You are on page 1of 2

D SRAÃ IS E T Ç O Dissertar é expor seus pontos de vista a respeito de um determinado assunto.

Além disso, é discutir, analisar e apresentar argumentos que justifiquem uma opinião e convençam o interlocutor a respeito de seu posicionamento, ou seja, dissertar é analisar uma situação de maneira crítica, questionando não só a realidade, como sua própria opinião. São objetivos da dissertação:  convencer alguém de que determinado ponto de vista é, de certa forma, inquestionável;  informar ou explicar um assunto de forma até mesmo didática;  discutir uma questão, conferindo-lhe, até mesmo um tom polêmico de debate, levando o receptor a se posicionar diante do problema. Estrutura São três as partes principais de uma dissertação: 1. Introdução: é onde se apresenta o assunto. Apresenta o tema a ser discutido através de uma afirmação, definição, citação, etc. 2. Desenvolvimento: é onde se analisa de forma crítica a idéia central. Pode ser composto de vários parágrafos, onde se expõem os juízos, as provas, os exemplos, os testemunhos históricos e /ou suas justificativas. 3. Conclusão: é a parte final onde se condensa e conclui o assunto desenvolvido, marcando bem sua posição ou lançando uma perspectiva sobre a questão debatida. Conteúdo Para uma dissertação alcançar seu objetivo são essenciais:  unidade: o texto se desenvolve em torno de um tema, obedecendo uma ordem lógica e evitando devaneios desnecessários;  coerência: a associação e correlação entre os fatos apresentados deve ser concordante e lógica, evitando contradições. Observe, também, as ligações entre orações, períodos e parágrafos;  clareza: o vocabulário deve ser preciso e objetivo, além de suficientemente rico a fim de poder manter um certo nível de discussão;  criticidade: os argumentos devem ser convincentes, frutos de sua cultura pessoal ou de conhecimento geral. Interpretação do Tema Ao ler o tema de uma redação não deixe de:  lê-lo com atenção e fazer uma interpretação referencial;  procure observar se esse tema não merece uma interpretação conotativa, metafórica;  caso a linguagem seja figurada, decodifique a situação. Delimitação do Assunto Quando se depara com um tema a ser abordado, é necessário delimitá-lo para que a redação possa ser desenvolvida com maior objetividade. Qualquer assunto deve ser tratado dessa maneira, principalmente aqueles cujo sentido seja muito amplo, com política, televisão, sociedade, ecologia, religião, sexo, violência, educação, amor, etc. Se isso não for feito, a redação corre o sério risco de perder força e se tornar muito superficial. DISSERTAÇÃO EXPOSITIVA E ARGUMENTATIVA O texto é considerado expositivo quando aborda uma verdade inquestionável, informa ou explica didaticamente um assunto, sem apresentar uma discussão ou polêmica. Já o texto argumentativo é aquele que é caracterizado por exemplos elucidativos, interpretação analítica, evidências e juízos marcados por uma visão crítica. DISSERTAÇÃO OBJETIVA E SUBJETIVA É objetiva a dissertação que se apresenta de maneira impessoal, com uma linguagem denotativa e referencial. Quando na redação predomina a linguagem figurada, provocando a emotividade do leitor, temos uma redação subjetiva. GENERALIZAÇÃO E PARTICULARIZAÇÃO

temos o sofisma. 2 .A redação pode partir de um fato particular para a generalização (processo indutivo) ou partir de um princípio geral para chegar a uma conclusão particularizante (processo dedutivo). finalmente. E. quando se parte de premissas verdadeiras mas que levam a uma conclusão falsa.