You are on page 1of 41

ISSN 0102-6593

caderno d®farmácia

,

·231
impresso em janeiro de 2008

d a:~O::'Mr ,J nrl fa mácia
-.-,.;.,·f .,.••

ISSN 0102-6593

,,1

j

yv .•

,.»w::

l

J

<.J J

,

Órgão Oficial da Faculdade de Farmácia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

volume 23, número 1, 2007

EDITOR CHEFE

PEDRO ROS PETROVICK
UNIVERSIDADE CONSELHO EDITORIAL FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL

ANA MARIA BERGOLD, D., UFRGS ELFRIDES E. S. SCHAPOVAL, D., UFRGS ELOIR P. SCHENKEL, D., UFSC PEDRO ROS PETROVICK, D., UFRGS VALQUIRIA L. BASSANI, D., UFRGS
BIBLIOTECÁRIAS

MARGARIDA M.C.F. FERREIRA HELOISA DO CANTO CANABARRO CLÁUDIA DA SILVA GONÇALVES

Reitor Prof. Dr. José Carlos F. Hennemann Pró-reitor de Coordenação Acadêmica Prof. Dr. Pedro CezarD. Fonseca Pró-reitor de Graduação Prof. Dr. Carlos Alexandre Netto Pró-reitora de Pós-graduação Prof!. Dr. Valquiria L. Bassani Pró-reitor de Pesquisa Prof. Dr. CesarAugusto Z. Vasconcellos Pró-reitor de Extensão Prof!. Dr. Sara Viola Rodrigues Pró-reitora de Planejamento e Administração Profa.Dr. MariaAparecida G. de Souza Pró-reitora de Recursos Humanos Prof!. Dr. Jurema Jeruza Loureiro Cunha
FACULDADE DE FARMÁCIA

Diretor
Prof. Dr. Paulo E. Mayorga Borges

Vice-diretor
Prof. Dr. José Angelo S. Zuanazzi
ENDEREÇO PARA CORRESPONDÊNCIA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS

Caderno de Farmácia
Av. Ipiranga, 2752 90610-000 PORTO ALEGRE RS Fone: (O ++ 51) 3308.5346 Fax: (O ++ 51) 3308.5437 e-mail: cadfar@farmacia.ufrgs.br

Coordenador
Prof!. Dr. Ana Maria Bergold

Vice-coordenador
Prof. Dr. Pedro R. Petrovick

Caderno de Farmácia, órgão oficial de divulgação da Faculdade de Farmácia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, é uma publicação semestral destinada a difundir conhecimentos em Ciências Farmacêuticas. A reprodução e a divulgação total ou parcial dos trabalhos aqui contidos são permitidas, desde que seja citada a fonte. As opiniões emitidas são de inteira responsabilidade do(s) autor(es).
P 615 C122 Caderno de Farmácia. - v.1, n.1, (1985) Faculdade de

Programa de Apoio à Edição de Periódicos PROPESQ/UFRGS
PROJETO DE EXTENSÃO/UFRGS
CITED IN:

. - Porto Alegre:

N2 1335

Farmácia da UFRGS, 1985-

v.

Latin Americanist Research Resources Project - LARRP

Semestral. ISSN: 0102-6593 1. Farmácia

ufrgs.br/farmacia/cadfar

- ia, v. 23, n.1, 2007.

3

.... ···.··'··.· n·.·.·
.,,J! _.... . ..:!

ISSN 0102-6593

rmácia
PORTO ALEGRE V. 23 N. 1 JAN/JUN p.1 - 82

2007

SUMÁRIO I CONTENTS
_____
SCETIBILlDADE A ANTIMICROBIANOS EM CEPAS DE

9
........................................................................................................................................... 11
Acinetobacter spp.
ISOLADAS DE

,

__ r:= -c()sPITALAR

EM PORTO ALEGRE-RS

Susceptibility profile against antimicrobial agents by Acinetobacter isolated from hospital effluents in the City of Porto Alegre/Brazil
'-IKõr-O;:;::.

spp. strains

E. FERREIRA, TESES

Gabriela R. da CUNHA, Daiane B. FUENTEFRIA, / ABSTRACTS ON

Gertrudes AND

CORÇÃO DISSERTATIONS

11 17

E DISSERTAÇÕES

THESES

• THESES __ .-...:::c:. =xrRACELULAR DE NUCLEOTíDEOS EM

Trichomonas vaginalis:

CARACTERIZAÇÃO

BIOQuíMICA

ElIIXIJIL;Z..a..:::A- O ENZI MÁ TI CA

---T·..
••

Extracellular hydrolysis of nucleotides in Trichomonas characterization and enzyme localization

vaginalis: biochemical

~A DE TERPENÓIDES POR CULTURAS DE CÉLULAS VEGETAIS E FUNGOS FILAMENTOSOS

17
Biotransformation fungi of terpenoids by vegetable cell culture and filamentous

1f'3i~;={)RMAÇÃO

PETERSEN "
___

19
DE BIOFILMES COMPLEXOS CRESCIDOS SOBRE ÓLEO DE BIFENILAS

•••• S:==:S::)ADE FUNCIONAL ..••..•. .r_JM.S (PCB)

Functional biodiversity biphenyl oil
"'8"'C'"E .

of

complex

biofilms

grown

on

polychlorinated

MACEDO LÉCULAS POTENCIALMENTE ANTIDEPRESSIVAS E ANALGÉSICAS DE ESPÉCIES DE

19
Hypericum from
DO SUL

10 GRANDE

Prospective of molecules with antidepressant and analgesic activities Hypericum species native to Rio Grande do Sul

.................................................................... 20
E MÉTODOS ANALíTICOS E ESTUDO DA ESTABILIDADE DE RABEPRAZOL SÓDICO

Validation of analytical methods and stability study of rabeprazole sodium
GARCIA G;:IO=="',"!',:)INA: VALIDAÇÃO DE MÉTODOS ANALÍTICOS E ESTUDO DE FOTOESTABILlDADE

22
study

Fexofenadine: validation of analytical methods and fotostability
- BREIER

23

4
ANÁLISE ESPÉCIES QUíMICA, DE AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE ANTIOXIDANTE DO SUL

Caderno de Farmácia, v. 23,

E OBTENÇÃO

DE CULTURAS

Hyperícum

NATIVAS

DO RIO GRANDE

Chemical analysis, evaluation of the antioxidant activity and development in vitro cultures of Hypericum species native of Rio Grande do Sul
Ana Paula M. BERNARDI ESTUDO DE ESTABILIDADE DO ANTIBiÓTICO MEROPENEM

of
.

Stability study of the antibiotic meropenem
Andreas S. L. MENDEZ DISSERTAÇÕES ASPECTOS FAMíLIA . DISSERTATIONS E DA QUALIDADE : ..................................................................• DO USO DE MEDICAMENTOS NO PROGRAMA DE SAÚDE D

I

M.Sc.

DA PRESCRiÇÃO

Aspects of prescribing Program
Samanta M. E. FROHLlCH CORRELAÇÃO O TRATAMENTO ENTRE CONCENTRAÇÃO DE INFECÇÕES

and of quality of drugs usage in the Family Health
.

INIBITÓRIA

MíNIMA E NíVEIS URINÁRIOS

DE ANTIMICROBIANOS

PARA

NO TRATO URINÁRIO

Correlation between minimum inhibitory concentration and urinary levels of antimicrobials for treatment of infections in urinary tract
Gabriela REMONATTO DESENVOLVIMENTO E AVALIAÇÃO TECNOLÓGICA DE GRANULADO (LAM.) DC. REVESTIDO CONTENDO (MARCELA) PRODUTO SECO .

POR SPRAY DRYING DE

Achyrocline satureioides

ASTERACEAE

Development and technological evaluation of coated granules containing spray dried extract of Achyrocline satureioides (Lam.) DC. Asteraceae (marcela)
Gustavo F. PETROVICK ESTUDO EXPLORATÓRIO DE MECANISMOS DE REGULAÇÃO SANITÁRIA DE PRODUTOS COSMÉTICOS DE BASE

2

NANOTECNOLÓGICA

NO BRASIL

Exploratory study of the sanitary regulatory mechanisms of nanocosmetic products in Brazil
Tassiana FRONZA UTILIZAÇÃO DE PLANTAS MEDICINAIS E MEDICAMENTOS NO AUTOCUIDADO NO MUNiCíPIO , DE TEUTÕNIA,

30
RS

Use of medicinal plants and medicines in self-care in Teutônia City, RS/Brazil
Karin H. SCHWAMBACH AVALIAÇÃO DA BULA DE MEDICAMENTOS SOB A ÓTICA DOS IDOSOS

31

Evaluation of drugs label by elderly views
Juliana DIDONET AVALIAÇÃO INFECTADOS DA EFiCÁCIA COM E FARMACOCINÉTICA DE NANOCÁPSULAS POLlMÉRICAS DE QUININA EM RATOS

32
Plasmodium berghei

Efficacy and pharmacokinetics of polymeric nanoparticles containing quinine in Plamodium berghei infected rats
Sandra E. HAAS AVALIAÇÃO FARMACOCINÉTICA FORMADA DO ÉSTER ETíLlCO DE INDOMETACINA NANOENCAPSULADO E DA

33
IN VIVO

INDOMETACINA

Pharmacokinetic evaluation of the indomethacin and of the indomethacin formed in vivo
Vitória B. CATTANI UTILIZAÇÃO FARMÁCIAS DE FONTES DE INFORMAÇÃO DA REGIÃO METROPOLITANA SOBRE MEDICAMENTOS DE PORTO ALEGRE

ethyl ester nanoencapsulated

34
POR FARMACÊUTICOS EM DROGARIAS E

The use of drug information sources by pharmacists in drugstores and pharmacies in Southern Brazil
Fabiana W. HENNIGEN

35

Farmácia,

v. 23, n.1, 2007.

5

-=--'-''''çÃO

DA ATIVIDADEANSIOLÍTICADE Passiflora alata CURTIS (PASSIFLORACEAE) Anti-anxiety PROVENSI Studies on Passif/ora

a/ata Curtis

(Passifloraceae)

36

_l!l'SiSVAR.

íMICO E AVALIAÇÃODA ATIVIDADEANTIOXIDANTEDO CHÁ-VERDEBRASILEIRO (Camellia assamica) CULTIVARIAC-259 Components study and antioxidant activity evaluation of Brazilian green tea

(Camellia sinensis varo assamica IAC-259 cultivar)
. SAlTO

37

_.-..~iJ\M: DESENVOLVIMENTOE VALIDAÇÃO DE MÉTODOS ANALíTICOS, PERFIL DE DISSOLUÇÃO,

."=111.:;:"),0

ENANTIOMÉRICA ESTUDOPRELIMINARDE FOTOESTABILlDADE E PARAA FORMAFARMACÊUTICA Citalopram: development and profile, enantiomeric separation pharmaceutical dosage form validation of analytical methods, dissolution and preliminary photostability study of the

:E --

___ •••

;nE;,GOLA

38

aa.LSÕ-ES CONTENDO QUERCETINA E 3-O-METILQUERCETINA: ESTUDOS DE FORMULAÇÃO E UTÂNEA Nanoemulsions containing permeation studies LO quercetin and methylquercetin: formulation and skin

39
E AVALIAÇÃODO PRODUTOSECO PORASPERSÃODE APPV04 and evaluation of spray dried products from APPV04

_.ICl.'r.JID.fT10

Development S. VIGO

40
DE CONCLUSÃO 2006 [2
ND •

•• -= -

IJETRABALHOS

2006

[22

SEMESTRE]/

ABSTRACTS

ON

_IPIUC'I~OGRAPHS ."':::I::JOSOFTWARE

SEMESTER]

43

BOT PLUS DENTRODA ROTINADE UM ESTABELECIMENTO DISPENSAÇÃODE DE

ANGELI

,

43 44

_.ç.i.o

E SUAS APLICAÇÕESNO ÂMBITO FARMACÊUTICO

"'L_ilCSlOS ECANISMOSDE PENETRAÇÃOCUTÂNEADE FÁRMACOSE SUAS PROPRIEDADESFíSICO-

NI .; ODO DE SEGUIMENTOFARMACOTERAPÊUTICO PACIENTESCOM CÂNCERDE MAMA. A

44 44
FISCH & C.A. MEYER E EM E.

...,..~KE
RESENÇA DE EFEDRINAS EM Ephedra tweediana ~"'-;.;:-:nRACEAE) COLETADASEM PORTO ALEGRE/RS

_
.---n.:::O°ESSIVOS E SUA UTILIZAÇÃO NO TRATAMENTO DA DEPRESSÃO EM CRIANÇAS E

45

•••• _IEIIBERGER _m:~iIlACOLÓGICO •• a.ESE IBIÓTICOS PROFILÁTICOS NO CENTRO OBSTÉTRICO DE UM HOSPITAL DE PORTO DE PACIENTESCOMTRANSTORNOALIMENTAR

45

46

.................................................................................................................................... , , 46
OBIANOSE ESTRATÉGIASPARAO CONTROLEDA RESISTÊNCIA
••• aIO_

46

6
ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL ISQUÊMICO: TRATAMENTO

Caderno

de Farmácia,

v.

ATUAL E PERSPECTIVAS .

Ricardo A. COMIRAN MECANISMOS DE AÇÃO E DE RESISTÊNCIA A AGENTES ANTIFÚNGICOS EM HUMANOS, ANIMAIS

E Puv ••••• _

Tiago S. CUNHA ESTILBENOS: Alexsandro ASPECTOS BIOssíNTESE, DALLEGRAVE DA SUSCETIBILlDADE E RESPOSTA TERAPÊUTICA , RELAÇÃO COM POR CCD ENTRE A PRESENÇA INDICATIVOS DE PARA CLORPROMAZINA COMPOSTOS E SEUS PRODUT POR DA DEPENDÊNCIA DE NICO RELAÇÃO ESTRUTURA ATIVIDADE E ATIVIDADES BIOLÓGICAS RELACIO

.

GENÉTICOS

Cristina DOBLER VERIFICAÇÃO ATRAVÉS DA

.

BIOTRANFORMAÇÃO, DE ANÁLISES

RESULTADOS E CG/EM

ANFETAMíNICOS

Vanessa B. DOMINGOS CÂNCER DE MAMA: UMA REVISÃO SOBRE TRATAMENTO E REAÇÕES ADVERSAS

.

Vinícius DORNELES ESTUDO DO TRATAMENTO TÓPICO DE INFECÇÕES BUCAIS EM PACIENTES PORTADORES DO VíR

.

IMUNODEFICIÊNCIA Mariana DUARTE AçÃo

HUMANA E EM PACIENTES

IMUNOSSUPRIMIDOS .

DE ALCALÓIDES

EM MECANISMOS

DE MEMÓRIA .

Cristiane R. G. FURINI ---ES:ruOO DO PROGRAMA DE ATENÇÃO FARMACÊUTICA A PACIENTES RS PEDIÁTRICOS QUE RECEBEM TE

ANTIRETROVIRAL

EM UM HOSPITAL

DE PORTO ALEGRE,

Sabrina da C. GODOY USO DE

. COMO ANOREXíGENO: UMA REVISÃO . NOS SITES DAS INDÚSTRIAS FARMACÊUTICAS SOBRE

Hoodia gordonii

Greice C. GOERCK As INFORMAÇÕES CONTIDAS

Ginkgo biloba
.

Elisa H. GONÇALVES ASPECTOS CORPORAL QUíMICOS E FARMACOLÓGICOS DO

Citrus aurantium

NA REDUÇÃO

DE PESO,

GORO

E HIPERGLlCEMIA _ BÁSICA :

Ivan C. GLUZ ...............................................................................................................................................................• ANÁLISE DE PRESCRiÇÕES MEDICAMENTOSAS DISPENSADAS NA FARMÁCIA DE UMA UNIDADE

SAÚDE DE PORTO ALEGRE-RS Paula GUZATTO ATIVIDADE ANALGÉSICA DE FLAVONÓIDES . PRIMEIRA LINHA DA TUBERCULOSE (RIFAMPICINA, ISONIAZIDA E PIRAZINAMIDA): _

Juliana S. HAAS TRATAMENTO ASPECTOS DE

GERAIS SOBRE HEPATOTOXICIDADE ....................................................................................................................................................• FARMACOTERAPIA ATUAL E NOVAS PERSPECTIVAS PARA O TRATAMENTO . DO SISTEMA GLUTAMATÉRGICO NA NEUROTOXICIDADE CAUSADA PELO CHUMBO . DE p-SINEFRINA NA PROLIFERAÇÃO E MORTE CELULAR . NA URINA DE PACIENTES COM MUCOPOLlSSACARIDOSE

Luciana T. HABEKOST DOENÇA DE ALZHEIMER:

Juliana HOPPE

O

ENVOLVIMENTO Renan S. JORGE

AVALIAÇÃO

DA INFLUÊNCIA

Elisa R. LARENTIS EXCREÇÃO TERAPIA DE GLlCOSAMINOGLlCANOS ENZIMÁTICA

I

EM

DE REPOSiÇÃO

Katia LAZZARONI

. PARENTERAL EM NEONATOLOGIA .

O

USO DA NUTRiÇÃO Letícia LlESENFELD

ácla, v. 23. n.t, 2007.

7
BIOLÓGICAS E TOXICIDADE DE PLANTAS ORNAMENTAIS CULTIVADAS

SOBRE AS ATIVIDADES DE DO SUL LOPES "'1:'n:::Z::::iol_=tlOS DE VEICULAÇÃO :::ASZLOCK •••• ç:IE=S E ALERTA

55
HíDRICA IMPORTANTES EM SAÚDE PÚBLICA:

Cryptosporidium

E

Giardia

55
A PROFISSIONAIS DA SAÚDE SOBRE INTOXICAÇÕES POR BENZODIAZEPíNICOS E

FETAMíNICOS RIMOTO INFORMATIZAÇÃO E PORTO ALEGRE-. . PEREIRA E p-SINEFRINA EM FRUTAS-DO-CONDE DE CADASTRO BRASIL DE USUÁRIOS EM FARMÁCIA DE ATENÇÃO PRIMÁRIA DO

56

56 56

••.s: PiNTO

--

_._.cPO
_.D...D1'fÜ"IAS:

,

= RISCO

À EXPOSiÇÃO

OCUPACIONAL

AOS AGROTÓXICOS

E SUA ASSOCIAÇÃO

COM O

suicloio

DE DOM FELlCIANO

............................................................................................................................................................ 57

--

UMA NOVA CLASSE DE QUIMIOTERÁPICOS R ENTO PARA A DOENÇA ROCHA DE CROHN

57

58
PRIMÁRIA SOB A VISÃO DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE DE

." ••••

•• 31C1A FARMACÊUTICA NA ATENÇÃO .:lIOE BÁSICA DE SAÚDE

._~~~çÃO

FíSICO-QuíMICA NDO HIDROQUINONA

E TESTES

PRELIMINARES

DE ESTABILIDADE

DE FORMULAÇÕES

SEMI-

-_

•••..- ••.• OS

59
DOMICILIARES: IMPACTO NA SAÚDE E NA ECONOMIA E O

___

._,,~(f0
A1R _.B..i1ÇÃ-.0

3'l,'os

FORA DE USO EM ESTOQUES DE MEDICAMENTOS

• SULAS DE PROGESTERONA

MICRONIZADA

PREPARADAS

EM FARMÁCIA

DE MANIPULAÇÃO

59
DE APOIO NO FORTALECIMENTO DA ATENÇÃO PRIMÁRIA

DE GRUPOS ERT
t:: CRIÇÃO:

À SAÚDE

60
UMA QUESTÃO DE SAÚDE PÚBLICA

_

•. -;j1.lC~VA

60
DO SERViÇO DE DISTRIBUiÇÃO DE MEDICAMENTOS DE UM HOSPITAL DE PORTO

".CS'-COSlTUACIONAL

•••••

::: SlLVA PARA A ABORDAGEM

: DE RESíDUOS SÓLIDOS EM FARMÁCIAS

61 61 62

_."--',01,5
T-..it'V"

•••••......•.......••.••..•....•••.....•............................................................................................•..•..•..•.•..•..•..•..•........

"U-=E:5S~'

UMA ALTERNATIVA

FARMACOLÓGICA

NA SíNDROME

HEPATORRENAL?

1!!Ioo-.. •• T'[')RTA·TO

rlERVENÇÃO '__ TREMARIN

GERENCIAL

EM UMA FARMÁCIA

PÚBLICA DE PORTO ALEGRE/RS

62
PARA O TRATAMENTO DA GRIPE E DO RESFRIADO COMUM

AS NO BRASIL
---'\I>c'UT'I

RI

63

8
PREVALÊNCIA DE ESCOLAS E FATORES ASSOCIADOS AO CONSUMO DE DROGAS

Caderno de Farmácia,

v. 23, n.1,

ENTRE ESTUDANTES

DO ENSINO

MÉDIO

DA REDE ESTADUAL

EM BAIRROS

DE CLASSE MÉDIA DE PORTO ALEGRE .

Lílian da R. VIANA PROTEíNAS DE CHOQUE TÉRMICO (HSP70) NA SEPSE: POSSíVEL EFEITO PROTETOR INDUZIDO PELA FEBRE

Damiana da R. VIANNA PERFIL DOS USUÁRIOS DE UMA UNIDADE PEDIÁTRICA DO HOSPITAL DE CLÍNICAS PÓS-ALTA DE PORTO ALEGRE QUE

.

FAZEM USO DE MEDICAMENTOS Sofia VIEIRA APLICAÇÃO COSMÉTICA

QUE NECESSITAM

DE MANIPULAÇÃO

HOSPITALAR .

DE PLANTAS DE ORIGEM AMAZÔNICÃ .

Patricia H. WEBER

ANAIS DO XXVIII CONCURSO ACADÊMICO
XXVIII ACADEMIC CONTEST ON SCIENTIFIC PERFIL DE SUSCETIBILlDADE HOSPITALAR

DE PESQUISA CIENTíFICA /
RESEARCH EM CEPAS

ANNALS

OF THE

6
DE ACINETOBACTER SPP. ISOLADAS DE

A ANTIMICROBIANOS

EFLUENTE

EM PORTO ALEGRE-RS E. FERREIRA, Daiane B. FUENTEFRIA, Gertrudes CORÇÃO MUSCULAR ESPINHAL

Gabriela R. da CUNHA, Alessandra ANÁLISE MOLECULAR DE PACIENTES

6 69
DESTE

COM SUSPEITA

CLíNICA DE ATROFIA

Fernanda M. de S. GODINHO, AVALIAÇÃO FÁRMACO DA CITOTOXICIDADE EM LINHAGENS

Hugo BOCK, Marina SEIBERT, Tiago VEIT, Maria Luiza S. PEREIRA DE NANOCÁPSULAS DE GLlOMA Rudimar FROZZA, Luci BAVARESCO, Ana Maria BATTASTINI.. PRODUZIDA POR Eliézer JÃGER, Christianne CONTENDO INDOMETACINA OU ÉSTER ETíLlCO

CELULARES

Fabrício FIGUEIRÓ, SALBEGO, OBTENÇÃO SEM l-SÓLIDO

Andressa BERNARDI,

Adriana POHLMANN, DE CICLODEXTRINA

Sílvia GUTERRES,

70
8acillus circulans
EM CULTIVO

GLlCOSILTRANSFERASE

Carlos E. W. FILHO, Plinho F. HERTZ AVALIAÇÃO HIPEROsíDEO DA TOXICIDADE ISOLADO DE AGUDA E EFEITO GERAL SOBRE O SISTEMA NERVOSO CENTRAL DO FLAVONÓIDE

71

Hypericum myrianthum
Andresa H. BETTI, ANTIOXIDANTE Juliana S. HAAS, Stela M. K. RATES, Gilsane L. Von POSER DE ESPÉCIES DE

Kreesla H. P. KOWALSKI, AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE

71

DE EXTRATOS

Pterocaulon

Gabriela MEIRELLES, AVALIAÇÃO DE

Damiana R. VIANNA, DE COMPOSTOS

Gabriela FERREIRA, FENÓLlCOS EM

Gilsane L. von POSER, Raquel BRIOI PLANTAS ACLlMATIZADAS DE

72
Hypericum

TEORES KLOTZSCH

polyanthemum

EX REICHARDT Manuela C. BREDA, Ana Paula M. BERNARDI, Gilsane L.

Jéssica de M. NUNES, Mariana K. MARCHIORO, von POSER, Sandra B. RECH CARACTERIZAÇÃO T24 E RT4 Liliana ROCKENBACH, Carlos H. BARRIOS, OBTENÇÃO Guilherme OLIVEIRA AVALIAÇÃO UTILIZAÇÃO DA GORDURA CRÔNICA ABDOMINAL Joséli STELLA, ENZIMÁTICA

73
DAS ECTONUCLEOTIDASES NAS LINHAGENS DE TUMOR DE BEXIGA HUMANO

Luci BAVARESCO,

Patrícia F. FARIAS, Fernanda B. MORRONE,

Ana Maria O. BATTASTINI DO TIPO HIACINTACINA POR SOFS Eduardo R. de

74 74

DE ALCALÓIDES M. STEDELE,

Mônica O. DUARTE, Vera L. EIFLER LIMA, Mariane PAZINATO,

E LlPíDIOS

SÉRICOS

EM RATOS

MACHOS

ESTRESSADOS

E COM

DE CAFEíNA Letícia F PETTENUZZO, BRAZILlAN Cristie NOSCHANG, LEGISLATION Deusa VENDITE, Carla DALMAZ (JAN. - JUN. 2007)

Eduardo v. P. TOIGO,

75 77

LEGISLAÇÃO

SANITÁRIA!

HEALTH

Carlos A. Y. WAYHS;

Pedro R. PETROVICK

ácia, v. 23, n. 1, 2007.

9

._._._.__._ ..:'.:"::.::'::.:: E································.·O········· :: _

::;,::)::=- _ T············.·.. ....-.:: ":! .... ··.·.······I·.··..

······

~~--

·.·.•.A. . •.••••••••••••• ··I ...••. R·.··.·.·.·L·••
.J ::, .... ....:-,·,,·,·:· ) ::t' i\.·.·.·
o •• ":: •• o ••••• ".

e

ova fase do Ensino Farmacêutico no Brasil está cada vez mais próxima de apresentar seus primeiros resultados. A implantação do "Currículo Generalista", assim vai poder ser avaliada quanto a sua resolutividade. Independentemente desta, nota-se a tendência forte, nas grades curriculares, de realce da área de Assistência Farmacêutica. Por outro lado, as Ciências Farmacêuticas ainda sente necessidade de desenvolvimento de _.r"IEmtos básicos, de novos ferramentais e de conceitos fundamentados atuais e a._aclS de abrangência diversificados. Para tanto a formação em nível de pós••• ão. seja stricto ou lato senso é fundamental, mas não atingiu o volume e o nível Deste modo, urge o investimento em esforços para promover esta faceta ",1:Iiin:::IaS Farmacêuticas. Sob esta ótica o Programa de Pós-graduação em Ciências • .:iu1:icas da UFRGS tem formado Doutores e Mestres, em nível acadêmico e _.lréil dotando assim capacitação específica para recursos humanos que atuarão •••• eraiS do ensino superior ou do serviço. Teses e Dissertações sobre o tema arte dos materiais divulgados pelo Caderno de Farmácia. A preocupação ações nesta área espelha-se na elevada concentração de Trabalhos de ealizadas nesta Faculdade, como pode ser observada nos Resumos de e Conclusão. Assunto de atualidade, os nanosprodutos aplicados em saúde ão somente avaliação de sua exeqüibilidade técnica. Cada vez 'mais acionados à sua segurança aos usuários apresentam-se como foco de _ •• es. Este debate recebeu atenção em Dissertação de Mestrado Acadêmico, cujo ntra-se neste fascículo. A importância destes produtos pode também ser desenvolvimento de trabalhos que tem culminado com a interação entre a e presas do setor produtivo, os quais permitiram depósito de patentes e sferência de tecnologia. Este espírito empreendedor da Faculdade de UFRGS pode ser medido pela freqüência de trabalhos de pesquisa nível de pós-graduação como de graduação, constatada através dos licados neste exemplar do Caderno de Farmácia. A transversalidade deste empla também iniciativas do corpo discente da Faculdade, em especial !!&iJização da 22ª edição do Concurso Acadêmico de Pesquisa Científica, __ 10 10 Diretório Acadêmico da Unidade. Assim sendo o Caderno de Farmácia sua missão de formação e de informação. O Conselho Editorial conta com

,

._:.lS.

"._;ar

_"~~o

o Editor
www.ufrgs.br/farma.cia/cadfar

Farmácia,

v. 23, n.1, p. 9-14 - PROOF, 2007.

11

DE SUSCE,TIBIL.IDADE A CROBIANIOS EM C,EPAS DE. obs'cter spp. ISOLADAS DE E.FLUEN!T·E. ALAR EM PORTO ALE.GRE··RS
sandra E.1; CUNHA, Gabriela R. da2, FUENTEFRIA, Daiane B.\ CORÇÃO, Gertrudes
3

,

.t--lIaiIes:siOla

Programa de Pós-Graduação em Microbiologia Agrícola e do Ambiente, UFRGS; 2 Acadêmica de Farmácia, Adjunta do Departamento de Microbiologia, UFRGS, (Orientadora), Porto Alegre, RS

excessivo de antimicrobianos em todo o mundo tem selecionado bactérias resistentes, grandes os de infecções hospitalares. O ambiente hospitalar favorece este processo, tomando o efluente reservatório de bactérias resistentes. Este trabalho tem como objetivo delinear o perfil de antimicrobianos em isolados de Acinetobacter spp. provenientes de efluentes hospitalares. Foram __ .•• c::2I.S- de efluentes de dois hospitais de Porto Alegre-RS. A identificação das cepas realizou-se através de "_~c:as e análise molecular para confirmação do gênero. Foi determinado o perfil de susceptibilidade a •••• _M. através da técnica de disco-difusão. Foram isoladas 81 cepas no hospital I e 86 no hospital 11. O .• eesemou maior número de cepas resistentes, no hospital I foram constatadas 18 cepas multi-resistentes, - ram encontradas 37 cepas multi-resistentes, Cepas resistentes a imipenem e meropenem só foram ital 11.Nos dois hospitais nenhuma cepa foi resistente a polimixina B e 17 cepas foram sensíveis ~I JI.c:.w'rti·, Analisando os efluentes liberados pelos hospitais, pode-se perceber a grande incidência de COSo Acinetobacter multi-resistentes, que estão sendo lançadas em ambientes aquáticos, permitindo •••• a:D~>rã-o de genes de resistência. tobacter spp.,
RESISTÊNCIA BACTERIANA, EFLUENTE HOSPITALAR AGENTS BY Acinetobacter spp. STRAINS

PTIBILITY PROFILE AGAINST ANTIMICROBIAL

The appearance of bacterial cause of nosocomial infections, may indicate the degree of selection exerted by the o antibiotics all over the world. The hospital setting may facilitate that process, transforming the •• _~ _ environmental reservoirs of antibiotic resistance. In this study, we aimed to determinate the ~ of Acinetobacter spp. strains from hospital sewage. Samples were collected from two hospital Porto Alegre, RS. Biochemical tests and 16S rDNA amplification were used to identify Susceptibility was determined by the disk diffusion method. A total of 81 and 86 strains were ~ ital I and Hospital 11,respectively. Hospital 11 showed higher rate of resistance, being 37 multi__ • .z~=l 18 from Hospital I. Imipenem and meropenem resistant strains were only detected in Hospital - srudy were susceptible to polymyxin B, being 17 strains susceptible to all antimicrobials tested. , igh rate of multi-resistant Acinetobacter strains are being discharged in aquatic environments _.: m, c::ponant route of resistance genes dissemination.
PITAL EFFLUENTS IN THE CITY OF PORTO ALEGRElBRAZIL.

__

._~~~~bacter

spp.,

BACTERIAL

RESISTANCE,

HOSPITAL SEWAGE

._R

ínetobecter atualmente é , ies, apresentam a forma de , icos, Gram negativos e não ênero tem emergido como ;:;e:::Ig€'ilO nosocomial em pacientes

imuno-comprometidos, principalmente pacientes de CTI e queimados (ZEANA e col., 2003). O número de infecções nosocomiais causadas por cepas de Acinetobacter spp. tem aumentado em todo o mundo. Surtos de infecções por Acinetobacter têm sido verificados em hospitais de

12

Caderno de Farmácia, v. 23, n.1, p.PR

Porto Alegre-RS e em outros locais do Brasil (GALES e col., 2003) (SADER e col., 2005). O gênero Acinetobacter está amplamente distribuído no ambiente e apresenta a capacidade de sobreviver em ambientes adversos, como locais secos, por longos períodos. Estas características possibilitam a este microrganismo uma oportunidade de sobreviver no ambiente hospitalar e ser transmitido de um paciente para outro através de médicos e funcionários do hospital, bem como instrumentos utilizados na prática médica. Este gênero também apresenta grande habilidade de adquirir rapidamente resistência a antibióticos (PELEG e PATERSON 2006). Desde 1970 isolados clínicos de Acinetobacter têm apresentado resistência a antibióticos. Inicialmente adquiriram resistência a penicilinas, cefalosporinas de primeira e segunda geração, cefamicina, aminoglicosídeos, cloranfenicol e tetraciclinas. Este gênero atualmente é resistente a muitas classes de antibióticos, seja intrinsecamente ou pela aquisição de fatores genéticos (HANLON 2005). O ambiente hospitalar é considerado um local altamente seletivo de cepas resistentes à antibióticos, sendo assim, o efluente hospitalar pode se tornar uma via de disseminação de cepas multi-resistentes para o ambiente, assim como também pode ocasionar a transferência horizontal de genes de resistência para outras cepas do mesmo gênero ou até mesmo outros gêneros bacterianos. Por estas razões o objetivo deste trabalho foi verificar a presença de isolados de Acinetobacter spp. no efluente de dois hospitais de grande porte em Porto Alegre-RS, assim como determinar seu perfil de sensibilidade a antimicrobianos. MATERIAL E MÉTODOS

No hospital I foi coletado o efluente ponto, correspondente a todas as ár hospital. Já no hospital II foram co amostras de efluente em 6 pontos disti hospital, como demonstrado na Tabela 2. De cada ponto de coleta do eflue retirada uma amostra de um litro. Os frasc as amostras foram conservados em isopo geJo e levados até o Laboratório de Microbi ICBS da UFRGS onde foram realizadas análises. Tabela 2 - Áreas dos hospitais correspondentes pontos de coleta analisados. Pontos de coleta

I '" ';

A
B C

's.

•..
o '"

=

11

D E F G

Areas do Hospital Todas as áreas do hospital Enfermaria Enfermaria, CTI, bloco cirúr . hemodiálise e laboratório de análises clínicas Cozinha, banco de sangue, anatomia atológica Geral Cozinha Lavanderia spp.

Detecção de Acinetobacter Identificação fenotípica

Inicialmente foi realizada a concentração amostra pela técnica de membrana filtra utilizando filtros de fibra de vidro de 45 mm diâmetro e poro de 0,45 um para reter bactérias. Uma alíquota de 100 mL de ca amostra de efluente foi filtrada, após o filtro dobrado com auxílio de uma pinça estéril inserido em um tubo contendo 10 mL de ág peptonada. Após a dissolução do realizadas diluições deste diluição foram semeadas meio sólido Mac Conkey e 48 horas. filtro no tubo, forarr e alíquotas de cada em placas contend incubadas a 30ºC po

Coleta das amostras Foi coletado o efluente de dois hospitais de Porto Alegre-RS (Tabela 1). Tabela 1- Características dos hospitais estudados. HOSPITAL Número de leitos Número de funcionários Número de consultas/mês Área (nr') 539 2.885 30.000 55.000 I HOSPITAL 882 4.115 67.600 43.030 11

Após incubação, as colônias características foram isoladas e para confirmação do gênero Acinetobacter foram realizadas colorações de Gram, teste de oxidase e TSI. Os isolados foram estocados com 15 % de glicerol. Amplificação do 16S rDNA em caldo BHI

Os isolados de Acinetobacter spp. fenotipicamente identificados, foram submetidos a reação em cadeia da polimerase (PCR), utilizando o par de oligonucleotídeos iniciadores: Acin16S F (5' - CCT TGC GYT AAT AGA TGA GC - 3') e

- eia, v. 23, n.1, p. 9- 14 - PROOF, 2007.

13

A GCA ACC CTT TGT ACC GA ara o gênero Acinetobacter. Este ••••.••• , :::JesEmhado utilizando o alinhamento das 6S de 20 espécies do gênero •••• t.ensi·lbilidade a antimicrobianos

- ~T

_1ICE~[bilidade dos isolados foi testada antimicrobianos (amicacina, idima, cefepime, ciprofloxacina, enem, meropenem, piperacilinaixina S e ticarcilina-clavulanato), odologia de disco-difusão e de as normas do CLSI (Clinical and dards Institute). A interpretação ibição obtidos para polimixina S Z7CItDC:olo sugerido por GALES e col.

este ponto juntar o efluente de todo o hospital, conseqüentemente este poderia estar mais diluído, dificultando o isolamento destas cepas. Já no ponto F, correspondente ao efluente da cozinha, observou-se uma grande quantidade de gordura na superfície e um baixo fluxo de efluente, diminuindo sua oxigenação. Estes podem ser os fatores responsáveis pela ausência destas cepas nas amostras coletadas. Após a confirmação do gênero Acinetobacter por amplificação do 16S do rDNA, foi realizado antibiograma de todas as cepas para verificar seu perfil de susceptibilidade aos antimicrobianos. No hospital I, das 81 cepas analisadas 11 (14%) foram sensíveis a todos os antibióticos testados. Nenhuma cepa apresentou resistência aos antibióticos imipenem e meropenem, drogas de escolha para o tratamento de infecções nosocomiais causadas por Acinetobacter spp (Figura 1). Altos índices de perda de sensibilidade foram encontrados para aztreonam, com 53 (65 %) isolados. índices altos de resistência a aztreonam foram verificados em outros estudos, como o realizado por PINO e col. (2007), onde 132 cepas de Acinetobacter baumannii, isolados de hospitais no Chile, foram analisadas e nos períodos de 1995-1996 e 1997-1998, 94,1% e 90,6% foram resistentes, respectivamente. Os antibióticos amicacina, ceftazidima e ciprofloxacina foram os antibióticos com mais isolados resistentes, tendo 22 (27 %), 19 (23 %) e 18 (22 %) isolados, respectivamente . No hospital I foram verificadas 18 cepas rnultiresistentes, considerando multi-resistência como diminuição da sensibilidade a pelo menos um antibiótico de cinco classes diferentes (PETERSON, 2006). O hospital II apresentou apenas seis cepas, das 86 analisadas, sensíveis a todos os antibióticos testados. O número de cepas multiresistentes neste hospital foi superior ao hospital I, tendo 37 cepas (43 %) (Figura 1). Foram verificadas duas cepas panresistentes, ambas no ponto G (lavanderia), e 13 cepas foram sensíveis apenas a imipenem e polimixina S, sendo 12 também isoladas do ponto G.

,

"5.na;trElS

___ ~I_

coletadas dos efluentes de dois rto Alegre foram isoladas 167 obacter spp., sendo 81 do hospital 11.

•• al I, por ser um hospital vertical foi eta em apenas um ponto do inha o esgoto de todo o hospital.

II foi realizada a coleta em 6 e que correspondiam a setores pital. Foram encontradas cepas "1IIiIIi1Ctf:~ spp. em apenas 4 dos 6 pontos ponto S que corresponde a isoladas 6 cepas; no ponto C, •• _~ aos setores enfermaria, CTI, bloco _~cIlálise e laboratório de análises ontradas 25 cepas e no ponto D _.ande a cozinha, banco de sangue e __ ~gi'ca foram isoladas 13 cepas. " ero de isolados foi verificado no 1I.."'!'e5iOOndente a lavanderia. Acinetobacter é comumente e humana, sendo detectado nos . os hospitais, assim como entre ~_JIS e médicos do hospital (VILLEGAS ivelmente por esta razão tenha maior número de isolados no ._en.ente da lavanderia. E e F que correspondem ao e cozinha, respectivamente, não lrac:las cepas de Acinetobacter spp .. to pode ter sido ocasionado por

__

14
HOSPITAL

Caderr.o de Farmácia,

v. 23, n.t , p.PROOF, 2007.

I

li
TIC POL

HOSPITAL

11

T1C ~
POL

PPT

MER
":; ~

S

IMP GEN

~======================~ F=======================~ F=======================~
~ ~

PPT M ER

.0

'õ -c

" .~

IMP GEN CIP

~

:li

-i

..2

C1P ~~~~~~~~~~ CPM CPM CAZ AZT AMI ~ 1~ 30 nO de Isolados <5 (nz81) 60 7~ ~ 90

CAZ~= AZT~

..-

AM1~~~~~~~~

o

15

30

45

60 (n=86)

75

90

nO de Isolados

Figura 1 - Perfil de sensibilidade a antibióticos encontrado para os isolados de Acinetobacter

spp. do efluente dos hospitais I e 11 de Porto Alegre - RS. Antibióticos testados: TIC - ticarcilina + ác. clavulânico, POL - polimixina B, PPT - piperacilina tazobactam, MER - meropenem, IPM - irnipenem, GEN - gentamicina, CIP - ciprofloxacino, CPM - cefepima, CAZ - ceftazidima, ATM - aztreonam e AMI - amicacina. (Resistente., Intermediário [SI,Sensível O)

o hospital 11 apresentou índices de resistência superior aos encontrados para o hospital I, sendo o antibiótico ciprofloxacina o com maior número de cepas resistentes (77 %). Os antibióticos gentamicina, amicacina e ceftazidima apresentaram mais da metade das cepas resistentes, com 54 (63 %), 50 (59 %) e 45 (52 %) cepas, respectivamente. Um grande número de isolados resistentes a estes antibióticos foi encontrado em isolados de Acinetobacter baumannii de hospitais da Espanha. De 354 isolados analisados, 296 (83,6 %) foram resistentes a gentamicina, 272 (76,8 %) resistentes a ceftazidima e 145 (41 %) resistentes a amicacina (OTEO e col., 2007). Analisando o perfil das cepas dos quatro pontos de coleta do hospital II (Figura 2), pode-se observar que as cepas dos pontos B e D apresentam maior sensibilidade aos antibióticos, enquanto o maior número de cepas resistentes foi encontrado nos pontos C e G. Com base nestes resultados pode-se visualizar que setores como a CTI e bloco cirúrgico estão contribuindo para a liberação de cepas multi-resistentes, assim como a lavanderia

que contém roupas vindas de todas as partes do hospital. Em ambos os hospitais todas as cepas foram sensíveis a polimixina B, antibiótico de última escolha para tratamento devido a sua alta toxicidade. Conclusões Com base nestes resultados podemos concluir que cepas multi-resistentes estão presentes no efluente de ambos os hospitais, e conseqüentemente estão sendo lançadas no ambiente aquático. Nestes ambientes, estas cepas multiresistentes podem disseminar genes de resistência, criando reservatórios de resistência bacteriana. Este estudo demonstra à importância de sistemas de tratamento de efluentes nos hospitais de Porto Alegre-RS, com o objetivo de diminuir a carga microbiana lançada nos corpos de água e consequentemente a disseminação de genes de resistência entre bactérias do ambiente.

Cadei~o

de Farmácia, v. 23, n.1, p. 9- 14 - PROOF, 2007.

15

PONTOS ~ =0.=
'OC flOL FPr
11>

PONTO C

=
~

"",=
Je"=
C FY=

'-':R
GEN

o .l::! R.I
~

~

i~= ~6==
= <
JIi=

.c :;:: CP ;:::::::J c

~

cc

CR.! CAl Arf

::Q~ . ~

= •
O 5 10 15

,.
20 25 30
(n=6)

AM

• c.,
O 5 10 15 20 25 30
(n=25)

35

40

45

35

40

45

,

NO de Isolados

NO de Isolados

PONTO D
llC ::a.i====:::::l POL j . PPT
IO

PONTOG

MER IPM GEN CIP CPM C/lIZ. AZT AMI

P-

~

i3H==_== .c
<
:;:M~

~

;:1>._--::Q.,.! --- »""'SI
~
5 10 15 20 25 30 35 40 45
NO de Isolados (n=13)

::

c cc

~

I
O

5

10

15 20

25

30
(n=42)

35

40 45

NO de Isolados

2 - Perfil de sensibilidade a antibióticos encontrado para os isolados de Acinetobacter spp. do c:fJ;1C::e dos pontos B, C, D e G do hospital lI. Antibióticos testados: TIC - ticarcilina + ácido c.r.::2:- rico, POL - polimixina B, PPT - piperacilina tazobactam, MER - meropenem, IPM - imipenem, - - gentamicina, CIP - ciprofloxacino, CPM - cefepima, CAZ - ceftazidima, ATM - aztreonam e cacma . .a:s;;:s;:e::re _, Intermediário !SI, Sensível q

~FB=IÊNCIAS A. C. et aI., Contemporary Allllile5sment of Antimicrobial Susceptibility Methods for Polymyxin B and Review of Available Interpretative and Quality Control Guidelines. ••• .,,.. of Clinical Microbiology, v. 39, p. ~L.-L.' 2001. C. et aI., Emergence of an IMPIo-enzyme in an Acinetobacter "'UII'~mj'í' clinical strain from a Brazilian hospital. Diagnostic _~biology and Infectious Diseases, -79,2003.

HANLON, G. W., The emergence of multidrug resistant Acinetobacter species: a major concern in the hospital setting. Letters in Applied Microbiology, v.41, p.375-378, 2005. OTEO, J. et aI., Genotypic diversity of imipenem resistant isolates of Acinetobacter baumannii in Spain. Journal of Infection, v.55, p.1-7, 2007. doi:10.1016 PATERSON, D. L., The epidemiological profile of infections with multidrug-resistant Pseudomonas aeruginosa and

Caderno de Farmácia, v. 23, n.1, p.PROOF, 16 --------------------------------------~~~~--~_1

Acinetobacter species. Clinical Infectious Diseases, vA3, p.S43-S48, 2006. PElEG, A. Y.; PATERSON, D. L. Multidrug-resistant Acinetobacter. a threat to the antibiotic era. Internal Medicine Journal, v.36, pA79-482, 2006 PINO, C. et aI. Producción de ~-Iactamasas de espectro estendido (BlEE) en cepas de Acinetobacter baumannii aisladas en hospitales de Ia VIIIª Región,' Chile. Revista Chilena de Infectologia, v.24, n.2, p.137-141,2007. SADER, H. S. et aI. Dissemination and diversity of metallo-Bdactamases in Latin America: report from the SENTRY Antimicrobial Surveillance Programo International Journal of Antimicrobial Agents, v.25, p.57-61, 2005.

VlllEGAS, M. V.; HARTSTEIN, Acinetobacter outbreaks, 1977Infection Control and Hoseí Epidemiology, v.24, nA, p.284-295, 2 ZEANA, C. et aI. The epidemiolo multidrug-resistant Aclnetobe baumannii: does the community repres reservoir? Infection Control and Hosp Epidemiology, v.24, nA, p.275-279, 2 Endereço para correspondência:
Prof . Dr. Gertrudes Corção Departamento de Microbiologia da UFRGS Rua Sarmento Leite, 500 90050-170 - Porto Alegre RS/Brasil e-rnall: corcao@ufrgs.br Recebido em 2.6.2007 Aceito em 28.6.2007
a

de Farmácia, 23, n. 1,2007. v.

17

~",MOS DE.TESES E DISSE.RTAÇÕES I
ACTS ON THESES ANO DISSERTATI.ONS

de Doutorado I Ph.D.-Theses
Hidrólise extracelular de ._!OS em Trichomonas vaginalis: _-lIÇão bioquímica e localização Porto Alegre: Programa de PósCiências Biológicas - Bioquímica, GS, 2005. Tese (Doutorado em _Bc:l'êi'KJicas - Bioquímica) Prof. Dr. João José F. Sarkis ana proveniente da American Type Culture Collection (ATCC) cultivado por longo período no laboratório e de um isolado clínico fresco. A hidrólise de ATP foi aumentada na presença de metronidazol no isolado ATCC. Por outro lado, ela foi inibida pelo tinidazol no isolado clínico fresco. O tratamento dos parasitos na presença de metronidazol por 2h inibiu a hidrólise de ATP e ADP, enquanto o tratamento com tinidazol inibiu as atividades ATPásica e ADPásica somente no isolado clínico fresco. Os fármacos não produziram efeitos significativos na atividade da ecto-5'-nucleotidase de ambos os isolados de T. vaginalís testados. Os dados sugerem a função da NTPDase1 como moduladora da concentração de nucleotídeos extracelulares na presença de metronidazol e tinidazol, uma condição adversa para o parasito. Através de citoquímica enzimática, ambas as enzi~as demonstraram ecto-Iocalização, confirmando os mecanismos presentes no parasito capazes de realizar hidrólise extracelular de nucleotídeos. Diferentes concentrações de nucleotídeos da adenina e de adenosina não exerceram efeitos citolíticos nos trofozoítos. As atividades ATPásica e ADPásica apresentam-se mais elevadas em isolados clínicos frescos em co~paração a isolados cultivados por longos períodos. A heterogeneidade foi demonstrada entre os diferentes isolados de T. vaginalís com ~elação à razão de hidrólise ATP:ADP. Alguns Isolados apresentaram razão de hidrólise ATP:ADP igual a 1:0,8, característica de NTPDase1, enquanto outros apresentaram uma razão de hidrólise ATP:ADP de aproximadamente 2:1. Os isolados de T. vaginalis apresentaram diferenças dramáticas nos níveis de atividade da ecto-5'-nucleotidase e, surpreendentemente alguns isolados apresentaram muito baixa ou nenhuma atividade. Diferentes condições de cultivo foram testadas e não apresentaram efeitos na elevação dos níveis da atividade enzimática. A ausência de atividade de hidrólise de AMP pelo T. vaginalís pode acarretar importantes conseqüências para ambos hospedeiro e parasito durante a infecção. O cultivo dos parasitos em meio de cultura com e sem a adição de ferro não apresentou efeitos dramáticos na atividade da

,

_."-inadora: Prof. Dr. Edmundo Grisard Dr. Jarbas de Oliveira (PUCRS); '" •.•.wna Guma (UFRGS)

_1esac:2" 5.2.2005
ginalís é o protozoário flagelado monose, a doença sexualmente ST) não viral mais comum no . alis tem se destacado como um "1IX!eno e está associado a graves saúde. Considerando o sério monose na saúde pública, é ".aJoaT os aspectos bioquímicas do T. ntribuem para infecção do patogênese. Nucleotídeos - o envolvidos em uma variedade ",-"u..icas e patológicas, além de priedades citotóxicas. Os extracelulares podem ser ectonucleotidases, incluindo a _IFfPc~ (ectonucleosídeo trifosfato e a ecto-5'-nucleotidase. Uma Dase1 foi previamente . vaginalis. Os resultados erização de uma ecto-5'".IiIIIDe"Y"IP-llte de magnésio e cálcio e a em pH alcalino. Os valores Michaelis) situaram-se na ampla especificidade a atados. A atividade de T. vaginalís foi inibida pelo ••••• Cs''ato (AMPCP), inibidor a em vertebrados. O 01 apresentaram efeitos __ iCe:::a TPDase1 e da ecto-5'. olado de T. vaginalís

8
NTPDase dos diferentes isolados. Ao contrário, concentrações baixas e elevadas de ferro apresentaram decréscimo e aumento, respectivamente, na atividade da ecto-5'nucleotidase daqueles isolados que apresentaram atividade sob condições normais de cultivo. Considerando os altos níveis de nucleotídeos púricos no sítio do T. vaginalis, a ausência de efeitos citolíticos nos parasitos e a ectolocalização das enzimas envolvidas na hidrólise de nucleotídeos, sugere-se que a NTPDase1 e a ecto-5'-nucleotidase modulam as concentrações extracelulares de ATP, ADP e AMP. O produto final dessas reações, o nucleosídeo adenosina, é recaptado pelas vias de salvação. [CNPq] UNITERMOS: Trichomonas vaginalis,
EXTRACELULAR, ECTONUCLEOTIDASES, HIDRÓLlSE NUCLEOTíDEOS, ADENOSINA
EXTRACELLULAR HYOROL YSIS OF

Caderno

de Farmácia,

v. 23. -

NUCLEOTIOES

IN

Trichomonas

vaginalis:

BIOCHEMICAL

CHARACTERIZATION ANO ENZYME LOCALlZATION. The flagellated protozoan, Trichomonas vaginalis, causes trichomonosis, the most prevalent non-viral sexually transmitted disease (STD) worldwide. Infection with T. vaginalis has major health consequences for worrien. Taking in account the serious impact caused by trichomonosis on public health, it is important to study the biochemical aspects of T. vaginalis that contribute with host infection and pathogenesis. Extracellular nucleotides are involved in several physiologic and pathologic functions, including cytotoxic properties. Nucleotides are hydrolyzed by ectonucleotidases, including E-NTPDase (ectonucleoside triphosphate diphosphohydrolase) family and ecto-5'nucleotidase. A NTPDase1 activity was previously characterized in T. vaginalis. Our results show the characterization of an ecto-5'-nucleotidase activity, magnesiumand calcium-dependent and with maximum activity in alkaline pH. Km (Michaelis Constant) values are in the micromolar range, with broad monophosphate nucleosides specificity. The ecto-5'-nucleotidase activity from T. vaginalis was inhibited by 5'-[a,~-methylene]diphosphate (AMPCP), the specific inhibitor of this enzyme in vertebrates. Metronidazole and tinidazole presented different effects on NTPDase1 and ecto5'-nucleotidase activities from T. vaginalis longterm-grown isolate from American Type Culture Collection (ATCC) and from a fresh clinical isolate. ATP hydrolysis was activated in presence of metronidazole in the ATCC strain, whilst it was inhibited by tinidazole in a fresh clinical isolate. The treatment of cells in presence of metronidazole for two hours inhibited ATP and ADP hydrolysis, whilst treatment with tinidazole inhibited ATP and ADP hydrolysis only in the fresh clinical isolate. The drugs did not change the ecto5'-nucleotidase activity for both strains. Our results suggest that the modulation of extracellular ATP

and ADP levels during treatment with t could be a parasitic defence strategy as a mechanism in an adverse en Cytochemical localization showed NTPDase1 and ecto-5'-nucleotidase ecto-Iocalization, reinforcing the m present in T. vaginalis capable to extracellular nucleotides. Different nucleotides and adenosine concentrations produce any cytolytic effects on trop ATPase and ADPase activities were highe clinical isolates when compared to 10 grown isolates. Heterogeneity on A hydrolysis ratio was shown among diff vaginalis isolates. Some isolates had A hydrolysis ratio of 1:0.8, characteri NTPDase1, whilst other isolates p ATP:ADP hydrolysis ratio of approximately vaginalis isolates had dramatic differe levels of ecto-5'-nucleotidase activity, surprisingly, some isolates had little enzymatic activity. Different growth co were without effect in elevating levels of nucleotidase activity. This lack of nucleotidase activity by T. vaginalis may important consequences for both host and par during infection. Growth of trichomonads in replete and iron-depleted medium had over dramatic effect in distinct patterns in NT activity among fresh isolates. In contrast, highlow-iron trichomonads had increased decreased ecto-5'-nucleotidase a respectively, among fresh isolates with a detectable under normal medium condi . Taking in account the high purine nucleo levels present in vagina, the T. vaginalis site, lack of cytolytic effects on parasites and the localization of enzymes involved on nucl hydrolysis, it is suggested that NTPDase1 ecto-5'-nucleotidase modulate extracellular A ADP and AMP concentrations. The final pro adenosine, is reuptake by salvage pathways. KEVWORDS: Trichomonas
ECTONUCLEOTIDASES, EXTRACELLULAR NUCLEOTIDES, ADENOSINE

Farmácia, v. 23, n. 1,2007.

19
Biotransformation has been an efficient method to obtain important commercial compounds such as monoterpenes, which have a range of applications in the pharmaceutical, perfumery, cosmetics and food industries. Plant cell cultures and filamentous fungi suspensions have been widely used in biotransformation reactions of monoterpenes as exogenous substrates. The ability of the cells and fungi cultures to transform these compounds has being mainly used for the synthesis of oxygenated derivatives aiming at the production of flavours and fragrances. The plant cell cultures suspensions have complex enzymatic systems with the production of specific compounds, where as filamentous fungi, which are structurally simpler and fast growing, can promote quicker transformations reactions. In this context, the present work describes the evaluation of bioconversion of the monoterpenes (R)-(+)-apinene, (S)-( -)-a-pinene, (S)-( -)-I3-pinene, as well as turpentine oil using the filamentous fungi suspensions of Cunninghamella echinulata ATCC 9245, Cunninghamella elegans ATCC 36112 and Mortierella isabellina NRRL 1757, aswer as Catharanthus roseus plant cell cultures. Ali evaluated systems were capable of bioconverting the studied substrates. The main product obtained frorn pinenes and turpentine oil was a-terpineol. KEYWORDS:
PLANT CELL SUSPENSIONS BIOTRANSFORMATION, CUL TURES, TERPENES, FUNGI FILAMENTOUS

Rogério Z. Biotransformação de •• IIiiIAes por culturas de células vegetais e --... ••. tosos. Porto Alegre: Programa de n ~~~;a.o em Ciências Farmacêuticas, Farmácia, UFRGS, 2006. Tese Ciências Farmacêuticas) Profª. Dr. Amelia T. Henriques

lIIE_nJ'tnadora: Prof. Dr. Arthur G. Fett Neto .Dr. Paulo R.H. Moreno (USP); Prof. . Corbellini (UNISC)

"IDáesa:

31.8.2006
[PPGCF/UFRGS 31]

biotransformação têm-se mostrado iente para reações que envolvam a mpostos com interesse comercial. produtos utilizados podemos oterpenos por constituírem uma compostos com grande aplicação •••• lito farmacêutico, como em perfumes, alimentos. As suspensões de células fungos filamentosos têm sido usados em reações de ".aIÇã- o destes metabólitos secundários "8iatlos exógenos. A habilidade das •• ~are~ e fungos em transformar tais sendo dirigidos principalmente _ler1çã- o de derivados oxigenados de egado, principalmente visando à flavorizantes, aromatizantes e suspensões de células vegetais sistemas enzimáticos mais ndo levar a produtos específicos, icrorganismos, por serem mais imento mais rápido, geralmente _ IBalIS rapidamente a metabolização dos e contexto, o presente trabalho . vestigação do potencial de monoterpenos (R)-(+)-a-pineno, e (S)-(-)-~-pineno, bem como do _ebE~tina, para avaliação de suas frente a reações de " •• ;:ã-ia mediadas pelos microrganismos echinulata ATCC 9245, llina NRRL 1757 e elegans ATCC 36112 e por lulas vegetais de Catharanthus sistemas estudados mostraram ioconversão dos substratos . ai produto obtido a partir dos e terebentina foi a-terpineol. [CNPq]
I

MACEDO, Alexandre J. Functional biodiversity of complex biofilms grown on polychlorinated biphenyl oil. Braunschweig: Abt. Umweltmikrobiologie / Inst. Mikrobiologie / TU Braunschweig/ Alemanha, 2006. Tese (Doutorado em Ciências Naturais) Orientadores: Prof. Dr. Kenneth N. Timmis (Abt. Umweltmikrobiologie/lnst. Mikrobiologie / TU Braunschweig/ Alemanha); Dr. Wolf-Rainer Abraham (Abt. Chemische Mikrobiologie / Inst. MikrobiologielTU Braunschweig/ Alemanha) Banca Examinadora: Prof. Dr. Kenneth N. Timmis (Inst. Mikrobiologie / TU Braunschweig/Alemanha); (Prof. Dr. Siegmund Lang (Inst. Biochemie und Biotechnologie/ TU Braunschweig/ Alemanha); Prof. Dr. Dieter Jahn (Inst. MikrobiologielTU Braunschweig/ Alemanha) Data de Defesa: 7.9.2006 Polychlorinated Biphenyls (PCBs) are toxic chemical compounds consisting of a biphenyl core substituted with 1- 10 chlorines permitting the formation of up to 209 different compound, named congeners. Due to its high chemical and thermal stability and excellent dielectrics properties PCB became very 'popular for industrial uses.

TRANSFORMAÇÃO,

TERPENOS, DE

.. -=-... ~,~s
_.1n1ON

~--.J.J"\S

VEGETAIS,

SUSPENSÕES

OF TERPENOIOS ANO

BY VEGETABLE FUNGI.

FILAMENTOUS

20
Worldwide 1.5 million tons of polychlorinated biphenyls were produced, from which a substantial amount have been released into the environment since the early 1930's until their worldwide ban in 1990. The performance, composition, as well the environment distribution of microbial communities able to degrade PCBs is not well known and studies with optimised strains were often not very successful. Microbial communities organised in biofilms show a multitude of interactions including carbon sharing, interspecies communication and steep physico-chemical gradients and we assumed that biofilm communities could be good candidates for PCB degradation. It was found that soil samples from non-contaminated and contaminated sites of distinct characteristics could grow biofilms on PCB oil. Ali of them were multi-species biofilms as revealed by single-stranded conformation polymorphism (88CP) analyses of the 168 rRNA genes PCR product and showed degradation of several monoto pentachlorinated PCB congeners. The identification of the main 88CP bands by 168 rRNA gene sequence analysis revealed that each biofilm had its specific microbial community indicating that the potential of PCB degradation is rather widespread and diverse in microbial communities. Gonfocal laser scanning microscopy revealed a complex sequence of biofilm formation and maturation on the PCB oil which was mirrored in distinct sequences of biodiversity changes and congener degradations. The results implicate that the potential for the bioremediation of the xenobiotic PCB is common in different soils and that different biofilm communities could form functional units to degrade PCB congeners which are not attacked by any of its isolated members. KEYWORDS: BIOFILMS, POLYCHLORINATED BIPHENYLS, ICROBIAL M DIVERSITY, IODEGRADATION B BIODIVERSIDADE FUNCIONAL DE BIOFILMES COMPLEXOSCRESCIDOSSOBRE ÓLEO DE BIFENILAS POLlCLORADAS (PCB). Bifenilas policloradas (PCB) são compostos químicos tóxicos que consistem em uma bifenila substituída com 1 até 10 cloros, permitindo a formação de até 209 compostos diferentes, chamados congêneros. Devido sua alta estabilidade térmica e química e excelentes propriedades dielétricas, tornou-se muito popular para usos industriais. Em todo mundo 1,5 milhões de toneladas de PCB foram produzidos, dos quais uma quantidade substancial foi despejada no meio ambiente desde o início dos anos 30 até sua erradicação do mercado em 1990. O desempenho, a composição, bem como a distribuição ambiental de comunidades microbianas capazes de degradar PCB não são totalmente conhecidas e estudos com cepas otimizadas, de uma maneira geral, não tem sucesso. Comunidades microbianas organizadas em biofilmes mostram uma variedade de interações incluindo distribuição de carbono, comunicação interespécie e

Caderno de Farmácia, v. 23,

gradientes físico-químicos, sendo, presumido que comunidades em biofilmes ser bons candidatos para a degradação Amostras de solos com características contaminadas e não-contaminadas c foram capazes de crescer em biofilmes óleo de PCB. Todos os biofilmes forma multi-espécies como revelado por análise stranded conformation po/ymorphism (8 produtos de PCR do gene 168 rRNA e capazes de degradar vários congêneros de mono- a pentaclorados. A identific principais bandas do 88CP pelo seqüen . do gene 168 revelou que cada biofilme comunidade microbiana, indicando que o para degradar PCB está distribuído ambiente. Microscopia Confocal revelou dinâmica de formação e maturação do sobre o óleo de PCB ocorre em distintas Os resultados indicam que o potenci biorremediação de xenobióticos, como o comum em diferentes solos e que dit comunidades de biofilmes podem formar u . funcionais para degradar congêneros, os não são usualmente atacados por cepas isoladamente. UNITERMOS: BIOFILMES,BIFENILASPOLlCLO DIVERSIDADE MICROBIANA, BIODEGRADAÇÃO

VIANA, Alice F. Estudo de moi' potencialmente antidepressivas e analg' . de espécies de Hypericum nativas do Grande do Sul. Porto Alegre: Programa de Graduação em Ciências Farmacê Faculdade de Farmácia, UFRG8, 2007. (Doutorado em Ciências Farmacêuticas) Orientadores: Profª. Dr. 8tela Maris K. (UFRG8); Prof. Dr Jean Claude do (Université de Rouen/França); Prof. Dr. Costentin (Université de Rouen/França) Banca Examinadora: Prof. Dr. Didier Vi (Université de Lille-I/França); Prof. Dr. G Gosmann (UFRG8); Prot. Dr. João Batista C (UF8C) Data de Defesa: 12.2.2007

O objetivo deste trabalho foi estudar a antidepressiva e analgésica de espécies Hypericum nativas do Rio Grande do utilizando extratos ciclo-hexano e Seus deriva floroglucinol. Tanto os extratos como os deriva floroglucinol reduziram significativamente imobilidade de ratos e camundongos no teste natação forçada (F8T), indicando poten atividade antidepressiva. O efeito dos extratos F8T foi prevenido pelo pré-tratamento c-

Farmácia,

v. 23, n. 1, 2007.

21
QUENTE,RECAPTAÇÃO SINAPTOSSOMAL, LIGAÇÃO AOS 35 TRANSPORTADORES, Sl-GTPrS, CORTICOSTERONA [ PROSPECTIVE MOLECULESWITHANTIDEPRESSANT OF ANO ANALGESIC ACTIVITIES FROM Hypericum SPECIESNATIVETO RIO GRANDEDO SUL. This work aimed to study the antidepressant and analgesic effect of Hypericum species native to Rio Grande do Sul cyclohexane extracts and their phloroglucinol derivatives. The extracts and their phloroglucinol derivatives significantly reduced rats and mice immobility time in the forced swimming test (FST), indicating potential antidepressant effect. The extracts showed some selectivity for activating the dopaminergic system. The extracts antidepressant-like effect was inhibited by the pretreatment with SCH 23390 or sulpiride (D1 and D2 antagonists, respectively); and their phloroglucinol derivatives inhibited dopamine (~3Hl-DA), noradrenaline ([3Hl-NA) and serotonin ([ Hl-5HT) uptake, more potently of dopamine. However, this effect is not related to the binding to monoamine transporters, since ther, did not affect the binding of [3Hl-mazindol, [Hl-nisoxetine and [3Hlcitalopram to DA, NA and 5-HT transporters, respectively. In order to investigate the functional role of DA, NA, 5-HT and opioid receptors in the effects of HCP and POL, we evaluated the extracts effect on monoamine and opioid recepto rstimulated [35Sl-GTPyS binding. We demonstrated that acute or 3 treatments within 24h increases [35Sl-GTPyS binding to DA, NA and 5-HT sites, while after 5 days of treatment the binding is reduced. Non treatment regimen affected binding to opioid sites. Hence, the results demonstrate that the treatment with the extracts induce alterations in monoaminergic transmission. As seen at the binding to monoamine transporters, these effects are not due to phloroglucinol derivatives interaction with the rece~tors, since their direct incubation did no affect [3 Sl-GTPyS binding to membranes. Besides studying extracts effects on the monoaminergic system we investigated their activity on óther system related to depression, the hypothalamus-pituitary-adrenal axis. We demonstrated that 3 days treatment with the extracts reduce cortical corticosterone but not serum levels increased by FST. Regarding to the analgesic activity, the extracts antinociceptive effect in the hot plate was prevented by naloxone. However, the phloroglucinol derivatives did not inhibited [3Hl-naloxone binding to opioid receptors. In conclusion, Hypericum cyclohexane extracts have potential antidepressant and analgesic activities and the phloroglucinol derivatives are very likely to be the substances responsible for them. Even though the mechanism of action involves the monoaminergic system, the manner by which the extracts influence this system is different from classical antidepressants.

.!J:!Bl e sulpirida, antagonistas de receptores pectivamente. Os extratos e seus roglucinol inibiram de modo dosea recaptação sinaptossomal de ]-DA), noradrenalina ([3Hl-NA) e l-5HT), com uma maior potência .~:rtação de DA. Entretanto, este efeito ser dependente de uma ação direta ,. ••• lârlCias sobre o transportador de uma vez que diferentes dos derivados floroglucinol não iqaçâo de [3Hl-mazindol, [3HlrHl-citalopram aos sítios de DA, NA e 5-HT, respectivamente. "lÇãio do efeito dos extratos sobre os DA, NA, 5-HT e o~ióides, foi ica de ligação de [5Sl-GTPyS agonistas. O tratamento agudo de tos aumentou significativamente -, r-"IO;:U TPyS estimulada por DA, NA e 5 dias de tratamento diminuiram um dos regimes de tratamento estimulada por DAMGO, agonista ultados demonstram que o atos resulta em alterações na •• lIII1oaminérgica. Porém estas não se os dos derivados floroglucinol •• res, pois a incubação com estas ou a ligação de [35Sl-GTPyS ação estudada. Além do . tema monoaminérgico, foi extratos sobre o eixo HPA dos níveis sé ricos e sterona em camundongos ao estresse da natação tratamento com os extratos ,,~iYaJmente o aumento do nível ,,1a:1ISà~r'ona induzido pelo nado nível sérico, evidenciando 'do com os extratos afeta estresse. Em relação à extratos apresentaram placa quente, o qual foi _Hriatalmento com naloxona. oroglucinol não inibiram

"I ~-=e

"

",_IDfla, o efeito antinociceptivo
não foi prevenido pela
_ •• nto com os extratos, assim

ta

com os derivados a ligação de [35Sl_ ióide. Os resultados extratos lipofílicos de " as do Rio Grande do de antidepressiva e m um mecanismo de atuais, sendo os ováveis responsáveis [CAPESl ANTIDEPRESSIVO, • -O FORÇADA,PLACA-

-

22
KEYWORDS: Hypericum, ANTIDEPRESSANT, NOCICEPTION,FORCED SWIMMINGTEST, HOT-PLATE TEST, SYNAPTOSOMAL UPTAKE, TRANSPORTERS 35 BINDING,[ S]-GTPrS, CORTICOSTERONE LEVEL TESE DESENVOLVIDA EM REGIME DE COTUTELA ATRAVÉS DO PROJETO CAPES/COFECUB 418/03 ENTREA UNIVERSIDADE FEDERALDO RIO GRANDEDO SUL E A UNIVERSITÉDE PICARDIEJULES VERNE V AMIENS/FRANÇA

Caderno

de Farmácia,

v. 23, n.·

GARCIA, Cássia V. Validação de métodos analíticos e estudo da estabilidade de rabeprazol sódico. Porto Alegre: Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas, Faculdade de Farmácia, UFRGS, 2007. Tese (Doutorado em Ciências Farmacêuticas) Orientador: (UFRGS) Co-Orientador: Profª. Dr. Elfrides E. S. Schapoval

demonstrou ser sensível a todos os • principalmente quando em solução, mas de mais intensa frente à acidez e luz. A ciné fotodegradação em metanol frente à lâmpa foi determinada, indicando tratar-se de reação de ordem zero. Três produt fotodegradação foram isolados e identifica ressonância magnética nuclear: 1H-benzi 1,3-diidro-benzimidazol-2-ona e [4-(3propóxi)-3-metil-piridina-2-il]metanol. resultados sugerem que o 1,3-diidro-benzi 2-ona também é formado na degradação e ácido. [C UNITERMOS: RABEPRAZOL SÓDICO, VA .., ESTABILIDADE, PRODUTOS DEGRADAÇÃO DE VALlDATIONOF ANAL YTICALMETHODSANO ST: STUDY OF RABEPRAZOLESODIUM. In this qualitative and quantitative methods developed and validated for the quality co rabeprazole sodium, a proton pump inhibito drug has proven efficacy in healing, sym relief and prevention of relapse of gastric ul gastro-oesophageal reflux disease. The su used as reference standard in the analysi characterized by infrared spectroscopy nuclear magnetic resonance. The qu analysis was performed by thin chromatography, UV spectrophotometry, performance liquid chromatography (HPLC capillary electrophoresis (CE), allowing identification of samples. The quantitative me validated were: UV, first-order de . spectrophotometry, HPLC and CE. Ali of demonstrated to be specific, linear, p accurate and sensitive. Besides, the dis test for rabeprazole coated tablets was dev and validate, obtaining a satisfactory diss profile. Another objective of this work was study of rabeprazole stability. The deqra factors evaluated were the temperature (50 ºC), the acid (HCI 0.01-0.1 M), the oxida' hydrogen peroxide and light (UVC-254 n metal halide). In general, the drug demons be sensitive to ali factors studied, rnaí solution, but in a more intensive way front and light. The photodegradation kine . methanol, front to UVC light was detelT!"'..--1III1 indicating a zero-order reaction. photodegradation products were isolateo identified by nuclear magnetic resonance: benzimidazole, 1,3-diidro-benzimidazole-2 and [4-(3-methoxy-propoxy)-3-methyl-p"" ,,.,.,.... ...;... yl]methanol. Some results suggest that diidro-benzimiazole-2-one is also formed acidic degradation. KEYWORDS: RABEPRAZOLESODIUM, V STABILlTY,DEGRADATION PRODUCTS

Prof. Dr. Martin Steppe (UFRGS)

Banca Examinadora: Profª. Dr. Cristiane de B. da Silva (UFSM); Profª. Dr. Hérida R. N. Salgado (UNESP); Prof. Dr. Pedro E. Frõehlich (UFRGS); Profª. Dr. Silvia S. Guterres (UFRGS) Data de Defesa: 26.3.2007 [PPGCF/UFRGS5] 3 Neste trabalho, foram desenvolvidos e validados métodos qualitativos e quantitativos para o controle de qualidade de rabeprazol sódico, um inibidor da bomba de prótons. O fármaco apresenta eficácia comprovada na cicatrização, alívio de sintomas e prevenção de recidivas de úlceras pépticas e doença do refluxo gastroesofágico. A substância química de referência utilizada nas análises foi caracterizada por espectrofotometria no infravermelho e por espectroscopia de ressonância magnética nuclear. A análise qualitativa foi realizada por cromatografia em camada delgada, espectrofotometria no ultravioleta (UV), cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE) e eletroforese capilar (EC), possibilitando a identificação das amostras. Os métodos quantitativos validados foram: UV, espectrofotometria ultravioleta derivada de primeira ordem, CLAE e EC. Todos demonstraram ser específicos, lineares, precisos, exatos e sensíveis. Além disso, o teste de dissolução para os comprimidos revestidos contendo rabeprazol foi desenvolvido e validado, obtendo-se um perfil de dissolução satisfatório. Outro objetivo deste trabalho foi o estudo da estabilidade de rabeprazol. Os fatores de degradação avaliados foram a temperatura (50 e 80 ºC), a hidrólise em meio ácido (HCI 0,01-0,1 M), a oxidação por peróxido de hidrogênio e a luz (UVC-254 nm e metal haleto). De modo geral, o fármaco

- ia, v. 23, n.

1,2007.

23
formação dos mesmos produtos de degradação obtidos em solução. Os produtos foram identificados por ressonância magnética nuclear e espectrometria de massas como derivados benzofenona (PO-21) e isopropílico (PO-37) da fexofenadina. [CAPES] UNITERMOS:
MÉTODOS ESTUDOS DE FEXOFENADINA, TESTE FOTOESTABILlDADE, VALIDAÇÃO. DE PRODUTOS DE DE ANALíTICOS, DISSOLUÇÃO,

._flll:lIe.,

Fexofenadina: validação de iticos e estudo de Porto Alegre: Programa de PósCiências Farmacêuticas, annácia, UFRGS, 2007. Tese íências Farmacêuticas) -, Dr. Elfrides E. S. Schapoval

._nldora: Profª. Or. Cristiane de B. da
ofª. Or. Hérida R. N. Salgado . Pedro E. Frõehlich (UFRGS)

DEGRADAÇÃO

••••

a; 27.3.2007
[PPGCF/UFRGS 36]

FEXOFENADINE: VALlDATION OF ANALYTICAL METHODS AND FOTOSTABILlTV STUDV. The aim of this

jetivou o desenvolvimento e métodos analíticos para fexofenadina em cápsulas e vestidos e o estudo de fármaco. A determinação da e a espectrofotometria no itiram identificar fexofenadina ~41"'T1ÍCa de referência. Os métodos por em camada delgada, laI_tria no ultravioleta (UV), 'da de alta eficiência (CLAE) e (EC) foram utilizados para do fármaco nas formas determinação quantitativa foi __ is da validação dos métodos por cápsulas e comprimidos e EC avaliando-se os parâmetros 'as de validação. Os métodos entaram diferença estatística significância de 1 %. O teste de nvolvido e validado utilizando meio de dissolução, cestas a a 75 rpm para cápsulas e 'dos, respectivamente. Perfis cápsulas dos medicamentos __ nicrr e comprimidos revestidos dos ência, similar e genérico foram -~.r:ados através dos fatores de elhança e da eficiência de - se apresentaram semelhantes. --estabilidade de fexofenadina "IIaI:JaI;;ã-lo ácida, alcalina, oxidativa, •••• 1Ca mostrou a oxidação e a luz rtantes de degradação. A "ooe!g.radação de fexofenadina em e aquosa demonstrou da ordem de reação. A rada da fexofenadina foi • __m~ soluções metanólicas pH=6 oram expostas às lâmpadas 254 nm, havendo formação ~,nof'~-rios, denominados PO-21 e isolados por cromatografia eparativa. A fotólise do pó de primidos demonstrou haver

study was the development and validation of analytical methods to the determination of fexofenadine in capsules and coated tablets and the photostability study of the drug. The melting range determination and infrared spectrophotometry allowed fexofenadine standard reference identification. Methods of thin-Iayer chromatography (TLC), ultraviolet spectrophotometry (UV), high performance liquid chromatography (HPLC), and capillary electrophoresis (CE) were employed to the qualitative analysis of the drug in pharmaceutical formulations. The quantitative determination was performed through the validation of UV and HPLC for capsules and coated tablets, and CE for capsules, evaluating the guidances validation parameters. The proposed methods were not statistically different to a 1% significance leveI. The dissolution test was developed and validated using HCI 0.01 M as dissolution medium, basket at 100 rpm and paddle at 75 rpm to capsules and coated tablets, respectively. Oissolution profiles of reference and similar capsule products and reference, similar and generic coated tablets products were performed and compared using difference factor, similarity facto r and the dissolution efficiency, showing not similarity. Preliminary stability study of fexofenadine through acid, alkaline, oxidative, thermal, and photolytic deqradation shows sensibility to oxidation and light. The kinetic of photodegradation of fexofenadine in methanol and water solutions show second order kinetic of reaction. The accelerated stability was evaluated using fexofenadine methanolic solutions pH=6 and pH=11, which were exposed to a metal halide lamp and to a fluorescent lamp UVC 254 nm, giving two majority degradation products, assigned PO-21 and PO-37. The separation was carried out by HPLC and TLC. The products were isolated by column chromatography and preparative TLC techniques. The analysis of the powder of tablets and tablets, which were exposed to light, showed the same degradation products presented for solutions. The majority degradation products of fexofenadine were identified by nuclear magnetic resonance and mass spectrometry as a

,

24
benzophenone derivative derivative (PD-37). KEYWORDS:
ANALYTICAL STUDIES, METHODS,

Caderno de Farmácia

(PD-21)

and isopropyl
VALlDATION TESTS, OF

FEXOFENADINE, DISSOLUTION PRODUCTS

STABILlTY

DEGRADATION

BERNARDI, Ana Paula M. Análise quumca, avaliação da atividade antioxidante e obtenção de culturas in vitro de espécies de Hypericum nativas do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas, Faculdade de Farmácia, UFRGS, 2007. Tese (Doutorado em Ciências Farmacêuticas) Orientador: (UFRGS) Co-Orientador: (UFRGS) Profª. Dr. Gilsane Dr. L. von B. Poser Rech

Prof.

Sandra

Banca Examinadora: Profª. Dr. Alexandra Latini (UFSC); Prof. Dr. Arthur G. Fett Neto (UFRGS); Prof. Dr. José Angelo S. Zuanazzi (UFRGS) Data de Defesa: 9.4.2007
[PPGCF/UFRGS 37]

Aproximadamente vinte espécies do gênero Hypericum (Guttiferae) têm ocorrência natural no Brasil, e concentram-se principalmente na região Sul do País. Considerando a importância deste gênero como fonte de substâncias com variadas atividades biológicas, tais como analgésica, antidepressiva, antimicrobiana, antiviral, antiproliferativa, entre outras, o presente trabalho teve como objetivos analisar a constituição química e o potencial antioxidante de espécies de Hypericum, desenvolver protocolos para manutenção de algumas espécies nativas através de culturas de tecidos e células e validar metodologia para quantificação de benzopiranos em H. polyanthemum proveniente de cultivo a campo, in vitro e aclimatizado. Utilizando-se métodos cromatográficos e espectroscópicos, foram isolados e identificados o ácido fenólico ácido 5-0-cafeoil-1-metóxi-quínico e os flavonóides 3,7 -dimetil-quercetina, 3-0-metilquercetina, 13,118-biapigenina, guaijaverina, isoquercitrina e hiperosídeo, todos derivados da quercetina e obtidos da fração acetato de etila das partes aéreas de H. ternum. Ainda desta espécie, porém da fração n-hexano das raízes, obteve-se o derivado de floroglucinol uliginosina B. De H. myrianthum foram isolados e identificados os flavonóides quercetina e hiperosídeo, da fração metanólica das partes aéres, bem como os derivados de floroglucinol japonicina A e uliginosina B, fração n-hexano das raízes. Através do método colorimétrico de Folin-Ciocalteau, foram quantificados os teores de fenólicos totais

das espécies H. caprifoliatum, myrianthum e H. polyanthemum. teores variando entre 37,40 a 228, extrato seco. Utilizando as técni (Total Radical-trapping Antioxid ORAC-PGV (Oxygen Radical Capacity) e reação bioa espectrofotométrica com radicais difenil-1-picril-hidrazil) evidenciou-se brutos metanólicos, e frações me tiexânicas das espécies H. cap carinatum H. myrianthum e H. polyan como produtos isolados de espécies nativas do Estado apresentam antioxidante. A regeneração in vitro f ' meio Murashige & Skoog modificado ( _ espécies H. campestre, H. ceptit. carinatum, H. myrianthum, H. polyanth ternum utilizando diferentes cornbi concentrações dos reguladores de creSl::n'" benzilamino-purina (BAP), ácido naftale (ANA) e ácido 2,4 dicloro-fenóxi-acéti Plântulas dessas espécies foram poste aclimatizadas com sucesso, sendo cu . campo. As espécies micropr demonstraram perfis químicos qualitatí similares aos apresentados pelas desenvolvidas no campo, de modo que o vitro apresenta-se como uma alt interessante aos métodos convencion produção de biomassa para extrametabólitos secundários bioativos. Cultu calos foram estabelecidas em meio ML" myrianthum, H. polyanthemum e H. t utilizando diferentes combinações concentrações dos reguladores de cresci cinetina (CIN), BAP, ANA e 2,4-D. Conside se as importantes atividades biológicas produtos obtidos de H. polyanthemum estabelecida uma metodologia para quantific através da técnica de CLAE, de benzopiranos extrato apoiar desta planta, espécie de ocorrê restrita. A validação analítica foi avaliada confo o preconizado por normas reconheci internacionalmente, com análise dos parâme linearidade, seletividade, precisão (repetibilidade precisão intermediária), exatidão e limites detecção e quantificação, demonstran resultados coerentes com os exigidos p legislação vigente. Foram evidenciadas variações no teor de benzopiranos na planta micropropagada, aclimatizada e desenvolvida a campo, provavelmente devido a fatores, que vão desde a regulação endógena de processos fisiológicos até variações sazonais no cultivo. [CAPES UNITERMOS:
ATIVIDADE ACLlMATIZAÇÃO,

Hypericum,

COMPOSTOS CULTIVO

FENÓLlCOS, IN VITRO,

ANTIOXIDANTE, BENZOPIRANOS

de Farmácia, v. 23, n. 1,2007.

25
combinations and concentrations of kinetin (CIN), BAP, ANA and 2,4-D. Considering the important biological activities of the benzopyrans isolated from H. polyanthemum, an HPLC quantification methodology was established. Analytical validation was performed according to international rules (Iinearity, selectivity, precision, accuracy, detection and quantitation limits) showing results coherent with those required by the current legislation . Variation of the benzopyrans concentration was observed among the micropropagated plantlet, acclimatized and field grown plants, probably due to factors as endogenous regulation of physiological process and seasonal variation of the culture. KEYWORDS: Hypericum, PHENOLlCCOMPOUNDS, ANTIOXIDANT ACTIVITY, IN VITRO CULTURE, ACCLlMATIZATION, BENZOPYRANS

ANAL YSIS, EVALUATION OF THE _1DIr:D1WT ACTIVITY ANOOEVELOPMENT F IN VITRO O _DlH:S OF Hypericum SPECIES NATIVE OF RIO _.IDE DO SUL. Approximately twenty species of •••• -='JITJ genus (Guttiferae) are native of Brazil, ainly in the South region. Considering nxxtance of the genus as a source of --,"".,.. with different biological activities, such .,.!IgE~ic, antidepressant, antimicrobial, tiproliferative, among others, the of this work were to evaluate the _",,..u,.m-v and antioxidant potential of some ecies, to develop protocols for the of the species through in vitro o validate a technique to quantify the _ ••.. "",' H. po/yanthemum grown in field, in imatized plants. Chromatographic .msc:opic techniques were used for the ntification of the phenolic acid 5-0ester-quinic acid and the tin 3,7-dimethyl ether, quercetin 13,118-biapigenin, guaijaverin, hyperoside, ali of them quercetin tained from ethyl acetate fraction parts. From n-hexane fraction is species the phloroglucinol "wv~in B was obtained. The _!!r"Oefin' and hyperoside (from aerial _1tt'I".nolic fraction), and the 'atives japonicin A and exane fraction of roots) were myrianthum. Total phenol -..ging from 37.40 to 228.36 mg (Folin-Ciocalteu colorimetric 'oliatum, H, carinatum, H. Iyanthemum was measured. 'ai of the extracts obtained . carinatum, H. myrianthum • 1IIII'!XJ7) and isolated compounds TRAP (Total RadicalParameter), ORAC-PGR rbance Capacity) and ofotometric reaction with •••••••••••••• 0<- ~ -picrylhydrazyl radical eration of H, campestre, ~~·h tm, H. myrianthum, H. mum was obtained in . ied rnediurn . (Mi::.) '"e combinations and owth regulators 6a-naphthalene-acetic Z"I.-OC""'I\orophenoxyacetic acid acclimatized and e micropropagated oattern qualitatively onstrating that the :àtI:-;'!1i'ive to conventional ...,.....,n ,..-n·on of bioactive cultures of H. and H. ternum using different

,

MENDEZ, Andreas S. L. Estudo de estabilidade do antibiótico meropenem. Porto Alegre: Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas, Faculdade de Farmácia, UFRGS, 2007. Tese (Doutorado em Ciências Farmacêuticas) Orientador: (UFRGS) Profª. Dr. Elfrides E. S. Schapoval

Banca Examinadora: Profª Dr. Kellen C. B. de Souza (UCS); Profª. Dr. Simone G. Cardoso (UFSC); Profª. Dr. Valquiria L. Bassani (UFRGS). Data de Defesa: 22.5.2007 [PPGCF/UFRGS8] 3 A estabilidade de medicamentos constitui um tema atual e de grande importância no meio científico . Tem sido constantemente abordada em estudos direcionados à avaliação da qualidade das preparações farmacêuticas. O meropenem, um antibiótico carbapenêmico de amplo espectro de ação, é utilizado como um importante recurso terapêutico para o tratamento de infecções graves. Por ser um agente antimicrobiano ativo e eficaz, de uso clínico em muitos países, torna-se necessária a pesquisa mais aprofundada de sua estabilidade, propiciando um maior entendimento dos aspectos que podem influenciar na sua manipulação e armazenamento. O presente trabalho objetiva a avaliação da estabilidade do meropenem em condições de degradação forçada, contemplando a determinação da cinética de degradação, o isolamento e identificação de produtos de decomposição e a determinação da citotoxicidade das amostras degradadas e dos produtos isolados. Amostras de meropenem pó para solução injetável (500 mg) e solução reconstituída em água (50 mg/mL) foram submetidas à degradação térmica em diferentes temperaturas. Para a decomposição ácido-base,

26
soluções aquosas de meropenem a 1,0 mg/mL foram preparadas em HCI 0,1 M e NaOH 0,1 M, e estocadas a 25°C. As amostras foram analisadas por cromatografia líquida de alta eficiência, em sistema de fase reversa. Para o ensaio de determinação cinética, as amostras submetidas à maior temperatura de degradação foram também analisadas por ensaio microbiológico - método de difusão em ágar-cilindros em placas. O isolamento do produto de degradação térmica foi efetuado através da combinação das técnicas de cromatografia em coluna e cromatografia em camada delgada preparativa. Para o produto oriundo de catálise básica, a identificação foi efetuada diretamente na amostra degradada, não havendo a necessidade de prévio isolamento. A elucidação estrutural dos produtos de degradação foi realizada por ressonância magnética nuclear e espectrometria de massas. As amostras degradadas e o produto de catálise básica foram avaliados ín vítro quanto ao potencial citotóxico frente a células mononucleares. Para determinação da viabilidade celular, os conteúdos celulares foram avaliados por citometria de fluxo. Os resultados dos ensaios de cinética química indicaram que o meropenem sofre decomposição térmica seguindo reação de primeira ordem. As amostras degradadas apresentaram uma acentuada redução de teor, com formação de produtos de degradação. As técnicas cromatográficas de purificação utilizadas permitiram o isolamento de um produto oriundo da degradação térmica da solução reconstituída. A identificação demonstrou que o mesmo teve uma modificação estrutural extensa, gerada a partir de reações de decomposição passíveis de ocorrer para o derivado carbapenêmico avaliado. Para o produto de degradação básica, verificou-se o rompimento do anel ~-Iactâmico, em reação característica destes compostos. A avaliação preliminar da citotoxicidade indicou que as amostras ensaiadas apresentam toxicidade celular ín vítro após 48 horas de incubação, fornecendo indícios de necessidade de atenção para este aspecto. A totalidade dos resultados obtidos neste trabalho permite a conclusão de que a estabilidade do meropenem é um tema de grande relevância e deve ser considerada na hora da manipulação do produto, de modo a evitar problemas de qualidade oriundos de amostras degradadas e seus produtos de degradação. [CNPq] UNITERMOS:
DEGRADAÇÃO, DECOMPOSiÇÃO DEGRADAÇÃO STABILlTY STUDV OF THE ANTIBIOTlC MEROPENEM. MEROPENEM, ESTABILIDADE ÁCIDO-BASE, CINÉTICA PRODUTOS DE DE

Caderno de Farm'

.

a.

TÉRMICA,

Meropenem, a carbapenemic an spectrum, is used as an impo agent for the treatment of several " it is an active and effective antimic":::IIIII_ many countries, it is necessary research about its stability, knowledge about the aspects that in its handle and storage. The aim the evaluation of meropenem s degradation conditions, including the of degradation kinetics, the . identification of decomposition pr citotoxicity evaluation of degraded isolated products. Meropenem pow (500 mg) and reconstituted solutio mg rnl') were submitted to thermal For acid-basic decomposition, aqueous solution at 1.0 mg ml" were HCI 0.1 M and NaOH 0.1 M, and sto The samples were analyzed by high liquid chromatography, in reverse phase the kinetics determination, the samp es 45°C and 90°C were also e microbiological assay, applying the method. The isolation of thermal product was carried out by chromatography and preparative chromatography. For the product obtai basic catalysis, the identification was d in the degraded sample, without previo The structural elucidation of degradatio was performed by nuclear magnetic and mass spectrometry. The degraded and basic catalysis product were eval respect to citotoxic potential ín vítro mononuclear cells. The cellular viab determined by flow citometry. The r chemical kinetics indicated that decomposition of meropenem is described order reaction. The degraded samples s significant reduction in the potency, with fo of degradation products. The chromat purification techniques allowed the isolatio thermal degradation product. For the degradation product, it was verified the h of ~-Iactam ring, in a characteristic reacti these compounds. The preliminary cito evaluation indicated that samples were toxic 48 hours. The results obtained in this work ai to conclude that the stability of meropenem subject of great importance and shoul considered in the handle of the product, in or avoid quality problems from degraded sa and degradation products. KEYWORDS:
THERMAL DEGRADATION MEROPENEM, PRODUCTS DEGRADATION KIN STABILlTY, ACID-BASIC DECOMPOSI

The stability of pharmaceuticals is a current and important subject in the scientific field. It has been frequently cited in studies related with the quality evaluation of pharmaceutical preparations.

de Farmácia, v. 23, n. 1, 2007.

27

-u+~çõesde Mestrado I M.Sc.-Dissertations
a de Pós-graduação em Ciências ".,;:ICê-uticas/FACFAR/UFRGS -'- Porto Ale retRS ESTRADO ACADEMICO média menor na qualidade de vida total, do que os que não utilizavam (p= 0,0001). Conclusões: os indicadores da Organização Mundial da Saúde podem ser considerados inadequados em função do novo perfil de morbidade da população. Com o desenvolvimento das novas ferramentas, puderam-se perceber os problemas em uma prescrição. O monitoramento da prescrição e a educação dos usuários são necessários, pois previnem problemas relacionados aos medicamentos, além de realçarem os resultados terapêuticos, econômicos e de qualidade de vida. [CNPq] UNITERMOS: INDICADORES DE QUALIDADE DA PRESCRiÇÃO, ADESÃO, COMPLEXIDADE. NíVEL DE CONHECIMENTO DA PRESCRiÇÃO, QUALIDADE DE VIDA
ASPECTS OF PRESCRIBING AND OF QUALlTY OF DRUGS USAGE IN THE FAMILY HEALTH PROGRAM.

Samanta M. E. Aspectos da da qualidade do uso de no Programa de Saúde da o Alegre: Programa de PósCiências Farmacêuticas, UFRGS, "-'f'f::Ição (Mestrado em Ciências . Dr. Sotero S. Mengue (UFRGS) t_"lliraadora: Profª. Dr. Denise Bueno -. Dr. Mareni R. Farias (UFSC); ~. __ éU S. de Castro (UFRGS); Profª. Dr. UllIaóCY (U FRGS) ~_m:ação: 14.12.2006
[PPGCF/UFRGS 275]

,

a qualidade da prescrição de eio de indicadores; investigar mento medicamentoso, a prescrição e o nível de prescrição dos usuários do e da Família; avaliar a componentes da amostra. •• _u::;a seguiu o modelo de estudo um questionário aplicado a P--r::x:rrama Saúde da Família. de 336 entrevistados, 320 ---~-o médica. 36,6 % das mais de um medicamento doença, 9,0 % delas _*a--en10s da mesma classe dos medicamentos foram •••• 1W'II •••••• iação genérica, 8,1% das 0010 menos, um antibiótico edicamentos prescritos edicamentos Essenciais medicamentos eram de % das prescrições "'1In'"i~)es mínimas necessárias "'Eacamento. A adesão ao iderada alta em 14,0 de conhecimento da considerado bom em - •••••-stados. A média da -----~.....<i-o foi de 7,7 pontos. vida, observou-se que o aumento da idade que utilizavam especial tiveram uma

".ta~

Objectives: to assess the quality of prescribing through indicators; to investigate the adherence, the complexity of prescribing and the prescribing knowledge levei of the Family Health Program users; to evaluate the quality of life of the studied sampled. Method: a cross-sectional study whose data were collected by questionnaire, answered by 336 users of the Family Health Programo Results: Among the 336 users interviewed, 320 showed the prescribing. 36.6% of the prescribing had more than one drug to the same illness, 9.0% of them had drugs of the same pharmacological class, 84.4% of the drugs were prescript by the generic denomination, 8.1 % of the prescribing had, at least, one antibiotic prescript, 81 % of the prescribed drugs were listed on the Essential Medication List of the city, 9.2% of the drugs were special controlled, 62.4% of prescribing had the minimum information required to its usage. The adherence was high on 14.0% of the users. The knowledge levei of prescribing was considered good in 11.0% of the cases. The average of prescribing complexity was 7.7 points. Regarding quality of lite, it was observed that physical handle decreased with the age grow (p=0.0001). users that use special controlled drugs had a lower average on the total quality of lite, compared to the ones which didn't use it (p=0.0001). Conclusions: the World Health Organization's indicators can be considered inappropriate when analyzing the new profile of the sickness of the population. With the development of the new tools, it was able to perceive the ..problems in a prescribing. The prescribing monitoring and the education of the users are a need, because they prevent problems related to the medication, and increase the

28
therapeutic, results. economical and the quality of life

Caderno

de Farmácia,

v. 22, n. 2

KEYWORDS: INDICATORS OF QUALlTY OF PRESCRIBING, ADHERENCE, OMPLEXITY; NOWLEDGE C K LEVELOF MEDICATIONS, QUALlTYOF LlFE

REMONATTO, Gabriela Correlação entre concentração inibitória rmrurna e ruvers urinários de antimicrobianos para o tratamento de infecções no trato urinário. Porto Alegre: Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas, UFRGS, 2006. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) Orientador: Prof. Dr. Afonso L Barth (UFRGS)

Banca Examinadora: Profª. Dr. Carmem R. Vargas (UFRGS); Profª. Dr. Elizabeth de A. Marques (UERJ); Prof. Dr. Elvino G. Barros (UFRGS) Data de Apresentação: 18.12.2006 [PPGCF/UFRGS 276]

Introdução: As Infecções no trato urinário (ITU) estão entre as doenças infecciosas mais comumente diagnosticadas e são responsáveis por uma grande proporção do consumo de agentes antimicrobianos, sendo a Escherichia coli o microorganismo mais freqüentem ente envolvido. Os antimicrobianos utilizados no tratamento das ITU sofrem concentração no processo de eliminação, ocasionando altos níveis de antimicrobiano na urina. No entanto, os testes que avaliam a susceptibilidade aos antimicrobianos são baseados em concentrações sé ricas. Assim, é de interesse a padronização de um teste que utilize níveis urinários (discos de alta potência) dos antimicrobianos frente aos uropatógenos. Objetivo: padronizar teste de susceptibilidade aos antimicrobianos para E coli de ITU, com concentrações de antimicrobianos atingidas na urina. Métodos: foram utilizados 204 isolados bacterianos resistentes a pelo menos um dos seguintes antimicrobianos: ampicilina, cefalotina, ciprofloxacino, gentamicina, sulfametoxazoltrimetoprima (cotrimoxazol) para os quais foi determinada a MIC através de diluição em agar. Através da análise das MIC obtidas e das concentrações que os antimicrobianos atingem na urina, foram estabelecidas as concentrações dos discos de alta concentração. As seguintes concentrações de disco foram utilizadas: ampicilina (500, 400, 300 /-1g),cefalotina (200, 100 /-1g)e ciprofloxacino (200, 150 /-1g).Resultados: a ampicilina apresentou MIC ~ 512 /-1g/mL para cerca de 50 % dos isolados. Dos discos testados, o de 500 /-1g mostrou melhor coeficiente de correlação de Spearman (rs= -0,659) e foi escolhido para a determinação do ponto de corte através de curva ROC (receiver operating

characteristic). Pela curva, um diâmetro 9 mm separaria as amostras resistentes susceptíveis (S) a altos níveis de ampi 100 % de sensibilidade e especificidade A cefalotina apresentou MIC inferior a 2 para 78 % dos isolados sendo que o "rs discos de 100 e 200 /-1gfoi o mesmo: -O, curva ROC, halos de 17 mm (disco de 13 mm (disco de 100 /-1g)discriminariam R d~ S com 100 % de sensibilidade e 96 especificidade. O ciprofloxacino apresent 128 /-1g/mLpara mais de 50 % dos isolados. que o "r," foi melhor com o disco de 200 0,916). Um halo de 21 mm separaria as S e R com 100 % de sensibilidade e 78, especificidade. Para o cotrimoxazol, 95 amostras se mostraram resistentes a altos os testes com disco de alta potência não realizados. Para a gentamicina o baixo nú amostras (n= 22) prejudicou a análise, mas de 63 % dos isolados seriam susceptíveis a níveis. Conclusão: O presente estudo dem que o uso de discos de alta concentração p útil para avaliar a susceptibilidade de i urinários. Isto tem importância em labo clínicos onde, embora haja dificuldade realização da MIC, testes de disco-difusão incorporados na rotina. UNITERMOS: INFECÇÃO URINÁRIA, E. coli, CONCENTRAÇÃO URINÁRIA DEANTIMICROBIANOS CORRELATION BETWEEN MINIMUM CONCENTRATION ANO URINARY LEVELS ANTIMICROBIALSFOR TREATMENTOF INFECTIO URINARYTRACT. Introduction: The urinary infections (UTI) are among the most com infectious diseases and are responsible for a antimicrobial usage. The Escherichia coli is main microorganism involved in UTI. antimicrobials used for treatment of concentrate in the urinary tract and this leads high levels of them in the urine. However, susceptibility tests are based on the serum le of the antimicrobials. Therefore, it is of interes develop a test which correlates the urinary le of antjbiotics (discs with high levels) -with uropathogens. Objective: to propose susceptibility test of E. coli from UTI using doses the antimicrobials reached in the urine. Metho a total of 204 clinical isolates of E.coli resist according to conventional antimicro . susceptibility test to, at least, one of the followi antimicrobials: ampicillin, cefalotin, ciprofloxa . gentamicin and trimetoprim-sulfametoxazol. MIC was determined by the agar diluti technique. According to the results of the MIC a the urinary levels of the antimicrobials it was possible to establish the concentration of the hi potency discs. The following concentration of discs were used: ampicilin (500, 400, 300 /-1g),cefalof

Farmácia, v. 23, n. 1,2007.

29
satureioides obtido por spray drying, em escala semi-industrial, visando a superar as principais limitações tecnológicas apresentadas tais como a higroscopia excessiva do produto, baixa densidade, pequeno tamanho de partícula e instabilidade dos constituintes flavonoídicos frente à luz. Dois métodos foram empregados para a granulação: granulação em leito fluidizado e granulação via seca por desagregação. Estes métodos apresentaram, respectivamente, 15 e 60 % de rendimento do processo, levando a escolha da granulação seca para a produção dos grânulos do produto seco. A granulação seca resultou em grânulos assimétricos, de faixa granulométrica situada entre 0,3 mm e 1,9 mm e de superfície irregular e rugosa. O revestimento destes grânulos foi realizado em leito fluidizado, utilizando três tipos de polímeros, Eudragit® L 300, Opadry" 11 e Opadry® AMB. O' rendimento médio com o Opadry® 11 foi de 72 %. O revestimento com Opadry® AMB foi realizado utilizando-se um baixo e alto fluxo do líquido de revestimento, obtendo-se rendimentos de 75 e 85 %, respectivamente. A higroscopia dos grânulos foi avaliada em ambientes com umidade relativa controlada de 65 ou 99 %, comparando-se o comportamento dos grânulos revestidos com o dos grânulos sem a presen~a de revestimento. Ambos os filmes com Opadry não protegeram os grânulos frente à umidade. As fotomicrografias por MEV, destes grânulos, revelaram que, ambos os tipos de revestimento, apresentaram superfícies rugosas e com presença de poros explicando, parcialmente, a falta de proteção contra a umidade. O estudo da fotoproteção indica, em um primeiro momento, que o filme de revestimento promove a proteção dos flavonóides frente a ação da luz. A avaliação preliminar da liberação dos flavonóides, a partir dos grânulos, foi realizada em células de fluxo Desaga® com os grânulos sem revestimento e revestidos com Opadry® AMB. A água não demonstrou ser o meio mais favorável para este ensaio. Em meio com pH 1,2 contendo 1 % de laurilsulfato -de sódio, os flavonóides quercetina, luteolina e 3-O-metilquercetina foram liberados, respectivamente, após 90 minutos, em 70, 83 e 70 % a partir dos grânulos não revestidos, e 52, 54 e 45 % a partir dos grânulos revestidos com Opadry" AMB, denotando a influência do filme de revestimento sobre o perfil de liberação dos flavonóides. Em seu conjunto, os resultados obtidos nesta primeira abordagem deste tema abrem diversas perspectivas para o aprofundamento do estudo e desenvolvimento de granulados de A. satureioides, a partir de produto seco por spray drying. [CNPq] UNITERMOS: Achyrocline
SECO POR SPRA Y DRY/NG, SECA, REVESTIMENTO,

) and ciprofloxacin (200, 150 I1g). - illin presented MIC ~ 512 I1g/mL for E coli isolates. The disc containing - illin displayed the best coeficient of ";;= -0.659) and it was chosen to eter breakpoint according to the A diameter of 9 mm would - h levei ampicillin resistant isolates 50% of sensitivity and specificity, Cefalotin presented MIC below 256 of E. coli isolates. Its "rs" for discs and 200 I1g was the same: -0.744. ROC curve zone diameters of 17 I1g)e 13 mm (disk of 100 I1g) were "~ni-nate isolates resistant with 100% of sensitivity and specificity, - rofloxacin presented MIC s 128 than 50% of isolates and the best _.ved with the 200 I1g (rs= -0,916) disk. IIIlI'T'eter of 21 mm would discriminate tes with 100% and 78.9% of specificity, respectively. A total of - olates proved to be resistant to trimoxazole and, therefore, tests ~ ."rcy disks were not performed. Due mbers of isolates resistant to 22) we were not able to perform _lJss a1though 63% of E coli isolates ceptible to high levels of this nclusion: This study indicated I_KlIaptlfbility test with disks containing antimicrobials may be useful to ptibility of urinary tract isolates. of importance as the clinical be able to perform the MIC test
RY TRACT ENTRATION INFECTION,

"

E. coli,

OF ANTIMICROBIALS

tavo F. Desenvolvimento e •• laIoIé'~ ica de granulado revestido seco por spray drying de satureioides (Lam.) DC. •• _rcela). Porto Alegre: Programa de e Ciências Farmacêuticas, rtação (Mestrado em Ciências Dr. Valquiria

L.

Bassani

.liIIIldcxa: Profª. Dr. Angélica G. Couto _ Helder F. Teixeira (UFRGS); yorga Borges (UFRGS)

••• -IIac;:ã- o: 18.12.2006
[PPGCF/UFRGS 277] •••• IiIif'0

satureioides,
GRANULAÇÃO

PRODUTO POR VIA

refere-se ao desenvolvimento - de produto seco de A.

LEITO FLUIDIZADO

30
DEVELOPMENTAND TECHNOLOGICAL EVALUATION OF COATED GRANULES CONTAINING SPRAY DRIED EXTRACTOF Achyroc/ine satureioides (LAM.) DC. ASTERACEAE (MARCELA). The present work was designed to develop granules from Achyrocline satureioides spray dried powders in order to overcome the main technological limitations presented by this herbal raw material: high hygroscopy, low density, small particle diameter and flavonoid sensibility against light. Two methods were employed for granulation, fluidized bed and dry granulation. These methods presented, respectively, 15 and 60 % of process yield, leading to the selection of dry granulation for preparing the granules. By this method, the granules showed 0.3 to 1.9 mrn particle mean diameter, rough surface and irregular morphology. For coating the granules, three types of polymers were employed, Eudragit® L30D, Opadry" 11 and Opadrv" AMB, in fluidized bed. The first one resulted in atomizer obstruction becoming non viable its employment. The mean yield coatinª obtained with Opadry" 11 was 72 %. The Opadry AMB was sprayed in low and high rates yielding, respectively, 75 % and 85 %. The hygroscopicity of the granules was evaluated in controlled conditions of 65 % or 99 % RH, comparing the behavior of the coated granules which that presented by noncoated particles. Both Opadry® coatings did not protect the granules against the humidity. The SEM photomicrographis of these granules revealed that both types of coating presented rough and porous surface explaining partially, at least, the lack of protection against the humidity. The preliminary photostability assay indicated, in a first view, that the coating promotes the flavonoid protection. The flavonoid release from the granules was performed in Desaqa" flow cell from the noncoated granules and from Opadry" AMB coated granules. Water demonstrated not to be an appropriate media for both ·tested granules. In pH 1.2 media containing 1 % of sodium lauryl sulfate, the flavonoids quercetin, luteolin and 3-0methylquercetin were, respectively, released, after 90 minutes, in 70 %, 83 % and 70 % from non coated ~ranules and in 52 %, 54 % and 45 % from Opadry AMB coated granules, denoting the influence of the coating on the flavonoid release profile. Taken together, the results of this first approach open may perspectives for more detailed studies on Achyrocline satureioides granules from the corresponding spray dried powders. KEYWORDS:
DRIED EXTRACT, BED FLUIDIZED

Caderno

de Farmácia,

v. 22.,

FRONZA, Tassiana Estudo expll_ mecanismos de regulação produtos cosméticos de base na no Brasil. Porto Alegre: Progr graduação em Ciências Farmacêuti 2006. Dissertação (Mestrado e Farmacêuticas) Orientador: Prof. Dr. Helder F. Teixeira Prof!:!. Dr. Sílvia S.

Co-Orientador: (UFRGS)

Banca Examinadora: Profª. Adriana R (UFRGS); Prof!:!. Dr. Célia M. G. Chaves Prof. Dr. Nelson Duran (UMG/UNICAMP Data de Apresentação: 21.12.2006
[PPGCF

Resumo: Atualmente, existem diversos cosméticos de base nanotecnológica di no mercado nacional, incluindo protetores produtos para a prevenção do envelh cutâneo, ou ainda, produtos que veicul ampla gama de componentes funcio ativos. Em contrapartida ao grande i industrial, várias organizações governamentais têm expressado a preocupação acerca das incertezas do i dos novos nanomateriais sobre a saúde hu sobre as possíveis aplicações e impli sociais dessa nova tecnologia. Além disso sido amplamente questionada a adequaçã atuais sistemas regulatórios governamen . que diz respeito aos produtos oriundos nanotecnologia. De fato, mundialmente, existem requisitos específicos para o regis produtos cosméticos de base nanotecnoló sendo a análise realizada, de maneira geral, a caso. Dentro desse contexto, esse estudo t uma descrição do perfil da produção industri produtos cosméticos de base nanotecnológica Brasil, buscando avaliar a disponibilidade mesmos no mercado nacional e a sua segur de uso, com base na análise das matérias pri constituintes dos produtos, determinação do diâmetro de partícula e dados disponíveis literatura. Em uma última etàpa, foram propost alguns parâmetros para a regulação de produt cosméticos de base nanotecnológica no Brasil, especial, no que diz respeito à classificação d produtos e a rotulagem dos mesmos. UNITERMOS:
NANOTECNOLOGIA, COSMÉTICA, NANOCÁPSULAS, NANOESTRUTURAS NANOCOSMÉTICOS, REGULAÇÃO NANOEMULSÕES, COSMÉTICOS INDÚSTRIA LlPOSSOMAS. NANOPARTíCULAS,

Achyrocline
DRY

satureioides

SPRAY COATING,

GRANULATION,

SANITÁRIA,

EXPLORATORY STUDYOF THE SANITARYREGULATORY MECHANISMS OF NANOCOSMETIC PRODUCTS IN BRAZIL. Abstract: There are a number of nanocosmetic products in the domestic market

o de Farmácia,

v. 23, n. 1, 2007.

31
feminino, com idade média de 44,4± 13,86 anos. O uso de plantas medicinais foi relatado por 92,9 % dos entrevistados, com média de 4,8±3,7 plantas por pessoa. Para a maioria dos respondentes (74,8 %) a informação sobre o uso das plantas medicinais está baseada no conhecimento tradicional, sendo usadas principalmente para tratar sintomas de condições relacionadas ao trato gastrintestinal, ao sistema respiratório ou simplesmente como bebida. 58,6 % das plantas medicinais referidas são cultivadas nas moradias dos entrevistados. Quanto à utilização de medicamentos, 37,8 % dos entrevistados relataram que utilizam medicamentos sempre, 31,1 % quando não se sentem bem e 8,7 % somente quando consultam o médico. Das pessoas entrevistadas, 86,2 % relataram o consumo de algum tipo de medicamento no mês anterior à entrevista. Foram citados 467 medicamentos, perfazendo a média de 2,4 medicamentos por pessoa. O uso de fitoterápicos foi de apenas 7,28%. A presença de doenças crônicas foi relatada por 45,9 % do total dos entrevistados, correspondendo a 90 entrevistados. A hipertensão arterial foi a mais prevalente. Neste estrato, 90 % utilizam plantas medicinais com média de 5,26±4,02 plantas por pessoa. A análise de comparação entre médias demonstrou que não existe diferença significativa entre o número médio de plantas medicinais utilizadas por pessoas com doenças crônicas e pessoas sadias (Pcalc= 0,1056; p>0,05; t-Student). Os resultados deste estudo reforçam que o intercâmbio entre os conhecimentos científico e popular é um instrumento importante para o uso racional das plantas medicinais. UNITERMOS: PLANTASMEDICINAIS, EDICAMENTOS, M ATENÇÃO PRIMÁRIA,AUTOCUIDADO USE OF MEDICINALPLANTSAND MEDICINESIN SELFCARE IN TEUTÔNIA CITY, RS/BRAZIL. Objective: Describe the use of the medicinal plants and herbal medicines with other medicines in the population of Teutonia city, RS. Methods: The research followed a descriptive cross-sectional study model, using a questionnaire semi-structured in a data collection. The interviews occurred from December 2005 to May 2006. The collected plants were botanically identified by the herbal ICN/UFRGS, from Botanic Department of UFRGS. Results and Conclusions: 196 persons were interviewed and among them 87.2% were female, at the average age of 44.4 around 13.86 years. The use of medicinal plants was told for 92.9 % of the interviewed, the average of 4.8, around 3.7 plants for each person. For the most of them (74.8%) the information about the use of medicinal plants is based in the traditional knowledge, being used mainly for treating the symptoms of conditions related to the gastrointestinal treat, to respiratory system or just as a beverage. In 58.6% medicinal plants mentioned, they are grown in the

ding sunblock, products for prevention ln aging, or even products which a wide range of active and functional __ lI'lents. Running counter to major industrial any non-governmental organizations sed their concern regarding the ._nDE~of the impact new nanomaterials may an health as well as the possible ••••• JnS and social implications that this new ay bring. Moreover, the adaptation of mental regulations has widely come _-=n ... regarding products stemming from íny _dIr'O<)QY. In fact, worldwide, there are no _lUI' -ements to register nanotechnological ucts, as each is generally analyzed case basis. Within this context, this e profile of the industrial production --"Y"lnll"lgical cosmetic products in Brazil, assessing the availability of these domestic market and their safe the analysis of the raw materiais the products, the determining of ••••• 'letier, and the data available in the final stage, some parameters for of nanotechnological cosmetic '1 are proposed, especially as "!ClilSSlTIcation and labeling of products. NANOCOSMETICS, COSMETICS, REGULATIONS, SANITARY NANOEMULSIONS, DUSTRY, CAPSULES, NANOPARTICLES,

__

Ia. Karin H. Utilização de plantas "t.edicamentos no autocuidado no eutônia, RS. Porto Alegre: , -graduação em Ciências RGS, 2007. Dissertação "Q!rc:!élS Farmacêuticas)

. Tania A. Amador (UFRGS)

••••

.-a:. Profª. Dr. Elaine Elisabetsky
lsabela Heineck (UFRGS) (UFRGS);

_~~-ío:

8.3.2007 [PPGCF/UFRGS79] 2

a utilização de plantas •• .-:aDC;;osconcomitantemente com opulação do município "1De1os: a pesquisa seguiu um 'je:SCfitJ' e o instrumento de ivo questionário semi••• eo·S<ELS ocorreram no período '0 de 2006. As plantas -~''''''''';'as botanicamente pelo Departamento de ttados e Conclusões: :-.2 % eram do sexo

32
homes of the interviewed. About the using of the medicines, 37.8% of the interviewed tell that they always use the medicines, 31.1 % use them when they do not feel well and 8.7 only when see the doctor. From the interviewed people, 86.2% told about the using of some kind of medicine in the month before the interview. Were mentioned 467 medicines, making the average of 2.4 medicines per person. The herbal medicines use was only of 7.28%. The presence of chronic diseases was related for 45.9% from the amount of interviewed, being 90 interviewed people. The arterial hypertension was the most prevalent. In this sample, 90% use medicinal plants with the average of 5.26 around 4.02 plants for each person. The analysis of comparison between averages showed that there is not significant differences between the middle number of medicinal plants used by people with chronic diseases and health people (p=O.1056; p>O.05; tStudent Tes~.The results of this study reinforces that the exchange between the popular and scientific knowledge is an important instrument for the rational use of the medicinal plants. KEYWORDS:
MEDICINAL PLANTS, MEDICINES, PRIMARY CARE, SELF-CARE

Caderno de Farmácia, v. 22, n. -

Discurso do Sujeito Coletivo, envolvendo 25 participantes. A média de pontuação dos idosos que le redigida de acordo com a legislação de pontos e daqueles que leram a bula acordo com a legislação de 2003 foi 68 bula preferida pelos participantes leiaute com letra arial e tamanho 1, índice de Flesch para as bulas redigidas com a legislação de 1997 foi 43,78 aquelas de acordo com a legislação de 47,20 %. Os idosos consideram a importante fonte de informação, ori segurança e, de maneira geral, verific compreendem a bula. Apesar disso, rnui não a lêem porque têm letras miúdas, e)(i informações e muitos termos técnicos. H evolução, no que diz respeito à legisl textos das bulas. As bulas avaliadas que com seus textos adequados à legislação tiveram resultados superiores às bulas c textos de acordo com a legislação de mostrando assim, que existe um empe parte das autoridades sanitárias em me qualidade e eficiência da informação ao pa . UNITERMOS:
COMPREENSÃO, EVALUATION BULA VISIBILIDADE, OF DRUGS DE MEDICA I LEGIBILlDADE,

LABEL BY ELDERLY

DIDONET, Juliana Avaliação da bula de medicamentos sob a ótica dos idosos. Porto Alegre: Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas, UFRGS, 2007. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) Orientador: Prof. Dr. Sotero S. Mengue (UFRGS) Banca Examinadora: Dr. Eugênio R. Z. Neves (ANVISA); Profª Dr. Isabela Heineck (UFRGS); Profª Dr. Maria Cristina Werlang (PUCRS) Data de Apresentação: 16.3.2007
[PPGCF/UFRGS 280]

o objetivo deste estudo é avaliar a bula dos medicamentos sob a ótica dos idosos verificando os aspectos da compreensão, visibilidade, legibilidade e as opiniões relacionadas à bula. Foram entrevistados 113 idosos que freqüentavam grupos de atividades para idosos, localizados no estado do Rio Grande do Sul. Um total de 88 participantes leu a bula do fármaco atenolol. Destes, um grupo de 47 pessoas leu a bula redigida de acordo com a Portaria nº 110/1997 e outro de 41 pessoas leu a bula do mesmo fármaco redigida de acordo com a RDC nº 140/2003, sendo que após a leitura recebiam um valor de pontuação para a compreensão. Os aspectos formais da bula foram avaliados por 80 participantes, a partir da escolha das bulas preferidas. A legibilidade foi investigada por meio do índice de Legibilidade de Flesch e as opiniões relacionadas à bula com o emprego da técnica do

The aim of the study is to evaluate the dru by elderly views and check compreh visibility, legibility and thoughts about labels elderly people were assessed from activities groups in Rio Grande do Sul state participants read the atenolol drug's label, them read the drug label according as the 1 law and 41 read the same drug label accordi the 2003's law. Comprehension was evaJ through a point scale that's based on e answers for the questions about label co Among these people, 80 evaluated the drug's visibility and they had to choose the best label. legibility was assessed by the Flesch Rea Score and the elderly thought's by the ColI Subject Discourse. The drugs labels analysis the Collective Subject Discourse included people. The mean score of the people that r the drug label according the 1997's law was points and that people who read the drug I according 2003's law was 68 points. The d label which has a layout with letters type arial ar 1.8 mm was preferred by the participants. Flesch Reading Score for the two drugs label 43.78 % for drug label according the 1997's Ia. and 47.20 % for drug label according the 2003: law. Elderly people consider the drug label a: important source of information, orientation ar-c safety. In general way, they understand the d : label. Despite this, many of them doesn't rea:: because it has small letters, excess of informati ~ and too many technical terminations. It had ar evolution, in relation to drugs labels laws. T

Farmácia, v. 23, n. 1,2007.

33
q8h, curou todos os animais. Nas doses de 30 e 60 mg/kg/dia, q8h, 28,6 e 85,7% dos animais sobreviveram, respectivamente, com a NC2-QN. Houve uma diminuição significativa no tY2 das NC2-QN (32,9 ± 8,9 min) em relação ao fármaco livre (69,8 ± 44,6 min), no grupo de animais infectados (o 0,05) em função de uma tendência de aumento do CLtotal (7,1 ± 3,3 versus 9,9 ± 2,1 Uh/kg) do fármaco nanoencapsulado. Conclusões: A nanoencapsulação da QN reduziu a dose efetiva do fármaco no modelo animal avaliado em 30 % e aumentou a sobrevivência dos animais infectados em cerca de 60 %, apresentando-se como uma alternativa potencial para o tratamento da malária. [CAPES]

according 2003's law got better drug labels according 1997's law. at have an interest by sanitary prove the quality and efticiency ormation. COMPREHENSION,

=

_._a

E. Avaliação da eficácia e de nanocápsulas poliméricas em ratos infectados com hei. Porto Alegre: Programa de em Ciências Farmacêuticas, ertação (Mestrado em Ciências -. Dr. Teresa C. T. Dalla Costa Dr. Sílvia S. Guterres

UNITERMOS: QUININA, NANOCÁPSULAS,EFiCÁCIA ANTIMALÁRICA, Plasmodium berghei, FARMACOCINÉTICA EFFICACY ANO PHARMACOKINETICS OF POL YMERIC NANOPARTICLES CONTAINING QUININEIN Plamodium berghei INFECTEORATS. Objectives: The aims of this study were to develop and characterize polymeric nanocapsules (NC) containing quinine (QN) and to evaluate their efticacy in vivo as well the pharmacokinetic profile of the nanoencapsulated drug. Methodology: NC-QN were prepared by nanoprecipitation with different drug concentration 2 (NC2-QN), 3 (NC3-QN) and 4 mg/mL (NC4-QN). Ali formulations were characterized in terms of encapsulation efticacy, drug loading, zeta potential, particle size, polydispersion index, and pH. The stability of the nanocapsules suspensions were evaluated during 30 days. An experimental malaria model with Plasmodium berghei was used to evaluate NC-QN efticacy in Wistar rats. Difterent doses were tested for each formulation. The pharmacokinetic evaluation was performed with the dose of NC-ON which presented 100 % efficacy in the malaria rnodel, The NC2-QN or QN free were administrated by i.v. route (25 mg/kg) to health and infected rats. Blood samples were collected at predeterminate time points and quantified byan HPLC validated method. Animal protocols were approved by UFRGS Ethics in Research Committee (# 2005477). Results and discussion: Ali suspensions presented adequate particle size, monodisperse population, negative zeta potential, drug content and encapsulation efficiency higher than 90 %. The formulation NC2-QN (75 mg/kg/day) administrated q8h daily during 7-9 days post-infection cured ali infected rats. For NC2-QN, 30 and 60 mg/kg/day, q8h, 28.6 and 85.7 % of survival were observed, respectively. NC2QN presented significant decrease in QN ty. compared to the free drug (32.9 ± 8.9 min and 69.8 ± 44.6 min, respectively), in infected rats (o = 0,05). This occurs due to the tendency of increasing C Ltotal(7.1 ± 3.3 to 9.9 ± 2.1 Uh/kg, from free QN to NC2-QN, respectively). Conclusion:

••

••

inadora: Profª. Dr. Adriana R. _Jl~(';S); Dr. Graziela M. Zanini . Pedro E. Frõehlich (UFRGS) 21.3.2007 [PPGCF/UFRGS82] 2

••• .nla'ção:

l.-~'Olver, caracterizar e avaliar a e o perfil farmacocinético de ocápsulas (NC) poliméricas ). Metodologia: As NC-QN através de nanoprecipitação ntrações de QN: 2 (NC2e 4 mg/mL (NC4-QN). A NC4'da com quitosana. Todas as caracterizadas através de taxa eor, diâmetro, índice de ial zeta e pH, sendo a or 30 dias. A avaliação da com diferentes doses de em modelo de malária Wistar infectados com dose de NC-QN com a de cura dos animais foi avaliação farmacocinética. ••• ..,IDS, os animais sadios ou •• _ .•• a QN livre ou a NC2-QN, -25 tras de plasma coletadas ••••••••••• IP"'T'I;-inados foram quantificadas • odo validado para a protocolos com animais Comitê de Ética em =2005477). Resultados e ••• cer-.s(->es coloidais preparadas centrações de QN "n!t:'O adequado, população zeta diferente de zero, sul ação superior a 90 dose de 75 mg/kg/dia,

34
Nanoencapsulation reduced QN effective dose in 30 % and increased in 60 % the survival of the infected animais. Theses results indicate that quinine nanoencapsulation is a potential strategy to be investigated for malaria treatment. KEYWORDS:
ANTIMALARIAL PHARMACOKINETICS QUININE, EFFICACY, NANOCAPSULES,

Caderno de Farmácia, v. 22, n.

Plasmodium

berghei,

CATTANI, Vitória B. Avaliação farmacocinética do éster etílico de indometacina nanoencapsulado e da indometacina formada in vivo. Porto Alegre: Programa de Pósgraduação em Ciências Farmacêuticas, UFRGS, 2007. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) Orientador: (UFRGS) Co-orientador: (UFRGS) Profª. Dr. Teresa C. T. Dalla Costa Profª. Dr. Adriana R. Pohlmann

Discussão: Após a administração de por ambas as vias, apenas a IndOH foi indicando uma rápida hidrólise do éster. os casos, o IndOEt não alterou os farmacocinéticos da IndOH, e biodisponibilidade. Os perfis plasmáticos i.v. foram descritos pelo model compartimentos, e os orais, pel compartimento com absorção de primei A avaliação da absorção oral de I evidenciou que o IndOEt é, prov liberado e hidrolisado ainda na luz gastrintestinal, sendo a IndOH formada absorvida. Conclusões: O nanoencapsulado ou não, quando ad pelas vias oral e i.v., é rapidamente co IndOH. A IndOH é, portanto, respons atividade antiedematogênica relatada IndOEt-NC. UNITERMOS:
INDOMETACINA, ABSORÇÃO INDOMETACINA, NANOCÃPSULAS,

I

INTESTINAL

Banca Examinadora: Prof. Dr. Pedro E. Frõehlich (UFRGS); Prof. Dr. Raul C. Evangelista (UNESPAraraquara); Profª. Dr. Sílvia S. Guterres (UFRGS) Data de Apresentação: 28.3.2007
[PPGCF/UFRGS 283]

PHARMACOKINETIC EVALUATION OF INDO ETHYL ESTER NANOENCAPSULATED INDOMETHACIN FORMED IN VIVO. Objecf

Objetivos: Avaliar a farmacocinética do éster etílico de indometacina (IndOEt) em ratos Wistar, após sua administração oral (p.o) e intravenosa (i.v.) nas formas livre ou nanoencapsulada, e monitorar a formação de indometacina (IndOH) in vivo. Metodologia: Os protocolos experimentais foram aprovados pelo Comitê de Ética em Pesquisa da UFRGS (2005478). Nanocápsulas (NC) contendo IndOEt (IndOEt-NC) foram administradas p.o. (10 mg/kg) e i.v. bolus (5 mg/kg) a ratos machos Wistar (n = 5 a 7/grupo) e as concentrações plasmáticas de IndOEt e IndOH resultantes foram determinadas por CLAE com detecção por UV, empregando-se metodologia validada. Os grupos controle foram tratados com suspensão aquosa de IndOEt (10 mg/kg), com ou sem polissorbato 80, ou com IndOH pelas vias i.v. ou p.o. (10 mg/kg) (n = 7 a 11/grupo). Os perfis plasmáticos individuais foram avaliados por abordagem não-comparti mental e comparti mental utilizando os softwares Excel® 2003 e Scientist" 2.01, respectivamente, para a determinação dos parâmetros farmacocinéticos, que foram comparados estatisticamente utilizando-se teste "t" de Student ou ANOVA (o = 0,05). A avaliação do local de absorção p.o. de IndOEt-NC foi realizada pela quantificação de IndOEt e IndOH no plasma periférico e da veia porta, homogeneizado de fígado e de parede, bem como conteúdo, de porções do intestino delgado (n= 4/tempo) após a administração oral da formulação. Resultados e

evaluate the pharmacokinetics of nanoencapsulated (NC) or free indometha . ester (IndOEt) after intravenous (i.v.) (p.o.) administration to Wistar rats determine the pharmacokinetics of indom (IndOH) formation. Methodology: . experiments were approved by UFRGS E Research Committee (# 2005478). pharmacokinetics was investigated in male rats after oral and i.v. administration of IndO (10 mg/kg and 5 mg/kg, respectively) (n 7/group). IndOEt and IndOH p concentrations were determined by a vali HPLC with UV detection method. The groups were treated with IndOEt aq suspension (10 mg/kg p.o.) or with IndOH aq suspension by the p.o. or i.v. routes (10m (n = 7 - 11/group). Non-compartmental compartmental approaches were used individual profiles analysis using Excel® 20 Scientist" 2.01 softwares, respectively. The si IndOEt-NC oral absorption was investigatea peripheral and portal vein plasma, hepatic ti intestine epithelia, and lumen content (n 4/ti Results . and Discussion: After In administration by both routes, only IndOH detected in plasma, suggesting a fast hydrolysi the ester. The IndOH parameters administration of IndOEt and IndOH were sim except for bioavailability. The pharmacoki parameters of IndOH were modeled by compartment open model after i.v. dosing and one compartment with first order absorption oral administration. After oral admlnistrafíoIndOEt-NC was converted in IndOH in

=

=

de Farmácia, v. 23, n. 1, 2007.

35
(P = 0,000). Os livros mais freqüentemente disponíveis são: DEF, Dicionário Terapêutico Guanabara e Farmacopéia Brasileira. Há internet em 87,5% das farmácias e 59% das drogarias (P 0,000). A página da ANVISA é a mais acessada, seguida pelas páginas de busca e do CRF-RS. O Serviço de Atendimento ao Consumidor das empresas industriais farmacêuticas é o serviço de informação mais consultado. A falta de tempo é a principal limitação da busca de informação . Conclusões: O farmacêutico que atua nas drogarias e farmácias da Região Metropolitana de Porto Alegre é carente de fontes adequadas de informação sobre medicamentos. Diante da importância da informação na prática farmacêutica, há necessidade de estabelecimento de um processo educativo com maior destaque ao tema, tanto no período de formação quanto em atividades de atualização. [CNPq; FAPERGSl

_.e;:;";naJ
•••••••

tract and then absorbed as such. After i.v. and oral administration, E -NC or the free drug is quickly IndOH. After oral administration, __ L.." released and hydrolyzed to IndOH orption at the gastrointestinal tract. e IndOH is responsible for _.rasclgenic activity reported for IndOEtInS:

=

••

)5: I DOMETHACIN,NDOMETHACIN I ETHYL
PHARMACOKINETICS,

APSULES, _IILJ-.c.;;>uRPTION

abiana W. Utilização de fontes de sobre medicamentos por em drogarias e farmácias da "~oolitana de Porto Alegre. Porto •••• ama de Pós-graduação em Ciências UFRGS, 2007. Dissertação "Ancias Farmacêuticas) -" Dr. Isabela Heineck (UFRGS) "_inadora: Profª. Dr.. Célia G.M. "FRI::;"~'; Prof. Dr. Eloir P. Schenkel " Sotero S. Mengue (UFRGS) ".ntação:5.4.2007 [PPGCF/UFRGS84] 2 ponibilidade de fontes de medicamentos objetivas, endentes, assim como sua riada, são requisitos garantir o uso racional de • tivo: Caracterizar a utilização •• ••.. ..-ação sobre medicamentos por arias e farmácias da Região orto Alegre. Método: A odeio de estudo transversal. _~ree~ndeu o envio do questionário o com o farmacêutico por ao estabelecimento. O panhado de uma carta, - es de resposta: cartaet. Resultados: Resposta a em 408 (68,6%) dos 595 amostra, sendo" 54,5% ácias e 15,7% drogarias e 60,4%) conta com apenas espondentes apresentam e a maioria (78,7%) inino. Os farmacêuticos t ••• ~ •• e os estabelecimentos são --,,"il'Iades públicas e 50,6% 2000. O farmacêutico é cas farmácias e em 18,5% 000). A informação é ara orientar o paciente. ""issonaJ conta com 2,3 livros, as farmácias com 6,1

,

UNITERMOS: FONTES DE INFORMAÇÃO, INFORMAÇÃO SOBREMEDICAMENTOS, FARMÁCIA THE USE OF ORUG INFORMATION SOURCES BY PHARMACISTS ORUGSTORES IN ANO PHARMACIESIN SOUTHERN BRAZIL. Introduction: The availability of objective, independent and up-to-date information sources on medications as well as its proper utilization is important requirement to assure the rational utilization of medications. Objective: To characterize the use of information sources on drugs by pharmacists in drugstores and pharmacies in the Metropolitan Region from Porto Alegre, State of Rio Grande do Sul, Brazil. Methodology: The research has been based on a transversal model. The strategy has been divided into the following parts: sending the questionnaire by mail, contacting the pharmacist on the phone and visiting the establishment. The form has been sent attached to a letter which explained the reply options: mail, fax or internet. Results: The form has been answered by 408 (68.6%) out of 595 establishments in the sample, being 54.5% drugstores, 29.7% pharmacies and 15.7% drugstores and pharmacies. Most of them (60.4%) count on only one pharmacist. Those who answered were about 34.7 years old and mainly women (78.7%). The pharmacists from 49.5% of the establishments studied in a public university and 50.6% graduated after 2000. The pharmacist was the owner in 54.6% of the pharmacies and in 18.5% of the drugstores (P = 0.000). The information was sought mainly to guide the patient. In drugstores the professional had an average of 2.3 books available while in pharmacies this number rose to 6.1 (P = 0.000). The books most frequently available were: Dicionário de Especialidades Farmacêuticas, Dicionário Terapêutico Guanabara and the Brazilian Pharmacopoeia. There was access to internet in 87.5% of the pharmacies and in 59% of the drugstores (P 0.000). The ANVISA (Brazilian

=

36
National Health Surveillance Agency) website was the most accessed, followed by search engines websites and that of the CRF-RS. The Costumer Care Services of pharmaceutical enterprises were the information service most consulted. Lack of time was the main limiting facto r to information search. Conclusions: The pharmacist that acts in drugstores and pharmacies in the Metropolitan Region from Porto Alegre is in need of proper drug information sources. Considering the importance of information on pharmaceutical practice, there is need to establish an educative procedure which highlights the theme, both during the professional graduation and afterwards, as complementary courses KEYWORDS: INFORMATION INFORMATION, PHARMACY
SOURCES, DRUG

Caderno

de Farmácia,

v.

PROVENSI, Gustavo Investigação da atividade ansiolítica de Passiflora alata Curtis (Passifloraceae). Porto Alegre: Programa de Pósgraduação em Ciências Farmacêuticas, UFRGS, 2007. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) Orientador: Profª. Dr. Stela M. K. Rates (UFRGS) Profª. Dr. Grace Gosmann

GABA (0,3 f.lM), indicando u positiva do canal de cloreto ativ porém esse efeito não é medo benzodiazepínico uma vez que am não deslocaram a ligação de [3 em concentrações até 300 f.lg/ hidroetanólico (EXT) provocou ansiolítico (300 mg/kg) no labiri elevado, o qual foi bloqueado pela de flumazenil (6 mg/kg, i.p.). Porém, em ccmcentral.ões até 1000 f.lg/mL nã ligação de [H]-flunitrazepam, indi efeito ansiolítico é mediado benzodiazepínico mas não pela int das substâncias presentes no extra sítio. Na dose de 600 mg/kg não f . efeito ansiolítico para o extrato, verificada uma redução da atividade animais, indicando um efeito sedativo. 600 e FLA 300 prolongaram o tem barbitúrico e SAP (300-900 mg/kg) não efeito neste teste. Os dados demonstraram que P. a/ata aprese hipnótico-sedativo e ansiolítico em cam os quais parecem ser mediados pela a . complexo receptor benzodiazepínico/ podem estar relacionados com a pr flavonóides e saponinas. UNITERMOS:
ANTI-ANXIETY

Co-orientador: (UFRGS)

Passiflora
STUDIES ON

a/ata,

Banca Examinadora: Profª. Dr. Daniela M. Barros (FURG); Prof. Dr. José Ângelo S. Zuanazzi (UFRGS); Profª. Dr. Raquel Bridi (UFRGS)
__ ,~_ \ v·;, _ ...:

SAPONINAS, ANSIOLÍTICO, SEDATIVO

Data de Apresentação:

10.4.2007
[PPGCF/UFRGS 285]

Passiflora a/ata Curtis (Passifloraceae) é utilizada como tranqüilizante, seja popularmente ou pela indústria farmacêutica na produção de fitoterápicos. O objetivo desse trabalho foi avaliar, em camundongos, a atividade geral sobre o Sistema Nervoso Central e o efeito ansiolítico de um extrato hidroetanólico (70%) (EXT) e de duas frações enriquecidas (fração de saponinas - SAP e fração de flavonóides - FLA) obtidos das folhas de P. a/ata e, também, investigar o envolvimento do complexo receptor GABAA nos efeitos observados. O extrato e as frações foram administrados agudamente, pela via oral, e avaliados nos seguintes modelos: labirinto .ern cruz elevado, tempo de sono barbitúrico, avaliação da atividade locomotora espontânea, avaliação da coordenação motora em aparelho rota-rod e proteção às convulsões induzidas por pentilenotetrazol, FLA 300 mg/kg e SAP 600 e 900 mg/kg provocaram um efeito do tipo ansiolítico no labirinto em cruz elevado. FLA (CI50= 181,2 f.lg/mL) e SAP (CI50= 23,4 f.lg/mL) deslocaram a ligação específica de [3H]_TBOB em membranas sinaptossomais de córtex de ratos adicionadas de

Passiflora a/ata Passiflora a/ata (Passifloraceae) is used in folk medicine by pharmaceutical industry, as raw mat phytotherapy, due its tranquilizing properties aims of this work were to evaluate, in mi central nervous system general activity anxiolytic effect of a hydroethanolic extract (EXT) and two enriched fractions (saponin f - SAP - and flavonoid fraction - FLA), ob from leaves of P. a/ata and, also, to investiga e GABAA receptor complex involvement on observed effects. The extract and the fra were administrated acutely, by oral route, evaluated on elevated plus maze, barbi sleeping time, locomotor activity, rota-rod, pentilenetetrazole-induced seizures tests. FLA mg/kg and SAP 300 and 900 mg/kg produced anxiolytic-like effect on elevated plus maze t FLA (IC50=181.2 f.lg/mL) and SAP (IC50=23 f.lg/mL) inhibited the [3H]-TBOB binding to cerebral sinaptosomal membranes added of G (0.3 f.lM), which is an indicative of a positi modulation of the chloride channel activated GABA, but this effect is not mediated by benzodiazepine binding site, once these fractio in concentrations up to 300 f.lg/mL did n displaced the [3H]-flunitrazepam. T e hidroethanolic extract (EXT) showed anxiolytic-like
(PASSIFLORACEAE).

Farmácia,

v. 23, n. 1,2007.

37
20-100 ~g/ml para catequina, 30-150 ~g/ml para epicatequina, 150-800 ~g/ml para EGCG, 20-105 ~g/ml para gaiato de galocatequina e 40-205 ~g/ml para ECG (r > 0,9999 para todos os compostos). Foi, também, avaliada a atividade antioxidante in vitro através do método fotocolorimétrico do DPPHo e do método enzimático da hipoxantinalxantina oxidase. Todos os sistemas de extração testados e seus respectivos extratos liofilizados apresentaram rendimento superior a 30%, sendo que o melhor sistema teve rendimento médio de 36,29%, e se mostrando mais eficiente na extração de EGCG e ECG. As amostras do verão apresentaram melhor atividade antioxidante em comparação às da primavera. Os teores dos componentes ECG e EGCG foram os únicos que correlacionaram com a atividade antioxidante in vitro (DPPHO). A análise estatística não mostrou diferença significativa (a = 0,05) nos teores de catequinas totais entre as estações primavera e verão. [CNPq, LAPPS] UNITERMOS: CHÁ-VERDEBRASILEIRO,VALIDAÇÃO, CLAE, EXTRATO LlOFILlZADO, ATIVIDADE ANTIOXIDANTE COMPONENTS STUOV ANO ANTIOXIOANT ACTIVITV EVALUATIONOF BRAZILlAN GREEN TEA (Camellia sinensis VAR. assamica IAC-259 CULTIVAR).The Brazilian green tea, produced from Camellia sinenis varo assamica, have been cultivated in Brazil recently because the rise at its consumption. The main pharmacological activities attributed to this plant are related to antioxidant activity as chemopreventive and anti-cancer agent. Herein, a new HPLC method was developed and validated to evaluate the profile of the major Brazilian green tea constituents [epigallocatechin gallate (EGCG), epigallocatechin, caffeine, epicatechin gallate (ECG) and epicatechin] between spring and summer, using different extraction systems. The response was linear over a range of 37-185 uq.ml,. 1 for caffeine, 99-500 ~g.mL-1 for epigallocatechin, 20-100 ~g.mL-1 for catechin, 30-150 ~g.mL-1 for epicatechin, 150-800 ~g.mL-1 for EGCG, 20-105 ~g.mL-1 for gallocatechin gallate and 40-205 ~g.mL-1 for ECG (r > 0.9999 for ali compounds). Likewise, the in vitro antioxidant activity was evaluated using DPPHo assay and hipoxanthine/xanthine oxidase assay. The extractors systems to produce the freeze-dried extract had presented yield up of 30%. The best system an average yield of 36.26% showed more efficient to extract EGCG and ECG. The summer samples presented better antioxidant activity when compared with spring samples. Only ECG and EGCG contents presented correlation with in vitro antioxidant activity (DPPHO assay). The statistic analysis did not show significant difference (a = 0.05) in total catechin content between spring and summer seasons.

glkg) on elevated plus maze test ented by flumazenil (6 mg/kg, i.p.). centrations up to 1000 Ilg/mL this .1I11D11119d no potency in displacing the [3H]_ - ding, indicating that the anxiolyticmediated by activation of binding site, but not by a direct e compounds presented in this e. At 600 mg/kg this extract did not •••• Ie effect but it decreased the motor o a sedative effect. EXT 300 and FLA 300 mg/kg increased the ing time while SAP (300-900 "' __ R:!rl no effects in this test. Taken results, P. a/ata presented notic-sedative effects in mice. be mediated by the activation of __ ~GAB.Aergic complex, and can be ence of both flavonoids and assiflora a/ata. FLAVONOIDS, EFFECT,SEDATIVE EFFECT

,

Estudo químico e avaliação .oxidante do chá-verde sinensis varo assamica) o Alegre: Programa de Pós- - s Farmacêuticas, UFRGS, (Mestrado em Ciências Dr. Ana Dr. Maria Grace Bergold Gosmann

Profª. Dr. Edna S. rofª. Dr. Elfrides E. S. of. Dr. José Ângelo S. 27.4.2007 [PPGCF/UFRGS 286] tido a partir das partes sis varo assamica, teve _""~n:te implantada no Brasil nsumo. As principais "lC2ts atribu ídas a esta planta atividade antioxidante, ~__ ..;rloral. Neste trabalho foi é odo por cromatografia Milca CLAE) para avaliar o ajoritários [gaiato de 6~3), epigalocatequina, tequina (ECG) e --~ brasileiro coletado na "1I&Z3C"do diferentes sistemas ear na faixa de 37- O ~g/ml para EGC,

38
KEYWORDS: BRAZILlAN HPLC, FREEZE-DRIED
ACTIVITY GREEN TEA, VALlDATION, ANTIOXIDANT

Caderno

de Farmácia,

v.

EXTRACT,

MENEGOLA, Júlia Citalopram: desll!_. e validação de métodos analí dissolução, separação enantiomé'riI:I.1 preliminar de fotoestabilidade farmacêutica comprimido. P Programa de Pós-graduação Farmacêuticas, UFRGS, 2007. (Mestrado em Ciências Farmacêuticas Orientador: (UFRGS) Profª. Dr. Elfrides E.

Banca Examinadora: Prof. Dr. Anil (USP); Prof. Dr. Helder F. Teixeira ( Dr. Pedro E. Frõehlich (UFRGS Data de Apresentação: 4.5.2007
[PPGO~u.

Neste trabalho foram desenvolvidos a análise qualitativa do citalopr espectrofotometria na região do cromatografia em camada cromatografia líquida (CL); caracteriza do citalopram por espectrometria na infravermelho, espectrofotometria na ultravioleta e determinação do ponto Foram validados métodos para de quantitativa do citalopram em cornpri espectrofotometria no UV e CL. espectrofotométrico o fármaco foi disse._ ácido clorídrico 0,1 M e sua conce avaliada em 239 nm. O sistema conduzido isocraticamente com coluna reversa C18 (250 x 4,6 mm), usando composta de solução de 0,3%:acetonitrila (55:45, v/v), pH 6,60, de 1,0 ml/min e detecção em 239 nm. diferença significativa entre os Desenvolveu-se e validou-se, também, dissolução do fármaco em comprimido, como meio de dissolução 900 ml clorídrico 0,1 M a 37 ± 0,5 °C, aparato • de 50 rpm e quantificação por CL. Os apresentaram especificidade, lin exatidão, precisão e robustez adeq comparação dos perfis de dlssolucã algumas formulações disponíveis no evidenciaram que os produtos não apr perfis de dissolução semelhante ao medi de referência, Desenvolveu-se mét separação enantiomérica para o cit'aa~ utilizando-se a coluna Chiral - AGpT~ e móvel contendo tampão acetato de amô mM:trietilamina 4 mM, pH 5,47, fluxo de 0,8 e detecção em 239 nrn. Este sistema pe separação dos enantiômeros com seletivi especificidade. A cinética de fotodegra utilizando a lâmpada de UV em 254 nm, comprimidos de citalopram em solução aqu 1,85, pode ser descrita como uma rea ordem zero. [

---=

o de Farmácia, v. 23, n. 1, 2007.

39
FASOLO, Daniel Nanoemulsões contendo quercetina e 3-O-metilquercetina: estudos de formulação e permeação cutânea. Porto Alegre: Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas, UFRGS, 2007. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) Orientador: Prof. Dr. Helder F. Teixeira (UFRGS)

_ERIIOS:
~~~=rA, ••••••••••••

CITALOPRAM, ESPECTROFOTOMETRIA SEPARAÇÃO • FOTOESTABILlDADE OEVELOPMENT METHOOS, STUOV SEPARATION OF ANO

CROMATOGRAFIA NA REGIÃO DO ENANTIOMÉRICA,

VALlOATION

OF

OISSOLUTION ANO THE

PROFILE,

PRELlMINARV

PHARMACEUTICAL

In this work were developed ethods for qualitative analysis of ;y ultraviolet spectrophotometry, thin "lamatography and liquid chromatography ClIak)Jlram reference standard was by infrared spectrophotometry, of melting point and ultraviolet po._, •• etry. Ouantitative Methodologies for of citalopram in tablets were violet spectrophotometry and LC. "Idrc)photometry method the drug was ,1 M hydrochloric acid and its measured at 239 nm. The LC -; eeerated isocratically in reverse phase ,6 mm), using a mobile phase of triethylamine solution (55:45, v/v), pH 6.60, at a flow 1 ••• IIL.II.',uand detection at 239 nm. No ",1erIen<:e between the results obtained •• lI!tho<is. Moreover, a method for the of citalopram in tablets was dated. Dissolution studies were e method at 37 ± 0.5 °C in 900 ~rocj'Jloric acid at 50 rpm and the achieved by LC. These three good specificity, linearity, and robustness. The mparison with some available "rnl.l:L<ltions evidenced that the ilar to the reference product. separation of citalopram was iral - AGp™® column and a "'TOosed of 100 mM ammonium M triethylamine, pH 5.47, at -1 and detection at 239 nm. d enantiomeric separation ecificity, The kinetics of UV light at 254 nm to 1.85 solution, can be inetics,

Banca Examinadora: Profª. Dr. Cláudia M, O. Simões (UFSC); Profª. Dr. Letícia S. Koester (UFRGS); Prof. Dr. Paulo Mayorga (UFRGS) Data de Apresentação: 14.5.2007
[PPGCF/UFRGS 288]

",_!d

LlQUID ULTRAVIOLET 10MERIC SEPARATION,

A atividade antiviral de compostos polifenólicos, especialmente flavonóides, tem sido extensivamente investigada. Neste contexto, diversos estudos têm como foco o efeito da quercetina (O) e 3-O-metilquercetina (MO) sobre o Vírus do Herpes Simplex (HSV) uma vez que eles são importantes patógenos humanos. O objetivo deste trabalho foi o desenvolvimento de nanoemulsões de uso tópico contendo os flavonóides O e MO. Primeiro, nanoemulsões compostas de octildodecanol, lecitina de gema de ovo (NE), brometo de cetil trimetilamônio - CTAB - (NEC), água e O ou MO foram preparadas através do procedimento de emulsificação espontânea. O procedimento conduziu à obtenção de nanoemulsões monodispersas (IP<O,2) com um diâmetro médio de gotícula de aproximadamente 200-300 nm, confirmado por microscopia eletrônica de transmissão. A viscosidade e a tensão superficial permanecem similares para as formulações NE e NEC, de aproximadamente 2 CP e 29 mN/m, respectivamente. O potencial zeta foi influenciado principalmente pela presença do tensoativo CTAB, sendo negativo para NE (-29 a 27 mV) e positivo para NEC (76 to 79 mV). Em uma segunda etapa, foi validado um método isocrático para a quantificação da O e MO por CLAE com- detecção por UV em 368 e 354 nm. O método foi linear, preciso, exato e específico para a determinação da O e MO nas formulações. A quantidade dos flavonóides associada com as nanoemulsões foi de 100 % (para 1 mg/mL). A reduzida solubilidade de O e MO no núcleo oleoso sugere a participação da lecitina na sua associação com as nanoemulsões. Em uma última etapa, foi realizado o estudo de permeação cutânea da O e MO a partir das formulações utilizando pele de orelha suína em células de difusão de Franz. Independente da formulação, foi demonstrado que a permeação da O ou MO é reduzida. Entretanto, existe um aumento significativo do fluxo de permeação dos flavonóides a partir das nanoemulsões NEC (-0,2 I-lg/cm2/h) comparado com NE (-0,08 I-lg/cm%), demonstrando o efeito da carga de superfície positiva da formulação NEC sobre este parâmetro.

,

40
Os resultados também indicam o acúmulo de a ou Ma na pele (maior que 250 ~g/g) para ambas as formulações. Em conclusão, o conjunto dos resultados obtidos demonstra o efeito da composição das nanoemulsões sobre propriedades físico-químicas e perfil de permeação cutânea de a e Ma a partir das nanoemulsões. UNITERMOS: QUERCETINA,3-D-METILQUERCETINA NANOEMULSÕES, PERMEAÇÃO CUTÃNEA ' NANOEMULSIONS CONTAINING QUERCETIN ANO METHVLQUERCETIN: FORMULATION ANO SKIN PERMEATION STUOIES. The antiviral activity of polyphenolic compounds, especially - flavonoids, has been e~tensively investigated. In this context, several studies have been focused on the effect of quercetin (a) and 3-D-methylquercetin (Ma) over ~erpes Simplex Virus (HSV) since they are tmportant human pathogens. The objective of the present work was the development of topical nanoemulsions containing the flavonoids a and Ma. First, nanoemulsions composed by o?tyldodecanol, . egg lecithin (NE), cetyl trirnethylarnmoniurn bramide - CTAB - (NEC) water and either a or Ma were prepared by spontaneous emulsification procedure. The procedure yielded monodisperse nanoemulsions (IP<O.2) with a typical mean droplet size of approx~m~tely 200-300 nm, confirmed by transrrussíon ele.ctron microscopy. The viscosity and surface tensíon remained quite similar for both NE and NEC, approximately 2 cP and 29 mN/m, respectively. The ç-potential was mainly influenced by the presence of the cationic surfactant CT AB being negative for NE (-29 to -27 mV) and positiv~ for NEC (76 to 79 mV). In the second step, it has been validated an isocratic method to quantify a or Ma by HPLC with UV detection at 368 and 354 nm. The method was linear, precise, accurate and specific for the determination of a and Ma in formulations. The amount of flavonoids associated with nanoemulsions was close to 100 % (to 1 mg/mL). The low solubility of a and Ma in the oil core suggests the role of lecithin on their associat~on with nanoemulsions. In a last step, the p~rm~atlon of a or Ma from formulations using ear piqskin mounted in Franz diffusion cells was performed. Whatever the formulation, it was shown that a or Ma permeation rate was low. However, there was a significant increase of the flavo~oids flow rate from NEC (-0.2 Ilg/cm2/h) compared to NE (-0.08 Ilg/cm2/h), showing the effect of the positively charged surface of NEC on this parameter. The results also indicate the accumulation of a or Ma in the skin (higher than 230 ~9/g) for both formulations. In conclusion, the overall results show the effect of the nanoemulsion components on both physico-chemical properties

Caderno de Farmá

of the nanoemulsions permeation profile.

an

KEYWORDS: QUERCETIN, 3NANOEMULSIONS, SKINPERMEA

VIGO, Cleverson L. dos S. avaliação do produto seco APPV04. Porto Alegre: P graduação em Ciências Farm 2007. Dissertação (Mestrado Farmacêuticas) Orientador: Prof. Dr. Pedro R. P

Banca Examinadora: Prof. Dr. Ortega (UFRGS); Prof. Dr. João (UEM); Prof. Dr. Luis Carlos Profª. Dr. Valquiria L. Bassani (UFR~. Data de Apresentação: 28.5.2007 [P

Este trabalho insere-se num conte entre os segmentos industrial e univ égide da transferência tecnológica e Foi empregado o produto APPV04, uma fração enriquecida, extraída de Foram feitas análises macro e caracterização físico-química, análise por CCD e quantitativa por UV identificação do composto maj CLAE/PDAlEM, validação analítica microbiana do APPV04 e dos produtos aspersão (PSA). Foram preparadas di APPV04 com adjuvante de sõ9ag. concentrações variáveis. Para os PS foram avaliadas características compactabilidade, escoamento compressibilidade, estabilidade frente à calor, e verificação das atividades melan antimicrobiana. Na análise por c diferencial exploratória (DSC) não foi nenhum evento térmico para o APPV04. O apresentou-se solúvel em solventes orqâ insolúvel em água. O diâmetro médio dos influenciado pela presença e pela concent adjuvante. Pela análise por DSC nobservado também nenhum evento térmi os PSA. No estudo de solubilidade dos p secos por aspersão de APPV04 em solventes polaridades diferentes, observou-se uma m significativa nesta característica, principal para aquele com maior teor de adjuvan secagem. O APPV04 e os PSA aprese somente uma substância, com o mesmo vai Rf e mesmo comportamento cromatográfico camada delgada que o marcador seleciona pureza dos picos majoritários nas condidesenvolvidas por CLAE, tanto do mar' quanto do APPV04, foram superiores a 99 %, absorção máxima em 332 nm. Os mét

o de Farmácia,

v. 23, n. 1,2007.

41
APPV04 with different concentrations of a drying excipient were prepared. The particle diameter was affected by the presence and the concentration of the excipient. Thermal analysis (DSC) of APPV04 and SDP did not present any thermal event. The water solubility of the SDP was significantly improved, mainly for the SDP containing the highest amount of the excipient. Both APPV04 and the PSA presented a sinqlé TLC spot with similar behaviour as the selected marker substance. The peak purity of the marker and APPV04, determined by HPLC/DAD was 99 %, with a maximum absorption at 332 nm. The developed quantitative methods (HPLC and UV) demonstrated to be linear, specific, precise, and accurate. The microbiological analysis of APPV04 and the SDP did not show any microbial growth. The SDP exposed to different atmospheric moisture contents showed to be moderate sensitive to these conditions, depending of the presence and concentration of the excipient. The SDP presented low density, with difficulties of movement and space rearrangement. The compression of the SDP containing the highest excipient concentration allowed predicting its adequate tendency to be transformed in tablets. Preliminary stability evaluation of this SDP showed a decrease of the marker substance concentration according to the temperature. Light, independently from the chosen wavelength, reduced the amount of the marker substance. Stability testing under stress conditions of APPV04 and SDP demonstrated that both products were stable. The improvement of melanin production was observed in ali SDP tested concentrations. For both APPV04 and SDP inhibition of the growth of Escherichia coli and Staphy/ococcus aureus were confirmed. The developed spray dried products proved to be a more suitable pharmaceutical raw material then the APPV04, with higher technologic added value, maintaining the biological activity of the starting product and adding improving stability and processing . KEYWORDS:
PHARMACEUTICAL DEVELOPMENT

por CLAE e UV demonstraram ser específicos, precisos e exatos. Na obiológica do APPV04 e dos PSA não cimento microbiano. Os PSA a diferentes umidades ambientais -""~e moderadamente sensíveis à ependendo da presença e da -~;ão do adjuvante de secagem. Os PSA valores baixos para densidade, __ .,00 dificuldades de movimentação e de espacial. O produto seco por maior teor de adjuvante mostrou uada de compressibilidade. Na estabilidade deste produto observoujllllUI...ça- o da concentração do marcador em peratura de armazenamento. A luz, *,le71ente do comprimento de onda u diminuição da concentração do á1ise de estabilidade acelerada do roduto seco por aspersão mostrouPara análise de atividade observou-se efeito positivo em ••• na:!fItrações testadas dos PSA. Para •• ":Ia,de antimicrobiana houve inibição _~rtIO de Escherichia coli e eureus tanto pelo APPV04 quanto produto seco por aspersão provou-se viável como matéria_-ca, com maior valor tecnológico e " idade biológica. [APSEN Farmacêutica S.A.] PV04,
PRODUTO SECO POR RIA-PRIMA TECNOLÓGICO EVALUATION OF SPRAY DRIED FARMACÊUTICA,

,

PV04. This work is inserted in "!IaI::ti"on involving the industrial and The start product APPV04 ion from a medicinal plant roscopic and microscopic _1EXl~emical characterization, ••••.• trtative assays by TLC, UVand HPLC/DAD/MS, analytical assay methods, as well I.~ss. antimicrobial activity and ormed for APPV04 and .-oc:1JCts (SDP). APPVQ4 was SOYelltS but almost insoluble in compactability, flow and ""I'ICXII. stability to light and to _ •.•• ated. Dispersions of the

APPV04,
RAW

SPRAY MATERIAL,

DRIED

PRODUCTS,

TECHNOLOGICAL