O que é TOGAF ?

O The Open Group Architecture Framework (TOGAF) é um framework – um método detalhado e um conjunto de ferramentas de apoio – para o desenvolvimento de uma arquitetura corporativa. Ele pode ser usado livremente por qualquer organização que pretenda desenvolver uma arquitetura corporativa para uso dentro dessa organização. TOGAF foi desenvolvido pelos membros do Open Group, que trabalha no âmbito do Fórum de Arquitetura (www.opengroup.org) O desenvolvimento inicial do TOGAF Versão 1, em 1995, foi baseado no Technical Architecture Framework for Information Management (TAFIM), desenvolvido pelo Departamento USA de Defesa (DoD). O DoD deu ao Open Group permissão explícita e incentivo para criar o TOGAF, com base no TAFIM, que em si foi o resultado de muitos anos de esforço de desenvolvimento e muitos milhões de dólares de investimento do Governo Americano. A partir dessa base sólida, os membros do Open Group Architecture Forum desenvolveram versões sucessivas do TOGAF cada ano e publicadas no site público do Open Group. Perguntas freqüentes: O que é um framework de arquitetura? Que tipo de arquitetura “está falando”? Que beneficio minha organização tem ao utilizar o TOGAF? Perguntas frequentes O que é corporativo? … Uma boa definição de “corporativo”, neste contexto, é uma coleção de organizações que tem um conjunto de metas e / ou single bottom line. Nesse sentido, uma organização pode ser uma agência governamental, uma corporação inteira, uma divisão de uma corporação, um único departamento, ou uma cadeia de organizações geograficamente distantes unidas pela posse comum. O termo “corporativo” no âmbito da “arquitetura corporativa” pode ser usado para designar tanto a empresa inteira, englobando todos os seus sistemas de informação e um domínio específico dentro da empresa. Em ambos os casos, a arquitetura de crosses multiple systems e vários grupos funcionais dentro da empresa. A confusão também surge da natureza evolutiva do termo “corporativo”. Uma empresa hoje freqüentemente inclui parceiros, fornecedores e clientes. Se o objetivo é integrar uma empresa, a empresa dispõe de parceiros, fornecedores e clientes, bem como unidades de negócio interno. Nota: Conceito de Extended Enterprise representa uma evolução nos negócios corporativos que supera o que há de mais novo em termos de tecnologia e gestão, como o comércio eletrônico, a automação da força de vendas e o gerenciamento do relacionamento com os clientes (CRM).

… uma descrição de arquitetura? … Uma descrição de arquitetura é uma descrição formal de um sistema de informação. pode haver projetos de arquitetura sendo tratado em separado. suas relações uns com os outros e o ambiente e os princípios que regem a sua concepção e evolução. e sistemas desenvolvidos. desenhos e base de dados. No entanto. Uma descrição formal de um sistema.” Até o momento o TOGAF abraça. . bem como os princípios e diretrizes que regem seu projeto e evolução ao longo do tempo No TOGAF nós nos esforçamos para encontrar um equilíbrio entre a promoção dos conceitos e da terminologia da ANSI/IEEE Std 1471-2000 – garantir que o uso de termos definidos pela ANSI/IEEE Std 1471-2000 é consistente com o padrão – e mantendo a terminologia comumente aceita que é familiar à maioria dos leitores do TOGAF. … um framework de arquitetura? … Um framework de arquitetura é uma ferramenta que pode ser usada para o desenvolvimento de uma ampla gama de arquiteturas diferentes. Ela deve conter um conjunto de ferramentas e fornecer um vocabulário comum. Ela define os componentes ou blocos que compõem o sistema de informação global e prevê um plano de quais produtos podem ser adquiridos. Deve descrever um método para projetar um sistema de informação em termos de um conjunto de blocos de construção e para mostrar como os blocos se encaixam. Este. um framework comum pode fornecer uma base para o desenvolvimento de um repositório para a arquitetura de integração e reutilização de modelos. A estrutura dos componentes. torna um bem sensível para uma estratégia de negócio bem sucedida. “arquitetura” tem dois significados. por sua vez. portanto. organizada em uma forma que suporta o raciocínio sobre as propriedades estruturais do sistema. que irão trabalhar juntos para implementar o sistema. fornecendo a tecnologia e a estrutura fundamental para o processo de uma estratégia de TI. … arquitetura? … A definição de uma arquitetura dada pela norma ANSI/IEEE Std 1471-2000 é: “A organização fundamental de um sistema com seus componentes incorporados. mas não estritamente a terminologia da ANSI/IEEE Std 14712000. dependendo do seu contexto: 1. ou um plano detalhado do sistema em nível de componente para orientar a sua execução 2. muitas vezes há muito em comum sobre os sistemas de informação de cada empresa e geralmente há um grande potencial de ganho na utilização de um framework de arquitetura comum. Porque eu preciso de uma arquitetura corporativa? A principal razão para o desenvolvimento de uma arquitetura corporativa é apoiar os negócios. Deve incluir também uma lista de normas recomendadas e produtos compatíveis que podem ser usados para implementar os blocos do sistema de informação. Por exemplo. permite-lhe gerir o seu investimento global de TI de uma forma que atenda as necessidades do seu negócio. No TOGAF.As grandes corporações e agências governamentais podem incluir múltiplas empresas e. suas inter-relações. Assim.

garantir uma cobertura mais completa da solução desenhada. . simples e baratos: Decisões de compra são mais simples. suporte e manutenção Aumento da portabilidade das aplicações Melhoria da interoperabilidade e mais fácil gerenciamento do sistema e rede Melhor capacidade de tratamento das questões críticas de toda a empresa. Nesse ponto. comprar ou de out-source de soluções de TI Redução do risco global de novos investimentos e os custos de propriedade de TI Contratos mais rápidos. não importa quão aparentemente “aberto” um único fornecedor de produtos pode ser em termos de aderência aos padrões. e em um projeto heterogêneo. Uma arquitetura corporativa atende a essa necessidade. a fim de garantir uma solução integrada. Ao mesmo tempo. As vantagens técnicas que resultam de uma boa arquitetura corporativa trazem importantes benefícios para as empresas. Projeto de arquitetura é um processo tecnicamente complexo. e ter certeza de que a arquitetura selecionada permite um crescimento futuro. com vários fornecedores de sistemas abertos. Ele permite que as unidades de negócios individuais a inovar em segurança na sua busca de vantagem competitiva. que não investem em arquitetura corporativa normalmente encontram-se inexoravelmente empurrado para soluções de fornecedor único. O processo de aquisição é mais rápido – maximização na velocidade de contratação e flexibilidade sem sacrificar a coerência arquitetônica Porque eu preciso de um framework de arquitetura corporativa? Usando uma estrutura de arquitetura vai acelerar e simplificar o desenvolvimento de arquitetura.CEOs de hoje sabem que a gestão eficaz e exploração da informação através de TI é a chave para o sucesso empresarial e os meios indispensáveis para alcançar vantagem competitiva. TOGAF desempenha um papel importante para ajudar a “desmistificar” o processo de desenvolvimento da arquitetura. permitindo o mais próximo possível sinergia em toda a empresa. assegura as necessidades da organização de uma estratégia integrada de TI. permitindo que usuários de TI possam construir soluções verdadeiramente abertas baseadas em sistemas que atendam às suas necessidades dos negócios. o cliente será incapaz de perceber os benefícios potenciais de ter seu ambiente verdadeiramente heterogêneo. uma boa arquitetura corporativa permite-lhe alcançar o justo equilíbrio entre a eficiência de TI e inovação empresarial. fornecendo um contexto estratégico para a evolução do sistema em resposta às necessidades em constante mudança do ambiente de negócios. que são claramente visíveis na linha de fundo (bottom line):  o o o o o  o o o o  o o Uma operação de TI mais eficiente: Baixo custo de desenvolvimento de software. Além disso. porque a informação que regem os contratos está prontamente disponível em um plano coerente. como a segurança Mais fácil upgrade e troca de componentes de sistemas Melhor retorno sobre o investimento existente e redução do risco de investimento futuro: Redução da complexidade da infraestrutura de TI Máximo retorno sobre o investimento em infraestrutura de TI Flexibilidade de fazer. Porque isso é importante? Os clientes de TI. as arquiteturas de múltiplos fornecedores são particularmente complexas. em resposta às necessidades do negócio.

organização ou projeto para empreender o planejamento. a concepção e implementação de uma arquitetura corporativa para o suporte de aplicativos de negócios de missão crítica. O que é o TOGAF? TOGAF – The Open Group Architecture Framework é um framework. . organização e processos de negócio-chave. Ele permite a você criar. O papel do arquiteto é a resposta a estas preocupações. comunicações. processamento. Essas pessoas são geralmente referidas como os “interessados/stakeholders” no sistema. redes. Que tipo de arquitetura lida com o TOGAF? Existem quatro tipos de arquitetura que são comumente aceitas como subconjuntos de uma arquitetura global da empresa. e permite que os benefícios dos sistemas abertos sejam revertidos a favor de suas organizações com o risco reduzido. Clientes que projetam e implementam arquiteturas empresariais usando TOGAF é assegurado um projeto e uma especificação de contratos que facilita muito a implementação dos sistemas abertos. através da identificação e refinamento dos requisitos dos interessados. Arquitetura de Tecnologia – descreve o software lógico e as capacidades de hardware que são necessários para apoiar a implantação de negócios.O que especificamente levam-me a desenvolver uma arquitetura? Normalmente. uma arquitetura é desenvolvida. utilizando sistemas abertos de blocos de construção. Isso inclui infraestrutura. Sem a arquitetura. etc. A chave para o TOGAF é o Architecture Development Method (ADM) – um método confiável e comprovado para o desenvolvimento de uma arquitetura de TI da empresa que atenda às necessidades do seu negócio. Arquitetura de Dados – descreve a estrutura de ativos físicos e lógicos de uma organização de dados e recursos de gerenciamento de dados. Quem pode se beneficiar do uso do TOGAF? Qualquer empresa. normas. Arquitetura de Aplicações – este tipo de arquitetura fornece um modelo para os sistemas de aplicação individual a ser implantado. suas interações e suas relações com os processos “core” de negocio da organização. dados e serviços de aplicativos. middleware. porque as pessoas têm preocupações fundamentais que precisam ser tratadas pelos sistemas de TI dentro da organização. apresentar a visão do desenvolvimento da arquitetura de forma a mostrar como as preocupações e as necessidades vão ser abordadas e mostrando o trade-offs que serão feitos em conciliar os interesses potencialmente conflitantes das diferentes partes interessadas. que o TOGAF é projetado para suportar: Arquitetura de Negócio (ou Processos de Negócio) – define a estratégia empresarial. governança. é altamente improvável que todas as preocupações e exigências serão consideradas e respeitadas. avaliar e construir a arquitetura correta para sua organização.

Estrutura do Documento TOGAF Quatro partes principais do documento TOGAF: PARTE I – Introdução Esta parte apresenta uma introdução de alto nível para alguns dos conceitos chave por trás da arquitetura corporativa e em particular a abordagem TOGAF. A Continum Enterprise. PARTE II – ADM (Architecture Development Method) . O TOGAF Resource Base. TOGAF oferece dois modelos de referência para inclusão: 1. O ADM prove: o Uma maneira confiável e comprovada do desenvolvimento da arquitetura o Visão da arquitetura que permitem que ao arquiteto garantir que um conjunto complexo de condições são tratadas de forma adequada o Links para estudos de casos práticos o Orientações sobre ferramentas para o desenvolvimento da arquitetura 2. 2. para ajudar o arquiteto a utilização do ADM. que a empresa considera disponível para o desenvolvimento de arquiteturas. etc. que é um banco de dados de padrões abertos da indústria que podem ser usados para definir os serviços particulares e outros componentes de uma arquitetura corporativa especifica 1. 3. que explica como derivar uma arquitetura corporativa especifica que atenda aos requisitos do negócio. O TOGAF Architecture Development Method (ADM). inclui:   O TOGAF Technical Reference Model (TRM). TOGAF é composto por três partes fundamentais: 1. etc. que é um repositório “virtual” de todos os ativos de arquitetura – de modelos. antecedentes. que é um conjunto de recursos – diretrizes. modelos. O TOGAF Resource Base. para ajudar o arquiteto a utilização do ADM. antecedentes. que é um conjunto de recursos – diretrizes. Em lugares pertinentes em toda a ADM TOGAF. O TOGAF Foundation Architecture – uma arquitetura de serviços gerais e funções que fornece o fundamento em que arquiteturas especificas e Architecture Building Blocks (ABBs) pode ser construída. padrões. O Foundation Architecture por sua vez. há lembretes para considerar que ativos de arquitetura o arquiteto deve usar. etc. A Integrated Information Infrastructure Reference Model (III-RM) baseia-se na TOGAF Foundation Architecture e é especificamente destinado a ajudar o projeto de arquiteturas que permitem apoiar a visão do fluxo de informação sem fronteiras..O que especificamente TOGAF contém? TOGAF fornece um senso comum. prático. descrições de arquitetura. se existirem. – que existem tanto dentro da empresa como no setor de TI em geral.. prudente e eficaz método de desenvolvimento de uma arquitetura corporativa. que fornece um modelo e taxonomia de plataforma de serviços genérica O TOGAF Standards Information Base (SIB). modelos.

Nota: Traduzido e Adaptado do TOGAF© Versão 9 “Enterprise Edition” TOGAF © é uma marcar registrada pertecente ao OPEN GROUP“ . e o Integrated Information Infrastructure Reference Model (III-RM).Este é o core do TOGAF. que inclui o TOGAF Foundation Architecture. Ela descreve o TOGAF Architecture Development Method (ADM) – uma abordagem passo-a-passo para o desenvolvimento de uma arquitetura corporativa. PARTE III – Enterprise Continuum Esta parte descreve o TOGAF Enterprise Continuum. um repositório virtual de ativos de arquitetura. PART IV – Recursos Esta parte compreende o TOGAF Resource Base – um conjunto de ferramentas e técnicas disponíveis para uso na aplicação TOGAF e no TOGAF ADM.