You are on page 1of 4

O medicamento tem, intrinsecamente, um valor simbólico do desejo e da capacidade de modificar o curso "natural" da doença que está sendo tratada

. O fato de prescrevê-lo passou a ser o resultado final de um processo de diagnóstico e decisão, em que os fármacos são o resumo da atitude e das esperanças do médico em relação ao curso de uma doença (Laporte, Tognoni, Rosenfeld, 1989). Os efeitos benéficos potenciais dos fármacos, em geral, são conhecidos durante sua pesquisa e comercialização. Porém, mesmo na época da introdução dos primeiros antibióticos, a possibilidade das reações adversas já era conhecida. Segundo Paracelsus (1493-1541), "todas as substâncias são venenos, não há uma que não seja veneno. A posologia correta diferencia o veneno do remédio" (Klaassen, 1985). Os dois episódios mais conhecidos de reações adversas, que inclusive fomentaram a conscientização da necessidade de definir, quantificar, estudar e prevenir os efeitos indesejáveis provocados por medicamentos - foram o emprego de dietilenoglicol como solvente de um xarope de sulfanilamida - que ocorreu nos anos trinta e provocou mais de cem mortes – e o caso da talidomida – seu uso durante a gravidez causou um surto de focomegalia, malformação congênita rara, com cerca de 4000 ocorrências, contabilizando 498 mortes. Entre os anos 1950 e 1960 ocorreu a chamada "explosão farmacológica" devido aos desenvolvimentos fundamentais em ciências biológicas – possibilitando "melhor compreensão dos mecanismos moleculares, celulares e homeostáticos relacionados com a saúde e a doença" (Laporte, Tognoni, Rosenfeld, 1989) – e às conquistas tecnológicas e econômicas após a Segunda Guerra Mundial. Forma farmacêutica é a forma final de como um medicamento se apresenta: comprimidos, cápsulas, injetáveis, etc. Normalmente as drogas não são administradas aos pacientes, no seu estado puro ou natural, mas sim como parte de uma formulação, ao lado de uma ou mais substâncias não medicinais que desempenham varias funções farmacêuticas. Esses adjuvantes farmacêuticos têm por finalidade, solubilizar, suspender, espessar, diluir, emulsionar, estabilizar, preservar, colorir e melhorar o sabor da mistura final. Com a finalidade de deixar o fármacoagradável ao paladar e eficiente. Existem diferentes formas de apresentação dos medicamentos:

Sólidas:

Cápsulas são formas farmacêuticas sólidas. Tabletes ou comprimidos são formas farmacêuticas sólidas de forma variável. as quais uma ou mais substâncias medicinais e/ou inertes são acondicionadas em um invólucro à base de gelatina. como: queratina. Grânulos são formas farmacêuticas composta de um pó ou uma mistura de pós umedecidos e submetidos a secagempara produzir grânulos de tamanho desejado. São administradas por via oral e possuem propriedades de desintegraremse e dissolverem-se no tubo digestivo. Para este fim. Alguns pós são destinados ao uso interno e outros ao uso externo. Drágea são formas farmacêuticas obtidas pelo revestimento de comprimidos. obtidas por compressão de medicamentos mais o excipiente. ácido esteárico e gelatina endurecida com formaldeído. cilíndrica ou discóide. constituída por grande quantidade de açúcar e mucilagens associadas a princípios medicamentosos.Semi-sólidas Líquidas Pós são preparações farmacêuticas que se caracteriza pela mistura de fármacos e/ou substâncias química finamente divididas e na forma seca. As cápsulas gelatinosas podem ser duras ou moles. Pastilhas são formas sólidas destinadas a se dissolverem lentamente na boca. Os pós podem ser administrados sob a forma simples ou serem ponto de partida para outras formas farmacêuticas como papéis e cápsulas. se utiliza diversas substâncias. .

gerando amolecimento ou dissolução do fármaco. É usado como esparadrapo.Supositórios são preparações farmacêuticas sólidas. Óvulos são formas farmacêuticas obtidas por compressão ou moldagem para aplicação vaginal. Emulsão é uma forma farmacêutica líquida de aspecto cremoso feito com a mistura de um líquido em óleo. Sua fluidez permite aplicaçãorápida e uniforme sobre uma ampla superfície. à base de substância fundível pelo calor natural do corpo. destinada ao uso externo. aderindo-se à pele. onde devem se dissolver para exercerem uma ação local. O excipiente mais usado é a manteiga de cacau (lipossolúvel) junto com a glicerina gelatinada (hidrossolúvel). Como agentes emulsionantes utiliza-se a goma arábica e a gelatina. Deve ser agitado antes do uso. Soluções são preparados líquidos obtidos por dissolução de substâncias químicas em água. Loções são soluções que impregnam na pele. Cremes são emulsões líquidas viscosas do tipo óleo e água ou água e óleo. O excipienteem geral é a glicerina. Pomadas são preparações de consistência pastosa. Suspensão são formas farmacêuticas que contêm partículas finas de substâncias ativa em dispersão relativamente uniforme. . veículo é aquoso e usado sem fricção. Emplastros forma farmacêutica que se dissolve à temperatura do corpo. destinado a ser introduzido no reto.

Extratos fluidos são soluções hidroalcoólicas de constituintes solúveisde drogas vegetais. Embalagens para drágeas. . supositórios e óvulos. emulsões ou suspensões destinadas à administração parenteral. comprimidos. pílulas e pó. cápsulas. Injeções são preparações estéreis de soluções.