FASCITE PLANTAR

Fasceíte plantar (FP) causa dor e rigidez no arco calcanhar e medial da superfície plantar do pé e pode interferir consideravelmente com as atividades da vida diária. 1 ,2 É comum na comunidade e prevalente entre aqueles que participam em esportes em execução. 3HR Osborne e GT Allison, 2006.
Fasceíte plantar é uma anomalia degenerativa da fáscia plantar, que afeta até 10% da população em geral.
10,11

Encurtamento causada por mudanças na matriz de colágeno da Encurtamento da fáscia plantar leva a tração óssea crônica

fáscia plantar é a base fisiopatológica da doença, que evolui para incluir dor e alterações funcionais da marcha.
1,3,12-14

no calcanhar e formação de esporões Júlia Maria D'Andréa Greve, Marcus Vinicius Grecco, Paulo Roberto Santos-Silva, 2009. FASCIÍTES PLANTARES A dor na borda medial do retropé se associa com forças de tração na fáscia plantar e, provavelmente, também se relaciona a microtraumas na origem dessa estrutura (4-5) . Com o espessamento causado pela alteração, pode ocorrer compressão dos nervos periféricos que, anatomicamente, são vulneráveis, principalmente, o nervo para o abdutor do quinto dedo, ramo do nervo tibial posterior ou do plantar lateral (6) . É classicamente descrita como reação infl amatória localizada, porém alguns trabalhos sugerem que se trata mais de uma afecção degenerativa da fáscia plantar (7) . É discutível a participação da exostose inferior do calcâneo (esporão do calcâneo) na fisiopatologia da fasciíte plantar, pois o esporão inferior do calcâneo se localiza na origem dos músculos flexores curtos do pé e não na área anatômica da origem da fáscia plantar (8-9) . A incidência dessa variante na população é de 13,2%, e apenas 5,2% dos portadores do esporão têm história de dores no calcanhar

pode estar presente na dor subcalcaneana. A palpação provoca dor na origem da fáscia plantar ou na sua porção média. na face plantar do calcâneo. o pé cavo aumenta a pressão na tuberosidade inferior do calcâneo. como uma facada. DIAGNÓSTICO História O paciente tipicamente se queixa de uma dor aguda. médio-tarsal e metatarsofalangeanas devem ser pesquisadas. O alinhamento dos membros inferiores e a mobilidade das articulações do quadril. mas deve ser considerado no contexto da síndrome. 2008. porém melhora com o exercício. portanto.O esporão.(10) . Marcelo Pires Prado. podendo piorar após período de maior atividade (11) . que. Porém. EXAME FÍSICO O pé plano valgo pode favorecer o aparecimento da fasciíte plantar. tornozelo. é pior ao apoio durante os primeiros passos ao acordar ou após períodos mais prolongados de repouso. subtalar. principalmente quando há indicação cirúrgica. bem como pelo exame neurológico dos pés. podendo também favorecer esta ocorrência. joelho. sendo característica logo ao dar o primeiro apoio pela manhã. Deve-se avaliar o túnel tarsal por meio da palpação e percussão da topografi a dos nervos póstero-mediais do tornozelo. geralmente. pois aumenta a solicitação mecânica nessa estrutura. . A dor é intensa no início da atividade.