You are on page 1of 2

Tecido ósseo Principal constituinte do esqueleto Funções: - suporte para os tecidos moles - proteção para órgãos vitais - Aloja

e protege a medula óssea, formadora das células do sangue. - depósito de cálcio, fosfato e outros íons - Capazes de absorver toxinas adversas em outros tecidos. Principais células: - Osteócitos, osteoblasto, osteoclastos. Todos os ossos são revestidos em suas superfícies externas e internas por membranas conjuntivas que possuem células osteogênicas, o periósteo e o endósteo, respectivamnete. Osteócitos Os ostéocitos são células encontradas no interior da matriz óssea, ocupando as lacunas das quais partem canalículos. Cada lacuna contém apenas um ostéocito. Dentro dos canalículos os prolongamentos dos osteócito estabelecem contatos através de junções comunicantes, por onde podem passar pequenas moléculas e íons de um osteócito para outro. Os osteócitos são células achatadas que exibem uma pequena quantidade de retículo endoplasmático Rugoso, aparelho de Golgi pouco desenvolvido e núcleo com cromatina condensada.Sua morte é seguida de reabsorção da matriz. Osteoblastos Sintetizam a parte orgânica da matriz (colágeno tipo I, proteoglicanos e glicoproteínas). São capazes de concentrar fosfato de cálcio, participando da mineralização da matriz. Uma vez aprisionado pela matriz recém-sintetizada, o osteoblasto passa a ser chamado de osteócito. A matriz se deposita ao redor do corpo da célula e de seus prolongamentos, formando assim as lacunas e os canalículos.Os osteoblastos em fase de síntese mostram as características ultra-estruturais das células produtoras de proteínas. A matriz óssea recém-formada, adjacente aos osteoblastos ativos e que não está ainda calcificada, recebe o nome de osteoíde. Osteoclastos Os osteoclastos são células grandes móveis, gigantes, multinucleadas e extensamente ramificadas. As ramificações são irregulares com forma e espessura variáveis. Seu citoplasma é granuloso, algumas vezes com vacúolos, fracamente basófilo nos osteoclastos jovens e acidófilos nos maduros. Estas células se originam de precursores mononucleados

provenientes da medula óssea que, ao contato com o tecido ósseo,unem-se para formar os osteoclastos multinucleados. A superfície dos osteoclastos, voltada para a matriz óssea, apresenta prolongamentos vilosos irregulares. Os osteoclstos possuem a zona clara que é pobre em organela, mas possuem muitos filamentos de actina. A zona clara é um local de adesão do osteoclasto com a matriz óssea e cria um microambiente fechado, onde tem que ligar a reabsorção óssea.Os osteoclastos secretam, para dentro desse microambiente fechado, ácido (H+), colagenase e outras hidrolases que atuam localmente digerindo a matriz orgânica e dissolvendo os cristais de sais de cálcio.A atividade dos osteoclastos é coordenada por citocinas e por hormônios como calcitonina, um hormônio produzido pela glândula tireoíde, e paratormônio, secretado pelas glândulas paratireóides.