Cópia não autorizada Cópia impressa

pelo Sistema CENWIN

NORMA MERCOSUR

NM 23:2000
Primera edición 2000-07-15

Cemento portland y otros materiales en polvo - Determinación de la densidad absoluta Cimento portland e outros materiais em pó Determinação da massa específica

Esta Norma anula y reemplaza a la de mismo número del año 1994./ Esta Norma anula e substitui a de mesmo número do ano 1994.

ASOCIACIÓN MERCOSUR DE NORMALIZACIÓN

Número de referencia NM 23:2000

Cópia não autorizada Cópia impressa pelo Sistema CENWIN NM 23:2000 Índice 1 Objeto 2 Definiciones 3 Reactivos 4 Instrumental 5 Preparación de la muestra 6 Procedimiento 7 Resultados 8 Repetibilidad y reproducibilidad Sumário 1 Objetivo 2 Definições 3 Reagentes 4 Aparelhagem 5 Preparação da amostra 6 Procedimento 7 Resultados 8 Repetitividade e reprodutibilidade .

Comitês Setoriais MERCOSUL .Associação MERCOSUL de Normalização . e é integrado pelos Organismos Nacionais de Normalização dos países membros.Determinação da massa específica Esta Norma consiste en la revisión de la NM 23:94.Método de determinación de la densidad absoluta NBR 6474/1984 . Prefácio A AMN .tiene por objeto promover y adoptar las acciones para la armonización y la elaboración de las Normas en el ámbito del Mercado Común del Sur MERCOSUR.Cimento portland e outros materiais em pó .tem por objetivo promover e adotar as ações para a harmonização e a elaboração das Normas no âmbito do Mercado Comum do Sul . Los Proyectos de Norma MERCOSUR. elaborados no âmbito dos CSM. tendo sido feitas apenas alterações de forma para sua publicação como NM 23:2000.Determinação da massa específica Esta Norma consiste na revisão da NM 23:94.Comité Sectorial de Cemento y Hormigón. habiendo sido hechas solamente alteraciones de forma para su publicación como NM 23:2000. y está integrado por los Organismos Nacionales de Normalización de los países miembros. La homologación como Norma MERCOSUR por parte de la Asociación MERCOSUR de Normalización requiere la aprobación por consenso de sus miembros.Comités Sectoriales MERCOSUR .Comitê Setorial de Cimento e Concreto. circulam para votação nacional por intermédio dos Organismos Nacionais de Normalização dos países membros. El texto-base del Proyecto de Revisión de la NM 23:94 fue elaborado por Brasil y tuvo origen en las Normas: NM 23:94 Cemento pórtland . Esta Norma foi elaborada pelo CSM 05 . circulan para votación nacional por intermedio de los Organismos Nacionales de Normalización de los países miembros. A homologação como Norma MERCOSUL por parte da Associação MERCOSUL de Normalização requer a aprovação por consenso de seus membros. . A AMN desenvolve sua atividade de normalização por meio dos CSM . La AMN desarrolla su actividad de normalización por medio de los CSM .Asociación MERCOSUR de Normalización . O texto-base do Projeto de Revisão da Norma MERCOSUL 23:94 foi elaborado pelo Brasil e teve origem nas Normas: NM 23:94 Cimento portland .Cópia não autorizada Cópia impressa pelo Sistema CENWIN NM 23:2000 Prefacio La AMN .Determinação de massa específica NBR 6474/1984 . Esta Norma fue elaborada por el CSM 05 .Cimento portland e outros materiais em pó .criados para campos de ação claramente definidos. Os Projetos de Norma MERCOSUL. elaborados en el ámbito de los CSM.creados para campos de acción claramente definidos.MERCOSUL.

2 Balanza Que permita efectuar pesadas con una precisión de 0.1.3 Recipiente Capaz de conter a quantidade de material cuja massa será determinada.1 Deve ser de vidro de borossilicato com capacidade de aproximadamente 250 cm³ até a marca zero da escala.1 Frasco volumétrico de Le Chatelier (ver figura 1) 4.2 La escala tendrá una graduación que permita lecturas con un error inferior a 0. por meio do frasco volumétrico de Le Chatelier.2 Balança Que permita determinar a massa com resolução de 0. 4.05 cm³.1. 2 Definições 2.01 g. empleando el frasco volumétrico de Le Chatelier. 4.3 A escala deve ser calibrada à temperatura de (20 ± 1) °C.1. 1 Objetivo Esta Norma MERCOSUL estabelece o método de determinação da massa específica de cimento portland e outros materiais em pó. 4.3 Recipiente Capaz de contener la cantidad de material cuya masa será determinada.01 g. 4 Instrumental 4.Cópia não autorizada Cópia impressa pelo Sistema CENWIN NM 23:2000 Cemento portland y otros materiales en polvo Determinación de la densidad absoluta Cimento portland e outros materiais em pó Determinação da massa específica 1 Objeto Esta Norma MERCOSUR establece el método de determinación de la densidad absoluta del cemento pórtland y otros materiales en polvo. 1 .2 A escala deve ter uma graduação que permita leituras com resolução de 0. 3 Reagentes Deve ser utilizado um líquido que não reaja quimicamente com o material e que tenha densidade igual ou superior a 0. libres de agua.1. NOTA: Por ejemplo puede usarse xilol recién preparado.1.3 La escala debe estar calibrada a la temperatura de (20 ± 1) °C. e inferior à dos materiais a serem ensaiados.05 cm3. querosene ou nafta.731 g/cm³ a 15°C. 4. 4.1 massa específica: É a massa da unidade de volume do material. 4.731 g/cm3 a 15°C.1 densidad absoluta: Es la masa de la unidad de volumen del material. 4 Aparelhagem 4. queroseno o nafta. NOTA: Por exemplo. 3 Reactivos Debe utilizarse un líquido que no reaccione químicamente con el material y que tenga una densidad no menor de 0.1 Será de vidrio de borosilicato con una capacidad aproximada de 250 cm3 hasta la marca cero de la escala.1 Frasco volumétrico de Le Chatelier (ver figura 1) 4. livres de água. e inferior a la de los materiales a ensayar. 2 Definiciones 2.1. 4. 4. pode ser utilizado xilol recém preparado.

5°C. durante el ensayo.1). a menos que se constate a presença de corpos estranhos ao material.3 Colocar o frasco no banho de água em posição vertical e mantê-lo submerso durante no mínimo 30 min. La muestra debe permanecer en la sala de ensayos con tal antecedencia que permita la estabilización de su temperatura con la del ambiente. neste caso a amostra deve ser peneirada em peneira com abertura de malha de 150 mm. 4.2 e aproximadamente igual à do ambiente. 6 Procedimiento 6.5 Termómetro El termómetro debe estar graduado de forma de permitir lecturas de hasta 0. A amostra deve permanecer na sala de ensaios com antecedência tal que permita a estabilização de sua temperatura com o ambiente. para equalização das temperaturas dos líquidos do frasco e do banho. A temperatura da água deve ser constante dentro dos limites estabelecidos em 4. 4. 4.1 El embudo que será utilizado para auxiliar en la colocación del líquido en el matraz aforado debe poseer un cuello largo. de manera que el líquido transferido no alcance su extremidad inferior.6.1 Tendrá una altura suficiente para contener los frascos volumétricos sumergidos hasta la graduación 24 cm3.2 La temperatura del baño no debe variar mas que 0.2 El embudo que será utilizado para auxiliar en la colocación del material en ensayo debe tener cuello corto. en cuyo caso se la debe tamizar mediante un tamiz de 150 mm.2 O funil que será utilizado para auxiliar o lançamento do material em ensaio deve ter colo curto.1).4. salvo que se constatare la presencia de cuerpos extraños al material. 4.5°C. de maneira que sua extremidade fique situada no alargamento do colo do frasco.4.6. 4. 4. de maneira que o líquido deslocado não atinja sua extremidade inferior.4 Funis 4.6. con el líquido indicado en 3. com o líquido indicado no item 3.2 Secar o interior do frasco acima do nível do líquido. 6.4.2 y aproximadamente igual a la del ambiente.4.4. La temperatura del agua debe ser constante dentro de los límites establecidos en 4.5°C durante o ensaio. 2 .2 A temperatura do banho não deve variar mais que 0. de manera que su extremidad quede situada en el alargue del cuello del mismo. 6 Procedimento 6. 5 Preparación de la muestra Se debe analizar la muestra como es recibida.4 Embudos 4. hasta un nivel comprendido entre las marcas correspondientes a cero y 1 cm3.5 Termômetro Com resolução melhor ou igual a 0.6 Banho termorregulador 4. 4. até o nível compreendido entre as marcas correspondentes a zero e 1 cm³.5°C. 4.1 Se llena el frasco con el auxilio del embudo de vástago largo (4.2 Se seca el interior del frasco por sobre el nivel del líquido. 6. 4.6 Baño Termorregulador 4.1 Deve ter altura suficiente para conter os frascos volumétricos submersos até a marca de 24 cm³. 6.1 O funil que será utilizado para auxiliar o lançamento do líquido no frasco volumétrico deve possuir gargalo longo.6.6.3 Se coloca el frasco en el baño de agua en posición vertical y se mantiene sumergido durante como mínimo 30 min para la igualación de las temperaturas de los líquidos do matraz y del baño. 4.6. 5 Preparação da amostra A amostra deve ser ensaiada da forma como foi recebida. 6.7 Aparelho automático Que permita obter resultados coincidentes aos obtidos pelo procedimento descrito no item 6.1 Encher o frasco com auxílio do funil de haste longa (4.4.Cópia não autorizada Cópia impressa pelo Sistema CENWIN NM 23:2000 4. 4.7 Aparato automático Que permita obtener resultados iguales a los obtenidos por el procedimiento descripto en 6.

Pode ser utilizado um aparelho vibrador para acelerar a introdução do material em ensaio no frasco. da escala graduada do frasco de “Le Chatelier”. NOTA: No caso de ensaio de cimento portland a massa necessária de material é de aproximadamente 60 g. en gramos. até que não subam borbulhas de ar para a superfície do líquido. 6. en gramos por centímetro cúbico. com o auxílio do funil de haste curta (4. en centímetros cúbicos.6 Introducir el material en pequeñas porciones en el frasco. V1’ e V2’. son los valores corregidos de V1 e V2. 6. con el auxilio del embudo de vástago corto (4.7 Tampar o frasco e girá-lo em posição inclinada. Se puede utilizar un aparato vibrador para acelerar la introducción del material en ensayo en el frasco.4 Se registra la primera lectura (V 1) con aproximación de 0.Cópia não autorizada Cópia impressa pelo Sistema CENWIN NM 23:2000 6. 7. es la masa del material ensayado.01 g.01 g. V. que provoque la transferencia del líquido en el intervalo comprendido entre las marcas de 18 cm3 y 24 cm3. onde: ρ. acima do nível do líquido. 7 Resultados 7.1 cm3. é a massa específica do material ensaiado. em gramas por centímetro cúbico. em gramas.2 El resultado debe ser el valor promedio de por lo menos dos determinaciones que no difieran entre sí mas que 0. por encima del nivel del líquido.3 O resultado deve ser expresso com duas casas decimais. o suavemente en círculos horizontales. m. a partir de la calibración de la escala del frasco volumétrico. teniendo en cuenta para que no ocurra la adherencia del material en las paredes internas del frasco. 6.3 El resultado debe ser expresado con dos cifras decimales. m.5 Tomar uma massa conhecida do material em ensaio. 6.2).4. ou suavemente em círculos horizontais. es la densidad absoluta del material ensayado. 6. con aproximación de 0. V.8 Se registra la lectura final (V2) con aproximación de 0. 6. em centímetros cúbicos. NOTA: En el caso de ensayo de cemento pórtland la masa necesaria de material es de aproximadamente 60 g. é o volume deslocado pela massa do material ensaiado (V2’ . 7. em centímetros cúbicos.8 Registrar a leitura final (V2) com aproximação de 0. é a massa do material ensaiado.V1’). en centímetros cúbicos.7 Se tapa el frasco y se hace girar en posición inclinada. 7. atentando para que não ocorra aderência de material nas paredes internas do frasco.V1’).1 cm3.1 A massa específica do material deve ser calculada pela fórmula seguinte: ρ = m/V donde: ρ.2 O resultado deve ser a média de pelo menos duas determinações que não difiram entre si em mais do que 0. com aproximação de 0. V1’ e V2’.1 cm3.4 Registrar a primeira leitura (V1) com aproximação de 0. 6.6 Introduzir o material em pequenas porções no frasco. de la escala graduada del frasco de “Le Chatelier”. que provoque o deslocamento do líquido no intervalo compreendido entre as marcas de 18 cm3 e 24 cm3.4. 6.01 g/cm3.2).01 g/cm3. hasta que no suban burbujas de aire a la superficie del líquido. es el volumen desplazado por la masa del material ensayado (V2’ . são os valores corrigidos de V1 e V2. respectivamente.5 Tomar una masa conocida del material en ensayo. a partir da calibração da escala do frasco volumétrico. 6. 7. respectivamente.1 La densidad absoluta del material se calcula con la fórmula siguiente: 7 Resultados 7.1 cm3. 3 .

aprox. a 20° 250 cm / Capac. não deve ultrapassar 0.02 g/cm³.Frasco volumétrico de Le Chatelier / Frasco volumétrico de Le Chatelier 4 .03 g/cm³. 8 Repetitividade e reprodutibilidade 8.03 g/cm3. operando em laboratórios diferentes a partir de uma mesma amostra submetida ao ensaio.1 Repetitividade A diferença entre os dois resultados individuais.02 g/cm3. Tapón de vidrio esmerilado / Rolha de vidro esmerilhado Colocar dos marcas de 0.1 cm encima y abajo de 0 / Deve ter 2 graduações de 0.2 Reprodutibilidade A diferença entre dois resultados individuais e independentes. 8. aprox. por um mesmo operador. acima e abaixo de 0 Capac. no debe ser mayor que 0.Cópia não autorizada Cópia impressa pelo Sistema CENWIN NM 23:2000 8 Repetibilidad y reproducibilidad 8. no debe ser mayor que 0. 8. utilizando o mesmo equipamento em curto intervalo de tempo. a 20° 250 cm Obs: dimensiones en mm / Obs: cotas em mm Figura 1 . obtidos a partir de uma mesma amostra submetida ao ensaio.1 Repetibilidad La diferencia entre dos resultados individuales obtenidos a partir de una misma muestra sometida a ensayo. obtenidos a partir de una misma muestra sometida a ensayo por dos operadores en laboratorios diferentes.2 Reproducibilidad La diferencia ente dos resultados individuales e independientes. obtidos por dois operadores. não deve ultrapassar 0.1 cm. por un operador empleando un mismo equipo en un corto intervalo de tiempo.

não se devendo considerar este motivo como causa suficiente de recusa do frasco. 5 . o diâmetro da base. como ser altura total del frasco. etc. NOTA: Podem ser esperadas variações de alguns milímetros nas medidas indicadas.. diámetro de la base.. como a altura total do frasco. etc. no debiéndose considerar este motivo causa suficiente para su rechazo.Cópia não autorizada Cópia impressa pelo Sistema CENWIN NM 23:2000 NOTA: Pueden esperarse variaciones de unos pocos milímetros en las medidas indicadas.

Cópia não autorizada Cópia impressa pelo Sistema CENWIN NM 23:2000 ICS 91. cemento y otros materiales en polvo Palavras chave: massa específica.100.10 Descriptores: densidad absoluta. cimento e outros materiais em pó Número de Páginas: 05 .

Cópia não autorizada Cópia impressa pelo Sistema CENWIN NM 23:2000 NM 23:2000 (Projeto de Norma MERCOSUL 05:01-0423 e posteriormente NM 23:94) Cimento portland e outros materiais em pó .Cimento e Concreto e a Secretaria Técnica do CSM 05 foi exercida pela ABNT. 1997.Método de determinación de la densidad Manual Procedures . por meio do frasco volumétrico de Le Chatelier. O texto-base do Anteprojeto de Norma MERCOSUL 05:01-0423 foi elaborado pela Argentina e do Anteprojeto de Revisão da NM 23:94 foi elaborado pelo Brasil. fazendo parte da primeira etapa de harmonização de normas desse Comitê Setorial. Switzerland.Instituto Argentino de Normalización UNIT . ISO Catalogue1997.Cimento e adições.Associação Brasileira de Normas Técnicas INTN .Standard Test Method for Density of Hydraulic Cement Não existe Norma Internacional a respeito. 2 COMITÊ ESPECIALIZADO Esta Norma foi elaborada pelo SCSM 01 . .Método de ensayo para determinar el peso específico del cemento hidráulico UNIT . Os membros ativos que participaram da elaboração deste documento foram: ABNT .Instituto Uruguaio de Normas Técnicas UNIT 517:1978 Cementos .95 .Determinación de la densidad absoluta INFORME DAS ETAPAS DE ESTUDO 1 INTRODUÇÃO Esta Norma MERCOSUL estabelece o método de determinação da massa específica de cimento portland e outros materiais em pó.Bureau of Reclamation American Society for Testing and Materials ASTM C 188-89 e ASTM C 188 . do CSM 05 . Instituto Argentino de Normalización (IRAM) IRAM 1624:1962 Cemento Pórtland .Cimento Portland e outros materiais em pó .Determinação da massa específica / Cemento portland y otros materiales en polvo .Instituto Uruguaio de Normas Técnicas 3 ANTECEDENTES Associação Brasileira De Normas Técnicas NBR 6474/84 .Método de ensaio.Instituto Nacional de Tecnología y Normalización IRAM . Esta Norma MERCOSUL foi elaborada pelo CSM 05 .Método de determinación de la densidad absoluta Instituto Nacional de Tecnología y Normalización (INTN) NP 53:1971 Cemento .Cimento e Concreto. de acordo com o documento consultado: International Organization for Standardization (ISO).Determinação da massa específica .

o Projeto de Revisão da NM 23:94 foi enviado para votação no âmbito do CSM 05. já traduzido para o idioma português e devidamente adequado ao padrão de apresentação de Normas MERCOSUL. Foi enviado aos organismos de normalização dos países integrantes do MERCOSUL em 20/02/94. para editoração e aprovação como Norma MERCOSUL (NM 23). no âmbito da Comissão de Estudos. a Secretaria Técnica do CSM recebeu parecer do UNIT e do IRAM sobre o Projeto de Revisão. a Secretaria Técnica do Comitê Setorial 05. Antes de vencer o prazo de cinco anos de vigência da Norma. como proposta brasileira. bem como aprovação sem restrições da ABNT (Brasil) e do IRAM (Argentina). que foram aceitas e incorporadas ao texto. que foi enviada para apreciação em 22/09/94. UNIT 517/78. para editoração. tendo origem na Norma IRAM 1624/62.Cópia não autorizada Cópia impressa pelo Sistema CENWIN NM 23:2000 4 CONSIDERAÇÕES O texto-base do Anteprojeto de Norma MERCOSUL 05:01-0423 foi elaborado pela Argentina. NP 53/71 e ASTM C 188/89. elaborou um texto-base para revisão da NM 23:94 e o enviou aos Organismos Nacionais de Normalização dos Países Membros do MERCOSUL. aprovação final e publicação como NM 23:2000 em fevereiro/2000. conforme determina o Procedimento para Elaboração de Normas MERCOSUL. encerrado em 15/04/99. tendo sido introduzidas diversas modificações resultantes de consultas às Normas: NBR 6474/84. que tendo sido aceitas geraram sua segunda versão. . em apreciação. O Projeto de Norma MERCOSUL 05:01-0423. foi submetido a votação no âmbito do CSM 05 no período de 18/10/94 a 18/11/94. O Projeto foi finalmente enviado à AMN. Na etapa de apreciação. recebendo votos de aprovação com sugestões de forma do UNIT (Uruguai). no período de 01/07/99 a 30/09/99. exercida pela ABNT. As sugestões recebidas na etapa de votação do Projeto foram analisadas e aceitas em reunião realizada pelo CSM 05. Apenas o UNIT enviou sugestões à segunda versão deste Anteprojeto. para apreciação no âmbito da Comissão de Estudos MERCOSUL. Durante o período de três meses de apreciação. a primeira versão do Anteprojeto 05:01-0423 recebeu sugestões da ABNT e do UNIT. Após a necessária troca de correspondências para definição dos aspectos finais do texto. em novembro/94. recebendo voto de aprovação com sugestões da ABNT (Brasil) e voto de aprovação sem restrições do IRAM (Argentina). O Projeto foi finalmente enviado à AMN. O INTN (Paraguai) absteve-se de votar. com representantes dos Organismos de Normalização dos quatro países. conforme determina o Procedimento para Elaboração de Normas MERCOSUL. O INTN (Paraguai) e o UNIT (Uruguai) abstiveram-se de votar.