Associação Brasileira Incentivo

Curso de Finanças Pessoais

Associação Brasileira Incentivo
Índice História da Incentivo..……………………................................……...3 Missão…………....……………………………………....................…..3 Passar Adiante o Incentivo Recebido…...…...........….…........……..4 Objetivo do curso.…………………………………………......…..…....5 Como aproveitar o curso…..…..……………………..….....................6 Questionário…………………………………………………………...…7 Curso de Finanças Pessoais: Aula 1: Orçamento…….....………………....…....…………................8 Aula 2: Diminuindo Custos e Reduzindo Despesas…....................26 Aula 3: Eliminando Dívidas.............................................................44 Aula 4: Economizando Dinheiro...………………..........…............…63 Aula 5: Fazendo Seu Dinheiro Render….…...……...….....………...77 Aula 6: Mantendo Bons Hábitos de Finanças Pessoais.………......91 Questionário – Avaliação do Aluno:…………………..........………107

www.incentivo.org.br

2

Associação Brasileira Incentivo
A Incentivo é uma organização não governamental (ONG)criada para ajudar pessoas a melhorar de vida através da educação e ajuda de mentores. Acreditamos que incentivando a educação e o trabalho, indivíduos podem vencer seus desafios e melhorar seu bem-estar. Nossa missão é ajudar todos aqueles que têm o desejo de desenvolver-se profissional, educacional e pessoalmente a alcançar seus objetivos, fornecendo as ferramentas necessárias para o sucesso.

www.incentivo.org.br

3

Associação Brasileira Incentivo
Filosofia da Incentivo: Passar Adiante o Incentivo Recebido Cada pessoa que receber ajuda da Incentivo deve comprometer-se a Retribuir o Incentivo recebido, ajudando outros da mesma forma que foi ajudada. Acreditamos que, juntos, podemos espalhar esse espírito de Incentivo e ajuda pelo Brasil e, assim, tornar nosso país melhor.

www.incentivo.org.br

4

Associação Brasileira Incentivo
Objetivo do curso: O objetivo deste conjunto de aulas é ensinar sobre finanças pessoais e motivar os participantes a administrar melhor seu dinheiro e recursos através de planejamento e controle de um orçamento. Numa tentativa de alcançar o público em geral, este curso é amplo em praticidade e teoria. Foi criado com o objetivo de ser direto e simples, desafiador mas recompensador. Obrigado por fazer parte deste curso e da Incentivo.

www.incentivo.org.br

5

Associação Brasileira Incentivo
Como aproveitar ao máximo este curso:
O domínio dos princípios de finanças pessoais pode ser difícil e requer tempo e sacrifício. Princípios financeiros são aprendidos, aplicados, e dominados no decorrer da vida. Estudantes ativos— aqueles que estudam a lição antes e depois da aula, e participam nos debates da aula, encorajando o debate e fazendo perguntas— serão os que terão maior sucesso. Estratégias empregadas pelo estudante bem sucedido: Estuda a aula antes e depois de assisti-la; Cumpre o dever de casa; Participa ativamente no debate da aula; Pensa em exemplos fora da sala de aula; Põe em prática imediatamente o princípio aprendido na aula; Estuda e debate as aulas em grupo fora da sala de aula.
www.incentivo.org.br 6

Associação Brasileira Incentivo
Questionário – Avaliação do Aluno
Gostaríamos que você preenchesse este questionário antes de começar as aulas de finanças pessoais. Daqui a seis semanas, quando tiver completado o curso, avalie suas respostas para saber se sente mais preparado na vida financeira. 1. Quais são os assuntos relacionados ao dinheiro que você mais gostaria de entender? 2. Você pode explicar a diferença entre um DESEJO e uma NECESSIDADE? Poderia dar um exemplo de cada um? 3. Para que você usa o seu dinheiro? 4. Você se considera um bom administrador (a) do seu dinheiro e finanças pessoais? 5. No futuro, em que você acha que vai gastar o seu dinheiro? 6. É importante poupar dinheiro? Por que? 7. O que você entende da palavra ORÇAMENTO? Ele é importante? 8. Que quer dizer estar endividado? Isto é bom ou mau? Por que? 9. Quem poderia lhe dar conselho caso você tiver problemas na administração do seu dinheiro?

10. Se você pegasse um empréstimo, o que seria a coisa mais importante para lembrar?

www.incentivo.org.br

7

Finanças Pessoais

Aula 1: Orçamento
“Ou você controla o dinheiro, ou ele te controlará.”

Finanças Pessoais: Orçamento
O que é orçamento?
Um orçamento é o método escrito de avaliar sua renda e despesas. Um orçamento detalha formas específicas de renda e despesas.

Porque usar um orçamento?
Verificando as rendas e as despesas a pessoa pode entender com precisão onde ela está gastando e pode assim planejar gastos e ganhos adequadamente.

Como um orçamento pode ajudar?
Conhecimento! Um orçamento pode ajudar você a entender melhor seus gastos habituais.

www.incentivo.org.br

9

Finanças Pessoais: Orçamento
Estudo de Caso:
Logo após o casamento, um casal começa a preparar um orçamento para entender como suas finanças trabalhariam juntas. Depois de preparar um orçamento básico que esboça a sua renda mensal e suas despesas, perceberam que cada mês eles estavam gastando R$200 a mais do que estavam ganhando. Preocupados com a descoberta deste déficit significante, eles começaram imediatamente a procurar modos para melhorar os seus padrões de gastos. Depois de preparar o orçamento eles foram capazes de identificar despesas desnecessárias e outros pequenos gastos, então tiveram o entendimento de onde eles estavam gastando o dinheiro. Aderindo a um orçamento que restringiu os gastos em áreas desnecessárias, eles perceberam que poderiam viver com um excesso mensal de mais de R$100, o qual eles começaram a usar para pagar sua considerável dívida.

www.incentivo.org.br

10

Finanças Pessoais: Orçamento
Como um orçamento funciona?
O propósito de um orçamento é localizar quando e onde o dinheiro é ganho e quando e onde ele é gasto. Um orçamento localiza o fluxo monetário focalizando em renda e despesas.

Renda = Fluxo monetário positivo
Todo o dinheiro que você ganha ou recebe.

Despesas = Fluxo monetário negativo
Todo dinheiro que você gasta, doa ou perde.

www.incentivo.org.br

11

Finanças Pessoais: Orçamento
Renda: Dinheiro que você ganha ou recebe
Tipos de Renda Salário / Salários Benefícios de aposentadoria Benefícios do governo Ajuda em dinheiro da Família Participação nos Lucros e Resultados Serviços eventuais Rendimentos

Janeiro RENDA Salário Benefícios do Governo Outras rendas Planejado R$ 500 R$ 100 R$ 10 Atual

Fevereiro Planejado R$ 500 R$ 100 R$ 10 Atual

www.incentivo.org.br

12

Finanças Pessoais: Orçamento
Despesas: Dinheiro gasto, doado ou perdido
Tipos de despesas Aluguel Seguro saúde Transporte Alimentação Eletricidade Água Telefone Impostos Etc...
Janeiro Despesas Aluguel Seguro Parcela do carro Parcela de dívida Dizimo Poupança Comida Eletricidade Água Vestuário Transporte (Combustível, Ônibus) Telefone DESPESA TOTAL Planejado R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ 100 20 70 50 50 50 100 20 15 50 50 25 600 Atual Fevereiro Planejado R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ 100 20 70 50 50 50 100 20 15 50 50 25 600 Atual

www.incentivo.org.br

13

Finanças Pessoais: Orçamento
Os 6 passos para fazer um orçamento:
Passo 1: Registre todas as rendas mensais; Passo 2: Registre todas as despesas mensais; Passo 3: Calcule o total da renda mensal e das despesas mensais; Passo 4: Planeje a renda e as despesas do próximo mês; Passo 5: Compare a renda e as despesas do mês.

www.incentivo.org.br

14

Finanças Pessoais: Orçamento
Passo 1: Registre todas as rendas mensais
Escreva todas as formas de renda incluindo: Salário Benefícios do governo Ajuda em dinheiro da Família

Janeiro RENDA Planejado Atual

Fevereiro Planejado Atual

Salário Benefícios do Governo

R$ 500

R$ 100

Outras rendas

R$ 10

www.incentivo.org.br

15

Finanças Pessoais: Orçamento
Passo 1: Registre todas as rendas mensais
Preencha o formulário a seguir com a sua renda

Mês Atual RENDA Salário R$ Planejado Atual R$

Próximo Mês Planejado Atual

Benefícios do Governo

R$

R$

Outras rendas

R$

R$

www.incentivo.org.br

16

Finanças Pessoais: Orçamento
Passo 2: Registre todas as despesas mensais
Janeiro Fevereiro Atual Planejado R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ 100 20 70 50 50 50 100 20 15 50 50 25 600 Atual

Escreva todas as formas de renda incluindo : Aluguel Seguro saúde Transporte Comida Eletricidade Água Telefone Impostos Etc...

Despesas Aluguel Seguro Parcela do carro Parcela de dívida Dízimo Poupança Comida Eletricidade Água Vestuário Transporte (Combustível, Ônibus) Telefone DESPESA TOTAL

Planejado R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ 100 20 70 50 50 50 100 20 15 50 50 25 600

www.incentivo.org.br

17

Finanças Pessoais: Orçamento
Passo 2: Registre todas as despesas mensais
Preencha o formulário a seguir com as suas despesas
Mês Atual Próximo Mês

Despesas Dízimo Poupança

Planejado

Atual

Planejado

Atual

DESPESA TOTAL

www.incentivo.org.br

18

Finanças Pessoais: Orçamento
Passo 3: Calcule o total da renda mensal e das despesas mensais Janeiro Fevereiro
Despesas Aluguel Seguro Janeiro RENDA Salário Benefícios do Governo Outras rendas RENDA TOTAL Planejado Atual R$ 500 R$ 100 R$ 0 Fevereiro Parcela do carro Planejado Atual Parcela de dívida Dízimo Poupança Comida Eletricidade R$ 600 Água Vestuário Transporte (Combustível, Ônibus) Telefone DESPESAS TOTAIS R$ R$ 16 45 R$ R$ R$ R$ R$ 50 50 50 105 18 R$ 70 Planejado Atual R$ R$ 100 20 Planejado Atual

R$ R$ R$

45 28 597

www.incentivo.org.br

19

Finanças Pessoais: Orçamento
Passo 4: Planeje a renda e as despesas do mês que vem
Avaliando sua renda e despesa mensal, faça uma projeção de sua renda e despesa do próximo mês.
Janeiro Despesas Aluguel Seguro Parcela do carro Parcela de dívida Janeiro RENDA Salário Benefícios do Governo Outras rendas RENDA TOTAL Planejado Atual R$ 500 R$ 100 R$ 0 Fevereiro Dízimo Planejado R$ R$ R$ R$ 500 100 5 605 Atual Poupança Comida Eletricidade Água Vestuário R$ 600 Transporte (Combustível, Ônibus) Telefone DESPESA TOTAL R$ R$ R$ R$ R$ 50 100 20 15 50 R$ R$ R$ R$ R$ 50 100 20 15 50 R$ 50 R$ 50 Planejado R$ R$ R$ R$ 100 20 70 50 Atual Fevereiro Planejado R$ R$ R$ R$ 100 20 70 50 Atual

R$ R$ R$

50 25 600

R$ R$ R$

50 25 600

www.incentivo.org.br

20

Finanças Pessoais: Orçamento
Passo 5: Compare a renda e as despesas do mês.
DESPESAS Aluguel Janeiro RENDA Salário Benefícios do Governo Outras rendas RENDA TOTAL Planejado Atual R$ 500 R$ 100 R$ 0 Fevereiro Planejado R$ R$ R$ R$ 500 100 5 605 Atual R$ 500 Parcela de dívida R$ 100 R$ 5 Dízimo Poupança Comida R$ 600 R$ 605 Eletricidade Água R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ 50 50 50 105 18 16 45 R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ 50 50 50 100 18 16 40 R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ 50 50 50 97 19 17 50 Seguro Parcela do carro Janeiro Planejado R$ R$ R$ Atual 100 20 70 Fevereiro Planejado R$ R$ R$ 100 20 70 Atual R$ R$ R$ 100 20 70

Atual Fevereiro Renda – Despesa: Renda Total – Despesa Total Ganho liquido em Fevereiro 605 – 595 +10

Vestuário Transporte (Combustível, Ônibus) Telefone DESPESAS TOTAIS

R$ R$ R$

45 28 597

R$ R$ R$

45 30 589

R$ R$ R$

45 27 595

www.incentivo.org.br

21

Finanças Pessoais: Orçamento
Coloque tudo junto:
Se sua renda é maior que a sua despesa. PARABÉNS!!! Você está no caminho certo. certo Se suas despesas são maiores que a sua renda. CUIDADO!!! Você esta no caminho errado. errado Com um orçamento você pode fazer um grande exercício de controle sobre a sua renda e despesa.

January RENDA Salário Benefícios do Governo Outras rendas RENDA TOTAL DESPESA Aluguel Seguro Parcela do carro Parcela de dívida Dízimo Poupança Comida Eletricidade Água Vestuário Transporte (Combustível, Ônibus) Telefone DESPESAS TOTAIS GANHO MENSAL R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ 100 20 70 50 50 50 105 18 16 45 45 28 597 3 R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ 100 20 70 50 50 50 100 18 16 40 45 30 Planejado Atual R$ 500 R$ 100 R$ 0

February Planejado R$ R$ R$ R$ 500 100 5 605 Atual R$ R$ R$ R$ 500 100 5 605

R$ 600

R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$

100 20 70 50 50 50 97 19 17 50 45 27 595 10

589 16

www.incentivo.org.br

22

Finanças Pessoais: Orçamento
Caso de Estudo
Elyseu e Débora Castro acabaram de ganhar o seu primeiro filho. Eles gostariam de economizar dinhjeiro para poder comprar a casa própria e criar um fundo missionário para o filho. Atualmente Elyseu ganha um salário de R$1.200 e a Débora não trabalha. A seguir, encontra-se uma lista com a renda e as despesas que a família Castro tem. Ajude-os a criar um orçamento para o próximo mês e responda às seguintes perguntas: A família Castro ganha mais do que gasta? Qual a quantia das despesas mensais que eles parcelam? Com a renda e despesas atuais, quanto dinheiro a família Castro pode economizar por mês? Como a família Castro pode melhor gerenciar suas finanças?
Despesas da familia Castro
Saláiro R$1.200 por mês Dízimo R$120 Transporte R$1.50 por dia Comida R$75 por semana Aluguel R$300 por mês Remédio $R50 por mês Água R$30 Luz R$25 Telefone (de casa) R$40 Telefone celular R$50 TV a cabo R$60 Parcela do computador R$35 Contas do hospital R$42

www.incentivo.org.br

23

Orçamento Renda

Janeiro Planajado Atual

Fevereiro Planajado Atual

Março Planajado Atual

Abril Planajado Atual

Maio Planajado Atual

Junho Planajado Atual

Renda Total Despesas

Despesas Totais

www.incentivo.org.br

24

Orçamento Renda

Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Planajado Atual Planajado Atual Planajado Atual Planajado Atual Planajado Atual Planajado Atual

Renda Total Despesas

Despesas Totais
www.incentivo.org.br 25

Finanças Pessoais

Aula 2: Diminuindo Custos e Reduzindo Despesas
“O hábito de administrar seu dinheiro é mais importante do que a quantidade.”

Finanças Pessoais: Diminuindo Custos
Estudo de Caso
Hugo e Tiago trabalham como motoboys. Hugo comprou sua moto e paga R$12 por dia para financiar o empréstimo, enquanto Tiago aluga uma moto por uns R$10 por dia. Hugo faz o sacrifício de ganhar R$2 há menos por dia (ou R$40 menos por mês) em vez de alugar. De fato, ele guardou dinheiro por dois anos para poder pagar a entrada, fazendo um orçamento pessoal para poder guardar o dinheiro suficiente para essa ocasião. Hugo economizou um dinheirinho todos os dias tomando água em vez de refrigerante, andando em vez de pegar ônibus, e preparando a refeição em casa em vez de sair para comer na rua. O empenho que Hugo fez em diminuir custos, no final das contas, valeu a pena. Dentro de um ano, quando o empréstimo estiver pago, Hugo será o dono de sua moto e, como resultado, irá dobrar sua renda. Porém, Tiago continuará alugando, pagando R$10 por dia e ganhando o mesmo salario.

www.incentivo.org.br

27

Finanças Pessoais: Diminuindo Custos
Diminuir custos é dificílimo e requer sacrifício!!! Diminuir
custos é prolongar a gratificação futura. Para diminuir os custos é necessário abrir mão de certas coisas no curto prazo para depois poder obter outras mais importantes.

Todo mundo, independente de quanto dinheiro ganha ou possui, pode diminuir custos. Há muitos que pensam que têm pouco então
não podem diminuir custos. Porém, dá para todo mundo achar um jeito de diminuir custos. Se você não diminui custos e não guarda dinheiro, não importa o quanto que é difícil, a sua situação atual não vai melhorar! Observe cada real que você gasta e analise como é que você pode economizar para poder poupar.

www.incentivo.org.br

28

Finanças Pessoais: Diminuindo Custos
“De grão em grão a galinha enche o papo.”
O que significa diminuir custos?
Diminuir custos é reduzir despesas. Ao reduzir as despesas o indivíduo retêm mais renda, que pode ser ultilizada para eliminar dívidas e pagar a educação, o serviço missionário, ou outros ítens essenciais de alto valor.

Como se pode diminuir custos?
Reduzindo a quantidade ou frequência de compras ou reduzindo o preço que se paga por algo.

Como reduzir as despesas poderá ajudar você?
Visto que cada real que você guarda hoje aumentará a sua segurança financeira e proverá um futuro melhor. Limitar corretamente as despesas é a chave para o bem-estar financeiro.

www.incentivo.org.br

29

Finanças Pessoais: Diminuindo Custos
Os 6 passos para diminuir custos:
Passo 1: Determinar suas metas pessoais à longo prazo/razão pela qual você guarda dinheiro; Passo 2: Criar um orçamento; Passo 3: Determinar quais despesas são “necessidades” e quais são “supérfluos”; Passo 4: Decidir quais despesas/consumos serão reduzidos ou eliminados; Passo 5: Estabelecer e cumprir com os compromissos para reduzir despesas específicas; Passo 6: Acompanhar o seu progresso rumo às metas de longo prazo.

www.incentivo.org.br

30

Finanças Pessoais: Diminuindo Custos
Passo 1: Determinar suas metas pessoais à longo prazo/razão pela qual você guarda dinheiro
Qual o seu motivo urgente para guardar dinheiro? - Eliminar Dívidas; - Uma entrada para a casa própria; - Educação; - Caravana ao Templo; - Missão. Como esta meta te ajudará a cumprir com os objetivos de sua vida? Porque valerá a pena sacrificar para atingir esta meta?

www.incentivo.org.br

31

Finanças Pessoais: Diminuindo Custos
Passo 1: Determinar suas metas pessoais à longo prazo/razão pela qual você guarda dinheiro
Metas à curto prazo Metas à longo prazo

www.incentivo.org.br

32

Finanças Pessoais: Diminuindo Custos
Passo 2: Criar um orçamento
Visto que o primeiro passo para reduzir as despesas é entender como você está gastando o seu dinheiro, o orçamento é um instrumento vital. O propósito do orçamento é especificar como e onde você ganha e gasta o seu dinheiro. Um orçamento pode ajudar a entender melhor a renda e as despesas e, assim, poderá reconhecer as despesas extras e saber como pode reduzi-las.

Janeiro RENDA Salário Beneficios do Governo Outra Renda RENDA TOTAL DESPESAS Aluguel Seguro Parcela do Carro Parcela de Dívida Dízimo Poupança Comida Conta de Luz Conta de Agua Vestuário Transporte (Combustível e ônibus Telefone DESPESAS Totais GANHO do MÊS $ $ $ $ $ $ $ $ $ $ 100 20 70 50 50 50 105 18 16 45 $ $ $ $ $ $ $ $ $ $ Estimativa Atual $ 500 $ 100 $ 0

Fevereiro Estimativa $ $ $ $ 500 100 5 605 $ $ $ $ Atual 500 100 5 605

$ 600

100 20 70 50 50 50 100 18 16 40

$ $ $ $ $ $ $ $ $ $

100 20 70 50 50 50 97 19 17 50

$ $ $ $

45 28 597 3

$ $ $ $

45 30 589 16

$ $ $ $

45 27 595 10

www.incentivo.org.br

33

Finanças Pessoais: Diminuindo Custos
Passo 3: Determinar quais despesas são necessidades e quais são supérfluos
“Necessidades” são as coisas que são absolutamente necessárias no dia a dia. “Desejos supérfluos” são as coisas que queremos, mas que não são necessárias para sobreviver Por Exemplo: Necessidades: Casa Comida Remédio Roupa
Janeiro DESPESAS Aluguel Seguro Parcela do Carro Parcela da Divida Dízimo Poupança Comida Conta de Luz Conta de Agua Est. Atual $ $ $ $ $ $ $ $ $ $ 100 20 70 50 50 50 105 18 16 45 $ $ $ $ $ $ $ $ $ $ Fevereiro Est. 100 20 70 50 50 50 100 18 16 40 $ $ $ $ $ $ $ $ $ $ Atual 100 20 70 50 50 50 97 19 17 50

Supérfluos: Roupa Nova Bolachas Refrigerante Playstation

Vestuário Transporte (Combustível e ônibus Telefone DESPESAS TOTAIS

$ $ $

45 28 597

$ $ $

45 30 589

$ $ $

45 27 595

www.incentivo.org.br

34

Finanças Pessoais: Diminuindo Custos
Passo 3: Determinar quais despesas são necessidades e quais são desejos supérfluos
Utilizando a lista de suas despesas, faça uma lista de suas Necessidades e Supérfluos. Necessidades Desejos Supérfluos

www.incentivo.org.br

35

Finanças Pessoais: Diminuindo Custos
Passo 4: Decidir quais despesas/consumos serão reduzidos ou eliminados
No exemplo ao lado, certas despesas poderão ser reduzidas:
Muitas vezes as despesas com alimentação podem ser reduzidas pela metade quando planejamos fazer comida em casa em vez de comer na rua; O dinheiro gasto com roupa pode ser reduzido quando buscamos ofertas em vez de algo “fashion”; As despesas de transporte podem ser reduzidas através de atividades tal como: caminhar, eliminar viagens desnecessárias, e pegar carona;
Janeiro DESPESAS Aluguel Seguro Parcela do Carro Parcela da Divida Dízimo Poupança Comida Conta de Luz Conta de Agua Vestuário Transporte (Combustível e ônibus Telefone DESPESAS TOTAIS Est. Atual $ $ $ $ $ $ $ $ $ $ 100 20 70 50 50 50 105 18 16 45 $ $ $ $ $ $ $ $ $ $ Fevereiro Est. 100 20 70 50 50 50 100 18 16 40 $ $ $ $ $ $ $ $ $ $ Atual 100 20 70 50 50 50 97 19 17 50

$ $ $

45 28 597

$ $ $

45 30 589

$ $ $

45 27 595

www.incentivo.org.br

36

Finanças Pessoais: Diminuindo Custos
Passo 4: Decidir quais despesas/consumos serão reduzidos ou eliminados
Janeiro Fevereiro Atual $ $ $ $ $ $ $ $ $ $ 100 20 70 50 50 50 105 18 16 45 $ $ $ $ $ $ $ $ $ $ Est. 100 20 70 50 50 50 100 18 16 40 $ $ $ $ $ $ $ $ $ $ Atual 100 20 70 50 50 50 97 19 17 50

As despesas com um celular podem ser reduzidas ou eliminadas sem a menor inconveniência; Até as despesas maiores, tal como aluguel, podem ser reduzidas ao evitar moradia extravagante, alugar vaga com amigos, ou dividir despesas morando com parentes.

DESPESAS Aluguel Seguro Parcela do Carro Parcela da Divida Dízimo Poupança Comida Conta de Luz Conta de Agua Vestuário Transporte (Combustível e ônibus Telefone DESPESAS TOTAIS

Est.

$ $ $

45 28 597

$ $ $

45 30 589

$ $ $

45 27 595

www.incentivo.org.br

37

Finanças Pessoais: Diminuindo Custos
Passo 4: Decidir quais despesas/consumos serão reduzidos ou eliminados
Utilizando a lista de suas despesas, faça uma lista de despesas que você poderá reduzir: Despesas a reduzir Valor (R$)

www.incentivo.org.br

38

Finanças Pessoais: Diminuindo Custos
Passo 5: Estabelecer e cumprir com os compromissos para reduzir despesas específicas
Ao revisar as metas/objetivos traçados para guardar dinheiro, você poderá fazer metas específicas no orçamento para guardar dinheiro suficiente para alcançar essas metas. Por Exemplo, se Tiago (do exemplo sitado no início desta lição) tivesse decidido que queria guardar dinheiro suficiente para dar uma entrada numa moto, talvez ele tivesse determinado que teria de guardar R$2 por dia durante um ano. Assim, revisando o orçamento e traçando metas atingíveis de diminuir custos, Tiago poderá identificar as despesas que terá que reduzir ou eliminar e estabelecer a meta de guardar R$2 por dia.

www.incentivo.org.br

39

Finanças Pessoais: Diminuindo Custos
Passo 6: Acompanhar o seu progresso rumo às metas de longo prazo
Acompanhar o seu progresso em atingir as metas traçadas é importante. Ao ver o acúmulo de dinheiro na sua conta corrente, irá lembrar dos seus objetivos e terá motivação para continuar na busca das metas de longo prazo. Uma das melhores formas de acompanhar seu progresso é depositar o dinheiro que você economizou em uma conta separada. Isto irá prevenir empréstimos de “emergência” da poupança e o capacitará a cumprir as tarefas rumo a meta de longo prazo.

www.incentivo.org.br

40

Finanças Pessoais: Diminuindo Custos
Conclusão
Três perguntas que todos devem fazer para si mesmo antes de gastar dinheiro:
1.

2. 3.

A despesa realmente é necessária? Ou será possível conseguir o mesmo efeito pessoal sem usar dinheiro ou por gastar menos? A despesa contribui ou impede a minha riqueza/felicidade? Esta é uma compra planejada ou de impulso? Estou sentindo pressionado para comprar algo que não tenho certeza que preciso?

www.incentivo.org.br

41

Finanças Pessoais: Diminuindo Custos
Caso de Estudo
Recentemente o Daniel concluiu o curso de Finanças Pessoais da Incentivo e agora está tentando diminuir os custos e administrar melhor seu dinheiro. Daniel estabeleceu uma meta de curto prazo para economizar 15% do salário ou R$150 por mês. Utilizando o orçamento à direita, responda às seguintes perguntas e ajude Daniel a atingir sua meta.

www.incentivo.org.br

42

Finanças Pessoais: Diminuindo Custos
Faça uma lista das necessidades e dos desejos supérfluos de Daniel; Determine quais supérfluos devem ser reduzidos ou eliminados; Determine quais necessidades devem ser reduzidas e em que valor; Refaça o orçamento para Daniel; Escreva duas dicas de como Daniel pode manter o orçamento enquanto economiza R$150 por mês.
Receita Salário Outra Receita March Es timativa $1,000.00 $5.00 April Atual Es timativa Atual $1,000.00 $5.00 $1,005.00 $250.00 $50.00 $120.00 $75.00 $100.50 $50.00 $120.00 $19.00 $17.00 $55.00 $28.50 $30.00

Receita Total DES PES AS Aluguel Seguro Parcela do Carro Parcela da Divida Dízimo Poupança Comida Conta de Luz Conta de Agua Roupa Video Game Soccer Tickets Trans porte (Combus tível e ônibus Celular Total Das Des pes as

$1,005.00 $250.00 $50.00 $120.00 $75.00 $100.50 $50.00 $100.00 $20.00 $16.00 $40.00 $20.00 $20.00

$45.00 $30.00

$45.00 $42.00

$936.50 $1,002.00

www.incentivo.org.br

43

Finanças Pessoais

Aula 3: Eliminando Dívidas
“O segredo do sucesso financeiro não se encontra ao evitar ou recuar diante dos problemas; o segredo do sucesso se encontra na capacidade de desenvolver a habilidade de resolver problemas.”

Finanças Pessoais: Eliminando Dívidas
O que é dívida?
Dívida é o dinheiro que devemos a outros, por termos pedido emprestado (empréstimos) ou por ter comprado coisas à prazo ou em prestações, com uma promessa de que reembolsaremos o dinheiro depois.

Como uma pessoa entra em dívida?
Normalmente entramos em dívida quando gastamos mais dinheiro do que ganhamos ou compramos algo sem pagar imediatamente por isto. Se gastamos mais do que ganhamos, contraímos uma dívida. Se ganhamos mais do que gastamos, temos uma poupança.

www.incentivo.org.br

45

Finanças Pessoais: Eliminando Dívidas
Porque a dívida é ruim?

Relacionamento – O Pres. Gordon B. Hinckley disse que a 1ª causa de
divórcios na igreja ocorre por razões financeiras. “De todos os divórcios, 75% a 89% são relacionados à disputas e acusações sobre dinheiro”

Preocupações / Medo –
Dívidas e juros de pagamentos gerados por gastarmos mais do que ganhamos podem causar tensão significativa e constantes preocupações em nossas vidas.

Saúde Espiritual –
Dívidas significativas podem causar um foco impróprio na sobrevivência e bem-estar.

www.incentivo.org.br

46

Finanças Pessoais: Eliminando Dívidas
Estudo de Caso:
Debora com vinte anos de idade teve um grande problema de dívida. Ao longo dos 3 anos anteriores, ela não administrou bem o seu dinheiro; e nem mesmo começou um negócio próprio, já estava gastando mais dinheiro do que ganhando; tinha pego dinheiro emprestado para pagar contas, tinha comprado artigos à crédito, e pego um empréstimo para pagar as taxas e os juros. Quando ela buscou aconselhamento em relação à suas dívidas, o valor total já excedia a metade do seu salário anual. Ela estava desesperada por ajuda e dedicada a mudar a sua situação financeira. Depois de discussões sobre eliminação de dívida, com determinação, a mulher: 1) começou a pagar fielmente o dízimo; 2) preparou um orçamento de suas rendas e despesas; 3) procurou modos para reduzir as despesas ao máximo possível; 4) procurou meios de aumentar a renda para pagar seus gastos. Dentro de sete meses, ela conseguiu reduzir a dívida pela metade, dedicando aproximadamente a metade do seu salário integral para pagar as dívidas. Recentemente ela informou que pagou integralmente todas as suas dívidas e tem vivido dentro de um orçamento de maneira tranquila.

www.incentivo.org.br

47

Finanças Pessoais: Eliminando Dívidas
Quais tipos de dívida contraímos?
Educação Compra da casa própria Empréstimo Empresarial Gastos de Emergência Médico / Saúde Financiamento de Carro Eletrodomésticos Roupas / Sapatos Presentes de Natal Comida / Mantimentos

www.incentivo.org.br

48

Finanças Pessoais: Eliminando Dívidas
Planejamento financeiro - eliminação de dívida é 1ª prioridade
1. 2.

Elimine dívida Economize para “dias chuvosos”
2-5 meses de despesas

3.

Economize para compras grandes
Entrada em uma casa Missão A Educação dos filhos Carro

www.incentivo.org.br

49

Finanças Pessoais: Eliminando Dívidas
Dívidas grandes hipotecam nosso futuro. Elas comprometem o dinheiro que ainda trabalharemos para ganhar. Mais adiante, a maioria das dívidas requer que paguemos juros que constantemente aumentam a quantia devida e tornam nossas dívidas ainda mais difíceis de pagar.

Como um orçamento pode lhe ajudar a eliminar dívidas?
Através do orçamento da renda e das despesas nós podemos ver formas de reduzir despesas e aumentar a renda. Podemos usar o excesso da renda para pagar as dívidas excedentes.

Como a eliminação de dívidas irá me ajudar?
Quando pagamos integralmente nossas dívidas e vivemos dentro de nosso orçamento, podemos começar a economizar para o futuro, enquanto nos preparamos para emergências e despesas futuras (missão, casa, educação).

www.incentivo.org.br

50

Finanças Pessoais: Eliminando Dívidas
Os 6 passos para eliminar dívidas:
Passo 1: Pague fielmente o dízimo; Passo 2: Prepare um orçamento; Passo 3: Liste as dívidas; Passo 4: Priorize as dívidas; Passo 5: Faça metas para pagar integralmente as dívidas mais altas primeiro (usando um calendário de eliminação-dívida) Passo 6: Crie um excedente gastando menos / ganhando mais.

www.incentivo.org.br

51

Finanças Pessoais: Eliminando Dívidas
Passo 1: Pague fielmente o dízimo
“Se o dízimo e a oferta de jejum são as primeiras obrigações que cumprirmos depois de receber o salário, nosso compromisso a esse princípio do evangelho importante [dízimo] será fortalecido e a probabilidade de uma administração financeira incompetente, se reduzirá.”
– Elder Marvin J. Ashton em “One for the Money: Guide to Family Finance”

“Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o Senhor do Exéricitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes.”
– Malaquias 3:10

www.incentivo.org.br

52

Finanças Pessoais: Eliminando Dívidas
Passo 2: Prepare um orçamento
Através do orçamento de renda e despesas nós podemos ver oportunidades para reduzir despesas e aumentar a renda. Podemos usar o excedente para pagar as dívidas.

January RENDA Salário Benefícios do Governo Outras rendas RENDA TOTAL DESPESA Aluguel Seguro Parcela do carro Parcela de dívida Dízimo Poupança Comida Eletricidade Água Vestuário Transporte (Combustível, Ônibus) Telefone DESPESAS TOTAIS GANHO MENSAL R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ 100 20 70 50 50 50 105 18 16 45 45 28 597 3 R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ Planejado Atual R$ 500 R$ 100 R$ 0

February Planejado R$ R$ R$ R$ 500 100 5 605 Atual R$ R$ R$ R$ 500 100 5 605

R$ 600

100 20 70 50 50 50 100 18 16 40 45 30 589 16

R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$

100 20 70 50 50 50 97 19 17 50 45 27 595 10

www.incentivo.org.br

53

Finanças Pessoais: Eliminando Dívidas
Passo 3: Liste as dívidas
Alguns exemplos de dívidas:
Quantia

Juros
5% 18% 12% 3% 5%

Empréstimos bancários Empréstimos para ativos pessoais grandes (carro, casa, educação) Empréstimos pessoais (de amigos, família) Gastos no cartão de crédito Contas fora do padrão não pagadas (plano de saúde, impostos, outro) Crediários em lojas (prestação compra)

Dentista Cartão de Crédito Lojas Dividas Educacionais Empréstimo do carro

R$ 810 R$ 440 R$ 820 R$ 1400 R$ 2110

www.incentivo.org.br

54

Finanças Pessoais: Eliminando Dívidas
Passo 3: Liste as dívidas
Escreva abaixo todas as dívidas que possui:

www.incentivo.org.br

55

Finanças Pessoais: Eliminando Dívidas
Passo 4: Priorize as dívidas
Pague as dividas com os maiores juros primeiro
Quantia Cartão de Crédito Lojas Dentista Empréstimo do carro Dividas Educacionais R$ 440 R$ 820 R$ 810 R$ 2110 R$ 1400

Juros
18% 12% 5% 5% 3%

www.incentivo.org.br

56

Finanças Pessoais: Eliminando Dívidas
Passo 4: Priorize as dívidas
Liste e priorize as suas dívidas de acordo com o juros mais altos

Quantia Ex. Cartão de Crédito R$ 440

Juros
18%

www.incentivo.org.br

57

Finanças Pessoais: Eliminando Dívidas
Passo 5: Faça metas para pagar integralmente as dívidas mais altas primeiro (usando um calendário de eliminaçãodívida)
Pague as dívidas com os maiores juros primeiro! Use um calendário de eliminação-dívida Sacrifique outras despesas até que você esteja livre de dívidas.

www.incentivo.org.br

58

Finanças Pessoais: Eliminando Dívidas
Passo 6: Crie um excedente gastando menos e/ou procurando meios de ganhar mais.
1. Aumentando a renda 2. Reduzindo as despesas = Aumento do excedente Use o excedente para pagar as dívidas

January RENDA Salário Benefícios do Governo Outras rendas RENDA TOTAL DESPESA Aluguel Seguro Pagamento do carro Pagamento de dívida Dizimo Poupança Comida Eletricidade Água Vestuário TransportE (Gasolina, Ônibus) Telefone DESPESAS TOTAIS GANHO MENSAL R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ 100 20 70 50 50 50 105 18 16 45 45 28 597 3 R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ Plan Atual R$ 500 R$ 100 R$ 0

February Planejado R$ R$ R$ R$ 500 100 5 605 Atual R$ R$ R$ R$ 500 100 15 605

R$ 600

100 20 70 50 50 50 100 18 16 40 45 30 589 16

R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$

100 20 70 50 50 50 87 19 17 40 45 22 595 45 (= R$ 50 + R$ 45) R$ 95

www.incentivo.org.br

59

Finanças Pessoais: Eliminando Dívida

O calendário de eliminação de dívidas pode lhe ajudar a diminuir ou eliminar dívidas desnecessárias. Rascunhe várias colunas numa folha. Na primeira coluna à esquerda, escreva os nomes dos meses, começando com o próximo mês. Em cima da próxima coluna, escreva o nome do credor que você quer pagar primeiro. Geralmente será a dívida com os juros mais altos. Aliste a parcela mensal desse credor até pagar a dívida toda, como no exemplo acima. Na próxima coluna, escreva o nome do segundo credor que você quer pagar, e aliste o pagamento mínimo para cada mês. Depois de pagar o primeiro credor, some a quantia desse pagamento mensal com o pagamento mínimo do segundo credor. No exemplo acima, note que a família pagou 100% da dívida do cartão de crédito. Depois somaram os R$110 com o pagamento de R$ 70 para lojas, criando um novo pagamento mensal de R$180. Continue o processo até pagar todas as dívidas.
www.incentivo.org.br 60

Finanças Pessoais: Eliminando Dívida
Estudo de caso:
Adiel e Mônica já namoram há um ano. O casal pretende ficar noivo e casar antes de completar dois anos de namoro. Porém, Adiel possui maus hábitos de consumo e tem acumulado uma boa quantidade de dívidas. A seguir, encontra-se uma lista de dívidas, juros e o pagamento mínimo. Ajude Adiel a eliminar sua dívida antes do casamento:
1º Cartão de Crédito: R$450, 17% (pagamento mínimo mensal, R$50) Conta do Hospital: R$475, 8% (pagamento mínimo mensal, R$30) 2º Cartão de Crédito: R$600, 22% (pagamento mínimo mensal, R$100) Empréstimo da Família R$650, 0% (pagamento mínimo mensal, R$20) Carnê de Loja: R$525, 12% (pagamento mínimo mensal, R$25)

www.incentivo.org.br

61

Finanças Pessoais: Eliminando Dívida
Estudo de Caso:
1.

2.

3. 4.

Quanto será a quantidade mínima que Adiel pagará por mês para as dívidas? Se Adiel receber um bônus de R$500 no mês de julho, o que ele deve fazer com este dinheiro? Quais seriam alguns exemplos de “dias chuvosos”? Qual o papel do orçamento no processo de eliminar dívidas?

www.incentivo.org.br

62

Finanças Pessoais

Aula 4: Economizando Dinheiro
“Se você não estiver completa, total, e verdadeiramente comprometido a gerar riqueza, o mais provável é que não conseguirá.”

Finanças Pessoais: Economizando Dinheiro
Estudo de Caso:
José Carlos e Cristiane, determinados a encontrar um jeito de economizar R$40 por mês, começaram a buscar meios para administrar melhor seu dinheiro. Depois de revisar suas finanças pessoais, José Carlos e Cristiane se deram conta de que ele gastava pelo menos R$80 ou 10% (80/800=10%) do salário mensal com almoço. José Carlos trabalha numa imobiliária e todo dia ele e os colegas comem na lanchonete ao lado. Visto que os colegas dele querem economizar dinheiro, eles pedem a oferta de R$4, que inclui um sanduíche, batata frita, e um refrigerante. José Carlos se contenta com a refeição de R$4 e sente que é um ótimo preço e que está economizando dinheiro. Analisando o almoço de R$4, José Carlos disse, “Para mim era um bom negócio, por causa da quantidade de comida e da conveniência do local. Foi agradável sentar-nos para conversar e não ter que preocupar-nos com o almoço. Mas, ao reconhecer o quanto que eu gastava no almoço durante o mês, me dei conta de que eu podia planejar e utilizar melhor meus recursos.” Trabalhando juntos, o casal determinou que se ele levasse um almoço todo dia ele gastaria a metade e economizaria mais ou menos R$2 por dia ou R$40 por mês. Determinados a trabalhar juntos para economizar R$40 por mês, Cristiane preparou o almoço de José Carlos todo dia e juntos começaram a economizar.
www.incentivo.org.br 64

Finanças Pessoais: Economizando Dinheiro
Economizar dinheiro é uma grande benção que resulta da administração eficaz de seu dinheiro e do orçamento. Quando economizamos dinheiro, podemos aprender a ser mais disciplinados, focalizados e auto-suficientes. O futuro é incerto e pode trazer grandes bençãos ou dificuldades. Ao sacrificar um pouco hoje podemos nos preparar para um dia chuvoso inesperado. Por quê devemos economizar?
Preparar para despesas inesperadas; Caso perca o emprego; Problemas de saúde; Emergências familiares; Desastres naturais; Ingressos para o campeonato de futebol.
www.incentivo.org.br 65

Finanças Pessoais: Economizando Dinheiro
Além de nos preparar para o inesperado, devemos planejar despesas grandes no futuro. Quando economizamos um pouco hoje, podemos evitar a acumulação de dívidas para as despesas de amanhã.

Quais são algumas das futuras despesas para as quais podemos, desde já, começar a economizar?
A entrada na casa própria; Matrícula para a faculdade/universidade; Caravana ao templo; Casamento; Missão.

www.incentivo.org.br

66

Finanças Pessoais: Economizando Dinheiro
“Por meio de coisas pequenas e simples, as grandes são realizadas” –Alma 37:6-7 Economizar dinheiro não é fácil. É difícil enxergar como economizar quantidades pequenas de dinheiro durante um tempo pode fazer a diferença. Porém, quantidades pequenas de dinheiro, economizadas consistentemente podem fazer uma grande diferença! Você acha que economizando R$10 por mês realmente pode fazer diferença? Se alguém economizar R$10 por mês durante 5 anos, quanto dinheiro terá após esse período?
Previsão aproximada de poupança guardando pequena quantia de dinheiro cada mês: 7% juros compostos ao ano.
PREVISÃO R$10,00 R$50,00 R$100,00 Após 1 ano R$124,00 R$620,00 R$1.236,00 Após 3 anos R$402,91 R$2.014,53 R$4.029,06 Após 5 anos R$723,97 R$3.619,83 R$7.239,65 Após 10 anos R$1.760,53 R$8.802,65 R$17.605,30 Após 20 anos R$5.369,65 R$26.848,25 R$53.696,49

www.incentivo.org.br

67

Finanças Pessoais: Economizando Dinheiro
Os 4 passos para economizar dinheiro:
Passo 1: Determine o seu motivo; Passo 2 Faça metas de curto e de longo prazo; Passo 3: Identifique o dinheiro que vai economizar; Passo 4: Crie um programa de poupança.

www.incentivo.org.br

68

Finanças Pessoais: Economizando Dinheiro
Passo 1: Determine seu motivo
Por que economizar?
Eliminar dívida; Dinheiro para comprar a casa própria; Educação / Faculdade; Caravana ao Templo; Missão; Fundo de reserva ou emergência. Por que economizar dinheiro é difícil? Economizar dinheiro exige disciplina. Para muitas pessoas, é difícil resistir ao impulso de gastar o dinheiro que não têm. É ainda mais difícil resistir a não gastar o dinheiro que têm disponível. Para adquirir a disciplina necessária para economizar, faça metas de curto e de longo prazo para estabelecer bons hábitos. Exercitando disciplina para economizar, este hábito tornar-se-á parte de seu caráter.

www.incentivo.org.br

69

Finanças Pessoais: Economizando Dinheiro
Passo 1: Determine o seu motivo
Por que você economiza? (Escreva sua resposta)

www.incentivo.org.br

70

Finanças Pessoais: Economizando Dinheiro
Passo 2: Identifique o dinheiro que vai economizar
Um orçamento pode ajudar você a identificar despesas que podem ser reduzidas a fim de que economize dinheiro. Para economizar, você deve ganhar mais ou gastar menos. Geralmente, a maioria de nossa poupança virá de despesas reduzidas porque temos mais controle sobre nossas despesas. Na Aula 2, falamos sobre limitar nossas despesas que são “necessidades”, eliminado despesas classificadas como “desejos supérfluos.” Não obstante, gastar menos é apenas uma das muitas maneiras de economizar. Os melhores padrões para economizar incluem: Comprar menos (reduzindo gastos); Pagar menos (descontos); Eliminar Dívidas/juros.

www.incentivo.org.br

71

Finanças Pessoais: Economizando Dinheiro
Passo 3: Faça metas de curto e longo prazo para economizar
Metas de curto prazo Metas de curto prazo devem realizar-se dentro de 3 a 6 meses e também devem contribuir para realizar metas de longo prazo.
Ex. Eu almoçarei em casa e assim economizarei $80 cada mês ou $480 em seis meses.

Metas de longo prazo Metas de longo prazo devem realizar os objetivos da vida.
Ex. Eu economizarei $80 de mês a mês por seis meses ($480) e $10 de mês a mês por 3 anos ($480+360=$840) para comprar uma máquina de costura.

www.incentivo.org.br

72

Finanças Pessoais: Economizando Dinheiro
Passo 3: Faça metas de curto e de longo prazo para economizar
Escreva suas metas de curto e de longo prazo. Metas de curto prazo

Metas de longo prazo

www.incentivo.org.br

73

Finanças Pessoais: Economizando Dinheiro
Passo 4: Críe um programa de poupança
Depois de ter decidido economizar dinheiro, críe um programa de poupança e veja sua poupança aumentar.
Um programa de poupança deve incluir 3 partes: Meta Mensal—Quanto dinheiro planeja poupar cada mês; Poupança Mensal—Quanto dinheiro poupa cada mês; Poupança total—Quanto dinheiro tem poupado no total Faça metas desafiantes, mas realistas!

www.incentivo.org.br

74

Finanças Pessoais: Economizando Dinheiro
Passo 4: Críe um programa de poupança
Um exemplo de programa de poupança específico: Um programa específico prevê metas de curto prazo de poupança. No exemplo abaixo, Kelly tem a meta de economizar $10 mês a mês para criar um fundo para emergências.

Programa de poupança Meta de poupança Poupança Mensual

Janeiro 10 10

Fevereiro 10 9

Março 10 11

Abril 10 15

Maio 10 15

Junho 10 10

Total

10

19

30

45

60

70

www.incentivo.org.br

75

Finanças Pessoais: Economizando Dinheiro
Programa de poupança Meta de poupança Poupança Mensal Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho

Poupança Total Programa de poupança Meta de poupança Poupança Mensal

Julho

Agosto

Setembro

Outubro

Novembro

Dezembro

Poupança Total

www.incentivo.org.br

76

Finanças Pessoais

Aula 5: Fazendo Seu Dinheiro Render
“Onde damos atenção, a energia corre como uma vazão, e os resultados aparecerão.”

Finanças Pessoais: Fazendo Seu Dinheiro Render
Estudo de Caso:
Pouco depois que João se casou, ele começou a estudar. Com o início desta nova vida, João teve que sustentar a própria família e já não podia contar com o sustento financeiro de seus pais. Para determinar a melhor maneira de fazer o dinheiro render, João criou um orçamento referente a um ano. Conhecendo sua renda mensal e as despesas fixas (dízimo, aluguel, poupança, educação), ele determinou quanto precisava para viver. Daí, enquanto estava estudando, João procurou um jeito de reduzir as despesas e poupar de todas as formas possíveis. Com um plano adequado e dedicação à frugalidade, João não somente manteve um estilo de vida decente para sua família, mas também poupou para poder pagar uma parte da faculdade do próximo ano.

www.incentivo.org.br

78

Finanças Pessoais: Fazendo Seu Dinheiro Render
Cuidar e entender seu dinheiro requer prática, trabalho árduo, e disciplina. É necessário que procure formas de esticar os recursos. Os exemplos a seguir são apenas estratégias que ajudarão a fazer o seu dinheiro render.

4 Estratégias para seu dinheiro render mais
Estratégia 1: Planejar o consumo/Pensar antes de comprar Estratégia 2: Fazer compras inteligentes Estratégia 3: Poupar para comprar Estratégia 4: Eliminar pagamentos que acumulam juros

www.incentivo.org.br

79

Finanças Pessoais: Fazendo Seu Dinheiro Render
Estratégia 1: Planejar o consumo
Utilize seu orçamento para determinar o quanto você consome e quais as suas necessidades. Ao entender o que e quando você consome, poderá planejar e controlar seu dinheiro. Presidente N. Eldon Tanner, escreveu: “Eu estou convencido de que não é a quantidade de dinheiro que um indivíduo ganha que traz paz à mente tanto como é ter controle do seu dinheiro. Dinheiro pode ser um servidor obediente, mas um patrão cruel.” (“Constancy and Change,” Ensign, Junho 1982, 4).

www.incentivo.org.br

80

Finanças Pessoais: Fazendo Seu Dinheiro Render
Estratégia 1: Planejar consumo/Pensar antes de comprar
Como pode o planejamento e a administração ajudar seu dinheiro a render?

Idéias do Curto Prazo
Fazer uma lista antes de ir às compras e SOMENTE comprar o que estiver nela; Consultar outros para verificar se as compras “fazem sentido”; Pesquisar a qualidade e confiança de “grandes compras” antes de comprá-las; Nunca fazer compras impulsivas – somente fazer compras depois de ponderá-las por 24 horas;

www.incentivo.org.br

81

Finanças Pessoais: Fazendo Seu Dinheiro Render
Estratégia 1: Planejar consumo/Pensar antes de comprar
Idéias de Longo Prazo
Pagar o dízimo/ofertas e depositar na poupança primeiramente; Observar alguém que sobrevive com renda limitada para determinar como viver frugalmente; siga o exemplo deles; Identificar quais compras de longo prazo são investimentos válidos (por exemplo, educação e moradia versus uma viagem e artigos luxuosos);

www.incentivo.org.br

82

Finanças Pessoais: Fazendo Seu Dinheiro Render
Estratégia 2: Fazer compras inteligentes
Fazer seu dinheiro render, requer decisões inteligentes e prática. Aprenda a fazer cada compra estender os recursos. Como é possível conseguir mais com seu dinheiro? Utilize cupons de ofertas; Compre ítens em oferta; Compre em quantidade grande; Compre comida não perecível; Compre mercadoria semi-nova de boa qualidade (móveis, televisão, carro) Pechinchar;

www.incentivo.org.br

83

Finanças Pessoais: Fazer Seu Dinheiro Render
Estrategia 2: Fazer compras inteligentemente
Como você pode fazer compras de modo mais inteligente? Aliste 5 maneiras de como usar melhor seu dinheiro ao fazer as compras:
1.
2. 3. 4. 5.

www.incentivo.org.br

84

Finanças Pessoais: Fazendo Seu Dinheiro Render
Estratégia 3: Poupar para comprar
Aqueles que poupam e compram com dinheiro evitam financiamentos e juros, estendem seu dinheiro, e pagam muito menos por tudo que compram. Poupar para comprar o que queremos requer disciplina. Quando prolongamos a gratificação instantânea e poupamos para fazer compras, evitamos financiamentos caros e nos afastamos da dívida.
“Aprendam a distinguir entre necessidades e desejos. Apetites de consumo são feitos pelo homem. O sistema do mercado livre providencia produtos e serviços sem limites que estimulam o nosso desejo e faz com que queiramos mais conveniência e luxo. Não critico o sistema nem a disponibilidade dos produtos ou serviços. Apenas me preocupo com nosso povo e seu emprego de bom julgamento nas compras. Nós temos que aprender que o sacrifício é uma parte vital da nossa disciplina eterna.” N. Eldon Tanner

www.incentivo.org.br

85

Finanças Pessoais: Fazendo Seu Dinheiro Render
Estratégia 3: Poupar para comprar
Quanto poupo quando compro à vista?

Estudo de Caso:
Raimundo e Adriano querem comprar uma televisão. Raimundo decide que vai comprar à prazo e Adriano decide comprar à vista. Sem entrada, Raimundo paga parcelas de R$41.43 por 24 meses, um total de R$994.32. Adriano decide que pagará à vista e todo mês começa a guardar R$41.43. Depois de 12 meses, Adriano consegue guardar R$497.16 e compra a mesma televisão. Quanto Adriano poupou por ter esperado os 12 meses e por ter pago à vista?

www.incentivo.org.br

86

Finanças Pessoais: Fazendo Seu Dinheiro Render
Estratégia 3: Poupar para comprar
Raimundo compra a televisão dele hoje e paga: (R$ 41.43 x 24 meses = R$ 994.32) Adriano compra a televisão após um ano e paga: (R$ 41.43 x 12 meses = R$ 497.16) Adriano pagou a metade que Raimundo gastou por ter pago à vista (R$ 994.32 - R$ 499.00 = R$ 495.32) R$ 994.32

R$ 499.00 __________ R$ 495.32

www.incentivo.org.br

87

Finanças Pessoais: Fazendo Seu Dinheiro Render
Estratégia 4: Eliminar pagamentos que acumulam juros
“Pagar por gastar o dinheiro dos outros é bom uso do seu dinheiro?”
O juro é dinheiro pago pelo devedor ao credor para o uso do dinheiro. Quando alguém toma dinheiro emprestado, paga uma taxa, ou juro, pelo privilégio de usar um dinheiro que não é seu. Esse privilégio muitas vezes leva uma multa alta a custo de juros altos. Aqueles que acumulam dívidas têm que pagar por usar o dinheiro dos outros. Ao evitar a dívida e o juro, poupamos dinheiro ANTES de comprar e, assim, evitamos o pagamento do serviço de usar o dinheiro que não é nosso. Temos que perguntar a nós mesmos, “Pagar para usar o dinheiro dos outros é um bom uso do meu dinheiro?” Na maioria dos casos, a resposta será “Não.”

www.incentivo.org.br

88

Finanças Pessoais: Fazendo Seu Dinheiro Render
Estratégia 4: Eliminar pagamentos que acumulam juros
Dívida custa dinheiro. Quanto mais tempo alguém estiver endividado, pagará mais pelo dinheiro emprestado.
“Agora … é a hora de pagar as obrigações. … Usemos esta oportunidade que temos para acelerar o reembolso de hipotecas e separar provisões para a educação, períodos baixos de poder financeiro, e emergências que possam nos esperar no futuro” - President Ezra T. Benson (“ ‘Pay Thy Debt, and Live,’ ” Ensign, Junho 1987, 5). Se estiver endividado, faça do pagamento das dívidas de altos juros a prioridade número um! Utilize o calendário de eliminação de dívidas (o que comentamos na aula 3) para organizar e reduzir as dívidas o mais rápido possível.

www.incentivo.org.br

89

Finanças Pessoais: Fazer Seu Dinheiro Render Mais
Estudo de Caso:
Maria vai ao supermercado para fazer compras para sua família. Ela está tentando administrar melhor seu dinheiro e eliminar as dívidas. Aliste 5 maneiras que Maria poderia planejar melhor e diminuir as suas despesas.
1.

2. 3. 4. 5.

www.incentivo.org.br

90

Finanças Pessoais

Aula 6: Manter hábitos eficazes de finanças pessoais
“Se você só estiver disposto a fazer aquilo que é fácil, a vida será difícil. Porém, se você estiver disposto a fazer aquilo que é difícil, a vida será fácil. “

Finanças Pessoais: Manter Hábitos Eficazes
Manter efetivamente hábitos de finança pessoal não é fácil. As pessoas que cuidam bem das finanças aprenderam a fazer um orçamento e controlar o desejo de gastar.

Estudo de caso:
Zezão e Poliana, recém-casados, achavam que um orçamento era desnecesário - “Nós sentíamos que havia tão poucas despesas que não era necessário criar um orçamento”, disse Poliana. O casal decidiu que iria fazer uma experiência. Durante um mês eles concordaram em manter todos os recibos das compras e analisar como estavam gastando o dinheiro. “No início isto parecia ridículo. Para mim, não gastava muito dinheiro”, admitiu Zezão. “Quando o mês terminou, ficamos impressionados ao descobrir que na verdade tínhamos gastado mais dinheiro do que ganhamos! Foi incrível ver quão rápido gastamos nosso dinheiro quando não existem restrições. Agora usamos um orçamento.”

www.incentivo.org.br

92

Finanças Pessoais: Manter Hábitos Eficazes
Aprender a fazer o orçamento e controlar as despesas leva tempo e requer esforço próprio. Com prática e determinação você entenderá melhor seus hábitos de consumo e aprenderá a administrar seu dinheiro. Fazer um orçamento eficaz e administrar bem seu dinheiro devem ser metas para a vida toda. No início, fazer e cumprir com o orçamento será um desafio enorme—talvez você até queira desistir. Porém, ao continuar praticando e aplicando os princípios do orçamento, será mais fácil e extremamente recompensador. Tome a iniciativa e faça a mudança hoje!

www.incentivo.org.br

93

Finanças Pessoais: Manter Hábitos Eficazes
7 Estratégias para manter hábitos de finanças pessoais eficazes:
Estratégia 1: Pague um dízimo honesto; Estratégia 2: Mantenha os planos de finanças com foco em resultados; Estratégia 3: Utilize um orçamento; Estratégia 4: Poupe dinheiro; Estratégia 5: Evite e elimine dívidas; Estratégia 6: Revise e atualize seu orçamento/finanças familiares com frequência; Estratégia 7: Personalize seu plano financeiro—descubra o que funciona melhor para você.

www.incentivo.org.br

94

Finanças Pessoais: Manter Hábitos Eficazes
Estratégia 1: Pague um dízimo honesto
Malaquias 3:10
O pagamento do dízimo é um mandamento com promessa. Se obedecermos este mandamento, receberemos a promessa de que iremos “prosperar na terra”. Esta prosperidade consiste em mais do que bens materiais—pode incluir saúde física e mental. Inclui solidariedade familiar e fortalecimento espiritual. Tudo o que temos neste mundo é do Senhor. Aprenda a confiar no Senhor e pagar seu dízimo primeiro. Viver a lei do dízimo ajudará a ser disciplinado, controlar os gastos, poupar dinheiro, e dar valor às bençãos que o Senhor já concedeu.

www.incentivo.org.br

95

Finanças Pessoais: Manter Hábitos Eficazes
Estratégia 2: Mantenha os planos de finanças com foco em resultados
Se você não tiver direção, sabe onde vai chegar? Estabeleça metas realístas que irão melhorar sua situação financeira e utilize estas metas para se auto disciplinar e motivar. Como os marinheiros que usaram as estrelas para guiá-los nas longas jornadas, focalize nas suas metas de longo e curto prazo e as utilize como um objetivo que te guiará pelos momentos bons e maus. Revise suas metas quando a sua situação financeira mudar. Se a sua renda aumentar, adapte suas metas para aumentar a poupança e diminuir a dívida. Se você tiver filhos, diminua seu consumo e comece a poupar para a missão e faculdade.

www.incentivo.org.br

96

Finanças Pessoais: Manter Hábitos Eficazes
Estratégia 3: Utilize um orçamento
O orçamento é um instrumento inestimável e necessário para poder administrar o dinheiro e o planejamento financeiro. Ajudará a entender e controlar o consumo, eliminar dívidas e poupar dinheiro. O orçamento é igual a um mapa que mostra onde você está e para onde vai. Faça do orçamento o seu companheiro, e com alguma disciplina, talvez fique rico!

www.incentivo.org.br

97

Finanças Pessoais: Manter Hábitos Eficazes
Estratégia 4: Poupe dinheiro e viva com menos do que você ganha
De grão em grão a galinha enche o papo! A vida é imprevisível. Prepare-se para eventos inesperados, vivendo com menos do que você ganha. A chave que facilita gastar menos do que ganhamos é a disciplina. Seja cedo ou tarde na vida, chega uma hora em que temos que aprender a disciplinar nossos apetites e nossos desejos de consumo. Muitas vezes podemos fazer mudanças pequenas e simples que somadas com o tempo, podem fazer uma diferença sólida. Comece agora! Faça metas de poupar para a faculdade, missão, e/ou uma casa.

www.incentivo.org.br

98

Finanças Pessoais: Manter Hábitos Eficazes
Estratégia 4: Poupe dinheiro e viva com menos do que você ganha

Não é impossível ganhar mais do que pode gastar. Não é a quantidade de dinheiro que o individuo ganha que traz paz à mente, tanto quanto é ter o controle do seu dinheiro. Dinheiro pode ser um servo obediente, mas um patrão cruel. Aqueles que estruturam um padrão de vida que possibilita ter reserva de dinheiro, controlam as circunstâncias. Aqueles que gastam um pouco mais do que ganham, são controlados pelas circunstâncias.

Tome controle de suas finanças pessoais e comece a poupar hoje!

www.incentivo.org.br

99

Finanças Pessoais: Manter Hábitos Eficazes
Estratégia 5: Evite e elimine dívidas
Elimine sua dívida e evite mais dívidas no futuro. A dívida é um peso grande no casamento e na família. Com um orçamento e plano apropriado, famílias podem eliminar dívidas em um tempo relativamente razoável. Quanto maior a dívida e mais longa, mais dinheiro seu vai para o bolso dos outros. Seja inteligente, elimine dívidas, utilize seu dinheiro para atingir as suas metas e ter uma mente tranquila. Heber J. Grant disse: “Se existe uma coisa que trará paz e satisfação ao coração humano, e à família, é o viver dentro dos nossos meios. E se é que existe uma coisa que é opressiva, desanimadora e desalentadora, é ter dívidas e obrigações que você não pode cumprir” (Gospel Standards, Salt Lake City: Improvement Era, 1941, p. 111).

www.incentivo.org.br

100

Finanças Pessoais: Manter Hábitos Eficazes
Estratégia 6: Revise e atualize seu orçamento/finanças familiares com frequência
Estudo de caso:
Eduardo, um executivo bem sucedido, sabia administrar bem o seu dinheiro e se esforçou muito para poder conseguir uma vida boa para sua família. Realizando reuniões familiares, ele ensinou a sua família a importância de traçar metas financeiras familiares. Juntos, eles pensaram em idéias e trabalharam para alcançar as metas. Durante uma certa época, a economia piorou e passou por uma recessão. Como resultado, Eduardo perdeu uma parte significativa de seu salário. Certa noite, ao realizar a reunião familiar, ele disse à família que a partir daquele momento, eles teriam que começar a diminuir o consumo. Ele pediu que cada filho sugerisse meios de reduzir custos e poupar dinheiro. Com esse desafio em mente, os filhos fizeram uma lista de coisas que fariam para diminuir o consumo e reduzir os custos. A lista incluiu atividades e idéias tais como; desligar as luzes não utilizadas, tomar um banho de menos duração, andar em vez de pegar ônibus, e levar lanche ao colégio em vez de comprar algo lá. Por ter ensinado e incluído a família no processo de fazer o orçamento, Eduardo tornou possível à família superar as dificuldades financeiras. Além disso, eles se tornaram em uma família mais unida e forte.

www.incentivo.org.br

101

Finanças Pessoais: Manter Hábitos Eficazes
Estratégia 6: Revise e atualize seu orçamento/finanças familiares com frequência
Revise e atualize o orçamento familiar e planejamento financeiro com frequência. O orçamento familiar, metas financeiras de curto prazo, e despesas mensais devem ser revisados a cada quinzena. Casais e famílias devem colaborar para poder traçar um orçamento eficaz e cumprir metas financeiras. Seja franco e hontesto com sua família em relação aos hábitos de consumo, dívidas, e outras obrigações financeiras. Debate com eles um plano para compras econômicas e trabalhem juntos para poupar para uma viagem ao templo, educação, missão, ou uma casa própria. Casais jovens devem reconhecer que não podem manter imediatamente o mesmo padrão de compras e estilo de vida que uma vez aproveitaram como parte da família dos pais. Aprenda a por as necessidades dos outros membros da sua família diante das suas. Habilidades com administração monetária devem ser aprendidas com frequência e juntos, em um espírito de cooperação e amor.
www.incentivo.org.br 102

Finanças Pessoais: Manter Hábitos Eficazes
Estratégia 7: Personalize seu plano financeiro—descubra o que funciona melhor para você
Estudo de caso:
Bruno e Flávia, noivos se preparando para casar-se no templo, gostaram de fazer o orçamento e desafiar um ao outro com metas financeiras. Porém, na verdade nenhum dos dois sabia mexer bem com os números e não gostaram de utilizar o orçamento com regularidade. Flávia decidiu que iria tentar utilizar uma outra forma de orçamento, decidiu empregar o uso do sistema de envelopes. Com esse sistema ela utilizava um envelope para cada despesa do mês (dízimo, transporte, alimentação, remédio, etc.). No lado de fora de cada envelope, Flávia escreveu a quantidade total da despesas e colocou esse valor de dinheiro dentro do envelope. Ao gastar dinheiro do envelope, ela escreveu no envelope a quantidade tirada. No final de cada mês, Flávia transferiu o saldo do envelope à poupança. Utilizando o mesmo sistema, Bruno também conseguiu controlar o consumo. Esse sistema os ajudou a sacrificar no curto prazo para poder casarse e não ter que depender de seus familiares.
www.incentivo.org.br 103

Finanças Pessoais: Manter Hábitos Eficazes
Estratégia 7: Personalize seu plano financeiro—descubra o que funciona melhor para você
Cada indivíduo e família deve personalizar seu orçamento e metas financeiras para alcançar suas próprias necessidades. Atitudes e relacionamentos novos em relação ao dinheiro devem ser desenvolvidos consistentemente por toda família e casal. Existem muitas formas de fazer o orçamento. Seja criativo. Lembre-se dos básicos de um orçamento, mas não tenha medo de explorar novas ideias e encontrar meios de fazer um orçamento divertido e interessante. Trabalhem juntos para inspirar, motivar, e recompensar todos pelos seus esforços. Comemore quando alcançar as metas!

www.incentivo.org.br

104

Finanças Pessoais: Manter Hábitos Eficazes
Estudo de Caso:
A família Gonçalves, uma família típica de pai, mãe, filho e filha, está passando por uma época difícil na vida. O salário quase não dá para pagar as contas e necessidades da casa. Cada mês sobra apenas R$25 depois de pagar o que tem que pagar. Irmão Gonçalves, um jovem de 28 anos, vive passando de um trabalho a outro e sempre reclama que não pode subir em nenhuma empresa. Como resultado, a irmã Gonçalves teve que voltar ao trabalho para ajudar a comprar o pão de cada dia e pagar a babá que cuida dos filhos quando os dois estão no trabalho. De tão corrida que é a vida dos Gonçalves, eles costumam não seguir nenhum controle nas finanças pessoais da casa e o assunto de dinheiro se tornou um assunto que “não se fala” dentro da casa. A última vez que a família conversou sobre o assunto foi antes de nascer o primeiro filho, há 5 anos atrás.

www.incentivo.org.br

105

Finanças Pessoais: Manter Hábitos Eficazes
Caso de Estudo:
Os Gonçalves começaram a acumular dívidas depois que o irmão Gonçalves ficou desempregado por alguns meses. Nesses meses a família contou com a ajuda do governo e da família e uma conta fiado no mercadinho ao lado de casa. No decorrer dos meses, ficou muito difícil pagar um dízimo integral e aos poucos a família deixou de pagar. Depois de uma reunião familiar em casa, a família decidiu que tinha chegado a hora de buscar conselho do bispo e outras autoridades da igreja. Ajude a família Gonçalves a se estabelecer financeiramente, dando sugestões aprendidas nas 6 palestras. Faça um esboço, alistando os passos que serão necessários para poder manter as finanças estáveis.

www.incentivo.org.br

106

Associação Brasileira Incentivo
Questionário – Avaliação do Aluno
Agora, revise suas respostas no questionário do início do curso antes de responder a estas perguntas. 1. Você acrescentaria mais informação àquelas respostas agora? 2. Mudou de idéia sobre algumas das suas respostas? Se sim, escreva. 3. Agora gostaríamos de saber o que achou do curso. Por favor, comente……. 4. Você sente que o curso lhe deu um entendimento maior sobre dinheiro e como administrá-lo? Pode especificar como? 5. Existem assuntos que você acha que devemos abordar que não foram abordados? 6. Você acha que irá administrar o seu dinheiro de uma forma diferente agora que já fez este curso? 7. Por favor indique uma coisa importante que você aprendeu no curso...
107

www.incentivo.org.br

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful