8.Convidar para Célula ou Grande Celebração 1.2.2.Células de Multiplicação – São reuniões dinâmicas (palavra uniforme, tempo determinado e uma estrutura definida) nas casas, com caráter evangelístico. Quando houver uma decisão numa célula, o novo convertido deve ser apresentado pelo líder no Culto de Celebração para ser iniciada a Consolidação. A multiplicação se dá com o surgimento de novos líderes que serão desafiados a formarem novas células a partir da célula mãe.

1.2.3.Grande Celebração – Com uma dinâmica peculiar é uma estratégia muito utilizada nas Igrejas em Células no G12. Principalmente pela explosão do louvor, palavra específica e o apelo: 1.2.3.1.Oração Coletiva 1.2.3.2.Chamando a frente quem fez essa oração pela primeira vez 1.2.3.3.Confirmando a decisão 1.2.3.4.Apresentar sua “nova família” – celebração com muitas palmas, cânticos, faixas, fogos e abraços da liderança, etc. 1.2.3.5.Encaminhar para a Sala de Consolidação 1.2.4.Redes – São grupos formados por células homogêneas que se reúnem com o objetivo de fortalecer a comunhão e estabelecer a Visão. Podem realizar um culto semanal à parte, mas os objetivos principais são: manter uma oração semanal e um culto mensal de grande impacto, denominado de Grande Colheita. Nesse culto o objetivo é ganhar o maior número de almas possíveis, que iniciarão a consolidação sobre a supervisão da própria Rede e serão encaminhadas as células desta 2. CONSOLIDAR A Consolidação é o “Coração da Multiplicação”, é o processo de cuidar, de dispensar atenção aos novos crentes até quando eles tenham condições de caminhar pelas suas próprias experiências, firmados no que aprenderam sobre Jesus. A Consolidação inicia no Culto de Celebração (ou de Rede) e só termina quando o decidido ingressa na Escola de Líderes. 2.1. Sala de Consolidação – Após a celebração dos novos o Líder da Consolidação (com sua equipe) encaminha os decididos para uma sala à parte. Lá há uma confirmação individual, da decisão externada no culto 2.1.1.Quebra de vínculo 2.1.2.Ficha de Decisão 2.1.3.Marcar visita, etc. 2.2. Fonovisita – Deve ser realizada no prazo máximo de 24 horas 2.2.1.Palavra de estímulo e aliança 2.2.2.Oração específica (ficha) 2.2.3.Confirmar a visita 2.3. Carta de Boas-Vindas – Em Manaus além da fonovisita se adota o envio de cartas para os novos convertidos. Essa estratégia é mais funcional para cidades de pequeno porte. Deve ser respeitado o prazo máximo de 48 horas. O objetivo é despertar um vínculo com a Congregação Local 2.4. Visitação – Iniciada logo na 1ª semana e deve ser desenvolvida por cerca de 30 dias (firmar a decisão e neutralizar dúvidas). Ênfase a participação de uma célula e ao Pré-Encontro. Assim como a fonovisita, a visitação possui toda uma dinâmica própria para ser elaborada e praticada no sentido de se obter o maior sucesso possível 2.5. Pré-Encontro – Curso de 4 palestras, preparando o candidato para participar do Encontro 2.6. Encontro – Retiro de 3 dias. É sempre importante lembrar que o Encontro foi moldado para novos-convertidos 2.7. Pós-Encontro – Curso de 4 palestras (a INSEJEC faz 10 palestras)

Após esta caminhada estamos fechando o chamado 1º Ciclo da Visão. Na seqüência o discípulo ingressando na Escola de Líderes, estará entrando para o 2º Ciclo e já será considerado consolidado. 3. DISCIPULAR O terceiro degrau da escada – Discipular – é aquele onde investiremos alguns anos da nossa caminhada. É onde a grande parte das lideranças e Igrejas do Brasil se encontram. 3.1. Escola de Líderes (de Células) – Um curso com duração de 9 meses, dividido em 3 trimestres. A EL é o Coração da Visão; algumas Igrejas adotaram somente o Encontro e por isso não podemos considerar que elas estão na Visão. É possível edificar uma Igreja adotando somente a estrutura de células, mas adotar apenas o Encontro para dar uma “avivada” nos membros o resultado é que, daqui há alguns meses, tudo voltará ao normal. Nas Igrejas em transição que já possuem uma equipe de obreiros podem fazer a EL intensiva de 4 meses. O currículo da EL é o editado pela Palavra da Fé Produções e as aulas práticas ocorrem nas próprias células. O objetivo da EL é transformar cada aluno num multiplicador de almas abrindo a sua própria célula. A EL também se torna num divisor de águas, ou seja, ela seleciona aquelas pessoas que não estão comprometidas e ajusta as que querem crescer nesse processo. 3.2. Reencontro – Se o Encontro é tremendo o Reencontro é sobrenatural!!! Também é um retiro de 3 dias (Manaus faz em 4 dias), para fortalecer os líderes e proporcionar em momento de refrigério para testemunhar e compartilhar o sucesso da Visão. Pode se participar do Reencontro no 2º Módulo da EL 3.3. Liderança de uma Célula – Todo esse processo até aqui visa transformar o discípulo num multiplicador. Porém se nessa altura a pessoa não frutifica e não assume a liderança de uma célula o processo estanca, pois os passos futuros só poderão ser dados por líderes de células. O início de uma célula se dá com o Pacto de Oração por 3 e a supervisão de um discipulador 3.4. Encontro de Levitas - Para pastores e líderes que atuam em alguma área ministerial da Igreja (louvor, dança, som, administração, etc.). Este Encontro é flutuante e muito doce; quem já participou constata que as experiências são surpreendentes 3.5. Discipulado (G12) – Quando líderes oriundos da célula mãe iniciam suas células entramos num novo nível que é a formação da célula de discipulado. Essa tem por alvo gerar 12 discípulos. Para dar ênfase a multiplicação, o ideal é que os 12 sejam levantados da célula mãe ou da sua macrocélula. Ao reproduziu-se em 12 outros líderes, o líder original, pode optar por continuar com a célula mãe ou entregar os remanescentes aos seus “filhos”, devotando-se agora a supervisionar e ajudar os seus 12 a ganhar os 144, depois os 1.728... 3.6. Escola de Mestres I e Encontro de Nível I – Para pastores e líderes que estejam levantando os seus 12 (com no mínimo 2 já escolhidos) 3.7. Levantando a 2ª, 3ª e 4ª gerações – O discipulador deve encontrar seus 12 semanalmente, já com os 144 deve haver apenas uma reunião mensal. É aconselhável também promover eventos com as duas primeiras gerações. Já com os 1.728 e os 20.736 deve-se tratar na suas respectivas realidades

3.8. Escola de Mestres e Encontros de Nível - Cada nova geração possui sua própria dinâmica e preparação, mas as mesmas só poderão ser galgadas para quem der muito fruto 4. ENVIAR Já no patamar de estar levantando os seus 144 discípulos é momento de avançar para o último degrau da escada. É importante entender que o degrau Enviar não é tão delimitado quanto os outros, mas ele se funde com o final do terceiro. Acreditamos também que a entrada para o ministério local se mistura entre a passagem do 3º e 4º degraus, assim sendo muitos nessa posição já estará desenvolvendo ministérios de tempo integral ou semi-integral no avançar da Visão. 4.1. Redes Ministeriais – As redes são ajuntamentos homogêneos para implantar com maior eficácia a Visão, conforme explicamos acima. A liderança da Rede recairá sobre um casal de presbíteros que estarão aplicando dentro desse ministério às ênfases do Enviar 4.2. Equipe de Encontros – A princípio os Encontros serão promovidos pela própria Igreja, depois serão responsabilidades das Redes, quando ocorrerão Encontros simultâneos, e por último estarão a cargo de gerações de discípulos, dando assim veracidade a Unção de Multiplicação!!! 4.3. Escola de Líderes – Todas as multidões de discípulos deverão “subir” a Escada do Sucesso e para isso serão necessárias várias Escola de Líderes, com turmas em vários horários diferentes e, se possível, em lugares também diferentes para uma maior abrangência. 4.4. Conquistar – A ênfase é conquistar novos territórios dentro de nossa própria cidade (bairros, povoados, distritos, etc.). E depois, dando vazão ao desejo missionário do Senhor Jesus, quando nos mandou fazer discípulos de TODAS AS NAÇÕES (ETNIAS), estaremos enviando equipes inteiras de discípulos para implantar a Visão em outras cidades, estados e nações. CONCLUSÃO Para ”voarmos alto como a águia, ser mais velozes do que a corça e lançados como flechas polidas”, devemos levar a sério cada passo da Visão. Entender que a Visão deve “entrar em nós” e isso também é uma experiência. Oração regada com quebrantamento é a chave para que, mesmo com o passar dos anos, estejamos completamente imbuídos do sucesso da Visão, e permanecendo inabaláveis com o ROSTO FIRMADO COMO UMA ROCHA (Isaias 50.7).

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful