Unidade 2 - Conhecendo a Voz (de 0h30 a 1h30 de dedicação) Unidade 2 - Conhecendo a Voz Site: EAD 2 Curso: Prática Livro: Unidade

Impresso por: Data: quinta, Sumário * Unidade 2 - Conhecendo a Voz <#ch4566> o 2.1. Primeiras palavras <#ch4567> o 2.2. Problematizando o tema <#ch4568> o 2.3. Textos Básicos para Estudos <#ch4569> o 2.3.1. Saúde Vocal: a voz falada e a voz cantada <#ch4570> o 2.3.2. A Voz Infantil <#ch4571> o 2.3.3. Muda Vocal <#ch4572> o 2.4. Considerações finais <#ch4573> o 2.5. Atividades de aplicação, prática e avaliação <#ch4574> o 2.6. Estudos complementares <#ch4575> o 2.6.1. Saiba mais... <#ch4576> o 2.6.2. Outras sugestões de fontes de informação <#ch4577> o 2.6.3. Referências bibliográficas <#ch4578> Unidade 2 - Conhecendo a Voz Unidade 2 - Conhecendo a Voz violão 2.1. Primeiras palavras Abordaremos nesta Unidade aspectos da Saúde Vocal do Educador, bem como questões relevantes sobre a voz falada e a voz cantada. Destacaremos também aspectos sobre a voz infantil. menininha 2.2. Problematizando o tema Nesta Unidade falaremos sobre a saúde vocal do educador. Antes, porém, de falarmos sobre saúde vocal é necessário que pensemos um pouco sobre a voz. Algumas perguntas nos vêem à mente: * * * * * * O que é voz? Como é produzida? Para que serve? Quais os cuidados que devemos ter com a nossa voz? O que devemos evitar? Qual a tessitura adequada para a voz infantil? UAB - UFSCar <http://ead2.uab.ufscar.br> e ensino em Educação Musical - Parte 2 (Pólo Osasco) - G3 2 - Conhecendo a Voz (de 0h30 a 1h30 de dedicação) Humberto Akio Hama 368865 9 fevereiro 2012, 00:22

Tentaremos responder estas e outras questões durante o desenvolvimento desta unidade. 2.3. Textos Básicos para Estudos livros

Um de entrada de ar nos pulmões. Cada um de nós tem um timbre particular e pessoal que faz com que sejamos reconhecidos ao falar ao telefone. O som gerado na laringe vai sendo modificado conforme vai percorrendo as cavidades de ressonância. afirma que a voz faz parte de toda a nossa existência e que inaugura nossa vida com um choro e conclui com o último suspiro. chamado “buzz” laríngeo.1. Ao inspirarmos as pregas vocais encontram-se afastadas e ao expirarmos as pregas vocais aproximam-se entre si controlando e bloqueando a saída de ar dos pulmões. uma reconhecida fonoaudióloga e especialista em voz. Mara Behlau (2001) afirma que “possuímos um padrão básico que nos identifica”. contexto de comunicação. mais rouca. pois é um meio de comunicação. que é um tubo alongado localizado no pescoço. Na Wikipédia^1 encontramos que a voz humana é produzida pela vibração do ar que é expulso dos pulmões pelo diafragma e que passa pelas pregas vocais e é modificado pela boca. sofrendo também influências pelas condições ambientais. uma das expressões mais ricas do ser humano. A voz está presente no ser humano desde o nascimento e faz parte do processo de socialização humana.2. A partir desta definição podemos concluir que o ar é essencial para a produção da voz. Higiene Vocal . por isso saber respirar corretamente é fundamental para uma boa emissão vocal. Saúde Vocal: a voz falada e a voz cantada A voz é um instrumento que a natureza nos dá graciosamente. nossa voz possui características próprias. chamado INSPIRAÇÃO e outro de saída de ar dos pulmões. um veículo de nossos sentimentos e emoções. que é essencial na respiração. mais agressiva. A voz é produzida a partir de um som básico. A respiração é composta por dois movimentos. advogados. O uso correto do diafragma na respiração garantirá que a voz saia sem grande esforço e com boa emissão. Além de ser um meio de comunicação é também um meio de expressão. mais grave. com a saúde física. sendo o diafragma o músculo responsável por apoiar e pressionar a coluna de ar que irá passar através das pregas vocais e assim teremos a produçao do som. uma espécie de expressão sonora absolutamente individual.3. temos a possibilidade de modificar nossa voz e torná-la mais aguda. Podemos ainda destacar que a voz está intimamente ligada à personalidade de cada pessoa e que se modifica de acordo com a idade. Estes dois movimentos contam com a ajuda de um músculo chamado DIAFRAGMA. e acrescenta “nossa voz é só nossa. As pregas vocais encontram-se na laringe. mais sensual. Mara Behlau. etc. fato semelhante ao que ocorre com a impressão digital”. lábios e língua. a voz é um instrumento de trabalho indispensável. por isso deve ser bem cuidada. chamado EXPIRAÇÃO. entre eles. No entanto. ou seja. mais nasal. vendedores e professores. Para muitos profissionais. por exemplo. no entanto o som produzido na laringe ainda não é a voz propriamente dita.

além de classificar os distúrbios vocais e seu grau de gravidade. pois um câncer de . Os problemas de voz são chamados de disfonias. Qualquer rouquidão que dure mais que 15 dias deve ser avaliada por especialistas. Evite o esforço desnecessário e o abuso vocal ou o mau uso da voz. Na maioria das vezes o problema acontece e as pessoas acabam achando que é normal e que vai passar logo. outros são comuns à voz cantada e à voz falada. Alguns distúrbios são específicos da voz falada. Ao detectar um problema de emissão vocal. Existem fatores que prejudicam ou beneficiam sua voz. um médico otorrinolaringologista deverá ser consultado. É importante que você faça uma observação pessoal e que saiba detectar quais os fatores que estão sempre presentes quando você tem algum problema de voz. prevenindo as doenças e o aparecimento de alterações.O termo Higiene Vocal se refere a um conjunto de medidas que ajudam a preservar a saúde da voz. pois ele terá condições de determinar a ação terapêutica a ser adotada. Para manter a saúde vocal desenvolva o hábito de: * * * * * * * * Praticar esportes Eliminar elementos que possam causar alergia Alimentar-se de forma equilibrada Beber muita água Usar roupas confortáveis Aquecer a voz antes de usá-la de forma intensiva Fazer um período de repouso vocal após o uso intensivo da voz Dormir em média 8 horas por noite Para manter a saúde vocal evite: * * * * * * * * * * * Fumar Ficar pigarreando (raspar a garganta) para tirar a secreção da garganta Bebidas alcoólicas Usar drogas Poluição Refluxo gastresofágico Ambientes ruidosos em que a voz seja produzida com esforço Ar condicionado Automedicação Consumo de bebidas ou alimentos gelados Cochichar ou sussurrar Ao respeitar as normas de Higiene Vocal você estará evitando o estabelecimento de problemas de voz. Pesquisas comprovam que os professores representam a categoria profissional com maiores riscos de desenvolverem problemas vocais. O fonoaudiólogo é o profissional indicado para orientar a reeducação do paciente com problema de voz. A rouquidão deve ser um motivo de alerta. portanto previna-se e cuide de sua saúde vocal! Distúrbios da Voz – Reeducação À emissão de uma voz saudável damos o nome de eufonia. Cuidado com isso.

entre outros. para tanto. . Além deles existem exercícios de respiração. que chega em nossa laringe nos articuladores dos sons da fala através de nervos específicos. Para que tenhamos uma emissão de voz com qualidade são necessárias condições anatômicas e fisiológicas. Behlau (2001) acrescenta: “Para emitirmos a voz e a fala. nosso cérebro dispara o comando central. Vocalizes são exercícios que ajudam a praticar os intervalos juntamente com o uso correto da musculatura. dinâmica. emissão. É importante para aquecer a musculatura laríngea. ou seja. com tensão adequada. as pregas vocais aproximam-se entre si. além de um equilíbrio psicológico e um estado de saúde geral satisfatório. O preparador vocal e o professor de canto são os profissionais capacitados para orientá-lo em seu desempenho vocal e ajudá-lo na compreensão dos tópicos aqui apresentados. Inicialmente precisamos inspirar ar. controlando e bloqueando a saída de ar dos pulmões”. durante 20 minutos aproximadamente e deve-se começar pelos tons médios. Voz falada Podemos afirmar que a produção da voz e da fala são atos coordenados pelo cérebro. colocar o ar para dentro dos pulmões. Depois inicie os vocalizes de aquecimento. como no caso do ator ou locutor.laringe pode começar com uma rouquidão semelhante a de um resfriado. Desaquecimento Após o término da apresentação ou ensaio desaqueça a sua voz. ressonância. e em seguida faça os exercícios de respiração. Cinco minutos em silencio são suficientes para retornar ao ritmo natural para a fala. bem como no repertório adequado para seu tipo de voz. Aquecimento Outro aspecto importante e que deve ser observado é a questão do aquecimento vocal. partindo em direção aos extremos da tessitura. Aquecer a voz é fazer uma série de exercícios que preparam a voz para o canto ou para a fala. Claire Dinville (2001) esclarece: “Vista que a voz falada é antes de tudo ar sonorizado. Ao emitirmos a voz. Lembre-se que será nocivo para a voz tanto falar muito alto quanto muito baixo. Prepare seu corpo com exercícios de alongamento. A esse preparo dá-se o nome de Técnica Vocal. é a respiração que deve fornecer a pressão expiratória necessária para dar origem ao som da laringe. Estes exercícios podem ser realizados diariamente. percepção. relaxamento. ser capaz de mantê-lo e permitir sua propagação nas cavidades de ressonância”. as pregas vocais devem estar afastadas. Lembre-se que estes exercícios não deverão trazer cansaço ou dor durante sua realização e ajudarão a ampliar a percepção dos sons. tanto para o agudo quanto para o grave. Para desaquecer a voz sugerimos também bocejos e vocalizações em escala descendente.

Deve ajudar também a dosar a quantidade de ar de acordo com a música. no canto o som precisa encontrar uma caixa de ressonância para poder ampliar-se. O aparelho ressonador vai ser o responsável por uma boa qualidade do som. Como foi dito anteriormente. Cantar é um grande privilégio. por isso a necessidade de cuidados diários e da utilização de uma boa técnica vocal. Fonação. há a necessidade de novos ajustes motores na laringe. Dicção e Expressividade. mas também o mais frágil”. Organizar notas segundo regras estabelecidas ou improvisando. Ainda nesta unidade vamos propor exercícios que ajudem a compreender melhor o que estamos dizendo.3. pois fornece a pressão necessária para manter a vibração das pregas vocais. A voz precisa ser trabalhada para que o canto seja realizado sem esforço. seja ele solista ou de grupos corais. deve realizar exercícios de respiração diariamente. ou seja. pode se tornar um cantor. Através da fala podemos nos comunicar com os outros e transmitir uma mensagem. Todo ser humano deve ter o direito de cantar e pode desenvolver esta habilidade. A Voz Infantil A voz infantil nem sempre tem recebido por parte dos adultos a atenção que merece e o que temos visto é que um grande número de crianças apresenta um desenvolvimento vocal defeituoso.2. com ou sem letra. Respiração. a finalidade destes exercícios é desenvolver e dar flexibilidade à musculatura utilizada durante o canto. O cantor. Voz Cantada Apesar de ser produzida com as mesmas estruturas da voz falada. Ressonância. Wikipédia. A respiração fica mais profunda. as pregas vocais produzem ciclos vibratórios mais controlados e com maior energia acústica. 2. Disponível em: http://pt. Dinville (2001) afirma que a voz cantada “é o instrumento mais belo e emocionante que existe. seguindo a inspiração do momento”. as notas serão alcançadas com mais facilidade e a sonoridade resultará mais bonita e segura. as caixas de ressonância estão mais expandidas e a amplificação do som é maior. -----------------------------------------------------------------------Voz humana.org/wiki/Voz_humana. Segundo Mário de Andrade (1989) cantar é “formular melodias. Além da respiração correta. A Técnica Vocal trabalha os seguintes aspectos da voz cantada: Postura. Acesso em 08/09/08. frases musicais.Concluímos que o papel da respiração é muito importante.wikipedia. . Outro aspecto a ser considerado é a articulação das vogais e consoantes durante a vocalização. A prática constante dos vocalizes vai propiciar uma extensão maior.

mas trabalhar com todos indistintamente. A música é uma linguagem com diversas formas de se expressar. Desenvolver a voz é trabalhar com a pessoa como um todo e ajudar na descoberta da própria personalidade. destas experiências dependerão o sucesso tanto na área social como na profissional. Através das brincadeiras e das músicas podemos ensinar grandes verdades. Muitas pessoas desconhecem que a voz infantil tem mais brilho e volume na região aguda. devemos brincar com a voz. . que visam a sociabilidade das crianças. sem vibrato e praticamente sem graves. Observe que. e como tal pode e deve ser utilizada. Pais e professores devem estar sempre alertas e interessados em cultivar uma boa voz nas crianças. Provavelmente você já deve ter visto. descontração e atenção. A voz correta da criança é aquela que sai natural e leve. facilitando ou dificultando sua comunicação. e também na coordenação motora. vivenciando os elementos sonoros com o próprio corpo. Não devemos fazer seleção de habilidades. Quantas vezes os adultos se vêem em situações embaraçosas por possuírem vozes irritantes e estridentes. pois a criança imita inconscientemente a voz que ouve. entoar movimentos sonoros (do grave para o agudo e vice-versa). veias salientando-se no pescoço. Não devemos propor um ensino mecânico. “no desenvolvimento psicológico da criança. sua integração. Observe uma criança brincando sozinha e distraída. Alberto Ream (1973) afirma que. pois sabemos que a voz influi diretamente no caráter e o caráter se reflete diretamente através da voz. explorando possibilidades sonoras diversas: imitar vozes de animais. A professora Teça Alencar de Brito (2003) nos orienta: “Além de cantar. influenciando seu comportamento futuro. Apresenta timbre claro. no que diz respeito à comunicação. Por meio da música oferecemos a oportunidade de um desenvolvimento vocal natural. Poderão marcar a construção da identidade vocal de uma criança. Todos os professores que vão trabalhar com crianças deveriam conhecer e praticar as boas regras do canto. sem nenhum esforço. Para isso necessitamos de um repertório musical variado e adequado à voz infantil. ruídos.” De grande importância são as atividades lúdicas. o som das vogais e das consoantes (com a preocupação de enfatizar a formação labial). pequenos desenhos melódicos. vozes forçadas e estridentes. Outra questão importante de ser observada é que cada criança possui um tempo de aprendizagem que deve ser respeitado.O mesmo processo que a criança usa para aprender a falar permite que ela aprenda a expressar-se e comunicar-se com a música. mas sim permitir que experimentem o instrumento musical que trazem consigo: a voz. E qual o resultado? Muitos gritos. é nosso dever oferecer uma oportunidade de sensibilização musical. Lembre-se que isto é extremamente prejudicial e que deve ser evitado. Devemos ajudar as crianças a reconhecerem em suas vozes um importante instrumento musical. As experiências vocais de uma criança vão ajudar na construção de sua identidade. tudo o que promove agressividade contribui para que a sua voz seja mais e mais prejudicada através dos anos”. das emoções e das idéias. dos impulsos. as crianças serem motivadas a “cantar bem alto”. em apresentações. Alguns cuidados deveriam ser tomados para garantir a saúde vocal de todos. Mesmo aos que se mostram incapazes de cantar ou de repetir um som dado. etc.

3. ou seja. E por que não fazer tudo isso através do canto coral?” Falaremos sobre o canto coral em outra oportunidade. ou ainda a expressão: “cantar é coisa de mulher”. depois de desenvolvidas. Como extensão vocal. a mudança é mais drástica. sem esforço. . uma extensão de duas oitavas. muitos meninos estão perdendo a oportunidade de se expressarem de maneira natural e alegre através do canto e de desenvolverem um equilíbrio emocional e mental. ou seja. Tessitura é um termo utilizado para designar a extensão que uma pessoa é capaz de cantar sem preocupação. É importante reforçar que a voz da criança é naturalmente aguda e com pouco volume. com maior conforto. A auto-estima precisa ser constantemente desenvolvida nas crianças. pois apresentam “quebras” involuntárias na voz. os professores estão com suas vozes cansadas e as crianças reproduzem da maneira como lhes é apresentado. Muda Vocal A mudança da voz ou muda vocal acontece entre os 12 e 15 anos e continua até cerca de 20 anos. 2. o que pode gerar risos por parte dos amigos e familiares. no Brasil temos tido dificuldade em conseguir estes resultados exatamente porque não temos bons modelos vocais. No entanto.muitas vezes ela cantarola com uma voz leve e aguda enquanto brinca. Muitos ficam embaraçados e se sentem meio sem jeito nesta época. As crianças mais novas alcançam naturalmente as notas: si bemol 2 ao mi4. por isso incentive-as sempre e aponte as suas melhoras ao longo do tempo de atividades com as vozes. pois está livre de constrangimento. Além da mudança de timbre há também uma ampliação para alcance dos sons graves. “pega a cor” do exemplo exposto.3. Desta forma. Essas capacidades. da curiosidade. Lembre-se que a voz da criança é como o camaleão. A extensão e flexibilidade no canto são iguais entre os sexos neste período. Uma criança com algum treinamento vocal normalmente alcança do lá2 ao lá 4. Muitas vezes observamos por parte dos adultos uma pressão para que os meninos falem mais “grosso”. criando um senso de vergonha para o menino que “fala fino”. vão ser úteis ao indivíduo para o resto de sua vida. da imaginação e o prazer de aprender. Concordamos com a afirmação da professora Ilza Zenker Leme Joly (1997) “a infância e adolescência é o tempo em que devemos estimular na criança em formação. Geralmente esta mudança é mais perceptível nos meninos. Meninos e meninas até mais ou menos os onze anos de idade apresentam pouca diferença na voz e merecem o mesmo cuidado. entendemos a totalidade dos sons emitidos por uma pessoa. Os pais não cantam mais. ficando a tessitura restrita por um período de tempo. o desenvolvimento da autoconfiança. Nos meninos. como já disse. que apresentam mais ar na voz e o timbre passa a ser mais encorpado. do controle. Esta extensão vocal varia de pessoa para pessoa de acordo com a idade. Esta mudança traz alterações para os meninos e meninas e se dá no momento em que as pregas vocais crescem independentemente de outras partes do corpo. mas ela acontece também nas meninas.

sobre a maneira correta de falar e cantar. parar de cantar. Saiba mais. pratique uma atividade física e beba muita água. Vale a pena lembrar que daqui para frente este aprendizado deve passar a fazer parte do seu dia a dia. grupo 2.4. portanto. Obs.5. são necessários alguns cuidados: * Explicação sobre o que está acontecendo não só para os meninos. cantora 3 2. Meu desejo é que você alcance sucessos em sua caminhada e que saiba utilizar bem sua voz. O resultado é um som fraco e sem apoio. Atividades de aplicação. Além disso. médio e agudo. é muito importante que tenha refletido também sobre sua atuação como educador na orientação que oferecerá às pessoas. prática e avaliação Confiram as orientações detalhadas para as atividades na sala do seu Pólo.1. Faça sempre os exercícios de respiração. eliminando o ressonador laríngeo. no entanto. ou seja. como adolescentes. nós sabemos que ninguém precisa parar de cantar porque chegou à adolescência e isto se deve em grande parte por causa do trabalho de Educação Musical que vem sendo realizado. Seria muito interessante que você pudesse ter um contato com um preparador vocal ou um professor de canto para desenvolver as habilidades vocais. 2. sem utilizar o falsete(*). Mas hoje essa idéia mudou. tanto crianças. pois ela é produzida a partir de um levantamento da laringe. caso isto não seja possível existem livros que trazem CDs com exercícios de respiração e de técnica vocal.. .6. O educador musical deverá também manter constante observação durante as atividades cantadas para ajudar seus educandos a enfrentarem esta nova situação com tranqüilidade. espero que você tenha ampliado seus conhecimentos sobre sua voz e a maneira correta de utilizá-la.. jovens ou adultos. O educador musical precisa saber que nesta fase as mudanças são lentas e. 2. Considerações finais Ao terminar esta Unidade.Durante muito tempo existiu uma idéia que na época da mudança da voz era preciso descansar. mas para todo o grupo * Um repertório adequado à nova tessitura * Novos arranjos * Talvez mudanças de tonalidades * A mudança da voz falada não implicará que a voz cantada mudará na mesma época * Orientar o menino a utilizar a mudança de registro entre o grave. Estudos complementares A seguir você encontrará mais informações sobre o assunto que estamos estudando nesta Unidade. Segundo Phillips (1992) a voz de falsete é uma voz “falsa”.6.

Referências bibliográficas ANDRADE.com/watch?v=Oe98Xmsf57o . Dicionário Musical Brasileiro. 2001. Os distúrbios da Voz e sua reeducação. São Paulo: Irmãos Vitale. 1998.abcdasaude. Mônica. Com paciência.       . BAÊ.studiomel. ed. Cláudia. Mário. São Paulo: Peirópolis. 2.Produção de Voz Aspectos Fisiológicos -----------------------------------------------------------------------Nesta unidade deixo outra indicação de Filme para sua reflexão.ed.br <http://www. 2 . da Cris Delanno e Por todo canto: método de técnica vocal da Diana Goulart e Malu Cooper. Trata-se do filme francês “A voz do coração” (Les Choristes) • Sinopse: Um professor de música vai trabalhar numa rígida instituição de reeducação de jovens meninos. 2001. BRITO. ele tenta melhorar suas vidas através da música. REAM.abcdasaude. Irmãos Vitale. Claire.6. 2 . um é o Canto: uma expressão. São Paulo: Imprensa Metodista. que também apresentam CDs com os vocalises.3. ampliada e atualizada. 2006. BAÊ. 2001. Higiene Vocal: cuidando da voz. Canto: uma expressão. ele terá que lutar para manter o coral dos meninos na ativa.com/> www. Belo Horizonte: Itatiaia.com <http://www. MARSOLA. 1973. 1989. 2003. Outras sugestões de fontes de informação Acesse os sites abaixo relacionados e veja outras informações sobre a voz. No entanto.fonoaudiologia. Um estudo sobre a Voz Infantil. Tutti. Gostaria de indicar também os livros Mais que nunca é preciso cantar. da Mônica Marsola e Tutti Baê e o outro Canto: equilíbrio entre corpo e som da Cláudia Pacheco e Tutti Baê. Canto: equilíbrio entre corpo e som.Dois dos livros que estão na Bibliografia trazem os CDs.br/> www. Rio de Janeiro: Enelivros. Paulo. PACHECO.com/> -----------------------------------------------------------------------Sugestão de vídeo no YouTube: http://www. Teça Alencar de.com. Pegue a pipoca e bom divertimento!!! 2.youtube. Tutti. 3 . Mara.fonoaudiologia. Música na Educação Infantil: propostas para a formação integral da criança. BEHLAU. Clara. DINVILLE.2. SANDRONI. PONTES. Rio de Janeiro: Lumiar.6. Rio de Janeiro: Revinter. Alberto. ed.studiomel. www.com <http://www.com. 260 Dicas para o cantor popular profissional e amador.