UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE BIBLIOTECONOMIA E COMUNICAÇÃO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA Disciplina: Leitura, Biblioteconomia e Inclusão Social

Professora: Eliane Moro Alunos: Carla Castilhos, Carolina Patrícia König e Luciano Martins Fagundes

SELEÇÃO DE LIVROS

DOUTRINÁRIO E LIBERTÁRIO Doutrinário: ZANETTI, Lou. O Macaco do Rabo Feliz. Porto Alegre: Literalis, 2003 A doutrina começa já pelas ilustrações: a cara ameaçadora da coruja simboliza a punição que existirá caso as regras sejam ignoradas ou descumpridas. O texto é recheado de frases doutrinárias, como por exemplo : “ Você está sendo egoísta e ambicioso demais. Você vai se arrepender.” e “Macaco do Rabo Feliz conjugava com prazer os verbos comer, beber, dormir e mandar”. Além disso, para um livro infantil, o texto é muito longo e com um vocabulário difícil. Ele trata do tema ambiental de uma forma autoritária, maçante, que chega a ser ecochata. Isso desestimula tanto a leitura quanto a preservação do ambiente. Libertário: PINTO, Ziraldo Alves. O Menino Maluquinho. São Paulo: Melhoramentos, 1980. É um livro libertário pois incentiva a criança a “ser criança”; fazer artes, correr, brincar, sonhar, inventar... Conta a história de um menino como todos os outros e encara como “maluquice” o que muitos pais condenam : notas baixas por comportamento, “se escalavrar nos paralelepípedos”, etc., além de falar sobre um tema que atinge a amioria das crianças: a separação dos pais. Com um texto curto e simples, contém ótimas ilustrações em preto e branco - que até parecem desenhos infantis! – e com as quais as crianças se identificam.

QUAL A MELHOR VERSÃO? Alice no País das Maravilhas Escolhemos esta história por ser a “mais estranha e fascinante obra jamais escrita” e por ter sido extremamente difundido e aceito em várias culturas, com diversas traduções e adaptações – quase uma lenda! A tradução fiel ao texto é mais adequada para uma faixa etária mais elevada; a tradução do Monteiro Lobato uma adaptação para crianças brasileiras; a da Regina Gomes por ser adequada a crianças pequenas. O ideal, é ter o três exemplares na biblioteca. São três versões excelentes, uma para cada faixa etária. Tradução do original Texto mais literário e fidedigno; poucas ilustrações (originais), totalmente em preto e branco. É dirigido a um público mais adulto, por ter uma linguagem mais rebuscada. Predomina o discurso direto. Tradução do Monteiro Lobato Texto mais abrasileirado (o nome do gato, que no orginal é Cheshire, foi traduzido como gato Careteiro), com linguagem mais acessível. As ilustrações são em preto e branco, entretanto, são diferentes das originais. O uso de diminutivos é constante, além de haver muita clareza e do discurso indireto ser predominante. As personagens são mostradas de uma forma mais infantil, inocente. Tradução da Regina Stella Moreira Gomes A linguagem é simples e acessível para crianças pequenas., o uso do diminutivo também é freqüente. As letras são bem grandes e o livro é recheado por belíssimas ilustrações. O discurso direto é predominante na obra.

NÍVEIS E FASES DE LEITURA Idad e 3a6 anos Desenvolvimento da leitura
Pré-leitura, desenvolvimento da linguagem oral.

Sugestões de Leitura
* MACHADO, Ana Maria. Uma gota de mágica. São Paulo: Melhoramentos, 1984. * MACHADO, Ana Maria.Mico Maneco. São Paulo: Melhoramentos, 1982 *FRANÇA, Mary. O Vento. São Paulo: Àtica,1994. * FRANÇA, Mary. Dia e Noite. São Paulo: Ática,1983. *ALMEIDA, Fernando Lopes. Pinote, o fracote e Janjão, o fortão. São Paulo: Ática,1989. *ROBATTO, Sonia. O Terrível Bicho-Papão e outras histórias. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1983. *ROCHA, Ruth. Dois idiotas sentados cada qual no seu barril... Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1983. *ANDRADE, Telma Guimarães Castro. O Concurso das Aves. São Paulo: Brasil, 2003. *ZOTZ, Werner. Mamãe é mulher do Pai e outras histórias. Rio de Janeiro: Nórdica, 1983. *ALVES, Sílvia. Os Bolachas não eram Biscoitos. São Paulo: Edipan, 1982. *ESPESCHIT, Rita. Ovo de Avião. Belo Horizonte: Formato, 1997. *VERISSIMO, Erico. A Vida do Elefante Basílio. São Paulo: Globo, 1996. *BANDEIRA, Pedro. Agora estou Sozinha. São Paulo: Moderna, 1997. *BANDEIRA, Pedro. A Droga da Obediência. São Paulo: Moderna, 1991. *PERETTI, Frank. Presa no fundo do Mar. São Paulo: Vida, 1993. *PERETTI, Frank.Fuga da Ilha de Aquário. São Paulo: Vida, 1993. *IACOCCA, Liliana. Encontro à Meia-Noite. São Paulo: FTD, 1988 *VERISSIMO, Erico.Incidente em Antares. São Paulo: Globo, 1997. *VERISSIMO, Luis Fernando. Ed Mort e outras histórias. Porto Alegre: L&PM, 1987. *SCLIAR, Moacyr. O Exército de um Homem Só. Porto Alegre: L&PM, 2001.

6a8 anos

Leitura compreensiva, textos curtos. ilustração necessária.

8a 11 anos

Leitura interpretativa. desenvolvimento da leitura. Capaz de ler e compreender textos curtos. Pouca ilustração. Leitura informativa. Desenvolvimento da leitura. Capacidade de ler textos mais extensos. Leitura crítica. Capacidade de assimilar idéias, confrontá-las com sua própria experiência e reelaborá-las.

11 a 13 anos 13 a 17 anos