You are on page 1of 1

Fibre Channel

O disco Fibre Channel é o irmão mais novo dos discos SCSI e concorrente do SAS. Estes discos são definidos como parte dos discos SCSI-3. Permite maiores velocidades e um maior número de discos. O nome deve a sua origem ao fato de estes discos serem criados originalmente para operar com canais de fibra óptica. Embora também possa trabalhar com cabos de cobre. FC é um conjunto de protocolos. As implementações actualmente usadas destes protocolos é o Fibre Channel Arbitrated Loop (FC-AL) e o Switched Fabric (FC-SW). As grandes vantagens desta tecnologia são:

• • • •

Hot-pluggability: os discos FC podem ser instalados e removidos enquanto o sistema está a operar, característica crucial em sistemas de alto-débito e servidores de grande uso com pouco ou nenhum tempo offline. Standard ANSI para interfaces série: Fibre Channel não requer adaptadores especiais, que podem ser caros. Velocidade: Bem configurado, o Fibre Channel é a opção mais rápida (actualmente até 8 Gbit/seg, expansível até 10 Gbit/s). Loop redundância: Fibre channel permite alta integridade de dados em sistemas com múltiplos drives, incluindo Fibre Channel RAID. Cablagem mais longa: Fibre Channel consegue manter a integridade dos dados em cabos compridos. (pois usa LVD - Low Voltage Differencial).

Fibre Channel é atualmente a tecnologia mais utilizada no storage netwoks. O FC foi projetado para oferecer alto throughput, baixa latência, alta confiança, e escalabilidade moderada. Um dos fatores da flexibilidade do SAN é a existência de múltiplos protocolos de camada superior (ULPs) para o tráfego de dados. Conforme na abaixo, existem várias formas de soluções para SAN: FCP, FCIP, iFCP, FCoE e além do iSCSI. Os benefícios do SAN são relacionados com o aumento de acessibilidade e a capacidade de gerenciamento dos dados que a tecnologia Fibre Channel oferece. Os dados são mais acessíveis quando o Fibre Channel engloba dezenas de servidores e dispositivos de armazenamentos. O Fibre Channel atende os requerimentos de diversas aplicações em que as informações e necessidades crescem exponencialmente. Os protocolos Fibre Channel apareceram para simplificar as ligações e diminuir as perdas de sinal, aumentando assim as distâncias máximas permitidas. Mais tarde tentou ligar discos SCSI, aumentar a velocidade e o numero de dispositivos permitidos. Também adicionou suporte para protocolos de várias camadas de "alto-nível", incluindo SCSI, ATM e IP, sendo o SCSI o mais usado.