Glossário ± normas Administrativas

ABANDONO DE CARGO OU FUNÇÃO: Ausência do servidor público ao serviço, sem justa causa, por mais de 30 (trinta) dias consecutivos ou por mais de 90 (noventa) dias intercalados, durante o período de 12 meses. ABONO: Vantagem pecuniária, concedida além do vencimento ou remuneração do cargo. ABONO DE FAMÍLIA: Valor pecuniário atribuído ao servidor, ativo ou inativo, por dependente econômico. ABONO DE FÉRIAS ver GRATIFICAÇÃO DE FÉRIAS ABONO DE NATAL ver GRATIFICAÇÃO DE NATAL ABSORÇÃO DE PESSOAL: Aproveitamento do servidor oriundo de órgão extinto ou desativado em outro órgão público. ABSORÇÃO DE VANTAGENS: Incorporação ao vencimento de valores pecuniários concedidos ao servidor. ABUSO DE AUTORIDADE: Uso imoderado ou exorbitante de poder por parte de alguém que se encontre investido em cargo público, excedendo os limites de sua atribuição. ACESSO: Passagem do servidor, mediante seleção competitiva interna, de cargo efetivo de classe final de um segmento, para cargo de classe inicial de outro segmento. O acesso, por se caracterizar provimento derivado, sem a observância de concurso público (art. 37,II da Constituição Federal), não é mais aplicado pela administração pública, por ter sido considerado inconstitucional, conforme reiteradas decisões dos Tribunais. ACUMULAÇÃO DE CARGOS: Possibilidade legal que tem o servidor público de ocupar, ao mesmo tempo, dois cargos públicos e receber vencimentos correspondentes, nas hipóteses e condições estabelecidas em lei. ADICIONAIS: Vantagens pecuniárias que a Administração Pública concede aos servidores em razão do tempo de exercício ou em face da natureza peculiar da função, que exige conhecimentos especializados em regime próprio de trabalho ou em outras atividades especificadas em lei. ADICIONAL DE ATIVIDADE PENOSA ver ADICIONAL DE INSALUBRIDADE PERICULOSIDADE OU POR ATIVIDADE PENOSA ADICIONAL DE INSALUBRIDADE, PERICULOSIDADE OU POR ATIVIDADE PENOSA: Vantagem pecuniária concedida ao servidor que habitualmente trabalha em locais insalubres ou em contato permanente com substâncias tóxicas, radioativas, com risco de contágio ou que ainda exerça atividade penosa. ADICIONAL DE LOCAL DE TRABALHO: Na legislação estadual vigente é a vantagem pecuniária concedida ao servidor em efetivo exercício em estabelecimento penitenciário que, no desempenho de suas funções, exerça atividade permanente junto à população carcerária de sentenciados e adolescentes infratores, expondo-se a situações de desgaste psíquico ou risco de agressão física. ADICIONAL DE SERVIÇO NOTURNO: Vantagem pecuniária concedida ao servidor pelo serviço noturno prestado no horário compreendido entre 22 horas de um dia e 5 horas do dia seguinte. ADICIONAL POR TEMPO DE SERVIÇO: Vantagem pecuniária concedida ao servidor de l0% (dez por cento) sobre seu vencimento básico, após o período de 5 (cinco) anos de efetivo exercício. ADICIONAL TRINTENÁRIO: Vantagem pecuniária de 10% (dez por cento) incidente sobre o vencimento básico, concedida ao servidor após completar 30 (trinta) anos de exercício. ADJUNÇÃO: Exercício de atribuições específicas de professor ou especialista de educação junto a escolas, outros órgãos ou entidades de ensino não integrantes da rede estadual. ADMISSÃO: Ingresso de alguém no serviço público para ocupar cargo, função ou emprego público. ADVERTÊNCIA ver REPREENSÃO

AFASTAMENTO PARA ATIVIDADE POLÍTICO PARTIDÁRIA: Afastamento do servidor para candidatar-se a cargo eletivo observado o que dispuser a legislação eleitoral. AFASTAMENTO PARA DESEMPENHO DE MANDATO SINDICAL: Liberação do servidor do exercício de cargo, função ou emprego público, para exercer mandato eletivo em diretoria de entidade sindical, sem prejuízo da remuneração, na forma do regulamento. AFASTAMENTO PARA EXERCÍCIO DE CARGO EM COMISSÃO: Retirada automática do exercício de cargo ou função pelo servidor investido em cargo de provimento em comissão da administração direta, autárquica ou fundacional, enquanto durar o comissionamento. AFASTAMENTO PARA EXERCÍCIO DE MANDATO ELETIVO: Retirada do servidor do exercício do cargo efetivo, função ou emprego público, quando investido em mandato eletivo. AFASTAMENTO PARA SERVIR A OUTRO ÓRGÃO OU ENTIDADE: Cessão do servidor para ter exercício em outro órgão ou entidade do Estado ou dos Poderes da União, de outro Estado, do Distrito Federal e dos Municípios. AFASTAMENTO PRELIMINAR: Direito do servidor de se afastar do exercício de cargo ou função, quando do requerimento de sua aposentadoria. AGENTE PÚBLICO: Pessoa a quem o Estado delega poderes, temporários ou permanentes, a fim de exercer uma determinada função ou representação. AJUDA DE CUSTO: Compensação das despesas do servidor que, no interesse do serviço, passar a ter exercício em nova sede com mudança de domicílio em caráter permanente. AJUSTAMENTO DE PROVENTOS ver REVISÃO DE PROVENTOS APOSENTADORIA: Passagem do servidor para a inatividade remunerada, podendo ser voluntária, compulsória ou por invalidez permanente. APOSENTADORIA COMPULSÓRIA: Passagem para a inatividade quando o servidor completar 70 (setenta) anos de idade, com proventos proporcionais ao tempo de serviço. APOSENTADORIA POR INVALIDEZ: Passagem do servidor para a inatividade com proventos integrais quando ocorrer acidente em serviço, moléstia profissional ou doença grave, contagiosa ou incurável, especificadas em lei e proporcionais nos demais casos. APOSENTADORIA POR TEMPO DE SERVIÇO: Passagem do servidor, voluntariamente, para a inatividade, ao completar o tempo de serviço exigido em lei. APOSENTADORIA POR VELHICE ver APOSENTADORIA COMPULSÓRIA APOSENTADORIA VOLUNTÁRIA: Passagem do servidor para a inatividade, mediante manifestação de vontade, quando requerida nas condições previstas em lei. APOSENTADORIA VOLUNTÁRIA POR IDADE: Passagem do servidor para a inatividade, mediante manifestação da vontade, quando completar 65 (sessenta e cinco) anos se homem e 60 (sessenta) se mulher, com proventos proporcionais ao tempo de serviço. APOSTILAMENTO: Garantia de continuidade da percepção da remuneração de cargo comissionado, quando o ocupante de cargo efetivo é exonerado sem ser a pedido e conte com tempo de exercício previsto em lei. APROVEITAMENTO: Reingresso, no serviço público, do servidor em disponibilidade, no caso de haver cargo vago de natureza e vencimento compatíveis com o anteriormente ocupado. ASSEMELHADO: Servidor que integra o quadro de pessoal civil da Polícia Militar. ATESTADO ver DECLARAÇÃO ATRIBUIÇÃO: Faculdade conferida, por lei, à pessoa investida em cargo ou função pública. AUXÍLIO DOENÇA: Direito que tem o servidor à percepção de mais 01 (um) mês de vencimento após 10 (dez) meses ininterruptos de licença para tratamento de saúde.

AUXÍLIO FUNERAL: Vantagem pecuniária devida à família do servidor, em atividade ou aposentado, por ocasião do seu falecimento, em valor equivalente a 01 (um) mês de remuneração ou provento. AUXÍLIO MORADIA: Vantagem pecuniária concedida ao servidor para fazer frente às despesas com sua moradia, nos termos da lei. AUXÍLIO NATALIDADE: Benefício previdenciário devido ao servidor por motivo de nascimento de filho, em quantia equivalente ao menor vencimento do serviço público, inclusive no caso de natimorto. AUXÍLIO RECLUSÃO: Benefício financeiro mensal atribuído à família do servidor preso em flagrante ou preventivamente, enquanto durar a prisão, ou durante o período em que estiver preso em virtude de condenação, cuja pena não determine a perda do cargo. AVERBAÇÃO: Registro de fato jurídico/administrativo, aposto em documento público, para surtir determinados efeitos. BENEFÍCIO: Direito consagrado em lei, principalmente de cunho previdenciário, atribuído ao servidor ou seu dependente, em razão de fato motivador ou do preenchimento de determinados requisitos. BIÊNIO: Vantagem pecuniária atribuída ao professor pelo exercício da docência, incorporada ao vencimento de 2 (dois) em 2 (dois) anos. BOLSA DE ESTUDO: Concessão feita pelo Estado ao servidor, que consiste em patrocinar curso de aperfeiçoamento ou treinamento, voltado para as atribuições do cargo ocupado ou da habilitação do bolsista. CARGO: Conjunto de atribuições e responsabilidades cometidas a servidor público. CARGO EFETIVO: Ocupação funcional criada em lei, integrante de carreira ou cargo isolado, cuja investidura depende de aprovação em Concurso Público. CARGO EM COMISSÃO: Ocupação funcional criada em lei, de livre nomeação e exoneração, podendo ser de recrutamento amplo ou limitado, ocupado por pessoa da confiança dos agentes políticos ou dos dirigentes do alto nível, não exigindo Concurso Público para ocupá-lo. CARGO ISOLADO: Cargo efetivo que não se integra em carreira e corresponde a certa e determinada função. CARGO PÚBLICO: Unidade de ocupação funcional, permanente e definida, preenchida por servidor público com direitos e deveres de natureza estatutária estabelecidos em lei. CARGO TÉCNICO: Ocupação funcional, de provimento efetivo ou em comissão, para o exercício do qual é exigida habilitação profissional e conhecimentos específicos, ligados à determinada área de atuação. CARREIRA ver PLANO DE CARREIRA CATEGORIA FUNCIONAL: Conjunto de atividades desdobráveis em classes identificadas pela natureza e pelo grau de conhecimento exigível para o seu desempenho. CERTIDÃO: Declaração legal de fim comprobatório, calcada em assentamentos, documentos ou papéis oficiais. CERTIFICADO: Ato administrativo de natureza enunciativa ou de esclarecimento através do qual a Administração comprova a freqüência e ou aproveitamento de participantes a cursos, estágios, seminários e outras atividades similares relacionadas com programas, projetos e atividades de desenvolvimento de recursos humanos. CLASSE: Conjunto de cargos de igual denominação e mesmas atribuições, para cujo exercício se exige o mesmo nível de escolaridade. CONCESSÃO ver BENEFÍCIO CONCURSO INTERNO ver SELEÇÃO COMPETITIVA INTERNA CONCURSO PÚBLICO: Procedimento administrativo, aberto a todo e qualquer interessado que preencha os requisitos estabelecidos em lei, destinado à seleção de pessoal, mediante a aferição do conhecimento, da aptidão e da experiência dos

candidatos, por critérios objetivos, previamente estabelecidos no edital de abertura, de maneira a possibilitar uma classificação de todos os aprovados. CONSIGNAÇÃO EM FOLHA DE PAGAMENTO ver DESCONTO EM FOLHA DE PAGAMENTO CONTAGEM RECÍPROCA DE TEMPO: Possibilidade de, para efeito de aposentadoria, incluir na contagem, o tempo de serviço prestado à Administração Pública e de contribuição na atividade privada, rural ou urbana. CONTRATADO: Pessoa que, em virtude de contrato celebrado com o Estado e mediante salário por este estabelecido, desempenha função, no quadros do serviço público. CONTRATO ADMINISTRATIVO: Contrato que, relativamente a certo serviço público, o particular faz com a Administração, representada por um de seus legítimos agentes. CONTRIBUIÇÃO COMPULSÓRIA: Valor pecuniário descontado obrigatoriamente em folha de pagamento. CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA: Valor pecuniário descontado obrigatoriamente em folha de pagamento, para suprir a concessão de benefícios previdenciários. CONVÊNIO ADMINISTRATIVO: Acordo firmado por entidades públicas ou entre elas e organizações particulares para realização de objetivos de interesse comum dos partícipes. CONVERSÃO EM ESPÉCIE: Direito do servidor de converter em dinheiro as férias-prêmio não gozadas. CRIME DE RESPONSABILIDADE: Ação ou omissão ilegal praticada por agente público contra a Administração Pública, no exercício do cargo, função ou emprego público. CULPA: Ação ou omissão lesiva, resultante de imprudência, negligência ou imperícia do agente. DÉCIMO TERCEIRO SALÁRIO L: Ver GRATIFACAÇÃO DE NATA DECLARAÇÃO: Ato pelo qual a Administração comprova um fato ou uma simples situação de que tenha conhecimento. Não se confunde com a certidão porque esta reproduz atos ou fatos constantes de seus arquivos. DELEGAÇÃO DE COMPETÊNCIA: Faculdade que tem a autoridade pública de atribuir a outrem, geralmente ocupante de cargo, função ou posto hierarquicamente inferior, a prática de atos originariamente de sua alçada. DEMISSÃO: Desinvestidura de cargo público, a título de penalidade funcional, simples ou a bem do serviço público, sempre precedida de processo administrativo. DESCONTO EM FOLHA DE PAGAMENTO: Autorização feita pelo servidor a órgão ou entidade que lhe paga os vencimentos, para descontar parte destes a fim de atender a certo pagamento em favor de terceiro. DESIGNAÇÃO: Indicação do servidor para exercer, temporariamente, cargo em comissão, função gratificada ou função pública, bem como para o exercício de determinadas atividades. DESLIGAMENTO: Ato pelo qual é alguém desobrigado de funções que vinha exercendo ou afastado do cargo até então ocupado, em virtude de remoção, transferência, exoneração, dispensa. DESLIGAMENTO VOLUNTÁRIO ver PROGRAMA DE DESLIGAMENTO VOLUNTÁRIO DESTITUIÇÃO DE FUNÇÃO: Desinvestidura do exercício de função que o servidor vinha exercendo, como medida punitiva. DESVIO DE FUNÇÃO: Exercício de atividade diversa da específica do cargo ocupado pelo servidor. DIÁRIAS: Valor pecuniário, a título de indenização, destinado ao servidor que se deslocar de sua sede, em caráter eventual ou transitório por motivo de serviço, para cobrir despesas de pousada, alimentação e locomoção urbana. DIREITO DE PETIÇÃO: Faculdade assegurada ao servidor de requerer aos poderes públicos, em defesa de direito ou interesse legítimo.

a título precário. por vontade própria. nos casos previstos em lei ou por determinação superior. tenha cumprido em 3 (três) anos as exigências do estágio probatório. comissões e vantagens pessoais por direito adquirido. correspondente a 1 (um) mês de remuneração integral. inclusive de função. DISPOSIÇÃO: Cessão do servidor. EXONERAÇÃO: Ato pelo qual a autoridade competente desobriga o servidor. FUNCIONÁRIO PÚBLICO: Denominação usada antes da Constituição Federal. abonos provisórios. função pública ou função gratificada. ENQUADRAMENTO: Forma de provimento derivado de cargo público decorrente da transformação de cargos.562/87. GRATIFICAÇÃO DE FUNÇÃO ver FUNÇÃO GRATIFICADA GRATIFICAÇÃO DE LOCAL DE TRABALHO ver ADICIONAL DE LOCAL DE TRABALHO GRATIFICAÇÃO DE NATAL: Vantagem pecuniária concedida ao servidor por ocasião do Natal. com o objetivo de preparar estudantes para o mercado de trabalho. EXERCÍCIO: Efetivo desempenho das atribuições do cargo ou função. DISPONIBILIDADE: Situação do servidor estável ocupante de cargo extinto ou declarado desnecessário. FUNÇÃO DE CONFIANÇA: Função instituída em lei para atender encargos que importem a confiança direta da autoridade. apurada por meio de ponto. HONORÁRIO: Retribuição econômica pela prestação de serviços profissionais ou atividades específicas definidas em lei. EMPREGO PÚBLICO: Conjunto de atribuições conferidas a empregado regido pela CLT. que seja exorbitante ou eivado de irregularidade ou ilegalidade. por prazo determinado. do cargo para o qual foi nomeado. Esta figura jurídica não mais existe no serviço público estadual. por determinados serviços. a cada 5 (cinco) anos de efetivo exercício no serviço público estadual. inclusive verba de representação. concedido ao servidor. sem a exigência de concurso. EDITAL: Instrumento jurídico divulgado em órgão oficial e na imprensa diária. ESTATUTO: Complexo de princípios ou regras que regulam as atividades dos servidores públicos. comprovada por junta médica oficial. DOENÇA PROFISSIONAL: Enfermidade adquirida pelo servidor em razão do exercício de suas atribuições. FREQUÊNCIA: Comparecimento e permanência do servidor no trabalho. pelo servidor. EQUIPARAÇÃO: Forma de igualar o servidor. DOLO: Ação ou omissão lesiva de agente que. FUNCIONÁRIO INTERINO: Terminologia usada antes da Constituição Federal de 1988. durante o expediente normal da repartição. administrativa ou financeiramente. mediante o qual a Administração convoca servidores ou administrados. percentagens ou cotas. ressalvado o disposto no artigo 111. formalmente. § 2º. a pedido ou de ofício. observada a conveniência do serviço. podendo ou não ser incorporada ao vencimento conforme determinação legal. para exercício em outro órgão ou entidade que não a de seu quadro de lotação. disciplina as regras para realização de concurso público ou dá divulgação de ato deliberativo. GRATIFICAÇÃO DE SERVIÇO NOTURNO ver ADICIONAL DE SERVIÇO NOTURNO GRATIFICAÇÃO DE TEMPO DE SERVIÇO ver ADICIONAL POR TEMPO DE SERVIÇO HOMOLOGAÇÃO: Ato judicial ou administrativo pelo qual a autoridade competente aprova ou confirma um ato processual. até o seu aproveitamento em outro cargo. DISPENSA: Desinvestidura de servidor. sem vínculo empregatício. ESTIPÊNDIO DE CONTRIBUIÇÃO: Soma paga ou devida a título remuneratório. função gratificada ou cargo em comissão ocupado por designação. Provimento derivado não mais usado na Administração Pública após 5 de outubro de 1988 (promulgação da Constituição Federal). DISPENSA DE PONTO: Faculdade do servidor de se ausentar do serviço sem perda da remuneração. por prazo determinado. por aplicação da isonomia ou paridade. sem perda da remuneração. nomeado em cargo efetivo. observados os limites estabelecidos na legislação própria. adicionais por tempo de serviço ou por aumento de produtividade. detentor de função pública. GRATIFICAÇÃO DE FÉRIAS: Vantagem pecuniária atribuída ao servidor. no exercício dos respectivos cargos ou funções. ESTIPÊNDIO DE BENEFÍCIO: Valor correspondente ao último estipêndio de contribuição recolhido ao IPSEMG. ENRIQUECIMENTO ILÍCITO: Acréscimo ao patrimônio de alguém sem justa causa e decorrente de fato ilícito. subsídios. a conveniência ou não de sua permanência no serviço público. contra ato de autoridade. Esta forma de provimento não mais é usada na Administração Pública após 5 de outubro de 1988 (promulgação da Constituição Federal). ou de retribuição. ESTÁGIO PROBATÓRIO: Período de exercício durante o qual o servidor é observado e apurada. assegurando-lhes as vantagens e direitos e definindo seus deveres e obrigações. honorários. FUNÇÃO GRATIFICADA: Função instituída em lei para atender a encargos de chefia que não estejam contemplados no quadro específico de cargo em comissão. No caso de lesão ao patrimônio do Estado. por ocasião do gozo de suas férias anuais.DIREITO DE REPRESENTAÇÃO: Faculdade atribuída ao servidor de representar. EFETIVAÇÃO: Modalidade de provimento de cargo público. no âmbito de administração pública. em razão de reiteradas decisões dos Tribunais. para que o mesmo se torne eficaz. observada a escala organizada de acordo com a conveniência do serviço. sem garantia de estabilidade. FÉRIAS PROPORCIONAIS: Expressão usada no caso de acerto financeiro quando da exoneração ou dispensa do servidor. por concurso público. de 05 de outubro de l988. FÉRIAS-PRÊMIO: Período de descanso de 3 (três) meses. GRATIFICAÇÃO: Retribuição pecuniária concedida ao servidor. gratificações. de 5 de outubro de 1988. pela Administração. FÉRIAS: Período de descanso anual do servidor. sem prejuízo da remuneração. emprego. deseja ou assume o risco de produzi-la. EXTRANUMERÁRIO: Servidor legalmente admitido no serviço público para desempenho de determinada função. para designar servidor que exercia cargo ou função de caráter transitório. observado o preenchimento dos requisitos de habilitação e tempo de serviço. de 25 dias úteis. ESTABILIDADE: Garantia de permanência no serviço público outorgada ao servidor que. em razão de reiteradas decisões dos Tribunais. proventos de aposentadoria. conforme sua formação escolar. FUNÇÃO: Atividade que desempenha o servidor no exercício de cargo. mediante a verificação dos requisitos estabelecidos em lei para a aquisição da estabilidade. aulas-extras. como vencimentos propriamente ditos. acrescida do percentual de l/3 do seu vencimento ou remuneração. ESTÁGIO: Compromisso de trabalho remunerado. FUNÇÃO PÚBLICA: Conjunto de atribuições cometidas a servidor público nos casos e formas previstas em lei e que não caracterizam cargo público. configura-se crime contra a Administração Pública. ESTABILIDADE EXCEPCIONAL: Garantia de permanência no serviço público outorgada ao servidor que não tenha sido admitido por concurso público. . para designar servidor público estatutário. sejam civis ou militares. mas que prove 5 (cinco) anos continuados e ininterruptos de exercício até a data de promulgação da Constituição Federal. do Decreto nº 26.

INGRESSO: Forma de entrada do servidor para ocupar cargo ou função na Administração Pública. INADIMPLÊNCIA: Diz-se do não cumprimento de uma obrigação ou contrato previamente firmado. em proveito próprio ou alheio. 40 da Constituição Federal. MALVERSAÇÃO: Aplicação irregular dos recursos financeiros públicos. por acidente. LICENÇA PARA ACOMPANHAR MARIDO: Afastamento não remunerado. em virtude do cargo. independentemente de solicitação. estabelecida por lei ou regulamento. em outro ponto do Estado. LICENÇA À GESTANTE: Afastamento concedido à servidora por ocasião do parto. LICENÇA PATERNIDADE: Afastamento de 5 (cinco) dias concedido ao servidor quando do nascimento de filho. INATIVIDADE ver APOSENTADORIA INDENIZAÇÃO: Valor pecuniário pago ao servidor nos casos de ajuda de custo. MATRÍCULA DO SERVIDOR PÚBLICO ver MASP NÍVEL: Indicativo numérico ou alfabético da posição relativa das classes. INDENIZAÇÃO REMUNERATÓRIA: Valor pecuniário concedido ao servidor. PENSÃO VITALÍCIA: Benefício vitalício que o Estado se obriga a pagar mensalmente ao cônjuge. acidente em serviço ou moléstia profissional. PDV: Ação governamental que possibilita. a pedido ou de ofício. LICENÇA-PRÊMIO ver FÉRIAS-PRÊMIO LOTAÇÃO: Força de trabalho. quando optar por desligamento voluntário. transporte e outros que a lei indicar. ressalvadas as vantagens de caráter individual e as relativas à natureza ou ao local de trabalho. deixa de cumprir qualquer dos seus deveres definidos em lei ou pratica o que lhe é expressamente proibido. IDENTIDADE FUNCIONAL: Conjunto de caracteres funcionais que servem para individualizar o servidor. sem remuneração. no exercício do cargo ou função.HORA EXTRA: Horas trabalhadas pelo servidor além da jornada de trabalho. nas hipóteses previstas em lei. previsto no § 8º. LICENÇA POR MOTIVO DE DOENÇA EM PESSOA DA FAMÍLIA: Afastamento não remunerado concedido ao servidor. ISONOMIA SALARIAL: Igualdade de vencimentos para cargos de atribuições iguais ou assemelhados do mesmo Poder ou entre os Poderes Executivo. INVESTIDURA: Ato pelo qual a autoridade competente empossa o servidor em um cargo ou função. em razão de doença na pessoa de pai. JETON: Retribuição pecuniária concedida aos membros dos Conselhos Curadores ou de Órgãos Colegiados integrantes da Administração Pública. do servidor para o exercício de cargo ou função. dentre aquelas estabelecidas pela Administração Pública. etc. LICENÇA: Ato pelo qual a Administração concede ao servidor o afastamento do exercício de cargo ou função. o desligamento do servidor mediante indenização. MANDADO DE SEGURANÇA: Garantia constitucional em forma de ação judicial. HORÁRIO DE TRABALHO: Determinação inicial e final de horas a serem cumpridas pelo servidor. por período de 90 (noventa) dias ao se adotar menor de 01 ano e de 30 (trinta) dias se contar mais de 01 ano. grafotécnico. transitoriamente. LICENÇA PARA SERVIÇO MILITAR: Afastamento concedido ao servidor convocado para serviço militar e outros encargos de segurança nacional. durante período determinado. ILÍCITO ADMINISTRATIVO: Falta funcional cometida por servidor. NOMEAÇÃO: Ato formal. por ação ou omissão. em virtude de disposição legal. por 120 (cento e vinte) dias consecutivos. INQUÉRITO ADMINISTRATIVO: Fase preliminar do processo administrativo disciplinar. 50% (cinqüenta por cento) sobre o valor da hora normal. PECULATO: Apropriação indébita de bens patrimoniais do Estado. . que atribui determinado cargo a uma pessoa nos quadros da administração pública e que se completa com a posse e o exercício. cujo valor será proporcional ao tempo de serviço público estadual. PENSÃO ACIDENTÁRIA: Benefício pecuniário concedido aos dependentes do servidor que vier a falecer. pelo prazo máximo de 2 (dois) anos consecutivos. no estrangeiro ou quando for cumprir mandato eletivo. estimulando a poupança e possibilitando a utilização paralela dos recursos acumulados em favor do desenvolvimento econômico-social do país. INVALIDEZ: Incapacidade física ou mental. do Território Nacional. estadual ou militar que foi mandado servir. diária. PENA ADMINISTRATIVA ver PENA DISCIPLINAR PENA DISCIPLINAR: Punição administrativa. de uma Secretaria de Estado ou de um órgão autônomo e fixada por decreto. Legislativo e Judiciário. punível com pena disciplinar. permanente ou temporária. assim como obrigação de reparar um dano causado ao patrimônio público. de proteger direito líquido e certo. LICENÇA À ADOTANTE: Afastamento remunerado concedido à servidora. do Art. INTERINO ver FUNCIONÁRIO INTERINO INTERSTÍCIO: Espaço de tempo previsto em lei para consumação do ato jurídico. como laudo médico. LICENÇA PARA TRATAR DE INTERESSES PARTICULARES: Ato pelo qual a Administração pode conceder afastamento ao servidor estável. em seus aspectos qualitativo e quantitativo. com vencimentos e demais vantagens. que dá ensejo à aplicação de pena disciplinar no devido processo legal. necessária ao desempenho de atividades normais e específicas de uma ou de várias unidades administrativas. com base em perícia médica e sem prejuízo da remuneração. seja qual for a autoridade responsável pela ilegalidade praticada. OPÇÃO REMUNERATÓRIA: Direito do servidor de escolher a remuneração que mais lhe aprouver. por recomendação médica. JORNADA DE TRABALHO: Duração do trabalho normal do servidor. que faz o servidor público. no exercício de suas funções. LAUDO: Peça escrita na qual profissionais especializados fazem constar o resultado de um exame pericial e a conclusão resultante de suas observações. com a redação dada pela Emenda à Constituição nº 20/98. PARIDADE: Tratamento igualitário dispensado ao servidor aposentado em relação ao servidor da ativa. sem prejuízo da remuneração. pagas com acréscimo de. função ou emprego.] OPÇÃO: Manifestação do servidor por situação que lhe for mais conveniente. herdeiros ou beneficiários de determinadas classes de servidor público. concedido à servidora casada com servidor federal. ocupante de cargo efetivo ou função pública. segundo as atribuições e responsabilidades dos cargos que as compõem. MASP: Número de matrícula conferido ao servidor público para efeito de pagamento e registro cadastral. cominada ao servidor público que. no mínimo. filhos ou cônjuge. conforme os requisitos previstos em norma legal. nos termos da legislação específica. PASEP: Programa que tem por finalidade assegurar a formação de um patrimônio individual progressivo do servidor. emanado do poder público. por sessão a que comparecer. LICENÇA PARA TRATAMENTO DE SAÚDE: Afastamento do servidor por motivo de doença. mãe. de trânsito.

possível direito junto ao Contencioso Administrativo. PONTO FACULTATIVO: Faculdade que o servidor tem de comparecer ou não ao serviço sem perda da remuneração. POSICIONAMENTO: Colocação do servidor em cargo de quadro de pessoal. Forma de provimento de cargo público. exorbitantes ou ilegais. obedecidos os requisitos estabelecidos em lei. os Estados. REGIME ESTATUTÁRIO: Normas estabelecidas em estatuto e legislação complementar. autárquica e fundacional. sem qualquer ressarcimento. REMOÇÃO: Mudança do servidor. quando invalidada a sua demissão por decisão administrativa ou judicial. RECONDUÇÃO: Retorno do servidor estável ao cargo anteriormente ocupado. para aquisição de um direito. motivada por extinção ou transformação de órgão ou entidade. PRESTAÇÃO DE SERVIÇO: Atividade desenvolvida na Administração Pública. RECURSO ADMINISTRATIVO: Expediente que visa provocar.PERÍCIA: Exame técnico realizado por profissional de áreas específicas para instruir decisão administrativa ou judicial. PERÍODO DE CARÊNCIA: Tempo correspondente ao número mínimo de contribuições mensais fixado para a configuração do direito ao benefício. compulsória ou voluntária. podendo ocorrer por antigüidade ou merecimento. cujo pagamento é suspenso ao cessar os motivos que lhe deram causa. a pedido ou de ofício. para cumprimento de atividades culturais. RECLAMAÇÃO ADMINISTRATIVA: Faculdade do servidor em reivindicar. PROVENTOS: Remuneração devida ao servidor aposentado. PERÍODO AQUISITÍVO: Espaço de tempo previsto em lei. e do qual encontrava-se afastado. por escrito. QUINQUÊNIO: Adicional de 10% (dez por cento) concedido ao servidor a cada período de 5 (cinco) anos de efetivo exercício. PROGRAMA DE DESLIGAMENTO VOLUNTÁRIO ver PDV PROGRAMA DE FORMAÇÃO DO PATRIMÔNIO DO SERVIDOR PÚBLICO ver PASEP PROGRESSÃO: Passagem do servidor para grau imediatamente superior. sem concurso. em razão de dispensa ou exoneração. REMANEJAMENTO: Relotação do servidor. RESERVA MILITAR: Situação de inatividade do servidor militar. transferido para o Quadro de Oficiais da Reserva. calculado sobre o vencimento básico. entre qualquer pessoa que preencha as condições de investidura em cargo público. PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO: Conjunto de formalidades que devem ser observadas para a prática de certos atos administrativos. do mesmo nível. no desempenho de suas funções. conforme a Consolidação das Leis do Trabalho . READAPTAÇÃO: Nova adaptação funcional do servidor. podendo ser remunerada ou não. com ressarcimento de todas as vantagens. por concessão de autoridade competente. por escrito. por infrações funcionais cometidas. QUADRO SETORIAL DE LOTAÇÃO: Representa a força de trabalho em seus aspectos qualitativo e quantitativo. POSSE: Investidura do servidor no cargo para o qual foi nomeado. de um para outro órgão ou entidade. através de ação reclamatória. REPRESENTAÇÃO ADMINISTRATIVA: Direito do servidor de representar junto à Administração contra atos que julgar irregulares. PODER DISCIPLINAR: Faculdade de punir internamente servidores dos órgãos e serviços da Administração. REMUNERAÇÃO: Retribuição correspondente à soma do vencimento com os adicionais e as gratificações devidas ao servidor pelo efetivo exercício do cargo. PROCESSO ADMINISTRATIVO: Instrumento de apuração de possíveis ilícitos administrativos. em razão da inércia do titular por lapso de tempo previsto em lei. PERMUTA: Troca de servidores por transferência ou remoção. REGIME JURÍDICO ÚNICO: Norma constitucional que obrigava a União. pelo lapso de 120 dias por cada 06 anos ininterruptos de exercício do magistério. PROMOÇÃO: Passagem do servidor para cargo imediatamente superior da classe a que pertence. decorrente de inabilitação em estágio probatório ou de reintegração a cargo anteriormente ocupado. em caso de desobediência ou falta do cumprimento de deveres funcionais. PROVIMENTO: Ato ou efeito de preencher cargo público. necessária ao desempenho das atividades normais e específicas de um órgão. em comissão e função gratificada. PLANO DE CARREIRA: Conjunto de normas que agrupa e define as carreiras dos Quadros de Pessoal. REASSUNÇÃO: Retorno do servidor ao exercício do cargo que ocupa. REGIME CELETISTA: Normas jurídicas que disciplinam o relacionamento entre o Estado e os empregados públicos. correlacionando os segmentos e as respectivas classes de cargos a níveis de escolaridade e padrões de vencimento. REINTEGRAÇÃO: Investidura do servidor estável no cargo anteriormente ocupado. integrados nas estruturas organizacionais de órgãos ou entidades. a optarem por um único regime jurídico para seus servidores da administração direta. com fases e prazos previstos em lei. para ocupar cargo de provimento em comissão. quando pedido. REPREENSÃO: Pena disciplinar branda aplicada ao servidor. RECRUTAMENTO AMPLO: Forma de escolha governamental para ocupar cargo de provimento em comissão. considerado inconstitucional pelos Tribunais. as entradas e saídas dos servidores na repartição. O Quadro Setorial de Lotação é fixado em Decreto. após dois anos de afastamento de exercício ou por limite de idade. RESPONSABILIDADE CIVIL: Obrigação que se impõe ao servidor civil de reparar o dano causado à Administração por culpa ou dolo. RESPONSABILIDADE ADMINISTRATIVA: Obrigação jurídica que tem o agente público de responder pelos atos ou omissões praticados no desempenho do cargo ou função. PONTO: Registro pelo qual se verificarão. ou perda do prazo para aplicação de penalidade administrativa. que definem a relação Estado/Servidor. REDISTRIBUIÇÃO DE PESSOAL ver REMANEJAMENTO REFORMA MILITAR: Aposentadoria do servidor militar. READMISSÃO: Ato pelo qual o Estado reconduz ao serviço público. correlato ao cargo anteriormente ocupado. PRO LAB0RE: Retribuição pecuniária percebida por servidor pelo desempenho de uma atividade específica. RECRUTAMENTO LIMITADO: Forma de escolha governamental entre servidores estaduais. QUADRO: Conjunto de cargos efetivos de carreira. por prazo determinado. ou de um lugar para outro de um mesmo órgão ou entidade. PERÍODO DE EXPERIÊNCIA ver ESTÁGIO PROBATÓRIO PERÍODO SABÁTICO: Período de afastamento do professor ou especialista de educação.CLT. sendo aplicadas na Administração Direta. diariamente. Autarquias e Fundações Públicas. PISO DE VENCIMENTO: Valor mínimo atribuído a uma classe de servidor público. em atividade compatível com a modificação de sua capacidade física ou mental verificada em inspeção médica. administrativamente. com o respectivo cargo. o servidor que se encontrava afastado do cargo. ou por excesso de servidores em determinas áreas. ou no cargo resultante de sua transformação. mediante contrato e sem vínculo empregatício. Norma alterada pela Emenda à Constituição nº 19/98. a modificação de uma decisão que prejudica direito ou interesse do servidor. pelos interessados ou por conveniência do serviço. em outro quadro de pessoal. o Distrito Federal e os Municípios. PRESCRIÇÃO: Efeito jurídico de não mais se reconhecer um direito. .

scrittura. por força da regra constitucional da paridade. VANTAGENS PECUNIÁRIAS: Acréscimos financeiros concedidos a título definitivo ou transitório. Forma de provimento vedada atualmente pela Constituição Federal de 1988. m. SERVIDOR PÚBLICO EFETIVO: Agente público nomeado em virtude de concurso público. ou pelo exercício de determinados cargos. pelas condições anormais em que se realiza o serviço ou em razão de condições pessoais do servidor. trato. Contrato acessório. SELEÇÃO COMPETITIVA INTERNA: Concurso interno realizado entre servidores públicos para provimento de cargo efetivo. contrato aberto open indent. atto. SERVIDOR PÚBLICO TEMPORÁRIO: Agente público contratado por tempo determinado. marriage settlement. de que não subsistem os motivos que determinaram a aposentadoria por invalidez. regido por estatuto próprio. afastando-o do exercício do cargo ou função. ou asseguram entre si algum direito. SERVIÇO EXTRAORDINÁRIO ver HORA EXTRA SERVIDOR EXTRANUMERÁRIO ver EXTRANUMERÁRIO SERVIDOR PÚBLICO: Pessoa legalmente investida em cargo efetivo ou em comissão. 2 covenant. Tudo que Você Precisa Saber Sobre Contratos 10/05/2010 at 10:43 Bianca Reis . no âmbito da administração direta. temporariamente. dito também contrato sinalagmático. aquele em que pelo menos uma das obrigações previstas é incerta por depender de fato futuro. definidos em legislação própria que resulta em processo crime. pela decorrência do tempo de serviço. cobertura nos casos de invalidez. aquele em que as partes estabelecem obrigações recíprocas. aquele em que só uma das partes se obriga para com a outra. não podendo deles serem destituídos. contrato de casamento marriage contract. a título de exceção. responsável pela polícia ostensiva e a ordem pública do Estado. VERBA DE REPRESENTAÇÃO: Valor pecuniário concedido a servidor pelo desempenho de missão fora do Estado. Contrato bilateral. VENCIMENTO: Retribuição pelo efetivo exercício do cargo correspondente ao padrão ou nível fixado em lei. SÍMBOLO DE VENCIMENTO: Código utilizado para definir o vencimento dos cargos públicos. pela inexigência de concurso público. REVISÃO DE PROVENTOS: Direito do servidor aposentado. pelo desempenho de funções especiais. fiz um contrato/I made a contract. Contrato (con-tra-to) . Tradução de contrato em Francês: sm contrat. trato em que duas ou mais pessoas assumem certos compromissos ou obrigações. Convenção. Contrato unilateral. VITALICIEDADE: Prerrogativa concedida pela Constituição a certos servidores. após verificação por junta médica oficial. indenture. Tradução de contrato em Italiano: sm contratto. bail. Tradução de contrato em Espanhol: sm Contrato. aquele para cuja validade a lei estabelece determinada fôrma ou solenidade (contrato solene)." -.RESPONSABILIDADE PENAL: Conseqüência jurídica do cometimento de crimes funcionais. TEMPO DE SERVIÇO: Período em que o servidor esteve em exercício de cargo ou função. Contrato aleatório.Acordo. SERVIDOR PÚBLICO ESTÁVEL ver ESTABILIDADE SERVIDOR PÚBLICO MILITAR: Agente público. SINDICATO: Entidade constituída para tratar dos interesses de servidores pertencentes a uma mesma categoria. RETRIBUIÇÃO PECUNIÁRIA TEMPORÁRIA: Gratificação paga ao servidor pelo exercício de cargos de direção da administração direta do Poder Executivo.Samuel Goldwyn Tradução de contrato em Inglês: sm 1 contract. Contrato formal. Tradução de contrato em Alemão: sm Vertrag. sem remuneração e por prazo determinado. objetivando a correção de erros de cálculo ou concessão de novas vantagens. contrato casado tying contract. penhor). SUSPENSÃO ADMINISTRATIVA: Pena imposta ao servidor através de processo administrativo. de ocuparem os respectivos cargos até atingirem a idade prevista para a aposentadoria compulsória. diz-se do que tem por objeto bens imóveis ou direitos reais de garantia (hipoteca. REVERSÃO: Reingresso do servidor aposentado no serviço público. Informações adicionais de contrato em Português Sinônimos de contrato: acordo · combinação · convenção · convénio · negócio · pacto · tratado Rimas de contrato: sensato · espato · regato · barato· sindicato · translato · trato · aparato · abstrato · bato ·mediato · tato · pato · gato · fato Citação com a palavra contrato: "Um contrato verbal não vale a tinta que é assinado. TÍTULO DECLARATÓRIO ver APOSTILAMENTO TRANSFERÊNCIA: Movimentação de servidor de um quadro setorial de lotação para outro. requerer revisão de processo no qual foi condenado. SUBSTITUIÇÃO: Processo pelo qual o servidor ocupa. firmei um contrato de trabalho com ele/ I contracted with him for work. de acordo com previsão em lei. desde que se aduzam fatos ou circunstâncias susceptíveis de justificar a sua inocência. 3 engagement. Contrato real. acidente. contrato anulável voidable contract. fechar um contrato to make a contract. contrato de locação Mietvertrag. de solicitar à Administração que sejam revistos os seus proventos. contrato de trabalho labour agreement. REVISÃO DE PROCESSO ADMINISTRATIVO: Direito do servidor de. bem como assistência à saúde e à maternidade. para atender necessidade temporária de excepcional interesse público. velhice. a qualquer tempo. SALÁRIO FAMÍLIA ver ABONO DE FAMÍLIA SANÇÃO DISCLIPLINAR ver PENA DISCIPLINAR SEGURIDADE SOCIAL: Benefícios e ações visando proporcionar ao servidor e à sua família. cargo de provimento em comissão até o retorno do titular. covenant of marriage.s. . salvo por sentença judiciária. o que pressupõe a existência de outro. agreement. TRINTENÁRIO ver ADICIONAL TRINTENÁRIO VACÂNCIA: Forma pela qual ocorre vaga em cargo público. em função gratificada ou em função pública. autárquica e fundações públicas. ocupante de posto ou graduação dos quadros da Polícia Militar. adquirindo estabilidade após 3 (três) anos de efetivo exercício.contrato de risco hazardous contract.

a vontade contratual atendendo à Teoria da Vontade. abrangência. assim. ou seja. Se optar por telefone. De acordo com o Código de Defesa do Consumidor. Trata-se da cláusula geral rebus sic stantibus (ou revisão judicial dos contratos). assim como pagamentos com débitos automáticos. período de validade. semestrais. problemas de saúde. para efetivo cancelamento. anuais etc. No intuito de evitar a aquisição de produtos ou serviços por impulso e. preferencialmente. se tiver dúvidas com relação a termos complicados procure ajuda. valor a vista e a prazo. Nos casos em que ele não especificar condições para desistência. a liquidação do débito poderá ser exigida integralmente ou parcelada. para cancelar um contrato. Como regra básica. carência etc. nome do atendente. capaz de criar. Portanto. O contrato deve ser analisado com bastante atenção. incompatíveis com a boa fé ou ao equilíbrio entre as partes. Se a anuidade foi paga integralmente. Pacotes turísticos: Geralmente a quantia devolvida é proporcional ao prazo em que a empresa foi informada do cancelamento. Desta forma. da responsabilidade do ato firmado. por escrito com cópia protocolada.) onde o pagamento é efetuado por meio de cheques pré-datados. modificar ou extinguir direitos. cláusulas consideradas abusivas ou fraudulentas podem ser invalidadas pelo juiz. condições para renovação. desta forma. o consumidor deve fazê-lo. ou seja. de acordo com liberalidade da administradora. invariavelmente existem condições pré-estabelecidas para o cancelamento como. Em alguns contratos. Desta forma. Cancelamento de Contrato ± Cuidados Necessários Cancelar um contrato nem sempre é fácil. que objetiva flexibilizar o princípio da pacta sunt servanda (força obrigatória dos contratos). é imprescindível que a pessoa leia e analise cuidadosamente todas as cláusulas que constam no contrato. Seguro de veículos: A seguradora deve calcular o prêmio pago proporcional aos meses usados pelo consumidor e verificar se há saldo a ser devolvido. órgão vinculado à Secretaria da Justiça do Governo do Estado de São Paulo. taxas de juros. Cuidados Celular pós-pago: Se o pagamento for por débito automático ou por cartão de crédito é necessário cancelar também estes serviços nos seus respectivos locais. preponderando. Consórcio: Só existe a possibilidade de cancelamento para casos em que o consumidor não esteja contemplado: o valor que já pagou será devolvido no final das operações do grupo. resguardado pela segurança jurídica em seu equilíbrio social. os técnicos do Procon-SP alertam para a necessidade de ficar atento e fazer valer seus direitos. onde conste. Nas situações que envolvam inadimplência. relacionam abaixo alguns procedimentos para rescindir um contrato. Os cheques em branco e o cartão magnético devem ser devolvidos por meio de documento protocolado. se a cláusula referente ao cancelamento estabelecer obrigações que coloquem o consumidor em desvantagem exagerada. Este valor é computado de acordo com uma tabela fornecida pela SUSEP ² Superintendência de Seguros Privados. é um negócio jurídico bilateral ou plurilateral. ao fechar um negócio. ela poderá ser considerada nula. O consumidor tem direito de exigir ao fornecedor que a relação de consumo entre eles seja selada com um contrato. quanto mais próximo da data de saída da excursão maior será a retenção de valores. a qual deve fazer parte das condições . são necessárias mais algumas providências e cuidados. descontando-se os prejuízos que causou ao grupo.Um contrato é um vínculo jurídico entre dois ou mais sujeitos de direito correspondido pela vontade. especialmente a cláusula que prevê seu cancelamento: em quais situações.) Os espaços em branco devem ser inutilizados e uma via deste documento pertence ao contratante. já foram debitados. a administradora terá que devolver o valor proporcional ao tempo restante do contrato. encargos e sanções por atraso no pagamento. Estas exigências devem ser analisadas criteriosamente antes da assinatura do contrato. dependendo do segmento a que esteja ligado o serviço. de que forma. sem que o contrato inteiro seja invalidado. passar por dificuldades para descartar algo que não irá usufruir. É o acordo de vontades. mudança de local de trabalho etc. número do protocolo de atendimento e solicite que lhe enviem um comprovante da rescisão contratual. é aconselhável informar-se com antecedência e solicitar que estas circunstâncias sejam registradas por escrito. Se ocorrer acordo entre as partes será feito um novo contrato. assim. Celular pré-pago: Após cinco meses sem que o cliente adquira créditos o cancelamento é automático. horário. Alguns deles apresentam certas particularidades para rescisão que. Academia de ginástica: Para evitar futuros transtornos. cancelamento etc. por exemplo. Cartão de crédito: O cartão deve ser devolvido com protocolo. se forem ignoradas poderão causar grandes transtornos ao consumidor. o banco continua a cobrar tarifas para manutenção da conta. verifique bem as letras pequenas e. devidamente destruído. descontos. pois o atraso ou não pagamento de parcelas do refinanciamento poderá levar a empresa a cancelar o acordo e cobrar os valores de uma só vez. assim como importâncias pagas a título de taxa de administração e seguro. Jamais assine um contrato quando não tiver certeza absoluta do que está escrito nele. Nestes casos o consumidor deve ficar atento. Reservar saldo para pagamento de ligações anteriores que ainda não foram cobradas. Retirar um extrato e conferir se todos os cheques emitidos. os técnicos da Fundação Procon-SP. existência de multa. No Brasil. Conta corrente/poupança: O fato de não movimentar a conta ou deixa-la sem saldo não significa que ela será cancelada automaticamente e. além da identificação das partes. anote data. TV por assinatura: Os equipamentos envolvidos pertencentes à operadora devem ser devolvidos. Portanto. tudo o que for combinado verbalmente (data de início e término. por escrito. Não esquecer os cheques pré-datados que ainda não foram compensados. Veja o que deve ser observado: Nos estabelecimentos que trabalham com planos (trimestrais. A quantia a ser devolvida é uma porcentagem dos valores dos cheques ainda não descontados.

os profissionais que não são advogados costumam ler o contrato. a Hermenêutica. Fontes: http://portal. De um modo geral.mj. Esse método é apenas o ponto de partida para interpretar um contrato. telefone. Por isso fique sempre atento na hora da aquisição de um produto e/ou serviço. são elas: .se o serviço ou produto apresentar problemas que os tornem impróprios ao consumo e/ou não forem compatíveis á oferta. Mas a análise do contexto histórico provavelmente mostrará porque o instrumento contratual foi escrito do jeito que foi escrito. Nestes casos o consumidor tem direito a: substituição do produto por outro da mesma espécie. as práticas legais normalmente aceitas e adotadas. Um contrato não pode ser analisado em pedaços. abatimento proporcional do preço. na ocorrência de diferenças estas serão pagas ou recebidas pelo consumidor (casos em que o consumidor esteja inadimplente). segundo o que puder apurar.gov. E isso abre brechas para que o advogado defenda seus pontos de vista. exigir o cumprimento forçado da oferta ou outro produto ou serviço equivalente. que era mensageiro dos Deuses. Não é porque o texto está gramaticalmente correto que o contrato está correto.net/2009/06/29/cuidados-com-contratos-revise-antes-de-assinar-eevite-problemas-futuros/ http://www. Gerentes que tem formação técnica costumam ficar desconcertados pela maneira como os advogados interpretam os contratos e acham ´brechasµ para suas argumentações. Nesse afã de proteger direitos. Nossa carta magna tem diversas ´esquisiticesµ. A grande questão é que. Um contrato formaliza acordos e faz uso daquilo que os advogados chamam de institutos. Nela encontramos diversas normas de aplicabilidade limitada.com. os técnicos do Procon-SP. Se gramaticalmente o texto está incorreto.br/SindecNacional/reclamacao. para quem não é advogado. catálogo. Existe certa presunção de que quem escreveu tinha certos objetivos em mente e elaborou o contrato como meios de atingir esses objetivos. E isso pode levar o advogado a descobrir ´brechasµ que podem favorecer o ponto de vista que ele quer defender. PMP Lidar com contratos é algo inevitável na vida de um gerente de projeto. faz uso de alguns métodos. Uma clausula pode afirmar algo. caixa postal. Muitas vezes um contrato é produto de uma série de negociações. certas clausula contratuais podem contrariar o sistema de normas legais. Por outro lado. Método Teleológico: é o método que busca a finalidade ou os fins que inspiraram aqueles que redigiram o contrato. Mas outra clausula pode contrariar o que está disposto em outra clausula. Título de capitalização: O consumidor tem direito ao resgate proporcional dos valores pagos de acordo com a tabela expressa no contrato. Conforme veremos adiante. um advogado consegue enxergar muito mais do que um simples mortal pelo fato de que ele domina técnicas mais sofisticadas de interpretação dos contratos. descobrindo como é que os advogados interpretam contratos. podemos citar a Constituição Federal de 1988. ² o consumidor tem sete dias de prazo para se arrepender. interpretando-o ao ´pé-da-letraµ. Além disso. criou uma constituição com pontos que jamais deveriam estar numa constituição. No caso do direito. Financeira/arrendamento mercantil (compra de carro): Devolve-se o bem e é apurado o saldo devedor. Método Histórico: esse método busca antecedentes remotos e imediatos que podem interferir no processo de interpretação do contrato. restituição da quantia paga atualizada monetariamente. Para finalizar.consulteja. Como exemplo. Estes cuidados são relevantes para que não existam problemas na iminência de um cancelamento ou. A interpretação de contratos é uma tarefa que pode ser complexa. . Faz sentido. o consumidor tem direito a uma via do contrato e que é imprescindível analisar minuciosamente a necessidade do objeto ou serviço envolvidos. deve-se entender aquilo que está escrito deve ser conciliado com a finalidade que o redator tinha previsto. lidar com contratos não é algo necessariamente simples. sempre por meio de documento protocolado. Um advogado pode fazer uso da Hermenêutica. ou mensagem publicitária. que podem levar a uma peça que é uma verdadeira colcha de retalhos. que necessita de legislação complementar para que seus efeitos sejam produzidos. Consiste na busca do sentido literal ou textual do contrato. reexecução do serviço. A hermenêutica é um método cientifico utilizado por outras áreas do conhecimento cientifico. Sob tal enfoque. Isso fez com que o legislador tivesse o intuito de proteger direitos. Não sou advogado.salariominimo. . A Hermenêutica tem esse nome devido ao Deus Grego Hermes. para que eles sejam mais fáceis de serem resolvidos. Exemplo: determinação de pagamento de adicional de férias. é evidente que poderá gerar controvérsias. No caso da área de Direito. Por isso o método sistemático é uma análise de todo o sistema contratual (conjunto de clausulas) e das normas legais vigentes. Os problemas da ditadura estavam ainda muito marcados na sociedade. descritos a seguir: Método Gramatical: esse é o método mais básico. É um método simplista. ao longo dos anos. a interpretação simplesmente gramatical do texto também pode levar a conclusões injustas ou incorretas. acabei. ou seja. para que futuramente não lhe cause transtornos e prejuízos. pelo menos. Por que a constituição brasileira é assim? Uma análise histórica mostra que a mesma foi escrita num período de redemocratização da sociedade. Sua função era levar a mensagem dos Deuses para os homens e vice versa. Mas por ter uma larga experiência em gerenciamento de projetos e na gestão de contratos. Há situações em que o consumidor poderá cancelar o contrato sem se ater às exigências contidas nas cláusulas de cancelamento. ressaltam que: é de extrema importância à leitura prévia das clausulas do contrato.br/index2.gerais fornecidas ao consumidor antes da assinatura da apólice.html http://www.se compra do produto ou contratação do serviço for efetuado fora do estabelecimento comercial ² Internet. Método Sistemático: nesse método busca-se o entendimento do contrato a partir do seu todo.php?option=com_content&do_pdf=1&id=237 Como o advogado interpreta contratos? Por Álvaro Camargo. a Hermenêutica pode ser definida como o exame sobre os pressupostos.

modificar ou extinguir direitos. Não pode haver coisa ilícita na jogada. III ± forma prescrita ou não defesa em lei. A forma tem que ser prescrita ou não defesa em lei. Mas e se eu quero registrar meu filho? Tive a vontade e essa vontade gerou alguma consequência jurídica.2. objeto e forma! Veja a identidade.3 ± Conteúdo do objeto do contrato y Possível: fisicamente e juridicamente y Determinado ou determinável 2. 104 do Código Civil.1 ± Conceitos: negócio jurídico e contrato 2. Comprei uma casa. Eles precisam ter a vontade de vender. Atenção para isso! Um conceito que a professora gosta muito é o do próprio Clóvis Bevilácqua: ³o contrato é o acordo de vontades para o fim de adquirir. ± Requisitos de validade dos contratos 2. Direito Civil segunda-feira. Vontade de dormir não é um negócio jurídico. natureza jurídica e requisitos de validade dos contratos 2. Isso é um negócio jurídico. que nosso contrato pode ter elementos específicos para cada tipo de contrato. Começando no art. mas são duas vontades. e normas gerais para os contratos. O contrato é uma espécie do gênero negócio jurídico. então fiz um negócio jurídico. Mas apenas tentar esclarecer alguns métodos usados pelos advogados quando tratam de interpretar contratos e as disputas entre contratado e contratante. listados a seguir: y Método Sociológico y Método Hermenêutico ² Concretizador y Método científico-espiritual y Método normativo-estruturante Não tenho certeza de que tais métodos sejam aplicáveis aos contratos. pois há duas vontades: a de vender. resguardar. Importante. são quatro.1. Pois bem. que é um artigo com o qual devemos sonhar até decorá-lo: ³A validade do negócio jurídico requer: I ± agente capaz.. o que o diferencia do negócio jurídico? O contrato dependerá da junção de pelo menos duas vontades. Pelo conhecimento limitado que tenho a respeito da área de direito. E o contrato? O contrato é um negócio jurídico. possível. Mas lembre-se: não sou advogado. aquelas regras para negócio jurídico valem para contratos? Valem! Mas mais ainda: como o contrato é espécie.2. haverá mais regras. Se quiser aprofundar. do Rui e da Rita. Se o contrato é um negócio jurídico. ela será um contrato.. Mas é também um contrato. capacidade. de comprar. sugiro consultar seu advogado. a partir daí. Voltando: existem normas gerais para os negócios jurídicos. o contrato que não tenha tais requisitos. 104. Não é o mesmo que duas pessoas! Isso inclusive é questão de prova: Adriana quer comprar um terreno. Esse terreno é da Ana. É nulo.2 ± Vontade das partes 2. Tenho a vontade de fazer algo e essa vontade gerará um efeito jurídico qualquer. Depois desse exame busca-se fundamentar a decisão. Muito bem. pois não preciso de mais ninguém. Se dissemos que o contrato é um negócio jurídico.1 ± Capacidade das partes 2. e a minha. a partir do art. negócio jurídico 2.2. os advogados usam outros métodos hermenêuticos. Vamos lembrar da Matemática. 421. O contrato nulo nunca produzirá efeitos jurídicos. A única coisa que a professora lembra de Matemática é que o contrato é um subconjunto do negócio jurídico. e não anulável. para. Note a frase que falamos antes: ³junção de duas vontades´. Cada vez que a norma jurídica precisar de duas vontades. ao conceituar o contrato. Somente da minha vontade para legitimar essa compra. E ao registrá-la? Negócio jurídico. II ± objeto lícito. Objeto lícito. por exemplo). São esses os requisitos de validade do contrato? Temos partes.2. podemos começar com ³negócio jurídico que. mais especificamente a teoria dos conjuntos. que começam no art.´ mas. Portanto posso estar enganado. .Método Tópico-problemático: esse método busca o exame do caso concreto. ao falar dessa questão da capacidade das partes e elementos. do vendedor. Não são duas pessoas envolvidas.2 ± Contrato vs. determinado ou determinável.2. Minha intenção aqui não foi a de escrever um tratado. O que é um negócio jurídico? É a junção da manifestação de vontade do homem com a intenção de gerar efeitos jurídicos. Além desses métodos. 1º de março de 2010 Conceito.´ É um conceito bem simples. escolher uma das opções interpretativas. são métodos usados na interpretação de leis e não de disputas contratuais (Interpretação da Constituição.4 ± Forma dos contratos Conceito de contrato A primeira coisa que devemos saber é o que é negócio jurídico.´ Agente capaz. então.

Significa que paguei mal. III ± os excepcionais. Precisamos. Em nosso Código Civil temos 23 contratos em espécie. Vendeu a casa para a Ana. sem desenvolvimento mental completo. No terceiro mês surge o dono. O filho não é agente capaz para receber. Para entender. Eles não têm capacidade de fazer esse negócio. Exemplo: Adriana tem uma casa. Vontade das partes Na aula passada vimos que. mas também a Lei no Inquilinato. os direitos do nascituro.´ ³São incapazes. O tutor não pode praticar compra e venda com bens do tutelado. Está no art. Se pudesse. não há contrato válido. No contrato de locação. Vamos recordar o art. Claro que não veremos todos os que existem. O que é importante sabermos daqui? Que essa capacidade ou incapacidade para contratar não é perene. 1º do Código: ³Toda pessoa é capaz de direitos e deveres na ordem civil. Observações: . É o que veremos nos contratos em espécie: no caso do contrato de depósito. Parágrafo único. Recordando isso. 2º: ³A personalidade civil da pessoa começa do nascimento com vida. A prática de cada ato do contrato terá sua própria legitimidade. Interessante isso. mas foi ela quem assinou. desde a concepção. Sempre quem assina o contrato é parte contratual? Isso já caiu em concurso. quando demos o exemplo. mas a lei põe a salvo. Legitimidade e capacidade contratual são sinônimos. Aí sim você chega à conclusão que o filho dono é um charlatão. eu mesmo estaria dando o preço de uma coisa que eu fosse comprar. o maior volume de normas está no Código de Defesa do Consumidor e não no Código Civil. sem vontade. Se sou tutor do Pedro. mas pode fazer outras coisas. não posso comprar bens dele. mas tentaremos ver os do Código. Nem sempre quem assina é parte contratual. mas não é parte. mas o número de interesses para contratar. mesmo com a venda. a não ser que tenha procuração do pai. absoluta. ter em mente que essa legitimidade contratual é circunstancial.´ Essa é a regra mais geral. Quem assinou o contrato de locação foi a Ana? Não. volte à questão da compra e venda do terreno que pertence a três pessoas: há quatro pessoas envolvidas. 104. O contrato de locação determinava que. aqui. e resolveu fazer um contrato de locação com Rui. O primeiro que veremos é a capacidade das partes. a locação subsistiria. no contrato de depósito: a entrega da coisa. Mas. Se amanhã o sujeito não é mais tutor. ele poderá comprar bens do ex-tutelado. a livre vontade de contratar. por deficiência mental. mas apenas dois interesses na jogada: comprar e vender. vimos que precisamos de pelo menos duas vontades. Hoje. Tinha ele legitimidade para receber a quitação do aluguel? Não. por exemplo. 3º e 4º: ³São absolutamente incapazes de exercer pessoalmente os atos da vida civil: I ± os menores de dezesseis anos. a mera declaração de vontades não é suficiente para o que iremos chamar de aperfeiçoamento do contrato. por enfermidade ou deficiência mental. É importante saber. Ela é específica. para evitar isso. a lei não permite que tutores comprem bens dos tutelados. no inciso I. no início do Código Civil. imagine que você está alugando o apartamento de alguém e o filho do proprietário vem te cobrar. não há contrato perfeito antes da entrega da coisa. os viciados em tóxicos. Isso posto. por exemplo. portanto. Foi Adriana. legitimidade das partes e interesse de agir. II ± os que. Aí teremos que usar não só o Código Civil. relativamente a certos atos. III ± os que. Agora vejam: quais são mesmo as condições da ação? Possibilidade jurídica do pedido. Precisamos disso para ter um contrato. Outro exemplo: tutores. Então precisamos ter a liberdade. Agente capaz é o agente em geral capaz para todos os negócios jurídicos.Como. reclamando prestações vencidas dos últimos três meses. É importante notar que essas vontades são requeridas de pessoas capazes de celebrar. Então. é importante saber o que essa é a capacidade. Vamos usar o termo capacidade. ou à maneira de os exercer: I ± os maiores de dezesseis e menores de dezoito anos. IV ± os pródigos. Dessa forma. Aqui nos contratos também precisaremos da legitimidade da parte ou partes. por exemplo: Assina. Não podem comprar bens dos tutelados. mesmo por causa transitória. Porém. não puderem exprimir sua vontade. II ± os ébrios habituais. Art. O requisito é a condição necessária para se chegar à validade dos contratos. E. Outro exemplo: contrato de locação. Há contratos na legislação extravagante. muito mais que a locação de bens móveis veremos a locação de bens imóveis. Adriana não é mais parte do contrato de locação. Requisitos de validade dos contratos Requisitos significam: condição necessária para se chegar a certo fim. quando virmos a locação. Não é só essa capacidade geral. Até aqui tudo bem. Não estabelecemos aqui o número de pessoas. Temos outros exemplos: pai não pode vender para filho sem autorização dos outros filhos e do cônjuge. A capacidade dos índios será regulada por legislação especial. Na compra e venda. que para os contratos precisamos de uma capacidade específica. e os que. só terá legitimidade para receber o aluguel o proprietário do imóvel.´ Os artigos 3º e 4º tratam respectivamente dos absolutamente e relativamente incapazes. em agente capaz. Representante legal. o contrato de locação continua existindo. que fala. Para cada contrato haverá uma legitimidade. por exemplo. entretanto. para começar.´ E os Arts. não tiverem o necessário discernimento para a prática desses atos. após certo tempo Adriana resolveu vender o imóvel. o comprador e os três proprietários. tenham o discernimento reduzido.

etc. Com o problema. Depois de muitas horas. Em prova de concurso caiu: ´um contrato de doação. Só excepcionalmente. portanto. Manifestação expressa é aquela que deixa clara a intenção da parte. Art. daí não se pode ter contrato válido. antes ou depois de haver transação. sem sucesso. E coisa litigiosa. cada um descobre como provar. em juízo. A lei fala escrito. Pois bem: é lícito o contrato em que a parte fica obrigada a demonstrar um carro durante oito horas. Hermínio se apressa a vendê-la para Hermógenes. Foi caso fortuito. ³apresentando-o´. ela pode se manifestar de várias formas: por escrito. Se o juiz está olhando para um contrato. Se as partes permanecerem em silêncio. Já antevendo esse quadro. o magistrado nota que a casa deveria ficar com a filha. Por via de regra. tudo que deixe claro a anuência. 426: ³Não pode ser objeto de contrato a herança de pessoa viva. 104 que o objeto tem que ser lícito. de dar. mas bem no dia ela ficar doente. y Quanto a essa vontade das partes. Fato é: sem prova. Enfim. para saber se caberá ou não indenização. Pense nisso: era uma vez uma montadora de veículos que resolveu expor o novíssimo carro no aeroporto. de não fazer. quando as circunstâncias ou os usos o autorizarem. Por fim. o objeto é o carro! É portanto uma obrigação de dar. Podemos vender coisas futuras também. Ter razão e não provar de nada adianta. a impossibilidade jurídica: contrato de compra e venda de drogas.´ É mais uma impossibilidade jurídica. Um mínimo de determinação é necessário. É o teor do art. 107: ³A validade da declaração de vontade não dependerá de forma . vindoura ou consumada). e elas apenas se cumprimentaram rapidamente. Imagine que tenho uma avó moribunda que tem uma casa. dizendo-a: quer comprar a casa que estou para herdar? Não será possível. Para apresentá-lo e atrair olhares para o lugar. ela passou a ser parte do contrato de locação. A forma não pode ser defesa em lei. Forma dos contratos É a forma é como vamos exteriorizar a vontade de contratar. Num contrato de compra e venda de um carro. Art. repreendendo-a. Hermógenes está agora na posse da Casa. após analisar mais cautelosamente o testamento de Hermófilo. Isso se encaixa na descrição de objeto determinável. A possibilidade pode ser física ou jurídica. não deverá haver indenização. em regra. que já estudamos no terceiro semestre: ´O silêncio importa anuência. Ela poderá reivindicar a casa que encontra-se em poder de Hermógenes. seu primo. o contrato se renovará automaticamente por tempo indeterminado. No objeto também veremos a questão da possibilidade. pai de Hermínio e Hermione. a forma é livre. a casa que seu falecido pai deixou. e finaliza a transação. Exemplo: frutos por colher daqui a quatro meses. sabendo que estou precisando de dinheiro.y Quando Ana comprou o imóvel. Como vamos a juízo sem ter valor da causa? Não há como. não é lícito. o contrato previa que a mulher deveria ficar de boca calada durante as oito horas que ficasse expondo o carro. Esse contrato. Quais são as obrigações que temos? De fazer. ficaremos tão chateados que pensaremos imediatamente em pedir perdas e danos. É uma previsão específica da lei. mas não expresso! Veja a diferença. Entretanto. o objeto do contrato é a prestação daquele serviço. Se contrato com a Ivete Sangalo para cantar aqui em nossa formatura. Basicamente essas. Mas não há impedimento legal. Vimos também no art. minha amiga. aves associadas à morte. E a questão de o objeto ser determinado ou determinável? Posso comprar ³alguma coisa´ de alguém? Não. O objeto tem que ser suscetível de avaliação em dinheiro. E se a impossibilidade do objeto for posterior ao momento da feitura do contrato? Aí sim analisa-se se houve culpa ou não de uma das partes. Pouco depois. Exemplo: Hermínio disputa com sua irmã Hermione. pode ser objeto de contrato? Pode! Há um risco sobre qualquer transação envolvendo bens cuja propriedade está sendo disputada em juízo. preciso especificar. uma linda jovem de roupas vermelhas foi contratada para posar ao lado do carro. Contratar uma muda para cantar é um objeto impossível. O objeto tem que ser possível. Conteúdo do objeto do contrato Vamos entender primeiramente o que é objeto do contrato. ou força maior? Se for imprevisível. uma amiga apareceu por acaso. O chefe logo notou e apareceu. temos que ter uma valoração. Mas há contratos que requerem declarações expressas de vontade. a não ser que o bem seja de pequeno valor e a entrega seja feita em seguida. e vou herdála. já que. Exemplo específico: para contratos. moral e bons costumes. mas atenta contra a moral e os bons costumes exigir que ela ficasse absolutamente calada. Se contrato alguém para desentupir a pia da minha casa. 111 do Código. e a declara como proprietária. contrato de herança de pessoa viva chamamos de pacta corvina (referente aos corvos. Nem mesmo poder-se-á alegar pacta sunt servanda pela própria impossibilidade jurídica desse contrato. Não pode contrariar lei.µ Verdade? Não. Mas poderemos provar que alguém sabia que iria ficar doente. Mas não podemos.µ Outro exemplo: locação feita por tempo determinado. Quem cala não necessariamente consente. Aquele quem o juiz declarar como legítimo proprietário de uma casa sob disputa poderá reivindicar o bem com quem quer que esteja. entro em contato com Carmelita. por gestos. ficar doente é um caso fortuito. para ter validade. determinado ou ao menos determinável. tem que ser realizado expressamente. e não for necessária a declaração de vontade expressa. Ou também o contrato que impede que o sujeito não trabalhe para concorrente dentro de um ano: obrigação de não fazer. sinal de OK. é porque houve algum problema.

o imóvel não se encontra pronto. cabe ajuizar ação para obrigar a construtora ajustar a construção. Qual o procedimento se a entrega de um imóvel novo não vier de acordo com o memorial descritivo da obra? Miceli ± Caso o apartamento tenha sido entregue em desacordo com o Miceli ± Comprar imóvel em leilão pode ser um bom negócio. o advogado esclareceu dúvidas dos leitores sobre escritura. ² certidão da Justiça Federal do proprietário. Estudar a origem da dívida. Quer saber mais? Siga o ZAP no Twitter especificado no memorial.Que cuidados deve-se tomar para comprar um imóvel na planta? Verifique se realmente o imóvel escolhido atende as suas necessidades quanto ao tamanho. pode escolher a unidade mais adequada à sua preferência.Qual a vantagem de se comprar um imóvel no seu lançamento? Quando você compra um imóvel no lançamento. A forma tem que ser expressa ou tácita. Com a aprovação da CEF do seu requerimento. 02 . dependendo do defeito.966 | 01. que são aqueles para os quais a lei determina uma forma para eles. livrando o senhor de qualquer ônus ou preocupação futura. nesta fase. Planeje seu futuro e analise se o valor e a forma de pagamento deste imóvel se encaixam na sua capacidade de pagamento. o proprietário pode exigir da construtora a sua adequação (ou até mesmo abatimento do preço). Pensando nisso. os cuidados ao comprar um imóvel em leilão e como vender um apartamento alienado. 04 .O que significa comprar um imóvel na planta? Significa comprar um imóvel quando ele está sendo lançado. Ele será construído e. pois não existe lei nesse sentido. Mas você já sabe quais são os papéis que deve solicitar e ter em mãos para que a negociação seja efetivada com sucesso? São muitas as dúvidas que surgem no ato da compra de um apartamento. convém realizar uma busca pelos sites do Tribunal de Justiça. localização. O início das vendas é acompanhado de eventos e ações promocionais. ² do 1º ao 4º Distribuidor Cível do proprietário. correm por conta do vendedor ou do comprador do imóvel? Armando Miceli Filho ± A praxe do mercado é que as certidões. Como vender um apartamento que se encontra alienado a Caixa Econômica Federal pelo prazo do financiamento? Miceli ± O procedimento correto é se dirigir à Caixa Econômica Federal (CEF) e requerer a transferência do financiamento para o novo comprador. infra estrutura oferecida e a sua planta. indispensáveis à escritura. além de encontrar as melhores condições de preço e formas de pagamento. As despesas com certidões negativas. ² declaração de quitação das contribuições condominiais (junto à administração do condomínio. . Tribunal Regional do Trabalho. cuja lei nenhuma forma determina. senão quando a lei expressamente a exigir. mas o registro de imóvel é um ato formal. como são para provar a regularidade do imóvel e do proprietário. Entenda todo o procedimento de compra e venda antes de fechar o seu negócio publicado em 15/07/2009 às 16:31 | Fonte: O Globo É importante saber os cuidados que devem ser tomados antes de comprar ou vender um imóvel (Foto: Verônica Lima) Rio de Janeiro ± Depois de encontrar um imóvel que corresponda às suas expectativas de preço e localização é chegada a hora de acertar o contrato e de apresentar todos os documentos necessários ao vendedor. mas é possível que as partes ajustem de forma diferente.´ A validade não depende de determinação especial. ² certidão da quitação fiscal e situação enfitêutica (junto à prefeitura). após um prazo que varia entre 18 a 36 meses. Qual o documento necessário para a realização de uma compra de imóvel à vista? Miceli ± São necessárias as seguintes certidões: ² 1ª e 2ª Interdições e Tutelas do proprietário. são pagas pelo vendedor.especial. será entregue pela Incorporadora ao proprietário.O que é um lançamento imobiliário? É a abertura de vendas de um empreendimento imobiliário após o seu Registro de Incorporação. Se não conseguir resolver de forma amigável. ² 9º Distribuidor Cível do proprietário e do imóvel. o imóvel e dívida restante passarão para o nome do novo comprador. 03 . os gravames do imóvel e a situação do proprietário devedor são fundamentais na avaliação de risco. mas exige Que cuidados o comprador deve ter ao adquirir um imóvel em leilão? cautela redobrada e assessoria de advogado do ramo. Há contratos formais. para localizar possíveis ações e possíveis passivos em nome do proprietário. O que você precisa saber antes de comprar um imóvel na planta? Publicado em: 11/06/2010 |Comentário: 2 | Acessos: 2. ou seja. no caso de ser um apartamento) Além destas certidões. É um bem de entrega futura. ² certidão de ônus reais. e também os informais. sem prejuízo de cobrar perdas e danos. Justiça Federal. A compra e venda em si não é um contrato formal. dependendo do tipo do imóvel.

Esse memorial deve ser apresentado e rubricado pelo comprador no ato da compra do imóvel. ou seja. A razão de tal exigência está no fato de a incorporação pressupor a aprovação do projeto de construção.Que documentos devo verificar antes de assinar um contrato? É importante verificar se o imóvel encontra-se com o projeto devidamente aprovado e com o alvará emitido pela respectiva Prefeitura municipal. logo nos primeiros meses após a instalação do condomínio.Como posso obter informações adicionais sobre uma Incorporadora? Hoje em dia. características e dados do empreendimento e de seu projeto. É o processo que permite a comercialização legal de um empreendimento que ainda se encontra na planta. Você deve encontrar o balanço destas empresas nos seus respectivos sites. informações e documentos da incorporadora e todos os demais requisitos legais exigidos. antes ou durante a fase de construção do empreendimento. à legitimidade do projeto. na maioria das vezes.O que é um imóvel na planta? É o imóvel comercializado durante a fase de lançamento.591 de 1964 que dispõe sobre as Incorporações Imobiliárias. Tal documento deve ser arquivado no Cartório de Registro de Imóveis. 20 . o que se traduz em segurança jurídica ao adquirente de coisa futura. 12 . com diversas unidades autônomas. * Padrão de qualidade de seus produtos e a pontualidade na entrega dos seus imóveis. que é prometer entregar as unidades autônomas em contrapartida do recebimento de preço certo e ajustado. Além de o próprio financiamento ser uma garantia de que a obra será entregue. onde deve constar que a sua Incorporação Imobiliária está devidamente registrada. 13 .591/64. 19 .Verifique se o projeto do empreendimento encontra-se aprovado e o seu Memorial de Incorporação registrado. bem como. 22. isto é. a área interna dos apartamentos delimitada pela superfície externa das paredes.O que é Corretagem Imobiliária? É a comissão paga ao corretor de imóveis pelos serviços de intermediação imobiliária. após a assinatura do contrato de compromisso de compra e venda.Por que é essencial o registro da Incorporação Imobiliária para venda de unidades ainda não construídas? A lei brasileira determina que o incorporador somente poderá negociar unidades autônomas em edifícios em construção ou a construir após o registro do Memorial de Incorporação. 09 . Qual a vantagem disto? Alguns empreendimentos são entregues com as áreas comuns equipadas. verificando: * Há quanto tempo ela trabalha no mercado. Como exemplo temos o salão de festas. Esse procedimento é vantajoso. 07 . piscina.Quando as áreas comuns são entregues equipadas e decoradas.O que é Incorporação Imobiliária? Ato de empreender um projeto imobiliário. Vale verificar também a minuta da convenção de condomínio arquivada no registro do Memorial de Incorporação. 18 . É o meio pelo qual alguém. de uso exclusivo de seu proprietário. Nele. 06 . 14 . 17 . entre outros. 11.O que é área privativa? É a área de um imóvel. lobby de entrada. * Quantos empreendimentos ela entregou. forma de utilização. detalhados no artigo 32 da lei 4. a obrigação para entregar a unidade autônoma cabe sempre a Incorporadora. os moradores tenham que arcar com despesas adicionais para realizar estes serviços. 10 . quando o . em que constam as futuras regras condominiais. se compromete a construir um edifício. 05 . às características e metragem do imóvel.O que é um memorial de Incorporação? É o documento jurídico que explica o objeto da incorporação.O que é área comum? É a área que pode ser utilizada por todos os moradores de um condomínio.O que é um memorial de acabamento? É a relação dos materiais de acabamento que serão utilizados na construção do imóvel. Por esse motivo. Tal comissão somente será devida à Imobiliária ou ao Corretor se a compra do imóvel for concretizada. o apartamento modelo decorado. 21 . bem como as regras de convivência em condomínio. Pesquise se a Incorporadora e Construtoras são saudáveis e possuem credibilidade.Para que serve o apartamento modelo decorado? Ele tem a finalidade de mostrar em escala real as características da planta do apartamento. é necessário o seu registro no Ofício de Registro de Imóveis competente. apresentando também uma sugestão de decoração. que assume essa responsabilidade pelo exercício de sua atividade. sendo-lhe permitido comercializar as unidades que o comporão. a regularidade documental da propriedade e a regularidade da situação documental do incorporador. ou seja. medida em metros quadrados. encontram-se expostos a maquete do projeto. 15 . detalhando suas áreas privativas e comuns. ou conjunto deles.Para quem devo pagar o valor da corretagem? A corretagem deve ser paga à Imobiliária ou ao Corretor de Imóveis que tenha realizado a intermediação da aquisição do seu imóvel. devem divulgar seus resultados trimestralmente. pois se evita que. ou seja. 16 .Qual lei rege as Incorporações Imobiliárias? É a Lei Federal nº 4. entre outros. No estande encontram-se também os corretores de imóveis treinados para apresentar o empreendimento. pessoa física ou jurídica. 08 .Quando vendo um imóvel a que tributação estou sujeito? Quando se vende um imóvel com lucro. seria verificar se as obras em andamento da Incorporadora contam com financiamento bancário para suprir as despesas de construção. Outra forma. plantas e imagens dos apartamentos e das áreas comuns. muitas Incorporadoras têm capital aberto na Bolsa de Valores.A responsabilidade de entrega do imóvel é da Incorporadora ou da Construtora? Ainda que a Incorporadora possa contratar uma Construtora para a execução das obras. Também é fundamental que se verifique a certidão de matrícula do imóvel. que inclusive dá segurança ao adquirente quanto a condição técnica e idoneidade do incorporador.Como sei se devo confiar numa Incorporadora? Obtenha informações sobre a tradição desta Incorporadora. Para que a Incorporação Imobiliária produza os efeitos e permita a venda da unidades imobiliárias autônomas. os bancos só o concedem às empresas com boa "saúde financeira".O que encontro em um estande de vendas? O estande de vendas é usualmente construído no local onde será erguido um empreendimento imobiliário. antes do início da construção.

Quando compro um imóvel é possível modificar a planta e o acabamento do mesmo? Algumas Incorporadoras permitem que seus clientes escolham alternativas de planta e acabamentos que mais se adaptam às suas necessidades. adota-se. seja o único bem do contribuinte e o mesmo não tenha vendido nenhum imóvel nos últimos 5 anos. valor da operação e comissão cobrada.Qual o índice de correção normalmente utilizado na aquisição de um imóvel na planta ? Quando se compra um imóvel com financiamento provido diretamente pela Incorporadora. sendo a amortização declinante e os juros crescentes. através dos aluguéis. o índice de reajuste passa a ser a TR. usualmente o INCC durante o período de construção. 39 . 30 . construtoras e incorporadores devem emitir para a Receita Federal. Depois disso. por determinado preço e condições. penalidades a que esteja sujeito o comprador na hipótese de inadimplento e atraso no pagamento do preço na forma ajustada. ou seja. quando for o caso.O q ue é DIMOB e quem deve emiti-la ? DIMOB é a Declaração de Informações sobre Atividades Imobiliárias que empresas imobiliárias. aplicado durante o período de construção.Quais as clausulas essenciais que devem constar num contrato de compra e venda de imóvel? São essenciais as cláusulas que disponham sobre: as características do imóvel e do empreendimento onde está inserido. data. Devese analisar qual fluxo de pagamento melhor se adapta à sua renda familiar. 33.Comprar um imóvel pensando na sua aposentadoria é uma boa estratégia? Sim. É também utilizada na correção das parcelas de pagamento de imóveis adquiridos por financiamento bancário nas parcelas pós-chaves. Após isso. nesse caso é lavrado em Cartório de Notas. com amortização constante e juros decrescentes. conforme determina o art. há que observar a presença de duas testemunhas. É utilizado para a correção dos contratos de aquisição de imóveis. Quando se compra um imóvel com financiamento bancário. 1245 do Código Civil Brasileiro. prazo de entrega das unidades e demais obrigações assumidas pela incorporadora. sistema Price. avaliação da qualificação das partes ) ou por instrumento público (escritura de promessa de venda e compra) que.O que é índice de correção? É um índice pactuado em contrato para atualização monetária dos valores envolvidos no mesmo.O que é INCC ? Elaborado pela Fundação Getulio Vagas. durante a fase de lançamentos. 31 . existe a incidência de 15% de tributação sobre a diferença (ganho de capital). As mudanças solicitadas podem acarretar custos adicionais ao comprador.O que é carência para entrega do imóvel? Ao adquirir um imóvel na planta.valor da venda for maior que o valor da compra. aplicado sobre as parcelas com vencimento após as entrega da chaves do imóvel em contratos que prevêem pagamentos diretamente a construtora. índice e quando de sua aplicabilidade. se utiliza como índice de correção das prestações o INCC durante o período da construção. nesse casso. Hoje.O que é TR ? É a Taxa Referencial de Juros utilizada para a correção da Caderneta de Poupança. 37 . é necessário o registro do título de transmissão perante o competente Cartório de Registro de Imóveis. 35 . A carência é um prazo adicional.O que é DOI e como funciona? DOI é a Declaração sobre Operações Imobiliárias que os . Também conhecido como Sistema Francês de Amortização. e devido repasse de financiamento ao Banco Financiador. 36 . a escritura definitiva de compra e venda é o instrumento pelo qual alguém transmite definitivamente um bem imóvel a outro muitas vezes em cumprimento a um contrato (promessa) previamente assinado. o índice de reajuste passa a ser o IGP-M. 26 . você é informado sobre o prazo de conclusão da obra. no longo prazo. existem vários financiamentos junto a instituições financeiras com prazo de pagamento em até 30 anos e com taxas de juros muito atrativas. Existem outras regras específicas que podem ser consultadas no regulamento do Imposto de Renda da Recita Federal. na maioria dos casos. 32 . o Índice Nacional de Custo da Construção afere a evolução dos custos de construções habitacionais. 29 . 23 . Com a assinatura do contrato o comprador passa a ser o titular de direitos aquisitivos do imóvel e a lei assegura direito real do comprador em fase do vendedor para exigir a efetiva transmissão do imóvel.Por que há necessidade de se registrar a escritura definitiva do imóvel? Para que se opere efetivamente a transferência da titularidade do imóvel. acrescendo-se 12% ao ano. O contrato ou promessa de venda e compra. forma de cálculo da correção monetária. destacando especialmente a identificação dos contratantes e do imóvel. Por outro lado.O que é IGP-M ? Calculado pela Fundação Getulio Vargas.O que é sistema SAC ? É o sistema de financiamento em que as prestações são decrescentes. que se obriga a transferi-lo após o recebimento de preço ajustado. A escritura definitiva de uma unidade autônoma é lavrada quando mesma está devidamente concluída.Qual a diferença entre contrato de compra e escritura definitiva? O contrato de venda e compra é o instrumento pelo qual uma das partes se compromete a vender a outra determinadoimóvel. usualmente de 6 meses. Além de utilizar o imóvel como fonte de renda. o Índice Geral de Preços é divulgado no final de cada mês. O importante é você pesquisar e analisar o melhor fluxo de pagamento de acordo com sua capacidade financeira. A escolha por essas opções não precisa ser realizada no momento da compra. utilizado caso ocorra alguma eventualidade na execução do empreendimento. 27 .O que é Tabela Price ? É um sistema de financiamento em que as parcelas são iguais. acrescida de uma taxa de financiamento previamente estabelecida pelo mesmo. que tem fé pública. a sua valorização vem superando a inflação.Qual a melhor forma de pagamento de um imóvel ? A melhor forma depende exclusivamente de sua receita. É usualmente utilizado para correção de aquisição de imóveis. incidência de juros. (e. Existe isenção de imposto caso o imóvel tenha valor inferior a R$ 440 mil. observada as condições ali pactuadas. 25 . 24 .O que é compromisso de venda e compra de imóvel? É o contrato particular ou público pelo qual alguém se compromete a adquirir um imóvel de outra pessoa (física ou jurídica). informando os detalhes das transações imobiliárias realizadas. Esse imposto deve ser pago através de DARF. preço e forma de pagamento. 38 . 34 . 28 . com a averbação da construção do empreendimento junto ao Cartório de Registro de Imóveis competente. pode ser efetivado por instrumento particular. Usualmente estipula-se um prazo no qual o cliente pode solicitar a execução dessas modificações.

É nessa reunião que. nos artigos cujo conteúdo não foi alterado ou regulado pelo Código Civil. Essa despesa é composta de despesas ordinárias (gastos mensais rotineiros) e extraordinárias. Todavia. As vagas comuns são indeterminadas e integrantes da área comum da unidade autônoma. 57 .O que é hipoteca? Hipoteca é direito real de garantia que o devedor confere ao credor sobre um bem imóvel. o subsíndico e os conselheiros do condomínio. do imóvel. solicita à Prefeitura a abertura de inscrição fiscal de cada unidade autônoma do empreendimento. Daí a importância de que todas as tratativas e acordos estejam devidamente previstos no contrato celebrado. 55 . averbadas. Esse documento pode ser utilizado para a aquisição de qualquer imóvel pronto com a averbação de sua construção realizada. Vale se informar para verificar se o custo do condomínio do imóvel desejado está adequado ao seu orçamento. desde que eleito pelos condôminos. descrição. identificação fiscal do imóvel. e também com a presença da Incorporadora. quando for o caso. Dessa forma. não morador.O que é repasse bancário? É a captação de recursos em instituição financeira para quitação do imóvel junto a construtora.Quem pode ser o síndico? O síndico pode ser qualquer morador.Quais documentos são necessários para contratar o financiamento bancário? A documentação pode variar de acordo com a instituição financeira. calculada através do rateio da previsão mensal de gastos comuns no condomínio. faz uma estimativa do custo por apartamento. envolvendo bens imóveis destacando a identificação dos contratantes e o valor da operação imobiliária.O que é Behavior? Behavior é a comprovação da capacidade de pagamento por meio do histórico de pagamento em dia. Tal seguro tem por finalidade cobrir possíveis danos que possam ocorrer a terceiros e à própria construtora durante a execução da obra.Qual a importância de constar no contrato todas as condições contratuais e o preço efetivamente pago? O contrato é o instrumento pelo qual estará regrada toda e qualquer obrigação assumida entre as partes. . essa é uma prerrogativa da municipalidade. com o auxílio de um a empresa administradora de condomínios. 58 . características e metragens. Mas são sempre solicitados documentos do vendedor. e perdurará até a aquisição final dessas obrigações. na primeira parte. As vagas autônomas são independentes e não integram a área total das unidades autônomas. 51 . e os valores segurados compatíveis com o vulto do empreendimento e constar da respectiva apólice. mediante requerimento. especialmente de necessidade de se submeter ao Poder Judiciário dúvidas ou conflitos a serem solucionados. para defender os interesses dos mesmos. dados dos antecessores e atuais proprietários. 10. tais como.É possível saber qual será a taxa do condomínio do empreendimento? Sim. cujo uso é definido pela convenção de condomínio. é obrigatória a contratação de seguro de responsabilidade civil pelo construtor de imóveis em zonas urbanas por danos a pessoas e coisas. além dos documentos pessoais e de comprovação de renda do comprador 60 . O Habite-se é expedido pelo poder público municipal e autoriza a utilização do imóvel. estando sujeitas a tributação de IPTU. de modo que cada uma seja tributada individualmente. 61.403/02) e na Lei 4. matriculadas ou registradas nos Cartórios de Ofício de Notas. etc. É o documento de identificação em que constam todos os seus dados. o contrato celebrado será o instrumento utilizado como base dessa avaliação. conforme previsto no Decreto-Lei n. lavradas. 73/1966. elegem-se o síndico. diante da averbação da construção e especificação do condomínio.O que é Carta de Crédito? É um documento concedido por uma instituição financeira ao comprador de um imóvel com o seu crédito já aprovado. para fins de apuração de eventual imposto a recolher (ganho de capital). 53 . 50 . 56 . na hipótese de necessidade de qualquer questionamento futuro e. 41 .O que é Assembléia Geral de Instalação de Condomínio? É a primeira reunião dos condomínios juntamente com a empresa que administrará o condomínio. artigo 20.O que é "Habite-se"? O Habite-se é o auto de conclusão da obra edificada em conformidade com os projetos aprovados.O que é taxa de condomínio? É a despesa que deve ser custeada por cada condômino. usualmente. vendedor e comprador. estando delas desvinculadas e possuindo áreas e frações ideais próprias e matrículas individualizadas. quando devidamente aprovadas em assembléia ou por determinação da administração do condomínio. geralmente são solicitados os três últimos holerites. 44.Quais os documentos necessários para comprovar renda? Para comprovar renda. 40 . histórico de aquisições e vendas.É obrigatório a contratação de seguro para eventuais danos havidos durante a execução das obras? Sim.O que é numero de contribuinte e quando ele será atribuído ao meu imóvel? É o número de identificação fiscal do imóvel atribuído pela Prefeitura para identificação deste.O que é Matrícula de um Imóvel? Pode ser feita uma comparação dizendo que a Matrícula é a "certidão de nascimento" do imóvel. 47 . Dependendo da localidade.358 do Código Civil (Lei n. A contratação do referido seguro de responsabilidade civil deve ser efetivada.O que é fração ideal de terreno? É o percentual ou quota parte que uma unidade autônoma representa sobre o terreno em que será construído o empreendimento imobiliário. 45 .O que é saldo devedor? Saldo devedor é o valor restante para quitação total de um imóvel. desde que devidamente contratado pelo condomínio para tal fim. 59 . O síndico também pode ser terceiro. 46 .Quais os tipos de vagas de garagens e como identificá-los em cada caso? As vagas de garagem podem ser áreas comuns ou unidades autônomas. a propriedade é consolidada em nome do antigo devedor. 49 .Cartórios devem emitir à Receita Federal para informar as operações imobiliárias anotadas. Nos lançamentos de empreendimentos imobiliários. O saldo devedor é reajustado mensalmente de acordo com os índices e juros pactuados no contrato. 52 . Quando a dívida é quitada.Quais as leis brasileiras que regem o condomínio? As regras sobre condomínio podem ser encontradas nos artigos 1.O que é Alienação Fiduciária? É o instrumento no qual se transfere um imóvel do devedor para o credor em garantia de pagamento da dívida. a partir das instalação do condomínio. usualmente a Incorporadora.131 a 1. 54 . informes de imposto de renda ou extratos de movimentação bancária. 48 .591/64. O devedor permanece com a posse para uso próprio do bem. e tal procedimento varia de uma cidade para outra. existência de ônus e gravames. Registro de Imóveis e de Títulos e Documentos. a Incorporadora.

63 . Além de uma consistente e substancial formação teórica.Treinamento Policial. Uma de nossas principais preocupações é dar a oportunidade para que alunos de outros estados tenham acesso a possiblidade de fazer este curso que terá duração de 18 meses . Informações sobre a Pos-graduação em Operações Policiais Especiais . autorizado pelo MEC.Como é feita a assessoria para fins de contratação de financiamento e qual seu objetivo? A assessoria é efetivada por uma empresa especializada que auxilia no processo de análise de crédito. exercícios com aproximadamente 1. onde acontecerá o curso. emolumentos de escritura e registro.SWAT. * Utilização do FGTS para a quitação do imóvel.SWAT Apresentação Percebendo o crescente aumento da criminalidade no Brasil e no mundo e o surgimento de novas equipes táticas e a necessidade de aprimoramento das equipes atuais o CATI . O projeto.62 . serão as mesmas despesas que teria após a quitação do preço. A grade curricular foi elaborada pela equipe do CATI SWAT com assessoria de mestres e doutores da Faculdade UCL. considerado ousado e inovador. O curso recebeu aprovação do MEC e terá inicio em Março de 2012. seja na planta ou imóveis prontos. é necessário cumprir alguns pré-requisitos dispostos na regulamentação. Essa taxa varia de acordo com a cidade na qual o imóvel se encontra. seja ele quitado ou financiado. Declarou Marcos do Val. do tipo pós-graduação "Lato Sensu". emolumentos e imposto de transmissão do bem imóvel. visando agilizar e assegurar a perfeita formalização dos contratos de crédito imobiliário.A.documental e jurídica. conforme Resoluções CNE/CES Nº 01.que variam conforme o valor de cada imóvel. ----------CATI E FACULDADE 01/02/2012 UCL LANÇAM A PRIMEIRA PÓS GRADUAÇÃO EM OPERAÇÕES ESPECIAIS DA AMÉRICA LATINA O Brasil foi o país escolhido para sediar o primeiro curso de pós. os alunos terão uma relevante vivência prática como. ou seja. 64 . treinos táticos em CQB (Ambientes fechados).Quais os custos com um processo de repasse? Os custos com o processo de repasse serão por conta do adquirente e incluem assessoria.Faculdade do Centro Leste. em parceria com a UCL . além dos parâmetros e políticas estabelecidas pela instituição contratante. o ITBI.graduação em operações Especiais com o padrão de qualidade do CATI SWAT na América Latina . o DVD e as fotográficas. carros.W. Os alunos terão oportunidade de assistir aulas com instrutores Norte Americanos e com todo o time de elite do CATI. * Avaliação do imóvel não superior a R$ 350. ônibus.000. de 02/07/2007. presidente do CATI S. inédito no mundo.O que significa ITBI? Trata-se do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis.T e natural do estado do Espirito Santo. * Comprovar tempo de trabalho mínimo de 3 (três) anos sob o regime do FGTS. por exemplo . ambiciona trazer para a sala de aula o melhor dos treinamentos policiais oferecidos pelas policias de elite do mundo.00. ----------Claúsura 8 O cliente poderá optar por descartar o estojo de luxo. Nota: Esperamos que essas informações sejam úteis e amplie os conhecimentos e cuidados que devemos ter ao comprar imóveis. A Pós-graduação está credenciada pela Portaria Ministerial nº 1.É possível utilizar o FGTS na compra de um imóvel? Para utilização do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço.693 de 03/12/99. e seu recolhimento é de responsabilidade do comprador. quando solicitasse a escritura definitiva. apresenta o curso de especialização em Operações Policiais Especiais. sniper (atirador de elite) e outros. por isso teremos aulas em um final de semana por mês. 65 . Recomendamos que tais transações sejam sempre acompanhadas por um Corretor de Imóveis que é o profissional preparado para este exercício. segundo os requisitos legais e normativos vigentes. de 08/06/2007 e Nº 03.000 tiros por aluno. Ele é cobrado pela Prefeitura sempre que há a transferência de propriedade de qualquer bem imóvel. tais como: * Não possuir outro imóvel. * Morar ou trabalhar na localidade do imóvel. .

de 02/07/2007. IV . de 08/06/2007 e Nº 03.Operações Táticas: Imobilizações táticas. Gestão em Tecnologias em segurança publica. V . Direitos humanos e uso progressivo da força em operações especiais. O CATI ainda oferece um programa de intercâmbio internacional ao qual os alunos desta pós-graduação terão prioridade e onde terão acesso a unidades da SWAT Americana. Resgate rápido com time tático. Nós e voltas.SWAT será ministrado pela UCL . Gestão em Tecnologias bélicas. Tiro tático. Atuações em áreas de baixa luminosidade.Gestão aplicada a Operações Especiais: Inteligência. contra inteligência. agentes penitenciários. Técnicas de extricação em ambientes hostis.Gerenciamento de Crises: Análise de risco e situações com reféns. militar). policiais (federal. além do desenvolvimento de um Trabalho Final de Curso. guardas municipais.Atendimento Médico em Operações Especiais: Avaliação da cena em situações de risco.693 de 03/12/99. Descida com vítima consciente. explosivos e outros atos criminosos de desordem. rodoviária federal. Terrorismo e contra insurgência. O curso tem carga-horária de 360h. Local e Horários .Legislação Pertinente das Operações Especiais (Aspectos Legais das Opes): Legislação pertinente a ações de operação especial. Gestão Tecnologias não letais. Legislação O Curso de Especialização em Operações Policiais Especiais . Exame da vítima. municipal. Entradas táticas e CQB (combate em ambientes confinados). Atirador de precisão (Sniper). envolvendo reféns. III . Currículo do Curso I . credenciada pela Portaria Ministerial nº 1. Balística das feridas. além de entrar em contato com novas tecnologias. Técnicas de extricação convencional. Técnicas de ancoragem.Objetivo O objetivo do curso é formar profissionais especializados para atuar e comandar grupos de operações especiais em situações de alto risco. Rapel com freio 8. bombeiros militares. Hemorragia e choque. Resgate de reféns. Transporte de acidentados. conforme Resoluções CNE/CES Nº 01. Público Alvo Profissionais da área de segurança pública estadual. II . Intervenção em veículos (situações em carros e ônibus). Planejamento operacional e estratégico. Progressão em áreas de alto risco. NB: O candidato deve estar na sua função até a conclusão da pós-graduação e possuir diploma de curso de graduação. Queimaduras. Reconhecimento do risco de morte (AVDI e ABC). operadores de segurança pública em geral e outros atuando na área da segurança pública. atentados terroristas.Faculdade do Centro Leste. treinamentos táticos e modelos de gestão diferenciada. civil.

tendo a duração de 18 meses. De . Em 2008. uma espécie de capacete medieval. antes de participarem de duelos ou irem para os confrontos trajando suas robustas armaduras. no mesmo local e. entregou à comunidade a sua segunda unidade. para turmas de no mínimo 30 alunos.O curso será oferecido pela UCL . uma das coisas que mais chama a atenção é a maneira que os militares se cumprimentam. Um sinal de respeito ao soberano. As aulas serão ministradas nos seguintes horários: um final de semana por mês. precisavam levantar a viseira para que a majestade olhasse seus rostos.Faculdade do Centro Leste. Como eles utilizavam oElmo. esse movimento deveria ser feito com a mão direita.Teremos instrutores convidados com renomes internacionais. Coordenação acadêmica: Fábio Colatto Professores Os professores são oriundos do CATI . Além disso. Mais informações e inscrições site: http://www. Instrutores convidados e conferencistas: Os Instrutores convidados virão do departamento da SWAT de Dallas. com este novo prédio. na região de Manguinhos.Brasil e da Faculdade UCL. A famosa continência militar. conforto e eficiência.br Fonte: CATI BR Como surgiu a continência militar? by F L Á VI O H ENR I QU E on 21/12/2010 Quem és tu? O militarismo tem algumas peculiaridades e sem dúvidas. já que era a mão que empunhava a espada. qual é a origem da continência militar? Tudo começou na Idade Média quando os cavaleiros. sendo aos sábados e aos domingos das 8:00h às 13:00h e 14:20h às 19:20h. Coordenadores: Consultor Técnico: Marcos do Val.ucl.ES. além do fascínio pelas armas e fardas. cumprimentavam o rei. o bloco didático I. localizado na Rodovia ES-010. transfere toda a sua atividade para instalações próprias e projetadas para atender a todos com muito mais segurança. do CATI Internacional e do BOPE do Rio de Janeiro. Mas afinal.cfm?Codinfo=1047 Telefones (27) 3434-0100 e-mail: contato@ucl.br/info. a UCL inaugurou seu primeiro prédio em área própria. para onde transferiu parte de suas atividades. no município da Serra . em frente ao parque Yahoo. No ano de 2011. As datas dos módulos serão programadas com antecedência e informadas aos candidatos no processo de inscrição.

tendo o proponente motivo para nulidade previsto em lei. 6. ARRENDAMENTO . Apesar dessa reverência ser comum entre as organizações militares de todo o mundo. C. Diz-se daquela que é destinada à extinção de um ato. Dessa maneira ² acreditava o capitão ² ele aprenderia a lição e não cometeria novamente esse ato de insubordinação. que deu sinal pela um preço pago pela outra parte (locatário) a ceder-lhe o uso e gozo de um imóvel por um tempo determinado. admite a cobrança adiantada do valor acertado em contrato. Com o tempo esse ato foi se tornando cada vez mais comum e não apenas praticado diante dos reis mas também entre os demais integrantes do exército. Se for constituído de dinheiro. pede a atualização do valor do aluguel com base no preço de mercado. com prazo máximo de 90 dias.com. seguidamente movimentando seu braço direito enquanto o capitão realizava a contagem. ou alguém por ele.Contrato pelo qual o locador se compromete. negócio jurídico ou contrato. entrega certo imóvel ao credor. ARRAS . fr. 1 . A lei nº 8. era famosa pelo vibrante ´Heil. ANTICRESE . ou ato jurídico em que se verificaram vícios ou defeitos essenciais. se antes o devedor não a satisfizer inteiramente. empréstimo. ou a este contra aquele. A que o vendedor da coisa com reserva de domínio intenta contra o comprador que não a pagou. em virtude do qual o devedor.Capitão. AÇÃO DE NULIDADE DE CONTRATO DE EMPREITADA . Direito real sobre a coisa alheia. (do gr. para pedir que seja decretada a nulidade do contrato de empreitada. inquinado de vício ou defeito que o torne nulo de pleno direito. Anti. E assim fez o soldado. e dos juros.139). exige do contraente que o recebeu. é seu dever retribuí-las. Segue procedimento especial de acordo com os arts 920931 do C. contra. originando inclusive um causo que compartilho com vocês agora. O soldado desatento passou pelo capitão e não o cumprimentou da maneira correta. A Alemanha nazista.1. ingl. Pois bem. Apesar de eu já conhecer a origem da continência.br/glossario-contrato-1 Pesquisa do termo: contrato AÇÃO REVISIONAL DE ALUGUEL . ou a este contra aquele. Sinal em dinheiro.Remuneração paga ao locador em razão de um contrato de locação. 1. ou qualquer outro valor. Aquela pela qual o contraente. AÇÃO DE RESTITUIÇÃO DE POSSE .Aluguel ou contrato pelo qual alguém cede a outrem. uma vez que a mão desarmada dificilmente seria utilizada para uma ação hostil. Talvez por isso ² como em tudo na humanidade ² algumas pessoas confundam esse nobre gesto com afirmação de superioridade ou mesmo para ratificar a condição ´inferiorµ de seus comandados. AÇÃO ANULATÓRIA . é bom citar as referências encontradas pelo Google para essa postagem. geralmente imóvel.1. A que o dono da obra pode exercitar contra o empreiteiro.095). Hitlerµ. arts.1.247). A revisão judicial só pode ser requerida após três anos de vigência do contrato ou do último acordo. reputa-se principio de paga. o uso e gozo de um bem não fungível. C. 1. por exemplo. A que compete ao comprador contra o vendedor. mediante sem efeito um contrato. proferido enquanto o braço direito era estendido para o alto. AÇÃO DE RESCISÃO DE EMPREITADA . Por isso. v. que um dos contraentes dá como prova de estar definitivamente concluído o contrato. proprietário AÇÃO DE NULIDADE .C.. antichrèse..237 a 1. A iniciativa de prestar continência deve vir sempre da patente inferior e obrigatoriamente respondida pelo superior hierárquico. o). vi que o soldado prestou 50 continências para o senhor. Imediatamente o oficial chamou a atenção aos berros do soldado e exigiu que ele lhe prestasse continência 50 vezes seguidas. certo tempo e preço. 145-158). arts. um gesto simbólico de paz. a quem cabe o direito de perceber os seus frutos e rendimentos. ou para assegurar o seu cumprimento.245. quando se tiver verificado motivo legal ou inadimplemento de condição estipulada (G G. ALUGUEL . algumas forças tem ou tiveram maneiras particulares de realizar a continência. fiz uma rápida pesquisa para evitar equívocos. P. retendo-o até pagar-se do total da divida de que é titular. ALUGUEL POR TEMPORADA . acessório da obrigação principal. constante de contrato.C. com o objetivo de rescindir o contrato de empreitada. por conclusão dum contrato.1.. a sua restituição em dobro (G G. de 1991. art. para pleitear a rescisão do contrato de compra e venda eivado de vício ou defeito que o torne radicalmente nulo (C.Ação judicial pela qual o autor. e khrésis. Ação que cabe ao dono da obra contra o empreiteiro. AÇÃO DE RESTITUIÇÃO DE ARRAS .1. art. (C. Antichresis). quando houver.1. Mundo Estranho Brasil Escola ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Glossário http://imovelavenda. a fim de obter a posse da coisa objeto do contrato. que o tornam nulo de pleno direito (C. arts. AÇÃO DE NULIDADE DE COMPRA É VENDA .. conforme for convencionado. it. Um pouco mais afastado. e torna . um coronel observava tranquilamente o desfecho cena.certa maneira. é o coronel quem intervém: . Na Polícia Militar ² ao contrário do que muita gente imagina ² prestamos (nunca ´batemosµ) continência erguendo a mão direita até a altura da têmpora e não à frente da testa. a incapacidade de uma das partes.1. ou apenas destes. Ao final das 50 continências.1. e se tenha arrependido do negócio. Aquela pela qual se pede que seja declarado de imóvel alugado.122-1.g.1. Anticresi.

CLÁUSULA RESOLUTÓRIA . após análise dos documentos solicitados e a realização de pesquisa a respeito do comprador. restituí-lo-á em dobro. prorrogáveis pelo mesmo período. CLÁUSULA C . Jur Nos contratos. a que estabelecem que o preço inclua o custo da mercadoria. dos serviços. v. O que produz obrigações recíprocas entre os contraentes: a compra e venda.obrigatório o contrato. geralmente escrito. O mesmo que retrato ou pacto de retrovenda (C. se compromete a pagar o valor doaluguel e outras obrigações estabelecidas no contrato. expressa num contrato.1. etc. se estabelecem certas condições não previstas no . CLÁUSULA COMPROMISSÓRIA . por exemplo.1. Documento jurídico que estabelece as normas de convivência entre os condôminos. CONVENÇÃO DE CONDOMÍNIO . Opõe se a unilateral. CONTRATO CANCELATÓRIO . Esse contrato particular. / Ação de arrendar.1. a troca. para constituírem uma família legítima. O mesmo que contrato oneroso.). Diz-se de toda cláusula em que há uma obrigação de fazer.i. Diz-se do contrato em que duas partes se obrigam a prestações reciprocas. CLAUSULA COMISSÓRIA .1. ou nos seus equivalentes em moeda nacional. [Sigla: c.]. móveis ou imóveis. por prazo determinado ou não. por inadimplemento eventual da obrigação. de responder por quaisquer danos não intencionais que lhe possa causar. (societas nuptiarum ou justae nuptiae) _ Contrato "sui generis". Opõe se a unilateral. deve ser levado à instituição financeira para efetivação do processo de financiamento CARTÓRIO DE TÍTULOS E NOTAS . realizada em garantia da conclusão de um contrato. juntamente com a documentação do imóvel e do vendedor.Contrato. O mesmo que sinalagmático.Contrato pelo qual o proprietário de um bem assume o compromisso de vendê-lo ao outro contratante. dos índices do custo de vida.C. por inadimplemento eventual da obrigação. determina a rescisão do contrato.1. A que exprime que o valor constante de certo ato ou contrato fica debitado à pessoa nele determinada. lavra contratos. ARRENDAMENTO . etc CLAUSULA DE IRRESPONSABILIDADE .Contrato em que são pactuadas as condições de compra e venda de um imóvel. para assegurar a manutenção do valor pecuniário da obrigação. CONTRATO . com direitos e deveres recíprocos. A carta de crédito é válida por 30 dias.Ver aluguel por temporada. Caução. A que. quando representam uma prestação efetiva. Diz-se do contrato em que duas partes se obrigam a prestações reciprocas.1. para o desenvolvimento de certos negócios ou de um determinado empreendimento. entre outros aspectos. ("arrhae sponsalitiae") (dir. BILATERAL .1. antecipadamente. É aquele em virtude do qual um banco de crédito móvel adianta capital a grandes empresas. dissídios ou divergências de interpretação entre as partes signatárias do mesmo sejam dirimidas por arbitragem. serão consideradas nulas (sem validade).1. em dinheiro. CLAUSULA DE ESTILO . (pactum de compromittendo) . que é objeto de contrato de arrendamento. CLÁUSULA DE ESCALA MÓVEL . CONTRATO DE COMPRA E VENDA . Contrato pelo qual se cede o uso e fruição de um instrumento original. que. pela presunção de que este realmente se firmara entre as partes.1. Jur.f.1. O mesmo que pacto comissório e cláusula de caducidade. CLÁUSULA DE VALOR EM CONTA . Caso inclua cláusulas que contrariem leis superiores. CONTRATO DE CAUÇÃO . com anuência expressa da outra parte se exime.1.a. cláusula c. entre outras atividades. mediante a qual as partes se obrigam a submeter à decisão de árbitros as questões a ele relativas.) _ É a que. Diz-se de todo ato jurídico em que há o acordo de vontades entre duas pessoas.) _ É aquela que prevê o direito de rescisão unilateral de um contrato em favor da Administração e ainda o poder que tem ela de baixar instruções a respeito. Diz-se de todo ato jurídico em que há o acordo de vontades entre duas pessoas. ("pactum de retrovendando") _ Pacto acessório a um contrato de compra e venda pelo qual ocomprador e o vendedor se reservam o direito de pedir a sua resolução. CARTA DE CRÉDITO . a locação. prazo e demais condições ajustadas. bem móvel ou imóvel por um preço e tempodeterminados. v. O mesmo que cláusula de não indenizar.Ver contrato de promessa de compra e venda. Que se arrendou. 2. CONTRATO DE ALUGUEL POR TEMPORADA .) _ Pensão ou porção de coisas certas. Púb.Acordo.1. (q. Diz-se de toda aquela que é geral e invariavelmente admitida e tacitamente aceita nos contratos da mesma natureza: a cláusula constituti. núpcias.Cláusula.). no preço. O mesmo que matrimônio.1. b) penitenciais ("arrha poenitentialis") _ Se há cláusula de arrependimento. O mesmo que pacto de contrahendo. asdespesas com o seguro e o frete até o local do destino. que em troca da cessão de uso e gozo de um imóvel. Nos contratos. se compromete a comprá-lo no prazo e preço estipulados. O mesmo que cláusula de não indenizar. o comodato. a critério do banco. 2. que no ARRENDADO . por parte de um dos contraentes. ant. 2. por meio do qual um homem e uma mulher se unem em comunhão de vida e de interesses.1. Diz-se daquela pela qual. CLAUSULA DE IRRESPONSABILIDADE . Estipulação acessória dum contrato.CONTRATO CAUSAL.Entidade privada com reconhecimento público que guarda títulos e documentos. caso em que a perda da prestação constitui a pena Tem o caráter de cláusula penal compensatória. adm. a que estabelece pagamento em ouro. CLÁUSULA ACESSÓRIA . e conseqüenter estituição recíproca da coisa e do preço. art. Em contratos de compra e vendamercantil. que estabelece direitos e obrigações entre locador (dono do bem) e locatário (titular da locação).1. dentro do prazo preestabelecido.f. ou seja.Contrato social do condomínio. perde. constante de um tratado. (q. bem como a forma de utilização das áreas de uso exclusivo e comum.1. faz registros públicos. V. O mesmo que distrato. Também chamado de contrato locatício ou contrato de aluguel.. a de juros. diante da depreciação ou oscilação. COMPROMISSO DE COMPRA E VENDA . de responder por quaisquer danos não intencionais que lhe possa causar. feito entre pessoas físicas e/ou jurídicas. 1. CONTRATO DE LOCAÇÃO . Documento pelo qual o vendedor obriga-se a transferir o domínio de certo bem ao comprador. Estipulação acessória dum contrato. ("Lex commissoria") É aquela cuja inobservância quando expressa num contrato. CONTRATO BILATERAL .1. É sempre subentendida nos contratos bilaterais. etc. se o que o recebeu. dos salários. este acrescido das despesas feitas pelo adquirente. 2. (dir. nos empréstimos bancários. Tão logo escolha o imóvel a ser adquirido.1. importa na sua nulidade.1. em virtude da qual a parte que deveria indenizar. a sociedade. que deve ser aprovado em assembléia por pelo menos 2/3 dos condôminos. CONTRATO DE FINANCIAMENTO . Um contrato entre partes adquire força de lei. com anuência expressa da outra parte se exime. para completar uma convenção ou contrato principal. CLAUSULA DE RETROVENDA .Documento concedido pelo banco (instituição financeira) ao pretendente de financiamento imobiliário com crédito já aprovado.f.1. em que cada lado se obriga a cumprir o que está determinado no documento.1.lo-á em proveito da outra parte. O mesmo que sinalagmático. conjúgio. Cláusula em que se convenciona que a inexecução da obrigação. int. As arras se denominam: a) confirmatórias ou arras propriamente ditas. ou em moeda estrangeira. aquela que estipula que o vendedor cobrará o custo da mercadoria e o frete até o local do destino. CLAUSULA EXCETIVA . [Sigla: c.1. 2. CLAUSULA DERROGATÓRIA .1. CASAMENTO . CLÁUSULA OURO . a que estabelece revisão de pagamentos a serem efetuados de acordo com as variações do preço de determinadas mercadorias.]da moeda do Estado em que será cumprida tal obrigação. É aquele em que é indicado o motivo oucausa do vinculo obrigacional. importa em exceção. 1. por sua vez. Se o arrependido for o que deu o sinal. o comprador deverá assinar um compromisso de compra e venda com o vendedor. (dir. antecipadamente. consórcio. BILATERAL . inserta num contrato.140). em virtude da qual a parte que deveria indenizar. ou a particular financeiramente idôneo. CONTRATO DE PROMESSA DE COMPRA E VENDA . estabelece que contestações. Em contratos de compra e venda mercantil.

A operação diz-se: a) real.1. sanções e/ou cobranças previstas emcontratos FIANÇA . por intermédio de corretores. Pode ser efetuado por via epistolar.Rompimento de contrato de locação feito pelo locador por conveniência própria. quando resulta do não pagamento de impostos. No documento.a prêmio. que se responsabiliza parcial ou totalmente pela execução da obrigação principal a cargo do devedor. 137) _ V. Quando aplicável. g) cambiária ou cambial. CONTRATO UNILATERAL . Preço não contrário à lei. quando o reportado ou o sacador não dispõe de fundos em poder dosacado ou do reportante.firme. Aquele que é o normal oucorrente no mercado. DENÚNCIA CHEIA . automóveis. domicílio eletivo. Operações a termo e a prazo. estabelecer. Torna-se perfeito e acabado desde que a aceitação é expedida.Aquele que recebe um bem fungível em um contrato de mútuo. dentro do qual é cumprida ou liquidada por diferença. O preçodo arrendamento. taxas.1.1. quando a comprador se reserva o direito de anular a negociação antes doprazo convencionado. a que provém de contrato do Estado com um particular. Pode ser: a) dívida ativa fiscal propriamente dita. j) de colocação. CONTRATO USURÁRIO . Contrato cotalício. A operação a termo considera-se: I . Os contratos de financiamento imobiliário são um exemplo de mútuo. LOCADOR . de caráter fictício.) _ Aquele de que participam mais de duas pessoas: o de sociedade anônima ou em comandita por ações. em qualquer tempo. OPE CONTRACTUS . em dinheiro. . com. se compreende a negociação de fundos.1.Documento que especifica os materiais e equipamentos que serão aplicados na construção. etc.Aquele que recebe a posse de bem móvel ou imóvel para uso por determinado período e mediante pagamento de aluguel. telefônicas. Ao arrendamento deprédio urbano dáse a denominação particular de locação ou aluguel. Atualmente aplica-se a contratos residenciais de 30 meses já vencidos. fonográficas ou radiofônicas (C. pôr em atraso: postergar a causa.1. É aquele que se realiza entre duas pessoas interessadas num negócio. o comodato. figura como sujeito ativo ou passivo da obrigação. geralmente um índice de preços.Contrato de reciprocidade pelo qual o proprietário (mutuante) transfere um bem fungível a outro (mutuário). são feitas a prazo ou a termo. Nos contratos decompra e venda de imóveis. Não se confunde com a compra e venda a crédito. quando as operações. o uso e gozo de bens imóveis. Contrato entre ausentes. ou contrato diferencial. DENÚNCIA VAZIA .Por força do contrato.1.) . quando o operador se obriga a prestação futura. II . relativamente a todo ato praticado no comércio. k) de crédito. LIQUIDAÇÃO ANTECIPADA . ou frutos naturais. que deve lhe restituir o que foi emprestado. conceder. federal. consentir. INADIMPLÊNCIA . fabricante e/ ou categoria. que pode ser resolvida por diferença de curso.. CONTRATO POR CORRESPONDÊNCIA . MEMORIAL DESCRITIVO . 1.CONTRATO ESPECIAL . quando realizada de contado ou à vista. ao valor da coisa. Oincorporador deve esse documento arquivado no Registro de Imóveis antes do início da venda das unidades. aviões.Rompimento de contrato de locação feito pelo locador. ou aprovar por escritura pública. C.Índice pactuado em contrato. Com. quando é feita em espécie. que também pode serliquidado por diferença. A que recai somente sobre uma parte do contrato ou obrigação e não sobre a sua totalidade. quando referente ao meio pelo qual se efetuam pagamentos ou recebimentos sem interferência da moeda. quando é concluída mediante garantia devalores ou fundos disponíveis em depósito. legalmente proibidos. entre pessoas residentes em lugares diversos.) . V. por motivo de infração do locatário ou outro motivo previsto em lei. minas. (C. para exercício dos direitos e cumprimentos das obrigações dele decorrentes. ainda devem constar a metragem da área útil e de uso comum. OPERAÇÃO . chegar ao proponente à retratação do aceitante. d) a descoberto. (lat.Sigla de Índice Geral dos Preços . É considerado arrendamento a enfiteuse por tempo limitado. EXECUÇÃO JUDICIAL . É toda aquela em que a Fazenda Pública. valores ou fundos públicos. C. realizados a dinheiro de contado ou à vista. cede o uso de bem móvel ou imóvel ao locatário. POSTERGAR . V. h) de banco ou bancária. ou financeiro. salvo se: a) antes dela. e de certos móveis: prédios rústicos ou urbanos. para atualização monetária dos valoresenvolvidos no mesmo.1. ou com ela.1.1. O que é estipulado em contrato escrito.Conjunto de meios convencionados ou usuais empregados para atingir um resultado comercial. O índice escolhido para reajuste é que torna os valores proporcionados à elevação do custo de vida. Também conhecido como senhorio. MÚTUO . Cód. sob a condição de serem entregues no prazo convencionado no contrato. b) fictícia. o a compra e venda. contratos etc. toda compra e venda de mercadorias. CONTRATO QUOTALÍCIO . o mútuo. acordar por meio de contrato:outorgar poderes para. INCORPORADOR (A) . f) à vista ou a contado. um fiador. pedreiras.1. Com. quando. real ou aproximadamente. inversamente. com o fim de facilitar as operações comercias. seguindo as normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). do qual aquele se torna credor. a localização das vagas de garagem e a especificação da lista de acabamentos ² com indicação de marca.Ato ou contrato que dá ao credor uma segurança de pagamento. entre o momento da estipulação e o da liquidação. ou considerados imóveis. DIVIDA FISCAL . Teoria da expedição. a promessa de recompensa. realizada segundo as praxes e cautelas comuns. Conferir. o depósito civil.Pagamento total de uma dívida antes do prazo fixado em contrato.) . concernente ao objeto do negócio que se funda apenas na confiança que a solvabilidade do devedor inspira. Também conhecido como inquilino. LOCATÁRIO . É chamado de inadimplente odevedor que não cumpre as obrigações contratuais da forma pactuada. postergar direitos. art.O que corresponde. d mercadorias ou títulos. e) a termo ou a prazo. domicílio convencional. Diz-se do contrato de empréstimo de dinheiro a juros imoderados. estradas de ferro. multas.Mercado. Dar. Aquele em que somente uma das partes contrai obrigação: a doação. ou para pagamento dentro de 24 horas. É aquele pelo qual se dá cumprimento ao que foi convencionado num contratopreliminar.preço convencionado. a que consiste na compra e venda de mercadorias realizadas na Bolsa.Aquele que. relativamente aos valores adquiridos ou vendidos. desprezar. CONTRATO PRINCIPAL OU DEFINITIVO . caminhões. em troca do recebimento de aluguel. por contrato. podendo comercializar as unidades autônomas antes de estarem prontas ² comprometendo-se.086.. Anexo doscontratos de compra e venda de imóvel na planta ou em construção. (t. o memorial descreve o que está sendo comprado. a dinheiro. dentro ou fora do recinto da Bolsa. caso este não venha a honrá-la.1. preterir.1. l) de especulação. navios. telegráficas. estadual ou municipal. c) ela não chegar no prazo convencionado. de qualquer natureza. calculado e divulgado pela Fundação Getúlio Vargas. ou constante das cotações oficiais do lugar do contrato. Jur.1. no caso. art. que se efetiva mediante promessa de terceiro. por contrato de locação. (loc. MUTUÁRIO . mediante o pagamento periódico ou adiantado da renda estipulada.. com. b) o proponente se houver comprometido a esperar a resposta.086). ou prêmio. principalmente após a conclusão das obras. GARANTIA PARCIAL . etc.1. OUTORGAR .Pessoa física ou jurídica que promove a incorporação imobiliária em sistema de condomínios. V. com ou sem objetivo de lucro. etc. etc. (dir. Todo contrato formal ou solene. ou empréstimos imediatamente realizados. IGP-M . É a conversão de um valor monetário em outro. a entregar os imóveisdentro das condições e prazos determinados. etc. estrangeiro.1. O mesmo que compra de cambiais. e também a locações com mais de cinco anos consecutivos. CONTRATO PLURILATERAL . por exemplo. O IGP-M é um índice que pode ser utilizado para atualização monetária. PREÇO JUSTO . O instrumento do contrato. i) de bolsa. c) dívida passiva fiscal. sem necessidade de apresentar justificativas para a retomada do imóvel. Deixar para trás.Descumprimento de um contrato ou de qualquer uma de suas condições. o qual somente se reputa concluído no momento em que o proponente recebe do policitado a resposta de que aceita a sua oferta. MULTA ..Penalidade imposta às pessoas físicas e jurídicas que não cumprem leis. Diz-se ordinariamente da locação de terras por determinado prazo. nos termos estipulados em contrato de locação. mas distanciadas uma da outra. ÍNDICE DE REAJUSTE . a denúncia vazia obriga o inquilino a desocupar o imóvelem um prazo de 30 dias. e fin. b) divida ativa impropriamente fiscal.Processo que tramita na Justiça para aplicação das penalidades. a Fazenda Pública assume a posição de devedora. art. 1. toda operação especulativa. regulamentos. c) a coberto. quando os negócios são efetivos. bancário. DOMICÍLIO ESPECIAL . mediante certa indenização. por parte do particular.

decisão. o saldodevedor é reajustado mensalmente de acordo com a taxa de juros e o índice estipulado em contrato. deliberação. sendo comum se possuir mais de um carregador. desfazer. USURARIO . Para se carregar novamente basta se apertar um botão que solta o carregator vazio. arma mais sofisticada que o revólver. também a preferida nos meios marginais. trata-se de um seguro obrigatório para condomínios. Aquele que empresta com usura. em que há transferência: título translativo da propriedade. deliberação. SEGURO DE INCÊNDIO . em conseqüência é a arma que aparece em mais de 70% dos casos de homicídios provocados por armas de fogo. anular (contrato). não pode ser desfeito ou anulado.: A pistola.REAJUSTE . decidir.1. Anulação de um contrato. Extinção (de um contrato ou direito). TITULO IRRESOLÚVEL . resilir. Aparecem em mais de 85 % das ocorrências envolvendo armas de fogo no Brasil. raio ou explosão no imóvel segurado. desus. Produto oferecido por uma seguradora. Possui um tambor no centro com diversas câmaras onde são colocados os cartuchos. utilizadas como armas básicas das polícias. Capacidade de resolver. o vendedor tem o direito de reservar para si a propriedade do bem alienado. garantindo ao locador o pagamento de aluguéis e encargos em caso de inadimplência do locatário. divulgada mensalmente pelo Banco Central. Obs.Sigla de Taxa Referencial.: O revólver é de manuseio mais simples.1. Substitui o fiador. deliberar. propósito.1. SEGURO-FIANÇA .5.Contrato no qual a seguradora garante uma indenização para os riscos de incêndio. . Em que há usura: contrato usurário. resilir.4. [Sin. dissolver. Decisão. colocado no cabo da arma. Romper. SALDO DEVEDOR . Nos financiamentos imobiliários. Desígnio.3. Quebrar. por exemplo.Rompimento ou anulação de um contrato. Também chamado deseguro fiança locatícia TR . UNIDADE PADRÃO DE CAPITAL (UPC) . RESCISÃO .2. sendo a arma mais difundida no Brasil. A TR é utilizada como indexador da caderneta de poupança. Trata-se também de um índice aplicado com freqüência nos reajustes de prestações dos contratos de financiamento imobiliário.Nos contratos de compra e venda. Capacidade de munição de 7 a 15 catuchos em média. intento.Revólver vs Pistola O revólver e a pistola são as armas de fogo mais comuns. pois é necessário que se abra o tambor. quebrar. sendo um símbolo de poder nos meios marginais. retire-se os estojos. coloque-se uma a uma a nova munição. seu manuseio requer mais técnica por parte do atirador. o que torna bem rápido o remuniciamento. para a uniformização e simplificação das operações do Banco Nacional daHabitação BNH. tem a vantagem da grande capacidade de munição. até ao cumprimento total ou parcial das o RESCINDIR . Após cada disparo os estojos vazios são arremessados para fora da arma. TRANSLATIVO . PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS REVÓLVER PISTOLA y y y y Arma curta (pequenas dimensões). Que opera transferência. de acordo com o índiceestipulado em contrato. y y y y Arma curta (pequenas dimensões).1. através da janela de ejeção.] RESOLUÇÃO .Valor restante para a quitação total de um bem móvel ou imóvel.: rescindência.1. RESERVA DE PROPRIEDADE . em virtude de direito adquirido.Uma das formas de garantia em contratos de locação.1. Ato ou efeito de resolver(-se). Acondiciona sua munição em um carregador (pente). Na cidade de São Paulo. Capacidade de munição de 5 a 7 cartuchos em média. tenção. ---- ARMAS DE FOGO . Após os disparos os estojos vazios permanecem na câmara da arma. Rompimento. Obs. invalidar. É uma modalidade de correção monetária adotada nos contratos imobiliários no âmbito do Sistema Financeiro da Habitação SFH.] 2. débitos fiscais. . corte. RESCISÃO . contrato translativo. com base na remuneração média das aplicações bancárias. sendo seu remuniciamento mais demorado.1. contratos privados etc.2.Diz-se da qualidade do ato ou contrato que.Aplicação de juro e correção monetária ao saldo devedor e/ou ao encargo mensal.. além de ser mais barato que as pistolas. [Cf.