Globalização, Geopolítica e Geoestratégia

Ambiente
SRB_ISCSP_CP 1

Ambientalismo
Tornou−se sinónimo de preocupação global
Problemas e ameaças:
a) Radicais: planeta = ecossistema holístico (é mais do que a mera soma das partes) interdependente b) Outros: consideram que todo o planeta está ameaçado pelas mudanças climáticas cujas origens e consequências estão geograficamente dispersas
SRB_ISCSP_CP 2

Ambientalismo (1)
REGULAÇÃO = Imperativo
Enorme aumento no número e acção das instituições internacionais, leis e tratados que regulam o clima, associado ao desenvolvimento de complexas alianças internacionais de movimentos e organizações ambientalistas

SRB_ISCSP_CP

3

Ambientalismo (2)
Após início 1970 impôs-se no seio da Comunidade Internacional a necessidade de proteger o meio ambiente contra as diversas agressões humanas
1ª Conf. ONU: Estocolmo, 1972 – insistia na preservação das espécies (no interesse das gerações presentes e futuras) 1982: Ass.ª Geral da ONU adoptava a Carta Mundial da Natureza (toda a forma de vida é única e merece ser respeitada, qualquer que seja a sua utilidade para o homem)
SRB_ISCSP_CP 4

Ambientalismo (3)
1992, Rio de Janeiro: Cimeira da Terra 1997, Nova Iorque: Cimeira da Terra
Tentativa de tomada de consciência ao nível mundial
Mas: e os resultados práticos?

2001, Quioto 2002, Joahnesburg 2005, Montreal
SRB_ISCSP_CP 5

2009, Copenhaga

SRB_ISCSP_CP

6

Riscos Planetários
Acidentes vs degradações contínuas
Degelo no Árctico e na Antártida

Acidentes
Chocam habitualmente a opinião pública, de forma pontual mas espectacular
“Naturais”: Alterações climáticas várias chuvas torrenciais, secas acentuadas (incêndios dramáticos...), quedas bruscas de granizo, tornados, …
SRB_ISCSP_CP 7

Riscos Planetários (1)
“Artificiais”: Actividade ou produção industrial
Expulsão de nuvens de dioxinas de uma fábrica química (Seveso, Itália: 1976) Nuvem tóxica de uma indústria química (União Carbide, Bopal, Índia: 1984) Avaria numa central nuclear (fusão parcial do reactor de Three Mile Island, EUA: 1979) Explosão parcial do reactor desprovido de dispositivo de contenção em Tchernobyl, URSS: 1986)

SRB_ISCSP_CP

8

Fukushima, 2011

SRB_ISCSP_CP

9

Nuclear: sim ou não?
Tremor de terra/tsunami e catástrofe nuclear em Fukushima (Japão, 2011) Problemática Actual : Energia Nuclear/Centrais Nucleares. Sim ou Não? Discurso vs realidade

Radiação no quotidiano
http://www.iaea.org/Publications/Factsheet s/English/radlife.html

SRB_ISCSP_CP

10

Riscos Planetários (2)
Poluição marítima muito localizada
Acidentes petrolíferos no mar (marés negras: o caso do prestige) Mas, 80% das poluições marítimas provêm da terra através dos rios, dos esgotos costeiros e da atmosfera

Degradações contínuas
Efeito de estufa
Ligado ao aumento da concentração de gases, sobretudo de CO2, na atmosfera
SRB_ISCSP_CP 11

Riscos Planetários (3)
Aquecimento do planeta Degelo? Elevação do nível dos mares? Recuo de certas florestas? Redução da diversidade genética? Multiplicação das tempestades e outros fenómenos naturais? Biodiversidade em perigo?

Alteração da camada de ozono

SRB_ISCSP_CP

12

Globalização vs Ambiente
Considerando a definição de globalização como um conjunto de processos e interacções sociais que assumem proporções inter−regionais ou transcontinentais, 4 aspectos têm que ser considerados quando se abordam questões ambientais:
A) Nem todos os problemas ambientais podem ser descritos como globais, nem todas as respostas às ameaças ambientais o são

SRB_ISCSP_CP

13

Globalização vs Ambiente (1)
B) Os ecossistemas são uma complexa mistura de flora, fauna e de sistemas e ciclos naturais, dinâmicos que interactuam com as instituições sociais humanas e com as redes de poder.
Não podemos descrever os fenómenos ambientais do mesmo modo que descrevemos os fenómenos políticos, económicos ou culturais.
Eles dependem das constelações de interacções que os rodeiam.
SRB_ISCSP_CP 14

Globalização vs Ambiente (2)
A nossa preocupação central é a degradação ambiental em particular e a acção ou processos sociais que causam degradação ambiental [ou que a combatem] D) A degradação ambiental é muitas vezes invisível (emissões radioactivas, por exemplo)

SRB_ISCSP_CP

15

Globalização vs Ambiente (3)
“degradação ambiental” = transformação de ecossistemas completos ou de componentes desses ecossistemas cujas consequências, identificadas ou não pelos actores humanos, têm um impacte adverso nas condições económicas, demográficas de vida e ou saúde dos seres humanos.
SRB_ISCSP_CP 16

Degradação Ambiental
nossa atenção = orientada para as formas através das quais a interacção dos mundos natural e social geram constrangimentos, oportunidades e problemas para outras formas de acção social − sejam elas políticas, militares, éticas ou económicas. considerado em conjunto com a variável alcance geográfico do processo social que gera e sofre a degradação ambiental.
SRB_ISCSP_CP 17

Formas de Degradação Ambiental
Globalização e os espaços ambientais comuns − aqueles elementos do ecossistema global que são, simultaneamente, utilizados, experimentados e partilhados por todos e estão, efectivamente, sob jurisdição de nenhum (atmosfera, sistema climático,...)
SRB_ISCSP_CP 18

Formas de Degradação Ambiental (1)
Globalização, recursos, demografia e excedentes − fenómeno interligado de expansão demográfica e consumo de recursos. Mais pessoas = mais consumo de recursos.
(3° mundo: mais pessoas, mais consumo, menos matérias−primas, mais desertificação, mais miséria, incapacidade de respeitar serviço da dívida dos financiamentos internacionais, instabilidade, migrações − proletariado externo, burden −sharing..)
SRB_ISCSP_CP 19

Formas de Degradação Ambiental (2)
Poluição transfronteiriça e economia internacional
Transmissão de poluentes por ar, sol ou água desde o seu ponto de génese ou criação através das fronteiras políticas de tal modo que o seu impacte ambiental negativo ocorre noutras jurisdições legais
chuvas ácidas, poluição de lagos e rios com margens comuns a mais do que um país − Lago junto a Genéve (França vs Suíça)
SRB_ISCSP_CP 20

Formas de Degradação Ambiental (3)
as ameaças potenciais − acidente de Tchérnobyl,... movimento de espécies que fogem para um novo habitat onde a sua presença se pode revelar verdadeiramente hostil/ameaçadora para o ser humano (abelhas gigantes de África para os Estados Unidos da América/ Aves migratórias – Gripe das Aves) e ou colocar em risco a extinção e ou mutação da espécie migratória a intencional e muitas vezes legal importação e exportação de lixos perigosos e o movimento e relocalização de indústrias altamente poluentes.

SRB_ISCSP_CP

21

Formas de Degradação Ambiental (4)
Globalização, política ambiental e conhecimento ambiental
Outro sentido em que podemos falar de globalização ou regionalização ambiental deriva das características espaciais das instituições e processos sociais que, materialmente geram, interpretam e procuram controlar politicamente o ambiente.
As origens e as consequências dos problemas ambientais regionais e globais intersectam−se com as instituições e processos globais e regionais de âmbito económico, político e cultural
SRB_ISCSP_CP 22

Soluções
Países Desenvolvidos
Vontade Política, efectiva Legislação, regulamentações
“produzir com limpeza” e com maior segurança Medição dos diferentes tipos de poluição
Alguns resultados não menosprezáveis Redução em 70%, entre 1980 e 1993, das emissões de dióxido de enxofre (associado à combustão de carvão e óleos): recurso acrescido a gás natural... Redução de monóxido de carbono nos centros das cidades e de chumbo (graças à generalização da gasolina sem chumbo)

SRB_ISCSP_CP

23

Soluções (1)
Países em Vias de Desenvolvimento
Dificuldades em conciliar desenvolvimento e preocupação ecológica
Razões financeiras e culturais
Previsões OCDE: emissão de CO2 passará de 30% do total mundial (1995) para 60% (2025).

Conceito de “eco-desenvolvimento” (1970) preconiza protecção do meio ambiente
Luxo que os PVDs prevêem não conseguir pagar

SRB_ISCSP_CP

24

Plano de Cooperação Global
300 convenções internacionais no quadro
ONU OCDE ...

Directivas EU aplicáveis nos seus EstadosMembros Convenção de Washington (1973: comércio internacional das espécies protegidas.128 Estados signatários: proibição do comércio do marfim - 1989)
SRB_ISCSP_CP 25

Plano de Cooperação Global (1)
Protocolo de Montreal (1987): proibiu a produção de CFC (clorofluorcarbonetos) e dos seus derivados a partir de 1996.

SRB_ISCSP_CP

26

Clivagens
Oposição entre os países industrializados
Cimeira do G8 em Denver (Junho de 1997): Europeus não conseguiram convencer os EUA a subscrever compromissos precisos em matéria de emissão de CO2 Nova Iorque (1997): os 3 maiores poluidores do mundo (EUA, Canadá e Japão) recusaram-se a fazer reduções obrigatórias dessas emissões e remeteram os debates para a Conferência sobre as alterações climáticas
SRB_ISCSP_CP 27

Futuro?
ONU declara, em 01.01. de 2011, que este é o
Ano Internacional das Florestas…
Floresta Siberiana em chamas … Cheias nos EUA … …

http://www.youtube.com/watch?v=5g8c mWZOX8Q
SRB_ISCSP_CP 28

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful