PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008

LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR: ALBERT IGLESIA
Ensaio sobre a transparência Fala-se muito em transparência hoje no Brasil. No mundo corporativo, no cenário político e até nas relações pessoais pede-se, cobra-se transparência. Mas o fato é que transparência deixou de ser um processo de observação cristalina para assumir um discurso de políticas de averiguação de custos engessadas que pouco ou quase nada retratam as necessidades de populações distintas. E, em nome de um cenário confuso, isso vem ocultando, na saúde, dados positivos das organizações sociais e vem como uma bandeira jurídica que, no mínimo, servindo mereceria um melhor entendimento, pois as leis, em tese, são criadas para aprimorar a dinâmica do entendimento social, e não para alimentar uma indústria que se afasta progressivamente das necessidades dos cidadãos. Transparência em saúde é, sim, o custo de cada processo. Mas é, sobretudo, o entendimento pleno de como funciona, como atende, e como beneficia o cidadão. Alguém com justa e adequada formação tem questionado esses valores da assim chamada transparência? O SUS é uma referência global em termos de eqüidade social, mas ainda deixa muito a desejar nos quesitos integralidade, universalidade e mesmo qualidade. Conceitualmente, apresenta inúmeros atributos, mas, na prática, ainda merece grandes aprimoramentos. A política de Estado tem evoluído no sentido de encontrar respostas a tais necessidades. Quando São Paulo cria organizações sociais e o governo federal ecoa com propostas com fundações é porque, dentro dos grupos técnicos, com um certo e compreensível tempero político, existe a percepção de que algo tem que ser feito a mais para de fato levar a saúde a toda a população. Discute-se sua natureza jurídica, mas não a inserção da excelência e dos benefícios do modelo de gestão de algumas entidades privadas na prestação dos serviços. Isso em nada nega os princípios propostos pelo SUS, que preconiza o direito de todos e o dever do Estado de garantir a saúde, mas não explicita quem deve prestá-la. Imaginar que possamos transformar o sistema em função das necessidades da saúde, deixando de reconhecer que há formas de garantir a transparência, significa outras menosprezar o conhecimento da sociedade.

5

10

15

20

25

30

35

40

1

www.pontodosconcursos.com.br

PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 A inserção da iniciativa privada em modelos mais avançados que o nosso e de maior justiça social não é novo. A Espanha o faz há muitos anos, como acontece em outros países europeus, onde os indicadores de qualidade de vida e de desempenho são superiores aos nossos e aos dos EUA. Isso tem sua lógica, na medida em que essas sociedades se preocupam também com os custos, mas se acostumaram a lidar com dados sobre os quais quase nada é debatido por parte de nossos mandatários da esfera política. A esfera técnica se esforça e demonstra esse conhecimento, mas, no âmbito político, isso em nada parece afetar a consciência dos que se candidatam aos cargos majoritários. Para eles, trata-se da terceirização da saúde, e não de um debate que se pauta pelo entendimento daquilo que pode ser mais efetivo e eficiente. Ocorre, portanto, um afastamento das necessidades reais com foco no pior dos valores, que é baseado no dinheiro. E partindo de quem, a rigor, defende a saúde como direito social. O grau de complexidade de uma organização de saúde é enorme e só tende a crescer, por conta de fatores como envelhecimento da população, novas tecnologias e o papel da indústria farmacêutica. Quanto mais complexo um sistema, maior o número de conflitos. Imagine um Estado pesado, com natureza licitatória lenta, com rigidez de contratações de pessoal e, portanto, sem vocação para lidar com essas demandas, querendo atuar com um mínimo de qualidade. Aqueles que acreditam na capacidade do Estado de exercer esse papel fogem por completo do conhecimento dos mínimos quesitos de qualidade em saúde, em que o tempo e a agilidade são absolutamente vitais. Imaginar que a saúde pode esperar no dia-a-dia ou que as contratações podem se dar ao luxo de aguardar pela obsolescência quase imediata de produtos fragmentados é o mesmo que premiar a incompetência que limita a capacidade criativa de quem deve a rigor ser monitorado dentro de indicadores de eficiência. O Brasil é um país enorme, com grandes Seus habitantes têm necessidades heterogeneidades. singulares. Aqueles com aptidão a ajudá-los, se não estimulados por cenários competitivos, estarão fadados a não encontrar motivação para o exercício de suas funções. Albert Einstein defendia que, em termos de justiça e verdade, não existiria diferença entre pequenos e grandes problemas: “Para assuntos relativos ao tratamento das pessoas, todos são importantes.” Portanto, trata-se de ver aquilo que é melhor ao cidadão. 2

45

50

55

60

65

70

75

80

85

www.pontodosconcursos.com.br

PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 E, aí, basta a leitura dos indicadores.
90

Essa é a verdadeira transparência.
(Claudio Luiz Lottemberg. Folha de São Paulo, 6 de outubro de 2008.)

1.

A respeito do título do texto, é correto afirmar que:

(A) se constrói em diálogo com um produto cultural em destaque em 2008. (B) não apresenta a temática do texto. (C) com a idéia de “ensaio”, deseja-se indicar o texto como inacabado. (D) explicita a tese final do texto. (E) implica a construção de um texto de caráter duvidoso. COMENTÁRIO. Na literatura, ensaio é um texto breve que expõe ideias, críticas e reflexões éticas e filosóficas a respeito de certo tema. No caso do texto da prova, esse tema é a transparência, assunto em destaque quando o texto foi escrito, em 2008 (“Fala-se muito em transparência hoje no Brasil”). Alternativa B: a temática do texto surge já no título dele: a transparência. Alternativa C: como explicado acima, um ensaio nada tem a ver com um texto inacabado, ao contrário do que o examinador tentou incutir na cabeça dos candidatos. Alternativa D: a tese final do texto é explicitada por meio do pensamento de Albert Einstein: a transparência verdadeira é a que enxerga o que é melhor para o cidadão. Alternativa E: provavelmente, a banca insistiu no caráter duvidoso por causa de outros significados possíveis do termo ensaio em outros contextos (tentativa, teste, experimento). Mas isso é descabido. O autor fala com propriedade do custo dos processos na saúde, do SUS. Mostra conhecimento sobre o assunto ao citar o estado de São Paulo, a Espanha, os EUA. Estabelece comparações, cita o pensamento do ilustre Albert Einstein. GABARITO: A. 2. Para desenvolver as idéias e os sentidos produzidos, o texto só não se valeu do recurso de:

(A) comparação. (B) citação. (C) simulação estatística. (D) exemplificação. (E) referência a sistemas de credibilidade. COMENTÁRIO. 3

www.pontodosconcursos.com.br

uma ocorrência por meio de carta. em que normalmente se narra um fato. Entre elas não está a simulação estatística. Na Literatura.3-7) A oração grifada no trecho acima classifica-se como: 4 www. As epístolas reunidas de um autor podem vir a ser publicadas devido a seu interesse histórico. Narração é o tipo de texto em se conta. A comparação (letra A) pode ser observada nas linhas 42 a 46. A citação (letra B) pode ser lida nas linhas 84 a 88.br . A exemplificação pode ser depreendida das linhas 61 a 68. Epistolar não é propriamente um tipo de texto. institucional ou documental. GABARITO: D. não existem dados estatísticos. uma história real ou fictícia. COMENTÁRIO. O gênero também está presente na Bíblia. GABARITO: C. Descrição é a modalidade de texto literário que prioriza a enumeração detalhada de aspectos exteriores das coisas e dos seres. repare. é aquele que conjuga as características Dissertativo-argumentativo é o texto ou discurso que envolve a exposição de um tema com base em fundamentos lógicos e na persuasão. oralmente ou por escrito. Nele. pode ser um prólogo de um autor introduzindo e justificando sua obra. por meio das cartas do apóstolo Paulo às comunidades cristãs. Texto narrativo-descritivo apontadas acima. A referência a sistemas de credibilidade pode ser encontrada nas linhas 20 a 26. (C) descritivo-narrativo. (B) narrativo.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 No comentário anterior. (E) epistolar. 3.com. foram ressaltadas algumas estratégias do autor para corroborar seu discurso. “Mas o fato é que transparência deixou de ser um processo de observação cristalina para assumir um discurso de políticas de averiguação de custos engessadas que pouco ou quase nada retratam as necessidades de populações distintas. e não em afirmações normativas e impositivas. podendo ainda caracterizar internamente as pessoas. 4. O texto pode ser classificado como: (A) descritivo. ou um recurso ficcional para narração de personagens através de cartas.” (L. mas um gênero textual.pontodosconcursos. literário. (D) dissertativo-argumentativo. conforme se conclui da análise do texto.

” (L. Creio que assim ficou melhor. (B) subordinada adjetiva restritiva.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 (A) subordinada substantiva predicativa. (E) subordinada adjetiva explicativa. GABARITO: E. sobretudo. Se você preferir.com.” (L. excessivo.br .. ressalta o aspecto mais importante da transparência: “o entendimento pleno de como funciona. e como beneficia o cidadão.pontodosconcursos. “Portanto. (C) se nenhum item estiver correto. Sobretudo é advérbio e. 5. www. e como beneficia o cidadão”. como atende. (A) especialmente (B) mormente (C) acima de tudo (D) principalmente (E) sobejamente COMENTÁRIO. I. (B) se somente os itens II e III estiverem corretos. 6. COMENTÁRIO.87-88) A respeito do período acima. sobra. II. no contexto. substitua a oração predicativa pelo pronome isso: Mas o fato é isso. que é demasiado. A palavra melhor classifica-se como adjetivo. (D) subordinada substantiva objetiva direta. mas se distancia do sentido do advérbio sobejamente: que sobeja. Observe que o verbo de ligação “é” relaciona o sujeito (“o fato”) à sua respectiva característica (“que transparência deixou de ser um processo de observação cristalina”). (C) subordinada substantiva subjetiva. Assinale: (A) se somente os itens I e III estiverem corretos. Semanticamente.16-17) Assinale a alternativa que não poderia substituir a palavra grifada no período acima. o entendimento pleno de como funciona. equivale-se a todos os vocábulos listados na alternativas de A a D. A palavra Portanto tem valor conclusivo. GABARITO: A. 5 III. trata-se de ver aquilo que é melhor ao cidadão. como atende. analise os itens a seguir: O pronome aquilo tem valor catafórico. “Mas é. sob pena de alteração de sentido.

em princípio.com. Têm valor semântico conclusivo as seguintes conjunções e locuções conjuntivas: logo. um vocábulo precisa indicar previamente uma referência que surgirá após ele mesmo. GABARITO: B. (B) no princípio. mas depende ainda do resultado do último jogo. 6 www. pois as leis. mas constatou-se depois que eles estavam em monstruosa desvantagem. Exemplo: – Então. no início. qualificando-o. (E) em princípio. por isso. primeiramente. Para ter valor catafórico. mereceria um melhor entendimento. em nome de um cenário confuso.br . Como essa característica não se verifica no pronome “aquilo”. na saúde. no mínimo. que haveria uma forte resistência dos traficantes. “Portanto” introduz a conclusão a que se chega após a consideração do que Albert Einstein defendia. em teoria. conceitualmente. Item III: correto. o pronome substantivo “aquilo” (representado semanticamente pelo pronome relativo “que”). Item I: incorreto. COMENTÁRIO.” (L.pontodosconcursos. O Rio de Janeiro golpeou o crime organizado. COMENTÁRIO. está errado o item I. no princípio. As expressões a princípio. (D) em suma.8-14) A expressão grifada no trecho acima poderia ser substituída. A expressão em tese corresponde às expressões teoricamente. por conseguinte. dados positivos das organizações sociais e vem servindo como uma bandeira jurídica que. Exemplo: O Estado lutou heroicamente. “E. sem alteração de sentido. em tese. são criadas para aprimorar a dinâmica do entendimento social. a princípio. isso vem ocultando. Exemplo: Pensou-se. 7.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 (D) se todos os itens estiverem corretos. no começo. e não para alimentar uma indústria que se afasta progressivamente das necessidades dos cidadãos. de entrada apresentam sentidos semelhantes. sim. por meio do verbo de ligação “é”. portanto. à primeira vista. por: (A) a princípio. No contexto em que surge. o Flu levará a taça? – Em princípio. logo a princípio. Item II: correto. de modo geral. (C) em síntese. pois (após verbo). (E) se somente os itens I e II estiverem corretos. O vocábulo “melhor” caracteriza. inicialmente. de início.

também na voz passiva sintética). Exemplo: Em síntese. em síntese são sinônimas. 8.br .30) (D) Imaginar (L.73) (E) sua natureza jurídica (L.. (A) o dever do Estado (L. COMENTÁRIO. O termo “a leitura dos indicadores” funciona sintaticamente como sujeito do verbo unipessoal “basta”.32) COMENTÁRIO..81-83) A respeito do período acima. na voz passiva sintética). o que vimos foi isto: uma superioridade desproporcional das Polícias e Forças Armadas em relação aos traficantes.com. Assinale a alternativa em que o termo indicado não exerça a mesma função sintática que a leitura dos indicadores (L. “Imaginar” (em relação ao verbo “e” – “Imaginar (. II. (E) se nenhum item estiver correto. Já o termo “o dever do Estado” exerce a função de objeto direto do verbo “preconiza” – o sujeito dele é o pronome relativo “que”. estarão fadados a não encontrar motivação para o exercício de suas funções.pontodosconcursos.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 As expressões em suma. A mesma função é desempenhada pelos termos “transparência” (em relação ao verbo “Fala-se”. 7 www.) é”) e “sua natureza jurídica” (em relação ao verbo “Discute-se”. “a percepção” (em relação ao verbo “existe”). (B) se somente o item II estiver correto. GABARITO: A. Há uma oração coordenada. O período é composto por quatro orações.3) (C) a percepção (L. (C) se somente o item III estiver correto. “Aqueles com aptidão a ajudá-los.” (L. analise os itens a seguir: I. Há três orações reduzidas.89). representante semântico do “SUS”. se não estimulados por cenários competitivos.36) (B) transparência (L. 9. em resumo. GABARITO: E. (D) se somente o item I estiver correto. Assinale: (A) se todos os itens estiverem corretos. III.

Não há oração coordenada no período. traiçoeiramente.br .com. 11. Conforme exprime circunstância de conformidade. Item III: errado. (A) à proporção que (B) já que (C) à medida que (D) conforme (E) ao ponto em que COMENTÁRIO. 10. Para saber a quantidade de orações é preciso contar quantos verbos e locuções verbais existem no período. Não confunda as locuções conjuntivas à medida que e na medida em que.pontodosconcursos. na medida em que essas sociedades se preocupam também com os custos. estar (“estarão fadados” e encontrar (em “encontrar motivação”).13) 8 www.9) (A) indústria (L. Já vi muito candidato bom “derrapar” por falta de atenção a esse detalhe. “Isso tem sua lógica. os outros estão flexionados no futuro do subjuntivo (“se não [forem] estimulados”) e no futuro do presente do indicativo (“estarão”). apenas dois verbos estão na forma nominal: “ajudar” e “encontrar” (infinitivo). Item II: errado. São eles: ajudar (em “ajudá-los”). ser (em “se não [forem] estimulados”) – note que ele foi ocultado. A primeira introduz oração subordinada tradutora de valor semântico de proporcionalidade. mas se acostumaram a lidar com dados sobre os quais quase nada é debatido por parte de nossos mandatários da esfera política.47-50) Assinale a alternativa que poderia substituir a estrutura grifada. Repare que. e ao ponto em que pode traduzir consequência: “As universidades públicas federais foram sucateadas ao ponto em que faltou dinheiro até mesmo para pagar as contas de luz. assim como a locução já que.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 Item I: certo.” GABARITO: B. o examinador relacionou nas alternativas as locuções conjuntivas proporcionais à proporção que e à medida que? A locução conjuntiva na medida em que é bem característica de circunstância adverbial de causa.” (L. sem incorrer em alteração semântica. mas pode ser facilmente entendido no contexto –. a segunda inicia oração subordinada que expressa a causa de um fato. De fato. GABARITO: D. Assinale a alternativa em que a palavra tenha sido acentuada seguindo a mesma regra que saúde (L. como foi o caso na UFRJ.

80) COMENTÁRIO. A palavra “até” é oxítona finalizada em E. como dia a dia (= diariamente) e passo a passo (= lentamente). GABARITO: C. D e E temos locuções adverbiais e. em transparência. o hífen é repelido.” (L. constitui a sílaba tônica da palavra e está sozinha na sílaba (sa-ú-de). o hífen deixou de ser empregado nas locuções substantivas. como diaa-dia (= cotidiano) e passo-a-passo (= instruções. pronominais. “Imaginar que a saúde pode esperar no dia-a-dia. adverbiais. É isso que também justifica o acento na palavra “aí”. fala-se muito. A forma verbal “têm” (terceira pessoa do plural) recebe acento circunflexo para diferenciar-se da flexão em terceira pessoa do singular... Em “indústria” e “licitatória”. alterando-se a ordem dos termos do período acima. adjetivas. portanto. C. (E) Ficamos mais sábios ano a ano. 12. Assinale a alternativa em que a expressão grifada também deveria ser grafada com hífen. no Brasil. (C) A campanha foi corpo a corpo. não se tenha mantido correção quanto à pontuação. (D) Eles estiveram face a face com o inimigo. (A) Vamos nos esforçando mais dia a dia.2) (E) têm (L. COMENTÁRIO.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 (B) licitatória (L. Nas alternativas A.” (L. Nas regras vigentes antes do novo Acordo Ortográfico. grafou-se corretamente com hífen dia-a-dia. GABARITO: B. o acento é empregado porque as palavras são paroxítonas terminadas em ditongo oral. manual) e as locuções adverbiais. a lera U recebe acento porque é a segunda vogal to hiato formado com a vogal representada pela letra A. o hífen também servia para estabelecer diferença entre as locuções substantivas.89) (D) até (L. (B) Encontramos o passo a passo para montar o equipamento.73) No trecho acima. (A) Hoje.pontodosconcursos. Em “saúde”. “Fala-se muito em transparência hoje no Brasil.66) (C) aí (L.com. 9 www. Com a vigência do sistema ortográfica atual. prepositivas ou conjuntivas. 13.1) Assinale a alternativa em que.br .

Item I: certo.. hoje. Assinale: (A) se somente os itens II e III estiverem corretos. (C) se nenhum item estiver correto. 10 www.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 (B) Hoje. A segunda significa inteiramente. as vírgulas separam adjuntos adverbiais antecipados ou intercalados. (E) Fala-se muito. a última ocorrência da palavra a poderia ser suprimida sem provocar grave alteração de sentido. a primeira ocorrência da palavra a poderia ser suprimida sem provocar grave alteração de sentido.com. (D) se somente os itens I e II estiverem corretos. os dois artigos são o primeiro e o terceiro “a”. analise os itens a seguir: I. que surgiu em virtude da regência do verbo “levar”. não causaria a “grave alteração” declarada pelo examinador.30-31) A respeito do trecho acima. em transparência. (D) No Brasil. fala-se muito em transparência no Brasil. (B) se todos os itens estiverem corretos. (E) se somente os itens I e III estiverem corretos. em transparência no Brasil. A preposição é representada pelo segundo “a”. III. de fato. tem sentido generalizante e indeterminado. Quis o examinador a sentença que transgride as normas de pontuação.” (L. Existe um grande diferença de sentidos entre toda população e toda a população. Em levar a saúde a toda a população. no Brasil. fala-se muito em transparência. O primeiro “a” é artigo definido e sua ausência. fala-se muito. Em levar a saúde a toda a população.existe a percepção de que algo tem que ser feito a mais para de fato levar a saúde a toda a população. Em levar a saúde a toda a população. hoje. “. COMENTÁRIO. GABARITO: D. apesar de conferir ao substantivo “saúde” um sentido mais geral ou mesmo indeterminado.. há uma preposição e dois artigos.pontodosconcursos. A primeira construção significa qualquer população.br . 14. Errada está a vírgula que separa o verbo falar do seu complemento (“em transparência”). Nas demais opções. COMENTÁRIO. Item II: errado. II. considera a totalidade do mesmo ser (que é a população). (C) Hoje. Item III: certo. GABARITO: E.

PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 15. A palavra Estado se refere a São Paulo. analise as afirmativas a seguir: I.. (E) se somente a afirmativa III estiver correta. apresenta-se na forma nominal conhecida como particípio regular.... a conclusão de um acordo de cooperação científica e tecnológica numa determinada área e coisas do gênero. “A política de Estado tem evoluído no sentido de encontrar respostas a tais necessidades. No contexto.hão de haver outras formas de garantir a transparência.. (C) se somente a afirmativa II estiver correta. que se encontra no parágrafo seguinte ao do período. 11 III. www.. O verbo evoluir.. alterando-se o trecho acima..” (L. RESPOSTA: C...24-26) A respeito do período acima.. (D) se todas as afirmativas estiverem corretas.br . e o verbo encontrar está empregado na forma nominal conhecida como infinitivo. e não para uma unidade específica da federação.devem haver outras formas de garantir a transparência.. (E) . que é formado com os verbos auxiliares TER ou HAVER conjugados no presente (“tem”) e o verbo principal conjugado no particípio (“evoluído”). um processo de integração regional.. A forma tem evoluído está no pretérito perfeito. Afirmativa I: incorreta. “. Afirmativa III: incorreta. A forma “tem evoluído” é a flexão do verbo evoluir no pretérito perfeito composto. Assinale: (A) se somente a afirmativa I estiver correta..há de existir outras formas de garantir a transparência.. (C) .podem haver outras formas de garantir a transparência... mantevese adequação à norma culta. Afirmativa II: correta.com.devem existir outras formas de garantir a transparência.. Uma “política de Estado” pode ser entendida como a decisão de engajar. (D) . a assinatura de um tratado de livre comércio.. COMENTÁRIO. (A) . 16.há outras formas de garantir a transparência. no tempo composto. (B) ..pontodosconcursos.” (L... por exemplo. No período há somente um verbo em forma nominal... (B) se nenhuma afirmativa estiver correta. o vocábulo “Estado” significa governo e aponta para o conjunto das instituições que administram uma nação. II.39-40) Assinale a alternativa em que.

Trata-se exclusivamente de cortar palavras inúteis. analise as afirmativas a seguir: I. (B) se todas as afirmativas estiverem corretas.pontodosconcursos. O que deveria ter acontecido na alternativa A ocorreu aqui: a flexão do verbo auxiliar. Conciso é o texto que consegue transmitir um máximo de informações com um mínimo de palavras. o que deve manter o verbo auxiliar na terceira pessoa do singular (há). não se devem eliminar passagens substanciais do texto no afã de reduzi-lo em tamanho. Alternativa B: errada. além de conhecimento do assunto sobre o qual se escreve. basicamente ao princípio de economia lingüística. a clareza não é algo que se atinja por si só: ela depende estritamente das demais características da redação oficial. Para que se redija com essa qualidade. é fundamental que se tenha. 17.com. redundâncias.br . As questões 17 a 20 referem-se ao Manual de Redação da Presidência da República e ao Manual de Elaboração de Textos do Senado Federal. GABARITO: C. à mencionada fórmula de empregar o mínimo de palavras para informar o máximo. por influência da pessoalidade do verbo principal (“existir”). o necessário tempo para revisar o texto depois de pronto. 12 www. Alternativas D e E: erradas. No entanto. O esforço de sermos concisos atende. que deve se flexionar na terceira pessoa do plural (hão) para concordar com “formas”. isto é. Assinale: (A) se somente as afirmativas II e III estiverem corretas. núcleo do sujeito. Pode-se definir como claro aquele texto que possibilita imediata compreensão pelo leitor. Alternativa C: certa. passagens que nada acrescentem ao que já foi dito. Não se deve de forma alguma entendê-la como economia de pensamento. Ocorreu o mesmo erro presente na alternativa B. Agora o verbo principal é o “haver”. III. II. transfere sua pessoalidade para o seu auxiliar. (C) se somente as afirmativas I e III estiverem corretas. Com base no Manual de Redação da Presidência da República. O verbo “existir” – o principal –. A concisão é antes uma qualidade do que uma característica do texto oficial. Alternativa A: errada. impessoal com sentido de existir. A clareza deve ser a qualidade básica de todo texto oficial. É nessa releitura que muitas vezes se percebem eventuais redundâncias ou repetições desnecessárias de idéias.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 COMENTÁRIO.

Dispensam-se palavras inúteis. Com base nas regras do Manual de Redação da Presidência da República acerca da redação de atos normativos. é fundamental que nos importemos com o significado das palavras e expressões empregadas no texto. 18. Existem alguns fatores que comprometem a clareza e. Aliás. o significado das siglas e abreviações e os conceitos específicos que não possam ser dispensados. b) passagens obscuras. 13 www. Passagens importantes do texto não devem ser eliminadas no afã de reduzir o tamanho do texto.com. redundâncias ou repetições desnecessárias. sem que nenhum deles haja algum intérprete. que servem apenas para “encher linguiça”. Concisão não se confunde com economia de pensamento. Aqui vai um lembrete importante: esclareça os termos técnicos. Os textos dos parágrafos serão iniciados com letra maiúscula e encerrados com ponto-final.pontodosconcursos. analise as afirmativas a seguir: I. O parágrafo é representado pelo sinal gráfico §. consagra-se a prática da numeração ordinal até o décimo (§ 10º) e cardinal a partir do parágrafo onze (§ 11).PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 (D) se somente as afirmativas I e II estiverem corretas. Concisão diz respeito à economia linguística. (E) se nenhuma afirmativa estiver correta. GABARITO: B. Imagine. do texto pelo leitor. COMENTÁRIO. Também em relação ao parágrafo. só é quando locutor e interlocutor se dois falantes de línguas distintas entenda a língua do outro e sem que Clareza refere-se à compreensão possível haver comunicação eficaz entendem. No caso de haver apenas um parágrafo. por exemplo. c) erros de ortografia e gramaticais. Pelo menos dois fatores contribuem para a concisão: a) b) conhecimento do assunto a ser tratado e uma boa revisão do texto escrito. conversando. adota-se a grafia parágrafo único (ou “§ único”). Que confusão! Se pretendemos ser compreendidos por quem lerá o nosso texto. bem como com as construções sintáticas elaboradas ao redigirmos. por isso mesmo. atente para a hierarquia de ideias (fundamentais X secundárias) e dispense as que não forem significativas. devem ser evitados: a) ambiguidade.br . Portanto.

5º da Constituição: Art. prezado(a) aluno(a). constantes de registros 14 www. (D) se somente as afirmativas II e III estiverem corretas. A alínea ou letra será grafada em minúsculo e seguida de parêntese: a). O desdobramento das alíneas faz-se com números cardinais. consagra-se a prática da numeração ordinal até o nono (§ 9o) e cardinal a partir do parágrafo dez (§ 10).com. garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida. etc. à segurança e à propriedade. adota-se a grafia Parágrafo único (e não “§ único”). Os incisos são utilizados como elementos discriminativos de artigo se o assunto nele tratado não puder ser condensado no próprio artigo ou não se mostrar adequado a constituir parágrafo. LXXII – conceder-se-á habeas-data: a) para assegurar o conhecimento de informações relativas à pessoa do impetrante. 5o Todos são iguais perante a lei. COMENTÁRIO.. Também em relação ao parágrafo. à igualdade. Veja este exemplo extraído do art.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 II. observe: O parágrafo é representado pelo sinal gráfico §. III. (E) se todas as afirmativas estiverem corretas.br . c). (B) se nenhuma afirmativa estiver correta. etc. b).. à soberania e à cidadania. Assinale: (A) se somente as afirmativas I e III estiverem corretas. sem distinção de qualquer natureza.pontodosconcursos. No caso de haver apenas um parágrafo. 2. As alíneas ou letras constituem desdobramentos dos incisos e dos parágrafos. à liberdade. seguidos do ponto: 1. Está quase tudo certo. Muita atenção.. quase tudo é transcrição fiel do Manual da Presidência (páginas 81 e 82). Os textos dos parágrafos serão iniciados com letra maiúscula e encerrados com ponto-final. Os únicos erros encontram-se na afirmativa I.) LXXX – conceder-se-á mandado de injunção sempre que a falta de norma regulamentadora torne inviável o exercício dos direitos e liberdades constitucionais e das prerrogativas inerentes à nacionalidade. Os incisos são indicados por algarismos romanos e as alíneas por letras.. nos termos seguintes: (. (C) se somente as afirmativas I e II estiverem corretas.

(D) parecer e requerimento. b) para a retificação de dados. sem o uso de pontos intermediários ou finais. 19..) Requerimento Preâmbulo – O CONGRESSO NACIONAL promulga: O SENADO FEDERAL resolve: – GABARITO: E.. ou dos tratados internacionais em que a República Federativa do Brasil seja parte. GABARITO: D. COMENTÁRIO. somente. ocorre preâmbulo em: (A) parecer. 20. analise as afirmativas a seguir: I. II. 15 www. As siglas e os acrônimos devem ser escritos no mesmo corpo do texto. (. A tabela abaixo esclarece os tipos de documentos que contêm preâmbulo: Parecer / Relatório Projeto O CONGRESSO NACIONAL decreta: PEC As Mesas da Câmara dos Deputados e do Senado Federal.com. (E) projeto.br ..) § 1o As normas definidoras dos direitos e garantias fundamentais têm aplicação imediata. judicial ou administrativo. quando não se prefira fazê-lo por processo sigiloso.. No âmbito da Consultoria Legislativa. somente. § 2o Os direitos e garantias expressos nesta Constituição não excluem outros decorrentes do regime e dos princípios por ela adotados. Com base nas regras sobre uso de siglas e acrônimos do Manual de Elaboração de Textos do Senado Federal. nos (. segundo o Manual de Elaboração de Textos do Senado Federal. (C) requerimento. (B) relatório e parecer.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 ou bancos de dados de entidades governamentais ou de caráter público.pontodosconcursos. O uso de siglas e acrônimos deve ser parcimonioso e restringir-se àqueles já existentes e consagrados.

De qualquer modo. a expressão designada deve vir escrita por extenso. não se deve descuidar dos demais componentes das expressões. que deve estar entre parênteses ou travessões e em letras maiúsculas. Exemplos: O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou ontem mais uma medida restritiva. Entretanto. antes ou depois da sigla ou do acrônimo respectivo. Varig. (D) se somente as afirmativas II e III estiverem corretas. (E) se nenhuma afirmativa estiver correta. Assinale: (A) se somente as afirmativas I e II estiverem corretas. em caso de dúvida.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 III. Contran. PSDB. sempre antes da sigla ou do acrônimo respectivo.com. (B) se todas as afirmativas estiverem corretas. Exemplos: OEA.pontodosconcursos. (C) se somente as afirmativas I e III estiverem corretas. Embrapa. a expressão designada deve vir escrita por extenso. a saber: a) uso de siglas e acrônimos deve ser parcimonioso e restringir-se àqueles já existentes e consagrados. CDBs. A discussão do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) pela Câmara ainda promete alongar-se por muito tempo. ONU. quando a forma abreviada já se tornou sinônimo do próprio nome: PMDB. sem o uso de pontos intermediários ou finais. Conforme o Manual do Senado. b) as siglas e os acrônimos devem ser escritos no mesmo corpo do texto. Embratur. – recomenda-se cuidado extra para a transcrição dos conectivos presentes nas expressões designadas. deve-se transcrever o significado da sigla. pois a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) muitas vezes se transforma em “Confederação” e o 16 www.br . A Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) criou comissão de estudo para elaborar as normas balizadoras do programa de investimento a ser instituído ainda neste ano. GPs. OIT. há relativo consenso acerca de alguns pontos. Na primeira citação. c) na primeira citação. de forma completa e correta. Observações: – pode-se dispensar a explicação apenas para a representação do nome dos partidos políticos e das empresas comerciais. Bradesco. PFL. de forma completa e correta. a exemplo do que acontece com o Instituto Brasileiro do (e não “de”) Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). fonte principal de equívocos. Ufirs. COMENTÁRIO. Vasp. exceto públicas ou estatais.

GABARITO: A.pontodosconcursos.com.br .PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) converte-se em instituto de “seguridade”. – não se admite a separação silábica de sigla ou acrônimo grafado com letras maiúsculas. 17 www.

a outros Estados. De fato. COMENTÁRIO. O TNP estabelece o direito de que esses 5 países (“nuclearmente armados”) mantenham suas armas nucleares. A letra B está correta.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 ATUALIDADES PROFESSORES: RICARDO VALE E VIRGÍNIA GUIMARÃES 21. proliferam argumentos favoráveis e desfavoráveis acerca do aproveitamento da energia atômica para fins diversos. É mais fácil desintegrar um átomo do que um preconceito. Já em relação aos outros signatários do acordo. China. a) Apenas dois países que possuem arsenal nuclear declarado assinaram o Tratado de Não-Proliferação Nuclear: Estados Unidos e Rússia. c) O Paquistão faz parte do grupo de países que possuem arsenal nuclear declarado e que não assinaram o Tratado de Não-Proliferação Nuclear.com. assinado no início dos anos 1980. A letra A está errada. tampouco a tecnologia para fabricação destas. A respeito do panorama da energia nuclear no mundo contemporâneo assinale a afirmativa incorreta. os países da OCDE são aqueles que mais se utilizam da energia nuclear como fonte energética. 18 www. Desde então. em termos relativos. O Tratado de Não-Proliferação Nuclear (TNP) já recebeu a adesão de 189 países. não devendo fornecê-las. e) O Brasil possui um acordo de cooperação com a Argentina para o desenvolvimento e a aplicação de usos pacíficos da energia nuclear. concentradas principalmente no fim do século XIX e na primeira metade do século XX. b) Os países da Organização para a Cooperação do Desenvolvimento Econômico (OCDE) são os que concentram a maior capacidade instalada de usinas nucleares no mundo. dentre os quais possuem arsenal nuclear declarado EUA." (citação atribuída a Albert Einstein) O conhecimento que tornou possível o uso da energia nuclear derivou de pesquisas experimentais e teóricas sobre a estrutura do átomo. Rússia. "Época triste a nossa. o país cujo consumo interno de energia produzida por reatores nucleares é o maior do mundo. Reino Unido e França.br .pontodosconcursos. d) A França é. o TNP estabelece que estes somente poderão desenvolver energia nuclear para fins pacíficos.

br . No espaço. no âmbito da América Latina. GABARITO: A. e) Os movimentos dos trabalhadores e os deslocamentos das populações são apenas movimentos reflexos do movimento do capital. que não expressa o pensamento a) Os movimentos locacionais e a estrutura do espaço estão submetidos à lógica e à dinâmica do capital.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 A letra C está correta. os indivíduos não fazem escolhas. Reflexões sobre o poder de mobilizar e imobilizar na contemporaneidade. Israel e Coréia do Norte compõem o rol de países que possuem armas nucleares e não assinaram o TNP. A migração é uma das questões mais debatidas no mundo atual. c) A mobilidade dos trabalhadores resulta de ações racionais orientadas pelo mercado que dispõe de seu capital humano no livre jogo da oferta e da procura. Carlos B. b) A mobilidade do trabalhador aparece como manifestação da necessidade do capital e sua mobilidade está submetida a ele. (Vainer.” Destaque-se que. A letra D está correta. que é o verdadeiro protagonista do espaço estrutural. Paquistão. não são os indivíduos e suas escolhas individuais que explicam os fluxos e a localização da população. Índia.pontodosconcursos. seu deslocamento ou permanência que comandam a mobilidade e a localização do trabalho. é o movimento do capital. sua expansão ou retração. subordinado ao movimento do capital. A letra E está correta. 2005. ou melhor. portanto. de acordo com as necessidades e prioridades de seus respectivos programas nucleares nacionais e levando em conta os compromissos internacionais assumidos pelas Partes. mas o espaço da estrutura capitalista. 19 www. destinado a obter a proscrição de armas nucleares na região. 22. Vale destacar que o Irã (país em relação ao qual pairam suspeitas com relação à finalidade do programa nuclear!) é signatário do TNP. que não é mais o espaço da liberdade individual. foi assinado o Tratado de Tlateloco.) Assinale a única afirmativa estruturalista. No modelo de pensamento estrutural. d) A mobilidade do trabalhador e o seu desenraizamento são sinais de que ele é totalmente despossuído dos meios de produção e subsistência. Cerca de 80% da eletricidade na França advém da energia nuclear. Brasil e Argentina assinaram em 1980 um acordo de cooperação com o objetivo de promover o “desenvolvimento e a aplicação dos usos pacíficos da energia nuclear.com. e.

entende as migrações como um investimento em capital humano. os jovens são os mais propensos a migrarem. Por isso. Em outras palavras. o capital é o fundamento dos deslocamentos populacionais. por sua vez. Teoria do Capital Humano. sempre dizemos aos alunos: não se assustem com as questões! São várias as teorias que existem para explicar os fluxos migratórios: Teoria Microeconômica Neoclássica. Por tudo o que explicamos. As Teorias Estruturalistas surgiram em 1970. Mesmo que você não conhecesse o pensamento estruturalista aplicado às migrações.pontodosconcursos. para os adeptos dessa teoria. Assim. mas são impulsionadas pela lógica e dinâmica do capital. com vistas a maximizar a utilidade de suas escolhas. era possível resolver essa questão! Bastava que você fizesse uma interpretação do texto e identificasse que há 4 (quatro) assertivas apresentando visões semelhantes (estruturalistas) e 1(uma) assertiva contradizendo essas idéias.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 COMENTÁRIO. Considerando-se as migrações como um investimento em capital humano. Teoria Macroeconômica Neoclássica. em suas diferentes facetas (educação. que não toma decisões racionais. O mercado de trabalho é. inspiradas na economia política marxista e se opondo à análise das migrações sob o prima individualista. os indivíduos são seres racionais. com deslocamento populacional de regiões com baixo salário ou excesso de mão-de-obra para regiões com altos salários ou escassez de mãode-obra. de caráter microeconômico. Teoria Estruturalista. formação profissional. 20 www. saúde). o que está relacionado à Teoria do Capital Humano. dentre outras. entende o fluxo migratório como resultado entre as diferenças geográficas de oferta e demanda por trabalho.com. Essas teorias consideram o migrante como um indivíduo passivo. já que poderão usufruir dos retornos desse investimento por período mais prolongado. pode-se perceber que a única assertiva que contraria a teoria estruturalista é a letra C. Já a Teoria do Capital Humano. segundo a qual “A mobilidade dos trabalhadores resulta de ações racionais orientadas pelo mercado que dispõe de seu capital humano no livre jogo da oferta e da procura”. o migrante é um indivíduo que decide migrar baseado em um cálculo de benefícios que realiza. que têm capacidade de ordenar hierarquicamente suas preferências.br . Segundo a Teoria Microeconômica Neoclássica. A Teoria Macroeconômica Neoclássica. o principal determinante das migrações. é ele quem determina a lógica das migrações.

A nova divisão do trabalho é um dos grandes destaques da transnacionalização das economias.com. ou indiretos. A mudança na forma de produção internacional. Assim. a formação de cadeias produtivas internacionais é uma das características desse tipo de economia. Infelizmente. o financiamento offshore foi “. Offshore é o nome dado à prática de registrar a empresa em um “zona livre”. A letra E está errada.br . o aumento generalizado da remuneração do trabalho não foi um dos efeitos da globalização. b) o crescimento de financiamento offshore. 1995. Eric. Nessas áreas. segundo Eric Hobsbawm. isto é constituir sociedades comerciais fora do país. “Sobretudo a partir da década de 60 começou a surgir uma economia cada vez mais transnacional... A letra D está correta.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 GABARITO: C. dessa c) a formação de cadeias produtivas internacionais.) Entre os principais aspectos. d) o aumento generalizado da remuneração do trabalho.” (Hobsbawm. ou seja. A letra A está errada. isenções fiscais ou impostos reduzidos sobre os rendimentos e acesso a certos tipos de financiamento internacional. a juros baixos. agora tem sua produção desmembrada por diversos lugares do mundo a fim de baratear seu custo final. 23. um sistema de atividades econômicas para as quais os territórios e fronteiras de Estados não constituem o esquema operatório básico. uma das primeiras formas de transnacionalização a desenvolver-se. ou seja.” A letra C está errada. há. 21 www. mas também uma das que demonstraram mais vividamente a maneira como a economia capitalista escapava do controle nacional. O destacado desenvolvimento econômico que ora vislumbramos no mundo só pôde se concretizar devido ao salto de eficiência nos setores de transporte e de comunicações. COMENTÁRIO. GABARITO: D. um automóvel que era produzido integralmente nos EUA. Era dos extremos – o breve século XX: 1914-1991. e) a maior eficiência nos setores de transporte e de comunicação. A letra B está errada. dentre outras coisas. diretos transnacionalização não se destaca: a) a nova divisão internacional do trabalho.pontodosconcursos. Deste modo.

(B) Sociedades de economia mista podem ter a sua instituição autorizada por decreto do Chefe do Executivo. COMENTÁRIO. errada. (D) Agências reguladoras são autarquias de regime especial e têm personalidade jurídica de direito público. 37 da Constituição Federal nos seguintes termos: CF. de: • Órgãos Públicos. que podem ser: De direito público: são as autarquias e as fundações públicas de direito público. cabendo à lei complementar. definir as áreas de sua atuação. em cada caso.pontodosconcursos. empresas públicas têm personalidade jurídica de direito privado mesmo quando prestam serviços públicos. assim como a 22 www.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 DIREITO ADMINISTRATIVO PROFESSOR: ANDERSON LUIZ 24. que se compõem.com. Tradicionalmente. As regras para a criação das entidades da Administração indireta estão previstas nos incisos XIX e XX do art. Assinale a alternativa correta. as sociedades de economia mista e as empresas públicas. e • Entidades Jurídicas. a criação de subsidiárias das entidades mencionadas no inciso anterior.br . De direito privado: são as fundações públicas de direito privado. (C) Fundações governamentais não podem assumir a forma de entidade autárquica. (A) Empresas públicas podem ter personalidade jurídica de direito público quando prestam serviços públicos. neste último caso. Letra (B). Logo. XX: depende de autorização legislativa. (E) Os serviços sociais autônomos integram a administração indireta como entidades especiais. Ou seja. o Direito Administrativo Brasileiro adota uma organização administrativa do Estado a partir da divisão entre Administração Pública Direta e Administração Pública Indireta. 37: XIX: somente por lei específica poderá ser criada autarquia e autorizada a instituição de empresa pública. respectivamente. de sociedade de economia mista e de fundação. Letra (A). ART.

Até hoje. Isso significa que a essas agências reguladoras são conferidas maior independência em relação ao ente que as criou.986/00). Ademais. As entidades paraestatais (Serviços Sociais Autônomos. que são nomeados pelo Presidente da República após aprovação do Senado Federal.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 participação de qualquer delas em empresa privada. Letra (E). Letra (C). 5º.com. As fundações públicas podem ter personalidade jurídica de direito público e de direito privado. somente podendo perdê-los em caso de renúncia. que aumentam sua autonomia comparativamente com as autarquias comuns. Logo. integrantes da Administração Indireta. que colaboram com o Poder Público (de quem recebem fomento) na promoção de atividades de interesse público (mas não exclusivas do Estado) e de caráter não lucrativo. condenação judicial transitada em julgado ou processo administativo disciplinar (arts. GABARITO: D. empresa pública e sociedade de economia mista têm sua criação autorizada por lei específica. Em relação aos contratos administrativos é correto afirmar que: 23 www. Por outro lado. Logo. Logo. A criação dessas entidades ocorre por decreto do Chefe do Poder Executivo.br . 6º e 9º da Lei nº 9. Aquelas que possuem personalidade jurídica de direto público são chamadas de autarquias fundacionais ou fundações autárquicas. Logo. as leis que vêm instituindo as agências reguladoras têm adotado a forma de autarquia. Organizações Sociais e Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público): São pessoas jurídicas de direito privado.pontodosconcursos. Por exemplo: seus dirigentes. errada. exercem mandatos fixos. errada. Notem que a autarquia é criada por lei específica. 25. certa. além de outras hipoteses previstas na lei instituidora. Letra (D). o legislador tem atribuído a elas privilégios específicos. Por isso. regidas pelo Decreto-Lei 200/67. As agências reguladoras brasileiras não são novas entidades jurídicas inseridas acrescentadas à estrutura formal da Administração Pública. não integrantes da estrutura da Administração Pública. errada. a doutrina conceitua essas entidades como autarquia em regime especial. só pode ser exercida por pessoas jurídicas de direito público. Tendo em vista que a atividade desempenhada pelas agências reguladoras é típica de Estado. fundação pública.

666/93. serviço ou 24 www. Distrito Federal e Municípios. Letra (C). (E) nulos não conferem ao particular o direito à indenização pelo que já tiver executado anteriormente à declaração de nulidade. os contratos administrativos poderão ser alterados. cláusulas cláusulas contratuais. Segundo o art. do serviço ou do fornecimento. os fundos especiais. no início da obra. errada. projetos ou prazos. Estados. • Quando necessária a modificação do valor contratual em decorrência de acréscimo ou diminuição quantitativa de seu objeto. subordinam-se ao regime desta Lei. (C) só podem ser rescindidos se obrigações por parte do contratado. salvo quando se tratar de compra de bens móveis. houver inadimplemento de (D) são formalizados por instrumento escrito.br . nos limites permitidos por esta Lei (alteração quantitativa).666/93. 65 da Lei nº 8. para melhor adequação técnica aos seus objetivos (alteração qualitativa). com as devidas justificativas.com. as fundações públicas. Nos termos do art. Letra (A). 1º. 78 da Lei nº 8. constituem motivo para rescisão do contrato: • o não cumprimento de especificações. • o atraso injustificado fornecimento. as sociedades de economia mista e demais entidades controladas direta ou indiretamente pela União. • o cumprimento irregular de especificações. Logo. além dos órgãos da administração direta. da Lei nº 8. as autarquias. De acordo com o art. unilateralmente pela Administração: • Quando houver modificação do projeto ou das especificações. projetos e prazos. nos prazos estipulados. certa. COMENTÁRIO.pontodosconcursos. contratuais. Letra (B).PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 (A) podem sofrer alteração unilateral de natureza quantitativa ou qualitativa. levando a Administração a comprovar a impossibilidade da conclusão da obra. Logo.666/93. as empresas públicas. • a lentidão do seu cumprimento. parágrafo único. (B) não podem ser celebrados por empresas públicas e sociedades de economia mista.

o direito de optar pela suspensão do cumprimento das obrigações assumidas até que seja normalizada a situação. • a subcontratação total ou parcial do seu objeto. salvo em caso de calamidade pública. cisão ou incorporação. • a supressão. que prejudique a execução do contrato. grave perturbação da ordem interna ou guerra. a associação do contratado com outrem. salvo em caso de calamidade pública. total ou parcial. assegurado ao contratado. independentemente do pagamento obrigatório de indenizações pelas sucessivas e contratualmente imprevistas desmobilizações e mobilizações e outras previstas. bem como a fusão. 25 www. grave perturbação da ordem interna ou guerra. do serviço ou do fornecimento. por parte da Administração. de alta relevância e amplo conhecimento. nesses casos. não admitidas no edital e no contrato. ou parcelas destes. assegurado ao contratado o direito de optar pela suspensão do cumprimento de suas obrigações até que seja normalizada a situação. • o atraso superior a 90 dias dos pagamentos devidos pela Administração decorrentes de obras.br . • a alteração social ou a modificação da finalidade ou da estrutura da empresa.com. sem justa causa e prévia comunicação à Administração. por ordem escrita da Administração.pontodosconcursos. acarretando modificação do valor inicial do contrato além dos limites permitidos. de obras. a cessão ou transferência. • o cometimento reiterado de faltas na sua execução. assim como as de seus superiores. • razões de interesse público. já recebidos ou executados. • o desatendimento das determinações regulares da autoridade designada para acompanhar e fiscalizar a sua execução. ou ainda por repetidas suspensões que totalizem o mesmo prazo. por prazo superior a 120 dias. • a suspensão de sua execução. • a dissolução da sociedade ou o falecimento do contratado. justificadas e determinadas pela máxima autoridade da esfera administrativa a que está subordinado o contratante e exaradas no processo administrativo a que se refere o contrato. serviços ou compras.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 • a paralisação da obra. serviços ou fornecimento. • a decretação de falência ou a instauração de insolvência civil.

26. de área. Letra (A). XVI da CF/88. Em regra. parágrafo único). GABARITO: A. errada.000. 60. 59. contanto que não lhe seja imputável. à exceção de um. errada. art. Logo. Letra (D). parágrafo único). VI). Excepcionalmente. feitas em regime de adiantamento (art. que será exercido nos termos e limites definidos em lei específica (C) a acumulação remunerada de quaisquer cargos públicos. local ou objeto para execução de obra. Letra (B). por parte da Administração. bem como das fontes de materiais naturais especificadas no projeto.com. VII).666/93. comprovada.pontodosconcursos. serviço ou fornecimento. art. impeditiva da execução do www. errada.00). É garantido ao servidor público civil o direito à livre associação sindical (CF/88. 37.00 (= 5% x R$ 80. Assinale-o. Logo. art. A Constituição Federal assegura aos servidores públicos os seguintes direitos. errada. A nulidade não exonera a Administração do dever de indenizar o contratado pelo que este houver executado até a data em que ela for declarada e por outros prejuízos regularmente comprovados. Conforme o art. 37. O direito de greve será exercido nos termos e nos limites definidos em lei específica (CF/88. Logo. Logo. errada. • a ocorrência regularmente contrato. Letra (C). Letra (E). o contrato verbal é admitido para pequenas compras de pronto pagamento.br .PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 • a não liberação. quando houver compatibilidade de horários: 26 de caso fortuito ou de força maior. é vedada a acumulação remunerada de Cargos públicos. 37. (A) direito à livre associação sindical (B) direito de greve. é nulo e de nenhum efeito o contrato verbal com a Administração. Logo. desde que haja compatibilidade de horários (D) revisão geral anual da remuneração (E) irredutibilidade de subsídio e de vencimentos COMENTÁRIO. assim entendidas aquelas de valor não superior a R$ 4.000. nos prazos contratuais. exceto. promovendo-se a responsabilidade de quem lhe deu causa (Lei nº 8.

Em regra. Logo. 37. A remuneração dos servidores públicos e o subsídio somente poderão ser fixados ou alterados por lei específica. XV). Logo. 37. com profissões regulamentadas. Letra (D). Letra (E). o subsídio e os vencimentos dos ocupantes de cargos e empregos públicos são irredutíveis (CF/88. 27 www.br . errada. observada a iniciativa privativa em cada caso. X). assegurada revisão geral anual. certa. c) a de dois cargos privativos de profissionais de saúde.pontodosconcursos. art. GABARITO: C. sempre na mesma data e sem distinção de índices (CF/88. b) a de um cargo de professor com outro. errada.com. Logo. técnico ou científico.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 a) a de dois cargos de professor. art.

determina que o Senado Federal compõe-se de representantes dos Estados e do Distrito Federal. O art. assinale a alternativa correta. em cada Território e no Distrito Federal. não se elegem senadores nos Territórios. do Presidente e do Vice-Presidente da República. IX. compete exclusivamente ao Congresso Nacional autorizar o Presidente da República a declarar guerra. como diz a questão. II. da Constituição. COMENTÁRIO. o (D) Salvo disposição constitucional em contrário. em cada Estado. ressalvados os casos previstos em lei complementar. da Carta Magna. (A) Os Senadores são eleitos pelo sistema proporcional. De acordo com o art. “caput”. portanto. O art.com. (B) Compete exclusivamente ao Congresso Nacional julgar anualmente as contas prestadas pelo Presidente da República e apreciar os relatórios sobre a execução dos planos de governo. A letra “b” está perfeita. A alternativa “d” também está errada. 49.br . eleitos segundo o princípio majoritário.pontodosconcursos. da CF/88. 46. Portanto. Outro erro: estes são eleitos pelo sistema majoritário e não pelo proporcional. 47 da Carta Magna reza que salvo disposição constitucional em contrário. dispõe que é da competência exclusiva do Congresso Nacional julgar anualmente as contas prestadas pelo Presidente da República e apreciar os relatórios sobre a execução dos planos de governo. não é do Senado Federal. a permitir que forças estrangeiras transitem pelo território nacional ou nele permaneçam temporariamente. as deliberações de 28 www. 49. A letra “a” está errada. as deliberações no Senado Federal serão tomadas pelo voto de dois terços de seus membros. A alternativa “c” está incorreta. A respeito da estrutura e atribuições do Poder Legislativo. a celebrar a paz. e dos Ministros do Supremo Tribunal Federal. (E) Compete exclusivamente à Câmara dos Deputados fixar os subsídios dos membros das casas legislativas. (C) Compete exclusivamente ao Senado Federal autorizar Presidente da República a declarar a guerra e a celebrar a paz.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 PROCESSO LEGISLATIVO E REGIMENTO INTERNO DO SENADO FEDERAL PROFESSORA: NÁDIA CAROLINA 27. O art. Essa competência.

A letra “c” está correta. É o que dispõe o art.com. (C) que permanecer em licença por período superior a 6 (seis) meses. mesmo esta tendo período superior a seis meses. I c/c art. Não perde o mandato o Senador: (A) que. Dispõe a Constituição Federal. empregos e funções de seus serviços. A letra “d” está errada. A letra “b” também está errada. o deputado ou o senador aceitar ou exercer cargo. De acordo com o art. (D) que sofrer condenação criminal em sentença definitiva e irrecorrível. GABARITO: B. nos casos previstos na Constituição. III. 54. 55. Finalmente. 55. De acordo com a Carta Magna. a letra “e” está incorreta. da CF/88. a alternativa “e” também está errada. De acordo com o art. 55. “b” que se. função ou emprego remunerado em pessoa jurídica de direito público. Assim. Compete privativamente à Câmara dos Deputados a iniciativa de lei para fixação da remuneração dos cargos. V. perderá o mandato o deputado ou senador quando o decretar a Justiça Eleitoral. após a expedição do diploma. sociedade de economia mista ou empresa concessionária de serviço público. após a expedição do diploma. (E) quando o decretar a Justiça Eleitoral. IV. salvo licença ou missão por esta autorizada (art. 28. autarquia. em cada sessão legislativa. perderá o mandato o deputado ou senador que deixar de comparecer. VI. empresa pública. aceitar emprego remunerado em sociedade de economia mista. o parlamentar perde o mandato.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 cada Casa e de suas Comissões serão tomadas por maioria dos votos. Finalmente.br . em seu artigo 55.pontodosconcursos. COMENTÁRIO. à terça parte das sessões ordinárias da Casa a que pertencer. (B) que perder os seus direitos políticos. presente a maioria absoluta de seus membros. Caso sofra condenação criminal em sentença definitiva e irrecorrível. A alternativa “a” está incorreta. 29 www. perderá o mandato o deputado ou senador que perder ou tiver suspensos os direitos políticos. em caso de licença. da CF. ele perderá o cargo. 55. o parlamentar não perderá o mandato. CF). da CF/88. I.

30. (C) A sessão conjunta terá a duração de 4 (quatro) horas. ao término da sessão conjunta. De acordo com o § 3o do art. A alternativa “a” está incorreta. Dispõe o Regimento Comum em seu art. 22. do Regimento Comum.pontodosconcursos. A letra “b” está incorreta. que a sessão poderá ser suspensa por conveniência da ordem. durante as sessões legislativas ordinárias. (D) Apenas o Presidente pode propor a prorrogação do prazo de duração da sessão conjunta. Dispõe o art.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 GABARITO: C. esta só será ultimada na próxima sessão. Finalmente. se o término do tempo da sessão ocorrer quando iniciada uma votação.com.br . “caput”. 30 www. de 1970. esta será ultimada independentemente de pedido de prorrogação. 22. antes de terminada uma prorrogação poderá ser requerida outra. 23 do Regimento Comum. 24 do Regimento Comum (Resolução do Congresso Nacional nº 1. COMENTÁRIO. O Senado Federal. (A) A sessão conjunta não pode ser suspensa por conveniência da ordem. A alternativa “d” está errada. 29. é vedada nova prorrogação. 23 do Regimento Comum que ouvido o Plenário. no que diz respeito à sessão conjunta da Câmara dos Deputados e do Senado Federal. A letra “c” está perfeita. (E) Uma vez prorrogada a sessão conjunta. a alternativa “e” está errada. o prazo de duração da sessão poderá ser prorrogado tanto por proposta do Presidente quanto a requerimento de qualquer Congressista. GABARITO: C. que a sessão conjunta terá a duração de 4 (quatro) horas. Reza o art. reunir-se-á anualmente: (A) de 1º de fevereiro a 15 de julho e de 1º de agosto a 22 de dezembro. (B) Se. Assinale a alternativa correta. tiver sido iniciada votação. com alterações posteriores). parágrafo único. De acordo com o art.

pontodosconcursos. (C) de 15 de fevereiro a 17 de julho e dezembro. (D) de 1º de fevereiro a 17 de julho e dezembro. da Constituição. GABARITO: E 31 www. 2o do Regimento Interno do Senado Federal (RESOLUÇÃO Nº 93. de 1º de agosto a 22 de de 15 de agosto a 20 de de 1º de agosto a 20 de de 1º de agosto a 22 de De acordo com o art.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 (B) de 2 de fevereiro a 15 de julho e dezembro. durante as sessões legislativas ordinárias. esta casa Legislativa reunir-se-á anualmente. de 2 de fevereiro a 17 de julho e de 1o de agosto a 22 de dezembro.com. DE 1970.br . COMENTÁRIO. com alterações posteriores). (E) de 2 de fevereiro a 17 de julho e dezembro. 57. observado o disposto no art.

faces an epidemiological transition in a scenario characterized by gross fertility rates as low as 2. GABARITO: C..rising life expectancy to 67 years” (. 32 www. The text informs that life expectancy in Brazil is (A) going down.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 INGLÊS PROFESSORA: ANA PAULA GIGLIO Read text I and answer questions 31 to 35.htm) 31. COMENTÁRIO. on the other hand. along with many other countries in the developing world.their basic and fundamental human right. however. A resposta desta questão está na linha 4 do texto que diz que: “.. Nutrition and Older Persons in Brazil: A Human Rights Perspective Brazil. (C) going up.. Nesta questão o examinador somente está querendo verificar se o candidato sabe o significado da palavra rising. Foremost among these challenges is to guarantee that older persons have access to adequate food and nutrition .pontodosconcursos. (http://www.. it translates into a fast-growing older population which presents society with major social challenges. pois a palavra up já dá a dica sobre qual a expressão mais adequada para substituir rising.unsystem. (B) going back. (D) going still.org/scn/archives/scnnews19/ch20. (E) going away. as alternativas ficam fáceis.3 and a continually rising life expectancy to 67 years (63 for men and 71 for women). this is good news. On the one hand.br . Ao conhecer o verbo.com.a expectativa de vida está subindo para 67 anos).

(E) definitely reassuring. a resposta encontra-se na linha 8. however. COMENTÁRIO. COMENTÁRIO. (C) good housing. (B) warm clothing. A melhor dica para encontrar a resposta certa está no próprio texto.. que diz: “ Foremost among these challenges is to guarantee that older persons have 33 www. (D) instant help. esta é uma boa notícia. totalmente indesejável (totally unwelcome) ou definitivamente tranqüilizadora (definitely reassuring). Quando a questão salienta que a resposta deve ser de acordo com o texto. this is good news. que se traduz em um crescimento rápido da população idosa. on the other hand. (B) both good and bad.br . nas linhas 5 e 6 que dizem: “On the one hand. (C) neither fresh nor old. the most important challenge is to see that old people have (A) proper nourishment. According to the text. it translates into a fast-growing older population. The news reported is (A) mostly irrelevant. Isto quer dizer que há fatores positivos e negativos na informação trazida pelo texto. por outro.com. (Por um lado. no entanto.. Neste caso. (D) totally unwelcome. O item 32 pergunta se a notícia trazida pelo texto é em grande parte irrelevante (mostly irrelevant). nem nova nem antiga (neither fresh nor old). mas somente uma das opções está refletindo a opinião do autor.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 32. A questão 33 pergunta qual o desafio mais importante e salienta que é de acordo com o texto. geralmente existem respostas que poderiam também estar corretas segundo outros autores..pontodosconcursos. GABARITO: B. boa e ruim (both good and bad). o que nos levaria imediatamente à resposta B. (E) quality medicare.. 33.).

pois as respostas propostas são muito simples e diretas. As outras alternativas têm significados muito diferentes: easy (fácil).O seu direito humano básico e fundamental. pois é a única que reflete a preocupação do autor com a alimentação dos idosos (que é inclusive o título do texto). mas não estão explicitas no texto. (D) angry. (B) fast.pontodosconcursos. it translates…” (lines 5 and 6) on the other hand brings an idea of (A) opposition. (B) similarity. As outras respostas também poderiam ser preocupações lógicas. 34 www. (C) consequence. (D) addition. somente conhecendo o vocabulário.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 access to adequate food and nutrition . GABARITO: A. slow (lento) e angry (com raiva) e não poderiam sequer ser consideradas. sob o ponto de vista de racionalidade ou políticas públicas. o candidato poderia responder corretamente esta questão. (C) slow. (E) difficult. fast (rápido).br . GABARITO: E 35. o candidato ainda poderia acertar a questão se tivesse compreendido o sentido geral do texto. In “major social challenges” (lines 7 and 8) challenges implies an action that is (A) easy. COMENTÁRIO. 34.” (O primeiro destes desafios é garantir que os idosos tenham acesso a alimentação e nutrição adequadas . In “on the other hand. A única palavra que corresponde a um sinõnimo de challenges (desafios) é a opção E . however.) A resposta só poderia ser a contida na letra A (proper nourishment).difficult. Mesmo sem ler o texto.their basic and fundamental human right.com. Mesmo não sabendo o significado da palavra challenges.

Often combining scientific and humanistic perspectives.br . culminating in the senior exercise. South Africa.pontodosconcursos. Read text II and answer questions 36 to 40.sociology. Many sociology majors are able to study abroad for a semester during their junior year. Esta questão é quase uma continuação da questão 32. organizations. Conforme já demonstrado na questão anterior. Sociologists investigate social change as well as the causes and consequences of human behavior in a variety of contexts. Greece. GABARITO: A. traz sempre a idéia de oposição.edu) 36.com. Brazil. from families to political movements to hospitals. (B) outdoor. ethnographic studies and content analyses. which allows each student to carry out an original research project with the advice of one or two faculty members. É uma expressão muito utilizada em inglês e sempre quer trazer a tona diferentes pontos de vista sobre uma questão. 35 www. This text may be found in a(n) (A) manual.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 (E) control. in Spain. Department of Sociology Sociology is the study of the way humans influence each other through groups. sociologists analyze survey data. COMENTÁRIO. carry out in-depth interviews. O examinador quer saber se o candidato conhece o significado das expressões: “ on the one hand” e “on the other hand” (por um lado e por outro lado). (http://www. for example. The Sociology major at Pomona College emphasizes social theory and research.pomona. and societies. and the Dominican Republic.

com. (C) addition.pontodosconcursos. Pela leitura do texto podemos perceber que se trata da explicação a respeito de um curso de sociologia ofertado pelo Pomona College. Dentro das possibilidades. 36 www. Neste caso. journal (periódico.. a alternativa mais adequada é a letra A. utilizei a palavra graduação para facilitar o entendimento. a habilitação em que o estudante deseja concluir o seu bacharelado. GABARITO: A. embora não seja exatamente adequado. pois o texto revela-se uma explicação sobre o que é e como funciona o estudo da Sociologia no Pomona College.. (E) cause.) * O ensino superior Americano difere bastante do nosso e na falta de um melhor termo para traduzir major.). há uma adição de uma nova idéia à frase. COMENTÁRIO. In “as well as the causes and consequences…” (lines 3 and 4) as well as is used to indicate (A) manner. A frase das linhas 3 e 4 diz o seguinte: “Sociologists investigate social change as well as the causes and consequences of human behavior in a variety of contexts…” (Sociólogos investigam a mudança social. bem como as causas e as consequências do comportamento humano em uma variedade de contextos.. A primeira é que os sociólogos investigam a mudança social e a segunda é a investigação das causas as consequências do comportamento humano. manual. letter (carta) ou diary (diário). As alternativas possíveis eram: manual (manual. outdoor (cartaz de rua). Nas linhas 8 e 9 esta idéia fica explicitada: “The Sociology major at Pomona College emphasizes social theory and research…” (A “graduação”* em Sociologia no Pomona College enfatiza a teoria social e investigação.. 37. (B) time. compêndio).PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 (C) journal. (D) consequence. (D) letter. (E) diary. jornal). COMENTÁRIO.br . Major é o tema principal de estudo de um aluno do ensino superior.

As well as não poderia estar indicando modo ou tempo (alternativas A e B) e as alternativas D e E foram colocadas para confundir o candidato que não entendeu o significado da frase e está buscando palavras referidas no texto para auxiliá-lo a escolher uma resposta. GABARITO: C. perdendo uma questão relativamente fácil. nem antônimos exatos: always (sempre). frequentemente. É mais uma questão onde o examinador verifica o conhecimento de vocabulário do candidato. A questão 38 é quase uma pegadinha. (E) spread. 39. The underlined expression in “each student to carry out” (line 11) can be replaced by (A) finish. muitas vezes. (C) support. GABARITO: B. (C) also.com.” (lines 5 and 6) is the opposite of (A) always. Esta última pode causar um pouco de confusão. addition (adição). 38. A única resposta que reflete seu exato oposto seria a alternativa B. (E) somewhat. As outras opções não seriam nem sinônimos. o candidato geralmente escolhe a primeira alternativa e já segue em frente na prova. Often quer dizer. COMENTÁRIO. COMENTÁRIO. pois pergunta o contrário da palavra often. (D) continue. also (também).pontodosconcursos.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 A única alternativa possível para esta questão é a letra C.br . never (nunca) e somewhat (um pouco). (B) undertake. The underlined word in “Often combining…. Em um momento de pressa ou nervosismo. seldon que quer dizer raramente. (B) seldom. caso o candidato não conheça o significado de seldon. 37 www. (D) never.

.br . a forma verbal só poderia ser are able to (serão capazes de). should (deve). (D) could. COMENTÁRIO. mas coloca uma pedrinha em seu caminho: não explicita o que deseja que seja substituído.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 Nesta questão o examinador pede que se substitua a expressão carry out (executar. neste contexto está ligada ao desenvolvimento de um projeto de pesquisa. desenvolver. é necessário conhecê-los. deve ser estudado já na primeira lista de phrasals.. A única que poderia gerar algum tipo de dúvida seria a letra D . defender uma tese) por uma das alternativas propostas. undertake (realizar). Are é o único verbo presente neste fragmento. Mas atenção..can. The verb form in “Many sociology majors are able to…” (line 13) can be replaced by (A) must. O conhecimento básico de gramática (e principalmente. portanto o candidato deve ter conhecimento da maior parte delas. could (poderia) e can (pode).. will (vai). As alternativas aqui são simples: must (deve). Conhecendo o vocabulário seria simples decidir pela alternativa B. Mais uma vez.could ao invés da E . A última questão também pede para que o candidato substitua a expressão are able to. Carry out é um phrasal muito utilizado.o que permite a cada aluno realizar um projeto de pesquisa original. portanto.). GABARITO: B. realizar. (B) should. continue (continuar) e spread (espalhar). pois exige o conhecimento dos chamados phrasal verbs que são muitos e difíceis de deduzir. A questão é um pouco complexa.com. (E) can. o examinador está procurando saber se o candidato tem o domínio do vocabulário da língua inglesa e as palavras propostas são de nível intermediário. A frase da linha 11 é: “…which allows each student to carry out an original research project…” (. Para resolver esta dúvida é só prestar atenção à orientação da frase: os alunos de 38 www.pontodosconcursos. A expressão carry out. As alternativas propostas eram: finish (terminar). support (apoiar). (C) will. apenas menciona que é a forma verbal. 40. a calma) permitiriam que se identificasse a expressão a ser substituída.

GABARITO: E.br . portanto a letra E é muito mais adequada.pontodosconcursos. 39 www.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 Sociologia serão capazes.com. É uma afirmação. Não há condicional neste caso.

COMENTÁRIO. em 13/10/2010. A utilização de software de correio eletrônico na Internet é feito. arquivos anexos a emails têm tamanho limitado. Retiramos da central de ajuda do Gmail. Por padrão. porque naquela época os anexos nos e-mails do Gmail podiam ser. Um técnico de apoio administrativo digitou um texto no Word 2000/XP e verificou que a citação “senado federal” aparecia em caixa-baixa.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 NOÇÕES DE INFORMÁTICA PROFESSORES: ALEXANDRE LÊNIN E PATRÍCIA QUINTÃO 41. por exemplo. no máximo.com.br . como 40 www. o GMail. GABARITO: C.pontodosconcursos. (C) 20 MB. Em geral. por meio da versão conhecida por WebMail. a janela que informa o tamanho padrão máximo atualmente suportado pelo Gmail que é 25 megabytes (MB). 42. quando deveria ser mostrada em caixa-alta. que disponibiliza uma interface em sites. (E) 700 MB. (B) 10 GB. Na questão da FGV de 2008 o gabarito está marcando 20 MB. limita o tamanho desses arquivos ao valor de: (A) 1 kB. comumente. (D) 200 GB. desse tamanho.

o atalho de teclado <ALT> + F3. (E) por duas vezes seguidas. clique em minúscula. (C) por duas vezes seguidas.pontodosconcursos. Para colocar minúscula em todas as letras.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 “SENADO FEDERAL”. o atalho de teclado <SHIFT> + F3. Pegadinha: qual o comando do Word permite que se altere a formatação do texto para TODAS EM MAIÚSCULAS? Menu Formatar -> Fonte. Ou então. Para colocar maiúscula em todas as letras. sentenças ou parágrafos fazendo o seguinte: 1. Na guia Início. o atalho de teclado <CTRL> + F3. Para isso.br . podemos utilizar por duas vezes seguidas o atalho de teclado <SHIFT> + F3. conforme ilustrado a seguir. ele deve selecionar a citação e executar: (A) por duas vezes seguidas. No Word 2000 utilizamos o menu Formatar (Atalho: SHIFT+F3) para trocar as letras dos trechos selecionados entre Maiúsculas e Minúsculas. clique em MAIÚSCULA. no grupo Fonte. No Microsoft Office Word 2007 pode-se alterar o uso de maiúscula em palavras. o atalho de teclado <CTRL> + F3. (B) por uma só vez. Para colocar maiúscula na primeira letra de uma sentença e deixar todas as outras letras em minúsculas. 41 www. clique em Maiúsculas e Minúsculas e clique na opção de uso de maiúscula desejada. Selecione o texto no qual deseja alterar o uso de maiúscula. clique em Primeira letra da sentença em maiúscula. 2. conforme listado nessa questão. o atalho de teclado <SHIFT> + F3.com. (D) por uma só vez. Há diferenças entre o SHIFT+F3 (só oferece 3 opções) e o comando no menu (oferece 5 opções). COMENTÁRIO.

(E) Inserir – Equação.0. (B) Formatar – Objeto. clique em Inverter. na janela de diálogo da figura II. 43.pontodosconcursos. 42 www. II e III a seguir mostram a barra de menus e as janelas de diálogo referentes ao recurso Microsoft Equation 3. As figuras I. (D) Inserir – Objeto. para alternar entre Colocar Cada Palavra em Maiúscula e o oposto. (C) Exibir – Objeto.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 Para colocar maiúscula na primeira letra de cada palavra e deixar as outras em minúscula. utilizado quando se deseja inserir equações e fórmulas em um texto no Word 2000/XP. GABARITO: A. o seguinte caminho: (A) Formatar – Equação. clique em Colocar Cada Palavra em Maiúscula. Figura I Figura II Figura III A figura III é mostrada na tela quando se aciona a opção Microsoft Equation 3.0. A figura II é mostrada na tela quando se aciona. cOLOCAR cADA pALAVRA eM mAIÚSCULA).com. a partir de uma das opções de menu. Para alternar entre maiúsculas e minúsculas (por exemplo.br .

com. formatos diversos de data e hora. um documento do Word pode ser dividido em várias seções. Números de páginas: insere numeração de páginas no rodapé ou no cabeçalho do documento.br . Menu Inserir -> Números de páginas Data e hora: insere. ou seja. quebra de coluna ou quebra de seção no ponto de inserção. efeitos. no local em que se encontrar o ponto de inserção.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 COMENTÁRIO. Obs: uma seção é uma “área” independente dentro de um documento. Dentre as opções do menu Inserir no Word 2000/XP merecem destaque as listadas a seguir: Quebra: insere uma quebra de página. 43 www. regras.. caso se queira ter diversas formatações diferentes num mesmo documento. com suas próprias formatações. etc.pontodosconcursos.

A opção utilizada para inserir a nota de rodapé é <Alt> + <Ctrl> + F. em que o valor da célula E9 foi transportado para a célula C3. (D) <Alt> + <Ctrl> + T. Para incluir uma nota de rodapé em uma página.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 A maior parte dos itens que estão na opção Imagem pode ser inserida a partir da barra de ferramentas Desenho . COMENTÁRIO. ou ambos. para parte do texto da matéria na mesma página. entre outros. adicionando comentário de referência ou fonte. 44 www. sons. que possibilita a inserção de elementos de outros softwares. como apresentações do Powerpoint.com. planilha do Excel. ele deve posicionar o cursor do mouse no ponto do texto onde deseja inserir a referência e acionar o atalho de teclado: (A) <Alt> + <Ctrl> + C. A questão aborda o menu Inserir -> Objeto. vídeos. Um funcionário do Senado Federal está digitando um texto no Word 2000/XP. As figuras representam duas planilhas elaboradas no Excel 2000/XP. GABARITO: D. Nota de rodapé. GABARITO: B. (B) <Alt> + <Ctrl> + F.br . 45. 44. Hiperlink (Ctrl+K): insere um novo hiperlink a um elemento selecionado no documento ou edita o hiperlink especificado. ou documento. (C) <Alt> + <Ctrl> + R. como o nome indica. (E) <Alt> + <Ctrl> + S. é uma anotação colocada ao pé de uma página de um livro.pontodosconcursos.

"SENADO".br . Na planilha abaixo. o que invalida a fórmula! 3) Não há uma indicação clara do nome da planilha. 46. no Excel. é: =<nome da planilha>!<célula> No caso desta questão.com. GABARITO: ANULADA. a resposta correta seria 45 www. =SENADO_FEDERAL_1!E9. deve ser inserida na célula C3 a seguinte expressão: (A) =SENADO_FEDERAL _1!F9 (B) =SENADO_FEDERAL _1$F9 (C) =SENADO_FEDERAL _1&F9 (D) =SENADO_FEDERAL _1%F9 (E) =SENADO_FEDERAL _1@F9 COMENTÁRIO."CONGRESSO". quando deveria ser E9.pontodosconcursos."FEDERAL")) em C2. Os nome apresentados nas imagens são conteúdos das céulas e não nomes das planilhas. montada no Excel 2000/XP. A forma correta de referenciar uma célula que está em outra planilha. foram inseridos os números 30 em A2 e 10 em B2 e a fórmula =SE(A2-B2>13. Podemos observar diversos erros: 1) O principal erro é que todas as possíveis respostas fazem referência à célula F9. 2) Nas opções da questão todos os nomes das planilhas possuem um espaço entre a palavra FEDERAL e o símbolo _.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 Para realizar o transporte do conteúdo da célula E9 da planilha SENADO_FEDERAL_1 para a célula C3 da planilha SENADO_FEDERAL_2.SE(A2-B2<7. A questão foi anulada pela banca.

de A7 para C9 e de B7 para D9 na mesma planilha. Numa planilha no Excel 2000/XP.C3) e B7 contém a fórmula =SOMA($B$3. Sabemos que B2 = 10. Assim. Para que a expressão A2-10<7 seja verdadeira. 47.$E$3) 46 www. para aparecer “CONGRESSO”. o maior valor inteiro a ser digitado em A2 para que apareça “SENADO” na célula C2.com.pontodosconcursos. (D) 17 e 23. precisamos que a condição1 seja verdadeira. (E) 16 e 24.br . O menor inteiro que é maior do que 23 é o 24. os seguintes formatos: (A) =MULT(C5. resultado2) onde resultado2 = SE(A2-B2<7. ou seja."SENADO". respectivamente. resultado1. A2-10 tem que ser > 13.$G$5) (B) =MULT(A3. (C) 16 e 25. =SE( condição1. O maior inteiro que é menor do que 17 é o 16! Seguindo o mesmo raciocínio.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 Mantendo o conteúdo de B2 constante. A2 deve ser maior do que 23. A2-B2>13 seja verdadeira. 2. deseja-se determinar valores para que ocorram duas situações: 1. então: A2-10>13 = falso e A2-10<7 = verdadeiro. é preciso que A2 seja menor do que 17. COMENTÁRIO. Logo.$E$3). (B) 17 e 24."FEDERAL") Para chegar em “SENADO”. a célula A7 contém a fórmula =MULT(A3. respectivamente: (A) 16 e 23. GABARITO: E. Logo temos o sistema A2-B2>13 = falso e A2-B2<7 = verdadeiro. o resultado será igual ou superior a 7. Respostas: 16 e 24. A seguir faz-se uma cópia dessas células. serão. a condição1 (A2-B2>13) deve ser falsa.C3) e =SOMA($B$3. o menor valor inteiro a ser digitado na célula A2 para que apareça “CONGRESSO” na célula C2. Esses valores. a condição A2-B2<7 deve ser verdadeira e para chegarmos nesta condição.E5) e =SOMA($D$5. pois se for maior do que isto. Em C9 e D9 as fórmulas copiadas terão.

E5) =SOMA($B$3.D5) e =SOMA($D$9. · executou o atalho de teclado <CTRL> + V. (B) Mover. houve deslocamento de 2 linhas e 2 colunas. um funcionário do Senado Federal está com a janela do Windows Explorer aberta na tela do monitor de vídeo e executou os procedimentos a seguir descritos.DOC na pasta PESSOAL existente no drive C:. temos duas cópias: de A7 para C9 e de B7 para D9. (C) Excluir.pontodosconcursos.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 (C) =MULT(C5. No primeiro caso. COMENTÁRIO. GABARITO: E. esse funcionário realizou a operação: (A) Copiar. Ao copiar uma fórmula os valores de referência das células presentes na fórmula copiada é modificado na proporção do deslocamento.C3) e =SOMA($D$5. também existente no drive C:. · selecionou a pasta CONGRESSO. o valor fica constante.com.br .E5) e =SOMA($B$3. 47 www.$E$3) COMENTÁRIO. Na questão. Com relação ao arquivo SENADORES. Assim a nova fórmula contém valores diferentes da fórmula original. · executou o atalho de teclado <CTRL> + X. Assim: A7 B7 =MULT(A3.$E$3) copiando para D9 Observe que todos os valores em D9 foram mantidos porque todas as referências de linhas e colunas estão precedidas de $. (E) Renomear.$G$9) (D) =MULT(A3.$E$3) =SOMA($B$3. (D) Substituir. independente da distância do deslocamento. Mas isto não se aplica aos valores (linhas ou colunas) precedidos do símbolo $. 48. Então.DOC. os valores de referência presentes na fórmula devem ser acrescidos de duas unidades nas linhas e nas colunas. Nestes casos. No Windows 2000/XP.$G$5) (E) =MULT(C5. aumentando ou diminuindo as referências de linhas e colunas na proporção do deslocamento. · selecionou o arquivo SENADORES.C3) copiando para C9 =MULT(C5.

com. é movido para o destino. Um técnico de apoio administrativo está trabalhando em um microcomputador com sistema operacional Windows XP e tem abertas no ambiente quatro aplicações do MSOffice 2003. versão em português: a primeira. ou seja. (C) <CTRL> + <ESC>. uma pasta compartilhada está indicada na alternativa: (A) 48 www. no Publisher. a segunda.br . o arquivo é apagado da origem. uma apresentação em Powerpoint. diretamente. 49. a terceira. sem necessidade de acessar janelas de diálogo. Assim. CUIDADO! A resposta mais encontrada certamente será <ALT>+<TAB>. (D) <ALT> + <ESC>. mas está errada! Quando usamos <ALT>+<TAB> o Windows alterna entre as janelas por meio de uma caixa de diálogo que mostra todas as janelas em execução! Quando soltamos as teclas rapidamente. para mudar a aplicação DIRETAMENTE é a combinação <ALT>+<ESC>!!! GABARITO: D. 50. No final do processo. COMENTÁRIO. uma planilha Excel. esse técnico executa o seguinte atalho de teclado: (A) <CTRL> + <ALT>. nem percebemos que a caixa de diálogo foi acionada. Para passar de uma aplicação a outra. mas se pressionarmos a combinação e segurarmos (a tecla ALT) por alguns instantes. (E) <CTRL> + <TAB>.pontodosconcursos. O correto. (B) <ALT> + <TAB>. veremos a janela em ação.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 A combinação <CTRL> + X “recorta” o objeto selecionado. o arquivo será transferido da localização de origem para a localização destino. e a quarta. ao colar o arquivo recortado usando <CTRL> + C. um arquivo Word. A respeito do compartilhamento de pastas e arquivos em uma rede de microcomputadores padrão Windows. GABARITO: B.

PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 (B) (C) (D) (E) COMENTÁRIO. GABARITO: A. 49 www.com.pontodosconcursos. A imagem que o sistema Windows utiliza para indicar o compartilhamento de pastas e arquivos é uma mão segurando a pasta.br .

(C) Os Territórios Federais não possuem autonomia política e integram a União. em seu art.pontodosconcursos. GABARITO: B. administrativa e financeira. I. 52. os Estados. determina que Brasília é a capital federal. A Constituição de 1988. (E) A federação brasileira é indissolúvel e a forma federativa do Estado Brasileiro constitui cláusula pétrea da Constituição. da Constituição. o Distrito Federal e os Municípios. e os municípios detêm apenas autonomia administrativa e financeira. 18. §4º. CF). A letra “c” está correta. §2º.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 DIREITO CONSTITUCIONAL PROFESSORA: NÁDIA CAROLINA 51. Além disso. incorporação. CF). que entre os entes federados não há direito de secessão. Finalmente. 1º. (D) Brasília é a Capital Federal. a forma federativa do Estado Brasileiro é cláusula pétrea (art. a alternativa “e” está correta. (B) Os Estados e o Distrito Federal possuem autonomia política. determina que a federação brasileira é indissolúvel. 1º. Estados e o Distrito Federal. Sobre a organização político-administrativa Federativa do Brasil. Fundamento: art. COMENTÁRIO. §1º. Os Territórios Federais não são entes federativos. A letra “d” está correta. da seguinte forma: (A) consulta prévia mediante plebiscito. A alternativa “a” está correta.br . da República (A) A República Federativa do Brasil compreende a União. 50 www. A alternativa “b” está incorreta. A Constituição Federal prevê a participação popular na criação. O art. Os Municípios. “caput”. sendo integrantes da União (art. “caput”. da Constituição. (B) necessidade de aprovação de lei federal de iniciativa popular. 18. às populações dos municípios envolvidos. assinale a afirmativa incorreta. assim como os possuem autonomia política. 60.com. ou seja. fusão e desmembramento de municípios.

que haja consulta prévia às populações dos municípios envolvidos. O art.br . CF/88. especialmente as secas e as inundações. 51 www. mediante referendo. (E) preservar as florestas. COMENTÁRIO. com base no inciso V do artigo supracitado. 23 da Constituição. A letra “b” também está correta. mediante plebiscito. Distrito Municípios está enumerada no art. XVIII da Constituição. para a criação. (D) planejar e promover a defesa permanente contra as calamidades públicas. COMENTÁRIO. Planejar e promover a defesa permanente contra as calamidades públicas. GABARITO: A.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 (C) consulta posterior às populações dos municípios envolvidos. Estados. com fundamento no inciso III do artigo 23 da Carta Magna. 53. Estados. incorporação. artístico e cultural. A letra “d” está incorreta. Distrito Federal e Municípios: (A) zelar pela guarda da Constituição.com. VII. a fauna e a flora. GABARITO: D. pela literalidade do inciso I do artigo citado acima. Federal e A letra “a” está correta. (C) proteger os documentos. 18. 21. (D) necessidade da aprovação de lei estadual de iniciativa popular. A competência comum da União. 23. as obras e outros bens de valor histórico. (B) proporcionar os meios de acesso à cultura. especialmente as secas e as inundações. §4º da CF/88 exige. A letra “c” também está perfeita. Finalmente. fusão e desmembramento de municípios. a letra “e” está correta. (E) eleição direta dos novos prefeitos e vereadores dos municípios recém criados. é competência exclusiva da União. Fundamento: art.pontodosconcursos. Não é matéria da competência comum da União. à educação e à ciência. das leis e das instituições democráticas. prevista no art.

A questão cobra a literalidade do art. IV. Nenhum brasileiro será extraditado.br . (B) em caso de decretação de estado de sítio. COMENTÁRIO. exceto em caso de guerra declarada. III e IV estiverem corretas. (D) se apenas as afirmativas II. III. (E) em caso de guerra declarada. estendidas aos sucessores e contra eles executadas. A respeito do catálogo de direitos fundamentais da Constituição Federal de 1988. “a”.com. exceto na hipótese de: (A) condenação por crime de terrorismo. na forma da lei. A prisão de qualquer pessoa e o local onde se encontre serão comunicados imediatamente ao juiz competente e à família do preso ou à pessoa por ele indicada. GABARITO: E. senão em virtude de lei. podendo a obrigação de reparar o dano e a decretação do perdimento de bens ser. III e V estiverem corretas. (B) se apenas as afirmativas II e III estiverem corretas. (C) condenação por crimes hediondos. ou de comprovado envolvimento em tráfico ilícito de entorpecentes e drogas afins. analise as afirmativas a seguir: I. Nenhuma pena passará da pessoa do condenado. em que a Constituição veda as penas de morte. (D) condenação por crime de tortura. IV e V estiverem corretas. nos termos da lei. na forma da lei. Assinale: (A) se apenas as afirmativas I. salvo se a invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa fixada em lei. 52 www. II.pontodosconcursos. até o limite do valor do patrimônio transferido. em caso de crime comum. O princípio da legalidade estabelece que ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa. V. (E) se todas as afirmativas estiverem corretas. (C) se apenas as afirmativas I.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 54. A Constituição Federal proíbe a pena de morte no Brasil. É inviolável a liberdade de crença. praticado antes da naturalização. salvo o naturalizado. 5º. Ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa. 55. XLVIII.

Fundamento: art. determina que ninguém será obrigado a fazer ou a deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei. o item V está correto. Literalidade do art. 5º da CF/88. O princípio da legalidade. O inciso VIII do art. O item II também está correto. 5º da Constituição consagra a “escusa de consciência”. O item IV também está correto. LXII. salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa. traduzido no inciso II do art. 5º.br . GABARITO: E.com. CF/88. 5º.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 COMENTÁRIO.pontodosconcursos. o inciso VI do mesmo artigo determina ser inviolável a liberdade de consciência e de crença. Além disso. O item I está correto. que traduz o princípio da pessoalidade da pena. O item III está perfeito. 5º da Carta Magna. Finalmente. determinando que ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política. fixada em lei. É a literalidade do inciso XLV do art. 53 www. LI da CF/88.

PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008

DIREITO ADMINISTRATIVO PROFESSOR ANDERSON LUIZ 56. Assinale a afirmativa incorreta. (A) Embora seja uma prerrogativa estatal, o poder de polícia não permite a imposição de restrições à propriedade, para não ser ofendido o princípio da reserva legal. (B) Decretos e regulamentos editados no exercício do poder regulamentar não podem conter comandos normativos, que são privativos de lei. (C) As razões sobre as quais se funda o administrador para praticar atos decorrentes do poder discricionário não estão sujeitas à apreciação judicial, por serem privativas da Administração. (D) A ofensa a normas restritivas decorrentes do poder de polícia não acarreta a aplicação de sanções administrativas, a menos que haja má-fé por parte do infrator. (E) O poder regulamentar tem por fim complementar as leis e permitir a sua execução, sendo exercido pelo Chefe do Poder Executivo por meio de decretos e regulamentos. COMENTÁRIO. A questão foi anulada. (A) O poder de polícia incide sim sobre a propriedade. Portanto, item errado. (B) Os comandos de caráter normativos não são privativos de lei. Decretos, Portarias e Resoluções são exemplos de atos administrativos normativos. (C) As razões sobre as quais se funda o administrador para praticar atos decorrentes do poder discricionário estão sim sujeitas à apreciação judicial. A jurisprudência tem admitido que o judiciário, além de apreciar a legalidade do motivo e do objeto nos atos discricionários, julgue também a observância dos princípios da razoabilidade e da proporcionalidade. (D) A aplicação de sanções administrativas independe da boa-fé ou má-fé do infrator. Para que seja aplicada uma multa, por exemplo, basta que seja cometida uma infração administrativa. (E) Correto, conforme art. 84, II da Constituição Federal. GABARITO: ANULADA.

54

www.pontodosconcursos.com.br

PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008

57. Em matéria de agentes públicos, não é correto afirmar que: (A) a exoneração de servidor estatutário sem estabilidade não prescinde de processo administrativo em que lhe seja assegurada a oportunidade de rebater as razões administrativas. (B) Estados e Municípios não podem adotar o regime especial de servidores temporários, nem o regime trabalhista, ressalvada, neste último caso, a hipótese de lei específica autorizadora. (C) convenções coletivas, ainda que delas participe representante da respectiva pessoa federativa, não podem fixar vencimentos dos servidores públicos. (D) cabe a incidência de correção monetária no pagamento com atraso dos vencimentos dos servidores públicos, não se configurando qualquer fato ofensivo à Constituição. (E) se o servidor foi aprovado em concurso e nomeado, tem direito adquirido à posse, independentemente de documento formal a ser custodiado pelo órgão administrativo. COMENTÁRIO. Letra (A). Segundo o STJ, para que um servidor em estágio probatório seja exonerado do cargo devido à apuração de que não está apto ao exercício das suas funções não é necessária a instauração de processo administrativo disciplinar. O exigido, nesse tipo de caso, é que a exoneração “seja fundamentada em motivos e fatos reais e sejam asseguradas as garantias constitucionais da ampla defesa e do contraditório”. Logo, certa. Letra (B). A lei estabelecerá os casos de contratação por tempo determinado para atender a necessidade temporária de excepcional interesse público (CF, art. 37, IX). Logo, errada. Letra (C). A fixação de vencimentos dos servidores públicos não pode ser objeto de convenção coletiva (Súmula nº 679 do STF). Logo, certa. Letra (D). Não ofende a Constituição a correção monetária no pagamento com atraso dos vencimentos de servidores públicos (Súmula nº 682 do STF). Logo, certa. Letra (E). Segundo o STJ, aprovados em concurso público têm nomeação garantida. Logo, certa. GABARITO: B. 58. Em relação aos órgãos públicos é correto afirmar que: (A) são repartições internas das pessoas de direito público, às quais a ordem jurídica atribui personalidade jurídica.
55

www.pontodosconcursos.com.br

PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008

(B) não têm capacidade de ser parte em processos judiciais em virtude da ausência de personalidade jurídica. (C) de natureza colegiada só produzem externamente a sua vontade com os votos da totalidade de seus membros. (D) só podem conter, em seus respectivos quadros, servidores estatutários, dotados ou não de estabilidade. (E) são compartimentos internos das pessoas de direito público destituídos de personalidade jurídica, mas dotados de competência específica. COMENTÁRIO. Na inteligência de Hely Lopes Meirelles, órgãos públicos “são centros de competência instituídos por lei para o desempenho de funções estatais, através de seus agentes, cuja atuação é imputada à pessoa jurídica a que pertencem”. Para Celso Antônio Bandeira de Mello, órgãos públicos “são unidades abstratas que sintetizam os vários círculos de atribuições do Estado.” Outra importante definição é encontrada no §2º do art. 1º da Lei nº 9.784/99, nos seguintes termos: órgão é “a unidade de atuação integrante da estrutura da Administração direta e da estrutura da Administração indireta”. Tendo em vista os conceitos acima, para Vicente Paulo e Marcelo Alexandrino, são características dos órgãos públicos: • Integram a estrutura de uma pessoa jurídica; • Não possuem personalidade jurídica; • São resultados da desconcentração; • Podem firmar contrato de gestão com outros órgãos (CF, art. 37, §8º); • Alguns (os órgãos que assinam contrato de gestão) possuem autonomia gerencial, orçamentária e financeira; • Não têm capacidade para representar em juízo a pessoa jurídica que integram; • Alguns (os órgãos autônomos e os independentes) têm capacidade processual para defesa em juízo de suas prerrogativas funcionais; • Não possuem patrimônio próprio.
56

www.pontodosconcursos.com.br

bens públicos. decorre basicamente dos princípios da impessoalidade e da moralidade. seja pela própria Administração que o praticou. certa. ainda. O princípio da moralidade admite três interpretações: • Impõe ao agente público o dever de atuação ética (princípio 57 www. a inobservância desses princípios acarreta a anulação do ato (controle de legalidade. de modo que sejam tratados com base nos mesmos critérios. exigem que os atos discricionários praticados pela Administração sejam necessários. Logo. certa. o princípio da supremacia do interesse público prevalece sobre os direitos individuais. e isso porque leva em consideração os interesses da coletividade. COMENTÁRIO. não de mérito). ao exigir tratamento isonômico para todos os administrados. que o tratamento isonômico decorre do princípio da moralidade. sobre direitos individuais. ainda que imóveis. adequados e proporcionais.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 GABARITO: E 59. certa. (D) Constitui fundamento do princípio da eficiência o sentimento de probidade que deve nortear a conduta dos administradores públicos. Pode-se afirmar. (E) Malgrado o princípio da indisponibilidade da coisa pública. Logo. Letra (B). são alienáveis. pois é evidente que tratar os iguais de modo desigual é imoral. o princípio da impessoalidade refere-se ao princípio da isonomia. Letra (A). a que fazem jus os indivíduos. Em regra. seja pelo Poder Judiciário. Assinale a afirmativa incorreta. Letra (C). sobretudo nas atividades discricionárias. Assim. Logo. Letra (D).com. como regra. (A) O princípio da supremacia do interesse público prevalece. (C) O princípio da razoabilidade visa a impedir que administradores públicos se conduzam com abuso de poder. Pois.br .pontodosconcursos. Os princípios da razoabilidade e da proporcionalidade são considerados as maiores limitações às competências discricionárias da Administração Pública. (B) O tratamento isonômico por parte de administradores públicos. Em uma de suas interpretações. desde que observadas certas condições legais.

“são públicos os bens do domínio nacional pertencentes às pessoas jurídicas de direito público interno. Estados. Distrito Federal. • Exige a aplicação das leis pelos agentes de modo a alcançar os valores nelas consagrados. independentemente de sua utilização ser livre ou 58 www. possui três interpretações: • Dirigido à Administração: exige que o modo de estruturação. Por outro lado. todos os outros são particulares. com o objetivo de alcançar os melhores resultados no desempenho da atividade administrativa. • Relativo ao princípio da economicidade: impõe à Administração uma atuação sob uma adequada relação custo/benefício. Municípios. Percebam que um bem é considerado público em função da pessoa a que pertença. suas autarquias e fundações públicas de direito público). • Bens privados: são aqueles que integram o patrimônio das entidades administrativas de direito privado (empresas públicas.com. 37 da Constituição Federal por força da Emenda Constitucional nº 19/98. Logo. seja qual for a pessoa a que pertencerem”.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 da probidade). organização e disciplina seja racional. • Bens públicos: são aqueles que compõem o patrimônio das pessoas jurídicas de direito público (União. constitui fundamento do princípio da moralidade o sentimento de probidade que deve nortear a conduta dos administradores públicos. De acordo com o art. a fim de obter os melhores resultados. Na Administração Pública. 98 do Código Civil. Letra (E). o princípio da eficiência. • Dirigido aos agentes públicos: exige uma atuação que resulte no melhor desempenho possível de suas atribuições. sociedades de economia mista e fundações públicas de direito privado). Ou seja.pontodosconcursos. com vistas a obter o máximo de benefícios com o mínimo de despesas. há duas espécies de bens: os bens públicos e os bens privados.br . e • Admite os costumes administrativos (moral administrativa) como fonte de Direito. errada. que integra o caput do art. portanto.

com. Podem ser utilizados pela Administração Pública como fonte de recursos. • Bens dominiais (ou dominicais): não têm destinação pública definida. mas são alienáveis. ou seja. os hospitais públicos etc. praias. bens de uso especial “são todas as coisas. BENS IMPRESCRITIBILIDADE INALIENABILIDADE Uso comum do povo Uso especial Dominiais (ou dominicais) Sim Sim Sim Sim Sim Não 59 www. • Bens de uso comum do povo: destinam-se à utilização geral pelos indivíduos. Os bens de uso comum do povo e os especiais são inalienáveis (enquanto afetados à sua destinação específica não podem ser alienados) e imprescritíveis (não podem ser adquiridos mediante usucapião). as universidades. visto que pertence à União. Exemplos: os imóveis onde se situam as repartições públicas. praças.pontodosconcursos. Por exemplo. Já os bens dominiais não podem ser adquiridos por usucapião. rios etc. • Bens de uso especial: destinam-se à execução dos serviços administrativos e dos serviços públicos em geral. Exemplos: ruas. uma viatura da Polícia Federal é um bem público. não pode ser utilizada livremente pelo público em geral. mares. os bens públicos classificam-se em: bens de uso comum do povo. corpóreas ou incorpóreas. Segundo Maria Sylvia Zanella Di Pietro. Entretanto. terras devolutas e todas as terras que não possuam destinação específica. os quartéis. terrenos de marinha etc. independentemente de autorização individual por parte da Administração Pública. estradas. Quanto à destinação. bibliotecas e os museus. Exemplos: prédios públicos desativados.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 restrita. podem ser utilizados por todos em igualdade de condições. utilizadas pela Administração Pública para realização de suas atividades e consecução de seus fins”. bens de uso especial e bens dominiais (ou dominicais). móveis ou imóveis.br .

ruas e praças. avaliação prévia. ou real. para a alienação de bens públicos móveis não se exige autorização legislativa específica. 17 da Lei nº 8. enquanto conservarem a sua qualificação. o art.os de uso especial. como objeto de direito pessoal. conforme for estabelecido legalmente pela entidade a cuja administração pertencerem. ART. III . Ou seja. Os bens públicos dominicais podem ser alienados. 102: Os bens públicos não estão sujeitos a usucapião. seja qual for a pessoa a que pertencerem. estradas. 100). ART. que constituem o patrimônio das pessoas jurídicas de direito público. autorização legislativa específica e licitação. tais como rios. Não dispondo a lei em contrário. 60 www. II . na forma que a lei determinar. ART. ART. estadual. 99: São bens públicos: I . mares. art. 98: São públicos os bens do domínio nacional pertencentes às pessoas jurídicas de direito público interno. para a alienação de bens públicos móveis. Por outro lado.com. O uso comum dos bens públicos pode ser gratuito ou retribuído. ART. Nesse contexto. 100: Os bens públicos de uso comum do povo e os de uso especial são inalienáveis. 103:.br . Parágrafo único.pontodosconcursos. 101: Os bens públicos dominicais podem ser alienados.os de uso comum do povo.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 CÓDIGO CIVIL: ART.os dominicais. avaliação prévia e licitação. observadas as exigências da lei (CC. de cada uma dessas entidades. a Lei exige apenas interesse público justificado. territorial ou municipal. inclusive os de suas autarquias. todos os outros são particulares. tais como edifícios ou terrenos destinados a serviço ou estabelecimento da administração federal.666/93 estabelece que a alienação de imóveis públicos obedecerá os seguintes requisitos: interesse público justificado. consideram-se dominicais os bens pertencentes às pessoas jurídicas de direito público a que se tenha dado estrutura de direito privado. observadas as exigências da lei.

enquanto conservarem a sua qualificação.com. GABARITO: B 61 www. Daí esses bens poderão ser alienados. e não por decreto executivo. certa. transformando-os em bens dominicais. Notem que a autorização para a alienação de bens públicos deve ser feita por lei. Logo. Isso significa que a lei poderá retirar a finalidade pública específica dos bens públicos de uso comum do povo e os de uso especial (desafetação).pontodosconcursos.br .PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 Os bens públicos de uso comum do povo e os de uso especial são inalienáveis. na forma que a lei determinar.

Deve observar-se o princípio da ampla negociação política por meio dos procedimentos regimentais previstos. (D) decretos legislativos e resoluções. 62 www. tendo como base o inciso XIII do art. Por fim. O item I está correto. III.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 PROCESSO LEGISLATIVO PROFESSORA NÁDIA CAROLINA 60. IX. 59 da Constituição brasileira. (E) se apenas a afirmativa II estiver correta. (B) medidas provisórias e estatutos. Consoante os termos do art. as seguintes normas estão compreendidas no regular processo legislativo: (A) resoluções e decretos. (B) se apenas as afirmativas I e III estiverem corretas.br . O inciso V do artigo citado acima determina a prevalência da norma especial sobre a geral como princípio do processo legislativo no Senado. (C) leis programáticas e leis delegadas. destaca-se aquele segundo o qual a norma geral prevalece sobre a especial. 61. Constitui princípio a decisão colegiada. COMENTÁRIO.pontodosconcursos.com. O item II está errado. com fundamento no art. (E) leis complementares e leis suplementares. GABARITO: B. ressalvadas competências específicas fixadas no Regimento do Senado. o item III está correto. as II. COMENTÁRIO. Entre os princípios. 412 do Regimento Interno do Senado. no que diz respeito aos princípios do processo legislativo no Senado: I. do Regimento Interno do Senado. Assinale: (A) se todas as afirmativas estiverem corretas. (C) se apenas a afirmativa I estiver correta. Analise as afirmativas a seguir. 412. (D) se apenas a afirmativa III estiver correta.

decretos legislativos e resoluções. (B) LC 33/1988. (B) lei delegada e lei municipal. pode-se afirmar que a lei em vigor é a: (A) LC 105/1999. que traz as espécies normativas abrangidas pelo processo legislativo: emendas à Constituição. dispõe sobre a elaboração. 63. 63 www. (E) LC 120/2000. (D) lei ordinária e lei municipal. não podendo sofrer controle direto de constitucionalidade. leis complementares. (E) Regulamento e de emenda constitucional. COMENTÁRIO. é possível estabelecer o controle direto de: (A) lei complementar e regulamento. medidas provisórias. alteração e consolidação as leis é a LC 95/1998. redação. em tema de controle da constitucionalidade. O Supremo Tribunal Federal entende que só pode haver controle direto de norma infraconstitucional (norma primária) federal. A lei complementar em vigor que dispõe sobre a elaboração. A letra “a” está errada porque o regulamento é norma secundária. leis delegadas. Consoante a jurisprudência assente no Supremo Tribunal Federal. estadual. (C) emenda constitucional e lei estadual. (D) LC 95/1998. redação. nos termos da Constituição.com. ou do Distrito Federal.br . alteração e consolidação as leis. 62.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 A questão cobrou o conhecimento da lista constante do art. GABARITO: D. GABARITO: D. 59 da Constituição. (C) LC 205/2008. leis ordinárias. COMENTÁRIO. Lei complementar. Nessa linha. quando editada no desempenho de sua competência estadual.pontodosconcursos. infralegal.

GABARITO: A. como se explicou anteriormente. 64 www. A letra “c” está correta. CF/88. A letra “d” está errada com base no mesmo fundamento da letra “b”. pode-se afirmar sobre o tema em foco que: (A) não pode ser apresentada a emenda. §4º. Finalmente. Nessa linha. e é o gabarito da questão. Em termos constitucionais. 60.com. (E) poderá ser apresentada a emenda. por não ferir qualquer restrição constitucional quanto ao tema. também não pode sofrer controle direto de constitucionalidade. a letra “e” está errada com base no mesmo fundamento da letra “a”. significando que confere legitimidade concorrente ou exclusiva a pessoas. quando o tema é atinente ao Estatuto da Magistratura. A emenda constitucional proposta pelo parlamentar não poderá ser apresentada. 64. IV. COMENTÁRIO. pode-se afirmar que: (A) há iniciativa concorrente entre o Presidente da República. 65. (C) a emenda poderá ser apresentada em termos. (D) não poderá ser apresentada a emenda. com base no art.br . comissões ou órgãos para determinados assuntos. (B) diante da violência urbana. por ferir a democracia. por ferir cláusula pétrea. ocorre a solicitação para apresentar breve estudo sobre a questão. desde que seja limitada a criminosos considerados extremamente perigosos.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 A letra “b” está errada porque norma municipal.pontodosconcursos. existe possibilidade de limitação de quaisquer direitos. aduzindo ser necessário abolir o habeas corpus tendo em vista o esgarçamento social provocado pela violência urbana. o Presidente do STF e o Presidente do Congresso Nacional. Determinado parlamentar apresenta projeto de emenda constitucional. por ferir direitos individuais. não podendo sofrer emenda tendente a aboli-lo. GABARITO: C. Como técnico legislativo. O habeas corpus é um direito e uma garantia fundamental. A Constituição Federal possui um regime em que organiza a iniciativa das leis.

proporcionalmente. (E) provisória.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 (B) ocorre a iniciativa exclusiva do STF e dos Tribunais Superiores. COMENTÁRIO. Consoante o texto constitucional. GABARITO: E. da Constituição. 163 da Constituição brasileira determina a edição de lei para regulamentar os gastos públicos. GABARITO: B.com. (D) reforçada. O art. distribuído por pelo menos cinco estados e com pelo menos três décimos por cento dos eleitores em cada um deles. O processo legislativo confere aos cidadãos poder de iniciar o processo legislativo. 65 www. denominada de lei de responsabilidade fiscal que alguns autores indicam como influência de países unitários. A lei em foco tem natureza de lei: (A) regulamentar. tal projeto deve preencher os seguintes requisitos: (A) subscrição de um por cento do eleitorado nacional. (B) complementar.pontodosconcursos. no mínimo. de um milhão de eleitores. COMENTÁRIO. O art. (D) o Presidente do STF e o Presidente do Congresso Nacional podem propor projeto sobre o assunto. Trata-se da lei de iniciativa popular. 67. A iniciativa para a propositura do Estatuto da Magistratura é exclusiva do STF. (E) somente o Presidente do STF pode propor projeto de lei nesse tema. conforme o art. 163 da Constituição determina que a lei regulamentadora dos gastos públicos tenha natureza de lei complementar.93. (C) o Presidente da República e o Presidente do STF possuem iniciativas concorrentes. como a Nova Zelândia. 66. (B) subscrição de.br . “caput”. divididos por dez estados da federação. conjunta ou separadamente. (C) delegada.

(E) tramitar por procedimento sumário. GABARITO: A. No processo legislativo ordinário. Caso estas sejam aceitas. No sistema bicameral brasileiro. (C) ser emendado. no mínimo. da Constituição determina que a iniciativa popular pode ser exercida pela apresentação à Câmara dos Deputados de projeto de lei subscrito por. O Senado Federal atua. remetido à Câmara dos Deputados e sofrido emendas. sem as mesmas. distribuído pelo menos por cinco Estados. jamais poderá sofrer novas emendas. (E) subscrição de vinte por cento do eleitorado nacional. algumas permanentes e outras temporárias. sem ir a plenário. distribuído por dez estados sem limite por cada estado. distribuído por. COMENTÁRIO. (D) não sofrer emendas porque a Câmara dos Deputados é soberana em tema de lei ordinária. divididos por. tendo iniciado projeto de lei ordinária no Senado Federal. com não menos de três décimos por cento dos eleitores de cada um deles. quinze estados. GABARITO: A. no mínimo. um por cento do eleitorado nacional. e cinco décimos de eleitores por estado. esta apreciará exclusivamente as emendas. O art. vinte estados da federação. (D) subscrição de cinco por cento do eleitorado nacional. Entretanto.com. A Comissão 66 www. o projeto seguirá com as emendas para a sanção presidencial. 61. aprovado e remetido à sanção presidencial. O projeto também poderá sofrer rejeição total das emendas e ser remetido para sanção presidencial.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 (C) subscrição de dez por cento do número total de eleitores do país. pelo menos. 68. § 2º. em proporcionalidade.br . retornando à Casa iniciadora poderá o projeto: (A) sofrer rejeição total das emendas e ser remetido para sanção presidencial. 69. caso o projeto de lei retorne à Casa iniciadora.pontodosconcursos. (B) passar por novas emendas e ser devolvido à Câmara dos Deputados. COMENTÁRIO. em inúmeras comissões. nem há previsão de qualquer procedimento sumário em virtude de seu retorno. além do plenário.

que serão encaminhadas para publicação imediata. COMENTÁRIO. com fundamento no art.com.pontodosconcursos. mesmo com despacho da Presidência. (E) não deve ser publicado pois é considerado sigiloso. por despacho da Presidência. Regimento Interno do Senado Federal. (E) opinar sobre requerimentos de voto de censura. por consulta de qualquer comissão. Dentre elas. (B) deve indicar a rejeição em bloco de emendas. juridicidade e regimentalidade das matérias que lhe forem submetidas por deliberação do Plenário. quando 67 www.PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 de Constituição. COMENTÁRIO.br . pela rejeição. emendar projetos considerados parcialmente (D) não opinar. 133 do Regimento Interno do Senado. juridicidade e regimentalidade das matérias que lhe forem submetidas pelo Plenário. (C) não necessita de publicação. GABARITO: A. pelo destaque. 101 do Regimento Interno do Senado. 70. ou quando em virtude desses aspectos houver recurso de decisão terminativa de comissão para o Plenário. sem conclusões individuais. Justiça e Cidadania é uma das Comissões Permanentes. Segundo o art. A letra “a” está incorreta. (C) não poder inconstitucionais. (B) emitir resoluções para suspender leis declaradas inconstitucionais. Quanto ao parecer é correto afirmar que: (A) deve sempre concluir pela provação total do projeto. inclusive quando o tema interessar às relações exteriores do País. está opinar sobre a constitucionalidade. Justiça e Cidadania encontram-se arroladas no art. sobre emendas de redação. 101. para proposição em separado. (D) deve ser lido em plenário. pelo arquivamento. O Regimento Interno do Senado Federal dispõe que o parecer dever ser conclusivo em relação à matéria a que se referir. I. As competências da Comissão de Constituição. de parte da proposição principal. o parecer pode concluir pela aprovação. Entre suas atribuições específicas encontra-se: (A) opinar sobre a constitucionalidade. A resposta é a letra A. total ou parcial do projeto.

br .PROVAS COMENTADAS TÉCNICO LEGISLATIVO – PROCESSO LEGISLATIVO SENADO FEDERAL – 2008 originária do Senado. requerimento. 133. 137. finalmente. Os pareceres devem. pela apresentação de projeto.com. A letra “b” também está incorreta. deverá oferecer conclusão relativamente a cada uma. GABARITO: D. orientação a seguir em relação à matéria. O art. após manifestação das comissões a que tenha sido despachada a matéria. O art. “caput”. ou de emenda e. ainda. Os pareceres. Com base neste mesmo artigo. sim. A letra “c” também está errada. 68 www. A mesma base normativa serve para justificar o erro da letra “e”. como se viu. publicados no Diário do Senado Federal e distribuídos em avulsos. do Regimento Interno do Senado determina que os pareceres serão lidos em plenário. deverão ser lidos em plenário. emenda ou subemenda ou. o item “d” está correto. § 5º do Regimento Interno do Senado Federal dispõe que quando o parecer se referir a emendas ou subemendas. ser publicados.pontodosconcursos.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful