You are on page 1of 44

 

 

 

REFERENCIAL DE FORMAÇÃO EM VIGOR
 

 

 

Área de Educação e Formação
 

622 . Floricultura e Jardinagem 622161 - Operador/a de Jardinagem
Nível de Qualificação do QNQ: 2

Código e Designação do Referencial de Formação
 

Modalidades de Educação e Formação
 

Educação e Formação de Adultos Formação Modular

Publicado no Despacho n.º13456/2008, de 14 de Maio, que aprova a versão inicial do Catálogo  Nacional de Qualificações. Publicação e actualizações 1ª Actualização publicada no Boletim do Trabalho do Emprego (BTE) nº 2 de 15 de Janeiro de 2010 com entrada em vigor a 15 de Abril de 2010. 2ª Actualização publicada no Boletim do Trabalho do Emprego (BTE) nº 12 de 29 de Março de  2010 com entrada em vigor a 29 de Junho de 2010.
 

Observações

REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem - Nível 2 | 19-08-2011

1 /  44

 

 

1. Perfil de Saída
Descrição Geral Organizar e executar tarefas relativas à instalação e manutenção de jardins e espaços verdes, tendo em conta as condições  edafoclimáticas e respeitando as normas de segurança, higiene e saúde no trabalho agrícola e de protecção do ambiente. Actividades Principais
l

l l l

l

l

l

Interpretar plantas, mapas, peças desenhadas do projecto de instalação de jardins e espaços verdes, a fim de identificar os  dados necessários ao trabalho a realizar. Preparar o terreno, para instalação de jardins e espaços verdes. Instalar as espécies ornamentais de acordo com as orientações recebidas. Proceder à manutenção de jardins e espaços verdes, tendo em conta os hábitos vegetativos das espécies e as condições  edafo-climáticas, de acordo com as orientações recebidas. Registar dados referentes ao trabalho realizado, de forma a fornecer os elementos técnicos e contabilísticos necessários à  gestão, de acordo com as orientações recebidas. Conduzir, operar e regular máquinas e equipamentos de jardinagem e agrícolas adequados às actividades a realizar, tais  como motocultivador, charrua, grade, escarificador, fresa, máquina de corte de relva, motosserras, corta-sebes, semeadores, roçadoras, “bobcat” e pulverizadores, de acordo com as orientações recebidas. Executar a conservação e a limpeza dos equipamentos e instalações inerentes ao trabalho desenvolvido.

 

REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem - Nível 2 | 19-08-2011

2 /  44

 

 

2. Organização do Referencial de Formação

Educação e Formação de Adultos (EFA)
 

 

Formação de Base
 

Áreas de  Competências-Chave
 

Código

UFCD

Horas

CE_B1_A
 

Organização política dos estados democráticos Organização económica dos estados democráticos Educação/formação, profissão e trabalho/emprego Ambiente e saúde Organização política dos estados democráticos Organização económica dos estados democráticos Educação/formação, profissão e trabalho/emprego Ambiente e saúde Organização política dos estados democráticos Organização económica dos estados democráticos Educação/formação, profissão e trabalho/emprego Ambiente e saúde

25 25 25 25 25 25 25 25 50 50 50 50

CE_B1_B
 

CE_B1_C
 

CE_B1_D
 

CE_B2_A
 

CE_B2_B

Cidadania e Empregabilidade

 

CE_B2_C
 

CE_B2_D
 

CE_B3_A
 

CE_B3_B
 

CE_B3_C
 

CE_B3_D
 

  LC_B1_A
 

Interpretar e produzir enunciados orais de carácter lúdico e informativo-funcional Interpretar textos simples, de interesse para a vida quotidiana Produzir textos com finalidades informativo-funcionais Interpretar e produzir as principais linguagens não verbais utilizadas no  quotidiano Interpretar e produzir enunciados orais adequados a diferentes contextos Interpretar textos de carácter informativo e reflexivo

25 25 25

LC_B1_B
 

LC_B1_C
 

LC_B1_D
 

25

LC_B2_A
 

25 25

LC_B2_B
 

REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem - Nível 2 | 19-08-2011

3 /  44

 

 

LC_B2_C
 

Produzir textos de acordo com técnicas e finalidades específicas Interpretar e produzir linguagem não verbal adequada a finalidades variadas Compreender e usar expressões familiares e/ou quotidianas Compreender frases isoladas e expressões frequentes relacionadas com áreas  de prioridade imediata; Comunicar em tarefas simples e em rotinas que exigem apenas uma troca de informações simples e directa sobre assuntos que lhe são  familiares Interpretar e produzir enunciados orais adequados a diferentes contextos, fundamentando opiniões Interpretar textos de carácter informativo-reflexivo, argumentativo e literário Produzir textos informativos, reflexivos e persuasivos Interpretar e produzir linguagem não verbal adequada a contextos diversificados,  de carácter restrito ou universal Compreender, quando a linguagem é clara e estandardizada, assuntos  familiares e de seu interesse; Produzir um discurso simples e coerente sobre assuntos familiares e de seu interesse Compreender as ideias principais de textos relativamente complexos sobre assuntos concretos; Comunicar experiências e expor brevemente razões e  justificações para uma opinião ou um projecto

25 25 25

LC_B2_D
 

LC_B2_LE_A
 

Linguagem e Comunicação
 

LC_B2_LE_B

25

LC_B3_A
 

50

LC_B3_B
 

50 50

LC_B3_C
 

LC_B3_D
 

50

LC_B3_LE_A
 

50

LC_B3_LE_B
 

50

  MV_B1_A
 

Interpretar, organizar, analisar e comunicar informação utilizando processos e  procedimentos matemáticos Usar a matemática para analisar e resolver problemas e situações  problemáticas Compreender e usar conexões matemáticas em contextos de vida Raciocinar matematicamente de forma indutiva e de forma dedutiva Interpretar, organizar, analisar e comunicar informação usando processos e  procedimentos matemáticos Usar a matemática para analisar e resolver problemas e situações  problemáticas Compreender e usar conexões matemáticas em contextos de vida Raciocinar matematicamente de forma indutiva e de forma dedutiva Interpretar, organizar, analisar e comunicar informação utilizando processos e  procedimentos matemáticos Usar a matemática para analisar e resolver problemas e situações  problemáticas Compreender e usar conexões matemáticas em contextos de vida Raciocinar matematicamente de forma indutiva e de forma dedutiva

25

MV_B1_B
 

25

MV_B1_C
 

25 25

MV_B1_D
 

MV_B2_A
 

25

Matemática para a Vida

MV_B2_B
 

25

MV_B2_C
 

25 25

MV_B2_D
 

MV_B3_A
 

50

MV_B3_B
 

50

MV_B3_C
 

50 50

MV_B3_D
 

  TIC_B1_A
 

Operar, em segurança, equipamento tecnológico diverso, usado no quotidiano Realizar operações básicas no computador

25 25

TIC_B1_B
 

REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem - Nível 2 | 19-08-2011

4 /  44

jardinagem Fertilização Motocultivador Preparação de solos para jardins Construção / Instalação de infra-estruturas paisagísticas 25 25 25 50 50 25 50 25 50 50 50 25 50 25 50 3060   3061   3062   3063   3064   3065   3066   3067   3069   3068   3070   3071   3072   3073   REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem . em segurança. transmitir e publicar informação 25 25 25 25 25 TIC_B2_A   TIC_B2_B   Tecnologias de Informação e  Comunicação TIC_B2_C   TIC_B2_D   TIC_B3_A   50 TIC_B3_B   50 TIC_B3_C   50 TIC_B3_D   50   Área de Carácter Transversal APRENDER COM AUTONOMIA 40 h     Formação Tecnológica   2 Código1     UFCD pré-definidas Horas 3059   1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 Morfologia vegetal Botânica Factores edafo-climáticos Manutenção de jardins Sistemas de rega e drenagem Adubações de cobertura e manutenção Podas Fitossanidade Manutenção de relvados em jardins Topografia e cálculo . operações várias no computador Utilizar um programa de processamento de texto Usar a Internet para obter e transmitir informação Operar.noções básicas Infra-estruturas básicas e paisagísticas . em segurança. equipamento tecnológico diverso Realizar. equipamento tecnológico. designadamente o  computador Utilizar uma aplicação de folhas de cálculo Utilizar um programa de processamento de texto e de apresentação de  informação Usar a Internet para obter.Nível 2 | 19-08-2011 5 /  44 .    TIC_B1_C   Utilizar as funções básicas de um programa de processamento de texto Operar. em segurança.

 transferíveis entre referenciais de  formação.placas Actividade profissional .    3074   16 17 18 19 20 21 Estilos de jardins Plantas ornamentais . sendo esta de carácter obrigatório para o adulto que não exerça actividade correspondente à saída profissional do curso frequentado ou uma actividade profissional numa área afim. REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem .sementeira Total: 25 50 50 50 50 50 850 3075   3076   3077   3078   3079     As seguintes UFCD não integram o itinerário de qualificação.multiplicação Plantação em vasos e floreiras Plantação em jardins Instalação de relvados . ou seja.espaços verdes Tractor e máquinas agrícolas .Nível 2 | 19-08-2011 6 /  44 . manutenção e  regulação Código da estrada Condução do tractor com reboque e máquinas agrícolas Património arbóreo ornamental português  Árvores ornamentais  Escalada a árvores  Poda selectiva Poda com material mecânico  Tratamentos complementares à poda  Empresa agrícola Princípios básicos de economia e fiscalidade Cadernos de contabilidade agrícola Gestão da empresa agrícola Total: 50 25 3081   2853   24 25 2854   25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 25 50 25 50 50 50 50 50 25 25 50 50 600 850 2855   3085   3086   3087   3088   3089   3090   2886   2887   2888   2889     Carga Horária Total da Formação Tecnológica 1 Os códigos assinalados a laranja correspondem a UFCD comuns a dois ou mais referenciais.constituição. 2  À carga horária da formação tecnológica podem ser acrescidas 120 horas de formação prática em contexto de trabalho. constituem-se como unidades complementares     Código     Complementares UFCD Horas 3080   22 23 Instalação de relvados .plantação Instalação de relvados . funcionamento.

 em termos pessoais e familiares.1.Unidades de Competência CE_B1_A   Organização política dos estados democráticos l l Carga horária 25 horas Especificações l l l l Participar activamente num grupo. sindicatos e relações laborais. Desenvolvimento da Formação 3. profissão e trabalho/emprego l l Carga horária 25 horas Especificações l l l l Participar em actividades de formação contínua.   REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem . Tomar decisões de consumo. Interagir com os outros (direitos. Acordar/negociar objectivos. Prestar atenção aos promenores.Nível 2 | 19-08-2011 7 /  44 . Identificar inovações tecnológicas que afectam o exercício profissional. Conhecer direitos e deveres económicos. Ouvir os outros participantes num grupo. Lidar com os órgãos da Administração. Procurar ajuda.    3. Situar-se em relação à inserção ou reinserção no mundo do trabalho. Formação de Base . liberdades e garantias fundamentais).   CE_B1_C   Educação/formação. Conhecer a estrutura de oportunidades do mercado de emprego. Conhecer os valores e as regras de um grupo.   CE_B1_B   Organização económica dos estados democráticos l l Carga horária 25 horas Especificações l l l l Monitorar o desempenho profissional próprio. Reconhece a importância dos meios de comunicação social. Conhecer legislação do trabalho. Trabalhar em diversos contextos.

profissão e trabalho/emprego l l Carga horária 25 horas Especificações l l l Identificar-se com novas formas de aprendizagem. Trabalhar com pessoas de diferentes estatutos sociais. Conhecer regras básicas de higiene e segurança pessoal e no trabalho. Trabalhar autonomamente. Conhecer o papel do Estado na protecção de direitos e liberdades. Conhecer os incentivos à formação. Assumir responsabilidades. Desenvolver planos de carreira profissional. Conhecer-se a si próprio. Identificar possíveis conflitos de papéis sociais e de contexto de vida. Modificar tarefas. Recorrer a serviços de protecção e prevenção de acidentes. Definir métodos de trabalho em comum.    CE_B1_D   Ambiente e saúde l l Carga horária 25 horas Especificações l l l l Conhecer os principais problemas ambientais.Nível 2 | 19-08-2011 8 /  44 . Reconhecer a importância das organizações sindicais e patronais. Ser sensível às ideias e pontos de vista dos outros. CE_B2_B   Organização económica dos estados democráticos l l Carga horária 25 horas Especificações l l l l Gerir o tempo. Evidenciar capacidade de iniciativa.   CE_B2_A   Organização política dos estados democráticos l Carga horária 25 horas Especificações   l l l Exprimir ideias e opiniões para os outros participantes num grupo.   CE_B2_C   Educação/formação.   REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem . Partilhar trabalho. Aceitar informação de retorno (feedback).

  REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem . Posicionar-se em relação a um “estilo de vida saudável”.    CE_B2_D   Ambiente e saúde l l Carga horária 25 horas Especificações l l l l Assumir responsabilidade pessoal e social na preservação do ambiente. Constituir uma carreira de competências individual. Liderar um grupo. Fornecer informação de retorno (feedback). Conhecer os pontos fortes e os pontos fracos pessoais. Procurar situações mutuamente concordantes. Utilizar tecnologias de formação à distância.Nível 2 | 19-08-2011 9 /  44 .   CE_B3_A   Organização política dos estados democráticos l l Carga horária 50 horas Especificações l l l Transmitir conclusões.   CE_B3_B   Organização económica dos estados democráticos l l Carga horária 50 horas Especificações l l l l Ajustar o desempenho profissional a variações imprevistas. Assumir riscos controladamente e gerir recursos. Reconhecer e respeitar a diversidade dos outros. Resolver interesses divergentes. Identificar causas e consequências de acidentes. Estabelecer compromissos. Conhecer dispositivos e mecanismos de concertação social. Identificar e sugerir novas formas de realizar as tarefas. Demonstrar autocontrole. Posicionar-se face às relações entre deontologia e inovação tecnológica.   CE_B3_C   Educação/formação. profissão e trabalho/emprego l l Carga horária 50 horas Especificações l l l Aprender a aprender. Conhecer sistemas organizacionais e sociais. Ter iniciativas e evidenciar capacidades de empreendimento.

  l l l l l Competências de interpretação Ouvir/Ver ¡ Compreensão de textos simples. sem necessidade de sustentar. outros). REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem . com recurso a vocabulário circunscrito. variando o grau de complexidade dos textos de acordo com as competências evidenciadas pelos adultos. ¡ Participação em conversações curtas. com recurso a vocabulário circunscrito. da língua e da comunicação. ¡ Escrita de textos curtos e simples relacionados com aspectos da vida quotidiana. entrevista. ¡ Participação.Nível 2 | 19-08-2011 10 /  44 . aprofundar ou  prolongar os diálogos. aprofundar ou  prolongar os diálogos. assim como sentimentos e desejos expressos. com preparação prévia. Gerir e negociar disputas. em conversas simples sobre assuntos de interesse pessoal ou geral da actualidade. sem necessidade de sustentar. incluindo competências  ao nível da cultura. com preparação prévia. ¡ Identificar os principais factores que influenciam a mudança social. Conhecer o papel do Estado na promoção da saúde dos cidadãos. ¡ Compreensão de textos simples em língua corrente sobre assuntos do quotidiano e relacionados com as áreas de formação  e/ou actividade profissional dos adultos. ¡ Percepção de acontecimentos relatados. outros). com recurso aos saberes em cultura. de enunciados para narrar. ¡ Participação. simples e breve mas articulada. reconhecendo nessa mudança o papel da cultura. descrever. ¡ Escrita de textos simples e estruturados sobre assuntos conhecidos e do seu interesse.    CE_B3_D   Ambiente e saúde l l Carga horária 50 horas Especificações l l l l Ensinar os outros. ¡ Detecção de informação previsível concreta em textos simples de uso comum (conversa telefónica. língua e comunicação. ¡ Participação em conversações curtas. pausado e adequado ao seu  nível linguístico. ¡ Compreensão das ideias gerais de um texto em língua corrente sobre aspectos relativos aos tempos livres. bem como a temas  actuais e assuntos do interesse pessoal e/ou profissional dos adultos. ¡ Compreensão do conteúdo informativo simples de material audiovisual (entrevista. Tomar posição sobre a reintegração social das vítimas de acidentes. Conduzir negociações. quando o discurso é claro. ¡ Comunicação em situações do quotidiano implicando troca de informação simples e directa sobre assuntos e actividades  correntes. ¡ Comunicação em situações do quotidiano que exigem apenas troca de informação simples e directa sobre assunto e  actividades correntes. Ler ¡ Compreensão de textos curtos e simples sobre assuntos do quotidiano. breves e claros relacionados com aspectos da vida quotidiana e/ou com as áreas de interesse dos adultos. variando o grau de complexidade dos textos de acordo  com as competências evidenciadas pelos adultos. ¡ Formular opiniões críticas mobilizando saberes vários e competências culturais. da  língua e da comunicação. variando o grau de complexidade  dos textos de acordo com as competências evidenciadas pelos adultos. em conversas simples sobre assuntos de interesse pessoal ou geral da actualidade. ¡ Intervir tendo em conta que os percursos individuais são afectados pela posse de diversos recursos. conversa telefónica. Competências de produção Falar/Escrever ¡ Uso de frases simples e curtas para falar da família. dos outros e do seu percurso pessoal. conversa informal entre  pares. linguísticas e comunicacionais. expor informações e pontos de vista. Relacionar meio ambiente e desenvolvimento socioeconómico. ¡ Agir em contextos profissionais. ¡ Produção.

 acentuação. de interesse para a vida quotidiana l Carga horária 25 horas Critérios de  Evidência   l l l Reconhecer vocabulário específico de documentos funcionais. consoante as reacções/respostas do receptor. coerente e consecutivo. REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem . Localizar o enunciado no tempo e no espaço. articulando ideias e justificando opiniões.Nível 2 | 19-08-2011 11 /  44 . . Fazer corresponder mudanças de assunto a mudanças de parágrafo. Localizar informação específica num texto. Interpretar imagens à luz de referentes pessoais e sociais. Intervir em discussões de ideias no tempo certo e com pertinência. Utilizar eficazmente a linguagem gestual para transmitir uma mensagem. morfossintaxe. aí..    LC_B1_A   Interpretar e produzir enunciados orais de carácter lúdico e informativo-funcional l l Carga horária 25 horas Critérios de  Evidência l l l l   Expressar-se com fluência. Encadear as ideias no texto de modo linear. Adequar o código escrito à finalidade do texto. Identificar símbolos e ícones universais. LC_B1_B   Interpretar textos simples. evitando o uso excessivo de bordões. digressões. vocativos.. Reconstruir o significado global de um texto. Adaptar o discurso ao longo da conversação.. hesitações. tendo em conta a sequência e a causalidade. LC_B1_C   Produzir textos com finalidades informativo-funcionais l Carga horária 25 horas Critérios de  Evidência l l l l   Dominar as regras elementares do código escrito (ortografia. Acompanhar o discurso oral de entoação. frases feitas e  repetições. Retirar dos discursos ouvidos as ideias essenciais.). aqui.) e postura adequados à situação e à audiência.  . Identificar a mensagem principal de um texto. Interpretar o código sonoro e gestual.. Utilizar adequadamente o código oral. amanhã. LC_B1_D   Interpretar e produzir as principais linguagens não verbais utilizadas no quotidiano l Carga horária 25 horas Critérios de  Evidência   l l l l Reconhecer a diversidade de linguagens utilizadas na comunicação humana. utilizando os deícticos adequados (hoje. ritmo (pausas.  pontuação).

 . Situar o enunciado no tempo e no espaço. Utilizar estratégias diversificadas de extracção de informação específica de um texto. Reconstruir o significado global do texto.Nível 2 | 19-08-2011 12 /  44 . descrever). Estruturar o discurso escrito de forma lógica e coerente. Fazer corresponder mudanças de assunto a mudanças de parágrafo. Identificar a mensagem principal de um texto global ou de um excerto e os elementos que para ela concorrem.). Participar em discussões colectivas. Esquematizar/Organizar a ordem lógica das ideias num texto..  sons.) e o texto. Utilizar o código escrito de modo correcto e coerente com o tipo de texto redigido. concordando ou discordando  fundamentadamente... Proceder à auto-correcção e revisão do texto produzido. fática.    LC_B2_A   Interpretar e produzir enunciados orais adequados a diferentes contextos l Carga horária 25 horas l Critérios de  Evidência l l l Reforçar os enunciados orais com linguagens não verbais ajustadas à mensagem (gestos. lá.. .  argumentar. aqui. Transformar textos de acordo com diferentes tipologias e interlocutores.   LC_B2_C   Produzir textos de acordo com técnicas e finalidades específicas l l l l Carga horária 25 horas Critérios de  Evidência l l l l l   Redigir textos de acordo com uma dada tipologia. Distinguir as ideias principais e acessórias de um texto.   LC_B2_B   Interpretar textos de carácter informativo e reflexivo l l l l Carga horária 25 horas Critérios de  Evidência l l l l l Apropriar-se das terminologias específicas dos documentos funcionais. REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem . Adequar o tom. o léxico e as estruturas morfo-sintácticas a diferentes situações de  comunicação. Identificar as marcas textuais específicas dos discursos narrativo e descritivo.). Planear pequenas intervenções. Estabelecer relações de sentido entre suportes diversos (imagem. de acordo com um tema e uma intencionalidade (expor. . naquela casa. utilizando os deícticos adequados (naquele tempo. Resumir a informação lida. apelativa e informativa de forma coerente com a situação discursiva. o ritmo.. Elaborar planos de texto na fase anterior à escrita. Redigir textos com objectivos específicos. emitindo opiniões. som.. Utilizar as funções expressiva.

. amigos. Emitir opiniões. utilizando expressões e/ou frases simples.) à luz dos códigos  socio-culturais. preferências e rotinas.   LC_B2_LE_B Compreender frases isoladas e expressões frequentes relacionadas com áreas de prioridade imediata; Comunicar em tarefas simples e em rotinas que exigem apenas uma troca de informações simples e directa sobre assuntos que lhe são familiares l Carga horária 25 horas   l Critérios de  Evidência l Compreender.. Reconhecer e saber estabelecer relações de parentesco.    LC_B2_D   Interpretar e produzir linguagem não verbal adequada a finalidades variadas l l Carga horária 25 horas Critérios de  Evidência l l l   Reconhecer e produzir mensagens através do uso de diferentes linguagens.. pedir e dar informação sobre ¡ Vários tipos de comércio ¡ O preço de um produto ¡ Características de um produto Compreender. LC_B2_LE_A   Compreender e usar expressões familiares e/ou quotidianas l l Carga horária 25 horas Critérios de  Evidência l l l l Identificar-se/identificar alguém. Analisar o uso misto de linguagens na disseminação de valores éticos e culturais.   REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem . Referir e caracterizar membros da família.. tendências musicais. Associar a simbologia de linguagem icónica a actividades e serviços específicos.Nível 2 | 19-08-2011 13 /  44 . Saber falar dos gostos. pedir e dar informação sobre ¡ Horários ¡ Meios de transporte ¡ Bilhete simples/ida e volta Organizar informação ¡ Banco ¡ Correios ¡ . colegas. Analisar o uso das linguagens (cores. Identificar as linguagens utilizadas em mensagens de teor persuasivo.. formas. Caracterizar-se/caracterizar alguém.

 com  diversificação de vocabulário e estruturas frásicas. Fundamentar/argumentar opiniões pessoais ou de outrem. Adequar os textos às suas finalidades. Resumir um texto à sua informação/mensagem essencial.   LC_B3_C   Produzir textos informativos. LC_B3_D   Interpretar e produzir linguagem não verbal adequada a contextos diversificados. Obter e justificar conclusões. argumentativo e literário l l l Carga horária 50 horas Critérios de  Evidência l l l l Relacionar os elementos construtores de sentido num texto. Interpretar os referentes espaciais e temporais num texto. Sintetizar informação.argumentativo). música). Associar a manipulação das diferentes linguagens à mensagem que um dado discurso  pretende transmitir (discurso persuasivo .  sons.   LC_B3_B   Interpretar textos de carácter informativo-reflexivo. reflexivos e persuasivos l l l l Carga horária 50 horas Critérios de  Evidência l l l   Organizar um texto de acordo com as ideias principais e acessórias do mesmo. no dia seguinte.. Analisar o uso de linguagens na pluralidade de manifestações artísticas (moda. ao nível da interpretação e da produção oral. Seguir o encadeamento das ideias de um texto e antecipar essa sequência.). tendo em conta.. de carácter restrito ou universal l l Carga horária 50 horas Critérios de  Evidência l l Adequar o uso de linguagens não verbais diversas a contextos formais e informais.Nível 2 | 19-08-2011 14 /  44 . fundamentando opiniões l Carga horária 50 horas Critérios de  Evidência l l l l Identificar as intenções e características genéricas de um enunciado oral com vista a uma  retroacção adequada. no dia anterior. lá. Proceder à auto-correcção e revisão dos textos produzidos. cores. Planear a oralidade de acordo com a intencionalidade do discurso e a audiência. pintura. Identificar as marcas textuais específicas dos discursos directo e indirecto. Produzir enunciados orais de acordo com a finalidade e a tipologia definida.   REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem . Distinguir símbolos universais relativos a diversos tipos de linguagem (significado de gestos. Distinguir factos de opiniões. Interpretar linguagem metafórica. Fazer juízos sobre as informações de um texto: analisar afirmações contraditórias e a  fundamentação de argumentos. Contextualizar o enunciado no tempo e no espaço. Utilizar o código escrito de modo correcto e coerente com o tipo de texto redigido.    LC_B3_A   Interpretar e produzir enunciados orais adequados a diferentes contextos. no outro dia. diversificando o uso dos deícticos (aqui. .  artesanato. a presença ou ausência de  índices de modalidade (marcas apreciativas e avaliativas do enunciador). teatro. números) e analisá-los mediante valores étnicos e culturais. agora. inclusive.

assuntos familiares e de seu interesse. dados de situações reais relativos a medições de comprimento.. em operações de multibanco e em actividades que requeiram a escrita  de informação numérica. REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem . Produzir um discurso simples e coerente sobre assuntos familiares e de seu interesse l Carga horária 50 horas Critérios de  Evidência l l   Compreender.em actividades do dia a dia.    LC_B3_LE_A   Compreender.  social. Ler e interpretar tabelas. etc. Registar. Comunicar experiências e expor brevemente razões e justificações para uma opinião ou um projecto l Carga horária 50 horas Critérios de  Evidência l Compreender e dar informação sobre ¡ Tipos de alimentação e bebidas ¡ Bons/maus/diferentes hábitos alimentares ¡ Importância do desporto para uma boa forma física e mental ¡ . quando a linguagem é clara e estandardizada. Descrever eventos reais ou imaginados relativos ao mundo exterior ¡ Viagens ¡ Eventos culturais /desportivos ¡ Eventos históricos   MV_B1_A   Interpretar. nomeadamente a  apresentada em órgãos de comunicação. termómetro medicinal.euro . analisar e comunicar informação utilizando processos e procedimentos matemáticos l Carga horária 25 horas l l Critérios de  Evidência l l l l l l   Utilizar a moeda única europeia . organizar. Ler e interpretar gráficos (de barrras. pictogramas). nomeadamente. em aquisições directas. de peso/tamanho de pronto-avestir. utilizando instrumentos adequados:  régua/fita métrica. de massa. ordenadamente.. Efectuar medições de grandezas de natureza diversa. por exemplo: de relação peso/idade. pedir e dar informação sobre ¡ Profissões ¡ Actividades próprias de profissões ¡ Locais de trabalho Analisar e comparar diferentes tipos de carreiras Interpretar e produzir informação relativa ao tema em questão LC_B3_LE_B   Compreender as ideias principais de textos relativamente complexos sobre assuntos concretos. de tempo. relógio.. Construir tabelas e gráficos de barras relativos a situações de vida pessoal. escolares.Nível 2 | 19-08-2011 15 /  44 . Analisar criticamente informação que envolva dados numéricos. Comunicar processos e resultados usando a língua portuguesa. de  capacidade.. profissional. Ler e interpretar horários de serviços. balança. etc. de meios de transporte.

. Em contextos de vida (do(s) formando(s)) resolver problemas que envolvam relações  geométricas como área e volume.  em factores. Estabelecer conjecturas a partir da observação (raciocínio indutivo) e testar conjecturas  utilizando processos lógicos de pensamento. Usar argumentos para justificar afirmações matemáticas. MV_B1_D   Raciocinar matematicamente de forma indutiva e de forma dedutiva l Carga horária 25 horas l Critérios de  Evidência l l l Indicar elementos que pertencem a uma sequência numérica ou geométrica e dar exemplo de elementos não pertencentes a essas sequências. Fazer estimativas de resultados de operações aritméticas e utilizá-las para detectar eventuais erros. conforme o tipo de situação; verificar se o plano se adequa ao problema. usando tabelas. nomeadamente o proposto por Polya (1945): compreender o enunciado. Em contextos de vida (do(s) formando(s)) resolver problemas que envolvam números  decimais.Nível 2 | 19-08-2011 16 /  44 . Estabelecer ligações entre conceitos matemáticos e a prática de procedimentos. dada a original e o eixo de simetria. Comunicar os resultados de trabalhos de projecto usando a língua portuguesa. Descrever leis de formação de sequências. usando a estimativa como meio de  controlo de resultados.    MV_B1_B   Usar a matemática para analisar e resolver problemas e situações problemáticas l Carga horária 25 horas Critérios de  Evidência l l l l Utilizar um modelo de resolução de problemas.  esquemas. o princípio da multiplicação que é o princípio fundamental das contagens.  interpretar resultados obtidos no cálculo de expressões numéricas simples. explicitando por exemplo. Resolver problemas que envolvem regularidades numéricas. por exemplo. quais são os dados e qual é o objectivo  do problema. utilizando. utilizando versões mais simples do problema dado na procura de leis de  formação. próprias ou não.  nomeadamente na construção da figura simétrica. Usar as funções de uma calculadora básica. na  adaptação de uma receita de culinária. na recta numérica). entre outros.   REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem . Usar aspectos do raciocínio proporcional na resolução de tarefas como.estabelecer e executar um plano de resolução do problema. etc.   MV_B1_C   Compreender e usar conexões matemáticas em contextos de vida l Carga horária 25 horas l l Critérios de  Evidência l l l l l   Relacionar diferentes formas de representar um número natural (decomposição em parcelas. Em contexto de vida (do(s) formando(s)) resolver problemas de contagem. nomeadamente  através de contra exemplos. Utilizar estratégias pessoais de cálculo nomeadamente o mental. numéricas ou geométricas. Comunicar processos e resultados usando a língua portuguesa. por exemplo o factor constante e as memórias. Em contextos de vida (do(s) formando(s)) resolver problemas que envolvam o conceito de perímetro de figuras planas regulares ou irregulares. tomando as decisões adequadas ao resultado da verificação. utilizando a calculadora.

Comunicar processos e resultados usando a linguagem matemática e a língua portuguesa. quais são os dados e qual é o  objectivo do problema. utilizando versões mais simples do problema dado na procura de leis de  formação. nomeadamente. por exemplo. utilizando medidas de localização (média. o princípio da multiplicação que é o princípio fundamental das contagens. esquemas. de ordem de grandeza dos números. Utilizar o conceito de probabilidade na interpretação de informações. de peso/tamanho de pronto-a-vestir. organizar. etc. de meios de transporte. ou em  simulação. nomeadamente o proposto por Polya (1945): compreender o enunciado. de uma forma organizada e clara.  social. Efectuar medições de grandezas de natureza diversa. moda) e  amplitude para comparar distribuições. Construir tabelas e gráficos de barras relativos a situações de vida pessoal. pictogramas). etc. Apresentar horários. analisar e comunicar informação usando processos e procedimentos matemáticos l Carga horária 25 horas l l l Critérios de  Evidência l l l l l l l   Utilizar a moeda única europeia e outra moeda familiar em actividades do dia a dia. volume; potência de expoente 2 e raiz quadrada; potência de expoente 3 e  raiz cúbica. Decidir sobre o uso de cálculo mental. de frequências absolutas e de frequências relativas. Comunicar processos e resultados usando a linguagem matemática e a língua portuguesa. conforme a situação em estudo.  nomeadamente de divisibilidade. utilizando. Ler e interpretar gráficos (de barrras. tomando as decisões adequadas ao resultado da verificação. ou de instrumento  tecnológico. entre outros. Em contexto de vida (do(s) formando(s)) resolver problemas que envolvam os conceitos: perímetro. de algoritmo de papel e lápis. MV_B2_B   Usar a matemática para analisar e resolver problemas e situações problemáticas l Carga horária 25 horas l l Critérios de  Evidência l l l l l Utilizar um modelo de resolução de problemas.    MV_B2_A   Interpretar. Em contexto de vida (do(s) formando(s)) resolver problemas de contagem. tendo em consideração critérios diversos.estabelecer e executar um plano de resolução do problema. Em contextos de vida (do formando) resolver problemas que envolvam números racionais não inteiros e alguns números irracionais (Π. escolares. utilizando unidades e instrumentos de  medida adequados. Em contexto de vida do(s) formando(s) resolver problemas que envolvem raciocínio  proporcional: percentagens; proporcionalidade aritmética; usando a estimativa e o cálculo  mental como meio de controlo de resultados. Analisar criticamente informação que envolva dados numéricos. profissional. recolhida pelo formando de  órgãos de comunicação. explicitando por exemplo. etc). mediana. diários. em operações de multibanco e em  actividades que requeiram a escrita de informação numérica.. Ordenar e agrupar dados.   REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem . √2. em aquisições directas. área. semanais ou outros. Decidir sobre a razoabilidade de um resultado.Nível 2 | 19-08-2011 17 /  44 . conforme o tipo de situação;verificar se o plano se adequa ao problema. Ler e interpretar tabelas de relação peso/idade. usando  tabelas. Ler e interpretar horários de serviços.

Usar escalas na compreensão e na construção de modelos da realidade. utlizando linguagem  progressivamente mais formal.Nível 2 | 19-08-2011 18 /  44 . Construir modelos de poliedros. no contexto de explorações geométricas que envolvam circunferência ou círculo. Reconhecer representações equivalentes de números racionais: fraccionária e em forma de  dízima; reconhecer a equivalência de fracções. Usar modos particulares de raciocínio matemático nomeadamente a redução ao absurdo. numéricas ou geométricas. e decidir qual dos  métodos é apropriado à situação. ou não. Reconhecer que a igualdade de fracções equivalentes é um exemplo de proporção.  estabelecer propriedades destas figuras. Utilizar a visualização espacial no estabelecimento/descoberta de relações entre propriedades de figuras geométricas; no contexto destas construções identificar figuras geométricas. Determinar experimentalmente valores aproximados do número irracional Π. Usar as definições como critérios necessários.  à comunicação matemática. Efectuar cálculos: mentalmente. Utilizar estratégias de cálculo mental adequadas às situações e relacioná-las com propriedades das operações básicas. expressão designatória). nomeadamente  através de contraexemplos. Exprimir de formas diversas operadores fraccionários (visualmente. Planificar a superfície de um cilindro e planificar a superfície de poliedros. Comunicar e justificar raciocínios geométricos. utilizando as  propriedades.   REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem . à organização das ideias e à classificação de objectos  matemáticos. estabelecer relações entre as figuras. Comunicar os resultados de trabalhos de projecto usando as linguagens matemática e a  língua portuguesa. com algoritmos ou com calculadora.   MV_B2_D   Raciocinar matematicamente de forma indutiva e de forma dedutiva l Carga horária 25 horas l Critérios de  Evidência l l l l Descrever leis de formação de sequências.    MV_B2_C   Compreender e usar conexões matemáticas em contextos de vida l l Carga horária 25 horas l l l Critérios de  Evidência l l l l l l l l Usar as funções de uma calculadora básica confiante e criticamente. Usar argumentos para justificar afirmações matemáticas próprias. Estabelecer conjecturas a partir da observação (raciocínio indutivo) e testar conjecturas  utilizando processos lógicos de pensamento. Interpretar e utilizar diferentes representações de percentagens. embora convencionais e de natureza precária.

 a temas de  vida. Analisar e comparar distribuições estatísticas utilizando medidas de localização (moda. Usar condição(ões)  matemática(s) para traduzir os dados quando tal for adequado; estabelecer e executar um plano de resolução do problema. Usar relações de conversão cambial para proceder a operações financeiras habituais.    MV_B3_A   Interpretar. Comunicar processos e resultados usando a linguagem matemática e a língua portuguesa. Analisar e interpretar criticamente gráficos relativos a situações da realidade. Analisar criticamente a validade de argumentos baseados em indicadores estatísticos. esquemas. com vista a uma interpretação mais esclarecida. etc). Em contextos de vida (do(s) formando(s)) resolver problemas que envolvam modelos matemáticos simples: equações do 1º e do 2º grau; inequações do 1º grau. Em contextos de vida (do(s) formando(s)) resolver problemas que envolvem os conceitos de proporcionalidade directa e de proporcionalidade inversa. explicitando os dados e o objectivo do problema. Em contextos de vida (do(s) formando(s)) resolver problemas que envolvam números  expressos em notação científica. na procura de leis de  formação. Em contextos de vida (do(s) formando(s)) resolver problemas que envolvam os conceitos de: perímetro. MV_B3_B   Usar a matemática para analisar e resolver problemas e situações problemáticas l Carga horária 50 horas l Critérios de  Evidência l l l l l l Utilizar um modelo de resolução de problemas. média aritmética). área. ou de instrumento tecnológico. √2.   REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem . volume; potenciação e radiciação. Em contextos de vida (do formando) resolver problemas que envolvem raciocínio  proporcional: percentagens; proporcionalidade aritmética; proporcionalidade geométrica.Nível 2 | 19-08-2011 19 /  44 . etc. organizar. teorema de Pitágoras; relações trigonométricas do triângulo rectângulo. de algoritmo de papel e lápis. decidindo sobre o uso de  cálculo mental. Comunicar processos e resultados usando a linguagem matemática e a língua portuguesa. Em contextos de vida (do formando) resolver problemas que envolvam números racionais não inteiros e alguns números irracionais (Π. decidindo sobre a razoabilidade de  um resultado. Verificar se o plano se adequa ao problema. por exemplo o proposto por Polya (1945): interpretar o enunciado. analisar e comunicar informação utilizando processos e procedimentos matemáticos l l l l Carga horária 50 horas Critérios de  Evidência l l l l   Sequencializar as tarefas elementares de um projecto. utilizando tabelas. nomeadamente interpretando  em contexto as soluções de equações e de inequações. conforme a  situação em análise; criando versões mais simples do problema dado. Comparar conjuntos de dados utilizando: frequências absolutas e reconhecendo as  limitações/erros desta utilização; frequências relativas.  mediana.  tomando as decisões adequadas ao resultado da verificação. conforme o tipo de situação. nomeadamente. Tratar as informações numéricas contidas em textos relativos. usando a estimativa e o cálculo mental como  meio de controlo de resultados.

Comunicar os resultados de trabalhos de projecto usando a linguagem matemática e a língua  portuguesa. numéricas ou geométricas.    MV_B3_C   Compreender e usar conexões matemáticas em contextos de vida l l Carga horária 50 horas l l l l Critérios de  Evidência l l l l l l l Usar criticamente as funções de uma calculadora científica. Interpretar numérica e graficamente relações funcionais. nomeadamente a redução ao absurdo.. Utilizar estratégias de cálculo mental adequadas às situações em jogo e relacioná-las com propriedades das operações. Utilizar a notação científica para representar números muito grandes ou números muito  próximos de zero. outros polígonos e lugares  geométricos)..   REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem . como por  exemplo. próprias ou não. Reconhecer diferentes modos de representação de números e determinar valores exactos de números irracionais. Reconhecer as definições como critérios embora convencionais e de natureza precária:  necessários a uma clara comunicação matemática; de organização das ideias e de  classificação de objectos matemáticos. escolhendo escalas para representar  situações. Estabelecer a ligação entre conceitos matemáticos e conhecimento de procedimentos na  realização de construções geométricas (quadriláteros. apresentando nomeadamente exemplos de situações em  que um produto é menor que os factores e de situações em que o quociente é maior que o  dividendo. utilizando simbologia  matemática. Descrever figuras geométricas no plano e no espaço. Sequencializar um projecto em tarefas elementares. Usar modos particulares de raciocínio matemático. Revelar competências de cálculo. Relacionar vários modelos de variação: linear; polinomial; exponencial; . nomeadamente expressões designatórias. por construção com material de desenho justificando matematicamente  este procedimento. nomeadamente de proporcionalidade directa e de proporcionalidade inversa. Estabelecer conjecturas a partir da observação (raciocínio indutivo) e testar conjecturas  utilizando processos lógicos de pensamento. Usar argumentos válidos para justificar afirmações matemáticas. Resolver problemas de medida em desenhos à escala. Reconhecer o conceito de semelhança de figuras e usar as relações entre elementos de  figuras com a mesma forma..   MV_B3_D   Raciocinar matematicamente de forma indutiva e de forma dedutiva l Carga horária 50 horas l Critérios de  Evidência l l l l Inferir leis de formação de sequências.Nível 2 | 19-08-2011 20 /  44 . a particularização e a generalização. Identificar ligações entre a resolução gráfica e a resolução analítica de sistemas de  equações/inequações.

Usa o Menu Iniciar para abrir um programa. Usa a função Localizar para encontrar ficheiros ou pastas criados.    TIC_B1_A   Operar. Distingue as potencialidades desse equipamento. Abre um documento já existente. apaga e copia pastas e ficheiros. abre. Cria. em segurança. barras de deslocamento. Usa o rato: aponta. fadiga visual. jogos.Nível 2 | 19-08-2011 21 /  44 . etc. aparelho de  fax; televisão; caixa Multibanco; telemóvel. selecciona e arrasta. REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem .   TIC_B1_C   Utilizar as funções básicas de um programa de processamento Carga horária 25 horas de texto l l Critérios de  Evidência l l l l l   Abre um documento de processamento de texto. barra de  menus. Abre. usando as funções das barras de  ferramentas. desliga e reinicia correctamente o computador e periféricos. Usa alguns dos acessórios do sistema operativo: calculadora; leitor de CDs. Reconhece as funções dos diferentes elementos da janela: barra de ferramentas. redimensiona. Opera equipamento tecnológico diversificado (por exemplo: máquina de lavar. etc. insere texto e formata-o. Reconhece os ícones de base do ambiente de trabalho. postura. duplo-clique. Reconhece os factores de risco e as precauções a tomar quando se trabalha com  determinados equipamentos tecnológicos: ligações seguras.. restaura e fecha uma janela desse ambiente.. Imprime um documento utilizando as opções base de impressão.. Pré-visualiza um documento. altera-o e guarda-o. usado no quotidiano l l Carga horária 25 horas Critérios de  Evidência l l Identifica diverso equipamento tecnológico usado no dia a dia.). equipamento tecnológico diverso. etc. Guarda o/s documento/s no disco rígido ou disquete. barra de estado. Cria um novo documento. clica.   TIC_B1_B   Realizar operações básicas no computador l Carga horária 25 horas l l Critérios de  Evidência l l l l l l Liga.. sonda. gravador de  áudio. Reconhece as diferentes barras de uma janela do ambiente de trabalho e suas funções. sistema de rega. designadamente a  impressora.

 etc. desliga e reinicia correctamente o computador e periféricos. etc. barra de  menus. Adiciona imagens e formas automáticas a um documento e altera-as.   TIC_B2_C   Utilizar um programa de processamento de texto l l Carga horária 25 horas l Critérios de  Evidência l l l l l   Abre um documento de processamento de texto. insere texto. Cria uma tabela e altera os seus pormenores de estilo (por exemplo: insere e elimina colunas e linhas; muda o estilo e espessura de linha; insere sombreado ou cor nas células). designadamente um  scanner. Abre um documento já existente. Introduz/altera contactos telefónicos na agenda de um telemóvel. Reconhece os factores de risco e as precauções a tomar quando se trabalha com  determinado tipo de equipamento tecnológico: ligações seguras.    TIC_B2_A   Operar. altera-o e guarda-o. jogos. Recebe e envia mensagens em SMS através de um telemóvel. Usa o rato: aponta. TIC_B2_B   Realizar. REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem . barras de deslocamento. fadiga visual. Reconhece as funções dos diferentes elementos da janela: barra de ferramentas. Distingue as vantagens e desvantagens desse equipamento. em segurança. Reconhece as formas de propagação dos vírus informáticos e seus perigos. gravador de  áudio. operações várias no computador l Carga horária 25 horas l   l Critérios de  Evidência l l l l l l   Liga. Reconhece as diferentes barras de uma janela e suas funções.Nível 2 | 19-08-2011 22 /  44 . Reconhece os ícones do ambiente de trabalho e as suas funções. em segurança. duplo-clique. barra de estado.. Usa alguns dos acessórios do sistema operativo: calculadora; leitor de CDs. Imprime um documento utilizando as opções base de impressão. selecciona e arrasta. formata e verifica-o ortográfica e gramaticalmente. postura.. equipamento tecnológico diverso l l Carga horária 25 horas Critérios de  Evidência l l l l   Identifica diverso equipamento tecnológico usado no dia a dia. Cria. clica. Cria um novo documento. Identifica as medidas de segurança a tomar.. abre. apaga e copia pastas e ficheiros. Opera equipamento tecnológico diversificado.. Usa o WordArt. Configura as propriedades do monitor; fundo e protecção do ecrã.

. Identifica e interpreta vocabulário específico usado na Internet. Compara as ofertas de diferentes fornecedores de serviços. apaga e responde a mensagens recebidas. televisão; máquina de lavar..   REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem . Utiliza fórmulas lógicas e aritméticas numa célula. redimensiona e fecha uma janela do ambiente de trabalho. Cria uma caixa de correio pessoal. em segurança. Apresenta os números de uma célula em percentagem. Adiciona limites. relativamente aos vírus informáticos.. Adiciona uma página da Web à pasta Favoritos. Utiliza uma lista como uma base de dados. . Reconhece as funções das diferentes barras do programa de navegação: barras de  ferramentas.   TIC_B3_A   Operar. Activa um programa anti-vírus e suas opções de segurança. Configura no computador hora. equipamento tecnológico. TIC_B3_B   Utilizar uma aplicação de folhas de cálculo l l l l Carga horária 50 horas Critérios de  Evidência l l l l l l l Cria uma nova folha de cálculo.Nível 2 | 19-08-2011 23 /  44 . etc. Usa acessórios do sistema operativo: calculadora; jogos; Paint. Exporta uma folha de cálculo ou gráfico. ou texto. Lê.  videogravador/DVD. designadamente o computador l Carga horária 50 horas l Critérios de  Evidência l l l l l l l   Opera equipamento tecnológico diversificado (por exemplo: câmara de vídeo. Usa as funções de base de dados para gerir e analisar os dados de uma lista. Cria diferentes estilos de gráfico para analisar informação e modifica-os. portátil) ao nível do preço. sistema  de rega. Importa para a folha uma imagem.    TIC_B2_D   Usar a Internet para obter e transmitir informação l l l l l Carga horária 25 horas Critérios de  Evidência l l l l l l Identifica os elementos necessários para ligar um computador à internet. usando o livro de endereços. . postura. Clica num link (texto ou imagem) e volta à página principal. fundo e protecção do ecrã. utilizando ou não uma palavra-chave. Pesquisa em diferentes motores de busca. data. Inicia um programa de navegação (browser) na Web e abre um endereço da Net. Distingue diferentes tipos de computadores (PC. Insere números e texto em células e formata-os. barra de estado. no recebimento de ficheiros  em anexo.. tipo de utilização. fadiga visual.  entre outras características. caixa multibanco; telemóvel. etc. Reconhece os factores de risco e as precauções a tomar quando se trabalha com  determinado tipo de equipamento tecnológico: ligações seguras. propriedades do monitor.. Cria um atalho para um ficheiro e muda o nome. sonda. Utiliza diferentes formas de notação. Identifica os cuidados a ter. Reconhece as formas de propagação dos vírus informáticos e seus perigos. Abre.). cores e padrões.

Abre um programa de apresentação. Inicia um programa de navegação (browser) na Web e abre um endereço da Net.Nível 2 | 19-08-2011 24 /  44 . cabeçalho e notas de rodapé. Escolhe uma alcunha (nickname) e entra numa sala de conversação. Reconhece as funções das diferentes barras do programa de navegação: barras de  ferramentas. imagens próprias ou de uma galeria de imagens e pré-visualiza-as num programa de navegação. MPublisher) ou uma aplicação de edição e gestão (por ex. Identifica as regras de utilização das salas de conversação. Cria um sítio (site) com uma aplicação de apresentações (por ex.. Identifica as vantagens e desvantagens deste tipo de serviço. Pesquisa em diferentes motores de busca. Insere números de página. Utiliza as ferramentas de cortar. com ou sem ficheiro anexo. Insere um duplicado do diapositivo e altera o seu conteúdo. Identifica e interpreta vocabulário específico usado na Internet. transmitir e publicar informação l l l l l Carga horária 50 horas l l l l Critérios de  Evidência l l l l l l l l Identifica os elementos necessários para ligar um computador à Internet. Usa uma aplicação FTP (File Transfer Protocol) para fazer a transferência das páginas  (upload) para um servidor público. Compara as ofertas dos diferentes fornecedores de serviços. Modifica o design e esquema de cores (no caso do Publisher). barra de estado. num documento. Utiliza informação recebida via internet. Insere texto automático num documento. Cria uma caixa de correio pessoal e organiza um livro de endereços. utilizando ou não palavra-chave.   REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem .   TIC_B3_D   Usar a Internet para obter. apaga e envia mensagens.. Formata o documento em colunas. Insere links. texto. Realiza uma apresentação. imagens e tabelas e formata-os.    TIC_B3_C   Utilizar um programa de processamento de texto e de apresentação de informação l l l l Carga horária 50 horas Critérios de  Evidência l l l l l l l Cria um documento. Cria uma nova apresentação. Adiciona texto e imagem à apresentação. relativamente aos vírus informáticos. noutros suportes. Lê.. Adiciona efeitos de animação e transição aos diapositivos. copiar e colar texto ou imagem. MFrontPage). Identifica os cuidados a ter. no recebimento de ficheiros  em anexo. insere texto.

 diferenciação floral e função reprodutiva ¡ Semente e sua função na reprodução Hormonas vegetais ¡ Breve descrição e modo e local de actuação das hormonas vegetais ¡ Noção de ciclo vegetativo. Elaborar herbário. Aplicações práticas ¡ Hormonas de enraizamento. Classificar espécies ornamentais de acordo com critérios botânicos. herbáceas Porte e forma das árvores e arbustos Folhosas/resinosas/palmáceas. Bolbosas. Caracterizar as funções vitais das plantas. Classificar as hormonas vegetais. tuberosas.Nível 2 | 19-08-2011 25 /  44 . etc. etc. Conteúdos l l l l l l l l Taxonomia ¡ Nomenclatura ¡ Identificação de espécies Ciclo de vida Árvores.    3. Formação Tecnológica 3059   Morfologia vegetal l Carga horária 25 horas Objectivo(s)   l l Identificar os principais órgãos das plantas. arbustos. de acordo com a sua utilização. Conteúdos l l Órgãos das plantas e sua fisiologia ¡ Tipos de raiz e sua função de suporte e absorção ¡ Tipos de caule e sua função de circulação ¡ Tipos de folha e sua função fotossintética ¡ Tipos de flor. aquáticas e plantas de interior Elementos verdes decorativos ¡ Plantação de árvores e arbustos em maciço. Aplicações práticas 3060   Botânica l Carga horária 25 horas Objectivo(s)   l l l Identificar espécies ornamentais utilizadas em jardins. Aplicações práticas ¡ Hormonas ananicantes. grupo e isolado ¡ Cortinas ¡ Sebes ¡ Trepadeiras (pérgolas) ¡ Bordaduras ¡ Maciços ¡ Mosaicos ¡ Mixed-border ¡ Relvados ¡ Plantas aquáticas (lagos) ¡ Floreiras (interior/exterior) REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem .2. rizomatosas. Elaborar inventário de plantas de jardim. Carnudas.

 jogos de água.Nível 2 | 19-08-2011 26 /  44 . Conteúdos l l l l l l l Sacha Monda de placas ajardinadas Retanchas em canteiros e outras placas ajardinadas Recolha de detritos vegetais Preparação de terriço Destroçador de resíduos vegetais Limpeza geral dos jardins. ¡ Proceder à limpeza dos jardins. lagos.    3061   Factores edafo-climáticos l Carga horária 25 horas Objectivo(s)   Descrever as características e as exigências edafo-climáticas das plantas ornamentais mais utilizadas. jogos de água. Conteúdos l l l l l l l l l l Factores climáticos ¡ Luz ¡ Temperatura ¡ Humidade ¡ Vento Influência do clima/microclima no crescimento das plantas ¡ Influência da temperatura no ciclo vegetativo ¡ Regime de chuvas ¡ Exposição do terreno ¡ Protecção do terreno ¡ Protecção contra o vento Aparelhos de medida ¡ Termómetro ¡ Higrómetro ¡ Fotómetro ¡ Tina de evaporação Estações do ano Exigências climáticas das plantas Acidentes climatéricos/meios de prevenção e defesa Noções de Ecologia ¡ Noção de habitat ¡ Equilíbrio ambiental. etc. Utilizações práticas do seu reconhecimento Plantas companheiras Factores edáficos ¡ Noção de solo agrícola -   Definição -   Perfil pedológico -   Tipos de solo -   Factores que influenciam a produtividade do solo -   Características de um bom solo agrícola -   Como melhorar e manter a estrutura de um solo -   A água no solo Relevo/erosão 3062   Manutenção de jardins l Carga horária 50 horas Objectivo(s) l   Proceder à sachagem e monda de placas ajardinadas e à execução de retanchas em canteiros e outras placas  ajardinadas. REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem . lagos. Como conservá-lo ¡ Ecossistema agrário.. tanques. tanques. Reconhecer a importância do aproveitamento de detritos vegetais para a preparação de composto/terriço. etc.

gota-a-gota e caldeiras em volta de árvores e arbustos ¡ Rega por aspersão e micro-aspersão (mangueira com espalhador/agulheta.Nível 2 | 19-08-2011 27 /  44 .    3063   Sistemas de rega e drenagem l l Carga horária 50 horas Objectivo(s) l Avaliar as necessidades hídricas das plantas. ¡ Instalar um sistema de drenagem. micro-aspersores) ¡ Rega por alagamento ¡ Programadores de rega (temporizador) Conservação e manutenção do equipamento de rega ¡ Limpeza de filtros e bocas de rega ¡ Remendar e enrolar mangueiras ¡ Equipamentos e utensílios necessários Instalação de um sistema de drenagem ¡ Importância ¡ Materiais mais utilizados ¡ Desenho de sistemas simples ¡ Instalação de um sistema REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem .   Conteúdos l l l l Rega ¡ Necessidades hídricas das plantas ¡ Função da água nas plantas (relação solo-água-planta) ¡ Carência e excesso de água ¡ Controlo da humidade ¡ Características das águas de rega (análises de água) Sistemas de rega ¡ Rega localizada (por pé) . Identificar diferentes sistemas de rega e instalar sistema de rega no jardim (superfície) e efectuar diferentes tipos  de rega. torniquetes e aspersores. Proceder à conservação e manutenção de equipamentos de bombagem e distribuição de água de rega.

Efectuar adubações de manutenção.Nível 2 | 19-08-2011 28 /  44 . higiene e protecção do ambiente Adubação de manutenção ¡ Importância ¡ Épocas de intervenção ¡ Tipos de adubos ¡ Máquinas e alfaias utilizadas REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem . manualmente ou utilizando carrinho distribuidor ¡ Aplicação de adubações foliares ¡ Normas de segurança.    3064   Adubações de cobertura e manutenção l l Carga horária 25 horas Objectivo(s)   Efectuar adubações de cobertura em função das necessidades de cada espécie. Conteúdos l l Adubação ¡ Fertilidade -   Noção de fertilidade -   Elementos nutritivos e suas funções -   Sintomasde carências e excesso de nutrientes ¡ Aplicação de fertilizantes ¡ Análises de solo e análises foliares interpretação de resultados ¡ Noção de adubo -   Classificação ¡ Noção de correctivo -   Classificação ¡ Escolha de fertilizantes ¡ Compatibilidade/incompatibilidade -   Cálculo das quantidades de fertilizante a aplicar -   Técnicas de aplicação de fertilizante ¡ Análises foliares ¡ Tipos de adubos de cobertura utilizados em jardins ¡ Cálculo das quantidades de adubo a aplicar ¡ Aplicação de adubos de cobertura.

Conteúdos l l l l Inimigos das culturas ¡ Parasitários ¡ Não parasitários Meios de luta/protecção das plantas ¡ Mecânicos ¡ Físicos ¡ Químicos ¡ Culturais ¡ Genéticos ¡ Biológicos ¡ Protecção integrada (noção de ecossistema . Aplicar técnicas de poda de manutenção e formação de árvores e arbustos ornamentais.    3065   Podas l Carga horária 50 horas Objectivo(s)   l l Aplicar os princípios gerais de poda de árvores e arbustos ornamentais.Nível 2 | 19-08-2011 29 /  44 . sebes. leitura e interpretação dos rótulos ¡ Cálculo de débitos ¡ Cálculo de caldas ¡ Preparação de caldas ¡ Aplicação de caldas ¡ Higiene e segurança .descrever as diferentes partes das árvores e dos arbustos. arbustos talhados com formas geométricas e outras figuras Motosserras ¡ Funcionamento ¡ Montagem do sistema de corte ¡ Regulações e afinações ¡ Equipamento de protecção Tipos de tesouras de poda 3066   Fitossanidade l Carga horária 25 horas Objectivo(s)   Identificar fito-fármacos e proceder ao tratamento fitossanitário. do porte. identificando-as e indicando as suas funções Diferentes tipos de poda de formação de árvores ornamentais – árvores anteriormente submetidas a formas contrárias à sua forma  natural e a importância de respeitar o porte/a forma natural das árvores e arbustos ornamentais Tipos de podas ¡ Podas de formação ¡ Podas de manutenção ¡ Podas de rejuvenescimento/renovação ¡ Podas fitossanitárias . bordaduras.manutenção e recuperação de árvores debilitadas pela idade e por agentes fitopatológicos Podas em árvores ornamentais. Conteúdos l l l l l l l l l Objectivos da poda de árvores e arbustos ornamentais . e da sua forma natural Zonas de corte Forma de efectuar os cortes Poda de trepadeiras.equipamentos de protecção Pulverizadores de dorso e pulverizador motorizado de carrinho ¡ Tipos ¡ Constituição ¡ Funcionamento ¡ Regulações/afinações ¡ Manutenção/conservação REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem . em função da espécie. roseiras. Realizar operações de preparação e manutenção dos utensílios de poda.equilíbrio ecológico) Aplicação de meios de combate contra inimigos das plantas ¡ Classificação dos fito-fármacos.

 pedras e outros detritos antes de efectuar o corte Corte do relvado e aparar as zonas inacessíveis ao corta-relvas Escarificador ¡ Constituição ¡ Funcionamento ¡ Manutenção ¡ Regulações ¡ Avarias mais frequentes Arejamento de relvados muito compactados Adubos de cobertura utilizados em relvados ¡ Identificação ¡ Cálculo ¡ Aplicação . Efectuar escarificações no relvado. Conteúdos l l Conceitos básicos topográficos ¡ Esquemas/croquis/plantas simples ¡ Carta topográfica ¡ Escala ¡ Legendas ¡ Cota/nível/curva de nível ¡ Declive ¡ Medição de distâncias e ângulos no terreno ¡ Traçado de alinhamentos ¡ Traçado de perpendiculares ¡ Traçado de figuras geométricas ¡ Triangulação Cálculo de ¡ Perímetros ¡ Áreas ¡ Volumes ¡ Densidades de plantação ¡ CGS/SI REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem . relacionando com a época do ano Altura de corte. Efectuar adubações de cobertura no relvado. Efectuar o arejamento do relvado. utilizando equipamento adequado e respeitando as normas de higiene e segurança.Nível 2 | 19-08-2011 30 /  44 .    3067   Manutenção de relvados em jardins l l Carga horária 50 horas Objectivo(s) l l Efectuar o corte da relva.noções básicas l Carga horária 50 horas Objectivo(s)   Identificar conceitos de topografia e calcular as variáveis necessárias à implementação de infra-estruturas.   Conteúdos l l l l l l l l l Corta-relvas ¡ Constituição ¡ Funcionamento ¡ Manutenção ¡ Regulações e afinações ¡ Avarias mais frequentes Frequência de cortes.Proceder à substituição de pequenas placas de relva em zonas  danificadas e efectuar a re-sementeira de zonas do relvado mais danificadas.manual e em carrinho distribuidor Plano de manutenção mensal 3069   Topografia e cálculo . relacionando com a finalidade do relvado Remoção do relvado.

 técnicas de construção com materiais soltos) ¡ Taludes ¡ Muros e muretes para suporte de terras (materiais mais utilizados) ¡ Cercas e pérgolas (materiais mais utilizados. Como e com que correctivos ¡ Cálculo de adubações Noção de substrato ¡ Elementos utilizados na preparação de substratos ¡ Exemplos de substratos REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem . equipamentos. técnicas de aplicação) ¡ Canteiros com muretes ¡ Lagos/tanques/cascatas/jogos de água ¡ Bancos ¡ Vasos e taças decorativas ¡ Esculturas. para localizar e fazer as respectivas  implantações dos elementos constituintes do projecto no terreno. etc. isolado ¡ Cortinas ¡ Sebes ¡ Bordaduras ¡ Maciços ¡ Mosaicos ¡ Mixed-Border ¡ Alegretes ¡ Floreiras ¡ Relvados ¡ Outro 3070   Fertilização l Carga horária 25 horas Objectivo(s)   Reconhecer as características do solo que condicionam a fertilidade e calcular a quantidade de correctivos a  aplicar. Como e com que correctivos -   Correcção da matéria orgânica.jardinagem l Carga horária 50 horas Objectivo(s)   Proceder à leitura e interpretação de planta de projecto de jardim. materiais e utensílios -   Instalação de redes de drenagem ¡ Redes de rega -   Noção de rega -   Apresentação e identificação de diferentes sistemas de rega. Conteúdos l l Avaliação da fertilidade ¡ Colheita e correcções de um solo -   Colheita de amostras para análise -   Correcção do pH. materiais e utensílios -   Instalação de redes de rega (subterrânea) ¡ Redes eléctricas ¡ Sistemas de iluminação (tipos e montagem) ¡ Caminhos ¡ Escadas (como vencer desníveis. grupo.    3068   Infra-estruturas básicas e paisagísticas . Elementos verdes decorativos ¡ Árvores e arbustos em maciço. materiais mais utilizados.Nível 2 | 19-08-2011 31 /  44 . Como e com que correctivos -   Correcção da fertilidade. Conteúdos l l Diferentes infra-estruturas básicas e paisagísticas ¡ Redes de drenagem -   Noção de drenagem -   Tipos de drenagem -   Equipamentos. técnicas de construção) ¡ Pavimentos (materiais mais utilizados.

    3071   Motocultivador l Carga horária 50 horas Objectivo(s) l   Acoplar e desacoplar ao motocultivador diferentes alfaias necessárias para a preparação do solo. procedendo à sua limpeza geral Selecção e dispor sobre o terreno pedras com interesse decorativo Identificar e manusear com destreza diferentes utensílios para trabalhos complementares de preparação do solo ¡ Enxadas ¡ Ancinhos ¡ Picaretas ¡ Pás ¡ Carrinho-de-mão ¡ Rolos/cilindros ¡ Etc.Nível 2 | 19-08-2011 32 /  44 . nivelamento  e velocidades de funcionamento a seleccionar. utilizando equipamento/utensílios adequados. REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem . higiene e protecção do ambiente 3072   Preparação de solos para jardins l Carga horária 25 horas Objectivo(s)   Efectuar manualmente. Conteúdos l l l l l l l l l Conhecer sumariamente a constituição e funcionamento dos órgãos do motocultivador Partes utilizadas para o acoplamento de alfaias Acoplar as alfaias mais indicadas Proceder a regulações e afinações Funções das diferentes alfaias Trabalhos de preparação do solo. tendo em conta correcções de ¡ Profundidade e alinhamento ¡ Nivelamento ¡ Velocidades de funcionamento a seleccionar Profundidade de lavoura Avarias mais frequentes. suas causas e possíveis reparações Limpeza. lubrificação e manutenção do motocultivador e alfaiasNormas de segurança. Realizar trabalhos de preparação do solo tendo em conta correcções de profundidade e alinhamento. arranjos complementares. Conteúdos l l l l l Solo ideal para jardins Cálculo da quantidade de terra necessária para a correcção do nível do solo de placas a ajardinar Remoção de pedras e detritos existentes no terreno. regulando-as de forma conveniente.

 de  acordo com a planta ou projecto do jardim. brinquedos e equipamento desportivo ¡ Sinalética ¡ Materiais utilizados ¡ Cuidado na manutenção 3074   Estilos de jardins l Carga horária 25 horas Objectivo(s)   Identificar os principais estilos de jardins. sob orientação na construção/instalação de infra-estruturas básicas e paisagísticas. Conteúdos l l l l l l Jardim clássico Jardim moderno Jardim rochoso Jardim oriental Outros estilos Diferença entre jardim/parque/circuito de manutenção REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem . Misturas de sementes ¡ Preparação do solo (mobilização.    3073   Construção / Instalação de infra-estruturas paisagísticas l Carga horária 50 horas Objectivo(s)   Acompanhar e colaborar. adubação de fundo) ¡ Instalação de sistemas de rega e drenagem ¡ Técnicas de sementeira ¡ Relva em placas e sua aplicação Instalação de Parques Infantis ¡ Plantas utilizáveis ¡ Normas de segurança para o piso e brinquedos ¡ Materiais utilizados ¡ Cuidados na manutenção Instalação de Parques Municipais ¡ Plantas utilizáveis ¡ Normas de segurança para o piso. nivelamento.Nível 2 | 19-08-2011 33 /  44 . Conteúdos l l l l l Construção de um jardim aquático ¡ Movimentação da terra ¡ Impermeabilização ¡ Fornecimento de água Construção de um jardim rochoso ¡ Movimentação da terra ¡ Colocação das pedras Instalação de relvados ¡ Tipos de relvados. correcção. limpeza.

etc. Conteúdos l l l Multiplicação sexuada Multiplicação assexuada ¡ Estaca foliar ¡ Estaca caulinar ¡ Mergulhia ¡ Enxertia ¡ Alporque ¡ Divisão de tufos ¡ Rebentos da raiz ¡ Micro-propagação ¡ Bolbos/rizomas.Nível 2 | 19-08-2011 34 /  44 . tendo em conta as exigências e as  características das espécies a utilizar. Conteúdos l l Época de plantação Envasamentos/reenvasamentos/repicagens ¡ Plantas de interior ¡ Floreiras – tipos ¡ Substratos REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem .    3075   Plantas ornamentais . Exigências a respeitar para a multiplicação de plantas ornamentais ¡ Locais ¡ Recipientes ¡ Substratos ¡ Temperatura/humidade/luz 3076   Plantação em vasos e floreiras l Carga horária 50 horas Objectivo(s)   Proceder à preparação de floreiras de plantas ornamentais no interior.multiplicação l Carga horária 50 horas Objectivo(s)   Identificar e efectuar diferentes processos de multiplicação de plantas ornamentais.

manualmente ou com semeador de carrinho ¡ Picar o terreno ou espalhar terra sobre a semente ¡ Compactar com cilindro ¡ Equipamentos e utensílios REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem . trepadeira. árvores e arbustos de raiz nua.    3077   Plantação em jardins l l l Carga horária 50 horas Objectivo(s) l l l   Abrir covas e valas manualmente. Plantar diferentes espécies em maciço. mixed-border. Plantar plantas aquáticas.dimensões e abertura manual Técnicas de abertura de covas e valas Equipamento de protecção individual Plantação manual . mosaicos. regularização e limpeza do terreno) ¡ Preparação dos rizomas ¡ Plantação dos rizomas (quicôncio) ¡ Compactação dos rizomas com cilindro ¡ Equipamentos e utensílios 3079   Instalação de relvados . Conteúdos l Instalação de relvados por sementeira ¡ Identificação de gramíneas ¡ Lotes de sementes para relvados ¡ Escolha do lote de sementes. adubação. após leitura das indicações contidas na embalagem ou da casa comercial ¡ Preparação do solo (igual) ¡ Pesar a semente ¡ Semear. cortina.árvores e arbustos de raiz nua e torrão Tutoramento Profundidades de sementeira Profundidades de plantação de espécies bolbosas. mobilização.  maciços. Plantação em alegretes. Plantar manualmente.sementeira l Carga horária 50 horas Objectivo(s)   Instalar relvados por sementeira de acordo com as características edafo-climáticas da região.plantação l Carga horária 50 horas Objectivo(s)   Instalar relvados por plantação de acordo com as características edafo-climáticas da região. etc. Conteúdos l Instalação de relvados por plantação ¡ Preparação do solo (estrumação. árvores e arbustos com torrão.Nível 2 | 19-08-2011 35 /  44 . Poda de transplantação Preparação das plantas Abacelamento Equipamentos e utensílios 3078   Instalação de relvados . Conteúdos l l l l l l l l l l l Covas e valas . bordaduras. sebes. Plantar manualmente. grupo de árvores e arbustos. de acordo com as características edafo-climáticas da região ¡ Cálculo de quantidade de semente necessária. isolado. rizomatosas.

Relacionar máquinas agrícolas com as operações culturais a realizar.Nível 2 | 19-08-2011 36 /  44 . conservação e afinação dos tractores/motores e de outros veículos. funcionamento.placas l Carga horária 50 horas Objectivo(s)   Instalar relvados por aplicação de placas de acordo com as características edafo-climáticas da região.    3080   Instalação de relvados . mobilização. Conteúdos l l l l l l l Caracterização do sector e definição da profissão ¡ Aptidões requeridas ¡ Condições de trabalho ¡ Actividades dominantes nas regiões ¡ Perspectivas futuras Legislação laboral e da actividade profissional relacionada com os espaços verdes ¡ Direitos e obrigações dos trabalhadores ¡ Direitos e obrigações dos empregadores Normas dos parques infantis Associativismo na área dos espaços verdes Conceito ¡ Tipos de associativismo ¡ Associações profissionais no sector Noções de protecção e melhoria do ambiente ¡ Noção de ambiente ¡ Poluição e saúde ambiental ¡ Enquadramento legal ¡ Conceito de ecologia ¡ Conceito de população. O exercício da actividade profissional (direitos e deveres).espaços verdes l Carga horária 25 horas Objectivo(s)   l l Caracterizar as actividades agrícolas dominantes na âmbito dos espaços verdes. Conteúdos l l l l l l l Escolha da mistura das placas de relva Escolha da mistura das placas de relva Preparação do solo (limpeza. segurança. ambiente. higiene e saúde. REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem . comunidade biótica e ecossistema ¡ O homem como agente modificador de ecossistemas ¡ Código de boas práticas agrícolas ¡ Conservação da natureza e gestão dos seus recursos Noções de segurança.constituição. Executar a manutenção. higiene e saúde no trabalho agrícola (SHST) ¡ Introdução à problemática de prevenção e segurança no trabalho ¡ Movimentação manual de cargas ¡ Riscos na utilização de produtos fitofarmacêuticos ¡ Riscos na utilização de máquinas agrícolas e florestais ¡ Prevenção de incêndios ¡ Segurança nas instalações agrícolas 2853   Tractor e máquinas agrícolas . manutenção e regulação l Carga horária 25 horas Objectivo(s) l l Identificar a constituição e o funcionamento do tractor. Identificar os riscos e aplicar as normas/legislação no âmbito dos espaços verdes. habitat. regularização e distribuição de camada de substrato ou turfa) Aplicação de placas de relva Compactação com cilindro (bolsas de ar e enraizamento) Disfarce de uniões entre placas Equipamentos e utensílios 3081   Actividade profissional .

 verificação nível do electrólito. purga e atesto Sistema de alimentação de ar . verificação do alternador e  motor de arranque.F.limpeza e mudança de filtros.    l   Proceder à montagem/desmontagem e à atrelagem/desatrelagem de reboques e máquinas agrícolas.travagem individual das rodas ¡ Alavanca de estacionamento Acelerador ¡ Pedal de condução ¡ Alavanca de trabalho Bloqueio do diferencial Caixa de velocidades ¡ Inversor ¡ Caixa de gamas ou redutoras Comandos do elevador hidráulico de 3 pontos ¡ Alavanca de subida/descida ¡ Alavanca de controlos ¡ Regulação de sensibilidade ¡ Regulação do fluxo Comando dos cilindros hidráulicos externos Comutador geral ¡ Comutador de arranque Comutador de indicação de mudança de direcção Comutador de luzes Comutador do sinal acústico Comutador de sinalização de emergência Comutador de sinalização de marcha lenta Caixa de ferramentas Volante de direcção Regulador do acento do tractorista Tractómetro ¡ Conta rotações ¡ Conta horas ¡ Gráfico conversor para determinação da velocidade instantânea ou velocímetro Indicador de pressão de lubrificante do motor Indicador de descarga da bateria Indicador da utilização do travão de estacionamento Indicador de obstrução do filtro de ar Indicador de utilização do farol de trabalho Indicadores de sinalização Indicadores do nível de combustível Outros indicadores constantes do painel de instrumentos Motor térmico diesel.D.Nível 2 | 19-08-2011 37 /  44 . verificação e substituição de fusíveis Sistema de transmissão . Conteúdos l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l Tipos de tractores/motocultivadores Embraiagem ¡ Pedal da transmissão ¡ Alavanca da T.verificação de níveis. substituição de lubrificantes e de filtros.limpeza da bateria. verificação de estado e pressão dos pneumáticos Apertos e reapertos Lubrificação dos pontos com copos de massa Limpeza e lavagem do tractor Manutenção do atrelado Tipos e características das alfaias e outros equipamentos agrícolas ¡ De mobilização do solo ¡ De sementeira/plantação/transplantação ¡ De tratamentos fitossanitários ¡ De colheita ¡ Outros Processo e método de engate e regulação das alfaias ao tractor Engate de alfaias acopladas aos três pontos de hidráulico Engate de alfaias semi-rebocadas e rebocadas Boas práticas de segurança. higiene e saúde na manutenção e conservação do tractor e no engate/desengate e na  REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem . substituição de óleo e filtros.substituição das juntas Sistema eléctrico . substituição do líquido de refrigeração. verificação do nível.verificação de níveis de óleo. verificação de folgas Sistema de refrigeração . limpeza.limpeza e mudança de filtros. verificação e substituição de peças Sistema de lubrificação . substituição de bateria e de lâmpadas.escolha do lubrificante. a gasolina e a 2 tempos ¡ Constituição básica ¡ Sistemas Sistema de alimentação de combustível . (tomada de força) Travões ¡ Pedal de serviço .

    montagem/desmontagem de máquinas agrícolas ao tractor. veículos pesados. via e outros factores externos ¡ Trânsito dentro das localidades ¡ Condução nocturna Disposições gerais ¡ Habilitação legal para conduzir ¡ Responsabilidade REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem . a sinalética e as regras do Código da Estrada.Nível 2 | 19-08-2011 38 /  44 . ultrapassagem. Conteúdos l l l l l l Princípios gerais de trânsito e de segurança rodoviária ¡ Sistema de circulação rodoviário ¡ Função da condução ¡ Sinalização ¡ Regras de trânsito e manobras Estado físico e psicológico do condutor ¡ Fadiga ¡ Medicamentos ¡ Álcool Condutor e veículo ¡ Veículos agrícolas ¡ Constituintes dos veículos ¡ Pesos e dimensões ¡ Condições de acondicionamento da carga ¡ Circulação com máquina agrícola montada ou rebocada ¡ Protecção do ambiente Condutor e outros utentes da via ¡ Comportamento a adoptar pelo condutor face a: peões.  distância de segurança ¡ Comportamento cívico ¡ Condução defensiva ¡ Comportamento em caso de acidente Condutor. ângulos mortos. Reconhecer as responsabilidades do condutor de veículos na via pública. 2854   Código da estrada l l Carga horária 25 horas Objectivo(s)   Identificar e interpretar os princípios de segurança rodoviária. veículos de duas rodas.

 lenta e rápida ¡ Condução em curva . montadas ou rebocadas. em patamar.marcha para a frente e marcha para trás ¡ Condução lenta.marcha para a frente e marcha para trás ¡ Condução em curva . Conteúdos l l l Taxonomia ¡ Nomenclatura ¡ Identificação e caracterização das principais espécies Ciclo de vida das árvores ornamentais Porte e forma das árvores ornamentais ¡ As leis fundamentais do crescimento e desenvolvimento ¡ Tipos de ramificação REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem . operação e engate/desengate de reboques e semi-reboques e outras máquinas agrícolas 3085   Património arbóreo ornamental português l Carga horária 25 horas Objectivo(s)   Identificar e classificar as principais espécies do património arbóreo português. a sinalética. as normas de segurança rodoviária. em subida e em descida ¡ Condução em rotundas. em subida e em descida ¡ Condução em rotundas. de acordo com as  regras do código da estrada. as instruções de trabalho e as  condições climatéricas e da via de circulação. Conteúdos l l l Técnicas de condução do tractor agrícola ¡ Ponto morto e embraiagem ¡ Estabilização de velocidade ¡ Condução em linha recta . em patamar.Nível 2 | 19-08-2011 39 /  44 .marcha para a frente e para trás. para trás e aproximação a alfaias ¡ Condução lenta. cruzamentos e entroncamentos ¡ Atrelagem ou desatrelagem do reboque ou semi-reboque ao veículo ¡ Contorno de obstáculos ¡ Travagem para parar com precisão ¡ Travagem de emergência ¡ Mudança de direcção ¡ Inversão de marcha ¡ Estacionamento Boas práticas de segurança. cruzamentos e entroncamentos ¡ Contorno de obstáculos ¡ Travagem para parar com precisão ¡ Travagem de emergência ¡ Mudança de direcção ¡ Inversão de marcha ¡ Estacionamento Técnicas de condução do conjunto tractor/reboque e semi-reboque/máquina agrícola montada ¡ Condução em linha recta .marcha para a frente. higiene e saúde na condução.    2855   Condução do tractor com reboque e máquinas agrícolas l Carga horária 50 horas Objectivo(s)   Conduzir e operar tractores agrícolas com e sem máquinas agrícolas. de acordo com critérios  botânicos.

    3086   Árvores ornamentais l l Carga horária 50 horas Objectivo(s)   Identificar e caracterizar as árvores ornamentais mais utilizadas no espaço urbano. Definir a sua importância e valor. tronco e copa -   Características das e exigências edafo-climáticas das espécies mais utilizadas no espaço urbano -   Os constrangimentos e agressões das árvores nas cidades -   Os factores abióticos e antropogénicos condicionantes da sua sanidade -   Modelos decrescimento das árvores Espaço Urbano – árvores Ornamentais ¡ Árvores de alinhamento. de segurança e de aligeiramento/aclaramento da copa nas formas em porte livre; regular  condicionamento nas formas em porte arquitectural ¡ Podas excepcionais . botas de protecção. Conteúdos l l Tipos e objectivos das podas ¡ Podas de formação .sanitárias. mosquetões. etc. tendo em atenção as características das árvores e objectivos a atingir.Nível 2 | 19-08-2011 40 /  44 . Conteúdos l l Noções básicas de arquitectura vegetal ¡ Especificidade fisiológica das árvores ornamentais mais utilizadas no espaço urbano -   O papel funcional integrado das raízes. Normas de higiene e segurança na utilização do material ¡ Limitações do material ¡ Nós de segurança mais utilizados ¡ Regras de segurança para os trabalhos em altura Técnicas de ascensão/escalada em árvores e de progressão sobre os ramos em torno da copa ¡ Escalada e deslocamento na árvore transportando motosserra e outros equipamentos de corte 3088   Poda selectiva l Carga horária 50 horas Objectivo(s)   Planear as intervenções de poda. podas em função da estação REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem . de parque público ou de jardim privado e suavalorização -   Valor estético -   Valor arquitectónico -   Valor sociológico -   Valor económico       -   Valor comercial 3087   Escalada a árvores l Carga horária 50 horas Objectivo(s)   Escalar árvores de porte médio e efectuar deslocações sobre os ramos em torno da copa. capacete com auriculares. corda de escalada.reequilíbrio. outros Material de escalada e segurança (arnês.fato anti-corte. cordas de segurança. Conteúdos l l l l Protecção individual do podador . fita de ancoragem. elevação ou redução da copa Calendário das podas (supressão do aspecto sazonal.formas naturais e formas artificiais ¡ Podas de manutenção .

Nível 2 | 19-08-2011 41 /  44 . etc.    3089   Poda com material mecânico l Carga horária 50 horas Objectivo(s)   Executar cortes correctos. Conteúdos l A empresa agrícola ¡ Definição ¡ Tipos ¡ Formas de exploração ¡ Modalidades de empresa ¡ Conceito de contabilidade REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem . utilização correcta da motosserra e outro material de corte ¡ Normas de segurança e higiene na utilização do material de corte em altura Técnicas de corte ¡ Ângulos de corte.tipos e constituintes ¡ Serrotes e tesouras de podas manuais ¡ Motosserras podadoras Preparação. ¡ A reacção da árvore à poda (os fenómenos de compartimentação e de cicatrização) Manutenção e reparação de avarias comuns dos equipamentos Riscos e formas de propagação das patologias ¡ Através do podador ¡ Desinfecção do material de escalada e corte 3090   Tratamentos complementares à poda l Carga horária 50 horas Objectivo(s)   Identificar o interesse/ exequibilidade e executar acções de tratamento complementares à poda Conteúdos l l l Aplicação de fungicidas e cascas artificiais Limpeza de feridas Colocação de drenos 2886   Empresa agrícola l Carga horária 25 horas Objectivo(s)   Identificar uma empresa agrícola. Conteúdos l l l l l Caracterização do material mecânico de poda . de acordo com a biologia e fisiologia da árvore. entalhes.

Conteúdos l Cadernos de Contabilidade Agrícola ¡ Modelo I (Inventário de bens imobilizados e empréstimos) ¡ Modelo II (Registos diários e apuramento de resultados) REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem .    2887   Princípios básicos de economia e fiscalidade l Carga horária 25 horas Objectivo(s)   Reconhecer os princípios básicos da economia e da fiscalidade.Nível 2 | 19-08-2011 42 /  44 . IRS. Conteúdos l l Noções e princípios básicos de economia ¡ Factores de produção ¡ Funcionamento da empresa ¡ Circuito e documentação comercial Fiscalidade ¡ IVA. IRC 2888   Cadernos de contabilidade agrícola l Carga horária 50 horas Objectivo(s)   Realizar a contabilidade duma empresa agrícola através do preenchimento dos cadernos da RICA (Rede de  Informação de Contabilidade Agrícola).

 como instrumentos de planeamento e controlo de  gestão simplificados. Caracterizar a empresa agrícola.capital fixo inanimado e benfeitorias Classificação de custos e proveitos ¡ Proveito ¡ Custo ¡ Custo total e custo unitário ¡ Custo afundado Ciclos económicos. Aplicar técnicas simplificadas de cálculo e orçamentação.    2889   Gestão da empresa agrícola l Carga horária 50 horas Objectivo(s)   l l Distinguir as diferentes fases do ciclo de gestão. financeira e de tesouraria ¡ Utilidade Métodos e técnicas de custeio ¡ Sistema de custeio ¡ Métodos contabilísticos Indicadores de rendimentos e limiares ¡ Resultados económicos da actividade ¡ Margem total e unitária ¡ Limiares de rendibilidade e de encerramento ¡ Orçamento de substituição ¡ Factores críticos Ferramentas de controlo ¡ Plano ou orçamento de tesouraria ¡ Serviço de dívida a curto prazo ¡ Gestão do risco ¡ Gestão por comparação REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem . os factores de produção e os sistemas de custos a utilizar na gestão.Nível 2 | 19-08-2011 43 /  44 . Conteúdos l l l l l l l Gestão Agrícola ¡ Objectivos como ferramenta de gestão/ciclo de gestão ¡ Empresa agrícola ¡ Centro de análise ou responsabilidade ¡ Estratégias empresariais ¡ Estratégias de negócio Factores de produção ¡ Identificação dos factores de produção de uma empresa agrícola ¡ Custo anual . financeiros e de tesouraria ¡ Realidade económica.

Rui Fernando Carvalho.osha. Colecção Euro-Agro. Clássica Editora. 1999 Higiene. Roxo.pt www. Publicações Dom Quixote.H. Santarém. Portugal. Lisboa. saúde e prevenção de acidentes no trabalho .min-agricultura.Richard Wiles. 1999 Rega (A) . 1999 www.E. Colectividade autor.J. 1996 Flores e plantas do jardim de rocha. Colecção Jardinagem Prática.com/agronomia www. 1998 Sector da Agricultura em Portugal (O) .Filomena Teixeira.apepa.br www. Guia das plantas e flores .Abolsamia.iefp. Documento reservado – CAP. 3. 2001 Livro do jardim (O) .eu.int www.ª edição. 1984 Arbustos ornamentais . Publicações Europa-América.J. 1998 Trabalho florestal: manual de prevenção . 1997 Rega em Portugal (A) . 1991 Operações e máquinas: agricultura geral .Decks &project plans – Home Planners.A.A. 1999 Negociações com a C. Mem Martins.    4. Publicações Europa-América.2ª Edição. 1995 Trabalho agrícola: tractores e máquinas agrícolas . INOFOR. Relatório intermédio. Proteste. Rasquilho Raposo. Ministério da Agricultura Relvados. IDICT. 1999 Pragas y enfermedades de los cépedes – The American Phitopathological Society. 1996 Grandes sistemas de organização da economia agrária . Lisboa. Sá da Costa Editora. Mem Martins. 1991 Política agrícola comum e a sua aplicação à agricultura portuguesa (A) . Calouste Gulbenkian.pt www. Mantas. Girassol Edições. Sintra. 1996 Mecanização agrícola . higiene e saúde no trabalho (MANUAIS / CD-ROM / VIDEOS). Clássica Editora. Arizona. 2. Sugestão de Recursos Didácticos l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l   l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l Agricultura em Portugal (A) . Publicações do Ministério da Educação. EPIDECO.Fernando A.Lisboa. Publicações Europa-América.Robert Diehl.Francisco Bianchini Azzura Carrara Pantano. Mem Martins.Filomena Teixeira. Publicações Dom Quixote. Assoc. Agricultores do Ribatejo. Manuel M. IDICT.J.pti.sobresites. Cerqueira. 1996 Colecção segurança. Girassol Edições. 2. Editora São Paulo. Lisboa.pt. 1998 Pragas e doenças das plantas . 1992 Fertilização . C. Mem Martins.ª edição.isa.pt REFERENCIAL DE FORMAÇÃO | Operador/a de Jardinagem . Publicações Dom Quixote. 2001 Concepção de locais de trabalho . Editorial Presença. 1982 Guia verde das hortas e jardins .pt www. Solos. Colecção Europa-América. Girassol Edições.colecção Euro-Agro. controlo das ervas daninhas .ª edição.Joaquim M.Eduardo José Romeiras.utl.Flora Print.utad.Hernandi Mourão Movimentação manual de cargas . 1998 Construção de estruturas de jardins (A) .  1999 Diagnóstico de Necessidades de Competências no Meio Rural. 2002 Segurança e saúde no trabalho . 1999. Jardinagem prática – Robert Fritsca.agroportal.R. Porto.pt www. 1998 Propriedade e agricultura – evolução do modelo dominante de sindicalismo agrário em Portugal . Varela. Dugde Woodson. Europa América.V. Sintra.pt www.Santos Quelhas. cobertura do solo.Filomena Teixeira.Fausto Briosa.Lisboa.José Rasquilho Raposo.E.Rui Veiga Landescapes . Varela. 1985 Agricultura geral .Costa Pereira Sistemas de rega . e a agricultura portuguesa (As) . 2006 Dicionário da agricultura . Mem Martins.António Fonseca. Edições Mundi – Prensa. 1974 Utilização de pesticidas agrícolas . 2001 Tudo verde. Girassol Edições. segurança.com. 1996 Manual de mecanização do tractor . Barros. fertilidade e fertilização . 2000 Síntese do código da estrada .pt www. Barcelona. 1994 Propagação de plantas (A) – Philip Memillan Browse. Cabral. Selecções do Reader’s Digest.CES. Mem Martins. Colecção Euro-Agro. Publicações  Europa-América.Robert Fritsca. 1996 Flores e plantas do jardim de rocha . 1991 Manual prático de jardinagem – Flora Print.colecção Euro-Agro.Nível 2 | 19-08-2011 44 /  44 . IDICT.