AutoCAD Práticas de Mercado Atualização 2012

InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design

2

Este material foi desenvolvido com a finalidade de ser o seu guia didático no curso InCAD, baseado no material oficial Autodesk. Qualquer forma de reprodução deste meio impresso ou cópia é considerado um ato ilegal.

Direitos reservados. Ano 2011 www.incadcursos.com.br

InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design

3

1. INTERFACE DO USUÁRIO 1.1 Menu Browser 1.2 Barra de acesso rápido 1.3 Interface Ribbon 1.4 Tooltips 1.5 Quick View Layouts e Quick View Drawings 1.6 Linha de Status 1.7 Quick Properties 1.8 Explorer Plugin 1.9 AutoComplete List 1.10 Workspace - Personalização da área de Trabalho 1.11 Barras de Zoom e View Cube 2. LAYER PROPERTIES MANAGER – NOVA INTERFACE TIPO PALLET 2.1 Propriedade Transparency 3. NOVAS FORMAS DE SELEÇÃO DE OBJETOS 3.1 Grips Multifuncionais 3.2 Seleção de objetos similares – Select Similar 3.3 Sobreposição de seleção de objetos- SELECTION CYCLING 3.4 Criação de objetos a partir de objetos existentes - ADD SELECTED 4. GRUPOS – NOVOS BOTÕES 4.1 Agrupar e desagrupar 4.2 Edição de grupos 5. VISIBILIDADE DOS OBJETOS 5.1 Hide Objects 5.2 Isotate Objects 5.3 End Object Isolation 6. GRAVADOR DE MACROS - ACTION RECORDER 7. TABELAS 7.1 Criação de Tabelas 7.2 Modificação de tabelas 7.3 Estilos de Tabelas 7.4 Associação de tabelas a planilhas 8. OBJETOS ANOTATIVOS 8.1 Passo a passo para criar objetos Anotativos 8.2 Criação de vistas no layout com diferentes escalas 8.3 Visibilidade das escalas anotativas 8.4 Modificação da posição do objeto anotativo com diferentes escalas 9. ARRAYS – NOVOS RECURSOS E PROCESSO DE CRIAÇÃO 9.1 Rectangular Array 9.2 Polar Array 9.3 Path Array 10. BLOCOS DINÂMICOS 10.1 Criação de Blocos dinâmicos 10.2 Adicionando parâmetros aos blocos dinâmicos 10.3 Adicionando Ações aos blocos dinâmicos 10.4 GRIPS dos Blocos Dinamicos 10.5 Alteração da seleção de objetos em uma ação 10.6 Gravação de um Bloco Dinâmico 11. ATRIBUTOS 11.1. Extração de atributos para uma tabela 12. DESENHO PARAMÉTRICO
InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 4

Conteúdo

2 Criação de um Sheet Set 14.3 Publish 15.10 Parâmetros definidos pelo usuário 12.3 Criação de um Subset com um template (folha) personalizado 14. CUSTOMIZAÇÃO 13.9 Conversão de cotas em restrições dimensionais 12. COMANDOS DE IMPRESSÃO 14.1.3 Opções de visualizações da Tool Palettes 13.4 Como criar paletas personalizadas 14.1 Criação de Template – Arquivo Padrão 13.12 Visibilidade das restrições Dimensionais 13.2 Criação de Tool Palettes 13.8 Edição das restrições 12.2 Comando GEOMCONSTRAINT 12.1 Estabelecendo restrições geométricas 12.12.2 Etransmit 14.4 Visibilidade das Barras de Restrição 12.6Aplicação Automática de restrições 12.1 Sheet Set Manager 14.3 Apagando Restrições 12.5 Autorestrição – AutoConstrain 12.11 Apagando restrições Dimensionais 12.7 Estabelecendo restrições dimensionais – DIMCONSTRAINT 12. AUTODESK DESIGN REVIEW 2012 InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 5 .4 Inserção de tabelas de folhas no desenho 14.1.1.

AUTODESK. processadores 3. Ultimate ou Home Premium (SP2 ou superior) ou Microsoft Windows XP Professional ou Home Editon (SP2 ou superior) .DVD-ROM .DVD-ROM . Ultimate ou Home Premium (SP2 ou superior) ou Microsoft Windows XP Professional ou Home Editon (SP3 ou superior) .Apple Mouse.Processador 64bits. Business.0 Ghz ou superior (Intel Dual Core. Apple Magic Mouse.Sistemas operacionais: Microsoft Windows 7 Enterprise.1 (MacBook Air 7.2 GB espaço em disco .Mac OS X plotter compatível InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 6 . i5. MacBook Air 5.2 GB RAM (3 GB recomendável) . Microsoft Windows Vista Enterprise. Mac OS X v10.1 recomendável) – iMac 8.1 (iMac11.1 (Apple Mac Pro 6. AMD Athlon 64.1 (Mac mini 4.Mac OS X v10.4 ou superior.1 recomendável) .Teclado US. Core 2 Duo.COM Em seguida selecione Services & Support > Data & Downloads > Certified Hardware Para o AutoCAD 2012 Mac: .Apple Mac Pro 4.Microsoft Internet Explorer 7 ou superior - Para o AutoCAD 2012 64-bits: . Ultimate. Intel Pentium 4 com suporte EM64T (Intel Dual Core.Processadores: processador Intel Pentium 4 (mínimo) ou AMD Athlon dual-core.Intel Xeon com suporte EM64T. i5. Professional ou Home Premium. UK ou FR .2 GB espaço em disco . . Magic Trackpad.2. Core 2 Duo. Business.6.AutoCAD 2012 – Requisitos mínimos do sistema Para o AutoCAD 2012 32-bits: . Professional ou Home Premium.Microsoft Internet Explorer 7 ou superior Para certificar das placas gráficas que tem suporte da Autodesk veja no link: WWW. ou i7 são recomendáveis) .1 recomendável) – MacBook Air 2. MacBook Pro Trackpad ou mouse Microsoft compatível .2 GB RAM (4 GB recomendável) .Sistemas operacionais: Microsoft Windows 7 Enterprise. Quad Core ou geração i3. Microsoft Windows Vista Enterprise. ou i7 são recomendáveis) . Quad Core ou geração i3.3 GB RAM (4 GB recomendável) . Apple Mac Pro 5.5 GB espaço em disco para instalação (3 GB recomendável) . Ultimate.1.1.1 recomendável) – Mac mini 3.8 ou superior .5.

Vale ressaltar pequenas novas disposições das ferramentas no painel Draw e Modify. a guia Plug-ins. Save. o novo painel Group. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 7 . entre outros.1 Menu de Aplicação O menu de Aplicação (Aplication Menu) permite o acesso rápido a comandos mais usados tais como New. Print e Publish entre outros como Purge. Tela Gráfica do AutoCAD 2012 1. nas ribbons. menu de aplicação e barra de acesso rápido. Recover e Fechar arquivo.1 INTERFACE DO USUÁRIO A interface do AutoCAD 2012 teve algumas alterações com relação a versão passada. nova disposição dos botões relacionados a blocos e seus atributos. Open. Na parte superior do menu de Aplicação há uma linha para se fazer busca rápida de comandos.

2 Barra de Acesso Rápido A Barra de acesso rápido (Quick Acess Toolbar) foi modificada para assegurar total compatibilidade com outras aplicações do Microsoft Windows.. tamanho. médios ou grandes Ao passar o cursor sobre o nome do arquivo automaticamente é mostrada a imagem do arquivo e outras informações dele. Ele também dá acesso a outras ferramentas tais como outros comandos e o comando CUI e também tem a opção de mostrar o menu de barras do Clássico do AutoCAD.. a Além do acesso aos comandos o Browser tem uma opção para você ver e acessar os documentos abertos ou recentemente abertos. como data. Barra de Acesso Rápido Alem do menu do botão direito do mouse a barra de acesso rápido tem um menu com comandos mais utilizados para inseri-los rapidamente na barra de acesso rápido.Os botões no topo do Menu de Aplicação dão acesso arquivos recentes o abertos e pode-se classificá-los por data. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 8 . Você poderá ver os arquivos com ícones pequenos. Os comandos UNDO e REDO incluem um histórico e o menu do botão direito do mouse inclui novas opções para remover comandos da barra de acesso rápido e inserir separadores entre os comandos e mostrar a barra de acesso rápido acima ou abaixo da Ribbon. pasta etc. È possível criar várias versões da barra de acesso rápido através do comando CUI e adicioná-las a diferentes Workspaces. 1. tipo etc...

mesmo que se mude a aba corrente. Os títulos das abas são exibidos diretamente e as abas com comandos adicionais tem painéis deslizantes que se eabrem ao clicarmos na seta de expansão. Essa expansão da barra ainda pode ser fixada aberta se o “PIN” que aparece no canto inferior direito for selecionado. Para recolher a barra expandida basta clicar no “PIN” novamente.1. 1. Interface Ribbon A Barra Ribbon introduzida na versão 2009 foi atualizada de forma que os painéis podem ser removidos dos grupos da Ribbon e inseridos na tela.3. O painel pode ficar na tela até que ele seja movido novamente para a Ribbon. As barras de Ferramentas não mostram todos os comandos para que elas exibam todos os comandos é necessário clicar na pequena seta do canto inferior direito da barra como mostra a figura abaixo. A Ribbon Vertical que pode ser mostrada ao ser destravada de sua posição horizontal foi modificada para mostrar os nomes das abas na vertical.4 Tooltips Em muitos comandos no AutoCAD 2012 muitas informações e preview com imagens serão mostradas nas tooltips. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 9 . se você deixar o cursor sobre a tooltip surgem mais informações sobre o comando. Ao passar o cursor sobre um comando surge a tooltip com o Help.

InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 10 .Na linha de status onde temos as Abas do Model e Layout ao passar o cursor sobre a aba podemos ver um preview do layout. acelerando a abertura do arquivo de desenho e layout corretos. e diminuindo o tempo gasto na abertura de arquivos indesejados. 1.5 Quick View Layouts e Quick View Drawings O recurso Quick View (visualização rápida) utiliza imagens miniatura em vez de nomes de arquivos.

ao selecionar qualquer objeto do AutoCAD surge na tela a InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 11 . Ele é ligado pela linha de status no botão QP.7 Quick Properties Esse novo recurso criado na versão 2009 Quick Properties (propriedades rápidas) apresenta o comando Properties de foram reduzida.1. A linha de status do AutoCAD 2012 traz os botões adicionais criados na versão 2010 e 2009 do lado direito a seguir: 1. Para inverter exibição clique com o botão direito do mouse num dos botões e selecione Use Icons. e pode ser personalizado com facilidade para aumentar a produtividade ao reduzir os passos para encontrar as informações sobre propriedades. Se estiver ligado.6 Linha de Status Os botões da linha de status do AutoCAD 2010 podem ser exibidos com texto ou com ícones como mostra a figura baixo.

Veja: . um estilo. 1. Um texto. bastando apenas que você arraste o item encontrado sobre a sua área gráfica de trabalho (model). enxergando cada elemento destes dentro dos DWGs escolhidos.paleta da figura baixo com algumas propriedades desse Para curstomizar basta clicar no botão do canto superior direito da paleta.8 Explorer Plugin Através deste novo recurso do AutoCAD 2012 os profissionais podem agora com mais rapidez e facilidade encontrar elementos dentro de outros arquivos . como mostra a figura a seguir: InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 12 . afim de importar para o documento atual. basta clicar no botão “Add Watched Folder”. uma layer.DWG pessoais.Para adicionar um diretório afim de que o Explorer visualize os arquivos que você procure encontrar elementos dentre deles. onde uma lista é gerada. um bloco. objeto. um layout. entre outros tipos de elementos são possíveis de ser encontrados e listados através do filtro de busca.

Veja: .Veja como é prático. fácil e rápido encontrar aquele comando agora que antes ficava difícil lembrar devido um nome mais complicado ou que. Veja: InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 13 .1. também é um novo recurso do AutoCAD 2012. por hora.9 AutoComplete List Este. um caractere apenas. Também podemos habilitar ou desabilitar recursos relacionados. esquecemos como se escreve. Ao digitar um comando na barra de registro de comandos. mesmo que você tenha apenas começado a digitar. já será exibida uma lista que vai auto-completando com possíveis comando iniciados com aquele caractere.

. para usar o padrão do AutoCAD.. selecione AutoCAD Classic.e digite um nome. Você pode ainda alternar entre áreas de trabalho ao mudar de tarefas. Elas geram uma lista que pode ser gerenciada pelo usuário. Ao selecionar a opção Workspace Settings. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 14 . É possível acessar as configurações da área de trabalho de duas formas..1. 1. mudando a ordem pelas opções Move Down e Move Up e ainda inserir um separador de nomes. ou na linha de status pelo botão Workspace. Para salvar a configuração que estiver usando. No menu Superior Tools >Workspaces>selecionando uma área gravada. surge a caixa de diálogo seguinte na qual serão listadas as áreas gravadas. ou Na caixa de diálogo Configurações da Área de Trabalho (Workspace Settings) você pode especificar uma área de trabalho default.11 Barras de Zoom e View Cube 2D Os comandos Zoom e Pan agora tem acesso atraves de botoes no lado direito da tela gráfica como mostra a figura abaixo. salvar automaticamente as mudanças que fizer na área de trabalho e definir a ordem das áreas de trabalho. selecione Save Current As. paletas e menus utilizados com mais freqüência.10 Workspace – Personalização da área de Trabalho Desde a versão 2006 você pode criar e salvar áreas de trabalho que contêm somente aquelas barras de ferramentas.

Ao clicar e girar o cursor sobre o icone da View Cube o desenho que estiver na tela é rotacionado como mostra a figura abaixo. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 15 . Zoom Pan A ferramenta View Cube criada na versão 2009 para visualizacao em 3D agora tambem tem recursos para 2D.Outras opções do comando Zoom podem ser acessadas clicando-se no botão como mostra a figura e o Pan atraves do botão do Pan acima do Zoom.

InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 16 .Para retornar a posição original caso tenha rotacionado por engano selecione Home clicando com o botão direito do mouse sobre o icone.

NOVA INTERFACE TIPO PALLET O comando Layer a partir da versão 2009 é uma paleta favorecendo a criação e edição das propriedades das camadas com mais rapidez e menor probabilidade de erro. o mesmo ocorrendo ao alternar entre o Model Space e o Paper Space.2 LAYERS PROPERTIES MANAGER . mantendo a referência àquela fixa. A manipulação da caixa de diálogo foi simplificada e suas colunas podem ser redimensionadas uma a uma. É possível fixar colunas individuais no lugar para que o restante das colunas seja movimentado. As alterações no diálogo se refletem no desenho de maneira automática porque a paleta pode ficar aberta na tela ao manipular os layers e os desenhos. por exemplo. para que o conteúdo em cada coluna. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 17 . Outra nova caracterisitcas dos layers é a possibilidade de se alterar as propriedades por Viewport. ou seu título. Ao abrir vários desenhos simultaneamente e alternar a visualização deles a paleta de layers se atualiza automaticamente. não seja truncado. o nome da camada. Em seguida podemos alterar a cor do layer hachura somente na Viewport em questão permanecendo a cor o layer no Model Space sem alteração. Ao clicar numa Viewport do Paper Space as propriedades de duplicam na caixa de Layers como mostra a figura abaixo.

1.2. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 18 . Neste exemplo mudamos a transparência da hachura e do texto. Ao clicar no botão no campo Transparency surge a janela abaixo onde podemos definir o grau de transparência numa escala de 0 – 90. Nova propriedade – Transparency Essa é uma propriedade nova dos layers e dos objetos que permite torná-los transparentes. Ao mudar a transparência precisamos ativá-la pelo botão TPY na linha de Status como mostra a figura abaixo.

podemos visualizar objeto quando selecionamso vários ao mesmo tempo e podemos criar objetos com as mesmas propriedades de objetos selecionados. mudando de acordo com a situação de objeto no momento. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 19 . o AutoCAD agora passa a exibir um menu flutuante com opções de edição daquele ponto. 3.3 NOVAS FORMAS DE SELEÇÃO DE OBJETOS Na versão 2011 o AutoCAD trás novas formas de selecionarmos objetos que agilizam o desenho. sendo opções dinâmicas. Veja alguns exemplos: As polilinhas tem grips extras para edição nos pontos medios dos segmentos perimtindo ao passar o cursor sobre eles escolher a edição a ser feita em cada Grip. Se selecionarmos uma polilinha os Grips são apresentados nos pontos médios e vertices. Podemos selecionar objetos por similaridade.1 Grips Multifuncionais Ao posicionar o cursor do mouse sobre um grip de um objeto selecionado. Ao passar o cursor sobre cada ponto são exibidas as edições que são permitidas no ponto como mostram as figuras abaixo.

Cada ponto permite diferentes tipos de edição. por exemplo. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 20 . Para isso clique no botão direito do mouse e selecione Convert to Arc como mostra a figura: Tambem foi criada a Sub-seleção de polylines. Para selecionar partes de uma polilinha pressione a tecla CTRL ao selecionar a parte da polilinha. o ponto médio permite converter o segmento em arco.

A figura abaixo mostra um circulo e um arco que se sobrepõe. 3.Select Similar Foi criada uma nova forma de selecionar objetos o Select Similar que permite que você selecione um objeto e automaticamente incluir todos os objetos do mesmo tipo e com as mesmas propriedades em uma nova seleção.SELECTION CYCLING O SELECTION CYCLING permite que se tivermos objetos que se sobrepõe no desenho seja possível selecionar somente o objeto desejado.3. Se você digitar SELECTSIMILAR pode filtrar as propriedades a selecionar. o AutoCAD seleciona todos os blocos no mesmo nome e cor do que foi selecionado.2 Seleção de objetos similares . Essa ferramenta é acessada pelo botão direito do mouse quando um objeto é selecionado como mostra a figura abaixo. Se somente a propriedade NAME e COLOR estiverem selecionadas ao selecionar um bloco por exemplo.3 Sobreposição de seleção de objetos. Deve se habilitar na linha de status o botão SC e ao selecionar objetos que se sobrepõe a outros o AutoCAD mostra uma lista dos objetos selecionados e então podemos clicar no objeto desejado. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 21 .

plotstyle. color. linetype. Clique numa polilinha e clique o botão direito do mouse e selecione ADD SELECTED o AutoCAD entra no comando PLINE com as propriedades básicas desse objeto tais como layer. lineweight. linetype scale.4 Criação de objetos a partir de objetos existentes .ADD SELECTED Permite que rapidamente se crie objetos a partir da seleção de um objeto no desenho.3. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 22 . transparency e material vindas do objeto selecionado.

é. de forma a visualizar de uma forma mais confiável quem está dentro do grupo: Para desagrupar. . clique no botão Group. . selecione as entidades que se deseja agrupar. mas o painel em si.Ao lado direito agora. veja a imagem do novo painel Groups: 4. junto aos outros principais painéis iniciais do AutoCAD 2012. O recurso acionado permite visualizar um Bound Box (borda) ao redor. O recurso em si não é novo. que se encontra na Guia Home. Vejamos como proceder e conhecer seus novos botões. Antes.Primeiro. basta clicar no botão abaixo indicado: InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 23 .4 GRUPOS – NOVOS BOTÕES Este capítulo trata no novo Painel Groups. veja a imagem. que é o botão principal do novo painel. Veja o procedimento: .A seguir.1 Agrupar e desagrupar Selecione as entidades que se pretende agrupar e clique no botão indicado.

4.Remove objects: exclua um elemento do grupo atual.Add objects: adicione um novo elemento no grupo que esteja de fora.REName: remonear ou dar um nome para o grupo atual. Veja: . InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 24 . .2 Edição de grupos Podemos editar um grupo dentro do AutoCAD 2012. Agora o AutoCAD 2012 fornece um novo botão para isso. . significa poder incrementar novos elementos que estão de fora no grupo ou excluir elementos que já fazem parte. Editar aqui no caso.

Para retornar a situação original clique o botão direito do mouse e selecione End Object Isolation para restaurar os objetos escondidos.3 End Objects Isolation Podemos usar uma combinação de Isolate Objects e Hide Objects para mostrar somente os objetos que são relevantes as tarefas em cada momento.1 Hide Objects Temos novas formas de controlar a visibilidade dos objetos independente da visibilidade dos layers.5 VISIBILIDADE DOS OBJETOS 5. Podemos esconder ou isolar objetos. Por exemplo você pode usar Isolate Objects para selecionar uma área do desenho que você quer editar e usar o Hide Objects para esconder outros objetos dentro dessa área. 5.2 Isolate Objects Ao usar Isolate Objects somente os objetos selecionados ficam visíveis no desenho e os demais ficam invisíveis. Para esconder parte dos objetos apos selecionar os objetos clique o botão direito do mouse e selecione Isolate > Hide Objects os objetos selecionados se tornam invisíveis. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 25 . 5. Na linha de status temos também um botão que indica se ha objetos com a visibilidade alterada no desenho.

No painel Action Recorder da aba Tools clique em Record. digite LAYERS InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 26 . O objetivo é gravar uma seqüência de ações que você usa repetidamente. Dessa forma toda vez que for fazer a mesma seqüência de comandos roda a macro. 5. 2. 4. Em seguida o cursor apresenta um circulo vermelho.6 GRAVADOR DE MACROS (REGISTRO DE AÇÕES) Na versão 2009 do AutoCAD foi criado o gravador de macros. Selecione o comando Layer e crie 3 layers e mude as cores. entrar valores e selecionar objetos. Sera aberta uma janela solicitando o nome da macro. O gravador grava tudo que se passa na linha de comandos e ações de: • Toolbars • Ribbon panels • Pull-down menus • Properties window • Layer Properties Manager • Tool Palettes Ao terminar a sequência de ações você grava em um arquivo que fica gravado numa pasta que é especificada através do comando OPTIONS em “Additional Actions Recording File Location” na pasta Files Passo a passo para gravar uma macro: 1. Para finalizar clique em STOP no botão a esquerda do painel. 6. A partir desse momento toda a sequencia de comandos usados será gravada. Ao gravar pode-se acionar comandos. Isso representa que ele esta no modo GRAVAR. 3.

7. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 27 . Selecione LAYERS e clique em PLAY. Para rodar a macro abra outro desenho. pois esse já tem os layers criados e na caixa de rolagem será apresentada a lista das macros gravadas.

1. sendo a primeira linha o título e a segunda o subtítulo para inserção de nomes.especifica o estilo das linhas da tabela.1 Criação de Tabelas .Table Esse comando é acessado pelo painel Tables da aba Annotate ou no menu superior Draw. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 28 . lista de esquadrias.nesse campo se define o estilo de tabela a ser usado. tais como: relação de áreas. Column & row settings .para definir como serão inseridos os dados: Start from empty table cria uma tabela sem dados para que eles sejam inseridos posteriormente. Vamos construir uma tabela com os parametros da figura abaixo e inserir no desenho. determinam-se o número de colunas e de linhas e suas respectivas larguras e alturas. A tabela foi criada com três colunas e seis linhas. O número de linhas e colunas é especificado pelo usuario no momento da inserção com o cursor. opção Table. Primeiramente se cria uma tabela com células vazias e depois se inserem dados nessas células ou podemos criar uma tabela a partir de uma planilha do Microsoft Excel. vamos usar o estilo Standard. Ao clicar em OK. Insertion Behavior . No item 4. Por enquanto. 7. A tabela é uma entidade que possui linhas e colunas. Ao entrar nesse comando. subtítulo (Header) e dados (Data). na segunda opção especifica-se uma janela para inserir uma tabela.2 veremos como criar estilos de tabelas. legendas etc. que são o número de colunas e sua largura e o número de linhas e sua altura. equivale ao comando Data Extraction visto no capitulo anterior. Na primeira opção.7 TABELAS As tabelas podem ter muitas utilidades aos desenhos. conforme a figura. Insert options . As linhas são: título (Title). surge a seguinte janela de diálogo: Nessa janela é preciso fornecer as seguintes informações: Table style .usado para os ajustes das colunas e linhas. From a data link cria uma tabela com os dados de uma planilha do Excel e From object data in the drawing cria uma tabela com atributos extraídos do desenho. dê um ponto de inserção da tabela no desenho e sua tela deve ficar como a da figura abaixo.nesse campo é possível determinar como será a inserção: Specify insertion point ou Specify Window. Set cell styles .

muda a altura da tabela e das linhas proporcionalmente. A seguir a tabela é inserida no desenho. alterando as linhas e as colunas proporcionalmente InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 29 .muda tanto a altura como a largura e o número de colunas da tabela.2. exatamente como no comando Mtext.2 Modificação de tabelas Para modificar as dimensões da tabela. Vamos digitar "Tabela de áreas" e clicar no botão Close Text Editor no painel do canto superior direito. 3. 4. Cada GRIP tem uma função a seguir: Canto superior esquerdo . use os grips da seguinte forma: selecione a tabela com o cursor e em seguida surgem os grips. Nesse momento é preciso digitar o título da tabela selecionando as opções de texto nos paineis que se abrem acima. como mostra a figura seguinte. Canto inferior direito . Canto superior direito .move a tabela. Basta clicar duas vezes dentro de uma célula que ela entra no modo texto. Canto inferior esquerdo .muda a largura da tabela e de todas as colunas proporcionalmente. como indica a figura abaixo Preencha a tabela com os dados da figura abaixo 7. Agora é possível inserir dados nas células.

a tabela pode ser dividida em colunas. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 30 . Para modificar o texto das células. Pelas propriedades também é possível ligar/desligar a quebra. Nele há outras edições possíveis de se fazer na tabela. A clicar no GRIP do canto inferior direito a tabela se divide em partes. o qual possui os comandos de edição de células. conforme a figura ao lado. Insert Below. Grip inferior do meio .muda a largura da coluna e da tabela. clique em uma delas segurando a tecla <SHIFT> e selecione as próximas. Faça as alterações necessárias e clique em. Selecione Rows. Inserção de mais linhas e colunas . <CTRL> + Grip Coluna . Ligando a quebra.para inserir mais linhas ou colunas na tabela. com o grip superior alterar a altura das linhas e com o grip das laterais modificar a largura das colunas. Clique com o botão direito do mouse e veja o menu que se abre. Se a propriedade da tabela estiver ajustada para Manual positions. clique duas vezes dentro da célula a ser modificada e surge o quadro do comando Mtext. clique duas vezes dentro de uma célula. Clique com o botão direito do mouse e selecione Merge All no menu de atalho.liga/desliga a quebra da tabela.aumenta ou diminui a coluna e ajusta o texto dentro dela. Close Text Editor nao painel do canto superior direito.Da coluna . Para unir duas células. depois de quebrada ela pode ser movida por parte. sem alterar a largura da tabela. conforme a figura abaixo Também é possível clicar dentro de uma célula somente.

como indica a figura seguinte. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 31 . selecione a célula na qual deseja colocar a fórmula e clique com o botão direito do mouse.para inserir uma fórmula em uma célula. No menu selecione Insert Formula. ou seja. Veja o prompt: Select first corner of table cell range: Nesse prompt selecione as células que devem ser somadas. Somando células . faça uma janela da B3 a B6. Aparece o campo da soma na célula selecionada. Especifique as colunas que devem ser somadas. Para inserir mais colunas selecione Columns. no caso B3:B6. Repita o procedimento para inserir mais linhas. Insert Right ou Insert Left. figura abaixo. Essas expressões são semelhantes a planilhas do Excel. Sum.A tabela deve ficar como a figura abaixo.

Um estilo de tabela contém as seguintes informações: • • • • • Estilo de texto da tabela Justificação do texto na célula Espessura e cor das bordas Cor do fundo das células Características do cabeçalho e título Ao entrar no comando.3 Estilos de tabelas É possível criar estilos de tabelas e armazená-los para posterior utilização em tabelas semelhantes. O quadro à direita mostra as características do estilo selecionado. Crie o estilo "Áreas" e clique em Continue. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 32 . Os outros botões são: Set Current . aparece a janela de diálogo da figura acima na qual se vê apenas o estilo Standard já definido. No campo à esquerda coloque TOTAL. abre-se o quadro da figura seguinte no qual é preciso indicar o nome do estilo a ser criado. New .torna corrente o estilo selecionado no campo Styles à esquerda.cria outro estilo. Table Style .Clique em OK e o resultado deve ser igual à figura. Os estilos são criados com o comando Table Style. acessado pelo painel Tables na aba Annotate ou no menu superior Format. Ao clicar nesse botão. 7.

cria um estilo para as células da tabela. Cell styles . em que o título e o cabeçalho ficam na parte superior e as linhas são inseridas de cima para baixo. O alinhamento comporta-se como no comando Mtext. com os itens: Fill color . Primeiramente selecione uma das três opções de célula e então defina suas características pelas abas abaixo: General. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 33 . em que é preciso escolher uma tabela no desenho. As opções são: Down. número.define o formato dos dados da tabela. Format . conforme mostra a janela de diálogo da figura abaixo.permite selecionar uma tabela já inserida no desenho para usar suas características a fim de criar esse estilo de tabela. Alignment . Na aba General especificam-se as características das células gerais. Esses estilos são para o título (Title). em que o título e o cabeçalho ficam na parte inferior e as linhas são inseridas de baixo para cima.Aparece a janela da figura seguinte na qual se definem as características dos dados. Starting table . decimal. e Up. Neste caso. do cabeçalho e do título da tabela e das margens. O primeiro campo é o Properties.indica a cor de preenchimento da tabela. Text e Borders. General . Ao selecionar o ícone surge o prompt: Sílice a table:. o qual pode ser angular. data. use os dados da figura decimal com duas casas depois da vírgula. texto.determina o alinhamento do texto dentro da célula. subtítulo (Header) e dados (Data).define como será a orientação da tabela. que é a cor do fundo da tabela.

Os quadros das características das células. Text height . Margins . que representam a distância da borda até o texto.especifica a cor do texto. As alterações na planilha geram uma mensagem de Alerta na tela do AutoCAD e num clique a tabela é atualizada com os dados da planilha. Altere os campos necessários e clique em OK. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 34 . A aba Borders determina as características das bordas das células. O estilo já deve estar criado com o comando Style. áreas. a qual se comporta da mesma forma que o comando Color. Primeiramente selecione o estilo e depois clique no botão Modify.determina o ângulo do texto. Text color . Com a possibilidade de mandar os dados do AutoCAD para o Excel os dados de listas de material. Na aba Text definem-se as características do texto das células.Type .escolhe o estilo de texto para a tabela. ca-beçalho e título aparecem com as propriedades a serem alteradas da mesma forma utilizada para criar os estilos.modifica um estilo já criado. Text style .estabelece se a célula é um dado ou um título.4.define as margens da célula. Delete . Clique no estilo e depois em Delete. Modify . 7. gerados no desenho são atualizados instantaneamente gerando menos inconsistência de dados. A interface para se associar a planilha ao desenho é bem simples. atributos.define a altura da letra para a tabela. a espessura e a cor das linhas que fazem a divisão das células.apaga um estilo de tabela que não é utilizado. Associação de tabelas a planilhas Outra forma de criar uma tabela é a partir de uma planilha e esta planilha tem um link bi-direcional com a tabela do AutoCAD. Text angle .

clique no botão para selecionar a pasta onde esta a planilha e em seguida selecione o arquivo pla_areas. esse link que irá estabelecer toda a conexão entre os dois programas. Na janela seguinte selecionamos a planilha. É necessário ter o Microsoft Excel instalado para o uso essa ferramenta do AutoCAD. Após selecionar o botão na janela seguinte selecione Create a new Excel Data Link e em seguida de o nome de EXEMPLO. Nesse momento é criado o link entre a tabela do desenho e a planilha.xls. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 35 .xls como mostra a figura e clique em Open. Ao selecionar o comando Table na janela de dialogo selecione a opção From a data link e em seguida o botão como mostra a figura.Vamos usar um exemplo com uma planilha de áreas do arquivo pla_areas. Criação do LINK Nome do LINK Após dar o nome clique em OK.

Seleção da planilha Em seguida o link é criado e a planilha exibida num preview na janela seguinte como mostra a figura. Criação do link com a planilha InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 36 .

Clique um ponto. clique em Ok e em seguida é pedido o ponto de inserção da tabela no desenho.Nessa janela você pode selecionar se toda a planilha ou somente uma das pastas ou uma parte delas será associada a tabela do AutoCAD. Depois de criado o link qualquer alteração nos dados da planilha irão gerar uma mensagem no desenho informando que houve alteração no link e um questionamento se você deseja atualizar a tabela. Nesse momento a tebela á atualizada no desenho. Alerta de alteração do link InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 37 .Note que a área também já será alterada pois ela é o resultado de um calculo. Inserindo a tabela baseada na planilha Depois de inserida a tabela deve ficar como na figura abaixo. Clique em Ok para finalizar. Volte ao AutoCAD no desenho onde a tabela foi criada.50 e salve a planilha. Retornando a primeira janela do comando Table note que a opção de inserir a tabela é Specify Insertion point. Para gerar este exemplo abra a planilha e faça uma alteração na largura A do DORM2 para 4. Clique em OK para continuar e na janela seguinte o link é confirmado como mostra a figura abaixo. No canto inferior direito da tela surge uma mensagem informando que houve uma alteração no link e que as tabelas precisam ser atualizadas. Clique em Update tables using the data link: exemplo. Na linha inferior você poderá clicar para atualizar a tabela.

Atualização da tabela Também possível alterar a tabela que tem o link com uma planilha e exportar a alteração para a planilha. A alteração é exportada para a planilha e a mensagem abaixo e exibida na linha de comandos do AutoCAD. Feche a planilha caso ele esteja aberta. Abra a planilha e verifique a alteração. para fazer esta alteração é necessário destravar a célula. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 38 . pois ao criar o link a célula fica travada(locked). Clique na celula e com o botão direito do mouse selecione Locking e em seguida Unlocked.00.Se você quiser atualizar mais tarde também poderá faze-lo clicando na tabela e em seguida no botão direito do mouse selecione Update Table Data Links. Vamos alterar a medida B da sala de estar para 8. Nesse momento a celula fica liberada para edição mude o valor para 8. Liberando a celula para edição Em seguida selecione a planilha e com o botão direito do mouse Selecione Write Data Links to External Source.00.

Desta forma voce poderá manter seus dados mais atualizados e consistentes com o desenho. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 39 .Exportando os dados da tabela para a planilha 1 data link(s) written out successfully.

Por exemplo se você deseja que um texto tenha letra com altura 5 mm depois de impresso crie o estilo com essa altura. Os estilos de texto e cotas devem ter a altura da letra no tamanho que devem ser impressos. cotas etc. hachura.Crie estilos de texto. Ao ativar essa propriedade no objeto ou no estilo e fixar a escala para o Model Space ou para o Layout (Paper Space) os objetos poderão ser mostrados no Layout no mesmo tamanho apesar de terem escalas de viewport diferentes. conforme mostra a figura abaixo. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 40 .. No Model Space ajustar a escala Anotativa para a qual os objetos serão impressos. ou seja: Paper Units = Drawing Units. As escalas devem ser criadas de acordo com as necessidades do desenho da seguinte forma: a) Na linha de status clicar com o botão dirreito nas escalas anotativas e selecionar Custom b) Em seguida na tela que se abre selecionar ADD para criar uma no escala e dar o nome 1:100 como na figura. • • • • • • • Text Dimensions Hatches Tolerances Multileaders Blocks Attributes 8..com o estilo anotativo.. Esses objetos agora tem uma propriedade chamada Annotative. Criar estilos anotativos . Os objetos abaixo tem essa propriedade. dimensionamento. multileaders usando estilos anotativos criados com os respectivos comandos de estilos para essas entidades e crie os texto. Criar objetos Anotativos usando estilos anotativos Use os comandos de texto. Em seguida no lado direito da barra de STATUS selecione a escala no botão Annotation Scale 3.1 Passo a passo para criar objetos Anotativos 1. O mesmo procedimento deve ser adotado para as cotas. Essa propriedade permite imprimir ou mostrar os objetos no tamanho correto no papel. Nesse exemplo temos para a escala 1:100 as unidades de 10 mm = 1 m. Os objetos annotativos apresentam um ícone ao passar o cursor sobre eles para se diferenciarem dois outros. cotas e multileaders selecionando a opção Annotative nos respectivos botões ”Annotative “ dos estilos.8 OBJETOS ANOTATIVOS Os objetos que são usados para inserir informações no desenho são chamados de Anotações.. Na parte inferior inserir as propriedades da escala da mesma proporção que se insere no comando PLOT. 2.

digite OBJECTSCALE e selecione o objeto.Para adiconar mais uma escala a um objeto. como mostra a figura seguinte. Ajustar a escala anotativa para cada Viewport (a escala da Viewport e da anotação tem que ser a mesma) . Criar as Viewports . Criar um Layout ou tornar um Layout corrente . Você também pode selecionar o objeto e clicar o botão direito do mouse e selecionar Annotaive Object Scale e depois Add/Delete Scales.Na linha de status selecione a nova escala na seta do botão Annotation Scale.Crie um Layout pelo menu Insert> Layou t>New layout .Se um ou mais objetos anotativos precisar ser impresso em escalas adicionais seguir os passos: 4.2. Ajustar a escala anotativa para a nova escala . na linha de status selecione uma escala na seta do botão Annotation Scale. Adicionar a escala adicional aos objetos .Crie uma Viewport pelo menu View>Viewports>1Viewport 3. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 41 . ou clicando o botao direito do mouse sobre um layout existente e selecionando New Layout 2. Criação de vistas no layout com diferentes escalas Ao criar Layouts seguir os passos: 1. 8. No janela que abre selecione ADD e em seguida selecione as escalas desejadas. 5.No layout selecione uma Viewport.

8. Em seguida selecione o objeto com a escala corrente ajustada para o valor a ser alterado e o grip será mostrado. apesar dos 2 textos serem mostrados. mova o texto para outra posição. os grips. Para isso certifique-se de que a variável SELECTIONANNODISPLAY esteja com o valor 1 para mostrar todas as escalas do objeto. Veja na figura da esquerda o texto selecionado sendo movido e na direita o resultado no Layout. Para um objeto anotativo estar visível o layer em que esse objeto estiver também tem que estar ligado. Elas serão mostradas num tom de cor mais claro que o da escala corrente. Para visualizar as outras escalas mude o valor da variável SELECTIONANNODISPLAY deve estar ajustada para 1.4. O texto a ser movido será o texto a ser mostrado na escala corrente.8.3. Para voltar os objetos a posição original use o comando ANNORESET. Modificação da posição do objeto anotativo com diferentes escalas Pode acontecer de um objeto anotativo que tem duas ou mais escalas ao ser escalado ficar um uma posição inconveniente no desenho. Ao selecionar um objeto anotativo no Model Space. Quando ela está ligada todos os objetos anotativos são mostrados. Quando ela estiver desligada somente os objetos anotativos da escala corrente serão mostrados. A variável ANNOALLVISIBLE também controla essa visibilidade. É possível mudar a posição dele para sair em outra posição ao usar uma determinada escala. são mostrados e a escala corrente é visualizada. Os tipos de linha serão mostrados no Model Space na escala anotativa se a variável MSLTSCALE estiver ajustada para 1. portanto aparecem 2 textos. Isso é mostrado no botão na linha de status . InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 42 . Nesse exemplo o texto tem somente duas escalas. Visibilidade das escalas anotativas A visibilidade dos objetos anotativos está ligada por padrão.

por exemplo.Confirme TODAS AS DEMAIS QUESTÕES. seleciona-se o objeto com o comando ARRAY: . Bom isso até a versão 2011. pois na nova versão temos o recurso Array Patch. . o recurso agora dispõe da associação entre seus objetos.Arraste alguns objetos de forma ALEATÓRIA na tela. Uma novidade deste recurso no geral é que agora todos os elementos ficam interligados. Até a versão 2011. Vejamos como funciona: . tecle “B” para indicar um ponto base para a contagem do Array e clique neste novo ponto: .SELECIONE o grupo do Array. ou melhor. denominada ARRAY.Primeiro. Veja que é exibida uma nova guia: InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 43 . como uma spline. será perguntado o tipo de array: . onde é possível fazer qualquer pós alteração. Menu Superior >Modify> Array Ribbon>Aba Home> Modify> Array O recurso Array foi reformulado na versão 2012.A seguir. conforme mostrado abaixo. Iremos alterar tudo que resta através de uma nova guia que foi inserida. não existia a opção “Path Array”.9 ARRAY – NOVOS RECURSOS E PROCESSO DE CRIAÇÃO O comando ARRAY (Matriz) permite fazer múltiplas cópias de entidades selecionadas seguindo um padrão retangular ou polar (circular). onde o elemento escolhido pode ser copiado de forma múltipla acompanhando um caminho desejado. mesmo depois de pronto. O comando pode ser acessado pelo painel de tarefas.Após confirmar a seleção. não se importe com quantidade ou espaçamento e CLIQUE: .

com o grupo do Array selecionado. Altere agora.etc. espaçamentos Podemos também fazer Array POLAR. seguindo um caminho. quantidade de linhas. Veja: E também. opção Array PATH: InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 44 . colunas.

redimensionar. A tabela mostra os tipos de parâmetros e as Ações que podem ser associadas a eles.1 Criação de Blocos dinâmicos O novo ambiente de criação de blocos disponibilizam editar facilmente blocos existentes. Você não precisa explodi-los para mudar o seu tamanho ou configuração. Um bloco dinâmico tem um número ilimitado de tamanhos ou configurações. Ao clicar duas vezes no bloco. Por exemplo. através de seus grips. Ao adicionar um parâmetro a um bloco dinâmico GRIPS são inseridos nos pontos chave(key point) do parâmetro. Esse comando permite adicionar parâmetros e ações aos blocos dinâmicos. rodar. Primeiro se associa um parâmetro e depois uma ação. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 45 . pode-se grava-los para mais tarde serem reutilizados. etc. • Parameters (Parametros). 10. Define como a geometria do bloco dinâmico vai mover ou mudar ao manipular o bloco no desenho. Os Blocos Dinâmicos permitem. Essas funcionalidades podem ser introduzidas em qualquer bloco. Converter bibliotecas existentes em blocos dinâmicos é uma tarefa simples a ser definida pelo usuário. é possível adicionar os parâmetros desejados aos blocos do seu desenho. Usando os blocos dinâmicos do AutoCAD. Aqui. Os pontos chave são partes do parâmetro que você vai usar para manipular o bloco. um parâmetro linear tem pontos chave no ponto base e ponto final e a distancia pode ser manipulada do ponto base ou inicial. Define as propriedades dos blocos dinâmicos especificando posições. Para acessar commando BEDIT Selecione Block Editor na aba Insert ou de dois cliques com o cursor sobre um bloco. distancias e ângulos para geometria do bloco • Actions (Ações). Em seguida. Para adicionar Ações aos blocos dinâmicos você precisa associar Ações aos Parâmetros.10 BLOCOS DINÂMICOS Os desenhos em AutoCAD são freqüentemente compostos por blocos. surge o Block Editor. Não é necessário ser um programador para adicionar parâmetros e ações. esticar. Você também tem que especificar quais entidades serão afetadas pela ação. escalar. você pode editar os blocos após inseri-los no desenho.

InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 46 . Scale. Stretch. Rotation Define o angulo de rotação Espelha um objeto. o parâmetro POINT associado a ação de mover não será desencadeada pelas mudanças do parâmetro LINEAR.2 Adicionando parâmetros aos blocos dinâmicos Para adicionar parâmetros aos blocos dinâmicos use o comando BEDIT ou clique duas vezes em cima de um bloco inserido no desenho ou selecione o ícone na barra de ferramentas standard.selecionado. Essa propriedade afeta o comportamento do paramentro se ele fizer parte da seleção de objetos. Portanto o circulo não vai mover. Se a propriedade Chain Actions do parâmetro POINT estiver ajustada para YES. os objetos Flip podem ser espelhados em relação a essa linha. polar. Stretch. Por exemplo. Scale. . O parâmetro POINT esta incluído na seleção da ação de STRETCH. Scale. Stretch. Ao editar o parâmetro linear num bloco a ação de stretch desencadeia uma mudança no objeto. Para cada parâmetro é permitida uma ou mais ações conforme a tabela abaixo. Array Rotate FLIP (espelhamento) Nenhuma Lookup Se a propriedade Chain Actions estiver ajustada para No. linear. Lookup Define uma propriedade que cria uma lista de valores para o bloco. Array Move. Array. Você pode usar os Polar 2 grips e na paleta de Properties mudar a distancia e o ângulo. Polar Stretch.10. você pode incluir um parâmetro POINT na seleção de objetos de uma ação de STRETCH que esta associada a um parâmetro LINEAR. Move.Parâmetros que geram Ações em cadeia Os parâmetros Point. Mostra uma linha de espelhamento. Visibility Controla a visibilidade de objetos no bloco. O exemplo abaixo mostra um bloco no Editor de Blocos. XY Mostra as distancias X e Y do ponto base do parametro. Mostra a distancia entre 2 pontos e o ângulo. a uma mudança no parâmetro LINEAR desencadeia a ação de mover associada ao parâmetro POINT como se você tivesse editado o parâmetro POINT no bloco por um grip. Stretch Move. XY. Parâmetro Descrição Point Define um ponto no objeto Linear Define a distancia entre 2 pontos. e rotation tem uma propriedade chamada Chain Actions. Ações Permitidas Move.

10. linear. XY Scale Linear. A variável GRIPDYNCOLOR controla a cor do GRIP dos Blocos dinâmicos. polar. polar. Um bloco dinâmico contem pelo menos uma ação. porem não se pode associar 2 ou mais ações do mesmo tipo ao mesmo ponto chave. Ação Parametro Move Point. polar. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 47 . Uma ação é associada a um parâmetro um ponto chave(key point) num parâmetro e um objeto. O ponto chave é o ponto que vai gerar a ação no objeto. Podemos associar mais de uma ação a um parâmetro. XY Polar Stretch Polar Rotate Rotation Flip Flip (espelhar) Array Linear.3 Adicionando Ações aos blocos dinâmicos As ações definem como os blocos serão alterados ou movidos ao manipular as propriedades desses blocos. Tipo de Grip Standard Linear Rotation Flip Alignment Lookup Como o GRIP pode ser manipulado no desenho No plano em qualquer direção Para frente e para trás em uma direção definida ou ao longo de um eixo Rotaciona em relação a um eixo Espelha o bloco Em um plano em qualquer direção. linear.4 GRIPS dos Blocos Dinâmicos Para identificar a ação são inseridos GRIPS nos blocos dinâmicos conforme a tabela abaixo. polar. XY Lookup Lookup 10. Mostra uma lista de itens para selecionar um 10.5 Alteração da seleção de objetos em uma ação Para alterar a seleção de objetos em uma Ação use o comando BACTIONSET ou clique na Ação e clique o botão direito do mouse e selecione Action Selection Set como mostra a figura. A tabela abaixo mostra as ações que podem ser associadas aos parâmetros. XY Stretch Point. Cada tipo de ação deve ser associada a um tipo de parâmetro.

De um duplo Para voltar as características iniciais do Bloco use o comando RESETBLOCK . InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 48 . Caso contrário ele só terá comportamento dinâmico no desenho em que foi criado.6 Gravação de um Bloco Dinâmico Os blocos dinâmicos depois de criados devem ser gravados como DWG depois de alterados. Para ter esse comportamento em qualquer desenho que for inserido é necessário gravar o arquivo DWG novamente. com alerta significa que ele tem um erro. usando o comando WBLOCK.Se o bloco mostrar um ícone amarelo clique no ícone e siga os passos pedidos. 10.

Essa lista é gerada em um arquivo do tipo texto comum. Crie um bloco mesa_escritorio com os atributos MATERIAL. No painel Linking&Extraction selecione Extract Data e a janela da figura seguinte se abre na tela.1 Extração de atributos para uma tabela A extração dos atributos de um desenho refere-se à geração da lista de materiais do desenho que contenha atributos associados aos blocos. É necessário criar um bloco com atributos antes de iniciar esse exemplo. 3. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 49 .11 ATRIBUTOS 11. A seguir veremos como estrair atributos para uma tabela. Selecione Create a new data extraction. MEDIDAS e COR. em uma planilha do MS-Excel ou uma tabela inserida no desenho. como indica a figura. A extração se faz pelo comando EATTEXT ou no painel Linking&Extraction da aba Insert. 2. Insira o bloco mesa_escritorio algumas vezes em um desenho. 1. e clique em Next. mudando o valor de seus atributos Material e Medidas.

Selecione os blocos dos quais deseja extrair os atributos. e clique em Next.aciona o botão com ícone à direita para selecionar somente os blocos dos quais deseja extrair atributos. O AutoCAD cria um template de extração que pode ser usado em outra extração. Essa janela possui as seguintes opções: Seleção de desenho para extração. Na janela Settings é preciso marcar se pretende ou não incluir arquivos de referências (XREFs) e blocos compostos de blocos (Nested Blocks). Select objects in the current drawing . o programa permite selecionar outros arquivos de desenho para fazer a extração e habilita os botões "Add Folder" e "Add Drawings". ■ ■ ■ Select drawings/sheet sets .ao selecionar essa opção. neste caso somente mesa_escritorio. 5. Seleção de blocos para extração InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 50 . pois o desenho não possui nenhum dos dois. Clique em Next. Dê um nome a esse template e clique em Save.Janela de diálogo da extração de atributos Gravação de um template de extração 4. Neste caso tanto faz.

Preview da extração InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 51 . Clique em Full Preview para ter uma prévia da extração completa em uma planilha. 7. Na janela seguinte é possível clicar com o botão direito do mouse no título e escolher uma das possibilidades de alteração das colunas. como demonstra a figura e Clique em Next. no caso. Atributos a extrair.6. como mostra a figura abaixo. todos. Troca de posição dos atributos 9. 8. Nesse quadro selecione do lado direito Atribute e do lado esquerdo selecione os atributos que deseja extrair.

Para prosseguir clique em Next. Ele será criado ao clicar em Next. A opção Link External Data associa os atributos extraídos a uma planilha do Excel e Sort Columns Options reorganiza as colunas. com a extensão .10.CVS. XLS. Na próxima janela finaliza-se a extração. Se em vez de extrair para um arquivo a escolha fosse para uma tabela do AutoCAD. Seleção da forma de extração 13. Se escolher a extração para um arquivo. 11. MDB ou TXT e o nome do desenho em uso. É possível escolher entre extrair os dados para uma tabela do AutoCAD. surge a janela seguinte em que é possível configurar o estilo da tabela. 12. Feche a janela. clique no botão de acesso as pastas do Windows e de o nome e o tipo de arquivo. ou a extração para um arquivo. como na figura abaixo Definição do tipo de arquivo 14. Criação de uma tabela do AutoCAD InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 52 .

Clique em Finish para finalizar. Finalização da extração de atributos Criação de uma tabela do AutoCAD InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 53 . Após definir a tabela. é solicitado um ponto de inserção da tabela. Se escolher tabela. clique em Next para exibir a janela com as informações exibidas a seguir.15. Se escolher arquivo. ele é criado.

O desenho paramétrico é uma tecnologia que é usada para desenhar com restrições. Há dois tipos de restrições: . que duas linhas são sempre paralelas. 12.A linha vertical da esquerda é sempre perpendicular a horizontal . As figuras seguintes mostram restrições geométricas e dimensionais. Restrições são associações e limitações que são aplicadas a geometria em 2D. pontos chave em objetos. ou entre um objeto e um sistema de coordenada. comprimento ângulo e raio de objetos. ou que um dos lados de um retângulo é sempre horizontal.Restrições geométricas – controla a relação entre objetos que dizem respeito uns aos outros. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 54 . Restrições geometricas Nesta figura foram feitas as seguintes restrições geométricas: . As ferramentas para criar e gerenciar as restrições geométricas e dimensionais estão na aba Parametric da Ribbon que é exibida no Workspace 2D Drafting and Annotation. . Objeto com restrições Icone das restrições NOTA : É recomendável que você aplique primeiro restrições geométricas no desenho para definir a forma do modelo e depois restrições dimensionais para determinar o tamanho das partes do modelo As restrições geométricas e dimensionais asseguram que as relações entre medidas se mantenham e persistam mesmo se objetos do desenho forem modificados. Ao passar o cursor sobre um objeto que tenha restrições surge um ícone azul como mostra a figura.Os pontos finais são limitados a serem coincidentes com os pontos adjacentes.Restrições dimensionais – controla a distancia.1 Estabelecendo restrições geométricas Restrições geométricas estabelecem e mantem relações entre objetos.12 DESENHO PARAMÉTRICO Essa nova funcionalidade foi inserida no AutoCAD 2010 a parametria o que aumenta dramaticamente a produtividade. Por exemplo podemos especificar que dois círculos sempre são concêntricos.As linhas verticais são sempre paralelas e iguais . Pares de pontos chaves em objetos ou entre objetos também podem ser restringidos a serem verticais ou horizontais em relação ao sistema de coordenadas.

estão localizadas no painel Geometric na aba Parametric da Ribbon ou no menu superior Parametric. O segundo ponto fica coincidente com o primeiro.Por padrão um ícone cinza aparece junto ao objeto com a restrição e um ícone azul surge para mostrar que o objeto tem restrições. Essa opção só pode ser aplicada em linhas. Command: _GeomConstraint Enter constraint type[Horizontal/Vertical/Perpendicular/PArallel/Tangent/SMooth/ Coincident/CONcentric/COLlinear/Symmetric/Equal/Fix] <Coincident>:_Coincident Select first point or [Object/Autoconstrain] <Object>: P1 Select second point or [Object] <Object>: P2 InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 55 . em polilinhas ela não aceita pois os segmentos de uma polilinha já são automaticamente coincidentes. Restrições geométricas Ao aplicar restrições dois fatos ocorrem: . Ao criar a restrição o segundo objeto selecionado é o que se atualiza para cumprir a restrição. No exemplo abaixo foi aplicada a restrição de paralelismo as linhas. Depois de aplicada a restrição tanto o objeto será atualizado enquanto o outro é modificado. Ao aplicar uma restrição um ícone aparece junto ao cursor para lembrá-lo qual a restrição que foi selecionada. em geral eles correspondem a pontos que podem ser usados como Obejct Snap. 12..A posição do circulo e da linha horizontal estão fixas e são marcadas pelo cadeado.2 Comando GEOMCONSTRAINT As restrições geométricas. Selecione o 1º e o 2º ponto em dois objetos diferentes. Painel Geometric No painel Geometric as opções de restrição geométrica são: Menu superior Parametric Coincident – Define que dois pontos são coincidentes. Somente certos pontos nos objetos podem ser usados como pontos de restrições.O objeto que você selecionou se ajusta automaticamente de acordo com a restrição especificada .

GEOMCONSTRAINT Enter constraint type [Horizontal/Vertical/Perpendicular/PArallel/Tangent/SMooth/Coincident/CONcentric /COLlinear/Symmetric/Equal/Fix] <Fix>:F Select point or [Object] <Object>: P1 (para ponto medio da linha) Select object: ENTER InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 56 . Command: _GeomConstraint Enter constraint type [Horizontal/Vertical/Perpendicular/PArallel/Tangent/SMooth/Coincident/CONcentric /COLlinear/Symmetric/Equal/Fix] <CONcentric>:_Concentric Select first object: P1 Select second object: P2 Fix – Fixa pontos e curvas numa posição. tem o mesmo centro.Collinear – Define que dois ou mais pontos são colineares ou seja estão sobre a mesma linha. ou seja. Selecione o 1º objeto e depois o 2º. È possível e selecionar círculos e arcos que já tem a restrição de concêntrico a outro circulo ou arco para serem concêntricos repetidamente. Command: _GeomConstraint Enter constraint type [Horizontal/Vertical/Perpendicular/PArallel/Tangent/SMooth/Coincident/CONcentric /COLlinear/Symmetric/Equal/Fix] <COLlinear>:_Collinear Select first object or [Multiple]: P1 Select second object: P2 Concentric – Define que dois o mais circulos ou arcos ou círculos e arcos são concentricos. podem ser linhas e polilinhas. O segundo circulo ou arco se move para ter o mesmo centro do primeiro.

O segundo objeto selecionado se torna paralelo ao primeiro. Pode-se selecionar um ponto final de uma linha ou 2 pontos. podem ser linhas ou polilinhas. Command: _GeomConstraint Enter constraint type [Horizontal/Vertical/Perpendicular/PArallel/Tangent/SMooth/Coincident/CONcentric /COLlinear/Symmetric/Equal/Fix] <PArallel>:_Parallel Select first object: Select second object: Perpendicular – Define que dois objetos se tornem perpendiculares. O segundo objeto selecionado se torna perpendicular ao primeiro. O resultado muda dependendo se o ponto selecionado esta mais perto do final de cada lado da linha. podem ser linhas ou polilinhas.Ou Command: _GeomConstraint Enter constraint type [Horizontal/Vertical/Perpendicular/PArallel/Tangent/SMooth/Coincident/CONcentric /COLlinear/Symmetric/Equal/Fix] <Fix>:_Fix Select point or [Object] <Object>: ENTER (para selecionar um objeto) Select object: selecione a linha Parallel – Define que dois objetos se tornem paralelos. Command: _GeomConstraint Enter constraint type InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 57 . Command: _GeomConstraint Enter constraint type [Horizontal/Vertical/Perpendicular/PArallel/Tangent/SMooth/Coincident/CONcentric /COLlinear/Symmetric/Equal/Fix] <Perpendicular>:_Perpendicular Select first object: Select second object: Horizontal – Define que uma linha ou polilinha se torne horizontal.

Pode-se selecionar um ponto final de uma linha ou 2 pontos. Command: _Geomconstraint Enter constraint type [Horizontal/Vertical/Perpendicular/PArallel/Tangent/SMooth/Coincident/CONcentric /COLlinear/Symmetric/Equal/Fix] <SMooth>:_Smooth Select first spline curve: P1 InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 58 . linha. Vertical – Define que uma linha ou polilinha se torne horizontal. O resultado muda dependendo se o ponto selecionado esta mais perto do final de cada lado da linha. Command: _GeomConstraint Enter constraint type [Horizontal/Vertical/Perpendicular/PArallel/Tangent/SMooth/Coincident/CONcentric /COLlinear/Symmetric/Equal/Fix] <Vertical>:_Vertical Select an object or [2Points] <2Points>: P1 Tangent-Define que dois objetos se tornem tangentes entre si. O primeiro objeto selecionado tem que ser uma SPLINE.[Horizontal/Vertical/Perpendicular/PArallel/Tangent/SMooth/Coincident/CONcentric /COLlinear/Symmetric/Equal/Fix] <Horizontal>:_Horizontal Select an object or [2Points] <2Points>:P1 selecione a linha perto do ponto final do lado direito. arco. Command: _GeomConstraint Enter constraint type [Horizontal/Vertical/Perpendicular/PArallel/Tangent/SMooth/Coincident/CONcentric /COLlinear/Symmetric/Equal/Fix] <Vertical>:_Tangent Select first object: P1 Select second object: P2 Smooth – Faz com que uma SPLINE fique contigua a uma polilinha. O segundo objeto selecionado se torna tangente ao primeiro.

Select second curve: P2 Restrição Smooth (spline com polilinha) Symmetric – Define que dois objetos se tronem simétricos a partir de uma linha. Tem que haver uma linha para a simetria. Para apagar uma restrição geométrica de um objeto clique com o botão direito do mouse sobre o ícone da restrição no desenho e selecione Delete. Command: _GeomConstraint Enter constraint type [Horizontal/Vertical/Perpendicular/PArallel/Tangent/SMooth/Coincident/CONcentric /COLlinear/Symmetric/Equal/Fix] <Equal>:_Equal Select first object or [Multiple]:P1 Select second object:P2 12. mas pode ser apagada. Command: _GeomConstraint Enter constraint type [Horizontal/Vertical/Perpendicular/PArallel/Tangent/SMooth/Coincident/CONcentric /COLlinear/Symmetric/Equal/Fix] <Symmetric>:_Symmetric Select first object or [2Points] <2Points>: P1 Select second object: P2 Select symmetry line:P3 Equal – Redimensiona arcos e circulos para terem o mesmo raio ou linhas para terem o mesmo comprimento. polilinhas arcos e elipses. Os objetos podem ser linhas.3 Apagando Restrições Uma restrição geometrica não pode ser modificada. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 59 .

Apagando restrições 12. Command: CONSTRAINTBAR Select objects to show constraints or [Showall/Hideall] <Showall>: selecione o objeto Select objects to show constraints or [Showall/Hideall] <Showall>: ENTER Pode-se também controlar a forma com elas são apresentadas pela aba Geometric da caixa de dialogo Constraint Settings acessada pelo botão do painel Geometric ou clicando o botão direito do mouse sobre qualquer barra de restrição. A opção Show All mostra todas as restrições aplicadas no desenho e a opção Show pede para selecionar o objeto cuja Restrição você deseja mostrar. A opção Hide All desliga a visibilidade de todas as restrições do desenho. Seleção do Constraint Settings Janela Constraint Settings Nesse quadro selecionamos as restrições que devem ser exibidas na tela clicanado sobre elas a transparecia da barra de restrição também pode ser controlada pela barra deslizante dando maior ou menor transparecia as barras. As outras opções são: Only display constraint bars for objects in the currente plane – Se ligada só mostra as restriçoes para o plano (UCS) de trabalho corrente. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 60 .4 Visibilidade das Barras de Restrição Podemos controlar a visibilidade das barras de restrição pelo painel Geometric da aba Parametric ou clicando o botão direito do mouse com ele em cima da barra. como mostram as figuras abaixo.

ou clicando o botão direito do mouse em qualquer barra de restrição. aplicando AutoConstrain em um retângulo de quatro linhas gera as restrições de coincidência. perpendicular. O AutoConstrain automaticamente aplica restrições a geometrias que tem tolerâncias especificas. horizontalidade.Show constraint bars after applying constraints to selected objects – mostra as barras de restrição ao aplicar uma restrição sobre um objeto. Por exemplo. 12. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 61 . A distancia dos pontos é especificada na barra Tolerancia na parte inferior da janela. Esses controles estão disponíveis na janela de dialogo Constraint Settings que se acessa pela seta do painel Geometric da aba Parameters. para manter a forma retangular durante varias edições. Seleção do Constraint Settings Seleção do Auto Constrain Aplicando o Auto Constrain Na janela de dialogo Constraint Settings as opções são: Apply – Clicando na seta lig/desliga a restrição Move Up – Move a restrição uma linha acima Move Down – Move a restrição uma linha abaixo Select All – seleciona todas as restriçoes Clear All . Pode– se controlar quais restrições estarão disponíveis em que ordem serão aplicadas e tolerâncias que determinam como as restrições serão aplicadas automaticamente.5 Autorestrição – AutoConstrain Podemos automatizar o processo de aplicação de restrições usando o Auto Constrain no painel Geometric da aba Parametric. Se estiver desligada ao aplicar uma restrição a um objeto ele fica desligado e deve-se ligar para visualizar com a opção Show do painel Geometric.deseleciona todas as restriçoes Reset – Volta a posição padrão das restrição Tangent objects must share an intersection point – Especifica que duas curvas devem compartilhar um ponto comum para a tangente ser aplicada.

Ao mover a linha o bloco move junto. Aligned. você usa uma restrição dimensional para especificar que duas linhas paralelas estão sempre a 5 m uma da outra. Alterando o valor da restrição força uma mudança na geometria.Perpendicular objects must share an intersection pointEspecifica que linhas devem se interseccionar ou que o ponto final de uma linha deve coincidir com o ponto final de outra linha a distancia é especificada na Tolerancia na parte inferior da janela. Radial e Diameter. A partir desse momento ao inserir uma linha. por exemplo. Insertion. As restrições que ficarão habilitadas serão selecionadas pela janela Constraint Settings acionada pela opção Settings ao clicar o botão direito do mouse sobre o botão INFER. Angular. o AutoCAD automaticamente aplica uma restrição de coincidência entre eles. Linear. Há sete tipos de restrições dimensionais similares aos diferentes tipos de dimensionamento. similar o OSNAP tipo ON/OFF. Ao mover o circulo a linha move junto. Vertical. se você desenha um circulo com o centro no ponto final (Endpoint) de uma linha o AutoCAD automaticamente aplica uma restrição de coincidência entre o centro do circulo e o ponto final da linha. Pode-se criar restrições Dimensionais pelo painel Dimensional da aba Parametric ou com o comando DIMCONSTRAINT.6 Aplicação Automatica de restrições O AutoCAD 2011 trouxe uma nova forma para simplificar o processo de aplicar restrições geométricas nos objetos é o botão INFER CONSTRAINTS na linha de status que habilita a inserção de restrições aos objetos no momento de criação.7 Estabelecendo restrições dimensionais – DIMCONSTRAINT Restrições dimensionais limitam as medidas de uma geometria. Na verdade pode-se usar o comando DIMCONSTRAINT para converter um dimensionamento tradicional para a restrição dimensional correspondente. se você copia (COPY) o ponto de inserção de um bloco para o ponto final (Endpoint) de uma linha. O mesmo acontece com comandos de edição. Por exemplo. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 62 . Em seguida deve-se habilitar o botão INFER. 12. circulo ou qual quer outro objeto ele já é criado com a restrição que estiver habilitada. 12. Midpoint. Tolerancias – Ajusta o valor das tolerâncias para que a restrição seja aplicada para distancias e ângulos. O uso de INFER CONSTRAINTS automaticamente aplica restrições coincidentes de OSNAP tais como Endpoint. Por exemplo. Node. Center. Horizontal.

ou como uma expressão (nome=formula ou equação ou valor). Um ícone de um cadeado aparece próximo as todas as restrições dimensionais para distingui-los das cotas normais de desenho como mostra a figura abaixo.Podemos exibir a restrição Dimensional como um nome. verticais ou rotacionadas baseadas baseada na posição da linha de cota. Command: _DimConstraint Current settings: Constraint form = Dynamic Select associative dimension to convert or [LInear/Horizontal/Vertical/Aligned/ANgular/Radial/Diameter/Form] <LInear>:_Linear Specify first constraint point or [Object] <Object>: P1 Specify second constraint point: P2 Specify dimension line location: marque a posição da linha de cota Dimension text = 650 ENTER Seleção do pontos da dimensão Seleção da posição da linha de cota Resultado final Horizontal – Restringe a distancia X entre pontos num objeto ou entre dois pontos em objetos diferentes. Command: _DimConstraint Current settings: Constraint form = Dynamic Select associative dimension to convert or [LInear/Horizontal/Vertical/Aligned/ANgular/Radial/Diameter/Form] <Horizontal>:_Horizontal Specify first constraint point or [Object] <Object>: ENTER para selecionar a InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 63 . Restrição da altura e largura Definição da restrição dimensional As restrições dimensionais são: Linear – Cria restrições horizontais. valor.

Command: _DimConstraint Current settings: Constraint form = Dynamic Select associative dimension to convert or [LInear/Horizontal/Vertical/Aligned/ANgular/Radial/Diameter/Form] <Vertical>:_Aligned Specify first constraint point or [Object/Point & line/2Lines] <Object>: marquee o 1o ponto Specify second constraint point: marque o 2o ponto Specify dimension line location: marque a posição da linha de cota Dimension text = 648. Vertical – Restringe a distancia Y entre pontos num objeto ou entre dois pontos em objetos diferentes.linha Select object: selecione a linha Specify dimension line location: marquee o ponto da linha de cota Dimension text = 650 ENTER NOTA: Ao ser solicitado o primeiro ponto você pode dar ENTER e selecionar a linha em vez de dar os 2 pontos como nos comandos de dimensionamento.41 ENTER InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 64 . Command: _DimConstraint Current settings: Constraint form = Dynamic Select associative dimension to convert or [LInear/Horizontal/Vertical/Aligned/ANgular/Radial/Diameter/Form] <Horizontal>:_Vertical Specify first constraint point or [Object] <Object>: marque o 1o ponto Specify second constraint point: marque o 2o ponto Specify dimension line location: marque a posição da linha de cota Dimension text = 400 ENTER Seleção dos pontos na vertical Resultado final Aligned – Restringe a distância entre dois pontos num objeto ou entre dois pontos em objetos diferentes.

Selecionando duas linhas Command: _DimConstraint Current settings: Constraint form = Dynamic Select associative dimension to convert or [LInear/Horizontal/Vertical/Aligned/ANgular/Radial/Diameter/Form] <ANgular>:_Angular Select first line or arc or [3Point] <3Point>: seleione a 1a linha Select second line: selecione a 2a linha Specify dimension line location: marquee posição da linha de cota Dimension text = 60 Seleçao das linhas que formam o ângulo Resultado final InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 65 .Seleção dos pontos Resultado final Angular – Define uma restrição de ângulo entre duas linhas ou polilinhas ou em um arco.

Selecionando o vértice e dois pontos Command: _DimConstraint Current settings: Constraint form = Dynamic Select associative dimension to convert or [LInear/Horizontal/Vertical/Aligned/ANgular/Radial/Diameter/Form] <ANgular>:_Angular Select first line or arc or [3Point] <3Point>: ENTER Specify angle vertex: marque o vertice do angulo Specify first angle constraint point: marque o 1o ponto Specify second angle constraint point: marquee o 2o ponto Specify dimension line location: marque a linha de cota Dimension text = 86 ENTER Seleção do vertice do ângulo e dos 2 pontos finais Resultado final Selecionando o arco Command: _DimConstraint Current settings: Constraint form = Dynamic Select associative dimension to convert or [LInear/Horizontal/Vertical/Aligned/ANgular/Radial/Diameter/Form] <ANgular>:_Angular Select first line or arc or [3Point] <3Point>: selecione um arco Specify dimension line location: marque a posição da linha de cota Dimension text = 120 ENTER Seleçao do arco Resultado final NOTA: se voce definir que o angulo é maior que 360º por exemplo será será inserido o ângulo baseado no UNITS do desenho. Command: _DimConstraint InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 66 . por exemplo se colocar 390 será desenhado com 30º . Radial – Restringe o raio de um arco ou circulo.

Ao dar o duplo click o nome e a expressão automaticamente são exibidos não importando qual o formato da restrição.8 Edição das restrições Uma restrição pode ser facilmente editada com GRIPS ou com um duplo click no texto da dimensão. Pode-se renomear restrições dimensionais e usar esses nomes em formulas para fixar os valores de outras restrições. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 67 . Pode-se entrar com um valor ou o nome e o valor usando o formato nome=valor (largura=0.Current settings: Constraint form = Dynamic Select associative dimension to convert or [LInear/Horizontal/Vertical/Aligned/ANgular/Radial/Diameter/Form] <Radial>:_Radial Select arc or circle: selecione um circulo ou arco Dimension text = 188.80 ou largura =comprimento/3). 12. Por exemplo.09 ENTER Specify dimension line location:marque a posição da linha de cota Restrição do diametro do circulo OBS: SEMPRE que for apresentado o valor da medido.55 ENTER Specify dimension line location: marque a posição da linha de cota Restrição do raio do circulo Diameter – Restringe o dimaetro de um arco ou circulo. raio etc você pode digitar outro valor que o desenho será redefinido para o valor digitado. Command: _DimConstraint Current settings: Constraint form = Dynamic Select associative dimension to convert or [LInear/Horizontal/Vertical/Aligned/ANgular/Radial/Diameter/Form] <Diameter>:_Diameter Select arc or circle: selecione um arco ou circulo Dimension text = 377. ângulo. se temos um retângulo com restrições chamadas comprimento e largura podemos definir que o valor da largura é o comprimento/3 para restringir a largura do retângulo a 1/3 de seu comprimento.

Alteração da medida Resultado final 12. O campo Name também pode ser editado para mudar o nome da restrição para um nome que identifique melhor o que ele a representa. Commnad: DCCONVERT Select associative dimensions to convert: selecione uma cota Select associative dimensions to convert:ENTER 1 associative dimensions converted 12... InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 68 . Ao clicar abre-se uma palleta semelhante a figura baixo com todos as restrições definidas no arquivo. Nessa paleta o campo Expression pode ser editado de forma que você digita a medida e o desenho se altera. No desenho selecione uma cota e ela será convertida para uma restrição dimensional. No painel Dimensional selecione o ícone da figura acima. por exemplo largura. Uma expressão de um parâmetro pode se referenciar a outro parâmetro de forma eu seu valor automaticamente se atualiza quando o outro parâmetro muda.9 Conversão de cotas em restrições dimensionais Podemos fazer a conversão de uma cota em uma restrição dimensional. furo.10 Parâmetros definidos pelo usuário O Parameters Manager (gerenciador de parâmetros) acessado pelo painel Manage da aba Parametric permite gerenciar os parâmetros dimensionais bem como criar parâmetros do usuário.O campo value não se altera ele só mostra o resultado da expressão. Pode-se criar um nome significativo para o parâmetro e então associá-lo a um valor numérico ou formula a sua expressão. Nela também podem ser colocadas as expressões que irão definir a geometria. altura etc.

ponto flutuante ^ ..............No exemplo abaixo estamos definindo que a largura do retângulo é duas vezes sua altura... multiplicação / ...... adição ........ separador decimal InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 69 .... delimitador de expressões ... Alteração da altura altera a largura automaticamente As expressões permitidas são: + ...... No momento que fazemos essa expressão o desenho é redefinido e se a altura é modificada a largura automaticamente se altera...... .. divisão % .................... exponenciação () . Definição de expressao largura = 2x altura Alteração da altura para o valor de 300 automaticamente altera a largura para 600.. subtração * .

12 Visibilidade das restrições Dimensionais O controle da visibilidade das restrições dimensionais é feito pelos botoes do painel Dimensional. Em seguida selecione a restrição.12.11 Apagando restrições Dimensionais Para apagar as restrições dimensionais selecione Delete Constraints no painel Manage da aba Parametric. 12. Esse botão funciona como um liga/desliga as restrições como nas restrições geométricas. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 70 .

Se salvou o arquivo na pasta Template do AutoCAD. mas facilita guardar na pasta onde estão os outros templates.2 Tool Palettes As Paletas de Ferramentas oferecem um fácil acesso ao conteúdo de desenho de uso mais freqüente.Arquivo Padrão Um dos principais benefícios em ganho de produtividade ao usuário de AutoCAD é um Template.13 CUSTOMIZAÇÃO 13. . . .você pode gravar em qualquer pasta. Selecione o seu Template para utilizar essa padronização nos próximos desenhos. No AutoCAD.1 Criação de Template . Todas essas características não precisam ser criadas a cada novo desenho.Estilos de tabelas. O Template tem o objetivo de padronizar o desenho. é preciso iniciar um novo desenho e nele criar todos os estilos de padronização descritos a seguir: .Estilos de texto.Escalas Anotativas Depois de criar o arquivo com todas essas padronizações. Após selecionar o nome. aparece a janela da figura abaixo na qual é possível dar uma pequena descrição do arquivo que é criado. Para criar o Template. inclusive os blocos e sombreados.1\enu\templates – se for uma instalação padrão . ele vai se juntar aos outros que já vêm com o AutoCAD. isso significa usar sempre os mesmos layers. Padronizar nada mais é do que usar as mesmas características de desenho em todos os projetos. As paletas de ferramentas possuem toda a funcionalidade das caixas de diálogo não usuais. deslocamento de conteúdo e abas. como ocultação automática. Ao mudar a extensão a pasta Template é automaticamente selecionada em C:\Documents and Setting\User\configurações locais\dados de aplicativos\Autodesk\Autocad 2011\R18. É possível deixá-las gravadas nesse Template. como mostra a figura abaixo. Ao iniciar um novo desenho. fixação. estilos de texto e de dimensionamento. Cada vez que abrir um novo desenho. inicie com esse Template e o desenho será aberto com todos os layers criados. salve-o. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 71 . Inicie um novo desenho e note o template criado para ser selecionado. 13. cores e espessuras de linha etc. .Layouts e page setups com margens e carimbos. . porém com a extensão DWT.Estilos de dimensionamento. O AutoCAD traz muitos Templates prontos para várias configurações de normas internacionais de desenho.Unidades de desenho e número de casas decimais. Algumas dessas caixas incluem novas funções. salve novamente o arquivo. ou arquivo-padrão (arquivo com extensão DWT). transparência. Você poderá economizar tempo ao procurar e inserir conteúdo de desenhos pré-existentes em seus desenhos. Um arquivo com extensão DWG será gerado. estilos e layouts mais utilizados nele configurados. . solicita-se um Template. As caixas de diálogo não usuais permanecem visíveis inclusive quando são utilizadas outras ferramentas e comandos.Layers. Em seguida. que se diferenciam das demais.

poderá modificar a apresentação simplificada em forma de ícones para economizar espaço na tela.Você pode modificar as paletas de ferramentas existentes ou agregar novas.3 Opções de visualizações da Tool Palettes Com a função Opções de Visualizações (View Options) você poderá modificar o aspecto das ferramentas para adaptá-las ao seu próprio ambiente. Quando tenha se familiarizado com a ferramenta. 13. Para ligar a Tool Palettes clique em Tool Palettes na aba View no painel Palettes. As opções de visualizações especificadas podem ser aplicadas a cada paleta de ferramenta em particular ou a todas elas de maneira simultânea. Com as descrições detalhadas é mais fácil aprender a usar as novas ferramentas. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 72 .

Na aba Paletas de Ferramentas (Tool Palettes). Desta maneira. permitindo manter abertas permanentemente as paletas de ferramentas mais usadas para poder ter acesso a elas de maneira imediata. é preciso movê-la para a área de desenho. Ao afastar o cursor da caixa de diálogo. Ocultação Automática – Auto Hide A funcionalidade de ocultação automática permite aumentar o espaço na tela destinado aos trabalhos de projeto e desenho e oferece um fácil acesso às ferramentas utilizadas ocasionalmente. mudar os nomes ou apagar paletas de ferramentas preexistentes e até Importar e Exportar configurações de paletas de ferramentas para utilizá-las em outros sistemas. Esta última opção permite que possa acessar as ferramentas que mais utiliza a partir do lugar que você escolher.13. Para tornar a barra de comandos Transparente. Faça um clique com o botão direito sobre qualquer barra de tarefas e selecione Personalizar (Customize). Inclusive é possível aplicar esta função à Linha de Comandos do AutoCAD. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 73 . você pode acessar facilmente muitas ferramentas ocupando uma mínima quantidade de espaço da tela. a opção transparência aparece no Menu. Deslocamento de Conteúdo Quando o tamanho da caixa de diálogo não é suficiente para mostrar todo o seu conteúdo. É possível controlar a ordem das paletas de ferramentas. automaticamente aparece uma barra de deslocamento na lateral da mesma. OBS: A transparência não está disponível para os usuários de Windows NT. Simplesmente passe o cursor sobre a barra minimizada e se abrirá a caixa de diálogo completa. Transparência A função Transparência (Transparency) serve para economizar ainda mais espaço na tela. Um botão tipo pushpin fixa a visualização aberta da caixa de diálogo não usual. Clicando com o botão direito do mouse sobre a tarja colorida. porque permite ver a geometria do desenho por baixo da paleta de ferramentas. Abas Com as abas é possível agrupar as ferramentas em conjuntos lógicos. Com o deslocamento de conteúdo podem ser redimensionadas as caixas de diálogo para aumentar o espaço na tela e ter um fácil acesso às ferramentas. Fixação As caixas de diálogo não usuais podem flutuar sobre a área de desenho ou podem ser fixadas automaticamente quando são movidas para a lateral da tela. poderá agregar todas as paletas de ferramentas que desejar. a mesma se minimizará automaticamente.4 Como criar paletas personalizadas Criar suas próprias paletas de ferramentas e preenchê-las com os blocos e os padrões de sombreado mais usados é realmente muito simples. Pode se utilizar esta barra para deslocar-se para baixo e para cima ou é possível utilizar o símbolo em forma de “mão” que aparece como cursor.

14 COMANDOS DE IMPRESSÃO E UTILITÁRIOS 14. O menu mostra as seguintes opções: InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 74 .1 Sheet Set Manager 14.2 Criação de um Sheet Set Para acessar o gerenciador de folhas selecione clique em Sheet Set Manager no painel Palettes da aba View.1. Em seguida surgira a paleta da figura abaixo na tela.

Essa opção usa exemplos de conjuntos de folhas pré definidas para selecionar. Depois de selecionar a opção Existing drawings . na janela seguinte de um nome ao conjunto.DST que é o arquivo gerado ao gravar um conjunto de folhas. B) Exiting drawings – Essa opção permite criar um conjunto contendo um grupo de folhas de arquivos de desenhos já existentes. Parte das folhas pre definidas para depois inserirmos os layouts nelas. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 75 . são exibidas informações sobre o desenho e o botão mostra um Para criar um novo Sheet Set clique em New Sheet Set e surgira a janela da figura abaixo: Nessa janela temos 2 opções : A) An example Sheet Set . Ao abrir esse arquivo todas as folhas criadas serão carregadas automaticamente. por exemplo. New Sheet Set – permite a criação de um novo conjunto de folhas. HOSPITAL e defina a pasta onde será gravado. Open – Abre uma pasta para selecionar um arquivo .Recent – mostra uma lista com os conjuntos de folhas recentemente utilizados. Campo Details – Com o botão preview do desenho.

note que todos os arquivos estão selecionados! Todos os layouts dos arquivos de desenho são inseridos no Grupo de folhas HOSPITAL. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 76 . Para criar novos subsets. Em seguida selecione os arquivos desejados e clique em Avançar.Em seguida na próxima janela clique em Browse e selecione a pasta onde estão os arquivos. Coloque o cursor sobre o nome do conjunto e clique o botão direito do mouse. como mostra a figura. Ao concluir. que são as subdivisões onde você crias as folhas. o conjunto é criado no gerenciador.

simplesmente clique em cima delas e arraste para o novo subset.Na janela seguinte de o nome do subset e clique OK. O subset é incluído no gerenciador e depois para incluir folhas nesse subset clique com o botão direito do mouse sobre ele e selecione New Sheet. Nesse exemplo a Layout 1 e Layout 2 foram arrastadas do conjunto HOSPITAL para o novo subset ARQUITETURA. Para reorganizar as folhas e mudá-las de um subset para outro. Em seguida criamos outros subconjuntos para organizar todas as folhas do projeto. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 77 .

Cada desenho traz todos os layouts contidos nele. Ao selecionar essa opção surge uma janela para selecionar o arquivo.Também podemos importar um layout de um desenho já criado como uma folha selecionando a opção Import Layout as Sheet como mostram as figuras. mas podemos selecionar somente alguns. clique em Browse for Drawings e selecione o arquivo do qual quer usar os layouts. Em seguida selecione os layouts que deseja inserir no conjunto e clique em Import Checcked. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 78 .

Você poderá criar a sua folha de impressão personalizada com todos os elementos e usar em um subset. Em seguida crie o subset clicando com o botão direito do mouse sobre o nome do conjunto e depois de nome do subset como mostra a figura.1. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 79 . Ao clicar em uma folha abre-se uma lista das vistas contidas nela.3. Para isso deverá ter um arquivo DWT (template) criado anteriormente e armazanado em uma pasta.14. neste exemplo Decoração. Para selecionar a sua folha personalizada clique no campo Sheet creation template: no e selecione o template na pasta. e em seguida na outra janela selecione novamente o Seleção do Template: Guia Sheet Views – Essa guia permite navegar entre as vistas utilizadas nas folhas. Criação de um Subset com um template (folha) personalizado. Se der um duplo clique na vista ela é mostrada na tela do AutoCAD.

InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 80 . e depois a tabela é inserida no desenho. Em seguida você deve configurar a tabela com os parâmetros de tabela do AutoCAD. eTransmit Esse comando possibilita compactar um arquivo para facilitar sua transmissão pela Internet.2.14. selecione Insert Sheet List Table. Ao entrar nesse comando. aparecerá uma mensagem alertando que o arquivo não foi salvo. salve o desenho... Acesse-o pelo menu de plicações em seguida Send e selecione a opção Etransmit. escolher um estilo etc. caso contrário. 14.4 Inserção de tabelas de folhas no desenho Podemos inserir uma tabela do AutoCAD com todas as folhas de um conjunto. em seguida a janela de diálogo da figura seguinte com as guias Files Tree e Files Table é exibida na tela.1. Na guia Sheet List selecione o nome do conjunto desejado e clique o botão direito do mouse.

nesse quadro se escolhe o tipo de compac-tação: ZIP. Transmittal Setups. para modificar uma existente. Para criar uma configuração.configura os parâmetros gerais e exibe os arquivos a serem transmitidos em forma de árvore. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 81 . clique em New e de o nome de EXEMPLO.notas do usuá-rio sobre o arquivo. Após definir o nome da configuração.. surge a caixa da figura seguinte: Transmittal package type .Files Tree . selecione Modify. Enter notes to include with this transmittal package .é possível criar várias configurações de trans-missão. arquivo ou executável. ..

File Format - define-se para qual versão do AutoCAD o arquivo será transmitido. Transmittal file folder - pasta de criação do arquivo. Transmittal file name - especifica o método para nomear o arquivo. Path Options - define a forma de organização dos arquivos e pastas a serem inclusos no pacote de transmissão. Use organized folder structure - aplica regras internas de organi-zação do AutoCAD, tais como os caminhos absolutos são convertidos em caminhos relativos. Se for necessário, são criadas pastas de fontes e de estilos de plotagem. Place all files in one folder - todos os arquivos são colocados em uma única pasta. Keep files and folders as is - preserva a estrutura original de pastas. Actions Send e-mail with transmittal - aciona o aplicativo para enviar e-mail assim que a compressão ficar pronta. Set default plotter to 'none' - altera a configuração de plotagem para nenhuma, pois ela pode ser irrelevante para a pessoa que receberá o pacote. Bind external references - carrega as referências externas utilizadas no desenho. Prompt for password - é possível especificar uma senha para o pacote e só quem a possuir pode abrir os arquivos. Purge Drawings – Elimina os arquivos da lista de arquivos a serem enviados depois da transmissão, restando somente o arquivo corrente na lista. Include Options Include fonts - inclui no pacote as fontes utilizadas no desenho. Include textures from materials - inclui as texturas dos materiais. Include files from data links - adiciona arquivos externos que foram usados para link de dados, por exemplo, planilhas do Excel. Include photometric web files - inclui arquivos fotométricos que tenham sido associados às luzes no desenho View report - exibe um descritivo dos arquivos selecionados pa-ra simples conferência. Esse relatório pode ser salvo pelo botão Save As. File table - tem a mes-ma função da guia File Tree, porém exibe os arquivos a serem trans-mitidos em formato de tabela.

Para encerrar, clique em OK e o arquivo é criado de acordo com os parâmetros fornecidos.

InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 82

14.3. Publish
Com o comando Publish é possível criar grupos de desenhos eletronicamente e imprimi-los ou gerar um único arquivo DWF para ser visualizado ou impresso . O seu grupo de desenhos gera um único arquivo no formato DWF (Design Web Format) que pode ser visto e impresso com o auxílio do Autodesk Design Review, um visualizador de desenhos disponível gratuitamente para download no site da Autodesk (www.autodesk.com). Para sua segurança é possível ainda associar uma senha a esse arquivo. Esse comando pode ser acessado pela aba Output e em seguida no painel Plot selecione Batch Plot ou pelo menu superior File, opção Publish se ele estiver habilitado.

Ao entrar nesse comando, aparece a janela da figura seguinte.

Sheet list: Este campo lista as listas de folhas previamente salvas com este comando. Ao criar uma lista de impressao ela pode ser salva para posterior recuperação. Load Sheet List - carrega uma lista de arquivos salva com a opção Save List. Save Sheet List - salva uma configuração de lista em um arquivo DSD. Publish to: Este botão permite selecionar como sera feita aimpressão das folhas; se para a impressora configurada no Page Setup da folha ou se para um arquivo DWF ou PDF.

InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 83

Campo Sheet Name - lista os arquivos a serem convertidos. Page Setup/3D DWF - define as configurações de plotagem plotagem. Status - informa se existem erros nos arquivos. Add Sheets - permite selecionar outros arquivos. Remove Sheets- remove um arquivo selecionado na lista. Move Sheet Up - move um arquivo uma posição acima na folha. Move Sheet Down - move um arquivo uma posição abaixo na folha. Selected Sheet Details: esse campo exibe os detalhes da folha selecionada na lista.

Publish Output Number of copies - define o número de cópias a serem impressas. Precision : Include plot stamp - se habilitado, inclui um Plot stamp nos desenhos. Publish in Background – Permite imprimir enquanto você volta a trabalhar no desenho. Open in Viewer when done – abre o visualizador ao terminar a impressão. Botão Publish Options

InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 84

Default output location (DWF and plot-to-file) - especifica arquivos serão gravados ao publicá-los. General DWF /PDF options

onde os

Type – Pode ser Single-Sheet DWF, em que cria-se um único arquivo DWF para cada arquivo listado, ou Multi-Sheet DWF, em que um único arqui-vo DWF contém todos os arqui-vos listados Naming - nome do arquivo DWF NAme – Nome Layer information - incluir ou não. Merge Control –

DWF data options - exibe uma lista de itens que podem opcionalmente ser incluídos na publicação. Password protection – especificam-se opções de segurança para os arquivos (senha).

Disabled - quando habilitada, aplica senha aos arquivos. Quem receber os arquivos precisa da senha para abri-los. Prompt for password - abre uma janela para a definição da senha. Specify password - a senha deve ser definida no campo específico. Password - senha. Block information - incluir ou não. Block template file - incluir ou não.

3D DWF options - exibe uma lista de itens que podem opcionalmente ser incluídos na publicação.

-

Group by Xref hierarchy - organiza os objetos pela hierarquia dos Xref (arquivos de referência) no visualizador dos arquivos 3D DWF. Publish with materials - permite alternar entre publicar os arquivos 3D com materiais ou não.

Publish - esse botão inicia a impressão ou criação dos arquivos DWF, conforme a escolha anterior. No caso de impressão, exibe-se a tela abaixo que informa que a impressão ocorre em paralelo ao trabalho no AutoCAD.

InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 85

não necessita do AutoCAD instalado.15 AUTODESK DESIGN REVIEW 2012 O Autodesk Design Review é um visualizador de arquivos DWF gratuito. Além disso. Selecionando Open. Com ele podemos abrir. O utilitário está disponível no site da Autodesk e é possível fazer o download sem custo. selecione o comando Open a DWF or Image File para abrir um arquivo. é possível dar zoom e pan como no AutoCAD. Ao entrar no aplicativo. ele abre um quadro com arquivos no formato DWF ou DWFx. na qual é preciso fornecer os parâmetros de impressão. Visualização de um arquivo DWF em 2D Visualização de um arquivo DWF em 3D Se selecionar Print para imprimir o arquivo. medir distâncias. Selecione um e clique em OK. Após abrir o arquivo. DWF significa Design Web Format™. comparar desenhos e imprimir o arquivo como mostra a figura abaixo. visualizar e imprimir arquivos no formato DWF ou DWFx em 2D ou 3D. aparece a janela seguinte. InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 86 .

InCAD – Instituto de Capacitação em Arquitetura e Design 87 .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful