Informativo CETJ

Nascer, Morrer, Renascer Ainda, Progredir Sempre, Tal é a Lei
Fevereiro de 2012 - Ano VIII - nº 102

www.cetj.org.br

Editorial: Início dos preparativos para o Centenário do CETJ
Como todos sabem, de maneira geral, há uma notória dificuldade para as Casas Espíritas arrecadarem recursos não só para a manutenção de suas atividades fim, como também para aquelas que visem à conservação ou ampliação de suas próprias instalações quando essas necessidades aparecem. O CETJ apesar de sua confortável situação, no que tange aos recursos disponíveis, para a sua manutenção, tornando-se quase uma exceção entre seus pares, igualmente, vê-se impossibilitado de gerar sobras de caixa que lhe permitam aplicar na expansão de suas instalações ou atividades. Tendo em vista que tornou-se uma necessidade inadiável partirmos para um programa de obras que visam simultaneamente abrigar com melhores condições o crescente público que nos procura, principalmente aos domingos, e buscar alternativas de fontes de arrecadação que normalmente as Casas Espíritas utilizam, tais como: Almoços, Caldos e Lanches Fraternos, a Diretoria do CETJ resolveu desenvolver um Projeto de Obras para os próximos dois anos. Esse projeto que será brevemente exposto ao público, estando atualmente em fase de desenvolvimento tanto da parte arquitetônica quanto das fontes de financiamento, privilegiará três aspectos: 1º Construção de uma nova cozinha aparelhada para preparo da Sopa que servimos às nossas usuárias e outras atividades que congreguem fraternalmente o nosso público e ao mesmo tempo gerem receita para a Casa. 2º Construção de um anexo do Salão Principal, com os mesmos recursos áudio visuais hoje existentes, para abrigar no mínimo 100 pessoas no local onde hoje servimos a Sopa. Este anexo terá função reversível, pois nos dias de distribuição das cestas básicas e Sopa, será utilizado de uma forma bem mais digna e minimamente confortável pela utilização de mesas e cadeiras ao invés das atuais mesas e bancos de cimento. 3º Construção de duas novas salas de Estudo da Doutrina Espírita que ficariam na parte de cima do anexo do Salão mencionado no item anterior. Estas salas além de aliviarem algumas turmas que estão com excesso de participantes também propiciariam atender ao crescimento da procura esperada para os próximos anos. Sem dúvida é um grande desafio que só poderá ser vencido pela união de todos nós que amamos essa Casa e que desejamos de forma decisiva e efetiva participar de sua história. Nossos bravos companheiros do passado também já enfrentaram essa situação e com muito sacrifício e dedicação nos legaram um admirável patrimônio físico e mais que isso, um inestimável histórico de atuação na Caridade de iluminação espiritual de encarnados e desencarnados através dos ensinamentos da Doutrina Consoladora. O tempo passa muito rápido e estamos nos aproximando do ano do centenário dessa Casa.

Associe-se ao CETJ! Entregue a sua proposta até o dia 09/02, véspera da Reunião da Diretoria

Certamente, será um momento lindo e, essa iniciativa de agora, também é uma forma de preparar o CETJ para o conjunto de festividades que marcará esse acontecimento relevante para o movimento espírita de nossa região não só pela sua longevidade mas, sobretudo, pela sua atuação. Brasil, coração do mundo, pátria do Evangelho por determinação divina, e nós humildes trabalhadores de Jesus por 100 anos e muito mais estaremos a postos para que esse coração pulse cada vez mais forte.

NESTA EDI ÇÃO :
Resumo Financeiro / Livraria - Sugestões Caridade, o dom supremo Refinamento Espiritual Que se faça a luz Espitirinhas Atividades Casa / Aniversariantes Palestras Públicas /
2 3 4 5 6 7 8

Centro Espírita Trabalhadores de Jesus - CETJ
Avenida Teixeira e Souza, 448 - Centro - Cabo Frio - RJ - CEP: 28907-410 - Telefone: 2645.4468

2

Informativo CETJ

Fevereiro de 2012

Livraria - Cultura Espírita
Se você tem o hábito de presentear parentes e amigos ou a você mesmo em qualquer época do ano, o livro espírita é sempre uma boa opção! Além de ajudar a divulgação da Doutrina Espírita, dando um presente realmente útil, você estará também colaborando com as obras assistenciais do CETJ. Prestigie também o nosso Bazar que sempre oferece finas peças artesanais a preços bastante baixos.
E para facilitar ainda mais... estamos aceitan-

Resumo Financeiro de Dezembro de 2011
Recebimentos Mensalidade de Associados Divulgação de Livros Espíritas Doações p/ Lanche Fraterno Doações Bazar Pechincha Outras Receitas Pagamentos Compra de Mantimentos / Assistência Social Tarifa Bancária Diversos (mat.escritório, manutenção, etc) OI e PROLAGOS AMPLA Alarme Salários e Encargos Sociais Despesas com Lanches Informativo Contador e Livros Fiscais Reembolso Palestrante Doação Emergencial Compra de Livros 4.458,55 70,50 903,23 454,92 309,05 175,66 3.002,74 670,00 350,00 480,00 767,09 50,00 1.443,31 Manutenção e Patrimônio 15.374,40 13.135,07 2.239,33
M.Obra, Material Geral e Jardinagem Total:

R$
3.270,00 3.022,00 1.034,85 5.944,00 904,00 1.045,00 154,55

Resumo
Recebimento Pagamentos Saldo

4.141,11

Composição da Diretoria - Biênio 2010/2012
Marcio S. Alves Aristarco Acioli Helena M. F. Monteiro Ciro Meliande Paulo Jorge dos Santos Flavio Scali Presidente Vice-Presidente 1º Secretário 2º Secretário Diretoria de Informática Diretoria de Patrimônio 1º Tesoureiro 2º Tesoureiro Depto. de Doutrina Depto. de Divulgação Depto. de Mediunidade Depto. da Mocidade Espírita Depto. de Evang. da Infância Setor Ass. Social Espírita Maria José Fernandes Ribeiro Maria Aline Terra Gregório Monteiro Setor Ass. às Gestantes Setor de Bazar e Costura Assessor Jurídico

Atenção! A Livraria e o Bazar informam que as compras acima de R$ 50,00 poderão ser parceladas em Atenção! A livraria fica aberta de segunda a sextafeira no horário de 14h30 às 17h; nas quartas-feiras de 19h30 às 21h30 e aos domingos de 17h30 às 19h30. Já a biblioteca funciona nas quartas-feiras de 19h30 às 21h30; nas quintas de 14h30 às 17h e aos domingos de 17h30 às 19h30.

Luiz C Abreu Alexandre Sirieiro Ciro Melliande Marcio S. Alves Helena F. Monteiro Dejanira Martins Gomes Augusta Faria dos Santos

Fevereiro de 2012

Informativo CETJ

7

Atividades da Casa
Domingos 18h às 19h30: Reunião pública com palestra e passe. Nomesmo horário: entretenimento das crianças a cargo do Grupo de Recreação Infantil Tudo é Amor (GRITA). Segundas-feiras 14h às 17h: Tarefas de corte e costura e bazar; 14h30 às 17h: Pechincha; 15h às 16h30: Reunião de desenv. Mediúnico; 20h às 21h30: Reunião de desenv. Mediúnico; 20h: Reunião de estudo da mediunidade. Terças-feiras 14h30 às 17h: GEMA - Atendimento às gestantes; 19h45 às 21h30: Reunião de tratamento Espiritual. Quartas-feiras 15h às 17h: Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita (ESDE); 15h às 17h: Grupo de Visitas a Enfermos Milota Cabral; 20h às 21h30: Bazar; 20h às 21h30: Reunião pública e passe. No mesmo horário, entretenimento das crianças a cargo do GRITA. Quintas-feiras 14h30 às 17h: Bazar e Tarefas de corte e costura 14h30 às 17h: Pechincha; 15h às 17h: Plantão de passes; 18h30 às 20h: Estudo das obras de André Luis (Os Mensageiros); 19h: Montagem das bolsas de alimentos; 20h às 21h30: ESDE. Sextas –feiras 20h às 21h30: Reunião mediúnica de desobsessão; 13h30: Primeiras e terceiras sextas-feiras de cada mês, preparação dos legumes para a sopa a ser servida aos irmãos assistidos pela Casa. Sábados 16h às 18h: Evangelização infantil e reunião da Mocidade Espírita; 16h às 18h: Reunião do Grupo de Pais; 10h às 11h30: Primeiros e terceiros sábados de cada mês, atendimento aos irmãos cadastrados da Casa, com distribuição de sopa e bolsa com alimentos.
Desde agosto/2010, o CETJ fica aberto de segunda a sexta-feira, de 8 às 12h, e de 14h às 17h, para as atividades de venda de livros, pagamento de mensalidades, recebimento de doações e informações.

Aniversariantes de Fevereiro de 2012
Dias: 1) Renata Rodrigues Machado e Bruno Sapha Olivieri 2) Mônica Bonidi Paiva Gonçalves, Ana Paula Brand L.Vieira, Maria de Fátima Américo Ferreira, Mônica de Lima Ribeiro e Ingrid Zwetsch Vieira 4) Claudete Ramos Pitanga de Paula, Paulo César Sobral e Roberta O.S. Barreto 5) Lysia Maria A.Gouvêa Schettino 6) Iracema Regina Moreira de Souza, Margareth de Oliveira 7) Bruno Singh de Andrade Sá 8) Natália Albuquerque Alves Martins, José Carlos Pereira, Eliete Targina Lopes, Jeane Souza Leite e Adelson João dos Santos 9) Sabrina Silveira de Castro e Jaqueline Maria de Souza 10) Alan Melo de Souza e Maria Inés Oliveros dos Santos 11) Adriana de Souza Machado 12) Katia Santos Silva 13) Ana Lucia de Araujo Omena, Diva Maria de Araujo Ferreira, Maria Eduarda Brandão M.P. de Lima e George B. dos Santos 14) Geusimar da Silva Cruz, Thel Freitas da Silva, Paulo Machado, Julio Medeiros Ribeiro da Silva, Gelson Rodrigues de Souza, Pablo Souza de Moraes e Raquel V.Manso Geraldo 15) Claudia da Silva Lobo, Walquervile Barbosa, João Marco R.S.T. da Silva, Cláudio Marcio de Albuquerque, Camil Vogel Satyro e Sheila da Silva Oliveira 16) Marcio José de Carvalho, Thiago Dias de Carvalho e Verônica Cavichini Carriço 17) Mayara Santos Silva 18) Rodolfo Paulo Lobo Ribas, Anna Carolina Page de Carvalho, Cleuzely Costa Alves e Verônica M. Pestana 19) Maria Odete F. Albuquerque 20) Luiz Augusto Nogueira e Shirlei Oliveira Barbosa 21) Gabriele, Fernando Macedo Filho e Natália Macachero Moreirão 22) Anna N Reinbrecht da Silva, Luciana Tófana Lourenço, Fabiano Menezes Moreira da Silva, Glória Menezes Moreira da Silva, Marcos Antonio Oliveira Estevam e Janaína de Souza Quadros Lima 23) José Francisco R. Schettino 24) Douglas da Costa Machado, Milton Pereira Lima e Luciene Guimarães de Sá 25) Ângela Maria Mattos Jung, Rodolfo da Silva Reis, Felipe C. Grael Romano e Carmem Lúcia da Silva Alves 26) Gilberto Pereira Costa e Christoffer M.P. Ribeiro 27) Gregório F. Monteiro e Luciana Rodrigues de Oliveira 28) Alvaro Rodrigues de Carvalho Neto, Anderson de Souza, João Fernandes Hilário 29) Denise Lopes dos Santos

Atenção
Informamos aos associados e frequentadores do CETJ que desejem que seus nomes e/ou de parentes e amigos apareçam na Relação de Aniversariantes do mês, que os mesmos deverão procurar a Secretaria e preencher o formulário próprio para essa situação. Como ainda não temos uma base de dados que congregue todas as informações pertinentes aos Associados, o simples preenchimento da Proposta de Associação ao CETJ, não garante a inserção dos nomes na relação em pauta. A Diretoria

Enviamos a todos fraternais votos de Muitas Felicidades e Feliz Aniversário!
Obs: Por favor, informe à Direção da Casa caso observe alguma incorreção de datas ou nomes

8

Informativo CETJ

Fevereiro de 2012

PROGRAMAÇÃO DA CASA
Palestras Públicas
Domingo 18h Dia 05 12 19 20 21 26 Palestrante Carlos Gama Cássio Luciana Ângela Belônia Ana Lúcia Eduardo Maluf Origem UME - Petrópolis - RJ C.E. Amor e Caridade Cabo Frio – RJ C. E. Renascer Araruama - RJ Casa Renê Pessa Cabo Frio - RJ C.E. Trabalhadores de Jesus G.E. Eurípedes Barsanulfo Juiz de Fora - MG Tema Livre Bastidores da Casa Espírita Livre

Se eu quiser falar com Deus O Alimento espiritual Livre

Quarta-feira - 20h Dia 01 O Livro dos Espíritos Marcos Jung
As relações no além túmulo (It. 279 a 284)

O Evangelho Segundo o Espiritismo Gídice
De que precisa o espírito para ser salvo (Capítulo XV, itens 1 a 3)

08

Flávio Scali
As relações no além túmulo (It. 285 a 290)

Olívia Sá
O Maior mandamento (Capítulo XV, itens 4 e 5)

15

Alexandre Sirieiro Relações de simpatia e antipatia entre espíritos. (Itens 291 a 297)

Ciro Meliande
Necessidade da caridade segundo São Paulo. (Capítulo XV, itens 6 e 7)

22

Renato Rodrigues
Relações de simpatia e antipatia entre espíritos. (Itens 298 a303)

Beth Sanches
Fora da igreja não há salvação.Fora da caridade não há salvação (Capítulo XV, itens 6 e 7)

29

Paulo Jorge

Vultos do Espiritismo Hernani Guimarães Andrade

“Adere ao trabalho e aprendes a servir”.

Esssencial” – Emmanuel por Francisco Cândido Xavier

Depto. de Doutrina: doutrina@cetj.org.br

Programação do GEMA - Gestante, Esperança, Maternidade e Amor
07 14 Trabalhos Manuais 28 Histórico do Grupo GEMA e Comentários sobre a Irmã Scheila Equipe GEMA Conversa informal - Proposta de trabalho Equipe GEMA e assistidas

Helena Monteiro

“Estender o coração pelas mãos vale mais que estender as ideias através da boca” Emmanuel

Fevereiro de 2012

Informativo CETJ

3

Caridade, o dom supremo A palavra Caridade significa amor ao próximo e, nesse sentido é empregada por Kardec ao fazer uso de parte da 1ª. Epístola de Paulo aos Coríntios, no capítulo XV, itens 6 e 7 de o Evangelho Segundo o Espiritismo. “Ainda que eu falasse a língua dos homens e dos anjos.” Paulo inicia sua mensagem referindo-se à importância da comunicação e da eloquência do discurso no convencimento das opiniões emitidas, entretanto destaca que, “sem a caridade”, sem a sincera intenção de instruir aos que ouvem a fala se esvazia como “... bronze que soa ou um címbalo que retine”, são palavras secas de sentido que se repetem em vão. Mesmo em silêncio, o amor ao próximo aproxima povos dos mais diferentes dialetos e opiniões. “Ainda que tivesse o dom das profecias e o conhecimento dos mistérios e de toda a ciência”, ainda que fosse suficientemente instruído, culto e sábio, “sem a caridade”, sem reconhecer no próximo o motivo e a razão pelos quais Deus nos proporciona a inteligência, para que nos auxiliemos uns aos outros e a própria criação, de nada valeria tanto conhecimento. Continua afirmando que se “tivesse toda a fé ao ponto de transportar montanhas”, reportando-se à fé incondicio-

nal, aquela que gera a potencia interior a ponto de transformar a nós mesmos, “sem caridade nada sou” porque ninguém pode ter fé verdadeira em Deus se não for fiel aos semelhantes, nem mesmo pode se tornar parte da Divindade, um ser angélico, se não confia em Sua criação. “E quando houvesse distribuído os meus bens, ... e entregado meu corpo para ser queimado”, referindo-se à entrega sem amor aos que procuramos auxiliar “que de nada me serviria”, dar o pão e não alimentar o espírito ou pôr-se em sacrifícios sem proveitos ressarcindo os resultados do nosso livre arbítrio. Na sequência, a missiva de Paulo passa a definir as virtudes da caridade, qualificando -a em conformidade com o mais marcante discurso de Jesus, o Sermão da Montanha: “A Caridade é paciente, branda e benfazeja” De acordo com a espiritualidade (LE, 886), seu verdadeiro sentido é ser ato de amar com benevolência, indulgência e perdão. “Bem aventurados os que são brandos e pacíficos, pois que possuirão a terra e serão chamados filhos de Deus” “Não é invejosa, temerária nem precipitada” É generosa, confia e espera com amor por toda a evolução da humanidade. “Não tem orgulho, não desdenha”. Faz-se humildade nas relações, pequenina para ser o grande auxílio. “Bem aventurados os pobres de espírito (os humildes), é deles o reino dos

céus” “Não cuida de seus interesses”. É entrega ao próximo com esquecimento dos próprios problemas. “Bem aventurados os que choram, pois que serão consolados” “Não se agasta nem se azeda”. Não se conduz inconvenientemente com cobranças ou críticas ao comportamento alheio. “Bem aventurados os misericordiosos porque obterão misericórdia” “Não suspeita mal” Mantém -se inocente para auxiliar de bom coração, de bom ânimo. “Bem aventurados os puros de coração, pois que verão a Deus” “Não se rejubila com a injustiça, mas com a verdade”. Busca a sinceridade, a honestidade nos relacionamentos e o perdão das faltas alheias. “Tudo suporta, tudo crê, tudo espera, tudo sofre” por colocar o AMOR em primeiro lugar. “Bem aventurados os sequiosos de justiça, pois serão saciados” O apóstolo conclui afirmando que “Fé, Esperança e Caridade permanecem, mas a mais excelente é a Caridade”. A fé e a esperança são caminhos que auxiliam na cura das nossas imperfeições e no crescimento espiritual que a todos cabe desenvolver, mas somente a caridade vivida como amor ao próximo é a nossa salvação! Muita Paz. Maryane Medeiros - CETJ

4

Informativo CETJ

Fevereiro de 2012

Refinamento Espiritual

“As imperfeições da alma são quais camadas nevoentas que lhe obscurecem a visão. Cada imperfeição de que ela se desfaz é uma mácula a menos; todavia, só depois de se haver depurado completamente é que

ves. Isso porque a nossa bandeira é solidária, fraterna e amorosa. Bem sabemos que são etapas que vencemos lentamente, mas sempre. Joanna de Ângelis nos emociona e tranqüiliza quando nos diz que se desenvolvermos pelo menos uma virtude nessa experiência carnal já terá valido a pena esta encarnação. Portanto, sigamos sem atropelos que possam nos desviar do caminho seguro, mas sabedores dos nossos possíveis objetivos. Promover o bem coletivo começa no bem que alimentamos intimamente. Tomo mais uma vez as palavras de Emmanuel como farol: “Somos o que decidimos, possuímos o que desejamos, estamos onde preferimos. Encontraremos o que merecemos, porque merecemos o que buscamos.” Que as nossas escolhas estejam em consonância com o nosso plano divino nesta Terra, para que cada segundo de vida se converta em gratidão ao nosso Pai por mais uma existência. Que a tranquilidade sagrada invada os nossos lares e corações! Com paz e alegria Jaquelini Azeredo - CETJ

“Que Deus vos guie e abençoe, conservando-vos a tranquilidade sagrada dos lares e corações.” Tomamos as palavras amorosas e acolhedoras de Emmanuel, como farol nos guiando nas paragens terrenas tão carentes de bons conteúdos e direção segura para as nossas atividades diárias. Encontrar consonância com os nossos ideais mais puros em pessoas, lugares e formas de expressão é muito satisfatório e nos traz uma alegria infantil que encanta e preenche nossa vida. O agasalho espiritual, a chave de casa, estarmos em boa companhia nos proporciona paz e equilíbrio, é nos surpreendemos quando com

goza da plenitude das suas faculdades.” Espiritualizamo-nos à proporção que a nossa alma se eleva em moralidade. Esse é o caminho a seguir, o refinamento dos pensamentos, atos e palavras, proporcionando presença equilibrada e útil à sociedade, ao meio em que vivemos. Quanto mais espiritualizados, mais clareza mental e resultados satisfatórios. Passamos a atrair boas companhias que nos irão auxiliar nessa esfera terrena para que materializemos o amor e virtudes possíveis. É precioso, quando despertamos pela manhã, e sentirmos a energia se instalar no nosso corpo, desencadeando mesmo um bem estar que nos motiva em prosseguir, porque todos os dias são oportunidades únicas de criação. Então que seja esse dia o melhor de nossas vidas. Quando elevamo-nos moralmente, nossos objetivos são concretos e possíveis, nossos passos são seguros... e sua-

nosso refinamento e bons propósitos. Somos todos chamas vivas aquecendo o universo, mas teimamos em desprezar essa capacidade inerente em nossa própria criação. Allan Kardec, sempre iluminado em suas colocações, já nos informava, em A Gênese:

5

Informativo CETJ

Fevereiro de 2012

Que se faça a luz! em sérios débitos e atrasos no ações – Lei de ação e reação processo de evolução. e não raro confunde-se neces-

Insistimos na inércia, deslum- sidade com falta de bens. brados pelos aparentes valores Podemos ter o necessário para transitórios do agora, porém viver bem sem sermos ricos ou mais tarde, quando desencar- fartos. narmos, a dor da consciência A obsessão dos seres humaOs místicos do antigo Oriente sempre buscaram a Luz. Isso é muito simbólico. A luz clareia e, com isso, podemos ter visão ampla e discernir as coisas. Diz-se que conhecimento é luz, mas conhecimento sem prática não é luz. Estamos cheios de conhecimentos, mas a humanidade transita nas trevas. É óbvio que falta a prática. O Mestre dos mestres só foi prática e esbanjou conhecimento e por isso é a luz do mundo. Enquanto buscamos uma vida melhor – ou seja, o que está fora de nós – esquecemos de buscá-la bem onde ela está, dentro de nós. Somos todos enfermos. Mas a pior de todas as enfermidades é permanecer no erro que mais tarde se converterá nos chamará ao encontro com nos por possuir leva-o à

o nosso Eu para reparar os ganância, inveja e à crueldade. erros do passado. Assim caminha a Confundir o propósito da vida é criatura que leva à elaboração de

humana, sempre na falsa con- conceitos e valores equivocavicção de que o prazer tempo- dos, e neste ímpeto aparecem rário se eternizará ignorando as doenças e toda desgraça. as oportunidades da vida para Faça-se a luz, mas mude-se a a elevação do espírito. si mesmo para que a luz

A Lei Cósmica não pede priva- apareça. ções, mas provações. Do contrário continuaremos até que nos

Mesmo com todo poder e estacionados

toda riqueza ninguém está livre rendamos à evidência de que das provações. É necessário mais do que ter ou ser poderocompreender so na Terra, é seguir a trilha do todos vie- Cristo que nos revelou o verda-

também que nem

ram a este mundo com o direi- deiro poder que não é deste to de obter as “delícias” que a mundo, mas sim do espírito. riqueza nos proporciona. Que todos despertem para a

Toda riqueza é relativa às luz! necessidades cada ser. Riqueza e pobreza são conceitos puramente materiais. A maioria vive na pobreza material por suas próprias Alexandre Sirieiro - CETJ evolutivas de Muita paz.

6

Informativo CETJ

Fevereiro de 2012

ESPITIRINHAS
Atendendo a muitos pedidos, em especial o de D.Elza, tarefeira do André Luiz, retornamos com as Espitirinhas.

Divulgue para os seus contatos que desde o dia 30/10/2011, as Palestras realizadas aos domingos às 18h, aqui no Centro Espírita Trabalhadores de Jesus, estão sendo transmitidas pela TV CEI (INTERNET ). Ou acesse o site do CETJ: No horário da Palestra na página principal do endereço abaixo: www.cetj.org.br e de lá mesmo faça http://www.tvcei.com/portal/ o link para o programa Escolha um canal
Eventos ao vivo 1 - TVCEI 24h 9 - Canais de áudio 10 - Canal Harmonia 11 - Comunhão Espírita 12 - União Espírita Mineira 13 - ICEB 16 - CEERJ

clique aqui