Resenha  crítica  –  Avaliação  de   Desempenho  e  Pessoas  (Richard   Sennett)  

    Diante da atual estrutura do capitalismo onde enfatiza-se a flexibilidade, na   Roger  Aihara  Haragushiku  

tentativa de distanciar-se das formas rígidas de burocracia enfatizando o risco, a flexibilidade causa um grande impacto sobre o caráter pessoal. Com um termo mais abrangente que seu sinônimo moderno “personalidade”, o caráter está mais ligado à experiência emocional. Comparando as relações de trabalho entre pai e filho, de gerações diferentes, o Richard Sennett verifica que a linearidade da história do pai, a necessidade de uma estrutura social bem definida com cada um desempenhando seu papel, entra em conflito com o mundo atual, onde a flexibilidade cria um ambiente de constante mudança e com dificuldades de enxergar o retorno a longo prazo numa sociedade em que o imediatismo é constante. Outro aspecto analisado foi a interatividade entre as pessoas e suas relações com a entrada da tecnologia como facilitador de conexões. Apesar das pessoas estarem ligadas e de certa forma distantes, como descreve o autor, que “apenas recebe notícias do passado” devido ao imediatismo e a necessidade constante de atualização. Partindo para a análise da rotina, Sennett compara os pontos positivos e negativos apontados por dois autores : Diderot e Adam Smith. Diderot apresentava a ideia de rotina de forma positiva, assim como a identidade de um padeiro. Com a automação dos processos, o padeiro deixaria de ser a pessoa que faria o pão, criando esta disparidade do conceito da ocupação.

se por um lado a criatividade e inovação se desenvolvem exponencialmente. esta necessidade pela busca acaba fazendo com que as pessoas abram mão dos valores apenas para atingir o resultado. quando é preciso tomar decisões e elas devem ser baseadas em indicadores. personificando como o homem de negócios o modelo de ser humano engajado. por outro lado. A escolha destes indicadores podem ser justas para uns. Adam Smith. onde procura-se por. O termo “Especialização Flexível” descreve muito bem nosso pensamento de negócios atual. bens e trabalho. produtos especializados diferentes. via uma necessidade de quebra da rotina para a construção do caráter. uma pessoa pode abrir mão de seus valores e aceitar estes indicadores. seu caráter é corrompido por um desejo. Quando uma pessoa autodenomina “classe média”. Porém. retratando um processo que estava se iniciando naquela época. esta mudança estaria sendo de forma negativa. Não se trata de estar certo ou errado. ou mesmo uma necessidade. porém. acreditava que a livre circulação de moeda. Apesar da definição de caráter de Smith ser muito parecida com a atual.No caso. mas a corrosão do caráter ocorre com a quebra dos próprios valores em função de um outro motivo qualquer. elas podem estar totalmente incoerentes para outros. Neste caso. A forma como as pessoas se enxergam é outro ponto a ser analisado. nesta busca por novos produtos. cada vez mais rápido. ela provavelmente quer dizer que se vê como “boa o suficiente”. ser bom ou mal. Procurando atingir os resultados esperados da empresa. não havendo espaço para flexibilidade. ambos pontos de vista (Smith e Diderot) são extremistas. . A dificuldade em medir determinadas características é comum nas empresas. dependendo dos valores pessoais.