You are on page 1of 2

Agrupamento Vertical de Escolas D. José I – V.R.S.A.

Estudo Acompanhado

Nome: _______________________________________ Data: ___/___/___

O CASO DO COFRE ARROMBADO

O Inspector Arruda, recebeu um
telefonema misterioso. A pessoa do outro
lado da linha estava desesperada:
- Por favor, venha depressa. Houve um
assalto aqui na Rua do Beco 45... Uiii,
acho que vou desmaiar...
E dizendo isso, a ligação foi
interrompida. O inspector ainda escutou o
barulho de alguma coisa caindo no chão.
Pelo barulho parecia um corpo...

Chegando ao local
indicado, o Inspector entrou e
viu uma pessoa caída no chão
ao lado de uma secretária.
Na cabeça havia um grande
galo o que indicava que ele
fora atingido por alguém. O
mesmo ainda estava
desmaiado...
O Inspector aproveitou o
tedpoºŸara analisar a cena do
crime, e constatou que um
cofre que havia no local fora
arrombado e limpo pelo
gatuno.
O homem ao acordar relatou-lhe:
- Sou o tesoureiro e o último a sair sempre. Escapei por sorte. Um homem
armado entrou na sala e atingiu-me com uma coronhada. Ainda consegui
alcançar o telefone, e quando estava a conversar com o senhor, não aguentei
e desmaiei caindo no chão...
Após analisar tudo o Inspector concluiu que ele estava mentindo. O que
levou o Inspector a deduzir isto?

Resposta: __________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________

Resultado do Enigma

O Inspector Arruda, sabe que o tesoureiro está mentindo, porque se tudo
tivesse acontecido como ele dissera, o telefone não poderia estar
normalmente no gancho.

Seria mais lógico que ao interromper a ligação, no momento do desmaio, o
telefone tivesse caído no chão junto com ele.

Mas, não foi o que o inspector encontrou ao chegar ao local do assalto,
quando ainda o suposto assaltado estava desacordado.